4. SITES DE REFERÊNCIA 4.1. ENTIDADES SECTORIAIS. AACS Alta Autoridade para a Comunicação Social

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "4. SITES DE REFERÊNCIA 4.1. ENTIDADES SECTORIAIS. AACS Alta Autoridade para a Comunicação Social http://www.aacs.pt"

Transcrição

1 SITES DE REFERÊNCIA

2 4. SITES DE REFERÊNCIA 4.1. ENTIDADES SECTORIAIS AACS Alta Autoridade para a Comunicação Social Banco de Portugal CMVM Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários CNPD Comissão Nacional de Protecção de Dados Comissão de Aplicação de Coimas em Matéria Económica e de Publicidade (Ministério da Economia) ERSE Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos ICS Instituto da Comunicação Social Inspecção-Geral das Actividades Culturais Inspecção-Geral das Actividades Económicas Instituto do Consumidor ISP Instituto de Seguros de Portugal 294

3 4.2. ENTIDADES DE SUPERVISÃO DE OUTROS ESTADOS-MEMBROS DA UNIÃO EUROPEIA ALEMANHA Bundesministerium für Wirtschaft und Arbeit (Ministério da Economia e do Trabalho) ÁUSTRIA Bundesministerium für Justiz (Ministério da Justiça) Bundesministerium für Wirtschaft und Arbeit (Ministério da Economia e do Trabalho) Bundesministerium für Verkehr, Innovation und Technologie (Ministério dos Transportes, Inovação e Tecnologia) REINO UNIDO The Department of Trade and Industry (Departamento do Comércio e da Indústria) _0031ec.html ESPANHA Ministerio de Ciencia y Tecnología (Ministério da Ciência e da Tecnologia) FINLÂNDIA Consumer Agency et Ombudsman (Agência de Defesa dos Consumidores) 295 O COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL_O QUADRO LEGAL E O NEGÓCIO

4 Finnish Communications Regulatory Authority (FICORA) (Autoridade Reguladora Finlandesa das Comunicações) IRLANDA Department of Enterprise, Trade and Employment (Departamento da Empresa, Comércio e Trabalho) Office of the Director of Consumer Affairs (Gabinete do Director para a Defesa dos Consumidores) ENTIDADES DE SUPERVISÃO DE OUTROS ESTADOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA Advisory Commission on Electronic Commerce (Comissão Consultiva para o Comércio Electrónico) Department of Commerce (Departamento do Comércio) Federal Trade Commission (Comissão Federal para o Comércio) ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS CIC Câmara Internacional do Comércio GBDE Global Business Dialogue on Electronic Commerce OCDE Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económicos 296

5 OMC Organização Mundial do Comércio UNCITRAL United Nations Commission on International Trade Law UNCTAD United Nations Conference on Trade and Development WIPO World Intellectual Property Organization OUTROS LINKS (PORTUGUESES) OBERCOM Observatório da Comunicação POSI Programa Operacional Sociedade da Informação SPI Sociedade Portuguesa de Inovação UMIC Unidade de Missão Inovação e Conhecimento Associação do Comércio Electrónico de Portugal Associação Portuguesa de Direito do Consumo Associação Portuguesa de Direito Intelectual APDC Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações APEDI Associação Portuguesa para o Desenvolvimento do Comércio Electrónico e do EDI 297 O COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL_O QUADRO LEGAL E O NEGÓCIO

6 4.6. OUTROS LINKS (UNIÃO EUROPEIA) European Commission The Information Society Website European Commission E-Business: Information and Communication Technology, Industries and Services EITO European Information Technology Observatory EuroISPA European Internet Services Providers Association The European e-business Market Watch The European Regulators Group The ebusiness legal portal ebusinesslex.net TRIS Technical Regulations Information System OUTROS LINKS (INTERNACIONAIS) ERA Electronic Retailing Association ITU The International Telecommunication Union U.S. Census Bureau 298

A DGAE e a Política de Inovação

A DGAE e a Política de Inovação A DGAE e a Política de Inovação Seminário A Criatividade e a Inovação como Factores de Competitividade e Desenvolvimento Sustentável APOCEEP, 9 de Julho de 2009 José António Feu Director do Serviço para

Leia mais

Laureate Discover Visão Geral do Projeto - Informação detalhada. Nina Myers Program Manager

Laureate Discover Visão Geral do Projeto - Informação detalhada. Nina Myers Program Manager Laureate Discover Visão Geral do Projeto - Informação detalhada Nina Myers Program Manager Que é Laureate Discover? Um repositório de recursos acadêmicos disponíveis para as instituições da rede Laureate

Leia mais

A Missão da CCILC. Desenvolvimento de redes de contactos de negócio entre Portugal, a China, a Europa e os Países de Língua Portuguesa

A Missão da CCILC. Desenvolvimento de redes de contactos de negócio entre Portugal, a China, a Europa e os Países de Língua Portuguesa A CCILC Criada em 1978, foi a primeira instituição que, de um modo sistemático, auxiliou ao desenvolvimento do relacionamento económico e comercial entre Portugal e a China. Conta com associados e parceiros

Leia mais

Um sistema de observação de qualidade: as TIC nas empresas

Um sistema de observação de qualidade: as TIC nas empresas FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO SEMINÁRIO QUALIDADE E EXCELÊNCIA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Um sistema de observação de qualidade: as TIC nas empresas Nuno Rodrigues Observatório da Sociedade

Leia mais

Periódicos eletrônicos especializados em Propriedade Intelectual e Inovação 113 títulos, com acesso aos textos integrais

Periódicos eletrônicos especializados em Propriedade Intelectual e Inovação 113 títulos, com acesso aos textos integrais Periódicos eletrônicos especializados em Propriedade Intelectual e Inovação 113 títulos, com acesso aos textos integrais Diretoria de Cooperação para o Desenvolvimento DICOD Centro de Disseminação da Informação

Leia mais

www.ideaue.uevora.pt

www.ideaue.uevora.pt Ide@UE Propriedade industrial e intelectual EPO - European Patent Office http://www.european-patent-office.org/ GAPI FLM-UE - Gabinete Apoio à Propriedade Intelectual Fundação Luís de Molina /Universidade

Leia mais

CV RESUMIDO DE LUÍS VALADARES TAVARES

CV RESUMIDO DE LUÍS VALADARES TAVARES CV RESUMIDO DE LUÍS VALADARES TAVARES Professor Catedrático do IST de Investigação Operacional e Engenharia de Sistemas Área Científica: Sistemas e Gestão I Dados Pessoais Nasceu em Lisboa, a 28/03/1946

Leia mais

NEGÓCIOS INTERNACIONAIS

NEGÓCIOS INTERNACIONAIS NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Programa Prof. João Pedro Couto Objectivos Esta disciplina tem como finalidade fornecer aos alunos um conjunto de elementos que permitam aos mesmos, utilizando uma lógica de raciocínio

Leia mais

25 parceiros em rede

25 parceiros em rede CAAST-NET PLUS: EU-Africa knowledge and network support to HLPD Cooperaçãoeminvestigaçãoe inovaçãoentre África sub-sariana e Europa Maria Maia, FCT, Portugal caast-net-plus.org CAAST-Net Plusé um projeto

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMÉRCIO ELECTRÓNICO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMÉRCIO ELECTRÓNICO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular COMÉRCIO ELECTRÓNICO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Marketing e Publicidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Mercados informação global

Mercados informação global Mercados informação global Japão Informações e Endereços Úteis Março 2013 Índice Mapa Geográfico 3 Informações Úteis 4 Endereços Diversos 5 2 3 Informações Úteis Formalidades na Entrada Passaporte: Qualquer

Leia mais

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015 Missão Empresarial EUA Flórida 21 a 26 de Março 2015 Apoiamos empresas a ter sucesso nos mercados internacionais Sobre nós Na Market Access prestamos serviços de apoio à exportação e internacionalização.

Leia mais

As TIC e o E-bussiness como alavanca dos Processos de Negócio Luis Borges Gouveia- lmbg@ufp.pt. Sumário executivo

As TIC e o E-bussiness como alavanca dos Processos de Negócio Luis Borges Gouveia- lmbg@ufp.pt. Sumário executivo As TIC e o E-bussiness como alavanca dos Processos de Negócio Luis Borges Gouveia- lmbg@ufp.pt Sumário executivo O Negócio Electrónico está associado com o uso intensivo de tecnologias de informação e

Leia mais

Maio. Office Of Energy Efficiency and Renewable Energy U.S. Energy Department (DOE) Washington, DC

Maio. Office Of Energy Efficiency and Renewable Energy U.S. Energy Department (DOE) Washington, DC Dia Nome do Evento Realizador Local Maio 03 ACORE U.S.-China Renewable Energy Industry Forum American Council On Renewable Energy (ACORE) Washington, DC 04 CEO Leadership Series Luncheon Featuring U.S.

Leia mais

III SINGEP II S2IS UNINOVE

III SINGEP II S2IS UNINOVE III SINGEP II S2IS UNINOVE Painel Temático: Tendências em Inovação e Projetos Maria Celeste Reis Lobo de Vasconcelos celestevasconcelos@fpl.edu.br Contexto A inovação é uma grande força para o progresso

Leia mais

CURRICULUM VITAE CARLOS DE LUCENA E VASCONCELLOS CRUZ

CURRICULUM VITAE CARLOS DE LUCENA E VASCONCELLOS CRUZ CURRICULUM VITAE CARLOS DE LUCENA E VASCONCELLOS CRUZ Abril 2006 DADOS PESSOAIS Carlos de Lucena e Vasconcellos Cruz Data de Nascimento: 12 Setembro 1957 Lisboa, Portugal Nacionalidade: Portuguesa Estado

Leia mais

O PAPEL DAS INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS NA INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS E DE BASE TECNOLÓGICA. Sara Paulina de Oliveira Monteiro

O PAPEL DAS INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS NA INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS E DE BASE TECNOLÓGICA. Sara Paulina de Oliveira Monteiro O PAPEL DAS INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS NA INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS E DE BASE TECNOLÓGICA Sara Paulina de Oliveira Monteiro Coordenadora do IPNTecBIS- Instituto Pedro Nunes Diretora

Leia mais

Enterprise Europe Network Serviços de Apoio a PMEs

Enterprise Europe Network Serviços de Apoio a PMEs Enterprise Europe Network Serviços de Apoio a PMEs European Commission Enterprise and Industry A União Europeia e as suas grandes oportunidades Acesso a um mercado interno de 450 miliões de consumidores

Leia mais

TRATADO DE LISBOA EM POUCAS

TRATADO DE LISBOA EM POUCAS EM POUCAS PALAVRAS OS PRIMEIROS PASSOS DATA/LOCAL DE ASSINATURA E ENTRADA EM VIGOR PRINCIPAIS MENSAGENS QUIZ 10 PERGUNTAS E RESPOSTAS OS PRIMEIROS PASSOS No século XX depois das Guerras No século XX, depois

Leia mais

Maria da Conceição Gonçalves Costa

Maria da Conceição Gonçalves Costa Maria da Conceição Gonçalves Costa Identificação pessoal Conceição Costa tem um Master of Arts in Business Communication and Public Relations pela European University (equivalência a grau de mestre pela

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

Investir em Angola Perspectiva de um Banco Alemão. 5º Fórum Económico Alemão-Angolano, Luanda, Junho 2013

Investir em Angola Perspectiva de um Banco Alemão. 5º Fórum Económico Alemão-Angolano, Luanda, Junho 2013 Investir em Angola Perspectiva de um Banco Alemão Commerzbank AG Commerzbank: 1.00 agências, 50 países, 14 milhões clientes particulares, 1 milhão clientes empresas e institucionais, 59.100 colaboradores

Leia mais

Membro do Conselho de Administração da ANACOM

Membro do Conselho de Administração da ANACOM PROGRAMA PROVISÓRIO 7 OUTUBRO 2009* 9:00-9:15 SESSÃO DE BOAS VINDAS Membro do Conselho de Administração da ANACOM 9:15-9:30 OBSERVAÇÕES DO SECRETARIADO DO LAP/OBSERVAÇÕES DA CNSA SHAUNDRA WATSON, Consultora

Leia mais

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O que você sabe sobre a Suíça? Roger Federer Chocolates Relógios de luxo 2 O que você também deve saber Hotspot para Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia 12.3.2003 L 68/1. (Actos cuja publicação não é uma condição da sua aplicabilidade) COMISSÃO. DECISÃO N.

Jornal Oficial da União Europeia 12.3.2003 L 68/1. (Actos cuja publicação não é uma condição da sua aplicabilidade) COMISSÃO. DECISÃO N. 12.3.2003 L 68/1 II (Actos cuja publicação não é uma condição da sua aplicabilidade) COMISSÃO DECISÃO N. o 2/2002 de 8 de Janeiro de 2003 do Comité instituído pelo Acordo sobre Reconhecimento Mútuo em

Leia mais

Uma Rede Europeia ao Serviço das Empresas Vanda Narciso IAPMEI. Inovação PME ATEC, 18 de Janeiro 2011. European Commission Enterprise and Industry

Uma Rede Europeia ao Serviço das Empresas Vanda Narciso IAPMEI. Inovação PME ATEC, 18 de Janeiro 2011. European Commission Enterprise and Industry Uma Rede Europeia ao Serviço das Empresas Vanda Narciso IAPMEI Inovação PME ATEC, 18 de Janeiro 2011 European Commission Enterprise and Industry Quem somos? A maior rede de apoio às empresas e à inovação;

Leia mais

Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital

Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital U. Lusófona, 11 Jul 2009 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia

Leia mais

CRIANDO UM AMBIENTE MAIS FAVORÁVEL A NEGÓCIOS NO BRASIL. Instituições do Trabalho

CRIANDO UM AMBIENTE MAIS FAVORÁVEL A NEGÓCIOS NO BRASIL. Instituições do Trabalho CRIANDO UM AMBIENTE MAIS FAVORÁVEL A NEGÓCIOS NO BRASIL Instituições do Trabalho Projeto realizado em parceria com a Confederação Britânica da Indústria CBI e o Governo Britânico, financiado pelo Fundo

Leia mais

UNCTAD NOTA À IMPRENSA. RESTRIÇÃO O conteúdo deste Relatório não poderá ser divulgado antes das 17 horas do GMT de 18 de setembro de 2001

UNCTAD NOTA À IMPRENSA. RESTRIÇÃO O conteúdo deste Relatório não poderá ser divulgado antes das 17 horas do GMT de 18 de setembro de 2001 TRADUÇAO NÃO OFICIAL UNCTAD NOTA À IMPRENSA RESTRIÇÃO O conteúdo deste Relatório não poderá ser divulgado antes das 17 horas do GMT de 18 de setembro de 2001 (13 horas de Nova York, 19 horas de Genebra,

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Maria Luísa Perdigão Abrantes

CURRICULUM VITAE. Maria Luísa Perdigão Abrantes CURRICULUM VITAE Maria Luísa Perdigão Abrantes CURRICULUM VITAE MARIA LUISA PERDIGÃO ABRANTES 6210 Homespun Lane, Falls Church, VA. 22044, USA Tel:(1-571) 434 7861 Fax: (1-202) 962 0381 E-mail: milinvest@starpower.net

Leia mais

Transferência de Tecnologia

Transferência de Tecnologia Transferência de Tecnologia Programa de Capacitação em Valorização de Tecnologias Vigilância Tecnológica Aveiro, 4 de Novembro de 2014 Pedro Soutinho, INOVA+ pedro.soutinho@inovamais.pt Vigilância Tecnológica

Leia mais

segurança/saúde e acessibilidade);. Todas as empresas envolvidas apresentam iniciativas que abrangem pelo menos dois dos pilares: social e ambiental. Isto demonstra que as iniciativas a nível ambiental

Leia mais

C U R R I C U L U M V I T A E JOSÉ DE OLIVEIRA ASCENSÃO. Professor catedrático da Faculdade de Direito de Lisboa

C U R R I C U L U M V I T A E JOSÉ DE OLIVEIRA ASCENSÃO. Professor catedrático da Faculdade de Direito de Lisboa PROF. DOUTOR J. OLIVEIRA ASCENSÃO C U R R I C U L U M V I T A E DE JOSÉ DE OLIVEIRA ASCENSÃO Professor catedrático da Faculdade de Direito de Lisboa PROF. DOUTOR J. OLIVEIRA ASCENSÃO 2 1. Dados Pessoais

Leia mais

Procedimento para a verificação de verificadores CELE estrangeiros para o sector da aviação SQ.C.p1.2.04

Procedimento para a verificação de verificadores CELE estrangeiros para o sector da aviação SQ.C.p1.2.04 Procedimento para a verificação de verificadores CELE estrangeiros para o sector da aviação SQ.C.p1.2.04 Índice 1. Objectivo 2. Documentos de referência 3. Reconhecimento de acreditação 4. Avaliação da

Leia mais

AMCHAM e a Internacionalização de empresas

AMCHAM e a Internacionalização de empresas Defensores da livre iniciativa Representatividade multisetorial e nacional Amplo e diferenciado conteúdo Estabelecer a competitividade de longo prazo Fortalecimento dos canais de influência AMCHAM e a

Leia mais

Sistemas. ções Gerenciais

Sistemas. ções Gerenciais Sistemas Como elaborar seu currículo? de Informaçõ 04/2006 ções Gerenciais Um currículo bem feito não garante sua contratação mas um currículo mal elaborado elimina-o do processo seletivo. Novas Tecnologias...

Leia mais

PRINCIPAIS ORGANISMOS NO ÂMBITO DO TURISMO 1

PRINCIPAIS ORGANISMOS NO ÂMBITO DO TURISMO 1 PRINCIPAIS ORGANISMOS NO ÂMBITO DO TURISMO 1 Calisto, Carlos M. 2 1 Adaptação do trabalho realizado no âmbito do estágio curricular em turismo realizado no Centro de Investigação em Sociologia e Antropologia

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OPÇÃO III - COMÉRCIO ELECTRÓNICO Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OPÇÃO III - COMÉRCIO ELECTRÓNICO Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular OPÇÃO III COMÉRCIO ELECTRÓNICO Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Comunicação e Multimédia 3. Ciclo de Estudos 1º 4.

Leia mais

Enterprise Europe - Portugal

Enterprise Europe - Portugal Enterprise Europe - Portugal Oportunidades de Cooperação Internacional Agência de Inovação Bibiana Dantas Lisboa, 5-Jun-2012 Enterprise Europe Portugal Jun 2012 2 A União Europeia é um mercado de oportunidades!

Leia mais

ENTRE O MINISTÉRIO DA ECONOMIA, DO PLANO E INTEGRAÇÃO REGIONAL DA GUINÉ-BISSAU

ENTRE O MINISTÉRIO DA ECONOMIA, DO PLANO E INTEGRAÇÃO REGIONAL DA GUINÉ-BISSAU PROTOCOLO ENTRE O MINISTÉRIO DA ECONOMIA, DO PLANO E INTEGRAÇÃO REGIONAL DA GUINÉ-BISSAU A ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA - CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA (AIP-CCI) E A A ELO - ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA

Leia mais

CURRICULUM VITAE MARIA LUISA PERDIGÃO ABRANTES. Rua Comandante Dangereux nº 60. Tel.: (244) 222391434/ (1-202) 288-8604. Fax: (+244) 222393381

CURRICULUM VITAE MARIA LUISA PERDIGÃO ABRANTES. Rua Comandante Dangereux nº 60. Tel.: (244) 222391434/ (1-202) 288-8604. Fax: (+244) 222393381 CURRICULUM VITAE Data de Nascimento: MARIA LUISA PERDIGÃO ABRANTES Rua Comandante Dangereux nº 60 Tel.: (244) 222391434/ (1-202) 288-8604 Fax: (+244) 222393381 23 de Julho de 1951 Luanda, República de

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIDADE CURRICULAR Tecnologias de Informação e Comunicação MESTRADO Gestão ANO E SEMESTRE

Leia mais

A Carteira de Indicadores inclui indicadores de input, de output e de enquadramento macroeconómico.

A Carteira de Indicadores inclui indicadores de input, de output e de enquadramento macroeconómico. Síntese APRESENTAÇÃO O Relatório da Competitividade é elaborado anualmente, com o objectivo de monitorizar a evolução de um conjunto de indicadores ( Carteira de Indicadores ) em Portugal e a sua comparação

Leia mais

Madeira: Global Solutions for Wise Investments

Madeira: Global Solutions for Wise Investments Madeira: Global Solutions for Wise Investments Madeira: Global Solutions for Wise Investments O Centro Internacional de Negócios da Madeira Lisboa, 20 de Abril de 2010 Índice 1. Fundamentos do CINM 2.

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS E QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS uma visão comparada Júlio Nabais

POLÍTICAS PÚBLICAS E QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS uma visão comparada Júlio Nabais PATROCINADORES OURO Lisboa 28 e 29 Junho 2011 Museu do Oriente POLÍTICAS PÚBLICAS E QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS uma visão comparada Qualidade dos serviços Públicos: uma prioridade e uma necessidade

Leia mais

ICT Roadshow. Sector TIC. Bélgica e Luxemburgo 23 a 25 de maio de 2016

ICT Roadshow. Sector TIC. Bélgica e Luxemburgo 23 a 25 de maio de 2016 ICT Roadshow Sector TIC Bélgica e Luxemburgo 23 a 25 de maio de 2016 Enquadramento Considerando a projeção que o setor das TIC tem vindo a ter em Portugal, nomeadamente na última década, conjugado com

Leia mais

Markus Kummer Ana Cristina Amoroso das Neves

Markus Kummer Ana Cristina Amoroso das Neves Markus Kummer is a member of the Board of Directors of the Internet Corporation for Assigned Names and Number (ICANN and the Secretary of the Internet Governance Forum Support Association (IGFSA) and).

Leia mais

Oradores. a:link {color:blue; text-decoration:underline; text-underline:single; } a {text-decoration: none;} Bob Sievert

Oradores. a:link {color:blue; text-decoration:underline; text-underline:single; } a {text-decoration: none;} Bob Sievert Oradores.bc-blue.contentheading,.bc-blue #main-section a,.bc-blue.moduletable h3,.bc-blue #left-column.module h3,.bc-blue #right-column.module h3,.bc-blue #left-column.module-menu h3,.bc-blue #right-column.module-menu

Leia mais

Observatório do Ambiente - SIIGMA

Observatório do Ambiente - SIIGMA Observatório do Ambiente - SIIGMA Elsa Nunes, Marcos António Nogueira Cidadania / Ambiente / Inovação Cidadania Território Conhecimento Ambiente Território Sociedade Economia Território Cidadania Cidadania

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS (Programa e bibliografia geral seleccionada) Revista em 05/11/2014 5.º Ano Ano Lectivo 2014/2015 Regente Rui Pedro de Carvalho

Leia mais

UE apoia o combate à violência e à intolerância no desporto

UE apoia o combate à violência e à intolerância no desporto COMISSÃO EUROPEIA COMUNICADO DE IMPRENSA UE apoia o combate à violência e à intolerância no desporto Bruxelas, 8 de Novembro de 2011 A Comissão Europeia concedeu subvenções a iniciativas destinadas a combater

Leia mais

UK Intellectual Property Office:

UK Intellectual Property Office: UK Intellectual Property Office: Agenda no Brasil Propriedade Intelectual no Reino Unido O Reino Unido é um dos países que mais se baseiam na economia do conhecimento em todo mundo. Estima-se que metade

Leia mais

MANUAL DE INVESTIMENTOS

MANUAL DE INVESTIMENTOS IPEA - INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA MANUAL DE INVESTIMENTOS PROPOSTA DE COLETA E CADRASTRAMENTO DE INFORMAÇÕES SOBRE INTENÇÕES DE INVESTIMENTOS EMPRESARIAIS (Segunda Versão) Luciana Acioly

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Pólo de Viseu Instituto Universitário de Desenvolvimento e Promoção Social

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Pólo de Viseu Instituto Universitário de Desenvolvimento e Promoção Social UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Pólo de Viseu Instituto Universitário de Desenvolvimento e Promoção Social DISCIPLINA Controlo Informático da Gestão LICENCIATURA Informática

Leia mais

Amen Check- in Online Segurança e Confiança no Comércio Electrónico Acreditação Confiança Online e Arbitragem

Amen Check- in Online Segurança e Confiança no Comércio Electrónico Acreditação Confiança Online e Arbitragem Amen Check- in Online Segurança e Confiança no Comércio Electrónico Acreditação Confiança Online e Arbitragem JORGE LANDAU Director ExecuBvo Associação do Comércio Electrónico e Publicidade InteracBva

Leia mais

-AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS. A sua protecção, com os melhores especialistas.

-AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS. A sua protecção, com os melhores especialistas. -AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS A sua protecção, com os melhores especialistas. Porquê a auditoria ao tratamento de dados pessoais? A regulamentação do tratamento de dados pessoais é uma área complexa

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIDADE CURRICULAR Competitividade, Planeamento e Controlo nos Serviços de Saúde MESTRADO

Leia mais

Cisco Systems Incorporation

Cisco Systems Incorporation Cisco Systems Incorporation 1. Principais Características Matriz: Cisco Systems Inc. Localização: São José, Califórnia, Estados Unidos Ano de fundação: 1984 Internet: www.cisco.com Faturamento (2000):

Leia mais

Médias e Pequenas Empresas: Desafios e Oportunidades para os Bancos de Varejo. Carlos Alberto dos Santos

Médias e Pequenas Empresas: Desafios e Oportunidades para os Bancos de Varejo. Carlos Alberto dos Santos Médias e Pequenas Empresas: Desafios e Oportunidades para os Bancos de Varejo Carlos Alberto dos Santos Agenda 1) Um pouco ( só um pouco) de teoria. 2) Que mercado é este? 3) Desafios e oportunidades

Leia mais

Mercados. informação regulamentar. Quénia Condições Legais de Acesso ao Mercado

Mercados. informação regulamentar. Quénia Condições Legais de Acesso ao Mercado Mercados informação regulamentar Quénia Condições Legais de Acesso ao Mercado Julho 2010 Índice 1. Regime Geral de Importação 3 2. Regime de Investimento Estrangeiro 4 3. Quadro Legal 5 2 1. Regime Geral

Leia mais

Mercados. informação regulamentar. Alemanha Condições Legais de Acesso ao Mercado

Mercados. informação regulamentar. Alemanha Condições Legais de Acesso ao Mercado Mercados informação regulamentar Alemanha Condições Legais de Acesso ao Mercado Setembro 2012 Índice 1. Regime Geral de Importação 3 2. Regime de Investimento Estrangeiro 4 3. Quadro Legal 5 2 1. Regime

Leia mais

Negócios Internacionais

Negócios Internacionais Negócios Internacionais Capítulo 3.3 Integração da Economia Regional e Acordos Cooperativos International Business 10e Daniels/Radebaugh/Sullivan 2004 Prentice Hall, Inc Objectivos do Capítulo Definir

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

ANEXO Tabela 1 1 Referência para as Melhores Práticas Internacionais Geralmente Reconhecidas 2

ANEXO Tabela 1 1 Referência para as Melhores Práticas Internacionais Geralmente Reconhecidas 2 De COLUMBIA INVESTMENT YEARBOOK, 2011 2012 C H A P T E R 4 THE INTERNATIONAL BAR ASSOCIATION MODEL MINE DEVELOPMENT AGREEMENT PROJECT: A STEP TOWARD BETTER PRACTICE AND BETTER DEVELOPMENT RESULTS LUKE

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIDADE CURRICULAR Qualidade Total e Gestão das Operações MESTRADO Gestão Negócios ANO E

Leia mais

Estrutura da Apresentação

Estrutura da Apresentação As políticas nacionais para a Sociedade do Conhecimento: literacia/competências digitais e inclusão social Graça Simões Agência para a Sociedade do Conhecimento UMIC Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro

Leia mais

Periódicos de Relações Internacionais disponíveis em Brasília

Periódicos de Relações Internacionais disponíveis em Brasília Universidade de Brasília Instituto de Relações Internacionais Programa de Educação Tutorial - PET-REL Periódicos de Relações Internacionais disponíveis em Brasília Periódico Local* Anos disponíveis Breve

Leia mais

ab in a flash Lisboa Porto Funchal

ab in a flash Lisboa Porto Funchal Lisboa Porto Funchal ab in a flash Constituída em 1993 a AB é uma das maiores Sociedades de Advogados portuguesas 280 Colaboradores 190 Advogados AS ÁREAS DE PRÁTICA E DESKS INTERNACIONAIS AO SERVIÇO DOS

Leia mais

Conferência SIMA Lisboa Março 2007 José Couto Director Recursos Humanos Delphi Confidencial

Conferência SIMA Lisboa Março 2007 José Couto Director Recursos Humanos Delphi Confidencial Moldando a Tecnologia do Futuro Conferência SIMA Lisboa Março 2007 José Couto Director Recursos Humanos Delphi Confidencial Introdução e Visão Líder Mundial em electrónica automóvel, subsistemas integrados,

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS STIC SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS STIC SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO DINSTITUTO SUPERIOR CURSOS PARA EXECUTIVOS E GESTÃO BANCÁRIA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS STIC SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO Início: 29 de Setembro de 2005 INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO

Leia mais

1 ª sessão [10.30/13.00] Uma agenda de investigação para a cultura estatísticas e indicadores

1 ª sessão [10.30/13.00] Uma agenda de investigação para a cultura estatísticas e indicadores Seminário: O Sector Cultural e Criativo A Agenda de Lisboa Programa provisório Presidência Portuguesa UE, 2007 Lisboa, 31 Out. / 1 Nov. Organização: Ministério da Cultura GPEARI Observatório das Actividades

Leia mais

História do Movimento Biodinâmico

História do Movimento Biodinâmico História do Movimento Biodinâmico 1924 Pelo Pentecostes,Rudolf Steiner deu um curso em Koberwitz, Silesia, de 8 palestras, entitulado Fundamentos Espirituais para uma renovação da Agricultura, hoje publicado

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS

CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS laboratório associado Encontro de Ciência em Portugal 12 e 13 de Abril de 2007 Fundação Calouste Gulbenkian Lisboa LINHAS ESTRATÉGICAS Boaventura de Sousa Santos Comunidade ces

Leia mais

Boletim Benchmarking Internacional. Extensão Tecnológica

Boletim Benchmarking Internacional. Extensão Tecnológica Boletim Benchmarking Internacional Extensão Tecnológica Dezembro de 2012 Apresentação Visando contribuir para os objetivos estratégicos do SEBRAE, são apresentadas neste boletim informações relacionadas

Leia mais

A experiência do IPN no interface Universidade/Empresa. Carlos Cerqueira, Director de Inovação

A experiência do IPN no interface Universidade/Empresa. Carlos Cerqueira, Director de Inovação A experiência do IPN no interface Universidade/Empresa Carlos Cerqueira, Director de Inovação O Instituto Pedro Nunes Criado em 1991 pela Universidade de Coimbra Promove a inovação na área científica e

Leia mais

FORO SOBRE INTERNET Y LOS MERCADOS DE CAPITALES. Aspectos Regulatorios en Internet

FORO SOBRE INTERNET Y LOS MERCADOS DE CAPITALES. Aspectos Regulatorios en Internet Fernando Teixeira dos Santos FORO SOBRE INTERNET Y LOS MERCADOS DE CAPITALES Aspectos Regulatorios en Internet Buenos Aires, 21 de Setembro de 2001 Prestação de serviços financeiros (maior rapidez e maior

Leia mais

Como pesquisar artigos em bases de dados? Profª Msc Mayara Ladeira E-mail: mayaralcoelho@hotmail.com

Como pesquisar artigos em bases de dados? Profª Msc Mayara Ladeira E-mail: mayaralcoelho@hotmail.com Como pesquisar artigos em bases de dados? Profª Msc Mayara Ladeira E-mail: mayaralcoelho@hotmail.com Portal Capes Para que pesquisar artigos científicos? Informação confiável! - Fundamentos relacionados

Leia mais

10 razões para investir na França

10 razões para investir na França 10 razões para investir na França Outubro de 2013 www.investinfrance.org /pt - www.sayouitofrance-innovation.com/pt 1. Uma potência econômica mundial A França : 2 a potência econômica da União Europeia.

Leia mais

História. Realização da Primeira Feira Industrial. Criação da Primeira Escola de Ensino Técnico Profissional. Publicação do Jornal da Associação

História. Realização da Primeira Feira Industrial. Criação da Primeira Escola de Ensino Técnico Profissional. Publicação do Jornal da Associação História 1849 1852 1852 1854 1856 Fundação 3 de Maio, por Decreto Régio da Rainha D. Maria II Criação da Primeira Escola de Ensino Técnico Profissional Publicação do Jornal da Associação Apoio na Criação

Leia mais

Rita Maria Espanha Pires Chaves Torrado da Silva CURRICULUM VITAE

Rita Maria Espanha Pires Chaves Torrado da Silva CURRICULUM VITAE Rita Maria Espanha Pires Chaves Torrado da Silva CURRICULUM VITAE FEVEREIRO 2003 I. Dados Pessoais Nome: Rita Maria Espanha Pires Chaves Torrado da Silva Local e Data de Nascimento: Lisboa, 13 de Setembro

Leia mais

Mercados. informação regulamentar. Finlândia Condições Legais de Acesso ao Mercado

Mercados. informação regulamentar. Finlândia Condições Legais de Acesso ao Mercado Mercados informação regulamentar Finlândia Condições Legais de Acesso ao Mercado Janeiro 2012 Índice 1. Regime Geral de Importação 3 2. Regime de Investimento Estrangeiro 4 3. Quadro Legal 5 2 1. Regime

Leia mais

e-government KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP

e-government KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP Objectivos do Módulo Perceber o que é o e-government informação básica sobre e-government. O que é o e-government? Para que serve? Qual o seu principal objectivo/função? Conhecer as vantagens inerentes

Leia mais

Catalogue des nouvelles acquisitions

Catalogue des nouvelles acquisitions Bulletin Bibliographique Edition Nº 03 Bissau, 18/06/2013 CID Centre d Information et Documentation Nations Unies, Guine-Bissau www.gw.one.un.org www.cidnubissau.net Catalogue des nouvelles acquisitions

Leia mais

Inovação e Responsabilidade Social

Inovação e Responsabilidade Social Inovação e Responsabilidade Social Moçambique CONTACTOS: Manuela Costa manuela.costa@sdo-mocambique.com (+258) 82 671 51 31 Margarida Ferreira dos Santos Margarida.ferreirasantos@sdo-mocambique.com 1 (+258)

Leia mais

2ª Conferência Internacional de Educação Financeira UA/CGD

2ª Conferência Internacional de Educação Financeira UA/CGD Mercados bancários a retalho - A importância da informação e formação financeira - 2ª Conferência Internacional de Educação Financeira UA/CGD Culturgest - 28 de Setembro de 2010 Lúcia Leitão e Susana Narciso

Leia mais

Estrutura da Apresentação

Estrutura da Apresentação The importance of Information and Communication Technologies for the development of Portuguese Wine Routes 21st 23rd JUNE OPORTO Estrutura da Apresentação 2. Tecnologias de Informação e Comunicação no

Leia mais

Rua Andrade Corvo, nº 50-A, 4º Dto 1050-090 Lisboa Portugal Rua Vitorino Nemésio, 127 3030-361 Coimbra Portugal Telefone(s) +351 919749394

Rua Andrade Corvo, nº 50-A, 4º Dto 1050-090 Lisboa Portugal Rua Vitorino Nemésio, 127 3030-361 Coimbra Portugal Telefone(s) +351 919749394 Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Rua Andrade Corvo, nº 50-A, 4º Dto 1050-090 Lisboa Portugal Rua Vitorino Nemésio, 127 3030-361 Coimbra Portugal Telefone(s)

Leia mais

Classificação. Pela abrangência classificam-se as redes em três tipos: LAN s MAN s WAN s

Classificação. Pela abrangência classificam-se as redes em três tipos: LAN s MAN s WAN s Classificação Pela abrangência classificam-se as redes em três tipos: LAN s MAN s WAN s LAN s (Local Area Network) Ambiente de trabalho confinado; Meio de transmissão privativo; Alta velocidade (10,100,1000

Leia mais

Conferência. Reutilização da Informação do Setor Público: - Expetativas e Realidades. 24 de setembro de 2013 Sala do Senado da Reitoria da UNL

Conferência. Reutilização da Informação do Setor Público: - Expetativas e Realidades. 24 de setembro de 2013 Sala do Senado da Reitoria da UNL Conferência Reutilização da Informação do Setor Público: - Expetativas e Realidades 24 de setembro de 2013 Sala do Senado da Reitoria da UNL Patrocinadores Globais APDSI INFORMAÇÃO DO SETOR PÚBLICO RUMO

Leia mais

SUSTENTABILIDADE COMO ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO - Sector Eléctrico -

SUSTENTABILIDADE COMO ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO - Sector Eléctrico - SUSTENTABILIDADE COMO ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO - Sector Eléctrico - APE Energia e Ambiente metas e políticas Maio 2004 António Neves de Carvalho EDP Electricidade de Portugal, S.A. Gabinete de Ambiente

Leia mais

Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas. Comitê de Comércio Exterior. Brasília Julho de 2011

Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas. Comitê de Comércio Exterior. Brasília Julho de 2011 Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas Comitê de Comércio Exterior Brasília Julho de 2011 BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE BENS E SERVIÇOS* US$ Bilhões BRAZILIAN FOREIGN TRADE IN GOODS

Leia mais

Utilização da Normalização na Regulação das Comunicações Eletrónicas

Utilização da Normalização na Regulação das Comunicações Eletrónicas Utilização da Normalização na Regulação das Comunicações Eletrónicas Segurança e Integridade de Redes e Serviços Workshop ANACOM itsmf Portugal: Normalização de TI técnicas de segurança Manuel Pedrosa

Leia mais

5º Seminário. Propostas da campanha nacional. A Política Ambiental no Sector Energético Português. 3 de Julho de 2008

5º Seminário. Propostas da campanha nacional. A Política Ambiental no Sector Energético Português. 3 de Julho de 2008 5º Seminário A Política Ambiental no Sector Energético Português 3 de Julho de 2008 Propostas da campanha nacional Índice da apresentação - O que é a RFA - RFA Europeia - Exemplos e comparação com PT -

Leia mais

Escritórios de Barcelona: 143 Sobreático 08011 Barcelona - Espanha Telefone +34 937 247 477

Escritórios de Barcelona: 143 Sobreático 08011 Barcelona - Espanha Telefone +34 937 247 477 Perfil Corporativo Configuração, Implementação e Integração de Sistemas Aplicacionais de Negócio: Fundada em 1989 Presença directa em Portugal e Espanha +100 Clientes de média/grande dimensão, em vários

Leia mais

Listagem de Periódicos e Sites Turismo

Listagem de Periódicos e Sites Turismo Listagem de Periódicos e Sites Turismo Periódicos Nacionais Instituição Periodicidade Publicação Laboratório de Tecnologia e Desenvolvimento Social - COPPE/UFRJ http://www.ivt-rj.net/caderno/ Caderno Virtual

Leia mais

Workshop Competências Digitais e Empregabilidade

Workshop Competências Digitais e Empregabilidade Vânia Neto Programa Parceiros na Educação Microsoft Portugal Workshop Competências Digitais e Empregabilidade 16.jan.2013 podemos começar por olhar para o passado para as competências exigidas para o trabalho

Leia mais

MNE DGAE. Tratado de Lisboa. A Europa rumo ao século XXI

MNE DGAE. Tratado de Lisboa. A Europa rumo ao século XXI Tratado de Lisboa A Europa rumo ao século XXI O Tratado de Lisboa Índice 1. Contextualização 1.1. Porquê um novo Tratado? 1.2. Como surgiu o Tratado de Lisboa? 2. O que mudará com o Tratado de Lisboa?

Leia mais

Medição das TICs no Brasil A visão dos usuários dos indicadores

Medição das TICs no Brasil A visão dos usuários dos indicadores Medição das TICs no Brasil A visão dos usuários dos indicadores Luis Claudio Kubota 22 de outubro de 2012 Por que medir? Aquilo que não se mede não se gerencia. Quando medir? Vai depender da natureza do

Leia mais

Novos palestrantes 1. Manu Bhardwaj 2. Alexander Mora 3. Oren Gershtein 4. Randeep Sudan

Novos palestrantes 1. Manu Bhardwaj 2. Alexander Mora 3. Oren Gershtein 4. Randeep Sudan Novos palestrantes 1. Manu Bhardwaj Coordenador de Comunicações Internacionais e Política de Informação do Departamento de Estado Norte-Americano - órgão correspondente ao Ministério das Relações Exteriores

Leia mais

14h30 16:30: Serviços Postais: Serviço Postal Universal. Liberalização. Privatização. Concessão (Dra. Maria da Graça Carvalho)

14h30 16:30: Serviços Postais: Serviço Postal Universal. Liberalização. Privatização. Concessão (Dra. Maria da Graça Carvalho) PROGRAMA 20 de outubro 09h30 09h50: Sessão de Abertura e Introdução (Dr. João Caboz Santana) 09h50 11h00: Informática, Estado, Administração Pública e Cooperação Internacional (Prof. Doutor Miguel Mira

Leia mais