Os contos de fadas. Contos de fadas, pra quê/por quê? Necessidade de significados na vida : importância dos pais nesta tarefa;

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Os contos de fadas. Contos de fadas, pra quê/por quê? Necessidade de significados na vida : importância dos pais nesta tarefa;"

Transcrição

1 Os contos de fadas Contos de fadas, pra quê/por quê? Necessidade de significados na vida : importância dos pais nesta tarefa; - Maturidade psicológica grande conquista; - Literatura infantil : apenas manifestação de arte?

2 Os contos de fadas CPT moral contos de fadas [significados manifestos e latentes]. Os contos de fadas falam a todos os níveis CS, PCS, INCS aliviando as pressões do PCS e do INCS. À medida que as histórias se desenrolam dão crédito consciente e corpo às pressões do id, mostrando caminhos para satisfazê-las que estão de acordo com as exigências do ego e do superego.

3 Os contos de fadas A criança adapta se conteúdo consciente às fantasias inconscientes e isso a capacita a lidar com seus conteúdos. Os contos de fadas confrontam as crianças com as dificuldades humanas básicas dilema existencial. A Psicanálise e os contos de fadas.

4 Neste conto não há resolução de conflito, nem recuperação, nem consolo. Apesar de não ter um final feliz, é um conto muito significativo porque lida simbolicamente com alguns dos mais importantes problemas de crescimento da criança: a luta com as dificuldades edipianas; a busca da identidade ; e a rivalidade entre irmãos.

5 A popularidade do conto deve-se ao fato de que na virada do século as pessoas passaram a se sentir cada vez mais estranhas. Porém não sabemos: De onde Cachinhos veio? Para onde vai?

6 Situação edipiana de Cachinhos Dourados estranha que vem ameaçar a segurança emocional da família.

7 Papai Urso Cachinhos Mamãe Urso Bebê Urso

8 A relação com a mãe condiciona o desenvolvimento essencial de nossa personalidade; O autor refere-se ao fato de que essas experiências determinarão por toda a vida se nós nos aproximaremos de cada acontecimento com confiança ou desconfiança uma atitude básica que não pode deixar de moldar o desenrolar desses eventos e o impacto que terão sobre nós.

9 A criança começa a se sentir como uma pessoa, como um parceiro significativo e expressivo numa relação humana quando começa a relacionar-se com o pai por isso diz-se que o Complexo de Édipo é estruturante. Só nos tornamos pessoas quando nos definimos em oposição à outra pessoa. A criança não é capaz de definir-se completamente apenas e somente apenas em relação com a mãe.

10 A descoberta da diferença anatômica é o que propicia a entrada da menina no Complexo de Édipo. E desencadeia sua dissolução, no caso do menino. Até então o que imperava era a onipotência infantil.

11 [Mamãe não foi capaz de me dar um pênis!] [Não posso ter a mamãe pra mim, se insistir nisso, serei castrado!] [pensamentos do INCS]

12 Espiar a casa dos ursos que segredo os adultos guardam? Curiosidade freqüente das crianças: O que os pais fazem juntos na cama?

13 Passar pela situação edipiana de maneira satisfatória fará com que a criança relacione-se com pessoas do sexo oposto, buscando o prazer no outro, que é diferente de si.

14

15 Quando CD experimenta um profundo desapontamento edipiano em relação ao pai, ela tenta retornar à relação original com a mãe.

16 No que diz respeito a CD, sua fuga sugere que não é necessária nenhuma solução das dificuldades edipianas ou da rivalidade fraterna.

17 Bibliografia BETTELHEIM, Bruno. A psicanálise dos contos de fadas. Ed Paz e Terra S/A. São Paulo [Slide preparado por: Milena Campello]

O Complexo de Édipo e de Electra

O Complexo de Édipo e de Electra O Complexo de Édipo e de Electra 12ºC BÁRBARA Nº4 MARTA Nº16 RAQUEL Nº20 O complexo de Édipo e de Electra, foi o tema escolhido por nós, porque foi aquele com o qual mais nos identificámos, uma vez que

Leia mais

Sexualidade na infância. Suas etapas e definições

Sexualidade na infância. Suas etapas e definições Sexualidade na infância Suas etapas e definições Os estudos na área da sexualidade humana desenvolvidos por Sigmund Freud, evidenciam a necessidade de compreensão das diversas fases da construção da sexualidade

Leia mais

PSICANÁLISE Dissolução do complexo de Édipo

PSICANÁLISE Dissolução do complexo de Édipo PSICANÁLISE Dissolução do complexo de Édipo COMPLEXO DE ÉDIPO O fundador da psicanálise, Sigmund Freud, instituiu o Complexo de Édipo como uma fase universal na infância do sujeito em que há uma triangulação

Leia mais

Escola Secundária de Carregal do Sal

Escola Secundária de Carregal do Sal Escola Secundária de Carregal do Sal Área de Projecto 2006\2007 Sigmund Freud 1 2 Sigmund Freud 1856-----------------Nasceu em Freiberg 1881-----------------Licenciatura em Medicina 1885-----------------Estuda

Leia mais

Personalidade(s) e Turismo

Personalidade(s) e Turismo Personalidade(s) e Turismo O que é Personalidade? Ela é inata ou aprendida? Personalidade/Personalidades É uma organização dinâmica de partes interligadas, que vão evoluindo do recém-nascido biológico

Leia mais

Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum

Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica do Hospital Geral da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro 2ª aula Diferenciação

Leia mais

A ARTE DE CONTAR E OUVIR HISTÓRIAS

A ARTE DE CONTAR E OUVIR HISTÓRIAS A ARTE DE CONTAR E OUVIR HISTÓRIAS 1 ALVES, Patrícia Cristina 2 GUIRADO, Alana Cristina Scartezini 3 SILVA, Betânia Rodrigues 4 SILVA, Jéssica Gama Peixoto 5 SOUZA, Andressa de Mattos 6 ANTONIO, Fernanda

Leia mais

Estruturas da Personalidade e Funcionamento do Aparelho Psíquico

Estruturas da Personalidade e Funcionamento do Aparelho Psíquico Estruturas da Personalidade e Funcionamento do Aparelho Psíquico Para Freud, a personalidade é centrada no crescimento interno. Dá importância a influência dos medos, dos desejos e das motivações inconscientes

Leia mais

Como a análise pode permitir o encontro com o amor pleno

Como a análise pode permitir o encontro com o amor pleno Centro de Estudos Psicanalíticos - CEP Como a análise pode permitir o encontro com o amor pleno Laura Maria do Val Lanari Ciclo II, terça-feira à noite O presente trabalho tem por objetivo relatar as primeiras

Leia mais

PERÍODO EDIPIANO. Salomé Vieira Santos. Psicologia Dinâmica do Desenvolvimento

PERÍODO EDIPIANO. Salomé Vieira Santos. Psicologia Dinâmica do Desenvolvimento PERÍODO EDIPIANO Salomé Vieira Santos Psicologia Dinâmica do Desenvolvimento Março de 2017 Fases do Desenvolvimento Psicossexual Ao longo do desenvolvimento (bb-adolescente) ocorrem mudanças marcantes:

Leia mais

Os Contos Infantis no processo do Desenvolvimento Humano

Os Contos Infantis no processo do Desenvolvimento Humano Os Contos Infantis no processo do Desenvolvimento Humano Joana Raquel Paraguassú Junqueira Villela INTRODUÇÃO: Podem-se perguntar as razões pelas quais a psicologia junguiana se interessa por mitos e contos

Leia mais

FREUD E ERIK ERIKSON. Psicologia do Desenvolvimento

FREUD E ERIK ERIKSON. Psicologia do Desenvolvimento FREUD E ERIK ERIKSON Psicologia do Desenvolvimento Sigmund Freud (1856 1939), médico austríaco Fundador da psicanálise. O aparelho psíquico ID o mais antigo, contém tudo que é herdado (sobretudo os instintos);

Leia mais

O CONTO DE FADAS: O MÍTICO E O MARAVILHOSO NA LITERATURA INFANTO-JUVENIL

O CONTO DE FADAS: O MÍTICO E O MARAVILHOSO NA LITERATURA INFANTO-JUVENIL O CONTO DE FADAS: O MÍTICO E O MARAVILHOSO NA LITERATURA INFANTO-JUVENIL Hilda Rodrigues da Costa 1 Introdução Podemos afirmar que o conto de fadas é um processo de interação e conhecimento por meio da

Leia mais

A nossa sexualidade é uma construção que se inicia na vida intra-uterina e nos acompanha por toda nossa existência.

A nossa sexualidade é uma construção que se inicia na vida intra-uterina e nos acompanha por toda nossa existência. A nossa sexualidade é uma construção que se inicia na vida intra-uterina e nos acompanha por toda nossa existência. Viver na idade adulta uma sexualidade satisfatória depende do desenvolvimento psicossexual

Leia mais

INCLUSÃO EM TRANSICIONALIDADE

INCLUSÃO EM TRANSICIONALIDADE INCLUSÃO EM TRANSICIONALIDADE Profa Dra IVONISE FERNANDES DA MOTTA * Profa Dra SANDRA CONFORTO TSCHIRNER ** RESUMO Um tema bastante abordado na contemporaneidade é a inclusão de pessoas com algum tipo

Leia mais

MENSUTE 2014 PSICOPEDAGOGIA. Prof.ª Suzane Maranduba AULA 4. Freire e mandella

MENSUTE 2014 PSICOPEDAGOGIA. Prof.ª Suzane Maranduba AULA 4. Freire e mandella MENSUTE 2014 PSICOPEDAGOGIA AULA 4 Prof.ª Suzane Maranduba Freire e mandella 1 A MINHA PRÁTICA PESSOAL REFLETE A MINHA PRÁTICA PROFISSIONAL Suzane Maranduba sumário SUMÁRIO 1. Anamnese 2. Desenvolvimento

Leia mais

Modulo 5 Adm Tempo + Adm Dinheiro Vendas Transforme seu produto e serviço em necessidade explicita

Modulo 5 Adm Tempo + Adm Dinheiro Vendas Transforme seu produto e serviço em necessidade explicita Modulo 5 Adm Tempo + Adm Dinheiro Vendas Transforme seu produto e serviço em necessidade explicita HOVA COACHING & INSTITUTO DE LIDERANÇA TIME TO SHARE HOVA COACHING & INSTITUTO DE LIDERANÇA TEMA INSPIRACIONAL

Leia mais

ABORDAGEM PSICOTERÁPICA ENFERMARIA

ABORDAGEM PSICOTERÁPICA ENFERMARIA I- Pressupostos básicos: 1- Definição: aplicação de técnicas psicológicas com a finalidade de restabelecer o equilíbrio emocional da pessoa pp. fatores envolvidos no desequilibrio emocional conflitos psicológicos

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL. Profa. Fátima Soares

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL. Profa. Fátima Soares PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL Profa. Fátima Soares Definições: A psicologia é a ciência que estuda o comportamento e os processos mentais do ser humano e todos os animais. Psicologia como ciência A psicologia

Leia mais

8 Referências bibliográficas

8 Referências bibliográficas 8 Referências bibliográficas ANDRÉ, S. A impostura perversa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1995. BARANDE, R. Poderemos nós não ser perversos? Psicanalistas, ainda mais um esforço. In: M UZAN, M. et al.

Leia mais

PSICANÁLISE SIGMUND FREUD Nasceu na Freiberg, Morávia, em Ingressou na Universidade de Viena em 1873, tornando-se médico em Primeiramente,

PSICANÁLISE SIGMUND FREUD Nasceu na Freiberg, Morávia, em Ingressou na Universidade de Viena em 1873, tornando-se médico em Primeiramente, Psicanálise PSICANÁLISE SIGMUND FREUD Nasceu na Freiberg, Morávia, em 1856. Ingressou na Universidade de Viena em 1873, tornando-se médico em 1881. Primeiramente, dedica-se à psiquiatria, concluindo que

Leia mais

Psicologia da Educação I. Profa. Elisabete Martins da Fonseca

Psicologia da Educação I. Profa. Elisabete Martins da Fonseca Psicologia da Educação I Profa. Elisabete Martins da Fonseca Temas da aula de hoje: Desenvolvimento Emocional e Afetivo na Construção da Personalidade Teoria Psicodinâmica: Psicanálise Freudiana Psicologia

Leia mais

Programa de Educação para a Saúde Sexual

Programa de Educação para a Saúde Sexual Escola Profissional Fialho de Almeida Vidigueira Programa de Educação para a Saúde Sexual Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família (GAAF) 17 de janeiro de 2013 O que é a sexualidade? De acordo com a Organização

Leia mais

Considerações finais

Considerações finais Considerações finais Para chegarmos ao cerne de nosso tema, fizemos um percurso específico por alguns conceitos da psicanálise por acreditar que se não o fizéssemos, não atingiríamos o entendimento necessário

Leia mais

A diversidade étnica, cultural, social e a inclusão de pessoas com deficiência na Literatura Infantil

A diversidade étnica, cultural, social e a inclusão de pessoas com deficiência na Literatura Infantil A diversidade étnica, cultural, social e a inclusão de pessoas com deficiência na Literatura Infantil Temas ligados à diversidade sempre estiveram presentes na literatura infantil, ou na representação

Leia mais

Dinâmica de Grupo. As contribuições da Psicanálise

Dinâmica de Grupo. As contribuições da Psicanálise As contribuições da Psicanálise Profª: Daniela Campos Bahia Moscon danielamoscon@yahoo.com.br Freud não se ocupou diretamente da teoria de grupos centro-se nos estudos das massas ou multidões; Suas conclusões

Leia mais

IV Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG II Salão de Extensão O SENTIMENTO DE CULPA NO SUJEITO PSÍQUICO NEURÓTICO

IV Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG II Salão de Extensão O SENTIMENTO DE CULPA NO SUJEITO PSÍQUICO NEURÓTICO IV Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG II Salão de Extensão http://ojs.fsg.br/index.php/pesquisaextensao ISSN 2318-8014 O SENTIMENTO DE CULPA NO SUJEITO PSÍQUICO NEURÓTICO Pedro Henrique Conte Gil

Leia mais

Expressão da Sexualidade na Adolescência AS. Sexualidade. é...

Expressão da Sexualidade na Adolescência AS. Sexualidade. é... Expressão da Sexualidade na Adolescência AS Sexualidade é... A necessidade de buscar sensações bemestar, prazer, afeto, contato, carinho, que todo ser humano tem. A SEXUALIDADE É NATURAL! S 1 2 1 S A Sexualidade

Leia mais

A EDUCAÇÃO AFECTIVO-SEXUAL NO PRÉ-ESCOLAR

A EDUCAÇÃO AFECTIVO-SEXUAL NO PRÉ-ESCOLAR A EDUCAÇÃO AFECTIVO-SEXUAL NO PRÉ-ESCOLAR O DESENVOLVIMENTO AFECTIVO-SEXUAL A DESCOBERTA DA REALIDADE EXTERIOR (Dos 3/4 anos aos 5/6 anos) Nesta faixa etária a actividade sexual é essencialmente lúdica,

Leia mais

FREUD E OS ENIGMAS DA DIFERENÇA SEXUAL

FREUD E OS ENIGMAS DA DIFERENÇA SEXUAL FREUD E OS ENIGMAS DA DIFERENÇA SEXUAL Carlos Alexandre de Oliveira Antonio Enquanto estudiosos da sexualidade, devemos à psicanálise uma série de esclarecimentos sobre a vida sexual humana. A ambigüidade

Leia mais

Sociedade Psicanalítica de Angra dos Reis Rio de Janeiro

Sociedade Psicanalítica de Angra dos Reis Rio de Janeiro CURSO DE PSICANÁLISE E EDUCAÇÃO I. Objetivos do Curso Estudar a estrutura da realidade psíquica do ser humano, suas leis, seus limites e sua importância na educação das crianças e adolescentes. Mostrar

Leia mais

5. A Construção do espaço do jogo entre adulto e criança: o adulto como brinquedo

5. A Construção do espaço do jogo entre adulto e criança: o adulto como brinquedo 5. A Construção do espaço do jogo entre adulto e criança: o adulto como brinquedo Inicialmente, o que desperta o interesse na criança é o rosto humano, pois, os movimentos, as expressões faciais diferem

Leia mais

O estirão Nos meninos, ocorre entre 14 e 16 anos. Nas meninas entre 11 e 12 anos. É a fase que mais se cresce.

O estirão Nos meninos, ocorre entre 14 e 16 anos. Nas meninas entre 11 e 12 anos. É a fase que mais se cresce. A sexualidade no ser humano atravessa um longo desenvolvimento e tem início na adolescência. Cada pessoa tem seu desenvolvimento. No menino a puberdade se inicia com a primeira ejaculação ou polução e

Leia mais

Psicologia social. Interacções sociais

Psicologia social. Interacções sociais Psicologia social Interacções sociais Modelo de atracção e de amizade em função do tempo (Rusbult, 1983) Prazer Gratificações e custos Nível de comparação Investimento na relação Níveis de comparação alternativos

Leia mais

Capítulo 1: Alguém com os outros

Capítulo 1: Alguém com os outros BAUMAN, Z.; MAY, T., APRENDENDO A PENSAR COM A SOCIOLOGIA, RJ: ZAHAR, 2010. Capítulo 1: Alguém com os outros Introdução à Sociologia Profa. Dra. Valquiria Padilha FEARP/USP Somos livres? Viver em sociedade

Leia mais

O TRABALHO DOCENTE COM CONTOS DE FADAS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A ELEVAÇÃO DA AUTOESTIMA E AUTOCONCEITO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

O TRABALHO DOCENTE COM CONTOS DE FADAS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A ELEVAÇÃO DA AUTOESTIMA E AUTOCONCEITO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM O TRABALHO DOCENTE COM CONTOS DE FADAS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A ELEVAÇÃO DA AUTOESTIMA E AUTOCONCEITO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Jaciara Barbosa Carvalho Faculdade Anhanguera, Bauru\SP e-mail:

Leia mais

FICÇÃO E REALIDADE NOS CONTOS DE FADAS A LITERATURA EM SALA

FICÇÃO E REALIDADE NOS CONTOS DE FADAS A LITERATURA EM SALA FICÇÃO E REALIDADE NOS CONTOS DE FADAS A LITERATURA EM SALA *Bruna Caroline Leite 1 Carlos da Silva 2 Eixo Temático: A docência na escola e na formação de professores. RESUMO: Este artigo se fundamenta

Leia mais

O período de latência e a cultura contemporânea

O período de latência e a cultura contemporânea Eixo III O período de latência e a cultura contemporânea José Outeiral Membro Titular, Didata, da SPP Enunciado Sigmund Freud ao estudar (1905) o desenvolvimento da libido definiu o conceito de período

Leia mais

A Anorexia em Mulheres e a Melancolia. contribuído para a manifestação da anorexia patologia que incide na população numa

A Anorexia em Mulheres e a Melancolia. contribuído para a manifestação da anorexia patologia que incide na população numa A Anorexia em Mulheres e a Melancolia Giovana Luiza Marochi A supervalorização da estética, bem como o culto à magreza na atualidade, tem contribuído para a manifestação da anorexia patologia que incide

Leia mais

Figuras da Psicopatologia. Esquema da aula de 12 de julho de Neurose e Psicose (S. Freud vol. XIX Obras Completas)

Figuras da Psicopatologia. Esquema da aula de 12 de julho de Neurose e Psicose (S. Freud vol. XIX Obras Completas) Figuras da Psicopatologia Esquema da aula de 12 de julho de 2014 1) TEXTOS: Neurose e Psicose (S. Freud 1923-1924 vol. XIX Obras Completas) A perda da realidade na neurose e na psicose (S. Freud 1924 vol.

Leia mais

O BRINCAR E A BRINCADEIRA NO ATENDIMENTO INFANTIL

O BRINCAR E A BRINCADEIRA NO ATENDIMENTO INFANTIL O BRINCAR E A BRINCADEIRA NO ATENDIMENTO INFANTIL VIEIRA, Rosângela M 1. Resumo O tema em questão surgiu da experiência do atendimento em grupo, com crianças de três a cinco anos, no ambiente escolar.

Leia mais

Sigmund Freud ( ) foi um médico vienense que se especializou no tratamento de problemas do sistema nervoso e em particular, de desordens

Sigmund Freud ( ) foi um médico vienense que se especializou no tratamento de problemas do sistema nervoso e em particular, de desordens PSICANÁLISE SIGMUND FREUD Sigmund Freud, o fundador da psicanálise na passagem do século XIX para o século XX, afirmava que ao construir sua teoria ele não pretendia formar convicções mas estimular o pensamento

Leia mais

Curso de Formação em PNL - Programação Neurolinguística

Curso de Formação em PNL - Programação Neurolinguística Curso de Formação em PNL - Programação Neurolinguística AndréStroppa o curso O Practitioner foi criado em 1981 por Robert Dilts, ele ajudou a projetar os procedimentos do currículo para o primeiro programa

Leia mais

Como falar sobre sexualidade com crianças e adolescentes

Como falar sobre sexualidade com crianças e adolescentes Como falar sobre sexualidade com crianças e adolescentes Luciana Ap. Nogueira da Cruz Profa. Dra. Assistente do Departamento de Educação Ibilce/UNESP RESUMO Para muitos pais e professores, falar sobre

Leia mais

Escrito por Administrator Qua, 11 de Junho de :12 - Última atualização Qui, 12 de Junho de :41

Escrito por Administrator Qua, 11 de Junho de :12 - Última atualização Qui, 12 de Junho de :41 Escorpião com Áries Este é um relacionamento de cautela. Escorpião necessita de estabilidade emocional unido ao desafio da conquista. Áries tem interesse e muita curiosidade em desvendar os mistérios de

Leia mais

Nosso Valor: Responsabilidade, agilidade, comprometimento, flexibilidade, bom atendimento, inovação e modernidade.

Nosso Valor: Responsabilidade, agilidade, comprometimento, flexibilidade, bom atendimento, inovação e modernidade. SPCOLOR A SPCOLOR É uma empresa focada em desenvolver acessórios diferenciados para seu evento, com a qualidade e com baixo custo. Somos fabricantes e contamos com um design exclusivo em todas as nossas

Leia mais

O lugar do amor na transição da adolescência para a vida adulta 1 Michele Melo Reghelin 2009

O lugar do amor na transição da adolescência para a vida adulta 1 Michele Melo Reghelin 2009 O lugar do amor na transição da adolescência para a vida adulta 1 Michele Melo Reghelin 2009 Na área da psicologia, a escolha conjugal e o relacionamento conjugal são entendidos como um processo maturacional

Leia mais

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA INFANTIL

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA INFANTIL CONTAÇÃO DE HISTÓRIA INFANTIL Tatiana Moraes Tayla Mascarenhas Giovanna Fernandes Franciele Sousa RESUMO Faz-se uma abordagem acerca da importância da contação de história dentro do espaço escolar, visando

Leia mais

PSICOLOGIA DA SAÚDE. Conceitos, Personalidade, Comportamento e Transtornos Mentais no Trabalho

PSICOLOGIA DA SAÚDE. Conceitos, Personalidade, Comportamento e Transtornos Mentais no Trabalho PSICOLOGIA DA SAÚDE Conceitos, Personalidade, Comportamento e Transtornos Mentais no Trabalho Boas vindas e Objetivo Contribuir com os Participantes no Desenvolvimento de Mudanças e Repertorio técnico

Leia mais

Pergaminho dos Sonhos

Pergaminho dos Sonhos Pergaminho dos Sonhos Michel R.S. Era uma vez um poeta... Um jovem poeta que aprendera a amar e deixar de amar. E de uma forma tão simples, assim como o bem e o mal, O amor tornou-se o objetivo de suas

Leia mais

01 F E L I C I D A D E 01

01 F E L I C I D A D E 01 100 AFIRMAÇÕES POSITIVAS 01 F E L I C I D A D E 01 1. A felicidade é o meu direito. Eu abraço a felicidade como meu ponto de equilíbrio. 2. Sinto alegria e satisfação neste momento. 3. Despertei de manhã

Leia mais

Freud e a Estrutura da Mente Humana

Freud e a Estrutura da Mente Humana Freud e a Estrutura da Mente Humana Obje'vos: Discu'r as teorias e contribuições de Freud para o desenvolvimento da Psicanálise Discu'r a influência do trabalho e das ideias de Freud na cultura popular

Leia mais

PROVA PARA AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS 2013/2014. Faculdade de Ciências Humanas e Sociais

PROVA PARA AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS 2013/2014. Faculdade de Ciências Humanas e Sociais PROVA PARA AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS 2013/2014 Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Licenciatura em Psicologia Componente Específica de Psicologia

Leia mais

O Que Você Deve Fazer Como Gestor De Vendas Para Gerenciar Com Qualidade Suas Equipes Externas?

O Que Você Deve Fazer Como Gestor De Vendas Para Gerenciar Com Qualidade Suas Equipes Externas? O Que Você Deve Fazer Como Gestor De Vendas Para Gerenciar Com Qualidade Suas Equipes Externas? Assumir o cargo de gestão de uma empresa realmente não é uma tarefa fácil. É preciso que você tenha talento

Leia mais

Fonte: http://office.microsoft.com/pt-br/clipart

Fonte: http://office.microsoft.com/pt-br/clipart 11. Estágio personalismo (3 a 6 anos) A predominância funcional é AFETIVA (relações afetivas) e o conflito é de natureza endógena (centrípeta). Período de formação da personalidade, marcado por conflitos

Leia mais

A psicanálise surgiu na década de 1890, com Sigmund Freud

A psicanálise surgiu na década de 1890, com Sigmund Freud PSICANÁLISE A psicanálise surgiu na década de 1890, com Sigmund Freud médico neurologista interessado em achar um tratamento efetivo para pacientes com sintomas neuróticos, principalmente histéricos.

Leia mais

Criando Filhos Preparados para a Vida

Criando Filhos Preparados para a Vida Criando Filhos Preparados para a Vida RELEMBRANDO 2 PRINCÍPIOS PARA ENSINAR OS FILHOS E FORMAR O CARÁTER 1 - OBEDIÊNCIA 2 - RESPONSABILIDADE 1 - OBEDIÊNCIA Desde bebê até adolescência (1 a 12 anos) Exercício

Leia mais

LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia

LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL - 2015 Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia 7º Ano Filósofos Clássicos. A filosofia clássica. Sócrates de Atenas: o poder das perguntas

Leia mais

6 Referências bibliográficas

6 Referências bibliográficas 6 Referências bibliográficas ABREU, T. Perversão generalizada. In: Agente: Revista digital de psicanálise da EBP-Bahia, n. 03. Salvador: EBP-Bahia, 2007. Disponível em: .

Leia mais

Benefícios da leitura

Benefícios da leitura A importância da Parceria Família e Escola da Formação de Cidadãos Leitores Júlio Furtado www.juliofurtado.com.br Benefícios da leitura Quem lê adquire cultura, passa a escrever melhor, tem mais senso

Leia mais

PROGRAMA QPP - QUALIDADE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA LIVROS NAS CRECHES

PROGRAMA QPP - QUALIDADE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA LIVROS NAS CRECHES PROGRAMA QPP - QUALIDADE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA Ana Paula Dias Torres Maria Lucia de A. Machado São Paulo dezembro 2015 1 LIVRO É OBJETO PORTADOR DE CULTURA Dentre os diversos instrumentos do homem, o livro

Leia mais

DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 02 / 05 / 206 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

I João 3: Estudo II slide 1

I João 3: Estudo II slide 1 Porque a mensagem que ouvistes desde o princípio é esta: que nos amemos uns aos outros; não segundo Caim, que era do Maligno e assassinou a seu irmão; e por que o assassinou? Porque as suas obras eram

Leia mais

CHEGOU A HORA DE VOCÊ CRIAR UM TRABALHO QUE AME!

CHEGOU A HORA DE VOCÊ CRIAR UM TRABALHO QUE AME! CHEGOU A HORA DE VOCÊ CRIAR UM TRABALHO QUE AME! Seja bem-vinda à 4ª edição da Jornada gratuita Empreenda Com Propósito! Esse que é um evento totalmente online com foco em carreira, empreendedorismo e,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS RELAÇÕES DE AMOR NAS PRIMEIRAS ETAPAS DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL

A IMPORTÂNCIA DAS RELAÇÕES DE AMOR NAS PRIMEIRAS ETAPAS DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL 1 A IMPORTÂNCIA DAS RELAÇÕES DE AMOR NAS PRIMEIRAS ETAPAS DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL José Henrique Volpi Maria Beatriz de Paula Volpi: Em sua opinião, qual a importância da amamentação no primeiro ano

Leia mais

SEXUALIDADE SEM FRONTEIRAS. Flávio Gikovate

SEXUALIDADE SEM FRONTEIRAS. Flávio Gikovate SEXUALIDADE SEM FRONTEIRAS SEXUALIDADE SEM FRONTEIRAS Copyright 2013 by Direitos desta edição reservados por Summus Editorial Editora executiva: Soraia Bini Cury Editora assistente: Salete Del Guerra Capa:

Leia mais

Hipótese Psicodinâmica: Primeira entrevista Jeffreu e H Strupp. Modelo interpessoal. (desenvolveram a PB no modelo interpessoal).

Hipótese Psicodinâmica: Primeira entrevista Jeffreu e H Strupp. Modelo interpessoal. (desenvolveram a PB no modelo interpessoal). Junho/2013 Histórico PB James Mann (1964): Foco com tema central, postura mais acolhedora, favorece a independência e autonomia, término como algo relevante (trabalha com 15 sessões PB). Edmond Guilhermon

Leia mais

POR QUE É IMPORTANTE ATRAIR CLIENTES?... 3 A IMPORTÂNCIA DE SE COLECIONAR CLIENTES... 4 É POSSÍVEL FAZER ESTOQUE DE CLIENTES?... 5

POR QUE É IMPORTANTE ATRAIR CLIENTES?... 3 A IMPORTÂNCIA DE SE COLECIONAR CLIENTES... 4 É POSSÍVEL FAZER ESTOQUE DE CLIENTES?... 5 ÍNDICE POR QUE É IMPORTANTE ATRAIR CLIENTES?... 3 A IMPORTÂNCIA DE SE COLECIONAR CLIENTES... 4 É POSSÍVEL FAZER ESTOQUE DE CLIENTES?... 5 COMO ANDA SEU RELACIONAMENTO COM AS PESSOAS?... 6 PROFISSIOMAIS

Leia mais

Deixo meus olhos Falar

Deixo meus olhos Falar Tânia Abrão Deixo meus olhos Falar 1º Edição Maio de 2013 WWW.perse.com.br 1 Tânia Abrão Biografia Tânia Abrão Mendes da Silva Email: Tania_morenagata@hotmail.com Filha de Benedito Abrão e Ivanir Abrão

Leia mais

PROJETO EU SOU ASSIM MATERNAL II

PROJETO EU SOU ASSIM MATERNAL II PROJETO EU SOU ASSIM MATERNAL II NOME: 1 Os Direitos da Criança 1º Princípio Todas as crianças são credoras destes direitos, sem distinção de raça, cor, sexo, língua, religião, condição social ou nacionalidade,

Leia mais

O EU (EGO) E O ID (1923) Professora: Laura Carmilo Granado

O EU (EGO) E O ID (1923) Professora: Laura Carmilo Granado O EU (EGO) E O ID (1923) Professora: Laura Carmilo Granado EU (EGO) (O Ego: das Ich) Há uma consciência atada a ele Controla acesso à motilidade Instância que mesmo dormindo detém o controle da censura

Leia mais

Teorias do Ciclo de Vida (TCV)

Teorias do Ciclo de Vida (TCV) Psicologia do Adulto e do Idoso EDUCAÇÃO SOCIAL 1º Ano, 2º Semestre 2014/2015 SUMÁRIO: Aspectos teóricos de base Teorias do Ciclo de Vida (TCV) Objectivos e âmbito das TCV ; Teoria de Charlotte Bühler;

Leia mais

TESTE DAS 5 LINGUAGENS DE AMOR

TESTE DAS 5 LINGUAGENS DE AMOR TESTE DAS 5 LINGUAGENS DE AMOR Livro 5 Linguagens do Amor Prepare o perfil quando estiver relaxado e sem pressão de tempo. Depois de fazer suas escolhas, volte e conte o número de vezes que marcou cada

Leia mais

REVENDO O COMPLEXO DE edipo RAIMUNDA NOBRE DAMASCENO* RESUMO

REVENDO O COMPLEXO DE edipo RAIMUNDA NOBRE DAMASCENO* RESUMO REVENDO O COMPLEXO DE edipo RAIMUNDA NOBRE DAMASCENO* RESUMO o presente artigo destaca a importância do complexo de edipo para todo o ser humano na determinação da forma final de sua sexualidade. Apresenta

Leia mais

O EU (EGO) E O ID (1923) Professora: Laura Carmilo Granado

O EU (EGO) E O ID (1923) Professora: Laura Carmilo Granado O EU (EGO) E O ID (1923) Professora: Laura Carmilo Granado EU (EGO) (O Ego: das Ich) Há uma consciência atada a ele Controla acesso à motilidade Instância que mesmo dormindo detém o controle da censura

Leia mais

CRDA CENTRO DE REFERÊNCIA EM DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM DISTÚRBIOS PSICOLÓGICOS NOS DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM DESENVOLVIMENTO PSIQUICO

CRDA CENTRO DE REFERÊNCIA EM DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM DISTÚRBIOS PSICOLÓGICOS NOS DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM DESENVOLVIMENTO PSIQUICO ID CRDA CENTRO DE REFERÊNCIA EM DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM EGO DISTÚRBIOS PSICOLÓGICOS NOS DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM DESENVOLVIMENTO PSIQUICO MARIA CHRISTINA MACIEL Várias teorias desenvolvimento da criança

Leia mais

Feminilidade. Comentários sobre Feminilidade. (das Novas Conferências Introdutórias à Psicanálise )

Feminilidade. Comentários sobre Feminilidade. (das Novas Conferências Introdutórias à Psicanálise ) Feminilidade Comentários sobre Feminilidade (das Novas Conferências Introdutórias à Psicanálise 1932-33) Na primeira versão do Édipo, ou seja, a partir de A Interpretação dos Sonhos e rodapés acrescentados

Leia mais

LIMITES NO DISCURSO PSICANALÍTICO NUM TRABALHO COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RISCO

LIMITES NO DISCURSO PSICANALÍTICO NUM TRABALHO COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RISCO LIMITES NO DISCURSO PSICANALÍTICO NUM TRABALHO COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RISCO VARGAS, Miriam Dias 1 - UNIFRA mikday@bol.com.br BUSS, Andréia Mello de 2 - UNIFRA deiabuss@yahoo.com.br

Leia mais

Intertextualidade na Fotografia Publicidade: o conto de fada 1

Intertextualidade na Fotografia Publicidade: o conto de fada 1 Intertextualidade na Fotografia Publicidade: o conto de fada 1 Juliana Souza TEIXEIRA 2 Dayane Bifon de BARROS 3 Rodrigo Daniel Levoti PORTARI 4 Universidade do Estado de Minas Gerais, Frutal, MG RESUMO

Leia mais

Fernanda Xerez. CIRANDA EM Versos. Fortaleza-CE. 1ª ed

Fernanda Xerez. CIRANDA EM Versos. Fortaleza-CE. 1ª ed CIRANDA EM VERSOS Fernanda Xerez CIRANDA EM Versos Fortaleza-CE. 1ª ed. 2016. SOBRE MIM Poeta, mulher, mãe e avó, amiga e companheira, assim, meio quântica e transcendental, amante das coisas belas;

Leia mais

ANEXOS PUC-Rio - Certificação Digital Nº /CA

ANEXOS PUC-Rio - Certificação Digital Nº /CA ANEXOS 33+ ROTEIRO DAS PALESTRAS Situações determinantes do psiquismo humano: história mítica (situações anteriores à concepção e ao nascimento de uma criança), projeção do futuro da criança. primeiro

Leia mais

MANUAL DO PAI na gravidez!

MANUAL DO PAI na gravidez! MANUAL DO PAI na gravidez! Autora: Lorena Oliveira Endereço: www.blogdalo.com.br Instagram: @lorenasmgestacao Papai, Para uma gravidez feliz é necessário decorar a fórmula: Tranquilidade + amor + companheirismo

Leia mais

O PAI NA PSICANÁLISE ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PSICOSES

O PAI NA PSICANÁLISE ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PSICOSES O PAI NA PSICANÁLISE ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PSICOSES Gabriela Costa Moura Uma leitura possível acerca das psicoses à luz da teoria lacaniana deve ser norteada pelo percurso que desemboca em sua

Leia mais

destaques da programação: 16/fev a 22/fev A Arte da Persuasão duração: 58 exibição: 16/fev, às 22h

destaques da programação: 16/fev a 22/fev A Arte da Persuasão duração: 58 exibição: 16/fev, às 22h A Arte da Persuasão duração: 58 exibição: 16/fev, às 22h Episódio da série Como a Arte Moldou o Mundo, que mostra manifestações artísticas desde tempos imemoriais e os seus reflexos na formação histórica

Leia mais

Analisando as falas das personagens, assinale a alternativa que contenha as expressões utilizadas em seu sentido conotativo:

Analisando as falas das personagens, assinale a alternativa que contenha as expressões utilizadas em seu sentido conotativo: LISTA DE LÍNGUA PORTUGUESA P2 Aluno (a): Série: 1º BIMESTRE Professor (a): Leila de Souza Goiânia, / / 2015. Referências para estudo: Capítulos 4 (A construção do sentido) e 5 (Efeitos de Sentido) do Livro

Leia mais

5 produtos íntimos que não pode faltar necessaire de toda mulher

5 produtos íntimos que não pode faltar necessaire de toda mulher 5 produtos íntimos que não pode faltar necessaire de toda mulher Tábita Veríssimo 1 Olá, que bom que você está aqui, esse e-book tá recheado de informações super especiais para você aproveitar e dar um

Leia mais

ENTENDENDO O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR

ENTENDENDO O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR ENTENDENDO O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR UMA LEITURA GLOBAL 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Consumidor Destinatário dos produtos e serviços que as empresas produzem, distribuem e

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DA PERSONALIDADE

DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DA PERSONALIDADE Rede7 Mestrado em Ensino do Inglês e Francês no Ensino Básico ÁREAS DE DESENVOLVIMENTO: DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DA PERSONALIDADE Teorias Psicodinâmicas A Psicanálise de Sigmund Freud A perspectiva de

Leia mais

MOMENTOS POÉTICOS. Ademilson B dos Santos

MOMENTOS POÉTICOS. Ademilson B dos Santos MOMENTOS POÉTICOS Ademilson B dos Santos Momentos Poéticos A Ademilson Batista dos Santos Bairro: Parque dos Estados Rua: Curitiba 163 Louveira SP Segredos Segredos são segredos, Não se podem revelar.

Leia mais

Teorias Motivacionais

Teorias Motivacionais Teorias Motivacionais A perspectiva biológica A perspectiva Biológica da Motivação pode subdividir-se em 3 categorias: As contribuições genéticas para o comportamento motivado A Motivação como estimulação

Leia mais

O CASO CLÍNICO E A CONSTRUÇÃO DA TEORIA EM PSICANÁLISE: UMA ARTICULAÇÃO NO CAMPO DA SAÚDE MENTAL

O CASO CLÍNICO E A CONSTRUÇÃO DA TEORIA EM PSICANÁLISE: UMA ARTICULAÇÃO NO CAMPO DA SAÚDE MENTAL O CASO CLÍNICO E A CONSTRUÇÃO DA TEORIA EM PSICANÁLISE: UMA ARTICULAÇÃO NO CAMPO DA SAÚDE MENTAL Emilie Fonteles Boesmans Jonas Torres Medeiros Lia Carneiro Silveira Introdução Neste trabalho, apresentaremos

Leia mais

Síntese sobre a Psicologia da Personalidade e Desenvolvimento Psicossexual (0 a 12 anos) suas controvérsias e correlações.

Síntese sobre a Psicologia da Personalidade e Desenvolvimento Psicossexual (0 a 12 anos) suas controvérsias e correlações. Síntese sobre a Psicologia da Personalidade e Desenvolvimento Psicossexual (0 a 12 anos) suas controvérsias e correlações. Síntese - Psicologia da Personalidade - Aspectos, Conteúdo, Estrutura e Desenvolvimento

Leia mais

O que vem a ser identidade? O que vem a ser uma identificação?

O que vem a ser identidade? O que vem a ser uma identificação? . O que vem a ser identidade? O que vem a ser uma identificação? . Quando falamos de identificação entre pessoas, entre pais e filhos, o que queremos dizer com isso? Resultado de projeções e de introjeções

Leia mais

B. DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA Este treinamento será desenvolvido em Módulos, uma vez por semana.

B. DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA Este treinamento será desenvolvido em Módulos, uma vez por semana. KO KAIZEN ZERO PREPARAÇÃO EDUCACIONAL DAS CHEFIAS PARA A MELHORIA DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS E DA GESTÃO EMPRESARIAL NA BUSCA DO COMPROMETIMENTO DO COLABORADOR a. PREMISSA Acreditamos que o homem não consegue

Leia mais

Introdução à obra de Wallon

Introdução à obra de Wallon Henri Wallon Introdução à obra de Wallon A atividade da criança: conjunto de gestos com significados filogenéticos de sobrevivência. Entre o indivíduo e o meio há uma unidade indivisível. A sociedade é

Leia mais

PAPEL DA ESPOSA Nº 1. PAPEL DO MARIDO nº 1

PAPEL DA ESPOSA Nº 1. PAPEL DO MARIDO nº 1 No texto 1 falamos sobre a importância do casamento, de acordo com o ponto de vista bíblico-cristão, para a satisfação do Plano de Deus para o ser humano. Neste, falaremos sobre: II. QUAL O PAPEL DE CADA

Leia mais

Assistência ao Adolescente com Ênfase em Saúde Sexual e Reprodutiva

Assistência ao Adolescente com Ênfase em Saúde Sexual e Reprodutiva Assistência ao Adolescente com Ênfase em Saúde Sexual e Reprodutiva Profº. Marcelo Alessandro Rigotti Especialista CCIH Mestrando pela USP Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - SP Adolescência Conceito:

Leia mais

7 GERAL DA RELAÇÃO Duas cartas que representam a essência da relação, a energia envolvida no relacionamento de ambas as partes.

7 GERAL DA RELAÇÃO Duas cartas que representam a essência da relação, a energia envolvida no relacionamento de ambas as partes. ANTÔNIO LEITURA PARA RELACIONAMENTO MÉTODO TEMPLO DE AFRODITE CASAS 1 E 2 MENTAL ELA E ELE Estas casas se referem a tudo que é pensamento racional, o que cada um pensa do outro e da relação, seus medos,

Leia mais

A CASTRAÇÃO É UMA IDEIA, A PRIVAÇÃO É UM FATO (NASIO, 2007).

A CASTRAÇÃO É UMA IDEIA, A PRIVAÇÃO É UM FATO (NASIO, 2007). A CASTRAÇÃO E O AMBIENTE HOSPITALAR MULTIDISCIPLINAR: UMA REFLEXÃO 1 CARLA CRISTINA DE OLIVEIRA A CASTRAÇÃO É UMA IDEIA, A PRIVAÇÃO É UM FATO (NASIO, 2007). Em psicanálise, o conceito de "castração" não

Leia mais

Dia da Mãe - painel Prendas do Dia da Mãe: 1.º ano: escultura 2.º ano: suporte 3.º ano: escultura 4.º ano: escultura

Dia da Mãe - painel Prendas do Dia da Mãe: 1.º ano: escultura 2.º ano: suporte 3.º ano: escultura 4.º ano: escultura Painéis de primavera Decorações de primavera Dia Mundial da Criança Dia de Portugal - 10 de junho Dia da Mãe - painel Prendas do Dia da Mãe: 1.º ano: escultura 2.º ano: suporte 3.º ano: escultura 4.º ano:

Leia mais