O que vem a ser identidade? O que vem a ser uma identificação?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que vem a ser identidade? O que vem a ser uma identificação?"

Transcrição

1 .

2 O que vem a ser identidade? O que vem a ser uma identificação?

3 . Quando falamos de identificação entre pessoas, entre pais e filhos, o que queremos dizer com isso? Resultado de projeções e de introjeções recíprocas. Conceito iluminista de identidade : identidade herdada que permanecia durante toda a vida do sujeito e com ele morria. No contemporaneidade temos um novo conceito de identidade? Em uma sociedade individualizada criar identidade se tornou propósito e sentido de vida. Mudanças são velozes.

4 Uma abordagem da psicanálise. A mãe ou o cuidador conhece o self da criança através da identificação projetiva. (devaneios maternos). A mãe idealiza seu bebê assim como sua relação com êle. É importante a experiência da frustração. Dessa maneira, o bebê diferencia-se do mundo externo. Forma-se o eu-pele inicialmente. Sua primeira identidade. Descobre sua própria continuidade: A estruturação primária e narcísica da personalidade, porque voltada para o próprio eu.

5 Processo de individuação. - 1a. fase "narcisogenese". Criança voltada para ela mesma : o objeto é experimentado como parte do próprio self. Freud narcisismo primário condição na qual o ego infantil experimenta autosuficiência. Uma criança no seio ainda não distingue seu ego do mundo externo e como fonte das sensações que experimenta. A criança nessa fase ainda não estabeleceu fronteiras egóicas. É a experiência do sentimento oceânico descrito por Freud.

6 Processo de individuação. 2a. fase : volta-se para o outro: em geral mãe, pai ou "primeiros cuidadores". - A identidade "primária" ainda está muito atrelada "ao outro" (identificação) - A partir das primeiras identificações a criança crescentemente passa a fazer escolhas individuais. Influências principais: escola e familia.

7 Psicanálise atual: introduz o self como a imagem que se tem de si mesmo. Jung : O ego é o centro da consciência mas não é o centro da psique. Self : centro inconsciente na psique humana. Elemento ordenador da personalidade que contém potencialidades de experiência e percepção do que Jung chamou de arquétipos. ( Matrizes em potencial da experiência humana)

8 Kohut: Chama as figuras materna e paterna de self- objeto. Self e objeto em um. O self- objeto é experimentado como parte do self infantil. Fordham: o self é uma totalidade existente desde o nascimento que se diferencia gradualmente em configurações de experiências no inconsciente. O ego deve se diferenciar do self.

9 Self Primário O bebê ainda no útero de sua mãe experimenta um tipo rudimentar de consciência. O ego representa um pequeno papel na vida do bebê que é melhor entendida como pulsões arquetípicas padronizadas. Self - entidade primária que contém sistemas parciais arquetípicos que se diferenciam na relação com o ambiente. ( Fordham)

10 Identidade : Latim _ Identitas, - atis. Qualidade de idêntico. Paridade absoluta. Circunstância de um indivíduo ser aquele que diz ser ou aquele que outrem presume que ele seja. O conflito de identidade contemporâneo perpassa o exercício dos papéis de pai, mãe, filhos e avós.

11 Estamos todos no mesmo barco. A humanidade se multiplicou no planeta. O mundo global funciona como um país. A aldeia global. O que ocorre na Malásia nos afeta no Brasil. Estamos diante de múltiplas opções oferecidas pelo desenvolvimento científico versus a suportabilidade do planeta. Divórcio entre poder e política. ( Zigmunt Baumann) Poder : No latim vulgar- Potere posse, ser capaz de... O Estado oferece cada vez menos aos cidadãos. Muitas das funções contratadas deveriam ser desempenhadas pelo Estado. Poder identificado com domínio e lei. Poder para versus poder de.

12 Transferencia da educação para a escola: implica em maior dificuldade de desenvolver adequadamente a identidade - alienação do papel da familia. Transferencia da responsabilidade as vezes para o Estado: implica em MUITO maior dificuldade de desenvolver adequadamente a própria identidade (ex. do Estado imputando indenizações afetivas por abandono parental).

13 Pergunta: até que ponto a escola e a familia (e o Estado) compreendem e respeitam (permitem) o desenvolvimento do "potencial individual" e da personalidade do jovem? Indivíduo autônomo e sociedade autônoma caminham juntos. ( Baumann)

14 Conflito de identidade. Não tememos mais a autoridade que vem de cima mas sim a perda do próprio lugar a partir do conflito intrapsíquico e individual entre liberdade e segurança. Como afirmar a identidade em um mundo em constante transformação? - Familia patriarcal em queda: estrutura familiar mais horizontal - relação "fraterna" entre todos os seus membros conflito de identidade dos homens. conflitos de papéis entre homens e mulheres.

15 Nova familia e conflito de identidade O conflito antes vivido nas relações verticais é agora vivido entre pares. Falta de esperança dos jovens em um futuro planejado devido às mudanças em um mundo globalizado. Conflito entre mensagem paterna que busca segurança e estabilidade e caráter volátil das escolhas na contemporaneidade. Idealização dos pais versus idealização dos filhos. Desidealização dos filhos e desidealização do conceito de segurança. Familias mais complexas: CF 1988 (iguala homem e mulher, familia monoparental, iguala filhos dentro e fora do casamento, adotados inclusive etc, até jurisprudencia atual reconhecendo uniões estaveis entre homossexuais.)

16 Conflito de poder na familia. segurança versus liberdade. Infantilização dos jovens: classe média: moram eternamente com os pais. classe alta: trabalham com o pai e submetem- se afetivamente ao poder do pai até idade avançada. O pai fica eternamente responsável pelos filhos. Opção pela segurança.

17 Geração felicidade.. No século XIX o conflito era entre : Muita segurança e pouca liberdade. Conceito de repressão freudiano. Contemporaneidade: Pouca segurança em prol da liberdade. Redefinir relação entre segurança e liberdade. - Redefinir responsabilidade dos filhos. (realidade da "geração felicidade") Necessário resgatar o respeito à alteridade em um mundo onde o mandato é o consumo e também das relações. Uma nova ética : Ética da alteridade.

18 Identidade da empresa e sucessão. Enquanto isso na empresa: globalização, tudo muito rápido, perda de identidade e de espaço no mundo dos negócios. Estamos diante de um retorno patriarcal reativo à ameaça de perda de poder? "não quero profissionalizar"; "não quero abrir mão do poder e do controle"; não vou dar ações aos filhos.

19 Herança hoje. Opções realistas oferecidas pela identidade da empresa versus individualidade. Papel do consultor, mediador ou terapeuta. Mediar é passar- se entre dois fatos ou duas épocas e interceder a cerca de um conflito. Há solução que satisfaça igualmente a todos? Solução de conflito e perda, luto ou sacrifício. COMO RESOLVER ISSO TUDO Para pensar: a necessária desidealização dos filhos e da empresa. Os filhos não são a continuação dos pais, a empresa não é a continuação dos fundadores. É possível? como?

Reflexões... A família e a adolescência no contexto da contemporaneidade

Reflexões... A família e a adolescência no contexto da contemporaneidade Reflexões... A família e a adolescência no contexto da contemporaneidade 1. Como podemos definir família no mundo pós-moderno? 2. Como a família deve interagir com as instâncias sociais, entre elas a escola?

Leia mais

A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens

A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens Movimento humano e linguagens A linguagem está envolvida em tudo o que fazemos, ela é peça fundamental para a expressão humana. Na Educação

Leia mais

O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA

O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA Estudante: Ano: 6º Turma: Educador: Wagner Melo C. Curricular: Educação Religiosa O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA Deus nos criou para convivermos com outras pessoas e sermos felizes. A

Leia mais

Homens líderes? Mulheres submissas? Protesto!

Homens líderes? Mulheres submissas? Protesto! Dois grandes movimentos na cultura: O Avanço profissional da mulher. Maria Mariana, autora de Confissões de Adolescente (Anos 90) em entrevista para Revista Época.... Precisamos unir a geração de nossas

Leia mais

PAIS AUSENTES. QUESTÃO IRREVERSÍVEL? Professor Romulo Bolivar.

PAIS AUSENTES. QUESTÃO IRREVERSÍVEL? Professor Romulo Bolivar. PAIS AUSENTES. QUESTÃO IRREVERSÍVEL? Professor Romulo Bolivar www.proenem.com.br INSTRUÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua

Leia mais

CONFERÊNCIA REGIONAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES

CONFERÊNCIA REGIONAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES CONFERÊNCIA REGIONAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES Um desafio para a igualdade numa perspectiva de gênero Ituporanga 30/04/04 Conferência Espaço de participação popular para: Conferir o que tem sido feito

Leia mais

FASTRACKIDS. Abrir as portas do enriquecimento

FASTRACKIDS. Abrir as portas do enriquecimento FASTRACKIDS Abrir as portas do enriquecimento FasTracKids é: Um programa de enriquecimento que abrirá mais ou menos 50-70 portas do enriquecimento às crianças. FasTracKids é: Uma aprendizagem acelerada

Leia mais

i dos pais O jovem adulto

i dos pais O jovem adulto i dos pais O jovem adulto O desenvolvimento humano é um processo de mudanças emocionais, comportamentais, cognitivas, físicas e psíquicas. Através do processo, cada ser humano desenvolve atitudes e comportamentos

Leia mais

Ana Gonçalves. Curso: TSHT- Técnico de Segurança e Higiene no trabalho. CP: Cidadania e Profissionalidade. Formadora: Ana Gonçalves

Ana Gonçalves. Curso: TSHT- Técnico de Segurança e Higiene no trabalho. CP: Cidadania e Profissionalidade. Formadora: Ana Gonçalves Descrição: Direitos e deveres adquiridos em cada fase da vida - criança, adulto e na velhice Objectivo: Cidadão/ Estado Critérios de Evidência; Reconhecer as responsabilidades inerentes à liberdade pessoal

Leia mais

Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi

Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi Saúde Mental e Trabalho Abordagens de estudo Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi Considerações gerais: Le Guillant (há 50 anos). - De um lado, o trabalho que demandava intervenção

Leia mais

MECANISMOS DE DEFESA

MECANISMOS DE DEFESA 1 MECANISMOS DE DEFESA José Henrique Volpi O Ego protege a personalidade contra a ameaça ruim. Para isso, utilizase dos chamados mecanismos de defesa. Todos estes mecanismos podem ser encontrados em indivíduos

Leia mais

A noção agostiniana de Tempo. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Filosofia Professor Uilson Fernandes

A noção agostiniana de Tempo. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Filosofia Professor Uilson Fernandes A noção agostiniana de Tempo. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Filosofia Professor Uilson Fernandes Tempo como sucessão... A ideia de tempo surge a partir da distinção entre passado presente e futuro.

Leia mais

ÉTICA E INTEGRIDADE EMP M R P ESA S RIA I L Ant n oni n o i F e F r e n r a n nd n o St S anz n ia i ni n

ÉTICA E INTEGRIDADE EMP M R P ESA S RIA I L Ant n oni n o i F e F r e n r a n nd n o St S anz n ia i ni n ÉTICA E INTEGRIDADE EMPRESARIAL Antonio Fernando Stanziani Eu sou eu e minhas circunstâncias e se não as salvo também não me salvo. Ortega y Gasset Meditações do Quixote Integridade Sentir, pensar, falar

Leia mais

Estruturas da Personalidade e Funcionamento do Aparelho Psíquico

Estruturas da Personalidade e Funcionamento do Aparelho Psíquico Estruturas da Personalidade e Funcionamento do Aparelho Psíquico Para Freud, a personalidade é centrada no crescimento interno. Dá importância a influência dos medos, dos desejos e das motivações inconscientes

Leia mais

A DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E POLÍTICAS DE FORMAÇÃO

A DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E POLÍTICAS DE FORMAÇÃO A DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E POLÍTICAS DE FORMAÇÃO Profa. Dra. Denise Maria de Carvalho Lopes UFRN Centro de Educação PPGEd/Curso de Pedagogia Fortaleza, abril de 2014. Docência na Educação Infantil

Leia mais

http://www.youtube.com/watch?v=iyhtwmg3kcu Um pouco do cenário atual:! 56,2% dos trabalhadores da região metropolitana de São Paulo são do sexo feminino. As mulheres são o chefe da casa em mais de 1/3

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Audiência Pública GUARDA COMPARTILHADA

CÂMARA DOS DEPUTADOS Audiência Pública GUARDA COMPARTILHADA CÂMARA DOS DEPUTADOS Audiência Pública GUARDA COMPARTILHADA Angela Regina Gama da Silveira Gutierres Gimenez Juíza da 1ª. Vara Especializada em Direito das Famílias e Sucessões de Cuiabá Presidente do

Leia mais

Incurável. Celso Rennó Lima

Incurável. Celso Rennó Lima 1 Incurável Celso Rennó Lima Em seu primeiro encontro com o Outro, consequência da incidência de um significante, o sujeito tem de lidar com um incurável, que não se subjetiva, que não permite que desejo

Leia mais

Os Contos Infantis no processo do Desenvolvimento Humano

Os Contos Infantis no processo do Desenvolvimento Humano Os Contos Infantis no processo do Desenvolvimento Humano Joana Raquel Paraguassú Junqueira Villela INTRODUÇÃO: Podem-se perguntar as razões pelas quais a psicologia junguiana se interessa por mitos e contos

Leia mais

Clima e Socialização organizacional

Clima e Socialização organizacional Função Aplicação de pessoas: Clima e Socialização organizacional Livros: CHIAVENATO, Gestão de pessoas TACHIZAMA, et al. Material na xerox (pg.240-255) SOCIALIZAÇÃO ORGANIZACIONAL É a maneira pela qual

Leia mais

Sociedade Psicanalítica de Angra dos Reis Rio de Janeiro

Sociedade Psicanalítica de Angra dos Reis Rio de Janeiro CURSO DE PSICANÁLISE E EDUCAÇÃO I. Objetivos do Curso Estudar a estrutura da realidade psíquica do ser humano, suas leis, seus limites e sua importância na educação das crianças e adolescentes. Mostrar

Leia mais

Núcleo Abordagem Junguiana: fundamentos teóricos e intervenção

Núcleo Abordagem Junguiana: fundamentos teóricos e intervenção Núcleo 2.1 - Abordagem Junguiana: fundamentos teóricos e intervenção DEPARTAMENTOS ENVOLVIDOS: Psicodinâmica, Desenvolvimento, Psicologia Social e Métodos e Técnicas. COORDENADOR: Heloisa Dias da Silva

Leia mais

Personalidade(s) e Turismo

Personalidade(s) e Turismo Personalidade(s) e Turismo O que é Personalidade? Ela é inata ou aprendida? Personalidade/Personalidades É uma organização dinâmica de partes interligadas, que vão evoluindo do recém-nascido biológico

Leia mais

PROJETO EU SOU ASSIM MATERNAL II

PROJETO EU SOU ASSIM MATERNAL II PROJETO EU SOU ASSIM MATERNAL II NOME: 1 Os Direitos da Criança 1º Princípio Todas as crianças são credoras destes direitos, sem distinção de raça, cor, sexo, língua, religião, condição social ou nacionalidade,

Leia mais

CURRÍCULO ESCOLAR VMSIMULADOS

CURRÍCULO ESCOLAR VMSIMULADOS CURRÍCULO ESCOLAR 01. Segundo a LDB (Lei no 9394/96), os currículos do ensino fundamental e médio devem ter uma base nacional comum, a ser complementada, em cada sistema de ensino e estabelecimento escolar,

Leia mais

A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo

A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo A Educação Médica entre o Tecnicismo e o Humanismo Abram Eksterman A. Einstein Nem tudo que conta pode ser contado; e nem tudo que pode ser contado, conta. A. Einstein Educação é o que permanece depois

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS. Profa.Maria Ludetana Araujo

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS. Profa.Maria Ludetana Araujo EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS Profa.Maria Ludetana Araujo ludetana@ufpa.br EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DOS RS VENHA DE ONDE VIER... Uma práxis educativa e social que tem por finalidade

Leia mais

Motivação, Liderança e Desempenho. Professora: Renata Lourdes

Motivação, Liderança e Desempenho. Professora: Renata Lourdes HU 2012 Motivação, Liderança e Desempenho. Professora: Renata Lourdes 1 MOTIVAÇÃO Motivação é tudo aquilo que impulsiona a pessoa a agir de alguma forma; O impulso à ação pode ser: estímulo interno (pensar

Leia mais

Escola Bíblica Dominical 25/08/2013. Família nos moldes de Deus

Escola Bíblica Dominical 25/08/2013. Família nos moldes de Deus Família nos moldes de Deus ...entretanto, não foi assim desde o princípio.»familia COMO PROJETO DE DEUS A família tem origem em Deus. Mt 19.8b ADÃO EVA FILHOS Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à

Leia mais

PARTE 1. O que você sempre quis saber

PARTE 1. O que você sempre quis saber PARTE 1 O que você sempre quis saber Vamos ser francos. Namoro é um dos temas mais falados entre os jovens cristãos. As reações à abordagem repetitiva do tema combinam fascínio e cansaço. Por quê? Acreditamos

Leia mais

GABINETE DE APOIO PSICOLÓGICO Educação

GABINETE DE APOIO PSICOLÓGICO Educação Sessão de esclarecimento On-line Informação ao Encarregado de GABINETE DE APOIO PSICOLÓGICO Educação 1 ORIENTAÇÃO VOCACIONAL Gabinete de Apoio Psicológico Agrupamento de Escolas de Almeida 2 ORIENTAÇÃO

Leia mais

PASSAGENS BÍBLICAS. O julgamento de Salomão Mar Vermelho

PASSAGENS BÍBLICAS. O julgamento de Salomão Mar Vermelho PASSAGENS BÍBLICAS O julgamento de Salomão Mar Vermelho ESPAÇO CATÓLICO Os espaços católicos têm diferentes denominações e cada uma tem significado próprio e um sentido para os fiéis. O mais comum é a

Leia mais

A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos

A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos AF357-15FIS_CampanhaPrescrevaumLivroItauCrianca_FOLHETO_19x23_V6.indd 1 29/09/15 01:22 2 Receite um livro A importância de recomendar a

Leia mais

Abra os seus olhos. Descubra lugares e coisas que ama com cada foto que faz! PLANOS DE AULAS

Abra os seus olhos. Descubra lugares e coisas que ama com cada foto que faz! PLANOS DE AULAS Abra os seus olhos. Descubra lugares e coisas que ama com cada foto que faz! PLANOS DE AULAS REFERENCIAL 01 e REFERENCIAL 02 Curso Referencial Um. Fotografia para Câmeras DSLR Curso de Fotografia em Salvador.

Leia mais

PROGRAMA DE COACHING & VOCÊ

PROGRAMA DE COACHING & VOCÊ LAIS SILVA Profissional coach &Leader Coach Analista comportamental & 360 graus Coach, Consultora, Palestrante. Especialista em Recursos Humanos e Gestão Auditoria em Serviços de Saúde. Atua há mais de

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DA FACULDADE DE GUARARAPES - FAG

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DA FACULDADE DE GUARARAPES - FAG REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DA FACULDADE DE GUARARAPES - FAG CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO Art. 1º - O presente regulamento tem como finalidade normatizar e dinamizar o uso dos recursos oferecidos

Leia mais

Considerando que o trecho acima tem caráter unicamente motivador, redija um texto acerca do seguinte tema.

Considerando que o trecho acima tem caráter unicamente motivador, redija um texto acerca do seguinte tema. Questão Para mostrar que o sincrônico e o diacrônico são, simultaneamente, autônomos e interdependentes, pode-se pensar na projeção de um corpo sobre um plano. Com efeito, toda projeção depende

Leia mais

ABORDAGEM JUNGUIANA PSICOLOGIA CURSO DE

ABORDAGEM JUNGUIANA PSICOLOGIA CURSO DE CURSO DE PSICOLOGIA ABORDAGEM Torne se uma Analista Junguiano, empreendendo na jornada mais importante da sua vida, a sua jornada pessoal, a busca da compreensão de si mesmo, uma vivencia profunda, um

Leia mais

O que é planejamento estratégico?

O que é planejamento estratégico? O que é planejamento estratégico? Um dos fatores de sucesso das empresas é possuir um bom planejamento. Mas o que é planejamento? Nós planejamos diariamente, planejamos nossas atividades, nossas finanças,

Leia mais

Visão geral da gestão de recursos humanos

Visão geral da gestão de recursos humanos Visão geral da gestão de recursos humanos 1 Referência: Cap.1 Livro-texto Por que estudar GRH? Empresas competem por meio das pessoas. Sucesso das empresas depende, cada vez mais, da capacidade de gerenciar

Leia mais

I CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM NEONATAL Bioética e Biodireito na Atenção Neonatal FILIAÇÃO UNISSEXUAL. Profª Drª Luciana Moas

I CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM NEONATAL Bioética e Biodireito na Atenção Neonatal FILIAÇÃO UNISSEXUAL. Profª Drª Luciana Moas I CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM NEONATAL Bioética e Biodireito na Atenção Neonatal FILIAÇÃO UNISSEXUAL O IMPACTO DAS INOVAÇÕES BIOTECNOLÓGICAS NO PARENTESCO: A DISTINÇÃO ENTRE PAI E GENITOR Meu Deus

Leia mais

Hospital das Clínicas da F.M.U.S.P.

Hospital das Clínicas da F.M.U.S.P. Hospital das Clínicas da F.M.U.S.P. A Conquista da Liderança Profª. Drª. Maria Aparecida Rhein Schirato Rhein-Schirato Associados A organização social é a vitória da civilização sobre a barbárie. Ambas

Leia mais

COMO MUDAR AS CULTURAS ORGANIZACIONAIS. Profª Carminha Lage

COMO MUDAR AS CULTURAS ORGANIZACIONAIS. Profª Carminha Lage COMO MUDAR AS CULTURAS ORGANIZACIONAIS As Onze Fase da Gerência da Mudança Organizacional Uma seqüência de atividades ou intervenções devem ser seguida para que uma organização passe de um estágio do Ciclo

Leia mais

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 10 2 / 10 A Melhor Escola Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na terra? A MELHOR ESCOLA AINDA É O LAR, ON A CRIATURA VE RECEBER

Leia mais

"Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade".

Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade. "Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade". Os Pais, Primeiros Educadores da Fé Existe um ambiente privilegiado em que os casais, sem excluir outros lugares,

Leia mais

10/12/2014. Aprendizagem e Desenvolvimento Social da Criança. Ambiente e Desenvolvimento. O Espaço da Sala de Educação Infantil

10/12/2014. Aprendizagem e Desenvolvimento Social da Criança. Ambiente e Desenvolvimento. O Espaço da Sala de Educação Infantil Aprendizagem e Desenvolvimento Social da Criança O Ambiente Físico como Meio de Desenvolvimento Infantil Tema 7 Profa. Nancy Capretz Ambiente e Desenvolvimento Psicologia: organismo versus ambiente. Bem-estar,

Leia mais

Estudo 01 Guia do Par cipante

Estudo 01 Guia do Par cipante Estudo 01 Guia do Par cipante 01 PREFÁCIO Vivemos numa sociedade caracterizada pela ausência de grandes líderes. Líderes que defendam ideais e inspirem outros a sonhar com um mundo melhor. Líderes que

Leia mais

SOMOS LIVRES AO DECIDIR

SOMOS LIVRES AO DECIDIR FILOSOFIA 2º ano Partindo do principio de que liberdade é LIBERDADE DE ESCOLHER Afinal, até onde alcança o poder da nossa liberdade? Nossas escolhas estão ligadas aos princípios morais da nossa sociedade;

Leia mais

LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia

LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL - 2015 Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia 7º Ano Filósofos Clássicos. A filosofia clássica. Sócrates de Atenas: o poder das perguntas

Leia mais

Disciplinar na Adolescência: Onde está o manual de instruções?

Disciplinar na Adolescência: Onde está o manual de instruções? Disciplinar na Adolescência: Onde está o manual de instruções? Disciplinar na Adolescência: Onde está o manual de instruções? Na adolescência (autonomia, responsabilidade, relação pais filhos, regras e

Leia mais

PROJETO CINE-DEBATE. Filme utilizado: Os descendentes

PROJETO CINE-DEBATE. Filme utilizado: Os descendentes ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE - SES SUPERINTENDENCIA DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS E REGULAÇÃO - SUR CENTRO CATARINENSE DE REABILITAÇÃO - CCR Centro Especializado em Reabilitação

Leia mais

Locke e Bacon. Colégio Ser! 2.º Médio Filosofia Marilia Coltri

Locke e Bacon. Colégio Ser! 2.º Médio Filosofia Marilia Coltri Locke e Bacon Colégio Ser! 2.º Médio Filosofia Marilia Coltri John Locke Locke divide o poder do governo em três poderes, cada um dos quais origina um ramo de governo: o poder legislativo (que é o fundamental),

Leia mais

QUEM SOMOS? 1.2. Aproximadamente, quantas pessoas vivem na comunidade?

QUEM SOMOS? 1.2. Aproximadamente, quantas pessoas vivem na comunidade? 1 2 QUEM SOMOS? Parte 1: Perfil da comunidade. Nome da comunidade: Estado onde se localiza: Município onde se localiza: 1.1. A que distância a sua comunidade fica da cidade? 1.2. Aproximadamente, quantas

Leia mais

sumário 1 Abrindo as portas do novo mundo 2 Como fica a eficiência diante da força

sumário 1 Abrindo as portas do novo mundo 2 Como fica a eficiência diante da força sumário Palavras do autor... 9 Questões que merecem grande consideração... 11 Introdução... 15 1 Abrindo as portas do novo mundo das competências... 17 2 Como fica a eficiência diante da força da competência?...

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 8. POLÍTICA INTERNACIONAL Majestades:

Leia mais

VISÃO DE MUNDO E CTS

VISÃO DE MUNDO E CTS VISÃO DE MUNDO E CTS Visão de mundo A visão de mundo caracteriza-se como um conjunto pré-estabelecido de suposições que dá suporte para a formação da visão da realidade (CORBEN, 1991,1996) e constitui

Leia mais

Vigilância Social: Estudando os instrumentais a serem utilizados pelo PAIF/PAEFI

Vigilância Social: Estudando os instrumentais a serem utilizados pelo PAIF/PAEFI Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social Vigilância Social: Estudando os instrumentais a serem utilizados pelo PAIF/PAEFI FACILITADORA: INÊS DE MOURA TENÓRIO

Leia mais

III SEMINÁRIO DE PRÁTICA DE PESQUISA EM PSICOLOGIA ISSN: Universidade Estadual de Maringá 23 de Novembro de 2013

III SEMINÁRIO DE PRÁTICA DE PESQUISA EM PSICOLOGIA ISSN: Universidade Estadual de Maringá 23 de Novembro de 2013 A LIGAÇÃO OBJETAL NARCÍSICA COMO MEDIADORA DA RELAÇÃO COM O TRABALHO NAS ORGANIZAÇÕES HIPERMODERNAS Michely Mileski Zuliani (Departamento de Psicologia,, Fundação Araucária, Programa Institucional de Bolsas

Leia mais

Sucessão na Agricultura Familiar: desafios e perspectivas para propriedades leiteiras

Sucessão na Agricultura Familiar: desafios e perspectivas para propriedades leiteiras Sucessão na Agricultura Familiar: desafios e perspectivas para propriedades leiteiras Fábio Homero Diniz William Fernandes Bernardo Sérgio Rustichelli Teixeira Marne Sidney de Paula Moreira Juiz de Fora,

Leia mais

Os direitos Humanos são direitos fundamentais da pessoa humana. Esses direitos são considerados fundamentais porque, sem eles, a pessoa não é capaz

Os direitos Humanos são direitos fundamentais da pessoa humana. Esses direitos são considerados fundamentais porque, sem eles, a pessoa não é capaz Os direitos Humanos são direitos fundamentais da pessoa humana. Esses direitos são considerados fundamentais porque, sem eles, a pessoa não é capaz de se desenvolver e de participar plenamente da vida.

Leia mais

O PROCESSO DE AVALIAÇÃO PROFISSIONAL

O PROCESSO DE AVALIAÇÃO PROFISSIONAL O PROCESSO DE AVALIAÇÃO PROFISSIONAL Carmen Leite Ribeiro Bueno* A Avaliação Profissional tem como objetivo geral auxiliar o indivíduo em seu desenvolvimento pessoal e profissional, utilizando sistematicamente

Leia mais

Conceito de Moral. O conceito de moral está intimamente relacionado com a noção de valor

Conceito de Moral. O conceito de moral está intimamente relacionado com a noção de valor Ética e Moral Conceito de Moral Normas Morais e normas jurídicas Conceito de Ética Macroética e Ética aplicada Vídeo: Direitos e responsabilidades Teoria Exercícios Conceito de Moral A palavra Moral deriva

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) 2015-16 3 º ANO Unidade Letiva 1 A Dignidade das Crianças 1. Tomar consciência de que as crianças

Leia mais

Pensamento e Sentimento

Pensamento e Sentimento Pensamento e Sentimento Pensar - Sentir - Fazer Espiritualidade e Evolução Amor-sabedoria Verdade -- Justiça A Conexão com a Consciência Superior Instr. Eliseu Mocitaíba da Costa Pensamento e Sentimento

Leia mais

SOCIEDADE TECNOLÓGICA GLOBALIZAÇÃO

SOCIEDADE TECNOLÓGICA GLOBALIZAÇÃO SOCIEDADE TECNOLÓGICA GLOBALIZAÇÃO Maravilhas da tecnologia x horrores da miséria absoluta - sondas, naves espaciais, telescópios, velocidades incríveis, transplantes expectativa aumento tempo de vida...

Leia mais

O Papel dos Conselhos de Educação no Sistema Nacional Articulado de Educação

O Papel dos Conselhos de Educação no Sistema Nacional Articulado de Educação Conselho Estadual de Educação da Bahia CEE-BA O Papel dos Conselhos de Educação no Sistema Nacional Articulado de Educação Ana Maria Silva Teixeira Conselhos de Educação Órgãos colegiados, compostos por

Leia mais

Planificação Anual Departamento CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

Planificação Anual Departamento CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Modelo Dep-01 Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia Planificação Anual Departamento CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Ano 5º Ano letivo 2013 / 2014 Disciplina EMRC Turmas A, B, C, D, E, F, G, H, I, J Professores:

Leia mais

O período de latência e a cultura contemporânea

O período de latência e a cultura contemporânea Eixo III O período de latência e a cultura contemporânea José Outeiral Membro Titular, Didata, da SPP Enunciado Sigmund Freud ao estudar (1905) o desenvolvimento da libido definiu o conceito de período

Leia mais

EMPREENDEDORISMO CONCEITOS... 21/03/2014 EMPREENDEDOR? EMPREENDEDOR? EMPREENDEDOR? IMPORTANTE!!!!!

EMPREENDEDORISMO CONCEITOS... 21/03/2014 EMPREENDEDOR? EMPREENDEDOR? EMPREENDEDOR? IMPORTANTE!!!!! EMPREENDEDORISMO CONCEITOS... Profa. MsC. Célia Regina Beiro da Silveira celiabeiro@expresso.com.br EMPREENDEDOR? EMPREENDEDOR? É aquele que destrói a ordem econômica existente pela introdução de novos

Leia mais

Um grave atentado, diz Janot sobre pacto de... Número de processos se multiplicou 80 vezes em 27 anos, diz...

Um grave atentado, diz Janot sobre pacto de... Número de processos se multiplicou 80 vezes em 27 anos, diz... 1 de 6 20/06/2016 14:57 DIREITO DE FAMÍLIA Tese se baseia em artigo do Código Civil que trata da fidelidade recíproca. Apesar de tendência indicar que a Justiça não irá mais entrar na questão da traição

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DA PERSONALIDADE EM GÊMEOS...o gêmeo tem sempre outro bebê com quem se defrontar, coisa bastante distinta do desenvolvimento de qualquer disposição para permitir um aditamento à família. (Winnicott,

Leia mais

Apresentação à edição brasileira de A Polifonia do sonho 13. Introdução: Três motivos para reavaliar a teoria freudiana do sonho 19

Apresentação à edição brasileira de A Polifonia do sonho 13. Introdução: Três motivos para reavaliar a teoria freudiana do sonho 19 SUMÁRIO Apresentação à edição brasileira de A Polifonia do sonho 13 Introdução: Três motivos para reavaliar a teoria freudiana do sonho 19 Primeira Parte OS ESPAÇOS PSÍQUICOS DO SONHO 37 Capítulo 1. Espaços

Leia mais

Plataforma neuroespiritual e ativação de chaves neurais Adriana Mangabeira Multidimensional Físico Mental Emocional Energético. Sistema de crenças e autoimagem Matriz Primeira Infância Paradigma individual

Leia mais

POR UM CONSUMO SAUDÁVEL DE VINHO O C O M P R O M I S S O D A R E S P O N S A B I L I D A D E S O C I A L

POR UM CONSUMO SAUDÁVEL DE VINHO O C O M P R O M I S S O D A R E S P O N S A B I L I D A D E S O C I A L POR UM CONSUMO SAUDÁVEL DE VINHO O C O M P R O M I S S O D A R E S P O N S A B I L I D A D E S O C I A L Sites úteis www.wineinmoderation.eu www.vinhocommoderacao.pt www.wineinformationcouncil.eu www.educalcool.qc.ca

Leia mais

Astronomia no currículo nacional do Ensino Básico

Astronomia no currículo nacional do Ensino Básico Astronomia no currículo nacional do Ensino Básico A Reforma Educacional de 1996 Estruturação do novo currículo: Diretrizes / parâmetros curriculares Currículos estaduais Programa de ensino da escola Escola

Leia mais

Trabalho em Rede: modismo ou um novo paradigma. J. Paranaguá de Santana Consultor da OPAS/OMS Representação no Brasil

Trabalho em Rede: modismo ou um novo paradigma. J. Paranaguá de Santana Consultor da OPAS/OMS Representação no Brasil Trabalho em Rede: modismo ou um novo paradigma J. Paranaguá de Santana Consultor da OPAS/OMS Representação no Brasil Rede um termo polissêmico Pessoas que se associam Empresas que estabelecem parcerias

Leia mais

AME - Aliança Municipal Espírita de Uberlândia Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família

AME - Aliança Municipal Espírita de Uberlândia Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família AME - Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família Sendo os primeiros médicos da alma dos filhos, deveriam (os pais) ser instruídos não só de seus deveres, mas dos meios de cumprí-los. AlIan Kardec

Leia mais

Pegada nas Escolas - LIXO - PROPOSTAS PARA A ESCOLA: LIXO

Pegada nas Escolas - LIXO - PROPOSTAS PARA A ESCOLA: LIXO Pegada nas Escolas - LIXO - 1 PROPOSTAS PARA A ESCOLA: LIXO Nessa fase vamos colocar a mão na massa para criar um conjunto de soluções que permitam reduzir a Pegada Ecológica e de Carbono* na Escola. Para

Leia mais

Origem do empreendimento. Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros

Origem do empreendimento. Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros Origem do empreendimento Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros Como surge um empreendimento A ideia de um empreendimento surge da: Observação; Percepção; E análise; Das atividades, tendências e desenvolvimento,

Leia mais

O lema da Campanha da Fraternidade de 1994 ainda é muito válido como um questionamento para nossos dias.

O lema da Campanha da Fraternidade de 1994 ainda é muito válido como um questionamento para nossos dias. 1 O lema da Campanha da Fraternidade de 1994 ainda é muito válido como um questionamento para nossos dias. A família, ousamos dizer, ainda vai bem, graças a Deus, obrigado! Deus ama a família, como bem

Leia mais

A HISTÓRIA DO PENSAMENTO JURÍDICO. Aula n.º 02

A HISTÓRIA DO PENSAMENTO JURÍDICO. Aula n.º 02 A HISTÓRIA DO PENSAMENTO JURÍDICO Aula n.º 02 A HISTÓRIA DO PENSAMENTO JURÍDICO Correntes de pensamento que tem o objetivo de explicar a origem do direito; Cada uma afirma que o direito provém de uma fonte

Leia mais

FILOSOFIA PÓS-MODERNA Século XX

FILOSOFIA PÓS-MODERNA Século XX Século XX O termo pós-moderno se aplica aos filósofos e outros intelectuais que têm em comum a crítica ao projeto da modernidade, ou seja, a emancipação humano-social através do desenvolvimento da razão.

Leia mais

DANÇA E PSICOMOTRICIDADE

DANÇA E PSICOMOTRICIDADE DANÇA E PSICOMOTRICIDADE Sabrina Toledo Instituto de Medicina Social (IMS/UERJ) sabrinaptoledo@gmail.com Resumo O curso livre Dança e Psicomotricidade para adultos desenvolvido na Escola Angel Vianna desde

Leia mais

MARKETING INTERNACIONAL

MARKETING INTERNACIONAL MARKETING INTERNACIONAL Aula 05 Marketing Internacional e Global objetivos, funções, gráficos. E-mail: frentzen@labmundo.org MARKETING INTERNACIONAL Processo que visa otimizar os recursos e focar os objetivos

Leia mais

EGC - Engenharia e gestão do conhecimento Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedades em rede Professor: Aires Rover Aluna: Desirée Sant Anna

EGC - Engenharia e gestão do conhecimento Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedades em rede Professor: Aires Rover Aluna: Desirée Sant Anna OSHO - INTUIÇÃO EGC - Engenharia e gestão do conhecimento Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedades em rede Professor: Aires Rover Aluna: Desirée Sant Anna Maestri 2016/1 O LIVRO três partes

Leia mais

Teoria cromossômica da herança e genes ligados ao sexo. Herança a ligada ao sexo. Prof. Victor Martin Quintana Flores

Teoria cromossômica da herança e genes ligados ao sexo. Herança a ligada ao sexo. Prof. Victor Martin Quintana Flores Teoria cromossômica da herança e genes ligados ao sexo Herança a ligada ao sexo Genética BásicaB Prof. Victor Martin Quintana Flores 1 Nesta aula veremos como a transmissão de cromossomos está relacionada

Leia mais

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS EMEF-I Prof. Manoel Ignácio de Moraes Professor(es) Apresentador(es): Sônia Maria Romano Rosemary de Almeida Teixeira Oliveira Realização: Foco do Projeto A programação

Leia mais

FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO. Programa de Orientação. Psicopedagógica

FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO. Programa de Orientação. Psicopedagógica 1 FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO Programa de Orientação Psicopedagógica 2 Regulamento do Programa de Orientação Psicopedagógica da Faculdade Sudoeste Paulistano INTRODUÇÃO A necessidade de atenção às dificuldades

Leia mais

Filosofia Moderna: a nova ciência e o racionalismo.

Filosofia Moderna: a nova ciência e o racionalismo. FILOSOFIA MODERNA Filosofia Moderna: a nova ciência e o racionalismo. Período histórico: Idade Moderna (século XV a XVIII). Transformações que podemos destacar: A passagem do feudalismo para o capitalismo

Leia mais

MODELANDO O COSMO CSA 9ºANO

MODELANDO O COSMO CSA 9ºANO MODELANDO O COSMO CSA 9ºANO - Característica e importância dos modelos e teorias científicas; - Disputas entre teorias científicas; - Modelos geocêntrico e heliocêntrico para o cosmo; - Introdução do conceito

Leia mais

Considerações finais

Considerações finais 5 Considerações finais A coparentalidade é uma dimensão do relacionamento familiar que só pode ser pensada e compreendida a partir de uma contextualização da sociedade e seus principais valores na contemporaneidade.

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE FEMININA NA ADOLESCÊNCIA: UM ENFOQUE NA RELAÇÃO MÃE E FILHA

A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE FEMININA NA ADOLESCÊNCIA: UM ENFOQUE NA RELAÇÃO MÃE E FILHA 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE FEMININA NA ADOLESCÊNCIA: UM ENFOQUE NA RELAÇÃO MÃE E FILHA Camila Seron 1 ; Rute Grossi Milani 2 RESUMO: Este estudo tem por

Leia mais

EMENTA OBJETIVOS DE ENSINO

EMENTA OBJETIVOS DE ENSINO Sociologia I PLANO DE DISCIPLINA COMPONENTE CURRICULAR: Sociologia I CURSO: Técnico em Segurança do Trabalho (Integrado) SÉRIE: 1ª CARGA HORÁRIA: 67 h (80 aulas) DOCENTE: EMENTA A introdução ao pensamento

Leia mais

Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

Competência Objeto de aprendizagem Habilidade 3ª Geografia 3ª Ano E.F. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade 1.- Geografia: C 1: Categorias da Geografia Compreender a Geografia como ciência do espaço geográfico, reconhecendo-se, de forma crítica,

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão dos Direitos da Mulher e da Igualdade dos Géneros 15.12.2016 2017/0000(INI) PROJETO DE RELATÓRIO que contém uma proposta de recomendação do Parlamento Europeu ao Conselho

Leia mais

Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos

Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos Sugestões pedagógicas para orientar a leitura dos livros da Biblioteca Digital Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos Atividades para trabalhar os temas: Tolerância intercultural

Leia mais

ANEXOS PUC-Rio - Certificação Digital Nº /CA

ANEXOS PUC-Rio - Certificação Digital Nº /CA ANEXOS 33+ ROTEIRO DAS PALESTRAS Situações determinantes do psiquismo humano: história mítica (situações anteriores à concepção e ao nascimento de uma criança), projeção do futuro da criança. primeiro

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. OBJETO DE CONTRATAÇÃO A presente especificação tem por objeto a contratação de empresa Especializada de Consultoria para Planejamento da Estrutura Funcional e Organizacional

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso: Psicologia Disciplina: Psicanálise II Professor(es) e DRTs Carmen Silvia de Souza Nogueira DRT: 112426-1 Fernando Genaro Junior

Leia mais

Autoconfiança. Prof. Raul Franzolin Neto. Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos USP-Pirassununga rfranzol@usp.br

Autoconfiança. Prof. Raul Franzolin Neto. Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos USP-Pirassununga rfranzol@usp.br Autoconfiança Prof. Raul Franzolin Neto Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos USP-Pirassununga rfranzol@usp.br Nada aprenderam de mim, senão o que já sabiam e que são eles quem por si mesmos

Leia mais