O que vem a ser identidade? O que vem a ser uma identificação?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que vem a ser identidade? O que vem a ser uma identificação?"

Transcrição

1 .

2 O que vem a ser identidade? O que vem a ser uma identificação?

3 . Quando falamos de identificação entre pessoas, entre pais e filhos, o que queremos dizer com isso? Resultado de projeções e de introjeções recíprocas. Conceito iluminista de identidade : identidade herdada que permanecia durante toda a vida do sujeito e com ele morria. No contemporaneidade temos um novo conceito de identidade? Em uma sociedade individualizada criar identidade se tornou propósito e sentido de vida. Mudanças são velozes.

4 Uma abordagem da psicanálise. A mãe ou o cuidador conhece o self da criança através da identificação projetiva. (devaneios maternos). A mãe idealiza seu bebê assim como sua relação com êle. É importante a experiência da frustração. Dessa maneira, o bebê diferencia-se do mundo externo. Forma-se o eu-pele inicialmente. Sua primeira identidade. Descobre sua própria continuidade: A estruturação primária e narcísica da personalidade, porque voltada para o próprio eu.

5 Processo de individuação. - 1a. fase "narcisogenese". Criança voltada para ela mesma : o objeto é experimentado como parte do próprio self. Freud narcisismo primário condição na qual o ego infantil experimenta autosuficiência. Uma criança no seio ainda não distingue seu ego do mundo externo e como fonte das sensações que experimenta. A criança nessa fase ainda não estabeleceu fronteiras egóicas. É a experiência do sentimento oceânico descrito por Freud.

6 Processo de individuação. 2a. fase : volta-se para o outro: em geral mãe, pai ou "primeiros cuidadores". - A identidade "primária" ainda está muito atrelada "ao outro" (identificação) - A partir das primeiras identificações a criança crescentemente passa a fazer escolhas individuais. Influências principais: escola e familia.

7 Psicanálise atual: introduz o self como a imagem que se tem de si mesmo. Jung : O ego é o centro da consciência mas não é o centro da psique. Self : centro inconsciente na psique humana. Elemento ordenador da personalidade que contém potencialidades de experiência e percepção do que Jung chamou de arquétipos. ( Matrizes em potencial da experiência humana)

8 Kohut: Chama as figuras materna e paterna de self- objeto. Self e objeto em um. O self- objeto é experimentado como parte do self infantil. Fordham: o self é uma totalidade existente desde o nascimento que se diferencia gradualmente em configurações de experiências no inconsciente. O ego deve se diferenciar do self.

9 Self Primário O bebê ainda no útero de sua mãe experimenta um tipo rudimentar de consciência. O ego representa um pequeno papel na vida do bebê que é melhor entendida como pulsões arquetípicas padronizadas. Self - entidade primária que contém sistemas parciais arquetípicos que se diferenciam na relação com o ambiente. ( Fordham)

10 Identidade : Latim _ Identitas, - atis. Qualidade de idêntico. Paridade absoluta. Circunstância de um indivíduo ser aquele que diz ser ou aquele que outrem presume que ele seja. O conflito de identidade contemporâneo perpassa o exercício dos papéis de pai, mãe, filhos e avós.

11 Estamos todos no mesmo barco. A humanidade se multiplicou no planeta. O mundo global funciona como um país. A aldeia global. O que ocorre na Malásia nos afeta no Brasil. Estamos diante de múltiplas opções oferecidas pelo desenvolvimento científico versus a suportabilidade do planeta. Divórcio entre poder e política. ( Zigmunt Baumann) Poder : No latim vulgar- Potere posse, ser capaz de... O Estado oferece cada vez menos aos cidadãos. Muitas das funções contratadas deveriam ser desempenhadas pelo Estado. Poder identificado com domínio e lei. Poder para versus poder de.

12 Transferencia da educação para a escola: implica em maior dificuldade de desenvolver adequadamente a identidade - alienação do papel da familia. Transferencia da responsabilidade as vezes para o Estado: implica em MUITO maior dificuldade de desenvolver adequadamente a própria identidade (ex. do Estado imputando indenizações afetivas por abandono parental).

13 Pergunta: até que ponto a escola e a familia (e o Estado) compreendem e respeitam (permitem) o desenvolvimento do "potencial individual" e da personalidade do jovem? Indivíduo autônomo e sociedade autônoma caminham juntos. ( Baumann)

14 Conflito de identidade. Não tememos mais a autoridade que vem de cima mas sim a perda do próprio lugar a partir do conflito intrapsíquico e individual entre liberdade e segurança. Como afirmar a identidade em um mundo em constante transformação? - Familia patriarcal em queda: estrutura familiar mais horizontal - relação "fraterna" entre todos os seus membros conflito de identidade dos homens. conflitos de papéis entre homens e mulheres.

15 Nova familia e conflito de identidade O conflito antes vivido nas relações verticais é agora vivido entre pares. Falta de esperança dos jovens em um futuro planejado devido às mudanças em um mundo globalizado. Conflito entre mensagem paterna que busca segurança e estabilidade e caráter volátil das escolhas na contemporaneidade. Idealização dos pais versus idealização dos filhos. Desidealização dos filhos e desidealização do conceito de segurança. Familias mais complexas: CF 1988 (iguala homem e mulher, familia monoparental, iguala filhos dentro e fora do casamento, adotados inclusive etc, até jurisprudencia atual reconhecendo uniões estaveis entre homossexuais.)

16 Conflito de poder na familia. segurança versus liberdade. Infantilização dos jovens: classe média: moram eternamente com os pais. classe alta: trabalham com o pai e submetem- se afetivamente ao poder do pai até idade avançada. O pai fica eternamente responsável pelos filhos. Opção pela segurança.

17 Geração felicidade.. No século XIX o conflito era entre : Muita segurança e pouca liberdade. Conceito de repressão freudiano. Contemporaneidade: Pouca segurança em prol da liberdade. Redefinir relação entre segurança e liberdade. - Redefinir responsabilidade dos filhos. (realidade da "geração felicidade") Necessário resgatar o respeito à alteridade em um mundo onde o mandato é o consumo e também das relações. Uma nova ética : Ética da alteridade.

18 Identidade da empresa e sucessão. Enquanto isso na empresa: globalização, tudo muito rápido, perda de identidade e de espaço no mundo dos negócios. Estamos diante de um retorno patriarcal reativo à ameaça de perda de poder? "não quero profissionalizar"; "não quero abrir mão do poder e do controle"; não vou dar ações aos filhos.

19 Herança hoje. Opções realistas oferecidas pela identidade da empresa versus individualidade. Papel do consultor, mediador ou terapeuta. Mediar é passar- se entre dois fatos ou duas épocas e interceder a cerca de um conflito. Há solução que satisfaça igualmente a todos? Solução de conflito e perda, luto ou sacrifício. COMO RESOLVER ISSO TUDO Para pensar: a necessária desidealização dos filhos e da empresa. Os filhos não são a continuação dos pais, a empresa não é a continuação dos fundadores. É possível? como?

Prof. Dr. Sérgio Freire

Prof. Dr. Sérgio Freire Prof. Dr. Sérgio Freire Introdução e contexto A relação com Sigmund Freud As cartas O afastamento O resto é silêncio" As causas da ruptura 02/20 História pessoal Nascimento em 26 de julho de 1875 em Kesswyl,

Leia mais

Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum

Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica do Hospital Geral da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro 2ª aula Diferenciação

Leia mais

INTRODUÇÃO A PSICOLOGIA

INTRODUÇÃO A PSICOLOGIA INTRODUÇÃO A PSICOLOGIA Objetivos Definir Psicologia Descrever a trajetória historica da psicologia para a compreensão de sua utilização no contexto atual Definir Psicologia Organizacional A relacão da

Leia mais

O Psicótico: aspectos da personalidade David Rosenfeld Sob a ótica da Teoria das Relações Objetais da Escola Inglesa de Psicanálise. Expandiu o entend

O Psicótico: aspectos da personalidade David Rosenfeld Sob a ótica da Teoria das Relações Objetais da Escola Inglesa de Psicanálise. Expandiu o entend A CLÍNICA DA PSICOSE Profª Ms Sandra Diamante Dezembro - 2013 1 O Psicótico: aspectos da personalidade David Rosenfeld Sob a ótica da Teoria das Relações Objetais da Escola Inglesa de Psicanálise. Expandiu

Leia mais

Reflexões... A família e a adolescência no contexto da contemporaneidade

Reflexões... A família e a adolescência no contexto da contemporaneidade Reflexões... A família e a adolescência no contexto da contemporaneidade 1. Como podemos definir família no mundo pós-moderno? 2. Como a família deve interagir com as instâncias sociais, entre elas a escola?

Leia mais

Personalidade(s) e Turismo

Personalidade(s) e Turismo Personalidade(s) e Turismo O que é Personalidade? Ela é inata ou aprendida? Personalidade/Personalidades É uma organização dinâmica de partes interligadas, que vão evoluindo do recém-nascido biológico

Leia mais

INCLUSÃO EM TRANSICIONALIDADE

INCLUSÃO EM TRANSICIONALIDADE INCLUSÃO EM TRANSICIONALIDADE Profa Dra IVONISE FERNANDES DA MOTTA * Profa Dra SANDRA CONFORTO TSCHIRNER ** RESUMO Um tema bastante abordado na contemporaneidade é a inclusão de pessoas com algum tipo

Leia mais

INTRODUÇÃO - GENERALIDADES SOBRE AS ADICÇÕES

INTRODUÇÃO - GENERALIDADES SOBRE AS ADICÇÕES SUMÁRIO PREFÁCIO - 11 INTRODUÇÃO - GENERALIDADES SOBRE AS ADICÇÕES DEFINIÇÃO E HISTÓRICO...14 OBSERVAÇÕES SOBRE O CONTEXTO SOCIAL E PSÍQUICO...19 A AMPLIDÃO DO FENÔMENO ADICTIVO...24 A ADICÇÃO VISTA PELOS

Leia mais

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia O que caracteriza a consciência mítica é a aceitação do destino: Os costumes dos ancestrais têm raízes no sobrenatural; As ações humanas são determinadas pelos

Leia mais

Do singular ao plural: construindo laços afetivos familiares.

Do singular ao plural: construindo laços afetivos familiares. Prof. MSc. Renato Duro Dias Coordenador do Curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande FURG Mestre em Memória Social e Patrimônio Cultural Especialista em Direito de Família e das Sucessões

Leia mais

Os Contos Infantis no processo do Desenvolvimento Humano

Os Contos Infantis no processo do Desenvolvimento Humano Os Contos Infantis no processo do Desenvolvimento Humano Joana Raquel Paraguassú Junqueira Villela INTRODUÇÃO: Podem-se perguntar as razões pelas quais a psicologia junguiana se interessa por mitos e contos

Leia mais

MECANISMOS DE DEFESA

MECANISMOS DE DEFESA 1 MECANISMOS DE DEFESA José Henrique Volpi O Ego protege a personalidade contra a ameaça ruim. Para isso, utilizase dos chamados mecanismos de defesa. Todos estes mecanismos podem ser encontrados em indivíduos

Leia mais

FREUD E ERIK ERIKSON. Psicologia do Desenvolvimento

FREUD E ERIK ERIKSON. Psicologia do Desenvolvimento FREUD E ERIK ERIKSON Psicologia do Desenvolvimento Sigmund Freud (1856 1939), médico austríaco Fundador da psicanálise. O aparelho psíquico ID o mais antigo, contém tudo que é herdado (sobretudo os instintos);

Leia mais

Estrutura FAMILIAR E DINÂMICA SOCIAL Sandra Almeida Área de Integração

Estrutura FAMILIAR E DINÂMICA SOCIAL Sandra Almeida Área de Integração Estrutura FAMILIAR E DINÂMICA SOCIAL Sandra Almeida 21115 Área de Integração 1 CONCEITO DE FAMÍLIA 2 3 RELAÇÕES DE PARENTESCO ESTRUTURAS FAMILIARES/MODELOS DE FAMÍLIA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA 4 5 FUNÇÕES

Leia mais

FASTRACKIDS. Abrir as portas do enriquecimento

FASTRACKIDS. Abrir as portas do enriquecimento FASTRACKIDS Abrir as portas do enriquecimento FasTracKids é: Um programa de enriquecimento que abrirá mais ou menos 50-70 portas do enriquecimento às crianças. FasTracKids é: Uma aprendizagem acelerada

Leia mais

GABINETE DE APOIO PSICOLÓGICO Educação

GABINETE DE APOIO PSICOLÓGICO Educação Sessão de esclarecimento On-line Informação ao Encarregado de GABINETE DE APOIO PSICOLÓGICO Educação 1 ORIENTAÇÃO VOCACIONAL Gabinete de Apoio Psicológico Agrupamento de Escolas de Almeida 2 ORIENTAÇÃO

Leia mais

INTER-RELAÇÕES ENTRE INCONSCIENTE, AMOR E ÉTICA NA OBRA FREUDIANA

INTER-RELAÇÕES ENTRE INCONSCIENTE, AMOR E ÉTICA NA OBRA FREUDIANA INTER-RELAÇÕES ENTRE INCONSCIENTE, AMOR E ÉTICA NA OBRA FREUDIANA 2015 Lucas Ferreira Pedro dos Santos Psicólogo formado pela UFMG. Mestrando em Psicologia pela PUC-MG (Brasil) E-mail de contato: lucasfpsantos@gmail.com

Leia mais

i dos pais O jovem adulto

i dos pais O jovem adulto i dos pais O jovem adulto O desenvolvimento humano é um processo de mudanças emocionais, comportamentais, cognitivas, físicas e psíquicas. Através do processo, cada ser humano desenvolve atitudes e comportamentos

Leia mais

PROJETO CINE-DEBATE. Filme utilizado: Os descendentes

PROJETO CINE-DEBATE. Filme utilizado: Os descendentes ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE - SES SUPERINTENDENCIA DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS E REGULAÇÃO - SUR CENTRO CATARINENSE DE REABILITAÇÃO - CCR Centro Especializado em Reabilitação

Leia mais

A psicanálise surgiu na década de 1890, com Sigmund Freud

A psicanálise surgiu na década de 1890, com Sigmund Freud PSICANÁLISE A psicanálise surgiu na década de 1890, com Sigmund Freud médico neurologista interessado em achar um tratamento efetivo para pacientes com sintomas neuróticos, principalmente histéricos.

Leia mais

ESTRUTURA FAMILIAR E DINÂMICA SOCIAL

ESTRUTURA FAMILIAR E DINÂMICA SOCIAL O QUE É A FAMÍLIA? Família surgiu em Roma para identificar um novo grupo social que surgiu entre tribos latinas, ao serem introduzidas à agricultura e também escravidão legalizada. A família caracteriza

Leia mais

A PAISAGEM EM QUE VIVEMOS

A PAISAGEM EM QUE VIVEMOS Seminário Território A memória do futuro, Lisboa, 28 de Setembro de 2012 A PAISAGEM EM QUE VIVEMOS Maria José Festas Assessora Principal, Direcção-Geral do Território PAISAGEM Imagem? Identidade? Memória?

Leia mais

PSICANÁLISE COM CRIANÇAS: TRANSFERÊNCIA E ENTRADA EM ANÁLISE. psicanálise com crianças, sustentam um tempo lógico, o tempo do inconsciente de fazer

PSICANÁLISE COM CRIANÇAS: TRANSFERÊNCIA E ENTRADA EM ANÁLISE. psicanálise com crianças, sustentam um tempo lógico, o tempo do inconsciente de fazer PSICANÁLISE COM CRIANÇAS: TRANSFERÊNCIA E ENTRADA EM ANÁLISE Pauleska Asevedo Nobrega Assim como na Psicanálise com adultos, as entrevistas preliminares na psicanálise com crianças, sustentam um tempo

Leia mais

MENSUTE 2014 PSICOPEDAGOGIA. Prof.ª Suzane Maranduba AULA 4. Freire e mandella

MENSUTE 2014 PSICOPEDAGOGIA. Prof.ª Suzane Maranduba AULA 4. Freire e mandella MENSUTE 2014 PSICOPEDAGOGIA AULA 4 Prof.ª Suzane Maranduba Freire e mandella 1 A MINHA PRÁTICA PESSOAL REFLETE A MINHA PRÁTICA PROFISSIONAL Suzane Maranduba sumário SUMÁRIO 1. Anamnese 2. Desenvolvimento

Leia mais

Os quatro gigantes da alma: (1947)

Os quatro gigantes da alma: (1947) Os quatro gigantes da alma: (1947) AMOR CIÚME ÓDIO MEDO Emílio Myra e Lopes, nasceu em Santiago de Cuba, faleceu no Brasil em 1964, para onde veio em 1945, a convite da fundação Getúlio Vargas. Os quatro

Leia mais

PAPEL DA ESPOSA Nº 1. PAPEL DO MARIDO nº 1

PAPEL DA ESPOSA Nº 1. PAPEL DO MARIDO nº 1 No texto 1 falamos sobre a importância do casamento, de acordo com o ponto de vista bíblico-cristão, para a satisfação do Plano de Deus para o ser humano. Neste, falaremos sobre: II. QUAL O PAPEL DE CADA

Leia mais

As Paisagens do Corpo revelam Imagens da Existência

As Paisagens do Corpo revelam Imagens da Existência As Paisagens do Corpo revelam Imagens da Existência Graziela Rodrigues Universidade Estadual de Campinas- UNICAMP Doutora em Artes Programa de Pós-graduação em Artes do Instituto de Artes da UNICAMP Coreógrafa

Leia mais

AN TÓNIO COIM BR A D E MATOS: U M SON H AD OR INSP IRA DO - Eduardo S á

AN TÓNIO COIM BR A D E MATOS: U M SON H AD OR INSP IRA DO - Eduardo S á colectaneas-1_capa_apresentação 1 17-10-2014 11:27 Página 1 Num mundo vaidoso e numa universidade que se burocratiza e tecnocratiza (mais em nome da unicidade que da procura, plural vindo a confundir a

Leia mais

Introdução à obra de Wallon

Introdução à obra de Wallon Henri Wallon Introdução à obra de Wallon A atividade da criança: conjunto de gestos com significados filogenéticos de sobrevivência. Entre o indivíduo e o meio há uma unidade indivisível. A sociedade é

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO Exame de Equivalência à Frequência

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO Exame de Equivalência à Frequência Disciplina: PSICOLOGIA B - FASE 2ª Ano(s) de Escolaridade: 12º ANO 2009/2010 Código: 340 Duração da Prova : 90 minutos Grupo I Este grupo é constituído por dez questões de escolha múltipla. Na sua folha

Leia mais

A identidade como fator distintivo entre os seres humanos

A identidade como fator distintivo entre os seres humanos A identidade como fator distintivo entre os seres humanos Homem Unidade Diversidade Espécie humana Património genético único; tempo, sociedade e cultura diferentes Eu sou único Eu sou eu, diferente de

Leia mais

ABORDAGEM JUNGUIANA PSICOLOGIA CURSO DE

ABORDAGEM JUNGUIANA PSICOLOGIA CURSO DE CURSO DE PSICOLOGIA ABORDAGEM Torne se uma Analista Junguiano, empreendendo na jornada mais importante da sua vida, a sua jornada pessoal, a busca da compreensão de si mesmo, uma vivencia profunda, um

Leia mais

Estruturas da Personalidade e Funcionamento do Aparelho Psíquico

Estruturas da Personalidade e Funcionamento do Aparelho Psíquico Estruturas da Personalidade e Funcionamento do Aparelho Psíquico Para Freud, a personalidade é centrada no crescimento interno. Dá importância a influência dos medos, dos desejos e das motivações inconscientes

Leia mais

Clima e Socialização organizacional

Clima e Socialização organizacional Função Aplicação de pessoas: Clima e Socialização organizacional Livros: CHIAVENATO, Gestão de pessoas TACHIZAMA, et al. Material na xerox (pg.240-255) SOCIALIZAÇÃO ORGANIZACIONAL É a maneira pela qual

Leia mais

A contribuição winnicottiana à teoria do complexo de Édipo e suas implicações para a

A contribuição winnicottiana à teoria do complexo de Édipo e suas implicações para a A contribuição winnicottiana à teoria do complexo de Édipo e suas implicações para a prática clínica. No interior de sua teoria geral, Winnicott redescreve o complexo de Édipo como uma fase tardia do processo

Leia mais

A Liderança das Mulheres no Terceiro Milênio

A Liderança das Mulheres no Terceiro Milênio A Liderança das Mulheres no Terceiro Milênio ANITA PIRES EMAIL: anitap@matrix.com.br FONE/FAX: (48) 223 5152 Características Históricas Ontem: Relações autoritárias; Trabalho escravo; Patrimônio: tangível

Leia mais

PROGRAMA DE COACHING & VOCÊ

PROGRAMA DE COACHING & VOCÊ LAIS SILVA Profissional coach &Leader Coach Analista comportamental & 360 graus Coach, Consultora, Palestrante. Especialista em Recursos Humanos e Gestão Auditoria em Serviços de Saúde. Atua há mais de

Leia mais

All rights reserved by Self-Realization Fellowship. Índice

All rights reserved by Self-Realization Fellowship. Índice Índice Parte I: Introdução................. 9 Parte II: Escolhas difíceis, decisões diárias: como receber a orientação intuitiva da alma.......................... 14 Parte III: Como usar a orientação interior

Leia mais

PROJETO EDUCAÇÃO SEM HOMOFOBIA INSTAURANDO O DEBATE EM HOMOPARENTALIDADE. Manuela Magalhães.

PROJETO EDUCAÇÃO SEM HOMOFOBIA INSTAURANDO O DEBATE EM HOMOPARENTALIDADE. Manuela Magalhães. PROJETO EDUCAÇÃO SEM HOMOFOBIA INSTAURANDO O DEBATE EM TORNO DA HOMOPARENTALIDADE Manuela Magalhães manusm@gmail.com OBJETIVOS: Conceituar e debater homoparentalidade, família e configurações homoparentais

Leia mais

UMA HISTORIADORA ENTRE A FAMÍLIA, AS MULHERES E AS CRIANÇAS NO SÉCULO XIX: ENI DE MESQUITA SAMARA

UMA HISTORIADORA ENTRE A FAMÍLIA, AS MULHERES E AS CRIANÇAS NO SÉCULO XIX: ENI DE MESQUITA SAMARA UMA HISTORIADORA ENTRE A FAMÍLIA, AS MULHERES E AS CRIANÇAS NO SÉCULO XIX: ENI DE MESQUITA SAMARA Esmeralda Blanco B. de Moura Universidade de São Paulo Ao encerrar a introdução de As mulheres, o poder

Leia mais

Escola Bíblica Dominical 25/08/2013. Família nos moldes de Deus

Escola Bíblica Dominical 25/08/2013. Família nos moldes de Deus Família nos moldes de Deus ...entretanto, não foi assim desde o princípio.»familia COMO PROJETO DE DEUS A família tem origem em Deus. Mt 19.8b ADÃO EVA FILHOS Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Audiência Pública GUARDA COMPARTILHADA

CÂMARA DOS DEPUTADOS Audiência Pública GUARDA COMPARTILHADA CÂMARA DOS DEPUTADOS Audiência Pública GUARDA COMPARTILHADA Angela Regina Gama da Silveira Gutierres Gimenez Juíza da 1ª. Vara Especializada em Direito das Famílias e Sucessões de Cuiabá Presidente do

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE O PERFIL ARQUETÍPICO PREDOMINANTE EM UM GRUPO DE MULHERES FINANCEIRAMENTE INDEPENDENTES DA CIDADE DE BAURU

UM ESTUDO SOBRE O PERFIL ARQUETÍPICO PREDOMINANTE EM UM GRUPO DE MULHERES FINANCEIRAMENTE INDEPENDENTES DA CIDADE DE BAURU UM ESTUDO SOBRE O PERFIL ARQUETÍPICO PREDOMINANTE EM UM GRUPO DE MULHERES FINANCEIRAMENTE INDEPENDENTES DA CIDADE DE BAURU Palavras-chave: arquétipo; feminino; Jung. Ana Paula de Toledo Afonso Orientadora:

Leia mais

O BRINCAR E A BRINCADEIRA NO ATENDIMENTO INFANTIL

O BRINCAR E A BRINCADEIRA NO ATENDIMENTO INFANTIL O BRINCAR E A BRINCADEIRA NO ATENDIMENTO INFANTIL VIEIRA, Rosângela M 1. Resumo O tema em questão surgiu da experiência do atendimento em grupo, com crianças de três a cinco anos, no ambiente escolar.

Leia mais

Cuidados paliativos com foco no cuidador: criança x cuidador

Cuidados paliativos com foco no cuidador: criança x cuidador Encontro Nacional Unimed de Assistentes Sociais Cuidados paliativos com foco no cuidador: criança x cuidador Elaine de Freitas Assistente Social Instituto da Criança - HCFMUSP Família A família, desde

Leia mais

4º Encontro ao Vivo: PETER PAN

4º Encontro ao Vivo: PETER PAN 4º Encontro ao Vivo: PETER PAN PERGUNTAS E RESPOSTAS: PERGUNTA 1 -Como me identifiquei com a característica da Wendy, gostaria de saber um pouco mais da relação da Wendy com a Sininho, ou seja, da relação

Leia mais

Núcleo Abordagem Junguiana: fundamentos teóricos e intervenção

Núcleo Abordagem Junguiana: fundamentos teóricos e intervenção Núcleo 2.1 - Abordagem Junguiana: fundamentos teóricos e intervenção DEPARTAMENTOS ENVOLVIDOS: Psicodinâmica, Desenvolvimento, Psicologia Social e Métodos e Técnicas. COORDENADOR: Heloisa Dias da Silva

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Profa. Me. Michele Costa

ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Profa. Me. Michele Costa ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES Profa. Me. Michele Costa CONVERSAREMOS SOBRE JOGOS E BRINQUEDOS: Veremos como sua utilização contribui para o desenvolvimento da criança.

Leia mais

Licenciatura em Serviço Social. Intervenção Social na Infância, Adolescência e Velhice. Ano letivo 2014/2015

Licenciatura em Serviço Social. Intervenção Social na Infância, Adolescência e Velhice. Ano letivo 2014/2015 Licenciatura em Serviço Social Intervenção Social na Infância, Adolescência e Velhice Ano letivo 2014/2015 Risco e crise familiar como base de intervenção social DA ESTABILIDADE TRADICIONAL À INSTABILIDADE

Leia mais

PAIS AUSENTES. QUESTÃO IRREVERSÍVEL? Professor Romulo Bolivar.

PAIS AUSENTES. QUESTÃO IRREVERSÍVEL? Professor Romulo Bolivar. PAIS AUSENTES. QUESTÃO IRREVERSÍVEL? Professor Romulo Bolivar www.proenem.com.br INSTRUÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua

Leia mais

Sociedade Psicanalítica de Angra dos Reis Rio de Janeiro

Sociedade Psicanalítica de Angra dos Reis Rio de Janeiro CURSO DE PSICANÁLISE E EDUCAÇÃO I. Objetivos do Curso Estudar a estrutura da realidade psíquica do ser humano, suas leis, seus limites e sua importância na educação das crianças e adolescentes. Mostrar

Leia mais

Sumário 1.1. A FAMÍLIA ATRAVÉS DOS TEMPOS: DA GESTÃO MASCULINA AUTÔ- NOMA À INGERÊNCIA ESTATAL... 21

Sumário 1.1. A FAMÍLIA ATRAVÉS DOS TEMPOS: DA GESTÃO MASCULINA AUTÔ- NOMA À INGERÊNCIA ESTATAL... 21 Sumário 1. INTRODUÇÃO AO DIREITO DE FAMÍLIA... 21 1.1. A FAMÍLIA ATRAVÉS DOS TEMPOS: DA GESTÃO MASCULINA AUTÔ- NOMA À INGERÊNCIA ESTATAL... 21 1.2. O AVANÇO DA INTERVENÇÃO ESTATAL E SUA INEFICIÊNCIA...

Leia mais

Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio

Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio TEMA CADERNO 3 : O CURRÍCULO DO ENSINO MÉDIO, SEUS SUJEITOS E O DESAFIO DA FORMAÇÃO HUMANA INTEGRAL Moderadora: Monica Ribeiro da Silva Produção: Rodrigo

Leia mais

Faculdade Zumbi dos Palmares RESUMO SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO E BUROCRACIA O MITO DA EDUCAÇÃO LIBERTADORA

Faculdade Zumbi dos Palmares RESUMO SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO E BUROCRACIA O MITO DA EDUCAÇÃO LIBERTADORA INSTITUTO AFRO BRASILEIRO DE ENSINO SUPERIOR Faculdade Zumbi dos Palmares Faculdade de Pedagogia RESUMO SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO E BUROCRACIA O MITO DA EDUCAÇÃO LIBERTADORA JOYCE MOURÃO RODRIGUES

Leia mais

Conceito: é a relação afetiva ou amorosa entre homem e mulher, não adulterina ou incestuosa, com estabilidade e durabilidade, vivendo ou não sob o

Conceito: é a relação afetiva ou amorosa entre homem e mulher, não adulterina ou incestuosa, com estabilidade e durabilidade, vivendo ou não sob o União Estável Conceito: é a relação afetiva ou amorosa entre homem e mulher, não adulterina ou incestuosa, com estabilidade e durabilidade, vivendo ou não sob o mesmo teto, com o objetivo de constituir

Leia mais

O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA

O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA Estudante: Ano: 6º Turma: Educador: Wagner Melo C. Curricular: Educação Religiosa O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA Deus nos criou para convivermos com outras pessoas e sermos felizes. A

Leia mais

Integridade Familiar na velhice: o caso de ex-emigrantes Portugueses

Integridade Familiar na velhice: o caso de ex-emigrantes Portugueses Integridade Familiar na velhice: o caso de ex-emigrantes Portugueses Filipa Marques e Liliana Sousa Secção Autónoma de Ciências da Saúde - Universidade de Aveiro II Congresso Internacional A voz dos avós:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 01/2017/PSI

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 01/2017/PSI UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 01/2017/PSI A Direção do Instituto de Psicologia e a Coordenação do Curso de Psicologia, baseadas no

Leia mais

Disciplina: Enfermagem da Família Profª Márcia F. Pereira UNIP- Curso Enfermagem 5º semestre

Disciplina: Enfermagem da Família Profª Márcia F. Pereira UNIP- Curso Enfermagem 5º semestre Disciplina: Enfermagem da Família Profª Márcia F. Pereira UNIP- Curso Enfermagem 5º semestre Família: origens históricas Na maior parte da história da humanidade, o indivíduo viveu, em quase todas as sociedades

Leia mais

Psicologia da Educação I. Profa. Elisabete Martins da Fonseca

Psicologia da Educação I. Profa. Elisabete Martins da Fonseca Psicologia da Educação I Profa. Elisabete Martins da Fonseca Temas da aula de hoje: Desenvolvimento Emocional e Afetivo na Construção da Personalidade Teoria Psicodinâmica: Psicanálise Freudiana Psicologia

Leia mais

MÃES QUE SE SEPARAM DE SEUS FILHOS

MÃES QUE SE SEPARAM DE SEUS FILHOS MÃES QUE SE SEPARAM DE SEUS FILHOS Em primeiro lugar, chamaria a atenção para um fenômeno muito importante e que começa a ser mais conhecido: a persistência até o fim do século XVII do infanticídio tolerado.

Leia mais

OS TRANSTORNOS ALIMENTARES À LUZ DOS LIMITES PSÍQUICOS

OS TRANSTORNOS ALIMENTARES À LUZ DOS LIMITES PSÍQUICOS 1 OS TRANSTORNOS ALIMENTARES À LUZ DOS LIMITES PSÍQUICOS Autora: Issa Damous Doutora em Psicologia Clínica PUC-Rio; Psicóloga Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro (SMSDC-RJ);

Leia mais

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Estudo da história geral da Educação e da Pedagogia, enfatizando a educação brasileira. Políticas ao longo da história engendradas

Leia mais

Material de divulgação da Editora Moderna

Material de divulgação da Editora Moderna Material de divulgação da Editora Moderna Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos

A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos AF357-15FIS_CampanhaPrescrevaumLivroItauCrianca_FOLHETO_19x23_V6.indd 1 29/09/15 01:22 2 Receite um livro A importância de recomendar a

Leia mais

Investigação sobre o conhecimento e a formação de professores Síntese da discussão do grupo temático

Investigação sobre o conhecimento e a formação de professores Síntese da discussão do grupo temático Investigação sobre o conhecimento e a formação de professores Síntese da discussão do grupo temático Ana Maria Boavida Escola Superior de Educação de Setúbal Maria de Fátima Guimarães Escola Superior de

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE FEMININA NA ADOLESCÊNCIA: UM ENFOQUE NA RELAÇÃO MÃE E FILHA

A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE FEMININA NA ADOLESCÊNCIA: UM ENFOQUE NA RELAÇÃO MÃE E FILHA 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE FEMININA NA ADOLESCÊNCIA: UM ENFOQUE NA RELAÇÃO MÃE E FILHA Camila Seron 1 ; Rute Grossi Milani 2 RESUMO: Este estudo tem por

Leia mais

Ana Gonçalves. Curso: TSHT- Técnico de Segurança e Higiene no trabalho. CP: Cidadania e Profissionalidade. Formadora: Ana Gonçalves

Ana Gonçalves. Curso: TSHT- Técnico de Segurança e Higiene no trabalho. CP: Cidadania e Profissionalidade. Formadora: Ana Gonçalves Descrição: Direitos e deveres adquiridos em cada fase da vida - criança, adulto e na velhice Objectivo: Cidadão/ Estado Critérios de Evidência; Reconhecer as responsabilidades inerentes à liberdade pessoal

Leia mais

Hipótese Psicodinâmica: Primeira entrevista Jeffreu e H Strupp. Modelo interpessoal. (desenvolveram a PB no modelo interpessoal).

Hipótese Psicodinâmica: Primeira entrevista Jeffreu e H Strupp. Modelo interpessoal. (desenvolveram a PB no modelo interpessoal). Junho/2013 Histórico PB James Mann (1964): Foco com tema central, postura mais acolhedora, favorece a independência e autonomia, término como algo relevante (trabalha com 15 sessões PB). Edmond Guilhermon

Leia mais

Formação de grupos sociais diálogos entre Sociologia e Psicanálise

Formação de grupos sociais diálogos entre Sociologia e Psicanálise Formação de grupos sociais diálogos entre Sociologia e Psicanálise Tópicos Especiais em Planejamento e Gestão do Território Prof. Arilson Favareto Aula 1 21/Setembro/2015 Introdução à temática, antecedentes

Leia mais

AH, O AMOR! IMPLICAÇÕES PSICANALÍTICAS RELATIVAS AO DESENVOLVIMENTO DA RELAÇÃO DE CIÚMES NO GÊNERO FEMININO

AH, O AMOR! IMPLICAÇÕES PSICANALÍTICAS RELATIVAS AO DESENVOLVIMENTO DA RELAÇÃO DE CIÚMES NO GÊNERO FEMININO AH, O AMOR! IMPLICAÇÕES PSICANALÍTICAS RELATIVAS AO DESENVOLVIMENTO DA RELAÇÃO DE CIÚMES NO GÊNERO FEMININO Mariana Widerski* Lucivani Soares Zanella** JUSTIFICATIVA O ciúme pode ser entendido como um

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso: Psicologia Disciplina: Psicanálise II Professor(es) e DRTs Carmen Silvia de Souza Nogueira DRT: 112426-1 Fernando Genaro Junior

Leia mais

Sucessão na Agricultura Familiar: desafios e perspectivas para propriedades leiteiras

Sucessão na Agricultura Familiar: desafios e perspectivas para propriedades leiteiras Sucessão na Agricultura Familiar: desafios e perspectivas para propriedades leiteiras Fábio Homero Diniz William Fernandes Bernardo Sérgio Rustichelli Teixeira Marne Sidney de Paula Moreira Juiz de Fora,

Leia mais

Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi

Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi Saúde Mental e Trabalho Abordagens de estudo Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi Considerações gerais: Le Guillant (há 50 anos). - De um lado, o trabalho que demandava intervenção

Leia mais

Modernidade Tardia: desafios para a docência no Ensino Superior

Modernidade Tardia: desafios para a docência no Ensino Superior Nascidos X Baixados... alfredoveiganeto@uol.com.br Pensar o presente para... Compreendê-lo; Viver nele da melhor maneira possível; Estar preparado para as mudanças que estão surgindo e nos atropelam. Para

Leia mais

da negativa, afirmando que uma, situação não seria analítica se o

da negativa, afirmando que uma, situação não seria analítica se o Ivonise Fernandes da Motta Catafesta o ser perguntado sobre o que caracterizaria a relação psicoterapeutacliente do ponto de vista psicanalítico, Winnicott respondeu através A da negativa, afirmando que

Leia mais

Poucos são os casais que, em fase de namoro, falam entre si da forma de. educar os filhos que terão e quais as expectativas dos resultados alcançados

Poucos são os casais que, em fase de namoro, falam entre si da forma de. educar os filhos que terão e quais as expectativas dos resultados alcançados Refletindo sobre a Parentalidade em Portugal Parentalidade Privada/ efeitos públicos Alexandra Soares A vida não refletida, não merece ser vivida" Sócrates Crónica: A opinião desta mulher Poucos são os

Leia mais

Disciplinar na Adolescência: Onde está o manual de instruções?

Disciplinar na Adolescência: Onde está o manual de instruções? Disciplinar na Adolescência: Onde está o manual de instruções? Disciplinar na Adolescência: Onde está o manual de instruções? Na adolescência (autonomia, responsabilidade, relação pais filhos, regras e

Leia mais

Facing por Cristina Coltro

Facing por Cristina Coltro Facing por Cristina Coltro CENTRO DE PSICOTERAPIA SOMÁTICA EM BIOSSÍNTESE Sede: Av. 5 de Outubro, Nº 122 5º Esq 1050-061 Lisboa Portugal Tel. 21 793 5326 Sociedade por quotas Capital Social 5 000 Registo

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 COMUNICAÇÃO SOCIAL HAB: JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 040.3251.9 ÉTICA E CIDADANIA II 2ª 02 34 2º/2009 PROFESSOR (A) OBJETIVOS

Leia mais

Relacionamento Homossexual

Relacionamento Homossexual Relacionamento Homossexual Roberta Atherton O relacionamento entre pessoas do mesmo sexo ainda é uma questão controversa para a maior parte da população da Grande Vitória, conforme pode ser averiguado

Leia mais

A DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E POLÍTICAS DE FORMAÇÃO

A DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E POLÍTICAS DE FORMAÇÃO A DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E POLÍTICAS DE FORMAÇÃO Profa. Dra. Denise Maria de Carvalho Lopes UFRN Centro de Educação PPGEd/Curso de Pedagogia Fortaleza, abril de 2014. Docência na Educação Infantil

Leia mais

A AFETIVIDADE ENTRE PROFESSOR E ALUNO NA CONSTRUÇÃO DO SER E SABER

A AFETIVIDADE ENTRE PROFESSOR E ALUNO NA CONSTRUÇÃO DO SER E SABER A AFETIVIDADE ENTRE PROFESSOR E ALUNO NA CONSTRUÇÃO DO SER E SABER Elaine Cristina da Cunha EEEFM Severiano Pedro do Nascimento /Puxinanã (PB) elainizinhacc@gmail.com INTRODUÇÃO Tornou-se uma constante

Leia mais

REVISÃO TEORIAS DA PERSONALIDADE

REVISÃO TEORIAS DA PERSONALIDADE REVISÃO TEORIAS DA PERSONALIDADE Definição de personalidade Durabilidade das características ao longo do tempo = a personalidade na idade adulta seria uma continuidade da infância. Não continuidade ao

Leia mais

Pensamento e Sentimento

Pensamento e Sentimento Pensamento e Sentimento Pensar - Sentir - Fazer Espiritualidade e Evolução Amor-sabedoria Verdade -- Justiça A Conexão com a Consciência Superior Instr. Eliseu Mocitaíba da Costa Pensamento e Sentimento

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO ESPECIAL

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO ESPECIAL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO ESPECIAL Perfil Código Nome da Disciplina Caráter Requisito Departam ento Ofertante Teóricos Práticos Créditos Estágio Campo Total Carga Horária 1º

Leia mais

LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia

LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL - 2015 Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia 7º Ano Filósofos Clássicos. A filosofia clássica. Sócrates de Atenas: o poder das perguntas

Leia mais

Apresentação à edição brasileira de A Polifonia do sonho 13. Introdução: Três motivos para reavaliar a teoria freudiana do sonho 19

Apresentação à edição brasileira de A Polifonia do sonho 13. Introdução: Três motivos para reavaliar a teoria freudiana do sonho 19 SUMÁRIO Apresentação à edição brasileira de A Polifonia do sonho 13 Introdução: Três motivos para reavaliar a teoria freudiana do sonho 19 Primeira Parte OS ESPAÇOS PSÍQUICOS DO SONHO 37 Capítulo 1. Espaços

Leia mais

Os direitos Humanos são direitos fundamentais da pessoa humana. Esses direitos são considerados fundamentais porque, sem eles, a pessoa não é capaz

Os direitos Humanos são direitos fundamentais da pessoa humana. Esses direitos são considerados fundamentais porque, sem eles, a pessoa não é capaz Os direitos Humanos são direitos fundamentais da pessoa humana. Esses direitos são considerados fundamentais porque, sem eles, a pessoa não é capaz de se desenvolver e de participar plenamente da vida.

Leia mais

Incurável. Celso Rennó Lima

Incurável. Celso Rennó Lima 1 Incurável Celso Rennó Lima Em seu primeiro encontro com o Outro, consequência da incidência de um significante, o sujeito tem de lidar com um incurável, que não se subjetiva, que não permite que desejo

Leia mais

III SEMINÁRIO DE PRÁTICA DE PESQUISA EM PSICOLOGIA ISSN: Universidade Estadual de Maringá 23 de Novembro de 2013

III SEMINÁRIO DE PRÁTICA DE PESQUISA EM PSICOLOGIA ISSN: Universidade Estadual de Maringá 23 de Novembro de 2013 A LIGAÇÃO OBJETAL NARCÍSICA COMO MEDIADORA DA RELAÇÃO COM O TRABALHO NAS ORGANIZAÇÕES HIPERMODERNAS Michely Mileski Zuliani (Departamento de Psicologia,, Fundação Araucária, Programa Institucional de Bolsas

Leia mais

Ementário do Curso de Design de Moda - Matriz

Ementário do Curso de Design de Moda - Matriz Ementário do Curso de Design de Moda - Matriz 2011.1 Disciplina: INTRODUÇÃO AO DESIGN DE MODA (60h) Terminologias e conceitos da área. Descrição dos conceitos da área. Contextualização e processo de moda.

Leia mais

Ecologia do desenvolvimento humano

Ecologia do desenvolvimento humano Ecologia do desenvolvimento humano U. Bronfenbrenner 1 A abordagem sistêmica de Bronfenbrenner: modelo bioecológico Ecologia do Desenvolvimento Humano Estudo científico da acomodação progressiva, mútua,

Leia mais

O lema da Campanha da Fraternidade de 1994 ainda é muito válido como um questionamento para nossos dias.

O lema da Campanha da Fraternidade de 1994 ainda é muito válido como um questionamento para nossos dias. 1 O lema da Campanha da Fraternidade de 1994 ainda é muito válido como um questionamento para nossos dias. A família, ousamos dizer, ainda vai bem, graças a Deus, obrigado! Deus ama a família, como bem

Leia mais

ISSN São Paulo, Ano I, n. 02, MAI./aGO. de O ser humano é um capital que pode ser gerido?

ISSN São Paulo, Ano I, n. 02, MAI./aGO. de O ser humano é um capital que pode ser gerido? 9 772358 022003 ISSN 2358-0224 São Paulo, Ano I, n. 02, MAI./aGO. de 2014 O ser humano é um capital que pode ser gerido? Família: gerar e gerir pessoas Autor: José Ulisses Leva O homem: entre a coisificação

Leia mais

VICTOR ROBERTO CIACCO DA SILVA DIAS VIRGÍNIA DE ARAÚJO SILVA PSICOPATOLOGIA E PSICODINÂMICA NA ANÁLISE PSICODRAMÁTICA VOLUME V

VICTOR ROBERTO CIACCO DA SILVA DIAS VIRGÍNIA DE ARAÚJO SILVA PSICOPATOLOGIA E PSICODINÂMICA NA ANÁLISE PSICODRAMÁTICA VOLUME V VICTOR ROBERTO CIACCO DA SILVA DIAS VIRGÍNIA DE ARAÚJO SILVA PSICOPATOLOGIA E PSICODINÂMICA NA ANÁLISE PSICODRAMÁTICA VOLUME V PSICOPATOLOGIA E PSICODINÂMICA NA ANÁLISE PSICODRAMÁTICA Volume V Copyright

Leia mais

O período de latência e a cultura contemporânea

O período de latência e a cultura contemporânea Eixo III O período de latência e a cultura contemporânea José Outeiral Membro Titular, Didata, da SPP Enunciado Sigmund Freud ao estudar (1905) o desenvolvimento da libido definiu o conceito de período

Leia mais

Um grave atentado, diz Janot sobre pacto de... Número de processos se multiplicou 80 vezes em 27 anos, diz...

Um grave atentado, diz Janot sobre pacto de... Número de processos se multiplicou 80 vezes em 27 anos, diz... 1 de 6 20/06/2016 14:57 DIREITO DE FAMÍLIA Tese se baseia em artigo do Código Civil que trata da fidelidade recíproca. Apesar de tendência indicar que a Justiça não irá mais entrar na questão da traição

Leia mais

Coordenação de Psicologia

Coordenação de Psicologia Coordenação de Psicologia ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PSICOLOGIA INESP/FUNEDI/UEMG 2º SEMESTRE 2011 ESTÁGIOS OFERECIDOS PARA OS ALUNOS DE 5º ao 7º PERÍODOS (Núcleo Básico) 1. ANÁLISE INSTITUCIONAL

Leia mais

Astronomia no currículo nacional do Ensino Básico

Astronomia no currículo nacional do Ensino Básico Astronomia no currículo nacional do Ensino Básico A Reforma Educacional de 1996 Estruturação do novo currículo: Diretrizes / parâmetros curriculares Currículos estaduais Programa de ensino da escola Escola

Leia mais