O Complexo de Édipo e de Electra

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Complexo de Édipo e de Electra"

Transcrição

1 O Complexo de Édipo e de Electra 12ºC BÁRBARA Nº4 MARTA Nº16 RAQUEL Nº20

2 O complexo de Édipo e de Electra, foi o tema escolhido por nós, porque foi aquele com o qual mais nos identificámos, uma vez que tal como Freud se embrenhou na imensa escuridão do inconsciente, também nós ansiamos por desvendar os mistérios de uma etapa tão socialmente inaceitável, que nem o mais perfeito dos seres foi capaz de se livrar, e como tal, refugiou-se na ignorância, ocultando para sempre tais memórias, reduzindo-se à trivialidade do ser humano. Foram pensamentos como A sede de conhecimento parece ser inseparável da curiosidade sexual (Sigmund Freud) que nos cativaram ao ponto de procurarmos respostas que possam esclarecer as questões que nos invadem o ser tão vulgarmente e de uma forma tão arrebatadora. Debruçar-nos-emos então sobre um dos cinco estádios do desenvolvimento psicossexual, o estádio fálico, uma etapa essencial a ser ultrapassada, pois é a renúncia progressiva dos instintos que parece ser um dos fundamentos do desenvolvimento da civilização humana (Sigmund Freud). Podemos definir então o estádio fálico como, A fase do desenvolvimento afectivo em que se vive a primeira experiencia sentimental significativa. Abrange um período que varia entre os três e os cinco anos de idade. O seu interesse gratificante centra-se numa nova zona erógena, que não é precisamente os genitais, mas sim, o pénis para ambos os sexos. A sua possessão ou carência determinará um princípio de diferenciação psicossexual, masculina ou feminina.

3 Este estádio poderia também denominar-se por estádio do Complexo de Édipo/Electra, que consiste numa fase da infância em que o rapaz compete com o pai pelo amor da mãe, e a rapariga compete com a mãe, pelo amor do pai, respectivamente. O nome dado para este complexo remete à lenda grega A Tragédia de Édipo em que Édipo, vítima de uma maldição, mata o seu pai Laio, e casa-se com a sua mãe Jocasta, desconhecendo o grau de parentesco que estes tinham com ele. O mesmo acontece o complexo de Electra que também tem o seu nome baseado num mito grego. Queres descobrir mais sobre o complexo de Édipo? COPIA O LINK E COLA NO IE

4 Rivalidade/Ternura Sentimentos ambivalentes Impede de realizar o desejo inconsciente de ter a mãe como ele quer Fantasia com a morte do pai, pensando que este lhe deseja o mesmo. Situação conflituosa - cria nele o receio de ser castrado pelo pai (complexo de castração) Desejo de possessão Reflecte-se em diversos comportamentos: Curiosidades em saber como nascem os bebés Reparar nas diferenças anatómicas entre sexos, nas relações entre os pais e entre homens e mulheres Comportamentos exibicionistas Comportamentos voyeuristas (o espreitar) Intrometer-se entre o pai e mãe Preferência da mãe em relação ao pai (dar de comer, brincar,..) Dizer que se vai casar com a mãe Desenhar a família excluindo o pai

5 Resposta psicológica que se dá porque as necessidades características de um certo estádio de desenvolvimento foi excessiva ou insuficientemente satisfeita. Fixação Resolução Na Mulher: A inveja do pénis e o sentimento de inferioridade a ela ligado, dificultam seriamente a identificação plena com a mãe. Tentativas de recuperação simbólica: Desejo de dar luz a crianças do sexo masculino, tentativa de aceder a posições de destaque no mundo laboral (traduz o desejo inconsciente de compensar uma inferioridade orgânica). Falta de maturidade no plano afectivo Dificuldade no plano do relacionamento sexual Personalidade bipolar: promiscuidade-castidade; sedução-recusa A não resolução do complexo de Édipo pode deixar graves marcas no indivíduo adulto Identificação com o progenitor do mesmo sexo (aproximando-se das características do pai, o rapaz possui simbólica e indirectamente a mãe) Homem: Obsessão pela sedução Afirmação da masculinidade, alcançando grande sucesso profissionalmente Vida sexual falhada Procura pela imagem da mãe nos relacionamentos Mulher: Estilo particularmente sedutor com negação do contacto sexual Anorexia (eliminar as formas femininas aproximação ao pai) No final deste período completa-se a constituição de todas as instâncias (Id, Ego e Super-Ego) do nosso aparelho psíquico. O superego é a terceira instância do aparelho psíquico que tem funções morais e é constituída pelos pais introjectados (pais imaginários, idealizados na infância). Evolução para o Estádio de Latência

DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DA PERSONALIDADE

DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DA PERSONALIDADE Rede7 Mestrado em Ensino do Inglês e Francês no Ensino Básico ÁREAS DE DESENVOLVIMENTO: DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DA PERSONALIDADE Teorias Psicodinâmicas A Psicanálise de Sigmund Freud A perspectiva de

Leia mais

Psicanálise. Boa Tarde! Psicanálise 26/09/2015. Pontifícia Universidade Católica de Goiás Psicologia Jurídica Prof.ª Ms.

Psicanálise. Boa Tarde! Psicanálise 26/09/2015. Pontifícia Universidade Católica de Goiás Psicologia Jurídica Prof.ª Ms. Boa Tarde! 1 Psicanálise Pontifícia Universidade Católica de Goiás Psicologia Jurídica Prof.ª Ms. Otília Loth Psicanálise Fundada por Sigmund Freud, é uma teoria que estabelece uma complexa estrutura mental

Leia mais

MOVIMENTO PSICANALÍTICO

MOVIMENTO PSICANALÍTICO MOVIMENTO PSICANALÍTICO Sigmund Freud (1856-1939) Psicanálise: escola psicológica que busca penetrar na dimensão profunda do psiquismo humano. Objeto de Estudo: o inconsciente Métodos: 1. Hipno-catártico

Leia mais

Comentários sobre. dissolução do complexo de Édipo. (Volume XIX das Obras Completas ano de publicação: 1924)

Comentários sobre. dissolução do complexo de Édipo. (Volume XIX das Obras Completas ano de publicação: 1924) A dissolução do complexo de Édipo Comentários sobre A dissolução do complexo de Édipo (Volume XIX das Obras Completas ano de publicação: 1924) Em extensão sempre crescente, o complexo de Édipo revela sua

Leia mais

Feminilidade e Angústia 1

Feminilidade e Angústia 1 Feminilidade e Angústia 1 Claudinéia da Cruz Bento 2 Freud, desde o início de seus trabalhos, declarou sua dificuldade em abordar o tema da feminilidade. Após um longo percurso de todo o desenvolvimento

Leia mais

Psicologia Educacional

Psicologia Educacional O que é psicanálise? Psicologia Educacional Pedagogia 1º semestre PSICANÁLISE Professora Miriam E. Araújo Uma área do conhecimento científico que busca compreender o psiquismo humano com um método e um

Leia mais

SOBRE A SEXUALIDADE ( MASCULINA) 1. A sedução abre o jogo da promessa de prazeres desconhecidos,

SOBRE A SEXUALIDADE ( MASCULINA) 1. A sedução abre o jogo da promessa de prazeres desconhecidos, SOBRE A SEXUALIDADE ( MASCULINA) 1 Alejandro Luis Viviani A sedução abre o jogo da promessa de prazeres desconhecidos, supondo veladamente uma resposta sobre a origem da sexualidade. Jogo em espelho onde,

Leia mais

AS CONSEQUÊNCIAS PSÍQUICAS DA RELAÇÃO MÃE E FILHA

AS CONSEQUÊNCIAS PSÍQUICAS DA RELAÇÃO MÃE E FILHA 1 AS CONSEQUÊNCIAS PSÍQUICAS DA RELAÇÃO MÃE E FILHA Alcione Alves Hummel Monteiro 1 e Roseane Freitas Nicolau 2 Ô mãe, me explica, me ensina me diz, o que é feminina? Ô mãe, então me ilumina me diz, como

Leia mais

TORNAR-SE HOMEM Eliane Mendlowicz Freud, ao desenvolver o complexo de Édipo e suas determinações nas identificações sexuais, definiu a sexualidade humana como dependente das vicissitudes edípicas, ou seja,

Leia mais

1 A feminilidade e a inveja do pênis em Freud

1 A feminilidade e a inveja do pênis em Freud 1 A feminilidade e a inveja do pênis em Freud (...) De acordo com sua natureza peculiar, a psicanálise não tenta descrever o que é a mulher - seria esta uma tarefa difícil de cumprir -, mas se empenha

Leia mais

A teoria do desenvolvimento humano segundo Freud e Rogers

A teoria do desenvolvimento humano segundo Freud e Rogers Introdução A teoria do desenvolvimento humano segundo Freud e Rogers Sonia Maria Lima de Gusmão Freud e Rogers são representantes de duas forças na psicologia: a Psicanálise e a Psicologia Humanística.

Leia mais

ISSO NÃO ME FALA MAIS NADA! (SOBRE A POSIÇÃO DO ANALISTA NA DIREÇÃO DA CURA) 1

ISSO NÃO ME FALA MAIS NADA! (SOBRE A POSIÇÃO DO ANALISTA NA DIREÇÃO DA CURA) 1 ISSO NÃO ME FALA MAIS NADA! (SOBRE A POSIÇÃO DO ANALISTA NA DIREÇÃO DA CURA) 1 Arlete Mourão 2 Essa frase do título corresponde à expressão utilizada por um ex-analisando na época do final de sua análise.

Leia mais

ESTRUTURAS PSÍQUICAS

ESTRUTURAS PSÍQUICAS ] ESTRUTURAS PSÍQUICAS ESTRUTURAS PSÍQUICAS (Bergeret) Na linguagem usual, estrutura é uma noção que implica uma disposição complexa, estável e precisa das partes que a compõem. É o modo pelo qual um todo

Leia mais

O SUPEREU NA DEMANDA DE AMOR INSACIÁVEL DAS MULHERES

O SUPEREU NA DEMANDA DE AMOR INSACIÁVEL DAS MULHERES O SUPEREU NA DEMANDA DE AMOR INSACIÁVEL DAS MULHERES Daniela de Oliveira Martins Mendes Daibert Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Psicanálise da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ);

Leia mais

{., P674p. (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) A l" ed. fni publicada com o título: psicologia. , i cdu. 159.9

{., P674p. (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) A l ed. fni publicada com o título: psicologia. , i cdu. 159.9 Dados de Catalogação na Publicação (CIp) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) P674p Braghirolli, Elaine Maria Psicologia Geral, por Elaine Maria Braghirolli, Guy Paulo Bisi, I uiz Antônio Rizzon e

Leia mais

Os impasses na vida amorosa e as novas configurações da tendência masculina à depreciação

Os impasses na vida amorosa e as novas configurações da tendência masculina à depreciação Os impasses na vida amorosa e as novas configurações da tendência masculina à depreciação Maria José Gontijo Salum Em suas Contribuições à Psicologia do Amor, Freud destacou alguns elementos que permitem

Leia mais

A angústia: qual sua importância no processo analítico? 1

A angústia: qual sua importância no processo analítico? 1 A angústia: qual sua importância no processo analítico? 1 Anelise Scheuer Rabuske Uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de,

Leia mais

Olhares sobre a Histeria ensaio.

Olhares sobre a Histeria ensaio. Olhares sobre a Histeria ensaio. Anelise Scheuer Rabuske 1. Poeminha de Insatisfação Absoluta Millôr Fernandes O que me dói É que quando está tudo acabado Pronto pronto Não há nada acabado Nem pronto pronto

Leia mais

AUTORES PSICANALÍTICOS PROFª.. DIANA M. J. TAVARES CORRÊA E COLABORADORES

AUTORES PSICANALÍTICOS PROFª.. DIANA M. J. TAVARES CORRÊA E COLABORADORES AUTORES PSICANALÍTICOS PROFª.. DIANA M. J. TAVARES CORRÊA E COLABORADORES Sigmund Freud Melanie Klein Wilfred Ruprecht Bion Donald Woods Winnicott Jacques Lacan Sigmund FREUD 1856 Vienense) 1856-19391939

Leia mais

J.-D. Nasio. Édipo. O complexo do qual nenhuma criança escapa. tradução André Telles. Rio de Janeiro

J.-D. Nasio. Édipo. O complexo do qual nenhuma criança escapa. tradução André Telles. Rio de Janeiro J.-D. Nasio Édipo O complexo do qual nenhuma criança escapa tradução André Telles Rio de Janeiro Título original: L Oedipe (Le concept le plus crucial de la psychanalyse) Tradução autorizada da primeira

Leia mais

GABARITO COMENTADO SIMULADO SOBRE TEORIAS DO DESENVOLVIMENTO

GABARITO COMENTADO SIMULADO SOBRE TEORIAS DO DESENVOLVIMENTO GABARITO COMENTADO SIMULADO SOBRE TEORIAS DO DESENVOLVIMENTO Confira suas respostas com calma, em um lugar tranqüilo. Tente incorporar os comentários abaixo da melhor forma possível. Marque suas dúvidas

Leia mais

IV Congresso Internacional de Psicopatologia Fundamental X Congresso Brasileiro de Psicopatologia Fundamental -2010. Trabalho para Mesa-redonda

IV Congresso Internacional de Psicopatologia Fundamental X Congresso Brasileiro de Psicopatologia Fundamental -2010. Trabalho para Mesa-redonda IV Congresso Internacional de Psicopatologia Fundamental X Congresso Brasileiro de Psicopatologia Fundamental -2010 Trabalho para Mesa-redonda TÍTULO: Amor e ódio na neurose obsessiva: a questão do domínio

Leia mais

Desdobramentos: A mulher para além da mãe

Desdobramentos: A mulher para além da mãe Desdobramentos: A mulher para além da mãe Uma mulher que ama como mulher só pode se tornar mais profundamente mulher. Nietzsche Daniela Goulart Pestana Afirmar verdadeiramente eu sou homem ou eu sou mulher,

Leia mais

A dissecção da personalidade psíquica

A dissecção da personalidade psíquica A dissecção da personalidade psíquica Comentários sobre A dissecção da personalidade psíquica (Conferência número XXXI das Novas Conferências Introdutórias à Psicanálise, volume XXII das Obras Completas

Leia mais

Motivações para a mulher HIV positivo gestar

Motivações para a mulher HIV positivo gestar Motivações para a mulher HIV positivo gestar Maria Regina Limeira Ortiz* Tania Mara Andreoli Gomes** Resumo Trabalhar com mulheres portadoras do vírus da Imuno Deficiência adquirida(hiv) é algo extremamente

Leia mais

EXPERIÊNCIAS E FANTASIAS SEXUAIS EM CRIANÇAS EM SITUAÇÃO DE RUA

EXPERIÊNCIAS E FANTASIAS SEXUAIS EM CRIANÇAS EM SITUAÇÃO DE RUA EXPERIÊNCIAS E FANTASIAS SEXUAIS EM CRIANÇAS EM SITUAÇÃO DE RUA Severina Ilza do Nascimento Universidade do Estado do Rio Grande do Norte Problemática O estudo analisa as representações que crianças e

Leia mais

ASPECTOS EMOCIONAIS DO CÂNCER DE MAMA

ASPECTOS EMOCIONAIS DO CÂNCER DE MAMA ASPECTOS EMOCIONAIS DO CÂNCER DE MAMA Renata Goltbliatas Soares 1 O câncer de mama é com certeza uma das doenças mais temidas pelas mulheres devido à freqüência absurda com que vem ocorrendo e, sobretudo

Leia mais

Ô MÃE, ME EXPLICA, ME ENSINA, ME DIZ O QUE É FEMININA? nossos tempos não foge à regra. As mulheres, afetadas pela condição de não-todas,

Ô MÃE, ME EXPLICA, ME ENSINA, ME DIZ O QUE É FEMININA? nossos tempos não foge à regra. As mulheres, afetadas pela condição de não-todas, Ô MÃE, ME EXPLICA, ME ENSINA, ME DIZ O QUE É FEMININA? Fernanda Samico Küpper É notória a contribuição que as mulheres sempre deram à engrenagem da psicanálise enquanto campo teórico. Desde Anna O., passando

Leia mais

Família nuclear casal e filhos solteiros.

Família nuclear casal e filhos solteiros. Família Uma família é um conjunto de pessoas ligadas por parentesco de sangue, por casamento ou algum outro tipo de relacionamento acordado ou adoção, e que compartilha a responsabilidade básica de reprodução

Leia mais

Freud: PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO. Psicanálise e Educação. A Teoria da Personalidade. Marcus Vinícius da Cunha 1

Freud: PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO. Psicanálise e Educação. A Teoria da Personalidade. Marcus Vinícius da Cunha 1 Freud: Psicanálise e Educação 1. Professor Associado da Universidade de São Paulo (Ribeirão Preto). Marcus Vinícius da Cunha 1 Resumo: Este capítulo apresenta as concepções fundamentais da Psicanálise

Leia mais

Rosane Gabriele Campelo de Melo

Rosane Gabriele Campelo de Melo ANGÚSTIA: um sentimento mau ou um mal fundamental? OS DOIS LADOS DA ANGÚSTIA Rosane Gabriele Campelo de Melo o futuro 2000) O passado, lembrado na angústia, não perde seu poder sobre presente: girando

Leia mais

O IMAGINÁRIO E O SIMBÓLICO NA CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO

O IMAGINÁRIO E O SIMBÓLICO NA CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO O IMAGINÁRIO E O SIMBÓLICO NA CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO Maria Melania Wagner Pokorski 1 Resumo Nosso artigo objetiva descrever alguns conceitos psicanalíticos implicados na constituição do sujeito. Pretendemos

Leia mais

CAPÍTULO 5. A Psicanálise

CAPÍTULO 5. A Psicanálise CAPÍTULO 5 A Psicanálise Se fosse preciso concentrar numa palavra a descoberta freudiana, essa palavra seria incontestavelmente inconsciente 1. As teorias científicas surgem influenciadas pelas condições

Leia mais

ADOLESCÊNCIA: MUDANÇA E DEFINIÇÃO

ADOLESCÊNCIA: MUDANÇA E DEFINIÇÃO ADOLESCÊNCIA: MUDANÇA E DEFINIÇÃO Mariana Rosa Cavalli Domingues, Unisalesiano, mrosacavalli@yahoo.com.br Taciano Luiz Coimbra Domingues, CRAS/Guaiçara, taciano_luiz@yahoo.com.br Resumo Nossos adolescentes

Leia mais

Questão Resposta Questão Resposta 1 21 2 22 3 23 4 24 5 25 6 26 7 27 8 28 9 29 10 30 11 31 12 32 13 33 14 34 15 35 16 36 17 37 18 38 19 39 20 40

Questão Resposta Questão Resposta 1 21 2 22 3 23 4 24 5 25 6 26 7 27 8 28 9 29 10 30 11 31 12 32 13 33 14 34 15 35 16 36 17 37 18 38 19 39 20 40 SIMULADO SOBRE TEORIAS DO DESENVOLVIMENTO Aluno A prova contém 40 questões de múltipla escolha. Utilize a folha de respostas abaixo para assinalar suas respostas. Ao final da prova, devolva apenas esta

Leia mais

MEDICINA DA SAÚDE AUMENTE SUA SAÚDE ATRAVÉS DA PSICOSSOMÁTICA

MEDICINA DA SAÚDE AUMENTE SUA SAÚDE ATRAVÉS DA PSICOSSOMÁTICA MMCAMPOS MEDICINA DA SAÚDE AUMENTE SUA SAÚDE ATRAVÉS DA PSICOSSOMÁTICA PRINCÍPIOS E FUNDAMENTOS (REGRAS) Primeiro: A TODO INSTANTE, EU DEVO VERIFICAR COMO EU ME ENCAIXO NO QUE ESTÁ SENDO COMENTADO. ESTA

Leia mais

O APARELHO PSIQUICO DE FREUD: NOS TRES MUNDOS DE POPPER, UMA INTEIRAÇÃO POSSIVEL?

O APARELHO PSIQUICO DE FREUD: NOS TRES MUNDOS DE POPPER, UMA INTEIRAÇÃO POSSIVEL? Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 523 O APARELHO PSIQUICO DE FREUD: NOS TRES MUNDOS DE POPPER, UMA INTEIRAÇÃO POSSIVEL? SILVIO SANTOS TOMAZIN Discente

Leia mais

Opção Lacaniana online nova série Ano 3 Número 8 julho 2012 ISSN 2177-2673. Há um(a) só. Analícea Calmon

Opção Lacaniana online nova série Ano 3 Número 8 julho 2012 ISSN 2177-2673. Há um(a) só. Analícea Calmon Opção Lacaniana online nova série Ano 3 Número 8 julho 2012 ISSN 2177-2673 Analícea Calmon Seguindo os passos da construção teórico-clínica de Freud e de Lacan, vamos nos deparar com alguns momentos de

Leia mais

DOCUMENTO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITO AUTORAL

DOCUMENTO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITO AUTORAL UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES INSTITUTO A VEZ DO MESTRE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DA FAMILIA SEXUALIDADE DO ADOLESCENTE: Um novo olhar sem preconceitos. Joana Deusa Passos Meneses DOCUMENTO PROTEGIDO

Leia mais

O amor em análise: algumas considerações a partir de depoimentos de passe Jussara Jovita Souza da Rosa

O amor em análise: algumas considerações a partir de depoimentos de passe Jussara Jovita Souza da Rosa Opção Lacaniana online nova série Ano 5 Número 14 julho 2014 ISSN 2177-2673 : algumas considerações a partir de depoimentos de passe Jussara Jovita Souza da Rosa [...] Falar de amor, com efeito, não se

Leia mais

A estrutura de linguagem: Era uma vez, um não

A estrutura de linguagem: Era uma vez, um não DESMENTIDO Jairo Gerbase A estrutura de linguagem: Era uma vez, um não Os axiomas Poderíamos nomear [S( Α )] de primeiro não. Em primeiro lugar, no sentido de era uma vez, no sentido mítico, histórico,

Leia mais

UMA LEITURA PSICANALÍTICA DA ADOLESCÊNCIA: MUDANÇA E DEFINIÇÃO

UMA LEITURA PSICANALÍTICA DA ADOLESCÊNCIA: MUDANÇA E DEFINIÇÃO UMA LEITURA PSICANALÍTICA DA ADOLESCÊNCIA: MUDANÇA E DEFINIÇÃO DOMINGUES, Mariana Rosa Cavalli Docente do Curso de Psicologia do Centro Universitário Católico Aulixiun - Unisalesiano - Lins/SP Brasil mrosacavalli@yahoo.com.br

Leia mais

DOENÇA SOMÁTICA E NEUROSE: SACRIFÍCIO DE UM CORPO, SACRIFÍCIO DE UMA VIDA...

DOENÇA SOMÁTICA E NEUROSE: SACRIFÍCIO DE UM CORPO, SACRIFÍCIO DE UMA VIDA... DOENÇA SOMÁTICA E NEUROSE: SACRIFÍCIO DE UM CORPO, SACRIFÍCIO DE UMA VIDA... Autora: Cristiana Rodrigues Rua O objetivo deste trabalho é formular algumas hipóteses a partir do relato de uma psicoterapia

Leia mais

Aletheia ISSN: 1413-0394 mscarlotto@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil

Aletheia ISSN: 1413-0394 mscarlotto@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil Aletheia ISSN: 1413-0394 mscarlotto@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil Puricelli Pires, Luísa; José Facchin, Tatiana Helena A Bela e a Fera: uma análise psicológica da personagem Bela Aletheia,

Leia mais

Tudo o que gosto é ilegal, imoral ou engorda

Tudo o que gosto é ilegal, imoral ou engorda Tudo o que gosto é ilegal, imoral ou engorda Maria Cristina da Cunha Antunes Flávia Lana Garcia de Oliveira Introdução: O campo freudiano de orientação lacaniana trabalha segundo o axioma de que não há

Leia mais

PSICÓLOGIA. 03. Levando-se em consideração o Código de Ética Profissional do Psicólogo está correto assinalar que:

PSICÓLOGIA. 03. Levando-se em consideração o Código de Ética Profissional do Psicólogo está correto assinalar que: PSICÓLOGIA 01. Sobre o que determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Lei n 0 8.069, sancionada em 13 de julho de 1990, é correto afirmar: A A falta ou a carência de recursos materiais por

Leia mais

Clínica Lacaniana de Atendimento e Pesquisas em Psicanálise Curso de Psicanálise. Torna-se mulher O caminho para a feminilidade: De Freud a Lacan

Clínica Lacaniana de Atendimento e Pesquisas em Psicanálise Curso de Psicanálise. Torna-se mulher O caminho para a feminilidade: De Freud a Lacan Clínica Lacaniana de Atendimento e Pesquisas em Psicanálise Curso de Psicanálise Torna-se mulher O caminho para a feminilidade: De Freud a Lacan Lygia Bonilha Dal Fabbro Orientadora: Eliane Costa Dias

Leia mais

WCCA Wilson Cerqueira Consultores & Associados www.wcca.com.br 1

WCCA Wilson Cerqueira Consultores & Associados www.wcca.com.br 1 Orientações sobre o desenvolvimento do curso Orientações Gerais Plano de Aulas: Conteúdo Programático do Curso CENTRO DE ESTUDOS DE PSICANÁLISE CLÍNICA WCCA Wilson Cerqueira Consultores & Associados www.wcca.com.br

Leia mais

NÃO HÁ RAPPORT, RAZÃO, RELAÇÃO SEXUAL

NÃO HÁ RAPPORT, RAZÃO, RELAÇÃO SEXUAL NÃO HÁ RAPPORT, RAZÃO, RELAÇÃO SEXUAL Ana Lúcia Bastos Falcão 1 Desde o início, em seus seminários, Lacan foi bordejando alguns conceitos que deram contorno à afirmação - Não há rapport, razão, relação

Leia mais

SIMBOLIZAÇÃO E SUBLIMAÇÃO : REFLEXÕES E CONJECTURAS INTRODUÇÃO

SIMBOLIZAÇÃO E SUBLIMAÇÃO : REFLEXÕES E CONJECTURAS INTRODUÇÃO 1 SIMBOLIZAÇÃO E SUBLIMAÇÃO : REFLEXÕES E CONJECTURAS Cora Sophia Schroeder Chiapello* INTRODUÇÃO Há muitos anos tenho pensado na distância existente entre a descoberta e Freud da presença fundamental

Leia mais

(IM)POSSIBILIDADE DE CONEXÃO ENTRE PSICANÁLISE E EDUCAÇÃO

(IM)POSSIBILIDADE DE CONEXÃO ENTRE PSICANÁLISE E EDUCAÇÃO (IM)POSSIBILIDADE DE CONEXÃO ENTRE PSICANÁLISE E EDUCAÇÃO Mara Rubia Rodrigues Martins Mestranda do Curso de Mestrado em Psicologia da Universidade Católica de Brasília Trabalho apresentado na disciplina

Leia mais

Interbio v.2 n.1 2008 - ISSN 1981-3775 A HISTÉRICA E A OUTRA: HOMOSSEXUALISMO? THE HYSTERICS AND THE OTHER WOMAN: HOMOSEXUALISM?

Interbio v.2 n.1 2008 - ISSN 1981-3775 A HISTÉRICA E A OUTRA: HOMOSSEXUALISMO? THE HYSTERICS AND THE OTHER WOMAN: HOMOSEXUALISM? 35 A HISTÉRICA E A OUTRA: HOMOSSEXUALISMO? THE HYSTERICS AND THE OTHER WOMAN: HOMOSEXUALISM? 1 Resumo O presente trabalho é resultado de uma pesquisa bibliográfica acerca da possibilidade de ocorrência

Leia mais

O casal infértil e a reprodução medicamente assistida: uma reflexão psicanalítica sobre a representação de filho

O casal infértil e a reprodução medicamente assistida: uma reflexão psicanalítica sobre a representação de filho Título: O casal infértil e a reprodução medicamente assistida: uma reflexão psicanalítica sobre a representação de filho Autores: Ana Cláudia Domingos Modenesi Marcos Antônio Cheganças Orientadora: Regina

Leia mais

FREUD: IMPASSE E INVENÇÃO

FREUD: IMPASSE E INVENÇÃO FREUD: IMPASSE E INVENÇÃO Denise de Fátima Pinto Guedes Roberto Calazans Freud ousou dar importância àquilo que lhe acontecia, às antinomias da sua infância, às suas perturbações neuróticas, aos seus sonhos.

Leia mais

FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA: A PSICANÁLISE DE SIGMUND FREUD E A FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA.

FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA: A PSICANÁLISE DE SIGMUND FREUD E A FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA. COLÉGIO O BOM PASTOR FILOSOFIA- 3º ANO PROF. RAFAEL CARLOS MATERIAL COMPLEMENTAR FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA: A PSICANÁLISE DE SIGMUND FREUD E A FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA. SIGMUND FREUD A nossa civilização é

Leia mais

O RECURSO À BISSEXUALIDADE PSÍQUICA NA TEORIA FREUDIANA DA SEXUALIDADE: A PEDRA ANGULAR DE ARTICULAÇÃO ENTRE PULSÃO E INCONSCIENTE?

O RECURSO À BISSEXUALIDADE PSÍQUICA NA TEORIA FREUDIANA DA SEXUALIDADE: A PEDRA ANGULAR DE ARTICULAÇÃO ENTRE PULSÃO E INCONSCIENTE? O RECURSO À BISSEXUALIDADE PSÍQUICA NA TEORIA FREUDIANA DA SEXUALIDADE: A PEDRA ANGULAR DE ARTICULAÇÃO ENTRE PULSÃO E INCONSCIENTE? Rafael Andrade dos Santos Este pequeno trabalho visa clarificar alguns

Leia mais

Os nós e o amor. Silvia Emilia Espósito* Palavras - chave: nós, real, amor, três registros

Os nós e o amor. Silvia Emilia Espósito* Palavras - chave: nós, real, amor, três registros Os nós e o amor Silvia Emilia Espósito* Palavras - chave: nós, real, amor, três registros Aprendemos com Freud que o amor é sempre narcísico, ou seja, não importa de que escolha de objeto se trate, ele

Leia mais

produzir conhecimento, com vistas a contribuir, a posteriori, para a transmissão do saber em psicanálise. Logo após decidirmos que gostaríamos de

produzir conhecimento, com vistas a contribuir, a posteriori, para a transmissão do saber em psicanálise. Logo após decidirmos que gostaríamos de Conclusão: Os destinos da sedução em psicanálise É tempo de concluir sobre quais seriam os destinos da sedução, de acordo com os pensamentos de Freud, Ferenczi e Laplanche. Pensamos em retomar alguns pontos

Leia mais

LACAN E O ÉDIPO FREUDIANO

LACAN E O ÉDIPO FREUDIANO LACAN E O ÉDIPO FREUDIANO Alejandro Luis Viviani 1 Vou tentar transmitir-lhes uma síntese com o risco de imprecisão que isso implica e, em parte, uma reprodução do que Lacan diz sobre o Complexo de Édipo

Leia mais

Psicose e autismo: Discussão sobre a diferença entre as duas estruturas 1

Psicose e autismo: Discussão sobre a diferença entre as duas estruturas 1 Psicose e autismo: Discussão sobre a diferença entre as duas estruturas 1 Rogério Isotton 2 Permito-me iniciar este trabalho apresentando algumas perguntas. Será possível conceber a psicose e o autismo

Leia mais

- CAPÍTULO II Enquadramento conceptual

- CAPÍTULO II Enquadramento conceptual - CAPÍTULO II Enquadramento conceptual Introdução Tendo em consideração o trabalho de investigação que se apresenta, procurar-se-á tratar os aspetos conceptuais relacionados com o desenvolvimento psicológico

Leia mais

A TRANSFERÊNCIA NA SALA DE AULA

A TRANSFERÊNCIA NA SALA DE AULA A TRANSFERÊNCIA NA SALA DE AULA BUCK, Marina Bertone Discente do Curso de Psicologia da Faculdade de Ciências da Saúde FASU/ACEG GARÇA/SP BRASIL e-mail: marina.bertone@hotmail.com SANTOS, José Wellington

Leia mais

A invenção da mulher

A invenção da mulher Page 1 of 5 Artigos A invenção da mulher por Marcus do Rio Teixeira A feminilidade tem um quê de enigmático; por não poder ser totalmente contida na significação fálica que organiza a sexualidade masculina,

Leia mais

A BIOENERGIA DO DINHEIRO: CONTATANDO A POTÊNCIA INTERNA

A BIOENERGIA DO DINHEIRO: CONTATANDO A POTÊNCIA INTERNA A BIOENERGIA DO DINHEIRO: CONTATANDO A POTÊNCIA INTERNA Périsson Dantas do Nascimento Eugenice Paula de Moura RESUMO Esse artigo pretende trazer os fundamentos teóricos da vivência a ser apresentada no

Leia mais

APERFEIÇOANDO ATITUDES E LUGARES: A PSICOLOGIA AMPLIADA À EDUCAÇÃO INFANTIL

APERFEIÇOANDO ATITUDES E LUGARES: A PSICOLOGIA AMPLIADA À EDUCAÇÃO INFANTIL APERFEIÇOANDO ATITUDES E LUGARES: A PSICOLOGIA AMPLIADA À EDUCAÇÃO INFANTIL Lorena Cristina Custódio Pereira (UFMS-graduada em Psicologia) - loris.cp@bol.com.br Mariele de Fátima Pires Gonçalves (UFMS-graduada

Leia mais

As teorias da ansiedade e das pulsões em Freud

As teorias da ansiedade e das pulsões em Freud As teorias da ansiedade e das pulsões em Freud Franklin Goldgrub Após os estudos anteriores dedicados em separado à ansiedade e às pulsões, Freud decide reexaminá-los em 1932, lado a lado, no mesmo texto[1]

Leia mais

ADOLESCÊNCIA SEXUALIDADE

ADOLESCÊNCIA SEXUALIDADE ADOLESCÊNCIA E SEXUALIDADE Adolescência É o período de transição entre a infância e a idade adulta. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS),o período da adolescência situa-se entre os 10 e os 20 anos.

Leia mais

Os gozos Sobre duas dicotomias presentes no Seminário 20: Mais, ainda

Os gozos Sobre duas dicotomias presentes no Seminário 20: Mais, ainda Os gozos Sobre duas dicotomias presentes no Seminário 20: Mais, ainda Marcus do Rio Teixeira O objetivo deste artigo não é elaborar um histórico do conceito de gozo em Lacan, tampouco pesquisar suas origens

Leia mais

A bela Junie 1 : uma conversa sobre o amor Ângela Batista 2

A bela Junie 1 : uma conversa sobre o amor Ângela Batista 2 A bela Junie 1 : uma conversa sobre o amor Ângela Batista 2 Chistophé Honoré, diretor do filme A bela Junie, inspira-se no romance A Princesa de Clèves, publicado anonimamente por Madame de Lafayette,

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE IBES - Instituto Brasileiro de Educação e Saúde Curso de Licenciatura Plena em Educação Física

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE IBES - Instituto Brasileiro de Educação e Saúde Curso de Licenciatura Plena em Educação Física FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE IBES - Instituto Brasileiro de Educação e Saúde Curso de Licenciatura Plena em Educação Física Raquel de Alcântara Maragno Molina Psicóloga, Mestre em Educação

Leia mais

MULHER MAGNÉTICA VANESSA DE OLIVEIRA 30 DIAS PARA TRANSFORMAR A SUA VIDA COM

MULHER MAGNÉTICA VANESSA DE OLIVEIRA 30 DIAS PARA TRANSFORMAR A SUA VIDA COM MULHER MAGNÉTICA 30 DIAS PARA TRANSFORMAR A SUA VIDA COM VANESSA DE OLIVEIRA parte I VOCÊ É UMA MULHER PODEROSA (DIAS 1 A 10) Introdução ao curso Mulher Magnética: 30 Dias Para Transformar A Sua Vida DIA

Leia mais

Novo paradigma para a saúde psíquica: Winnicott e a positivação do borderline. Nahman Armony

Novo paradigma para a saúde psíquica: Winnicott e a positivação do borderline. Nahman Armony 1 Novo paradigma para a saúde psíquica: Winnicott e a positivação do borderline Nahman Armony De imediato farei uma citação de Winnicott que acabou por se transformar em meu bordão: Os psicanalistas experientes

Leia mais

The article examines the transference of patient and analyst on Dora s case of. A transferência na histeria Um estudo no caso Dora de Freud

The article examines the transference of patient and analyst on Dora s case of. A transferência na histeria Um estudo no caso Dora de Freud A transferência na histeria um estudo no caso Dora de Freud 23 A transferência na histeria Um estudo no caso Dora de Freud 23 Pulsional Revista de Psicanálise, ano XIII, n o 132, 23-33 Sérgio de Gouvêa

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PSICOLOGIA ADOLESCENTES EM RISCO SOCIAL: A EXPRESSÃO DOS PROCESSOS DE IDENTIFICAÇÃO NO MÉTODO DE RORSCHACH

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PSICOLOGIA ADOLESCENTES EM RISCO SOCIAL: A EXPRESSÃO DOS PROCESSOS DE IDENTIFICAÇÃO NO MÉTODO DE RORSCHACH 1 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PSICOLOGIA ADOLESCENTES EM RISCO SOCIAL: A EXPRESSÃO DOS PROCESSOS DE IDENTIFICAÇÃO NO MÉTODO DE RORSCHACH MARIA ISABEL DOS SANTOS SOLDATELLI São Paulo 2007 2 MARIA

Leia mais

COMENTÁRIO: EM BUSCA DO TESOURO PERDIDO (...) 1 RESUMO. O presente escrito objetiva comentar o artigo Em busca do tesouro perdido (...

COMENTÁRIO: EM BUSCA DO TESOURO PERDIDO (...) 1 RESUMO. O presente escrito objetiva comentar o artigo Em busca do tesouro perdido (... COMENTÁRIO: EM BUSCA DO TESOURO PERDIDO (...) 1 Raquel Elisabete Finger Schneider 2 RESUMO O presente escrito objetiva comentar o artigo Em busca do tesouro perdido (...) de autoria da psicóloga Sarah

Leia mais

De menina à mulher: metamorfoses do feminino. From girl to a woman: femele s metamorphosis

De menina à mulher: metamorfoses do feminino. From girl to a woman: femele s metamorphosis De menina à mulher: metamorfoses do feminino From girl to a woman: femele s metamorphosis Marília Nascimento Engleitner 1 Considerando a rosa como símbolo universal do amor, podemos também olhar aquilo

Leia mais

CORPO, IMAGEM, ORIFÍCIO: PONTUAÇÕES SOBRE O CORPO EM PSICANÁLISE. O valor do corpo como imagem, como suporte imaginário e consistência, por

CORPO, IMAGEM, ORIFÍCIO: PONTUAÇÕES SOBRE O CORPO EM PSICANÁLISE. O valor do corpo como imagem, como suporte imaginário e consistência, por CORPO, IMAGEM, ORIFÍCIO: PONTUAÇÕES SOBRE O CORPO EM PSICANÁLISE Regina Cibele Serra dos Santos Jacinto Ana Maria Medeiros da Costa Podemos afirmar que o interesse de Lacan pela questão do corpo esteve

Leia mais

Márcio Peter de Souza Leite 4 de abril de 1997 PUC

Márcio Peter de Souza Leite 4 de abril de 1997 PUC O Pai em Freud 1997 O Pai em Freud Márcio Peter de Souza Leite 4 de abril de 1997 PUC Conteudo: Pais freudianos... 3 O pai de Dora... 3 O pai de Schreber.... 4 O pai castrador, que é o terceiro em Freud,

Leia mais

M uitas vezes achamos que só nos filmes, nas novelas ou nas estórias que

M uitas vezes achamos que só nos filmes, nas novelas ou nas estórias que ABUSO SEXUAL Conversando com esta realidade Kátia Queiroz TUDO TAMBÉM ACONTECE NA VIDA REAL... M uitas vezes achamos que só nos filmes, nas novelas ou nas estórias que as pessoas nos contam, podem acontecer

Leia mais

FILOSOFIA Do mito à f ilosofia filosofia M edieval Medieval

FILOSOFIA Do mito à f ilosofia filosofia M edieval Medieval FILOSOFIA Do mito à filosofia Medieval Avisos Observem: Muita calma... 1.O mural... Observem os 2. Entrem na sala prazos de entrega de bate-papo das atividades. 3. Dúvidas: utilizem o Correio 4. Material

Leia mais

LUTO E INTERNET, UMA REFLEXÃO ESPIRITA-CRISTÃ

LUTO E INTERNET, UMA REFLEXÃO ESPIRITA-CRISTÃ LUTO E INTERNET, UMA REFLEXÃO ESPIRITA-CRISTÃ Quase tudo que há alguns anos era armazenado em meio físico é agora arquivado em computadores, sejam os emails (substitutos das tradicionais cartas), fotos,

Leia mais

FACULDADES UNIFICADAS DOCTUM. Introdução a Psicoterapia

FACULDADES UNIFICADAS DOCTUM. Introdução a Psicoterapia FACULDADES UNIFICADAS DOCTUM Introdução a Psicoterapia A Psicoterapia de orientação Psicanalítica ALUNOS: BRUNO CÉSAR O. LOPES KETLEY LAUAR PROFESSOR: CARLOS SCHUTTE JR DOCTUM TEÓFILO OTONI, 2010 A Psicoterapia

Leia mais

ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) A CRIANÇA/ADOLESCENTE DO ESTUDO E A FAMÍLIA

ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) A CRIANÇA/ADOLESCENTE DO ESTUDO E A FAMÍLIA ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) Questionário Pai / Mãe / Encarregado/a de Educação Nota: Não deve escrever o nome e/ou morada em nenhuma das páginas deste questionário

Leia mais

NEUROMARKETING. Mais consciência de tudo aquilo que afeta o inconsciente, para aplicar no seu dia a dia empresarial.

NEUROMARKETING. Mais consciência de tudo aquilo que afeta o inconsciente, para aplicar no seu dia a dia empresarial. NEUROMARKETING Mais consciência de tudo aquilo que afeta o inconsciente, para aplicar no seu dia a dia empresarial. NEUROMARKETING : A DIVERSIDADE A humanidade está mais subjetiva. Mais que uma batalha

Leia mais

Histórico do livro Menino brinca de boneca?

Histórico do livro Menino brinca de boneca? Histórico do livro Menino brinca de boneca? Menino brinca de boneca? foi lançado em 1990, com grande aceitação de público e crítica, e vem sendo referência de trabalho para profissionais, universidades,

Leia mais

6 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

6 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 117 6 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ANZIEU, Didier. O Eu-pele. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1989. ASSOUN, Paul-Laurent. O Corpo: o Outro metapsicológico. In:. Metapsicologia freudiana: uma introdução. Rio

Leia mais

Eu e a minha sexualidade. 2 de Fevereiro de 2009

Eu e a minha sexualidade. 2 de Fevereiro de 2009 Eu e a minha sexualidade Enf.ª Nádia Gonçalves 2 de Fevereiro de 2009 O QUE É A ADOLESCÊNCIA? É a transição entre a infância e a idade adulta; Etapa essencial da vida que permite ao ser humano conquistar

Leia mais

Ele não tem xoxota! : a lógica do falo ou a lógica da diferença?

Ele não tem xoxota! : a lógica do falo ou a lógica da diferença? Interlocuções sobre o feminino na clínica, na teoria, na cultura Silvia L. Alonso, Daniele M. Breyton e Helena M.F.M. Albuquerque São Paulo: Escuta/Instituto Sedes Sapientiae, 2008, 416p Ele não tem xoxota!

Leia mais

INTER-RELAÇÃO ENTRE SEXUALIDADE NEURÓTICA E PERVERSA À LUZ DA TEORIA FREUDIANA

INTER-RELAÇÃO ENTRE SEXUALIDADE NEURÓTICA E PERVERSA À LUZ DA TEORIA FREUDIANA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE - FACS CURSO: PSICOLOGIA INTER-RELAÇÃO ENTRE SEXUALIDADE NEURÓTICA E PERVERSA À LUZ DA TEORIA FREUDIANA LÍZIA MIRANDA LEITE BRASÍLIA JUNHO/2003 Lízia Miranda Leite Inter-relação

Leia mais

MECANISMOS PSÍQUICOS DA FORMAÇÃO DOS SINTOMAS INTRODUÇÃO AO CASO DORA

MECANISMOS PSÍQUICOS DA FORMAÇÃO DOS SINTOMAS INTRODUÇÃO AO CASO DORA ESTRUTURAS CLÍNICAS Aula 3: 07/05/2004 1 MECANISMOS PSÍQUICOS DA FORMAÇÃO DOS SINTOMAS INTRODUÇÃO AO CASO DORA Tania Coelho dos Santos: Hoje farei uma tentativa de apreensão de como se formam os mecanismos

Leia mais

Na fenda da letra, o gozo: da canção Beatriz aos confins do pas tout

Na fenda da letra, o gozo: da canção Beatriz aos confins do pas tout Na fenda da letra, o gozo: da canção Beatriz aos confins do pas tout Taina Cavalcanti Rocha Mestranda em Pesquisa e Clínica em Psicanálise da UERJ Rita Maria Manso de Barros Professora Associada da UERJ

Leia mais

ESTRUTURA PERVERSA: EFEITOS MIDIÁTICOS E ARTICULAÇÕES COM O SOCIAL

ESTRUTURA PERVERSA: EFEITOS MIDIÁTICOS E ARTICULAÇÕES COM O SOCIAL ESTRUTURA PERVERSA: EFEITOS MIDIÁTICOS E ARTICULAÇÕES COM O SOCIAL Mariana de Almeida Pfitscher 1 Diego Bastos Braga 2 RESUMO O artigo aponta concepções sobre perversão, enquanto estruturação, bem com

Leia mais

PSICANÁLISE: UMA ÉTICA DO DESEJO. perspectiva analítica, é de ter cedido de seu desejo (LACAN, 1991, p. 385). Mas que

PSICANÁLISE: UMA ÉTICA DO DESEJO. perspectiva analítica, é de ter cedido de seu desejo (LACAN, 1991, p. 385). Mas que PSICANÁLISE: UMA ÉTICA DO DESEJO Sérgio Scotti Lacan dizia que a única coisa da qual se pode ser culpado, pelo menos da perspectiva analítica, é de ter cedido de seu desejo (LACAN, 1991, p. 385). Mas que

Leia mais

A ARTE E O IMAGINAR: Um dispositivo para a recriação da realidade

A ARTE E O IMAGINAR: Um dispositivo para a recriação da realidade A ARTE E O IMAGINAR: Um dispositivo para a recriação da realidade Ana Paula Pimentel 1 (paulinha_pimentel@yahoo.com.br) Andreia dos Santos Silva² (psiuerj@yahoo.com.br) Ademir Pacelli Ferreira³ (ademirpacelli@uol.com.br)

Leia mais

Judith Sonja Garbers Psicóloga Jörg Garbers Ms. De Teologia

Judith Sonja Garbers Psicóloga Jörg Garbers Ms. De Teologia A Discussão sobre Homofobia Como se posicionar Judith Sonja Garbers Psicóloga Jörg Garbers Ms. De Teologia Introdução Os homossexuais...?! A polarização Simplesmente tudo é lícito e Deus ama tudo. Tudo

Leia mais

SOBRE A PSICANÁLISE. 2 O que é psicanálise? 2 Para que é o tratamento psicanalítico? 2 As maiores descobertas e inovações de Freud.

SOBRE A PSICANÁLISE. 2 O que é psicanálise? 2 Para que é o tratamento psicanalítico? 2 As maiores descobertas e inovações de Freud. SOBRE A PSICANÁLISE 2 O que é psicanálise? 2 Para que é o tratamento psicanalítico? 2 As maiores descobertas e inovações de Freud 3 O inconsciente 3 Experiências infantis iniciais 3 Desenvolvimento psicossexual

Leia mais

UMA ELEGÂNCIA QUE INVOCA O FEMININO: O PORCO-ESPINHO. O que da invocação da voz, a invocação mais original, que transmite ao sujeito

UMA ELEGÂNCIA QUE INVOCA O FEMININO: O PORCO-ESPINHO. O que da invocação da voz, a invocação mais original, que transmite ao sujeito UMA ELEGÂNCIA QUE INVOCA O FEMININO: O PORCO-ESPINHO Renata Mattos Doris Rinaldi Porque a Arte é a vida, mas sob em um outro ritmo. Renée Michel/Muriel Barbery Cabe à psicanálise investigar como alguém

Leia mais