Resultados 2T16 Agosto, 2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resultados 2T16 Agosto, 2016"

Transcrição

1 Resultados Agosto, 2016

2 Disclaimer O material que se segue é uma apresentação de informações gerais da Kroton Educacional S.A ( Kroton ). Tratam-se de informações resumidas sem intenção de serem completas, que não devem ser consideradas por investidores potenciais como recomendação. Esta apresentação é estritamente confidencial e não pode ser divulgada a nenhuma outra pessoa. Não fazemos nenhuma declaração nem damos nenhuma garantia quanto à correção, adequação ou abrangência das informações aqui apresentadas, que não devem ser usadas como base para decisões de investimento. Esta apresentação contém declarações e informações prospectivas nos termos da Cláusula 27A da Securities Act of 1933 e Cláusula 21E do Securities Exchange Act of Tais declarações e informações prospectivas são unicamente previsões e não garantias do desempenho futuro. Advertimos os investidores de que as referidas declarações e informações prospectivas estão e estarão, conforme o caso, sujeitas a riscos, incertezas e fatores relativos às operações e aos ambientes de negócios da Kroton e suas controladas, em virtude dos quais os resultados reais de tais sociedades podem diferir de maneira relevante de resultados futuros expressos ou implícitos nas declarações e informações prospectivas. Embora a Kroton acredite que as expectativas e premissas contidas nas declarações e informações prospectivas sejam razoáveis e baseadas em dados atualmente disponíveis à sua administração, a Kroton não pode garantir resultados ou acontecimentos futuros. A Kroton isenta-se expressamente do dever de atualizar qualquer uma das declarações e informações prospectivas. Esta apresentação não constitui oferta, convite ou solicitação de oferta de subscrição ou compra de quaisquer valores mobiliários. Esta apresentação e seu conteúdo não constituem a base de um contrato ou compromisso de qualquer espécie. 2

3 Considerações Iniciais 3 3

4 Evolução das Margens Desempenho Financeiro continua extremamente sólido e crescente Margem EBITDA¹ % RL Margem Líquida¹ % RL 11,6% 17,6% 30,5% Pós fusão 37,4% 36,9% 42,7% 46,6% 4,6% 8,1% 22,5% Pós fusão 30,4% 29,9% 35,9% 40,1% 1S10 1S11 1S12 1S13 1S14 Pro Forma 1S15 1S16 1S10 1S11 1S12 1S13 1S14 Pro Forma 1S15 1S16 Relevante Geração de Caixa (R$ milhões) 1S16 Geração de Caixa após Capex R$ 613,2 R$ 573,7 ¹ Dados Societários. Para 2014, considera os números pro forma respeitando as diferentes práticas contábeis de Kroton e Anhanguera. 4

5 Resiliência nos pilares com maior potencial de impacto dentro do cenário macroeconômico adverso Evasão Graduação Presencial Inadimplência PCLD Presencial EX FIES/PEP %RL Segmento (ex-pronatec) 3,6% 4,5% 3,6% 4,9% 6,5% 6,9% 2T13 2T14 Graduação EAD 6,7% 7,1% 4,2% 4,4% PCLD EAD %RL Segmento ex-fies /PEP ex-fies/ PEP 7,4% 7,5% 2T13 2T14 ¹ Ex-Uniasselvi 5

6 Ticket Médio 900,00 800,00 700,00 600,00 500,00 400,00 300,00 200,00 100,00-900,00 800,00 700,00 600,00 500,00 400,00 300,00 200,00 100,00-350,00 300,00 250,00 200,00 150,00 100,00 50,00-350,00 300,00 250,00 200,00 150,00 100,00 50,00 - Evolução do Ticket Médio Ensino Superior Presencial e EAD Trimestral Presencial Semestral Trimestral EAD Semestral +10% +9% +9% 0% 691,71 760,22 693,20 752,60 243,31 265,62 246,70 247,93 1S15 1S16 1S15 1S16 6

7 Oportunidades de Eficiência e Crescimento Curto Prazo - 2S16 e 2017 Longo Prazo Pesquisa Operacional gerando cada vez mais resultado a cada semestre Ondas do Strategic Sourcing evoluindo com consistência em toda a operação Gradativo aumento do % de disciplinas interativas deve continuar incrementando o nível de eficiência no Ensino Presencial Projetos de crescimento orgânico em evolução inauguração de João Pessoa/PE e 3 unidades em fase final de aprovação no CNE Combinação de Negócios com a Estácio 41 outros greenfields e 275 novos polos em trâmite atualmente no MEC Novos pedidos para abertura de cursos EAD Premium e Polos EAD em análise 7

8 Desempenho Financeiro 8 8

9 Desempenho Financeiro Ensino Superior Presencial 1.400, , ,0 800,0 600,0 400,0 200,0 0,0 800,0 700,0 600,0 500,0 400,0 300,0 200,0 100,0 0,0 600,0 500,0 400,0 300,0 200,0 100,0 0,0 Receita Líquida (RL)¹ Trimestral - R$ milhões 1.052, ,2 Lucro Bruto (LB)¹ Trimestral - R$ milhões 66,2% 68,3% 696,4 736,1 Resultado Operacional (RO)¹ Trimestral - R$ milhões +2% +6% +6% 50,7% 52,7% 533,5 568,1 78% 77% % RL do Segmento/ RL Total % LB do Segmento/ LB Total % Margem Bruta % Margem Operacional 76% 74% 75% 73% % RO do Segmento/ RO Total Receita líquida do Ensino Presencial aumenta 2% frente ao, apoiada, principalmente, pelo reajuste anual do ticket médio Lucro bruto do Ensino Presencial aumenta 6% para R$ 736,1 milhões e margem de 68,3%, devido, especialmente, à implementação do novo modelo acadêmico e à ferramenta de pesquisa operacional Resultado operacional antes de marketing do segmento cresce 6% alcançando R$ 568,1 milhões no, com uma margem de 52,7%, 2,0 p.p. acima do, devido aos ganhos de eficiência e captura de sinergias ¹ Ex-Uniasselvi 9

10 Desempenho Financeiro Ensino Superior EAD Receita Líquida (RL)¹ Trimestral - R$ milhões +6% 251,6 267,1 Lucro Bruto (LB)¹ Trimestral - R$ milhões 77,9% +16% +15% 85,5% 64,6% 195,9 228,3 Resultado Operacional (RO)¹ Trimestral - R$ milhões 70,1% 162,5 187,2 19% 19% % Margem Bruta 21% 23% % Margem Operacional 23% 24% % RL do Segmento/ RL Total % LB do Segmento/ LB Total % RO do Segmento/ RO Total Receita Líquida de R$ 267,1 milhões, crescimento de 6% quando comparado com o mesmo período de 2015, devido ao incremento no número de alunos, além do maior ticket na Graduação Lucro bruto aumenta 16%, atingindo R$ 228,3 milhões no. Margem bruta de 85,5%, um aumento de 7,6 p.p em relação ao, devido à redução de custos com tutores e professores obtida por meio da convergência dos modelos de entrega de conteúdo (do modelo Anhanguera para o modelo Unopar) e otimizações nas estruturas do negócio Resultado operacional antes de marketing registra R$ 187,2 milhões, um crescimento de 15% frente ao e margem de 70,1% ¹ Ex-Uniasselvi 10

11 Desempenho Financeiro Educação Básica 50,0 45,0 40,0 35,0 30,0 25,0 20,0 15,0 10,0 25,0 20,0 15,0 10,0 5,0 0,0 63,0% 53,0% 43,0% 33,0% 23,0% 13,0% 3,0% 20,0 15,0 10,0 5,0 0,0 45,0% 40,0% 35,0% 30,0% 25,0% 20,0% 15,0% 10,0% 5,0% 0,0% Receita Líquida (RL) Trimestral - R$ milhões 41,0 46,8 Lucro Bruto (LB) Trimestral - R$ milhões 51,8% 21,2 51,6% 24,2 Resultado Operacional (RO) Trimestral - R$ milhões +14% +14% +37% 34,3% 14,1 41,0% 19,2 3% 3% % Margem Bruta 2% 2% %Margem Operacional 2% 2% % RL do Segmento/ RL Total % LB do Segmento/ LB Total % RO do Segmento/ RO Total Receita líquida da Educação Básica de R$ 46,8 milhões, crescimento de 14% em relação ao, decorrente do crescimento da rede de ensino e da antecipação nas entregas das coleções didáticas referentes ao segundo semestre de 2016 O lucro bruto atingiu R$ 24,2 milhões, 14% superior frente ao e margem bruta de 51,6%, praticamente estável devido ao aumento de custos advindos da antecipação do calendário de vendas de coleções. Resultado operacional de R$ 19,2 milhões, número 37% superior em relação ao mesmo período do ano anterior e margem operacional de 41,0%, superior em 6,7 p.p., com destaque para a rígida gestão de custos e despesas do negócio 11

12 Desempenho Corporativas e com Vendas e Marketing Despesas Corporativas Trimestral - R$ milhões e % da RL 4,6% 4,5% 65,5 62,6 Despesas com Vendas e Marketing Trimestral - R$ milhões e % da RL -4% +18% 4,8% 67,2 5,7% 79,3 Despesas corporativas de R$ 62,6 milhões durante o trimestre, permanecendo praticamente estável em relação a receita líquida, refletindo a reestruturação do quadro de funcionários realizada no início do ano, além da redução de gastos advinda do processo de strategic sourcing e de uma maior austeridade orçamentária Despesas com Vendas e Marketing em relação a receita líquida aumentaram 0,9 p.p. em comparação com o, refletindo uma antecipação geral das contratações de campanhas de marketing para o processo seletivo do segundo semestre do ano, como parte da estratégia da Companhia de otimização de custos junto às agências e mídias 12

13 EBITDA EBITDA Ajustado Trimestral - R$ milhões EBITDA Ajustado Semestral - R$ milhões +9% 43,1% 45,5% 580,2 632,6 42,8% 1.091,8 +12% 46,7% 1.221,5 Pro Forma¹ % Margem EBITDA ajustada 1S15 Pro Forma¹ 1S16 Pro Forma¹ % Margem EBITDA ajustada EBITDA ajustado cresce 9% em comparação com o mesmo período do ano passado excluindo os números de Uniasselvi, atingindo R$ 632,6 milhões durante o trimestre e margem EBITDA ajustada de 45,5%, 2,4 p.p. superior ao No semestre, EBITDA ajustado pro forma cresce 12%, atingindo R$ 1.221,5 milhões e margem EBITDA ajustada pro forma situou-se em 46,7%, 3,8 p.p. superior ao 1S15 ¹Ex-Uniasselvi 13

14 Lucro Líquido Lucro Líquido Ajustado Trimestral - R$ milhões +13% Lucro Líquido Ajustado Semestral - R$ milhões +15% 36,9% 40,4% 496,4 561,8 35,9% 916,1 40,2% 1.052,5 Pro Forma¹ % Margem líquida ajustada 1S15 Pro Forma¹ 1S16 Pro Forma¹ % Margem líquida ajustada Lucro Líquido ajustado cresce 13% em comparação com o mesmo período do ano passado excluindo os números de Uniasselvi, atingindo R$ 561,8 milhões durante o trimestre e margem líquida ajustada de 40,4%, 3,5 p.p. superior ao Lucro líquido ajustado pro forma sobe 15%, somando R$ 1.052,5 milhões no 1S16 alcançando margem líquida ajustada pro forma de 40,2%, número 4,3 p.p. superior em relação ao primeiro semestre de 2015 ¹Ex-Uniasselvi 14

15 PCLD, Contas a Receber e Prazo Médio 15 15

16 Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (PCLD) ENSINO PRESENCIAL % RL Segmento e R$ milhões (ex-pronatec) ENSINO A DISTÂNCIA % RL Segmento e R$ milhões EDUCAÇÃO BÁSICA % RL Segmento e R$ milhões 52,3 69,9 14,6 20,4 5,0% 6,5% 6,5% 6,9% 21,7 20,1 7,4% 7,5% 0,5 1,2% 0,4 0,9% ex- FIES /PEP ex- FIES /PEP O nível de provisionamento no ex-fies/pep foi 0,4 p.p. superior quando comparado com o, devido ao aumento praticado pela Companhia desde o início do ano para melhor refletir as expectativas de inadimplência frente a deterioração do cenário macroeconômico Nível de PCLD para o segmento de EAD de 7,5%, praticamente estável em relação ao mesmo trimestre do ano passado O nível de provisão da Educação Básica de 0,9% da receita líquida, foi 0,3 p.p. inferior em comparação com o, como consequência da mudança do calendário de venda de coleções verificada naquele período 16

17 Contas a Receber Ensino Superior Valores em R$ ('000) % AH 1T16 % AH Contas a Receber Líquido ,3% ,8% Mensalidades e Acordos a Receber ,2% ,3% FIES - Curto Prazo ,0% ,6% FIES Longo Prazo n.a. n.a ,6% Carteira ex-fies de Longo Prazo ,3% ,4% Ensino a Distância Valores em R$ ('000) % AH 1T16 % AH Contas a Receber Líquido ,2% ,7% Educação Básica Valores em R$ ('000) % AH 1T16 % AH Contas a Receber Líquido ,0% ,8% Contas a receber do Ensino Presencial apresenta aumento frente ao, devido, principalmente, ao aumento no Contas a Receber do FIES pelo efeito da PN23 e do PEP Redução de 1,2% do contas a receber de EAD frente ao motivado pelas rígidas políticas de renegociação praticadas pela Companhia, e aumento de 13,7% frente ao 1T16 é consequência da sazonalidade do negócio entre os trimestres Aumento de 13,0% no contas a receber de Educação Básica em comparação com o é explicado pela antecipação do calendário de vendas de coleções para o próximo semestre 17

18 Prazo Médio do Contas a Receber Presencial dias Prazo Médio Total: Prazo Médio Ex-FIES: Prazo Médio FIES: Contas a Receber Líquido Total Receita Líquida Total Contas a Receber Líquido (ex-fies) Receita Líquida (ex-fies) Contas a Receber Líquido FIES Receita Líquida FIES Prazo Médio Pagantes: Contas a Receber Líquido (ex-fies/pep) Receita Líquida (ex-fies/pep) Ensino a Distância dias Contas a Receber Líquido Receita Líquida Educação Básica dias Contas a Receber Líquido Receita Líquida Var. (dias) 1T16 Var. (dias) Dias dias dias dias dias dias dias dias Var. (dias) 1T16 Var. (dias) dias dias 0 Var. (dias) 1T16 Var. (dias) dias dias No Ensino Superior Presencial: o o prazo médio ex-fies: apresenta aumento de 27 dias em relação ao, refletindo, principalmente, o efeito do maior prazo médio do PEP e do maior volume de acordos. Excluindo esse efeito, o prazo médio de recebimento ex-fies/ex-pep foi de 81 dias em, 2 dias inferior em relação ao o o prazo médio FIES: apresentou redução de 25 dias em relação ao 1T16 devido à normalização do fluxo de pagamentos o o prazo médio dos alunos pagantes (ex-fies e ex-pep) apresentou redução de 2 dias em relação ao No Ensino a Distância, observou-se um incremento de 4 dias face ao, devido ao aumento do prazo médio dos recebíveis da LFG Na Educação Básica, houve um aumento de 9 dias no prazo médio entre o e o devido à maior antecipação de vendas no período 18

19 Capex e Endividamento 19 19

20 Investimentos 12,0% 10,0% 8,0% 6,0% 4,0% 2,0% 0,0% 7,0% 6,0% 5,0% 4,0% 3,0% 2,0% 1,0% 0,0% 10,0% 9,0% 8,0% 7,0% 6,0% 5,0% 4,0% 3,0% 2,0% 1,0% 0,0% 8,0% 7,0% 6,0% 5,0% 4,0% 3,0% 2,0% 1,0% 0,0% Capex R$ milhões e % RL Capex + Projetos Especiais R$ milhões e % RL 4,5% 64,6 7,2% 100,0 5,5% 150,4 6,1% 161,8 5,3% 76,0 8,1% 112,5 7,2% 7,0% 197,1 185,7 1S15 1S16 1S15 1S16 Volume de Capex sobre a Receita Líquida de 7,2% no, patamar 2,7 p.p. superior frente ao, refletindo os investimentos em projetos de ampliações com obras e benfeitorias nas unidades existentes, além de projetos de desenvolvimento de conteúdo e de desenvolvimento de sistemas e licenças de software Adicionando os Projetos Especiais, os investimentos alcançaram R$ 112,5 milhões no trimestre ou 8,1% da receita líquida. No acumulado do ano, o volume total sobre a receita líquida representou 7,0%, dentro do Guidance divulgado pela Companhia, de 8,0% da receita líquida de

21 Endividamento Líquido Consolidado - Valores em R$ ('000) % AH 1T16 % AH Total de Disponibilidades ,0% ,7% Total de Empréstimos e Financiamentos ,7% ,8% Disponibilidade (Dívida) Líquida ( ) n.a. ( ) n.a. Outras Obrigações de Curto e Longo Prazos² ,2% ,7% (1) Disponibilidade (Dívida) Líquida 2 (88) ( ) n.a. ( ) n.a. Contas a Receber de Curto Prazo FIES - PN 23 (ago/16)³ n.a ,0% Contas a Receber de Longo Prazo FIES PN 23 + Venda Uniasselvi³ n.a ,5% FIES - PN 23 - recebimento ago/17 - ago/ n.a ,6% Venda Uniasselvi n.a ,0% (2) Outros Contas a receberᶟ n.a ,2% (1)+(2) Disponibilidade (Dívida) Líquida Pro Forma ( ) n.a ,4% Ao final do, o total entre caixa e aplicações financeiras somava R$ 934,3 milhões, nível 62,7% superior frente ao 1T16, devido principalmente à normalização do fluxo de pagamentos do FIES. Ao final do trimestre, a Companhia passou para a condição de caixa líquido de R$ 228,5 milhões. Quando adicionadas todas as demais obrigações e recebíveis de curto e longo prazos, que incluem impostos e contribuições parcelados, além das obrigações e direitos relacionados às aquisições e alienações realizadas e as parcelas do FIES que não foram pagas em 2015, a Kroton registrou um robusto caixa líquido de R$ 1,2 bilhão no período 1 Disponibilidade considerando apenas as obrigações bancárias. 2 Considera todas as obrigações de curto e longo prazos relacionadas ao pagamento de parcelamentos tributários e às aquisições, inclusive ao montante a ser pago em 6 anos referente à aquisição da Uniasselvi, além dos 25% das parcelas do FIES que não foram pagas em Considera as recebimentos de longo prazos relacionadas à alienação da Uniasselvi a serem recebidos entre 2018 e 2022 ajustados por AVP (excluindo os valores de earn-out) e mais os 75% das parcelas restantes do FIES de 2015 (também ajustado por AVP). 21

22 Geração de caixa 22 22

23 Geração de Caixa Operacional Consolidado - Valores em R$ ('000) %AH Geração de Caixa Operacional (GCO) antes de Capex ,9% GCO / EBITDA 108,5% 49,0% 59,5 p.p. Geração de Caixa Operacional (GCO) após Capex ,1% GCO / EBITDA 93,0% 38,2% 54,8 p.p. Geração de Caixa Oper. (GCO) após Capex e Proj. Esp ,8% GCO / EBITDA 92,3% 36,6% 55,7 p.p. Fluxo de Caixa Livre n.a Geração de caixa operacional observada no trimestre foi positivamente impactada como consequência da normalização do ciclo de recebimento das mensalidades dos alunos FIES após o término da PN23 Geração de caixa após Capex e Projetos Especiais de 608,9 milhões, representando um Ebitda-to-Cash de 92,3% 23

24 Considerações Finais 24 24

25 Considerações Finais A operação com a Estácio abre uma nova janela de oportunidades para ambas as Companhias e seus stakeholders Expertise em integração e times extremamente alinhados devem ser essenciais para o êxito total da operação Próximos passos da Operação com a Estácio: AGEs no dia 15 de agosto Combinação de Negócios com a Estácio Estabelecimento do Clean Team para planejamento da integração e análise detalhada das sinergias potenciais Abertura do processo de análise no CADE 25

26 Considerações Finais Status da segundo ciclo de captação de 2016 Projetos Acadêmicos mantidos e evoluindo de forma sólida com destaque para a contínua implementação do KLS 2.0 Roll out do Canal Conecta para todo o EAD da Unopar em 2016 e previsão de oferta em todas as cidades que operamos no Ensino Presencial até 2017 Aprovação de distribuição de dividendos R$ 172,7 milhões (R$ 0,1067 por ação) com aumento do payout para 35% Premiações Valor1000 e IR Magazine 26

27 Relações com Investidores

Localiza Rent a Car S.A.

Localiza Rent a Car S.A. Localiza Rent a Car S.A. Resultados 2T10 R$ milhões, USGAAP Agência Aeroporto Internacional de Guarulhos São Paulo Brasil Inauguração: 11/06/2010 14 de julho de 2010 1 Destaques 2T10 R$ milhões 2T09 2T10

Leia mais

Resultados do ano de 2015

Resultados do ano de 2015 Resultados do ano de 2015 2 de março de 2016 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

Teleconferência de resultados

Teleconferência de resultados Teleconferência de resultados 2 Aviso importante Este material foi preparado pela Linx S.A. ( Linx ou Companhia ) e pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros.

Leia mais

Telefônica Brasil S.A. 10.05.2012. Resultados 1T12

Telefônica Brasil S.A. 10.05.2012. Resultados 1T12 10.05.2012 Resultados 1T12 Disclaimer Para fins de comparabilidade, os números do 1T11 foram elaborados de forma combinada. Desta forma, as variações anuais aqui apresentadas podem diferir i daquelas informadas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS 1T10

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS 1T10 DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS 1T10 TELECONFERÊNCIAS 12/05/2010 (quarta-feira) AGENDA 2010 Uma só empresa, melhor e mais forte SUMÁRIO EXECUTIVO 1 PRESENÇA NACIONAL 2 2 1 720 escolas associadas no Ensino Básico

Leia mais

VALE RIO DOCE S/A. No resultado de 2013 a receita líquida da companhia tinha a seguinte divisão:

VALE RIO DOCE S/A. No resultado de 2013 a receita líquida da companhia tinha a seguinte divisão: VALE RIO DOCE S/A Empresa: A companhia é uma das maiores mineradoras do mundo, sendo a maior das Américas, baseada na capitalização de mercado. É a maior produtora mundial de minério de ferro e pelotas

Leia mais

Destaques do Período. CADE aprova a fusão No dia 7 de novembro o CADE aprovou a fusão sem restrições.

Destaques do Período. CADE aprova a fusão No dia 7 de novembro o CADE aprovou a fusão sem restrições. 1 Considerações Gerais Considerações referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas de crescimento da B2W, eventualmente expressas neste

Leia mais

2º Expertise Day. SulAmérica Investimentos

2º Expertise Day. SulAmérica Investimentos 2º Expertise Day SulAmérica Investimentos O que fazemos? Equipamentos Sistemas de Gestão Serviços e Meios de Pagamento Soluções em Tecnologia para Varejo e Hotelaria 2 Onde Estamos EUA (Bathpage):. Fábrica

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T16

Divulgação de Resultados 1T16 São Paulo - SP, 29 de Abril de 2016. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

AGENDA DESEMPENHO FINANCEIRO NOSSO NEGÓCIO VANTAGENS COMPETITIVAS OPORTUNIDADES

AGENDA DESEMPENHO FINANCEIRO NOSSO NEGÓCIO VANTAGENS COMPETITIVAS OPORTUNIDADES Dezembro de 2015 1 DISCLAIMER Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T16. 06 de Maio de 2016

Divulgação de Resultados 1T16. 06 de Maio de 2016 Divulgação de Resultados 06 de Maio de 2016 Aviso Importante Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar variações

Leia mais

Comentário de desempenho 3T15

Comentário de desempenho 3T15 Comentário de desempenho 3T15 04/11/2015 1 Comentário de desempenho Senhoras e Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. as demonstrações financeiras da FPC Par Corretora de Seguros S.A.,

Leia mais

KROTON Educacional S/A Divulgação de Resultados 1T08. 07 de Maio de 2008

KROTON Educacional S/A Divulgação de Resultados 1T08. 07 de Maio de 2008 KROTON Educacional S/A Divulgação de Resultados 1T08 07 de Maio de 2008 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS O material que se segue é uma apresentação de informações gerais da Kroton Educacional S.A ( Kroton ). Esta

Leia mais

MARISA LOJAS S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures

MARISA LOJAS S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures MARISA LOJAS S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 MARISA LOJAS S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício

Leia mais

Reunião APIMEC - 3T13. dri@santosbrasil.com.br +55 11 3897-1111

Reunião APIMEC - 3T13. dri@santosbrasil.com.br +55 11 3897-1111 Reunião APIMEC - 3T13 dri@santosbrasil.com.br +55 11 3897-1111 Ressalvas sobre considerações futuras As afirmações contidas neste documento quanto a perspectivas de negócios para a Santos Brasil Participações

Leia mais

Resultados 1T08 (Webcast).

Resultados 1T08 (Webcast). Resultados 1T08 (Webcast). Aviso Importante Este material foi preparado pela Odontoprev S.A. ("Companhia") e pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros. Essas

Leia mais

AGENDA: Destaques Desempenho Operacional Mercado de Capitais Estratégias e Perspectivas

AGENDA: Destaques Desempenho Operacional Mercado de Capitais Estratégias e Perspectivas 0 Disclaimer Nossas estimativas e declarações futuras têm por embasamento, em grande parte, expectativas atuais e projeções sobre eventos futuros e tendências financeiras que afetam ou podem afetar o nosso

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 4T06 e 2006. 06 de Março de 2007

TIM Participações S.A. Resultados do 4T06 e 2006. 06 de Março de 2007 TIM Participações S.A. Resultados do 4T06 e 2006 06 de Março de 2007 1 Destaques Desempenho do Mercado Estratégia Comercial Desempenho Financeiro 2 4T06: Forte crescimento e sólida performance financeira

Leia mais

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem:

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem: 2 1 3 4 2 PGBL ou VGBL? O plano PGBL, dentre outras, tem a vantagem do benefício fiscal, que é dado a quem tem renda tributável, contribui para INSS (ou regime próprio ou já aposentado) e declara no modelo

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER YIELD VIP REFERENCIADO DI CRÉDITO PRIVADO 01.615.744/0001-83 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER YIELD VIP REFERENCIADO DI CRÉDITO PRIVADO 01.615.744/0001-83 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER YIELD VIP REFERENCIADO DI CRÉDITO PRIVADO 01.615.744/0001-83 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Localiza Rent a Car S.A. Divulgação do LAJIDA/LAJIR

Localiza Rent a Car S.A. Divulgação do LAJIDA/LAJIR Localiza Rent a Car S.A. Divulgação do LAJIDA/LAJIR 27 de fevereiro de 2013 1 Divulgação de EBITDA adotada pela Localiza Nova regulamentação ICVM 527/2012 2 Relatórios onde a Localiza Divulga o EBITDA:

Leia mais

Grande base de clientes, com CRM visando a fidelização e retenção de clientes

Grande base de clientes, com CRM visando a fidelização e retenção de clientes 1 Pilares Estratégicos 1 Forte cultura corporativa, cujo principal foco é a valorização das pessoas 2 Plataforma de vendas integrada, com múltiplos canais de venda 3 Grande base de clientes, com CRM visando

Leia mais

KROTON EDUCACIONAL S/A

KROTON EDUCACIONAL S/A Semana de Relações com Investidores de MG ALÍCIA PINHEIRO Vice-Presidente Executiva e Diretora de RI Organização: Apoio: KROTON EDUCACIONAL S/A 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS O material que se segue é uma apresentação

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC RENDA FIXA SIMPLES 22.918.245/0001-35 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC RENDA FIXA SIMPLES 22.918.245/0001-35 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC RENDA FIXA SIMPLES 22.918.245/0001-35 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SANTANDER

Leia mais

Resultados do 1T16. Rogério Melzi Presidente Pedro Thompson Diretor Financeiro e DRI

Resultados do 1T16. Rogério Melzi Presidente Pedro Thompson Diretor Financeiro e DRI Resultados do Rogério Melzi Presidente Pedro Thompson Diretor Financeiro e DRI Captação Graduação Crescimento da captação presencial (+1,9%) Penetração FIES apenas 8,4% da captação de graduação presencial,

Leia mais

Do UOL, em São Paulo 28/03/201312h00

Do UOL, em São Paulo 28/03/201312h00 Informativo 28/03/2013 SEMERJ www.semerj.org.br semerj@semerj.org.br Caso sua instituição ainda não seja associada ao SEMERJ, visite nosso site e descubra as vantagens em associar-se ao Sindicato das Entidades

Leia mais

Odebrecht Serviços e Participações S.A. CNPJ/MF n. 10.904.193/0001-69. Companhia Fechada FATO RELEVANTE

Odebrecht Serviços e Participações S.A. CNPJ/MF n. 10.904.193/0001-69. Companhia Fechada FATO RELEVANTE Odebrecht S.A. CNPJ/MF n. 11.105.588/0001-15 Companhia Fechada Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras CNPJ/MF n. 33.000.167/0001-01 Companhia Aberta Braskem S.A. CNPJ/MF n. 42.150.391/0001-70 Companhia Aberta

Leia mais

PRINCIPAIS INDICADORES FINANCEIROS E OPERACIONAIS

PRINCIPAIS INDICADORES FINANCEIROS E OPERACIONAIS Resultados positivos, apesar do período adverso Receita Líquida de R$ 194 milhões EBITDA Ajustado de R$ 143 milhões (Margem de 73,5%) Lucro Líquido Ajustado de R$ 102 milhões (Margem de 52,6%) Rio de Janeiro,

Leia mais

LFG MAPS. 2 - ( Prova: CESPE - 2012 - Polícia Federal - Agente da Polícia Federal / Contabilidade Geral / Contabilidade -

LFG MAPS. 2 - ( Prova: CESPE - 2012 - Polícia Federal - Agente da Polícia Federal / Contabilidade Geral / Contabilidade - Escrituração Contábil 05 questões Noções Gerais; Escrituração Contábil ) Considere os eventos de I a V listados abaixo. I aquisição de veículo à vista para uso na atividade operacional II baixa de bem

Leia mais

INVESTIMENTO NO EXTERIOR. LUIZ SORGE, CFP Recife, 19/05/2016

INVESTIMENTO NO EXTERIOR. LUIZ SORGE, CFP Recife, 19/05/2016 INVESTIMENTO NO EXTERIOR LUIZ SORGE, CFP Recife, 19/05/2016 Investimentos no Exterior Por que investimos tão pouco? Tema multifacetado : Contexto Legal e Econômico Psicologia do Investidor Aspectos Técnicos

Leia mais

ESTATAIS FEDERAIS ALTERNATIVAS DE REESTRUTURAÇÃO SOCIETÁRIA ESTUDO PRELIMINAR DATAPREV SERPRO TELEBRAS

ESTATAIS FEDERAIS ALTERNATIVAS DE REESTRUTURAÇÃO SOCIETÁRIA ESTUDO PRELIMINAR DATAPREV SERPRO TELEBRAS ESTATAIS FEDERAIS ALTERNATIVAS DE REESTRUTURAÇÃO SOCIETÁRIA ESTUDO PRELIMINAR DATAPREV SERPRO TELEBRAS Serpro é a maior empresa em número de empregados e Ativos. Dataprev apresenta maior lucro e melhores

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de outubro de 2013

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de outubro de 2013 Nota de Informação Estatística Lisboa, 1 de outubro de 13 Novas estatísticas das não financeiras da Central de Balanços O Banco de Portugal passa a divulgar no Boletim Estatístico (secção A.19 e Capítulo

Leia mais

LEI 8.849, DE 28 DE JANEIRO DE 1994

LEI 8.849, DE 28 DE JANEIRO DE 1994 LEI 8.849, DE 28 DE JANEIRO DE 1994 Altera a legislação do Imposto sobre a Renda e proventos de qualquer natureza, e dá outras providências. Faço saber que o presidente da República adotou a Medida Provisória

Leia mais

INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM

INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES A BDO International é uma rede mundial

Leia mais

KROTON EDUCACIONAL S/A

KROTON EDUCACIONAL S/A KROTON EDUCACIONAL S/A Divulgação dos Resultados 2T10 12/08/2010 Disclaimer O material que se segue é uma apresentação de informações gerais da Kroton Educacional S.A ( Kroton ). Esta apresentação foi

Leia mais

Safra Títulos Públicos DI - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2004

Safra Títulos Públicos DI - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2004 Safra Títulos Públicos DI - Fundo de Investimento Financeiro Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2004 e de 2003 e parecer de auditores independentes Demonstração da composição e diversificação

Leia mais

3º Trimestre de 2008. Teleconferência de Resultados. Lançamentos de 2008. Viver São J. Pinhais (São J. Pinhais-PR) 2T08

3º Trimestre de 2008. Teleconferência de Resultados. Lançamentos de 2008. Viver São J. Pinhais (São J. Pinhais-PR) 2T08 3º Trimestre de 2008 Teleconferência de Resultados Lançamentos de 2008 La Vita (Vitoria-ES) 2T08 Beach Park Wellness Resort (Aquiraz-CE) 1T08 Viver Caxias (Caxias do Sul-RS) 3T08 Viver São J. Pinhais (São

Leia mais

Safra Multicarteira Agressivo - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 30 de junho de

Safra Multicarteira Agressivo - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 30 de junho de Safra Multicarteira Agressivo - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2004 e de 2003 e parecer de auditores independentes Parecer

Leia mais

Geração de caixa operacional antes de capex no 2T12 foi de R$ 92,3 milhões e, após capex recorrente, foi de R$ 73,8 milhões.

Geração de caixa operacional antes de capex no 2T12 foi de R$ 92,3 milhões e, após capex recorrente, foi de R$ 73,8 milhões. Belo Horizonte, 09 de agosto de 2012, a Kroton Educacional S.A. (BM&FBovespa: ), Kroton ou Companhia anuncia hoje os seus resultados referentes ao segundo trimestre de 2012 (2T12). As informações financeiras

Leia mais

Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI

Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI Renda Fixa Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI O produto O Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) é um título que gera um direito de crédito ao

Leia mais

Unopar. Dezembro 2011 KROT11

Unopar. Dezembro 2011 KROT11 Unopar Dezembro 2011 KROT11 Notas Importantes As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FIC REF DI LP EMPRESA 04.044.634/0001-05 Informações referentes a Abril de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FIC REF DI LP EMPRESA 04.044.634/0001-05 Informações referentes a Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO REFERENCIADO DI LONGO PRAZO. As informações completas sobre esse fundo podem

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO Belo Horizonte, 12 de maio de 2015, Kroton Educacional S.A. (BM&FBovespa: KROT3; OTCQX: KROTY) Kroton ou Companhia anuncia hoje os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2015 (1T15). As informações

Leia mais

Mudanças nos Preços Relativos

Mudanças nos Preços Relativos Mudanças nos Preços Relativos Tabela 1 Variação acumulada do IPCA: eiro/ junho/ Discriminação Brasil Belém 1/ Nordeste Sudeste Sul Centro- Gráfico 1 - Alteração no peso do IPCA por segmento de consumo:

Leia mais

Restrições de Investimento: -.

Restrições de Investimento: -. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O TOKYO-MITSUBISHI UFJ LEADER FI REF DI 00.875.318/0001-16 Informações referentes a 05/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o TOKYO-MITSUBISHI

Leia mais

309,6 92,4 232,2. Anhangüera Kroton SEB Estácio

309,6 92,4 232,2. Anhangüera Kroton SEB Estácio 1. RECEITA BRUTA NO PERÍODO 3T08 (EM R$ MILHÕES) PRINCIPAIS RESULTADOS 3T08/9M08 IES LISTADAS NA BOVESPA 1.500 1.000 848,5 1.066,0 1.421,3 500 0 229,2 636,4 78,6 232,2 309,6 92,4 245,0 326,7 366,7 Anhangüera

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T15 12 DE MAIO DE 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T15 12 DE MAIO DE 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 12 DE MAIO DE 2015 Destaques Corporativos Único player nacional posicionado no atacado, varejo farma e em especialidades; Parceria estratégica com o maior player de especialidades

Leia mais

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 4ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 4ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 4ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2016. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais

B2W Companhia Digital Divulgação de Resultados 2T13

B2W Companhia Digital Divulgação de Resultados 2T13 Estar Mais Próximo do Cliente B2W Companhia Digital Divulgação de Resultados 2T13 RESULTADOS CONSOLIDADOS 2T13 Receita Bruta R$ 1.369,8 MILHÕES +24% Receita Líquida R$ 1.210,5 MILHÕES +22% Lucro Bruto

Leia mais

MUDANÇAS NA TRIBUTAÇÃO DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS MP 206/04

MUDANÇAS NA TRIBUTAÇÃO DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS MP 206/04 MUDANÇAS NA TRIBUTAÇÃO DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS MP 206/04 RENDA VARIÁVEL IR GANHO DE CAPITAL OS GANHOS LÍQUIDOS AUFERIDOS EM OPERAÇÕES REALIZADAS EM BOLSAS DE VALORES, DE MERCADORIAS E ASSEMELHADAS,

Leia mais

Adoção das normas internacionais de contabilidade Diretoria de Finanças, Relações com Investidores e Controle Financeiro de Participações - DFN Superintendência de Controladoria CR 1 Convergência A convergência

Leia mais

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN BC: Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nacional sobem 0,1% em maio de 2016, acumulando alta de 2,0% em 12 meses O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados

Leia mais

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade...

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade... ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS Folha 1/8 ÍNDICE 1. Objetivo...2 2. Abrangência...2 3. Definições...2 4. Diretrizes...3 5. Materialidade...7 Folha 2/8 1. Objetivos 1. Estabelecer as diretrizes que devem orientar

Leia mais

Avaliação de Empresas Profa. Patricia Maria Bortolon

Avaliação de Empresas Profa. Patricia Maria Bortolon Avaliação de Empresas EVA E MVA Aula 11 EVA Indica a quantia em termos monetários que foi adicionada à riqueza efetiva do acionista em determinado período Diferente do lucro contábil, pois considera o

Leia mais

Resolução da Prova de Contabilidade Geral Professor Luciano Moura

Resolução da Prova de Contabilidade Geral Professor Luciano Moura Resolução da Prova de Contabilidade Geral Professor Luciano Moura 1 de 6 Olá queridos alunos, Hoje faremos alguns comentários acerca da prova para o cargo de Auditor Interno da Prefeitura de Salvador,

Leia mais

EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL

EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação: a) compra de galpão para a fábrica. b) venda de mercadoria a prazo. c) pagamento de salários

Leia mais

Auditorias Independentes COMPLIENCE AUDITORIAS DE 2A PARTE. em atividades aéreas

Auditorias Independentes COMPLIENCE AUDITORIAS DE 2A PARTE. em atividades aéreas AUDITORIAS DE 2A PARTE em atividades aéreas " O QUE É E COMO ATUAMOS NESTA ÁREA. O significado de complience é o de agir de acordo com uma regra, uma instrução interna, um comando ou um pedido, ou seja,

Leia mais

Nivelamento de Conceitos Contábeis

Nivelamento de Conceitos Contábeis Nivelamento de Conceitos Contábeis Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial - BP Demonstração de Resultado do Exercício - DRE Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Substituiu a Demonstração das Origens

Leia mais

Critério I - Compromissos com o Desenvolvimento Sustentável

Critério I - Compromissos com o Desenvolvimento Sustentável Os trechos em destaque encontram-se no Glossário. Dimensão Geral Critério I - Compromissos com o Desenvolvimento Sustentável Indicador 1 - Compromisso Fundamental 1. A empresa, por meio de sua alta administração,

Leia mais

I - Apoio a projetos de pesquisa e bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq

I - Apoio a projetos de pesquisa e bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq FUNDO DE DESENVOLVIMENTO DA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO FCAV-PRO APOIO A PROJETOS, PRODUÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS, EDIÇÃO DE LIVROS, REVISÕES E TRADUÇÕES DE ARTIGOS I - Apoio a projetos de pesquisa e bolsistas

Leia mais

Antes de investir, compare o fundo com outros da mesma classificação.

Antes de investir, compare o fundo com outros da mesma classificação. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS SOBERANO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO RENDA FIXA - SIMPLES CNPJ/MF: Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém

Leia mais

Rabobank International Brazil

Rabobank International Brazil Rabobank International Brazil Política de Gerenciamento de Capital Resolução 3.988/2011 Conteúdo 1. Introdução... 3 Patrimônio de Referência Exigido (PRE)... 3 2. Princípios... 4 3. Papéis e Responsabilidades...

Leia mais

RELAÇÃO DOS PONTOS DE CONTROLE COM AS TABELAS DE BD

RELAÇÃO DOS PONTOS DE CONTROLE COM AS TABELAS DE BD RELAÇÃO DOS PONTOS DE CONTROLE COM AS TABELAS DE BD Ponto de Controle Dados necessários Tabela Lógica de negócio 01. Remessa de Informações ao TC (RGF e RREO) 02. Publicação - Relatório Resumido de Execução

Leia mais

Audiência Pública Comissão Especial Projeto de Lei 6.789, de 2013. Agosto de 2015

Audiência Pública Comissão Especial Projeto de Lei 6.789, de 2013. Agosto de 2015 Audiência Pública Comissão Especial Projeto de Lei 6.789, de 2013 Agosto de 2015 PRESENÇA A América Móvil (AMX) tem atuação em 28 países Operações Fixa e Móvel Operação Móvel Operação MVNO ACESSOS POR

Leia mais

www.ccee.org.br Nº 009 Setembro/2014 0800 10 00 08

www.ccee.org.br Nº 009 Setembro/2014 0800 10 00 08 www.cceorg.br Nº 009 Setembro/2014 0800 10 00 08 Introdução O Boletim de Operação das Usinas é uma publicação mensal que apresenta os principais resultados consolidados de capacidade, garantia física e

Leia mais

Experiência: Gestão Estratégica de compras: otimização do Pregão Presencial

Experiência: Gestão Estratégica de compras: otimização do Pregão Presencial Experiência: Gestão Estratégica de compras: otimização do Pregão Presencial Hospital de Clínicas de Porto Alegre Responsável: Sérgio Carlos Eduardo Pinto Machado, Presidente Endereço: Ramiro Barcelos,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB

REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB MANUAL DE PROCEDIMENTO 2013 REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB Artigo Assunto Página 1 Definições... 225 2 Conselho diretor... 225 3 Eleições e mandatos... 225 4 Deveres do conselho diretor...

Leia mais

UNIASSELVI. Paulo de Tarso

UNIASSELVI. Paulo de Tarso UNIASSELVI Paulo de Tarso As primeiras impressões sobre a Uniasselvi são positivas, mas há espaço para implementar controles mais rígidos Administração da Uniasselvi Rotina da equipe local continua em

Leia mais

A Vigor Alimentos S.A. divulga os resultados do 3T13

A Vigor Alimentos S.A. divulga os resultados do 3T13 A Vigor Alimentos S.A. divulga os resultados do 3T13 São Paulo, 12 de novembro de 2013 - A Vigor Alimentos S.A. (BM&FBovespa: VIGR3) anuncia hoje os resultados do terceiro trimestre de 2013 (3T13). As

Leia mais

KROTON EDUCACIONAL S/A REUNIÃO APIMEC SP

KROTON EDUCACIONAL S/A REUNIÃO APIMEC SP KROTON EDUCACIONAL S/A REUNIÃO APIMEC SP 24/11/2010 Disclaimer O material que se segue é uma apresentação de informações gerais da Kroton Educacional S.A ( Kroton ). Tratam-se de informações resumidas

Leia mais

Profa. Cleide de Freitas. Unidade II PLANO DE NEGÓCIOS

Profa. Cleide de Freitas. Unidade II PLANO DE NEGÓCIOS Profa. Cleide de Freitas Unidade II PLANO DE NEGÓCIOS O que vimos na aula anterior Ideias e Oportunidades Oportunidades x Experiência de mercado O que é um plano de negócios? Identificação e análise de

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ: Informações referentes a Outubro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o As informações completas sobre esse fundo podem ser

Leia mais

RELATÓRIO DE REVISÃO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Acionistas e Administradores da IESA Projetos, Equipamentos e Montagens S.A. Araraquara - SP Introdução Revisamos as informações contábeis intermediárias,

Leia mais

Impactos da redução dos investimentos do setor de óleo e gás no PIB

Impactos da redução dos investimentos do setor de óleo e gás no PIB Impactos da redução dos investimentos do setor de óleo e gás no PIB 21 Outubro 2015 1. Apresentação Diversos fatores têm impactado o crescimento econômico do Brasil desde 2014. A mudança nos preços das

Leia mais

Este documento pode conter projeções, declarações e estimativas a respeito de circunstâncias ou eventos ainda não ocorridos.

Este documento pode conter projeções, declarações e estimativas a respeito de circunstâncias ou eventos ainda não ocorridos. Declaração de Projeções Este documento pode conter projeções, declarações e estimativas a respeito de circunstâncias ou eventos ainda não ocorridos. Estas projeções e estimativas têm embasamento, em grande

Leia mais

São Paulo, 17 de Agosto de 2012

São Paulo, 17 de Agosto de 2012 São Paulo, 17 de Agosto de 2012 Discurso do Presidente do Banco Central do Brasil, Alexandre Tombini, no 22º Congresso da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores - Fenabrave Senhoras

Leia mais

Sondagem do Setor de Serviços

Sondagem do Setor de Serviços Sondagem do Setor de Serviços % Setor 2004 2005 2006 2007 2008 2009 Agropecuária 5,9 4,9 4,7 4,8 5,0 5,2 Indústria 25,8 25,1 24,7 23,9 23,3 21,8 Serviços 54,1 55,8 56,5 57,3 56,8 58,9 Impostos líquidos

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTO PEIXE PILOTO PARA CLUBES DE INVESTIMENTOS 2009-2011. Vitória, 26 de agosto de 2009.

POLÍTICA DE INVESTIMENTO PEIXE PILOTO PARA CLUBES DE INVESTIMENTOS 2009-2011. Vitória, 26 de agosto de 2009. POLÍTICA DE INVESTIMENTO PEIXE PILOTO PARA CLUBES DE INVESTIMENTOS 2009-2011 Vitória, 26 de agosto de 2009. ÍNDICE 1. OBJETIVO.... 3 2. ORIENTAÇÃO DA GESTÃO DOS INVESTIMENTOS E PRÁTICAS DE GOVERNANÇA....

Leia mais

PDG REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Companhia Aberta. CNPJ/MF nº 02.950.811/0001-89 NIRE 33.300.285.199 AVISO AOS ACIONISTAS

PDG REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Companhia Aberta. CNPJ/MF nº 02.950.811/0001-89 NIRE 33.300.285.199 AVISO AOS ACIONISTAS PDG REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.950.811/0001-89 NIRE 33.300.285.199 AVISO AOS ACIONISTAS PDG Realty S.A. Empreendimentos e Participações ( Companhia ou PDG

Leia mais

A empresa quantifica aspectos socioambientais nas projeções financeiras de:

A empresa quantifica aspectos socioambientais nas projeções financeiras de: Os trechos em destaque encontram-se no Glossário. Dimensão Econômica Critério I - Estratégia Indicador 1 - Planejamento Estratégico 1. Assinale os objetivos que estão formalmente contemplados no planejamento

Leia mais

Como avaliar a real rentabilidade das empresas de energia?

Como avaliar a real rentabilidade das empresas de energia? Audiência Pública 004/2007 da ANEEL Segunda Revisão Tarifária Periódica da Coelce Como avaliar a real rentabilidade das empresas de energia? Cláudio J. D. Sales Presidente Instituto Acende Brasil Auditório

Leia mais

Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo. 24 de julho de 2013

Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo. 24 de julho de 2013 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo 24 de julho de 2013 GPA Consolidado Destaques: Foco na expansão: abertura de 33 novas lojas. No 1S13, foram abertas 58 lojas, o que representou 2,2% de aumento de área de

Leia mais

Diagnóstico da Convergência às Normas Internacionais IAS 8 Accounting Policies, Changes in Accounting Estimates and Errors

Diagnóstico da Convergência às Normas Internacionais IAS 8 Accounting Policies, Changes in Accounting Estimates and Errors Diagnóstico da Convergência às Normas Internacionais IAS 8 Accounting Policies, Changes in Accounting Estimates and Errors Situação: PARCIALMENTE DIVERGENTE 1. Introdução deve ser aplicado: O IAS 8 Accounting

Leia mais

PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO E REESTRUTURAÇÃO DAS CARREIRAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA 17 DE ABRIL DE 2015

PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO E REESTRUTURAÇÃO DAS CARREIRAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA 17 DE ABRIL DE 2015 PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO E REESTRUTURAÇÃO DAS CARREIRAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA 17 DE ABRIL DE 2015 POLÍTICA REMUNERATÓRIA 1. PISO DO MAGISTÉRIO 1.1. Reajuste de 31,78% no vencimento

Leia mais

Resultados 3T12. 8 de novembro de 2012

Resultados 3T12. 8 de novembro de 2012 Resultados 3T12 8 de novembro de 2012 Resumo do trimestre Melhoria nas margens de rentabilidade do 3T12 ano-a-ano: margem líquida de 6,0% (+1,9 p.p.) e margem EBITDA de 17,8% (+1,8 p.p.); Consistente expansão

Leia mais

CENÁRIO ECONÔMICO PLANO UNIFICADO 2º TRI/2015

CENÁRIO ECONÔMICO PLANO UNIFICADO 2º TRI/2015 CENÁRIO ECONÔMICO PLANO UNIFICADO 2º TRIMESTRE DE 2015 1 CENÁRIO ECONÔMICO O segundo trimestre do ano de 2015 demonstrou uma aceleração da deterioração dos fatores macroeconômicos no Brasil, com aumento

Leia mais

Regulamento das Bolsas PARSUK Xperience 2014

Regulamento das Bolsas PARSUK Xperience 2014 Regulamento das Bolsas PARSUK Xperience 2014 1. Parte 1 Objectivos, valor e designação das bolsas 1.1. O programa PARSUK Xperience pretende dar a oportunidade a alunos de licenciatura ou mestrado em Portugal

Leia mais

Sumário do Pronunciamento Técnico CPC 32. Tributos sobre o Lucro

Sumário do Pronunciamento Técnico CPC 32. Tributos sobre o Lucro Sumário do Pronunciamento Técnico CPC 32 Tributos sobre o Lucro Observação: Este Sumário, que não faz parte do Pronunciamento, está sendo apresentado apenas para identificação dos principais pontos tratados,

Leia mais

INDRA BRASIL SOLUÇÕES E SERVIÇOS TECNOLÓGICOS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013

INDRA BRASIL SOLUÇÕES E SERVIÇOS TECNOLÓGICOS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 INDRA BRASIL SOLUÇÕES E SERVIÇOS TECNOLÓGICOS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

TAG GR IV Fundo de Investimento Imobiliário - FII (Administrado pela Pentágono S.A. Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários)

TAG GR IV Fundo de Investimento Imobiliário - FII (Administrado pela Pentágono S.A. Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários) 1 Contexto operacional O TAG GR IV Fundo de Investimento Imobiliário - FII, cadastrado junto a Comissão de Valores Mobiliários sob o código (107-4) é um Fundo de Investimento Imobiliário, regido pelo seu

Leia mais

LOJAS LE BISCUIT S.A. EXERCÍCIO DE 2014

LOJAS LE BISCUIT S.A. EXERCÍCIO DE 2014 LOJAS LE BISCUIT S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente

Leia mais

GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ n o. 33.041.260/0001-64 NIRE: 333001-41073

GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ n o. 33.041.260/0001-64 NIRE: 333001-41073 GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ n o. 33.041.260/0001-64 NIRE: 333001-41073 Resultados do 1º Trimestre de 2006 Rio de Janeiro, 18 de maio de 2006 Globex Utilidades S.A. (BOVESPA: GLOB4, GLOB3; OTC: GBXPY),

Leia mais

IFRS 13 Mensuração do valor justo

IFRS 13 Mensuração do valor justo www.pwc.com/br IFRS 13 Mensuração do valor justo Equivalente ao CPC 46 Tadeu Cendón Introdução IFRS 13 emitido em maio de 2011 Vigência a partir de 1/1/2013 aplicação prospectiva Objetivos Proporciona

Leia mais

Tópicos Avançados em Banco de Dados Dependências sobre regime e controle de objetos em Banco de Dados. Prof. Hugo Souza

Tópicos Avançados em Banco de Dados Dependências sobre regime e controle de objetos em Banco de Dados. Prof. Hugo Souza Tópicos Avançados em Banco de Dados Dependências sobre regime e controle de objetos em Banco de Dados Prof. Hugo Souza Após vermos uma breve contextualização sobre esquemas para bases dados e aprendermos

Leia mais

Avaliação do Risco Isolado

Avaliação do Risco Isolado Avaliação do Risco Isolado! O que é! Onde é utilizada! Análise de Sensibilidade! Análise de Cenários! Exemplos Francisco Cavalcante (francisco@fcavalcante.com.br) Sócio-Diretor da Cavalcante & Associados,

Leia mais

Indicador Trimestral de PIB do Espírito Santo

Indicador Trimestral de PIB do Espírito Santo SUMÁRIO EXECUTIVO O Produto Interno Bruto (PIB) do estado do Espírito Santo é calculado anualmente pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) em parceria com o Instituto eiro de Geografia e Estatística

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A B R I L, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 27 de maio de 2016 Crédito imobiliário alcança R$ 3,5 bilhões em abril

Leia mais

Na trilha da confiança. 32 KPMG Business Magazine

Na trilha da confiança. 32 KPMG Business Magazine 32 KPMG Business Magazine Na trilha da confiança A preocupação das empresas com as boas práticas de governança corporativa aumenta a cada ano no Brasil e fortalece a relação com os investidores O mercado

Leia mais

Talk Show: Novas fontes de recursos e de financiamento da educação superior para superar a crise do FIES Daniel Venturini

Talk Show: Novas fontes de recursos e de financiamento da educação superior para superar a crise do FIES Daniel Venturini Talk Show: Novas fontes de recursos e de financiamento da educação superior para superar a crise do FIES Daniel Venturini Visão Geral da Estácio Participações S.A. Descrição da Companhia (1) Visão Geral

Leia mais

Resultados do Terceiro Trimestre de 2005

Resultados do Terceiro Trimestre de 2005 Resultados do Terceiro Trimestre de 2005 28 de outubro de 2005 Mensagem do Panorama do Mercado Resultados Financeiros Ambiente Regulatório Conclusão Mensagem do A TIM Participações está crescendo em um

Leia mais