EFICIÊNCIA DO COMPORTAMENTO TÁTICO DOS JOGADORES DE FUTEBOL DE ACORDO COM O ESTATUTO POSICIONAL.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EFICIÊNCIA DO COMPORTAMENTO TÁTICO DOS JOGADORES DE FUTEBOL DE ACORDO COM O ESTATUTO POSICIONAL."

Transcrição

1 1117 EFICIÊNCIA DO COMPORTAMENTO TÁTICO DOS JOGADORES DE FUTEBOL DE ACORDO COM O ESTATUTO POSICIONAL. Elton Ribeiro Resende /NUPEF - UFV Fernanda Lobato/NUPEF - UFV Davi Correia da Silva/NUPEF UFV Israel Teoldo/NUPEF - UFV RESUMO: verificar o padrão de comportamento tático de jogadores de futebol que atuam em diferentes estatutos posicionais. A amostra foi composta por 144 jogadores de futebol. O instrumento utilizado para coleta e análise dos dados foi o FUT-SAT. Foram utilizados os testes descritivos (média e desvio padrão), Teste de Anova e Kruskal-Wallis para comparar a eficiência do comportamento tático entre os estatutos posicionais (Defensores, Meio Campistas e Atacantes). Realizou-se um Post-Hoc de Mann-Whitney para detectar a diferença entre as posições. O software SPSS for Windows, 18.0 foi utilizado para tratamento dos dados. Houve diferença significativa entre os estatutos posicionais apenas para tático Cobertura Ofensiva (p=0,014) sendo verificadas diferenças entre os Defensores e Meio Campistas (p=0,013) e os Meio Campistas e Atacantes (p=0,018). Conclui-se que os Defensores e Atacantes apresentaram um padrão de eficiência do comportamento tático superior para o princípio de Cobertura Ofensiva. Palavras-Chave: Futebol; Princípio Tático; Eficiência do Comportamento Tático. INTRODUÇÃO: No contexto do futebol as posições que os jogadores ocupam no campo de jogo podem influenciar na resolução dos problemas táticos no jogo (GARGANTA, 1997). Desta maneira, o conjunto de posições que orienta a organização do espaço de jogo é denominado estatuto posicional (SILVA, 2011). Sendo assim, o estatuto posicional pode condicionar os jogadores na execução dos princípios táticos do jogo de futebol. Os princípios táticos são um conjunto de regras sobre o jogo que favorecem aos jogadores a possibilidade de soluções táticas para resolver rapidamente os problemas advindos das partidas (GARGANTA; PINTO, 1994). Desta forma, a análise do comportamento por meio da realização dos princípios táticos é uma ferramenta adequada para medir a eficiência do comportamento tático. A literatura tem apontado o Sistema de Avaliação Tática no Futebol (FUT-SAT) instrumento utilizado para análise e avaliação dos

2 1118 princípios táticos fundamentais do futebol. Ele permite quantificar e qualificar as ações táticas dos jogadores durante um jogo em campo reduzido (TEOLDO et al., 2011). Deste modo, a Eficiência do Comportamento Tático está diretamente ligada com a qualidade da execução da ação tática individual dos jogadores diante de uma situação de jogo (MESQUITA, 1998). Portanto, é importante avaliar a eficiência do comportamento tático conforme as demandas reais de jogo, ou seja, sendo o mais próximo do jogo formal e levando em conta o seu estatuto posicional para que possa auxiliar na formação de jogadores tornando-os mais eficientes. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo verificar o padrão de comportamento tático entre os estatutos posicionais de jogadores de futebol. MÉTODOS: Amostra: A amostra foi composta por 144 jogadores de futebol do sexo masculino, sendo 53 Defensores, 56 Meio Campistas e 35 Atacantes. Os participantes deveriam estar inscritos em programas sistemáticos de formação esportiva, com no mínimo três sessões de treino por semana, além de participarem de campeonatos de futebol em nível estadual ou nacional. Todas as exigências éticas foram cumpridas e o estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisas com Seres Humanos da Universidade Federal de Viçosa, sob protocolo de número (Of. Ref. Nº 106/2012/CEP). Instrumentos: O instrumento utilizado para a recolha e análise dos dados foi o Sistema de Avaliação Tática no Futebol FUT-SAT (TEOLDO et al., 2011). Procedimentos de Coleta de Dados: O teste de campo do FUT-SAT é realizado em um espaço de 36 metros de comprimento por 27 metros de largura, com uma configuração de GR3 vs. GR3 (goleiro + 3 jogadores vs. goleiro + 3 jogadores), durante 4 minutos. Para a realização do teste de campo do FUT-SAT, os jogadores foram divididos em duas equipes, com três jogadores de linha e um goleiro. Cada equipe utilizava um jogo de coletes numerados e de cores diferentes. Durante a aplicação do teste foi solicitado aos jogadores que jogassem de acordo com as regras oficiais do jogo, com exceção da regra do impedimento. Foram concedidos 30 segundos para a familiarização dos jogadores com o teste, findos os quais deu-se início ao mesmo.

3 1119 Análise Estatística: Foi realizada análise descritiva de média e desvio padrão dos dados de Eficiência do Comportamento Tático. Recorreu-se ao teste de Kolmogorov-Smirnov para verificar a distribuição dos dados. Teste de Anova e Kruskal-Wallis para comparar a Eficiência do Comportamento Tático entre os Estatutos Posicionais (Defensores, Meio Campistas e Atacantes). Realizou-se um Post-Hoc de Mann-Whitney para detectar a diferença entre as posições. Análise de Fiabilidade: Para verificar a fiabilidade das observações foi utilizado o método teste-reteste respeitando um intervalo mínimo de três semanas para análise, evitando problemas com a familiaridade com a tarefa (ROBINSON; O'DONOGHUE, 2007). Para o cálculo da fiabilidade utilizou-se o teste de Kappa de Cohen. Para sua análise foi reavaliadas um número de ações superior ao apontado pela literatura (10%) (TABACHNICK; FIDELL, 2007). Os resultados do reteste apresentaram confiabilidade intraavaliador cujos valores situaram-se entre 0,846 (Erro Padrão = 0,031) e 1,000 (Erro Padrão = 0,000). Para a confiabilidade interavaliadores os valores situaram-se entre 0,853 (Erro Padrão = 0,011) e 0,972 (Erro Padrão = 0,007). Para os procedimentos estatísticos utilizouse o software SPSS (Statistical Package for Social Science) for Windows, versão RESULTADOS: Tabela 1: Médias e Desvios-Padrão da Eficiência do Comportamento Tático por Estatuto Posicional Princípios Táticos Defensores Meio Campistas Atacantes P OFENSIVO Penetração 77,73±23,75 80,84±30,34 72,34±33,54 0,247 Cobertura Ofensiva 91,65±17,42 86,06±16,80 93,66±11,05 0,014 * Espaço 89,36±11,86 90,02±13,21 92,48±11,90 0,367 Mobilidade 64,25±40,61 70,43±37,45 82,65±33,36 0,150 Unidade Ofensiva 94,56±16,80 94,31±18,54 93,58±16,05 0,749 Defensivo Contenção 67,33±25,73 71,74±24,42 59,83±28,12 0,114 Cobertura Defensiva 71,10±37,20 82,23±29,96 77,59±34,11 0,253 Equilíbrio 60,22±23,02 61,75±25,59 62,46±23,14 0,903 Concentração 90,15±16,30 90,63±15,25 93,29±15,04 0,449 Unidade Defensiva 78,07±22,51 79,18±18,47 84,32±15,87 0,398 *Diferença Estatisticamente Significativa (p<0,05). Cobertura Ofensiva: Defensores e Meio Campistas: (Z= -2,481, p=0,013); Meio Campistas e Atacantes (Z= -2,361, p=0,018).

4 1120 De acordo com a tabela 1 o princípio da Cobertura Ofensiva obteve diferença estatisticamente significativa entre os Defensores e Meios Campistas e Meios Campistas e Atacantes. Este princípio está relacionado com as ações de apoio ao portador da bola dentro do centro de jogo e no corredor subsequente da metade menos ofensiva do jogo, para que ele possa dar sequencia ao jogo através do passe ou por ação de penetração na defesa adversária (TEOLDO et al., 2009). Desta forma, pode-se inferir que a maior eficiência do comportamento tático foi dos Atacantes, se deram por conta das características de jogo apresentado, sendo um jogo de aproximação ao jogador portador da bola e realização de tabelas, localizado nas zonas centrais do campo e corredores subsequentes. Os resultados encontrados em relação aos Atacantes podem ser devido às zonas do campo que eles ocupam dentro do campo de jogo, tendo como função de realização de pivôs por meio de passes curtos ou por meio da penetração e na realização de apoio aos Meio Campistas e/ou Defensores quando eles estão com a posse de bola (GARGANTA; PINTO, 1995). Já a diferença entre Meio Campistas e Defensores possivelmente ocorreu devido às ações com bola por parte dos Meio Campistas no intuito de construir o jogo realizando a transição entre os setores de defesa e ataque, tendo apoio dos Defensores dentro do centro de jogo e atrás da linha da bola (GARGANTA; PINTO, 1995; TEOLDO et al., 2009). Para futuros estudos aplicar testes com a utilização de impedimento, acréscimos de curinga dentro e fora do campo de jogo para verificar as mudanças de comportamento tático dos jogadores em situações reais de jogo. CONCLUSÃO: Conclui-se com este estudo, que o estatuto posicional influencia no padrão de eficiência do comportamento tático por parte dos Defensores e Atacantes. Sobretudo, em movimentações de apoio ofensivo dentro do centro de jogo que ocorrem na frente e/ou atrás da linha da bola. Desta maneira, os Defensores e Atacantes possuem um padrão de eficiência do comportamento tático superior para o princípio de Cobertura Ofensiva. AGRADECIMENTOS Este trabalho teve o apoio da SEEJMG através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, da FAPEMIG, da CAPES, do CNPQ, da FUNARBE, da Reitoria, Pró-Reitoria de

5 1121 Pesquisa e Pós-Graduação e do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Federal de Viçosa. REFERÊNCIAS: GARGANTA, J. Modelação táctica do jogo de futebol: Estudo da organização da fase ofensiva em equipas de alto rendimento p. (Doutorado). Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física, Universidade do Porto, Porto, p. GARGANTA, J.; PINTO, J. Contributo da modelação da competição e do treino para a evolução do nível do jogo no futebol. Centro de Estudos dos Jogos Desportivos FCDEF- UP GARGANTA, J.; PINTO, J. Contributo da modelação da competição e do treino para a evolução do nível do jogo de futebol Porto, Portugal MESQUITA, I. The multidimensionality in the domain of the Volleyball Skills. In: HUGHES, M.; TAVARES, F. (Ed). IV World Congress of Natational Analysis of Sport. Porto, Portugal: Multitema, p ROBINSON, G.; O'DONOGHUE, G. A weighted kappa statistic for reliability testing in performance analyses of sport. International Journal of Performance Analysis in Sport, v.7, n.1, p SILVA, B. S. R. Estudo dos comportamentos táticos de jogadores de Futebol em jogos reduzidos e por estatuto posicional p., Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, Dissertação de Mestrado, Porto, Portugal p. TABACHNICK, B.; FIDELL, L. Using Multivariate Statistics. Harper e Row Publishers, new York, v.5, p.p TEOLDO, I.; GARAGANTA, J.; GRECO, P. J.; MESQUITA, I.; MAIA, J. Sistema de avaliação tática no futebol (FUT-SAT): Desenvolvimento e validação preliminar. Motricidade, v.7, n.1, p TEOLDO, I.; GARGANTA, J.; GRECO, P.; MESQUITA, I. Princípios Táticos do Jogo de Futebol: conceitos e aplicação. Revista Motriz, v.15, n.3, p

EFICIÊNCIA DE REALIZAÇÃO DOS PRÍNCIPIOS TÁTICOS EM JOGOS REDUZIDOS NO FUTEBOL: comparação entre vitória e derrota

EFICIÊNCIA DE REALIZAÇÃO DOS PRÍNCIPIOS TÁTICOS EM JOGOS REDUZIDOS NO FUTEBOL: comparação entre vitória e derrota EFICIÊNCIA DE REALIZAÇÃO DOS PRÍNCIPIOS TÁTICOS EM JOGOS REDUZIDOS NO FUTEBOL: comparação entre vitória e derrota Felipe Moniz Carvalho / UFV Israel Teoldo da Costa / UFV felipe.moniz@ufv.br ոո Palavras-chave:

Leia mais

COMPARAÇÃO DO DESEMPENHO TÁTICO ENTRE RESULTADOS FINAIS DOS JOGOS REDUZIDOS DE FUTEBOL

COMPARAÇÃO DO DESEMPENHO TÁTICO ENTRE RESULTADOS FINAIS DOS JOGOS REDUZIDOS DE FUTEBOL COMPARAÇÃO DO DESEMPENHO TÁTICO ENTRE RESULTADOS FINAIS DOS JOGOS REDUZIDOS DE FUTEBOL Marcelo Odilon Cabral de Andrade / UFV Israel Teoldo da Costa / UFV marcelo.andrade@ufv.br ոո Palavras-chave: Tática,

Leia mais

DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL EM JOGOS REDUZIDOS CONDICIONADOS: O EFEITO DO CURINGA EM APOIO INTERNO

DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL EM JOGOS REDUZIDOS CONDICIONADOS: O EFEITO DO CURINGA EM APOIO INTERNO 907 DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL EM JOGOS REDUZIDOS CONDICIONADOS: O EFEITO DO CURINGA EM APOIO INTERNO Felipe Moniz/NUPEF-UFV Davi Correia Silva/NUPEF-UFV Israel Teoldo/NUPEF-UFV fmcarvalho1@gmail.com

Leia mais

O ANO DE NASCIMENTO DETERMINA A ESCOLHA DO ESTATUTO POSICIONAL EM JOGADORES DE FUTEBOL NAS CATEGORIAS DE BASE?

O ANO DE NASCIMENTO DETERMINA A ESCOLHA DO ESTATUTO POSICIONAL EM JOGADORES DE FUTEBOL NAS CATEGORIAS DE BASE? 980 O ANO DE NASCIMENTO DETERMINA A ESCOLHA DO ESTATUTO POSICIONAL EM JOGADORES DE FUTEBOL NAS CATEGORIAS DE BASE? Felipe Ruy Dambroz - NUPEF/UFV João Vítor de Assis - NUPEF/UFV Israel Teoldo da Costa

Leia mais

ANÁLISE DOS COMPORTAMENTOS TÁTICOS NO RESULTADO FINAL DE JOGOS REDUZIDOS

ANÁLISE DOS COMPORTAMENTOS TÁTICOS NO RESULTADO FINAL DE JOGOS REDUZIDOS ANÁLISE DOS COMPORTAMENTOS TÁTICOS NO RESULTADO FINAL DE JOGOS REDUZIDOS Felipe Moniz Carvalho Israel Teoldo da Costa RESUMO O objetivo do estudo foi analisar o comportamento tático no resultado final

Leia mais

COMPARAÇÃO DA CIRCULAÇÃO DE BOLA ENTRE EQUIPES BRASILEIRAS EM UMA COMPETIÇÃO REGIONAL

COMPARAÇÃO DA CIRCULAÇÃO DE BOLA ENTRE EQUIPES BRASILEIRAS EM UMA COMPETIÇÃO REGIONAL 708 ROLHFS, I. C. P. M; et al. A escala de humor de Brunel (Brums): instrumetno para detecção precoce da síndrome do excesso de treinamento. Rev Bras Med Esporte. v. 14, n. 3, mar/jun, p. 176-181, 2008.

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA DATA DE NASCIMENTO SOBRE O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-13

A INFLUÊNCIA DA DATA DE NASCIMENTO SOBRE O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-13 A INFLUÊNCIA DA DATA DE NASCIMENTO SOBRE O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-13 Elton Ribeiro Resende / Núcleo de Pesquisa e Estudos em Futebol-UFV Israel Teoldo da Costa / Núcleo

Leia mais

Revista Digital - Buenos Aires - Año 15 - Nº Mayo de 2010 Introdução

Revista Digital - Buenos Aires - Año 15 - Nº Mayo de 2010 Introdução Análise da performance táctica de futebolistas de quatro escalões de formação Análisis del rendimiento táctico de jugadores de fútbol en los cuatro escalones de la formación Analysis of tactical performance

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO COMPORTAMENTO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL, FUTSAL E FUTEBOL DE 7.

CARACTERIZAÇÃO DO COMPORTAMENTO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL, FUTSAL E FUTEBOL DE 7. 482 CARACTERIZAÇÃO DO COMPORTAMENTO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL, FUTSAL E FUTEBOL DE 7. Pedro Emílio Drumond Moreira-UFMG Gibson Moreira Praça-UFVJM Pablo Juan Greco-UFMG pedrodrumondmoreira@hotmail.com

Leia mais

Artigo Original. Endereço: Ramon Cardoso Lima Telefone:

Artigo Original. Endereço: Ramon Cardoso Lima Telefone: ISSN: 1983-7194 A organização do treino baseado nos princípios fundamentais do jogo de futebol e sua relação com o desempenho tático de jogadores da categoria sub 13 The organization of training based

Leia mais

TOMADA DE DECISÃO NO FUTEBOL: A INFLUÊNCIA DAS ESTRATÉGIAS DE BUSCA VISUAL SOBRE O TEMPO DE DECISÃO

TOMADA DE DECISÃO NO FUTEBOL: A INFLUÊNCIA DAS ESTRATÉGIAS DE BUSCA VISUAL SOBRE O TEMPO DE DECISÃO 180 TOMADA DE DECISÃO NO FUTEBOL: A INFLUÊNCIA DAS ESTRATÉGIAS DE BUSCA VISUAL SOBRE O TEMPO DE DECISÃO João Vítor de Assis/ NUPEF-UFV Guilherme Machado/ NUPEF-UFV Felippe Cardoso/ NUPEF-UFV Israel Teoldo/

Leia mais

Comparação dos comportamentos tácticos realizados por futebolistas de quatro escalões do futebol no teste GR3-3GR Comparación de las acciones tácticas realizadas por jugadores de fútbol de cuatro categorías

Leia mais

Como a eficiência do comportamento tático e a data de nascimento condicionam o desempenho de jogadores de futebol?

Como a eficiência do comportamento tático e a data de nascimento condicionam o desempenho de jogadores de futebol? Como a eficiência do comportamento tático e a data de nascimento condicionam o desempenho de jogadores de futebol? CDD. 20.ed. 796.073 796.33 http://dx.doi.org/10.1590/1807-55092015000300465 Marcelo Odilon

Leia mais

Agradecimento Com o apoio do Programa AlBan, Programa de bolsas de alto nível da União Européia para América Latina, bolsa nº E07D400279BR

Agradecimento Com o apoio do Programa AlBan, Programa de bolsas de alto nível da União Européia para América Latina, bolsa nº E07D400279BR Análise do comportamento táctico de futebolistas através do teste de GR3-3GR : estudo de caso de uma equipa sub-11 Análisis del comportamiento táctica de futbolistas por medio del test GR3-3GR : estudio

Leia mais

INFLUÊNCIA DO EFEITO DA IDADE RELATIVA E DO COMPORTAMENTO TÁTICO SOBRE O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-17

INFLUÊNCIA DO EFEITO DA IDADE RELATIVA E DO COMPORTAMENTO TÁTICO SOBRE O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-17 DOI: 10.4025/reveducfis.v26i2.23952 INFLUÊNCIA DO EFEITO DA IDADE RELATIVA E DO COMPORTAMENTO TÁTICO SOBRE O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-17 INFLUENCE OF THE RELATIVE AGE

Leia mais

Revista Digital - Buenos Aires - Año 14 - Nº Febrero de 2010

Revista Digital - Buenos Aires - Año 14 - Nº Febrero de 2010 Análise do comportamento e do desempenho táctico de jogadores de futebol sub-15: estudo comparativo entre dois clubes portugueses Análisis del comportamiento y del desempeño táctico de jugadores de fútbol

Leia mais

Influência do desempenho tático sobre o resultado final em jogo reduzido de futebol 1

Influência do desempenho tático sobre o resultado final em jogo reduzido de futebol 1 DOI: 10.4025/reveducfis.v24.3.18902 Influência do desempenho tático sobre o resultado final em jogo reduzido de futebol 1 Influence of tactical performance over the final score of small-sided soccer matches

Leia mais

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO TÁTICO DOS JOGADORES DE FUTEBOL DE CATEGORIA DE BASE

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO TÁTICO DOS JOGADORES DE FUTEBOL DE CATEGORIA DE BASE DOI: 10.4025/jphyseduc.v27i1.2710 Artigo Original ANÁLISE DO COMPORTAMENTO TÁTICO DOS JOGADORES DE FUTEBOL DE CATEGORIA DE BASE ANALYSIS OF THE TACTICAL BEHAVIOR IN SOCCER PLAYERS OF DIFFERENT AGE LEVELS

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DAS AÇÕES DE FINALIZAÇÃO EM JOGOS DE FUTSAL: uma análise técnico-tática

CARACTERIZAÇÃO DAS AÇÕES DE FINALIZAÇÃO EM JOGOS DE FUTSAL: uma análise técnico-tática CARACTERIZAÇÃO DAS AÇÕES DE FINALIZAÇÃO EM JOGOS DE FUTSAL: uma análise técnico-tática Alexandre Andrade Gomes / UNI-BH Leonardo Henrique Silva Fagundes / UNI-BH Pablo Ramon Coelho de Souza / UNI-BH Alessandro

Leia mais

O COMPORTAMENTO PUPILAR COMO INDICATIVO DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO DO JOGADOR DE FUTEBOL

O COMPORTAMENTO PUPILAR COMO INDICATIVO DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO DO JOGADOR DE FUTEBOL O COMPORTAMENTO PUPILAR COMO INDICATIVO DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO DO JOGADOR DE FUTEBOL Felippe da Silva Leite Cardoso / Núcleo de Pesquisa e Estudos em Futebol UFV Israel Teoldo da Costa / Núcleo de

Leia mais

AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO TÁTICO INDIViDUAL DE PRATICANTES DE FUTEBOL E FUTSAL

AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO TÁTICO INDIViDUAL DE PRATICANTES DE FUTEBOL E FUTSAL AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO TÁTICO INDIViDUAL DE PRATICANTES DE FUTEBOL E FUTSAL Gibson Moreira Praça / UFMG Juan Carlos Perez Morales / UFMG Pablo Juan Greco / UFMG gibson_mroeira@yahoo.com.br ոո Palavras-chave:

Leia mais

Comportamento e desempenho táticos: estudo comparativo entre jogadores de futebol e futsal

Comportamento e desempenho táticos: estudo comparativo entre jogadores de futebol e futsal Artigo Original Comportamento e desempenho táticos: estudo comparativo entre jogadores de futebol e futsal Tactical behaviour and performance: comparative study between soccer and futsal players MÜLLER,

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS AÇÕES TÉCNICAS EM SITUAÇÕES DE PEQUENOS JOGOS NO FUTEBOL COM SUPERIORIDADE NUMÉRICA

AVALIAÇÃO DAS AÇÕES TÉCNICAS EM SITUAÇÕES DE PEQUENOS JOGOS NO FUTEBOL COM SUPERIORIDADE NUMÉRICA 1052 AVALIAÇÃO DAS AÇÕES TÉCNICAS EM SITUAÇÕES DE PEQUENOS JOGOS NO FUTEBOL COM SUPERIORIDADE NUMÉRICA Raphael Brito e Sousa/ CECA Pedro Emilio Drumond Moreira/ CECA Gibson Moreira Praça/ CECA Pablo Juan

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DO COMPORTAMENTO TÁTICO DESEMPENHADO POR JOGADORES DE FUTEBOL DAS CATEGORIAS SUB-13 E SUB-15

ESTUDO COMPARATIVO DO COMPORTAMENTO TÁTICO DESEMPENHADO POR JOGADORES DE FUTEBOL DAS CATEGORIAS SUB-13 E SUB-15 DOI: 10.4025/reveducfis.v26i4.26830 ESTUDO COMPARATIVO DO COMPORTAMENTO TÁTICO DESEMPENHADO POR JOGADORES DE FUTEBOL DAS CATEGORIAS SUB-13 E SUB-15 COMPARATIVE STUDY OF TACTICAL BEHAVIOR PERFORMED BY UNDER-13

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE O SETOR DA QUADRA E O DESFECHO DO CONTRA-ATAQUE NO FUTSAL FEMININO DE ALTO RENDIMENTO

RELAÇÃO ENTRE O SETOR DA QUADRA E O DESFECHO DO CONTRA-ATAQUE NO FUTSAL FEMININO DE ALTO RENDIMENTO RELAÇÃO ENTRE O SETOR DA QUADRA E O DESFECHO DO CONTRA-ATAQUE NO FUTSAL FEMININO DE ALTO RENDIMENTO Loani Landin Istchuk / UEL Wilton Carlos de Santana / UEL Hélcio Rossi Gonçalves / UEL loaniistchuk@hotmail.com

Leia mais

Estudo comparativo do comportamento táctico na variante 'GR3x3GR' utilizando

Estudo comparativo do comportamento táctico na variante 'GR3x3GR' utilizando Estudo comparativo do comportamento táctico na variante 'GR3x3GR' utilizando balizas de futsal e de futebol de sete Estudio comparativo del comportamiento táctico en la variante 'GR3x3GR' utilizando arcos

Leia mais

ANÁLISE DE JOGO NO FUTSAL ESCOLAR: situação e efetividade de finalização

ANÁLISE DE JOGO NO FUTSAL ESCOLAR: situação e efetividade de finalização ANÁLISE DE JOGO NO FUTSAL ESCOLAR: situação e efetividade de finalização Fabiola de Araujo Cabral / UFMG Gibson Moreira Praça / UFMG Camila de Souza Teixeira / UFMG Cristino Júlio Alves da Silva Matias

Leia mais

EFICIÊNCIA COGNITIVA E SUA RELAÇÃO COM O TEMPO DE DECISÃO DE JOGADORES DE FUTEBOL

EFICIÊNCIA COGNITIVA E SUA RELAÇÃO COM O TEMPO DE DECISÃO DE JOGADORES DE FUTEBOL 209 EFICIÊNCIA COGNITIVA E SUA RELAÇÃO COM O TEMPO DE DECISÃO DE JOGADORES DE FUTEBOL Felippe da Silva Leite Cardoso / NUPEF UFV João Vítor de Assis / NUPEF UFV Guilherme Figueiredo Machado / NUPEF UFV

Leia mais

UNIVERSIDADE DE COIMBRA. Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física

UNIVERSIDADE DE COIMBRA. Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física UNIVERSIDADE DE COIMBRA Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física Parametrização das Estruturas Tácticas em Jogos Desportivos Colectivos Investigação Aplicada à Equipa Campeã Nacional no Escalão

Leia mais

ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DO SAQUE NO VOLEIBOL FEMININO DO MUNDIAL DE 2009.

ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DO SAQUE NO VOLEIBOL FEMININO DO MUNDIAL DE 2009. ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DO SAQUE NO VOLEIBOL FEMININO DO MUNDIAL DE 200. Neryano Ferraz Pazetto (UEL), Juliana Astolpho Lopes (UEL), Karina Alves da Silva (UEL), Marcos Augusto Rocha (UEL) RESUMO Trata-se

Leia mais

COMPORTAMENTO TÁTICO INDIVIDUAL DE ATLETAS DE FUTEBOL EM SITUAÇÕES DE PEQUENOS JOGOS

COMPORTAMENTO TÁTICO INDIVIDUAL DE ATLETAS DE FUTEBOL EM SITUAÇÕES DE PEQUENOS JOGOS COMPORTAMENTO TÁTICO INDIVIDUAL DE ATLETAS DE FUTEBOL EM SITUAÇÕES DE PEQUENOS JOGOS Marcelo Vilhena Silva / UFMG - PUC MINAS Gibson Moreira Praça / UFMG Ciro Guerra Torres / UFMG Pablo Juan Greco / UFMG

Leia mais

Análise dos padrões ofensivos da Seleção Espanhola de Futebol na Copa do Mundo FIFA 2010 em relação ao status da partida

Análise dos padrões ofensivos da Seleção Espanhola de Futebol na Copa do Mundo FIFA 2010 em relação ao status da partida Análise dos padrões ofensivos da Seleção Espanhola de Futebol na Copa do Mundo FIFA 2010 em relação ao status da partida CDD. 20.ed. 796.33 796.334 http://dx.doi.org/10.1590/1807-55092014000300361 Emerson

Leia mais

Metodologia CAPITULO III METODOLOGIA

Metodologia CAPITULO III METODOLOGIA CAPITULO III METODOLOGIA 1. AMOSTRA Com o objectivo de identificar as habilidades psicológicas e avaliar a ansiedade traço, participaram neste estudo 69 praticantes federados de Futebol com idades compreendidas

Leia mais

ANÁLISE DAS FINALIZAÇÕES E POSSE DE BOLA EM RELAÇÃO AO RESULTADO DO JOGO DE FUTEBOL

ANÁLISE DAS FINALIZAÇÕES E POSSE DE BOLA EM RELAÇÃO AO RESULTADO DO JOGO DE FUTEBOL ANÁLISE DAS FINALIZAÇÕES E POSSE DE BOLA EM RELAÇÃO AO RESULTADO DO JOGO DE FUTEBOL José Cícero Moraes / UFRGS Daniel Perin / UFRGS Marcelo Francisco da Silva Cardoso Cardoso / UFRGS Alberto de Oliveira

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Curso DESPORTO Ano letivo 2015-16 Unidade Curricular PRÁTICA DE DESPORTOS I - FUTEBOL ECTS 3 Regime Obrigatório Ano 1 Semestre 1º Horas de trabalho globais Docente (s) Carlos Nuno Pires Lourenço Sacadura

Leia mais

INICIAÇÃO AO FUTEBOL. Concepções metodológicas do treinamento INTRODUÇÃO:

INICIAÇÃO AO FUTEBOL. Concepções metodológicas do treinamento INTRODUÇÃO: INICIAÇÃO AO FUTEBOL Concepções metodológicas do treinamento INTRODUÇÃO: O jogo de futebol não é feito apenas de fundamentos (movimentos técnicos), a relação com a bola é uma das competências essênciais

Leia mais

FUTSAL NAS CATEGORIAS DE BASE. CONSTRUÇÃO DO JOGO DEFENSIVO: Conceitos e atividade práticas

FUTSAL NAS CATEGORIAS DE BASE. CONSTRUÇÃO DO JOGO DEFENSIVO: Conceitos e atividade práticas FUTSAL NAS CATEGORIAS DE BASE CONSTRUÇÃO DO JOGO DEFENSIVO: Conceitos e atividade práticas INTRODUÇÃO O futsal é uma modalidade em que ações apresentam grande imprevisibilidade e variabilidade, exigindo

Leia mais

Avaliação do comportamento tático no futebol: princípios táticos fundamentais nas categorias sub-14 e sub-15

Avaliação do comportamento tático no futebol: princípios táticos fundamentais nas categorias sub-14 e sub-15 Artigo Original Avaliação do comportamento tático no futebol: princípios táticos fundamentais nas categorias sub-14 e sub-15 Tactical behavior assessment in soccer: fundamental tactical principles between

Leia mais

Princípios Táticos. Aprofundamento em Futebol

Princípios Táticos. Aprofundamento em Futebol Princípios Táticos Aprofundamento em Futebol DEFENSIVO Linha Bola Gol Equilíbrio homem-bola e Numérico Acompanhamento Cobertura Desarme Linhas de Marcação Tipos de Marcação Princípios Táticos OFENSIVO

Leia mais

EFEITOS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM-TREINAMENTO NO DESEMPENHO DE HABILIDADES TÉCNICAS DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-13

EFEITOS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM-TREINAMENTO NO DESEMPENHO DE HABILIDADES TÉCNICAS DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-13 EFEITOS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM-TREINAMENTO NO DESEMPENHO DE HABILIDADES TÉCNICAS DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-13 Pablo Vecchi Moreira/ NUPEF UFV Mariana Calábria Lopes/ NUPEF UFV

Leia mais

VOLEIBOL 8º Ano. Voleibol. Origem e Evolução: 07/05/2013. William Morgan 1895 ACM s. Tênis Minonette

VOLEIBOL 8º Ano. Voleibol. Origem e Evolução: 07/05/2013. William Morgan 1895 ACM s. Tênis Minonette VOLEIBOL 8º Ano Profª SHEILA - Prof. DANIEL Origem e Evolução: William Morgan 1895 ACM s Tênis Minonette Brasil 1915 Pernambuco Colégio Marista ou ACM s São Paulo 1916 1954 CBV 1982 afirmação brasileira

Leia mais

DEFESA À ZONA: ROUBAR SEM CORRER, A GESTÃO DO ESPAÇO COMO ESTRATÉGIA RESUMO

DEFESA À ZONA: ROUBAR SEM CORRER, A GESTÃO DO ESPAÇO COMO ESTRATÉGIA RESUMO DEFESA À ZONA: ROUBAR SEM CORRER, A GESTÃO DO ESPAÇO COMO ESTRATÉGIA RESUMO A fim de desejar uma organização defensiva estruturada e coesa, os treinadores geralmente pensam em milhões formas de treinar

Leia mais

CURSO DE TREINADORES DE FUTSAL NÍVEL II TÉCNICO TÁCTICA CADERNO DE EXERCÍCIOS ESTRUTURA DOS CONTEÚDOS A ABORDAR NAS DIFERENTES SESSÕES:

CURSO DE TREINADORES DE FUTSAL NÍVEL II TÉCNICO TÁCTICA CADERNO DE EXERCÍCIOS ESTRUTURA DOS CONTEÚDOS A ABORDAR NAS DIFERENTES SESSÕES: CURSO DE TREINADORES DE FUTSAL NÍVEL II TÉCNICO TÁCTICA CADERNO DE EXERCÍCIOS ESTRUTURA DOS CONTEÚDOS A ABORDAR NAS DIFERENTES SESSÕES: 1. Activação geral 2. Técnica Individual 3. Acções Colectivas Complexas

Leia mais

PROGRAMA DE TREINAMENTO DE VOLEIBOL DESTINADO À COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA

PROGRAMA DE TREINAMENTO DE VOLEIBOL DESTINADO À COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA PROGRAMA DE TREINAMENTO DE VOLEIBOL DESTINADO À COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA Vitor Hugo Fernando de Oliveira, Flávio da Rosa Júnior, Fábio Santos Mello Acadêmicos do Curso de Educação Física da UFSC Juarez

Leia mais

Curso de Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica / 2010 NOÇÕES DE STICA

Curso de Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica / 2010 NOÇÕES DE STICA Curso de Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica / 2010 NOÇÕES DE BIOSTATÍSTICA STICA Prof a. Lilian Pinto da Silva Faculdade de Fisioterapia Universidade Federal de Juiz de Fora lilian.pinto@ufjf.edu.br

Leia mais

2012 / Programa Nestum Rugby nas Escolas. Introdução ao Tag-Rugby e ao Bitoque

2012 / Programa Nestum Rugby nas Escolas. Introdução ao Tag-Rugby e ao Bitoque 2012 / 2013 Programa Nestum Rugby nas Escolas Introdução ao Tag-Rugby e ao Bitoque Introdução O que é o TAG RUGBY? O Tag Rugby é usado como uma alternativa de ensino do rugby de XV nas escolas, ou como

Leia mais

Versão Referenciais de FORMAÇÃO. Andebol

Versão Referenciais de FORMAÇÃO. Andebol Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO Andebol Grau II Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO Andebol Grau II Edição: Conteúdos: Data: Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. Federação de Andebol

Leia mais

Ação de Formação para Treinadores organizada pela Associação de Basquetebol do Porto. Guifões 21/05/2012. Conceitos defensivos a desenvolver nos S14

Ação de Formação para Treinadores organizada pela Associação de Basquetebol do Porto. Guifões 21/05/2012. Conceitos defensivos a desenvolver nos S14 Ação de Formação para Treinadores organizada pela Associação de Basquetebol do Porto Guifões 21/05/2012 Introdução: Os jogadores Conceitos defensivos a desenvolver nos S14 Os nossos jogadores sabem cada

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA Carlos Sacadura Outubro de 2011 Possibilitar a todas as crianças do nosso distrito a oportunidade de praticar futebol como um desporto de recreação, tempo livre e formação;

Leia mais

Habilidades motoras específicas do basquetebol e formação técnica do treinador

Habilidades motoras específicas do basquetebol e formação técnica do treinador Lecturas: Educación Física y Deportes, Revista Digital. Buenos Aires, Año 13, Nº 122, Julio de 2008. http://www.efdeportes.com/efd122/habilidades-motoras-especificas-do-basquetebol.htm Habilidades motoras

Leia mais

técnico assim como o local de embate

técnico assim como o local de embate técnico AVALIAÇÃO TÁCTICA NO VOLEIBOL - O POSICIONAMENTO DEFENSIVO E ZONAS VULNERÁVEIS EM FUNÇÃO DA ZONA DO ATAQUE ADVERSÁRIO NO 5º JOGO DA FASE FINAL DO PLAY-OFF DIVISÃO A1 AUTORES Francisco Gonçalves

Leia mais

JORGE CASTELO EXERCÍCIOS PARA TREINAR A MANUTENÇÃO DA POSSE DA BOLA. Fórum dos Treinadores Portugueses de Futebol 2013

JORGE CASTELO EXERCÍCIOS PARA TREINAR A MANUTENÇÃO DA POSSE DA BOLA. Fórum dos Treinadores Portugueses de Futebol 2013 JORGE CASTELO! EXERCÍCIOS PARA TREINAR A MANUTENÇÃO DA POSSE DA BOLA Fórum dos Treinadores Portugueses de Futebol 2013 Jorge Castelo Data de Nascimento: 26-01-1957; Nacionalidade: Portuguesa; Profissões:

Leia mais

Colégio Adventista de Rio Preto. Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina

Colégio Adventista de Rio Preto. Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina Colégio Adventista de Rio Preto Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina Futebol de Salão - Futsal Caracterização: É um jogo coletivo desportivo, entre duas equipes, sendo cada uma constituída por doze

Leia mais

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Educação Física - CEF 2º ano Ano letivo

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Educação Física - CEF 2º ano Ano letivo Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Educação Física - 2º ano Ano letivo 2012 2013 1º PERIODO Testes de Condição Física Avaliação da velocidade, flexibilidade, força muscular, agilidade e medidas

Leia mais

ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE A CIRCULAÇÃO E O TEMPO DE POSSE DE BOLA DA SELEÇÃO ESPANHOLA DE FUTEBOL NA COPA DO MUNDO FIFA 2010

ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE A CIRCULAÇÃO E O TEMPO DE POSSE DE BOLA DA SELEÇÃO ESPANHOLA DE FUTEBOL NA COPA DO MUNDO FIFA 2010 ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE A CIRCULAÇÃO E O TEMPO DE POSSE DE BOLA DA SELEÇÃO ESPANHOLA DE FUTEBOL NA COPA DO MUNDO FIFA 2010 Rodrigo de Miranda Monteiro Santos Marcelo Odilon Cabral de Andrade Israel Teoldo

Leia mais

Versão Referenciais de FORMAÇÃO BADMINTON

Versão Referenciais de FORMAÇÃO BADMINTON Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO BADMINTON Grau II Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO BADMINTON Grau II Edição: Conteúdos: Data: Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. Federação de Portuguesa

Leia mais

PADRÕES DE OBTENÇÃO DE GOLS EM PEQUENOS JOGOS NO FUTEBOL EM IGUALDADE NUMÉRICA

PADRÕES DE OBTENÇÃO DE GOLS EM PEQUENOS JOGOS NO FUTEBOL EM IGUALDADE NUMÉRICA 875 PADRÕES DE OBTENÇÃO DE GOLS EM PEQUENOS JOGOS NO FUTEBOL EM IGUALDADE NUMÉRICA Gibson Moreira Praça UFVJM Pablo Juan Greco UFMG gibson_moreira@yahoo.com.br RESUMO Este estudo analisou os padrões de

Leia mais

Evolução Tática do Futebol. Prof. Esp. Sandro de Souza

Evolução Tática do Futebol. Prof. Esp. Sandro de Souza Evolução Tática do Futebol Prof. Esp. Sandro de Souza O Campo Comprimento: 90 min e 120 máx Largura: 45 min 90 máx Os Jogadores Posicionados de acordo com a região do campo DEFESA MEIO-CAMPO ATAQUE ZAGUEIROS

Leia mais

Sistemas: Distribuição ordenada dos componentes de uma equipe em quadra, visando facilitar a aplicação das diferentes manobras.

Sistemas: Distribuição ordenada dos componentes de uma equipe em quadra, visando facilitar a aplicação das diferentes manobras. CONCEITOS TÁTICOS E SISTEMAS Conceitos Sistemas: Distribuição ordenada dos componentes de uma equipe em quadra, visando facilitar a aplicação das diferentes manobras. Tipos de sistemas: Sistemas defensivos:

Leia mais

ARTICLE IN PRESS. Revista Brasileira de CIÊNCIAS DO ESPORTE.

ARTICLE IN PRESS. Revista Brasileira de CIÊNCIAS DO ESPORTE. 1 2 +Model Rev Bras Ciênc Esporte. 2016;xxx(xx):xxx -xxx Revista Brasileira de CIÊNCIAS DO ESPORTE www.rbceonline.org.br 3 4 5 6 Q2 ARTIGO ORIGINAL Análise tática no futsal: estudo comparativo do desempenho

Leia mais

CAPÍTULO III METODOLOGIA

CAPÍTULO III METODOLOGIA CAPÍTULO III METODOLOGIA 1. Amostra Para a realização deste trabalho foram recolhidos dados de 4 jogos completos de Hóquei em Patins, relativos ao Campeonato Europeu de Juvenis, nos quais havia necessariamente

Leia mais

Relação entre impulsividade e comportamento tático de jogadores de futebol Sub-11 1, 2

Relação entre impulsividade e comportamento tático de jogadores de futebol Sub-11 1, 2 Revista Psicologia: Teoria e Prática, 17(1), 108-119. São Paulo, SP, jan.-abr. 2015. ISSN 1516-3687 (impresso), ISSN 1980-6906 (on-line). http://dx.doi.org/10.15348/1980-6906/psicologia.v17n1p108-119.

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL. ENSINO SECUNDÁRIO DISCIPLINA: Educação Física ANO: 11º ANO LETIVO 2011/2012

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL. ENSINO SECUNDÁRIO DISCIPLINA: Educação Física ANO: 11º ANO LETIVO 2011/2012 ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ENSINO SECUNDÁRIO DISCIPLINA: Educação Física ANO: 11º ANO LETIVO 2011/2012 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ATIVIDADES ESTRATÉGIAS

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA 2 ANO 2 BIMESTRE

EDUCAÇÃO FÍSICA 2 ANO 2 BIMESTRE SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS EDUCAÇÃO

Leia mais

EFICIÊNCIA DAS GOLEIRAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL COMPARADA COM AS TRÊS PRIMEIRAS COLOCADAS DO MUNDIAL JUNIOR DE HANDEBOL FEMININO

EFICIÊNCIA DAS GOLEIRAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL COMPARADA COM AS TRÊS PRIMEIRAS COLOCADAS DO MUNDIAL JUNIOR DE HANDEBOL FEMININO EFICIÊNCIA DAS GOLEIRAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL COMPARADA COM AS TRÊS PRIMEIRAS COLOCADAS DO MUNDIAL JUNIOR DE HANDEBOL FEMININO Larissa Resende Mendonça (UFMT), Alexandre Souza Nunes (UFMT),

Leia mais

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica 27 ANÁLISE DOS GOLS EM JOGOS DE FUTSAL SUB-17 NO CAMPEONATO ESTADUAL DE SÃO PAULO 2012 Jussiê de Melo de Campos 1,2 RESUMO Introdução: Atualmente o futsal é um jogo imprevisível por definição e são várias

Leia mais

Unidades de Formação e Cargas Horárias Andebol - Grau III

Unidades de Formação e Cargas Horárias Andebol - Grau III Unidades de Formação e Cargas Horárias Andebol - Grau III UNIDADES DE FORMAÇÃO HORAS 1. CARACTERIZAÇÃO DO JOGO 6 2. REGRAS DO JOGO E REGULAMENTOS ESPECÍFICOS 4 3. MEIOS DE ENSINO DO JOGO 20 4. COMPONENTES

Leia mais

Versão Referenciais de FORMAÇÃO. Andebol. Grau

Versão Referenciais de FORMAÇÃO. Andebol. Grau Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO Andebol Grau I Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO Andebol Grau I Edição: Conteúdos: Data: Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. Federação de Andebol de

Leia mais

Explicação dos Testes & Cronograma das Avaliações para a Equipe de Voleibol Master. Street Volei / Barra Music

Explicação dos Testes & Cronograma das Avaliações para a Equipe de Voleibol Master. Street Volei / Barra Music Explicação dos Testes & Cronograma das Avaliações para a Equipe de Voleibol Master Street Volei / Barra Music Nelso Kautzner Marques Junior kautzner123456789junior@gmail.com 2016 2 Índice Introdução, 3

Leia mais

A organização defensiva no modelo de jogo

A organização defensiva no modelo de jogo Valter Donaciano Correia Tudo sobre Futebol, os métodos, os conceitos, os princípios, os processos e a teoria tática A organização defensiva no modelo de jogo www. teoriadofutebol.com; nembriss@hotmail.com

Leia mais

A origem do Futebol: Na China: por volta de 3000 anos a. C. os chineses praticavam um jogo que na verdade era um treino militar. Após as guerras eles

A origem do Futebol: Na China: por volta de 3000 anos a. C. os chineses praticavam um jogo que na verdade era um treino militar. Após as guerras eles A história do futebol Educação Física A origem do Futebol: Na China: por volta de 3000 anos a. C. os chineses praticavam um jogo que na verdade era um treino militar. Após as guerras eles formavam equipes

Leia mais

A SUPERFÍCIE DE JOGO PODE INFLUENCIAR O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL?

A SUPERFÍCIE DE JOGO PODE INFLUENCIAR O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL? DOI: 10.4025/reveducfis.v24.2.17965 A SUPERFÍCIE DE JOGO PODE INFLUENCIAR O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL? DOES PLAYING SURFACE INFLUENCE THE TACTICAL PERFORMANCE OF SOCCER PLAYERS? Rodrigo

Leia mais

A Análise do Jogo e a Planificação do Treinamento Como a Análise do Jogo pode ser útil para a Planificação do Treinamento de uma equipe de futebol?

A Análise do Jogo e a Planificação do Treinamento Como a Análise do Jogo pode ser útil para a Planificação do Treinamento de uma equipe de futebol? A Análise do Jogo e a Planificação do Como a Análise do Jogo pode ser útil para a Planificação do de uma equipe de futebol? Autor: Felipe D. Bressan* O estudo do jogo a partir da observação dos comportamentos

Leia mais

Versão Referenciais de FORMAÇÃO. Ténis

Versão Referenciais de FORMAÇÃO. Ténis Versão 1.01 Referenciais de FORMAÇÃO Ténis Grau II Versão 1.01 Referenciais de FORMAÇÃO Ténis Grau II Edição: Conteúdos: Data: Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. Federação Portuguesa de

Leia mais

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica 111 NÍVEL DE CONHECIMENTO DECLARATIVO DOS PRINCÍPIOS TÁTICOS DE JOGO POR PARTE DE JOGADORES DE FUTEBOL NAS DIFERENTES CATEGORIAS Mizael Costa 1 Juan Pablo Reyes 2 RESUMO Tendo em vista a importância dos

Leia mais

CURSO DE TREINADORES DE FUTSAL NÍVEL I TÉCNICO TÁCTICA CADERNO DE EXERCÍCIOS ESTRUTURA DOS CONTEÚDOS A ABORDAR NAS DIFERENTES SESSÕES:

CURSO DE TREINADORES DE FUTSAL NÍVEL I TÉCNICO TÁCTICA CADERNO DE EXERCÍCIOS ESTRUTURA DOS CONTEÚDOS A ABORDAR NAS DIFERENTES SESSÕES: CURSO DE TREINADORES DE FUTSAL NÍVEL I TÉCNICO TÁCTICA CADERNO DE EXERCÍCIOS ESTRUTURA DOS CONTEÚDOS A ABORDAR NAS DIFERENTES SESSÕES: 1. Activação geral 2. Técnica Individual 3. Acções Colectivas Elementares

Leia mais

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL 2001-2002 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 1. ESCALÕES ETÁRIOS... 4 2. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS... 5 2.1. INFANTIS VER REGULAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO...

Leia mais

SISTEMAS DE RECEPÇÃO NO VOLEIBOL (parte 1)

SISTEMAS DE RECEPÇÃO NO VOLEIBOL (parte 1) 1 CURSO: Técnico em Agropecuária Integrado ao ensino médio DISCIPLINA: Educação Física I CARGA HORÁRIA: 80hs PROFESSOR(A): Paulo Fernando Mesquita Junior paulo.junior@santarosa.ifc.edu.br site: profpaulojunior@santarosa.ifc.edu

Leia mais

Caracterização do Jogo

Caracterização do Jogo Caracterização do Jogo Agrupamento de Escolas D. Maria II Segundo Bota (2001) o jogo é uma atividade complexa, preponderantemente motriz e emocional, desenvolvida espontaneamente e segundo regras preestabelecidas,

Leia mais

Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO

Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO Processo para o ensino do futebol/ futsal A metodologia para o ensino do futebol até a especialização

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL. ENSINO SECUNDÁRIO DISCIPLINA: Educação Física ANO: 10º ANO LETIVO 2011/2012

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL. ENSINO SECUNDÁRIO DISCIPLINA: Educação Física ANO: 10º ANO LETIVO 2011/2012 ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ENSINO SECUNDÁRIO DISCIPLINA: Educação Física ANO: 10º ANO LETIVO 2011/2012 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ATIVIDADES ESTRATÉGIAS

Leia mais

[OBSERVAÇÃO E ANÁLISE NO FUTEBOL PROFISSIONAL] Protocolo Treinador Adjunto/Observador e Analista

[OBSERVAÇÃO E ANÁLISE NO FUTEBOL PROFISSIONAL] Protocolo Treinador Adjunto/Observador e Analista 2016 Pedro Monteiro [OBSERVAÇÃO E ANÁLISE NO FUTEBOL PROFISSIONAL] Protocolo Treinador Adjunto/Observador e Analista Índice Objetivos da Observação e Análise no Futebol... 3 Enquadramento na equipa técnica...

Leia mais

04. PPT Princiṕios do Jogo PPT Caracterizac aõ Ni veis Desempenho 26 Caderno Exercićios 45 Documento Apoio Formac aõ Futsal FPF -DE FINAL 102

04. PPT Princiṕios do Jogo PPT Caracterizac aõ Ni veis Desempenho 26 Caderno Exercićios 45 Documento Apoio Formac aõ Futsal FPF -DE FINAL 102 04. PPT Princiṕios do Jogo 1 05. PPT Caracterizac aõ Ni veis Desempenho 26 Caderno Exercićios 45 Documento Apoio Formac aõ Futsal FPF -DE FINAL 102 Etapas_Formacao_Jogador_Futsal 144 00. Apresentação 220

Leia mais

Futebol de Mesa é um jogo emocionante para 2 jogadores combinando intrincada habilidade, tácticas, e pensamento rápido.

Futebol de Mesa é um jogo emocionante para 2 jogadores combinando intrincada habilidade, tácticas, e pensamento rápido. www.barcodetablefootball.com Como jogar Futebol de Mesa é um jogo emocionante para 2 jogadores combinando intrincada habilidade, tácticas, e pensamento rápido. É o melhor e mais realista de todos os jogos

Leia mais

2012 / Programa Nestum Rugby nas Escolas. Nível 2 Tag-Rugby e Bitoque

2012 / Programa Nestum Rugby nas Escolas. Nível 2 Tag-Rugby e Bitoque 2012 / 2013 Programa Nestum Rugby nas Escolas Nível 2 Tag-Rugby e Bitoque Introdução O que é o TAG RUGBY? O Tag Rugby é usado como uma alternativa de ensino do rugby de XV nas escolas, ou como um jogo

Leia mais

Desempenho tático de jovens jogadores de futebol: comparação entre equipes vencedoras e perdedoras em jogo reduzido

Desempenho tático de jovens jogadores de futebol: comparação entre equipes vencedoras e perdedoras em jogo reduzido Artigo Original Desempenho tático de jovens jogadores de futebol: comparação entre equipes vencedoras e perdedoras em jogo reduzido Tactical performance of youth soccer players: comparison between winners

Leia mais

Report SC Internacional

Report SC Internacional BRASILEIRÃO Report SC Internacional 2016/2017 João Pedro Colaço Araújo INTERNACIONAL vs Coritiba DATA DO JOGO 1-0 TITULARES 1 Danilo Fernandes EQUIPA SUPLENTES UTILIZADOS 19 Marquinhos Esquema Tático 1-4-2-3-1

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Infantis (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Infantis (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE Infantis (Futebol) Época 2015-2016 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO FAIAL ANGÚSTIAS ATLÉTICO CLUBE FAYAL SPORT CLUB CLUBE FLAMENGOS GRUPO DESPORTIVO CEDRENSE

Leia mais

Intervenção nos Jogos Desportivos Coletivos de Invasão. Pontos comuns entre o Basquetebol, Andebol e Futebol

Intervenção nos Jogos Desportivos Coletivos de Invasão. Pontos comuns entre o Basquetebol, Andebol e Futebol Faculdade de Motricidade Humana Escola Secundária Fernando Namora Intervenção nos Jogos Desportivos Coletivos de Invasão Pontos comuns entre o Basquetebol, Andebol e Futebol Orientadores: Professores Estagiários:

Leia mais

CRONOGRAMA DA DISCIPLINA 11/04 Teoria geral dos JDC 16/04 Transfert e ressignificação (Prática) 23/04 Métodos de Ensino dos JDC 25/04 Fundamentos

CRONOGRAMA DA DISCIPLINA 11/04 Teoria geral dos JDC 16/04 Transfert e ressignificação (Prática) 23/04 Métodos de Ensino dos JDC 25/04 Fundamentos CLAUDE BAYER CRONOGRAMA DA DISCIPLINA 11/04 Teoria geral dos JDC 16/04 Transfert e ressignificação (Prática) 23/04 Métodos de Ensino dos JDC 25/04 Fundamentos técnicos (Prática) 02/05 Aspectos táticos

Leia mais

CAMPEONATO PAULISTA 2016 Futebol de 7 PC

CAMPEONATO PAULISTA 2016 Futebol de 7 PC CAMPEONATO PAULISTA 2016 Futebol de 7 PC REGULAMENTO GERAL I Objetivo Art.1º O Campeonato Paulista 2016 tem como objetivo fomentar o desporto em São Paulo e desenvolver o intercâmbio desportivo e social,

Leia mais

Recuperação Defensiva

Recuperação Defensiva Recuperação Defensiva - - - Moncho Lopez e Rui Alves Clinic da Festa do Basquetebol Juvenil Abril 2009 Introdução: Num desporto como o basquetebol, a utilização das habilidades específicas não se faz de

Leia mais

JOGO (MAR 2017) - PORTO

JOGO (MAR 2017) - PORTO OBSERVAçãO, ANáLISE E INTERPRETAçãO DO JOGO (MAR 2017) - PORTO Neste curso completo de 26 horas, perceba como observar, analisar e interpretar o jogo e o jogador de futebol, assim como identificar talentos,

Leia mais

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN 1984-4956 versão eletrônica

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN 1984-4956 versão eletrônica 77 ANÁLISE DA MANIPULAÇÃO DAS BALIZAS SOBRE O COMPORTAMENTO DO FLUXO DE JOGO E PERFIL TÁTICO EM JOGOS REDUZIDOS E CONDICIONADOS NO FUTEBOL Diego Hilgemberg Figueiredo 1, Diogo Hilgemberg Figueiredo 1 Alex

Leia mais

Referenciais de FORMAÇÃO

Referenciais de FORMAÇÃO Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO HÓQUEI PATINS Grau I Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO HÓQUEI PATINS Grau I Edição: Conteúdos: Data: Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. Federação

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE BEJA

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE BEJA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE BEJA Fundada em 30-03-1925 www.afbeja.com FUTEBOL ENCONTRO DE ESCOLAS DE FORMAÇÃO 1. OBJETIVOS GERAIS 1.01. Possibilitar a todas as crianças da nossa Associação praticar futebol

Leia mais

Regulamento Específico Tenis de Mesa.

Regulamento Específico Tenis de Mesa. Regulamento Específico Tenis de Mesa Http://www02.madeira-edu.pt/dre 1. Concentrações 1.1 Competição individual As competições individuais realizar-se-ão em forma de Concentração. O acto da inscrição nas

Leia mais

Referenciais de FORMAÇÃO

Referenciais de FORMAÇÃO Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO HÓQUEI PATINS Grau II Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO HÓQUEI PATINS Grau II Edição: Conteúdos: Data: Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. Federação

Leia mais

1º CAMPEONATO INTERNO DA UNIOESTE CAMPUS TOLEDO FUTEBOL SETE SINTÉTICO REGULAMENTO GERAL

1º CAMPEONATO INTERNO DA UNIOESTE CAMPUS TOLEDO FUTEBOL SETE SINTÉTICO REGULAMENTO GERAL 1º CAMPEONATO INTERNO DA UNIOESTE CAMPUS TOLEDO FUTEBOL SETE SINTÉTICO - 2010 - REGULAMENTO GERAL DAS FINALIDADES 1 O Campeonato Interno da Unioeste / Campus de Toledo tem por finalidade a integração e

Leia mais

Gilberto Müller Beuren

Gilberto Müller Beuren Gilberto Müller Beuren Coleta dos dados: Processo de obtenção dos dados Validação Interna: O quão bem o instrumento mede o que está proposto a medir Validação Externa: Refere-se às hipóteses do estudo

Leia mais