FUTSAL NAS CATEGORIAS DE BASE. CONSTRUÇÃO DO JOGO DEFENSIVO: Conceitos e atividade práticas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FUTSAL NAS CATEGORIAS DE BASE. CONSTRUÇÃO DO JOGO DEFENSIVO: Conceitos e atividade práticas"

Transcrição

1 FUTSAL NAS CATEGORIAS DE BASE CONSTRUÇÃO DO JOGO DEFENSIVO: Conceitos e atividade práticas

2

3 INTRODUÇÃO O futsal é uma modalidade em que ações apresentam grande imprevisibilidade e variabilidade, exigindo que o seu praticante seja capaz de se adaptar constantemente, de modo a resolver os problemas em forma de situações de jogo. Assim sendo, essa capacidade de adaptação depende do repertório técnico-tático dos atletas, ou seja, das suas habilidades cognitivas para fazer as melhores escolhas (tomada de decisão) e das habilidades motoras (gestos motores) para concretizar estas decisões.

4 PRINCÍPIOS TÁTICOS DO JOGO Os princípios táticos do futsal são indicações que norteiam ou direcionam os comportamentos dos atletas na quadra de jogo, contribuindo para regular e organizar ações tático-técnicas individuais, de grupo e coletivas, sustentando as possibilidades de atuação nos diversos contextos de jogo. Existem diferentes classificações e terminologias, porém, será estabelecida abaixo uma mescla dos princípios consolidados de outros esportes de invasão, principalmente, a partir da literatura de futebol consultada (COSTA et al, 2009). Os princípios gerais citados abaixo representam o que chamamos de raciocínio básico do jogo e destacam a preocupação constante e intensa que as equipes devem ter, em relação ao número jogadores, no local da disputa da bola, ou seja, do centro de jogo. Portanto, estes princípios servem também como metas a serem alcançadas, sendo importantes indicadores da qualidade das equipes.

5

6 Os princípios apresentados abaixo só podem ser plenamente atendidos, quando estiverem presentes/visíveis nos comportamentos/ações dos atletas durante o jogo. Ou seja, quando um defensor aborda um determinado atacante com bola, induzindo o mesmo para o lado do seu pé não dominante ou para o corredor lateral, ele está orientando a progressão do portador da bola e/ou dirigindo o ataque para diminuir o ângulo de finalização. Quando uma equipe inverte o jogo, por meio de um passe de ala a ala, está buscando o espaço menos compactado da defesa.

7

8 Considerados os princípios apresentados anteriormente, seguem a seguir as ações técnico táticas individuais e de grupo ofensivas e defensivas do futsal. Vale, porém, conceitua-los: Uma ação técnico-tática individual representa o recurso que o atleta possui para resolver as situaçõesproblemas do jogo. Esses recursos podem ser observados quando se analisa especificamente a ação de um jogador e as suas possibilidades de tomada de decisão em relação ao adversário direto ou a um determinado colega. Uma ação técnico-tática de grupo representa uma ação coordenada (em termos motores e cognitivos) entre dois ou três jogadores da mesma equipe, visando um objetivo comum.

9

10

11 CONTEÚDOS TÉCNICO-TÁTICOS DEFENSIVOS INDIVIDUAIS Nessa parte, estas ações individuais serão apresentadas na seguinte ordem: ações dos defensores relacionadas aos atacantes sem bola (1); ações do defensor relacionadas ao jogador com bola (2 e 3).

12

13 Ações individuais defensivas no contexto sem a bola (1) Nesse contexto, as ações defensivas sobre o atacante sem bola são as chamadas interceptações e acompanhamentos.

14 Acompanhamento Acompanhamento é o deslocamento do defensor, posicionado entre o gol a ser defendido e o seu adversário direto, objetivando ter o mesmo, sem a posse de bola, no seu campo visual. Assim sendo, o defensor posiciona-se de modo a não perder de vista o atacante direto, estando entre o mesmo e o gol a ser defendido. Geralmente, este deslocamento ocorre de costas e/ou um pouco de lado alternando a atenção entre o adversário direto e a bola

15 Acompanhamento

16

17 Antecipação ou Interceptação Antecipação ou Interceptação é a ação de interromper a trajetória da bola enviada a um atleta adversário. Caracteriza-se pela ação do defensor que percebe que seu adversário direto é o destino de um passe ou lançamento e posiciona-se de modo a poder interromper a trajetória da bola, para recuperá-la ou impedir a continuidade da ação ofensiva do adversário. Pode ser uma ação essencial para a construção de contra-ataques. Deve ser estimulada sempre, principalmente entre os jogadores que atuam como fixo, que devem buscar com segurança a interceptação de passes para pivô.

18

19

20

21 Aproximação A aproximação refere-se ao deslocamento do defensor em direção ao adversário que receberá a bola, buscando a distância e o equilíbrio adequados para executar a ação de abordagem. É necessário que defensor tenha a correta noção do momento certo e da velocidade apropriada para deslocar-se, a fim de estabelecer-se numa posição de equilíbrio e numa distância adequada para as ações posteriores.

22

23 Abordagem A abordagem caracteriza-se pela ação do defensor sobre o adversário direto que já está com a posse da bola, procurando recuperá-la ou dificultar a intenção deste atacante. Nessa ação direta sobre o adversário que tem a posse da bola, o defensor deverá sempre adotar um comportamento ativo sobre o atacante, havendo possibilidades distintas que devem considerar o local da quadra e o pé dominante do oponente.

24 A abordagem, mesmo sendo uma ação individual, deve estar inserida em um contexto tático prévio, em que na impossibilidade de recuperar a posse de bola, o atacante seja impedido de progredir para determinado espaço da quadra, ou tenha que utilizar seu pé não dominante durante a ação.

25

26

Sistemas: Distribuição ordenada dos componentes de uma equipe em quadra, visando facilitar a aplicação das diferentes manobras.

Sistemas: Distribuição ordenada dos componentes de uma equipe em quadra, visando facilitar a aplicação das diferentes manobras. CONCEITOS TÁTICOS E SISTEMAS Conceitos Sistemas: Distribuição ordenada dos componentes de uma equipe em quadra, visando facilitar a aplicação das diferentes manobras. Tipos de sistemas: Sistemas defensivos:

Leia mais

Princípios Táticos. Aprofundamento em Futebol

Princípios Táticos. Aprofundamento em Futebol Princípios Táticos Aprofundamento em Futebol DEFENSIVO Linha Bola Gol Equilíbrio homem-bola e Numérico Acompanhamento Cobertura Desarme Linhas de Marcação Tipos de Marcação Princípios Táticos OFENSIVO

Leia mais

Colégio Adventista de Rio Preto. Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina

Colégio Adventista de Rio Preto. Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina Colégio Adventista de Rio Preto Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina Futebol de Salão - Futsal Caracterização: É um jogo coletivo desportivo, entre duas equipes, sendo cada uma constituída por doze

Leia mais

CAPÍTULO Reconhecer espaços. Capacidades táticas. Pablo Juan Greco Gustavo de Conti T. Costa Juan Carlos P. Moraes

CAPÍTULO Reconhecer espaços. Capacidades táticas. Pablo Juan Greco Gustavo de Conti T. Costa Juan Carlos P. Moraes 5 CAPÍTULO Capacidades táticas Pablo Juan Greco Gustavo de Conti T. Costa Juan Carlos P. Moraes 5.1.5 Reconhecer espaços cap5.1.5.indd 1 27/05/13 18:09 cap5.1.5.indd 2 27/05/13 18:09 APRENDIZAGEM TÁTICA

Leia mais

Questões dos 6º anos

Questões dos 6º anos 2012 - AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO 4ª BIMESTRE Questões dos 6º anos 1- Lembrando que tanto o futebol como o handebol são esportes coletivos, quais comportamentos podemos observar com relação a forma

Leia mais

Chute É o ato de golpear a bola, desviando ou dando trajetória à mesma, estando ela parada ou em movimento.

Chute É o ato de golpear a bola, desviando ou dando trajetória à mesma, estando ela parada ou em movimento. UI MARIA LENIR ARAÚJO MENESES Prof Esp. Leonardo Delgado FUNDAMENTOS TÉCNICOS DO JOGADOR DE FUTEBOL Para uma melhor prática do futebol, faz-se necessário o conhecimento e domínio de algumas técnicas básicas,

Leia mais

Intervenção nos Jogos Desportivos Coletivos de Invasão. Pontos comuns entre o Basquetebol, Andebol e Futebol

Intervenção nos Jogos Desportivos Coletivos de Invasão. Pontos comuns entre o Basquetebol, Andebol e Futebol Faculdade de Motricidade Humana Escola Secundária Fernando Namora Intervenção nos Jogos Desportivos Coletivos de Invasão Pontos comuns entre o Basquetebol, Andebol e Futebol Orientadores: Professores Estagiários:

Leia mais

TER AS IDEIAS CLARAS!!!

TER AS IDEIAS CLARAS!!! TER AS IDEIAS CLARAS!!! O jogo de Andebol poderá resumir-se a uma atividade acíclica cujos principais movimentos são abertos e realizados com intervalos de pausas de recuperação incompleta (3 a7 ), a uma

Leia mais

26 EDUCAÇÃO FÍSICA alunos abrangidos pela Portaria n.º 23/2015, de 27 de fevereiro escrita e prática 3.ºciclo do ENSINO BÁSICO 20

26 EDUCAÇÃO FÍSICA alunos abrangidos pela Portaria n.º 23/2015, de 27 de fevereiro escrita e prática 3.ºciclo do ENSINO BÁSICO 20 informação-prova de equivalência à frequência data:. 0 5. 2 0 26 EDUCAÇÃO FÍSICA alunos abrangidos pela Portaria n.º 23/2015, de 27 de fevereiro escrita e prática 3.ºciclo do ENSINO BÁSICO 20 1.O B J E

Leia mais

2012 / Programa Nestum Rugby nas Escolas. Introdução ao Tag-Rugby e ao Bitoque

2012 / Programa Nestum Rugby nas Escolas. Introdução ao Tag-Rugby e ao Bitoque 2012 / 2013 Programa Nestum Rugby nas Escolas Introdução ao Tag-Rugby e ao Bitoque Introdução O que é o TAG RUGBY? O Tag Rugby é usado como uma alternativa de ensino do rugby de XV nas escolas, ou como

Leia mais

INICIAÇÃO AO FUTEBOL. Concepções metodológicas do treinamento INTRODUÇÃO:

INICIAÇÃO AO FUTEBOL. Concepções metodológicas do treinamento INTRODUÇÃO: INICIAÇÃO AO FUTEBOL Concepções metodológicas do treinamento INTRODUÇÃO: O jogo de futebol não é feito apenas de fundamentos (movimentos técnicos), a relação com a bola é uma das competências essênciais

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 10º ANO. Grupo Disciplinar de Educação Física

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 10º ANO. Grupo Disciplinar de Educação Física CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 10º ANO Grupo Disciplinar de Educação Física JOGOS DESPORTIVOS COLECTIVOS Futebol Voleibol Basquetebol Andebol Em situação de jogo 4x4 ou 5x5 - Enquadra-se ofensivamente e realiza

Leia mais

CONTEÚDOS TÉCNICOS E TÁCTICOS DOS ESCALÕES DE FORMAÇÃO

CONTEÚDOS TÉCNICOS E TÁCTICOS DOS ESCALÕES DE FORMAÇÃO CONTEÚDOS TÉCNICOS E TÁCTICOS DOS ESCALÕES DE FORMAÇÃO Técnico/táctica individual ofensiva com e sem bola (procedimentos gerais) a) Os aspectos da técnica e táctica ofensiva prevalecem sobre os defensivos

Leia mais

Como usar o Manual das Práticas CAPÍTULO. cap4.indd 1 27/05/13 18:02

Como usar o Manual das Práticas CAPÍTULO. cap4.indd 1 27/05/13 18:02 4 Como usar o Manual das Práticas CAPÍTULO cap4.indd 1 27/05/13 18:02 cap4.indd 2 27/05/13 18:02 CONSIDERAÇÕES COMO USAR O MANUAL DAS PRÁTICAS Como usar o Manual das Práticas Pablo Juan Greco Siomara A.

Leia mais

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Educação Física - CEF 2º ano Ano letivo

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Educação Física - CEF 2º ano Ano letivo Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Educação Física - 2º ano Ano letivo 2012 2013 1º PERIODO Testes de Condição Física Avaliação da velocidade, flexibilidade, força muscular, agilidade e medidas

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE ARBITRAGEM CNA ANEXO X ORIENTAÇÕES ÀS MUDANÇAS DAS REGRAS A PARTIR DE 01 DE JULHO

COMISSÃO NACIONAL DE ARBITRAGEM CNA ANEXO X ORIENTAÇÕES ÀS MUDANÇAS DAS REGRAS A PARTIR DE 01 DE JULHO COMISSÃO NACIONAL DE ARBITRAGEM CNA ANEXO X ORIENTAÇÕES ÀS MUDANÇAS DAS REGRAS A PARTIR DE 01 DE JULHO 1. Goleiro como um jogador de quadra. A regra era seis (06) jogadores de quadra + 1 goleiro. Pela

Leia mais

ESCOLA DE FUTEBOL PLANET SOCIETY

ESCOLA DE FUTEBOL PLANET SOCIETY Categoria Mamadeira Considerando a pouca idade das crianças nessa categoria, é essencial desenvolver um trabalho de forma lúdica, mas com muito contato com a bola. Esse método permite melhorar a coordenação

Leia mais

PLANO DE TRABALHO FUTSAL

PLANO DE TRABALHO FUTSAL PLANO DE TRABALHO FUTSAL Telefone: (44) 3220-5750 E-mail: centrosesportivos@maringa.pr.gov.br EQUIPE ORGANIZADORA SECRETARIO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER Francisco Favoto DIRETOR DE ESPORTES E LAZER Afonso

Leia mais

Gabarito do Caderno do Aluno para o professor

Gabarito do Caderno do Aluno para o professor Gabarito do Caderno do Aluno para o professor Prezado(a) Professor(a), O Caderno do Aluno é mais um instrumento para servir de apoio ao seu trabalho e ao aprendizado do aluno. Elaborado a partir do Caderno

Leia mais

Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ: /

Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ: / A5 ATIVIDADES DE MATEMÁTICA Aluno: Complete com os números que faltam: 1 4 6 8 10 12 14 16 17 18 20 Anexo: Conceitos Matemáticos Dinâmica Escolher uma forma criativa para apresentar a situação criada

Leia mais

Técnica-Táctica e Treino

Técnica-Táctica e Treino FUTSAL Técnica-Táctica e Treino Legenda Atacante Defesa Deslocamento Deslocamento com bola Marcações Barra Pino / Meco Passe Barreira Remate Simulação Salto Guarda-Redes Bola Deitar Sentar Pi Princípios

Leia mais

CAPÍTULO 7.3. Handebol. Pablo Juan Greco Juliana Pacheco Magalhães Fernando Lucas Geco. cap7.3.indd 1 27/05/13 18:21

CAPÍTULO 7.3. Handebol. Pablo Juan Greco Juliana Pacheco Magalhães Fernando Lucas Geco. cap7.3.indd 1 27/05/13 18:21 7 CAPÍTULO Handebol 7.3 Pablo Juan Greco Juliana Pacheco Magalhães Fernando Lucas Geco cap7.3.indd 1 27/05/13 18:21 cap7.3.indd 2 27/05/13 18:21 PRINCIPIANTE 1 X 0 PRINCIPIANTE 01 1 X 0 PRINCIPIANTE 02

Leia mais

Fundamentos técnicos do Handebol

Fundamentos técnicos do Handebol Resumo com autoria de Edvaldo Soares de Araújo Neto e Anália Beatriz A. S. Almeida. Fundamentos técnicos do Handebol Recepção Conceito: ato de receber a bola normalmente com as duas mãos; Objetivo: amortecer

Leia mais

PLANO ANUAL EDUCAÇÃO FÍSICA 3º CICLO

PLANO ANUAL EDUCAÇÃO FÍSICA 3º CICLO PLANO ANUAL EDUCAÇÃO 3º CICLO Ano Letivo 2012/2013 Rua Marquês de Olhão Bairro da Madre de Deus Telefone 21 8610100 Fax 218683995 1900-330 Lisboa E-Mail: eb23.lantonioverney@escolas.min-edu.pt 1 Competências

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DA MAIA

ESCOLA SECUNDÁRIA DA MAIA : 90 MINUTOS PROVA TEÓRICA GRUPO I Conhecer os princípios sobre alimentação e saúde Identificar os efeitos e lesões mais frequentes do exercício físico na vida atual Aptidão Física Desporto e Saúde - Condição

Leia mais

DISCIPLINA: ESTAFETAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

DISCIPLINA: ESTAFETAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ESTAFETAS 192 DOMÍNIO DAS TÉCNICAS III FASE - APERFEIÇOAMENTO TÉCNICO B FASES / NÍVEIS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS I- Ensino / Aprendizagem - Aquisição da noção de transmissão, através de jogos. - Aquisição

Leia mais

Exercícios para Aperfeiçoamento da Defesa Individual Homem-a-Homem

Exercícios para Aperfeiçoamento da Defesa Individual Homem-a-Homem Exercícios para Aperfeiçoamento da Defesa Individual Homem-a-Homem Pressionar a bola torna o drible e o passe mais difíceis, e aumenta as chances de ocorrer um erro do ataque. O objectivo principal é impedir

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA 11º ANO PLANIFICAÇÃO

EDUCAÇÃO FÍSICA 11º ANO PLANIFICAÇÃO ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO GONÇALVES ZARCO-402011 Objetivos gerais: Realizar atividades de forma autónoma, responsável e criativa Cooperar com outros em tarefas e projetos comuns Relacionar harmoniosamente

Leia mais

a) Sabendo que o carro A faz 6 km por litro de combustível no circuito, quantos litros esse carro gastará durante o percurso total?

a) Sabendo que o carro A faz 6 km por litro de combustível no circuito, quantos litros esse carro gastará durante o percurso total? Questão 1 Um circuito de teste para carros é constituído de duas pistas circulares de raios 10 km e 5 km, que se intersectam num único ponto C. Na pista menor, o sentido obrigatório é o anti-horário e

Leia mais

CPMG - POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS APOSTILA DE FUTSAL DO 9 O ANO

CPMG - POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS APOSTILA DE FUTSAL DO 9 O ANO CPMG - POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS APOSTILA DE FUTSAL DO 9 O ANO A QUADRA DE FUTSAL 1- Dimensões A quadra de jogo será um retângulo com o comprimento de 40 metros e largura de 20 metros. As linhas

Leia mais

ANÁLISE DE JOGO NO FUTSAL ESCOLAR: situação e efetividade de finalização

ANÁLISE DE JOGO NO FUTSAL ESCOLAR: situação e efetividade de finalização ANÁLISE DE JOGO NO FUTSAL ESCOLAR: situação e efetividade de finalização Fabiola de Araujo Cabral / UFMG Gibson Moreira Praça / UFMG Camila de Souza Teixeira / UFMG Cristino Júlio Alves da Silva Matias

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO Introdução à Educação Física Apresentação e contextualização da Educação Física e da cultura universitária em geral; Discussão

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e das metas da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e das metas da disciplina. Informação-Prova de Equivalência à Frequência Educação Física maio de 2016 Prova 28 2016 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Práticas pedagógicas Educação Física

Práticas pedagógicas Educação Física Práticas pedagógicas Educação Física Recomendada para o Ensino Fundamental Ciclo II (7a e 8a séries) Tempo previsto: 2 aulas Elaboração: Equipe Técnica da CENP Professor(a): Apresentamos aqui três (3)

Leia mais

Planificação Detalhada Anual : 8º Ano Educação Física

Planificação Detalhada Anual : 8º Ano Educação Física Planificação Detalhada Anual : 8º Ano Educação Física DOMÍNIO/TEMA Aptidão SUB TEMA (Conteúdos) Resistência Força Velocidade Flexibilidade Coordenação Equilíbrio OBJETIVOS GERAIS Elevar o nível funcional

Leia mais

Exercício de treino Mais do que uma repetição uma oportunidade para inovar!

Exercício de treino Mais do que uma repetição uma oportunidade para inovar! Exercício de treino Mais do que uma repetição uma oportunidade para inovar! Bruno Travassos 1 & Duarte Araújo 2 1 Universidade da Beira Interior / Faculdade Motricidade Humana - UTL 2 Faculdade Motricidade

Leia mais

Projeto Manbol na Escola

Projeto Manbol na Escola Projeto Manbol na Escola O Manbol na escola como uma nova alternativa para os profissionais de educação física, alternativa esta que se mostrou extremamente positiva em diversos aspectos no que tange a

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Sé - Guarda Escola Básica Carolina Beatriz Ângelo Grupo Disciplinar de Educação Física

Agrupamento de Escolas da Sé - Guarda Escola Básica Carolina Beatriz Ângelo Grupo Disciplinar de Educação Física Agrupamento de Escolas da Sé - Guarda Escola Básica Carolina Beatriz Ângelo Grupo Disciplinar de Educação Física 9º ANO - 1º PERÍODO UNIDADE DIDÁTICA TESTES DE C.F. ATLETISMO GINÁSTICA SOLO Conteúdos -

Leia mais

METODOLOGIA DO ENSINO DO FUTSAL. Osvaldo Tadeu da Silva Junior

METODOLOGIA DO ENSINO DO FUTSAL. Osvaldo Tadeu da Silva Junior METODOLOGIA DO ENSINO DO FUTSAL Osvaldo Tadeu da Silva Junior INICIAÇÃO ÀS TÉCNICAS INDIVIDUAIS INTRODUÇÃO FUTSAL: Da iniciação ao Alto nível Daniel Mutti A técnica consiste na execução individual dos

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA

DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA OBJETIVO GERAL Favorecer o desenvolvimento corporal e mental harmônicos, consolidar hábitos

Leia mais

Torneio de Atletismo de Pavilhão Local: Centro Escolar do Cávado - Monsul

Torneio de Atletismo de Pavilhão Local: Centro Escolar do Cávado - Monsul Local: Centro Escolar do Cávado - Monsul Data: 5 de março de 2016 Horário: 09h30 às 12h30 Organização: *Centro de Formação Desportiva de Atletismo Gonçalo Sampaio Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio

Leia mais

INFORMAÇÃO-Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico. Despacho Normativo nº 1-G/2016 de 6 de abril

INFORMAÇÃO-Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico. Despacho Normativo nº 1-G/2016 de 6 de abril INFORMAÇÃO-Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico Despacho Normativo nº 1-G/2016 de 6 de abril Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA - PCA Código: 28 Tipo de Prova: ESCRITA E PRÁTICA 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 1 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 CATEGORIA MIRIM 1. A Competição de Basquetebol será realizada de acordo com as regras oficiais da

Leia mais

Como acontece em vários esportes, há divergências no que se refere à história de origem do futsal. Alguns acreditam que o mesmo tenha se originado na

Como acontece em vários esportes, há divergências no que se refere à história de origem do futsal. Alguns acreditam que o mesmo tenha se originado na FUTSAL O futebol de salão conhecido apenas como futsal é uma prática adaptada do futebol. Em uma quadra esportiva são formados times de cinco jogadores e assim como no futebol, o principal objetivo é colocar

Leia mais

ESCRITA E PRÁTICA 1. INTRODUÇÃO

ESCRITA E PRÁTICA 1. INTRODUÇÃO INFORMAÇÃO-Prova de Equivalência à Frequência 3º Ciclo do Ensino Básico Despacho Normativo nº 1-G/2016, de 6 de abril Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA Código: 26 Tipo de Prova: ESCRITA E PRÁTICA 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA (3.º ciclo) 1. Introdução

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA (3.º ciclo) 1. Introdução Departamento do Ensino Básico AGRUPAMENTO de ESCOLAS de MOURA Escola do Ensino Básico dos 2º e 3º Ciclos de Moura Ano letivo 2015/2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA (3.º

Leia mais

Referenciais de FORMAÇÃO

Referenciais de FORMAÇÃO Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO HÓQUEI PATINS Grau II Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO HÓQUEI PATINS Grau II Edição: Conteúdos: Data: Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. Federação

Leia mais

FUTEBOL. Como se define? Acção individual ofensiva de relação entre dois jogadores da mesma equipa, que permite a troca de bola entre eles.

FUTEBOL. Como se define? Acção individual ofensiva de relação entre dois jogadores da mesma equipa, que permite a troca de bola entre eles. FUTEBOL Gesto Técnico: Passe com o pé Acção individual ofensiva de relação entre dois jogadores da mesma equipa, que permite a troca de bola entre eles. Utiliza-se quando existe um colega desmarcado, em

Leia mais

Federação Mineira de Handebol Filiada a CBHb Confederação Brasileira de Handebol Fundada em 20 de julho de 1971

Federação Mineira de Handebol Filiada a CBHb Confederação Brasileira de Handebol Fundada em 20 de julho de 1971 REGULAMENTO CAMPEONATO MINEIRO INFANTIL DE CLUBES 2013 1. A Competição será realizada de acordo com o Regulamento Geral de Competições da FMH, pelas regras oficiais da IHF e por este Regulamento Especifico.

Leia mais

2012 / Arbitrar o Tag-Rugby. Programa Nestum Rugby nas Escolas

2012 / Arbitrar o Tag-Rugby. Programa Nestum Rugby nas Escolas 2012 / 2013 Arbitrar o Tag-Rugby Programa Nestum Rugby nas Escolas AS LEIS DE JOGO DO TAG RUGBY Tamanho da Bola Escalão Infantis (A e B) a bola a utilizar deverá ser a nº3 Escalão Iniciados e Juvenis a

Leia mais

BASQUETEBOL: FUNDAMENTOS OFENSIVOS.

BASQUETEBOL: FUNDAMENTOS OFENSIVOS. BASQUETEBOL: FUNDAMENTOS OFENSIVOS. INTRODUÇÃO MARIO ROBERTO GUARIZI IVO ANDRÉ POLONIO UNESP Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Ciência e Tecnologia Pres. Prudente - SP. Departamento de Educação

Leia mais

Regras do Voleibol. Prof. Ddo. Maick da Silveira Viana

Regras do Voleibol. Prof. Ddo. Maick da Silveira Viana Regras do Voleibol Prof. Ddo. Maick da Silveira Viana Instalações e Equipamentos DIMENSÕES A quadra de jogo é um retângulo medindo 18m x 9m, circundada por uma zona livre de no mínimo 3m de largura em

Leia mais

Seleção de pessoal. Para julgar com eficácia esses dois aspectos, é necessária, então, a coleta de dados do candidato sobre seus/suas:

Seleção de pessoal. Para julgar com eficácia esses dois aspectos, é necessária, então, a coleta de dados do candidato sobre seus/suas: Seleção de pessoal A etapa de seleção de pessoas é a que dá início a tudo, inserindo capital humano dentro da organização e fornecendo o recurso essencial para o funcionamento do PMC. O ponto principal

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA 1 ANO

EDUCAÇÃO FÍSICA 1 ANO EDUCAÇÃO FÍSICA 1 ANO PROF. KIM RAONE PROF. MARCUS MELO ENSINO MÉDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Esporte e deficiência. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 11.2 Conteúdo Esportes adaptados aula II 3

Leia mais

Computação Gráfica. Trabalho 1

Computação Gráfica. Trabalho 1 Computação Gráfica Trabalho 1 Futebol de Robô em PostScript Tobias Colombo Este trabalho está dividido em 5 módulos: bancodados.ps > Define as estruturas de dados que definem os times e seus jogadores,

Leia mais

PRIMEIRA PROVA SOMATIVA COM USO DO TEMPORIZADOR

PRIMEIRA PROVA SOMATIVA COM USO DO TEMPORIZADOR Esta avaliação é composta por 20 questões objetivas, ou seja, somente uma questão está correta. O tempo para cada questão, será de um minuto para escolher uma das alternativas, fique atento, pois, a mudança

Leia mais

Regras do Jogo - Futsal

Regras do Jogo - Futsal Regras do Jogo - Futsal Pré-Jogo: A escolha dos campos é determinada por um sorteio efetuado por meio de uma moeda. A equipa favorecida pela sorte escolhe a baliza em direção à qual atacará durante a primeira

Leia mais

MATRIZ A Prova Global do Agrupamento

MATRIZ A Prova Global do Agrupamento Compor e realizar Ginástica. Destrezas elementares de solo e aparelhos (Plinto e mini trampolim), em esquemas individuais, aplicando os critérios de correcção técnica e apreciando os esquemas de acordo

Leia mais

VOLEIBOL 8º Ano. Voleibol. Origem e Evolução: 07/05/2013. William Morgan 1895 ACM s. Tênis Minonette

VOLEIBOL 8º Ano. Voleibol. Origem e Evolução: 07/05/2013. William Morgan 1895 ACM s. Tênis Minonette VOLEIBOL 8º Ano Profª SHEILA - Prof. DANIEL Origem e Evolução: William Morgan 1895 ACM s Tênis Minonette Brasil 1915 Pernambuco Colégio Marista ou ACM s São Paulo 1916 1954 CBV 1982 afirmação brasileira

Leia mais

Mentalidade Tática no Futebol. Prof.:Msd. Ricardo Luiz Pace Júnior

Mentalidade Tática no Futebol. Prof.:Msd. Ricardo Luiz Pace Júnior Mentalidade Tática no Futebol Prof.:Msd. Ricardo Luiz Pace Júnior O JOGO COMO OBJETO DE ESTUDO O que é a mentalidade tática? Mentalidade tática é a capacidade que deve possuir o jogador de Futsal, para

Leia mais

A organização defensiva no modelo de jogo

A organização defensiva no modelo de jogo Valter Donaciano Correia Tudo sobre Futebol, os métodos, os conceitos, os princípios, os processos e a teoria tática A organização defensiva no modelo de jogo www. teoriadofutebol.com; nembriss@hotmail.com

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA 3 ANO

EDUCAÇÃO FÍSICA 3 ANO EDUCAÇÃO FÍSICA 3 ANO PROF. KIM RAONE PROF. MARCUS MELO ENSINO MÉDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Esportes coletivos 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 11.2 Conteúdo Fundamentos do basquetebol 3 CONTEÚDOS

Leia mais

PRINCIPIOS BÁSICOS DA CONSTRUÇÃO DE UMA DEFESA INDIVIDUAL PRESSIONANTE TODO O CAMPO

PRINCIPIOS BÁSICOS DA CONSTRUÇÃO DE UMA DEFESA INDIVIDUAL PRESSIONANTE TODO O CAMPO PRINCIPIOS BÁSICOS DA CONSTRUÇÃO DE UMA TODO O CAMPO (O MODELO ADOPTADO NAS SELECÇÕES NACIONAIS DE SUB 16 E 20 FEM. E NO C.N.T CALVÃO) RICARDO VASCONCELOS EUGÉNIO RODRIGUES Clinic Campeonatos Nacionais

Leia mais

CAPÍTULO. Habilidades técnicas. los

CAPÍTULO. Habilidades técnicas. los 6 CAPÍTULO Habilidades técnicas Pablo Juan Greco Gustavo De Conti Teixeira Costa Camila de Sousa Teixeira Carolina Drumond P. Carreiro Fabíola de Araújo Cabral Juliana C. de Abreu Teixeira Karina Costa

Leia mais

Futebol Sete Masculino Livre

Futebol Sete Masculino Livre Futebol Sete Masculino Livre FASE LOCAL CANOINHAS 2016 FUTEBOL SETE MASCULINO LIVRE CHAVE A CHAVE B 1 CIA B 6 FRICASA A 2 BONETES 7 INVIOLÁVEL 3 MILI 8 GRUPO GSA B 4 PROENGEL 9 GRUPO GSA A 5 CIA A 10 FRICASA

Leia mais

Ficha de Avaliação e Evolução Educação Física

Ficha de Avaliação e Evolução Educação Física NOME: MATRÍCULA Nº DATA NASCIMENTO: / / IDADE: CID: DATA 1ª AVALIAÇÃO: / / DATA 3ª AVALIAÇÃO: / / DATA 5ª AVALIAÇÃO: / / DATA 2ª AVALIAÇÃO: / / DATA 4ª AVALIAÇÃO: / / DATA 6ª AVALIAÇÃO: / / A avaliação

Leia mais

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica 44 CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO TÁTICO DEFENSIVO DO FUTSAL POR MEIO DO TREINAMENTO EM FORMA DE JOGO Lucas Vieira Santos 1, Osvaldo Costa Moreira 2, Leandro Corrêa Guimarães 3, Próspero Brum Paoli 1 RESUMO

Leia mais

Regulamento de Pebolim - Totó

Regulamento de Pebolim - Totó Regulamento de Pebolim - Totó REGRAS BÁSICAS: As regras básicas são um resumo simplificado das regras oficiais: 1 - INÍCIO DE JOGO O jogo deve começar com os times tirando cara ou coroa (par ou ímpar)

Leia mais

Textos para Leitura e Exploração

Textos para Leitura e Exploração COMPONENTE CURRICULAR DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Textos para Leitura e Exploração Handebol. 8º ano - Ensino Fundamental II Professora: Raísa Prado. 1º Bimestre / 2016. Página 1 História do handebol Em 29 de outubro

Leia mais

Futebol. Origem. Caraterização

Futebol. Origem. Caraterização Origem Foi na Grã-Bretanha, durante o Séc. XIX que as suas regras começaram a ser definidas e a aproximar-se das que hoje são praticadas. O primeiro regulamento data de 1823 e a primeira associação de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DA LOUSÃ

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DA LOUSÃ 1 ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DA LOUSÃ Objectivo Ser capaz de realizar uma corrida com barreiras - ritmada em velocidade máxima. Princípios a considerar Um barreirista é também um velocista Correr rápido

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO - FUTSAL JOGOS INTERCAMPI DOS SERVIDORES

REGULAMENTO ESPECÍFICO - FUTSAL JOGOS INTERCAMPI DOS SERVIDORES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COORDENAÇÃO DE ATENÇÃO À SAÚDE DO SERVIDOR REGULAMENTO ESPECÍFICO

Leia mais

Divisão dos Aspectos Técnicos do Futebol

Divisão dos Aspectos Técnicos do Futebol Divisão dos Aspectos Técnicos do Futebol FUNDAMENTOS TÉCNICOS DO FUTEBOL Aspectos Gerais - Técnica Deve-se ter em mente que introduzir jovens iniciantes em um jogo complexo como o futebol pode resultar

Leia mais

Atividades rítmicas e expressão corporal

Atividades rítmicas e expressão corporal Atividades rítmicas e expressão corporal LADAINHAS CANTIGAS BRINQUEDOS CANTADOS FOLCLORE MOVIMENTOS COMBINADOS DE RÍTMOS DIFERENTES RODAS Estas atividades estão relacionados com o folclore brasileiro,

Leia mais

Procedimento para a Implantação de Sinalização de Regulamentação de Velocidades nas Rodovias Estaduais

Procedimento para a Implantação de Sinalização de Regulamentação de Velocidades nas Rodovias Estaduais Procedimento para a Implantação de Sinalização de Regulamentação de Velocidades nas Rodovias Estaduais 1. Objetivo: O presente Procedimento, visa estabelecer critérios e diretrizes para a implantação de

Leia mais

JOGOS DE INTEGRAÇÃO Campus Santo Ângelo

JOGOS DE INTEGRAÇÃO Campus Santo Ângelo JOGOS DE INTEGRAÇÃO 2015 Campus Santo Ângelo REGULAMENTO - JOGOS DE INTEGRAÇÃO 22 de Agosto de 2015 DAS FINALIDADES CAPÍTULO I Art. 1º - Os JOGOS DE INTEGRAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA/ CÂMPUS

Leia mais

Centro de Treinos do Núcleo de Árbitros de Futebol da Zona dos Mármores Professor Jorge Pombo Semana de Treinos Nº37 14 Abril 2014 (Segunda-Feira)

Centro de Treinos do Núcleo de Árbitros de Futebol da Zona dos Mármores Professor Jorge Pombo Semana de Treinos Nº37 14 Abril 2014 (Segunda-Feira) Semana de Treinos Nº37 14 Abril 2014 (Segunda-Feira) Tarefa Objetivo Tempo 1. Sessão de natação/hidroginástica (Piscina Municipal Coberta de Borba) com exercícios orientados - Recuperação 50 pelo próprio,

Leia mais

Questões dos 8 anos

Questões dos 8 anos Questões dos 8 anos - 2012 1- A respeito da História do futebol, analise e responda. As figuras acima mostram a evolução do futebol. Embora não exista muita certeza sobre sua origem, historiadores descobriram

Leia mais

Jaraguá Clube Campestre VI Campeonato Interno de Futsal -2015

Jaraguá Clube Campestre VI Campeonato Interno de Futsal -2015 Jaraguá Clube Campestre VI Campeonato Interno de Futsal -2015 INFANTIL REGULAMENTO: A Sub-diretoria de Futsal Infantil de Esportes do Jaraguá Clube Campestre realizará, no período de 30/08 a 14/11/2015.

Leia mais

Treinamento Físico e Técnico para Futebol

Treinamento Físico e Técnico para Futebol Método ANALÍTICO O método analítico onsiste em ensinar destrezas motoras por partes para, posteriormente, uni-las. Desvantagens do método Analítico Treinamento Físico e Técnico para Futebol Como característica

Leia mais

As 11 técnicas fundamentais dos golpes de fundo de quadra

As 11 técnicas fundamentais dos golpes de fundo de quadra As 11 técnicas fundamentais dos golpes de fundo de quadra VERSÃO RESUMIDA Introdução do manual É feito para quem quer resultados, tenistas ou professores! 1 Simples e completo! 11 fundamentos que tratam

Leia mais

APRENDIZAGEM DO HANDEBOL

APRENDIZAGEM DO HANDEBOL APRENDIZAGEM DO HANDEBOL Prof. Ricardo Oliveira Universidade Paulista - UNIP Caracterização O Handebol é um jogo onde cada equipe procura lançar a bola no gol da equipe adversária e protegerseuprópriogoldoataqueadversário

Leia mais

Associação de Futebol de Vila Real

Associação de Futebol de Vila Real Época 2007/08 Teste Escrito n.º 16 Candidatos aos Quadros acionais (Grupo C) Vila Real, 26 de Janeiro de 2008 Duração de 60 minutos ão Responder apenas Sim ou ão Cotação (Certa 5; parcial/ certa sem falha

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L - 2º C I C L O

P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L - 2º C I C L O DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FISICA ANO: 5º, 6º TURMAS: A, B, C ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L - 2º C I C L O DE AÇÃO No 5º e 6º ano o aluno deverá adquirir competências de nível "introdução"

Leia mais

O que é o Basquetebol? O Campo Jogadores

O que é o Basquetebol? O Campo Jogadores Caraterização Educação Física Agrupamento de Escolas Martim de Freitas Francisco Pinto O que é o? A equipa e o Campo O é um jogo desportivo colectivo praticado por duas equipas, cujos objectivos são introduzir

Leia mais

A história do basquetebol

A história do basquetebol O Basquetebol A história do basquetebol Porque foi criado? Em Dezembro de 1891, o professor de educação física de Springfield College em Massachusetts, Estados Unidos, James Naismith, recebeu uma tarefa

Leia mais

REGRAS OFICIAIS (simplificadas) O CAMPO O MATERIAL OS JOGADORES O SORTEIO. O campo deve ser traçado como mostra o diagrama. O volante e a raqueta

REGRAS OFICIAIS (simplificadas) O CAMPO O MATERIAL OS JOGADORES O SORTEIO. O campo deve ser traçado como mostra o diagrama. O volante e a raqueta REGRAS OFICIAIS (simplificadas) O CAMPO O campo deve ser traçado como mostra o diagrama. O MATERIAL O volante e a raqueta OS JOGADORES O jogo pode ser disputado por dois jogadores de cada lado (pares Homens,

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: OS PRIMEIROS PASSOS DE UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL1 1

TRANSFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: OS PRIMEIROS PASSOS DE UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL1 1 TRANSFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: OS PRIMEIROS PASSOS DE UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL1 1 Isadora Somavila 2, Fernando Jaime González 3. 1 Trabalho vinculado ao projeto Transformação da Educação

Leia mais

II JORNADA DE AVALIAÇÃO PSICOLÒGICA DETRAN /RS

II JORNADA DE AVALIAÇÃO PSICOLÒGICA DETRAN /RS II JORNADA DE AVALIAÇÃO PSICOLÒGICA DETRAN /RS Os limites da técnica na avaliação psicológica para fins de habilitação Adriana Sylla Pereira Santos adrianasps@terra.com.br Os limites da técnica na avaliação

Leia mais

MBA em Gerenciamento de Projetos. Teoria Geral do Planejamento. Professora: Maria Erileuza do Nascimento de Paula

MBA em Gerenciamento de Projetos. Teoria Geral do Planejamento. Professora: Maria Erileuza do Nascimento de Paula MBA em Gerenciamento de Projetos Teoria Geral do Planejamento Professora: Maria Erileuza do Nascimento de Paula SOBRAL - CE 2014 O que é Planejamento É um processo contínuo e dinâmico que consiste em um

Leia mais

Federação Portuguesa de Basquetebol

Federação Portuguesa de Basquetebol Federação Portuguesa de Basquetebol UM RUMO PARA A APROXIMAÇÃO EUROPEIA Orlando Simões 2009 UM RUMO PARA A APROXIMAÇÃO EUROPEIA Enquanto técnico com larga experiência, não duvidamos nem por um momento

Leia mais

Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO

Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO Processo para o ensino do futebol/ futsal A metodologia para o ensino do futebol até a especialização

Leia mais

38º ZESKAMP Regulamento

38º ZESKAMP Regulamento 38º ZESKAMP 2016 Regulamento Art. 1º - Poderão participar dos jogos: atletas holandeses, descendentes, casados com holandeses ou casados com descendentes. Os casos excepcionais deverão ser apresentados

Leia mais

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA 2016

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA 2016 Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA 2016 Prova 24 2º Ciclo/ 6º Ano de escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012,

Leia mais

Torneio das Habilidades

Torneio das Habilidades Torneio das Habilidades de maio de 2016 10:45 h Regulamento Torneio das Habilidades O torneio das habilidades decorrerá no Complexo Desportivo de Amarante, no dia a partir das 10:15h. Este torneio é destinado

Leia mais

Escola Secundária De São Pedro Da Cova. Voleibol Ano lectivo 2010/2011 1

Escola Secundária De São Pedro Da Cova. Voleibol Ano lectivo 2010/2011 1 Escola Secundária De São Pedro Da Cova Voleibol 25-01-2011 Ano lectivo 2010/2011 1 índice Serviço Recepção Passe de costas Remates Manchete Situação de jogo Vídeo Objectivo do jogo Terreno de jogo Toques

Leia mais

INÉRCIA E MOVIMENTO SEM ACELERAÇÃO

INÉRCIA E MOVIMENTO SEM ACELERAÇÃO TEORIA 1. Olha só que brincadeira legal e fácil de ser executada. A situação ilustrada na figura 1, abaixo representa o movimento de uma pequena pedra presa na extremidade de um barbante. Uma pessoa segurando

Leia mais

DGEstE - Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE MARCO DE CANAVESES (150745) NIPC

DGEstE - Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE MARCO DE CANAVESES (150745) NIPC Prova código 311 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Educação Física 2016 12.º ano de Escolaridade O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência à frequência da disciplina

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA - 2015...o brinquedo desperta interesse e curiosidade... Rubem Alves Autora: Rita Siqueira Público alvo: alunos

Leia mais

Nome: Inês Rodrigues Número: 10 Turma: 9ºC Disciplina: Ed. Física Professor: Mónica Capitão

Nome: Inês Rodrigues Número: 10 Turma: 9ºC Disciplina: Ed. Física Professor: Mónica Capitão Nome: Inês Rodrigues Número: 10 Turma: 9ºC Disciplina: Ed. Física Professor: Mónica Capitão - BASQUETEBALL O basquete é um desporto coletivo inventado em 1891 pelo professor de educação física canadense

Leia mais