ALTERNATIVAS DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO EM CASOS DE AUSÊNCIA DE UM INCISIVO CENTRAL SUPERIOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ALTERNATIVAS DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO EM CASOS DE AUSÊNCIA DE UM INCISIVO CENTRAL SUPERIOR"

Transcrição

1 ALTERNATIVAS DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO EM CASOS DE AUSÊNCIA DE UM INCISIVO CENTRAL SUPERIOR Orthodontic treatment alternatives in cases of a missing upper central incisor Lívia Barbosa LORIATO* Cassio Rocha SOBREIRA* Hélio Henrique de Araújo BRITO** Heloísio de Rezende LEITE*** * Mestrandos em Ortodontia da PUC Minas ** Mestre em Ortodontia pela FO/UFRJ. Professor do curso de Mestrado em Ortodontia da PUC Minas *** Mestre em Ortodontia pela Universidade de Pittsburgh (EUA). Professor do curso de Mestrado em Ortodontia da PUC Minas Endereço principal para correspondência: Lívia Barbosa Loriato Av. Dom José Gaspar, 500 Prédio 46 1 andar Bairro Coração Eucarístico Campus PUC Minas CEP: Belo Horizonte MG

2 ALTERNATIVAS DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO EM CASOS DE AUSÊNCIA DE UM INCISIVO CENTRAL SUPERIOR Orthodontic treatment alternatives in cases of a missing upper central incisor RESUMO O traumatismo dentário é uma das causas mais comuns de perda dos incisivos centrais permanentes superiores. Em tais casos, uma desarmonia funcional e estética ocorre entre os arcos dentários havendo necessidade de intervenção odontológica. O plano de tratamento deve basear-se em um minucioso diagnóstico considerando a possibilidade de fechamento do espaço ortodonticamente ou uma combinação entre manutenção e/ou recuperação de espaço por meio de mecânica ortodôntica e substituição protética do dente ausente. O presente trabalho discute particularidades relacionadas ao diagnóstico, planejamento e tratamento de tais casos ilustrando esses métodos com dois casos clínicos. PALAVRAS-CHAVE: planejamento ortodôntico, ausência dentária, incisivo central superior

3 INTRODUÇÃO O traumatismo dentário é um evento de ocorrência comum em crianças, acometendo principalmente os incisivos centrais superiores, devido a sua posição anterior na arcada dentária. Muitas vezes, tais acidentes levam a seqüelas que podem culminar com a perda do dente. Nesses casos, normalmente existe necessidade de tratamento ortodôntico e, portanto, deve-se levar em consideração tal perda no planejamento do caso, a fim de se obterem, ao final do tratamento, melhores resultados estéticos e funcionais. Dessa forma, além da escolha por tratamento ortodôntico pré-protético com abertura de espaço para reposição do elemento perdido com a colocação de um implante osseointegrado ou prótese adesiva, existe também a opção de tratamento com fechamento do espaço do elemento perdido e substituição pelo dente vizinho, seguido de transformação estética e funcional. O planejamento e a decisão do melhor tratamento a ser instituído devem ser feitos com base nos dados diagnósticos, características do paciente e limitações inerentes ao caso. O objetivo desse trabalho é discutir as opções de tratamento ortodôntico quando há perda de um incisivo central superior. Além disso, serão apresentados dois casos clínicos cujas abordagens terapêuticas foram distintas, porém, com resultados finais satisfatórios e estáveis. REVISÃO DA LITERATURA O traumatismo dentário é uma das causas físicas da reabsorção dentária inflamatória relacionada por CONSOLARO (2002). Quanto maior o dano provocado na superfície dentária pelo traumatismo, maior será a possibilidade de reabsorção devido à exposição de maior área mineralizada à ação clástica.

4 ANDREASEN (1985) demonstrou que a reabsorção externa ocorre frente a um trauma, mas também pode ser devido a uma injúria ao ligamento periodontal, como as relacionadas à terapia ortodôntica, periodontal e endodôntica. Quando as estruturas de sustentação do dente são traumatizadas, pode ocorrer a reabsorção externa originada no ligamento periodontal. Dessa forma, o processo inflamatório no tecido agredido está em contato direto com o cemento, permitindo que a reabsorção externa se instale. Esse tipo de reabsorção pode ser irreversível e causar a perda do elemento dentário. A extração de dentes devido a traumatismos pode ser uma alternativa na elaboração do plano de tratamento ortodôntico, possibilitando resultados bastante satisfatórios. Na Ortodontia contemporânea, há uma tendência racional para padrões diferentes de extrações, devendo o profissional estar ciente de que, com uma adequada seleção e condução dos casos, os tratamentos podem ser solucionados de maneira otimizada e com excelentes resultados, satisfazendo a função, estabilidade e estética (RIZZATO et al., 2004). KOKICH e SHAPIRO (1984) afirmaram que a indicação ortodôntica da extração de um incisivo permanente torna-se totalmente viável do ponto de vista mecânico, estético, morfológico e periodontal, mas, se não for realizado um cuidadoso planejamento, discrepâncias oclusais resultantes não serão solucionadas satisfatoriamente. O tratamento ortodôntico dos casos em que há perda de um elemento dentário, especialmente em regiões estéticas como a de um incisivo central superior, pode envolver diferentes abordagens. Com relação ao fechamento de espaço, CZOCHROWSKA et al. (2003) citaram como alternativas de tratamento implantes dentários e próteses adesivas. Entretanto, acrescentaram que o planejamento, em cada situação, depende de alguns fatores como o número de dentes perdidos, oclusão, condição do espaço edêntulo, idade do paciente, seu aspecto facial, padrão de crescimento, morfologia dentária e a

5 necessidade de tratamento ortodôntico, sendo, muitas vezes, importante uma abordagem interdisciplinar. SCHWANINGER e SHAYE (1977) apresentaram algumas considerações com relação à perda de incisivos superiores, sugerindo alternativas de tratamento. Entre elas, citaram a manutenção ou recuperação do espaço seguida de reconstrução protética, ou o fechamento de espaço e estabelecimento de uma relação posterior unilateral de Classe II, o fechamento de espaço e extração de dentes no arco inferior para estabelecer uma relação posterior de Classe I ou a transferência do espaço da região anterior para a posterior, estabelecendo uma relação posterior de Classe I seguida de reconstrução protética. ROSSI et al. (2003) relacionam como fatores favoráveis ao fechamento de espaço a idade pouco avançada do paciente, espaço edêntulo pequeno, boa condição periodontal, maior vida útil do tratamento e o grau de verticalização dos dentes a serem mesializados, dando-se atenção especial ao nível de atrofia do osso alveolar da região edêntula. Áreas de extrações com pequena quantidade de espaço medular podem dificultar o tratamento, mas os autores afirmam que esta não é uma contra-indicação absoluta para a movimentação dentária no local. Os critérios de diagnóstico que definirão o curso do tratamento devem se basear em características individuais dos pacientes. SCHWANINGER e SHAYE (1977) incluem a relação esquelética, perfil, padrão de crescimento, perímetro do arco, inclinação dos dentes, estética dentária, como a morfologia e cor dos dentes, e a oclusão como fatores essenciais para o diagnóstico. A presença de diastemas no arco pode contra-indicar o total fechamento de espaços, já que a tendência de recidiva é alta. Em casos de apinhamento, o fechamento de espaços estará associado a uma recidiva mínima. Nos casos em que caninos forem posicionados no lugar de incisivos laterais, fatores como cor e forma devem ser considerados, necessitando algumas vezes de procedimentos de

6 clareamento dentário e ameloplastia para o recontorno dentário, de forma a evitar uma aparência desarmônica do sorriso. RIZZATTO et al. (2004) afirmam que caninos mais volumosos e escuros, podem influenciar o plano de tratamento. Durante a execução do plano de tratamento, RIZZATTO et al. (2004) ressaltam a importância de saúde dentária e dos tecidos de suporte, pois o histórico de traumatismo, além de processos patológicos associados, como reabsorções radiculares, muitas vezes, inviabilizam a permanência de outros elementos dentários, contra-indicando a terapia por fechamento de espaços. CÂMARA (2000) coloca o conhecimento da relação entre lábios, incisivos superiores e sorriso como essencial para obtenção de resultados excelentes, além das relações interdisciplinares para a compreensão da seqüência ideal do tratamento para resolução de problemas estéticos funcionais. SCHWANINGER e SHAYE (1977) relacionaram alguns procedimentos comuns no tratamento de casos com ausência de incisivo superior, entre eles: 1) quando incisivos laterais são posicionados mesialmente para repor os centrais perdidos, cuidado deve ser tomado quanto ao paralelismo ou mesmo a uma ligeira convergência das raízes; 2) caninos substituindo incisivos laterais devem ter sua anatomia modificada, evitando contatos prematuros e melhorando a estética; 3) pré-molares na posição de caninos devem ter a cúspide palatina reduzida para eliminar contatos prematuros; 4) procedimentos como fibrotomia e ressecção do tecido mole interproximal podem minimizar recidivas; 5) em casos de reposição protética, o tratamento ortodôntico deve ser realizado de forma a diminuir o período de contenção e a necessidade de próteses temporárias. CZOCHROWSKA et al. (2003) realizaram um estudo para avaliar se o fechamento de espaço fornece resultados aceitáveis sob uma perspectiva do profissional e do paciente. A partir de uma amostra de pacientes selecionados e tratados dessa maneira,

7 concluíram que a mesialização do incisivo lateral para substituição de um incisivo central ausente é uma modalidade válida, desde que existam indicações para esse tipo de tratamento e que refinamento ortodôntico e restaurador seja realizado. ROBERTSSON e MOHLIN (2000) afirmaram que a ausência de um incisivo é um desafio para um planejamento efetivo e que as duas alternativas de tratamento principais, ou seja, fechamento de espaço ou abertura para reposição protética, podem comprometer a estética, a saúde periodontal e a função. Dessa forma, realizaram um estudo retrospectivo examinando pacientes tratados com ausência congênita de incisivo lateral para comparar a opinião do paciente quanto ao resultado estético, com a opinião de dentistas quanto à função oclusal e saúde periodontal. Dos 50 pacientes avaliados, 30 foram submetidos ao fechamento de espaço e 20 tratados com abertura de espaço e reposição protética. Os pacientes tratados com fechamento de espaço estavam mais satisfeitos com a estética dentária do que os que receberam próteses. Os pacientes com reposição protética apresentavam uma piora na saúde periodontal, com acúmulo de placa e gengivite. Assim, concluíram que o fechamento de espaços ortodonticamente é um processo que apresenta vantagens por produzir resultados estéticos bastante satisfatórios e possibilitar a manutenção de uma condição periodontal melhor que os casos tratados com reabilitações protéticas. RELATO DOS CASOS Caso 1 Paciente G.T.V.V., do sexo masculino, aos 12 anos e 7 meses de idade procurou por tratamento ortodôntico queixando-se de um dente escurecido na região anterior. Durante a anamnese, exame clínico e radiográfico, verificou-se que o elemento 21

8 apresentava-se com prognóstico sombrio devido à reabsorção radicular externa causada por um traumatismo dentário (FIGURA 1). O perfil facial apresentava-se reto, com uma ligeira biprotrusão labial. O sorriso era normal, com adequada exposição dentária e gengival. Na análise dentária, o paciente apresentava apinhamento anterior superior e inferior, com discrepância de modelo negativa em ambos os arcos e relação de molares e caninos em Classe I (FIGURA 1). Cefalometricamente, apresentava equilíbrio maxilo-mandibular e Classe I esquelética, com biprotrusão dentária e altura facial anterior inferior normal, de acordo com a análise arqueal de SASSOUNI (1955) (FIGURA 2).

9 FIGURA 1. Fotos faciais e intrabucais iniciais; radiografia periapical inicial do 21. FIGURA 2. Telerradiografia inicial e traçado cefalométrico de SASSOUNI. Optou-se por um tratamento com aparelho fixo superior e inferior, extração de três primeiros pré-molares (elementos 14, 34 e 44) e do incisivo central condenado (elemento 21), com sua substituição pelo incisivo lateral do mesmo lado (elemento 22). Conseqüentemente, o canino estaria na posição do incisivo lateral, bem como o primeiro pré-molar no lugar do canino. Utilizou-se como auxiliar para ancoragem um aparelho extra-oral cervical. Após um ano de tratamento, o elemento 22 estava bem posicionado em reposição ao elemento 21 (FIGURA 3), quando então foi realizada uma restauração provisória com resina composta para transformá-lo morfologicamente em um incisivo central. Seguiu-se a retração dos caninos dos outros quadrantes (elementos 13, 33, e 43) e a mesialização do

10 dente 23 para posicionamento no lugar do incisivo lateral (elemento 22). Após essa fase do tratamento, realizou-se a retração dos dentes anteriores através de arco de fechamento de espaço com fio retangular. Posteriormente, as transformações estéticas e funcionais necessárias foram realizadas, alcançando-se um resultado final satisfatório e estável. FIGURA 3. Incisivo lateral superior esquerdo reposicionado no lugar do incisivo central. O paciente apresentou ao final do tratamento perfil reto, selamento labial passivo, linha de sorriso agradável, Classe I de molares e sobressaliência e sobremordida adequadas (FIGURAS 4 e 5), o que se manteve após 11 anos de contenção (FIGURA 6). A saúde periodontal manteve-se ao longo desse período, além da estabilidade da oclusão.

11 FIGURA 4. Fotografias faciais e intrabucais finais.

12 FIGURA 5. Telerradiografia final e sobreposição (inicial em preto e final em vermelho). Figura 6. Fotos intrabucais após 11 anos de contenção. Caso 2 Paciente L.V.J., do sexo feminino, de 11 anos e 7 meses de idade, procurou por tratamento ortodôntico queixando-se do aspecto estético do seu sorriso pela perda do elemento 21 devido a traumatismo facial. Facialmente, apresentava perfil reto com biprotrusão labial, ausência de selamento labial, exposição excessiva dos incisivos superiores e sorriso gengival. Na análise dentária, a paciente não apresentava os elementos 21, perdido devido a trauma, e 45, que estava impactado conforme mostrou o exame radiográfico, Classe II de molar no lado esquerdo e Classe I no lado direito (pela mesialização do 46), Classe II de caninos, sobressaliência e sobremordida aumentadas (FIGURA 7). Cefalometricamente,

13 apresentava Classe I esquelética, com biprotrusão dentária, e aumento da altura facial anterior inferior de acordo com a análise arqueal de SASSOUNI (1955) (FIGURA 8). FIGURA 7. Fotos faciais e intrabucais iniciais.

14 FIGURA 8. Telerradiografia e traçado de SASSOUNI iniciais. Foi proposto um tratamento com aparelho fixo superior e inferior, extração dos quatro primeiros pré-molares, ancoragem máxima com aparelho extrabucal combinado e barra lingual e abertura de espaço na região anterior (FIGURA 9). Este plano de tratamento tinha como objetivo permitir melhora do perfil facial, obtenção de selamento labial passivo, linha de sorriso mais agradável, corrigir sobressaliência, sobremordida, biprotrusão e apinhamento dentário, além de possibilitar a reposição protética do elemento 21. FIGURA 9. Após abertura de espaço para reposição protética do elemento 21, colocou-se uma coroa provisória.

15 Após remoção do aparelho fixo, foram instalados os aparelhos de contenção e solicitada a reposição protética do elemento 21. Nesse momento, a paciente apresentavase com perfil reto, melhora significativa do selamento labial, linha de sorriso agradável, Classe I de molares e caninos e sobressaliência e sobremordida adequadas, o que se manteve após 9 anos de contenção (FIGURAS 10 e 11). FIGURA 10. Fotos faciais e intrabucais finais.

16 FIGURA 11. Telerradiografia final e sobreposição (inicial em preto e final em vermelho). FIGURA 12. Fotos intrabucais após 9 anos de contenção. DISCUSSÃO Em casos de perda de incisivo central superior por trauma, diferentes tratamentos podem ser feitos e a decisão de se fechar o espaço ortodonticamente ou abrir/manter um espaço para reconstituição protética deve ser avaliada pelo ortodontista e discutida com o paciente, que, em última instância, escolherá o tipo de tratamento a ser instituído. Diversos estudos na literatura consideram essas duas possibilidades de tratamento, como os de SCHWANINGER e SHAYE (1977), ROBERTSSON e MOHLIN (2000), SANTOS- PINTO et al. (2002) e CZOCHROWSKA et al. (2003). Os dados diagnósticos, características e idade do paciente e limitações inerentes ao caso devem ser considerados em qualquer planejamento ortodôntico. Em casos

17 atípicos, com a ausência de um incisivo central superior, maior atenção deve ser dispensada, além de uma boa relação com o paciente para os esclarecimentos necessários. O ortodontista deve apresentar as possibilidades de tratamento e explicar as vantagens e desvantagens de cada uma. SANTOS-PINTO et al. (2002) ressaltam que a opinião do paciente deve ser levada em consideração, devendo o mesmo estar consciente que o fechamento do espaço tem como vantagens a falta de necessidade da intervenção protética, mas geralmente está associado a um tratamento ortodôntico mais longo e complexo. Por outro lado, os casos de manutenção do espaço apresentam a desvantagem de haver um envolvimento protético e/ou de implantes. Os casos apresentados neste artigo demonstram essas duas diferentes abordagens de tratamento ortodôntico para uma situação similar de perda de um incisivo central permanente superior. Diante da perda de um incisivo permanente, o ortodontista deve compreender as limitações e dificuldades do tratamento, tanto sob o ponto de vista estético, quanto mecânico e funcional, como ressaltado por KOKICH e SHAPIRO (1984) no sentido de se realizar um cuidadoso planejamento para que não ocorram discrepâncias oclusais comprometedoras. Em qualquer situação, a maior ênfase deve ser dada a um cuidadoso diagnóstico e planejamento do caso. No primeiro caso apresentado, a decisão pelo fechamento de espaço ocorreu devido ao padrão morfogenético apresentado pelo paciente, ou seja, um padrão de Classe I com biprotrusão. O padrão diferente de extração de três primeiros pré-molares e do incisivo central comprometido visou melhorar a estética facial e o aspecto funcional do paciente, permitindo uma solução de maneira otimizada, de forma a satisfazer a função, estabilidade e estética, conforme afirmaram RIZZATO et al. (2004). A idade do paciente também foi considerada no planejamento do caso, já que alguns autores como CZOCHROWSKA et al. (2003) e ROSSI et al. (2003) já ressaltaram

18 que a idade é um fator decisivo. Dessa forma, em pacientes mais jovens, deve-se evitar um planejamento que envolva prótese ou implante dentário. Nos pacientes que ainda possuem crescimento crânio-facial, a colocação de implante deverá ser adiada até o fim do crescimento, podendo isso ser uma desvantagem no planejamento. Entretanto, em casos de fechamento de espaço, a necessidade de maior controle da mecânica ortodôntica aplicada deve ser considerada. SANTOS-PINTO et al. (2002) afirmaram que essa abordagem envolve um tratamento ortodôntico mais longo e complexo. Além disso, este caso clínico está de acordo com as conclusões de CZOCHROWSKA et al. (2003) de que a mesialização do incisivo lateral para substituição de um incisivo central ausente é uma modalidade válida quando existem indicações para esse tipo de tratamento e se realiza refinamento ortodôntico e restaurador. A inter-relação com outras áreas como a Dentística Restauradora e Estética permitiram o aprimoramento dos resultados. As diferenças morfológicas e de cor dos dentes reposicionados, ou seja, incisivo lateral, canino e pré-molar do lado esquerdo, puderam ser alteradas com restaurações em resina composta e ameloplastia. Esse envolvimento interdisciplinar também foi enfatizado por SCHWANINGER e SHAYE (1977), CÂMARA (2000) e CZOCHROWSKA et al. (2003). O segundo caso clínico apresentado, em que se manteve o espaço aberto e se realizou a reposição do incisivo central perdido com uma prótese adesiva, também se mostrou uma boa opção de tratamento. CZOCHROWSKA et al. (2003) citaram a colocação de próteses adesivas no planejamento ortodôntico de pacientes com perda dentária. A abordagem protética também foi considerada por SCHWANINGER e SHAYE (1977), ROBERTSSON e MOHLIN (2000) e SANTOS-PINTO et al. (2002).

19 Nos casos de manutenção do espaço, SANTOS-PINTO et al. (2002) enfatizaram que se deve esperar a colocação da prótese definitiva utilizando uma contenção que mantenha o espaço conquistado anteriormente, o que foi executado no caso apresentado. Essa abordagem permitiu um tratamento ortodôntico mais simples sob o aspecto biomecânico e com menor tempo de tratamento, associado a uma solução eficaz. Entretanto, no estudo de ROBERTSSON e MOHLIN (2000), os pacientes com reposição protética apresentaram uma piora na saúde periodontal, com acúmulo de placa e gengivite, o que não ocorreu no caso apresentado neste artigo, mesmo após um período de 9 anos de contenção. A TABELA 1 apresenta alguns aspectos úteis a serem discutidos para definição do melhor plano de tratamento para um determinado caso. TABELA 1: Aspectos a serem avaliados na decisão de fechamento ou abertura/manutenção de espaço em caso de perda de incisivo central superior. Aspectos do Tratamento Fechamento Abertura/ Manutenção Paciente jovem Mais indicado Menos indicado Técnica ortodôntica Mais complexa Menos complexa Presença de boa oclusão posterior Menos indicado Mais indicado Outros dentes perdidos Menos indicado Mais indicado Espaço edêntulo pequeno Mais indicado Menos indicado Canino com coloração mais escura Menos indicado Mais indicado Tempo de tratamento ortodôntico Mais longo Mais curto Especialidades normalmente envolvidas Ortodontia e Ortodontia, Prótese Dentística e Implantodontia Custo Menor Maior Vida útil do tratamento Maior Menor Necessidade de maior retração ou biprotrusão excessiva Menos indicado Mais indicado

20 CONCLUSÃO O papel do ortodontista, utilizando todos os recursos diagnósticos a sua disposição e conhecendo todas as limitações, vantagens e desvantagens de cada abordagem terapêutica, é de decidir pelo melhor planejamento do tratamento, individualizando cada caso. Neste trabalho, foram apresentados dois casos de perda de um incisivo central superior, que, apesar de haver este dado em comum, foram submetidos a diferentes opções de tratamento: um com fechamento do espaço edêntulo e outro com abertura e reposição protética do elemento perdido. Em ambos obtiveram-se excelentes resultados, alcançando a satisfação dos pacientes e atendendo aos requisitos estéticos e funcionais. Dessa forma, o ortodontista deve ter conhecimento e treinamento necessários e dar atenção às características faciais, esqueléticas e dentárias de cada paciente, permitindo a decisão pela melhor opção de tratamento em cada caso.

21 ABSTRACT Dental trauma is a common cause of loss of the upper permanent central incisor. In such cases, the resultant functional and esthetic disharmony requires a multidisciplinary approach. The treatment plan must be based on a careful diagnosis. The possibilities of closing the space orthodontically or maintaining it for a future prosthetic reconstruction must be taken into consideration. This case report illustrates two options for treating these problems and discusses the several aspects regarding the diagnosis and treatment plan for missing upper permanent central incisor. KEY-WORDS: orthodontic treatment planning, dental missing, upper central incisor REFERÊNCIAS ANDREASEN JO. External root resorption: its implication in dental traumatology, paedodontics, periodontics, orthodontics and endodontics. Int Endod J 1985;18(2): CÂMARA CALP. Tratamento interdisciplinar: ajuste estético de casos ortodônticos atípicos. R Dental Press Ortodon Ortop Facial 2000;5(5): CONSOLARO A. Reabsorções dentárias nas especialidades clínicas. 1ª ed. São Paulo: Dental Press Editora; CZOCHROWSKA EM, SKAARE AB, STENVIK A, ZACHRISSON BU. Outcome of orthodontic space closure with a missing maxillary central incisor. Am J Orthod Dentofac Orthop 2003;123(6): KOKICH VG, SHAPIRO PA. Lower incisor extraction in orthodontic treatment: four clinical reports. Angle Orthod 1984;54(2): RIZZATTO SMD, THIESEN G, REGO MVNN, MARCHIORO EM. A extração de incisivos permanentes com finalidade ortodôntica. R Clin Ortodon Dental Press 2004;3(2): ROBERTSSON S, MOHLIN B. The congenitally missing upper lateral incisor: a prospective study of orthodontic space closure versus restorative treatment. Eur J Orthod 2000;22(6): ROSSI NJ, ROSSI RC, ROSSI NJC. Fechamento de espaços em áreas de anodontias e extrações com seqüelas de pouco osso medular. Ortodontia 2003;1: SANTOS-PINTO A, RAVELI DB, CHIAVINI PCR, PAULIN RF, JACOB HB. Tratamento de ausência congênita de incisivo lateral superior por meio da recuperação de espaço para colocação de implante dentário ou fechamento de espaços Relato de casos. R Dental Press Ortodon Ortop Facial 2002;7(3): SASSOUNI V. A roentgenographic cephalometric analysis of cephalo-facial-dental relationships. Am J Orthod 1955;41(6): SCHWANINGER B, SHAYE R. Management of cases with upper incisors missing. 1977;71(4): Am J Orthod

22 DECLARAÇÃO Título do artigo: ALTERNATIVAS DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO EM CASOS DE AUSÊNCIA DE UM INCISIVO CENTRAL SUPERIOR Os autores abaixo assinados submetem o trabalho intitulado acima à apreciação do JBO Jornal Brasileiro de Ortodontia & Ortopedia Facial para ser publicado. Declaramos estar de acordo que os direitos autorais referentes ao citado trabalho tornemse propriedade exclusiva do JBO desde a data de sua submissão, sendo vedada qualquer reprodução total ou parcial, em qualquer outra parte ou meio de divulgação de qualquer natureza, sem que a prévia e necessária autorização seja solicitada e obtida junto ao JBO. No caso de o trabalho não ser aceito, a transferência de direitos autorais será automaticamente revogada, sendo feita a devolução do citado trabalho por parte do JBO. Declaramos ainda que é um trabalho original, sendo que seu conteúdo não foi ou está sendo considerado para publicação em outra revista, quer no formato impresso ou eletrônico. Concordamos com os direitos autorais da revista sobre o mesmo e com as normas acima descritas, com total responsabilidade quanto às informações contidas no artigo, assim como em relação às questões éticas. Data: / / Nome dos autores: Lívia Barbosa Loriato Cassio Rocha Sobreira Assinatura: Hélio Henrique de Araújo Brito Heloísio de Rezende Leite

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO 474 UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO Fábio André Werlang 1 Marcos Massaro Takemoto 2 Prof Elton Zeni 3 RESUMO

Leia mais

CAPÍTULO27. Mestre em Implantodontia - UNISA/SP, Especialista em Prótese Dentária - FOB/USP. 3

CAPÍTULO27. Mestre em Implantodontia - UNISA/SP, Especialista em Prótese Dentária - FOB/USP. 3 223 CAPÍTULO27 Ortodontia estética: uma visão multidisciplinar Carlos Alexandre Câmara 1 Bruno Maia 2 Sérgio Maia 3 1 Especialista em Ortodontia - FO/UERJ, Diplomado - BBO. 2 Mestre em Implantodontia -

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior A RTIGO DE D IVULGA ÇÃO Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior Roberto M. A. LIMA FILHO*, Anna Carolina LIMA**, José H. G. de OLIVEIRA***, Antonio C. de

Leia mais

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report RELATO DE CASO Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report MARCOS VALÉRIO FERRARI 1 JOSÉ RICARDO SCANAVINI 2

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

IGC - Índice do Grau de Complexidade

IGC - Índice do Grau de Complexidade IGC - Índice do Grau de Complexidade Uma medida da complexidade do caso DI -American Board of Orthodontics Autorização American Board of Orthodon1cs- ABO Atualização: 13.05.2013 12. Outros Itens pontuados

Leia mais

REVISTA GESTÃO & SAÚDE (ISSN 1984-8153) EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA LOWER INCISOR EXTRACTION IN ORTHODONTICS

REVISTA GESTÃO & SAÚDE (ISSN 1984-8153) EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA LOWER INCISOR EXTRACTION IN ORTHODONTICS 1 EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA LOWER INCISOR EXTRACTION IN ORTHODONTICS Tatiana Leite Moroz LESSA 1 Elcy ARRUDA 2 Roberley Araújo ASSAD 3 Fabiano Sfier de MELLO 4 Andrea Malluf Dabul de

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes*

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* C a s o C l í n i c o O Má oclusão Classe I de ngle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* Marco ntônio Schroeder** Resumo Este relato de caso descreve o tratamento de

Leia mais

Extração Seriada, uma Alternativa

Extração Seriada, uma Alternativa Artigo de Divulgação Extração Seriada, uma Alternativa Serial Extraction, an Alternative Procedure Evandro Bronzi Resumo A extração seriada é um procedimento ortodôntico que visa harmonizar

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

FACULDADE FUNORTE MIÉCIO CARVALHO GOMES DE SÁ JUNIOR EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR NA ORTODONTIA

FACULDADE FUNORTE MIÉCIO CARVALHO GOMES DE SÁ JUNIOR EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR NA ORTODONTIA FACULDADE FUNORTE MIÉCIO CARVALHO GOMES DE SÁ JUNIOR EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR NA ORTODONTIA JI-PARANÁ- RO 2013 MIÉCIO CARVALHO GOMES DE SÁ JUNIOR EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR NA ORTODONTIA Trabalho

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Montagem das Pastas As pastas devem estar organizadas na seguinte ordem: I- Externo Página Título: colocar na capa frontal da pasta (a capa tem um envelope plástico para esta finalidade). BOARD BRASILEIRO

Leia mais

Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico

Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico Caso Clínico Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico Matheus Melo Pithon*, Luiz Antônio Alves Bernardes** Resumo Com o maior acesso da população aos serviços de saúde bucal houve

Leia mais

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Caso Clínico Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Plínio Coutinho Vilas Boas*, Luís Antônio Alves Bernardes**, Matheus Melo Pithon***, Diogo Piacentini

Leia mais

Excelência estética obtida com diagnóstico, planejamento e tratamento integrados

Excelência estética obtida com diagnóstico, planejamento e tratamento integrados Caso Selecionado Excelência estética obtida com diagnóstico, planejamento e tratamento integrados Carlos Eduardo Francischone O caso clínico apresentado mostra resultados estéticos e funcionais excelentes,

Leia mais

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS Jorge Ferreira Rodrigues 1 Marcella Maria Ribeiro do Amaral Andrade 2 Ernesto Dutra Rodrigues 3 Resumo O tratamento ortodôntico da

Leia mais

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE

Leia mais

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Caso Clínico BBO Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Ione Helena Vieira Portella Brunharo 1 O preparo ortodôntico para tratamento cirúrgico do padrão esquelético de

Leia mais

Carga imediata de arco oclusal pleno com implantes Seven e Mistral

Carga imediata de arco oclusal pleno com implantes Seven e Mistral Maio/Junho 2010 Caso Clínico Carga imediata de arco oclusal pleno com implantes Seven e Mistral Di Alberti L, Donnini F, Camerino M, Di Alberti C, Rossi G, Perfetti G, Dolci M, Trisi P do Department of

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias A escolha dos casos a serem apresentados deverá seguir

Leia mais

OPÇÕES DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO NOS CASOS DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES

OPÇÕES DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO NOS CASOS DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ ACADEMIA CEARENSE DE ODONTOLOGIA CENTRO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA TÁRCIA VIRGÍNIA FALCÃO MARQUES OPÇÕES DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO NOS CASOS DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS

Leia mais

Utilização da crista ilíaca nas reconstruções ósseas da cavidade oral. Relato de caso

Utilização da crista ilíaca nas reconstruções ósseas da cavidade oral. Relato de caso Artigo Inédito 1 41 2 42 3 4 Utilização da crista ilíaca nas reconstruções ósseas da cavidade oral. Relato de caso 43 44 7 47 8 9 Claudio Ferreira NóIA*de OlIveIRA**NóIA*** Rafael Ortega lopes****mazzonetto*****

Leia mais

AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES: OPÇÕES DE TRATAMENTO

AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES: OPÇÕES DE TRATAMENTO LUCIANA E SILVA NOBRE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES: OPÇÕES DE TRATAMENTO Monografia apresentada à Coordenação do Curso de Especialização Acadêmica em Ortodontia do Centro de Educação Continuada

Leia mais

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function Ponto de Contato Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function José Norberto Garcia Nesello* Manoel Martin Junior** Carlos Marcelo

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3 Série Aparelhos Ortodônticos EXTRABUCAL INTRODUÇÃO A ancoragem extrabucal ainda é um dos recursos mais utilizados e recomendados no tratamento da má oclusão de Classe II, primeira divisão, caracterizada

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Agenesia dentária; Perda de dente; Ortodontia corretiva; Dentística operatória.

PALAVRAS-CHAVE: Agenesia dentária; Perda de dente; Ortodontia corretiva; Dentística operatória. CASO CLÍNICO Tratamento Ortodôntico em Pacientes com Agenesia dos Incisivos Laterais Superiores Integração Ortodontia e Orthodontic Treatment in Pacients with Congenital Absence of Maxillary Lateral Incisors

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

O QUE É A TÃO FALADA CARGA IMEDIATA?

O QUE É A TÃO FALADA CARGA IMEDIATA? 1 O QUE É A TÃO FALADA CARGA IMEDIATA? A descoberta da Osseointegração pelo professor Brånemark, na década de 50, revolucionou a reabilitação dos pacientes com ausências dentárias, com a utilização dos

Leia mais

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente,

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente, Série Aparelhos Ortodônticos MÁSCARA FACIAL INTRODUÇÃO Inúmeras formas de tratamento têm sido relatadas para a correção precoce da má oclusão de Classe III. No entanto, talvez por muitos casos necessitarem

Leia mais

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral 36 MAXILLARIS OUTUBRO 2015 Ciência e prática : Margarida Malta Médica dentista. Licenciada no Instituto Superior de Ciencias da Saúde

Leia mais

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Caso Clínico O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Alexandre de Almeida Ribeiro* Resumo A morfologia do arco dentário está relacionada diretamente com as demais partes

Leia mais

FECHAMENTO DE ESPAÇOS

FECHAMENTO DE ESPAÇOS FECHAMENTO DE ESPAÇOS Rua 144, n 77 - Setor Marista - Goiânia (GO) - CEP 74170-030 - PABX: (62) 278-4123 - 1 - Introdução Podemos definir essa etapa do tratamento ortodôntico como aquela onde o principal

Leia mais

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes.

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes. ELEMENTOS ESSENCIAIS DE DIAGNÓSTICO Prof. Hélio Almeida de Moraes. ÍNDICE INTRODUÇÃO 1 Documentação do Paciente: 2 1- Ficha Clínica:- 2 A- Identificação: 2 B- Anamnese: 3 História da Família 3 História

Leia mais

Mesialização de molares com ancoragem em mini-implantes

Mesialização de molares com ancoragem em mini-implantes A r t i g o In é d i t o Mesialização de molares com ancoragem em mini-implantes Marcos Janson*, Daniela Alcântara Fernandes Silva** Resumo Introdução: é muito comum, na rotina do consultório odontológico,

Leia mais

Qual o estado atual das reabilitações de maxilas atróficas com osseointegração?

Qual o estado atual das reabilitações de maxilas atróficas com osseointegração? Qual o estado atual das reabilitações de maxilas atróficas com osseointegração? Hugo Nary Filho responde O tratamento do edentulismo maxilar, com a utilização de implantes osseointegráveis, vem experimentando

Leia mais

Otimização do mini-implante bene ciando o paciente ortodôntico apresentação de um caso clínico

Otimização do mini-implante bene ciando o paciente ortodôntico apresentação de um caso clínico Otimização do mini-implante bene ciando o paciente ortodôntico apresentação de um caso clínico Optimization of the mini implant benefiting the orthodontic patient - presentation of a clinical case 1 2

Leia mais

REGULAMENTO DE CERTIFICAÇÃO DO BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL (BBO)

REGULAMENTO DE CERTIFICAÇÃO DO BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL (BBO) REGULAMENTO DE CERTIFICAÇÃO DO BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL (BBO) Artigo 1 o O BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL (BBO) tem como um de seus objetivos certificar ortodontistas,

Leia mais

TRAUMATISMO DENTÁRIO EM DENTIÇÃO DECÍDUA UM CASO CLÍNICO DE TRAÇÃO ORTODÔNTICA

TRAUMATISMO DENTÁRIO EM DENTIÇÃO DECÍDUA UM CASO CLÍNICO DE TRAÇÃO ORTODÔNTICA Prémio Ortodontia 2015 TRAUMATISMO DENTÁRIO EM DENTIÇÃO DECÍDUA UM CASO CLÍNICO DE TRAÇÃO ORTODÔNTICA ARTIGO VENCEDOR RESUMO Os traumatismos em dentição decídua poderão afetar a dentição permanente, afetando

Leia mais

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA APROVADO: MEC e CFO 1º. MÓDULO: 1º. DIA: Apresentação da Especialização / Aula teórica de Classificação das Más-oclusões 2º. DIA: Aula teórica de Etiologia

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

Programa Laboratorial (hands on em Manequim)

Programa Laboratorial (hands on em Manequim) PROGRAMA DE CURSO DE EXCELÊNCIA EM ORTODONTIA COM 8 MÓDULOS DE 2 DIAS MENSAIS Prof. ROQUE JOSÉ MUELLER - Tratamento Ortodôntico de alta complexidade em adultos : diagnóstico, planejamento e plano de tratamento.

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia Técnicas radiográficas Divididas em dois grandes grupos: Técnicas Intraorais Profª Paula Christensen Técnicas Radiográficas Técnicas Extraorais Técnicas

Leia mais

Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada

Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada C ASO CLÍNIC O BBO Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada Carlos Alexandre Câmara* Resumo O caso clínico apresentado refere-se ao tratamento de uma paciente com 36 anos,

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

CURSO EXTENSIVO DE ENCERAMENTO E CERÂMICA

CURSO EXTENSIVO DE ENCERAMENTO E CERÂMICA Dr. Dario Adolfi Dr. Ivan Ronald Huanca Duração: 6 meses/módulos de 2 dias. Datas: 11 e 12 de março de 2010 8 e 9 de abril de 2010 13 e 14 de maio de 2010 17 e 18 de junho de 2010 15 e 16 de julho de 2010

Leia mais

Verticalização de Molares

Verticalização de Molares Curso de Aperfeiçoamento em Ortodontia Verticalização de Molares Prof.: Paulo César Principais causas 1. Perdas precoce de molares decíduos Principais causas 2. Anodontia de 2 pré-molares !"#$"$%&'()*(+,($%-"%.+/0.+"123!

Leia mais

EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA

EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA PÂMELA KIMURA FERNANDES PEREIRA SANTO ANDRÉ 2012 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS EXTRAÇÃO DE

Leia mais

TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO.

TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO. TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO....Tip-Edge é um braquete com um slot edgewise modificado, pré-ajustado, que permite inclinação da coroa em uma direção e ainda cria ancoragem através de movimento

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES DENTISTAS

CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES DENTISTAS CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES Dr. Dario Adolfi Dr. Gustavo Javier Vernazza Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Data: 20 a 24 de setembro de 2010 PROGRAMA DO CURSO PRIMERO DIA Dr. Gustavo

Leia mais

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo iagnóstico Análise da Movimentação entária (VTO dentário) Adriano César Trevisi Zanelato*, Hugo José Trevisi**, Reginaldo César Trevisi Zanelato***, André César Trevisi Zanelato*, Renata Chicarelli Trevisi****

Leia mais

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Dica Clínica O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Hallissa Simplício*, Ary dos Santos-Pinto**, Marcus Vinicius Almeida de Araújo***, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas****,

Leia mais

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical Mordida Profunda Definição Trespasse vertical Mordida Profunda Diagnóstico Os fatores que contribuem variam de acordo com a oclusão: u Em boas oclusões é determinda por fatores dentários: t Comprimento

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR PREFEITURA DE BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

Leia mais

Breve Panorama Histórico

Breve Panorama Histórico Análise Facial Breve Panorama Histórico Norman Kingsley Kingsley (final do séc.xix): s a articulação dos dentes secundária à aparência facial. Breve Panorama Histórico Edward Angle (in (início séc. s XX)

Leia mais

Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio

Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio Capítulo Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio 1 Henrique Mascarenhas Villela Andréa Lacerda Santos Sampaio Évelin Rocha Limoeiro Introdução

Leia mais

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes TRAUMATISMO EM DENTES DECÍDUOS E SUA REPERCUSSÃO EM DENTES PERMANENTES JOVENS: RELATO DE CASO Márcia Cançado FIGUEIREDO 1 ;Sérgio Estelita Cavalcante BARROS 1 ;Deise PONZONI 1 Raissa Nsensele NYARWAYA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

REVISTA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTODONTIA

REVISTA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTODONTIA REVISTA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTODONTIA volume 1 número 1 abril / junho 2009 14 Tratamento Integrado Estético e Funcional de Paciente Adulto Functional and Esthetic Integrated treatment in adult

Leia mais

Atendimento Emergencial... Consulta Clinica Geral... Prescrições de Medicamentos... Exames Clínicos Periódicos... RADIOGRAFIAS E EXAMES RADIOLÓGICOS

Atendimento Emergencial... Consulta Clinica Geral... Prescrições de Medicamentos... Exames Clínicos Periódicos... RADIOGRAFIAS E EXAMES RADIOLÓGICOS DESBAN Procedimentos YES EMPRESARIAL SPLIT Cobertura somente na rede credenciada YES EMPRESARIAL SPLIT PLUS Cobertura rede aberta (Reembolso) Atendimento Emergencial...... Consulta Clinica Geral......

Leia mais

A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um. Caso Clínico. Caso Clínico

A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um. Caso Clínico. Caso Clínico Caso Clínico Apresentação ilustrada de casos tratados em Ortopedia, Ortodontia e/ou Cirurgia Ortognática A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um Caso Clínico Os autores apresentam o relato

Leia mais

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Doenças Periodontais Tratamento e Prevenção 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Gengivite e Periodontite Guia para o paciente Aprenda mais sobre as Doenças Periodontais (de gengiva) As doenças

Leia mais

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Figura 9 1A Diagrama de secção transversal mostrando um implante no local do incisivo. A forma côncava do rebordo vestibular é evidenciada.

Leia mais

Tomografia Computorizada Dental

Tomografia Computorizada Dental + Universidade do Minho M. I. Engenharia Biomédica Beatriz Gonçalves Sob orientação de: J. Higino Correia Tomografia Computorizada Dental 2011/2012 + Casos Clínicos n Dentes privados do processo de erupção

Leia mais

Clínica de Preparo Bucal: Indispensável para o Tratamento de Pacientes Parcialmente Desdentados

Clínica de Preparo Bucal: Indispensável para o Tratamento de Pacientes Parcialmente Desdentados Clínica de Preparo Bucal: Indispensável para o Tratamento de Pacientes Parcialmente Desdentados Frederico dos Reis Goyatá 1 Universidade Severino Sombra, curso de Odontologia, Professor de Dentística,

Leia mais

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 01. DIAGNÓSTICO Exame clínico inicial Consultas com hora marcada Exame clínico final Exame admissional (exame de sanidade dentária) 02. ATENDIMENTO DE

Leia mais

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL Vamos descrever a seguir as principais imagens das alterações da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de causas patológicas. FORMA

Leia mais

ORTODONTIA FRENTE ÀS REABSORÇÕES APICAIS E PERIAPICAIS PRÉVIAS OU POSTERIORES AO TRATAMENTO.

ORTODONTIA FRENTE ÀS REABSORÇÕES APICAIS E PERIAPICAIS PRÉVIAS OU POSTERIORES AO TRATAMENTO. ORTODONTIA FRENTE ÀS REABSORÇÕES APICAIS E PERIAPICAIS PRÉVIAS OU POSTERIORES AO TRATAMENTO. ORTHODONTIC TREATMENT S POSSIBILITY IN PRESENCE OF PREVIOUS OR POSTERIOR APICAL AND PERIAPICAL ROOT RESORPTION

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44 Mitos e Verdades da Odontologia Mitos: Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor! Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca.

Leia mais

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência Periodontologia É a disciplina da medicina dentária que se dedica à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças das gengivas e das estruturas de suporte dos dentes. A inflamação e o sangramento das

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS:

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS: 1 2 BANDAS ORTODÔNTICAS Introdução Para entendermos a real importância destes componentes de um aparelho ortodôntico, devemos inicialmente compreender qual a função da bandagem frente à um complexo sistema

Leia mais

ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR NO TRATAMENTO DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES E DE IMPACTAÇÃO DE CANINO SUPERIOR: RELATO DE CASO

ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR NO TRATAMENTO DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES E DE IMPACTAÇÃO DE CANINO SUPERIOR: RELATO DE CASO 1 ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR NO TRATAMENTO DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES E DE IMPACTAÇÃO DE CANINO SUPERIOR: RELATO DE CASO Multidisciplinary approach for agenesis treatment of upper lateral

Leia mais

Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst

Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst 1. Anamnese, exame clínico e exames complementares (inclusive radiográfico); 2. Moldagem e Modelagem para estudo

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X)

TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) Caso clínico realizado pelo especialista em Dentística Restauradora HECTOR GREGORY SOCIAS JUNIOR (República Dominicana).

Leia mais

Boa leitura a todos e aguardamos seus comentários e sugestões. Ricardo Moresca

Boa leitura a todos e aguardamos seus comentários e sugestões. Ricardo Moresca Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):261-274. 261 A Classe II é uma das más oclusões mais frequentes entre os pacientes que buscam pelo tratamento ortodôntico e a sua correção pode representar

Leia mais

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho BRÁQUETES Aparelho Arco E-1886E Partes do aparelho Aparelho Arco E -1886 APARELHO PINO E TUBO - 1912 Arco Cinta -1915 Aparelho Edgewise - 1925 Braquete original Os primeiros bráquetes eram.022 de uma liga

Leia mais

TABELA PARA O AGREGADO FAMILIAR. Tabela 2011

TABELA PARA O AGREGADO FAMILIAR. Tabela 2011 Dental Clinic New Generaction www.newgeneraction.com.pt Os sócios, colaboradores e familiares do SIT, poderão usufruir do Plano de Medicina Oral - DentalClinic New Generaction, mediante o pagamento de

Leia mais

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO DA SOBREMORDIDA: RELATO DE CASO CLÍNICO PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR Monografia

Leia mais

CC oliveira+1.qxp 27/6/12 13:13 Página 48. Displasia ectodérmica hipohidrótica: relato de um caso clínico

CC oliveira+1.qxp 27/6/12 13:13 Página 48. Displasia ectodérmica hipohidrótica: relato de um caso clínico CC oliveira+1.qxp 27/6/12 13:13 Página 48 Displasia ectodérmica hipohidrótica: relato de um caso clínico 48 CC oliveira+1.qxp 27/6/12 13:13 Página 49 Introdução A displasia ectodérmica (ED) é um grupo

Leia mais

Aula 12: ASPECTOS RADIOGRÁFICOS DAS LESÕES PERIODONTAIS

Aula 12: ASPECTOS RADIOGRÁFICOS DAS LESÕES PERIODONTAIS Aula 12: ASPECTOS RADIOGRÁFICOS DAS LESÕES PERIODONTAIS Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Lesões Periodontais Doença inflamatória dos tecidos de suporte dos

Leia mais

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Em um dente íntegro, suas imagens são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Estudamos as imagens das estruturas anatômicas, suas

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) Sobre a reabsorção localizada severa, é correto afirmar que a) os dentes com dilaceração são fatores de risco. b) o tratamento ortodôntico não é o principal fator etiológico.

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

EXCELÊNCIA NOS RESULTADOS

EXCELÊNCIA NOS RESULTADOS INSTITUCIONAL 31 anos no mercado odontológico; Presença com sedes em 10 cidades brasileiras, dentre elas 9 capitais; Solidez e tradição na atenção à Saúde Bucal; Mais de 2 milhões de beneficiários; Mais

Leia mais

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia Diagnóstico - Primeira Consulta Consulta Inicial: É a primeira consulta feita com o cirurgião-dentista, com o objetivo de diagnosticar as patologias presentes e estabelecer o tratamento a ser feito. Exame

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

EM ORTODONTIA LINGUAL

EM ORTODONTIA LINGUAL DEFINIÇÃO DE HONORÁRIOS DE ACORDO COM O GRAU DE COMPLEXIDADE EM ORTODONTIA LINGUAL CÓDIGO DE ÉTICA ODONTOLÓGICO Art. 19. Na fixação dos honorários profissionais, serão considerados: I - condição sócio-econômica

Leia mais

REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO.

REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO. REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO. Caso clínico realizado pelo especialista em Dentística Restauradora

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos

Série Aparelhos Ortodônticos Série Aparelhos Ortodônticos Em geral, o protocolo de tratamento nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, tem sido a disjunção, seguida pela protração da ma-xila. De acordo

Leia mais

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual Universidade de Brasília Departamento de Odontologia OCLUSÃO! NOÇÕES DE OCLUSÃO! Estudo das relações estáticas e dinâmicas entre as estruturas do sistema mastigatório!! Movimentos mandibulares Disciplina

Leia mais

Barra palatina assimétrica em L : ancoragem em casos de Classe II subdivisão tipo 2 tratados com extração de um pré-molar superior

Barra palatina assimétrica em L : ancoragem em casos de Classe II subdivisão tipo 2 tratados com extração de um pré-molar superior caso clínico Barra palatina assimétrica em L : ancoragem em casos de Classe II subdivisão tipo 2 tratados com extração de um pré-molar superior L-shaped asymmetrical palatal bar: anchorage in Class II

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1)

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Artigo de Divulgação Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Treatment of a Class III, Subdivision Malocclusion: A Case Report (Part 1) Guilherme R.

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA

RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA FOL Faculdade de Odontologia de Lins / UNIMEP RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA GUIDELINES ON THE USE OF SPACE REGAIN RENATO RODRIGUES DE ALMEIDA Professor assistente doutor do Departamento

Leia mais