Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico"

Transcrição

1 Caso Clínico Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico Matheus Melo Pithon*, Luiz Antônio Alves Bernardes** Resumo Com o maior acesso da população aos serviços de saúde bucal houve um declínio na doença cárie dental e consequentemente diminuição da perda prematura dos dentes. Com isso mais pacientes chegam a idade adulta com seus dentes na boca e, conseqüentemente, tem aumentado dia a dia a quantidade de pacientes adultos que procuram tratamento ortodôntico buscando uma melhor estética dentária e facial. O objetivo deste trabalho foi relatar um caso clínico de tratamento ortodôntico em paciente adulto, assim como discutir um pouco das característica do tratamento nesta fase da vida. Palavras-chave: Tratamento ortodôntico. Adultos. Estética. INTRODUÇÃO Com o passar dos anos o tratamento ortodôntico em pacientes adultos vem se tornando uma realidade. Pesquisas realizadas no início da década de 90 mostraram que a porcentagem de pacientes adultos nos consultórios especializados em Ortodontia era de 30% e estimava-se um aumento dessa porcentagem para o final da década 3. Em 1995 Nattrass e Sandy, relataram que os adultos constituíam 25% do total de pacientes tratados. Buttke e Proffit 2, observaram que a proporção de pacientes adultos nos Estados Unidos subiu de 5% em 1970 para 25% em Eles afirmam ainda que a freqüência de maloclusão em adultos é similar ou maior que a observada em crianças e adolescentes. O aumento da procura de pacientes adultos ao tratamento ortodôntico é conseqüência de quatro fatores: o primeiro seria a utilização de medidas preventivas na Odontologia, permitindo que o paciente chegue a idade adulta com um número maior de dentes na boca 4 ; o segundo fator seria o aumento da exigência estética da sociedade 5 o terceiro seria o acesso à informação pela população, o que facilita ao paciente adulto saber que o tratamento ortodôntico é uma realidade acessível, que pode ser utilizado para melhorar a aparência facial e dentária 8, e o quarto fator seria a melhora na estética e no conforto dos aparelhos ortodônticos terem melhorado muito nos últimos anos 13. A melhora estética é o principal fator que motiva o paciente adulto a buscar o tratamento 2. Vários autores consideram que o paciente adulto seja aquele acima de 18 anos de idade, no qual o crescimento formativo já está completo sendo impossibilitado se realizar qualquer terapia ortopédica 3. Além da ausência de crescimento, existem outras diferenças entre o paciente adulto e o jovem, que são as condições periodontais, psicossomáticas, presença de interferências oclusais e alterações na articulação têmporo mandibular 3. Os principais fatores limitantes do tratamento ortodôntico em adultos são as alterações tissulares que acompanham o envelhecimento, entre elas a redução da vascularização, a alteração na minerali- * Cirurgião Dentista graduando pela Universidade de Alfenas-UNIFENAS. Aluno do Curso Especialização Ortodontia - Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas-Efoa/Ceufe. ** Mestre em Ortodontia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ. Professor convidado do Curso de Especialização Ortodontia - Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas- Efoa/Ceufe. R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 3, n. 5, p out./nov

2 Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico zação óssea e o aumento da rigidez do colágeno 2. O paciente adulto apresenta a vitalidade do ligamento reduzida devido à menor velocidade das mitoses celulares. Conseqüentemente a velocidade de remodelação de fibras e osso alveolar também estará reduzida 3. O crescimento e desenvolvimento esperados numa criança e que podem ajudar no tratamento das maloclusões, não são fatores presentes no tratamento ortodôntico em adultos. O crescimento rápido do osso não ocorre no adulto como na criança; conseqüentemente a resposta dos tecidos de suporte adjacentes que envolvem os dentes é limitada, já que a atividade fosfatase no adulto é lenta 9. Na ausência de crescimento, as modificações de perfil só podem acontecer às custas de movimento dentário, que pode melhorar a postura do lábio, reduzir a convexidade do terço inferior da face, tornar o sorriso mais agradável ou restabelecer a dimensão vertical, embora o perfil não melhore essencialmente. Isto de certa forma facilita o planejamento do tratamento, porque se não contamos com as vantagens do crescimento, também não precisamos nos preocupar com efeitos adversos provenientes de um vetor de crescimento desfavorável 1. Segundo Williams et al. 14, a atividade osteoclástica é a mesma em qualquer idade no entanto a aposição óssea está reduzida em pacientes adultos. Essa menor atividade periodontal influencia não só o movimento ortodôntico como também a estabilidade pós-tratamento 3. Buttke e Proffit 2, afirmam que uma das principais diferenças do tratamento ortodôntico de crianças e adultos é a prevalência crescente de doenças periodontais em adultos. Com a perda de osso alveolar, o centro de resistência do dente se move apicalmente, com isso o movimento de inclinação substitui o movimento de corpo 14. Pensando-se em realizar o melhor tratamento ao paciente adulto com menores movimentações e subseqüente danos ao periodonto, pode-se lançar mão de recursos que visam ajudar na correção, entre esses tem-se o desgaste interproximal, a exodontia de incisivos inferiores, além de se realizar controle do movimento dentário 10,11,12. Um aspecto preocupante ao tratar ortodonticamente o paciente adulto, é tratar-se muitas vezes de mutilados. Alguns pesquisadores referiram-se à dificuldade em mover dentes através de áreas edentadas, sugerindo que este procedimento resultaria em perda de tecido de suporte e até envolvimento da furca, já que muitas vezes o dente é mais largo buco-lingualmente que a área óssea 7. Os objetivos do tratamento ortodôntico em adultos são os convencionais, guardando uma ressalva: não se devem direcionar em apenas obter as 6 chaves da oclusão normal, e sim garantir uma oclusão saudável. Isso implica num bom alinhamento dentário, o que facilita o controle mecânico da placa bacteriana garantindo uma boa condição periodontal e estética 13. Quando existe a associação de displasias esqueléticas o tratamento ortodôntico em adulto deve estar em associação com a cirurgia ortognática, uma vez que no paciente adulto o crescimento já cessou. Por outro lado quando não apresentam indicação de correção das displasias esqueléticas o tratamento ortodôntico deve ser o mais conservador possível, por não contar com a capacidade adaptativa do crescimento 3. Em virtude disso o planejamento do tratamento no adulto deve ser elaborado com o objetivo de solucionar o problema percebido pelo paciente, a fim de que tenhamos o máximo de satisfação com o mínimo de perda periodontal ao fim do tratamento. Os objetivos do tratamento são restritos à solução da queixa do paciente e à eliminação da oclusão patológica, estabelecendo um equilíbrio funcional 3. RELATO DE CASO CLÍNICO Paciente T.R.D.F., sexo feminino, 41 anos e 01 mês procurou tratamento ortodôntico queixandose de que sua estética dentária não à agradava. Na história médica não havia nenhum fato relevante e a condição da saúde geral era boa. No exame clínico extra-oral (Fig. 1, 2, 3 e 4) foi verificado perfil facial côncavo com LS-S= -5mm e LI-S=-2mm. No exame clínico intra-oral foi notado atresia maxilar (Fig. 16), apinhamento dentário superior com mordida cruzada dos elementos 12, 15, 22, 24 e 25 (Fig. 6). Foi verificado Classe III dentária do lado direito (Fig. 9) uma vez que do lado esquerdo tinha se perdido o 36 (Fig. 12), as linhas média dentárias 2 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 3, n. 5, p out./nov. 2004

3 Matheus Melo Pithon, Luiz Antônio Alves Bernardes estavam coincidentes com a linha média facial, relação canino direita em Classe III (Fig. 9), do lado esquerdo de Classe I (Fig. 12). A sobresaliência e sobremordida estavam suaves (Fig. 6). Na análise cefalométrica inicial (Fig. 5) pode-se observar classe I esquelética (ANB=1º), retrusão maxilar (SNA=76º) e mandibular (SNB=75º) em relação a base craniana. Com relação ao padrão dentário foi verificado que os incisivos superiores estavam vestibularizados (1.NA=25º e 1-NA=5mm), os incisivos inferiores retroinclinados (1.NB=22º e 1-NB=7 mm). No exame radiográfico periapical foi observado presença de lesão periapical nos dentes 15, 26, 36 e 46, (Fig. 10, 11, 13, 14, 15) arredondamento generalizado de cristas ósseas alveolares (Fig. 7, 8, 10, FIGURA 1 - Fotografia extra-oral frontal (inicial). FIGURA 2 - Fotografia extra-oral lateral (perfil). FIGURA 3 - Fotografia extra-oral lateral (perfil aproximado). T. R. D 21/09/99 41 anos FIGURA 4 - Fotografia extra-oral frontal (sorriso). FIGURA 5 - Traçado cefalometrico (inicial). FIGURA 6 - Fotografia intra-oral (frontal). R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 3, n. 5, p out./nov

4 Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico 11, 13, 14, 15). Foi notada a ausência dos terceiros molares e do elemento 36 (Fig. 15). Uma outra observação de grande relevância foi a presença de absorção radicular externa nas raízes dos elementos 26 e 37 (Fig. 13, 15). Inicialmente o paciente foi encaminhado ao periodontista e ao endodontista para se realizar avaliação periodontal e das lesões existente e a conveniência ou não de se instituir tratamento antes de se iniciar a terapia ortodôntica. TRATAMENTO A terapia indicada foi uma disjunção cirúrgica com o objetivo dar uma melhor forma à maxila atrésica, no entanto a paciente se mostrou resistente quanto a realização da cirurgia. Com isso foi pensado realizar expansão lenta da arcada superior com aparelho quadri-hélice. O aparelho foi instalado e ativado até se conseguir o descruzamento posterior e o ganho de espaço para o 12 e 22. Enquanto estava FIGURA 7 - RX periapical Incisivos superiores (inicial). FIGURA 8 - RX periapical Incisivos inferiores (inicial). FIGURA 9 - Fotografia intra-oral (lado direito). FIGURA 10 - RX periapical superior (lado direito). FIGURA 11 - RX periapical inferior (lado direito). FIGURA12 - Fotografia intra-oral (lado esquerdo). FIGURA 13 - RX periapical superior (lado esquerdo). FIGURA 14 - RX periapical inferior (lado esquerdo) Região pré-molares. FIGURA 15 - RX periapical inferior (lado esquerdo) Região molares. 4 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 3, n. 5, p out./nov. 2004

5 Matheus Melo Pithon, Luiz Antônio Alves Bernardes se ativando o quadri-hélice o aparelho fixo foi sendo montado tanto no arco superior quanto no inferior (Fig. 22, 23, 24, 25, 26). No arco superior após o descruzamento posterior e ganho de espaço para o 12 e 22, começou a fase de nivelamento e alinhamento. No arco inferior a sequência foi idêntica ao superior, com exceção da não colagem inicial do dente 31 uma vez que o mesmo se posicionava por vestibular (Fig. 17) e qualquer tentativa no alinhamento deste dente sem espaço disponível poderia ocasionar maior projeção dos dentes anteriores inferiores piorando a relação do arco superior e inferior, uma vez que o paciente tinha uma mordida quase de topo e uma característica facial de Classe III. Foi realizado desgaste interdentário inferior e uso de mecânica de Classe III objetivando ganho de espaço para inclusão do 31 no arco. Após conseguir espaço para o 31, o mesmo foi colado, alinhado e nivelado juntamente com os demais elementos. Após a realização do alinhamento e nivelamento superior e inferior foram confeccionados arcos de aço 0.019x ideais para finalização, associado a elásticos de intercuspidação. Nesta fase a paciente foi enviada ao implantodontista para que se realizasse o implante na região do 36 (Fig. 26). Após essa fase o aparelho fixo foi removido e instalada placa de contenção do tipo Wraparound superior e barra 3x3 inferior (Fig. 32, 33). Em seguida o paciente foi encaminhado para a colocação de prótese sobre o implante no elemento 36. FIGURA 16 - Fotografia intra-oral oclusal superior (inicial). FIGURA 17 - Fotografia intra-oral oclusal inferior (inicial). FIGURA 18 - Fotografia extra-oral frontal (durante o tratamento). FIGURA 19 - Fotografia extra-oral lateral (perfil) -durante o tratamento. R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 3, n. 5, p out./nov

6 Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico FIGURA 20 - Fotografia extra-oral lateral (perfil aproximado)- durante o tratamento. FIGURA 21 - Fotografia extra-oral frontal (sorriso)- durante o tratamento. FIGURA 22 - Fotografia intra-oral (lado direito) - durante o tratamento. FIGURA 23 - Fotografia intra-oral (frontal) - durante o tratamento. FIGURA 24 - Fotografia intra-oral (lado esquerdo) - durante o tratamento. FIGURA 25 - Fotografia intra-oral oclusal superior ( durante o tratamento). FIGURA 26 - Fotografia intra-oral oclusal inferior ( durante o tratamento). FIGURA 27 - Fotografia intra-oral (frontal) - final do tratamento. 6 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 3, n. 5, p out./nov. 2004

7 Matheus Melo Pithon, Luiz Antônio Alves Bernardes FIGURA 28 - RX periapical Incisivos superiores (final do tratamento). FIGURA 29 - RX periapical Incisivos inferiores (final do tratamento). FIGURA 30 - Fotografia intra-oral (lado direito) - final do tratamento. FIGURA 31 - Fotografia intra-oral (lado esquerdo) - final do tratamento. FIGURA 32 - Fotografia intra-oral oclusal superior (final do tratamento). FIGURA 33 - Fotografia intra-oral oclusal inferior (final do tratamento). R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 3, n. 5, p out./nov

8 Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico DISCUSSÃO De acordo com as metas propostas para o caso, o resultado final foi considerado satisfatório visto que se conseguiu uma oclusão mais próxima da oclusão fisiológica, houve uma melhora significativa na estética dentária após se restabelecer as relações dentarias normais (Fig. 27, 30, 31, 32, 33) e também um ganho significativo no que diz respeito a estética facial com projeção de incisivos superiores (Fig. 35). Um outro fato de relevância foi em relação a situação periodontal que se manteve inalterada. Isso se deve ao uso racional de forças respeitando os tecidos periodontais que nesta fase já não respondem como num jovem, assim como a cooperação do paciente que se mostrou entusiasmo quanto ao tratamento ortodôntico e manteve higiene bucal excelente. Nossos esforços em utilizar uma mecanoterapia menos traumática parece ter dado resultado, visto que a absorção radicular inicialmente observada se mostrou inalterada assim como ausência de recessão gengival (Fig. 28, 29, 36). O resultado final parece bastante satisfatório pois preencheu os requisitos essenciais para o tratamento em pacientes adultos citado pelo Capelozza Filho et T. R. D. 44 ANOS 25/03/ Witt s= FIGURA 34 - Teleradiografial (final de tratamento). FIGURA 35 - Traçado cefalometrico (final do tratamento). FIGURA 36 - Radiografia panorâmica (final de tratamento). 8 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 3, n. 5, p out./nov. 2004

9 Matheus Melo Pithon, Luiz Antônio Alves Bernardes al. 3 que são: solucionar o problema percebido pelo paciente, a fim de se que tenha o máximo de satisfação com o mínimo de perda periodontal ao fim do tratamento e à eliminação da oclusão patológica, estabelecendo um equilíbrio funcional. CONSIDERAÇÕES FINAIS O tratamento ortodôntico em pacientes adultos é uma realidade cada dia mais freqüente nos consultórios, e os ortodontistas devem estar preparados para atender tais pacientes e implantar o melhor tratamento para cada caso, visto que tratamento desses pacientes exibe certas particularidades que não estão presente em pacientes jovens, que são a grande maioria dos pacientes atendidos. Orthodontic treatmente of the adult patient: a clinical report Abstract As more and more of the population gain access to dental health services there has been a decline in dental cavity illnesses and a consequent diminution in the premature loss of teeth. Thus, since most patients arrive at an adult age with their teeth in their mouths, there is a daily increase in the quantity of adult patients who seek orthodontic treatment in order to improve the aesthetic appearance of their teeth and face. The objective of this study was to relate a clinical case of an adult patient and to discuss the characteristics of treatment in this phase of life. Key words: Adults. Orthodontic treatment. Aesthetics. REFERÊNCIAS 1. BOND, J. A. The child versus the adult. Dent Clin North Am, Philadelphia, v.16, no. 3, p , July BUTTKE, T. M.; PROFFIT, W. R. Indicando pacientes adultos para o tratamento ortodôntico. J Am Dent Assoc Brasil, São Paulo v. 2, n. 4, p , abr CAPELOZZA FILHO, L.; BRAGA, S. A.; CAVASSAN, A. O.; OZAWA, T. O. Tratamento ortodôntico em adultos: uma abordagem direcionada. R Dental Press Ortodon Ortop Facial, Maringá, v. 6, n. 5, p , set./out KAHL-NIEKE, B. Retention and stability considerarions for adult patients. Dent Clin North Am, Philadelphia, v. 40, no. 4, p , Oct KHAN, R. S.; HORROCKS, E. N. A study of adult orthodontic patients and threir treatment. Br J Orthod, London, v. 18, no. 3, p , Aug NATTRASS, C.; SANDY, J. R. Adult orthodontics - a review. Br J Orthod, London, v. 22, no. 4, p , Nov PHILLIPS, J. R. Apical resorption under orthodontic therapy. Angle Orthod, Appleton, v. 25, no. 1, p. 1-22, Jan PROFFIT, W. R. Contemporary orthodontics. St. Louis: Mosby, SEIDE, L. J.Adult orthodontic treatment. Am J Orthod, St. Louis, v. 51, no. 5, p , May SHERIDAN, J. J. Air: rotor stripping. J Clin Orthod, Boulder, v. 19, no.1, p , Jan SHERIDAN, J. J. Air: rotor stripping update. J Clin Orthod, Boulder, v. 21, no.11, p , Nov SHERIDAN, J. J. The physiologic rationale for air rotor stripping. J Clin Orthod, Boulder, v. 31, no. 9, p , Sept SILVA FILHO, O.G. et al. Tratamento ortodôntico em adultos: relato clínico. Rev Soc Bras Ortodontia, Rio de Janeiro, v.3, n.1, p , jan./jun WILLIAMS, S. et al. The orthodontic treatment of malocclusion in patients with previous periodontal disease. Br J Orthod, London, v. 9, no , Oct Endereço para correspondência: Matheus Melo Pithon Rua do México 78 Recreio Vitória da Conquista Bahia CEP: R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 3, n. 5, p out./nov

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO 474 UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO Fábio André Werlang 1 Marcos Massaro Takemoto 2 Prof Elton Zeni 3 RESUMO

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Caso Clínico Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Plínio Coutinho Vilas Boas*, Luís Antônio Alves Bernardes**, Matheus Melo Pithon***, Diogo Piacentini

Leia mais

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Caso Clínico BBO Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Ione Helena Vieira Portella Brunharo 1 O preparo ortodôntico para tratamento cirúrgico do padrão esquelético de

Leia mais

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior A RTIGO DE D IVULGA ÇÃO Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior Roberto M. A. LIMA FILHO*, Anna Carolina LIMA**, José H. G. de OLIVEIRA***, Antonio C. de

Leia mais

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS Jorge Ferreira Rodrigues 1 Marcella Maria Ribeiro do Amaral Andrade 2 Ernesto Dutra Rodrigues 3 Resumo O tratamento ortodôntico da

Leia mais

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral 36 MAXILLARIS OUTUBRO 2015 Ciência e prática : Margarida Malta Médica dentista. Licenciada no Instituto Superior de Ciencias da Saúde

Leia mais

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3 Série Aparelhos Ortodônticos EXTRABUCAL INTRODUÇÃO A ancoragem extrabucal ainda é um dos recursos mais utilizados e recomendados no tratamento da má oclusão de Classe II, primeira divisão, caracterizada

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

ODONTO IDÉIAS Nº 07. As 100 Melhores Idéias da Odontologia CALIBRADORES DE ESPAÇO INTERPROXIMAL

ODONTO IDÉIAS Nº 07. As 100 Melhores Idéias da Odontologia CALIBRADORES DE ESPAÇO INTERPROXIMAL ODONTO IDÉIAS Nº 07 As 100 Melhores Idéias da Odontologia CALIBRADORES DE ESPAÇO INTERPROXIMAL Nossa intenção com esta coluna é reconhecer o espírito criativo do Cirurgião Dentista brasileiro, divulgando

Leia mais

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE

Leia mais

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente,

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente, Série Aparelhos Ortodônticos MÁSCARA FACIAL INTRODUÇÃO Inúmeras formas de tratamento têm sido relatadas para a correção precoce da má oclusão de Classe III. No entanto, talvez por muitos casos necessitarem

Leia mais

Matheus Melo Pithon**, Luiz Antônio Alves Bernardes*** Palavras-chave: Classe III esquelética. Expansão rápida da maxila. Aparelho ortodôntico fixo.

Matheus Melo Pithon**, Luiz Antônio Alves Bernardes*** Palavras-chave: Classe III esquelética. Expansão rápida da maxila. Aparelho ortodôntico fixo. Artigo de Divulgação 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 Tratamento da má oclusão Classe iii esquelética através

Leia mais

Tratamento Ortodôntico em Adultos: uma Abordagem Direcionada Orthodontic Treatment in Adults: an Objective Approach

Tratamento Ortodôntico em Adultos: uma Abordagem Direcionada Orthodontic Treatment in Adults: an Objective Approach Artigo Inédito Tratamento Ortodôntico em Adultos: uma Abordagem Direcionada Orthodontic Treatment in Adults: an Objective Approach Leopoldino Capelozza Filho Resumo A demanda de pacientes adultos nos consultórios

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

Mini Implante parte VII

Mini Implante parte VII Mini Implante parte VII Correção da Mordida Cruzada Dentária com Mini-implantes Mordida cruzada posterior Mordida cruzada vestibular (Brodie) Expansão Lenta da Maxila e Expansão Rápida da Maxila Paciente

Leia mais

Importância do exame radiográfico

Importância do exame radiográfico Exames e Indicações Importância do exame radiográfico O exame radiográfico de rotina associado ao exame clínico é a maneira mais efetiva de se obter o índice diagnóstico de 100% de cárie (segundo Estevam

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

Extração Seriada, uma Alternativa

Extração Seriada, uma Alternativa Artigo de Divulgação Extração Seriada, uma Alternativa Serial Extraction, an Alternative Procedure Evandro Bronzi Resumo A extração seriada é um procedimento ortodôntico que visa harmonizar

Leia mais

Breve Panorama Histórico

Breve Panorama Histórico Análise Facial Breve Panorama Histórico Norman Kingsley Kingsley (final do séc.xix): s a articulação dos dentes secundária à aparência facial. Breve Panorama Histórico Edward Angle (in (início séc. s XX)

Leia mais

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes*

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* C a s o C l í n i c o O Má oclusão Classe I de ngle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* Marco ntônio Schroeder** Resumo Este relato de caso descreve o tratamento de

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Montagem das Pastas As pastas devem estar organizadas na seguinte ordem: I- Externo Página Título: colocar na capa frontal da pasta (a capa tem um envelope plástico para esta finalidade). BOARD BRASILEIRO

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada

Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada C ASO CLÍNIC O BBO Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada Carlos Alexandre Câmara* Resumo O caso clínico apresentado refere-se ao tratamento de uma paciente com 36 anos,

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

TABELA PARA O AGREGADO FAMILIAR. Tabela 2011

TABELA PARA O AGREGADO FAMILIAR. Tabela 2011 Dental Clinic New Generaction www.newgeneraction.com.pt Os sócios, colaboradores e familiares do SIT, poderão usufruir do Plano de Medicina Oral - DentalClinic New Generaction, mediante o pagamento de

Leia mais

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Caso Clínico O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Alexandre de Almeida Ribeiro* Resumo A morfologia do arco dentário está relacionada diretamente com as demais partes

Leia mais

PUCPR - O.R.T.O.D.O.N.T.I.A - GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO F I C H A C L Í N I C A Nome do/a Paciente: Número: 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE 1.1 Nome: 1.2 Data de Nascimento: Sexo: F M Idade: 1.3 Peso: Kg

Leia mais

TRAUMATISMO DENTÁRIO EM DENTIÇÃO DECÍDUA UM CASO CLÍNICO DE TRAÇÃO ORTODÔNTICA

TRAUMATISMO DENTÁRIO EM DENTIÇÃO DECÍDUA UM CASO CLÍNICO DE TRAÇÃO ORTODÔNTICA Prémio Ortodontia 2015 TRAUMATISMO DENTÁRIO EM DENTIÇÃO DECÍDUA UM CASO CLÍNICO DE TRAÇÃO ORTODÔNTICA ARTIGO VENCEDOR RESUMO Os traumatismos em dentição decídua poderão afetar a dentição permanente, afetando

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR PREFEITURA DE BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

Leia mais

REAÇÕES TECIDUAIS ÀS FORÇAS ORTODÔNTICAS

REAÇÕES TECIDUAIS ÀS FORÇAS ORTODÔNTICAS REAÇÕES TECIDUAIS ÀS FORÇAS S DENTES ORTODONTIA FORÇA MOVIMENTO -Inicialmente,na Era Cristã, preconizava-se pressões digitais nos dentes mal posicionados visando melhorar a harmonia dos arcos dentários.

Leia mais

DentalRede, Lda Tabela a aplicar ao: Exército Português

DentalRede, Lda Tabela a aplicar ao: Exército Português DentalRede, Lda Tabela a aplicar ao: Exército Português 1 - CONSULTA 10110 Exame clínico/consulta S/Custo 2 - ODONTOLOGIA PREVENTIVA 20630 Destartarização, polimento (Limpeza) S/Custo 20610 Aplicação tópica

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Dica Clínica O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Hallissa Simplício*, Ary dos Santos-Pinto**, Marcus Vinicius Almeida de Araújo***, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas****,

Leia mais

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO DA SOBREMORDIDA: RELATO DE CASO CLÍNICO PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR Monografia

Leia mais

IGC - Índice do Grau de Complexidade

IGC - Índice do Grau de Complexidade IGC - Índice do Grau de Complexidade Uma medida da complexidade do caso DI -American Board of Orthodontics Autorização American Board of Orthodon1cs- ABO Atualização: 13.05.2013 12. Outros Itens pontuados

Leia mais

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo iagnóstico Análise da Movimentação entária (VTO dentário) Adriano César Trevisi Zanelato*, Hugo José Trevisi**, Reginaldo César Trevisi Zanelato***, André César Trevisi Zanelato*, Renata Chicarelli Trevisi****

Leia mais

mesma quantidade que a junção cemento-esmalte, mantendo assim a mesma quantidade de inserção

mesma quantidade que a junção cemento-esmalte, mantendo assim a mesma quantidade de inserção Entrevista diretamente com o tipo e quantidade de tecido gengival que está presente em cada paciente. Se um paciente tiver um biotipo de tecido espesso, então isto poderia oferecer proteção ao dente, prevenindo

Leia mais

Qualidade de vida com implantes dentários 1

Qualidade de vida com implantes dentários 1 DENTES BONITOS Qualidade de vida com implantes dentários 1 VOCÊ PODE REALMENTE IMPLANTAR ALEGRIA? Algumas vezes uma pequena peça de titânio pode revitalizar o seu sorriso e estimular a sua autoconfiança.

Leia mais

Descrição de Técnica. Leopoldino Capelozza Filho*, José Antonio Zuega Capelozza** Palavras-chave: Diagrama. Straight-wire.

Descrição de Técnica. Leopoldino Capelozza Filho*, José Antonio Zuega Capelozza** Palavras-chave: Diagrama. Straight-wire. Descrição de Técnica DIAO: Diagrama individual anatômico objetivo. Uma proposta para escolha da forma dos arcos na técnica de Straight-Wire, baseada na individualidade anatômica e nos objetivos de tratamento

Leia mais

Caso Clínico. Flavia Caetano P. dos Santos* Weider de Oliveira Silva** Miquelle Carvalho***

Caso Clínico. Flavia Caetano P. dos Santos* Weider de Oliveira Silva** Miquelle Carvalho*** Caso Clínico Flavia Caetano P. dos Santos* Weider de Oliveira Silva** Miquelle Carvalho*** * Especialista em Dentística pela Associação Brasileira de Odontologia - ABO (Taguatinga DF). ** Especialista

Leia mais

Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA

Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA Resumo: Sistema elaborado para se obter excelentes resultados de maneira simples e organizada, simplificando a mecânica ortodôntica reduzindo o

Leia mais

Doença Periodontal na Infância

Doença Periodontal na Infância Universidade de São Paulo Faculdade de Odontologia Doença Periodontal na Infância Profa. Dra. Ana Estela Haddad Camilla V. Galatti / Dr. Cássio Alencar Doença periodontal é uma afecção da fase adulta?

Leia mais

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical Mordida Profunda Definição Trespasse vertical Mordida Profunda Diagnóstico Os fatores que contribuem variam de acordo com a oclusão: u Em boas oclusões é determinda por fatores dentários: t Comprimento

Leia mais

Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental

Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental Dica Clínica Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental Description of the Method of Fixed Retention, with Free Access of the Dental Floss Jaime Sampaio Bicalho * Karla Tonelli

Leia mais

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual Universidade de Brasília Departamento de Odontologia OCLUSÃO! NOÇÕES DE OCLUSÃO! Estudo das relações estáticas e dinâmicas entre as estruturas do sistema mastigatório!! Movimentos mandibulares Disciplina

Leia mais

Áurea Cristina de Oliveira Corrêa

Áurea Cristina de Oliveira Corrêa FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO MINIMALISTA DAS MÁS OCLUSÕES DO PADRÃO FACE LONGA: RELATO DE CASO Áurea Cristina

Leia mais

Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio

Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio Capítulo Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio 1 Henrique Mascarenhas Villela Andréa Lacerda Santos Sampaio Évelin Rocha Limoeiro Introdução

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI Marcus Vinicius Neiva Nunes do Rego - NOVAFAPI Olívia de Freitas Mendes - NOVAFAPI Thaís Lima Rocha NOVAFAPI Núbia Queiroz

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROTESE DENTÁRIA 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: a) Polígonos de Roy e de Kent. b) Polígono

Leia mais

Utilização do APM no tratamento da má oclusão de Classe II, 2ª divisão, em paciente adulto

Utilização do APM no tratamento da má oclusão de Classe II, 2ª divisão, em paciente adulto Caso Clínico Utilização do APM no tratamento da má oclusão de Classe II, 2ª divisão, em paciente adulto Jaime Sampaio Bicalho*, Rafael de Faria Bicalho** Resumo Relato de caso clínico de paciente com 51

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) Sobre a reabsorção localizada severa, é correto afirmar que a) os dentes com dilaceração são fatores de risco. b) o tratamento ortodôntico não é o principal fator etiológico.

Leia mais

REVISTA GESTÃO & SAÚDE (ISSN 1984-8153) EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA LOWER INCISOR EXTRACTION IN ORTHODONTICS

REVISTA GESTÃO & SAÚDE (ISSN 1984-8153) EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA LOWER INCISOR EXTRACTION IN ORTHODONTICS 1 EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA LOWER INCISOR EXTRACTION IN ORTHODONTICS Tatiana Leite Moroz LESSA 1 Elcy ARRUDA 2 Roberley Araújo ASSAD 3 Fabiano Sfier de MELLO 4 Andrea Malluf Dabul de

Leia mais

A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria

A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria The importance of early diagnosis and intervention in the treatment of malocclusion in pediatric dentistry

Leia mais

EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA

EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA PÂMELA KIMURA FERNANDES PEREIRA SANTO ANDRÉ 2012 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS EXTRAÇÃO DE

Leia mais

Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs. Ana Carla Rios

Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs. Ana Carla Rios Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs Ana Carla Rios O Exame do Sistema Estomatognático utilizando a análise oclusal é parte importante do processo diagnóstico

Leia mais

Inter-relação ortoimplante na. reabilitação oral.

Inter-relação ortoimplante na. reabilitação oral. Paulo Adriano Ferreira de Mendonça Inter-relação ortoimplante na reabilitação oral. Relato de caso Monografia apresentada para obtenção do título de Especialista em Implantodontia, junto a Faculdades Unidas

Leia mais

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA Cirurgia Oral A Cirurgia Oral é uma especialidade da Medicina Dentária que inclui o diagnóstico e o tratamento cirúrgico de patologias dos tecidos moles e tecidos duros

Leia mais

Utilização da crista ilíaca nas reconstruções ósseas da cavidade oral. Relato de caso

Utilização da crista ilíaca nas reconstruções ósseas da cavidade oral. Relato de caso Artigo Inédito 1 41 2 42 3 4 Utilização da crista ilíaca nas reconstruções ósseas da cavidade oral. Relato de caso 43 44 7 47 8 9 Claudio Ferreira NóIA*de OlIveIRA**NóIA*** Rafael Ortega lopes****mazzonetto*****

Leia mais

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA APROVADO: MEC e CFO 1º. MÓDULO: 1º. DIA: Apresentação da Especialização / Aula teórica de Classificação das Más-oclusões 2º. DIA: Aula teórica de Etiologia

Leia mais

Desgaste interproximal e suas implicações clínicas

Desgaste interproximal e suas implicações clínicas A r t i g o In é d i t o Desgaste interproximal e suas implicações clínicas Osmar Aparecido Cuoghi*, Rodrigo Castellazzi Sella**, Fernanda Azambuja Macedo***, Marcos Rogério de Mendonça**** Resumo Introdução:

Leia mais

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico CASO CLÍNICO Setup: a Diagnosis Assistance in Orthodontics Michelle Santos VIANNA* Armando Yukio SAGA** Fernando Augusto CASAGRANDE*** Elisa Souza CAMARGO****

Leia mais

LINK CATÁLOGO DE EXAMES

LINK CATÁLOGO DE EXAMES Porque pedir um exame radiográfico? LINK CATÁLOGO DE EXAMES O exame radiográfico é solicitado para a visualização clinica das estruturas ósseas da cavidade bucal. Para isso, existem as mais diversas técnicas

Leia mais

Orientação para interessados em tratamento ortodôntico

Orientação para interessados em tratamento ortodôntico 1 Orientação para interessados em tratamento ortodôntico Dras. Rosana Gerab Tramontina e Ana Carolina Muzete de Paula Ortodontia é a ciência que estuda o crescimento e o desenvolvimento da face e das dentições

Leia mais

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia Técnicas radiográficas Divididas em dois grandes grupos: Técnicas Intraorais Profª Paula Christensen Técnicas Radiográficas Técnicas Extraorais Técnicas

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

FACULDADE FUNORTE MIÉCIO CARVALHO GOMES DE SÁ JUNIOR EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR NA ORTODONTIA

FACULDADE FUNORTE MIÉCIO CARVALHO GOMES DE SÁ JUNIOR EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR NA ORTODONTIA FACULDADE FUNORTE MIÉCIO CARVALHO GOMES DE SÁ JUNIOR EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR NA ORTODONTIA JI-PARANÁ- RO 2013 MIÉCIO CARVALHO GOMES DE SÁ JUNIOR EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR NA ORTODONTIA Trabalho

Leia mais

Clínica de Preparo Bucal: Indispensável para o Tratamento de Pacientes Parcialmente Desdentados

Clínica de Preparo Bucal: Indispensável para o Tratamento de Pacientes Parcialmente Desdentados Clínica de Preparo Bucal: Indispensável para o Tratamento de Pacientes Parcialmente Desdentados Frederico dos Reis Goyatá 1 Universidade Severino Sombra, curso de Odontologia, Professor de Dentística,

Leia mais

CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES DENTISTAS

CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES DENTISTAS CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES Dr. Dario Adolfi Dr. Gustavo Javier Vernazza Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Data: 20 a 24 de setembro de 2010 PROGRAMA DO CURSO PRIMERO DIA Dr. Gustavo

Leia mais

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL UNIODONTO PORTO ALEGRE Modalidade pré-pagamento sem coparticipação, ou seja, o contratante pagará apenas o valor da mensalidade e terá a sua disposição todos os beneficios previstos pela ANS. Atendimento

Leia mais

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report RELATO DE CASO Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report MARCOS VALÉRIO FERRARI 1 JOSÉ RICARDO SCANAVINI 2

Leia mais

Verticalização de Molares

Verticalização de Molares Curso de Aperfeiçoamento em Ortodontia Verticalização de Molares Prof.: Paulo César Principais causas 1. Perdas precoce de molares decíduos Principais causas 2. Anodontia de 2 pré-molares !"#$"$%&'()*(+,($%-"%.+/0.+"123!

Leia mais

TABELA DE REEMBOLSO. diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00

TABELA DE REEMBOLSO. diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 TABELA DE REEMBOLSO diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 Urgência / Emergência Curativo em caso de hemorragia bucal R$ 37,80 Curativo

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Figura 9 1A Diagrama de secção transversal mostrando um implante no local do incisivo. A forma côncava do rebordo vestibular é evidenciada.

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

Especialidades Odontológicas

Especialidades Odontológicas Especialidades Odontológicas Urubatan Medeiros Doutor (USP) - Professor Titular do Departamento de Odontologia Preventiva e Comunitária (UERJ/UFRJ) - Consultor do Ministério da Saúde I - Introdução A Odontologia

Leia mais

Odontologia 2.004 à 2.007

Odontologia 2.004 à 2.007 Odontologia 2.004 à 2.007 Procedimentos após 10/99 à 12/07 2.004 2.005 2.006 2.007 TOTAL 0301101-PROCEDIMENTOS COLETIVOS (PACIENTE/MES) 3.161 5.145 434-8.740 0301102-ACAO COLETIVA ESCOVACAO DENTAL SUPERVISION

Leia mais

Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III

Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III Caso Clínico Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III Eloísa Marcântonio Boeck*, Silvia Amelia S. Vedovello**, Adriana Simoni Lucato***, Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani****,

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

ORTODONTIA FRENTE ÀS REABSORÇÕES APICAIS E PERIAPICAIS PRÉVIAS OU POSTERIORES AO TRATAMENTO.

ORTODONTIA FRENTE ÀS REABSORÇÕES APICAIS E PERIAPICAIS PRÉVIAS OU POSTERIORES AO TRATAMENTO. ORTODONTIA FRENTE ÀS REABSORÇÕES APICAIS E PERIAPICAIS PRÉVIAS OU POSTERIORES AO TRATAMENTO. ORTHODONTIC TREATMENT S POSSIBILITY IN PRESENCE OF PREVIOUS OR POSTERIOR APICAL AND PERIAPICAL ROOT RESORPTION

Leia mais

Cobertura RN 338 Lei 9656/98:

Cobertura RN 338 Lei 9656/98: Cobertura RN 338 Lei 9656/98: CÓDIGO PROCEDIMENTO Flex 30% GRUPO 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS R$ 7,62 CONSULTAS 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA R$ 10,58

Leia mais

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso LUNA, Aníbal H. B.; ALVES, Giorvan Ânderson dos Santos; FIGUEIREDO, Ludmila Silva de; PAIVA, Marcos A. Farias; CAVALCANTI, Raquel Lopes; RESUMO Introdução:

Leia mais

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial CÓDIGO 81000049 81000057 82000468 Diagnóstico, Urgência-Emergência: Noturna, Sábado, Domingo ou Feriado (procedimento abaixo) Consulta odontológica de Urgência (Horário normal das 08:00 horas às 18:00

Leia mais

APARELHOS ORTODÔNTICOS. e ORTOPÉDICOS CUIDADOS & CURIOSIDADES. Ortodontia & Ortopedia Facial. Dr. Guilherme Thiesen CRO-SC 6117

APARELHOS ORTODÔNTICOS. e ORTOPÉDICOS CUIDADOS & CURIOSIDADES. Ortodontia & Ortopedia Facial. Dr. Guilherme Thiesen CRO-SC 6117 APARELHOS ORTODÔNTICOS e ORTOPÉDICOS CUIDADOS & CURIOSIDADES Dr. Guilherme Thiesen CRO-SC 6117 Ortodontia & Ortopedia Facial ORTODONTIA E Ortopedia Facial CUI CURI DADOS & OSIDADES Dr. Guilherme Thiesen

Leia mais

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes.

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes. ELEMENTOS ESSENCIAIS DE DIAGNÓSTICO Prof. Hélio Almeida de Moraes. ÍNDICE INTRODUÇÃO 1 Documentação do Paciente: 2 1- Ficha Clínica:- 2 A- Identificação: 2 B- Anamnese: 3 História da Família 3 História

Leia mais

Confecção do contensor removível Osamu

Confecção do contensor removível Osamu Dica Clínica Confecção do contensor removível Osamu José Antônio Pereira Caricati*, Acácio Fuziy**, Paulo Tukasan**, Omar Gabriel da Silva Filho***, Maria Helena Ocké Menezes**** Resumo A busca constante

Leia mais

CLÍNICA DO SORRISO PREÇÁRIO DAS FAMÍLIAS NUMEROSAS

CLÍNICA DO SORRISO PREÇÁRIO DAS FAMÍLIAS NUMEROSAS CLÍNICA DO SORRISO PREÇÁRIO DAS FAMÍLIAS NUMEROSAS CONSULTAS Consulta de Medicina Dentária (Check-up) Consulta de Urgência (após o horário de funcionamento normal) 30 CIRURGIA ORAL Exodontia simples 25

Leia mais

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.001-0 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

Atendimento Emergencial... Consulta Clinica Geral... Prescrições de Medicamentos... Exames Clínicos Periódicos... RADIOGRAFIAS E EXAMES RADIOLÓGICOS

Atendimento Emergencial... Consulta Clinica Geral... Prescrições de Medicamentos... Exames Clínicos Periódicos... RADIOGRAFIAS E EXAMES RADIOLÓGICOS DESBAN Procedimentos YES EMPRESARIAL SPLIT Cobertura somente na rede credenciada YES EMPRESARIAL SPLIT PLUS Cobertura rede aberta (Reembolso) Atendimento Emergencial...... Consulta Clinica Geral......

Leia mais

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES 21/06/2014 A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora vinculada ao Ministério da Saúde

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos

Série Aparelhos Ortodônticos Série Aparelhos Ortodônticos Em geral, o protocolo de tratamento nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, tem sido a disjunção, seguida pela protração da ma-xila. De acordo

Leia mais

Caso Selecionado. Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso

Caso Selecionado. Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso Marcelo Moreira*, Marcelo Kyrillos**, Luis Eduardo Calicchio***, Hélio Laudelino G. de Oliveira****, Márcio J. A. de Oliveira*****,

Leia mais

A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um. Caso Clínico. Caso Clínico

A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um. Caso Clínico. Caso Clínico Caso Clínico Apresentação ilustrada de casos tratados em Ortopedia, Ortodontia e/ou Cirurgia Ortognática A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um Caso Clínico Os autores apresentam o relato

Leia mais

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes TRAUMATISMO EM DENTES DECÍDUOS E SUA REPERCUSSÃO EM DENTES PERMANENTES JOVENS: RELATO DE CASO Márcia Cançado FIGUEIREDO 1 ;Sérgio Estelita Cavalcante BARROS 1 ;Deise PONZONI 1 Raissa Nsensele NYARWAYA

Leia mais

Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo

Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo Capítulo Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo 1 Alexandre Moro A Ortodontia contemporânea tem exigido que os clínicos utilizem aparelhos que tenham a sua eficiência clínica comprovada cientificamente.

Leia mais