PROJETO DE EMPRESA Bella Vitta.com Loja de Roupas Femininas de tamanhos especiais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO DE EMPRESA Bella Vitta.com Loja de Roupas Femininas de tamanhos especiais"

Transcrição

1 PROJETO DE EMPRESA Bella Vitta.com Loja de Roupas Femininas de tamanhos especiais Izabela Aparecida Santos Márcia Cristina Silva Priscila Calasense Garrido Roberta de Almeida Moisés Valdir Antônio da Silva Vera Lúcia de Araújo Belo Horizonte, novembro de 2007.

2 Izabela Aparecida Santos Márcia Cristina Silva Priscila Calasense Garrido Roberta de Almeida Moisés Valdir Antônio da Silva Vera Lúcia de Araújo PROJETO DE EMPRESA Bella Vitta.com Loja de Roupas Femininas de tamanhos especiais Orientadora:Fátima Ferreira Roquete Relatório Final do Projeto Interdisciplinar apresentado à coordenação do curso de Administração Geral da Faculdade Novos Horizontes como requisito parcial para aprovação das disciplinas do 5º período. Belo Horizonte, novembro de 2007.

3 Dedicamos esse trabalho a nós mesmos, o grupo que o desenvolveu. Com todas as dificuldades, mas com muita alegria.

4 AGRADECIMENTOS Agradecemos a todos aqueles que, direta ou indiretamente, contribuíram para a realização deste trabalho. Em especial, agradecemos: - À família pela compreensão da nossa ausência, principalmente nos finais de semana, e colaboração com afazeres de nossa responsabilidade. - Ao Marcelo, pelo incentivo em tempos de correria.

5 ÍNDICE 1. DESCRIÇÃO DA EMPRESA 07 SUMÁRIO EXECUTIVO 07 DADOS DA EMPRESA 08 DADOS DOS DIRIGENTES 08 DEFINIÇÃO DO NEGÓCIO 09 VISÃO 10 MISSÃO 10 PRODUTOS E SERVIÇOS: 10 DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS E SERVIÇOS 10 SISTEMAS DE QUALIDADE DOS PRODUTOS 11 REGISTROS NECESSÁRIOS ANÁLISE DE MERCADO 12 MERCADO 12 IDENTIFICAÇÃO DO PÚBLICO ALVO 12 TENDÊNCIAS DE MERCADO 14 CONCORRÊNCIA 15 ALIANÇA ESTRATÉGICA 16 DIFERENCIAL COMPETITIVO 16 METAS ESPECÍFICAS MARKETING 18 POLÍTICA DE PREÇOS 18 PRAÇA 18 ESTRATÉGIAS DE PROMOÇÃO E VENDA 19 RELACIONAMENTO COM O CLIENTE FINANÇAS 20 LEVANTAMENTO DOS ATIVOS PERMANENTE (APLICAÇÕES) 21 LEVANTAMENTO DA NICG 20 MENSURAÇÃO DO INVESTIMENTO TOTAL ( FONTES ) 22 LEVANTAMENTO DOS GASTOS FIXOS PARA O PERÍODO 22 LEVANTAMENTO DOS GASTOS VARIÁVEIS PARA O PERÍODO 22 CÁLCULO DO PONTO DE EQUILÍBRIO 22

6 FLUXO DE CAIXA 23 VPL - TIRM ÍNDICE DE LUCRATIVIDADE 24 PAYBACK CORRIGIDO PROJETO GESTÃO DE PESSOAS 24 PERFIL DOS DIRIGENTES 24 ESTRATÉGIA FUNCIONAL 25 RECRUTAMENTO 25 SELEÇÃO 25 TREINAMENTO 25 CARGOS E ATRIBUIÇÕES 25 REMUNERAÇÃO DIRETA E INDIRETA E BENEFICIOS 25 HIGIENE, SEGURANÇA E QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ADMINISTRAÇAO DE SISTEMA OPERACIONAIS ADMISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS 27 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA 28

7 1. Descrição da Empresa: Sumário Executivo O mercado de moda no Brasil produziu no ano passado 5,6 bilhões de peças (vestuário, meias e acessórios) e consumiu 1 milhão de toneladas de tecido, gerando US$ 15,9 Bilhões e 1,1 milhão de empregos. (Fonte: O Mercado de Moda no Brasil Vestuário, Meias e Acessórios Têxteis - Instituto de Estudos e Marketing Industrial). Sinais da vitalidade e do crescimento deste mercado podem ser comprovados pelo sucesso de eventos como SPFW (São Paulo Fashion Week). O cenário de crescimento econômico e facilidade de acesso ao crédito também permitiu que uma grande parcela da sociedade se torna-se consumidora de bens relacionadas a moda. Dentro deste contexto e como apresentado ao longo deste plano de negócios, a indústria da moda configura-se como um mercado em expansão e sem grandes barreiras de entrada. Mais que isso, identificam-se nichos com alto potencial de lucratividade ainda pouco explorados, tais como o segmento de roupas femininas e acessórios de tamanhos especiais (tamanhos acima do 46). A escassez de ofertas de produtos para este segmento, negligenciado por grifes e lojas em shoppings, aliada ao desejo do público feminino de estar sempre em sintonia com as tendências da moda, fazem com que muitas mulheres que necessitem de roupas e acessórios de tamanhos especiais se disponham a investir valores mais altos em suas compras. Assim, apresenta-se aqui um plano de negócio estruturado para a abertura de uma loja de roupas de tamanhos especiais na cidade de Belo Horizonte. Como diferenciais competitivos, a empresa apresentará variedade de produtos para um manequim maior que 46 e atendimento diferenciado aos clientes.

8 Dados da Empresa O presente projeto apresenta informações e estimativas para abertura de uma loja de roupas de tamanhos especiais no município de Belo Horizonte, em um bairro da cidade, Barro Preto, que é um cluster de moda. Verifica-se a carência de oferta para esse público diferenciado. DADOS DA EMPRESA NOME: Bella Vita.com ENDEREÇO: Mato Grosso, 539 Bairro Barro Preto ENDEREÇO ELETRÔNICO: TELEFONE: (31) PARA CONTATO: Dados dos Dirigentes A empresa, Bella Vita.com, será uma sociedade composta por um proprietário, responsável por funções como compra, negociações, controle e supervisão; uma gerente e quatro vendedoras que serão treinadas para serem, também, consultoras de moda. Em principio a empresa será de pequeno porte não necessitando, portanto, de um gestor para cada função gerencial. Nome: Valdir Antonio Silva Função: Proprietário da loja. Responsabilidade no projeto: gerir todas as atividades principais da empresa, como compra de produtos, negociações com fornecedores, controle da parte financeira, supervisão da loja e controle de estoque. Telefone: Nome: Roberta de Almeida Moisés Função: Gerente Responsabilidade no projeto: atuar de forma eficaz no cadastro de clientes e supervisionar o atendimento. Telefone:

9 Nome: Izabela Aparecida dos Santos Função: Vendedora e consultora de moda. Responsabilidade no projeto: responsável pelo atendimento aos clientes e orientação nas compras. Telefone: Nome: Priscila Garrido Função: Vendedora e consultora de moda. Responsabilidade no projeto: responsável pelo atendimento aos clientes e orientação nas compras. Telefone: Nome: Vera Lúcia de Araújo Função: Vendedora e consultora de moda. Responsabilidade no projeto: responsável pelo atendimento aos clientes e orientação nas compras. Telefone: Nome: Márcia Cristina Silva Função: Vendedora e consultora de moda. Responsabilidade no projeto: responsável pelo atendimento aos clientes e orientação nas compras. Telefone: Definição do Negócio A empresa irá atuar com revenda de roupas femininas de tamanhos especiais para atender as mulheres que gostam e seguem as tendências de moda e não tem facilidade em encontrar numeração adequada. Visão

10 Em um período de cinco anos ser reconhecida no mercado como a empresa que faz moda para tamanhos especiais e revelar-se capaz de preencher a lacuna verificada nesse setor. Missão Vender roupas femininas de tamanhos especiais com um ótimo padrão de qualidade, acompanhando as tendências, bem como o diferencial de vendedoras bem treinadas para dar consultoria em moda. Produtos e Serviços: Descrição dos Produtos e Serviços Descrição Aplicação Recursos Utilizados Tempo para Obsolescência Fornecedores Modelos Roupas femininas com um mix variado de produtos - saias, calças, blusas e vestidos. Produtos de tamanhos especiais para mulheres com manequins de número 46 a 60. A sede da loja será na região do Bairro Barro Preto, em Belo Horizonte, e contará com uma área construída de, aproximadamente, 60m². Cumpre ressaltar que dentre os recursos utilizados, tais como, roupas e acessórios, o estabelecimento terá funcionários, computadores, balcão central, expositores (cabides, araras e manequins), terminais de cartões de crédito, telefones, impressora, poltronas, aparelho de som, espelhos e, como embalagens, sacolas personalizadas. Os produtos duram, em média, 04 meses, ou seja, conta-se com a obsolescência programada: devem mudar a cada estação do ano. A empresa terá como fornecedor lojas especializadas em revenda de roupas para tamanhos especiais, como a Miglon, no estado de São Paulo, no bairro Bom Retiro/Brás e Os modelos das roupas serão feitos de acordo com as tendências das estações do ano, variando com decotes, aplicações, alguns bordados e silks, além das peças clássicas - tudo muito bem direcionado e sempre acompanhando a atualidade da moda.

11 Sistemas de Qualidade dos Produtos Serão feitas parcerias com empresas idôneas e consolidadas no mercado, para garantir a boa qualidade dos produtos oferecidos e durabilidade das peças. Os funcionários farão treinamentos na área de venda e consultoria de moda, assim os clientes sentirão maior prazer em se vestir bem e garantia de que compram roupas adequadas. A maior prova da qualidade dos produtos será constatada pelo retorno e a assiduidade dos clientes feedback a longo prazo. Registros Necessários Os registros necessários para abertura do estabelecimento ficarão na responsabilidade de uma empresa terceirizada de contabilidade. Serão necessários: - Registro da empresa e a definição da forma jurídica a ser adotada para exploração da atividade; - Consulta prévia junto à Prefeitura de Belo Horizonte para solicitar a liberação da atividade onde a empresa será estabelecida; - Consulta à Junta Comercial para solicitar a liberação da razão social; - Registro na JUCEMG (Junta Comercial de Minas Gerais) para obtenção do CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica); - Inscrição estadual para Cadastro de Contribuintes do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) da Secretaria da Fazenda Estadual; - Inscrição na Prefeitura de Belo Horizonte para liberação do alvará de localização; - Talonário de Nota Fiscal; - Cadastro nas empresas de cartões de crédito. Ressalta-se, por fim, que a empresa optará pelo Sistema Super Simples de Tributação. 2. Análise de Mercado: Mercado

12 A empresa planeja atuar em uma área consolidada há mais de 20 anos como um pólo atacadista de moda na região centro-sul de Belo Horizonte, o bairro Barro Preto. Esta região da cidade atrai semanalmente centenas de pessoas, grande parte delas chegando em ônibus fretados, todas interessadas nos produtos vendidos pelas 800 lojas de pronta-entrega, distribuídas em cinco shopping centers e 12 galerias. O público que freqüenta a região é, em grande parte, formado por comerciantes que procuram a produção das confecções e estabelecimentos do bairro para abastecerem suas lojas com roupas, sapatos e acessórios. Os produtos oferecidos na região vão desde os estilos esportivos e casuais até produtos mais sofisticados para a noite. O presidente da Associação de Lojistas do Barro Preto (ASCOBAP), José Paulino Pires, não informa o volume de vendas do bairro, mas para atender a demanda dos compradores, são empregadas pelas confecções cerca de costureiras. As vendas no atacado representam o maior movimento nas lojas da região. Cerca 30% dos estabelecimentos de moda do bairro vendem no varejo. Identificação do Público Alvo A empresa tem como público alvo mulheres adultas, classe média e alta, dispostas a pagar por roupas de qualidade, que necessitem de roupas em tamanhos especiais. Poucas lojas em shopping centers e, somente, algumas grifes produzem peças para este público que usa acima do número 46.

13 O crescimento da obesidade na população urbana brasileira, oriunda do sedentarismo e da má alimentação comum em pessoas que vivem em grandes centros urbanos como Belo Horizonte, criou uma população que não está dentro do perfil que a maioria das empresas na indústria da moda identifica como mercado alvo. Muitas mulheres reclamam do descaso de grifes e até mesmo do mau atendimento de vendedores de lojas ao perguntarem por roupas de tamanhos especiais. Para se ter uma idéia do tamanho desta população que usa acima de 46, estima-se que 40% da população brasileira é obesa, afirma o médico endocrinologista Luiz Cláudio Castro. (fonte: Mesmo os grandes centros de compras de produtos de moda, como a Rua José Paulino em São Paulo ou bairro Barro Preto, em Belo Horizonte local onde se instalará a empresa existe uma oferta muito pequena de produtos para o público feminino que necessita de tamanhos maiores. Assim, a oferta de roupas com qualidade e requinte, com o diferencial de terem modelos e desenhos desenvolvidos especificamente para este público enfrenta baixa concorrência.

14 Tendências de Mercado As tendências femininas para moda se diversificam e se inovam todos os dias e este mercado busca atender a todo o tipo e gosto feminino, inclusive o mercado das mulheres que usam tamanhos especiais. Conforme reportagem de Dr. Carlos Augusto Monteiro à revista da ABESO o médico é um dos coordenadores no Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde Pública da Universidade de São Paulo (fontes: - a questão da obesidade pode ter a origem no sedentarismo ou no hábito alimentar. O sedentarismo contribui em grande parte para a epidemia já que quase tudo, hoje em dia, é eletrônico e não se faz mais esforços físicos; e a grande falta de tempo na vida das pessoas é outro fator que faz com que as pessoas, no decorrer do dia, deixem de fazer uma boa alimentação para dar preferência às comidas do tipo fast-food. Diante dessa tendência, o mercado da moda se viu na necessidade de acompanhar a nova epidemia mundial de obesidade. O que prova isso é a abertura da semana da moda de Milão, em fevereiro de 2007, que começou com o desfile de Elena Miro e suas coleções destinadas às mulheres gordinhas. (fonte: O salão do Prêt-à-Porter de Paris, o mais importante de moda feminina do mundo, também se dedica, pela primeira vez, a esse mundo curvilíneo.

15 Mesmo existindo concorrência para o púbico alvo de mulheres acima do peso, ainda existe espaço para inovação, mudança, criatividade, requinte e modernidade, já que elas estão acompanhando todas essas tendências e exigindo qualidade e mais produtos para atender as necessidades. Atualmente os modelos de roupas para esse público incorporam características modernas de vestir, com roupas alegres e joviais, ao lado de modelos clássicos que toda mulher gosta de ter em seu guarda-roupa - uma grande variedade de blusas, calças, conjuntos e tudo mais que é necessário para agradar à cliente mais exigente. Diante do exposto, é inegável a influência de tais fatores para abertura de um empreendimento voltado para esse nicho. Concorrência O bairro Barro Preto, em Belo Horizonte, possui inúmeras lojas de moda oferecendo seus produtos há muitos anos. Algumas destas lojas já são tradicionais e contam com clientes fiéis. Outros estabelecimentos adotam a estratégia de preços baixos para aumentar sua fatia de mercado. Entretanto, o segmento de roupas de tamanhos especiais ainda não está consolidado e possui poucas referências, seja em termos de lojas, de grifes ou de redes. Especificamente na região do Barro Preto, foram identificados três estabelecimentos (dentre os 800 ali existentes) que possuem produtos para o público alvo desta empresa, quais sejam: Santivis, ML e Lisa. Apesar de serem concorrentes já estabelecidos, não há barreiras de entrada significativas para um novo player. Cabe ressaltar que tais concorrentes apresentam consideráveis fragilidades como a limitada variedade de produtos e modelos e a estagnação do comércio - muitos deles não seguem as tendências atuais da moda. Tais comércios conseguem ter um preço mais acessível, mas não se pode esperar um produto exclusivo ou de qualidade. A grande diferencial para as lojas já existentes e a deste projeto é justamente essa questão da exclusividade, bom gosto, modernidade e, consequentemente, um preço mais elevado digno de uma ótima matéria-prima utilizada.

16 Não há que se preocupar somente com o preço, posto que a concorrência é relativamente baixa e o público alvo é mal atendido pelos concorrentes em geral. Voltar-se para um ótimo atendimento, então, é garantir que as mulheres que necessitam de tamanhos especiais se tornem clientes da loja e se sintam valorizadas como as demais mulheres. Um outro ponto é que esse tipo de mulher está disposta a desembolsar um valor maior na compra para conseguir a inclusão no mundo da moda. Aliança Estratégica As parcerias com os fornecedores, principalmente, com a Loja Miglos, em São Paulo, são essenciais para o empreendimento. A importância desta aliança é o fato da empresa, que irá nos fornecer os produtos, ter a mesma filosofia da organização deste projeto. A Miglos oferece as últimas tendências da moda, moda inspirada no gosto, nos anseios e no estilo de vida da mulher de hoje. Ter sempre modelos que sigam a moda, adaptados as necessidades do público alvo, torna o estabelecimento uma referência neste mercado. Pontos importantes da parceria é a facilidade de acesso aos produtos e a flexibilidade nas trocas de peças não vendidas. Em contrapartida, o fornecedor pode esperar da empresa a fidelização aos produtos e, até mesmo, exclusividade da marca. A participação ativa e freqüente em movimentos de moda e contato com outros empresários da cadeia produtiva (fornecedores e distribuidores) são fundamentais, também, por possibilitar manter os estoques em quantidades mínimas possíveis, evitando perdas financeiras. Em um mercado em que os produtos ficam obsoletos muito rapidamente, estar atento as tendências e contar com fornecedores que honrem prazos e entreguem as mercadorias com a qualidade esperada, pode fazer a diferença entre lucros ou perdas. Diferencial Competitivo Dois aspectos foram identificados como diferenciais competitivos da empresa no nicho no qual ela irá atuar: variedade de produtos para um manequim maior que 46 e atendimento diferenciado aos clientes.

17 Os produtos seguindo as tendências atuais da moda, desenvolvidos especificamente para mulheres com necessidades de tamanhos especiais, com variedades de estampas e cortes apropriados e em uma variedade que permita que uma ampla gama de gostos seja atendida são fundamentais para que os clientes sintam-se tentados a consumir os produtos oferecidos. O atendimento aos clientes é também um ponto chave como diferencial. Muitas mulheres obesas reclamam que são mal atendidas nas lojas e que os vendedores as tratam com pouca displicência, pois não possuem mercadorias que sejam de tamanhos maiores. Uma vez que o foco da empresa é o público com este perfil, a atenção dos vendedores e a disponibilidade de produtos farão parte da experiência de consumo e ajudarão a torná-la agradável a ponto de cativar e fidelizar clientes. Além disso, mais que vendedoras as atendentes serão instruídas a serem verdadeiras consultoras de moda e, ao invés de simplesmente empurrarem os produtos para os clientes, elas deverão orientá-los quanto ao que fica (ou não) bem em cada tipo de pessoa truques para emagrecer o visual, como por exemplo, determinadas cores, estampas, listras, etc. Em um mercado ainda não sedimentado, a oportunidade de fincar a bandeira e posicionar-se como referência no segmento ajuda a valorizar a marca e permite, no futuro, aumentar a rentabilidade. Metas específicas Em um período de 2 anos ser referência em atendimento, qualidade e bom gosto entre as lojas de roupas para tamanhos especiais no bairro Barro Preto, voltada para a clientela, principalmente, da zona Sul de Belo Horizonte. Para o primeiro ano, a meta da empresa é consolidar-se como ponto de referência na região, tanto pela qualidade do atendimento quanto pela variedade dos produtos ofertados. Para o segundo ano, a meta é a ampliação da base de clientes e a fidelização deles. Para o terceiro ano, a meta é tornar-se referência para o nicho de mercado dentro do estado de Minas Gerais e nos demais estados do Sudeste.

18 3. Marketing Política de Preços A empresa será criada para atender a demanda de mulheres das classes A e B (a localização da loja foi estudada e analisada justamente para ficar na parte nobre do bairro, para favorecer a clientela da empresa) com produtos diferenciados (roupas e assessórios com tamanhos maiores) e de boa qualidade. Este mercado encontra-se carente de produtos deste tipo: os consumidores possuem condições financeiras estáveis e estão mais preocupados em encontrar produtos adequados para as necessidades deles que pesquisar preços baixos. O preço baixo não será uma política da organização, visto que as mulheres nesse perfil não se preocupam com a questão do valor e sim com a qualidade e modernidade das peças. Praça A praça identificada para a instalação da empresa, o bairro Barro Preto, já é uma região conhecida como centro comercial de moda tanto em Belo Horizonte quanto em outras regiões do Estado e mesmo do País. Conta com uma freqüência assídua e constante de consumidores que já se habituaram a realizar compras naquela região. Localização do estabelecimento:

19 A localização escolhida pela empresa se justifica pelo fato do bairro já ser conhecido no mundo da moda, facilitando assim a divulgação da loja e facilitará o acesso ao grande número de mulheres pesquisadas que tentam comprar na região e não conseguem por causa dos tamanhos. A loja ficará instalada próxima a dois estacionamentos, em uma rua conhecida e o acesso poderá ser direto, sem porteiros. Contará com a segurança do bairro em caso de incidentes. A distribuição dos produtos será feita, pelo menos, em principio, através da venda direta na própria loja. Estratégias de Promoção e Venda A divulgação dos produtos e lançamentos de coleção será feita através de um site sempre atualizado e malas-direta para os clientes o publico sendo de classe alta e média exige esse tipo de serviço.

20 Além do ponto de venda na própria loja, os consumidores contarão ainda com a internet como meio de relacionamento com a empresa. Planeja-se a atualização constante do site e uma seção dedicada a receber sugestões, críticas e contribuições dos consumidores. Relacionamento com o cliente A interação com os consumidores e a personalização do atendimento visa a aumentar o grau de fidelização dos clientes e tornar realmente única a experiência da compra. Além disso, como diferencial, há o treinamento orientado dos vendedores para um atendimento de primeira qualidade. Mais que simples vendedoras, a empresa terá consultoras de moda para auxiliar as clientes na escolha dos produtos. 4. FINANÇAS Levantamento dos Ativos Permanente (aplicações) Máquinas, equipamentos, veículos etc Tipo Quantidade Custo Unitário Custo Total Araras 3 R$ 500,00 R$ 1.500,00 Manequins meio corpo (feminino) 4 R$ 200,00 R$ 800,00 Manequins corpo inteiro (feminino) 3 R$ 500,00 R$ 1.500,00 Cabides 300 R$ 2,33 R$ 700,00 Carro 1 R$ ,00 R$ ,00 Total (A) R$ ,00 Projetos Industriais, montagens etc Tipo Quantidade Custo Unitário Custo Total Decoração 1 R$ 3.000,00 R$ 3.000,00 Instalações Elétricas 1 R$ 800,00 R$ 800,00 Total (B) R$ 3.800,00 Móveis e Utensílios Tipo Quantidade Custo Unitário Custo Total Computador 1 R$ 3.000,00 R$ 3.000,00 Telefone 1 R$ 160,00 R$ 160,00 Balcões Centrais 2 R$ 1.900,00 R$ 3.800,00 Sofás 3 lugares 1 R$ 1.300,00 R$ 1.300,00 Cadeiras 3 R$ 230,00 R$ 690,00 Total (C) R$ 8.950,00

21 Pré-Operacionais (treinamento, publicidade etc) Tipo Quantidade Custo Unitário Custo Total Treinamento 1 R$ 1.200,00 R$ 1.200,00 Divulgação 1 R$ 300,00 R$ 300,00 Placa fachada (2,10 x 1,54) 2 R$ 700,00 R$ 1.400,00 Mala Direta 1 R$ 2.000,00 R$ 2.000,00 Total (D) R$ 4.900,00 Total (A + B + C + D) R$ ,00 Levantamento da NICG (Necessidade Investimento em Capital de Giro) NICG = Ciclo financeiro (d) x vendas Médios viárias NICG = 26 x R$2.460,00 = R$63.960,00 Calculado com menos 18% de impostos VMD = R$63.960,00 / 26 = R$2.460,00 CF ( Ciclo Financeiro ) = Ciclo Operacionais - Prazo Médio de Pagamento CF= =27 CO = IME + PMR CO = 60+12=72 PMR = saldo médio de duplicatas a receber x 30 Vendas líquidas + impostos sobre vendas totais PMR = ,00 / ,00 = 0,41 x 30 = 12 dias SMDR = saldo de dupl. A receber no início do exer. + SDR fim do exercício / 2 SMDR = ,00 / 2 = ,00 PMP = saldo médio de fornecedores x 30 compras PMP = ,00 / ,00 = 0,78 x 30 = 23 dias SMF = saldo de fornecedores início exerc. + fim do exerc. / 2 SMF = 3.900, ,00 = ,00 / 2 = ,00 Mensuração do investimento total ( Fontes )

22 Investimentos total = Ativo Permanente + NICG ,00 = ,00 = ,00 Iremos mensurar um valor de ,00 para a realização do projeto Este valor de ,00 será de recursos dos sócios. Sendo assim não haverá a utilização de recursos através de qualquer tipo de empréstimo, mais tendo em vista uma fonte para possíveis recursos a Instituição Bancária Banco Real, ofertando uma linha de créditos no valor de ,00 com uma taxa de 2.5% a.m num prazo de 60 meses, c/ carência de amortização de 6 meses, totalizando no final do período um valor inviável de ,00. Sendo que os custos de oportunidade se o dinheiro estivesse aplicado num período de um ano no CDB em até 95% do DI. Levantamento dos gastos fixos para o período Os custos fixos serão compostos com os valores relativos ao aluguel, pagamento de salários, honorários contábeis, despesas com telefone, água,luz pagamento de salários e Impostos Federais e Estaduais e Municipais e Seguro. Descrição Valor Aluguel R$ 3.000,00 Água / luz / telefone / gás R$ 1.500,00 Honorários Contábeis R$ 500,00 Despesas com Salário e Pró-Labore R$ 2.500,00 Seguro R$ 60,00 Impostos (Fed / Est / Mun) R$ 500,00 Despesas Bancárias R$ 200,00 Viagens a São Paulo R$ 400,00 Total R$ 8.660,00 Levantamento dos gastos variáveis para o período Descrição Valor Reserva mensal para emprevistos R$ 200,00 Material para escritório R$ 50,00 Lanches R$ 150,00 Fretes R$ 200,00 Comissões R$ 600,00 Total R$ 1.200,00 Cálculo do Ponto de Equilíbrio PE ($) GF / TXMC PE($) = gastos fixos / taxa de margem de contribuição

23 MC = vendas líquidas total dos gastos variáveis MC = 3000, ,00 = 1.800,00 MC = 1.800,00 TXMC = MC / vendas líquidas TXMC = 1.800,00 / 3000,00 = 0,6 PE = CF / TXMC PE = 8.660,00 / 0,6 PE = ,00 Fluxo de Caixa DESCRIÇÃO /PERIODO 01 / 15 16/31 01 / 15 16/31 a) Saldo Inicial R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 b) Entradas R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 Vendas à vista R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 Recebimentos R$ 7.600,00 R$ 7.412,00 R$ ,00 R$ ,00 Outras entradas/vendas de Imobilizados R$ - R$ 301,00 R$ - R$ - juros etc c) Saídas R$ 7.726,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 Pgto Fornecedores R$ 4.600,00 R$ 7.600,00 R$ ,00 R$ ,00 Retirada de Sócios R$ 1.500,00 R$ 1.000,00 R$ 900,00 R$ 1.600,00 Salários R$ 1.817,00 R$ 1.817,00 Encargos Sociais R$ 1.017,00 R$ 1.021,00 Comissões R$ 600,00 R$ 617,00 Fretes e embalagens R$ 100,00 R$ 98,00 R$ 93,00 R$ 99,00 Impostos e taxas R$ 3.580,00 R$ 3.360,00 Despesas com bancos R$ 16,00 R$ 134,00 R$ 198,00 Vale transporte/ticket R$ 497,00 R$ 497,00 Juros empréstimos R$ 1.200,00 R$ 1.200,00 Água, luz e telefone R$ 616,00 R$ 690,00 Aluguel R$ 2.000,00 R$ 2.000,00 Pgtos empréstimos R$ 3.000,00 R$ 3.000,00 Desp. Admistrativas R$ 917,00 R$ 890,00 R$ 900,60 R$ 718,00 Mat.limpeza e outros R$ 96,00 R$ 98,00 R$ 101,00 R$ 97,00 Pagto taxas/adm cartões R$ 1.560,00 R$ 1.518,00 d) Saldo do período A+B-C R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 e) Necessidades financeiras VPL - TIRM - Indíce de Lucratividade Mês Projeto ,00

24 , , , , , ,00 VPL (1%) ,91 TIR 6,77% TIRM 4,22% IL 0,21 Payback corrigido Projeto Mês Valor VP Saldo 0 ( ) ( ,00) ( ) ,48 (95.248) ,40 (70.740) ,75 (46.475) ,51 (22.451) , , ,92 Mês 5. Gestão de Pessoas Perfil dos Dirigentes Será responsável pela empresa Valdir Antônio da Silva, profissional há 15 anos no mercado no segmento da moda e com larga experiência no setor. O proprietário possui visão empreendedora e habilidades de identificar novas tendências no segmento da moda, assim como, promover a boa imagem da empresa junto ao mercado e aos consumidores. Estratégia Funcional

25 Recrutamento O recrutamento será externo, através de indicação. Seleção A seleção será realizada através das seguintes etapas: exame admissional e assinatura de carteira na contabilidade. Treinamento A empresa utilizará um programa de treinamento constante para o aprimoramento de seus profissionais, capacitando-os em consultoria em moda e em tendências do setor. Neste segmento, onde a obsolescência é muito rápida e manter-se em dia com as atualidades do setor é fundamental para o negócio. Cargos e atribuições Proprietário: compra de produtos, negociação com fornecedor, controle de fluxo de caixa, supervisão da loja e controle de estoque. Gerente: cadastro dos clientes e supervisiona o atendimento. Vendedoras internas: atuando como consultoras de moda, auxiliarão as escolhas dos produtos e vender. Remuneração direta e indireta e beneficios A remuneração dos funcionários da loja será feita por salário fixo e comissão das vendas (6%). Como beneficios os funcionários terão vale-transporte e ticket-refeição. Higiene, Segurança no Trabalho e Qualidade de Vida no Trabalho (QVT)

26 A empresa tem como excelência oferecer aos funcionários um ambiente limpo, agradável e organizado, para um melhor bem-estar da equipe de trabalho. Como segurança o estabelecimento terá seguros de incêndio e roubo. Terá também um espaço interno para lanches e descansos nos intervalos. 6. ADMINISTRAÇAO DE SISTEMA OPERACIONAIS: A loja estará situada a Rua Mato Grosso no bairro Barro Preto por ser uma região mais nobre do bairro, com fácil acesso a estacionamentos e grande visibilidade para os consumidores que freqüentam o local. Um mix variado de ofertas irão marcar a atuação da empresa. A empresa pretende focar em clientes das classes A e B, com foco na qualidade dos produtos e do atendimento e não nos preços, prestando consultoria de moda. O arranjo físico e adaptado para melhor atendimento: contendo vitrines, araras, balcões centrais e demais móveis proporcionarão conforto ao cliente. Estrategicamente, a loja terá 2 sofás no fundo da loja proporcionando conforto principalmente ao acompanhante que normalmente interfere no atendimento ao cliente, opinando muitas vezes desnecessariamente. A multifuncionalidade em uma empresa de pequeno porte é essencial por não ser viável financeiramente manter uma pessoa para cada função. Para estruturar usaremos a flexibilidade do banco de horas, que evitará a contração de novos funcionários e o pagamento de horas extras, para se manter financeiramente nas épocas de baixas vendas e estruturar também para atender a alta demanda em épocas de grande aquecimento nas vendas como datas comemorativas, Ex: natal, dia das mães, dia dos namorados e até mesmo inicio de estação, precisa também estar atento nos finais de cada estação para fazer promoções evitando estoque obsoleto. Haverá uma pequena sala nos fundos da loja garantindo o conforto para lanches e descanso das vendedoras.

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 AULA 9 Assunto: Plano Financeiro (V parte) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Roteiro para Projeto Econômico-Financeiro - FCO

Roteiro para Projeto Econômico-Financeiro - FCO Roteiro para Projeto Econômico-Financeiro - FCO 1. A Empresa 1.1. Histórico / Aspectos Organizacionais 1.2. Razão Social 1.3. CNPJ 1.4. Inscrição Estadual e/ou Municipal 1.5. Número e data de registro

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS FRALDAS QUARESMA "FRALDAS DESCARTAVEIS" Empreendedor(a): FLÁVIO QUARESMA DE LIMA SILVA

PLANO DE NEGÓCIOS FRALDAS QUARESMA FRALDAS DESCARTAVEIS Empreendedor(a): FLÁVIO QUARESMA DE LIMA SILVA PLANO DE NEGÓCIOS FRALDAS QUARESMA "FRALDAS DESCARTAVEIS" Empreendedor(a): FLÁVIO QUARESMA DE LIMA SILVA Fevereiro/2013 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 Resumo dos principais pontos do plano de negócio

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS OFICINA EMPRESARIAL COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS - ATENDIMENTO COLETIVO - 01 Como tudo começou... Manuais da série Como elaborar Atividade 02 Por que as empresas fecham? Causas das dificuldades e

Leia mais

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00.

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00. ESPE/Un SERE 2013 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento válido para

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Belo Horizonte 2011 Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

Tema Nº 3 Primeiros Passos

Tema Nº 3 Primeiros Passos Tema Nº 3 Primeiros Passos Habilidades a Desenvolver: Reconhecer as etapas iniciais do empreendedorismo. Analisar o tipo de negócio, bem como sua viabilidade e demandas de recursos de novos empreendimentos.

Leia mais

Eline Cristina Miranda 0501006001. Administração Financeira e Orçamentária

Eline Cristina Miranda 0501006001. Administração Financeira e Orçamentária UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO EM CIENCIAS CONTÁBEIS PROF: HÉBER LAVOR MOREIRA Eline Cristina Miranda 0501006001 Administração

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS Maio/2013 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 Resumo dos principais pontos do plano de negócio 1.2 Empreendedores

Leia mais

O caso da loja de confecção da dona Marieta da Modda

O caso da loja de confecção da dona Marieta da Modda GESTÃO FINANCEIRA Quando temos problemas de saúde procuramos um médico, sendo ele clínico geral ou especialista, conforme o caso. Normalmente, selecionamos um médico bastante conhecido e com boas referências

Leia mais

Modelo de Plano de Negócios

Modelo de Plano de Negócios Modelo de Plano de Negócios COLEÇÃO DEBATES EM ADMINISTRAÇÃO Empreendedorismo Modelo de Plano de Negócios Elaboração Marcelo Marinho Aidar Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) F U N

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO E-COMMERCE - FLORICULTURA VIRTUAL

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO E-COMMERCE - FLORICULTURA VIRTUAL OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO E-COMMERCE - FLORICULTURA VIRTUAL 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

Geisilane dos Santos Silva Mat: 05010005401 Maria Auxiliadora Conceição Mat: 05010007101

Geisilane dos Santos Silva Mat: 05010005401 Maria Auxiliadora Conceição Mat: 05010007101 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTO EMPRESARIAL PROFESSOR: HÉBER LAVOR MOREIRA Geisilane dos Santos

Leia mais

Plano de Negócio. (Projeto de Viabilidade Econômica) Escritório de Contabilidade na Cidade de Marialva

Plano de Negócio. (Projeto de Viabilidade Econômica) Escritório de Contabilidade na Cidade de Marialva Plano de Negócio (Projeto de Viabilidade Econômica) Escritório de Contabilidade na Cidade de Marialva Caracterização do Empreendimento Trata o presente de análise de viabilidade de mercado e de viabilidade

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA ALUNO: RONNY COSTA DA SILVA MATRÍCULA: 06010001201 E- MAIL: ALUNO: DENNIS WILLIAM CARDOSO FERREIRA MATRÍCULA: 06010007301 E- MAIL: denniswilliamx@hotmail.com 2º SEM/2009 Página

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS Faça você mesmo

PLANO DE NEGÓCIOS Faça você mesmo PLANO DE NEGÓCIOS Faça você mesmo INTRODUÇÃO É um instrumento que visa estruturar as principais concepções e alternativas para uma análise correta de viabilidade do negócio pretendido, proporcionando uma

Leia mais

ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO

ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO CATEGORIAS TÉCNICO TECNÓLOGO TEMAS LIVRE INCLUSÃO SOCIAL COOPERATIVISMO 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO 1.1 Nome da Instituição 1.2 Nome do Reitor(a)/Diretor(a)-Geral/Diretor(a) 1.3

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FACILIDADES EMPRESARIAIS - ESCRITÓRIO VIRTUAL

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FACILIDADES EMPRESARIAIS - ESCRITÓRIO VIRTUAL OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FACILIDADES EMPRESARIAIS - ESCRITÓRIO VIRTUAL 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta

Leia mais

Plano de negócio. Conceitos, Importância e estrutura Aula 6

Plano de negócio. Conceitos, Importância e estrutura Aula 6 Plano de negócio Conceitos, Importância e estrutura Aula 6 Estrutura do plano de negócio Capa Sumário 1. Sumário executivo 2. Analise estratégica 3. Descrição da empresa 4. Produtos e serviços 5. Plano

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO RESUMO DO EMPREENDIMENTO 01 EMPREENDIMENTO 02 NEGÓCIO E MERCADO: DESCRIÇÃO 2.1 ANÁLISE MERCADOLÓGICA 2.2 MISSÃO DA EMPRESA 03 CONCORRÊNCIA 04 FORNECEDORES 05 PLANO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO CIENCIAS CONTÁBEIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO CIENCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO CIENCIAS CONTÁBEIS JACI DE SOUZA FARIAS - 06010008801 MÁRJORIE PEREIRA DA COSTA - 06010008601

Leia mais

Administração Financeira e Orçamento Empresarial UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Administração Financeira e Orçamento Empresarial UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS PROF: HEBER LAVOR MOREIRA GISELE KARINA NASCIMENTO MESQUITA MARIA SANTANA AMARAL Flor de Lis MATERIAL

Leia mais

ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS.

ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS. ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS. Resumo efetuado a partir do Manual Como Elaborar um plano de negócios SEBRAE/ 2013 Profa. Célia Regina Beiro da Silveira ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIOS PARA O 1º CONCURSO

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATU SENSU EMENTA MBA GESTÃO DE VAREJO

PÓS-GRADUAÇÃO LATU SENSU EMENTA MBA GESTÃO DE VAREJO MBA GESTÃO DE VAREJO 1 - FORMAÇÃO DE PREÇO E ANÁLISE DE MARGEM NO VAREJO: Ementa: Conhecer o conceito de lucro na visão da precificação baseada no custo; demonstrar termos utilizados na formação de preço

Leia mais

EXPECTATIVAS, GESTÃO E AÇÕES DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO VAREJISTA PARA O NATAL DE 2013 MACAPÁ - 2013

EXPECTATIVAS, GESTÃO E AÇÕES DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO VAREJISTA PARA O NATAL DE 2013 MACAPÁ - 2013 EXPECTATIVAS, GESTÃO E AÇÕES DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO VAREJISTA PARA O NATAL DE 2013 MACAPÁ - 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 POPULAÇÃO... 3 4 COLETA DE DADOS... 3 5 RESULTADOS... 4 Ilustração 1 -

Leia mais

Apresentação ao Shopping

Apresentação ao Shopping Apresentação ao Shopping O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua rede de franquias Você Sabia? Há trinta anos os Estados Unidos adotaram um modelo inovador

Leia mais

Maria Tereza da Silva Santos. Confecção - Exemplo. Elaborado por: Plano de Negócio - Exemplos

Maria Tereza da Silva Santos. Confecção - Exemplo. Elaborado por: Plano de Negócio - Exemplos Maria Tereza da Silva Santos Confecção - Exemplo Elaborado por: Plano de Negócio - Exemplos Data criação: 09/01/2014 14:36 Data Modificação: 21/02/2014 14:36 Tipo Empresa: Empresa nascente 1 - Sumário

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

Cadastros Gerais Treinamento 1

Cadastros Gerais Treinamento 1 Cadastros Gerais Treinamento 1 O sistema JBI Loja possibilita controle completo da sua empresa. Abaixo segue a primeira fase dos cadastros iniciais do sistema. CADASTROS FORNECEDORES A tela de cadastro

Leia mais

Se você procura uma franquia, pense numa marca MAIS Q BÁSICA: LUCRATIVA

Se você procura uma franquia, pense numa marca MAIS Q BÁSICA: LUCRATIVA Se você procura uma franquia, pense numa marca MAIS Q BÁSICA: LUCRATIVA A MARCA A MAIS Q BÁSICA nasceu no verão de 2007, uma inspiração da designer Maria Alejandra Rizzo. Com um estilo muito próprio, suas

Leia mais

se o tratamento foi adequado, ficaremos curados e felizes por termos solucionado a doença que estava nos prejudicando. No campo empresarial a

se o tratamento foi adequado, ficaremos curados e felizes por termos solucionado a doença que estava nos prejudicando. No campo empresarial a Gestão Financeira Quando temos problemas de saúde procuramos um médico, sendo ele clínico geral ou especialista, conforme o caso. Normalmente, selecionamos um médico bastante conhecido e com boas referências

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO BOLSAS E ACESSÓRIOS

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO BOLSAS E ACESSÓRIOS OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO BOLSAS E ACESSÓRIOS 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser fotocopiada,

Leia mais

7. Viabilidade Financeira de um Negócio

7. Viabilidade Financeira de um Negócio 7. Viabilidade Financeira de um Negócio Conteúdo 1. Viabilidade de um Negócios 2. Viabilidade Financeira de um Negócio: Pesquisa Inicial 3. Plano de Viabilidade Financeira de um Negócio Bibliografia Obrigatória

Leia mais

Sobre as Franquias Honing Brasil A Honing Brasil é a marca de roupa masculina inspirada no Hóquei no Gelo canadense. A paixão dos canadenses por este esporte e a garra de seus praticantes inspiram a Honing,

Leia mais

EMPREENDEDORISMO Marketing

EMPREENDEDORISMO Marketing Gerenciando o Marketing EMPREENDEDORISMO Marketing De nada adianta fabricar um bom produto ou prestar um bom serviço. É preciso saber colocálo no mercado e conseguir convencer as pessoas a comprá-lo. O

Leia mais

Administrando o Fluxo de Caixa

Administrando o Fluxo de Caixa Administrando o Fluxo de Caixa O contexto econômico do momento interfere no cotidiano das empresas, independente do seu tamanho mercadológico e, principalmente nas questões que afetam diretamente o Fluxo

Leia mais

CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA

CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA 1. Da Empresa Franqueadora 1.1 Breve Histórico De chapeiro a dono de Franquia de fast-food. Essa seja talvez a definição mais correta do criciumense Antônio Marco da Silva.

Leia mais

Roteiro para Projeto Econômico-Financeiro Linhas do BNDES

Roteiro para Projeto Econômico-Financeiro Linhas do BNDES Roteiro para Projeto Econômico-Financeiro Linhas do BNDES 1. A Empresa 1.1. Histórico / Aspectos Organizacionais 1.2. Razão Social 1.3. CNPJ 1.4. Inscrição Estadual e/ou Municipal 1.5. Número e data de

Leia mais

ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO

ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO Nome da Empresa: Sapatos e Bolsas BACANAS. Razão Social: Sócios: Endereço: Fone/Fax: Pessoa para Contato: CEP: ETAPA 2 DESCRIÇÃO GERAL DO NEGÓCIO O que a empresa

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são

Leia mais

O caixa é um dos itens mais importantes na administração de uma empresa. O controle é o primeiro passo para mantê-lo saudável e sempre no azul

O caixa é um dos itens mais importantes na administração de uma empresa. O controle é o primeiro passo para mantê-lo saudável e sempre no azul O caixa é um dos itens mais importantes na administração de uma empresa. O controle é o primeiro passo para mantê-lo saudável e sempre no azul Educação financeira. Esta é a palavra-chave para qualquer

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira darianer@fia.com.br www.fia.com.br/proced Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira 1 Objetivo Planejamento

Leia mais

Resumo Executivo. Modelo de Planejamento. Resumo Executivo. Resumo Executivo. O Produto ou Serviço. O Produto ou Serviço 28/04/2011

Resumo Executivo. Modelo de Planejamento. Resumo Executivo. Resumo Executivo. O Produto ou Serviço. O Produto ou Serviço 28/04/2011 Resumo Executivo Modelo de Planejamento O Resumo Executivo é comumente apontada como a principal seção do planejamento, pois através dele é que se perceberá o conteúdo a seguir o que interessa ou não e,

Leia mais

Este Plano de Negócios foi elaborado em Junho de 2014

Este Plano de Negócios foi elaborado em Junho de 2014 ESPETO VACA LOUCA Pc TUBAL VILELA Nº 0 CENTRO- UBERLANDIA MG (34) 9876-5432 contato@vacalouca.com Ademir Gonçalves Filho Diretor Administrativo Gustavo Rodovalho Oliveira - Diretor de Marketing Jhonata

Leia mais

Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções em Pernambuco

Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções em Pernambuco Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções em Pernambuco O que é o NTCPE? O Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções em Pernambuco/NTCPE é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos.

Leia mais

PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRA E CONFIANÇA DO CONSUMIDOR

PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRA E CONFIANÇA DO CONSUMIDOR DEZEMBRO/2010 PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRA E CONFIANÇA DO CONSUMIDOR RELATÓRIO MENSAL DA PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRA E CONFIANÇA DO CONSUMIDOR DE MANAUS, ANO 2010 - N 12 MANAUS AM 67,2% dos consumidores

Leia mais

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio.

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio. F R A N Q U I A Benefícios do Modelo Uma das marcas mais fortes e reconhecidas do país. A marca faz parte de um conglomerado que se consolida como um dos maiores do país (Alpargatas - Grupo Camargo Corrêa).

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

Guia. Empreendedor FLUXO DE CAIXA/ CUSTOS NA PEQUENA INDÚSTRIA

Guia. Empreendedor FLUXO DE CAIXA/ CUSTOS NA PEQUENA INDÚSTRIA Guia Empreendedor do FLUXO DE CAIXA/ CUSTOS NA PEQUENA INDÚSTRIA INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS Neste fascículo, você vai aprender a planejar e controlar as entradas e saídas do caixa de sua empresa num determinado

Leia mais

1 Administração de caixa

1 Administração de caixa 3 Administração Financeira Edison Kuster Nilson Danny Nogacz O que é realmente importante saber para uma boa administração financeira? Esta pergunta é comum entre os empresários, em especial aos pequenos

Leia mais

CONHEÇA A NOSSA EMPRESA >>

CONHEÇA A NOSSA EMPRESA >> CONHEÇA A NOSSA EMPRESA >> Para se candidatar a Vaga de Promotor(a) iremos dividir por etapas a apresentação e o treinamento: Primeira Etapa: 1. Apresentação da Empresa e seus Canais de Vendas 2. Apresentação

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

Prof. Carlos Barretto

Prof. Carlos Barretto Unidade IV CONTABILIDADE FINANCEIRA Prof. Carlos Barretto Objetivos gerais Capacitar os estudantes a adquirir conhecimentos necessários para o desenvolvimento das seguintes competências: consciência ética

Leia mais

CUSTOS NO COMÉRCIO. Só de lembrar disso tudo, quase que o Sr. João teve um ataque. Respirou fundo e disse:

CUSTOS NO COMÉRCIO. Só de lembrar disso tudo, quase que o Sr. João teve um ataque. Respirou fundo e disse: 1 CUSTOS NO COMÉRCIO O Sr. João da Lojinha, um comerciante muito experiente, tem uma pequena loja de diversos artigos, localizada no centro comercial da sua cidade. Dia desses, preocupou-se com a situação

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua

Leia mais

capítulo 5 O CONTROLE FINANCEIRO DA ORGANIZAÇÃO Senhores, aqui estão os relatórios financeiros do ano passado. Podemos pagar nossas dívidas?

capítulo 5 O CONTROLE FINANCEIRO DA ORGANIZAÇÃO Senhores, aqui estão os relatórios financeiros do ano passado. Podemos pagar nossas dívidas? 22 capítulo 5 O CONTROLE FINANCEIRO DA ORGANIZAÇÃO A Contabilidade é o instrumento que as empresas usam para controlar suas finanças e operações. E os demonstrativos contábeis balanço patrimonial e demonstração

Leia mais

A Importância do Plano Financeiro no Plano de Negócios

A Importância do Plano Financeiro no Plano de Negócios A Importância do Plano Financeiro no Plano de Negócios Vanessa da Silva Sidônio vanessa_sidonio@hotmail.com Professor Heber Lavor Moreira heber@peritocontador.com.br Trabalho da Disciplina Administração

Leia mais

CONHEÇA A REDE DE MODA JOVEM MASCULINA QUE ESTAVA FALTANDO EM SUA CIDADE!

CONHEÇA A REDE DE MODA JOVEM MASCULINA QUE ESTAVA FALTANDO EM SUA CIDADE! Franquia CONHEÇA A REDE DE MODA JOVEM MASCULINA QUE ESTAVA FALTANDO EM SUA CIDADE! Quer ter um negócio seguro e rentável? Tudo o que você procurava num excelente negócio! NOVIDADE: Marca e formato comercial

Leia mais

Guia. Empreendedor GESTÃO FINANCEIRA

Guia. Empreendedor GESTÃO FINANCEIRA Guia Empreendedor do GESTÃO FINANCEIRA NOVES FORA PROBLEMAS Dispor de informações precisas e atualizadas é fundamental para uma correta tomada de decisões. Especialmente quando a questão envolve a área

Leia mais

P R O P O S T A D E FRANQUIA

P R O P O S T A D E FRANQUIA P R O P O S T A D E FRANQUIA Conheça a Depil Out Com base na franca expansão do setor de prestação de serviços e acreditando nas perspectivas cada vez mais promissoras; após estudo minucioso de como seria

Leia mais

Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo

Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo Estudo de viabilidade As perguntas seguintes terão que ser respondidas durante a apresentação dos resultados do estudo de viabilidade e da pesquisa de campo FOFA.

Leia mais

ANEXO II ROTEIRO DE ELABORAÇÃO DE PROJETO TÉCNICO ECONÔMICO FINANCEIRO PARA PLEITOS DE INCENTIVO TRIBUTÁRIO

ANEXO II ROTEIRO DE ELABORAÇÃO DE PROJETO TÉCNICO ECONÔMICO FINANCEIRO PARA PLEITOS DE INCENTIVO TRIBUTÁRIO ANEXO II ROTEIRO DE ELABORAÇÃO DE PROJETO TÉCNICO ECONÔMICO FINANCEIRO PARA PLEITOS DE INCENTIVO TRIBUTÁRIO 1 CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA 1.1. Razão Social: 1.2. Endereços: Fone: - Escritório - Fábrica 1.3.

Leia mais

Plano de Negócios Faculdade Castro Alves Cursos de Administração.

Plano de Negócios Faculdade Castro Alves Cursos de Administração. TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PLANO DE NEGÓCIIOS Prroff.. Carrllos Mellllo Saal lvvaaddoorr JJANEI IRO/ /22000066 Introdução Preparar um Plano de Negócios é uma das coisas mais úteis que um empresário

Leia mais

www.uvaeverde.com.br

www.uvaeverde.com.br O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua rede de franquias Você Sabia? Há trinta anos os Estados Unidos adotaram um modelo inovador na gestão de redes de franquia

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Vendas no 2 Semestre de 2013 e Expectativa de vendas para o 1 Semestre de 2014

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Vendas no 2 Semestre de 2013 e Expectativa de vendas para o 1 Semestre de 2014 Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista Vendas no 2 Semestre de 2013 e Expectativa de vendas para o 1 Semestre de 2014 2014 Apresentação Observar e entender como foram às vendas no início do ano são

Leia mais

Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender Informações e Contatos

Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender Informações e Contatos FORMAR SEU PREÇO Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer forma ou por qualquer meio. Informações e Contatos Mania de

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA January, 99 1 CONCEITOS BÁSICOS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Paulo César Leite de Carvalho 1. INTRODUÇÃO A administração financeira está estritamente ligada à Economia e Contabilidade, e pode ser vista

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CENTRO SÓCIO-ECONÔMICO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CENTRO SÓCIO-ECONÔMICO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CENTRO SÓCIO-ECONÔMICO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Estudo da viabilidade econômico-financeira de uma Sociedade Empresária Limitada Distribuidora de Bebidas, na categoria

Leia mais

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto 1 Sumário Executivo (O que é o plano de negócios) 2 Agradecimentos 3 Dedicatória 4 Sumário ( tópicos e suas respectivas páginas) 5 Administrativo - Introdução (O que foi feito no módulo administrativo)

Leia mais

Finanças. Contas a Pagar e a Receber

Finanças. Contas a Pagar e a Receber 2 Dicas de Finanças Finanças Você pode achar que falar de finanças é coisa para grandes empresas. Talvez este assunto nem tenha sido tratado com a devida importância mesmo em sua informalidade. Contudo,

Leia mais

CUSTO FIXO, LUCRO E MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO. Atividades Práticas

CUSTO FIXO, LUCRO E MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO. Atividades Práticas CUSTO FIXO, LUCRO E MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO 1 Assinalar Falso (F) ou Verdadeiro (V): Atividades Práticas ( ) Os custos fixos são totalmente dependentes dos produtos e volumes de produção executados no período.

Leia mais

Prezado empreendedor,

Prezado empreendedor, Prezado empreendedor, Caderno do Empreendedor Este é o Caderno do Empreendedor, criado para facilitar o dia-a-dia da sua empresa. Com ele você poderá controlar melhor suas despesas, saber quanto está vendendo

Leia mais

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras No ano de 2012 o Londrina Country Club atualizou o plano de contas de sua demonstração de resultado. O objetivo é atualizar a nomenclatura das contas permitindo

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SERVIÇOS DE MÍDIA INDOOR

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SERVIÇOS DE MÍDIA INDOOR OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SERVIÇOS DE MÍDIA INDOOR 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser

Leia mais

Dicas de Gestão para o Empresário do Setor Comércio Varejista

Dicas de Gestão para o Empresário do Setor Comércio Varejista Dicas de Gestão para o Empresário do Setor Comércio Varejista Você conhece o seu cliente? Não poupe esforços e invista no visual da loja Planejamento estratégico Cuide da Saúde Financeira da Sua Empresa

Leia mais

ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO. Identificação

ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO. Identificação ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO Nome da Entidade Identificação Razão Social CGC/CNPJ Inscrição Estadual Inscrição Municipal Descreva as Pricipais Atividades Desenvolvidas pela Entidade

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS SÓ DELLA LINGERIES

PLANO DE NEGÓCIOS SÓ DELLA LINGERIES UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CENTRO SÓCIO ECONÔMICO DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ALESSANDRA PAIXÃO HUNGRIA Mat: 0201010801 FABIANA SUELI DAMASCENO DOS SANTOS Mat: 0101009601

Leia mais

FACULDADE CIDADE VERDE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CONTABILIDADE E CONTROLADORIA TURMA 2009

FACULDADE CIDADE VERDE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CONTABILIDADE E CONTROLADORIA TURMA 2009 FACULDADE CIDADE VERDE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CONTABILIDADE E CONTROLADORIA TURMA 2009 RELATÓRIO DE PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO: UM ESTUDO DE CASO EM EMPRESA QUE ATUA NO RAMO DE SITUADA NO MUNICÍPIO DE

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

Determinação do Capital de Giro

Determinação do Capital de Giro Determinação do Capital de Giro Foco da Palestra Orientar e esclarecer os conceitos básicos para determinação e gerenciamento do Capital de Giro da empresa. Classificar e analisar as fontes e aplicações

Leia mais

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO PONTA GROSSA

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO PONTA GROSSA FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO ANÁLISE CONJUNTURAL DO MÊS DE JANEIRO DE 2014 PONTA GROSSA Este relatório, referente ao mês de Janeiro de 2014, da Pesquisa Conjuntural

Leia mais

FLUXO DE CAIXA INSTRUMENTO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO

FLUXO DE CAIXA INSTRUMENTO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO FLUXO DE CAIXA INSTRUMENTO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO Lúcia de Fátima de Lima Lisboa RESUMO O presente artigo apresenta o fluxo de caixa como uma ferramenta indispensável para a gestão financeira

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CENTRO SÓCIO-ECONÔMICO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CENTRO SÓCIO-ECONÔMICO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CENTRO SÓCIO-ECONÔMICO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Estudo da viabilidade econômico-financeira de uma Loja de Confecções na categoria de Micro Empresa da área Metropolitana

Leia mais

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE SUMÁRIO O que é gestão de estoque...3 Primeiros passos para uma gestão de estoque eficiente...7 Como montar um estoque...12 Otimize a gestão do seu estoque...16

Leia mais

O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA

O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA VAREJO Julho - 2012 O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA Fonte imagem: Disponível em:< http://4.bp.blogspot.com/_caqa6tpillu/tjevn_ah_ei/ AAAAAAAAAAM/3dTp5VPhJ9E/s1600/69589_Papel-de-Parede-Todos-juntos_1280x800.

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

CLEVERSON FORATO ORÇAMENTO E FINANÇAS 1

CLEVERSON FORATO ORÇAMENTO E FINANÇAS 1 ORÇAMENTO E FINANÇAS 1 ORÇAMENTO E FINANÇAS 2 SUMÁRIO: 1) INTRODUÇÃO A GESTÃO FINANCEIRA a. A IMPORTANCIA DA INFORMAÇÃO NA GESTÃO DAS EMPRESAS b. O CONTEXTO DA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA c. A FUNÇÃO DO ADMINISTRADOR

Leia mais

1. SUMÁRIO EXECUTIVO... 4 1.1 - Descrição do Projeto... 4 1.2 - Dados dos Empreendedores, Perfis e Atribuições... 6 2. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA...

1. SUMÁRIO EXECUTIVO... 4 1.1 - Descrição do Projeto... 4 1.2 - Dados dos Empreendedores, Perfis e Atribuições... 6 2. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA... 1. SUMÁRIO EXECUTIVO... 4 1.1 - Descrição do Projeto... 4 1.2 - Dados dos Empreendedores, Perfis e Atribuições... 6 2. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA... 7 2.1 - Dados do Empreendimento... 7 2.2 - Setor de Atividade...

Leia mais

Informações Financeiras. Sistema de Franquias

Informações Financeiras. Sistema de Franquias Informações Financeiras Sistema de Franquias Sistema de Franquias Somos uma loja que nasceu em Porto Alegre, somos especialista em moda masculina, e, em satisfazer e encantar os clientes. Com nosso sistema

Leia mais

7. Análise da Viabilidade Econômica de Projetos

7. Análise da Viabilidade Econômica de Projetos 7. Análise da Viabilidade Econômica de Projetos Exemplos de Aplicação de Projetos Cálculo do Valor de um Negócio ou Empresa; Avaliar Viabilidade de Projetos; Projetos para solicitação de Financiamentos.

Leia mais

1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP:

1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP: 1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP: a) Constituição de uma sociedade com capital totalmente integralizado de R$ 30.000 b) Compra à vista de mercadorias para

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE ENTRADA NO BH-TEC

SOLICITAÇÃO DE ENTRADA NO BH-TEC SOLICITAÇÃO DE ENTRADA NO BH-TEC DE... (Candidato)... (Data) 1. CARTA DE CANDIDATURA (Minuta) (Candidato) declara seu interesse em instalar-se no BH-TEC - Parque Tecnológico de Belo Horizonte. Na oportunidade,

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro Anexo 3 PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro 1. Capa 2. Sumário 3. Sumário executivo 4. Descrição da empresa 5. Planejamento Estratégico do negócio 6. Produtos e Serviços 7. Análise de Mercado 8. Plano de Marketing

Leia mais

FLUXO DE CAIXA. Dinâmica: O que faço de diferente ou estranho. (Objetivo: Conhecer um pouco cada participante)

FLUXO DE CAIXA. Dinâmica: O que faço de diferente ou estranho. (Objetivo: Conhecer um pouco cada participante) FLUXO DE CAIXA Dinâmica: O que faço de diferente ou estranho. (Objetivo: Conhecer um pouco cada participante) Brainstorming: Chuva de ideias ou Toró de parpite: O QUE É FLUXO DE CAIXA? (Objetivo: Saber

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS INTRODUÇÃO

PLANO DE NEGÓCIOS INTRODUÇÃO PLANO DE NEGÓCIOS INTRODUÇÃO É um instrumento que visa estruturar as principais concepções e alternativas para uma análise correta de viabilidade do negócio pretendido, proporcionando uma avaliação antes

Leia mais