A IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE NO TAEKWONDO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE NO TAEKWONDO"

Transcrição

1 A IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE NO TAEKWONDO Claudiomar Antonio Vieira 1 Everton Paulo Roman 2 RESUMO O presente estudo teve o objetivo de realizar uma contextualização teórica em relação a importância da flexibilidade no Taekwondo. O método utilizado para o estudo foi uma pesquisa bibliográfica baseada em livros e artigos disponíveis em sites da internet. Considera-se que o Taekwondo é um esporte de combate que usa chutes e socos para golpear o oponente, necessitando de um elevado nível de flexibilidade. Este esporte vem crescendo a quantidade de adeptos na idade escolar, pois sendo uma arte marcial, aprende-se a disciplina, a auto defesa e competição. Cabe ressaltar que a flexibilidade é de suma importância para o aprendizado no melhoramento da técnica e na prevenção contra lesões. Palavras-chave: Taekwondo, Flexibilidade, Idade Escolar. INTRODUÇÃO Flexibilidade pode ser considerada como a capacidade de dobrar, torcer ou alongar determinada parte do corpo e depende diretamente das articulações, músculos e tendões e quanto mais demorado, freqüente e intenso for o alongamento, mais rápido e significativo será a melhora do resultado de uma boa flexibilidade (ALTER, 1999). O nível de flexibilidade é bastante semelhante entre meninos e meninas até os seis ou sete anos de idade, daí por diante, os indivíduos do sexo feminino tendem a ser mais flexíveis do que os do sexo masculino (BARBANTI, 1997). De Acordo com Cuadro (2007) os critérios gerais para a seleção de talentos nos esportes de combate em escolares baseia-se em: peso, altura, flexibilidade, coordenação motora e resistência á fadiga e ao estresse. 1 Acadêmico do 6º Período de Educação Física da Faculdade Assis Gurgacz Cascavel - Paraná. 2 Doutorando em Saúde da Criança e do Adolescente na Unicamp e Docente na Faculdade Assis Gurgacz Cascavel - Paraná. 1

2 ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO O método utilizado para o presente estudo foi por meio de uma pesquisa bibliográfica baseada em livros e artigos disponíveis em sites da internet que abordam a temática em questão. A FLEXIBILIDADE NA PREVENÇÃO DE LESÕES A prática progressiva de exercícios de flexibilidade tem confirmado que os atletas que possuem alto grau de mobilidade, são os que menos se machucam. As lesões musculares são mais freqüentes nos atletas com mobilidade débil (BARBANTI, 1997). A insuficiência da flexibilidade pode ocorrer lesões facilmente e limitar amplitude do movimento para executar técnicas complexas, dificultando a qualidade dos golpes de perna na altura da cabeça (NUNEZ, 2005). No treinamento da flexibilidade devemos ser cautelosos para os diferentes aspectos pessoais como: idade biológica e cronológica, nível de treinamento e força muscular, combinar as medidas organizadas de treinamento passiva, ativa e mista (NUNEZ, 2005). FLEXIBILIDADE X MELHORAMENTO DA TÉCNICA A flexibilidade permite aos movimentos de impulso e balanço uma amplitude de maior de oscilação, facilitando a execução técnica (BARBANTI, 1997). 2

3 Park (2006) afirma que é necessário trabalhar a flexibilidade e repetir os exercícios para potencializar a musculatura das pernas, inclusive para um ataque em região baixa é necessário equilíbrio, força e agilidade. O treinamento de iniciantes deve ser constantemente feito com elevação de joelho, extensão e recuperação da perna, para o melhor condicionamento além de outras técnicas executadas durante a prática. A realização dos chutes deve-se fazer um movimento único, a execução dos movimentos devem ser amplos para a competição, e no caso de agressão devem ser curtos e rápidos (PARK, 2006). A flexibilidade facilita a aprendizagem do Taekwondo, pois as técnicas fundamentais de chutes exigem um amplo movimento articular, diminuindo o gasto energético e a possibilidades de lesões musculares, articulares e tendinosas. Melhorando a coordenação motora e a velocidade, sendo fundamental para a prática do Taekwondo nos aspectos quantitativos e qualitativos (NUNEZ, 2005). Segundo Castañeda (2004), no caso das Artes Marciais como Karatê e o Taekwondo exigem uma hiperextensibilidade em determinadas articulações para permitir a amplitude do movimento para melhorar a técnica e proporcionar velocidade na execução das mesmas. O desenvolvimento de diversos tipos de exercícios de flexibilidade (ativa, passiva e mista) mantém uma relação com o treinamento de força. O aumento de força deve ser acompanhado com o nível de mobilidade. Fonseca (2004) afirma que o treinamento da flexibilidade deve ser baseada no desenvolvimento de altos níveis de mobilidade articular do tronco e dos membros inferiores, pois o desenvolvimento da capacidade de executar chutes na altura da cabeça é imprescindível. 3

4 CONSIDERAÇÕES FINAIS Para o treinamento do Taekwondo é necessário que os praticantes realizem exercícios para a flexibilidade com ênfase nos membros inferiores, pois os chutes altos são os que proporcionam maior pontuação. Com uma boa flexibilidade é possível realizar vários movimentos amplos e com velocidade, o que é essencial para a modalidade. A flexibilidade tem um papel importante no nosso cotidiano principalmente no ambiente escolar e nos esportes. A falta da mesma pode ocasionar lesões musculares, articulares, dificuldade no aprendizado de movimentos pedagógicos do esporte e em alguns casos prejudica a locomoção influenciando alterações na postura corporal. Desenvolver a flexibilidade permite a execução de determinados movimentos desportivos que, de outra forma, seria praticamente impossível a realização de algumas modalidades. Cabe ressaltar a importância do conhecimento do profissional de Educação Física para poder trabalhar a flexibilidade em idades iniciais de maneira lúdica e atraente, pois este deve ser sabedor que de uma boa flexibilidade durante a prática deste esporte pode ser o diferencial na obtenção dos resultados no estágio atual e futuro. 4

5 REFERÊNCIAS ALTER, M. J. Ciência da Flexibilidade. Porto Alegre: Artmed, BARBANTI, V. J. Teoria e pratica do treinamento esportivo. São Paulo: Edgard Blucher, CASTAÑEDA, P. E. G. Importancia del desarrollo de la flexibilidad en las Artes Marciales. Revista Digital - Buenos Aires - Ano 10 - N 69 - Fevereiro de Disponível em: < > Acesso em 20 mai CUADRO, C. H. N. Criterios para la selección de talentos en deportes de combate. Revista Digital - Buenos Aires - Ano 11 - N Janeiro de Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd104/seleccion-de-talentos.htm> Acesso em 20 mai FONSECA, R. F. As direcciones determinantes del entrenamiento en la prática del taekwondo (WTF). Revista Digital - Buenos Aires - Ano 10 - N 74 - Julho de Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd74/tkd.htm >Acesso em 20 mai NUNEZ, A. M. G. Algunas consideraciones acerca del entrenamiento de la flexibilidad en el taekwondo. Revista Digital - Buenos Aires - Ano 10 - N 87 - Agosto de Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd87/taek.htm > Acesso em 20 mai PARK, P. W. Curso de Taekwondo La Técnica del Chagui. Barcelona: De Vecchi,

CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA INSTRUTOR E PROFESSOR DE TAEKWONDO GRÃO MESTRE ANTONIO JUSSERI DIRETOR TÉCNICO DA FEBRAT

CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA INSTRUTOR E PROFESSOR DE TAEKWONDO GRÃO MESTRE ANTONIO JUSSERI DIRETOR TÉCNICO DA FEBRAT CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA INSTRUTOR E PROFESSOR DE TAEKWONDO GRÃO MESTRE ANTONIO JUSSERI DIRETOR TÉCNICO DA FEBRAT Alongamento é o exercício para preparar e melhorar a flexibilidade muscular, ou seja,

Leia mais

MÉTODOS DE TREINO FLEXIBILIDADE

MÉTODOS DE TREINO FLEXIBILIDADE MÉTODOS DE TREINO FLEXIBILIDADE FLEXIBILIDADE REVISÕES Formas de manifestação da flexibilidade: CONCEITO: Flexibilidade pode ser definida como a capacidade dos tecidos corporais em permitir, sem danos

Leia mais

CAPACIDADES MOTORAS:

CAPACIDADES MOTORAS: CAPACIDADES MOTORAS: Na área da Educação Física e do desporto, capacidades motoras são pressupostos dos movimentos que permitem que as qualidades inatas de uma pessoa, como um talento, ou um potencial

Leia mais

Treinamento Funcional

Treinamento Funcional Treinamento Funcional Sumário: Introdução... 02 O que é Treinamento Funcional?... 03 Atividades diárias e o Treinamento Funcional... 04 Como deve ser o Treinamento Funcional então?... 06 Características

Leia mais

Formação treinadores AFA

Formação treinadores AFA Preparação específica para a atividade (física e mental) Equilíbrio entre treino e repouso Uso de equipamento adequado à modalidade (ex: equipamento, calçado, proteções) E LONGEVIDADE DO ATLETA Respeito

Leia mais

TÍTULO: LESÕES CEREBRAIS NO ESPORTE: EPIDEMIOLOGIA DE CONCUSSÕES CEREBRAIS NO MMA

TÍTULO: LESÕES CEREBRAIS NO ESPORTE: EPIDEMIOLOGIA DE CONCUSSÕES CEREBRAIS NO MMA 16 TÍTULO: LESÕES CEREBRAIS NO ESPORTE: EPIDEMIOLOGIA DE CONCUSSÕES CEREBRAIS NO MMA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Projeto Escola de Esportes. Jovens. Crianças. Flexibilidade. Teste.

PALAVRAS-CHAVE Projeto Escola de Esportes. Jovens. Crianças. Flexibilidade. Teste. 14. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

Crescimento e Desenvolvimento Humano

Crescimento e Desenvolvimento Humano Crescimento e Desenvolvimento Humano Capacidades física e Motoras durante o processo de crescimento e Desenvolvimento Humano Desenvolvimento e Crescimento Humano Para se entender o processo de desenvolvimento

Leia mais

Avaliação Física. Avaliação Física. wwww.sanny.com.br.

Avaliação Física. Avaliação Física.  wwww.sanny.com.br. www.professoralexandrerocha.com.br Docência Docência Personal Trainer alexandre.rocha.944 @Prof_Rocha1 ProfAlexandreRocha @prof.alexandrerocha wwww.sanny.com.br www.cardiomed.com.br www.terrazul.com.br

Leia mais

Educação para a Saúde

Educação para a Saúde Educação para a Saúde Exercícios Laborais Setembro de 2006 Raquel Faria Araújo de Oliveira Ergonomista e Educadora física Saúde Segundo a Organização Mundial de Saúde: Saúde é um estado de completo bem-estar

Leia mais

Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO

Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO Processo para o ensino do futebol/ futsal A metodologia para o ensino do futebol até a especialização

Leia mais

AF Aveiro Formação de Treinadores. Fisiologia do Exercício

AF Aveiro Formação de Treinadores. Fisiologia do Exercício Fisiologia do Exercício Fisiologia do Exercício Fisiologia? A fisiologia = natureza, função ou funcionamento, ou seja, é o ramo da biologia que estuda as múltiplas funções mecânicas, físicas e bioquímicas

Leia mais

EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO: HÁBITO OU NEGLIGÊNCIA ENTRE PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA NO MUNICÍPIO DE INHUMAS?

EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO: HÁBITO OU NEGLIGÊNCIA ENTRE PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA NO MUNICÍPIO DE INHUMAS? EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO: HÁBITO OU NEGLIGÊNCIA ENTRE PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA NO MUNICÍPIO DE INHUMAS? MÁXIMO, Jefferson Jorcelino 1 Introdução: A realização dos exercícios de alongamento é uma

Leia mais

Prof. Ms. Sandro de Souza

Prof. Ms. Sandro de Souza Prof. Ms. Sandro de Souza As 5 leis básicas do Treinamento de Força 1º - ANTES DE DESENVOLVER FORÇA MUSCULAR, DESENVOLVA FLEXIBILIDADE Amplitude de movimento Ênfase na pelve e articulações por onde passam

Leia mais

Agrupamento Escolas de Figueiró dos Vinhos

Agrupamento Escolas de Figueiró dos Vinhos Agrupamento Escolas de Figueiró dos Vinhos Disciplina de Estudo do Movimento Professor Ricardo Ramos Ano letivo 2014/2015 Módulo 4 Qualidades Físicas Técnico de Apoio à Gestão Desportiva Aluno: N.º : Classificação:

Leia mais

Métodos treinamento das valências físicas relacionadas à Saúde. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior

Métodos treinamento das valências físicas relacionadas à Saúde. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Métodos treinamento das valências físicas relacionadas à Saúde Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Princípios científicos do treinamento Princípio da Individualidade biológica cada pessoa nasce com uma

Leia mais

Modalidades Aero Jump - Alongamento - Aples I - Esporte Kids Aples II -Mix Esportivo - Avaliação Físico-funcional - Futsal - Ginástica Localizada -

Modalidades Aero Jump - Alongamento - Aples I - Esporte Kids Aples II -Mix Esportivo - Avaliação Físico-funcional - Futsal - Ginástica Localizada - 2 Modalidades Aero Jump - Benefício: Condicionamento cardiovascular, emagrecimento, tonificação dos membros inferiores e abdômen, fortalecimento muscular. Contra indicado: Pessoas com patologias articulares

Leia mais

COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA PROFESSOR : THIAGO FERNANDES SÉRIE: 2º ANO

COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA PROFESSOR : THIAGO FERNANDES SÉRIE: 2º ANO COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA PROFESSOR : THIAGO FERNANDES SÉRIE: 2º ANO ATIVIDADE FÍSICA E EXERCÍCIO FÍSICO Atividade física é qualquer movimento corporal produzido pela musculatura

Leia mais

Disciplina: Ginástica Geral Capacidades Físicas. Prof. Dra. Bruna Oneda 2012

Disciplina: Ginástica Geral Capacidades Físicas. Prof. Dra. Bruna Oneda 2012 Disciplina: Ginástica Geral Capacidades Físicas Prof. Dra. Bruna Oneda 2012 Capacidades Físicas Ou habilidades físicas são o conjunto de capacidades individuais, orgânicas, musculares e neurológicas que

Leia mais

O ENSINO DO TAEKWONDO NO PROJETO ESCOLA DA BOLA

O ENSINO DO TAEKWONDO NO PROJETO ESCOLA DA BOLA ISSN 2238-9113 AREA TEMÁTICA: () COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( x) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA O ENSINO DO TAEKWONDO NO PROJETO ESCOLA DA

Leia mais

Prática de Actividade Física Desportiva Prof. Alexandra Lopes 2013/2014

Prática de Actividade Física Desportiva Prof. Alexandra Lopes 2013/2014 Prática de Actividade Física Desportiva Prof. Alexandra Lopes 2013/2014 Trabalho elaborado por: Diana Oliveira nº2 Marina Gomes nº10 Pedro Pires nº11 Índice: 2 Introdução 3 Educação Física.4 Fenómenos

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES CURSO: CCT NATAL

RELATÓRIO DE ATIVIDADES CURSO: CCT NATAL RELATÓRIO DE ATIVIDADES CURSO: CCT NATAL Federação Responsável: FEDERAÇÃO DO RIO GRANDE DO NORTE Nome Tutor: BRUNO RODRIGUES CREF : 010748-G/RS Período: 18 A 21/06/2015 Descrição das Atividades Atividade

Leia mais

ISSN ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE

Leia mais

A PRÁTICA DO ATLETISMO ESCOLAR COMO PROPOSTA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA RESUMO

A PRÁTICA DO ATLETISMO ESCOLAR COMO PROPOSTA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA RESUMO A PRÁTICA DO ATLETISMO ESCOLAR COMO PROPOSTA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA BARETTA, Elisabeth; GRIGOLLO, Leoberto Ricardo. RESUMO O desenvolvimento de atividades de extensão por meio do I Festival Unoesc de

Leia mais

Planejamento plurianual. Formação do atleta e Plano de expectativa

Planejamento plurianual. Formação do atleta e Plano de expectativa Planejamento plurianual Formação do atleta e Plano de expectativa Planejamento de longo prazo Procedimento determinante na formação de um atleta de alto desempenho É comum estruturações de treinamentos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES FÍSICAS A FLEXIBILIDADE

DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES FÍSICAS A FLEXIBILIDADE DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES FÍSICAS A 1. Contributo Para a Definição da Capacidade - Flexibilidade 2. Factores Condicionantes do Desenvolvimento da Flexibilidade 3. Conclusões Metodológicas 1 1. Contributo

Leia mais

Qualidades Físicas Básicas na Canoagem para Iniciantes

Qualidades Físicas Básicas na Canoagem para Iniciantes 4ª Jornada Científica e Tecnológica e 1º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 16, 17 e 18 de outubro de 2012, Muzambinho MG Qualidades Físicas Básicas na Canoagem para Iniciantes Denise Miranda de

Leia mais

Ginástica aeróbica no contexto da ginástica Geral. Prof. Dra. Bruna Oneda

Ginástica aeróbica no contexto da ginástica Geral. Prof. Dra. Bruna Oneda Ginástica aeróbica no contexto da ginástica Geral Prof. Dra. Bruna Oneda Ginástica aeróbica Uma combinação da ginástica clássica com a dança. Esta modalidade não pertence ao calendário olímpico, porém,

Leia mais

Estudo dirigido Corridas e Marcha (Responda apenas nos espaços indicados)

Estudo dirigido Corridas e Marcha (Responda apenas nos espaços indicados) Nome: Estudo dirigido Corridas e Marcha (Responda apenas nos espaços indicados) Observe a figura acima e responda as questões a seguir: 1. A sequência se refere à prova de. 2. Em que distâncias essa prova

Leia mais

Abordagem do Pilates em Fisioterapia

Abordagem do Pilates em Fisioterapia Programa de Educação Continuada em Saúde Abordagem do Pilates em Fisioterapia INSTITUTO QUALIENF CURSOS www.qualienfcursos.com.br 2 Conteúdo Programático: 1 INTRODUÇÃO AO MÉTODO PILATES... 3 2 HISTÓRIA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA EDITAL Data da inscrição: 18/05/2017 à 15/06/2017 Valor da Inscrição: R$ 50,00 Mensalidade: R$ 40,00 Idade: dos 12 aos 59 anos Período para efetivação da Matrícula: 18/05/2017 à 15/06/2017 - LOCAL: Laboratório

Leia mais

Haeckel Patriarcha dos Santos Salvador, 20 de Novembro de 2010.

Haeckel Patriarcha dos Santos Salvador, 20 de Novembro de 2010. To bi O Salto no En pi Haeckel Patriarcha dos Santos Salvador, 20 de Novembro de 2010. A importância do treinamento do impulso (Pliométrico) para o salto no Kata En pi. Haeckel Patriarcha dos Santos Trabalho

Leia mais

ESCOLA DE FUTEBOL PLANET SOCIETY

ESCOLA DE FUTEBOL PLANET SOCIETY Categoria Mamadeira Considerando a pouca idade das crianças nessa categoria, é essencial desenvolver um trabalho de forma lúdica, mas com muito contato com a bola. Esse método permite melhorar a coordenação

Leia mais

Sistema muscular Resistência Muscular Localizada Flexibilidade Osteoporose Esteróides Anabolizantes

Sistema muscular Resistência Muscular Localizada Flexibilidade Osteoporose Esteróides Anabolizantes MÚSCULOS, ARTICULAÇÕES, FORÇA, FLEXIBILIDADE E ATIVIDADE FÍSICAF Sistema muscular Resistência Muscular Localizada Flexibilidade Osteoporose Esteróides Anabolizantes APARELHO LOCOMOTOR HUMANO Constituição

Leia mais

CAPA POSSIVEL HISTÓRIA DO ATLETISMO PARALÍMPICO. Desde os Jogos de Roma, em 1960, o atletismo faz parte oficialmente do esporte paralímpico.

CAPA POSSIVEL HISTÓRIA DO ATLETISMO PARALÍMPICO. Desde os Jogos de Roma, em 1960, o atletismo faz parte oficialmente do esporte paralímpico. HISTÓRIA DO ATLETISMO PARALÍMPICO CAPA Desde os Jogos de Roma, em 1960, o atletismo faz parte oficialmente do esporte paralímpico. POSSIVEL As primeiras medalhas do Brasil em Paralimpíadas na modalidade

Leia mais

PLANO DE TRABALHO KARATÊ

PLANO DE TRABALHO KARATÊ PLANO DE TRABALHO KARATÊ Telefone: (44) 3220-5750 E-mail: centrosesportivos@maringa.pr.gov.br EQUIPE ORGANIZADORA SECRETARIO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER Francisco Favoto DIRETOR DE ESPORTES E LAZER Afonso

Leia mais

Associação de Futebol da Guarda

Associação de Futebol da Guarda Cronograma: Curso de Treinadores de Futsal 1º Nível Aulas Teóricas Dezembro/08 Janeiro/09 As Capacidades Motoras 17 / Janeiro 19 / Janeiro 21 / Janeiro Avaliação Teórica Avaliação Prática 04 / Fevereiro

Leia mais

ATLETISMO. Osvaldo Tadeu da Silva Junior

ATLETISMO. Osvaldo Tadeu da Silva Junior ATLETISMO Osvaldo Tadeu da Silva Junior OBJETIVO DA DISCIPLINA Conhecer, compreender e analisar os processos de ensino aprendizagem e treinamento das corridas; Conhecer, compreender e analisar os processos

Leia mais

RETIFICAÇÃO 1 - E D I T A L PROJETO LUTAR

RETIFICAÇÃO 1 - E D I T A L PROJETO LUTAR RETIFICAÇÃO 1 - E D I T A L PROJETO LUTAR O Núcleo de Aptidão Física, Informática, Metabolismo, Esportes e Saúde NAFIMES torna público a retificação do presente Edital de inscrições para o Projeto Lutar

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA BIOMECÂNICA PARA O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA: OBSERVANDO UMA BRINCADEIRA INFANTIL *

IMPORTÂNCIA DA BIOMECÂNICA PARA O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA: OBSERVANDO UMA BRINCADEIRA INFANTIL * IMPORTÂNCIA DA BIOMECÂNICA PARA O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA: OBSERVANDO UMA BRINCADEIRA INFANTIL * IVAN SILVEIRA DE AVELAR, ** REGINA QUEIROZ SILVA, ** TAÍSSA RAMALHO,** ADRIANO SERRANO ** E MARCUS

Leia mais

Os benefícios do método Pilates em indivíduos saudáveis: uma revisão de literatura.

Os benefícios do método Pilates em indivíduos saudáveis: uma revisão de literatura. Os benefícios do método Pilates em indivíduos saudáveis: uma revisão de literatura. Kelly Karyne Chaves Silva; Francisca Jerbiane Silva Costa; Thais Muratori Holanda (Orientadora). Faculdade do Vale do

Leia mais

Aspectos Gerais do Treinamento Aeróbio: Planificação, Periodização e Capacidades Biomotoras

Aspectos Gerais do Treinamento Aeróbio: Planificação, Periodização e Capacidades Biomotoras Aspectos Gerais do Treinamento Aeróbio: Planificação, Periodização e Capacidades Biomotoras Curso Internacional de Meio Fundo e Fundo, 6 e 7 Junho 2015 Assunção, PAR Junho 2015 no esporte, como atleta,

Leia mais

BIOMECÂNICA DA AÇÃO MUSCULAR EXCÊNTRICA NO ESPORTE. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

BIOMECÂNICA DA AÇÃO MUSCULAR EXCÊNTRICA NO ESPORTE. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior BIOMECÂNICA DA AÇÃO MUSCULAR EXCÊNTRICA NO ESPORTE Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Considerações iniciais EXCÊNTRICA CONCÊNTRICA ISOMÉTRICA F m F m F m P V P V P V = 0 Potência < 0 Potência >

Leia mais

Bases Metodológicas do Treinamento Desportivo

Bases Metodológicas do Treinamento Desportivo Bases Metodológicas do Treinamento Desportivo Unidade I Princípios do Treinamento Prof. Esp. Jorge Duarte Princípios do Treinamento A teoria e a metodologia do treinamento desportivo possuem princípios

Leia mais

Prof. Esp. Ricardo de Barros

Prof. Esp. Ricardo de Barros Prof. Esp. Ricardo de Barros Riccardo Rambo Potencial motor do organismo humano Sistema nervoso central, sistema neuromuscular e sistema de abastecimento energético Estrutura morfo-funcionalespecializada

Leia mais

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Anexo III Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Mobilização da articulação do ombro 1 Objectivos: Aumentar a amplitude da mobilização dos ombros e parte superior Modo de execução: na posição

Leia mais

BE066 Fisiologia do Exercício. Prof. Sergio Gregorio da Silva. É a habilidade de uma articulação se mover através de sua amplitude articular

BE066 Fisiologia do Exercício. Prof. Sergio Gregorio da Silva. É a habilidade de uma articulação se mover através de sua amplitude articular BE066 Fisiologia do Exercício Flexibilidade Prof. Sergio Gregorio da Silva Flexibilidade É a habilidade de uma articulação se mover através de sua amplitude articular É altamente adaptável e é! aumentada

Leia mais

OS BENEFÍCIOS DAS LUTAS E COMO TRABALHAR ESSE CONTEÚDO NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

OS BENEFÍCIOS DAS LUTAS E COMO TRABALHAR ESSE CONTEÚDO NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR OS BENEFÍCIOS DAS LUTAS E COMO TRABALHAR ESSE CONTEÚDO NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR Alana Alessi Wendy Nayara da Silva Boeira Resumo As lutas são um dos cinco conteúdos estruturantes da Educação Física,

Leia mais

Sistema muculoesquelético. Prof. Dra. Bruna Oneda

Sistema muculoesquelético. Prof. Dra. Bruna Oneda Sistema muculoesquelético Prof. Dra. Bruna Oneda Sarcopenia Osteoporose A osteoporose é definida como uma desordem esquelética que compromete a força dos ossos acarretando em aumento no risco de quedas.

Leia mais

Rede Nacional de Treinamento Atletismo. Centro Nacional de Treinamento Atletismo São Paulo. Relatório março Elaborado: Lázaro Pereira Velázquez

Rede Nacional de Treinamento Atletismo. Centro Nacional de Treinamento Atletismo São Paulo. Relatório março Elaborado: Lázaro Pereira Velázquez Rede Nacional de Treinamento Atletismo Centro Nacional de Treinamento Atletismo São Paulo Relatório março 2017 Elaborado: Lázaro Pereira Velázquez Gerente de Esporte I CNTA São Paulo Treinadores: Anísio

Leia mais

Alongamento muscular. Prof. Henry Dan Kiyomoto

Alongamento muscular. Prof. Henry Dan Kiyomoto Alongamento muscular Prof. Henry Dan Kiyomoto Termos a serem definidos Flexibilidade É a habilidade para mover uma araculação ou araculações através de uma ADM livre de dor Alongamento Alongamento seleavo

Leia mais

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO_Grau I

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO_Grau I Federação: Federação Portuguesa de Jiu-Jitsu Brasileiro (FPJJB) Modalidade/Disciplina: Jiu Jitsu Brasileiro Conversão de Treinadores de Grau em Treinadores de Grau I Componente Prática: 8 horas Componente

Leia mais

PROPOSTA DE REFERENCIAL DE FORMAÇÃO

PROPOSTA DE REFERENCIAL DE FORMAÇÃO Federação: Federação Portuguesa de Lohan Tao Modalidade/Disciplina: Lohan Tao Conversão de Treinadores de Grau em Treinadores de Grau 1 Componente Prática: 10 horas Componente Teórica: 20 horas Total de

Leia mais

ACAMPAMENTO REGIONAL EXERCÍCIOS PARA AQUECIMENTO E PREVENÇÃO DE LESÕES (ALONGAMENTO DINÂMICO ESTABILIZAÇÃO ATIVAÇÃO MUSCULAR)

ACAMPAMENTO REGIONAL EXERCÍCIOS PARA AQUECIMENTO E PREVENÇÃO DE LESÕES (ALONGAMENTO DINÂMICO ESTABILIZAÇÃO ATIVAÇÃO MUSCULAR) ACAMPAMENTO REGIONAL EXERCÍCIOS PARA AQUECIMENTO E PREVENÇÃO DE LESÕES (ALONGAMENTO DINÂMICO ESTABILIZAÇÃO ATIVAÇÃO MUSCULAR) Puxar uma perna para o tronco 1 - Alongamento da região posterior da coxa:

Leia mais

PROJETO SOCIAL DE KARATE 2017

PROJETO SOCIAL DE KARATE 2017 1 PROJETO SOCIAL DE KARATE 2017 Alunos: João da Silva Parcerias: MEDIANEIRA KARATÊ CLUBE MEDIANEIRA - PR 2017 2 PROJETO DE KARATÊ JUSTIFICATIVA Este projeto justifica-se, pela vontade do Medianeira Karatê

Leia mais

OS EFEITOS POSITIVOS DA PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA PARA A SAÚDE RESUMO

OS EFEITOS POSITIVOS DA PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA PARA A SAÚDE RESUMO OS EFEITOS POSITIVOS DA PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA PARA A SAÚDE Acadêmico: Daniel Nunes Professoras Orientadoras: Elis Regina Frigeri e Sandra Fachineto RESUMO O esporte como conteúdo da Educação Física

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EFI122 Ginástica I

Programa Analítico de Disciplina EFI122 Ginástica I 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Educação Física - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: 5 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 5 Carga horária semanal 3

Leia mais

CORPO E MOVIMENTO NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM

CORPO E MOVIMENTO NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM PSICOMOTRICIDADE CORPO E MOVIMENTO NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM PROF. MS. GUSTAVO ROBERTO DE GODOY Introdução Séc XIX Neurologia Dupré (1920) Psicomotricidade Desenvolvimento motor e intelectual Importanterecurso

Leia mais

A PEDAGOGIA DO ESPORTE NA ATUAÇÃO PROFISSIONAL DOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA.

A PEDAGOGIA DO ESPORTE NA ATUAÇÃO PROFISSIONAL DOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA. A PEDAGOGIA DO ESPORTE NA ATUAÇÃO PROFISSIONAL DOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Marcos Vinicius Morais Ferreira¹ (IC), André Luís dos Santos Seabra² (PQ) marcos-moraisf@hotmail.com Universidade Estadual

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Curso Desporto Ano letivo 2015/2016 Unidade Curricular Desporto II Atletismo II ECTS 2,0 Regime Obrigatório Ano 1 Semestre 2 Horas de trabalho globais Docente Faber Sergio Bastos Martins Total 54 Contacto

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DA LOUSÃ

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DA LOUSÃ 1 ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DA LOUSÃ Objectivo Ser capaz de realizar uma corrida com barreiras - ritmada em velocidade máxima. Princípios a considerar Um barreirista é também um velocista Correr rápido

Leia mais

Os exercícios pliométricos podem ser divididos em:

Os exercícios pliométricos podem ser divididos em: PLIOMETRIA Por João Coutinho INTRODUÇÃO 1 O termo pliometria refere-se a exercícios específicos que envolvam o Ciclo Alongamento-Encurtamento (CAE), isto é, um rápido alongamento da musculatura seguido

Leia mais

SEMANA ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO FÍSICA

SEMANA ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO FÍSICA SEMANA ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO FÍSICA TÍTULO NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA E ESTÁGIO DE MUDANÇA DE COMPORTAMENTO DE TRABALHADORES PRATICANTES DE GINÁSTICA LABORAL JORNALISMO ESPORTIVO E A COBERTURA DOS MEGAEVENTOS:

Leia mais

IJUÍ PRÓ-VÔLEI: UMA ANÁLISE QUANTITATIVA 1. Ana Paula Meggolaro 2, Mauro Bertollo 3.

IJUÍ PRÓ-VÔLEI: UMA ANÁLISE QUANTITATIVA 1. Ana Paula Meggolaro 2, Mauro Bertollo 3. IJUÍ PRÓ-VÔLEI: UMA ANÁLISE QUANTITATIVA 1 Ana Paula Meggolaro 2, Mauro Bertollo 3. 1 Projeto de pesquisa de extensão realizado no curso de Educação Física da Unijuí. 2 Acadêmica do Curso de Educação Física.

Leia mais

CONCEITOS DA TEORIA DO TREINO

CONCEITOS DA TEORIA DO TREINO CONCEITOS DA TEORIA DO TREINO 1. A Sessão de Treino A Sessão de Treino é a unidade estrutural que serve de base para toda a organização do treino. O treinador deve individualizar o treino, adaptando a

Leia mais

Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora. Profº Gil Oliveira

Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora. Profº Gil Oliveira Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora CONTEXTUALIZAÇÃO E TERMOS Comportamento Motor Comportamento Motor Para Go Tani: Estuda processos neuropsicológicos de organização motora em termos de

Leia mais

Apostila Power Pole. Aprenda Montar Aulas Incríveis!

Apostila Power Pole. Aprenda Montar Aulas Incríveis! Aprenda Montar Aulas Incríveis! Índice 1. O que é Power Pole Como surgiu A quem se destina O que você aprenderá com esta apostila 2. Informações Sobre a Aula Divisões da aula Objetivos das séries Organização

Leia mais

METODOLOGIA DO ENSINO DO FUTEBOL DE SALÃO. Osvaldo Tadeu da Silva Junior

METODOLOGIA DO ENSINO DO FUTEBOL DE SALÃO. Osvaldo Tadeu da Silva Junior METODOLOGIA DO ENSINO DO FUTEBOL DE SALÃO Osvaldo Tadeu da Silva Junior MÉTODOS/ESTILOS DE ENSINO FERREIRA (1986): do grego méthodos, "caminho para chegar a um fim". Caminho pelo qual se atinge um objetivo.

Leia mais

PROGRAMA DE ALONGAMENTO PARA CRIANÇAS DE 10 A 12 ANOS ESTUDANTES DE DANÇA CLÁSSICA

PROGRAMA DE ALONGAMENTO PARA CRIANÇAS DE 10 A 12 ANOS ESTUDANTES DE DANÇA CLÁSSICA PROGRAMA DE ALONGAMENTO PARA CRIANÇAS DE 10 A 12 ANOS ESTUDANTES DE DANÇA CLÁSSICA Introdução: Este estudo de caso seleciou 21 meninos, com idades entre 9 e 12 anos de uma turma do 2º ano da Escola do

Leia mais

PLANO DE TRABALHO FUTSAL

PLANO DE TRABALHO FUTSAL PLANO DE TRABALHO FUTSAL Telefone: (44) 3220-5750 E-mail: centrosesportivos@maringa.pr.gov.br EQUIPE ORGANIZADORA SECRETARIO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER Francisco Favoto DIRETOR DE ESPORTES E LAZER Afonso

Leia mais

A Prática do Parkour como Meio de Desenvolvimento de Força em Membros Inferiores e Superiores no Âmbito Escolar

A Prática do Parkour como Meio de Desenvolvimento de Força em Membros Inferiores e Superiores no Âmbito Escolar A Prática do Parkour como Meio de Desenvolvimento de Força em Membros Inferiores e Superiores no Âmbito Escolar ALVES, Mateus Augusto Correia [1] ALVES, Mateus Augusto Correia. A Prática do Parkour como

Leia mais

OFICINA TEMÁTICA: A EXPERIMENTAÇÃO NA FORMAÇÃO DOCENTE

OFICINA TEMÁTICA: A EXPERIMENTAÇÃO NA FORMAÇÃO DOCENTE OFICINA TEMÁTICA: A EXPERIMENTAÇÃO NA FORMAÇÃO DOCENTE Vanessa Fernandes Soares; Chryslane Barbosa da Silva; Kelly Barbosa da Silva; Viviane Patrícia Pereira Félix. RESUMO Graduanda em Ciências Biológicas

Leia mais

A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt & Niklis especializado em Eventos Esportivos, Eventos Corporativos, Atividades Físicas, Lazer e

A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt & Niklis especializado em Eventos Esportivos, Eventos Corporativos, Atividades Físicas, Lazer e A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt & Niklis especializado em Eventos Esportivos, Eventos Corporativos, Atividades Físicas, Lazer e Entretenimento. Sempre buscando a excelência sob todos

Leia mais

LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA

LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA 1 LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA COMPARAÇÃO DO PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE ADOLESCENTES PRATICANTES DE VOLEIBOL, DOS ANOS 1997 E 2009, PARTICIPANTES DO PROGRAMA ESPORTE CIDADÃO UNILEVER Artigo apresentado como

Leia mais

TERMO ADITIVO DO NÚMERO DE VAGAS REFERENTE AO EDITAL

TERMO ADITIVO DO NÚMERO DE VAGAS REFERENTE AO EDITAL TERMO ADITIVO DO NÚMERO DE VAGAS REFERENTE AO EDITAL 2017.2 Curso Administração e Contábeis Disciplina: Matemática Financeira. Turno: Manhã/Tarde/Noite Vagas: 2 para cada turno Juros simples Juros compostos

Leia mais

Bem-vindos! Ao HIDROESPORTE

Bem-vindos! Ao HIDROESPORTE INICIAÇÃO Bem-vindos! Ao HIDROESPORTE Ms. Nino Aboarrage Pós Graduado em Treinamento Desportivo (UNIMEP) SP Pós Graduado em Fisiologia do exercícios (UNIFESP) SP Mestre em Motricidade Humana (UCB) RJ Professor

Leia mais

25/05/2017 OBJETIVOS DA AULA AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE CONCEITO CONCEITO. O que é Flexibilidade? Flexibilidade x Alongamento

25/05/2017 OBJETIVOS DA AULA AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE CONCEITO CONCEITO. O que é Flexibilidade? Flexibilidade x Alongamento OBJETIVOS DA AULA AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE TEÓRICA: Conceitos importantes; Tipos de flexibilidade; Fatores que influenciam a flexibilidade; Importância da flexibilidade; Como avaliar a flexibilidade.

Leia mais

Associação Sia Hu de Kung Fu Tradicional ASHKF Fundada em 17 de Janeiro de CNPJ /

Associação Sia Hu de Kung Fu Tradicional ASHKF Fundada em 17 de Janeiro de CNPJ / V CAMPEONATO INTERNO SIA HU DE KUNG FU TRADICIONAL Data: 02/04/2017 Horário: 08h30min Local: E.M. Dr. Leandro Franceschini Endereço: Rua Geraldo de Souza, 157/221 Jd. Carlos Basso - Sumaré/SP Regulamento

Leia mais

Treinamento de força, potência e velocidade muscular no esporte

Treinamento de força, potência e velocidade muscular no esporte Treinamento de força, potência e velocidade muscular no esporte sandrosargentim@gmail.com Sandro Sargentim Entendendo a modalidade 1.Qual a característica da modalidade? 2.A modalidade é individual ou

Leia mais

Escola secundaria de Figueiró dos Vinhos Tema: Actividade física em populações especiais

Escola secundaria de Figueiró dos Vinhos Tema: Actividade física em populações especiais Escola secundária de Figueiró dos Vinhos Disciplina de Prática de actividade física e desportiva Trabalho realizado por: Diogo Santos nº3 11ºD Data de inicio: 17/09/2014 Data de entrega: 15/10/2014 Diogo

Leia mais

Page 1 O PAPEL DAS ATIVIDADES MOTORAS NO TRATAMENTO DA ASMA CRIANÇA ATIVIDADES MOTORAS ADAPTADAS IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES MOTORAS

Page 1 O PAPEL DAS ATIVIDADES MOTORAS NO TRATAMENTO DA ASMA CRIANÇA ATIVIDADES MOTORAS ADAPTADAS IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES MOTORAS ATIVIDADES MOTORAS ADAPTADAS O PAPEL DAS ATIVIDADES MOTORAS NO TRATAMENTO DA ASMA OBJETIVOS: Aumentar a mobilidade torácica Melhorar a mecânica respirátoria Reduzir o gasto energético da respiração Prevenir

Leia mais

História e Definição do Karatê Tradicional

História e Definição do Karatê Tradicional História e Definição do Karatê Tradicional O Karatê moderno tem suas origens em mosteiros da China e Índia. Ele chegou ao Japão através desses monges e foi moldado à cultura local. Gichin Funakoshi era

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA CADERNO DE PROVA

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA CADERNO DE PROVA PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA 19/10/2014 INSTRUÇÕES CADERNO DE PROVA 1. Confira, abaixo, seu nome e número de inscrição. Confira, também, o curso e a série correspondentes à sua inscrição.

Leia mais

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA 1 a Atividade Física 2013.indd 1 09/03/15 16 SEDENTARISMO é a falta de atividade física suficiente e pode afetar a saúde da pessoa. A falta de atividade física

Leia mais

Maria Tereza Silveira Böhme

Maria Tereza Silveira Böhme Maria Tereza Silveira Böhme terbohme@usp.br Início e desenvolvimento Objetivos Fundamentos teóricos Programas canadense e alemão de TLP Realidade brasileira Produção científica do GEPETIJ Dissertações

Leia mais

O TREINAMENTO DA VELOCIDADE PARA AS CORRIDAS DE FUNDO: CONSIDERAÇÃO SOBRE O MÉTODO FARTLEK *

O TREINAMENTO DA VELOCIDADE PARA AS CORRIDAS DE FUNDO: CONSIDERAÇÃO SOBRE O MÉTODO FARTLEK * O TREINAMENTO DA VELOCIDADE PARA AS CORRIDAS DE FUNDO: CONSIDERAÇÃO SOBRE O MÉTODO FARTLEK * Prof. Marcelo Augusti Técnico em Corridas de Fundo Especialização em Fisiologia do Exercício e Treinamento Desportivo

Leia mais

O que você precisa saber antes de treinar seu novo cliente. P r o f ª M s. A n a C a r i n a N a l d i n o C a s s o u

O que você precisa saber antes de treinar seu novo cliente. P r o f ª M s. A n a C a r i n a N a l d i n o C a s s o u O que você precisa saber antes de treinar seu novo cliente P r o f ª M s. A n a C a r i n a N a l d i n o C a s s o u O que poderia melhorar no meu trabalho atual como Treinadora Pessoal para prestar um

Leia mais

Função dos Exercícios Localizados

Função dos Exercícios Localizados Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Função dos Exercícios Localizados São utilizados para manter e desenvolver a força e a resistência

Leia mais

Ginástica Rítmica. Profa. Dra. Bruna Oneda

Ginástica Rítmica. Profa. Dra. Bruna Oneda Ginástica Rítmica Profa. Dra. Bruna Oneda Ginástica Ritmica (GR) Ramificação da ginástica que possui infinitas possibilidades de movimentos corporais combinados aos elementos de balé e dança teatral, realizados

Leia mais

12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÍNDICE DE MASSA CORPORAL DE ALUNOS DO PROJETO ESCOLA DA BOLA COM BASE NOS TESTES DA PROESP-BR

12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÍNDICE DE MASSA CORPORAL DE ALUNOS DO PROJETO ESCOLA DA BOLA COM BASE NOS TESTES DA PROESP-BR 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( x ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA ÍNDICE DE

Leia mais

PROGRAMA DE TREINAMENTO DE VOLEIBOL DESTINADO À COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA

PROGRAMA DE TREINAMENTO DE VOLEIBOL DESTINADO À COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA PROGRAMA DE TREINAMENTO DE VOLEIBOL DESTINADO À COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA Vitor Hugo Fernando de Oliveira, Flávio da Rosa Júnior, Fábio Santos Mello Acadêmicos do Curso de Educação Física da UFSC Juarez

Leia mais

A Estrutura Musical. É a unidade métrica em que se divide a música formado por tempos agrupados.

A Estrutura Musical. É a unidade métrica em que se divide a música formado por tempos agrupados. A Estrutura Musical Compasso É a unidade métrica em que se divide a música formado por tempos agrupados. Binário: 2 tempos Ternário: 3 tempos Quaternário: 4 tempos O 1º tempo de cada compasso é o mais

Leia mais

Esta patologia ocorre quando existe um stress na epífise de crescimento próximo a área da tuberosidade tibial.

Esta patologia ocorre quando existe um stress na epífise de crescimento próximo a área da tuberosidade tibial. INTRODUÇÃO Osgood-Schlatter (OS) constitui uma doença osteo-muscular, extra articular, comum em adolescentes (esqueleto em desenvolvimento). Surge na adolescência na fase denominada estirão do crescimento.

Leia mais

Efeitos do programa da pliometria de contraste sobre os valores de impulsão horizontal nos jogadores de tênis de campo

Efeitos do programa da pliometria de contraste sobre os valores de impulsão horizontal nos jogadores de tênis de campo Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Efeitos do programa da pliometria de contraste sobre os valores de impulsão horizontal nos jogadores

Leia mais

SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ

SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ ANÁLISE E DISCUSSÃO DA RELAÇÃO DE GOLPES ENTRE PRATICANTES DE KARATE NA FAIXA ETÁRIA DE 18 A 35 ANOS E VETERANOS DE 41 A 45 NO CAMPEONATO

Leia mais

Oi zuki Aplicação com antecipação do soco durante o deslocamento.

Oi zuki Aplicação com antecipação do soco durante o deslocamento. Oi zuki Aplicação com antecipação do soco durante o deslocamento. Sérgio de Jesus Araújo Salvador, 19 de dezembro de 2015. Oi zuki: Aplicação com antecipação do soco durante o deslocamento. Sérgio de Jesus

Leia mais

FISICULTURISMO CINESIOLOGIA - EXERCÍCIOS - LESÕES

FISICULTURISMO CINESIOLOGIA - EXERCÍCIOS - LESÕES ANDRÉ PESSOA FISICULTURISMO CINESIOLOGIA - EXERCÍCIOS - LESÕES 1 AGRADECIMENTOS Agradeço à Deus pela minha saúde e energia; minha família pelo apoio e confiança, por todas as oportunidades de desenvolvimento

Leia mais

DISCIPLINA: TREINAMENTO ESPORTIVO II Professor: Paulo César Neves

DISCIPLINA: TREINAMENTO ESPORTIVO II Professor: Paulo César Neves DISCIPLINA: TREINAMENTO ESPORTIVO II Professor: Paulo César Neves 2012 PLANEJAMENTO DE TRABALHO PERIODIZAÇÃO Periodização é o planejamento geral do tempo disponível para o treinamento, de acordo com as

Leia mais

EXERCÍCIO RESISTIDO PARA A TERCEIRA IDADE COMO MELHORIA DO BEM ESTAR E DA QUALIDADE DE VIDA

EXERCÍCIO RESISTIDO PARA A TERCEIRA IDADE COMO MELHORIA DO BEM ESTAR E DA QUALIDADE DE VIDA EXERCÍCIO RESISTIDO PARA A TERCEIRA IDADE COMO MELHORIA DO BEM ESTAR E DA QUALIDADE DE VIDA Genilson Cesar Soares Bonfim (UECE) genilson.cesar@uece.br Introdução Os Exercícios Resistidos, tema e foco principal

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS 2012

CADERNO DE ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS 2012 1 ESPORTIVAS E CULTURAIS 2012 A seguir apresentamos os horários das atividades esportivas e culturais do. Os horários, bem como as modalidades poderão sofrer alterações sem prévio aviso. As inscrições

Leia mais