ANTROPOMETRIA, FLEXIBILIDADE E DESEMPENHO MOTOR EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES PRATICANTES E NÃO PRATICANTES DE FUTSAL.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANTROPOMETRIA, FLEXIBILIDADE E DESEMPENHO MOTOR EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES PRATICANTES E NÃO PRATICANTES DE FUTSAL."

Transcrição

1 ANTROPOMETRIA, FLEXIBILIDADE E DESEMPENHO MOTOR EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES PRATICANTES E NÃO PRATICANTES DE FUTSAL. Diagnes Marostica 1 ; Everton Paulo Roman 2 Resumo Introdução: As questões que envolvem a antropometria, flexibilidade e desempenho motor tem grande influência em crianças e adolescentes que praticam modalidades esportivas, mais especificamente o futsal. Objetivo: avaliar as medidas antropométricas de peso e estatura, flexibilidade e o desempenho motor de crianças e adolescentes praticantes e não praticantes da modalidade de futsal. Métodos: Caracteriza-se uma pesquisa descritiva com abordagem transversal. O método antropométrico utilizado foi avaliação do peso corporal e estatura, obtendo-se assim a medida derivada de IMC (peso/estatura 2 ). A avaliação do desempenho motor foi por meio do teste abdominal modificado (FAB), teste de impulsão vertical com auxílio dos membros superiores (IVC) e impulsão horizontal (IH), o teste de sentar-e-alcançar para avaliar o nível de flexibilidade e teste shuttle run como indicador de agilidade. A coleta dos dados foi realizada pela própria pesquisadora. Os dados foram analisados e armazenados no programa SPSS versão 20.0, o nível de significância adotado para o estudo foi de 5%. Resultados: Foram encontradas diferenças superiores e estatisticamente significativas nas variáveis de abdominal e flexibilidade para as meninas, de peso e impulsão vertical para os meninos. Conclusão: Os meninos não praticantes apresentaram diferença superior e estatisticamente significativa no peso corporal quando comparados aos praticantes. Nos testes, meninos praticantes de futsal apresentaram melhor desempenho na impulsão vertical quando comparados com não praticantes. Para as meninas, foi detectado melhor desempenho na flexibilidade e no teste abdominal quando comparadas praticantes com não praticantes. Palavras-chave: Flexibilidade. Antropometria. Futsal. Introdução A prática diária de atividade física proporciona vários benefícios à saúde, sendo a qualidade de vida uma delas. Segundo Bracco et al. (2003), a atividade física proporciona a otimização da saúde mediante da melhoria da aptidão física que pode ser atingida com a realização de exercícios. O autor aponta que os benefícios da prática da atividade física são temporários, mas podem ser mantidos enquanto a prática da atividade física for regular e consistente, podendo ter melhores efeitos se iniciado na infância e persistir ao longo da vida. Nesse contexto, Rocha e Bertolasce (2010), afirmam que a atividade física proporciona benefícios em muitos aspectos da vida diária de uma criança como a competência socioafetiva, composição corporal saudável, crescimento harmônico das estruturas físicas e para o desenvolvimento motor. 1 Acadêmica de Educação Física Bacharelado Centro Universitário FAG Cascavel Paraná. 2 Professor do curso de Educação Física Bacharelado Centro Universitário FAG e Doutor em Saúde da Criança e do Adolescente pela UNICAMP.

2 Para Ferreira (2010), as crianças em idade pré-escolar já têm o contato com a modalidade esportiva de futsal, no entanto, alerta-se sobre a importância em adaptar o programa de treinamento aos aspectos motores, físicos, cognitivos e sociais da criança. O esporte pode ser inserido ainda na infância, porém com cautela. Algumas precauções devem ser assumidas para a proteção das crianças como não superestimar o seu desempenho e evitar pressões externas vindas de pais, técnicos e professores (WEINECK, 2005; BOMPA, 2002). A iniciação esportiva na infância pode se tornar importante para o aprimoramento dos movimentos básicos e fundamentais da criança (GALLAHUE e OZMUN, 2005). Nesta perspectiva, o presente estudo teve como objetivo avaliar o IMC, a flexibilidade e o desempenho motor de crianças e adolescentes praticantes e não praticantes de futsal, residentes na cidade de Nova Laranjeiras, na região Sudoeste do Estado do Paraná. Procedimentos Metodológicos Esta pesquisa cumpriu com todos os princípios estabelecidos e recomendados pela resolução 466/12, sendo aprovado com o Parecer número do Comitê de Ética em Pesquisa do Centro Universitário Fundação Assis Gurgacz. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem transversal. A amostra do presente estudo foi constituída por crianças e adolescentes de ambos os sexos que praticavam o futsal na Escolinha Esportiva do Município e crianças e adolescentes da mesma faixa etária que estudavam na Escola Municipal Ely Antônio Nardello e não praticavam a modalidade de futsal como esporte complementar. A amostra foi constituída por 22 meninos e 07 meninas praticantes de futsal e 28 meninos e 31 meninas não praticantes, totalizando 88 indivíduos sendo 38 meninas e 50 meninos com idades entre 06 a 12 anos. A coleta das informações foi realizada após a pesquisadora responsável pelo estudo entrar em contato com o estabelecimento de ensino e com o professor que aplica as atividades nos treinamentos. Após isso, foi entregue o termo de consentimento livre e esclarecido a cada participante. Somente participaram das avaliações as crianças e os adolescentes que devolveram o termo com a assinatura do seu responsável. No dia da realização dos testes foi organizado um circuito onde cada participante tinha em mãos uma ficha de avaliação individual para registro dos resultados coletados. A coleta dos dados foi realizada no Ginásio de Esportes Municipal Mário da Rosa onde é desenvolvido o programa Escolinha Esportiva de Nova Laranjeiras e na escola Municipal Ely Antônio Nardello. O instrumento utilizado para a coleta das medidas antropométricas de peso e estatura foi uma balança digital com precisão de 100 gramas e um estadiômetro de parede com escala de 0 a 200 centímetros. Foram seguidos os procedimentos de medida descritos por Gorla (2009). Com as informações do peso e da estatura, foi calculado o Índice de Massa Corporal mediante a equação de Quetelet (peso/estatura 2 ). Para a medida do desempenho motor foram realizados os seguintes testes: teste abdominal modificado (FAB) proposto por Soares e Sessa (1987), utilizado como

3 indicador de força/resistência muscular, sendo registrado o número máximo de repetições executadas corretamente durante 1 minuto. No teste de impulsão vertical com auxílio dos membros superiores (IVC) e impulsão horizontal (IH) descritos por Soares e Sessa (1987), foram empregados como indicadores de força/potência muscular, sendo permitido três tentativas em cada teste para cada indivíduo. Somente o maior valor obtido foi considerado para a análise. Para avaliar a flexibilidade foi realizado o teste de sentar-e-alcançar proposto por Heyward (2004). Foi utilizado o Banco de Wells, onde o indivíduo senta com as pernas juntas, os joelhos estendidos e a planta dos pés ficam alinhadas paralelamente à borda da caixa e com as mãos unidas e sem flexionar os joelhos, tenta-se tocar o ponto mais distante à frente. Foram realizadas três tentativas separadas por aproximadamente 30 segundos. Foi considerado para análise o maior valor obtido. Para a medida da agilidade dos indivíduos foi realizado o teste de Shuttle run de acordo com os procedimentos relatados por Stanziola e Prado (1987). Neste teste, cada indivíduo executou duas tentativas, sendo que havia aproximadamente cinco minutos de intervalo entre cada tentativa, onde foi registrado o menor tempo utilizado para a realização do teste. Os dados foram analisados e armazenados no programa estatístico SPSS versão Para verificar a normalidade dos dados, foi realizado o teste de Kolmogorov-Smirnov. Os dados de desempenho motor e antropométricos foram analisados por meio da estatística descritiva, com valores da média, desvio padrão e amplitude interquartil. Para comparar as diferenças entre as médias dos grupos de praticantes e não praticantes foi utilizado o teste T de Student foi utilizado. O nível de 95% de confiança foi adotado para as análises. Resultados A amostra foi composta por 88 crianças e adolescentes, sendo 50 do sexo masculino e 38 do sexo feminino. A amostra foi dividida em dois grupos: praticantes e não praticantes. O grupo de praticantes foi composto por 29 indivíduos (22 meninos e 7 meninas) e o de não praticantes por 59 indivíduos (31 meninas e 28 meninos). A idade média das meninas praticantes foi de 8 anos (±1,2), enquanto que das não praticantes de futsal foi de 7,7 anos (±1,6). Já no sexo masculino, os praticantes de futsal tinham idade média de 8,3 anos (±2,0) e os não praticantes 9,1 anos (±2,0). As informações em relação à antropometria apontaram diferenças superiores e estatisticamente significativas apenas na variável de peso corporal entre meninos praticantes (média 29,6 ±8,7) e não praticantes de futsal (35,8 ± 11,3) p=0,38. Outros resultados podem ser visualizados na tabela 1. A tabela 2 apresenta os dados referentes ao desempenho motor dos avaliados. Pode-se observar que foram encontradas três variáveis que apresentaram diferenças significativas entre os dois grupos, sendo elas o abdominal, onde meninas praticantes tiveram valores de média de 24 repetições (±7) e meninas não praticantes 18 repetições (±6) com valor de p=0,018. A variável flexibilidade obteve valores de média entre meninas praticantes (28,0 ± 3,0) centímetros e não praticantes (24,2 ± 6,6) centímetros com p=0,035 e a

4 impulsão vertical nos meninos onde os valores de média foram de 0,2 ± 0,05 centímetros para os meninos praticantes contra 0,2 ± 0,007 centímetros dos meninos não praticantes, com o valor de p=0,017. Tabela 1 Frequência de variáveis antropométricas de crianças e adolescentes praticantes e não praticantes de futsal recreativo, segundo o sexo. Nova Laranjeiras PR, Sexo Variáveis n Média Desvio padrão Min. Máx. IDADE Praticante Não Praticante FEMININO ESTATURA Praticante 7 1,3 0,04 1,2 1,3 Não Praticante 31 1,3 0,1 1,1 1,5 PESO Praticante 7 28,4 6,1 20,7 38,2 Não Praticante 31 31,8 12,0 19,2 76,3 IMC Praticante 7 16,8 3,0 13,2 21,6 Não Praticante 31 18,4 4,6 13,5 35,8 IDADE Praticante Não Praticante MASCULINO ESTATURA Praticante 22 1,3,13 1,1 1,5 Não Praticante 28 1,40,12 1,1 1,6 PESO Praticante 22 29,6 8,7 19,3 46,8 Não Praticante 28 35,8 11,3 16,9 66,0 IMC Praticante 22 16,5 2,0 13,8 21,9 Não Praticante 28 18,1 3,6 13,4 26,7 *: Há diferença significativa. Valor de p,692,970,468,371,158,059,038*,085 Tabela 2 Frequência de variáveis de desempenho motor de crianças e adolescentes praticantes e não praticantes de futsal recreativo, segundo o sexo. Nova Laranjeiras PR, Sexo Variáveis n Média Desvio padrão Min. Máx. Abdominal Praticante Não Praticante Impulsão Praticante 7,2 0,05,16,32 vertical Não Praticante 31,2 0,05,13,33 Impulsão Praticante 7 1,1 0,12,98 1,3 horizontal Não Praticante 31 1,0 0,17,61 1,3 FEMININO Flexibilidade Praticante 7 28,0 3,0 24,0 32,0 Não Praticante 31 24,2 6,6 11,0 35,0 Shuttle Run Praticante 7 15,6 1,7 12,5 17,9 Não Praticante 31 15,9 1,7 12,9 20,7 Abdominal Praticante Não Praticante MASCULINO Impulsão Praticante 22 0,2 0,05 0,2 0,3 vertical Não Praticante 28 0,2 0,007 0,1 0,4 Impulsão Praticante 22 1,2 0,1 1 1,6 horizontal Não Praticante 28 1,7 0,2 0,8 1,6 Valor de p 0,018* 0,232 0,058 0,035* 0,731 0,289 0,017* 0,425

5 Praticante 22 23,5 5, Flexibilidade Não Praticante 28 21,8 8, Shuttle Run Praticante 22 13,2 1, ,0 Não Praticante 28 13,8 1,7 11,6 17,9 *: Há diferença significativa. 0,417 0,137 Considerações Finais Nesta pesquisa foi constatado que o peso corporal houve diferença superior e estatisticamente significativa para os meninos não praticantes quando comparados aos praticantes (média de 29,6 ± 8,7 e não praticantes de 35,8 ± 11,3 com p=0,038). O desempenho motor apresentou diferenças superiores e estatisticamente significativas quando foi comparado o grupo praticante com o não praticante nas variáveis de abdominal e flexibilidade no sexo feminino. Os resultados também apresentaram diferenças superiores e estatisticamente significativas na variável impulsão vertical no sexo masculino quando comparado o grupo de praticantes com não praticantes. Os dados sugerem que a prática esportiva do futsal recreativo possibilita crianças e adolescentes alcançarem melhor desempenho motor quando comparados a seus pares não praticantes. Referências BOMPA, T. O. Treinamento total para jovens campeões. Revisão Científica de Aylton J. Figueira Jr. Barueri: Manole; BRACCO, M. M.; et al. Atividade Física na infância e adolescência: Impacto na saúde pública. Revista Ciência Médica, Campinas, 12(1): 89-97, jan./mar., FERREIRA, M. Q. A influência de um programa de iniciação ao futsal sobre o desenvolvimento de habilidades motoras fundamentais em crianças pré-escolares. (Monografia UFRGS), Porto Alegre, GALLAHUE, D. L.; OZMUN, J. C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes, jovens e adultos. 3. ed. São Paulo: Phorte, GORLA, J. I. Avaliação Motora em Educação Física Adaptada: teste KTK. 2º ED. São Paulo: Phorte, HEYWARD, V. H. Avaliação física e prescrição de exercícios: técnicas avançadas. 4ª Edição. São Paulo. Artmed ROCHA, P. G. M.; ROCHA, D. F. O.; BERTOLASCE, A. L. A influência da iniciação ao treinamento esportivo sobre o desenvolvimento motor na infância: um estudo de caso. Revista Da Educação Física/UEM. Maringá, vol. 21, n.3, p , 3 trim., 2010.

6 SOARES, J.; SESSA, M. Medidas da força muscular. In: MATSUDO, V. K. R. (ed.). Testes em ciências do esporte. 4 ed. São Caetano do Sul, CELAFISCS, P STANZIOLA, L.; PRADO, J.F. Medidas da agilidade. In: MATSUDO, V.K.R. (ed.). Testes em ciências do esporte. 4.ed. São Caetano do Sul, CELAFISCS, p WEINECK, J. Biologia do Esporte. 7. Ed. Barueri: Manole, Contato do autor responsável: Nome: Diagnes Marostica

CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE APTIDÃO FÍSICA DE ATLETAS DE FUTSAL FEMININO DA CIDADE DE MANAUS

CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE APTIDÃO FÍSICA DE ATLETAS DE FUTSAL FEMININO DA CIDADE DE MANAUS CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE APTIDÃO FÍSICA DE ATLETAS DE FUTSAL FEMININO DA CIDADE DE MANAUS INTRODUÇÃO RONÉLIA OLIVEIRA MELO VIANA, AGNELO WEBER DE OLIVEIRA ROCHA, UFAM UNIVERSIDADE FEDERAL DO.

Leia mais

12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÍNDICE DE MASSA CORPORAL DE ALUNOS DO PROJETO ESCOLA DA BOLA COM BASE NOS TESTES DA PROESP-BR

12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÍNDICE DE MASSA CORPORAL DE ALUNOS DO PROJETO ESCOLA DA BOLA COM BASE NOS TESTES DA PROESP-BR 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( x ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA ÍNDICE DE

Leia mais

Ana Claudia Soares 2, Pollyanna Maria De Avila 3, Fabiana Ritter Antunes 4

Ana Claudia Soares 2, Pollyanna Maria De Avila 3, Fabiana Ritter Antunes 4 MENSURAÇÃO DOS NÍVEIS DE APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA Á SAÚDE E AO DESEMPENHO ESPORTIVO DE ADOLESCENTES PARTICIPANTES DE PROGRAMAS DE MUSCULAÇÃO, EM UMA CIDADE DO NOROESTE DO ESTADO DE RIO GRANDE DO SUL

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Projeto Escola de Esportes. Jovens. Crianças. Flexibilidade. Teste.

PALAVRAS-CHAVE Projeto Escola de Esportes. Jovens. Crianças. Flexibilidade. Teste. 14. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

ISSN ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE

Leia mais

FIEP BULLETIN - Volume 82 - Special Edition - ARTICLE I (http://www.fiepbulletin.net)

FIEP BULLETIN - Volume 82 - Special Edition - ARTICLE I (http://www.fiepbulletin.net) CORRELAÇÃO ENTRE O ÍNDICE DE ADIPOSIDADE CORPORAL, ÍNDICE DE MASSA CORPORAL E ESTIMATIVA DE ADIPOSIDADE CORPORAL POR MEIO DE DE DOBRAS CUTÂNEAS EM DIFERENTES FAIXAS ETÁRIAS RAFAEL MACEDO SULINO HENRIQUE

Leia mais

AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA AERÓBICA EM JUDOCAS ENTRE 7 E 14 ANOS DA CIDADE DE SANTA MARIA -RS

AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA AERÓBICA EM JUDOCAS ENTRE 7 E 14 ANOS DA CIDADE DE SANTA MARIA -RS AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA AERÓBICA EM JUDOCAS ENTRE 7 E 14 ANOS DA CIDADE DE SANTA MARIA -RS PEDRO GENRO ALVES 1 YURI NASCIMENTO DA SILVA 2 CATI RECKELBERG AZAMBUJA 3 RESUMO A resistência aeróbica esta

Leia mais

PERFIL DA APTIDÃO NEUROMUSCULAR DE ATLETAS JOVENS DA ESCOLINHA DE ATLETISMO DA UNIFOR

PERFIL DA APTIDÃO NEUROMUSCULAR DE ATLETAS JOVENS DA ESCOLINHA DE ATLETISMO DA UNIFOR PERFIL DA APTIDÃO NEUROMUSCULAR DE ATLETAS JOVENS DA ESCOLINHA DE ATLETISMO DA UNIFOR Thais de Azevedo Mélo 1 ; Irving de Lima Marcelino 1 ; Fernanda Goersch Fontenele; Danilo Lopes Ferreira Lima 1 ; Mônica

Leia mais

IMC DOS ALUNOS DO 4º PERÍODO DO CURSO TÉCNICO EM ALIMENTOS DO INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS CAMPI/INHUMAS.

IMC DOS ALUNOS DO 4º PERÍODO DO CURSO TÉCNICO EM ALIMENTOS DO INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS CAMPI/INHUMAS. IMC DOS ALUNOS DO 4º PERÍODO DO CURSO TÉCNICO EM ALIMENTOS DO INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS CAMPI/INHUMAS. MÁXIMO, Jefferson Jorcelino 1 Introdução: O índice de massa corpórea IMC é uma medida simples do

Leia mais

EFEITOS DE DOIS PROTOCOLOS DE TREINAMENTO FÍSICO SOBRE O PESO CORPORAL E A COMPOSIÇÃO CORPORAL DE MULHERES OBESAS

EFEITOS DE DOIS PROTOCOLOS DE TREINAMENTO FÍSICO SOBRE O PESO CORPORAL E A COMPOSIÇÃO CORPORAL DE MULHERES OBESAS A obesidade é uma doença crônica classificada como epidêmica, tendo apresentado importante aumento na sua prevalência nas últimas décadas, em diversos países, em todas as faixas etárias e níveis econômicos

Leia mais

Autor(es) GUSTAVO BROLIO MARQUES REZENDE. Orientador(es) ÍDICO LUIZ PELLEGRINOTTI. Apoio Financeiro PIBIC/CNPQ. 1. Introdução

Autor(es) GUSTAVO BROLIO MARQUES REZENDE. Orientador(es) ÍDICO LUIZ PELLEGRINOTTI. Apoio Financeiro PIBIC/CNPQ. 1. Introdução 17º Congresso de Iniciação Científica DIAGNÓSTICO DAS CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E NEUROMUSCULARES DE ADOLESCENTES DE 11 A 13 ANOS PARTICIPANTES DE AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESPORTIVA Autor(es) GUSTAVO

Leia mais

COMPOSIÇÃO CORPORAL: análise e comparação entre alunos do ensino fundamental do município de Muzambinho e Guaxupé

COMPOSIÇÃO CORPORAL: análise e comparação entre alunos do ensino fundamental do município de Muzambinho e Guaxupé 6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 04 e 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG COMPOSIÇÃO CORPORAL: análise e comparação entre alunos do ensino fundamental

Leia mais

IMPORTÂNCIA DO BASQUETEBOL NO DESENVOLVIMENTO DA AGILIDADE EM CRIANÇAS/ADOLESCENTES DO ENSINO FUNDAMENTAL

IMPORTÂNCIA DO BASQUETEBOL NO DESENVOLVIMENTO DA AGILIDADE EM CRIANÇAS/ADOLESCENTES DO ENSINO FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA DO BASQUETEBOL NO DESENVOLVIMENTO DA AGILIDADE EM CRIANÇAS/ADOLESCENTES DO ENSINO FUNDAMENTAL INTRODUÇÃO CARLOS AUGUSTO SILVA RIBEIRO FILHO, CHARLLYNSON WILSON CORDEIRO, PAULINO HYKAVEY JUNIOR,

Leia mais

AVALIAÇÃO DA ESCALA DE DESENVOLVIMENTO MOTOR COM ADOLESCENTES ABRIGADOS DO PROJETO COPAME

AVALIAÇÃO DA ESCALA DE DESENVOLVIMENTO MOTOR COM ADOLESCENTES ABRIGADOS DO PROJETO COPAME 1 AVALIAÇÃO DA ESCALA DE DESENVOLVIMENTO MOTOR COM ADOLESCENTES ABRIGADOS DO PROJETO COPAME Heloisa Elesbão Sandra Mara Mayer Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC heloisaelesbao@bol.com.br Resumo:

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS CAPACIDADES FÍSICAS EM ESCOLARES COM IDADE DE 9 E 10 ANOS NO MUNICÍPIO DE PONTA GROSSA-PR

AVALIAÇÃO DAS CAPACIDADES FÍSICAS EM ESCOLARES COM IDADE DE 9 E 10 ANOS NO MUNICÍPIO DE PONTA GROSSA-PR Revista CPAQV - Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida - ISSN: 2178-7514 v.1, n. 1, 2009 AVALIAÇÃO DAS CAPACIDADES FÍSICAS EM ESCOLARES COM IDADE DE 9 E 10 ANOS NO MUNICÍPIO DE PONTA GROSSA-PR

Leia mais

Autor(es) GABRIEL HENRIQUE BARBOSA. Orientador(es) ÍDICO LUIZ PELLEGRINOTTI. Apoio Financeiro PIBIC/CNPQ. 1. Introdução

Autor(es) GABRIEL HENRIQUE BARBOSA. Orientador(es) ÍDICO LUIZ PELLEGRINOTTI. Apoio Financeiro PIBIC/CNPQ. 1. Introdução 19 Congresso de Iniciação Científica AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO TREINAMENTO NO PERÍODO COMPETITIVO NO SALTO EM DISTÂNCIA E DE AGILIDADE EM ATLETAS JUVENIS DE ATLETISMO Autor(es) GABRIEL HENRIQUE BARBOSA

Leia mais

NÍVEL DE APTIDÃO FÍSICA E DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA PERIFERIA DE MOSSORO RN

NÍVEL DE APTIDÃO FÍSICA E DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA PERIFERIA DE MOSSORO RN NÍVEL DE APTIDÃO FÍSICA E DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA PERIFERIA DE MOSSORO RN JOANA DARK LOPES DE ALMEIDA; lopes_darkinha@hotmail.com ISIS KELLY DOS SANTOS; isisk2@hotmail.com KESLEY

Leia mais

INTERAÇÃO ENTRE ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, COM FLEXIBILIDADE E FLEXÕES ABDOMINAIS EM ALUNOS DO CESUMAR

INTERAÇÃO ENTRE ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, COM FLEXIBILIDADE E FLEXÕES ABDOMINAIS EM ALUNOS DO CESUMAR Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 07 INTERAÇÃO ENTRE ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, COM FLEXIBILIDADE E FLEXÕES ABDOMINAIS EM ALUNOS DO CESUMAR Alceste Ramos Régio

Leia mais

PERFIL SOCIAL E DA APTIDÃO FUNCIONAL DE IDOSOS RESIDÊNTES NO MUNICÍPIO DE TRIUNFO - PE

PERFIL SOCIAL E DA APTIDÃO FUNCIONAL DE IDOSOS RESIDÊNTES NO MUNICÍPIO DE TRIUNFO - PE PERFIL SOCIAL E DA APTIDÃO FUNCIONAL DE IDOSOS RESIDÊNTES NO MUNICÍPIO DE TRIUNFO - PE INTRODUÇÃO JOSÉ MORAIS SOUTO FILHO SESC, Triunfo,Pernambuco, Brasil jmfilho@sescpe.com.br O Brasil vem sofrendo nas

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PRÁTICA DO ATLETISMO PARA ESCOLARES JOGADORES DE BEISEBOL

A IMPORTÂNCIA DA PRÁTICA DO ATLETISMO PARA ESCOLARES JOGADORES DE BEISEBOL A IMPORTÂNCIA DA PRÁTICA DO ATLETISMO PARA ESCOLARES JOGADORES DE BEISEBOL Mariana Amendoa Puppin¹, Fabiane Castilho Teixeira² ¹Acadêmica do Curso de Educação Física da UNICESUMAR, Maringá- Pr. Bolsista

Leia mais

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica 355 COMPARAÇÃO DOS ÍNDICES DE FLEXIBILIDADE, AGILIDADE E FORÇA EM ESCOLARES PRATICANTES DE FUTSAL DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO ANTES E APÓS UM PROGRAMA DE ATIVIDADE FÍSICA Rubem Machado Filho 1

Leia mais

Caracterização antropométrica, maturacional e funcional de jovens atletas mirins feminino de atletismo.

Caracterização antropométrica, maturacional e funcional de jovens atletas mirins feminino de atletismo. AUTORES: Jefferson Verbena de Freitas Ramon Cruz Phelipe Henrique C. de Castro Danilo Leonel Renato Siqueira de Souza Francisco Zacaron Werneck Jorge Roberto P. de Lima Caracterização antropométrica, maturacional

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Desenvolvimento motor. Flexibilidade. Resistência abdominal.

PALAVRAS-CHAVE Desenvolvimento motor. Flexibilidade. Resistência abdominal. ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS E FATORES RELACIONADOS

Leia mais

IMPACTO DO IMC SOBRE O DESEMPENHO MOTOR EM ATIVIDADES COM PREDOMINÂNCIA AERÓBIA DE MULHERES ACIMA DE 40 ANOS

IMPACTO DO IMC SOBRE O DESEMPENHO MOTOR EM ATIVIDADES COM PREDOMINÂNCIA AERÓBIA DE MULHERES ACIMA DE 40 ANOS IMPACTO DO IMC SOBRE O DESEMPENHO MOTOR EM ATIVIDADES COM PREDOMINÂNCIA AERÓBIA DE MULHERES ACIMA DE 40 ANOS Ewerton Gassi 1 Gilberto R. A. Silva 2 Vicente P. B. Dalla Déa 2 Poliana Rizzotto de Carvalho

Leia mais

DESEMPENHO MOTOR DE ATLETAS EM TREINAMENTO DE FUTSAL NA REDE PÚBLICA Teresa Cristina Coiado*

DESEMPENHO MOTOR DE ATLETAS EM TREINAMENTO DE FUTSAL NA REDE PÚBLICA Teresa Cristina Coiado* DESEMPENHO MOTOR DE ATLETAS EM TREINAMENTO DE FUTSAL NA REDE PÚBLICA Teresa Cristina Coiado* RESUMO O futsal é um importante esporte que ajuda no desenvolvimento de diversas capacidades motoras. O presente

Leia mais

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso Pró-Reitoria de Graduação Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso ESTUDO COMPARATIVO DO NIVEL DE FLEXIBILIDADE EM PRATICANTES DE HANDEBOL E FUTSAL. Autor: Diogo Oliveira Gomes de Lima Orientador:

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA PREVALÊNCIA DA OBESIDADE INFANTIL NO ENSINO FUNDAMENTAL DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE CORNÉLIO PROCÓPIO

DIAGNÓSTICO DA PREVALÊNCIA DA OBESIDADE INFANTIL NO ENSINO FUNDAMENTAL DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE CORNÉLIO PROCÓPIO DIAGNÓSTICO DA PREVALÊNCIA DA OBESIDADE INFANTIL NO ENSINO FUNDAMENTAL DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE CORNÉLIO PROCÓPIO Eduardo Silva Pinheiro Neves (PIBIC-Jr/Fundação Araucária), Paulo César Paulino (Orientador),

Leia mais

DESENVOLVIMENTO MOTOR DE BEBÊS NASCIDOS PRÉ- TERMO DE ACORDO COM O SEXO

DESENVOLVIMENTO MOTOR DE BEBÊS NASCIDOS PRÉ- TERMO DE ACORDO COM O SEXO Introdução O nascimento prematuro é um problema de saúde pública mundial, e um dos mais significativos na perinatologia. Nasceram aproximadamente 12,87 milhões bebês prematuros no mundo, apenas em 2005,

Leia mais

LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA

LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA 1 LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA COMPARAÇÃO DO PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE ADOLESCENTES PRATICANTES DE VOLEIBOL, DOS ANOS 1997 E 2009, PARTICIPANTES DO PROGRAMA ESPORTE CIDADÃO UNILEVER Artigo apresentado como

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DO NÍVEL DE FLEXIBILIDADE EM SENHORAS DE 70 A 79 ANOS DE IDADE PARTICIPANTES DO PITI/UNIJUI, 2018.

CLASSIFICAÇÃO DO NÍVEL DE FLEXIBILIDADE EM SENHORAS DE 70 A 79 ANOS DE IDADE PARTICIPANTES DO PITI/UNIJUI, 2018. CLASSIFICAÇÃO DO NÍVEL DE FLEXIBILIDADE EM SENHORAS DE 70 A 79 ANOS DE IDADE PARTICIPANTES DO PITI/UNIJUI, 2018. Michele Santos da Rosa Basso¹ Andreza Ferretti Gelatti² Franciele de Oliveira da Silva³

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE NO TAEKWONDO

A IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE NO TAEKWONDO A IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE NO TAEKWONDO Claudiomar Antonio Vieira 1 Everton Paulo Roman 2 RESUMO O presente estudo teve o objetivo de realizar uma contextualização teórica em relação a importância

Leia mais

Tipo de pesquisa: Descritiva transversal com abordagem quantitativa

Tipo de pesquisa: Descritiva transversal com abordagem quantitativa CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS E MOTORAS DE IDOSOS QUE FREQÜENTAM O PROGRAMA INTEGRADO DA TERCEIRA IDADE DA UNIJUI-RS 1 Jean Cargnelutti Dalla Rosa 2, Susana Da Silva De Freitas 3, Alícia Ialu Vasconcellos

Leia mais

AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA DOS IDOSOS DO PROGRAMA INTEGRADO PARA A TERCEIRA IDADE PITI UNIJUÍ 1

AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA DOS IDOSOS DO PROGRAMA INTEGRADO PARA A TERCEIRA IDADE PITI UNIJUÍ 1 AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA DOS IDOSOS DO PROGRAMA INTEGRADO PARA A TERCEIRA IDADE PITI UNIJUÍ 1 Cassiane Thums De Souza 2, Susana Da Silva De Freitas 3. 1 Artigo desenvolvido para apresentação no Salão do

Leia mais

Prof. MSc. Paulo José dos Santos de Morais

Prof. MSc. Paulo José dos Santos de Morais Prof. MSc. Paulo José dos Santos de Morais AVALIAÇÃO FÍSICA: Testes de Aptidão em Escolares ( 7 17 anos) O Proesp-BR Considerando: a) Carência de estrutura física das escolas brasileiras em sua estrutura

Leia mais

V Encontro de Pesquisa em Educação Física 1ª Parte

V Encontro de Pesquisa em Educação Física 1ª Parte ESTUDOS E REFLEXÕES V 5 - Nº 9 PÁGS. 17 A 23 V Encontro de Pesquisa em Educação Física 1ª Parte RECEBIDO EM: 00-00-0000 ACEITO EM: 00-00-0000 ANÁLISE DAS VARIÁVEIS ANTROPOMÉTRICAS DE JOGADORES DE FUTEBOL

Leia mais

TÍTULO: ANÁLISE DE APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA A SAÚDE DE ESCOLARES CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: EDUCAÇÃO FÍSICA

TÍTULO: ANÁLISE DE APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA A SAÚDE DE ESCOLARES CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: EDUCAÇÃO FÍSICA 16 TÍTULO: ANÁLISE DE APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA A SAÚDE DE ESCOLARES CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: EDUCAÇÃO FÍSICA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA AUTOR(ES):

Leia mais

Avaliação do Índice de Massa Corporal em crianças de escola municipal de Barbacena MG, 2016.

Avaliação do Índice de Massa Corporal em crianças de escola municipal de Barbacena MG, 2016. Avaliação do Índice de Massa Corporal em crianças de escola municipal de Barbacena MG, 2016. Cristiane Aparecida Rosa 1, Tissiane Narai de Oliveira Ferreira 1, Nayane Aparecida Araújo Dias 2, Renata de

Leia mais

APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA À SAÚDE DE ESCOLARES: estudo comparativo dos escolares com IMC normal e com excesso de peso de Santa Cruz do Sul-RS

APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA À SAÚDE DE ESCOLARES: estudo comparativo dos escolares com IMC normal e com excesso de peso de Santa Cruz do Sul-RS APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA À SAÚDE DE ESCOLARES: estudo comparativo dos escolares com IMC normal e com excesso de peso de Santa Cruz do Sul-RS CHARLES MAURICIO HENKES* PRISCILA Tatiana da SIlva** MIRIAM

Leia mais

A MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

A MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA A MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA Isabela de Paulo Sousa Ana Luiza Barbosa Anversa Patric Paludette Flores Vânia de Fátima Matias de Souza Luciane Cristina Arantes da Costa A motivação é o processo

Leia mais

APTIDÃO FÍSICA DE IDOSAS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA

APTIDÃO FÍSICA DE IDOSAS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA APTIDÃO FÍSICA DE IDOSAS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA FERNANDA ROSSATTO LAMEIRA 1 ANGÉLICA DIAS DA ROSA 2 TATIANA VALÉRIA TREVISAN 3 CATI RECKELBERG AZAMBUJA 4 RESUMO Este resumo apresenta o estudo

Leia mais

6º Simposio de Ensino de Graduação

6º Simposio de Ensino de Graduação 6º Simposio de Ensino de Graduação ANÁLISE COMPARATIVA DA ANTROPOMETRIA E APTIDÃO FÍSICA DE GRADUANDOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Autor(es) PAMELA ROBERTA GOMES GONELLI Co-Autor(es) CLAYTON MACARIO RAFAEL

Leia mais

Resistência Muscular. Prof. Dr. Carlos Ovalle

Resistência Muscular. Prof. Dr. Carlos Ovalle Resistência Muscular Prof. Dr. Carlos Ovalle Resistência Muscular Resistência muscular é a capacidade de um grupo muscular executar contrações repetidas por período de tempo suficiente para causar a fadiga

Leia mais

INFLUÊNCIA DE UM PROGRAMA PERSONALIZADO DE EXERCÍCIOS RESISTIDOS SOBRE A COMPOSIÇÃO DE INDIVÍDUOS ADULTOS.

INFLUÊNCIA DE UM PROGRAMA PERSONALIZADO DE EXERCÍCIOS RESISTIDOS SOBRE A COMPOSIÇÃO DE INDIVÍDUOS ADULTOS. INFLUÊNCIA DE UM PROGRAMA PERSONALIZADO DE EXERCÍCIOS RESISTIDOS SOBRE A COMPOSIÇÃO DE INDIVÍDUOS ADULTOS. BRUNO GUILHERME MORAIS PAGAN; DANIELE APARECIDA CAPELATO. Universidade Estadual de Maringá UEM,

Leia mais

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DAS CAPACIDADES MOTORAS DE MENINOS ESCOLARES PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA GERAL.

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DAS CAPACIDADES MOTORAS DE MENINOS ESCOLARES PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA GERAL. 45 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DAS CAPACIDADES MOTORAS DE MENINOS ESCOLARES PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA GERAL. GROWTH AND DEVELOPMENT OF THE MOTOR ABILITIES OF BOYS SCHOOL OF PHYSICAL ACTIVITY GENERAL

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL DE ESCOLARES DAS ESCOLAS DE CANÁPOLIS/MG E CAMPO ALEGRE DE GOIÁS/GO

PERFIL NUTRICIONAL DE ESCOLARES DAS ESCOLAS DE CANÁPOLIS/MG E CAMPO ALEGRE DE GOIÁS/GO PERFIL NUTRICIONAL DE ESCOLARES DAS ESCOLAS DE CANÁPOLIS/MG E CAMPO ALEGRE DE GOIÁS/GO SOARES, Paula da Silva (Unitri paulasoares_nutricao@yahoo.com.br) MELLO, Cibelle Fonseca (Unitri cibelle.mello@hotmail.com)

Leia mais

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica 241 COMPARAÇÃO DOS NÍVEIS DE CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DAS CAPACIDADES MOTORAS DE ESCOLARES PRATICANTES DE FUTSAL E ATIVIDADE FÍSICA GERAL DA CIDADE DE GUARULHOS/SP Rubem Machado Filho 1 RESUMO O estudo

Leia mais

Palavras chave: aptidão física, escolares, saúde

Palavras chave: aptidão física, escolares, saúde Diagnóstico da aptidão física em escolares do IFTO: avaliação conduzida por valores de referência do PROESP-BR Daiane Rodrigues Teles dos Santos 1, Maria Laura Martins 1, Divino Henrique Rodrigues Leite

Leia mais

Professora adjunta da Faculdade de Nutrição/UFPEL Campus Universitário - UFPEL - Caixa Postal CEP

Professora adjunta da Faculdade de Nutrição/UFPEL Campus Universitário - UFPEL - Caixa Postal CEP AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE 0 A 60 MESES ATENDIDAS EM UM HOSPITAL ESCOLA - COMPARAÇÃO ENTRE O REFERENCIAL NCHS 1977 E O PADRÃO OMS 2006 ABREU, Eliandre Sozo de 1 ; DUVAL, Patrícia Abrantes

Leia mais

CAPITULO III METODOLOGIA

CAPITULO III METODOLOGIA CAPITULO III METODOLOGIA A metodologia seguida neste trabalho é referente a um estudo descritivo e quantitativo. Isto porque a natureza do trabalho desenvolve-se na correlação e comparação entre as diferentes

Leia mais

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica 21 COMPARAÇÃO DOS NÍVEIS DE APTIDÃO FÍSICA DE ESCOLARES DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE GUARULHOS-SP PRATICANTES DE FUTSAL E HANDEBOL APÓS 12 SEMANAS DE TREINAMENTO Rubem Machado Filho 1,2 RESUMO O estudo teve

Leia mais

PSICOMOTRICIDADE E EDUCAÇÃO FÍSICA ALIADAS À MELHORA DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL

PSICOMOTRICIDADE E EDUCAÇÃO FÍSICA ALIADAS À MELHORA DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL PSICOMOTRICIDADE E EDUCAÇÃO FÍSICA ALIADAS À MELHORA DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL PATRÍCIA ESPÍNDOLA MOTA VENÂNCIO 2 JAIRO TEIXEIRA JUNIOR ROBERTA MENDES FERNANDES VIVIANE LEMOS SILVA FERNANDES CRISTINA

Leia mais

DETECÇÃO DE TALENTOS PARA O VOLEIBOL COM CRIANÇAS

DETECÇÃO DE TALENTOS PARA O VOLEIBOL COM CRIANÇAS DETECÇÃO DE TALENTOS PARA O VOLEIBOL COM CRIANÇAS Felipe Luiz BOT¹ Carlos Alberto AFONSO² - PUCPR carlos.afonso@pucpr.br RESUMO O objetivo deste estudo é identificar talentos para o voleibol, no programa

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO DA VELOCIDADE: UMA COMPARAÇÃO ENTRE ALUNOS DE ESCOLA PÚBLICA E PRIVADA DE SUMARÉ-SP

TÍTULO: AVALIAÇÃO DA VELOCIDADE: UMA COMPARAÇÃO ENTRE ALUNOS DE ESCOLA PÚBLICA E PRIVADA DE SUMARÉ-SP TÍTULO: AVALIAÇÃO DA VELOCIDADE: UMA COMPARAÇÃO ENTRE ALUNOS DE ESCOLA PÚBLICA E PRIVADA DE SUMARÉ-SP CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: Educação Física INSTITUIÇÃO(ÕES): FACULDADE

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE INDIVÍDUOS ACIMA DE 60 ANOS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA NAS ATI s DE MARINGÁ-PR

ANÁLISE COMPARATIVA DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE INDIVÍDUOS ACIMA DE 60 ANOS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA NAS ATI s DE MARINGÁ-PR 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 ANÁLISE COMPARATIVA DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE INDIVÍDUOS ACIMA DE 60 ANOS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA NAS ATI s DE MARINGÁ-PR Fernanda Ferreti Vasconcelos

Leia mais

Baterias de testes para avaliação da Aptidão Física

Baterias de testes para avaliação da Aptidão Física Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Baterias de testes para avaliação da Aptidão Física Teste de Aptidão Básica (Fleishman, 1964) 1. Teste

Leia mais

DESENVOLVIMENTO MOTOR DOS PARTICIPANTES COM DEFICIÊNCIA DO PROJETO PIRACEMA: AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO

DESENVOLVIMENTO MOTOR DOS PARTICIPANTES COM DEFICIÊNCIA DO PROJETO PIRACEMA: AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO DESENVOLVIMENTO MOTOR DOS PARTICIPANTES COM DEFICIÊNCIA DO PROJETO PIRACEMA: AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO DEISE CRISTINA WESCHENFELDER SANDRA MARA MAYER LAUDEMIRO VOLMAR DA CUNHA TRINDADE OLI JURANDIR LIMBERGER

Leia mais

Auna do curso de Educação Física, Bacharelado e Licenciatura da Unijui 3

Auna do curso de Educação Física, Bacharelado e Licenciatura da Unijui 3 RELAÇÃO ENTRE COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO E IMC DE ADOLESCENTES DO ENSINO MÉDIO 1 RELATIONSHIP BETWEEN SEDENTARY BEHAVIOR AND BMI OF HIGH SCHOOL TEENAGERS Mônica Cecilia Engel 2, Ruben Pereira Duarte 3, Jaqueline

Leia mais

Avaliação da Imagem Corporal de adolescentes estudantes do IF Sudeste MG - Câmpus Juiz de Fora

Avaliação da Imagem Corporal de adolescentes estudantes do IF Sudeste MG - Câmpus Juiz de Fora Avaliação da Imagem Corporal de adolescentes estudantes do IF Sudeste MG - Câmpus Juiz de Fora Thatiane Aparecida de Oliveira Soares 1, Ana Carolina Soares Amaral² ¹Acadêmica do Curso Superior de Licenciatura

Leia mais

Quais os indicadores para diagnóstico nutricional?

Quais os indicadores para diagnóstico nutricional? Como fazer o diagnóstico nutricional? Profa. Raquel Simões Quais os indicadores para diagnóstico nutricional? Adequação da média e mediana (classificação de Gomez) Desvio-padrão (DP) ou escore Z: indica

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE NÍVEIS DE IMC E DESEMPENHO MOTOR DE ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA DE MARINGÁ

RELAÇÃO ENTRE NÍVEIS DE IMC E DESEMPENHO MOTOR DE ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA DE MARINGÁ V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 RELAÇÃO ENTRE NÍVEIS DE IMC E DESEMPENHO MOTOR DE ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA DE MARINGÁ Ligia Silva Marcon 1 ; Sergio

Leia mais

Avaliação da composição corporal de acadêmicos dos cursos de educação física e nutrição

Avaliação da composição corporal de acadêmicos dos cursos de educação física e nutrição Avaliação da composição corporal de acadêmicos dos cursos de educação física e nutrição Paulo Henrique Foppa de Almeida Darci Venâncio Rosa Filho Ana Paula Nunes Resumo dêmicos de Educação Física (Licenciatura

Leia mais

25/05/2017 OBJETIVOS DA AULA AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE CONCEITO CONCEITO. O que é Flexibilidade? Flexibilidade x Alongamento

25/05/2017 OBJETIVOS DA AULA AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE CONCEITO CONCEITO. O que é Flexibilidade? Flexibilidade x Alongamento OBJETIVOS DA AULA AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE TEÓRICA: Conceitos importantes; Tipos de flexibilidade; Fatores que influenciam a flexibilidade; Importância da flexibilidade; Como avaliar a flexibilidade.

Leia mais

INFLUÊNCIA DE ATIVIDADE RECREATIVA EM IDOSAS FREQUENTADORAS DE UM GRUPO DE ATIVIDADE FÍSICA DE UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DE PONTA GROSSA

INFLUÊNCIA DE ATIVIDADE RECREATIVA EM IDOSAS FREQUENTADORAS DE UM GRUPO DE ATIVIDADE FÍSICA DE UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DE PONTA GROSSA 15. CONEX Resumo Expandido - ISSN 2238-9113 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TECNOLOGIA E PRODUÇÃO ( ) TRABALHO

Leia mais

Por que devemos avaliar a força muscular?

Por que devemos avaliar a força muscular? Prof. Me. Alexandre Correia Rocha www.professoralexandrerocha.com.br alexandre.personal@hotmail.com Por que devemos avaliar a força muscular? Desequilíbrio Muscular; Déficit de força; Prescrição do Treinamento;

Leia mais

INFLUÊNCIA DO TREINAMENTO SISTEMÁTICO DE HIDROGINÁSTICA NOS COMPONENTES DA APTIDÃO FÍSICA DE IDOSOS

INFLUÊNCIA DO TREINAMENTO SISTEMÁTICO DE HIDROGINÁSTICA NOS COMPONENTES DA APTIDÃO FÍSICA DE IDOSOS INFLUÊNCIA DO TREINAMENTO SISTEMÁTICO DE HIDROGINÁSTICA NOS COMPONENTES DA APTIDÃO FÍSICA DE IDOSOS INTRODUÇÃO JOSÉ MORAIS SOUTO FILHO SESC, Triunfo, Pernambuco, Brasil jmfilho@sescpe.com.br O envelhecimento

Leia mais

DIFERENÇAS NA COMPOSIÇÃO CORPORAL DE ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES RESUMO

DIFERENÇAS NA COMPOSIÇÃO CORPORAL DE ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES RESUMO DIFERENÇAS NA COMPOSIÇÃO CORPORAL DE ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES Drielly Lima Valle Folha Salvador Carlos Alexandre Molena Fernandes Enfermeira. Universidade Estadual de Maringá. Departamento

Leia mais

A ANÁLISE DOS OBJETIVOS E A RELAÇÃO CINTURA QUADRIL EM PRATICANTES DE HIDROGINÁSTICA

A ANÁLISE DOS OBJETIVOS E A RELAÇÃO CINTURA QUADRIL EM PRATICANTES DE HIDROGINÁSTICA A ANÁLISE DOS OBJETIVOS E A RELAÇÃO CINTURA QUADRIL EM PRATICANTES DE HIDROGINÁSTICA Caroline Oliveira Educação Física carolinetaavares@hotmail.com, Wagner Okano Educação Física Wagner_nl1@hotmail.com,

Leia mais

Medidas e Avaliação da Atividade Motora

Medidas e Avaliação da Atividade Motora Escola de Educação Física e Esporte da USP Tema da aula: Conceitos Básicos Medidas e Avaliação da Atividade Motora Objetivos da aula: Conceituar: medida, teste, avaliação Compreender as etapas do processo

Leia mais

IJUÍ PRÓ-VÔLEI: UMA ANÁLISE QUANTITATIVA 1. Ana Paula Meggolaro 2, Mauro Bertollo 3.

IJUÍ PRÓ-VÔLEI: UMA ANÁLISE QUANTITATIVA 1. Ana Paula Meggolaro 2, Mauro Bertollo 3. IJUÍ PRÓ-VÔLEI: UMA ANÁLISE QUANTITATIVA 1 Ana Paula Meggolaro 2, Mauro Bertollo 3. 1 Projeto de pesquisa de extensão realizado no curso de Educação Física da Unijuí. 2 Acadêmica do Curso de Educação Física.

Leia mais

PERFIL MOTOR DE ESCOLARES INGRESSANTES NO ENSINO FUNDAMENTAL I DA ESCOLA MUNICIPAL FREI FLORENTINO DA CIDADE DE MUZAMBINHO - MG RESUMO

PERFIL MOTOR DE ESCOLARES INGRESSANTES NO ENSINO FUNDAMENTAL I DA ESCOLA MUNICIPAL FREI FLORENTINO DA CIDADE DE MUZAMBINHO - MG RESUMO 6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 04 e 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG PERFIL MOTOR DE ESCOLARES INGRESSANTES NO ENSINO FUNDAMENTAL I DA ESCOLA

Leia mais

II Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UniEVANGÉLICA Anais do IX Seminário de PBIC Volume Anápolis-Go

II Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UniEVANGÉLICA Anais do IX Seminário de PBIC Volume Anápolis-Go MELHORIA NA CAPACIDADE FUNCIONAL DE IDOSOS APÓS SEREM SUBMETIDAS AO TREINAMENTO RESISTIDO CASTRO, Danilo Leandro Santos de 1 LIMA, William Alves 2 SILVA, Maycon Karllos Napolitano da 3 TEIXEIRA, Cristina

Leia mais

FATORES ASSOCIADOS À DESISTÊNCIA DE PROGRAMAS MULTIPROFISSIONAIS DE TRATAMENTO DA OBESIDADE EM ADOLESCENTES

FATORES ASSOCIADOS À DESISTÊNCIA DE PROGRAMAS MULTIPROFISSIONAIS DE TRATAMENTO DA OBESIDADE EM ADOLESCENTES FATORES ASSOCIADOS À DESISTÊNCIA DE PROGRAMAS MULTIPROFISSIONAIS DE TRATAMENTO DA OBESIDADE EM ADOLESCENTES Natália Carlone Baldino Garcia (PIBIC/CNPq/UEM), Josiane Aparecida Alves Bianchini, Danilo Fernandes

Leia mais

Baterias de testes para avaliação da Aptidão Física

Baterias de testes para avaliação da Aptidão Física Portal da Educação Física Referência em Educação Física na Internet Baterias de testes para avaliação da Aptidão Física Denomina-se bateria a um conjunto de testes cujos resultados possam ser analisados

Leia mais

Efeitos do programa da pliometria de contraste sobre os valores de impulsão horizontal nos jogadores de tênis de campo

Efeitos do programa da pliometria de contraste sobre os valores de impulsão horizontal nos jogadores de tênis de campo Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Efeitos do programa da pliometria de contraste sobre os valores de impulsão horizontal nos jogadores

Leia mais

Artigo Original. Isabel Bloemer Camilo 1 RESUMO

Artigo Original. Isabel Bloemer Camilo 1 RESUMO Artigo Original O TESTE DE SENTAR E ALCANÇAR COMO AVALIAÇÃO DE FLEXIBILIDADE EM ESCOLARES DO ENSINO FUNDAMENTAL DA REDE PÚBLICA DE UM MUNICÍPIO DA REGIÃO CENTRAL DE RONDÔNIA Isabel Bloemer Camilo 1 RESUMO

Leia mais

APTIDÃO FÍSICA DE ESCOLARES DO ENSINO FUNDAMENTAL DA CIDADE DE MOSSORO - RN

APTIDÃO FÍSICA DE ESCOLARES DO ENSINO FUNDAMENTAL DA CIDADE DE MOSSORO - RN APTIDÃO ÍSICA DE ESCOLARES DO ENSINO UNDAENTAL DA CIDADE DE OSSORO - RN JOANA DARK LOPES DE ALEIDA ISIS KELLY DOS SANTOS KESLEY PABLO ORAIS DE AZEVEDO DANIELLE DE SOUSA BESSA DOS SANTOS HIDERALDO BEZERRA

Leia mais

DADOS ANTROPOMÉTRICOS E AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE EM BAILARINAS COM IDADE PRÉ-PÚBERES

DADOS ANTROPOMÉTRICOS E AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE EM BAILARINAS COM IDADE PRÉ-PÚBERES DADOS ANTROPOMÉTRICOS E AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE EM BAILARINAS COM IDADE PRÉ-PÚBERES Samara Vieira Menezes (1); Rayana Vieira Menezes (1); Luana Alves Silva (2); Rinaldo Vieira Menezes (2); Andrei Guilherme

Leia mais

COMPARAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO MOTOR DE BEBÊS PRÉ-TERMO E A TERMO BRASILEIROS DE ACORDO COM PADRÕES NORMATIVOS CANADENSES

COMPARAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO MOTOR DE BEBÊS PRÉ-TERMO E A TERMO BRASILEIROS DE ACORDO COM PADRÕES NORMATIVOS CANADENSES COMPARAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO MOTOR DE BEBÊS PRÉ-TERMO E A TERMO BRASILEIROS DE ACORDO COM PADRÕES NORMATIVOS CANADENSES Josy Paula Souza Vieira 1,4 ; Martina Estevam Brom Vieira 2,4 ; Patrícia D Angelles

Leia mais

COMPARAÇÃO DO PERFIL MOTOR DE CRIANÇAS DENTRO E FORA DOS INDICES DE MASSA CORPORAL (IMC) NO PROJETO BOLA NA CESTA.

COMPARAÇÃO DO PERFIL MOTOR DE CRIANÇAS DENTRO E FORA DOS INDICES DE MASSA CORPORAL (IMC) NO PROJETO BOLA NA CESTA. COMPARAÇÃO DO PERFIL MOTOR DE CRIANÇAS DENTRO E FORA DOS INDICES DE MASSA CORPORAL (IMC) NO PROJETO BOLA NA CESTA. MARIO ROBERTO GUARIZI / WILLIAM RODRIGUES TEBAR / THALITA FERNANDA SANCHES FERNANDES UNESP

Leia mais

Apostila do 1º trimestre - Disciplina: Educação Física I - VOLEIBOL

Apostila do 1º trimestre - Disciplina: Educação Física I - VOLEIBOL Centro Educacional Sesc Cidadania Ensino Fundamental II Goiânia, / /2017. 8º ano Turma: Nome do (a) Aluno (a): Professora: Raquel Louredo RODÍZIO DE POSIÇÕES Apostila do 1º trimestre - Disciplina: Educação

Leia mais

Aptidão física relacionada à saúde em escolares de juazeiro do norte

Aptidão física relacionada à saúde em escolares de juazeiro do norte 48 ARTIGO Aptidão física relacionada à saúde em escolares de juazeiro do norte Cícero Luciano Alves Costa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, Campus Juazeiro do Norte - CE, Brasil Paulo

Leia mais

Palavras chaves: Psicofísica social, Atividades Físicas e Esportivas

Palavras chaves: Psicofísica social, Atividades Físicas e Esportivas 1 ANÁLISE PSICOFÍSICA DA PREFERÊNCIA PELA PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS E ESPORTIVAS: Comparação aos Pares versus Estimação de Magnitudes Marcelo Antonio FERRAZ 1 (FIB Faculdades Integradas de Bauru/SP).

Leia mais

USO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM CADEMIA DE GINÁSTICA DA CIDADE DE BAMBUÍ-MG RESUMO

USO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM CADEMIA DE GINÁSTICA DA CIDADE DE BAMBUÍ-MG RESUMO 1 USO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM CADEMIA DE GINÁSTICA DA CIDADE DE BAMBUÍ-MG Luana Cristina Camargos GOMES (1) ;Marcos Rogério Vieira CARDOSO (2) (1) Instituto Federal

Leia mais

Estilo de vida e as alterações da flexibilidade e resistência muscular localizada na fase adulta

Estilo de vida e as alterações da flexibilidade e resistência muscular localizada na fase adulta Estilo de vida e as alterações da flexibilidade e resistência muscular localizada na fase adulta Vicente P. Kannebley Jr. 1 Tatiana Müller 2 RESUMO Estudar o indivíduo adulto é fundamental para entendermos

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO MOTOR E AS IMPLICAÇÕES DA DESNUTRIÇÃO: UM ESTUDO COMPARATIVO DE CRIANÇAS NA FAIXA ETÁRIA DE 4 A 5 ANOS

O DESENVOLVIMENTO MOTOR E AS IMPLICAÇÕES DA DESNUTRIÇÃO: UM ESTUDO COMPARATIVO DE CRIANÇAS NA FAIXA ETÁRIA DE 4 A 5 ANOS O DESENVOLVIMENTO MOTOR E AS IMPLICAÇÕES DA DESNUTRIÇÃO: UM ESTUDO COMPARATIVO DE CRIANÇAS NA FAIXA ETÁRIA DE 4 A 5 ANOS CHRYSTIANE VASCONCELOS DE ANDRADE TOSCANO JORGE LOPES CAVALCANTE NETO ALESSANDRA

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE CIRCUNFÊRENCIA DE PESCOÇO E OUTRAS MEDIDAS INDICADORAS DE ADIPOSIDADE CORPORAL EM MULHERES COM SOBREPESO E OBESIDADE.

RELAÇÃO ENTRE CIRCUNFÊRENCIA DE PESCOÇO E OUTRAS MEDIDAS INDICADORAS DE ADIPOSIDADE CORPORAL EM MULHERES COM SOBREPESO E OBESIDADE. 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TECNOLOGIA E PRODUÇÃO ( ) TRABALHO RELAÇÃO ENTRE CIRCUNFÊRENCIA

Leia mais

AGRESSIVIDADE COMPETITIVA EM LUTADORES Carlos José Ferreira Lopes 1, Nelimar Ribeiro de Castro 2. Introdução

AGRESSIVIDADE COMPETITIVA EM LUTADORES Carlos José Ferreira Lopes 1, Nelimar Ribeiro de Castro 2. Introdução AGRESSIVIDADE COMPETITIVA EM LUTADORES Carlos José Ferreira Lopes 1, Nelimar Ribeiro de Castro 2 Resumo: A Escala de Agressividade Competitiva avalia a agressividade no contexto da competição esportiva.

Leia mais

Análise de níveis de aptidão física de escolares

Análise de níveis de aptidão física de escolares 1 Pró-Reitoria de Graduação Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso Análise de níveis de aptidão física de escolares Autor: Jonathan Henrique W. dos Santos, Karla Adriely da Costa Bose

Leia mais

AVALIAÇÃO DO IDOSO. Prof. Ms.Helio Furtado

AVALIAÇÃO DO IDOSO. Prof. Ms.Helio Furtado AVALIAÇÃO DO IDOSO Prof. Ms.Helio Furtado A EXPECTATIVA DE VIDA DO IDOSO A expectativa de vida que em 1950 era de 43,33 anos em 1998 chegou a 68,10 e uma projeção para 2020 a idade média será de 70,11

Leia mais

AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR FORÇA MUSCULAR 13/06/2017. Disciplina Medidas e Avaliação da Atividade Motora 2017 AGILIDADE POTÊNCIA MUSCULAR

AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR FORÇA MUSCULAR 13/06/2017. Disciplina Medidas e Avaliação da Atividade Motora 2017 AGILIDADE POTÊNCIA MUSCULAR FORÇA MUSCULAR AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR AGILIDADE POTÊNCIA MUSCULAR RESISTÊNCIA CARDIORESPIRATÓRIA Disciplina Medidas e Avaliação da Atividade Motora 2017 FORÇA E RESISTÊNCIA MUSCULARES COMPOSIÇÃO CORPORAL

Leia mais

XX Encontro Anual de Iniciação Científica EAIC X Encontro de Pesquisa - EPUEPG

XX Encontro Anual de Iniciação Científica EAIC X Encontro de Pesquisa - EPUEPG SATISFAÇÃO CORPORAL EM ATLETAS JOVENS PARTICIPANTES DE MODALIDADE COLETIVA E INDIVIDUAL EM LONDRINA-PR Lidia Raquel Ferreira Gonçalves (Fundação Araucária), Gabriela Blasquez, Enio Ricardo Vaz Ronque (Orientador),

Leia mais

DESEMPENHO MOTOR DE ADOLESCENTES OBESOS E NÃO OBESOS: O EFEITO DO EXERCÍCIO FÍSICO REGULAR

DESEMPENHO MOTOR DE ADOLESCENTES OBESOS E NÃO OBESOS: O EFEITO DO EXERCÍCIO FÍSICO REGULAR DESEMPENHO MOTOR DE ADOLESCENTES OBESOS E NÃO OBESOS: O EFEITO DO EXERCÍCIO FÍSICO REGULAR Juliana Ewelin dos Santos 1 ; Sérgio Roberto Adriano Prati 2 ; Marina Santin¹. RESUMO: Essa pesquisa quase experimental

Leia mais

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso Pró-Reitoria de Graduação Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso COMPARAÇÃO DA FLEXIBILIDADE E RESISTÊNCIA MUSCULAR LOCALIZADA ENTRE JOVENS NÃO ATLETAS E ATLETAS INFANTIL E JUVENIL DE

Leia mais

Aptidão física relacionada ao desempenho motor de crianças e adolescentes do Rio Grande do Sul

Aptidão física relacionada ao desempenho motor de crianças e adolescentes do Rio Grande do Sul Aptidão física relacionada ao desempenho motor de crianças e adolescentes do Rio Grande do Sul Lorenzi T., Garlipp D., Bergmann G., Marques AC., Gaya A., Torres L, Silva M., Silva G., Moreira R., Lemos

Leia mais

V Encontro de Pesquisa em Educação Física EFEITOS DE UM PROGRAMA DE TREINAMENTO SOBRE OS COMPONENTES DE APTIDÃO FÍSICA EM ATLETAS DE FUTEBOL DE CAMPO

V Encontro de Pesquisa em Educação Física EFEITOS DE UM PROGRAMA DE TREINAMENTO SOBRE OS COMPONENTES DE APTIDÃO FÍSICA EM ATLETAS DE FUTEBOL DE CAMPO ESTUDOS E REFLEXÕES V 5 - Nº 9 PÁGS. 159 A 164 V Encontro de Pesquisa em Educação Física 2ª ª Parte ARTIGO ORIGINAL EFEITOS DE UM PROGRAMA DE TREINAMENTO SOBRE OS COMPONENTES DE APTIDÃO FÍSICA EM ATLETAS

Leia mais

CORRELAÇÃO ENTRE ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA E NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE IDOSOS EM UMA CIDADE DO NORDESTE BRASILEIRO

CORRELAÇÃO ENTRE ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA E NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE IDOSOS EM UMA CIDADE DO NORDESTE BRASILEIRO CORRELAÇÃO ENTRE ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA E NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE IDOSOS EM UMA CIDADE DO NORDESTE BRASILEIRO Karoline de Lima Alves UFPB/ e-mail: krol_lima_17@hotmail.com 1 Anna Cláudia Freire

Leia mais

AVALIÇÃO DO DESENVOLVIMENTO MOTOR DOS ALUNOS DO 5º ANO DA ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCA BIANCHI RESUMO

AVALIÇÃO DO DESENVOLVIMENTO MOTOR DOS ALUNOS DO 5º ANO DA ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCA BIANCHI RESUMO 6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 04 e 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG AVALIÇÃO DO DESENVOLVIMENTO MOTOR DOS ALUNOS DO 5º ANO DA ESCOLA MUNICIPAL

Leia mais

AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA EM CRIANÇAS DE UMA CRECHE NA CIDADE DE FORTALEZA UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA EM CRIANÇAS DE UMA CRECHE NA CIDADE DE FORTALEZA UM RELATO DE EXPERIÊNCIA CONEXÃO FAMETRO 017: ARTE E CONHECIMENTO XIII SEMANA ACADÊMICA ISSN: 357-8645 AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA EM CRIANÇAS DE UMA CRECHE NA CIDADE DE FORTALEZA UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Geórgia Maria Serafim de

Leia mais

TÍTULO: ACURÁCIA DA ESTIMAÇÃO DO PRÓPRIO TAMANHO CORPORAL E DE OUTROS INDIVÍDUOS E ATIVIDADE FÍSICA EM UNIVERSITÁRIOS

TÍTULO: ACURÁCIA DA ESTIMAÇÃO DO PRÓPRIO TAMANHO CORPORAL E DE OUTROS INDIVÍDUOS E ATIVIDADE FÍSICA EM UNIVERSITÁRIOS TÍTULO: ACURÁCIA DA ESTIMAÇÃO DO PRÓPRIO TAMANHO CORPORAL E DE OUTROS INDIVÍDUOS E ATIVIDADE FÍSICA EM UNIVERSITÁRIOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO:

Leia mais

APTIDÃO FÍSICA PARA A SAÚDE E PARA O DESEMPENHO ESPORTIVO DE ESCOLARES DO PIBID/UNICRUZ/EDUCAÇÃO FÍSICA 1

APTIDÃO FÍSICA PARA A SAÚDE E PARA O DESEMPENHO ESPORTIVO DE ESCOLARES DO PIBID/UNICRUZ/EDUCAÇÃO FÍSICA 1 APTIDÃO FÍSICA PARA A SAÚDE E PARA O DESEMPENHO ESPORTIVO DE ESCOLARES DO PIBID/UNICRUZ/EDUCAÇÃO FÍSICA 1 FUHRMANN, Marlon 2 ; KRUG, Rodrigo De Rosso 3 ; PANDA, Maria Denise Justo 4 Palavras-Chave: Aptidão

Leia mais