MANUAL DO CREDENCIADO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DO CREDENCIADO"

Transcrição

1 MANUAL DO CREDENCIADO

2 I nício Caro Credenciado, Seja bem vindo! Nós, da São Francisco Saúde, estamos muito satisfeitos por tê-lo como parceiro. Pensando em auxiliá-lo nas tarefas diárias, criamos o Manual do Credenciado. Este manual apresenta de forma clara e objetiva informações esclarecedoras que irão orientá-lo a prestar um atendimento eficaz aos nossos clientes. Sugerimos que leia com atenção as páginas seguintes e mantenha o manual sempre à mão, pois ele servirá como guia para os aspectos operacionais de nossa relação. Sempre que houver necessidade, emitiremos comunicados substitutivos ou complementares que serão parte integrante deste manual. Cordialmente, Diretoria São Francisco Saúde São Francisco Saúde - Manual do Crendenciado Índice 1 Introdução Orientações Gerais ao Credenciado Atendimento aos Beneficiários Identificação dos Usuários 3.2 Realização de Consultas 3.3 Solicitação de Procedimentos ou Exames Diagnósticos SADT 3.4 Execução de Procedimentos ou Exames Diagnósticos SADT 3.5 Solicitação e Realização de Terapias 3.6 Perícias 3.7 Solicitação de Internações Internações de Urgência/Emergência Internações Eletivas 4 Conectividade Site 4.2 Ambiente Web Guias Passos para o Cadastramento Inicial na Conectividade Rotina de Atendimentos Web Geração de Guias Web 2

3 Autorização de Procedimentos Confirmação de Atendimento Relação de Guias Emitidas Web Relação de Guias CID Web Relação de Guias Confirmadas e/ ou Não Confirmadas Formulários Guia de Consultas Guia de Serviços Profissionais / Serviço Auxiliar Diagnóstico e Terapia Guia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação Guia de Resumo de Internação Guia de Honorário Individual Guia de Outras Despesas 4.3 Ambiente Web Credenciado Relatório de Pagamentos Relatório de Divergências Técnicas Emissão Eletrônica de Atestados Médicos Orientações Gerais Declaração de Comparecimento Atestado para Acompanhantes Laudos Laborais e Adequação de Função Roteiro para a Realização de Atestados de Afastamento Alteração de Senha 5 Faturamento Pagamento Orientações Gerais 6.2 Impostos Pessoa Jurídica Pessoa Física 7 Auditoria Recurso de Glosa 8 Comunicação com a Operadora Pró-Saúde Anexos Guia de Comprovante Presencial 10.2 Solicitação de Autorização para Uso de OPME 10.3 Solicitação para Uso de Medicamentos de Alto Custo ou Quimioterápicos 10.4 Guia de solicitação de recurso de glosa 10.5 Auditoria Instruções Gerais

4 1 - Introdução A São Francisco Saúde é uma das maiores operadoras de planos de saúde do Brasil. Pertencente ao Hospital São Francisco, instituição com mais de 65 anos de tradição em saúde de Ribeirão Preto e região, a São Francisco Saúde possui clientes em mais de 300 cidades e se destaca por sua rede de atendimento, composta por unidades próprias e serviços credenciados. A São Francisco Saúde possui planos de saúde individuais, familiares e empresariais que se adequam às diferentes necessidades e expectativas dos clientes. Todos os planos de saúde oferecidos possuem completa cobertura de acordo com a legislação vigente. Com foco em planos empresariais, a São Francisco Saúde vem se destacando pela sua capacidade de oferecer planos com excelente custo-benefício e pela sua capacidade de adequar o modelo assistencial levando em consideração as características do usuário e a infraestrutura médica e hospitalar existentes na região. A São Francisco Saúde possui unidades próprias de atendimento em Castilho, Cravinhos, Descalvado, Guariba, Luiz Antônio, Morro Agudo, Pitangueiras, Pontal, Pradópolis, Ribeirão Preto, Sales Oliveira, Sertãozinho, Tambaú, Jataí (GO), São Simão(GO),Viradouro e unidades administrativas nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Goiás. Entre sua rede de atendimento destacam-se: Hospital São Francisco, Maternidade Sinhá Junqueira, São Francisco Hospital-Dia, São Francisco Pediatria, São Francisco Especialidades, São Francisco Fisioterapia, Laboratório São Francisco, São Francisco Pró-Saúde, entre outros. 2. Orientações Gerais ao Credenciado Efetuado o credenciamento, o prestador é cadastrado na São Francisco Saúde e recebe um código de identificação cadastral junto ao plano, assim como um usuário e senha para acesso à área dedicada aos prestadores em nosso site. Os profissionais e instituições conveniados são incluídos em um indicador de recursos contendo os dados profissionais do credenciado (nome, endereço, telefone e especialidade). Esse indicador de recursos é distribuído a todos os beneficiários e periodicamente atualizado. A fim de manter atualizadas as informações cadastrais, para correta identificação dos prestadores, é necessário que os credenciados comuniquem imediatamente qualquer alteração ocorrida em relação às condições de atendimento. As alterações poderão ser comunicadas à Operadora através do telefone (16) ou para o Qualquer tipo de atendimento deve ser realizado mediante a apresentação de uma guia válida ou através da autorização direta por parte da Operadora. O credenciado somente poderá atender dentro das especialidades e procedimentos acordados contratualmente. Sob pena de descredenciamento os prestadores não poderão cobrar diretamente dos beneficiários quaisquer valores adicionais pela execução dos atendimentos e tratamentos cobertos pela Operadora. 4

5 Telefones Úteis Call Center Prestador Tel.: Horário de atendimento: de segunda a sábado, das 7h às 21h. Web guias Tel.: (16) Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Credsuporte Tel.: (16) Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Nome do beneficiário; Código de identificação; Empresa; Identificação do plano e padrão de atendimento (executivo ou standard); Campo para observações e particularidades do atendimento. Apesar da descrição de restrições e carências no verso de alguns cartões, orientamos a consulta ao SAC para a verificação de coberturas e carências para atendimentos nos casos de urgência/emergência e fora do horário comercial. Cartão SAP - Serviço de Atendimento ao Prestador Tel.: (16) / Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. SAC Tel.: Horário de atendimento: todos os dias, 24 horas. 3. Atendimento aos Beneficiários 3.1 Identificação dos Beneficiários A identificação dos usuários do plano de saúde deve ser realizada pela apresentação do cartão do beneficiário acompanhado de um documento de identidade com foto. Os cartões de identificação do plano sempre contêm o logotipo da Operadora, além das seguintes informações: 5

6 Para qualquer atendimento, o beneficiário deve sempre apresentar o cartão do plano e um documento de identificação. 3.2 Realização de Consultas Atendimento ao beneficiário São Francisco Saúde O beneficiário deverá apresentar-se para atendimento portando cartão de identificação, conforme imagem constante no item 3.1. Plano Integrado o beneficiário terá atendimento na rede credenciada específica para o Plano, dentro das unidades próprias. Qualquer atendimento fora 6

7 de rede própria deve ser previamente autorizado pela Operadora. Plano Pleno e Total o beneficiário apresenta-se para atendimento diretamente no prestador, sem necessidade de autorização prévia. A guia é emitida diretamente através do sistema Web Guias. No atendimento da consulta, o prestador deve: Mediante guia autorizada, apresentada pelo beneficiário, colher assinatura do paciente ou responsável no respectivo documento. Em atendimentos autorizados via Web Guias, colher assinatura do paciente ou responsável no formulário Guia Comprovante Presencial, fornecido pela Operadora (anexo 10.1). As guias autorizadas têm validade de 30 (trinta) dias a partir da data da emissão. Para encaminhar os beneficiários para outros especialistas ou exames/procedimentos, deve ser feita a solicitação na Guia SP/SADT. As consultas médicas realizadas em consultórios, ambulatórios ou prontos-socorros, somente serão confirmadas através de envio eletrônico ou através da Guia de Consultas física, modelos já adequados ao padrão TISS. As rotinas de atendimento e autorizações via Web Guias serão descritas mais adiante. Havendo necessidade da realização de outros procedimentos de pequena complexidade durante a consulta, desde que contratualizados, o credenciado deverá proceder da seguinte forma: Encaminhar o beneficiário munido do formulário SP/SADT para a Emissão de Guias, onde será retirada a autorização dos procedimentos não liberados via Web Guias. No ato da realização, colher assinatura do paciente ou responsável na guia autorizada. Para situações em que o procedimento é autorizado via Web Guias, colher assinatura do paciente ou responsável no formulário Guia Comprovante Presencial, fornecido pela Operadora (anexo 10.1). Para efeito de pagamento das consultas de retorno, consideramos o prazo de retorno de acordo com o contrato firmado com o prestador, contados a partir da data de realização da consulta anterior. As cobranças de atendimentos de urgência ou emergência só podem ser realizadas por recursos credenciados para este fim, podendo ser também autorizadas pela Web Guias ou através do formulário Guia de Serviços Profissionais / SADT. Observar com atenção no verso do cartão do beneficiário se o mesmo encontra-se em carência para o procedimento a ser realizado. Caso o beneficiário esteja em carência, não realize o atendimento, informe-o e encaminhe-o para a Operadora. Em caso de dúvida, entre em contato com a Operadora através do Call Center Prestador ( ) ou oriente o beneficiário a entrar em contato com o SAC ( ). Em caso de dúvida, entrar em contato com o Call Center Prestador, através do número , de segunda a sábado, das 7h às 21h. Para os atendimentos de urgência/emergência em finais de semana, feriados ou fora do horário comercial, entrar em contato com nosso Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), através do número , no ato do atendimento, para autorizações e checagem da identificação e status do beneficiário (ativo e/ou sem carência). Se o paciente estiver ativo e sem carência, no próximo dia útil, o prestador deve entrar em contato com o Call Center Prestador para gerar a guia do atendimento. 7

8 O Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) deverá ser acionado fora do horário comercial, em feriados ou finais de semana nos casos abaixo: Beneficiários em carência no dia do atendimento (nos casos de atendimentos de urgência/ emergência) para orientações e análises de liberações; Informações a respeito de direitos e coberturas contratuais; Autorizações para Internações e SADTs. de urgência/emergência. O Call Center Prestador deverá ser acionado nos seguintes casos: Orientações nas situações de urgência/ emergência; Dúvidas sobre internações e realizações de exames e procedimentos; Situações de bloqueios de guias; Impossibilidade de acesso ao sistema Web da Operadora. A São Francisco Resgate ( ) deverá ser acionada quando houver necessidade de: Remoções; Remoções inter-hospitalares Solicitação de Procedimentos ou Exames Diagnósticos SADT As solicitações de exames complementares e/ou procedimentos / terapias deverão ser efetuados em formulário Guia de Serviços Profissionais / SADT da Operadora, conforme item Para a autorização da guia, o beneficiário deve ser encaminhado para a unidade de Emissão de Guias 8 da Operadora. A Guia de Serviços Profissionais / SADT deverá ser preenchida por tipo de serviço. Ex.: Uma guia para Exames Laboratoriais, outra para Radiologia, Exames Cardiológicos, Audiometria, Colposcopia, Ultrassonografia, Endoscopia e etc. Cada guia pode conter no máximo até 5 (cinco) exames. Caso o prestador realize o procedimento em seu consultório, conforme contratualizado, o mesmo deverá proceder da seguinte forma: Web Guia no consultório a autorização será realizada por meio do seu autorizador Web Guias, conforme manual contendo a relação dos procedimentos permitidos. Caso o procedimento a ser realizado pelo prestador não conste na relação de procedimentos permitidos, o beneficiário deverá ser encaminhado para retirar a autorização na unidade de Emissão de Guias. Onde não houver unidade de Emissão de Guias, a solicitação médica preenchida no padrão TISS deverá ser enviada para a Central de Regulação via fax, números (16) / ou enviar arquivo escaneado via para em horário comercial, de segunda a sexta-feira das 7h às 19h. Essa solicitação deve conter os dados do prestador, o código do procedimento e do conveniado, a data de realização do procedimento e a indicação clínica. Para confirmação, entrar em contato pelo número (16) ou através do saofrancisco.com.br. Eventualmente, a solicitação de um procedimento ou serviço poderá exigir análise médica mais detalhada, necessitando envio de exames comprobatórios

9 / laudos ou relatórios médicos. Neste caso, a autorização / resposta será encaminhada após a validação dos mesmos. O prestador somente poderá realizar procedimentos mediante a apresentação de guia válida apresentada pelo beneficiário ou com autorização formal da operadora. Os procedimentos solicitados na Guia de Serviços Profissionais / SADT deverão seguir a codificação e/ ou descrição conforme a tabela TUSS Terminologia Unificada em Saúde Suplementar da Agência Nacional de Saúde Execução de Procedimentos ou Exames Diagnósticos SADT Os prestadores de serviços credenciados para SADT deverão atender o beneficiário: Com a Guia de Serviços Profissionais / SADT devidamente autorizada pela Operadora checar se a guia está endereçada ao seu serviço e, no ato do atendimento, colher assinatura do paciente ou responsável, preenchendo o campo data. Prestador com autorizador Web Guia a autorização será realizada por meio da Web Guias, conforme manual contendo a relação dos procedimentos permitidos. Caso o procedimento solicitado não conste na relação de procedimentos permitidos no autorizador Web Guias, o beneficiário deverá ser encaminhado para a unidade de Emissão de Guias para retirar a autorização. Onde não houver unidade de Emissão de Guias, a solicitação médica preenchida no padrão 9 TISS deverá ser enviada via fax ou com escaner em anexo, para a Central de Regulação, contendo os dados do prestador executante, código do beneficiário e procedimento, data de realização do procedimento (se urgência ou eletiva) e indicação clínica, através do número (16) / , em horário comercial de segunda a sexta-feira das 7h às 19h. Para confirmação, entrar em contato pelo número (16) ou pelo Fora do horário comercial, nos casos de urgência/emergência, entrar em contato com nosso Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), no número , no ato do atendimento, para autorizações e checagem da identificação e status do beneficiário (ativo e/ ou sem carência). No próximo dia útil, o prestador deverá regularizar a guia de atendimento junto à Operadora Solicitação e Realização de Terapias (acupuntura, fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, psicologia, terapia ocupacional) As sessões de acupuntura e fisioterapia estão sujeitas a autorizações prévias, sendo para acupuntura a cada 05 (cinco) sessões e fisioterapia a cada 10 (dez) sessões. A cada sessão realizada, colher assinatura do paciente ou responsável, preenchendo o campo data (campo 86 da guia TISS). Somente serão pagas as sessões assinadas pelo beneficiário. Após a realização de todas as sessões permitidas pela guia, um novo pedido médico deverá ser enviado para nova análise e liberação. A liberação das demais terapias (sessões de fonoaudiologia, nutrição, psicologia, e terapia ocupacional) serão feitas através da análise do pedido médico e das coberturas contratuais. Nesse caso são emitidas guias individuais para cada sessão. A relação de procedimentos que podem ser liberados

10 via web serão informados para o prestador no ato de sua implantação. Os demais procedimentos necessitam de autorização prévia. 3.6 Perícias Poderão ser requisitadas perícias prévias para quaisquer procedimentos, a critério da São Francisco, junto ao pedido de autorização prévia, especialmente nos casos de: Cirurgias plásticas reparadoras; Procedimentos dermatológicos; Cirurgias oftalmológicas; Cirurgias vasculares. Eventualmente, e a critério da Operadora, as perícias poderão ser substituídas por laudos detalhados. 3.7 Solicitação de Internações Internações de Urgência/Emergência Após o atendimento realizado em Pronto Socorro (Urgência e/ou Emergência) e constatada a necessidade de Internação Hospitalar em caráter de urgência, a solicitação deverá ser feita pelo profissional médico responsável, mediante o preenchimento da Guia de Solicitação de Internação (item ). A ocorrência da internação deverá ser comunicada de imediato à Operadora: Onde houver unidade de Emissão de Guias, o prestador deverá enviar solicitação médica preenchida no padrão TISS via fax ou scanner via , contendo os dados do prestador executante e telefone/fax para retorno. A unidade fará a checagem dos procedimentos necessários e enviará retorno da solicitação ao prestador. 10 Onde não houver unidade de Emissão de Guias, a solicitação médica preenchida no padrão TISS deverá ser enviada para a Central de Regulação via fax, números (16) / ou enviar arquivo scaneado via para em horário comercial de segunda a sexta-feira das 7h às 19h. Fora do horário comercial, entrar em contato com nosso Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), no número , no ato do atendimento, para autorizações e checagem da identificação e status do beneficiário (ativo e/ou sem carência). No próximo dia útil, o prestador deverá regularizar a guia de atendimento junto à Operadora. Estão sujeitas a autorizações específicas os seguintes eventos vinculados à internação: Prorrogação do período previamente liberado; Remoção para tratamentos/exames em outro prestador; Uso de órteses, próteses ou materiais especiais OPME (especificado no anexo 10.2); Mudança de procedimento, em situações de evolução para cirurgia diferente da solicitação inicial ou do caráter da intenção (de clínica para cirúrgica); Medicamentos de alto custo (especificado no item 10.3). Nas internações, não havendo vaga no tipo de alojamento contratado, o paciente deve ser internado em outra acomodação, de preferência de padrão superior, e depois ser transferido para o padrão autorizado, sem ônus adicional à Operadora ou ao usuário.

11 Internações Eletivas As solicitações de cirurgias eletivas serão efetuadas pelo profissional médico responsável, mediante o preenchimento da Guia de Solicitação de Internação (item ). Para a análise e liberação das solicitações de internação é essencial o preenchimento adequado dos campos do formulário específico para internação (impresso TISS), com especial atenção aos seguintes campos: 26 - Indicação clínica 27 - Tipo de doença 28 - Tempo de doença referida pelo paciente 29 - Indicação de acidente 30 - Cid a 38 - Procedimentos solicitados 39 a 44 - OPME solicitados Com todos os campos preenchidos corretamente, a Operadora terá condições de avaliar as coberturas, evitando solicitações de relatórios de justificativas. As solicitações deverão ser entregues na Operadora para autorização juntamente com exames comprobatórios. O cirurgião não deverá agendar cirurgias sem a autorização prévia da Operadora. Cirurgias de Ribeirão Preto: As cirurgias eletivas deverão passar por avaliação com o anestesista (SEARP). Este encaminhamento é feito pela Operadora. As autorizações para o cirurgião serão encaminhadas somente após a liberação do anestesista. 4. Conectividade 4.1 Site Através do nosso portal com.br o prestador poderá ter acesso a links de sites de interesse de diversas áreas e as últimas notícias sobre ações e eventos da Operadora. Além disso, o credenciado poderá acessar o ambiente Web Guias e a área restrita para obtenção de recibos, demonstrativos de pagamentos e emissão de atestados médicos. 4.2 Ambiente Web Guias A plataforma tecnológica de conectividade utilizada pela e São Francisco Saúde foi especialmente desenvolvida para que médicos, clínicas, laboratórios e hospitais possam realizar autorizações eletrônicas com a Operadora. As ferramentas permitem: Reduzir o trânsito de papéis, chamadas telefônicas e custos operacionais; Eliminar erros de digitação, garantindo maior qualidade e confiabilidade nos dados processados, reduzindo tempo de processamento; O incremento da qualidade e quantidade de informações médico-assistenciais disponíveis; O estabelecimento de um canal contínuo de comunicação, informação, educação e treinamento da rede credenciada. Para poder ter acesso à plataforma de conectividade, é necessário acessar o portal São Francisco Saúde. 11

12 4.2.1 Passos para o Cadastramento Inicial na Conectividade a) Acessar o site e clicar em Web Guia. Para iniciar a utilização é obrigatório ter o cadastro de um usuário e senha de acesso. Este cadastro é feito e informado pela Operadora no momento da implantação junto ao prestador, ou através de solicitação direta à área de credenciamento da operadora pelo telefone (16) Rotina de Atendimentos Web Beneficiário apresenta-se para atendimento com cartão da Operadora e documento de identificação (RG). O atendimento direto no prestador só poderá ocorrer quando o cliente comparecer com a devida documentação exigida conforme contrato. É expressamente proibido o atendimento do cliente com cartão de terceiros. A ferramenta Web Guias permite ao prestador credenciado solicitar via web autorizações dos procedimentos conforme contratado com cada especialidade médica. As autorizações de consultas e procedimentos simples, como exames e tratamentos ambulatoriais, desde que contratualizados, podem resultar em emissão da autorização imediatamente pela Web Guias Toda geração de guia via Web ou solicitação de liberação via 0800 deverá acontecer na presença do cliente. Em situações de bloqueios ou ausência de sistema Web, entrar em contato com o Call Center Prestador, pelo número , de segunda a sábado, das 7h às 21h. Para os atendimentos em finais de semana, feriados ou fora do horário comercial, nos casos de urgência/emergência, entrar em contato com nosso Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), pelo número , no ato do atendimento, para autorizações e checagem da identificação e status do beneficiário (ativo e/ou sem carência). No próximo dia útil, o prestador deve entrar em contato com o Call Center Prestador para gerar a guia do atendimento.

13 Para procedimentos/exames não autorizados via Web Guias, proceder conforme rotina descrita nos itens 3.3, 3.4 e 3.5 (internação e procedimentos de alto custo) Autorização de Procedimentos Segue passo a passo para autorizações de procedimentos na Web Geração de Guias Web a) Selecionar Credenciado Solicitado (prestador que irá realizar o procedimento); b) Selecionar Credenciado Solicitante (prestador que solicitou o procedimento); c) Digitar o código do exame ou procedimento (tabela TUSS) e incluir + ; d) Buscar a guia principal; e) Confirmar. a) Selecionar Local de Atendimento ; b) Selecionar Credenciado Solicitado ; c) Selecionar Especialidade do Credenciado Solicitado ; d) Passar cartão do conveniado; e) Pesquisar guia principal em todos os procedimentos e SADT; f) Selecionar procedimento a ser realizado ( Consulta, Retorno, Consulta Pronto Atendimento, Consulta Referenciada ou SP/ SADT = procedimentos) Confirmação de Atendimento A confirmação deverá ser feita diariamente, ou pelo menos uma vez por semana. A confirmação será realizada somente com os campos preenchidos corretamente: CID (clicar em incluir), Data de Atendimento, Tipo de Saída, Tipo de Consulta, Indicação Clínica. O faturamento só será possível se os dados acima forem corretamente confirmados até o segundo dia útil do mês subsequente ao atendimento. 13

14 a) Selecionar Credenciado Solicitado ; b) Selecionar Especialidade ; c) Inserir Data de emissão inicial e final ; d) Clicar em Avançar Relação de Guias Cid Web Para acessar relatório disponível no sistema, relativo ao período desejado, por data de digitação de CID: a) Selecionar Credenciado Solicitado ; b) No campo Número de autorização (senha) ; digitar o número da guia. São guias emitidas através do 0800, emissão de guias ou web guias Relação de Guias Emitidas Web Para acessar relatório disponível no sistema, relativo ao período desejado, por data de emissão de guias pela Web: a) Selecionar Credenciado Solicitado ; b) Selecionar Especialidade ; c) Selecionar Procedimento ; d) Incluir Data de digitação do CID inicial e final ; e) Clicar em Avançar. 14

15 Relação de Guias Confirmadas e/ou Não Confirmadas Guia de Consultas Utilizada única e exclusivamente para consultas eletivas realizadas em consultórios médicos. a) Selecionar Credenciado Solicitado ; b) Selecionar Especialidade ; c) Selecionar Procedimento ; d) Inserir o Período ; e) Selecionar os demais itens de acordo com o relatório que deseja visualizar Formulários Todos os formulários utilizados pela Operadora podem ser impressos. Basta fazer um download do arquivo diretamente do portal da São Francisco Saúde na área destinada aos Prestadores. A São Francisco já adota o padrão TISS para formulários e transações eletrônicas. As guias em formulário da São Francisco apresentam o logotipo próprio da Operadora e possuem numeração sequencial. Conforme padrão TISS, os campos sombreados são os únicos de preenchimento optativo ou não obrigatório ao prestador credenciado. Legenda da Guia de Consulta Núm. do Campo Nome do Campo Descrição Obrigatório 1 Registro ANS Registro da Operadora na ANS 2 Número da Guia Número da guia 3 Data de Emissão da Guia Data de emissão da guia 15

16 Núm. do Campo Nome do Campo Descrição Obrigatório Núm. do Campo Nome do Campo Descrição Obrigatório Número da Carteira Plano Validade da Carteira Dados do Beneficiário Número do cartão do beneficiário Nome do plano do beneficiário Validade da carteira do beneficiário 7 Nome Nome do beneficiário 8 9 Número do Cartão Nacional de Saúde Código na Operadora/CNPJ/CPF Número do Cartão Nacional de Saúde do beneficiário Dados do Contratado Código na Operadora ou CNPJ ou CPF do contratado 10 Nome do contratado Nome do contratado 11 Código CNES 12 T.L. 13 Logradouro 14 Número 15 Complemento Código CNES do prestador contratado Tipo de Logradouro conforme tabela de domínio Nome do logradouro do endereço do contratado Número do endereço do contratado Complemento do endereço do contratado 16 Município Município do contratado 17 UF 18 Código IBGE do município Sigla da Unidade Federativa do contratado Código IBGE do município do contratado 19 CEP CEP do contratado 20 Nome do Profissional Executante 21 Conselho Profissional 22 Número no Conselho 23 UF Conselho Nome do profissional executante Sigla do Conselho Profissional do executante conforme tabela de domínio Número no Conselho Profissional do executante conforme tabela de domínio Sigla da Unidade Federativa do Conselho Profissional do executante Obrigatório apenas quando o nome do contratado no campo 10 referir-se à pessoa jurídica 24 Código CBO-S 25 Tipo de Doença Tempo de Doença Referida pelo Paciente Indicação de Acidente 28 CID10 Principal 29 CID10 (2) 30 CID10 (3) 31 CID10 (4) 32 Código da especialidade do contratado conforme tabela de domínio Hipótese Diagnóstica Código do Tipo de Doença: Aguda = A Crônica = C Tempo da doença referido pelo paciente e unidade de tempo: A = anos; M = meses; D = dias Indica se houve : acidente de trabalho ou doença relacionada ao trabalho = 0 acidente de trânsito = 1 outros acidentes = 2 Código CID10 do diagnóstico principal Código CID10 do segundo diagnóstico Código CID10 do terceiro diagnóstico Código CID10 do quarto diagnóstico Dados do Atendimento/ Procedimento Realizado Data do Atendimento 33 Código da Tabela 34 Código do Procedimento 35 Tipo de Consulta 36 Tipo de Saída Data de realização do atendimento Código da Tabela utilizada para descrever os procedimentos conforme tabela de domínio Código do procedimento realizado Código do tipo de consulta Primeira consulta = 1 Seguimento = 2 Pré-Natal = 3 Código do tipo de saída Retorno = 1 Retorno com SADT = 2 Referência = 3 Internação = 4 Alta = 5 37 Observação Observações Data e assinatura do Médico Data e assinatura do Beneficiário / Responsável Data e assinatura do médico Data e assinatura do beneficiário / responsável 16

17 Guia de Serviços Profissionais / Serviço Auxiliar Diagnóstico e Terapia Guia SP/SADT Utilizada no atendimento a diversos tipos de eventos tais como consultas ambulatoriais, pequenas cirurgias, terapias, exames ou atendimentos domiciliares, SADT internado, quimioterapias, radioterapias ou terapias renais substitutivas (TRS). O verso desta guia pode ser utilizado, a critério do médico, para solicitar, se necessário, qualquer tipo de SADT/procedimento, material, medicamento, taxa, equipamento, consulta de referência (indicação de consulta) em situações que não impliquem em internação. Isso pode eliminar qualquer outro tipo de papel, mesmo os receituários em que os médicos estão acostumados a fazer estas solicitações, porém não serve como pedido de autorização junto à Operadora. Qualquer tipo de SADT ou procedimento, OPMEs e medicamentos especiais executados, não internados, são registrados na guia de SP/SADT. Outras cobranças de material e medicamento de uso comum, taxas e equipamentos devem ser registradas na Guia de Outras Despesas. Conforme padrão TISS, os campos sombreados são os únicos de preenchimento optativo ou não obrigatório ao prestador credenciado. 17

18 Legenda da Guia de Solicitação e de Realização de Serviço Profissional / Serviço Auxiliar Diagnóstico e Terapia (SP/SADT) 18 Número no Conselho 19 UF Conselho Número no conselho profissional Sigla da Unidade Federativa do Conselho Profissional Núm. do Campo Nome do campo Descrição Dados da Autorização Obrigatório 1 Registro ANS Registro da Operadora na ANS Número da Guia Número da Guia Principal Data da Autorização Número da guia Número da guia principal Data da autorização DD/MM Obrigatório quando se tratar de solicitação de SADT 5 Senha Senha de autorização 6 Validade da Senha Data de validade da senha 20 Código CBO-S Código da especialidade conforme tabela de domínio Dados da Solicitação / Procedimentos / Exames Solicitados Data/hora da Solicitação Caráter da Solicitação 23 CID10 24 Indicação Clínica Data/hora da solicitação Código do caráter da solicitação Eletivo = E Urgência/Emergência = U Código CID10 do diagnóstico principal Deve ser preenchido pelo profissional solicitante Obrigatório se solicitação de pequena cirurgia, terapias, ou procedimentos em série Obrigatório se pequena cirurgia, terapia, consulta de referência e alto custo 7 8 Data de Emissão da Guia Número da Carteira Data de emissão da guia Dados do Beneficiário Número do cartão do beneficiário 9 Plano Nome do plano do beneficiário 10 Validade da Carteira Validade da carteira do beneficiário 11 Nome Nome do beneficiário Código da Tabela Código do Procedimento Descrição do Procedimento Quantidade Solicitada Código da tabela utilizada para descrever os procedimentos solicitados conforme tabela de domínio Código do procedimento solicitado Descrição do procedimento solicitado Quantidade solicitada de um mesmo serviço/procedimento, pelo menos um procedimento solicitado de ser informado 12 Número do Cartão Nacional de Saúde Número do Cartão Nacional de Saúde do beneficiário 29 Quantidade Autorizada Quantidade autorizada de um mesmo serviço/procedimento Dados do Contratado Executante Código na Operadora/ CNPJ/CPF Nome do Contratado 15 Código CNES Dados do Contratado Solicitante Código na Operadora ou CNPJ ou CPF do contratado solicitante Nome do contratado solicitante Código CNES do contratado solicitante Código na Operadora/ CNPJ/CPF Nome do Contratado Tipo de Logradouro Código na Operadora ou CNPJ ou CPF do contratado executante Nome do contratado Tipo de logradouro conforme tabela de domínio 33 Logradouro Nome do logradouro Nome do Profissional Solicitante Conselho Profissional Nome do profissional solicitante Sigla do conselho profissional conforme tabela de domínio Obrigatório apenas quando o campo 14 se referir à pessoa 34 Número 35 Complemento 36 Município Complemento do endereço do contratado executante Município do contratado executante Município do contratado executante 18

19 37 UF Sigla da UF do contratado executante Dados do Atendimento 38 Código IBGE do Município Código IBGE do município do contratado executante 39 CEP CEP do contratado executante 40 Código CNES 40a Código na Operadora / CPF do Exec. Complementar Código CNES do contratado executante Este campo identifica o profissional executante/ complementar em qualquer procedimento não laboratorial Obrigatório quando o contratado executante for hospital Tipo de Atendimento Indicação de Acidente Código do tipo de atendimento da guia de SP/SADT Remoção = 1 Pequena Cirurgia = 2 Terapia = 3 Consulta = 4 Exame = 5 Atendimento Domiciliar = 6 SADT Internado = 7 Quimioterapia = 8 Radioterapia = 9 TRS Terapia Renal Substitutiva = 10 Indica se houve acidente ou doença relacionado ao Trabalho = 0 Trânsito = 1 Outros = 2, selecionar uma das opções Nome do Profissional Executante / Complementar Conselho Profissional Número no Conselho Este campo identifica o profissional executante/complementar em qualquer procedimento não laboratorial Sigla do conselho profissional do executante conforme tabela de domínio Número no conselho profissional do executante conforme tabela de domínio Obrigatório quando os campos 30/31 forem pessoa física ou quando os campos 40/41 forem preenchidos Obrigatório quando os campos 30/31 forem pessoa física ou quando os campos 40/41 forem preenchidos 48 Tipo de Saída Tipo de Doença Tempo de Doença Referida pelo Paciente Código do tipo de saída: Retorno = 1 Retorno com SADT = 2 Referência = 3 Internação = 4 Alta = 5 Óbito = 6 Consulta de Referência Código do Tipo de Doença: Aguda = A Crônica = C Tempo da doença referido pelo paciente e unidade de tempo: A = anos; M = meses; D = dias Procedimentos e Exames Realizados 44 UF Conselho Sigla da Unidade Federativa do Conselho Profissional do executante Obrigatório quando os campos 30/31 forem pessoa física ou quando os campos 40/41 forem preenchidos 51 Data 52 Hora Inicial Data de realização do procedimento Hora inicial de realização do procedimento 45 Código CBO-S Código da especialidade do executante conforme tabela de domínio 53 Hora Final Hora final de realização do procedimento 45a Grau de Participação Grau de participação do profissional na equipe médica de acordo com a tabela de domínio Obrigatório quando houver procedimentos em equipe 54 Código da Tabela Código da tabela utilizada para descrever os procedimentos conforme tabela de domínio Pelo menos um procedimento deve ser informado 55 Código do Procedimento Código do procedimento realizado Pelo menos um procedimento deve ser informado 56 Descrição do Procedimento Descrição do procedimento realizado Pelo menos um procedimento deve ser informado 19

20 57 Quantidade Realizada Quantidade em cobrança de um mesmo serviço/procedimento realizado 75 Qtde. de OPM Quantidade de OPM solicitadas 58 Via de Acesso Técnica Utilizada % de Redução/ acréscimo Código da via de acesso Única = U Mesma via = M Diferentes vias = D Código da técnica utilizada Convencional = C Vídeolaparoscopia = V % de redução/acréscimo no caso de cirurgia múltipla/radiologia de múltiplas áreas Fabricante OPM Valor Unitário (R$) Código da Tabela Nome do Fabricante da OPM solicitada Valor unitário em R$ da OPM utilizada OPM Utilizadas Código da Tabela de OPM conforme tabela de domínio 79 Código OPM Código da OPM utilizada 61 Valor Unitário (R$) 62 Valor total (R$) Valor unitário em R$ do procedimento/serviço realizado Valor total em R$ dos procedimentos/serviços realizado 80 Descrição OPM Descrição da OPM utilizada 81 Qtde. de OPM Quantidade utilizada de OPM 63 Data e Assinatura dos Procedimentos em Série Data e assinatura dos Procedimentos em Série 82 Código de Barras Código de barra identificador da OPM utilizada 64 Observação Observações 83 Valor Unitário (R$) Valor unitário em R$ da OPM utilizada 65 Total Procedimentos Valor em R$ de procedimentos 84 Valor Total (R$) Valor total em R$ da OPM utilizada 66 Total Taxas e Aluguéis Valor em R$ de taxas e aluguéis 85 Valor Total OPM (R$) Valor total de OPM em R$ 67 Total Materiais Valor em R$ de materiais 68 Total Medicamentos Valor em R$ de medicamentos 69 Total Diárias Valor em R$ de diárias Total Gases Medicinais Total Geral da Guia Valor em R$ de gases medicinais Valor em R$ do total geral Data e Assinatura do Solicitante Data e Assinatura do Responsável pela autorização Data e Assinatura do Beneficiário ou Responsável Data e assinatura do solicitante Data e assinatura do responsável pela autorização Data e assinatura do beneficiário ou responsável 72 Código da Tabela OPM Solicitadas Código da Tabela de OPM conforme tabela de domínio 89 Data e Assinatura do Prestador Executante Data e assinatura do prestador executante 73 Código OPM Código da OPM solicitada 74 Descrição OPM Descrição OPM solicitada 20

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO Í nicio Caro Credenciado, Seja bem vindo! Nós, da São Francisco Clínicas, estamos muito satisfeitos por tê-lo como parceiro. Pensando em auxiliá-lo nas tarefas diárias, criamos o

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar)

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) 0 Última Atualização: 16/05/07 9:30h SUMÁRIO I Introdução Página 2 II - Formulários/ Legendas Página 5 II.1 Guias Página 5 2.1.1

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

Manual de Orientação TISS

Manual de Orientação TISS Manual de Orientação TISS Prezado Prestador, De forma a atender a Resolução Normativa 114 de 26/10/05 publicada pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar, a Marítima Saúde Seguros S/A está disponibilizando

Leia mais

Legenda da Guia de solicitação e realização de serviço profissional / serviço auxiliar diagnóstico e terapia (SP / SADT)

Legenda da Guia de solicitação e realização de serviço profissional / serviço auxiliar diagnóstico e terapia (SP / SADT) Legenda da Guia de solicitação e realização de serviço profissional / serviço auxiliar diagnóstico e terapia (SP / SADT) Núm. do Nome do campo Descrição Campo Dados da autorização Registro da operadora

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 1 Brasília/DF - 2007 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das Guias

Leia mais

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual A Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT deverá ser preenchida pelo profissional ou entidade de saúde que mantém compromisso de credenciamento especial firmado com

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

MANUAL Troca de Informações em Saúde Suplementar TISS

MANUAL Troca de Informações em Saúde Suplementar TISS MANUAL Troca de Informações em Saúde Suplementar TISS Plano de Auto-Gestão em Saúde da CERON - PAGSC Porto Velho ago/2007 1 APRESENTAÇÃO A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar

Leia mais

Legenda da guia de solicitação e de realização de serviço profissional / serviço auxiliar diagnóstico e Terapia (SP/SADT)

Legenda da guia de solicitação e de realização de serviço profissional / serviço auxiliar diagnóstico e Terapia (SP/SADT) Legenda da guia de solicitação e de realização de serviço / serviço auxiliar diagnóstico e Terapia (SP/SADT) Núm. do Dados da autorização 1 Registro ANS Registro da operadora na ANS String (6) 2 Número

Leia mais

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014 1 ÍNDICE 1. Visão Geral 3 2. O que é a TISS 3 3. Histórico da evolução do modelo 3 4. O que faz parte da TISS 4 5. Guias e demonstrativos 4 6. Plano de contingência 4 7. Guia de consulta 5 8. Guia de SP/SADT

Leia mais

TISS. Manual de Instruções. Manual de Instruções. Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 ANS 36.825-3

TISS. Manual de Instruções. Manual de Instruções. Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 ANS 36.825-3 TISS Manual de Instruções Manual de Instruções Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 1. INTRODUÇÃO 2. ORIENTAÇÕES GERAIS 2.1 Entrega de guias SUMÁRIO......... 2.2 Numeração de guias Pacotes...

Leia mais

Manual de Instruções Maio 2007

Manual de Instruções Maio 2007 Manual de Instruções Maio 2007 SUMÁRIO 1. Introdução 03 2. Orientações Gerais 04 2.1 Entrega de guias 04 2.2 Numeração de guias 04 2.3 Pacotes Autorização e cobrança 04 3. Identificação do Beneficiário

Leia mais

Nome do campo Descrição Obrigatório. Registro da operadora na ANS. Já consta na guia. Número da guia de solicitação.

Nome do campo Descrição Obrigatório. Registro da operadora na ANS. Já consta na guia. Número da guia de solicitação. Legenda da Guia de solicitação de internação Núm. do Campo Nome do campo Descrição 1 Registro ANS Registro da operadora na ANS. Já consta na guia. 2 Número da guia Número da guia de solicitação. Já consta

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções Junho/09 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Orientações Gerais 2.1 Entrega de guias 2.2 Numeração de guias 2.3 Pacotes - Autorização e cobrança 3. Identificação do Beneficiário 3.1 Modelo do

Leia mais

Número do Cartão Nacional de Saúde do beneficiário. Código na operadora ou CNPJ ou String (14)

Número do Cartão Nacional de Saúde do beneficiário. Código na operadora ou CNPJ ou String (14) Legenda da guia de resumo internação Núm. do 1 Registro ANS Registro da operadora na ANS String (6) 2 Número da guia Número da guia String (20) 3 Nº Guia Solicitação Número da guia de solicitação. String

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

ANEXO I ESTRUTURA FÍSICA DOS CAMPOS DAS GUIAS E DOS DEMONSTRATIVOS

ANEXO I ESTRUTURA FÍSICA DOS CAMPOS DAS GUIAS E DOS DEMONSTRATIVOS ANEXO I ESTRUTURA FÍSICA DOS CAMPOS DAS GUIAS E DOS DEMONSTRATIVOS 1. Documentos preenchidos pelos prestadores e encaminhados às operadoras 1.1. Guia de Consulta Padrão TISS versão 2.1 Página 2-94 1.1.1.

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 43 - PADRÃO TISS

CONSULTA PÚBLICA Nº 43 - PADRÃO TISS CONSULTA PÚBLICA Nº 43 - PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA GUIAS, ANEXOS, DEMONSTRATIVOS E MONITORAMENTO DO PADRÃO TISS Indice Guia de Consulta 4 Legenda da Guia de Consulta 5 Guia Comprovante

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

Padrão de Preenchimento de Guias - TISS. Manual de Preenchimento de Guias Padrão TISS

Padrão de Preenchimento de Guias - TISS. Manual de Preenchimento de Guias Padrão TISS Manual de Preenchimento de Guias Padrão TISS Este manual foi desenvolvido com o intuito de auxiliar o usuário no preenchimento das guias de consulta, SADT, Internação, Honorário Individual conforme regras

Leia mais

Divulgação Novo TISS 3.02.00

Divulgação Novo TISS 3.02.00 Manual TISS 3.0.00 Índice Tema Introdução Conteúdo e Estrutura Guia de Consulta Legenda Guia de Consulta Guia SP SADT Legenda Guia SP SADT Guia Solicitação de Internação Legenda Guia Solicitação de Internação

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO NOME DO FORMULÁRIO: GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO CONCEITO: A GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO É O FORMULÁRIO PADRÃO A SER UTILIZADO PARA A FINALIZAÇÃO

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA Formulários do Plano de Contingência Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 311 Logo da Empresa GUIA DE CONSULTA 2- Nº Guia no Prestador

Leia mais

TISS 3.01.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS. 2. Material TISS 3.01.00. 3. Componentes da TISS 3.01.00

TISS 3.01.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS. 2. Material TISS 3.01.00. 3. Componentes da TISS 3.01.00 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS CARTILHA TISS 3.01.00 2. Material TISS 3.01.00 3. Componentes da TISS 3.01.00 4. Rotina Operacional Central de Atendimento Autorização 5. Rotina Operacional Contas Médicas

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS Padrão TISS Atendendo à exigência da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a partir do dia 31 de Agosto do corrente ano, a Unimed Sobral se adequará ao padrão

Leia mais

Manual de instruções para utilização e preenchimento das guias. Instruções gerais

Manual de instruções para utilização e preenchimento das guias. Instruções gerais Manual de instruções para utilização e preenchimento das guias Instruções gerais Este manual tem como finalidade instruir todos os prestadores de serviço no preenchimento uniforme das guias do padrão TISS

Leia mais

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1 Manual do Prestador Versão 1.0 Maio/2014 Manaus - Amazonas 1 SUMÁRIO Apresentação... 3 1. Identificação do beneficiário...3 2. Atendimento ao beneficiário... 4 2.1. Requisitos para o atendimento... 4 2.2.

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 AUTORIZADOR WEB 4. Pesquisar Beneficiário... 5. Elegibilidade Beneficiário... 6. Nova Guia Consulta Eletiva... 7. Nova Guia SP/SADT...

INTRODUÇÃO 2 AUTORIZADOR WEB 4. Pesquisar Beneficiário... 5. Elegibilidade Beneficiário... 6. Nova Guia Consulta Eletiva... 7. Nova Guia SP/SADT... INTRODUÇÃO 2 AUTORIZADOR WEB 4 Pesquisar Beneficiário... 5 Elegibilidade Beneficiário... 6 Nova Guia Consulta Eletiva... 7 Nova Guia SP/SADT... 10 Nova Guia Anexo de Radioterapia... 14 Nova Guia Anexo

Leia mais

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS)

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) 1 Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Paulo Andrade (Gerente TI) Coordenador TISS

Leia mais

PREZADO REFERENCIADO. Esta mensagem traduz formalmente a nossa satisfação pelo seu ingresso na Rede Referenciada Golden Cross.

PREZADO REFERENCIADO. Esta mensagem traduz formalmente a nossa satisfação pelo seu ingresso na Rede Referenciada Golden Cross. PREZADO REFERENCIADO Esta mensagem traduz formalmente a nossa satisfação pelo seu ingresso na Rede Referenciada Golden Cross. Com o plano médico-hospitalar, nossa parceria será desenvolvida de forma simplificada,

Leia mais

HelpAndManual_unregistered_evaluation_copy. Manual de Instruções. versão 2.1.03

HelpAndManual_unregistered_evaluation_copy. Manual de Instruções. versão 2.1.03 HelpAndManual_unregistered_evaluation_copy Manual de Instruções versão 2.1.03 2 TISS 2.1 Sumário Manual TISS 1 Introdução... 4 O que é a TISS?... Como utilizar esse... manual Sobre esse manual... 2 Guias

Leia mais

Manual de Conteúdo e Estrutura

Manual de Conteúdo e Estrutura Manual de Conteú e Estrutura Instruções para preenchimento das guias em papel versão 2.1.10 2 TISS 2.1 Sumário Manual de conteú e estrutura 1 Introdução... 4 O que é a TISS?... Como utilizar esse... manual

Leia mais

Índice. Fátima Saúde - Treinamento TISS

Índice. Fátima Saúde - Treinamento TISS Índice Introdução 3 O que é a TISS? 3 Implementação da TISS 3 Guias 4 Orientações Gerais 4 Legislação 4 Mais Informações 4 Preenchimento das Guias 5 Guia da Consulta 5 Guia de Solicitação de Serviços Profissionais/Serviços

Leia mais

SAÚDE CONNECT 3.001 FATURAMENTO

SAÚDE CONNECT 3.001 FATURAMENTO SAÚDE CONNECT 3.001 FATURAMENTO FATURAMENTO - PRESTADOR... 3 1. DIGITAR GUIAS... 3 1.1 GUIA DE CONSULTA... 3 1.2 GUIA DE SP/SADT... 8 1.3 GUIA DE HONORÁRIOS... 17 1.4 RESUMO DE INTERNAÇÃO... 23 1.5 GUIA

Leia mais

VERSÃO 3.3 - PERFIL PRESTADOR. Versão do Manual - 1.00

VERSÃO 3.3 - PERFIL PRESTADOR. Versão do Manual - 1.00 VERSÃO 3.3 - PERFIL PRESTADOR Versão do Manual - 1.00 1 2 Histórico de versões Versão Data 1.00 14/12/07 Atualização Criação do Documento Autor Cayo Prado Créditos Coordenador de Desenvolvimento Marcos

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02 Tipos de Guias Guias Existentes Guia de Consulta; Guia SADT; Guia de Solicitação de Internação; Guia de Resumo de Internação; Guia de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 Consultório e SADT 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14

Leia mais

Manual de utilização do Módulo Operacional

Manual de utilização do Módulo Operacional Manual de utilização do Módulo Operacional Consultório Online Rev. 00 O melhor plano de saúde é viver. O segundo melhor é Unimed. Índice Passo 1: Visão geral Passo 2: Como acessar o Consultório On-Line?

Leia mais

Sistema MV Saúde. Manual do Prestador

Sistema MV Saúde. Manual do Prestador Sistema MV Saúde Manual do Prestador Indice: Como logar 3 COMO GERAR UMA GUIA DE CONSULTA 5 COMO GERAR UMA GUIA DE SP/SADT (PROCEDIMENTOS) 8 COMO GERAR UMA GUIA DE INTERNAÇÃO 12 2 Como logar Sistema MV

Leia mais

Unimed do Brasil Unidade de Serviços às Singulares Página 1 de 119. Unimed HILUM - Versão 3.0.0

Unimed do Brasil Unidade de Serviços às Singulares Página 1 de 119. Unimed HILUM - Versão 3.0.0 Página 1 de 119 Unimed HILUM - Versão 3.0.0 1 HILUM... 4 1.1 Consulta... 6 1.1.1 Execução... 6 1.2 SADT... 11 1.2.1 Solicitação... 11 1.2.2 Execução... 18 1.2.3 Execução On-Line... 26 1.2.4 Outras Despesas...

Leia mais

Manual Específico Unimed-Rio - TISS

Manual Específico Unimed-Rio - TISS UNIME D-RIO Manual Específico Unimed-Rio - TISS Área de Relacionamento com Hospitais Rio 2 PADRONIZAÇÃO DOS NOVOS FORMULÁRIOS QUE SERÃO UTILIZADOS PELOS PRESTADORES PARA ENVIO PARA A UNIMED-RIO. Estes documentos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 XML 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14 Registro

Leia mais

TISS 3.02.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Planalto Médio/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 VERSÃO 1.

TISS 3.02.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Planalto Médio/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 VERSÃO 1. VERSÃO 1.0 CARTILHA TISS 3.02.00 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Planalto Médio/ANS 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 4. Rotina Operacional 5. Rotina Operacional Autorizações Contas

Leia mais

UNIMED-BH. Instruções para geração dos arquivos de faturamento eletrônico

UNIMED-BH. Instruções para geração dos arquivos de faturamento eletrônico UNIMED-BH Instruções para geração dos arquivos de faturamento eletrônico Versão TISS 3.00.01 Maio/2013 Índice Pág. Instruções gerais sobre o leiaute de faturamento UNIMED-BH padrão TISS 3 Instruções Técnicas

Leia mais

PORTAL SPA TISS. Manual do Credenciado. Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde.

PORTAL SPA TISS. Manual do Credenciado. Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde. PORTAL SPA TISS Manual do Credenciado Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde. Equipe de Treinamento de Desenvolvimento TIS SPA Saúde Sumário 1. Introdução... 3 2. Objetivo...

Leia mais

Manual de Autorizações Médicas/ Hospitalares na Webplan

Manual de Autorizações Médicas/ Hospitalares na Webplan Manual de Autorizações Médicas/ Hospitalares na Webplan 1 Iniciando o Webplan - Acesso pelo portal: www.faceb.com.br (menu de acesso PRESTADORES, localizado na parte superior direita da página inicial).

Leia mais

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 SUMÁRIO Questão 1 - Valor dos eventos de atenção à saúde, por grupo e origem... 4 Questão 2 Quantitativo e valor dos eventos de atenção à saúde por prestador...

Leia mais

MANUAL DO REFERENCIADO TISS

MANUAL DO REFERENCIADO TISS MANUAL DO REFERENCIADO TISS Prezado Referenciado, As instruções contidas neste Manual têm como principal objetivo, servir como guia para que os agentes integrantes do processo de faturamento e conciliação

Leia mais

Sistema de Autorização Unimed

Sistema de Autorização Unimed Diretoria de Gestão Estratégica Departamento de Tecnologia da Informação Divisão de Serviços em TI Sistema de Autorização Unimed MANUAL DO USUÁRIO DIVISÃO DE SERVIÇOS EM TI A Divisão de Serviços em TI

Leia mais

Dúvidas Freqüentes: Autorizador Web

Dúvidas Freqüentes: Autorizador Web Dúvidas Freqüentes: Autorizador Web 1. Como faço pedido de intercâmbio pelo autorizador? Acessando a página inicial do autorizador encontrará na barra de tarefas lateral a opção INTERCÂMBIO. Para intercâmbio,

Leia mais

Padrão TISS - Troca de Informações em Saúde Suplementar

Padrão TISS - Troca de Informações em Saúde Suplementar Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar - Troca de Informações em Saúde Suplementar para preenchimento das Guias Odontológicas Índice O que é TISS 3 Como utilizar esse manual 4 Instruções

Leia mais

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02. Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 SUMÁRIO 1. Divulgação 3.02.00 - Unimed Taubaté/ANS...2 3.2.1. Guias

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE

MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE Brasília, Março de 2013 Versão 1.1 INSTRUÇÕES GERAIS Este MANUAL tem como objetivo orientar

Leia mais

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011 Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2010. PASA/CE 032/10 Assunto: Manual do Credenciado Médico do PASA/Vale Prezado(a) credenciado(a), O PASA, visando a melhoria constante do seu fluxo de processamento de

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA Recife/2007 SUMÁRIO PAG I Objetivos... 02 II Orientações Gerais... 04 III Instruções para preenchimento da Guia de Consulta... 06 IV Anexos......

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7 Manual do Prestador Autogestão ANS - no 41.696-7 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Autogestão, informando as características

Leia mais

MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS PARA WEB GUIA E DEMONSTRATIVO DE PAGAMENTO

MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS PARA WEB GUIA E DEMONSTRATIVO DE PAGAMENTO MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS PARA WEB GUIA E DEMONSTRATIVO DE PAGAMENTO Este Manual tem por finalidade orientar os procedimentos de preenchimento da Web Guia do CREDENCIADO no atendimento aos beneficiários

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA

ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA MANUAL DE PREENCHIMENTO DE GUIAS PADRÃO TISS Belo Horizonte, Agosto de 2007. A COPASA Companhia de Saneamento de Minas Gerais e a AECO Associação

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso:

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso: Como solicitar reembolso: Você deve preencher o envelope para Solicitação de Reembolso (disponível em qualquer agência bancária do banco Bradesco), anexando os documentos necessários, e enviá-lo por malote

Leia mais

Manual do Prestador Versão TISS 3.02

Manual do Prestador Versão TISS 3.02 Manual do Prestador Versão TISS 3.02 Caro(a) Prestador(a) Serviços, É com muito prazer e satisfação que aproveitamos esta página para demonstrar nosso agradecimento em relação à confiança depositada por

Leia mais

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso

Leia mais

SAÚDE CONNECT 3.001 AUTORIZAÇÃO

SAÚDE CONNECT 3.001 AUTORIZAÇÃO SAÚDE CONNECT 3.001 AUTORIZAÇÃO SUMÁRIO ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO... 2 1. GUIA DE CONSULTA... 2 2. GUIA DE SP/SADT... 10 3. ANEXO SOLICITAÇÃO OPME... 18 4. ANEXO DE QUIMIOTERAPIA... 22 5. ANEXO DE RADIOTERAPIA...

Leia mais

MANUAL DE LISTA PRESENCIAL E CONFIRMAÇÃO DE ATENDIMENTO

MANUAL DE LISTA PRESENCIAL E CONFIRMAÇÃO DE ATENDIMENTO MANUAL DE LISTA PRESENCIAL E CONFIRMAÇÃO DE ATENDIMENTO Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Novo Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador na Confirmação de Atendimento e Lista

Leia mais

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. novembro 2013

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. novembro 2013 PADRÃO TISS conteúdo & estrutura novembro 2013 Índice Parte I - Lista das mensagens padronizadas 5 Parte II - Mensagens entre operadoras de planos privados de assistência à saúde e prestadores de serviços

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. maio 2014

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. maio 2014 PADRÃO TISS conteúdo & estrutura maio 2014 Índice Parte I - Lista das mensagens padronizadas 5 Parte II - Mensagens entre operadoras de planos privados de assistência à saúde e prestadores de serviços

Leia mais

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE AGOSTO/2014 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Orientações Gerais... 4 2.1 Entrega de guias... 4 2.2 Numeração de guias... 4 2.3 Pacotes - Autorização e cobrança...

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

RESUMO DO MANUAL DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS TISS. Aqui você encontra instruções para preencher corretamente os principais campos das Guias TISS.

RESUMO DO MANUAL DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS TISS. Aqui você encontra instruções para preencher corretamente os principais campos das Guias TISS. RESUMO DO MANUAL DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS TISS Aqui você encontra instruções para preencher corretamente os principais campos das Guias TISS. Prezado(a) Referenciado(a), A mudança exigida pela ANS dos

Leia mais

P&F Manual Guia WEB TISS 3.0

P&F Manual Guia WEB TISS 3.0 A seguir será apresentado os passos para emissão de guia via internet, versão TISS 3.0. Essas guias foram desenvolvidas de acordo com o padrão estabelecido pelo órgão regulador do setor de saúde suplementar

Leia mais

MANUAL RECURSO DE GLOSA

MANUAL RECURSO DE GLOSA MANUAL RECURSO DE GLOSA Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Recurso de Glosa no Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador, bem como estabelecer normas de atuação que facilitem

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR WEB

MANUAL DO PRESTADOR WEB MANUAL DO PRESTADOR WEB Sumário 1. Guia de Consulta... 3 2. Guia de Procedimentos Ambulatoriais... 6 3. Guia de Solicitação de Internação... 8 4. Prorrogação de internação... 8 5. Confirmação de pedido

Leia mais

São Paulo, Janeiro de 2014

São Paulo, Janeiro de 2014 Comunicado - Reembolso Prezado Cliente, Com o objetivo de aprimorarmos nossas rotinas operacionais e visando preservar a agilidade nos pagamentos dos atendimentos ocorridas na Livre-Escolha, informamos

Leia mais

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM.

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 APRESENTAÇÃO O UNAFISCO SAÚDE é o Plano

Leia mais

PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS. Agosto/2014

PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS. Agosto/2014 PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS Agosto/2014 PADRÃO DE TROCA DE INFORMAÇÕES NA SAÚDE SUPLEMENTAR Padrão TISS Histórico e Consulta Pública nº 43 Padrão TISS - Versão 3.0 3 Histórico RN 305 09/10/2012 - Termo

Leia mais

Manual de Orientação ao Prestador

Manual de Orientação ao Prestador Manual de Orientação ao Prestador ORIENTAÇÕES IMPORTANTES QUANTO AO PREENCHIMENTO DE GUIAS E AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS Com a intenção de melhorar a parceria entre o Plano Santa Casa Saúde, médicos,

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

Manual de Conteúdo e Estrutura ODONTOLOGIA Instruções para Preenchimento das Guias

Manual de Conteúdo e Estrutura ODONTOLOGIA Instruções para Preenchimento das Guias Manual de Conteúdo e Estrutura ODONTOLOGIA Instruções para Preenchimento das Guias versão 1.1 SUMÁRIO O QUE É TISS?... 4 INSTRUÇÕES GERAIS... 6 GUIAS VISÃO GERAL... 7 GUIA TRATAMENTO ODONTOLÓGICO... 9

Leia mais

Padrão TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar Manual de utilização para preenchimento das Guias Odontológicas

Padrão TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar Manual de utilização para preenchimento das Guias Odontológicas Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar Troca de Informações em Saúde Suplementar para preenchimento das Guias Odontológicas Índice O que é TISS 3 Como utilizar esse manual 4 Instruções

Leia mais

1 O que é a TISS 3.02.00?

1 O que é a TISS 3.02.00? 1 O que é a TISS 3.02.00? O Padrão TISS possui padrão obrigatório para trocas eletrônicas de dados de atenção à saúde dos beneficiários de planos, entre os agentes da Saúde Suplementar. Tem por finalidade

Leia mais

TREINAMENTO DO PADRÃO TISS 3.00.01

TREINAMENTO DO PADRÃO TISS 3.00.01 TREINAMENTO DO PADRÃO TISS 3.00.01 Coordenadoras TISS: Elisandra Baldissera e Roseli Fistarol Colaboradores: Cesar Paz, Denise Bertoldo e Patrique Hedlund 1 Organização do evento Os slides estão disponíveis

Leia mais

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de 1 www.santahelenasuade.com.brmecanismos de Regulação 2 A CONTRATADA colocará à disposição dos beneficiários do Plano Privado de Assistência à Saúde, a que alude o Contrato, para a cobertura assistencial

Leia mais

SISTEMA INFORMATIZADO DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA INFORMATIZADO DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA INFORMATIZADO DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS AMBULATORIAIS DE EMERGÊNCIA (FASCÍCULO DO PRONTO-SOCORRO E DO PRONTO ATENDIMENTO) VERSÃO I - 2013 ÍNDICE APRESENTAÇÃO

Leia mais

BENNER WEB MÓDULO PROCESSAMENTO DE CONTAS

BENNER WEB MÓDULO PROCESSAMENTO DE CONTAS BENNER WEB MÓDULO PROCESSAMENTO DE CONTAS 1 Módulo Processamento de Contas Na tela apresentada dos módulos do sistema selecionar o módulo Processamento de contas 1. PROCESSAMENTO DE GUIAS Inclusão de guias

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR 1 1 2 1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR Razão Social: FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR CNPJ: 12.838.821/0001-80 Registro ANS: 41828-5 Inscrição Municipal: 130973/001-6 Inscrição Estadual:

Leia mais

Manual de PRODUÇÃO ONLINE. Autorização e Faturamento

Manual de PRODUÇÃO ONLINE. Autorização e Faturamento Manual de PRODUÇÃO ONLINE 2 APRESENTAÇÃO A Unimed-Rio desenvolveu seu sistema de Produção Online, criado para facilitar a rotina de atendimento de seus médicos cooperados. Este sistema é composto por dois

Leia mais

Manual do AP_Conta. Manual do AP_Conta. Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS

Manual do AP_Conta. Manual do AP_Conta. Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS 2014 Manual do AP_Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS 0 Sumário 1. Sobre esse manual... 3 2. Habilitando e Configurando o AP_Conta... 4 3. Habilitação e Licenciamento...

Leia mais

Webplan Webplan Belo Horizonte 2014

Webplan Webplan Belo Horizonte 2014 Webplan Webplan Belo Horizonte 2014 Sumário Objetivo... 3 Funcionalidades... 3 Iniciando o Webplan... 3 Guia Rápido: Autorizando Procedimentos... 5 Guia de Consulta... 7 Descrição dos Campos... 8 Resumo

Leia mais

IESUS. Anexo 1. Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS. Informe Epidemiológico do SUS 22

IESUS. Anexo 1. Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS. Informe Epidemiológico do SUS 22 IESUS Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS Anexo 1 Instrumentos do Sistema de Informação Hospitalar Laudo Médico para Emissão de AIH O Laudo Médico é o instrumento para solicitação

Leia mais

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO MANUAL DE REEMBOLSO 1 - O QUE É REEMBOLSO É a restituição ao beneficiário, das despesas médicas e hospitalares por ele custeadas em atendimento particular, ou seja, por prestador não credenciado à Medial

Leia mais