Manual de Operação. Sistema Analissolo. Parceria:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Operação. Sistema Analissolo. www.analissolo.com.br. Parceria:"

Transcrição

1 Manual de Operação Sistema Analissolo Parceria:

2 Seja bem-vindo à Analissolo. Parabéns por adquirir esta importante ferramenta para interpretação de análise de solo. Equilibrar o solo é a maneira mais econômica de manter as plantas saudáveis e promover a sustentabilidade da agricultura. O portal eletrônico conta com uma plataforma extremamente simples, descomplicada e que funciona através da internet, eliminando problemas como downloads demorados, conflitos com hardware, requisitos de sistema incompatíveis para a instalação, entre outros entraves. Basta ter uma conexão com a internet para interpretar corretamente a análise de solo com rapidez, confiabilidade e segurança. Conheça passo a passo como elaborar um laudo de interpretação de análise de solo e aproveite ao máximo as vantagens de ser nosso cliente. Obrigado pela confiança que você demonstrou pela Analissolo. Valdir A. Colpo Presidente

3 SUMÁRIO CAPÍTULO PÁGINA 1. APROVEITE AS VANTAGENS DO SISTEMA ANALISSOLO CONHEÇA AS FORMAS DE CADASTRO DA ANALISSOLO SAIBA COMO SE CADASTRAR NO SISTEMA ANALISSOLO COMO ADQUIRIR CRÉDITOS NO SISTEMA CONHEÇA O PORTAL ANALISSOLO COM A ANALISSOLO, VOCÊ INTERPRETA FACILMENTE SUA ANÁLISE RODAPÉ DA PÁGINA INICIAL DÚVIDAS FREQÜENTES 33

4 Vantagens APROVEITE AS VANTAGENS DO SISTEMA ANALISSOLO Conheça o sistema exclusivo que traz como benefício 1equilibrar o solo. SISTEMA ANALISSOLO Com apenas alguns clicks, você elabora a recomendação da correção de solo através do método do Equilíbrio do Complexo de Troca, fornecendo ao cliente a orientação para correção do solo e adubação das culturas, com emissão de laudos personalizados com seu nome e registro profissional. Os laudos apresentam um comparativo da situação atual com a situação desejada de equilíbrio da CTC no solo. Também são disponibilizados gráficos para entender e enriquecer os laudos técnicos. O Sistema Analissolo permite escolher e simular a saturação de bases (V%) mais indicada para o tipo de solo, selecionar o tipo de calcário mais indicado (escolher e simular os teores de CaO e MgO dos calcários) e definir seus PRNT's. ENTENDA O QUE É ADUBAÇÃO EQUILIBRADA E PORQUE DEVE SER FEITA Plantas cultivadas em solos equilibrados são mais resistentes a pragas e doenças, toleram melhor as variações acentuadas de temperatura, como calor excessivo ou temperaturas baixas e resistem melhor aos veranicos e stress hídricos associados a altas temperaturas. 4

5 2 CONHEÇA AS FORMAS DE CADASTRO DA ANALISSOLO O Sistema Analissolo permite que profissionais Autônomos e Instituições com seus profissionais realizem interpretações de análise de solo. Planos/Cadastros Só serão autorizados profissionais devidamente habilitados pelo CREA. CONHEÇA AS FORMAS DE CADASTRO QUE O SISTEMA ANALISSOLO OFEREÇE Profissionais Autônomos Nessa categoria, a Analissolo permite que seja cadastrado apenas um profissional para efetuar as Interpretações das Análises de Solo. Instituições Para as Instituições, a Analissolo não limita o número de profissionais cadastrados e habilitados no sistema. Entretanto, no Plano Premium cobra-se uma taxa de adesão para cada profissional habilitado. 5

6 Planos/Cadastros PLANOS Plano Premium Para obter descontos, obtenha o Plano Premium. Indicado para profissionais Autônomos e Instituições que realizam muitas interpretações de análise de solo. Quanto maior o volume de Laudos, mais economia você terá no fim do mês. Para adquirir esse serviço, clique sobre o link Estrela, escolha a forma de pagamento e aguarde pela confirmação. A Analissolo confirma os pagamentos em no máximo um dia útil, desde que não haja nenhum bloqueio para isso. Você economiza quatro vezes mais na compra de Créditos ao optar pela aquisição do Plano Premium. Importante: a Taxa de Anuidade e Taxa Adicional por Agregado serão cobradas no Plano Premium. Plano Básico Este plano visa atender os profissionais que não possuem um volume muito grande de laudos, porém não abrem mão da praticidade e confiabilidade de realizá-los através do sistema. 6

7 PLANOS x TARIFAS Planos/Cadastros *Quando a Instituição possuir mais de um profissional cadastrado no Plano Básico e desejar adquirir o Plano Premium, deverá pagar uma Taxa Adicional de R$ 50,00 para cada profissional registrado no Sistema Analissolo. *Quando a Instituição adquire o Plano Premium e deseja habilitar mais profissionais, deverá obrigatoriamente pagar a Taxa Adicional por Agregado. 7

8 Cadastramento SAIBA COMO SE CADASTRAR NO SISTEMA ANALISSOLO É muito simples: basta preencher os dados e aproveitar 3os benefícios. Qualquer profissional com registro no CREA em situação regular pode se cadastrar no Sistema Analissolo e este cadastro é totalmente gratuito. Acesse Não sou Cadastrado ou Cadastrar-se na página principal. 8

9 CADASTRAMENTO Autônomo Para se cadastrar selecione a opção AUTÔNOMO. Cadastramento Preencha os campos obrigatórios. Importante: se o profissional possuir uma graduação que não consta na lista, deve selecionar a opção Outro. Leia e aceite os termos do contrato para prosseguir. O Contrato do Licenciado encontrase no final deste manual. Os dados serão enviados à Analissolo para a verificação e validação do CREA. Todo cadastro de Autônomo terá direito a realizar 5 interpretações de análise de solo gratuitamente. Esses Créditos não são benefícios nem obrigações da Analissolo. Instituição Cadastre e gerencie os profissionais de sua Instituição. Você pode consultar as análises concluídas pelos seus profissionais e ainda gerenciar os Créditos que serão utilizados por eles. Para se cadastrar selecione a opção Instituição. 9

10 Cadastramento Preencha os campos obrigatórios. Leia e aceite os termos do contrato para prosseguir. Após concluir o registro, é necessário cadastrar um profissional responsável para realizar as análises. Para isso, acesse a área restrita e na tela principal clique em Cadastro de Profissionais. O endereço do profissional não precisa ser fornecido nesta modalidade. Os dados do profissional serão enviados à Analissolo para a verificação e validação do CREA. A Instituição não poderá realizar as Interpretações de Análise do Solo. Deverá registrar um profissional habilitado no CREA para essa finalidade. O nome de usuário e senha são as suas chaves de acesso ao site. Não repasse essas informações a ninguém. Anote os dados no cartão que acompanha o manual. Validade da Licença Quando o Autônomo e a Instituição (incluindo seus profissionais) se cadastrar e ser habilitado no Sistema Analissolo, o prazo dessa Licença (explicitada no Contrato de Licença) é de um ano e deve ser renovada pelo Autônomo e a Instituição na área restrita, na opção preferências, no ícone Renovar Licença. 10

11 COMO ADQUIRIR CRÉDITOS NO SISTEMA 4 A comercialização é feita pela venda de Créditos. E você ainda tem flexibilidade para definir que tipo de plano mais se adapta ao volume de análises realizadas. Adquirir Créditos Verifique com cuidado todos os itens. A Analissolo não efetua o reembolso dos créditos adquiridos. CRÉDITOS Acesse a área restrita e clique em Minhas Compras. Para Autônomos O profissional Autônomo é o único responsável pela compra de Créditos. Escolha a quantidade desejada, defina a forma que deseja pagar e aguarde pela liberação dos Créditos. O prazo máximo da Analissolo para liberar o pagamento é de um dia útil, desde que não haja nenhum bloqueio para esse fim. Para Instituições Na Instituição, haverá alguém responsável pela compra de Créditos. A Instituição detém o saldo de Créditos. Portanto, sempre que um profissional da Instituição realizar um Laudo de Interpretação de Análise de Solo, o Crédito será descontado exclusivamente da Instituição. 11

12 Adquirir Créditos Escolha a quantidade desejada, defina a forma que deseja pagar e aguarde pela liberação dos Créditos. O prazo máximo da Analissolo para liberar o pagamento é de um dia útil, desde que não haja nenhum bloqueio para esse fim. Cada laudo gerado representa um débito no saldo de Créditos. CLIENTE PREMIUM O valor do Crédito será de acordo com o plano escolhido pelo usuário (Básico ou Premium). Para obter desconto nas análises, clique sobre a "Estrela e solicite a compra. Taxa de Renovação O Plano Premium tem validade de um ano, sendo necessária sua renovação. Ao final do prazo de validade, o Sistema Analissolo emite um alerta para a renovação do plano. Cancelamento Para cancelar o Plano Premium, não efetue o pagamento da Taxa de Anuidade. Você automaticamente migra para o Plano Básico (sem redução de tarifa na compra dos Créditos). Para ser novamente um Cliente Premium, basta entrar com seus dados de acesso, clicar no link Estrela e efetuar o pagamento da Taxa de Anuidade. FORMAS DE PAGAMENTO Todos os pagamentos são realizados através de boleto bancário ou débito em conta corrente on-line do Banco do Brasil. 12

13 CONHEÇA O PORTAL ANALISSOLO 5 Para conhecer o Portal Analissolo, digite Portal Analissolo Página Inicial Na página inicial você tem acesso às informações sobre Quem Somos, Artigos Técnicos, Dúvidas Freqüentes, área restrita aos cadastrados e Contato. Você poderá também fazer uma simulação através do barril de Liebig para visualizar o funcionamento da ferramenta de Interpretação das Análises de solo, com base na lei do mínimo. Quem Somos Nesta página você pode conhecer um pouco mais sobre a empresa, a nossa missão, princípios e valores, áreas de atuação e colaboradores. Análises Aqui você realiza suas interpretações de análise de solo. Para acessar a seção de Análises é preciso estar cadastrado. Para se cadastrar, consulte o capítulo

14 Artigos Técnicos Portal Analissolo Através dos Artigos Técnicos, você compreende a importância de se atingir o equilíbrio do solo, além de outros assuntos de interesse dos profissionais da área agrícola. Dúvidas Freqüentes Esta seção foi elaborada para auxiliar as pessoas que tenham alguma dúvida com relação ao funcionamento do portal e seu conteúdo. Contato Envie-nos críticas, sugestões ou reclamações para buscarmos sempre a melhoria contínua de nossos serviços. Todos os campos são de preenchimento obrigatório, havendo possibilidade de escolher a forma de atendimento, através de ou telefone. 14

15 6 COM A ANALISSOLO, VOCÊ INTERPRETA FACILMENTE SUA ANÁLISE O sistema tem todas as informações necessárias para você buscar e definir os melhores parâmetros para interpretar corretamente as análises de solo. Interpretar Análise Cadastro de Propriedade Para iniciar uma análise, você deve em primeiro lugar cadastrar a propriedade. Clique em Fazendas/Propriedades. Todos os campos são de preenchimento obrigatório. Se a propriedade não possuir um apelido, coloque SDE (Sem Denominação Especial). Salve os dados. O cadastro da propriedade estará contido no quadro abaixo. Para modificar, clique sobre os dados. O sistema só permite excluir as propriedades que não tiveram nenhum laudo de Interpretação de Análise de Solo. 15

16 Consulta de Análises Interpretar Análise Para consultar as análises efetuadas e pendentes, clique sobre os dados da propriedade e selecione a opção Análises. Você pode visualizar a Data/Hora e o profissional que as realizou. Há um link ao lado que permite Concluir ou Reimprimir os Laudos do Sistema Analissolo. Você pode buscar pelo nome da Propriedade, nome do Proprietário e Período em que foram realizadas as análises no Sistema Analissolo. Há também a possibilidade de criar um filtro por Amostra, informando o Número da Amostra, Laboratório e Data em que foi realizada a Análise Laboratorial. Se você não preencher os campos para filtrar, o sistema fará a busca de todos os Laudos de Interpretação de Análise de Solo realizadas pelo profissional. 16

17 Análises Pendentes O Sistema Analissolo permite que o profissional termine em outro momento a análise que estava fazendo. Para isso, basta clicar em Análises Pendentes e concluí-la. Começar Nova Análise Para iniciar uma análise, obrigatoriamente deve haver o registro da propriedade. Se você ainda não cadastrou nenhuma propriedade, acesse fazendas/propriedades ou diretamente em Começar Nova Análise clicando no link Cadastre uma nova propriedade. Há um botão de Salvar e Continuar Análise. Se você já cadastrou uma propriedade selecione-a abaixo. Laudo de Interpretação de Análise de Solo Interpretar Análise Seu Laudo de Recomendação de Adubação e Calagem do Solo começa aqui. São quatro passos que deverão ser seguidos. O primeiro passo é identificar a amostra, laboratório, data da análise e lote rural. Lembrando que o único campo não obrigatório é o Lote Rural. No lado esquerdo, estão os dados que você registrou no Cadastro de Propriedade. 17

18 Macronutrientes Interpretar Análise Esse é o segundo passo para concluir o Laudo. Observe atentamente as unidades nas quais os resultados estão expressos. Se, por exemplo, o alumínio (Al) estiver dado na análise de laboratório em 3 3 cmol/dm, deixe o campo mmol/dm do alumínio em branco, pois o sistema automaticamente encontra a unidade correspondente. O mesmo se aplica ao H + Al, Ca, Mg e K. Soma de Bases, CTC e Saturação de Bases são preenchidos automaticamente. Micronutrientes Para definir Micronutrientes, a análise de laboratório deve possuir esses dados. Caso contrário, deixe-os em branco. Não é obrigatório o preenchimento desses campos. O Laudo com esta informação permite um melhor acompanhamento no equilíbrio do solo. Selecione o Próximo Passo Esta é a etapa de confirmação. Verifique novamente todos os dados, pois um crédito é descontado sem possibilidade de resgatá-lo. Caso tenha digitado um valor incorreto, selecione Passo Anterior. Os dados não são perdidos ao realizar essa tarefa. 18

19 FINALIZANDO SUA INTERPRETAÇÃO DE ANÁLISE DE SOLO Esta é a última etapa. Preencha os itens solicitados e prossiga Dados da análise Identificação do proprietário e dos nutrientes digitados. 2 Teores de Calcário Define-se a porcentagem de CaO e MgO, de acordo com o calcário disponível na região. Se não houver escolha, o sistema trabalhará com calcário dolomítico (29% CaO e 19% MgO). O poder de neutralização (PN) também é mostrado. 3 Saturação de Bases e Teor de Argila Você escolhe a Saturação de Bases desejada. O Teor de Argila também deve ser preenchido. 4 Poder Relativo de Neutralização Total Preencha o campo de acordo com o PRNT do calcário. 5 Fosfatagem Selecione o produto para a Fosfatagem. 6 Potassagem Escolha se deseja utilizar Cloreto de Potássio ou Sulfato de Potássio. Você pode imprimir e discutir com o agricultor a melhor opção de correção que o sistema oferece. É só clicar em Imprimir. Interpretar Análise Para processar a análise, selecione o botão Processar. 19

20 Interpretar Análise Verifique com atenção as correções possíveis que o Sistema Analissolo disponibiliza. Procure a correção que mais se aproxima das relações ideais de nutrientes. No exemplo, nota-se que a correção com Calcário Calcítico é a que mais se aproxima do equilíbrio do solo preconizado. Para finalizar, clique em Emitir Laudo. 20

21 Laudos Disponíveis para Impressão O Sistema Analissolo disponibiliza o Laudo de Correção, Manutenção, Micronutrientes, Gessagem e Interpretação Gráfica. Observação: quando você conclui uma análise, os laudos ficam pendentes aguardando serem abertos (Correção, Micronutrientes, Gessagem e Interpretação Gráfica) ou serem concluídos (Manutenção). Encerrar a Análise: quando você encerra sem visualizar ou concluir os laudos, a análise deixa de ser pendente e passa a ser reconhecida pelo sistema como Análise Concluída. Porém, o aviso de pendente continuará sendo mostrado pelo sistema até você abri-los ou concluí-los. Interpretar Análise Imprimir Laudos com Fundo Colorido Usando o Internet Explorer 1. No Internet Explorer, clique em Ferramentas > Opções da Internet ; 2. Selecione a aba Avançadas ; 3. Marque a opção Imprimir cores e imagens do plano de fundo ; 4. Clique no botão OK. Usando o FireFox 1. No FireFox, clique em Arquivo > Configurar Página ; 2. Marque a opção Imprimir cores e imagens do plano de fundo ; 3. Clique no botão OK. 21

22 LAUDO DE CORREÇÃO DO SOLO 1 2 Interpretar Análise

23 1 Dados do Profissional Identificação do seu nome e número do CREA. 2 Dados da Propriedade e do Laboratório Aqui você encontra os dados da propriedade e do Laboratório. Data da Análise refere-se à data de realização da análise do laboratório. 3 Resultados Analíticos do Solo Lista todos os nutrientes digitados na elaboração do Laudo. Os micronutrientes só aparecem quando são informados. 4 Extratores Identifica os extratores usados na determinação dos nutrientes P, B, Cu, Mn e Zn. 5 Situação Atual do Complexo de Troca do Solo Identifica os principais nutrientes da CTC e suas relações. Esse quadro mostra como o solo do agricultor está atualmente conforme análise do solo. Interpretar Análise 6 Situação Após Aplicar as Recomendações da Analissolo Aqui o sistema informa os valores teóricos após a realização da correção sugerida. 7 Parâmetros Recomendados Esses são os valores recomendados visando o equilíbrio do solo. 8 Porcentagens Recomendadas dos Nutrientes Químicos Os elementos químicos Ca, Mg e K são definidos de acordo com a porcentagem da CTC. 9 Recomendações da Correção Define-se a calagem, potassagem e fosfatagem corretiva. 10 Data e Local do Laudo e Dados do Profissional 23

24 LAUDO DE INTERPRETAÇÃO GRÁFICA 1 2 Interpretar Análise

25 1 Dados do Profissional Identificação do seu nome e número do CREA. 2 Dados da Propriedade e do Laboratório Aqui você encontra os dados da propriedade e do Laboratório. Data da Análise refere-se à data de realização da análise do laboratório. 3 Resultados Analíticos do Solo Lista todos os nutrientes digitados na elaboração do Laudo. Os micronutrientes só aparecem quando são informados. 4 Extratores Identifica os extratores usados na determinação dos nutrientes P, B, Cu, Mn e Zn. 5 Distribuição da CTC Conforme Análise do Solo Indica a distribuição em porcentagem dos cátions Ca, Mg, K e H + Al, na CTC do solo a ph 7,0. É um gráfico que avalia a situação real do solo e que serve de parâmetro para a tomada de decisões quanto ao corretivo mais indicado a ser usado na correção do solo. Interpretar Análise 6 Distribuição Provável da CTC Após Correção Indica a distribuição mais provável, em porcentagem, dos cátions Ca, Mg, K e H + Al, na CTC do solo a ph 7,0, após a adoção das medidas corretivas formuladas pelo sistema ANALISSOLO. 7 Parâmetros Recomendados Indica a distribuição dos elementos Ca, Mg e K no complexo de troca do solo, antes e depois da correção preconizada pelo sistema ANALISSOLO. Informa ainda, na terceira coluna, a distribuição ideal do elemento na CTC para um solo equilibrado (coluna em verde). 8 Data e Local do Laudo e Dados do Profissional 25

26 LAUDO DE ADUBAÇÃO DE MANUTENÇÃO 1 2 Interpretar Análise

27 1 Dados do Profissional Identificação do seu nome e número do CREA. 2 Dados da Propriedade e do Laboratório Aqui você encontra os dados da propriedade e do Laboratório. Data da Análise refere-se à data de realização da análise do laboratório. 3 Resultados Analíticos do Solo Lista todos os nutrientes digitados na elaboração do Laudo. Os micronutrientes só aparecem quando são informados. 4 Extratores Identifica os extratores usados na determinação dos nutrientes P, B, Cu, Mn e Zn. 5 Situação Atual do Complexo de Troca do Solo Identifica os principais nutrientes da CTC e suas relações. Esse quadro mostra como o solo do agricultor está atualmente conforme análise do solo. 6 Situação Após Aplicar as Recomendações da Analissolo Aqui o sistema informa os valores teóricos após a realização da correção sugerida. Interpretar Análise 7 Parâmetros Recomendados Esses são os valores recomendados visando o equilíbrio do solo. 8 Porcentagens Recomendadas dos Nutrientes Químicos Os elementos químicos Ca, Mg e K são definidos de acordo com a porcentagem da CTC. 9 Nutrientes Exportados Depende da cultura e da produtividade esperada. 10 Sugestão de Adubação de Manutenção É a quantidade de adubação sugerida para aplicação na cultura selecionada, visando atingir determinada produtividade. 11 Data e Local do Laudo e Dados do Profissional 27

28 LAUDO DE MICRONUTRIENTES O Sistema Analissolo calcula as quantidades dos micronutrientes B, Cu, Mn e Zn que deverão ser aplicados ao solo para corrigir as deficiências. Esta recomendação tem um efeito residual esperado para cinco anos. Veja detalhadamente o Laudo de Micronutrientes abaixo: 1 2 Interpretar Análise

29 1 Dados do Profissional Identificação do seu nome e número do CREA. 2 Dados da Propriedade e do Laboratório Aqui você encontra os dados da propriedade e do Laboratório. Data da Análise refere-se à data de realização da análise do laboratório. 3 Resultados Analíticos do Solo Lista todos os nutrientes digitados na elaboração do Laudo. Os micronutrientes só aparecem quando são informados. 4 Extratores Identifica os extratores usados na determinação dos nutrientes P, B, Cu, Mn e Zn. 5 Situação Atual do Complexo de Troca do Solo Identifica os principais nutrientes da CTC e suas relações. Esse quadro mostra como o solo do agricultor está atualmente conforme análise do solo. Interpretar Análise 6 Situação Após Aplicar as Recomendações da Analissolo Aqui o sistema informa os valores teóricos após a realização da correção sugerida. 7 Parâmetros Recomendados Esses são os valores recomendados visando o equilíbrio do solo. 8 Porcentagens Recomendadas dos Nutrientes Químicos Os elementos químicos Ca, Mg e K são definidos de acordo com a porcentagem da CTC. 9 Recomendações da Correção de Micronutrientes Definem-se as quantidades de cada matéria-prima visando atingir níveis adequados de micronutrientes no solo, com residual para cinco anos. 10 Data e Local do Laudo e Dados do Profissional 29

30 LAUDO DE GESSAGEM Determina a quantidade de gesso agrícola que pode ser aplicado ao solo tendo como parâmetro o teor de argila. A gessagem é definida em função de diferentes objetivos, conforme do solo analisado. Veja detalhadamente o Laudo de Gessagem abaixo: 1 2 Interpretar Análise

31 1 Dados do Profissional Identificação do seu nome e número do CREA. 2 Dados da Propriedade e do Laboratório Aqui você encontra os dados da propriedade e do Laboratório. Data da Análise refere-se à data de realização da análise do laboratório. 3 Resultados Analíticos do Solo Lista todos os nutrientes digitados na elaboração do Laudo. Os micronutrientes só aparecem quando são informados. 4 Extratores Identifica os extratores usados na determinação dos nutrientes P, B, Cu, Mn e Zn. 5 Situação Atual do Complexo de Troca do Solo Identifica os principais nutrientes da CTC e suas relações. Esse quadro mostra como o solo do agricultor está atualmente conforme análise do solo. Interpretar Análise 6 Situação Após Aplicar as Recomendações da Analissolo Aqui o sistema informa os valores teóricos após a realização da correção sugerida. 7 Parâmetros Recomendados Esses são os valores recomendados visando o equilíbrio do solo. 8 Porcentagens Recomendadas dos Nutrientes Químicos Os elementos químicos Ca, Mg e K são definidos de acordo com a porcentagem da CTC. 9 Recomendações da Gessagem O sistema recomenda a aplicação de gesso com residual válido por cinco anos. 10 Data e Local do Laudo e Dados do Profissional 31

32 Rodapé RODAPÉ DA PÁGINA INICIAL Conheça as informações contidas no Sistema Analissolo e 7faça parte desse time Faça parte da Equipe Analissolo Para quem deseja ser um representante do Sistema Analissolo, acesse Trabalhe Conosco, leia os requisitos e mande um para com seu currículo anexado. Política de Privacidade Verifique como a Analissolo trabalha com os seus dados pessoais. Manual Se você perdeu o Manual de Operação do Sistema Analissolo, pode encontrá-lo aqui. A extensão do arquivo se encontra em PDF. Termos de Uso Acompanhe os direitos e deveres de utilizar o Portal Analissolo. 32

33 8 DÚVIDAS FREQÜENTES Tire suas dúvidas com relação ao Sistema Analissolo Dúvidas Freqüentes SOU AGRICULTOR Quanto custa cada análise? O Agricultor não efetua o pagamento pelas análises. Basta procurar um profissional licenciado no Sistema Analissolo. Sou Agricultor e desejo efetuar uma análise. Como proceder? O Agricultor, primeiramente, necessita possuir uma análise de solo emitida por um laboratório. Com o Laudo do Laboratório, deve-se procurar um profissional conveniado no Sistema Analissolo e informar os dados da análise de laboratório. Para financiar minha lavoura, preciso de uma análise de solo de laboratório a cada dois anos. Para equilibrar o solo, posso efetuar a análise da Analissolo a cada dois anos (juntamente com a análise laboratorial)? Preconiza-se que o acompanhamento dos nutrientes na terra seja realizado anualmente. Se a análise for bienal, o Agricultor terá dificuldades para controlar e equilibrar corretamente os nutrientes no solo, diminuindo a resistência da planta aos veranicos e pragas. Portanto, a Analissolo recomenda que a análise seja anual. Concluída a análise pelo profissional conveniado, o que devo fazer com os resultados obtidos? Seguir as recomendações desse profissional, baseando-se nos Laudos emitidos pelo Sistema Analissolo. 33

34 Como funciona o sistema, disponibilizado pelo site O Sistema de Análise e Interpretação de Solo utiliza dados de análises de solo determinados pelo laboratório e processa-os através de fórmulas matemáticas e relações químicas indispensáveis no equilíbrio do solo. Com os dados inseridos no sistema, emitem-se dois laudos: correção do solo pelo equilíbrio da CTC e adubação de manutenção. Esses laudos orientam o Agricultor nas melhores práticas de adubação e correção do solo. Dúvidas Freqüentes No laudo de correção do solo, recomenda-se um calcário inexistente em minha região. Como proceder? No site você encontra uma lista com todos os tipos de calcários e fertilizantes químicos disponíveis para a região informada. Portanto, peça ao profissional conveniado para lhe auxiliar nessa tarefa. recuperá-los? Fiz uma análise e perdi os respectivos laudos. Como posso Procure o profissional responsável pela emissão dos laudos e peça sem nenhum custo a reimpressão. A Analissolo armazena todas as análises realizadas no sistema. Quem é a Analissolo? Analissolo Consultoria é a empresa que administra o site oferecendo suporte ao sistema e gerenciando a relação Agricultor e Profissional. 34

35 Fui mal atendido pelo profissional conveniado no Sistema Analissolo. A quem devo reclamar? Qualquer reclamação, dúvida ou sugestão deve ser enviada através do link Qual a função do Sistema Analissolo? O sistema permite ao Agricultor conhecer a qualidade do solo e o que realmente precisa ser aplicado para solucionar a deficiência de nutrientes. Outra qualidade do Sistema Analissolo é a flexibilidade oferecida no momento de escolher os tipos de calcários, fertilizantes químicos e a saturação de bases pretendida. SOU REGISTRADO NO CREA E DESEJO TRABALHAR COM O SISTEMA ANALISSOLO Como faço para ser habilitado? Dúvidas Freqüentes Acesse preencha os campos e aguarde nosso contato em até 01 dia útil para liberação do cadastro. Tenho dúvidas na elaboração das análises. Como proceder? Após a aprovação do cadastro, será enviado gratuitamente pelo correio um Manual de Operação do sistema ANALISSOLO, informando os passos para a conclusão das análises, formas de pagamento, cadastro e alteração de senhas e dados pessoais, dúvidas freqüentes no processamento das análises, entre outros itens relativos ao uso do sistema. 35

36 Parceria: Rua São João, Toledo - Paraná Fone/fax: (45) CEP

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

Manual do Assistente do Certificado Digital

Manual do Assistente do Certificado Digital Manual do Assistente do Certificado Digital Índice Bem-vindo ao Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 Iniciando o Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 4 Renovação de Certificado

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal 29/11/2012 Índice ÍNDICE... 2 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O QUE É E-COMMERCE?... 4 3. LOJA FOCCO... 4 4. COMPRA... 13 5. E-MAILS DE CONFIRMAÇÃO... 14 6.

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED Esta parte do sistema como descrito anteriormente neste manual permite que seus agentes tenham acesso á uma área exclusiva para acessar informações pessoais como: Meu Extrato

Leia mais

Manual do Anunciante

Manual do Anunciante Manual do Anunciante 1 - Compra de Pacotes Bit Turs Abaixo será listado passo a passo o processo de como será executada a compra de moedas Bit Turs para que você possa anunciar seus produtos em nosso portal.

Leia mais

Manual de Treinamento. Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal

Manual de Treinamento. Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal Manual de Treinamento Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal Sumário Introdução...3 Nova Proposta...9 Propostas Existentes...40 Configurações do Usuário...43 Histórico Consolidado do Cliente...47

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Consultório On-line. Tudo o que você precisa em um só lugar.

Consultório On-line. Tudo o que você precisa em um só lugar. Índice 1) Acesso ao sistema 2) Recepção do paciente 3) Envio do atendimento para faturamento: consulta médica ou procedimentos simples 4) Envio do atendimento para faturamento: procedimentos previamente

Leia mais

Página como comprar REQUISITOS

Página como comprar REQUISITOS Página como comprar REQUISITOS Só poderão realizar compras de Ingressos Corporativos Super Saver pessoas Jurídicas, ou seja, empresas registradas no Brasil que possuam CNPJ válidos. 1ª ETAPA - CADASTRO

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

Manual Prático do Usuário

Manual Prático do Usuário Página 12 Saiba mais Em quanto tempo seu cliente recebe o produto Como é emitida a Nota fiscal e recolhido os impostos Pergunte ao Suporte Todos os pedidos serão enviados em até 24 horas úteis, após a

Leia mais

Manual do Usuário Plataforma Online

Manual do Usuário Plataforma Online correção online psico.vetoreditora.com.br Manual do Usuário Plataforma Online Utilização da Plataforma Online de correção de testes APRESENTAÇÃO GERAL INTRODUÇÃO A Plataforma Online de testes da Vetor

Leia mais

Como Fazer o seu Pedido

Como Fazer o seu Pedido 1 Como Fazer o seu Pedido Agora que você já está cadastrado e sabe como acessar o seu escritório virtual, é muito importante que saiba como enviar seus pedidos. No tutorial Como Fazer o seu Cadastro você

Leia mais

Sistema de de Bilhetagem Eletrônica MANUAL MÓDULO PDV

Sistema de de Bilhetagem Eletrônica MANUAL MÓDULO PDV Sistema de de Eletrônica SETRANSP DOTFLEX MANUAL MÓDULO PDV REGIÃO MANUAL METROPOLITANA MÓDULO PESSOA Revisão JURÍDICA 02 / Setembro SBE de 2008 - DOTFLEX Revisão 00 / Março de 2009 MANUAL MÓDULO EMPRESA

Leia mais

Manual de usuário. do sistema multicálculo CotakWeb

Manual de usuário. do sistema multicálculo CotakWeb Manual de usuário do sistema multicálculo CotakWeb Belo Horizonte 01 de setembro de 2010 1 Sumário 1. CANAIS DE ATENDIMENTO... 3 2. DOWNLOAD DO APLICATIVO... 3 3. LOGIN... 3 4. CONFIGURAÇÃO... 4 4.1. PARÂMETROS

Leia mais

MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor

MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor Sistema de Gestão e Controle de Consignações On-Line - CONSIGFÁCIL MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor V.4.2 (Agosto/2014) 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. ACESSANDO O CONSIGFÁCIL... 4 1.1. NAVEGADOR... 4

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO, CADASTROS E OPERAÇÃO DA XNFC-e

MANUAL DE INSTALAÇÃO, CADASTROS E OPERAÇÃO DA XNFC-e MANUAL DE INSTALAÇÃO, CADASTROS E OPERAÇÃO DA XNFC-e SUMÁRIO 1. INSTALAÇÃO 2. CADASTROS 2.1. CADASTRO DE USUÁRIO 2.2. CADASTRO DE MODALIDADE 2.3. CADASTRO DE PRODUTO 3. OPERAÇÃO 3.1. VENDA 3.2. CANCELAMENTO

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais

Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular. Manual do sistema (Médico)

Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular. Manual do sistema (Médico) Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular Manual do sistema (Médico) ÍNDICE 1. O sistema... 1 2. Necessidades técnicas para acesso ao sistema... 1 3. Acessando o sistema...

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Sistema de Eventos - Usuário

Sistema de Eventos - Usuário 2013 Sistema de Eventos - Usuário Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 06/06/2013 Sumário 1- Sistema de eventos... 3 1.1 Eventos... 3 1.2 Eventos que participo... 4 1.3 Trabalhos...

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

SUMÁRIO CARTÃO USP SOLICITAÇÃO DE 1ª VIA... 2 CARTÃO USP SOLICITAÇÃO DE 2ª VIA... 12

SUMÁRIO CARTÃO USP SOLICITAÇÃO DE 1ª VIA... 2 CARTÃO USP SOLICITAÇÃO DE 2ª VIA... 12 Sistemas Recursos Humanos da USP na Internet SUMÁRIO CARTÃO USP SOLICITAÇÃO DE 1ª VIA... 2 CARTÃO USP SOLICITAÇÃO DE 2ª VIA... 12 CARTÃO USP GERENCIAMENTO PELA ÁREA DE PESSOAL... 23 Como listar solicitações

Leia mais

1) Existem diferenças entre os painéis da loja virtual? 2) Quais são os tipos de Produtos da loja? 3) Como cadastrar um Produto Simples?

1) Existem diferenças entre os painéis da loja virtual? 2) Quais são os tipos de Produtos da loja? 3) Como cadastrar um Produto Simples? FAQ Loja Virtual 1) Existem diferenças entre os painéis da loja virtual? Sim, há diferenças entre os painéis da loja virtual. Abaixo segue uma imagem exemplificando as diferenças entre os painéis. 2) Quais

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Portal do Documento Eletrônico Seguro

Portal do Documento Eletrônico Seguro Página1 s-doc Portal do Documento Eletrônico Seguro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é s-doc... 03 2. Instalação Plugin Assinatura... 04 3. Instalação Silverlight...

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

GUIA DE USO. Sobre o Moip

GUIA DE USO. Sobre o Moip GUIA DE USO Sobre o Moip Sobre o Moip 2 Qual o prazo de recebimento no Moip? Clientes Elo 7 possuem prazo de recebimento de 2 dias corridos, contados a partir da data de autorização da transação. Este

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO 1 Guia Rápido de Uso Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO 1 Acesso ao sistema...3 2 Entenda o Menu...4 3 Como enviar torpedos...6 3.1 Envio

Leia mais

Cadastro e Comercialização de Vale-Transporte Guia de Utilização

Cadastro e Comercialização de Vale-Transporte Guia de Utilização 1º PASSO: ACESSO À PAGINA PARA EMPREGADORES NÃO CADASTRADOS Acesse o site www.tripoa.com.br e selecione a opção Vale-transporte, ou então acesse www.trensurb.gov.br. Neste espaço você será informado sobre

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.12 Pagueban...2 Bancos...2 Configurando Contas...5 Aba Conta Banco...5 Fornecedores Referências Bancárias...7 Duplicatas a Pagar...9 Aba Geral...10 Aba PagueBan...11 Rastreamento

Leia mais

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Acesso para cadastramento da empresa 2 Caso já tenha se

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO DE PIRACICABA Centro de Pós-Graduação

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO DE PIRACICABA Centro de Pós-Graduação MANUAL DE INSCRIÇÃO Nesta primeira tela observar a inscrição referente ao CPG, que é o no primeiro quadro com descrição Abertos. Neste link é possível baixar o edital de inscrição antes de realiza-la.

Leia mais

Manual Passo a Passo

Manual Passo a Passo Manual Passo a Passo 2015 ACESSO SELEÇÃO DE RA SELEÇÃO DO PRODUTO CARRINHO DE COMPRAS FECHAR PEDIDO ENDEREÇO DE ENTREGA TIPO DE FRETE INFORMAÇÃO DE PAGAMENTO PAGAMENTO CARTÃO DE CRÉDITO PAGAMENTO BOLETO

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO

BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO Envio de Remessas Online BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO webshipping.dhl.com ACESSE O DHL WEB SHIPPING DE QUALQUER LUGAR DO MUNDO. Ideal para qualquer empresa com acesso à internet, o DHL Web

Leia mais

Manual do MySuite. O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes.

Manual do MySuite. O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes. Manual do MySuite O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes. Esta ferramenta visa agilizar e priorizar o suporte técnico, criando um canal de interatividade no

Leia mais

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com. Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.br SÃO PAULO - SP SUMÁRIO Introdução... 3 Autenticação no sistema administrativo... 4 Apresentação do sistema administrativo... 5 Gerenciamento

Leia mais

SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO

SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO Macaé, Outubro de 2010 SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO Página 1 de 38 Controle de Revisões Data Comentário Responsável 01/10/2010 Revisão e correção de texto Marcos Lemos 01/10/2010 Correção

Leia mais

Manual de. instalação. Certificado Digital A1 ou S1

Manual de. instalação. Certificado Digital A1 ou S1 Manual de instalação Certificado Digital A1 ou S1 Sumário O que é? 3 Aplicação 3 Preparando sua máquina 4 1ª configuração: Sistemas Homologados 4 2ª configuração: Perfil de usuário 4 3ª configuração: Hierarquias

Leia mais

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário Cadastramento de Computadores Manual do Usuário Setembro 2008 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Conhecendo a solução...03 Segurança pela identificação da máquina...03 2. ADERINDO À SOLUÇÃO e CADASTRANDO COMPUTADORES

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos. SBCTrans

Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos. SBCTrans Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos SBCTrans A tecnologia facilitando a vida do cidadão Índice Cadastro e Primeiro Acesso... 05 Acessando o Sistema... 08 Menu de

Leia mais

SUMÁRIO. Faculdade Católica do Tocantins www.catolica-to.edu.br

SUMÁRIO. Faculdade Católica do Tocantins www.catolica-to.edu.br MANUAL DO PORTAL ACADÊMICO Passo a passo do Portal Acadêmico www.catolica-to.edu.br - suporterm@catolica-to.edu.br SUMÁRIO Objetivo Manual do Portal Acadêmico... 03 Navegadores... 03 Endereço Eletrônico

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

GUIA DE USO SERVIÇOS PARA IMOBILIÁRIAS

GUIA DE USO SERVIÇOS PARA IMOBILIÁRIAS GUIA DE USO SERVIÇOS PARA IMOBILIÁRIAS Diretoria Comercial Corporativa Página 2 de 14 Sumário 1 Introdução... 4 2 Acessando os serviços para Imobiliárias... 5 3 Gerenciando clientes... 8 4 Serviços...

Leia mais

Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário)

Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário) Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário) Guia de Orientação Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. 2013 Página 1 de 47 Índice PRÉ-REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO...

Leia mais

Anote aqui as informações necessárias:

Anote aqui as informações necessárias: banco de mídias Anote aqui as informações necessárias: URL E-mail Senha Sumário Instruções de uso Cadastro Login Página principal Abrir arquivos Área de trabalho Refine sua pesquisa Menu superior Fazer

Leia mais

PASSO A PASSO LOJA VIRTUAL. 1º Passo Acessar o site do Bom Jesus (www.bomjesus.br).

PASSO A PASSO LOJA VIRTUAL. 1º Passo Acessar o site do Bom Jesus (www.bomjesus.br). 1º Passo Acessar o site do Bom Jesus (www.bomjesus.br). Figura 1. Acessando site do Bom Jesus. 2º Passo Selecionar a opção Responsável On-line. Inserir Usuário e Senha e clicar no botão OK. Para realizar

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

MANUAL VERSÃO 2.13 1

MANUAL VERSÃO 2.13 1 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. O QUE É O EOL?... 3 2. ACESSANDO O EOL... 3 3. TELA INICIAL... 4 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 6 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 7 7. EXAMES

Leia mais

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Sumário PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ETIQUETAS DE REPARO...3 Figura 1.0...3 Figura 2.0...4 Figura 3.0...5 Figura 4.0...5 1. Proprietário

Leia mais

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema TORPEDO MOBILE. 1 Acesso ao sistema...

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema TORPEDO MOBILE. 1 Acesso ao sistema... Guia Rápido de Uso Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema TORPEDO MOBILE 1 Acesso ao sistema... 2 2 Entenda o Menu...... 3 2.1 Contatos...... 3 2.2 Mensagens......

Leia mais

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Nota Fiscal Paulista Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) Versão 1.1 15/02/2008 Página 1 de 17 Índice Analítico 1. Considerações Iniciais 3 2. Instalação do

Leia mais

MANUAL VERSÃO 4.14 0

MANUAL VERSÃO 4.14 0 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 1. O QUE É O EOL?... 2 2. ACESSANDO O EOL... 2 3. TELA INICIAL... 3 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 7 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 8 7. EXAMES

Leia mais

Módulo NF-e. Manual de Utilização

Módulo NF-e. Manual de Utilização Módulo NF-e Manual de Utilização 1 Conteúdo Passo-a-passo para emissão de NF-e... 3 1. Obtendo seu Certificado Digital... 3 2. Registrando-se na Secretaria da Fazenda para Homologação (testes)... 4 3.

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 CADASTRANDO-SE NO SISTEMA... 4 CADASTRANDO UM FAMILIAR... 7 ACESSANDO O SISTEMA já sou cadastrado... 8 COMO AGENDAR UMA CONSULTA pesquisar horários...

Leia mais

PAG CONTAS CARNÊ Agora ficou mais fácil pagar suas contas. PAG CONTAS CARNÊ. Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO

PAG CONTAS CARNÊ Agora ficou mais fácil pagar suas contas. PAG CONTAS CARNÊ. Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO PAG CONTAS CARNÊ Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DE GERAÇÃO DE BOLETOS EMPRESAS CONVENIADAS 1) REQUISITOS DO SISTEMA: Primeiramente devemos possuir seguintes itens abaixo: - Microcomputador

Leia mais

Bem-vindo ao VENDAS ONLINE

Bem-vindo ao VENDAS ONLINE Bem-vindo ao VENDAS ONLINE Vendas Online www.planosamildental.com.br Principais Informações Site exclusivo para produtos da Dental Venda de planos PME e PF online Pagamento com cartão de crédito PF Burocracia

Leia mais

Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora

Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora Brasília, março de 2012 Versão 1.0 SUMÁRIO 1. CONFIGURAÇÕES RECOMENDADAS... 3 2. ACESSO AO SISTEMA... 4 3. ADESÃO AO FIES... 5

Leia mais

INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER

INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER O acesso ao Portal deve ser feito através do site da Mueller sendo www.mueller.ind.br. Logo abaixo, o posto deverá clicar no rodapé da página em Intranet/Extranet.

Leia mais

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário Cadastramento de Computadores Manual do Usuário Agosto 2006 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Conhecendo a solução...03 Segurança pela identificação da máquina...03 2. ADERINDO À SOLUÇÃO e CADASTRANDO COMPUTADORES

Leia mais

MÓDULO CLIENTE 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4

MÓDULO CLIENTE 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4 MÓDULO CLIENTE Conteúdo 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4 2.2 HOME 4 2.3 A VALECARD 5 2.4 PRODUTOS 6 2.5 REDE CREDENCIADA 7 2.6 ROTA 9 2.7 CONTATO 9 3. EMPRESAS 11 3.1. ACESSO

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Estamos definitivamente na era digital. Era da velocidade cada vez maior da informação. Era da otimização do tempo. O novo Sistema Integrado de Saúde Amil, SiSAmil, mostra toda a evolução da empresa nesse

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

Cappta Cartões Guia de Utilização

Cappta Cartões Guia de Utilização Cappta Cartões Guia de Utilização Bem-vindo! Obrigado por utilizar a solução Cappta Cartões, a maneira mais simples e rápida de aceitar todos os tipos de cartão no varejo. Este manual detalha as principais

Leia mais

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/24 ÍNDICE Instruções

Leia mais

SITE DA ANATEL Passo a Passo

SITE DA ANATEL Passo a Passo SITE DA ANATEL Passo a Passo APOIO AO RADIOAMADOR Você não precisa sair de sua casa até a Labre ou Anatel para solicitar os seguintes serviços.: - Cadastramento na ANATEL - Inscrição para as provas (seja

Leia mais

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida:

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida: O que é o TDMax Web Commerce? O TDMax Web Commerce é uma ferramenta complementar no sistemas de Bilhetagem Eletrônica, tem como principal objetivo proporcionar maior conforto as empresas compradoras de

Leia mais

Sumário. Manual de Acesso Ferramenta Administrativas Acadêmicos. 1. Ferramenta Administrativas (Acadêmicos)... 3

Sumário. Manual de Acesso Ferramenta Administrativas Acadêmicos. 1. Ferramenta Administrativas (Acadêmicos)... 3 Sumário Manual de Acesso Ferramenta Administrativas Acadêmicos 1. Ferramenta Administrativas (Acadêmicos)... 3 2 1. Ferramenta Administrativas (Acadêmicos) Manual de Acesso Ferramenta Administrativas Acadêmicos

Leia mais

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Diário On-line Apresentação ----------------------------------------------------------------------------------------- 5 Requisitos Básicos

Leia mais

Atendimento On Line Foco Cliente Utilizando O Sistema Web Contábil 21/05/2010 IDEAL. Última Atualização: 01/2010

Atendimento On Line Foco Cliente Utilizando O Sistema Web Contábil 21/05/2010 IDEAL. Última Atualização: 01/2010 Atendimento On Line Foco Cliente Utilizando O Sistema Web Contábil 21/05/2010 IDEAL Última Atualização: 01/2010 Atendimento: Tel : (11) 3857-9007 - e-mail: suporte@webcontabil.com :: Módulo Documentos

Leia mais

Índice. Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer?

Índice. Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer? Índice Acesso ao Super Professor Web Como recuperar a senha de acesso? Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer? Selecionando

Leia mais

Manual de Utilização Sisamil - Sistema Integrado de Saúde Amil Manual de Utilização 1 54

Manual de Utilização Sisamil - Sistema Integrado de Saúde Amil Manual de Utilização 1 54 Manual de Utilização 1 54 Estamos definitivamente na era digital. Era da velocidade cada vez maior da informação. Era da otimização do tempo. O novo Sistema Integrado de Saúde Amil, SiSAmil, mostra toda

Leia mais

Portal Acadêmico Manual Técnico Renovação de Matrícula 2015/1

Portal Acadêmico Manual Técnico Renovação de Matrícula 2015/1 A rematrícula poderá ser feita acessando o site da Multivix e clicando no link Portal Acadêmico, ou digitando diretamente no seu navegador o endereço http://portal.. Na tela de login, entre com seus dados

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Cotação de Compras on line

Cotação de Compras on line Cotação de Compras on line www.criciuma.unimedsc.com.br/compras Elaborado por: Glória Firmino Felisberto (Setor de Tecnologia da Informação) Osvaldo Cardoso do Canto () 1 MANUAL DO SISTEMA DE COTAÇÃO DE

Leia mais

Consignação Manual do Correspondente Consignação

Consignação Manual do Correspondente Consignação Manual do Correspondente Consignação Banestes S.A. - Banco do Estado do Espírito Santo GCONS - Gerência de Consignação SUMÁRIO 1. Conceito...3 2. Apresentação...3 3. Informações Gerais...3 3.1. Condições

Leia mais

MANU AL DO COMPRADOR

MANU AL DO COMPRADOR MANUAL DO COMPRADOR Conhecendo o Vale Transporte Eletrônico O que é o Vale Transporte Eletrônico? O vale-transporte é um benefício definido pela Lei Federal nº 7.418/85 e Lei Federal 7.619/87 oferecido

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

Manual de. instalação. Certificado Digital A3 ou S3

Manual de. instalação. Certificado Digital A3 ou S3 Manual de instalação Certificado Digital A3 ou S3 Sumário O que é? 3 Aplicação 3 Preparando sua máquina 4 1ª configuração: Sistemas Homologados 4 2ª configuração: Perfil de usuário 4 3ª Execute o CD de

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO FIMT

MANUAL DO USUÁRIO FIMT FÁCIL IMÓVEL MT MANUAL DO USUÁRIO FIMT GESTOR IMOBILIÁRIO SANDRO RAMIRO 05/06/2015 Manual completo de funcionalidade do Sistema FIMT. Versão 2.0 INTRODUÇÃO PÁGINA INICIAL 03 ANUNCIANTE 04 LANÇAMENTO 05

Leia mais

OBJETIVO 1 ACESSANDO O SISTEMA 2 - TELA PRINCIPAL 3 MÓDULO ETIQUETAS 4 - CADASTRAR DOCUMENTOS 5 ANEXAR DOCUMENTOS 6 MENU TRÂMITE 6.

OBJETIVO 1 ACESSANDO O SISTEMA 2 - TELA PRINCIPAL 3 MÓDULO ETIQUETAS 4 - CADASTRAR DOCUMENTOS 5 ANEXAR DOCUMENTOS 6 MENU TRÂMITE 6. Sumário OBJETIVO... 2 1 ACESSANDO O SISTEMA... 3 2 - TELA PRINCIPAL (Painel de Controle)... 4 3 MÓDULO ETIQUETAS... 4 4 - CADASTRAR DOCUMENTOS... 7 5 ANEXAR DOCUMENTOS... 15 6 MENU TRÂMITE... 18 6.1 RECEBER

Leia mais

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg.

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg. Sumário 1. Tela de Acesso pg. 2 2. Cadastro pg. 3 3. Abas de navegação pg. 5 4. Abas dados cadastrais pg. 5 5. Aba grupo de usuários pg. 6 6. Aba cadastro de funcionários pg. 7 7. Pedidos pg. 12 8. Cartões

Leia mais

Manual de. instalação. Certificado Digital A3 ou S3

Manual de. instalação. Certificado Digital A3 ou S3 Manual de instalação Certificado Digital A3 ou S3 Sumário O que é? 3 Aplicação 3 Preparando sua máquina 4 1ª configuração: Sistemas Homologados 4 2ª configuração: Perfil de usuário 4 3ª configuração: Hierarquias

Leia mais