DOT digital group - IEA e-learning, Analista de Informação, 2

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DOT digital group - IEA e-learning, Analista de Informação, cleciane.dias@iea.com.br. 2"

Transcrição

1 ELEMENTOS ESSENCIAIS PARA UMA GESTÃO PROJETIZADA: UMA EXPERIÊNCIA DE EAD EM LARGA ESCALA NA ERA DIGITAL. Eixo temático: E-learning and e-teaching practices and methods Autora: Cleciane Dias Mendonça 1 Coautor: Fábio Rodrigues Cruz 2 Coautora: Fernanda Cristina da Silva 3 Resumo Com o avanço das Tecnologias da Informação e Comunicação - TIC's, especialmente com a internet, a educação a distância ganhou inúmeras possibilidades, como o apoio às metodologias de cursos em larga escala por meio de diferentes interfaces de comunicação, que contribuem cada vez mais com as novas formas de ensinar e aprender em tempos digitais. O Instituto de Estudos Avançados IEA, há 19 anos vem se especializando e aperfeiçoando o desenvolvimento de soluções para EaD em larga escala com um processo de comunicação bidirecional, acompanhamento, orientação e apoio aos alunos de forma personalizada, que acontecem mediante ações personalizadadas, sistemáticas, permanentes e proativas, desde o momento da matrícula até a entrega do certificado. Por meio desse relato de experiência, procura-se compartilhar como a atuação num cenário projetizado de gerência de elementos essenciais, traduzidos numa equipe multidisciplinar, em processos de desenvolvimento, de operação, de comunicação e inovação, favoreceu a criação de um processo de ensino e aprendizagem mais flexível, integrado, empreendedor e inovador. Como resultado observa-se a contribuição das soluções concebidas no contexto do ensino superior, visto a forte adesão de alunos em busca de aprimoramento de suas aptidões e conhecimentos, por sua vez, tratados com foco na aplicabilidade e na premissa do aprender em qualquer hora e qualquer lugar e que se mostram cada vez mais aderentes e satisfeitos com a contribuição prestada à sua formação e desenvolvimento. Palavras-chave: EaD larga escala - Gestão projetizada Inovação. Abstract With the advance of Information and Communication Technology - ICT, in particular with the Internet, distance education has won numerous possibilities, such as supporting the methodologies of courses in large scale through different communication interfaces that contribute increasingly to the new ways of teaching and learning in digital times. The Instituto de Estudos Avançados - IEA, for 19 years, has been specializing and improving the development of solutions for distance learning on a large scale with a process of bidirectional communication, monitoring, guidance and support to students in a personalized way, happening by customized, systematic, permanent and proactive actions, since the time of enrollment until the delivery of the certificate. Through this experience report, we try to share as the performance of a project management essentials, translated in a multidisciplinary team in the development process, operational, communication and innovation scenario, favored the creation of a teaching process and learning more flexible, integrated, enterprising and innovative. As a result, there is the contribution of the solutions 1 DOT digital group - IEA e-learning, Analista de Informação, 2 DOT digital group - IEA e-learning, Gestor de Projetos, 3 DOT digital group - IEA e-learning, Analista Educacional, 1

2 designed in the context of higher education, given the strong support of students seeking to improve their skills and knowledge, in turn, treated with focus on the applicability and the premise of learning at any time and anywhere and that are becoming increasingly more adherent and satisfied with the contribution paid to their formation and development. Keywords: Large-scale DL - Projectized Management Innovation. 2

3 1. Considerações iniciais A educação à distância vem se consolidando, ano pós ano, como uma modalidade viável de democratização do conhecimento em todos os níveis e tipos de formação: ensino fundamental, ensino superior, pós-graduação e formação continuada representada pelos cursos livres de capacitação e aperfeiçoamento. Nesse sentido: [...] a educação à distância como modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos. (BRASIL, 2005, não paginado). Sabe-se, no entanto, que mesmo tendo respaldo pela Lei n , de 20 de dezembro de 1996, oferecer cursos que favoreçam a mediação didático-pedagógica condizente com as necessidades e anseios do público-alvo e com Tecnologias de Informação e Comunicação - TICs, seja qual for o nível, continua sendo um grande desafio para todas as instituições provedoras. Especialmente, no que tange a gestão de todos os processos que a envolvem. Corroborando com essa breve contextualização, o Instituto de Estudos Avançados IEA, com expertise de 19 anos na área de EaD, oferece cursos livres de capacitação em larga escala e aperfeiçoamento para seus parceiros por meio da Internet. Ao longo desse tempo atendeu 2 milhões de alunos. A instituição tem como principio norteador oferecer cursos em larga escala com um processo de comunicação bidirecional, acompanhamento, orientação e apoio de forma personalizada. Todo esse processo ocorre por meio de um sistema de acompanhamento com ações sistemáticas, permanentes e proativas, realizadas desde o momento da matrícula até o recebimento do certificado. Para isso, a instituição conta com uma equipe multidisciplinar formada por mestres e especialistas em EaD e na área de conteúdo. Tem como apoio ferramentas de gestão, comunicação e interação do Learning Management Systems - LMS Classe 21 e um plano integrado de tutoria e monitoria, verificando experiência em soluções de EaD em larga escala EaD de larga escala e EaD na era digital A EaD em larga escala, inicialmente foi alvo de várias críticas, pois se respaldava na teoria da industrialização defendida por Peters (1983) que primava apenas pelo processo de ensino massificado, tendo como eixo norteador materiais didáticos pré-produzidos em grandes quantidades de forma normatizada e centrada na instituição. Isto é, num processo de comunicação unidirecional da instituição para o aluno. Vale ressaltar, no entanto, que Peters (2009) contribuiu de forma significativa para o início do que conhecemos hoje como universidades abertas. Esse cenário começa a ser redimensionado na medida em que outros pesquisadores e teóricos trazem novas abordagens, como por exemplo, Holmberg que preconiza a interpersonalização do processo ensino-aprendizagem tendo por base a conversação didática guiada de ida e volta. A Evolução das TICs, especialmente com a internet, tem cada vez mais contribuído como apoio de metodologias de cursos em larga escala com processo de 3

4 comunicação, apoio e acompanhamento personalizado. Pois possibilitou um processo de comunicação de um para um e muitos para muitos, o que chamamos de comunicação multidirecional. Para compreender a EaD em larga escala na era digital é importante conhecê-la em seu contexto, identificando o tempo e espaço que a caracterizam. Compreendemos que este tempo e espaço a que nos referimos, estão marcados pela contemporaneidade (AGAMBEN, 2009); por um novo paradigma tecnológico (CASTELLS, 2000); pelo fenômeno da internet (COLL & MONEREO, 2010); por uma sociedade conectada (MORAN, 2009); pela cibercultura e a emergência do ciberespaço (LÉVY, 2008). A educação na era digital faz parte deste cenário, mas nem sempre evolui na mesma velocidade em que os avanços tecnológicos e sociais acontecem. Segundo Moran: As tecnologias evoluem muito mais rapidamente do que a cultura. A cultura implica em padrões, repetição, consolidação. A cultura educacional, também. As tecnologias permitem mudanças profundas já hoje que praticamente permanecem inexploradas pela inércia da cultura tradicional, pelo medo, pelos valores consolidados. (MORAN, 2009, p. 145) Enfim, estamos inseridos em uma sociedade conectada (Moran, 2009), e caminhamos para novos cenários educacionais 4 (COLL & MONEREO, 2010), onde a educação atinge uma amplitude muito maior que as paredes convencionais das salas de aula e incorporam o ciberespaço como seu balizador de interações. Segundo Moran (2009, p. 145) aprenderemos em qualquer lugar, a qualquer hora, com tecnologias móveis poderosas, instantâneas, integradas, acessíveis. Falamos então de uma educação muito mais complexa, dinâmica, colaborativa e personalizada, que integra as TDIC ao mundo humano, mas que não é determinada por ela. Mesmo que estes avanços tecnológicos não estejam ao alcance de todos, de acordo com Coll & Monereo, Cada terminal e cada rede sem fio que estão cada vez mais numerosos e acessíveis poderá, além da possibilidade de conectar-nos com nossos próprios servidores, oferecer um serviço educacional. Enquanto esperamos para ver um filme ou que nos tragam o cardápio, vamos poder revisar a filmografia desse diretor ou as opiniões que diferentes gourmets emitiram sobre a cozinha desse estabelecimento. Atualmente, já há, em alguns museus, roteiros eletrônicos (electronic guidebooks) que estimulam uma interação sofisticada entre a obra exibida e o espectador. Assim, os cenários denominados de educação não formal e informal podem passar a ser plenamente educacionais, caso sejam programados conteúdos com este propósito. (COLL & MONEREO, 2010, p. 31) Os caminhos trilhados até aqui pela educação contemporânea nos apontam a 4 Segundo Coll & Monereo (2010) Os cenários educacionais, assim como quaisquer outros cenários, são constituídos de variáveis que os definem: certos atores particulares com papéis e formas de interação estabelecidos, conteúdos concretos e determinadas modalidades de organização do tempo, do espaço e dos recursos específicos. (p. 30) Dessa forma compreendemos como as TIC desempenham e alteram cada variável do cenário educacional hoje. 4

5 necessidade de superar o panorama atual ainda conservador e massificador da educação (MORAN, 2009). Dessa maneira, os papéis de professor e aluno, seguidos pelas formas de interação que as TDIC propiciam, também necessitam de mudanças. Acreditamos que esse movimento das mudanças aconteça progressivamente no sentido aluno professor educação. As interações que os estudantes vivenciam hoje por meio da internet nas mais variadas situações sejam elas, ligadas à educação ou a sua vida pessoal; poderão desencadear este processo de mudança nos papéis de professor e aluno. Quanto ao professor, Coll & Monereo apontam que: A imagem de um professor transmissor de informação, protagonista central das trocas entre seus alunos e guardião do currículo começa a entrar em crise em um mundo conectado por telas de computador. [...] substituindo-o pelos papéis de seletor e gestor dos recursos disponíveis, tutor e consultor no esclarecimento de dúvidas, orientador e guia na realização de projetos e mediador de debates e discussões. (COLL & MONEREO, 2010, p. 31) No que se refere aos alunos, [...] aparecem grupos de estudantes que, por meio da internet, colaboram e se ajudam em suas tarefas escolares com espantosa facilidade [...] (COLL & MONEREO, 2010, p. 31). E a aprendizagem, segundo Moran (2009) será uma aprendizagem entre pares, entre colegas, e entre mestres e discípulos conectados, em rede, trocando informações, experiências, vivências (p. 145). Neste sentido, Moran (2009) ainda nos fala de uma educação inovadora, que desenvolva o conhecimento integrador e inovador; o auto conhecimento; a formação de alunos empreendedores e alunos cidadãos. Estes, apoiados pelas tecnologias, poderão tornar o processo de ensino e aprendizagem mais flexível, integrado, empreendedor e inovador. Assim se configuram as novas formas de ensinar e aprender da educação em tempos digitais, o que incluem seus novos espaços e modalidades, sejam estes presenciais, semipresenciais ou à distância. Sobretudo, os desafios não cessam nesta questão, afinal como dar conta de gerenciar a concepção de projetos nesse nível? Para o IEA a resposta caminha por uma gestão projetizada, baseada no Guia do Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK - Project Management Body of Knowledge) Concepção da gestão projetizada com base no Guia do Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK - Project Management Body of Knowledge). O gerenciamento de projetos é a aplicação controlada e coordenada de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas aos eventos do projeto a fim de atingir seus objetivos. Segundo o Guia PMBOK 5ª edição para que isso seja possível o gerenciamento de projeto divide um projeto em etapas distintas conhecidas como iniciação, planejamento, execução, monitoramento e controle e encerramento. Cada uma destas fases é responsável por tratar momentos específicos das variáveis envolvidas com um projeto que são escopo, tempo, custos, qualidade, recursos, comunicações, riscos, aquisições e partes interessadas. Em um universo de desenvolvimento de produtos e atendimento a múltiplos clientes e projetos o gerenciamento de projetos se torna indispensável, pois permite o gerenciamento e 5

6 compartilhamento de recursos humanos, financeiros e específicos aos fins do negócio entre diversos projetos simultâneos e distintos ou complementares, em momentos temporais paralelos ou sequenciais. Quando metodologias de gerenciamento de projetos atuam para minimizar os riscos e impactos do desenvolvimento de múltiplos produtos, com compartilhamento de recursos de diversas naturezas, onde pessoas, ferramentas e equipamentos atuam para realizar atividades de um projeto, e são movidas de um projeto para o outro conforme necessidade, tem se um ambiente denominado projetizado. A complexidade destes cenários projetizados é diretamente influenciada pelas metodologias, ferramentas e técnicas de gerenciamento de projetos que são aplicados, sendo que uma das mais indicadas para o gerenciamento de projetos complexos e de ambientes de múltiplos projetos é o Guia do Corpo de Gerenciamento de Projetos do Project Management Institute - PMI, conhecido mais comumente como o Guia PMBOK, além da utilização de frameworks complementares de gerenciamento ágil de projetos como o Scrum. 2. Gestão de EaD e seus elementos essenciais Atuar num cenário projetizado, portanto, significa gerir elementos essenciais, que no caso do IEA se traduz numa equipe multidisciplinar, em processos de desenvolvimento, de operação, de comunicação e de inovação. Entende-se que contar com uma equipe multidisciplinar é essencial para conceber, desenvolver e operacionalizar boas soluções de EaD. De acordo com SILVA e SPANHOL (2013), (...) pode-se afirmar que a qualidade de um material para EaD está diretamente relacionada à articulação entre diferentes atores e à consideração de diferentes aspectos metodológicos, o que exige o envolvimento de uma equipe multidisciplinar. Segundo o MEC, em seus Referenciais de qualidade para Educação superior à distância (2007), (...) os objetivos dos cursos e programas em EaD devem ser claros à equipe multidisciplinar, envolvida no processo - o professor e autor responsável por cada disciplina, os webdesigners, os designers gráficos, os designers instrucionais, os revisores, a equipe de vídeo etc. Em algumas instituições de ensino superior, como é o caso do Centro de EAD do Instituto Federal do Espírito Santo, é comum a configuração de equipes formadas por um coordenador de curso, coordenador de tutoria, coordenador de orientação acadêmica, pedagogo, designer instrucional, professor conteudista, professor especialista, tutor a distância, tutor presencial e coordenador de pólo. Na educação corporativa os atores são definidos de acordo com as necessidades das empresas, no intuito de assegurar o pleno desenvolvimento e operação das soluções em EaD. Neste contexto, se uma empresa se propõe a desenvolver games em 3D, por exemplo, um game designer, bem como um ilustrador em 3D deverão fazer parte da equipe de EaD. De toda forma, inexiste o desenho ideal para uma equipe de EaD. Isto porque cada empresa ou instituição de ensino é única em sua Visão, Missão e Valores, o que influencia 6

7 diretamente na forma de gestão, nas soluções oferecidas, e, consequentemente, na equipe de profissionais para atender aos projetos. O IEA é especialista em EaD de larga escala e para o desenvolvimento de seus projetos, sua equipe multidisciplinar é formada pelos seguintes profissionais: Gestão Inclui o gestor funcional (gestor de EaD), que responde pelos aspectos relacionados ao negócio da empresa, como os modelos de EaD praticados, o olhar sobre as tendências e novas metodologias e o desenvolvimento da equipe técnica; e os gestores de projetos, que realizam o gerenciamento de projetos. Análise educacional Equipe formada por analistas educacionais, responsáveis por garantir a qualidade educacional dos projetos por meio de consultorias internas e externas, concepção metodológica, junto ao designer instrucional, e desenvolvimento técnico da equipe de atendimento (formada por tutores e monitores) por meio da orientação educacional. Design instrucional Equipe formada por designers instrucionais, que têm como atribuição maior conceber, roteirizar e acompanhar o desenvolvimento de soluções para EaD. Desenvolvimento multimídia Nesta equipe trabalham designers de interação, designers visuais, editores de vídeos, ilustradores e programadores Front End. Estes profissionais são responsáveis pelo desenvolvimento das soluções online planejadas pelos analistas educacionais em parceria com os designers instrucionais e roteirizada pelos designers instrucionais. Tecnologia da Informação Esta equipe é formada por desenvolvedores e analistas desenvolvedores. O papel deste profissionais é atuar no desenvolvimento de arquiteturas tecnológicas para o desenvolvimento de soluções online, bem como garantir que a operação destas soluções funcionem adequadamente. Equipe de atendimento Formada por monitores e tutores, esta é uma equipe que trabalha diretamente com os participantes dos cursos e programas oferecidos pelos clientes do IEA. Os monitores respondem aos participantes sobre questões metodológicas, administrativas e tecnológicas e os tutores, especialistas no assunto tratado, realizam a mediação didático-pedagógica. Análise de Informações em EaD Esta equipe é formada por Analistas de informação que monitoram dados e resultados da performance dos projetos e da equipe. Nesta área são desenvolvidos os questionários de matrícula e satisfação, bem como são apuradas analiticamente as informações vindas da aplicação destes questionários com os participantes dos cursos e programas, e são elaborados os Relatórios de Execução Física para os clientes, traduzindo os resultados alcançados por período, com depoimentos dos alunos e propostas de melhoria para o próximo período de operação, caso houver. No que tange aos processos, no IEA existem dois grandes processos de EaD: desenvolvimento e operação. O Desenvolvimento é a etapa de concepção, elaboração e desenvolvimento das soluções em EaD, isto é, cursos, programas, aplicativos mobiles ou ferramentas que auxiliem a educação online. Nesta fase, atuam de forma direta e específica os times de analistas educacionais, designers instrucionais, desenvolvedores multimídia, TI e analistas de informações em EaD. Uma das entregas deste processo é o Projeto Instrucional - PI, documento que registra 7

8 a concepção da solução em EaD e serve como referência para o desenvolvimento de todas as fases do projeto. Em conjunto ao PI são realizadas e entregues análise do conteúdo bruto, roteiro da solução online, desenvolvimento dos recursos didáticos multimídias, e a solução completa para homologação. Nesta etapa também é contemplada a modelagem dos relatórios e instrumentos de pesquisa, tais como questionários de matrícula e de satisfação, que subsidiarão o monitoramento do desempenho de cada projeto, pautado em métricas e critérios de qualidade alinhados a missão e valores do IEA. A Operação compreende a operacionalização das soluções em EaD e, para isso, é preciso que os times de analistas educacionais, tutores, monitores, TI e análise da informação trabalhem ativamente. Como destaque deste processo, cita-se o Plano de Tutoria e Monitoria, documento elaborado em conjunto por analistas educacionais, tutores e monitores, que registra todas as ações de aprendizagem, de acompanhamento e motivacionais que serão realizadas para os participantes durante a realização do curso/programa. No final do período de operação das turmas, a pesquisa de satisfação é apurada e um relatório analítico é emitido garantido à retroalimentação do Plano de Tutoria e Monitoria. O Relatório de Execução Física é outra entrega dessa etapa, orientado a consolidar os resultados e desempenhos das turmas de determinado período, visando a identificação de ações de melhorias para a continuidade da operação, assim como da revitalização ou criação de futuras soluções. O time de gestão atua nos dois processos, conduzindo o gerenciamento das equipes, realizando o acompanhamento e controle dos resultados, bem como oferecendo subsídios técnicos necessários para o bom andamento e sucesso dos projetos. Tudo isso, conforme as etapas indicadas pelo Guia PMBOK 5ª edição: iniciação, planejamento, execução, monitoramento e controle e encerramento. A comunicação é outro elemento essencial, pois permite a integração dos processos que envolvem a gestão projetizada, exercendo assim um poder de equilíbrio ao desenvolvimento da organização. O IEA investe em sistemas de comunicação interna pro meio de rede social corporativa, além de incentivar outros instrumentos de comunicação coletiva e social que estimulem a expansão da organização. Uma área focada na comunicação atua fortemente nesta integração, em especial pelo contexto em que se insere o IEA, componente de uma holding de oito empresas que se complementam enquanto soluções digitais (educação a distância, inteligência competitiva e gestão do conhecimento, estratégias digitais, games e gamification, e-commerce, redes sociais corporativas, marketing político digital e cloud solutions). A comunicação específica por projeto também ocorre por ocasião das etapas de desenvolvimento e operação, onde são praticadas estratégias diversas, a exemplo das reuniões de análise de requisitos, de alinhamento diário de atividades (otimizando a projetização das prioridades), de passagem de bastão, de resultados e de lições aprendidas. A inovação é um elemento essencial que o IEA busca praticar num nível incremental, por acreditar que pode e deve ser realizado diariamente em seus processos de EaD. De acordo com Luís F. Tironi e Bruno de O. Cruz (2008), do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o grau de novidade de uma inovação pode estar entre dois extremos, o 8

9 mínimo e o máximo. Se estiver próximo do mínimo, considera-se a inovação incremental. Se estiver próximo do máximo, considera-se a inovação radical. Por isso, a cada novo projeto, a equipe multidisciplinar é responsável por analisar o escopo, o prazo e o custo dos projetos e definir o que e como inovar dentro do contratado. 3. Resultados e lições aprendidas Um panorama geral das principais soluções de EaD em larga escala desenvolvidas pelo IEA é apresentado a seguir, com enfoque no desafio, na solução e nas lições aprendidas e aplicadas nas soluções seguintes, deflagrando como foi incrementada a inovação Desafios, soluções, inovação e lições aprendidas Oferecer um curso em larga escala, propiciando um ambiente educacional favorável à elaboração, reelaboração e construção de novos conhecimentos, era o desafio central da primeira solução de EaD em larga escala desenvolvida pelo IEA, inaugurando também a parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE. O Prêmio Nacional de Excelência em Educação a Distância da ABED/Embratel em 2004, foi o reconhecimento pela concepção, desenvolvimento e operacionalização do curso Iniciando um Pequeno Grande Negócio, o maior curso à distância da América Latina, com mais de 300 mil participantes capacitados. Com carga horária equivalente a 30 horas, 60 dias de duração e forte adesão do público acadêmico, aproximadamente 57 mil, logo surgiu o interesse de professores de diversas instituições de ensino superior em utilizar o curso como ferramenta de suporte ao ensino do empreendedorismo, em especial pela contribuição e aplicabilidade demonstradas pelo curso (tabela 1). Tabela 1 Contribuições do IPGN, (MALVESTITI, 2014). No ano seguinte, 2005, foi criado o Programa de Autoatendimento Negócio Certo 9

10 Santa Catarina, numa parceria entre o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE/SC e IEA. Uma abordagem técnica e flexível para alcançar ao mesmo tempo, necessidades básicas de potenciais empresários e específicas de um público já empreendedor. Esse foi o enfoque adotado para criar esse programa de e-learning completo e agradável, que precisava atender a um público exigente e diversificado, e que atualmente já capacitou mais de 123 mil pessoas registrando uma média de 95% de satisfação nos últimos anos. Sobressaindo o público universitário, composto de mil participantes (36%), verificou-se o predomínio do gênero masculino (56%), pertencente ao grupo de idade entre 26 e 35 anos (42%), com 56% de preferência pelo estudo on-line e 44% por mídias off-line (CDROM e material impresso). Analisando o perfil deste universo de alunos, observou-se que o programa atraiu fundamentalmente jovens empreendedores, em que 5% já atuava no mercado formal e 59% tinha o interesse, mas não tinha a ideia de negócio (figura 1). Figura 1- Programa Negócio Certo Santa Catarina PANC/SC, (IEA, 2014). O desafio, portanto, era fazer com que o conteúdo fosse dinâmico e motivasse o participante a de fato se encontrar em um ou mais objetivos específicos do programa: i. Encontrar uma ideia de negócio; ii. Analisar se ideia de negócio que já possui é viável; iii. Registrar o negócio; iv. Administrar o negócio e v. Relacionar a empresa com o mercado. Considerando uma amostra de respondentes de uma pesquisa de impacto aplicada com participantes ao completar quatro meses de cadastro no programa, verificou-se que 66% iniciaram um negócio e 62% o formalizaram. Figura 2 Impactos do PANC/SC, (IEA, 2014). Do Programa de Autoatendimento Negócio Certo/SC originou em 2006/2007 o 10

11 Programa Negócio Certo para Universitários - NCU, em continuidade a parceria entre SEBRAE/SC e IEA. O desafio era transformar o Programa Negócio Certo numa ferramenta de trabalho para o professor ensinar a prática da gestão de negócios aos alunos, contribuindo com a formação de empreendedores no Ensino Superior. Para isso, o programa foi orientado a ajudar o aluno a compreender os seguintes aspectos: i. Selecionar uma ideia de negócio; ii. Analisar a viabilidade financeira do negócio; iii. Administrar a empresa; e iv. Manter um bom relacionamento do seu negócio com o mercado. O NCU já capacitou mil alunos, por meio de 22 Instituições de ensino cadastradas no programa, tais como: Universidade Federal de Santa Catarina UFSC, Universidade Regional de Blumenau FURB, Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC, Instituto Federal de Santa Catarina IFSC, Universidade do Extremo Sul Catarinense UNESC, Centro universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí UNIDAVI, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial SENAI, Universidade do Sul de Santa Catarina UNISUL, Universidade do Vale do Itajaí UNIVALI e outras. Recentemente o NCU ganhou nova versão (figura 3) com conteúdo atualizado em informações e linguagem, agora mais adulta e envolvida por um layout mais humanizado. A inserção de ferramentas colaborativas, permitindo a realização do trabalho em grupo, visa acentuar a característica deste programa como uma ferramenta de ensino. Além disso, investiu-se no design responsivo (possibilitando a navegação por tablets e smartphones) e também na criação de uma nova e completa ferramenta modelo de desenvolvimento de Plano de Negócio, permitindo ao aluno a elaboração integral do planejamento de sua ideia de negócio. A inclusão de permissões de cadastro por meio de códigos de turma enviados pelo professor para os alunos também veio garantir mais autonomia e facilidade ao gerenciamento dos alunos. Figura 3 Programa NCU antes (esquerda) e depois (direita), (IEA, 2014). Todas estas mudanças visaram não somente o aprimoramento do programa, mas também a melhoria de sua performance como ferramenta de ensino e aprendizagem. Por esta razão, foram consideradas como foco as sugestões dos próprios professores, pesquisados ao longo de cada evento, e que culminou nos seguintes direcionamentos: i. Evidenciar o impacto da falta de fluxo de caixa e seu reflexo nas alterações de valores no momento do preenchimento da ferramenta Plano de Negócios; ii. Incrementar proporcionalidade na ferramenta para atender as necessidades e especificidades de diferentes modelos de Planos de Negócios; iii. Adequar a ferramenta para o trabalho colaborativo entre equipes de alunos; iv. Demonstrar a lógica de resolução dos exercícios propostos no conteúdo e na formulação do 11

12 Plano de Negócio; e outros. Outra iniciativa do SEBRAE/SC que surgiu como um desdobramento natural do NCU foi o Concurso Estadual de Planos de Negócio para Universitários que chega a sua 7º edição (figura 4) já tendo transformado a vida de mil universitários ao longo de sua trajetória desde 2008, sob a expectativa de: i. Estimular a cultura do empreendedorismo junto aos universitários catarinenses; ii. Promover a prática do planejamento empresarial no ambiente acadêmico; iii. Contribuir para o futuro dos universitários catarinenses por meio do desenvolvimento de um negócio próprio; e iv. Incentivar o espírito de inovação no público universitário. Figura 4 7º Concurso Estadual Planos de Negócio para Universitários 2014, (IEA, 2014). O Concurso tem alcançado resultados expressivos, cabendo destacar que em 2013 chegou a sua 6.º edição com inscritos, 12% a mais que à edição anterior com inscritos. Além do acréscimo de 53% de entregas de Planos de Negócio de 2013 para Tais resultados tem despertado o interesse em tornar o Concurso uma competição em nível nacional. Ainda considerando a contribuição das soluções desenvolvidas pelo IEA com parceiros diversos à formação de aprendizes, destacam-se os cursos de capacitação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural SENAR, que já capacitaram mais de 200 mil pessoas. A maioria já formada no ensino superior (26%), seguida de alunos no ensino médio (24%) se preparando para o vestibular. Seja pela necessidade de suprir alguma deficiência de conhecimento ou mesmo, buscar maior capacitação e desenvolvimento, nota-se que dos 17 cursos oferecidos até 2013 de forma livre e gratuita, os mais procurados foram Primeiros Passos no Excel (28%), Meio Ambiente (23%) e Saúde Rural (20%). Com 98% de satisfação geral e um índice de 61% de conclusão, a EaD SENAR inicia uma nova fase espelhando um pouco dos desafios futuros do IEA com a criação de 30 novos títulos, que trarão diversas estratégias educacionais praticadas pelo IEA Desafios futuros 12

13 Dentre as ações que o IEA vem buscando implementar, a fim de inovar e agregar ainda mais valor e qualidade as soluções de aprendizagem, é possível citar algumas estratégias educacionais, tais como: i. Design instrucional não linear; ii. Blended learning; iii. Aprendizagem colaborativa; iv. Integração com redes sociais (Social Learning) e v. Estratégias de gamification. Permeando todo esse processo está o modelo UX Design (User Experience Design), isto é, buscam-se soluções com um design focado na experiência do usuário. Neste contexto, vale citar a preocupação quanto à arquitetura da informação; a incorporação de versões para dispositivos móveis (Mobile Learning); interfaces responsivas; projetos visuais personalizados e identidade visual própria. A garantia do aporte desses desafios e soluções está enraizada na gestão, que vem investindo na melhoria da estrutura da equipe, promovendo maior integração entre projetos e operações, garantindo a eficiência da gestão projetizada e o fortalecimento da equipe por meio de estratégias de promoção da autonomia e autogestão. Um exemplo disso, é o papel do facilitador que em todos os projetos, se traduz por um membro da equipe eleito como o profissional que do inicio ao fim acompanhará o desenvolvimento do projeto tornando-se a principal referência do status deste projeto. Além disso, em busca de obter dados mais rigorosos e confiáveis, tem sido adotada a prática de pesquisas just in time, diluídas no processo de consumo dos cursos e programas oferecidos no LMS Classe 21. Isto permite a verificação da percepção do usuário no momento da experiência do processo de interação com conteúdo, com tutores, monitores e com as ferramentas de navegação e comunicação disponíveis no sistema. Para garantir o rigor do levantamento, atribui-se ao questionamento de cada etapa o alinhamento de critérios de qualidade em e-learning chancelados por instituições internacionais como a European Foundation for Quality in e-learning EFQUEL e pelo Ministério da Educação. 4. Considerações Finais Atuar com foco nos elementos essenciais da gestão fez com que o IEA conseguisse atingir um nível de amadurecimento e qualidade superior aos resultados que já vinha alcançando. Evoluções tecnológicas e didáticas aplicadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (LMS), reconhecidas pelos clientes, alunos e mercado fez evidenciar a melhoria da performance do sistema como ferramenta de ensino e aprendizagem, sob características responsivas e replicáveis, como aplicativos mobile e ferramentas de atendimento. Buscando novos rumos, o IEA agora investe na construção de ferramenta própria de autoria para desenvolvimento de cursos, vislumbrando não apenas a redução de 48% de custos nas fases em que será utilizada, como também, contemplar de forma mais arrojada as estratégias educacionais que já vem praticando. Tais esforços convertem-se no ganho com a qualidade do ensino que é promovido em parcerias diversas, e que vem sendo reconhecido pelo público, fundamentalmente composto 13

14 de jovens aprendizes, que se mostra cada vez mais aderente, e satisfeito com a contribuição prestada à sua formação e desenvolvimento. Referências AGAMBEN, Giorgio. O que é contemporâneo? E outros ensaios. Trad. Vinícius Nicastro Honesko. Chapecó - SC: Argos, BRASIL. Decreto n.º 5.622, de 19 de dezembro de Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato /2005/decreto/d5622.htm>. Acesso em: 15 abril BRASIL, Centro de EAD do Instituto Federal do Espírito Santo. Equipe Multidisciplinar. Disponível em: <http://cead.ifes.edu.br/index.php/ead.html>. Acesso em: 18 de Abril de BRASIL, MEC. Referenciais de qualidade para Educação superior a distância. Secretaria de Educação a Distância, Brasília: [s.n.] CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, COLL, César; MONEREO, Carles. Psicologia da educação virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre: Artmed, HOLMBERG, B. Theory and practice of distance education. Londres: Routledge, 1995 LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, MALVESTITI, Mirela et al. IPGN: Uma experiência brasileira de ensino de empreendedorismo via internet. Prêmio Nacional de Excelência em Educação a Distância da ABED/Embratel (artigo) Disponível em: < 7EB6.pdf>. Acesso em 14 de abril de MORAN, J. M. A educação que desejamos: Novos desafios e como chegar lá. 4ª Ed. Campinas, SP: Papirus, PETERS, Otto. A educação a distância em transição. São Leopoldo: Unisinos, Distance Teaching and Industrial Production: A Comparative Interpretation in Outline, in SEWART, D. e alii (eds.), Distance Education: International Perspectives. Londres/ Nova Iorque: Croomhelm/St. Martin S, PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. A Guide to the Project Management Body of Knowledge PMBOK Guide Fifth Edition, Pennsylvania-USA

15 SILVA. Andreza Regina Lopes da Silva et SPANHOL, Fernando José. Elaborando material didático em EaD: uma abordagem centrada na equipe multidisciplinar. Disponível em: <http://abed.org.br/congresso2013/cd/52.doc>. Acesso em: 18 de Abril de TIRONI, Luís F.; CRUZ, Bruno de O. Inovação incremental ou Radical: há motivos para diferenciar? Uma abordagem Com dados da PINTEC. Rio de Janeiro, Disponível em 15

SOLUÇÕES PERSONALIZADAS DE E-LEARNING: CURSOS DE LARGA ESCALA

SOLUÇÕES PERSONALIZADAS DE E-LEARNING: CURSOS DE LARGA ESCALA SOLUÇÕES PERSONALIZADAS DE E-LEARNING: CURSOS DE LARGA ESCALA ARTIGO ACEITO PARA O IADIS EUROPEAN CONFERENCE 2012 LISBOA (PORTUGAL) Categoria mini artigo com no máximo 2500 palavras RESUMO Este artigo

Leia mais

ATORES HUMANOS NA EAD: UMA PESQUISA A PARTIR DAS METODOLOGIAS E EXPERIÊNCIAS EXITOSAS NA REDE E-TEC BRASIL

ATORES HUMANOS NA EAD: UMA PESQUISA A PARTIR DAS METODOLOGIAS E EXPERIÊNCIAS EXITOSAS NA REDE E-TEC BRASIL 1 ATORES HUMANOS NA EAD: UMA PESQUISA A PARTIR DAS METODOLOGIAS E EXPERIÊNCIAS EXITOSAS NA REDE E-TEC BRASIL Florianópolis - SC - abril/2015 Júlio César da Costa Ribas IFSC julio@ifsc.edu.br Andreza Regina

Leia mais

ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES

ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES Nara Dias Brito 1 ; Daniel Mill 2 Grupo 2.1. Docência na educação a distância: Formação

Leia mais

ANÁLISE DE PERFIL E NECESSIDADES DOS ALUNOS: FATORES DETERMINANTES PARA A MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NA TUTORIA DA EAD SEBRAE

ANÁLISE DE PERFIL E NECESSIDADES DOS ALUNOS: FATORES DETERMINANTES PARA A MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NA TUTORIA DA EAD SEBRAE ANÁLISE DE PERFIL E NECESSIDADES DOS ALUNOS: FATORES DETERMINANTES PARA A MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NA TUTORIA DA EAD SEBRAE Florianópolis - SC Abril 2015 Aline Linhares F. Silveira. IEA e-learning- aline.silveira@iea.com.br

Leia mais

O PLANEJAMENTO EM TEMPOS DIGITAIS: UM PROCESSO A FAVOR DA EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA NA EAD SEBRAE

O PLANEJAMENTO EM TEMPOS DIGITAIS: UM PROCESSO A FAVOR DA EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA NA EAD SEBRAE O PLANEJAMENTO EM TEMPOS DIGITAIS: UM PROCESSO A FAVOR DA EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA NA EAD SEBRAE Florianópolis - SC - Maio 2014 Andréia S. Sudoski IEA e-learning - andreia.sudoski@iea.com.br Cláudio dos

Leia mais

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar 1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar Prof. Dr. Stavros Panagiotis Xanthopoylos stavros@fgv.br Brasília, 27 de novembro de 2009

Leia mais

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE HISTÓRIA E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TICS)

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE HISTÓRIA E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TICS) A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE HISTÓRIA E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TICS) Isléia Rössler Streit Universidade de Passo Fundo istreit@upf.br Resumo: A evolução tecnológica das últimas duas

Leia mais

Introdução a EaD: Um guia de estudos

Introdução a EaD: Um guia de estudos MÓDULO BÁSICO PROFESSORES FERNANDO SPANHOL E MARCIO DE SOUZA Introdução a EaD: Um guia de estudos Realização: guia de estudo SUMÁRIO UNIDADE 1 ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1.1 Entendendo a EaD 5

Leia mais

* As disciplinas por ocasião do curso, serão ofertadas aos alunos em uma sequência didática.

* As disciplinas por ocasião do curso, serão ofertadas aos alunos em uma sequência didática. MATRIZ CURRICULAR* Disciplina CH Integração 20 Planejamento e Gestão em Educação a Distância 40 Cultura Virtual, Pensamento e Construção do Conhecimento na Educação a Distância 40 Noções de Gestão de Projetos

Leia mais

SENI: UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM CUSTOMIZADO A PARTIR DO MOODLE PARA ATENDIMENTO DE UM GRANDE PÚBLICO

SENI: UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM CUSTOMIZADO A PARTIR DO MOODLE PARA ATENDIMENTO DE UM GRANDE PÚBLICO SENI: UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM CUSTOMIZADO A PARTIR DO MOODLE PARA ATENDIMENTO DE UM GRANDE PÚBLICO Salvador BA 05/2011 Elson Cardoso Siquara SENAI-BA elsoncs@fieb.org.br Fábio Britto de Carvalho

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Recife PE - Abril 2010 Ivanda Maria Martins Silva - UFRPE martins.ivanda@gmail.com Categoria (Conteúdos e Habilidades) Setor Educacional (Educação

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

E-LEARNING NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA

E-LEARNING NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA E-LEARNING NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA Maio / 2005 154-TC-C3 Ilene Figueiredo Pessoa UVA - Universidade Veiga de Almeida ilene@uva.br Denise Paiva D Ávila Melo UVA - Universidade

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DE CURSOS A DISTÂNCIA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: A EXPERIÊNCIA DA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA ESAF

O DESENVOLVIMENTO DE CURSOS A DISTÂNCIA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: A EXPERIÊNCIA DA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA ESAF 1 O DESENVOLVIMENTO DE CURSOS A DISTÂNCIA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: A EXPERIÊNCIA DA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA ESAF Brasília DF Maio 2012 Kelly Ramos de Souza Bitencourt Escola de Administração

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

AS RELAÇÕES DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO

AS RELAÇÕES DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO AS RELAÇÕES DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O TRABALHO DO TUTOR COMO MEDIADOR DO CONHECIMENTO SOEK, Ana Maria (asoek@bol.com.br) Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Brasil HARACEMIV,

Leia mais

Quando quiser sair da apresentação, basta clicar neste ícone ( x ) no canto superior direito da tela.

Quando quiser sair da apresentação, basta clicar neste ícone ( x ) no canto superior direito da tela. Esta é uma apresentação navegável. Uma maneira prática de conhecer a Academia da Estratégia. Para navegar siga as instruções abaixo. Esperamos que a sua viagem seja UAU! Quando quiser sair da apresentação,

Leia mais

PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO

PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO Carlos Eduardo Rocha dos Santos Universidade Bandeirante Anhanguera carlao_santos@yahoo.com.br Oswaldo

Leia mais

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF)

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) Maio de 2007 Maria Rachel Barbosa Fundação Trompovsky (Apoio ao NEAD CENTRAN) rachel@centran.eb.br Vanessa Maria

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - Educação a Distância: princípios e orientações. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - Educação a Distância: princípios e orientações. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFENCIA EM FORMAÇÃO E APOIO

Leia mais

Gestão em Tecnologia Educacional e Educação a Distância Professor Mestre Robson Santos da Silva

Gestão em Tecnologia Educacional e Educação a Distância Professor Mestre Robson Santos da Silva Gestão em Tecnologia Educacional e Educação a Distância Professor Mestre Robson Santos da Silva Plano de Gestão EAD WIZARD BRASIL Jacqueline Cícera Florêncio dos Santos Especialização em Inovação em Tecnologias

Leia mais

SOFTWARE PARA PROCESSO DE GERENCIAMENTO DE MATERIAIS DIDÁTICOS PARA EAD

SOFTWARE PARA PROCESSO DE GERENCIAMENTO DE MATERIAIS DIDÁTICOS PARA EAD 1 SOFTWARE PARA PROCESSO DE GERENCIAMENTO DE MATERIAIS DIDÁTICOS PARA EAD Pelotas, maio/2010 Luis Otoni Meireles Ribeiro Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense IFSul luis.otoni@gmail.com

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Mídias Digitais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Mídias Digitais Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Mídias Digitais Apresentação A emergência de novas tecnologias de informação e comunicação e sua convergência exigem uma atuação de profissionais com visão

Leia mais

A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque

A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque Ana Carolina Guedes Mattos 1 Luciana de Almeida Cunha 2 Priscila Silva Schröder 3 Adriana Rocha Bruno (orientadora)

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS (TJD)

TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS (TJD) TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS (TJD) SOBRE O CURSO O mundo mudou para melhor. Seja no universo corporativo ou na vida das pessoas, a Tecnologia de Informação (TI) é a grande responsável por essa revolução

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso:

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso: Com carga horária de 420 horas o curso MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos

Leia mais

Métodos e Práticas na Formação Inicial e Desenvolvimento Profissional do Professor de Matemática em uma Plataforma Digital

Métodos e Práticas na Formação Inicial e Desenvolvimento Profissional do Professor de Matemática em uma Plataforma Digital Métodos e Práticas na Formação Inicial e Desenvolvimento Profissional do Professor de Matemática em uma Plataforma Digital Carla de Araújo 1 GD13 Educação Matemática e Inclusão Resumo: Tendo em vista as

Leia mais

18/05/2009. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Departamento de Engenharia de Produção. Technology Roadmapping André Leme Fleury

18/05/2009. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Departamento de Engenharia de Produção. Technology Roadmapping André Leme Fleury Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Produção Sistemas de Informação Ambientes Virtuais para Ensino da Engenharia de Produção Prof. Dr. André Leme Fleury Apresentação

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ NO SERPRO RELATO DE EXPERIÊNCIA

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ NO SERPRO RELATO DE EXPERIÊNCIA PROGRAMA JOVEM APRENDIZ NO SERPRO RELATO DE EXPERIÊNCIA 1 Belo Horizonte MG Abril 2012 Categoria: C Setor Educacional: 2 Classificação das Áreas de Pesquisa em EaD Macro: A / Meso: H / Micro: O Natureza:

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR

PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR 1 PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR Curitiba PR Maio 2012 Categoria: A Setor Educacional: 3 Classificação das Áreas de Pesquisa em EaD Macro:C / Meso:I / Micro:N Natureza:B

Leia mais

A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SOB A ÓTICA CONSTRUTIVISTA: UMA ANÁLISE DO CURSO DE TURISMO DA CATÓLICA VIRTUAL. Brasília DF, 05/2014

A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SOB A ÓTICA CONSTRUTIVISTA: UMA ANÁLISE DO CURSO DE TURISMO DA CATÓLICA VIRTUAL. Brasília DF, 05/2014 1 A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SOB A ÓTICA CONSTRUTIVISTA: UMA ANÁLISE DO CURSO DE TURISMO DA CATÓLICA VIRTUAL Brasília DF, 05/2014 Camila Aparecida de Carvalho Universidade Católica de

Leia mais

PROPOSTA PEDAGOGICA CENETEC Educação Profissional. Índice Sistemático. Capitulo I Da apresentação...02. Capitulo II

PROPOSTA PEDAGOGICA CENETEC Educação Profissional. Índice Sistemático. Capitulo I Da apresentação...02. Capitulo II Índice Sistemático Capitulo I Da apresentação...02 Capitulo II Dos objetivos da proposta pedagógica...02 Capitulo III Dos fundamentos da proposta pedagógica...02 Capitulo IV Da sinopse histórica...03 Capitulo

Leia mais

Universidade Anhembi Morumbi Especialização em Inovação em Tecnologias Educacionais Avaliação Encerramento 2/2014

Universidade Anhembi Morumbi Especialização em Inovação em Tecnologias Educacionais Avaliação Encerramento 2/2014 Universidade Anhembi Morumbi Especialização em Inovação em Tecnologias Educacionais Avaliação Encerramento 2/2014 Proposta Geral de Trabalho DESIGN THINKING PARA EDUCAÇÃO ALUNAS Paula Tauhata Ynemine RA

Leia mais

Aprendendo o Braille: um exercício de cidadania

Aprendendo o Braille: um exercício de cidadania 1 Aprendendo o Braille: um exercício de cidadania Outubro/2006 Solange Cristina da Silva Universidade do Estado de Santa Catarina/UDESC- psolangesil@yahoo.com.br GT3 Elaboração de Material Didático Palavras-Chave:

Leia mais

CONSELHO UNIVERSITÁRIO

CONSELHO UNIVERSITÁRIO P R O P O S T A D E P A R E C E R CONSELHO UNIVERSITÁRIO PROCESS0 Nº: 007/2014 ASSUNTO: Proposta de texto Construção de Políticas e Práticas de Educação a Distância a ser incluído no Plano de Desenvolvimento

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

Unidade 4: Contextualização de Objetos de Aprendizagem

Unidade 4: Contextualização de Objetos de Aprendizagem Coordenação: Juliana Cristina Braga Autoria: Rita Ponchio Você aprendeu na unidade anterior a importância da adoção de uma metodologia para a construção de OA., e também uma descrição geral da metodologia

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

Especialização em Marketing Digital - NOVO

Especialização em Marketing Digital - NOVO Especialização em Marketing Digital - NOVO Apresentação Previsão de Início Agosto/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O ambiente de negócios tem sido modificado pelas Novas Tecnologias da

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Florianópolis SC Maio 2014 Andreza Regina Lopes da Silva - Universidade Federal de Santa Catarina/Pósgraduação em Engenharia e

Leia mais

NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação.

NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação. NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação. PLATAFORMA AcademiaWeb Sistema de gerenciamento de escola virtual com gestão de conteúdo, transmissão de web-aula ao vivo e interação online com os participantes.

Leia mais

OS PAPÉIS DO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA

OS PAPÉIS DO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA OS PAPÉIS DO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA Prof a. Marisa Eboli FIA/PROGEP Fórum Desenvolvendo o Gestor de Educação Corporativa" São Paulo, 15 de abril de 2014 Educação corporativa é um sistema

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD 1 FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD Elisangela Lunas Soares UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar elisangela.soares@unicesumar.edu.br Alvaro Martins Fernandes Junior UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar

Leia mais

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA Habilidades Computacionais 32 h/a Oferece ao administrador uma visão sobre as potencialidades da tecnologia

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1

A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1 A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1 Narjara Bárbara Xavier Silva 2 Patrícia Morais da Silva 3 Resumo O presente trabalho é resultado do Projeto de Extensão da Universidade Federal da

Leia mais

Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre PLANO PLURIANUAL DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL (2014-2017)

Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre PLANO PLURIANUAL DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL (2014-2017) Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre PLANO PLURIANUAL DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL (2014-2017) Setembro de 2014 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. JUSTIFICATIVA... 5 3. OBJETIVOS DA AVALIAÇÃO...

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF 1 SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF Fortaleza CE Junho/2009 Karla Angélica Silva do Nascimento - Faculdade Integrada da Grande Fortaleza karla@fgf.edu.br

Leia mais

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores

Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores Prof. Dr. Luís Paulo Leopoldo Mercado Universidade Federal de Alagoas Conteúdos Cenário das práticas pedagógicas

Leia mais

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas.

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas. Extensão ETENSÃO A implementação da politica de Extensão, no Instituto Federal do Amazonas reafirma a missão deste Instituto e seu comprometimento com o desenvolvimento local e regional promovendo a integração

Leia mais

A AVALIAÇÃO NA EAD: CONTEXTUALIZANDO UMA EXPERIÊNCIA NA GRADUAÇÃO. Rio de Janeiro- RJ- maio 2012

A AVALIAÇÃO NA EAD: CONTEXTUALIZANDO UMA EXPERIÊNCIA NA GRADUAÇÃO. Rio de Janeiro- RJ- maio 2012 1 A AVALIAÇÃO NA EAD: CONTEXTUALIZANDO UMA EXPERIÊNCIA NA GRADUAÇÃO Rio de Janeiro- RJ- maio 2012 - Categoria: C Setor educacional: 3 Classificação das Áreas de Pesquisa em EAD Macro: 4/ Meso:4/ Micro:1

Leia mais

INTERATIVIDADE E TECNOLOGIA NO PROCESSO DE TUTORIA DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNISUAM TCC3064

INTERATIVIDADE E TECNOLOGIA NO PROCESSO DE TUTORIA DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNISUAM TCC3064 INTERATIVIDADE E TECNOLOGIA NO PROCESSO DE TUTORIA DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNISUAM TCC3064 Fevereiro / 2006 Rita de Cássia Borges de Magalhães Amaral CENTRO UNIVERSITÁRIO AUGUSTO MOTTA CEAD-

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS COM ANDROID. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS COM ANDROID. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD

GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD Ana Maria Ferreira Carvalho Mariza Russo Nadir Ferreira Alves Nysia Oliveira de Sá CBG/FACC/UFRJ

Leia mais

Referenciais de Qualidade adotados na Adaptação de um Curso a Distância

Referenciais de Qualidade adotados na Adaptação de um Curso a Distância 1 Referenciais de Qualidade adotados na Adaptação de um Curso a Distância Data de envio do trabalho: 06/11/2006 Ludmyla Rodrigues Gomes Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) ludmyla.gomes@enap.gov.br

Leia mais

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL A DIRETORA DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS no exercício de suas atribuições legais, com fundamento no art. 65, inciso II da Lei

Leia mais

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil Fernando Jose Spanhol, Dr www.egc.ufsc.br www.led.ufsc.br O Sistema UAB Denominação representativa genérica para a rede

Leia mais

Uso do Tablet Educacional na Formação Continuada de Professores modalidade EAD e desenvolvimento de Projetos Interdisciplinares

Uso do Tablet Educacional na Formação Continuada de Professores modalidade EAD e desenvolvimento de Projetos Interdisciplinares Uso do Tablet Educacional na Formação Continuada de Professores modalidade EAD e desenvolvimento de Projetos Interdisciplinares Mara Regina Rosa Radaelli Núcleo de Tecnologia Educacional NTE Cruz Alta,

Leia mais

9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA

9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA 9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA Autor(es) MICHELE CRISTIANI BARION FREITAS Orientador(es) CECÍLIA SOSA ARIAS PEIXOTO 1. Introdução A partir de ferramentas

Leia mais

GESTÃO NA PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO PARA EAD: UM ESTUDO DE CASO CERFEAD/IFSC

GESTÃO NA PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO PARA EAD: UM ESTUDO DE CASO CERFEAD/IFSC 1 GESTÃO NA PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO PARA EAD: UM ESTUDO DE CASO CERFEAD/IFSC Florianópolis SC abril/2015 Andreza Regina Lopes da Silva Instituto Federal de Santa Catarina andrezalopes.ead@gmail.com

Leia mais

Categoria: A Estratégicas e políticas. Setor Educacional: 5 Educação continuada em geral. Natureza: B Descrição de projeto em andamento

Categoria: A Estratégicas e políticas. Setor Educacional: 5 Educação continuada em geral. Natureza: B Descrição de projeto em andamento FORMAÇÃO CONTINUADA NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA EXPERIÊNCIA EM CURITIBA Maio/2007 Eloina de Fátima Gomes dos Santos Prefeitura Municipal de Curitiba eloinas@curitiba.org.br Cíntia Caldonazo

Leia mais

CURSO ONLINE DE ESPANHOL PARA A EJA

CURSO ONLINE DE ESPANHOL PARA A EJA CURSO ONLINE DE ESPANHOL PARA A EJA Porto Alegre - RS - Maio 2012 Jozelina Silva da Silva UFRGS/ UAB SESI jozelinasilvadasilva@gmail.com Categoria: C Setor Educacional: 1 Classificação das Áreas de Pesquisa

Leia mais

EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4

EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4 1 EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4 NADINE WASSMER TREINA E-LEARNING treina@treina.com.br ROSANA GOMES CONTEÚDOS E HABILIDADES EDUCAÇÃO CORPORATIVA DESCRIÇÃO DE PROJETO

Leia mais

Perspectivas da Educação a Distância na Capacitação e Formação Permanente do Profissional

Perspectivas da Educação a Distância na Capacitação e Formação Permanente do Profissional Painel Setorial - Inmetro Perspectivas da Educação a Distância na Capacitação e Formação Permanente do Profissional Prof. Dr. Stavros Panagiotis Xanthopoylos Xerém, 31 de julho de 2009 Tópicos Os Novos

Leia mais

DOCÊNCIA ONLINE: UM ESTUDO NA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

DOCÊNCIA ONLINE: UM ESTUDO NA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA 1 DOCÊNCIA ONLINE: UM ESTUDO NA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Brasília - DF setembro 2014 Omitido para avaliação Instituição email Classe Investigação Científica Setor Educacional Educação Superior Classificação

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

A VISÃO DE UM COORDENADOR DE UM CURSO A DISTÂNCIA

A VISÃO DE UM COORDENADOR DE UM CURSO A DISTÂNCIA 1 A VISÃO DE UM COORDENADOR DE UM CURSO A DISTÂNCIA Santa Cruz do Sul, 05/2010 Daniela Bagatini Departamento de Informática Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) bagatini@unisc.br Simone Pradella Departamento

Leia mais

Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet

Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet 57 Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet Hoje em dia ter a Internet como aliada é um recurso indispensável para qualquer educador ou responsável por treinamento corporativo que atue em qualquer

Leia mais

ASPECTOS QUALITATIVOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DO CURSO DE PEDAGOGIA EaD DA UFSM

ASPECTOS QUALITATIVOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DO CURSO DE PEDAGOGIA EaD DA UFSM ASPECTOS QUALITATIVOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DO CURSO DE PEDAGOGIA EaD DA UFSM AVINIO, Carina de S.¹; ENDERLE, Mariana G.²; VISENTINI, Lucas³. 1 Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação

Leia mais

CONVITE Nº 01/2012 ANEXO I - DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS

CONVITE Nº 01/2012 ANEXO I - DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS CONVITE Nº 01/2012 ANEXO I - DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS OBJETIVO E ESCOPO 1. Informações Gerais 1.1 Objetivo geral do trabalho: desenvolvimento de novo site institucional para o Senac (www.senac.br), nas versões

Leia mais

Cenário sobre a integração das tecnologias às escolas brasileiras. Diretrizes para o desenvolvimento do uso das tecnologias no ensino-aprendizagem

Cenário sobre a integração das tecnologias às escolas brasileiras. Diretrizes para o desenvolvimento do uso das tecnologias no ensino-aprendizagem Cenário sobre a integração das tecnologias às escolas brasileiras Diretrizes para o desenvolvimento do uso das tecnologias no ensino-aprendizagem Maio, 2014 1 Índice 1. Introdução 3 2. Cenário do acesso

Leia mais

O PROCESSO DE APRENDIZAGEM A DISTÂNCIA NA EDUCAÇÃO CORPORATIVA: A EFETIVIDADE DO TREINAMENTO

O PROCESSO DE APRENDIZAGEM A DISTÂNCIA NA EDUCAÇÃO CORPORATIVA: A EFETIVIDADE DO TREINAMENTO 1 O PROCESSO DE APRENDIZAGEM A DISTÂNCIA NA EDUCAÇÃO CORPORATIVA: A EFETIVIDADE DO TREINAMENTO CURITIBA PR MAIO DE 2014 Margarete Teresinha Fabbris de Oliveira Santos Faculdade de Administração, Educação,

Leia mais

PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA GESTÃO DE CURSOS EM EaD

PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA GESTÃO DE CURSOS EM EaD PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA GESTÃO DE CURSOS EM EaD Maringá PR Maio 2012 Camilla Barreto Rodrigues Cochia CESUMAR camilla.cochia@ead.cesumar.br José Renato de Paula Lamberti

Leia mais

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização (versão 2011) Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Assunto: TC - B5 INTRODUÇÃO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL PARA JOVENS 175-TC-B5 13/05/2005

Assunto: TC - B5 INTRODUÇÃO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL PARA JOVENS 175-TC-B5 13/05/2005 1 Assunto: TC - B5 INTRODUÇÃO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL PARA JOVENS 175-TC-B5 13/05/2005 AUTOR: Maria Serrate Tostes Leite SENAI Rio de Janeiro mleite@firjan.org.br DEMAIS

Leia mais

X Encontro Nacional de Escolas de Governo

X Encontro Nacional de Escolas de Governo X Encontro Nacional de Escolas de Governo Painel Cursos de pós-graduação nas escolas de governo A experiência da Enap na oferta de cursos de pós-graduação lato sensu Carmen Izabel Gatto e Maria Stela Reis

Leia mais

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços.

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

TUTORIAL DE AMBIENTAÇÃO AO SGUS

TUTORIAL DE AMBIENTAÇÃO AO SGUS TUTORIAL DE TUTORIAL DE Sumário APRESENTAÇÃO 6 OBJETIVOS 8 CAPÍTULO 1 CONHECENDO OS MENUS DE NAVEGAÇÃO 10 CAPÍTULO 2 O SGUS NA PRÁTICA DOS GESTORES 22 CONCLUSÃO 28 REFERÊNCIAS 30 TUTORIAL DE Apresentação

Leia mais

_aplicando ux design em. projetos digitais cases da Catarinas Design

_aplicando ux design em. projetos digitais cases da Catarinas Design _aplicando ux design em projetos digitais cases da Catarinas Design Esse ebook tem o objetivo de mostrar que é possível inserir UX design na sua empresa, startup ou projeto. Neste material apresentamos

Leia mais

MBA EM DESIGN DE INTERIORES COMERCIAIS

MBA EM DESIGN DE INTERIORES COMERCIAIS MBA EM DESIGN DE INTERIORES COMERCIAIS O programa irá prepará-lo para ser um especialista em Design de Interiores Comerciais na elaboração de projetos comerciais ou de serviços. MBA EM DESIGN DE INTERIORES

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: AS NOVAS TECNOLOGIAS E O PAPEL DO TUTOR NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: AS NOVAS TECNOLOGIAS E O PAPEL DO TUTOR NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: AS NOVAS TECNOLOGIAS E O PAPEL DO TUTOR NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Campo Grande MS abril de 2011 Ari Gonçalves Silva Universidade Anhanguera Uniderp laquicho13@yahoo.com.br

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA. Contrato por Produto - Nacional

TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA. Contrato por Produto - Nacional Número e Título do Projeto: TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA Contrato por Produto - Nacional BRA/09/004 Fortalecimento das Capacidades da CAIXA para seu processo de

Leia mais

4 O Projeto: Estudo de caso LED / IBC

4 O Projeto: Estudo de caso LED / IBC 45 4 O Projeto: Estudo de caso LED / IBC A tecnologia ligada à acessibilidade ajuda a minimizar as dificuldades encontradas entre pessoas com deficiências ao acesso a diversos formatos de informação. Do

Leia mais

Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper

Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper ÍNDICE ÍNDICE...2 RESUMO EXECUTIVO...3 O PROBLEMA...4 ILHAS DE INFORMAÇÃO...4 ESTRUTURA FRAGMENTADA VS. ESTRUTURA

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha MODERNA.COMPARTILHA: INTEGRAR TECNOLOGIA E CONTEÚDOS A FAVOR DO APRENDIZADO. Os alunos deste século estão conectados com novas ideias, novas

Leia mais

PLATAFORMAS EAD SOB MEDIDA

PLATAFORMAS EAD SOB MEDIDA PLATAFORMAS EAD SOB MEDIDA Soluções e-learning para a sua empresa, com foco real nos resultados A GPEC FORMA, sediada em São Paulo, atua há mais de sete anos no segmento EAD, e possui uma equipe de profissionais

Leia mais

DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO

DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO Natália Aguiar de Menezes 1 RESUMO: Observa-se que com o passar dos anos o ensino superior

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line 1 2 A HIPOCAMPUS é uma empresa de consultoria em comunicação e ensino digital com foco nos profissionais de saúde. Estamos prontos a auxiliar empresas dos diferentes segmentos da área de saúde a estabelecer

Leia mais

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça 1 O Instituto COPPEAD: O Instituto COPPEAD oferece o curso de especialização

Leia mais

Prof.ª Dr.ª do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Prof.ª Dr.ª do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TICs) NO CONTEXTO DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB) E O CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA (EAD) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (UFSM) AVINIO, Carina

Leia mais

PPC. Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

PPC. Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - PRÁTICAS PEDAGÓGICAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFERÊNCIA EM FORMAÇÃO E

Leia mais