CAPÍTULO 4 Projeto e organização do trabalho e dos recursos físicos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CAPÍTULO 4 Projeto e organização do trabalho e dos recursos físicos"

Transcrição

1 ADMINISTRAÇÃO GESTÃO DA PRODUÇÃO CAPÍTULO 4 Projeto e organização do trabalho e dos recursos físicos

2 4.1 Arranjo físico GESTÃO DA PRODUÇÃO É a maneira segundo a qual se encontram dispostos fisicamente os recursos que ocupam espaço dentro da instalação de uma operação. Correa e Correa (2004) O arranjo físico se refere ao planejamento do espaço físico a ser ocupado e representa a disposição de máquinas e equipamentos necessários à produção dos produtos/serviços da empresa. Chiavenato

3 GESTÃO DA PRODUÇÃO Palavra inglesa que significa dispor, ordenar, esquematizar O arranjo físico é retratado por meio do layout, que é o gráfico que representa a disposição espacial, uma espécie de planta baixa da área ocupada, localização de máquinas, equipamentos, entre outros.

4 Objetivos : GESTÃO DA PRODUÇÃO Objetivos: minimizar os custos de manuseio e movimentação interna de materiais a partir da utilização do espaço físico disponível de forma eficiente; apoiar o uso eficiente da mão-de-obra e evitar que se movimente desnecessariamente; facilitar comunicação entre as pessoas envolvidas na operação; reduzir tempos de ciclo dentro da operação e garantir fluxos mais linearizados, sempre que possível, e coerente com a estratégia; facilitar a entrada, a saída e a movimentação dos fluxos de pessoas e de materiais; facilitar acesso visual às operações, quando adequado; encorajar determinados fluxos.

5 GESTÃO DA PRODUÇÃO Tipos de arranjo físico: A sua escolha deve ser feita de acordo com a quantidade de produto (volume) e o processo utilizado para sua produção (variedade). Arranjo físico posicional ou fixo Arranjo físico por processo Arranjo físico celular

6 GESTÃO DA PRODUÇÃO Tipos de arranjo físico: Arranjo físico posicional ou fixo:

7 GESTÃO DA PRODUÇÃO Tipos de arranjo físico: Arranjo físico por processo:

8 GESTÃO DA PRODUÇÃO Tipos de arranjo físico: Arranjo físico celular

9 GESTÃO DA PRODUÇÃO Vantagens e desvantagens dos tipos básicos de arranjo físico TIPO VANTAGENS DESVANTAGENS Flexibilidade de mix e produto muito alta. Custos unitários muito altos. Posicional Produto ou cliente não movido ou perturbado. Alta variedade de tarefas para a mão-deobra. Programação de espaço ou atividade pode ser complexa. Muita movimentação de equipamentos e mão-de-obra. Compromisso entre custo e flexibilidade para operações com variedade relativamente alta. Caro para reconfigurar o arranjo físico atual. Celular Atravessamento rápido. Exigência de capacidade adicional. Trabalho em grupo pode resultar em melhor motivação. Redução de níveis de utilização de recursos. Baixos custos unitários para altos volumes. Baixa flexibilidade no mix. Produto Oportunidade para especialização do equipamento. Movimentação de cliente e materiais conveniente. Não muito robusto contra interrupções. Trabalho repetitivo.

10 GESTÃO DA PRODUÇÃO Relação dos Arranjos Físicos com os processos Processo de manufatura Arranjo físico Processo de serviços Por projeto Jobbing Lote ou batelada Massa Contínuo Posicional Por processo Celular Por Produto Serviços profissionais Loja de serviços Serviços de massa

11 GESTÃO DA PRODUÇÃO 4.2 Projeto e organização do trabalho Lembra-se de como o empregado era tratado nas primeiras teorias da Administração? Lembra-se do homo economicus da época da Administração Científica? Hoje, os gestores de produção têm o desafio de transformar a habilidade, o talento individual e promover sinergia entre esses talentos e habilidades, interagindo em grupo, gerando vantagem competitiva para a organização.

12 4.2 Projeto e organização do trabalho GESTÃO DA PRODUÇÃO O projeto do trabalho tem um papel central, pois define a forma pela qual as pessoas agem em relação a seu trabalho. Define as expectativas de o que é requerido delas e influencia suas percepções de como contribuem para a organização. Define suas atividades em relação a seus colegas trabalho e canaliza os fluxos de comunicação entre diferentes partes da organização.

13 GESTÃO DA PRODUÇÃO O projeto de trabalho Para definir o projeto do trabalho, várias perguntas terão de ser respondidas, como, por exemplo: Qual a tarefa a ser executada em cada fase da operação? Que características são necessárias para a execução da tarefa? Que habilidades? Qual é o treinamento necessário? Quando a tarefa deverá ser executada? Onde será executada? Por quê? Qual o método a ser utilizado?

14 GESTÃO DA PRODUÇÃO Objetivos de desempenho Objetivos de desempenho para o projeto de trabalho 1. Qualidade 2. Rapidez 3. Confiabilidade 4. Flexibilidade 5. Custo 6. Saúde e segurança 7. Qualidade de vida no trabalho

15 GESTÃO DA PRODUÇÃO Histórico (SLACK, 2009, p.278)

16 4.2.3 Histórico Abordagens práticas para o projeto de trabalho DIVISÃO DO TRABALHO (antes 1900) Dividir o total das tarefas em pequenas partes de forma que cada uma é desempenhada por uma só pessoa. Exemplo inicial: linha montagem tradicional Muito utilizado atualmente para produtos produzidos em massa (fast food) VANTAGENS: Proporciona aprendizado mais rápido Automação torna-se mais fácil Trabalho não produtivo reduzido DESVANTAGENS: Monotonia Dano físico Baixa flexibilidade Baixa robustez

17 4.2.3 Histórico Abordagens práticas para o projeto de trabalho ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA (1900) Todos os aspectos do trabalho devem ser estudados de forma científica para estabelecer leis, regras para melhores métodos de trabalho. o trabalho justo de um dia. Administradores planejam o método de trabalho os trabalhadores executam o trabalho nos padrões estabelecidos. Cooperação entre administradores e trabalhadores.

18 4.2.3 Histórico Abordagens práticas para o projeto de trabalho ESTUDO DO MÉTODO: 1) Selecionar o trabalho a ser estudado 2) Registrar todos os fatos relevantes do método presente 3) Examinar estes fatos na sequência (mais importante) O que? Quem? Como? Quando? De que? 4) Desenvolver o método mais prático, econômico e efetivo 5) Implantar o novo método 6) Manter o método pela checagem periódica dele em uso

19 4.2.3 Histórico MEDIDA DE TRABALHO E MEDIDA DE DESEMPENHO: Medida de trabalho é o processo de definição de tempo em que um trabalhador qualificado precisa para realizar um trabalho especificado com um nível definido de desempenho (desempenho padrão). 1) Tempo básico? 2) Tempo padrão (tempo básico + tolerância) 3) Estudo do tempo Observar e medir o tempo Ajustar ou normatizar cada tempo obtido Calcular a média dos tempos ajustados

20 4.2.3 Histórico Medida do trabalho e medida do desempenho

21 4.2.3 Histórico Medida do trabalho e medida do desempenho

22 4.2.3 Histórico Medida do trabalho e medida do desempenho Tempo básico

23 4.2.3 Histórico Medida do trabalho e medida do desempenho Tempo Padrão

24 4.2.3 Histórico Medida do trabalho e medida do desempenho Tempo Padrão

25 Medida do trabalho e medida do desempenho Estudo do Tempo

26 ERGONOMIA

27 ERGONOMIA

28 ERGONOMIA

29 ERGONOMIA

30 ERGONOMIA

Instalações Máquinas Equipamentos Pessoal de produção

Instalações Máquinas Equipamentos Pessoal de produção Fascículo 6 Arranjo físico e fluxo O arranjo físico (em inglês layout) de uma operação produtiva preocupa-se com o posicionamento dos recursos de transformação. Isto é, definir onde colocar: Instalações

Leia mais

VANTAGENS E DESVANTAGENS - A IMPORTANCIA DE SABER ESCOLHER UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO

VANTAGENS E DESVANTAGENS - A IMPORTANCIA DE SABER ESCOLHER UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO VANTAGENS E DESVANTAGENS - A IMPORTANCIA DE SABER ESCOLHER UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) Edilaine Cristina Duarte de Souza, Unisalesiano de Lins e-mail: edilaine.duarte@ig.com.br Érika Yuri Kotaki, Unisalesiano

Leia mais

INFLUÊNCIA DO LAYOUT NA PRODUTIVIDADE DE UMA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA - UM ESTUDO DE CASO

INFLUÊNCIA DO LAYOUT NA PRODUTIVIDADE DE UMA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA - UM ESTUDO DE CASO INFLUÊNCIA DO LAYOUT NA PRODUTIVIDADE DE UMA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA - UM ESTUDO DE CASO Mariana Borsato Marangoni (Puccamp) marianabmarangoni@hotmail.com Patricia Stella Pucharelli Fontanini (Puccamp) pspucha@terra.com.br

Leia mais

2. Função Produção/Operação/Valor Adicionado

2. Função Produção/Operação/Valor Adicionado 2. Função Produção/Operação/Valor Adicionado Conteúdo 1. Função Produção 3. Administração da Produção 1 Bibliografia Recomenda Livro Texto: Introdução à Administração Eunice Lacava Kwasnicka - Editora

Leia mais

GESTÃO DA PRODUÇÃO E OPERAÇÕES

GESTÃO DA PRODUÇÃO E OPERAÇÕES GESTÃO DA PRODUÇÃO E OPERAÇÕES CAPÍTULO 1 Gestão da produção: história, papel estratégico e objetivos Prof. Glauber Santos 1 GESTÃO DA PRODUÇÃO E OPERAÇÕES 1.1 Gestão da produção: apresentação Produção

Leia mais

Aluno: RA: INSTRUÇÕES GERAIS

Aluno: RA: INSTRUÇÕES GERAIS PROVA DE EIXO - REGULAR CURSOS: ADMINISTRAÇÃO Disciplina: Gestão de Operações IV Duração: 1h30 90 minutos Professor: Número de questões: 20 Data: 12/06/2010 Nota: Aluno: RA: INSTRUÇÕES GERAIS 1. A prova

Leia mais

Instalações Máquinas Equipamentos Pessoal de produção

Instalações Máquinas Equipamentos Pessoal de produção Arranjo físico e fluxo Procedimentos de arranjo físico O arranjo físico (em inglês lay-out) de uma operação produtiva preocupa-se com o posicionamento dos recursos de transformação. Isto é, definir onde

Leia mais

Prof. Clovis Alvarenga Netto

Prof. Clovis Alvarenga Netto Escola Politécnica da USP Departamento de Engenharia de Produção Materiais e processos de produção IV Maio/2009 Prof. Clovis Alvarenga Netto Aula 12 de física: Arranjo físico de unidades da rede de operações

Leia mais

Processos e Layouts Produtivos

Processos e Layouts Produtivos Processos e Layouts Produtivos Produção Segurança Tecnologia de processos Layout Projeto de organização do trabalho Fernando Gonçalves Amaral Estudos de ou Layout Aplicação: Em todos os setores produtivos

Leia mais

Arranjo Físico de Sistemas de Produção. Escola Politécnica da USP Departamento de Engenharia de Produção Prof. Dr. Dario Ikuo Miyake 2005

Arranjo Físico de Sistemas de Produção. Escola Politécnica da USP Departamento de Engenharia de Produção Prof. Dr. Dario Ikuo Miyake 2005 Escola Politécnica da USP Departamento de Engenharia de Produção Prof. Dr. Dario Ikuo Miyake 2005 Introdução ao Planejamento do Arranjo Físico Tipos básicos de processo Por Projeto Por Jobbing Em Lote

Leia mais

Sistemas de Transformação e Estratégia de produção

Sistemas de Transformação e Estratégia de produção Sistemas de Transformação e de produção A seleção do Processo de produção depende: -Tecnologia dos Processos de Transformaçã ção -Tecnologia dos meios auxiliares (dispositivos, ferramentas) -Tecnologia

Leia mais

ELIEZER PEDROSA GOMES JUNIOR

ELIEZER PEDROSA GOMES JUNIOR UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO SERVIÇO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO ELIEZER PEDROSA GOMES JUNIOR A

Leia mais

LAYOUT IMPACTANDO DIRETAMENTE NOS CUSTOS DE PRODUÇÃO: LUCRO NA PRODUÇÃO COM ÊNFASE NO JUST-IN- TIME

LAYOUT IMPACTANDO DIRETAMENTE NOS CUSTOS DE PRODUÇÃO: LUCRO NA PRODUÇÃO COM ÊNFASE NO JUST-IN- TIME 1 LAYOUT IMPACTANDO DIRETAMENTE NOS CUSTOS DE PRODUÇÃO: LUCRO NA PRODUÇÃO COM ÊNFASE NO JUST-IN- TIME Marcio Alves Suzano, M.Sc. Marco Antônio Ribeiro de Almeida, D.Sc. José Augusto Dunham, M.Sc. RESUMO.

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Organização do Trabalho na Produção

Curso de Engenharia de Produção. Organização do Trabalho na Produção Curso de Engenharia de Produção Organização do Trabalho na Produção Organização do Trabalho na Produção Projeto do Trabalho -Objetivo: criar um ambiente produtivo e eficiente, onde cada um saiba o que

Leia mais

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações I

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações I Curso de Graduação em Administração Administração da Produção e Operações I 21º Encontro - 07/05/2012 18:50 às 20:30h COMO SERÁ NOSSO ENCONTRO HOJE? - ABERTURA - LAYOUTS DE EMPRESAS INDIVIDUAIS 02 ABERTURA

Leia mais

ADM 250 capítulo 4 - Slack, Chambers e Johnston

ADM 250 capítulo 4 - Slack, Chambers e Johnston ADM 250 capítulo 4 - Slack, Chambers e Johnston 1 Perguntas que se esperam respondidas ao final do capítulo 4 Que é projeto em gestão de produção? Quais objetivos a atividade de projeto deveria ter? Projeto

Leia mais

PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO

PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO Edilaine Cristina Duarte de Souza Flávia Galdino Silva Com a concorrência acirrada nos dias de hoje, com grandes mudanças a todo tempo,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO

ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO CESUMAR CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO 1 Ana Carolina Ignácio da Silva 2 Flavio José Patrocínio 3 Marcia Tathiane da Silva Ribeiro Mantovani 4 Mariane Ichisato 5 Renata Cristina

Leia mais

Análise da Utilização de Conceitos de Produção Enxuta em uma Pequena Empresa do Setor Metal Mecânico

Análise da Utilização de Conceitos de Produção Enxuta em uma Pequena Empresa do Setor Metal Mecânico Análise da Utilização de Conceitos de Produção Enxuta em uma Pequena Empresa do Setor Metal Mecânico Matheus Castro de Carvalho (matheus_c_carvalho@hotmail.com / CESUPA) Resumo: A aplicação dos conceitos

Leia mais

ALTERAÇÃO DO PROCESSO PRODUTIVO DE UMA INDÚSTRIA ARTESANAL PARA UMA PRODUÇÃO DEDICADA

ALTERAÇÃO DO PROCESSO PRODUTIVO DE UMA INDÚSTRIA ARTESANAL PARA UMA PRODUÇÃO DEDICADA ALTERAÇÃO DO PROCESSO PRODUTIVO DE UMA INDÚSTRIA ARTESANAL PARA UMA PRODUÇÃO DEDICADA Edson Augusto Lopes RESUMO Atualmente com a globalização as indústrias vem investindo em máquinas e equipamentos modernos

Leia mais

O que é Estratégia? ESTRATÉGIA E PRODUÇÃO 07/09/2015. Administração das Operações Produtivas. Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc

O que é Estratégia? ESTRATÉGIA E PRODUÇÃO 07/09/2015. Administração das Operações Produtivas. Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc ESTRATÉGIA E PRODUÇÃO Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc O que é Estratégia? Administração das Operações Produtivas Objetivos Estratégicos das Operações Recursos transformados Materiais Informações

Leia mais

Prof. Clovis Alvarenga Netto

Prof. Clovis Alvarenga Netto Escola Politécnica da USP Departamento de Engenharia de Produção Março/2009 Prof. Clovis Alvarenga Netto Aula 2 Gestão estratégica da produção - Introdução e evolução histórica da gestão da produção e

Leia mais

PROJETO EM GESTÃO DA PRODUÇÃO. PROJETO DE PROCESSOS (3ª edição)

PROJETO EM GESTÃO DA PRODUÇÃO. PROJETO DE PROCESSOS (3ª edição) PROJETO EM GESTÃO DA PRODUÇÃO PROJETO DE PROCESSOS (3ª edição) Projeto Materiais Informações Consumidores Estratégia da produção Objetivos estratégicos da produção Papel e posição competitiva da produção

Leia mais

O Sistema de Produção

O Sistema de Produção Prof. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@ifsp.edu.br Mestre em Engenharia de Produção 1 Conjunto de atividades e operações interrelacionadas envolvidas na produção de bens ou serviços. O sistema

Leia mais

Objetivos da Produção

Objetivos da Produção Objetivos da Produção Aula 3 Profª. Ms. Eng. Aline Soares Pereira Sistemas Produtivos I Objetivos da aula 1. Apresentar os objetivos e estratégias da produção 2 Produção: É o processo de obtenção de qualquer

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Produção

Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Produção Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Produção Re-arranjo Físico de uma Fábrica de Hidrolisados e Enlatados: Estudo de Caso Wellington Luiz Zaguine TCC-EP-64-2009

Leia mais

Curso de Especialização Centro Universitário Franciscano - UNIFRA

Curso de Especialização Centro Universitário Franciscano - UNIFRA Gestão da Produção Prof. Miguel Antonio Pelizan 4 Leiaute ou Arranjo Físico ARRANJO FÍSICO Preocupa-se com a localização física dos recursos de transformação. Definir o arranjo é decidir onde colocar todas

Leia mais

CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7)

CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7) CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7) A ESTRATÉGIA DA MANUFATURA E O SISTEMA PPCP: A estratégia

Leia mais

CLASSIFICAÇÕES DOS SISTEMAS DE PRODUÇÃO

CLASSIFICAÇÕES DOS SISTEMAS DE PRODUÇÃO CLASSIFICAÇÕES DOS SISTEMAS DE PRODUÇÃO Wattson Perales UFRN / CT / DEPT - Campus Universitário Natal RN 59072-970 e-mail: wattson@ct.ufrn.br After a bibliographic review about the theme on the most used

Leia mais

Projeto em Gestão da Produção PROJETO DE PROCESSOS TIPOS DE PROCESSOS Cap 4 Slack

Projeto em Gestão da Produção PROJETO DE PROCESSOS TIPOS DE PROCESSOS Cap 4 Slack AULA 7 ADMINSTRAÇÃO DA PRODUÇÃO Projeto em Gestão da Produção PROJETO DE PROCESSOS TIPOS DE PROCESSOS Cap 4 Slack Localizacao Capacidade Pessoal Layout Tecnologia Fornecedores Produtos Processos Estoques

Leia mais

Ementa e Cronograma Programático...

Ementa e Cronograma Programático... Prof. Fabrício Rogério Parrilla Ementa e Cronograma Programático... AULA 01 Estratégia de Operações e Planejamento Agregado AULA 02 Planejamento e Controle de Operações AULA 03 Gestão da Demanda e da Capacidade

Leia mais

Contudo, os diferentes aspectos do planejamento e controle podem ser vistos como a representação da conciliação entre suprimento e demanda.

Contudo, os diferentes aspectos do planejamento e controle podem ser vistos como a representação da conciliação entre suprimento e demanda. Fascículo 7 Planejamento e Controle O projeto físico de uma operação produtiva deve proporcionar recursos capazes de satisfazer as exigências dos consumidores. O planejamento e controle preocupam-se com

Leia mais

Layouts de Sistemas de Manufatura

Layouts de Sistemas de Manufatura Layouts de Sistemas de Manufatura 5 tipos de layout de sistemas de manufatura podem ser identificados: Job shop (layout funcional ou por processo); Flow shop (layout por produto); Fixo ou posicional; Processos

Leia mais

Estudo da linha de produção de uma fábrica de ração

Estudo da linha de produção de uma fábrica de ração Estudo da linha de produção de uma fábrica de ração Laureilton José Almeida BORGES¹; Warley Alves Coutinho CHAVES¹; Júlio César Benfenatti FERREIRA 2 ; Adriana Giarolla VILAMAIOR 2 ¹ Estudante de Engenharia

Leia mais

15/09/2011. Historico / Conceito. Lean Production é um programa corporativo ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II. Evolucao do Conceito LEAN THINKING

15/09/2011. Historico / Conceito. Lean Production é um programa corporativo ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II. Evolucao do Conceito LEAN THINKING Historico / Conceito Lean : década de 80 James Womack (MIT) Projeto de pesquisa: fabricantes de motores automotivos; ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II Lean Production é um programa corporativo composto por

Leia mais

MANUFATURA ENXUTA COMO FERRAMENTA NA MUDANÇA DE LAYOUT DO FORMATO DE U PARA O FORMATO EM I. UM ESTUDO DE CASO

MANUFATURA ENXUTA COMO FERRAMENTA NA MUDANÇA DE LAYOUT DO FORMATO DE U PARA O FORMATO EM I. UM ESTUDO DE CASO MANUFATURA ENXUTA COMO FERRAMENTA NA MUDANÇA DE LAYOUT DO FORMATO DE U PARA O FORMATO EM I. UM ESTUDO DE CASO Alessandra Osório Freitas (UFAM) afreitas83@gmail.com Maria Elena Leon Olave (UEA) melena@usp.br

Leia mais

Layouts de Sistemas de Manufatura. Layouts de Sistemas de Manufatura Prof. João C. E. Ferreira - UFSC

Layouts de Sistemas de Manufatura. Layouts de Sistemas de Manufatura Prof. João C. E. Ferreira - UFSC Layouts de Sistemas de Manufatura 5 tipos de layout de sistemas de manufatura podem ser identificados: Job shop (layout funcional ou por processo); Flow shop (layout por produto); Fixo ou posicional; Processos

Leia mais

Realizado por: Crist..., Mar... MODELAGEM. FIB - Faculdades. Administração de Empresas

Realizado por: Crist..., Mar... MODELAGEM. FIB - Faculdades. Administração de Empresas Realizado por: Crist..., Mar... MODELAGEM FIB - Faculdades Administração de Empresas 2009 MODELAGEM ESTUDO DE CASO: Trabalho solicitado pelo Prof.: Trabalho realizado para a disciplina de FIB - Faculdades

Leia mais

Ementa e Cronograma Programático...

Ementa e Cronograma Programático... Prof. Fabrício Rogério Parrilla Ementa e Cronograma Programático... AULA 01 Estratégia de Operações e Planejamento Agregado AULA 02 Planejamento e Controle de Operações AULA 03 Gestão da Demanda e da Capacidade

Leia mais

FACULDADE DE JAGUARIÚNA

FACULDADE DE JAGUARIÚNA Redução de estoques em processos na linha de terminais móveis de pagamento eletrônico Renata da Silva Alves (Eng. De Produção - FAJ) alvesresilva@gmail.com Prof. Me. Eduardo Guilherme Satolo (Eng. De Produção

Leia mais

SISTEMAS DE PRODUÇÃO. Tipos de processos em manufatura e serviços.

SISTEMAS DE PRODUÇÃO. Tipos de processos em manufatura e serviços. SISTEMAS DE PRODUÇÃO Tipos de processos em manufatura e serviços. SISTEMA É um conjunto de partes que interagem entre si, com um objetivo comum, que atuam de acordo com os insumos no sentido de produzir

Leia mais

ESTUDO DO ARRANJO FÍSICO DE UMA PANIFICADORA

ESTUDO DO ARRANJO FÍSICO DE UMA PANIFICADORA ESTUDO DO ARRANJO FÍSICO DE UMA PANIFICADORA Fernando Lage Bicalho Júnior (UFV) fernando_epr@yahoo.com.br Ricardo Henrique Calazans Toledo (UFV) calazans@ufv.br André Duelli Araújo (UFV) andre_duelli@vicosa.ufv.br

Leia mais

ÁREAS DE ATUAÇÃO SENAC EM JUNDIAÍ. Inspeções Internas. João Gama Godoy. Técnico de Segurança do Trabalho. Senac - 2009

ÁREAS DE ATUAÇÃO SENAC EM JUNDIAÍ. Inspeções Internas. João Gama Godoy. Técnico de Segurança do Trabalho. Senac - 2009 ÁREAS DE ATUAÇÃO SENAC EM JUNDIAÍ Inspeções Internas João Gama Godoy Técnico de Segurança do Trabalho Senac - 2009 É proibida a reprodução do conteúdo desta apresentação em qualquer meio de comunicação,

Leia mais

Prof. Clovis Alvarenga Netto

Prof. Clovis Alvarenga Netto Escola Politécnica da USP Departamento de Engenharia de Produção Março/2009 Prof. Clovis Alvarenga Netto Aula 2 Gestão estratégica da produção - Introdução e evolução histórica da gestão da produção e

Leia mais

Unidade III MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade III MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade III MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Compras, abastecimento e distribuição de mercadorias Os varejistas: Precisam garantir o abastecimento de acordo com as decisões relacionadas

Leia mais

Planejamento Estratégico da Produção: Uma análise teóricoconceitual

Planejamento Estratégico da Produção: Uma análise teóricoconceitual Planejamento Estratégico da Produção: Uma análise teóricoconceitual Raphaela Fernandes de Almeida 1 (EPA, FECILCAM) rapha_bela@hotmail.com Caroline Oliveira de Souza 2 (EPA, FECILCAM) carol_souza_16@hotmail.com

Leia mais

Layout - Arranjo Físico

Layout - Arranjo Físico ???????????????? 2 Layout - Arranjo Físico É a disposição física dos equipamentos incluindo o espaço necessário para movimentação de material, armazenamento, mão de obra e todas as outras atividades e

Leia mais

ADM 250 capítulo 3 - Slack, Chambers e Johnston

ADM 250 capítulo 3 - Slack, Chambers e Johnston ADM 250 capítulo 3 - Slack, Chambers e Johnston 1 Perguntas que se esperam respondidas ao final do capítulo 3 O que é estratégia? Estratégia da produção Qual a diferença entre as visões de cima para baixo

Leia mais

Aplicação de Layout Celular na Recuperação de. Eficiência na Remanufatura

Aplicação de Layout Celular na Recuperação de. Eficiência na Remanufatura Aplicação de Layout Celular na Recuperação de Produtos: Uma Proposta Lean para Aumentar a Eficiência na Remanufatura (UFSC) - marinabouzon@gmail.com Carlos M. Taboada Rodriguez taboada@deps.ufsc.br Abelardo

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0 Autor: Marco Polo Viana. Bloco Suprimentos

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0 Autor: Marco Polo Viana. Bloco Suprimentos Bloco Suprimentos Controle de Produção PCP Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Controle de Produção PCP, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas

Leia mais

Estudo do Layout Ricardo A. Cassel Áreas de Decisão na Produção

Estudo do Layout Ricardo A. Cassel Áreas de Decisão na Produção Estudo do Layout Ricardo A. Cassel Áreas de Decisão na Produção Áreas de decisão Instalações Capacidade de Produção Tecnologia Integração Vertical Organização Recursos Humanos Qualidade Planejamento e

Leia mais

AUTOMAÇÃO APLICADA À MANUFATURA

AUTOMAÇÃO APLICADA À MANUFATURA AUTOMAÇÃO APLICADA À MANUFATURA Automação e mão de obra Patrícia Lins de Paula 16/04/2012 62 AUTOMAÇÃO APLICADA À MANUFATURA 2. Automação e mão de obra 2.1 Setores e operações de produção 2.2 Instalações

Leia mais

CONFIRA UMA BREVE DESCRIÇÃO DAS VANTAGENS COMPETITIVAS OBTIDAS A PARTIR DE CADA META COMPETITIVA VANTAGEM DA QUALIDADE

CONFIRA UMA BREVE DESCRIÇÃO DAS VANTAGENS COMPETITIVAS OBTIDAS A PARTIR DE CADA META COMPETITIVA VANTAGEM DA QUALIDADE CHÃO DE FÁBRICA A PRODUÇÃO COMPETITIVA CONFIRA UMA BREVE DESCRIÇÃO DAS VANTAGENS COMPETITIVAS OBTIDAS A PARTIR DE CADA META COMPETITIVA VANTAGEM DA QUALIDADE Foco principal das empresas que competem com

Leia mais

LEAD TIME PRODUTIVO: UMA FERRAMENTA PARA OTIMIZAÇÃO DOS CUSTOS PRODUTIVOS

LEAD TIME PRODUTIVO: UMA FERRAMENTA PARA OTIMIZAÇÃO DOS CUSTOS PRODUTIVOS LEAD TIME PRODUTIVO: UMA FERRAMENTA PARA OTIMIZAÇÃO DOS CUSTOS PRODUTIVOS Sandra Mara Matuisk Mattos (DECON/UNICENTRO) smattos@unicentro.br, Juliane Sachser Angnes (DESEC/UNICENTRO), Julianeangnes@gmail.com

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE EQUIPES Formação de Equipes Eficazes; Administração de Relações Laterais

ADMINISTRAÇÃO DE EQUIPES Formação de Equipes Eficazes; Administração de Relações Laterais ADMINISTRAÇÃO DE EQUIPES Formação de Equipes Eficazes; Administração de Relações Laterais DISCIPLINA: Introdução à Administração FONTE: BATEMAN, Thomas S., SNELL, Scott A. Administração - Construindo Vantagem

Leia mais

Planejamento*de*Indústrias* Mecânicas*

Planejamento*de*Indústrias* Mecânicas* Planejamento*de*Indústrias* Mecânicas* Prof.*Fernando*Deschamps* fernando.deschamps@ufpr.br* Referência* CORREA,*H.L.;*CORREA,* C.A.*Administração-de- produção-e-operações- -manufatura-eserviços:-umaabordagem-estratégica.*

Leia mais

Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção Capítulo II Manutenção e Produção

Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção Capítulo II Manutenção e Produção Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção Capítulo II Manutenção e Produção 1 A função Manutenção Política Orçamento Direção Material Pós-venda Sub-contratação Comercial Manutenção Recursos Humanos

Leia mais

AULA 4 MODELOS DE GESTÃO E ORGANIZAÇÃO

AULA 4 MODELOS DE GESTÃO E ORGANIZAÇÃO AULA 4 MODELOS DE GESTÃO E ORGANIZAÇÃO OBJETIVOS Compreender a estratégia de produção dentro da organização; Diferenciar requisitos de mercado e recursos de produção Reconhecer as prioridades diferentes

Leia mais

PLANEJAMENTO DO LAYOUT PARA MELHORIA DA MOVIMENTAÇÃO INTERNA EM UMA EMPRESA DE LACRES

PLANEJAMENTO DO LAYOUT PARA MELHORIA DA MOVIMENTAÇÃO INTERNA EM UMA EMPRESA DE LACRES Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Engenharia Logística/6º 07/05/2015 PLANEJAMENTO DO LAYOUT PARA MELHORIA DA MOVIMENTAÇÃO INTERNA EM UMA EMPRESA DE LACRES Hendy de Oliveira Analista de Suprimentos

Leia mais

SISTEMAS DE PRODUÇÃO AULA 10. Anibal Vilcapoma

SISTEMAS DE PRODUÇÃO AULA 10. Anibal Vilcapoma SISTEMAS DE PRODUÇÃO AULA 10 Anibal Vilcapoma 2 Processos de Transformação SUMÁRIO Introdução Processos Atividade de processo Ferramentas de projeto 3 INTRODUÇÃO Análise Estratégica Ambiente Processos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE LAYOUT CELULAR UTILIZANDO A CARTA DE RELACIONAMENTOS EM UMA EMPRESA DE TECNOLOGIA ELETRÔNICA

DESENVOLVIMENTO DE LAYOUT CELULAR UTILIZANDO A CARTA DE RELACIONAMENTOS EM UMA EMPRESA DE TECNOLOGIA ELETRÔNICA XXIX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. DESENVOLVIMENTO DE LAYOUT CELULAR UTILIZANDO A CARTA DE RELACIONAMENTOS EM UMA EMPRESA DE TECNOLOGIA ELETRÔNICA José Almir de Souza Júnior (UFC) almirjuniors@bol.com.br

Leia mais

PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge. Gerenciamento de Projetos

PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge. Gerenciamento de Projetos PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge Gerenciamento de Projetos Organização de Projetos GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIOS GERENCIAMENTO DE PROGRAMA GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE SUBPROJETOS

Leia mais

Automação Industrial Parte 2

Automação Industrial Parte 2 Automação Industrial Parte 2 Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html Perspectiva Histórica Os primeiros sistemas de controle foram desenvolvidos durante a Revolução

Leia mais

PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO

PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO Cap. I INTRODUÇÃO O planejamento depende da empresa ou organização. Para falarmos de PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO, precisamos entender a e a ADMINISTRAÇÃO OU GESTÃO DA PRODUÇÃO. Nota:

Leia mais

Análise do Ambiente Interno

Análise do Ambiente Interno Análise do Ambiente Interno Professor: Claudemir Duca Vasconcelos Disciplina: Estratégia e Planejamento Corporativo Alunas: Gleice Costa e Cintia Belo 16 Abril 2015 Ambiente Interno de uma Organização

Leia mais

1. Conceitos e Definições 2. Administração da Produção 3. Planejamento, Programação e Controle da Produção

1. Conceitos e Definições 2. Administração da Produção 3. Planejamento, Programação e Controle da Produção 1. Conceitos e Definições 2. Administração da Produção 3. Planejamento, Programação e Controle da Produção Administrar a produção é algo mais complexo do que simplesmente administrar. São necessários além

Leia mais

Desempenho de Operações. EAD 0763 Aula 2 Livro Texto Cap.2 Leonardo Gomes

Desempenho de Operações. EAD 0763 Aula 2 Livro Texto Cap.2 Leonardo Gomes Desempenho de Operações EAD 0763 Aula 2 Livro Texto Cap.2 Leonardo Gomes Agenda da aula 1 Desempenho de operações 2 Estudo de caso Capítulo 2- Desempenho de Operações Desempenho de operações Como avaliar

Leia mais

JUST IN TIME: UMA DAS FERRAMENTAS DE OTIMIZAÇÃO DA PRODUÇÃO RESUMO

JUST IN TIME: UMA DAS FERRAMENTAS DE OTIMIZAÇÃO DA PRODUÇÃO RESUMO JUST IN TIME: UMA DAS FERRAMENTAS DE OTIMIZAÇÃO DA PRODUÇÃO RESUMO O presente artigo, mostra de forma clara e objetiva os processos da ferramenta Just in time, bem como sua importância para a área de produção.

Leia mais

ADM 250 capítulo 11 - Slack, Chambers e Johnston

ADM 250 capítulo 11 - Slack, Chambers e Johnston ADM 250 capítulo 11 - Slack, Chambers e Johnston 1 Planejamento e Controle Recursos de entrada a serem transformados Materiais Informação Consumidores AMBIENTE ESTRATÉGIA DE OPERAÇÕES OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Módulo 2/3: Automação nos Sistemas de Produção. Prof. André Pedro Fernandes Neto

Módulo 2/3: Automação nos Sistemas de Produção. Prof. André Pedro Fernandes Neto Módulo 2/3: Automação nos Sistemas de Produção Prof. André Pedro Fernandes Neto Razões para Automatizar Alto custo de mão de obra Investimentos em máquinas que possam automatizar a produção com um custo

Leia mais

Planejamento Avançado da Qualidade Elementos APQP

Planejamento Avançado da Qualidade Elementos APQP Planejamento Avançado da Qualidade Elementos APQP São descritos a seguir objetivos, expectativas e requisitos relativos à documentação dos elementos individuais do APQP Status Report (ver QSV / S 296001

Leia mais

Seja Bem-Vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de Gestão, mais especificamente o item 2 do edital: Gestão de Pessoas

Seja Bem-Vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de Gestão, mais especificamente o item 2 do edital: Gestão de Pessoas Seja Bem-Vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de Gestão, mais especificamente o item 2 do edital: Gestão de Pessoas AULA 3 Administração de Recursos Humanos O papel do gestor

Leia mais

07/02/2015 1901-1972 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

07/02/2015 1901-1972 BIBLIOGRAFIA BÁSICA EMENTA Ementa: Conceitos e estrutura da administração de produção. Sistemas de produção. Planejamento e controle da produção. Desenvolvimento de novos produtos. Técnicas modernas de administração de produção.

Leia mais

LAYOUT: A Importância de escolher o Layout ideal devido à exigência no mercado competitivo

LAYOUT: A Importância de escolher o Layout ideal devido à exigência no mercado competitivo LAYOUT: A Importância de escolher o Layout ideal devido à exigência no mercado competitivo Antonio Travassos Augusto Junior Kelly Alline Teixeira dos Santos Francisco César Vendrame Jovira Maria Sarraceni

Leia mais

LAYOUT DE EMPRESAS E SEUS BENEFÍCIOS

LAYOUT DE EMPRESAS E SEUS BENEFÍCIOS LAYOUT DE EMPRESAS E SEUS BENEFÍCIOS Giovani Fernandes (UNISEP ) giofrs2@hotmail.com Rafael Strapazzon (UNISEP ) rafaeuh_@hotmail.com Andriele De Pra Carvalho (UTFPR ) andridpc@gmail.com O layout de uma

Leia mais

Metodologias de Apoio ao Planejamento Estratégico. Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília

Metodologias de Apoio ao Planejamento Estratégico. Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Metodologias de Apoio ao Planejamento Estratégico Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Análise Ambiental Análise Ambiental : Matriz SWOT A sigla SWOT Ambiente

Leia mais

Elementos das Organizações

Elementos das Organizações Elementos das Organizações > Teoria das Organizações > Teoria dos Sistemas (TGS) > Componentes das Organizações / Ambiente Recursos Estratégia Objectivos Estrutura Processos Regras Cultura Politica Pessoas

Leia mais

FORMAÇÃO: ADMINISTRAÇÃO PADRÃO DE RESPOSTA ( 2 a FASE)

FORMAÇÃO: ADMINISTRAÇÃO PADRÃO DE RESPOSTA ( 2 a FASE) Questão n o 1 a) Na visão de Chiavenato, há pelo menos 10 ações que podem colaborar para a criação de um ambiente de criatividade na organização, duas das quais o candidato deve citar e descrever (evidentemente

Leia mais

A função produção apresenta três papéis importantes para a estratégia empresarial:

A função produção apresenta três papéis importantes para a estratégia empresarial: FASCÍCULO 2 Papel estratégico e objetivo da produção Segundo Slack, para que se entenda a contribuição da função produção devese responder a duas questões: qual papel se espera que a produção desempenhe

Leia mais

Redução de custos por meio de departamentalização por família de produtos. Pesquisa Ação Numa Linha de Transformadores.

Redução de custos por meio de departamentalização por família de produtos. Pesquisa Ação Numa Linha de Transformadores. Redução de custos por meio de departamentalização por família de produtos. Pesquisa Ação Numa Linha de Transformadores. Anderson do Nascimento Jorge Muniz Universidade Estadual Paulista - UNESP RESUMO

Leia mais

Professor Bruno Silva Olher

Professor Bruno Silva Olher Bruno Silva Olher O MERCADO Todo o cliente tem o direito de escolher a cor do carro, desde que seja a cor preta - Henry Ford. Fase do Product out colocar o produto no mercado. 1 INTRODUÇÃO Na definição

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas. Módulo: Administração de Materiais. Profª Neuza

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas. Módulo: Administração de Materiais. Profª Neuza FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo: Administração de Materiais Profª Neuza AULA ANTERIOR: Compras O que é??? É uma atividade de aquisição que visa garantir o abastecimento da empresa

Leia mais

Antonio Freitas Rentes rentes@sc.usp.br Escola de Engenharia de São Carlos - USP Av. Trabalhador São-carlense, 400 - CEP 13566-590 - São Carlos SP

Antonio Freitas Rentes rentes@sc.usp.br Escola de Engenharia de São Carlos - USP Av. Trabalhador São-carlense, 400 - CEP 13566-590 - São Carlos SP A UTILIZAÇÃO DO CONCEITO DE ABASTECIMENTO CONTÍNUO DE PEÇAS PARA UM LAYOUT POSICIONAL DE MONTAGEM: UM ESTUDO DE CASO NA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS Antonio Freitas Rentes rentes@sc.usp.br Escola de

Leia mais

'$($')!$!"& (*+!,-$+& +."*/$& !"#$%!$& DEPS Departamento de Engenharia de Produção PCP Planejamento e Controle da Produção Prof. Dra.

'$($')!$!& (*+!,-$+& +.*/$& !#$%!$& DEPS Departamento de Engenharia de Produção PCP Planejamento e Controle da Produção Prof. Dra. DEPS Departamento de Engenharia de Produção PCP Planejamento e Controle da Produção Prof. Dra. Silene Seibel A variável Estoque Texto base da disciplina PCP da Udesc Introdução No planejamento e controle

Leia mais

Paletizadoras e despaletizadoras

Paletizadoras e despaletizadoras Paletizadoras e despaletizadoras Paletizadoras e despaletizadoras Intelligrated Com sua marca de equipamentos Alvey, a Intelligrated tem mais de 60 anos de experiência em soluções essenciais de paletização

Leia mais

Estratégia de Operações - Modelos de Formulação - Jonas Lucio Maia

Estratégia de Operações - Modelos de Formulação - Jonas Lucio Maia Estratégia de Operações - Modelos de Formulação - Jonas Lucio Maia Processo de EO Procedimentos que são, ou podem ser, usados para formular as estratégias de operações que a empresa deveria adotar (SLACK,

Leia mais

O Planejamento e Controle da Produção em uma Montadora de Veículos Urbanos e Rodoviários

O Planejamento e Controle da Produção em uma Montadora de Veículos Urbanos e Rodoviários O Planejamento e Controle da Produção em uma Montadora de Veículos Urbanos e Rodoviários Matheus Castro de Carvalho (matheus_c_carvalho@hotmail.com / CESUPA) Resumo: O objetivo desse artigo é apresentar

Leia mais

Simulação Computacional de Sistemas, ou simplesmente Simulação

Simulação Computacional de Sistemas, ou simplesmente Simulação Simulação Computacional de Sistemas, ou simplesmente Simulação Utilização de métodos matemáticos & estatísticos em programas computacionais visando imitar o comportamento de algum processo do mundo real.

Leia mais

AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO DO DFM - DESIGN FOR

AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO DO DFM - DESIGN FOR UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS ÁREA DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS MARCOS JOSÉ CORREA KUHN AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO DO DFM - DESIGN FOR MANUFACTURABILITY EM

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE CADEIAS PRODUTIVAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE CADEIAS PRODUTIVAS PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE CADEIAS PRODUTIVAS 2ª OFICINA MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR Lean Manufacturing é a busca da perfeição do processo através da eliminação de desperdícios Definir Valor Trabalhar

Leia mais

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house ERP: Pacote Pronto versus Solução in house Introdução Com a disseminação da utilidade e dos ganhos em se informatizar e integrar os diversos departamentos de uma empresa com o uso de um ERP, algumas empresas

Leia mais

Novas Formas de Organização do Trabalho

Novas Formas de Organização do Trabalho Novas Formas de Organização do Trabalho Nesse cenário tecnológico, os trabalhadores são organizados em um novo conceito de divisão do trabalho que compreende: a) Novas tecnologias de produção; b) Novos

Leia mais

Informativo Bimestral da Siqueira Campos Associados fevereiro de 2011 - ano V - Número 14

Informativo Bimestral da Siqueira Campos Associados fevereiro de 2011 - ano V - Número 14 Informativo Bimestral da Siqueira Campos Associados fevereiro de 2011 - ano V - Número 14 Nesta edição Vídeo: Textron, Seis Sigma uma ponte para o futuro. Lean Office - Layout, orientações práticas. Quatro

Leia mais

LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação

LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação Serviços : Cursos e workshops especialmente criados para capacitar a sua organização no

Leia mais

Modelos de processos de desenvolvimento de software

Modelos de processos de desenvolvimento de software Definição Um modelo de processo de software é uma representação abstrata de um processo. Os modelos de processo podem ser desenvolvidos a partir de várias perspectivas e podem mostrar as atividades envolvidas

Leia mais

INTERNET HOST CONNECTOR

INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR IHC: INTEGRAÇÃO TOTAL COM PRESERVAÇÃO DE INVESTIMENTOS Ao longo das últimas décadas, as organizações investiram milhões de reais em sistemas e aplicativos

Leia mais

Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy

Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy Ricardo Caruso Vieira Aquarius Software 1. Introdução Há mais de duas décadas, a indústria investe intensamente em sistemas ERP (Enterprise Resource

Leia mais

Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a seguir.

Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a seguir. 1. A administração de recursos humanos, historicamente conhecida como administração de pessoal, lida com sistemas formais para administrar pessoas dentro da organização. A administração de recursos humanos

Leia mais