Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Lato Sensu em MBA em Marketing Trabalho de Conclusão de Curso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Lato Sensu em MBA em Marketing Trabalho de Conclusão de Curso"

Transcrição

1 Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Lato Sensu em MBA em Marketing Trabalho de Conclusão de Curso Plano de Marketing do Instituto de Beleza Mulher Virtuosa. Autor: Henrique Pereira Bernardino de Sousa Orientador: Prof. MSc. Marilia Assumpção Brasília - DF 2013

2 Henrique Pereira Bernardino de Sousa PLANO DE MARKETING DO INSTITUTO DE BELEZA MULHER VIRTUOSA. Trabalho apresentado ao curso de pós-graduação Lato Senso em MBA em Marketing da Universidade Católica de Brasília como requisito para obtenção do título de Especialista em Marketing. Orientador(a): Profa. MSc. Marilia Assumpção Brasília 2013

3 TERMO DE APROVAÇÃO PLANO DE MARKETING DO INSTITUTO DE BELEZA MULHER VIRTUOSA. Trabalho de conclusão de curso de autoria de Henrique Pereira Bernardino de Sousa, intitulado Plano de Marketing do Instituto de Beleza Mulher Virtuosa, requisito parcial para obtenção do título de especialista em marketing, defendido e aprovado, em 26 de agosto de 2013 pela banca examinadora constituída por: Professor Msc. Marília Assumpção 2013

4 AUTORIZAÇÃO PLANO DE MARKETING DO INSTITUTO DE BELEZA MULHER VIRTUOSA. Henrique Pereira Bernardino de Sousa O autor da pesquisa autoriza a Universidade Católica de Brasília UCB, por intermédio da Direção do Curso de MBA em Marketing, a produzir cópias, emprestar ou mesmo submeter a pesquisa a congressos, revistas ou qualquer outro meio de comunicação cientifica. Também fica autorizado que a pesquisa, a critério do Curso de MBA em marketing, seja submetida à análise e contribuição de outra (s) pessoa (s) e que essa (s) figure (m) como autora da mesma. Não será, portanto, necessária qualquer autorização prévia por parte do autor para a execução dos atos de gestão a serem tomados pela Universidade Católica de Brasília. Brasília DF, 26 de agosto de Henrique Pereira Bernardino de Sousa

5 DEDICATÓRIA A minha mãe, senhora Antoniêta, que sempre me deu o apoio necessário para que eu pudesse cumprir mais esta etapa da vida acadêmica.

6 AGRADECIMENTOS Agradeço à Deus por nunca ter me desamparado nas situações difíceis desse desafio. À professora MSc. Marília Assumpção por toda ajuda e apoio.

7 EPÍGRAFE "A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original. Albert Einstein

8 SUMÁRIO 1. SUMÁRIO EXECUTIVO ANÁLISE DO AMBIENTE EXTERNO Ambiente econômico Ambiente demográfico Ambiente sociocultural Ambiente natural Ambiente tecnológico Ambiente Político legal AMBIENTE INTERNO Fornecedores Intermediários Clientes Recursos Humanos ANÁLISE DA CONCORRÊNCIA AMBIENTE DO CONSUMIDOR Análise do processo de decisão de compra ANÁLISE DE SWOT PROPOSTA DE VALOR AO CLIENTE POSICIONAMENTO OBJETIVOS DE MARKETING ESTRATÉGIAS Serviço Ciclo de Serviços Preço Descontos Praça Promoção Propaganda Estratégias de Promoção Marketing Interno Relacionamento com o cliente INDICADORES DE CONTROLE CRONOGRAMA REFERÊNCIAS

9 Quadros Quadro 1 Características das entrevistadas Quadro 1 Análise SWOT Quadro 3 Pesquisa de satisfação Quadro 4 - Curso de capacitação na área de estética corporal Quadro 5 Água, café e balas oferecidos para os clientes Quadro 6 Disponibilização de wifi grátis para os cliente Quadro 7 Proposta de novo ciclo de Serviço Quadro 8 Compra de Uniformes Quadro 9 - Proposta de preço Quadro 10 -Desconto de aniversário para clientes cadastrados Quadro 11 -Ofertas de pacotes de serviços de beleza Quadro 12 -Desconto Assiduidade Quadro 13 Desconto pré-agendamento Quadro 14 Panfletagem e carro de som Quadro 15 Amigo indica amigo Quadro 16 - Clientes que vierem acompanhados ganham desconto10% Quadro 17 - Parcerias com as empresa Superbom Supermercado Quadro 18 - Parcerias com as empresa Focus Cosméticos Quadro 19 - Fidelização Quadro 20 Prêmio funcionário do mês Quadro 21 - Gratificação por cumprimento da meta de satisfação Quadro 22 Aquisição de Software CRM Beauty Quadro 23 Prêmio melhor sugestão Quadro 24 - Mural de depoimentos Quadro 25 - Cronograma Quadro 26 - Custos financeiros... 39

10 Figuras Figura 1 - Processo de decisão de compra Figura 2 - Ciclo de Serviço Instituto de Beleza Mulher Virtuosa... 24

11 10 1. SUMÁRIO EXECUTIVO Em setembro de 2011, após um ano de funcionamento com pouco sucesso empresarial, o Instituto de Beleza Mulher Virtuosa foi reinaugurado com uma nova formação societária. Essa nova formação, constituída por uma nova sócia e por uma sócia que já fazia parte da antiga sociedade, decidiu reiniciar as operações do salão em uma nova localidade, situada na quadra QR 108 na cidade de Samambaia, cidade satélite de Brasília, pois segundo as sócias, a antiga localização situada na quadra 110 da mesma cidade era considerada muito isolada e pouco propícia à formação da clientela. Essa reestruturação permitiu a formação de uma nova clientela, exclusivamente feminina. Segundo as sócias, a empresa tem como objetivo oferecer serviços de qualidade aliados ao bom atendimento, visando à satisfação do cliente, mas devido à dificuldade em se encontrar bons profissionais, esses objetivos acabam não sendo alcançados como desejado, o que contribui também com a alta rotatividade de profissionais no salão. O Instituto de Beleza Mulher Virtuosa oferece serviços diversos no ramo da beleza, tais como: corte de cabelo, manicure, pedicuro, depilação, venda de cosméticos, possui uma boutique de joias e semi-joias e acessórios. Por meio da oferta de uma gama variada de serviços de beleza, a empresa pretende proporcionar ao seu público-alvo serviços que seus concorrentes diretos não costumam oferecer. Essa abordagem visará atrair e fidelizar o cliente e posteriormente torná-lo um verdadeiro defensor da marca e da empresa. É importante ressaltar que o ramo de beleza é um dos setores que vem se destacando ultimamente, graças à estabilidade da economia e do aumento do poder aquisitivo do consumidor (EBC, 2013). Diante deste contexto, o Instituto de Beleza Mulher Virtuosa, pretende valer-se dessas evidentes oportunidades comerciais para se destacar no segmento de beleza e futuramente expandir seus negócios. Neste sentido, o plano de marketing tem como objetivo criar valor para os clientes por meio da proposta do estreitamento do relacionamento entre o mesmo e o salão de beleza, abordagem essa, que se mostra pioneira entre os principais salões concorrentes, visto que esses ainda não fazem utilização de estratégias de fidelização de clientes. As estratégias definidas no plano tem vigente de 12 meses.

12 11 2. ANÁLISE DO AMBIENTE EXTERNO 2.1. Ambiente econômico Oportunidades: Segundo a Empresa Brasileira de Comunicação (2013) o Brasil já é o terceiro mercado de beleza do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e Japão. A revista EXAME (2013) afirma que o crescimento do mercado de beleza brasileiro está sustentado principalmente no crescimento econômico e no aumento do poder aquisitivo dos consumidores. A expectativa de crescimento econômico no Brasil segundo o Banco Central do Brasil (2013) para o ano de 2013 e 2014 é estimado em 3,01% e 3,5%, respectivamente, o que significa um bom sinal para o mercado de beleza que tenderá a manter o crescimento. Ameaças: O alto nível da inflação no segmento de serviços, 8,61% nos últimos 12 meses tendo com base março de 2013, corresponde a 4,11 p.p. acima do centro da meta definida pelo BACEN (2013), que é 4,5% a.a. e da estimativa de inflação para 2013 que é de 5,7 % podem comprometer o lucro da empresa devido aos aumentos dos custos Ambiente demográfico Oportunidades: Segundo a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (2013), na cidade de Samambaia a classe C corresponde a 57,5% dos mais de residentes. As mulheres, público-alvo do plano representam 52,8%, do total de habitantes na classe C. Outro dado importante é que entre os trabalhadores residentes na Região Administrativa de Samambaia, 32,34% trabalham em Brasília, 29,28% na própria região e, 9,17% em Taguatinga. Tal informação demonstra o quanto é importante se investir em parcerias com empresas da própria cidade para tentar aproveitar o potencial de consumo dos seus funcionários Ambiente sociocultural Ameaça: O ramo de Beleza é complexo, visto que ele trabalha diretamente com a autoestima do cliente, que no caso da empresa objeto deste plano de marketing são as mulheres. Segundo o Instituto Data Popular (2012, apud, exame 2012) no ramo de beleza 63% das brasileiras se preocupam mais com o produto que com o preço, 18,5% buscam qualidade, 14,3% buscam qualidade em relação ao preço e apenas 3,5% priorizam preço Ambiente natural Ameaça: Segundo a experiência das próprias sócias o período de chuvas que no Distrito Federal vai de Novembro a Março, ou seja, entre Primavera e Verão, pode afastar o cliente do

13 12 salão, principalmente pela dificuldade de locomoção até o salão. Por exemplo aquela cliente que mora longe e não tem carro Ambiente tecnológico Oportunidade: A evolução tecnológica contribui para economia e qualidade na prestação de serviços. Os softwares de gestão de negócios, por exemplo, oferecem o controle do fluxo de caixa, permitindo aos profissionais terem mais tempo para ficar em contato com os clientes. Permitem também o controle de gastos, comissões, lucros e possíveis investimentos, bem como o apontamento imediato de diferenças entre o caixa e o estoque. Já os softwares de gerenciamento de relacionamento com o cliente permitem ao centro de beleza gerenciar campanhas, encaminhar s personalizados a seus clientes, convidar para datas especiais. Além de ter um controle eficiente do histórico dos clientes que já receberam cuidados estéticos naquele estabelecimento, facilitando contatos futuros e ofertas de tratamentos que o mesmo costuma realizar. Outras tecnologias interessantes são aquelas relacionadas à prestação do serviço em si, como exemplo, tem-se os esmaltes tecnológicos que oferecem novas texturas e efeitos para as unhas ou a hidratação capilar a lazer que alisa, hidrata e alonga o cabelo de maneira menos agressiva que os métodos tradicionais. Ameaça: Sem as novas tecnologias o Instituto de Beleza Mulher Virtuosa pode perder competitividade, devido à diminuição da qualidade nos serviços e do aumento dos custos e também por oferecer serviços defasados ao cliente Ambiente Político legal A lei de maneira sucinta reconhece as atividades de higiene e embelezamento capilar, estético, facial e corporal dos indivíduos, bem como determina que esses profissionais deverão obedecer às normas sanitárias, efetuando a esterilização de materiais e utensílios utilizados no atendimento a seus clientes. Com a lei, órgãos de fiscalização como ANVISA, por exemplo, passam a exigir dos salões a obediência das normas sanitárias, bem como passam a penalizar aqueles estabelecimentos que não atendem o disposto na legislação. Já a Lei distrital obriga os salões do DF a afixar uma placa ou cartaz com advertência sobre o uso de produtos químicos e os possíveis riscos à saúde, se utilizados em concentrações fora das especificações do fabricante. A empresa que descumprir o disposto em

14 13 lei poderá ser multada em R$ 600,00, bem como perder seu alvará de funcionamento (PROCON-DF, 2013). A obediência das normas sanitárias cria valor para o cliente, que acaba por perceber o cuidado que a empresa tem para com sua saúde. Oportunidades: Estar em dia com essas leis e comunicar isso aos clientes. Fazer com que os clientes entendam da importância das leis para qualidade do serviço bem como para a segurança, tanto do cliente, quanto do profissional do salão. Instigar o cliente a comparar os salões concorrentes neste quesito a fim de criar valor para o salão. Ameaça: Incorrer em fechamento do estabelecimento e multa, caso as normas não sejam obedecidas. A interferência da ANVISA ou do PROCON pode também prejudicar a imagem do salão perante o consumidor. 3. AMBIENTE INTERNO 3.1.Fornecedores Forças: A empresa seleciona fornecedores de acordo com a experiência que os donos têm em relação aos produtos fornecidos. Fraqueza: Não se sabe a percepção do cliente em relação ao produto utilizado na execução do serviço. 3.2.Intermediários Forças: Atualmente a empresa conta com um intermediário financeiro e um intermediário de comunicação contratado para fazer a divulgação da empresa por meio do carro de som. Fraquezas: A empresa é pequena, o que faz com que ela conte com apenas dois intermediários, por isso mesmo, seus donos se responsabilizam quase que integralmente com as atividades do salão, assim, toma-se grande parte do tempo disponível com atividades que não fazem parte do core business da empresa, como é o caso das outras formas de divulgação. Tal realidade diminui consideravelmente a eficiência dessas ações de divulgação, pois, nenhuma das sócias tem tempo, nem experiência para lidar com a gestão de marketing do salão.

15 Clientes Forças: O Instituto de Beleza Mulher Virtuosa conquista seu cliente por meio da proposta de uma ampla variedade de serviços aliado a um bom atendimento e um preço competitivo que faz jus às características financeiras dos clientes do salão. Fraquezas: Faltam estratégias de diferenciação do produto e de fidelização de clientes, com isso a empresa pode perder clientela para as concorrentes que oferecem serviços similares Recursos Humanos Forças: A empresa conta atualmente com 03 profissionais na execução dos serviços oferecidos, sendo que duas exercem função como cabeleireira, esteticista, manicure e maquiadora e apenas uma trabalha somente como manicure e pedicuro. Fraqueza: A grande dificuldade do Instituto de Beleza Mulher Virtuosa está na dificuldade em achar bons profissionais, o que acaba atrapalhando a oferta de novos serviços e o aumento da capacidade de atendimento da empresa. Em face a essa realidade, há uma grande rotatividade de profissionais no salão, o que se traduz muitas vezes na insatisfação do cliente que ou se acostumou com o profissional ou que não gostou dos serviços por ele prestado. 4. ANÁLISE DA CONCORRÊNCIA Segundo Kotler e keller (2006, p. 340) concorrentes são empresas que atendem às mesma necessidades dos clientes. Os autores afirmam ainda, que assim que a empresa identifica seus principais concorrentes é necessário que ela identifique seus pontos fortes, fracos, objetivos e estratégias. Visando obter informações sobre a concorrência foi feita uma pesquisa por meio da coleta de informações dos principais concorrentes com o intuito de avaliar as seguintes dimensões: quantidade de profissionais, quantidade de serviços ofertados, preços, comunicação e localização. A análise dos dados possibilitou conhecer os concorrentes bem como identificar seus pontos fortes e fracos. Os principais concorrentes serão tratados aqui como concorrentes A, B, C e D. O instrumento utilizado na pesquisa consta no anexo 2. Em relação a análise do primeiro concorrente que aqui denominamos como concorrente A, destaca-se como principal ponto forte a sua localização e tradição, visto que é um salão conhecido na localidade, pois já presta seus serviços há mais de 10 anos, neste mesmo local, que é bem localizado, pois conta com um bom fluxo de pessoas. Como pontos fracos

16 15 destaca-se sua deficiência na comunicação visto que se utilizam apenas de faixas e cartões para divulgar seus serviços e a baixa variedade dos serviços oferecidos em relação aos outros concorrentes. O concorrente B, destaca-se pela tradição, pois já tem sua clientela bem definida, o que pode ser atribuído ao tempo que o salão presta seus serviços no mesmo local, mais de 10 anos. Como pontos fracos, pode-se apontar a quantidade de funcionários que é menor em relação aos outros salões pesquisados e sua localização que o torna pouco visível para os consumidores de outras localidades que passam pela quadra do salão, bem como o baixo fluxo de pessoas que tem acesso a rua em que o salão está instalado. Do concorrente C destaca-se a variedade de serviços oferecidos, que é bem similar ao do salão objeto do estudo, bem como as estratégias de relacionamento utilizadas para fidelização do cliente, como exemplo: o salão conta com um cartão de fidelidade que dá ao consumidor direito de ganhar um serviço após a compra de determinada quantidade de serviços no salão. Como ponto fraco, destaca-se o preço superior cobrado, visto que pelo nível do serviço oferecido o preço superior não se justifica se comparado ao salão objeto do plano. Já o concorrente D se destaca principalmente pela organização e pelo atendimento que oferece por meios dos seus funcionários todos bem uniformizados, pela acessibilidade e fluxo de pessoas na localidade onde o salão está instalado, bem como pela variedade na oferta dos serviços e a quantidade de funcionários em relação ao salão objeto do estudo. Por outro lado, como pontos fracos, destaca-se a comunicação deficiente, visto que se mostra inadequada as necessidades do salão. Não utilizam outros meios para se comunicar com os cliente, apenas o boca-a-boca. O preço é elevado em relação aos salões concorrentes. Com a análise da concorrência foi possível identificar as seguintes oportunidades: oferecer uma maior variedade de serviços que a concorrência, e investir mais em comunicação, visto que seus concorrentes utilizam pouco dessa estratégia para se comunicar com o público-alvo. Já como ameaça pode-se levar em consideração o tempo que outros salões concorrentes têm no mercado, além de uma menor rotatividade de funcionários. 5. AMBIENTE DO CONSUMIDOR 5.1. Análise do processo de decisão de compra Segundo Las Casas (2006) o desafio da gestão de marketing é entender o consumidor, conhecer suas expectativas durante o processo de compra e identificar tanto suas necessidades

17 16 e desejos quanto as satisfações e insatisfações contraídas do consumo nos produtos ou serviços vendidos. A Figura 1 apresenta as diversas etapas que envolvem o processo de decisão de compra. Figura 1 Processo de decisão de compra Fonte: Sâmara e Morsch, Visando entender o processo de decisão de compra dos clientes do Instituto de Beleza Mulher Virtuosa, foi realizada uma pesquisa qualitativa por meio da aplicação de entrevistas em profundidade com 09 pessoas no período entre 13 e 20 de abril de Após a compilação e análise dos dados, foi possível obter informações importantes que embasaram a a definição de estratégias de marketing neste plano. Quadro 1 - Características das entrevistadas Características das entrevistadas entrevistada 1 entrevistada 2 entrevistada 3 entrevistada 4 Onde mora? Samambaia Samambaia Samambaia Samambaia Idade 16 anos 26 anos 28 anos 22 anos entrevistada 5 entrevistada 6 entrevistada 7 entrevistada 8 entrevistada 9 Samambaia Samambaia Samambaia Samambaia Samambaia 37 anos 33 anos 26 anos 49 anos 36 anos

18 17 A realização da pesquisa permitiu que fosse identificado os fatores que mais têm relevância para os consumidores dos serviços prestados em salões de beleza. Foi apurado que o que mais chama atenção dos entrevistados ao irem ao salão de beleza é o bom atendimento e a qualidade do serviço, porém, foram citados também os produtos utilizados no serviço, o visual/aparência, organização e limpeza do salão e o fato do cliente conhecer o profissional que fará o serviço. Dentre as motivações que levam as pessoas entrevistadas a fazer seus tratamentos de beleza, temos a necessidade de elevar a auto-estima, de ficar bela e manter a aparência e manter os cuidados pessoais. Em relação a forma como cada entrevistado decide que precisa de um tratamento de beleza, as principais respostas foram que ir ao salão é uma questão hábito e costume, mas alguns responderam que pensam em ir ao salão quando sobra tempo ou quando percebem que já está na hora, conforme apontado pela entrevistada 1. Quanto a busca de informações a respeito dos seus tratamentos de beleza, foi apurado que as entrevistadas realizam a pesquisa no próprio salão, com amigos ou outros frequentadores e na internet, mas algumas responderam que não buscam informações. As informações em relação a qualidade do atendimento, do serviço e higiene do salão são consideradas essenciais para que o cliente decida por fazer seus serviços de tratamento de beleza em um determinado salão, outras respostas indicaram organização, preço e tipo de produtos utilizados no serviço como informações buscadas. Segundo relato dos entrevistados, a busca de informações sobre a qualidade do atendimento e dos serviços oferecidos pelo salão de beleza ocorrem juntamente com amigos ou outros frequentadores e na internet. Porém, há indícios que na medida em que a relação entre cliente e os profissionais do salão se fortalece, o processo de busca de informação pode ser suprimido, visto que três entrevistados informaram que não buscam informações a respeito do salão, pois confiam no profissional. Ainda de acordo com as entrevistas foi possível determinar que as principais fontes de informação são: outros clientes, internet, o salão e o profissional. Foi possível identificar também, que grande parte dos entrevistados não comparam ou não costumam comparar os diversos salões, principalmente por não irem a outros, porém, alguns informaram que eventualmente estabelecem comparação em conversas com outros clientes, ou indo à outro salão. Dentre os critérios de escolha utilizados por aqueles que comparam, destacam-se a qualidade do atendimento, do serviço e o fato do cliente conhecer os profissionais. Diante dessas informações, é possível observar indícios de que há uma

19 18 tendência de que o cliente não troque de salão a medida que os mesmos já fazem seus tratamentos em um estabelecimento de confiança. Quanto a decisão de compra os critérios mais decisivos segundo os entrevistados, foram: o fato de conhecer o profissional, a qualidade do serviço e do atendimento. Ainda de acordo com os entrevistados para a decisão de compra de um serviço é necessário ter informações a respeito do atendimento, serviços, produtos utilizados no serviço, higiene do salão e preço. Mas, a qualidade do serviço é considerada como sendo o fator decisório dentre os critérios definidos para realizar compra. Dos nove entrevistados apenas duas pessoas afirmaram que costumam ir ao salão acompanhadas. Diante da análise das respostas foi possível identificar que os entrevistados destinam em média 4,77 horas mensais para ir ao salão. Dentre os itens considerados determinantes na avaliação do ambiente físico do salão destacam-se a limpeza, conforto, organização e pintura. De acordo com os entrevistados, dentre os critérios utilizados para avaliar sua satisfação com um serviço de beleza, estão o bom atendimento e o bom serviço. Ainda segundo eles, o serviço deve corresponder às expectativas iniciais do cliente. Já os custos mais atribuídos ao processo de compra de serviços de beleza segundo os entrevistados são: conveniência, medo do profissional errar, tempo e monetários. A grande causa da insatisfação com salões de beleza declarada pelos entrevistados é o mal atendimento do salão. 6. ANÁLISE DE SWOT Segundo Dias (2003, p. 364) a análise SWOT é um método de análise de mercado que as empresas utilizam para identificar pontos fortes (Strength), pontos fracos (Weaknees), as portunidades (Opportunity) e ameças (Threaten). Kotler e Keller (2006) acrescentam que baseado na análise do ambiente interno e externo a empresa pode buscar desenvolver e lucrar por meio das oportunidades, desenvolver estratégias defensivas para enfrentar as ameaças e trabalhar para desenvolver suas forças e corrigir as fraquezas. Quadro 2 Análise SWOT Oportunidades Tendência de crescimento do ramo de beleza sustentado principalmente pelo crescimento Ameaça Aumento da inflação no segmento dos serviços; O tempo chuvoso no DF vai geralmente de novembro a

20 19 econômico brasileiro e pelo aumento do poder aquisitivo do consumidor. 50% dos residentes de Samambaia são mulheres, e elas também correspondem a mais de 50% dos indivíduos que pertencem à classe C. Existência de tecnologias que maximizam a eficiência na gestão e na prestação dos serviços. A obediência das normas sanitárias cria valor para o cliente, que acaba por perceber o cuidado que a empresa tem para com sua saúde. Deficiência na comunicação e baixa variedade de serviços do concorrente A. Menor quantidade de funcionários e localização do salão concorrente B. Preços do concorrente C elevado em comparação com o salão objeto do estudo. Deficiência na comunicação e preço elevado do concorrente D em comparação aos salões concorrentes. Clientes buscam informações a respeito do tratamento de beleza no próprio salão, com amigos, outros clientes e internet. Aumentar o relacionamento entre empresa e cliente, visto que indícios obtidos por meio de pesquisa com os clientes mostram que a busca de informações é suprimida de acordo com o nível da relação empresacliente. Os clientes não costumam comparar ou não comparam entre salões concorrentes, o que demonstra tendência de o cliente não trocar de salão de acordo com seu nível de confiança com o mesmo. Aumentar a variedade de serviços oferecidos pelo salão. Investir mais em comunicação boca-a-boca. Aproveitar o potencial de consumo de clientes e funcionários de empresas da região por meio da proposta de parceria com elas. março, e pode afastar do salão aqueles clientes que tem dificuldade de deslocamento nesse tempo. Falta de tecnologias podem acarretar perda de competitividade. Incorrer em fechamento do estabelecimento e multa caso as normas sanitárias não sejam obedecidas. Boa localização e tradição do concorrente A. Tradição do concorrente B. Variedade de serviços oferecidos e estratégias de relacionamento com o cliente do concorrente C. Acessibilidade e fluxo de pessoas na localidade onde o salão concorrente D está instalado, bem como pela variedade na oferta dos serviços e a quantidade de funcionários em relação ao salão objeto do estudo. Funcionários do concorrente D trabalham uniformizados, o que transparece um maior profissionalismo na relação de consumo entre cliente e empresa. Não estabelecer um padrão de atendimento para o cliente visto que esse considera o mal atendimento com principal causa de insatisfação com o salão. Não diminuir os custos atribuídos pelos cliente no processo de decisão de compra. Forças A empresa seleciona fornecedores de acordo com a experiência que os donos têm em relação ao produto fornecidos A empresa conta com 3 profissionais com bastante experiência na execução dos serviços oferecidos. Fraqueza Não se sabe a percepção do cliente em relação ao produto utilizado na execução do serviço. Toma-se grande parte do tempo disponível com atividades que não fazem parte do core business da empresa. Não manter seus clientes informados a cerca dos padrões de higiene que o salão mantém, bem como sobre o atendimento, preços praticados, e produtos utilizados nos tratamentos de beleza. Faltam estratégias de diferenciação do produto e de fidelização de clientes A rotatividade de profissionais que a empresa vive atualmente atrapalha na oferta de novos serviços e no aumento da capacidade de atendimento bem como na garantia do nível do serviço da empresa.

21 20 7. PROPOSTA DE VALOR AO CLIENTE Dias (2003, p. 272) afirma que proposta de valor é a declaração de benefícios e atributos a serem comunicados e da imagem objetivada para o produto ou marca. Dias (2003) afirma ainda que a proposta de valor deve obrigatoriamente ser única e exclusiva não podendo ser utilizada por nenhum outro produto. O cliente dever reconhecer o valor nessa proposta. Diante do exposto, a empresa Instituto de Beleza Mulher Virtuosa tem como negócio elevar a auto-estima das suas clientes por meio da oferta de serviços de tratamento de Beleza. A empresa atende atualmente o público feminino de todas as idades que buscam principalmente qualidade de atendimento e serviço. Como concorrentes tem outros salões e centros de estética da cidade de Samambaia no Distrito Federal. Como proposta de diferenciação nesse mercado, a empresa Instituto de Beleza Mulher Virtuosa busca estreitar o relacionamento entre o cliente, o salão e o profissional bem como oferecer uma grande variedade de serviços. Neste ramo, a gama de concorrentes é vasta, e por isso é preciso manter diferenciação para que seja possível se destacar. Com tudo isso, a empresa busca não descuidar no atendimento às necessidades do cliente sempre objetivando se tornar referência em tratamento de beleza para seus clientes na cidade de Samambaia. O Instituto de Beleza Mulher Virtuosa pretende se distinguir dos concorrentes por meio dos seguintes fatores: Qualidade no serviço: Qualidade no atendimento; Estreitamento do relacionamento entre o cliente e o salão. Dessa maneira, o Instituto de Beleza Mulher Virtuosa tem como proposta de valor ao cliente: Serviços de beleza de qualidade que proporcionam bem-estar à mulheres de todas as idades por meio de um atendimento diferenciado. 8. POSICIONAMENTO Segundo Kotler e Keller (2006) a empresa desenvolve ofertas que são posicionadas nas cabeças dos compradores-alvo, como algo que fornece um ou mais benefícios centrais.para Cobra (1992), as empresas devem identificar o potencial de vantagens competitivas para posicionar corretamente seus produtos ou serviços nos mercados ideais. Já

22 21 Dias (2003) afirma que o posicionamento visa criar uma posição única para o produto na mente do cliente baseada nas suas características diferenciadas e nas posições já ocupadas pelos concorrentes. Diante do exposto, o Instituto de Beleza Mulher Virtuosa pretende se posicionar na mente do cliente como sendo: O salão que é amigo da mulher. 9. OBJETIVOS DE MARKETING Segundo Cobra (1996) os objetivos ajudam a direcionar os esforços e as estratégias estabelecem os meios a serem utilizados para se atingirem os objetivos. Assim sendo, para nortear a criação de estratégias foram definidos os seguintes objetivos de marketing: Conquistar novos clientes; Aumentar o nível de satisfação do cliente; Fidelizar os clientes; Aumentar o faturamento. 10. ESTRATÉGIAS Segundo Dias (2003) as estratégias visam atingir os objetivos de marketing definidos no plano. Elas estão relacionadas a fazer escolhas eficazes dentre inúmeras possibilidades visando o lucro e a vantagem competitiva. Diante do exposto, a criação de estratégias para o salão objeto do estudo foi embasada nas diversas pesquisas apresentadas anteriormente e em toda a percepção do contexto que envolve a marca, suas características, seu posicionamento e sua proposta de valor para o cliente. Sendo assim, chegou-se a conclusão que a empresa precisa estreitar o seu relacionamento junto ao cliente a fim de alcançar seus objetivos de marketing Serviço

Consumo de produtos de beleza

Consumo de produtos de beleza Consumo de produtos de beleza Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado.

Leia mais

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes Unidade IV Marketing Profª. Daniela Menezes Comunicação (Promoção) Mais do que ter uma ideia e desenvolver um produto com qualidade superior é preciso comunicar a seus clientes que o produto e/ ou serviço

Leia mais

P R O P O S T A D E FRANQUIA

P R O P O S T A D E FRANQUIA P R O P O S T A D E FRANQUIA Conheça a Depil Out Com base na franca expansão do setor de prestação de serviços e acreditando nas perspectivas cada vez mais promissoras; após estudo minucioso de como seria

Leia mais

CONSULTORIA LOJA TOQUE FINAL

CONSULTORIA LOJA TOQUE FINAL CONSULTORIA LOJA TOQUE FINAL Adriana de Freitas Flávia Porcher Janaína Lima Jeferson Medeiros João Jardim Silveira Resumo: O presente trabalho é uma consultoria na Loja Toque Final/Guaíba identificando

Leia mais

COMO VENDER. A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição

COMO VENDER. A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição BP COMO VENDER A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição PRODUTOS EDUCACIONAIS MULTIVERSO Avenida Batel, 1750 Batel CEP 80420-090 Curitiba/PR Fone: (41) 4062-5554 Editor:

Leia mais

DOSSIÊ TÉCNICO. Salões de Beleza

DOSSIÊ TÉCNICO. Salões de Beleza DOSSIÊ TÉCNICO Salões de Beleza Indexadores: Salão de beleza; Cabelereiro; Manicure; Barbeiro; Maquiador, Depilador. São Paulo, 08 de Dezembro de 2015. 1. RESULTADO FORNECIDO 1.1. Pesquisa e/ou levantamentos

Leia mais

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade II MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Preço em varejo Preço Uma das variáveis mais impactantes em: Competitividade; Volume de vendas; Margens e Lucro; Muitas vezes é o mote

Leia mais

1.1 SUMÁRIO EXECUTIVO

1.1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 SUMÁRIO EXECUTIVO O negócio refere-se ao Centro Esportivo Ana Maria instalado há 15 anos em uma linda casa em um bairro de classe média alta com uma boa infra-estrutura e duas piscinas. Ele conta com

Leia mais

Módulo 4 O que é CRM?

Módulo 4 O que é CRM? Módulo 4 O que é CRM? Todos nós já sabemos a importância de manter os clientes fiéis e a qualidade do atendimento que temos que oferecer para fidelizar cada vez mais os clientes. Atualmente, uma das principais

Leia mais

1- O que é um Plano de Marketing?

1- O que é um Plano de Marketing? 1- O que é um Plano de Marketing? 2.1-1ª etapa: Planejamento Um Plano de Marketing é um documento que detalha as ações necessárias para atingir um ou mais objetivos de marketing, adaptando-se a mudanças

Leia mais

nacional; Comissionamento diferenciado na venda e pós-venda em todos os produtos e

nacional; Comissionamento diferenciado na venda e pós-venda em todos os produtos e PROGRAMA DE PARCERIA Objetivo do Programa de Parceria Atuando no mercado de CRM (Customer Relationship Manager) desde 1994, a KANKEI é uma empresa de capital Nacional que oferece soluções de marketing

Leia mais

Tema Nº 7 Gestão Comercial

Tema Nº 7 Gestão Comercial Tema Nº 7 Gestão Comercial Habilidades a Desenvolver: Identificar as diferenças entre marketing e vendas. Definir as ações de marketing a serem adotadas pela empresa. Estruturar os procedimentos comerciais

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Projeto Cartão de Fidelidade. 1- Do Projeto:

Projeto Cartão de Fidelidade. 1- Do Projeto: 1- Do Projeto: O projeto visa dar acesso aos associados de associações comunitárias de Rio Pardo de Minas/MG à compra de produtos em uma rede credenciada local através de um cartão de compras que garanta

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

5. CONCLUSÃO. 5.1 Resumo dos Resultados

5. CONCLUSÃO. 5.1 Resumo dos Resultados 5. CONCLUSÃO 5.1 Resumo dos Resultados O presente trabalho se propôs a entender os significados atribuídos pelo público feminino de baixa renda no consumo dos produtos do mercado HPPC, especificamente

Leia mais

O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio

O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio Aumente suas vendas O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio Consultorias Palestras SEBRAE Mais Programas setoriais Palestras Trilha de aprendizagem empresarial EAD Na Medida Cursos SEI E muito

Leia mais

Plataforma da Informação. Finanças

Plataforma da Informação. Finanças Plataforma da Informação Finanças O que é gestão financeira? A área financeira trata dos assuntos relacionados à administração das finanças das organizações. As finanças correspondem ao conjunto de recursos

Leia mais

Gestão de Negócios. Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING

Gestão de Negócios. Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING Gestão de Negócios Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING 3.1- CONCEITOS DE MARKETING Para a American Marketing Association: Marketing é uma função organizacional e um Marketing é uma função organizacional

Leia mais

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes Unidade IV Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas Prof a. Daniela Menezes Tipos de Mercado Os mercados podem ser divididos em mercado de consumo e mercado organizacional. Mercado de consumo: o consumidor

Leia mais

VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE DE VENCEDORES! PROPOSTA DISTRIBUIDOR LA POZZI

VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE DE VENCEDORES! PROPOSTA DISTRIBUIDOR LA POZZI VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE DE VENCEDORES! PROPOSTA DISTRIBUIDOR LA POZZI INTRODUÇÃO A LaPozzi Professional Cosméticos fornece ao mercado de cosméticos capilar profissional, produtos inovadores,

Leia mais

REVENDEDOR Conheça os benefícios de ser um Revendedor Grupo Positiva

REVENDEDOR Conheça os benefícios de ser um Revendedor Grupo Positiva Conheça os benefícios de ser um Revendedor Grupo Positiva Prezado Revendedor Seja bem-vindo! O Grupo Positiva conta com você para crescer no mercado e se tornar a empresa número 1 no segmento de soluções

Leia mais

PROGRAMA DE FIDELIDADE CLUBE COLOMBO REGULAMENTO

PROGRAMA DE FIDELIDADE CLUBE COLOMBO REGULAMENTO Versão 1 (1128/02/2012) PROGRAMA DE FIDELIDADE CLUBE COLOMBO REGULAMENTO I DEFINIÇÕES 1.1. O Programa de Fidelidade do Colombo Park Shopping, doravante denominado simplesmente Programa de Fidelidade CLUBE

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

RECURSOS HUMANOS PRODUÇÃO

RECURSOS HUMANOS PRODUÇÃO RECURSOS HUMANOS FINANCEIRO VENDAS PRODUÇÃO DEPARTAMENTO MERCADOLÓGICO Introduzir no mercado os produtos ou serviços finais de uma organização, para que sejam adquiridos por outras organizações ou por

Leia mais

EXEMPLO DE PLANO DE MARKETING

EXEMPLO DE PLANO DE MARKETING EXEMPLO DE PLANO DE MARKETING Vamos utilizar o exemplo da empresa de Ana Maria que nos acompanhará durante todas as etapas da elaboração do Plano de Marketing. Tomando como referência o planejamento do

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE MARKETING

COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE MARKETING Meio através do qual a empresa informa, persuadi e lembra os consumidores sobre o seu produto, serviço e marcas que comercializa. Funções: Informação

Leia mais

As Relações Públicas e o planejamento estratégico: análise e plano comunicacional Panda Zen Unesp Bauru 1

As Relações Públicas e o planejamento estratégico: análise e plano comunicacional Panda Zen Unesp Bauru 1 As Relações Públicas e o planejamento estratégico: análise e plano comunicacional Panda Zen Unesp Bauru 1 Isabella Pinto de Barros LIMA 2 Iolanda Ferreira SOUZA 3 Mariana Reiko Tabuchi HASSUIKE 4 Roseane

Leia mais

FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO

FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO CONTEÚDO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO PROMOVIDO PELA www.administrabrasil.com.br - CONCEITO DE PREÇO NOS SERVIÇOS - FATORES DETERMINANTES DOS PREÇOS - ESTRATÉGIAS E ASPECTOS IMPORTANTES PARA

Leia mais

Plano de Ação da CPA

Plano de Ação da CPA Centro Universitário do Estado do Pará - CESUPA Plano de Ação da CPA Ano 2014 CPA/CESUPA 2014 C o m i s s ã o P r ó p r i a d e A v a l i a ç ã o C P A / C E S U P A APRESENTAÇÃO O plano de ações da CPA

Leia mais

SOFTWARE PARA ADMINISTRAÇÃO DE SALÕES DE BELEZA. O seu salão já está utilizando os recursos que o sistema TEODORA oferece?

SOFTWARE PARA ADMINISTRAÇÃO DE SALÕES DE BELEZA. O seu salão já está utilizando os recursos que o sistema TEODORA oferece? SOFTWARE PARA ADMINISTRAÇÃO DE SALÕES DE BELEZA O seu salão já está utilizando os recursos que o sistema TEODORA oferece? Não? Então conheça o sistema que é a maior inovação tecnológica voltada para o

Leia mais

TÍTULO: GESTÃO DO RELACIONAMENTO COM CLIENTE NO COMÉRCIO DE JALES - CRM

TÍTULO: GESTÃO DO RELACIONAMENTO COM CLIENTE NO COMÉRCIO DE JALES - CRM TÍTULO: GESTÃO DO RELACIONAMENTO COM CLIENTE NO COMÉRCIO DE JALES - CRM CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JALES AUTOR(ES):

Leia mais

Dicas de Gestão para o Empresário do Setor Comércio Varejista

Dicas de Gestão para o Empresário do Setor Comércio Varejista Dicas de Gestão para o Empresário do Setor Comércio Varejista Você conhece o seu cliente? Não poupe esforços e invista no visual da loja Planejamento estratégico Cuide da Saúde Financeira da Sua Empresa

Leia mais

Conceitos e técnicas. Devem ser contempladas algumas atividades típicas de vendas:

Conceitos e técnicas. Devem ser contempladas algumas atividades típicas de vendas: Administração da equipe de vendas (Neste texto de apoio: Conceitos e técnicas e Plano de ação de vendas) Conceitos e técnicas A correta administração da equipe de vendas é fundamental para o bom desempenho

Leia mais

Catálogo de serviços

Catálogo de serviços Catálogo de serviços O Escritório Brasília, a nova sede da sua empresa, é um centro comercial completo e modernizado às novas técnicas de gestão. Aliando rateio de custos a apoio efetivo sua empresa potencializa

Leia mais

Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3

Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3 Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3 Prof. Me. Dennys Eduardo Rossetto. Objetivos da Aula 1. O composto de marketing. 2. Administração do P

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

Marketing Direto faz bem para a saúde

Marketing Direto faz bem para a saúde capa Marketing Direto faz bem para a saúde Hospitais e laboratórios têm encontrado no Marketing Direto uma forma eficaz de comunicação, sem cair nas restrições da Anvisa. Levando-se em consideração que

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II

ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II Atividades Gerenciais de MKT Produto Testar Novos Produtos; Modificar Atuais; Eliminar; Política de Marcas; Criar Satisfação e Valor; Embalagem. 2 1 Atividades Gerenciais

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

Lista Aberta: A loja sugere uma relação de presentes e deixa o convidado à vontade para comprar o presente que deseja da loja.

Lista Aberta: A loja sugere uma relação de presentes e deixa o convidado à vontade para comprar o presente que deseja da loja. Oferecemos atendimento personalizado para elaborar a sua lista de presentes. Dispomos de uma completa linha de produtos de decoração, utilidades, presentes, cama, mesa, banho e móveis, além de marcas exclusivas

Leia mais

Suporte Técnico. A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA

Suporte Técnico. A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA Suporte Técnico A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA Horário de Atendimento De segunda-feira à sexta-feira das 09:00 ás 19:00

Leia mais

Universidade de Brasília. Faculdade de Ciência da Informação. Disciplina: Projeto de Implementação de Sistemas Arquivísticos. Profa.

Universidade de Brasília. Faculdade de Ciência da Informação. Disciplina: Projeto de Implementação de Sistemas Arquivísticos. Profa. Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Disciplina: Projeto de Implementação de Sistemas Arquivísticos Profa. Lillian Alvares Produto É algo que pode ser oferecido para satisfazer um

Leia mais

ARKETING INTERNET SEO CRIATIVIDADE AGÊNCIA CRIAÇÃO

ARKETING INTERNET SEO CRIATIVIDADE AGÊNCIA CRIAÇÃO DESIGN CRIAÇÃO AGÊNCIA USABILIDA ARKETING INTERNET SEO DIGIT CRIATIVIDADE DESDE 1999 NO MERCADO, A M2BRNET É UMA AGÊNCIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM SOLUÇÕES PERSONALIZADAS. SI ARQ Desde 1999

Leia mais

SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS SEBRAE-SP

SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS SEBRAE-SP SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS SEBRAE-SP SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS SEBRAE-SP O SEBRAE SP desenvolveu um Programa de Soluções Tecnológicas, cujo objetivo é de aumentar a competitividades e sustentabilidade dos Pequenos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO RESUMO DO EMPREENDIMENTO 01 EMPREENDIMENTO 02 NEGÓCIO E MERCADO: DESCRIÇÃO 2.1 ANÁLISE MERCADOLÓGICA 2.2 MISSÃO DA EMPRESA 03 CONCORRÊNCIA 04 FORNECEDORES 05 PLANO

Leia mais

O ABC do Programa de Fidelização

O ABC do Programa de Fidelização O ABC do Programa de Fidelização COMO E POR QUÊ RETER CLIENTES? Diagnóstico As empresas costumam fazer um grande esforço comercial para atrair novos clientes. Isso implica Investir um alto orçamento em

Leia mais

EMPREENDEDORISMO Marketing

EMPREENDEDORISMO Marketing Gerenciando o Marketing EMPREENDEDORISMO Marketing De nada adianta fabricar um bom produto ou prestar um bom serviço. É preciso saber colocálo no mercado e conseguir convencer as pessoas a comprá-lo. O

Leia mais

Termo de Referência para Plano de Comunicação

Termo de Referência para Plano de Comunicação Termo de Referência para Plano de Comunicação Sumário 1. Introdução... 2 1.1. Conceitos... 2 2. Objetivo do Termo de Referência... 2 3. Definições gerais de comunicação... 2 4. Planejamento de comunicação...

Leia mais

Marketing de Serviços e de Relacionamento. MBA em Gestão de Marketing Prof.: Alice Selles

Marketing de Serviços e de Relacionamento. MBA em Gestão de Marketing Prof.: Alice Selles Marketing de Serviços e de Relacionamento MBA em Gestão de Marketing Prof.: Alice Selles Conteúdo programático Os fundamentos do Marketing de serviços O comportamento do consumidor nos serviços As expectativas

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

Marketing Cultural e Políticas Culturais

Marketing Cultural e Políticas Culturais Marketing Cultural e Políticas Culturais Formato de apresentação de projetos culturais para patrocínio Curitiba EnCanto http://www.youtube.com/watch?v=kzg49qw2iko Circuito Cultural dos Museus de Pernambuco

Leia mais

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING Professor: Arlindo Neto Competências a serem trabalhadas GESTÃO DE MARKETING PUBLICIDADE E PROPAGANDA GESTÃO COMERCIAL FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM

Leia mais

Apresentação. Quem Somos

Apresentação. Quem Somos Apresentação Quem Somos A UAI Tecnologia e Comunicação, nome fantasia da UAI Software LTDA., (que significa "Unidade de Apoio à Informação do Software") foi fundada em 19 de Março de 2004, por Luiz Gustavo

Leia mais

Módulo 6. O Produto. 6.1. Conceito de produto

Módulo 6. O Produto. 6.1. Conceito de produto Módulo 6. O Produto Para os consumidores a existência de uma multiplicidade de produtos expostos no mercado, cheio de características e adicionais, é de encher os olhos. A livre concorrência possibilita

Leia mais

MBA em Gestão do Entretenimento

MBA em Gestão do Entretenimento MBA em Gestão do Entretenimento Entertainment Business Management Início em 25 de setembro de 2015 Aulas as quarta e sexta, das 7h às 9h Valor do curso: R$ 21.600,00 À vista com desconto: R$ 20.520,00

Leia mais

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing Questão 01: (ENADE 2009): Um fabricante de sapatos pode usar a mesma marca em duas ou mais linhas de produtos com o objetivo de reduzir os custos de

Leia mais

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização PLANO DE MARKETING Ferramenta importante do plano estratégico de uma empresa. Deve estar em perfeita sintonia com os objetivos estabelecidos pela empresa. É um passo para a elaboração do PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

Como lutar em uma guerra de preços

Como lutar em uma guerra de preços Como lutar em uma guerra de preços Juliana Kircher Macroplan Prospectiva, Estratégia e Gestão Julho de 2006 Guerras de preços já são fatos concretos que ocorrem frequentemente em todos os mercados, seja

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda, uma

Leia mais

E-Mail Marketing: Primeiros Passos

E-Mail Marketing: Primeiros Passos E-Mail Marketing: Primeiros Passos E-Mail Marketing: Primeiros Passos Aprenda a utilizar o email marketing para alavancar o seu negócio O Marketing Digital vem ganhando cada vez mais força entre as empresas

Leia mais

Resumo Executivo. Modelo de Planejamento. Resumo Executivo. Resumo Executivo. O Produto ou Serviço. O Produto ou Serviço 28/04/2011

Resumo Executivo. Modelo de Planejamento. Resumo Executivo. Resumo Executivo. O Produto ou Serviço. O Produto ou Serviço 28/04/2011 Resumo Executivo Modelo de Planejamento O Resumo Executivo é comumente apontada como a principal seção do planejamento, pois através dele é que se perceberá o conteúdo a seguir o que interessa ou não e,

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online.

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Assunto E-commerce Metodologia Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Quantidade de entrevistas realizadas: 1.652 mulheres Perfil: 18 a 50 anos Mercado: Brasil

Leia mais

julho 2011 www.sm.com.br

julho 2011 www.sm.com.br www.sm.com.br Uma publicação do Grupo Lund ano 42 nº 7 julho 2011 DOIS (BONS) PROGRAMAS DE FIDELIDADE COMO DECIDIR O MELHOR NÍVEL DE ESTOQUE MÍDIA DIGITAL A TV QUE FAZ DINHEIRO UNILEVER DEFINE MIX DE 80

Leia mais

MARKETING EMPRESARIAL MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE

MARKETING EMPRESARIAL MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO E SUSTENTABILIDADE Marketing: uma introdução Introdução ao Marketing O que é Marketing Marketing é a área do conhecimento que engloba todas as atividades concernentes às relações

Leia mais

Marketing e Merchandising. Facilitador: Bruno Carnevali- Consultor, BOSS Consultoria

Marketing e Merchandising. Facilitador: Bruno Carnevali- Consultor, BOSS Consultoria Marketing e Merchandising no PDV 1 Quais são as definições de Marketing Marketing 1-Todas as atividades direcionadas a fazer uma troca para satisfazer necessidades ou desejos do homem 2-Processo pelo qual

Leia mais

MARKETING PROMOCIONAL X PROMOÇÃO DE VENDAS. Qual a diferença?

MARKETING PROMOCIONAL X PROMOÇÃO DE VENDAS. Qual a diferença? MARKETING PROMOCIONAL X PROMOÇÃO DE VENDAS Qual a diferença? Marketing promocional É uma ferramenta que se utiliza de várias outras para promover a promoção de vendas. Por exemplo: Marketing promocional

Leia mais

Toda estratégia que visa melhorar vendas tem como objetivo final a retenção e fidelização de clientes. Por isso, conhecer em detalhes o público-alvo,

Toda estratégia que visa melhorar vendas tem como objetivo final a retenção e fidelização de clientes. Por isso, conhecer em detalhes o público-alvo, Toda estratégia que visa melhorar vendas tem como objetivo final a retenção e fidelização de clientes. Por isso, conhecer em detalhes o público-alvo, suas necessidades e preferências, é o primeiro passo

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais/CVB s 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda,

Leia mais

Planejamento em Comunicação FARMÁCIA AVICENA. Aminie Jardim, Carine Fernandes, Michelle Raphaelli e Flávia Rodrigues

Planejamento em Comunicação FARMÁCIA AVICENA. Aminie Jardim, Carine Fernandes, Michelle Raphaelli e Flávia Rodrigues Planejamento em Comunicação FARMÁCIA AVICENA Aminie Jardim, Carine Fernandes, Michelle Raphaelli e Flávia Rodrigues INTRODUÇÃO O referente planejamento de comunicação foi proposto pela disciplina de Planejamento

Leia mais

Logística no Ponto de Venda (PDV)

Logística no Ponto de Venda (PDV) Logística no Ponto de Venda (PDV) Pesquisa: Percepção do Varejo em Relação às Ações Promocionais Maio de 2005 Objetivo: Avaliar o impacto dos vários tipos de promoções praticadas em supermercados junto

Leia mais

Pós Graduação em Gestão do Entretenimento

Pós Graduação em Gestão do Entretenimento Pós Graduação em Gestão do Entertainment Business Management Público - alvo Indicado para profissionais e empreendedores que necessitam de habilidades e ferramentas para a atuação no setor de gestão, nas

Leia mais

MARKETING CARE NEWSLETTER

MARKETING CARE NEWSLETTER MARKETING CARE NEWSLETTER Destaques desta Edição Por José Maria de Carvalho C o n t e Ú d o Conhecimento MARKETING DIGITAL O que é Marketing Digital? Quais as aplicações na área da Saúde? BRANDING & MARCA

Leia mais

Passo a passo do Evento

Passo a passo do Evento Passo a passo do Evento 1 Pré-evento Definição do Público Número de convidados e características específicas e segmentadas O público definirá dimensão Porte e abrangência do evento.. Com participação de

Leia mais

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio.

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Participe da rede de distribuição dos produtos exclusivos da

Leia mais

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente A Importância do Marketing nos Serviços da Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente Hellen Souza¹ Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS RESUMO Este artigo aborda a importância

Leia mais

Considerando que a pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas, assinale a opção correta.

Considerando que a pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas, assinale a opção correta. ESPE/Un SERE plicação: 2014 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Manual de Conduta Escritórios Brasília

Manual de Conduta Escritórios Brasília Manual de Conduta Escritórios Brasília 1 Prezado parceiro, você acaba de ingressar em um novo modelo de gestão de negócios. Seja bem-vindo. 2 Com o único objetivo de aprimorar o seu negócio vamos apresentar

Leia mais

5 PASSOS PARA SE TORNAR UM CORRETOR DE IMÓVEIS. gerenciador e site imobiliário

5 PASSOS PARA SE TORNAR UM CORRETOR DE IMÓVEIS. gerenciador e site imobiliário 5 PASSOS PARA SE TORNAR UM CORRETOR DE IMÓVEIS gerenciador e site imobiliário Introdução 4 Primeiro passo: você como corretor! 7 Segundo passo: defina seu nicho! 11 Terceiro passo: crie seu portfólio de

Leia mais

DIA DOS PAIS 2015 SERÁ DE COMPRAS À VISTA E PRESENTES COM VALOR MÉDIO DE R$ 100

DIA DOS PAIS 2015 SERÁ DE COMPRAS À VISTA E PRESENTES COM VALOR MÉDIO DE R$ 100 VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 24.07.15 EDITORIA: ECONOMIA VEÍCULO: BLOG COMUNICAR DATA: 22.07.15 EDITORIA: ECONOMIA DIA DOS PAIS 2015 SERÁ DE COMPRAS À VISTA E PRESENTES COM VALOR MÉDIO DE R$ 100 22

Leia mais

MARKETING DESENVOLVIMENTO HUMANO

MARKETING DESENVOLVIMENTO HUMANO MRKETING DESENVOLVIMENTO HUMNO MRKETING rte de conquistar e manter clientes. DESENVOLVIMENTO HUMNO É a ciência e a arte de conquistar e manter clientes e desenvolver relacionamentos lucrativos entre eles.

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «21. É falacioso falar que o marketing é filho do capitalismo e, portanto, apenas ajudaria a concentrar a renda satisfazendo necessidades supérfluas

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser fotocopiada,

Leia mais

O Guia do Relacionamento para o corretor moderno

O Guia do Relacionamento para o corretor moderno O Guia do Relacionamento para o corretor moderno Introdução 3 O que é marketing de relacionamento 6 Como montar uma estratégia de relacionamento 9 Crie canais de relacionamento com o cliente 16 A importância

Leia mais

Construção da Imagem de um Profissional Liberal: Dr. Gustavo Garcia 1

Construção da Imagem de um Profissional Liberal: Dr. Gustavo Garcia 1 Construção da Imagem de um Profissional Liberal: Dr. Gustavo Garcia 1 Pamela Rebonato de CARVALHO 2 Simone Antoniaci TUZZO 3 Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO RESUMO Entre as várias áreas de atuação

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

PROMOÇÃO DE VENDAS. O problema da Dona Cida resume-se em aumentar as vendas de sua loja e ao mesmo tempo, acabar com alguns estoques indesejáveis.

PROMOÇÃO DE VENDAS. O problema da Dona Cida resume-se em aumentar as vendas de sua loja e ao mesmo tempo, acabar com alguns estoques indesejáveis. 1 PROMOÇÃO DE VENDAS Constituída há pouco mais de dois anos, a loja de confecções da Dona Cida já possuía uma boa clientela, porém ela acreditava que ainda poderia crescer bastante. Assim, tinha na prateleira

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004 2.4d_ização de

Leia mais

Marketing Empresarial MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE

Marketing Empresarial MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE Marketing Empresarial Capítulo 1 Marketing: uma introdução Introdução ao Marketing O que é Marketing Marketing é a área do conhecimento que engloba todas as atividades concernentes às relações de troca,

Leia mais

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames Introdução Fique atento aos padrões do CFM ÍNDICE As 6 práticas essenciais de marketing para clínicas de exames Aposte em uma consultoria de

Leia mais

Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA

Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA SWOT Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças) Forças Oportunidades Fraquezas Ameaças Interno Externo Ajudam Atrapalham

Leia mais

Agradecemos seu interesse em juntar-se a nós através de nosso sistema de franquias Dr. Marido. TRANSPARÊNCIA EM FRANQUIAS TIRANDO SUAS DÚVIDAS

Agradecemos seu interesse em juntar-se a nós através de nosso sistema de franquias Dr. Marido. TRANSPARÊNCIA EM FRANQUIAS TIRANDO SUAS DÚVIDAS 1 CARO CANDIDATO (A). Agradecemos seu interesse em juntar-se a nós através de nosso sistema de franquias Dr. Marido. Estamos em fase de seleção para franqueados para as principais regiões e cidades do

Leia mais

A l e x a n d r a P a u l o

A l e x a n d r a P a u l o A l e x a n d r a P a u l o ESCOLA SECUNDÁRIA SERAFIM LEITE TRABALHO FINAL TÉCNICAS DE VENDA Alexandra Paulo 11ºI Nº 21160 Disciplina: Comercializar e vender Prof: João Mesquita 20-12-2012 2012-2013 1

Leia mais

Pesquisa de Marketing

Pesquisa de Marketing Pesquisa de Marketing CONCEITOS INICIAIS Prof. Daciane de Oliveira Silva Fonte: MALHORTA, Naresh K. Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. 4 ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. MATTAR, Fauze Najib.

Leia mais

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação Manual Como elaborar uma estratégia de comunicação Índice Introdução Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação. Passo 2 - Defina os alvos da comunicação Passo 3 - Estabeleça os objetivos da comunicação

Leia mais