Importância da Gestão do Escopo na Gestão de Projetos

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Importância da Gestão do Escopo na Gestão de Projetos"

Transcrição

1 1 Resumo Importância da Gestão do Escopo na Gestão de Projetos Amanda Oliveira Zoltay - Gestão de Projetos em Engenharia e Arquitetura Instituto de Pós-Graduação - IPOG Goiânia, GO, 15/04/2015 Será apresentado neste artigo informações sobre a importância da Gestão do Escopo no Gerenciamento de Projetos de Engenharia e Arquitetura atualmente. Durante os últimos projetos que acompanhei, pude verificar como uma das principais falhas a falta de importância dada a Gestão do Escopo.Visto que este problema estava gerando prejuízos e atrasos nos projetos observados, elaborei este artigo para demonstrar como a boa prática da Gestão do Escopo traz mais funcionalidade para os projetos de Engenharia e Arquitetura.Para esta pesquisa utilizei internet,livros e o PMBOK e experiências em obras. Foi feita a definição de escopo, e explanada a sequência e processos necessários para a Gestão do Escopo.Também foi identificado como o mal Gerenciamento do Escopo pode levar a falhas no projeto. Foi possível chegar a conclusão que a Gestão do escopo é o processo que orienta os outros processos do gerenciamento de projetos e que a definição do escopo é muito importante para o projeto pois define os limites e detalha o que será disponibilizado em partes menores, a partir da definição do escopo criamos a EAP. Palavras-chave: Gestão do Escopo, Gestão de Projetos, EAP. 1. Introdução De acordo com PMBOK, a Gestão do Escopo é composto dos processos para garantir que o projeto inclua todo o trabalho exigido, e somente o trabalho exigido, para completar o projeto com sucesso, pode-se então definir um escopo descrevendo os limites do projeto,e tudo que será necessário para sua conclusão, descrevendo tudo o que o projeto irá entregar e não irá entregar. A Gestão do Escopo definirá o trabalho a ser realizado no projeto, e essas definições serão utilizadas para planejar prazos e custos, identificar riscos, monitorar e garantir a qualidade e fazer o encerramento do projeto. 2. Desenvolvimento A Gestão do Escopo do projeto inclui os processos necessários para garantir que o projeto inclua todo o trabalho necessário, para concluir o projeto com sucesso e trata principalmente da definição e controle do que está e do que não está incluído no projeto. As etapas necessárias para essa tarefa são:

2 2 Figura 1 Processos do Gerenciamento do Escopo do Projeto. Fonte: O plano de gerenciamento do escopo do projeto é uma ferramenta de planejamento que descreve como a equipe de gerenciamento irá definir o escopo do projeto,desenvolver a declaração do escopo detalhada do projeto, definir e desenvolver a estrutura analítica do projeto (EAP),verificar o escopo do projeto e controlar o escopo do projeto. O Plano de Gestão do Escopo deve conter informações do tipo: Existência de reservas de contingências para possíveis alterações de escopo; Alocação de recursos financeiros para a gestão de escopo; Frequência de atualização do avanço físico e de atualização do próprio plano Planejar o Gerenciamento do Escopo Processo responsável por planejar, elaborar e documentar progressivamente o trabalho a ser realizado no projeto, nesta etapa definem-se as entradas tais como : Descrição do produto: Características do produto ou serviço que o projeto está incumbido de criar. restrições: Fatores que limitarão as opções da equipe de gerência do projeto. premissas: Fatores que para os propósitos de planejamento são considerados verdadeiros. termo de abertura do projeto : documento que autoriza formalmente o projeto. Ele designa o gerente e concede a ele a autoridade para utilizar os recursos da organização na execução das atividades.

3 3 Um modelo que pode ser usado para o Termo de abertura do projeto, pode seguir a descrição abaixo: 1.Título e descrição do projeto. 2.Gerente de projeto designado e nível de autoridade. 3.Caso de negócios. 4.Recursos pré-designados. 5.Partes interessadas. 6.Requisitos conhecidos das partes interessadas. 7.Entregas / Descrição do produto. 8.Premissas. 9.Restrições. 10.Objetivos mensuráveis. 11.Requisitos para aprovação do projeto. 12.Riscos de nível macro para o projeto. 13.Patrocinadores que autorizam o projeto. Define-se ainda quais ferramentas/ técnicas serão usadas: Análise de produto: Visa obter conhecimento sobre o produto a ser desenvolvido. Análise de custo beneficio: Estimativa dos custos e benefícios tangíveis e intangíveis e análise de ROI e payback period. Identificação de alternativas: Brainstorming,Lateral thinking. Avaliação especializada. E as saídas: Declaração do Escopo: Documento base para delinear um entendimento comum sobre o escopo do projeto entre todos os stakeholders. Detalhamento do que será disponibilizado em partes menores, mais detalhadas e gerenciáveis, com a finalidade de ter uma visão melhor para avaliação de cronograma, custos e recursos, padrões para medição de performance e controle (baselines) e atribuição de responsabilidades. Uma vez definido o escopo do projeto, parte-se para a quantificação de Homens Hora e/ou formatos equivalentes para com isto elaborar os custos e o planejamento do projeto. Detalhamento do Suporte: Os detalhes de suporte para a declaração do escopo devem ser documentados e organizados como necessários para facilitar seu uso por outros processos de gerência de projeto e devem sempre incluir a documentação de todas as premissas e restrições. Plano de Gerenciamento do Escopo: (Scope Management Plan) Documento que descreve como o escopo do projeto será gerenciado e como mudanças serão integradas ao projeto.deverá indicar como as mudanças serão identificadas e classificadas. Deve ser um documento de fácil entendimento para que todas as partes interessadas estejam alinhadas em relação ao escopo do projeto.pode ser formal ou informal, muito ou pouco detalhado.é um componente do Project Plan. Segundo Xavier (2006, p. 58) o planejamento do escopo é, portanto, o processo de elaborar e documentar a estratégia para o desenvolvimento do trabalho (escopo) que irá gerar o produto do projeto.

4 Coletar os Requisitos Coletar os requisitos é o processo de definir e documentar as necessidades das partes interessadas para atingir os objetivos dos projetos.os requisitos devem ser obtidos, analisados e registrados em detalhes suficientes para serem medidos durante a execução do projeto.os requisitos serão a base para construção da EAP.O planejamento de custos, tempo e qualidade será construído com base nos requisitos. Nesta etapa é feita uma análise do plano de gerenciamento do escopo,o plano de gerenciamento dos requisitos, plano de gerenciamento das partes interessadas e o termo de abertura do projeto, e como saída desta etapa tem-se o desenvolvimento da Matriz de rastreabilidade dos requisitos: A Matriz de rastreabilidade dos requisitos pode auxiliar o gerente de projetos a dividir responsabilidades nas tarefas definidas no projeto. Segue um modelo de matriz : Figura 2 Modelo de Matriz de Rastreabilidade dos Requisitos. Fonte: Definição do Escopo A definição do escopo tem a finalidade de detalhar o que será disponibilizado em partes menores, mais detalhadas e gerenciáveis, com a finalidade de: Ter um visão melhor para avaliação de cronograma, custos e recursos; Padrões para medição de performance e controle (baselines); Atribuição de responsabilidades. Na definição do escopo também são definidas entradas, ferramentas/técnicas e saídas. Entradas: Autorização do Projeto;

5 5 Plano da gestão do Escopo; Ativos em conhecimentos organizacionais; Saídas: Definição do Escopo (Detalhada); Atualizações do plano de projeto. Nesse momento tem-se a oportunidade de rever o trabalho anterior podendo alterá-lo. Porém a mudança é feita seguindo algumas restrições. A forma correta é inicialmente fazer a solicitação de mudança, feito isso especialistas e partes interessadas analisarão os impactos gerados e só depois de aprovadas é que o plano de gerenciamento do escopo poderá ser alterado. Essa etapa é de extrema importância, pois de acordo com as fontes pesquisadas, aparece sempre entre as principais causas de fracasso nos projetos. Nas figuras abaixo, ilustra-se a importância da definição do escopo para o sucesso dos projetos empreendidos: Figura 3 Gráfico dos Principais problemas enfrentados no Gerenciamento de Projetos pelas empresas no Brasil. Fonte:

6 6 Figura 4 Principais razões responsáveis pelo fracasso de um projeto Fonte: Traduzido e adaptado de PricewaterhouseCoopers (2004) pelo site blog/2012/02/01/eficacia-de-avaliacao-de-performance-na-medicao-e-monitoramento-do-sucesso-em-gestao-deprojetos/ 2.3. Criação da Estrutura Analítica de Projeto (EAP) A estrutura analítica de projeto organiza e define o escopo total do projeto. A EAP subdivide o trabalho do projeto em partes menores e mais facilmente gerenciáveis, em que cada nível descendente da EAP representa uma definição cada vez mais detalhada do trabalho do projeto.é possível agendar, estimar custos, monitorar e controlar o trabalho planejado contido nos componentes de nível mais baixo da EAP, denominados pacotes de trabalho. Segundo o Guia PMBOK (2004:112) " A EAP é uma decomposição hierárquica orientada á entrega do trabalho a ser executado pela equipe do projeto, para atingir os objetivos do projeto e criar as entregas necessárias. A EAP organiza e define o escopo total do projeto." Ricardo Vargas(2008) explica que a EAP:... é como se fosse um organograma, onde, lá no topo nos temos uma caixinha, essa caixinha se decompõe em fases, essas fases se decompõe em subfases até você chegar no menor nível, eu brinco na caixinha que não tem caixinha embaixo. A EAP pode ser utilizada pra agendar/planejar, estimar custos, monitorar e controlar um pacote de trabalho. Segue abaixo um modelo de EAP utilizada para controlar tempo/ % execução:

7 7 Figura 5 Modelo de EAP com controle de tempo. Fonte:

8 8 Figura 6 Fluxo de uma EAP. Fonte: PMBOK, Uma maneira para elaborar uma EAP é utilizando a técnica top-down (de cima para baixo), no formato gráfico, seguindo os seguintes passos: 1. Colocar no primeiro nível da EAP o nome do projeto. 2. Colocar no segundo nível (também chamado de primeiro nível de decomposição) as fases que estabelecem o ciclo de vida do projeto. 3. Acrescentar um elemento, no segundo nível, à esquerda, para conter as decomposições necessários ao gerenciamento do projeto (Iniciação, Planejamento, Monitoramento e Controle) e, à direita, para o Encerramento do projeto. 4. Identificar os subprodutos necessários para que seja alcançado o sucesso do projeto em cada fase, inclusive os relativos ao gerenciamento do projeto (ou outra forma de decomposição citada acima no item 2).

9 9 Figura 7 EAP do projeto de desenvolvimento de uma bicicleta. Fonte: Validação do escopo A validação do escopo é o processo de obtenção da aceitação formal pelas partes interessadas (STAKEHOLDERS) do escopo do projeto terminado e das entregas associadas. A validação ou verificação do escopo do projeto inclui a revisão das entregas para garantir que cada uma delas foi terminada de forma satisfatória. Se o projeto terminar mais cedo, o processo de verificação do escopo deve estabelecer e documentar o nível e extensão da complexidade. A verificação do escopo difere do controle da qualidade. Em geral, o controle da qualidade é realizado antes da verificação do escopo, mas esses dois processos podem ser realizados em paralelo.assim para o mesmo trabalho executado busca-se tanto a exatidão quanto a aceitação do escopo.

10 10 Figura 8 Fluxo de Verificação do Escopo Fonte: PMBOK, A ferramenta de Inspeção: inclui atividades como medição, exame e verificação para determinar se o trabalho e as entregas atendem aos requisitos e aos critérios de aceitação do produto. As inspeções recebem vários nomes, como revisões, revisões de produto, auditorias e homologações. Em algumas áreas de aplicação, esses vários termos possuem significados específicos e restritos Controle do Escopo O controle do escopo garante que todas as mudanças solicitadas e ações corretivas recomendadas sejam processadas por meio do processo do controle integrado de mudanças do projeto. O controle do escopo do projeto também é usado para gerenciar as mudanças no momento em que efetivamente ocorrem e é integrado a outros processos de controle. A mudança é inevitável e, portanto, exige algum tipo de processo de controle de mudanças. As mudanças não controladas são frequentemente chamadas de aumento do escopo do projeto.

11 11 Figura 9 Fluxo de Controle do Escopo Fonte: PMBOK, Fluxograma do Processo de Gerenciamento do Escopo do Projeto

12 12 Figura 10 Fluxograma do Gerenciamento do Escopo Fonte: PMBOK, Podemos verificar que este processo de gerenciamento do escopo leva a boas práticas no gerenciamento de projetos e auxilia no planejamento das atividades e orientação na distribuição de responsabilidades que como consequência traz vários benefícios a empresa no restante da duração do projeto. 2.8.Problemas no Gerenciamento do Escopo Para exemplificar um escopo ruim, foi observada a obra de um Shopping Center no interior de Goiás, uma obra grande onde foi utilizado para construção Estrutura mista (pré-moldada e moldada in loco) e inicialmente a estrutura pré-moldada foi fabricada dentro do canteiro de obras.foi necessário então montar uma "fábrica" de concreto para atender a fabricação de prémoldados. A empresa responsável utilizou um controle de projetos e inicialmente foram contratados os projetistas de estrutura "A" e o de fundação "B", a construtora contratada para executar a obra

13 13 contava com um departamento de planejamento de obras. Durante a execução da obra, a construtora resolveu interferir no processo dos projeto e fazer algumas alterações, primeiramente foi contratado uma empresa para compatibilizar os projetos, e logo após isso, foi contratado um novo projetista de fundações "C", e algum tempo depois,após as fundações já terem sido iniciadas, analisando o projeto de estrutura a construtora alegou que o projeto estava super dimensionado e foi contratado um novo projeto de estrutura "D", pois assim teriam uma grande economia de aço e concreto. Nesse meio tempo, já havia sido iniciada a produção de algumas peças da estrutura pré moldada e algumas peças foram perdidas. A empresa responsável pelo shopping analisava estes novos projetos contratados,porém, como as obras já estavam iniciadas, houve alteração no escopo da estrutura, o tipo de laje, formato, disposição,e com o atraso gerado pela elaboração de um novo projeto as peças passaram a não ser mais fabricadas na obra. Porém havia sido fechado um contrato com a concreteira que montou sua "fábrica" na obra para atender a demanda, e neste contrato foi estipulado uma produção mínima, que sem a produção das peças pré-moldadas não seria atingida.restrição que gerou um prejuízo e poderia ter sido evitado. Além desse problema com a fabricação mínima,houve uma falha durante o processo e não foi verificado que ao mudar os tipos de peça da estrutura e a disposição das mesmas, iria afetar a carga sobre a fundação, e só após toda a estrutura montada, verificaram a necessidade de reforçar a fundação, gerando assim um gasto muito grande para a construtora. Este é um exemplo atual que foi possível verificar, em uma obra grande, de mudança de escopo, em uma parte deste projeto, que gerou não só prejuízo financeiro, mas também de tempo. A falta de controle de escopo, e controle integrado de mudanças por parte de todos envolvidos nesta obra gerou muitos problemas e trouxe várias consequências aos stakeholders. O sistema de controle do escopo define os procedimentos para que ele seja alterado, e precisa estar interligado ao sistema geral de controle do projeto e em conformidade com o contrato firmado com o cliente, de acordo com Sottile (2006), devendo toda a equipe ter ciência dos documentos necessários, para procedimentos de mudanças e validação das mesmas. A falta de comunição verificada neste projeto levou aos problemas gerados, os documentos propostos pelo processo de gerenciamento de escopo são muito importantes para orientar e aprovar mudanças de grande impacto, como as mencionadas acima. 2.9.Conclusão O processo de gerenciamento de escopo é muito importante para o gerenciamento de projetos de engenharia e arquitetura com os documentos e atividades que são utilizados no Processo de Gestão do Escopo é possível definir os limites do projeto, limitar tempo, controlar custos e orientar todos os outros processos do gerenciamento de projetos, auxiliando o Gerente de Projetos com as dificuldades encontradas durante o processo. Os pacotes de trabalho definidos na EAP, também são extremamente importantes para que o gerente de projetos possa distribuir responsabilidades e maximizar o tempo. Definir o escopo, definir documentos de controle,mudança e verificação de escopo são partes

14 14 muito importantes do processo, pois assim poderemos garantir que o trabalho será feito e que todos os interessados terão conhecimento de todo o processo, sem surpresas. Referências ADESSE, Eliane. A coordenação de projetos externa em empresas construtoras e Incorporadoras de médio e pequeno porte f. Tese (Livre docência)- Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo, CAMARGO,M.I. Qualidade: boas e más notícias. Construção. v.46, n2396, jan.1994 VARGAS, Ricardo. Manual Prático do Plano de Projeto utilizando o PMBOK Guide - 4ª edição. Estudos de Benchmarking, iniciativa do PMI- RJ, em Material do curso de Gerenciamento de Projeto do Instituto de Pós Graduação (IPOG) MELHADO,S.B.- Qualidade do projeto na construção de edifícios: aplicação ao caso das empresas de incorporação e construção. Tese (doutorado) São Paulo, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. SOUZA,Giuliano Gangana. Eficácia de Avaliação de Performance na Medição e Monitoramento do Sucesso em Gestão de Projetos. Disponível em em março de Como Elaborar a Estrutura Analítica de um Projeto -Disponível em Acessado em março de Uma publicação do INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Disponível em: 325_2012.pdf. Acessado em março de Draft da Tese de Doutorado de Carlos Magno da Silva Xavier (M.Sc., PMP). Disponível em: Acessado em março de Uma publicação do CONIC- 13º Congresso Nacional de Iniciação Cientifica - Disponível em: -TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DA ESTRUTURA ANALÍTICA DO PROJETO - EAP NO

15 15 GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM EMPRESA DE GRANDE PORTE NO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Acessado em abril de BRITO,Ilmário Rocha- A importância da gestão de escopo em projetos. Disponível em: - Acessado em abril de Acessado em abril de 2015.

Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.) O PMBoK diz que: O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos e as atividades necessárias para identificar, definir, combinar, unificar e coordenar

Leia mais

Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br

Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br Motivações Gerenciamento de projetos, vem sendo desenvolvido como disciplina desde a década de 60; Nasceu na indústria bélica

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

Questionário de avaliação de Práticas X Resultados de projetos - Carlos Magno Xavier (magno@beware.com.br)

Questionário de avaliação de Práticas X Resultados de projetos - Carlos Magno Xavier (magno@beware.com.br) Obrigado por acessar esta pesquisa. Sei como é escasso o seu tempo, mas tenha a certeza que você estará contribuindo não somente para uma tese de doutorado, mas também para a melhoria das práticas da Comunidade

Leia mais

Gerência de Projetos e EVTE. Fabiana Costa Guedes

Gerência de Projetos e EVTE. Fabiana Costa Guedes Gerência de Projetos e Fabiana Costa Guedes 1 Agenda O que é um Projeto O que é Gerenciamento de Projetos O Contexto da Gerência de Projetos PMI Project Management Institute Ciclo de Vida do Projeto Áreas

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Planejando os Riscos. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Planejando os Riscos. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Planejando os Riscos Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Introdução Planejar o Gerenciamento dos Riscos. Identificar os Riscos Realizar a Análise Qualitativa

Leia mais

PMBOK 4ª Edição III. O padrão de gerenciamento de projetos de um projeto

PMBOK 4ª Edição III. O padrão de gerenciamento de projetos de um projeto PMBOK 4ª Edição III O padrão de gerenciamento de projetos de um projeto 1 PMBOK 4ª Edição III Processos de gerenciamento de projetos de um projeto 2 Processos de gerenciamento de projetos de um projeto

Leia mais

A definição do escopo trata-se de um processo onde é realizada uma descrição detalhada do projeto e do produto a ser desenvolvido;

A definição do escopo trata-se de um processo onde é realizada uma descrição detalhada do projeto e do produto a ser desenvolvido; Aula 08 1 2 A definição do escopo trata-se de um processo onde é realizada uma descrição detalhada do projeto e do produto a ser desenvolvido; A preparação do escopo é fundamental para o sucesso do projeto,

Leia mais

Concurso da Prefeitura São Paulo. Curso Gestão de Processos, Projetos e Tecnologia da Informação. Tema: Gestão de Projetos - Conceitos Básicos

Concurso da Prefeitura São Paulo. Curso Gestão de Processos, Projetos e Tecnologia da Informação. Tema: Gestão de Projetos - Conceitos Básicos Contatos: E-mail: profanadeinformatica@yahoo.com.br Blog: http://profanadeinformatica.blogspot.com.br/ Facebook: https://www.facebook.com/anapinf Concurso da Prefeitura São Paulo Curso Gestão de Processos,

Leia mais

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC Gestão de Projetos 1 Agenda Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências 2 1 GERENCIAMENTO DA INTEGRAÇÃO DO PROJETO 3 Gerenciamento da Integração do Projeto Fonte: EPRoj@JrM 4 2 Gerenciamento

Leia mais

Processos de Gerenciamento de Projetos. Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR. Processos

Processos de Gerenciamento de Projetos. Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR. Processos Processos de Gerenciamento de Projetos Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR Prof. Esp. André Luís Belini 2 Processos O gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimento, habilidades, ferramentas

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos

Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos SENAC Pós-Graduação em Segurança da Informação: Análise de Riscos Parte 2 Leandro Loss, Dr. Eng. loss@gsigma.ufsc.br http://www.gsigma.ufsc.br/~loss Roteiro Introdução Conceitos básicos Riscos Tipos de

Leia mais

METODOLOGIA DE PROMOÇÃO DA SUSTENTABILIDADE PELO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

METODOLOGIA DE PROMOÇÃO DA SUSTENTABILIDADE PELO GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA DE PROMOÇÃO DA SUSTENTABILIDADE PELO GERENCIAMENTO DE PROJETOS Débora Noronha¹; Jasmin Lemke¹; Carolina Vergnano¹ ¹Concremat Engenharia e Tecnologia S/A, Diretoria Técnica de Estudos, Projetos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos

Leia mais

Gestão dos Prazos e Custos do Projeto

Gestão dos Prazos e Custos do Projeto Gestão dos Prazos e Custos do Projeto Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Aula 4 14 de Novembro de 2013 1 Gestão dos Prazos e Custos do Projeto - Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Informações iniciais

Leia mais

CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial

CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia e Gerenciamento de Sistemas Espaciais L.F.Perondi Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

Como criar a Estrutura Analítica de um Projeto (EAP)

Como criar a Estrutura Analítica de um Projeto (EAP) Como criar a Estrutura Analítica de um Projeto (EAP) A ferramenta utilizada para a representação das entregas de um projeto é a Estrutura Analítica do Projeto (EAP), tradução para o português de Work Breakdown

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos O QUE SÃO PROCESSOS? De acordo com o Guia PMBOK, (2013) processo é um conjunto de ações e/ou atividades inter-relacionadas

Leia mais

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto Processos de gerenciamento de projetos em um projeto O gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de cumprir seus requisitos.

Leia mais

Gerenciamento do Escopo do Projeto Produto do Projeto

Gerenciamento do Escopo do Projeto Produto do Projeto Gerenciamento do Escopo do Projeto Produto do Projeto 5. Gerenciamento do escopo do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 5.1 Iniciação *** Reescrita e transferida para o capítulo 4 5.2 Planejamento do escopo

Leia mais

ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com

ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com 1 As 10 áreas de Conhecimento 2 INTEGRAÇÃO 3 Gerência da Integração Processos necessários

Leia mais

<NOME DO PROJETO> PLANO DO PROJETO

<NOME DO PROJETO> PLANO DO PROJETO PLANO DO PROJETO Goiânia 2013 Sumário 1. RESUMO EXECUTIVO DO PROJETO...3 1.1. JUSTIFICATIVA DO PROJETO...3 1.2. ALINHAMENTO ESTRATÉGICO DO PROJETO...3 1.3. ESTRUTURA DE GESTÃO DO PROJETO...4

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos

Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Porque estudar Gestão de Projetos?

Porque estudar Gestão de Projetos? Versão 2000 - Última Revisão 07/08/2006 Porque estudar Gestão de Projetos? Segundo o Standish Group, entidade americana de consultoria empresarial, através de um estudo chamado "Chaos Report", para projetos

Leia mais

TC 045 Gerenciamento de Projetos

TC 045 Gerenciamento de Projetos TC 045 Gerenciamento de Projetos Escopo Tempo Figura: D. Randa (2012) NAYARA SOARES KLEIN nayaraklein@gmail.com ANO: 2013 Escopo: s.m. Finalidade; alvo; intento; propósito. Dicionário Aurélio Escopo do

Leia mais

3 Gerenciamento de Projetos

3 Gerenciamento de Projetos 34 3 Gerenciamento de Projetos Neste capítulo, será abordado o tema de gerenciamento de projetos, iniciando na seção 3.1 um estudo de bibliografia sobre a definição do tema e a origem deste estudo. Na

Leia mais

PLANEJAMENTO PLANEJAMENTO ESTRATÉGIA CICLO PDCA CICLO PDCA 09/04/2015 GESTÃO DE ESCOPO GERENCIAMENTO DE PROJETOS ACT

PLANEJAMENTO PLANEJAMENTO ESTRATÉGIA CICLO PDCA CICLO PDCA 09/04/2015 GESTÃO DE ESCOPO GERENCIAMENTO DE PROJETOS ACT UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL PLANEJAMENTO 2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS SUBMETIDA E APROVADA A PROPOSTA DO PROJETO PROCESSO DE PLANEJAMENTO GESTÃO DE Processo fundamental

Leia mais

QUANDO este projeto deve ser realizado e QUANTO este projeto deverá custar?

QUANDO este projeto deve ser realizado e QUANTO este projeto deverá custar? O PROJECT MODEL CANVAS (www.pmcanvas.com.br) é uma ferramenta que permite que um projeto seja entendido no contexto dos aspectos Fundamentals da teoria de gerenciamento de projetos. A metodologia facilita

Leia mais

Planejamento - 7. Planejamento do Gerenciamento do Risco Identificação dos riscos. Mauricio Lyra, PMP

Planejamento - 7. Planejamento do Gerenciamento do Risco Identificação dos riscos. Mauricio Lyra, PMP Planejamento - 7 Planejamento do Gerenciamento do Risco Identificação dos riscos 1 O que é risco? Evento que representa uma ameaça ou uma oportunidade em potencial Plano de gerenciamento do risco Especifica

Leia mais

Novidades do Guia PMBOK 5ª edição

Novidades do Guia PMBOK 5ª edição Novidades do Guia PMBOK 5ª edição Mauro Sotille, PMP O Guia PMBOK 5 a edição (A Guide to the Project Management Body of Knowledge (PMBOK Guide) Fifth Edition), em Inglês, foi lançado oficialmente pelo

Leia mais

Gerenciamento das Aquisições do Projeto (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento das Aquisições do Projeto (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento das Aquisições do Projeto (PMBoK 5ª ed.) Esta é a penúltima área do conhecimento do PMBoK, sendo o capítulo 12 do guia. O PMBoK diz que esta área inclui os processos necessários para comprar

Leia mais

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão de Projetos Aperfeiçoamento/GPPP1301 T132 09 de outubro de 2013 Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de s em pequenas empresas Heinrich

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Faculdade Unisaber 2º Sem 2009

Gerenciamento de Projetos. Faculdade Unisaber 2º Sem 2009 Semana de Tecnologia Gerenciamento de Projetos Faculdade Unisaber 2º Sem 2009 ferreiradasilva.celio@gmail.com O que é um Projeto? Projeto é um "esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Áreas de Conhecimento de Gerenciamento de Projetos

Áreas de Conhecimento de Gerenciamento de Projetos Áreas de Conhecimento de Gerenciamento de s O guia de melhores práticas em gerenciamento de projetos, PMBOK, é organizado em áreas de conhecimento e, por sua vez, cada área de conhecimento é descrita através

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Criando a Declaração de Escopo II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Criando a Declaração de Escopo II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Criando a Declaração de Escopo II Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Definindo escopo. Criando EAP. Definindo o Escopo Escopo é coletivamente o produto,

Leia mais

PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009

PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009 PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009 Comentário geral: As provas apresentaram grau de dificuldade médio. Não houve uma preocupação da banca em aprofundar os conceitos ou dificultar a interpretação

Leia mais

Artigo elaborado por C. Magno Xavier (M.Sc., PMP) magno@beware.com.br. Como criar uma WBS

Artigo elaborado por C. Magno Xavier (M.Sc., PMP) magno@beware.com.br. Como criar uma WBS Como criar uma WBS A WBS pode ser criada totalmente nova ou reutilizar partes de uma outra WBS ou de modelos (templates) da organização. Ela deve conter subprodutos necessários ao gerenciamento do projeto,

Leia mais

Projeto Físico e Lógico de Redes de Processamento. Kleber A. Ribeiro

Projeto Físico e Lógico de Redes de Processamento. Kleber A. Ribeiro Projeto Físico e Lógico de Redes de Processamento Kleber A. Ribeiro Plano de projeto O Plano de Projeto é uma série de documentos ou uma coletânea lógica de documentos compilados pelo Gerente de Projetos

Leia mais

Planejamento de Projeto Gestão de Projetos

Planejamento de Projeto Gestão de Projetos Planejamento de Projeto Gestão de Projetos O gerenciamento de projetos consiste na aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas adequadas às atividades do projeto, a fim de cumprir seus

Leia mais

Primeiros passos das Planilhas de Obra v2.6

Primeiros passos das Planilhas de Obra v2.6 Primeiros passos das Planilhas de Obra v2.6 Instalação, configuração e primeiros passos para uso das planilhas de obra Elaborado pela Equipe Planilhas de Obra.com Conteúdo 1. Preparar inicialização das

Leia mais

Gerenciamento de integração de projeto

Gerenciamento de integração de projeto Objetivos do Conteúdo Gerenciamento de integração de projeto Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos Prover capacitação para: - Identificar os processos de Gerenciamento de Projetos;

Leia mais

INTRODUÇÃO A PROJETOS

INTRODUÇÃO A PROJETOS INTRODUÇÃO A PROJETOS Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br GESTÃO DE PROJETOS Gestão Ágil de projetos Gestão de projetos com PMBOK GESTÃO ÁGIL DE PROJETOS GESTÃO ÁGIL

Leia mais

Projeto Churrasco dos Sonhos

Projeto Churrasco dos Sonhos www.gerentedeprojeto.net.br Projeto Churrasco dos Sonhos Criando a EAP Analítica Alexandre Paiva de Lacerda Costa, PMP, MCTS, ITIL Sumário Estrutura Analítica do Projeto (EAP)... 3 Criar a EAP e o dicionário

Leia mais

Gerência de Projetos

Gerência de Projetos Gerência de Projetos Escopo Custo Qualidade Tempo CONCEITO PROJETOS: são empreendimentos com objetivo específico e ciclo de vida definido Precedem produtos, serviços e processos. São utilizados as funções

Leia mais

Gerenciamento do Tempo do Projeto (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento do Tempo do Projeto (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento do Tempo do Projeto (PMBoK 5ª ed.) O gerenciamento do tempo inclui os processos necessários para gerenciar o término pontual do projeto, logo o cronograma é uma das principais restrições

Leia mais

Resolução da lista de exercícios de casos de uso

Resolução da lista de exercícios de casos de uso Resolução da lista de exercícios de casos de uso 1. Explique quando são criados e utilizados os diagramas de casos de uso no processo de desenvolvimento incremental e iterativo. Na fase de concepção se

Leia mais

Gerenciamento de integração de projeto. Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de integração de projeto. Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de integração de projeto Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos 9 áreas de conhecimento de GP / PMBOK / PMI QUALIDADE RECURSOS HUMANOS ESCOPO AQUISIÇÕES INTEGRAÇÃO COMUNICAÇÕES

Leia mais

MDMS-ANAC. Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC. Superintendência de Tecnologia da Informação - STI

MDMS-ANAC. Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC. Superintendência de Tecnologia da Informação - STI MDMS- Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da Superintendência de Tecnologia da Informação - STI Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da Histórico de Alterações Versão

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Liderança, Coaching e Gestão de Pessoas

Gerenciamento de Projetos Liderança, Coaching e Gestão de Pessoas Gerenciamento de Projetos Liderança, Coaching e Gestão de Pessoas Aula 04 Prof. Esp. Gladimir Ceroni Catarino gladimir@gmail.com SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC

Leia mais

MANUAL DE ELABORAÇÃO DOS RELATÓRIOS DE ESTÁGIO I E II E DO ARTIGO CIENTÍFICO DE ESTÁGIO II DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DO USJ - 2014-1

MANUAL DE ELABORAÇÃO DOS RELATÓRIOS DE ESTÁGIO I E II E DO ARTIGO CIENTÍFICO DE ESTÁGIO II DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DO USJ - 2014-1 MANUAL DE ELABORAÇÃO DOS RELATÓRIOS DE ESTÁGIO I E II E DO ARTIGO CIENTÍFICO DE ESTÁGIO II DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DO USJ - 2014-1 O Estágio Supervisionado apresenta-se como processo fundamental na vida

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE A Aplicação do Gerenciamento de Risco nos Projetos de Implantação de ERP - Protheus. Por: Gisele Santos Ribeiro Orientador

Leia mais

Leslier Soares Corrêa Estácio de Sá / Facitec Abril/Maio 2015

Leslier Soares Corrêa Estácio de Sá / Facitec Abril/Maio 2015 Leslier Soares Corrêa Estácio de Sá / Facitec Abril/Maio 2015 Prover capacitação para: - Identificar os processos de Gerenciamento de Projetos; - Desenvolver o Plano de Gerenciamento; - Construir um sistema

Leia mais

Auditoria como ferramenta de gestão de fornecedores durante o desenvolvimento de produtos

Auditoria como ferramenta de gestão de fornecedores durante o desenvolvimento de produtos Auditoria como ferramenta de gestão de fornecedores durante o desenvolvimento de produtos Giovani faria Muniz (FEG Unesp) giovanifaria@directnet.com.br Jorge Muniz (FEG Unesp) jorgemuniz@feg.unesp.br Eduardo

Leia mais

PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.

PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail. PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com 1 Processos Processos, em um projeto, é um conjunto de ações e atividades

Leia mais

As principais novidades encontradas no PMBOK quarta edição

As principais novidades encontradas no PMBOK quarta edição Page 1 of 5 As principais novidades encontradas no PMBOK quarta edição Por Rossano Tavares ( rossano.tavares@dm2tavares.com.br) Novas edições ou versões de manuais, programas, sistemas operacionais, livros,

Leia mais

3. Fase de Planejamento dos Ciclos de Construção do Software

3. Fase de Planejamento dos Ciclos de Construção do Software 3. Fase de Planejamento dos Ciclos de Construção do Software A tarefa de planejar os ciclos de construção do software pode partir de diretrizes básicas. Estas diretrizes visam orientar que os ciclos de

Leia mais

Risco de projeto é um evento ou condição incerta que, se ocorrer, tem um efeito positivo ou um negativo no objetivo de um projeto.

Risco de projeto é um evento ou condição incerta que, se ocorrer, tem um efeito positivo ou um negativo no objetivo de um projeto. Risco de projeto é um evento ou condição incerta que, se ocorrer, tem um efeito positivo ou um negativo no objetivo de um projeto. Um risco tem uma causa e, se ocorre, uma conseqüência. Se um ou outro

Leia mais

Urgência: Um Fator Crítico no Planejamento de Projetos

Urgência: Um Fator Crítico no Planejamento de Projetos Urgência: Um Fator Crítico no Planejamento de Projetos por Ricardo Vargas em Ricardo-Vargas.com Ricardo Diante da natural velocidade e do dinamismo do mundo, a agilidade e o senso de urgência têm se tornado

Leia mais

NÃO RESPONDA AS QUESTÕES QUE VOCÊ NÃO SABE

NÃO RESPONDA AS QUESTÕES QUE VOCÊ NÃO SABE Easy PMP - Preparatório para o Exame de Certificação PMP Simulado Inicial versão 5_22 Prof. André Ricardi, PMP Todos os direitos reservados Registre suas respostas na planilha Easy PMP-Simulado Inicial-5ª

Leia mais

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, POLÍTICA INSTITUIDA ATO TRT 11ª REGIÃO Nº 058/2010/SGP (Publicado DOJT 26/10/2010) Institui a Política Organizacional de Gerenciamento de Projetos no âmbito do A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO

Leia mais

3 Qualidade de Software

3 Qualidade de Software 3 Qualidade de Software Este capítulo tem como objetivo esclarecer conceitos relacionados à qualidade de software; conceitos estes muito importantes para o entendimento do presente trabalho, cujo objetivo

Leia mais

Capítulo 2. Processos de Software. 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. slide 1

Capítulo 2. Processos de Software. 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. slide 1 Capítulo 2 Processos de Software slide 1 Tópicos apresentados Modelos de processo de software. Atividades de processo. Lidando com mudanças. Rational Unified Process (RUP). Um exemplo de um processo de

Leia mais

Política Gestão de Configuração e Mudança

Política Gestão de Configuração e Mudança Política Gestão de Configuração Histórico de Alteração Data Versão Descrição Autor 20/08/2011 1 Versão Inicial Danilo Costa Versão 1 Pág. 2 de 7 Índice 1. POLÍTICA 4 1.1 Aplicabilidade 4 2. CONCEITUAÇÃO

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Exercícios de Fixação e Trabalho em Grupo - 2 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 1. O valor de depreciação de um item é seu: a) Valor residual. b) Custo inicial menos despesas

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos NOÇÕES DE OHSAS 18001:2007 CONCEITOS ELEMENTARES SISTEMA DE GESTÃO DE SSO OHSAS 18001:2007? FERRAMENTA ELEMENTAR CICLO DE PDCA (OHSAS 18001:2007) 4.6 ANÁLISE CRÍTICA 4.3 PLANEJAMENTO A P C D 4.5 VERIFICAÇÃO

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade. Marcelo Sakamori

Gerenciamento da Qualidade. Marcelo Sakamori Gerenciamento da Qualidade Marcelo Sakamori Qualidade Qual das Obras seguintes cumprem os requisitos de qualidade? Qualidade Fonte: SINDICOND, 2014 Qualidade Fonte: ARCHITECTURALDIGEST, 2014 Qualidade

Leia mais

Introdução. Toda organização executa basicamente dois tipos de atividade: Projeto; e. Operação (execução).

Introdução. Toda organização executa basicamente dois tipos de atividade: Projeto; e. Operação (execução). Gestão de Projetos Introdução Toda organização executa basicamente dois tipos de atividade: Projeto; e Operação (execução). O projeto é uma atividade muito particular, cuja finalidade principal é dar origem

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Douglas Farias Cordeiro

Gerenciamento de Projetos. Douglas Farias Cordeiro Gerenciamento de Projetos Douglas Farias Cordeiro Conceito de Organização Uma organização pode ser descrita como um arranjo sistemático, onde esforços individuais são agregados em prol de um resultado

Leia mais

Planejamento e Gestão de Projetos

Planejamento e Gestão de Projetos MBA em EXCELÊNCIA EM GESTÃO DE PROJETOS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Planejamento e Gestão de s Planejamento e Gestão de s Prof. Msc. Maria C Lage Prof. Newman Serrano, PMP Visão geral da disciplina Objetivos

Leia mais

17/5/2009. Esta área de conhecimento tem o objetivo de utilizar de forma mais efetiva as pessoas envolvidas no projeto (equipe e stakeholders)

17/5/2009. Esta área de conhecimento tem o objetivo de utilizar de forma mais efetiva as pessoas envolvidas no projeto (equipe e stakeholders) Gerenciamento de Recursos Humanos do Projeto FAE S. J. dos Pinhais Projeto e Desenvolvimento de Software Gerenciamento de Recursos Humanos Esta área de conhecimento tem o objetivo de utilizar de forma

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Realizar Aquisições Realizar a Garantia de Qualidade Distribuir Informações Gerenciar as

Leia mais

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS Eduardo Christófaro de Andrade Eng. Agrônomo Juliana Maria Mota

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo PRADO-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo PRADO-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo PRADO-MMGP Versão 1.6.4 Setembro 2009 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 2ª Edição (a publicar) Autor: Darci

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: GESTÃO DE PROJETOS Aula N : 10 Tema: Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Integração do Projeto Planejamento e Execução do Projeto

Gerenciamento de Integração do Projeto Planejamento e Execução do Projeto Gerenciamento de Integração do Projeto Planejamento e Execução do Projeto 4. Gerenciamento de integração do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 4.1 Desenvolver o termo de abertura do projeto 4.2 Desenvolver

Leia mais

TRANSIÇÃO DAS CERTIFICAÇÕES DOS SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL, PARA AS VERSÕES 2015 DAS NORMAS.

TRANSIÇÃO DAS CERTIFICAÇÕES DOS SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL, PARA AS VERSÕES 2015 DAS NORMAS. TRANSIÇÃO DAS CERTIFICAÇÕES DOS SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL, PARA AS VERSÕES 2015 DAS NORMAS. As novas versões das normas ABNT NBR ISO 9001 e ABNT NBR ISO 14001 foram

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Anderson Valadares

GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Anderson Valadares GESTÃO DE PROJETOS Prof. Anderson Valadares Projeto Empreendimento temporário Realizado por pessoas Restrições de recursos Cria produtos, ou serviços ou resultado exclusivo Planejado, executado e controlado

Leia mais

O planejamento do projeto. Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos Aula 8 Prof. Rafael Roesler

O planejamento do projeto. Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos Aula 8 Prof. Rafael Roesler O planejamento do projeto Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos Aula 8 Prof. Rafael Roesler 2 Introdução Processo de definição das atividades Sequenciamento de atividades Diagrama de

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA PROGRAMA DE MODERNIZAÇÃO INTEGRADA DO MINISTÉRIO DA FAZENDA - PMIMF MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA ATORES DA REDE DE INOVAÇÃO 2 O MODELO CONTEMPLA: Premissas e diretrizes de implementação Modelo

Leia mais

Aula 04 - Planejamento Estratégico

Aula 04 - Planejamento Estratégico Aula 04 - Planejamento Estratégico Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula visam permitir com que você saiba definir o escopo do projeto. Para tal, serão apresentados elementos que ajudem a elaborar

Leia mais

Endereço de acesso: https://suporte.ufopa.edu.br

Endereço de acesso: https://suporte.ufopa.edu.br Manual Do Usuário O GLPI é o sistema de chamados de suporte técnico utilizado pelo CTIC da UFOPA. Através dele serão atendidos os chamados de suporte a equipamentos de informática, redes de computadores

Leia mais

Introdução. Escritório de projetos

Introdução. Escritório de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é um documento formal que descreve normas,

Leia mais

Devo fazer uma certificação em Gerenciamento de Projetos? CAPM PMP PgMP PMI-ACP SM PMI-RMP PMI-SP. http://brasil.pmi.org

Devo fazer uma certificação em Gerenciamento de Projetos? CAPM PMP PgMP PMI-ACP SM PMI-RMP PMI-SP. http://brasil.pmi.org Devo fazer uma certificação em Gerenciamento de Projetos? CAPM PMP PgMP PMI-ACP SM PMI-RMP PMI-SP http://brasil.pmi.org Em todo o mundo há uma grande demanda por gerentes de projetos qualificados. Uma

Leia mais

PLANO DO PROJETO. Início: 18/11/10 Término: 16/12/10. Projeto: Treinamento em Gerenciamento de Projetos

PLANO DO PROJETO. Início: 18/11/10 Término: 16/12/10. Projeto: Treinamento em Gerenciamento de Projetos PLANO DO PROJETO : Treinamento em Gerenciamento de s : Carlos Magno da Silva Xavier Início: 18/11/10 Término: 16/12/10 Versão: 01 1 Introdução 1.1. Justificativa No momento atual, em que várias organizações

Leia mais

Disciplina: Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração. Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração.

Disciplina: Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração. Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração. Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração AULA 5 Set/2013 Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração Execução Áreas de conhecimentos de gerenciamento de projetos ESCOPO TEMPO CUSTO QUALIDADE

Leia mais

Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um

Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um projeto (PMBOK) Revisão O que vimos até agora? Iniciando um projeto Desenvolver o termo de abertura Desenvolver o escopo preliminar do projeto Gerenciamento

Leia mais

Case Promon: uma metodologia de Gerenciamento de Projetos. Setembro de 2012

Case Promon: uma metodologia de Gerenciamento de Projetos. Setembro de 2012 Case Promon: uma metodologia de Gerenciamento de Projetos Setembro de 2012 2011 2010 2009 2008 2007 2006 2004 2000 1997 1990 1979 1965 Hors concours no Top of Mind no Fórum Nacional de Benchmarking em

Leia mais

Tutorial de Gerenciamento de Projetos. Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011

Tutorial de Gerenciamento de Projetos. Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011 Tutorial de Gerenciamento de Projetos Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011 Apresentação Erika Yamagishi Engenheira de Computação pela UNICAMP Consultora associada

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Identificação ÁREA: Tecnologia SEMESTRE/ANO: 1º/2007 MÓDULO: FT REGIME: SM CARGA HORÁRIA: 40 HORAS BLOCO: 14/05/2007 a 08/06/2007 DISCIPLINA:

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das

Leia mais

DESENVOLVENDO O SISTEMA

DESENVOLVENDO O SISTEMA DESENVOLVENDO O SISTEMA Declaração da Necessidade O primeiro passo do processo de análise de sistema envolve a identificação da necessidade [Pressman-95]. Normalmente o analista reúne-se com o usuário

Leia mais

Curso: Engenharia de Software com Ênfase em Padrões de Software (UECE Universidade Estadual do Ceará) RUP

Curso: Engenharia de Software com Ênfase em Padrões de Software (UECE Universidade Estadual do Ceará) RUP Conceitos RUP RUP, abreviação de Rational Unified Process (ou Processo Unificado da Rational), é um processo de Engenharia de software criado pela Rational Software Corporation(a qual foi incorporada pela

Leia mais