Armazenamento Sob Atmosfera Modificada de Melão Cantaloupe Cultivado em Solo Arenoso com Diferentes Coberturas e Lâminas de Irrigação.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Armazenamento Sob Atmosfera Modificada de Melão Cantaloupe Cultivado em Solo Arenoso com Diferentes Coberturas e Lâminas de Irrigação."

Transcrição

1 Armazenamento Sob Atmosfera Modificada de Melão Cantaloupe Cultivado em Solo Arenoso com Diferentes Coberturas e Lâminas de Irrigação. Manoella Ingrid de O. Freitas; Maria Zuleide de Negreiros; Josivan Barbosa de Menezes; Ancélio R. O. Gondim; Diego R. de Q. Porto; Klígio N. Sólon; Maria José T. Câmara; Aurélio Paes Barros Júnior. ESAM, C. Postal 137, Mossoró-RN. RESUMO Um experimento foi conduzido no Laboratório de Pós-colheita de frutos e hortaliças da Escola Superior de Agricultura de Mossoró ESAM, para avaliar o armazenamento sob atmosfera modificada do melão Cantaloupe cultivado em solo arenoso com diferentes tipos de cobertura de solo e lâminas de irrigação. O delineamento experimental usado foi inteiramente casualizado em esquema fatorial 5 x 3 x 2 com quatro repetições. Os tratamentos do fatorial consistiram da combinação de cinco coberturas de solo (filmes de polietileno preto, prateado, amarelo e marrom, e solo descoberto) com três lâminas de irrigação (100%, 86% e 72% da lâmina padrão) e dois tempos de armazenamento (0 e 30 dias). Os frutos de melão foram armazenados a 5 1 o C e umidade relativa de 90% a 100%, envoltos em filme plástico Xtend. Observou-se interação tripla significativa entre os fatores: cobertura de solo, lâminas de irrigação, e tempo de armazenamento na firmeza e espessura de polpa. Os conteúdos de sólidos solúveis totais foram maiores no tempo zero de armazenamento, porém decresceram com o aumento das lâminas de irrigação. Palavras chaves: Cucumis melo, manejo de irrigação, filmes de polietileno, pós-colheita. ABSTRACT Storage of melon Cantaloupe under modified atmosphere cultivated in sandy soil with different soil coverages and irrigation sheets An experiment was carried out in the Fruits and Vegetables Postharvest Laboratory of the Escola Superior de Agricultura de Mossoró-ESAM, to evaluate the storage of melon Cantaloupe under modified atmosphere cultivated in sandy soil with different soil coverages and irrigation sheets. The experimental design used was a completely randomized in a factorial 5 x 3 x 2 scheme with four replications. The treatments of the factorial consisted of the combination of five soil coverages (black, silvered, yellow, and brown polyethylene films, and nude soil) with three irrigation sheets (100%, 86% and 72 % of the standard water amount) and two storage

2 times (0 and 30 days). Melon fruits were stored to 5 1 o C and relative humidity of 90% to 100%, wrapped up in plasticfilm Xtend. It was observed a significant triple interaction among the factors: soil coverages, irrigation sheets, and storage times on pulp firmness and thickness. The total soluble solids content were higher in zero storage time, but it decreased with irrigation sheets increasing. Keywords: Cucumis melo, irrigation management, polyethylene films, postharvest. INTRODUÇÃO A expansão do melão no pólo agrícola Rio Grande do Norte/Ceará, nos últimos anos, se deve à atuação das grandes empresas que dedicam a sua produção para exportação. Assim diversos pesquisadores estão buscando novas tecnologias como forma de melhorar não só o rendimento, mas também, a qualidade dos frutos para exportação. Dentre estas técnicas se destaca a cobertura do solo, principalmente depois do surgimento dos filmes plásticos que têm encontrado aceitação cada vez maior por parte dos produtores, devido à sua praticidade de aplicação e, sobretudo pelas vantagens que trazem aos cultivos, como aumento de produção de frutos comerciáveis, economia de água, controle de ou redução de plantas invasoras e melhoria na qualidade dos frutos para exportação (Costa et al., 2003; Gondim et al., 2003). O controle da temperatura e da umidade relativa no armazenamento refrigerado de melão é fundamental e essencial para prolongar a vida útil pós-colheita. Para tanto, o conhecimento de sua fisiologia pós-colheita é essencial a fim de possibilitar o controle de todos estes recursos, evitando possíveis desordens externas e internas e tornando possível o envio deste fruto aos mais distantes centros consumidores do país ou do exterior (Gondim et al., 2003). O trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade pós-colheita do melão Cantaloupe armazenado sob atmosfera modificada e proveniente de diferentes tipos de cobertura de solo e lâminas de irrigação. MATERIAL E MÉTODOS Os melões foram provenientes da primeira e segunda colheita do experimento de campo desenvolvido na Fazenda Santa Júlia Agro-Comercial Exportadora de Frutas Tropicais Ltda, Mossoró-RN, no período de 23 de agosto a 3 de novembro de Foram amostrados oito frutos de cada tratamento, totalizando 120 frutos, onde 60 foram utilizados para as determinações aos 30 dias de armazenamento.

3 Após a colheita, os frutos foram transferidos para o de pós-colheita de frutos e hortaliças da Escola Superior de Agricultura de Mossoró ESAM. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado com quatro repetições. Os tratamentos resultaram da combinação de cinco tipos de coberturas do solo (filmes de polietileno preto, prateado, amarelo marrom, e solo descoberto, como testemunha), três lâminas de irrigação: 282,63 mm (100% da lâmina padrão), 239,69 mm (85% da lâmina padrão) e 197,30 mm (70% da lâmina padrão) e dois tempos de armazenamento (zero e 30 dias de armazenamento), totalizando 30 tratamentos. Subtende-se como lâmina padrão, a lâmina de irrigação estimada para o cultivo de melão sem cobertura do solo (Allen et al., 1998). Os frutos foram armazenados a 5+ 1º C e umidade relativa de 90 a 100%, envoltos em filme plástico Xtend (espessura nominal: 20 m e passagem de vapor de água de g/m 2 dia a 20º C e 50% de UR) durante 25 dias, sendo submetidos a 20 o C com umidade relativa de 90 a 100%, por cinco dias. As características avaliadas nos tempos 0 (zero) e 30 dias de armazenamento dos frutos foram a firmeza da polpa (N), espessura da polpa (cm), e sólidos solúveis totais (%). RESULTADOS E DISCUSSÃO Os sólidos solúveis totais foram influenciados pelo fator tempo de armazenamento, onde se observou menor valor aos 30 dias de armazenamento (9,60 %) (Tabela 1), ficando ainda acima do aceitável para comercialização no mercado externo, que é de 9%. Gondim et al., (2003) trabalhando com os mesmos tratamentos, porém em solo de textura franco-argilosa também verificaram que os teores de sólidos solúveis foram menores aos 30 dias de armazenamento. Ao contrário dos frutos climatéricos como banana e maçã, que armazenam apreciáveis quantidades de amido para transformação em açúcares durante o armazenamento (Brady, 1987), o tecido mesocárpico do melão não contém reserva de amido, podendo justificar a redução dos sólidos totais. Verificou-se que os teores de sólidos solúveis reduziram em função das lâminas de irrigação (y 2 =99, ,3447/X; r 2 = 0,97). É presumível que o excesso de água nas maiores lâminas tenha contribuído para reduzir o teor de sólidos solúveis, como foi observado por Gondim et al., (2003). Para espessura de polpa observou-se interação entre os fatores cobertura do solo, lâminas de irrigação e tempo de armazenamento. Desdobrando essa interação observou-se apenas uma função resposta da espessura de polpa em função das lâminas de irrigação dentro

4 da cobertura amarela no tempo zero de armazenamento, onde essa variável aumentou com o aumento das lâminas de irrigação. Por outro lado aos 30 dias de armazenamento a espessura de polpa teve o mesmo comportamento anterior dentro dos plásticos preto e marrom (Tabela 2). Para firmeza de polpa observou-se interação significativa entre os fatores cobertura do solo, lâminas de irrigação e tempo de armazenamento. Desdobrando essa interação foi observado uma diminuição na firmeza de polpa com o aumento das lâminas de irrigação dentro do plástico prateado (y 2 = 590, ,7653/X 2. ; r 2. 0,99) no tratamento zero dias de armazenamento. LITERATURA CITADA ALLEN, R.G.; PEREIRA, L.S.; RAES, D.; SMITH,M. Crop evapotranspiration: guidelines for computing crop water requeriments. Rome: FAO, p. (FAO, Irrigation and Drainage Paper, 56). BRADY, C. J.; YOUNG, R. E. fruit ripening. Annual review of plant physiology, Palo Alto, v. 38, pag , COSTA, F. A ; NEGREIROS, M. Z.; MEDEIROS, J. F. ; LEITÃO, M. M. V. B. R. ; BEZERRA NETO, F.; PORTO, D.R.Q.; GONDIM, A R O.; FREITAS, K. K. C. Aspectos qualitativos do melão Gold Mine`cultivado no período chuvoso sob diferentes coberturas do solo e lâminas de irrigação. Horticultura brasileira, v. 21, n. 2, julho GONDIM, A R.O ; PORTO, D. R.Q.; NEGREIROS, M.Z.; MENEZES, J.B. MEDEIROS, J.F.; COSTA, F.B.; SENHOR, R.F.; BEZERRA NETO, F. Armazenamento sob atmosfera modificada de melão Cantaloupe Torreon`cultivado em diferentes tipos de cobertura de solo e lâminas de irrigação. Horticultura brasileira, v. 21, n. 2, julho AGRADECIMENTOS Os autores agradecem ao CNPq pela concessão da bolsa de Iniciação Científica e disponibilidade de recursos, bem como a Fazenda Santa Júlia Agro-Comercial Exportadora de frutas Tropicais Ltda, Mossoró-RN, que possibilitou a realização desse trabalho.

5 Tabela 1- Valores médios de sólidos solúveis totais de frutos de melão Torreon, em função dos tipos de cobertura e tempo de armazenamento. Mossoró, ESAM, Tipos de cobertura do solo Sólidos solúveis totais (%) Solo descoberto (testemunha) 9,71 a Polietileno preto 9,90 a Polietileno prateado 10,16 a Polietileno amarelo 10,47 a Polietileno marrom 10,26 a Tempo de armazenamento 0 dias 10,59 a 30 dias 9,60 b CV (%) 9,91 Médias seguidas da mesma letra não diferem entre si (p>0,05) pelo teste de Tukey. Tabela 2- Equações de regressões ajustadas para espessura de polpa (cm) de frutos de melão Torreon, cultivado sob diferentes coberturas de solo e lâminas de irrigação, em função do tempo de armazenamento. Mossoró, ESAM, Equações de regressão R 2 Tempo 1 (0 dias de armazenamento) Ŷ (Solo descoberto) = Y = 2,70 Ŷ (P. preto) = Y = 3,01 Ŷ (P. prateado) = Y = 3,11 Ŷ (P. amarelo) = Y = 2, ,0112 X 2 0,99 Ŷ (P. Marrom) = Y = 3,06 Ŷ (Solo descoberto) = Y = 2,53 Tempo 2 (30 dias de armazenamento) Ŷ(P. preto) = Y 2 = 7, ,2891X 2 0,99 Ŷ (P. prateado) = Y = 3,03 Ŷ (P. Amarelo) = Y = 3,29 Ŷ (P. Marrom) = Y = 12,4568 3,1346/X 2 0,99

6

Rendimento de melão cantaloupe cultivado em diferentes coberturas de solo e lâminas de irrigação.

Rendimento de melão cantaloupe cultivado em diferentes coberturas de solo e lâminas de irrigação. Rendimento de melão cantaloupe cultivado em diferentes coberturas de solo e lâminas de irrigação. Saint Clair Lira Santos 1 ; José Francismar de Medeiros 1 ; Maria Zuleide de Negreiros 1 ; Maria José Tôrres

Leia mais

Produção de Melão Cantaloupe Com Diferentes Tipos de Cobertura do Solo e Lâminas de Irrigação.

Produção de Melão Cantaloupe Com Diferentes Tipos de Cobertura do Solo e Lâminas de Irrigação. Produção de Melão Cantaloupe Com Diferentes Tipos de Cobertura do Solo e Lâminas de Irrigação. Priscillianna Carla dos S.G. Andrade; Maria Zuleide de Negreiros; José Francismar de Medeiros; Ozail Jácome

Leia mais

Classificação de Frutos Melão Cantaloupe Cultivado em Diferentes Coberturas do Solo e Lâminas de Irrigação.

Classificação de Frutos Melão Cantaloupe Cultivado em Diferentes Coberturas do Solo e Lâminas de Irrigação. Classificação de Frutos Melão Cantaloupe Cultivado em Diferentes Coberturas do Solo e Lâminas de Irrigação. Saint Clair Lira Santos 1 ; José Francismar de Medeiros 1 ; Maria Zuleide de Negreiros 1 ; Maria

Leia mais

Biologia floral do meloeiro em função de doses de nitrogênio em ambiente protegido.

Biologia floral do meloeiro em função de doses de nitrogênio em ambiente protegido. Biologia floral do meloeiro em função de doses de nitrogênio em ambiente protegido. Roberto Cleiton Fernandes de Queiroga 1 ; Mário Puiatti 1 ; Paulo Cezar Rezende Fontes 1 ; Paulo Roberto Cecon 2 ; Ancélio

Leia mais

Métodos de avaliação do teor de sólidos solúveis totais em melão amarelo cultivado com diferentes coberturas do solo e lâminas de irrigação

Métodos de avaliação do teor de sólidos solúveis totais em melão amarelo cultivado com diferentes coberturas do solo e lâminas de irrigação Métodos de avaliação do teor de sólidos solúveis totais em melão amarelo cultivado com diferentes coberturas do solo e lâminas de irrigação Maria José Tôrres Câmara¹; José Francismar de Medeiros 1 ; Maria

Leia mais

Eficiência da Terra de Diatomácea no Controle do Caruncho do Feijão Acanthoscelides obtectus e o Efeito na Germinação do Feijão

Eficiência da Terra de Diatomácea no Controle do Caruncho do Feijão Acanthoscelides obtectus e o Efeito na Germinação do Feijão Eficiência da Terra de Diatomácea no Controle do Caruncho do Feijão Acanthoscelides obtectus e o Efeito na Germinação do Feijão The Efficiency of Diatomaceous Earth in Control of Bean Weevil Acanthoscelides

Leia mais

Classificação de Frutos de Melão Amarelo Goldex Cultivado em Diferentes Coberturas do Solo e Lâminas de Irrigação no Período Chuvoso.

Classificação de Frutos de Melão Amarelo Goldex Cultivado em Diferentes Coberturas do Solo e Lâminas de Irrigação no Período Chuvoso. Classificação de Frutos de Melão Amarelo Goldex Cultivado em Diferentes Coberturas do Solo e Lâminas de Irrigação no Período Chuvoso. Maria José Tôrres Câmara 1 ; Maria Zuleide de Negreiros 1 ; José Francismar

Leia mais

QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE MAMÃO PAPAIA COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE ARACAJU

QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE MAMÃO PAPAIA COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE ARACAJU QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE MAMÃO PAPAIA COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE ARACAJU Wadson de Menezes Santos 1 ; Maria Priscilla Celestino Silveira 1 ; Raul Santos Macedo 2 ; Christtianno de Lima Rollemberg

Leia mais

ARMAZENAMENTO REFRIGERADO DE MELÃO GALIA SOLARKING SOB ATMOSFERA MODIFICADA.

ARMAZENAMENTO REFRIGERADO DE MELÃO GALIA SOLARKING SOB ATMOSFERA MODIFICADA. REVISTA CAATINGA ISSN 1-31X ARMAZENAMENTO REFRIGERADO DE MELÃO GALIA SOLARKING SOB ATMOSFERA MODIFICADA. 377 Pahlevi Augusto de Souza Engº. Agr. D. Sc. em Agronomia: Fitotecnia - pahlevi1@hotmail.com Josivan

Leia mais

FIRMEZA DE MAMÃO GOLDEN SOB RECOBRIMENTOS A BASE DE QUITOSANA E ARMAZENADOS SOB REFRIGERAÇÃO

FIRMEZA DE MAMÃO GOLDEN SOB RECOBRIMENTOS A BASE DE QUITOSANA E ARMAZENADOS SOB REFRIGERAÇÃO FIRMEZA DE MAMÃO GOLDEN SOB RECOBRIMENTOS A BASE DE QUITOSANA E ARMAZENADOS SOB REFRIGERAÇÃO Luciana Gomes Soares 1, Valdenia Cardoso da Silva Ferreira 1, Silvanda de Melo Silva 1, Antônio Augusto Marques

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE MELOEIRO CANTALOUPE ORGÂNICO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO

DESENVOLVIMENTO DE MELOEIRO CANTALOUPE ORGÂNICO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE MELOEIRO CANTALOUPE ORGÂNICO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO J. R. G. de Paiva 1 ; L. F. de Figueredo 2 ; T. H. da Silva 3 ; R. Andrade 4 ; J. G. R. dos Santos 4 RESUMO: O manejo

Leia mais

Evapotranspiração e coeficiente de cultivo da pimenteira em lisímetro de drenagem.

Evapotranspiração e coeficiente de cultivo da pimenteira em lisímetro de drenagem. Evapotranspiração e coeficiente de cultivo da pimenteira em lisímetro de drenagem. Sérgio Weine Paulino Chaves 1 ; Benito Moreira de Azevedo 1 ; Francisco Marcus Lima Bezerra 1 ; Neuzo Batista de Morais

Leia mais

RESPONSE FUNCTION OF MELON TO APPLICATION OF WATER DEPTHS FOR SOIL AND CLIMATIC CONDITIONS OF TERESINA-PI

RESPONSE FUNCTION OF MELON TO APPLICATION OF WATER DEPTHS FOR SOIL AND CLIMATIC CONDITIONS OF TERESINA-PI FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MELOEIRO À APLICAÇÃO DE LÂMINAS DE ÁGUA PARA AS CONDIÇÕES EDAFOCLIMÁTICAS DE TERESINA-PI E. R. GOMES 1 ; A. F. ROCHA JÚNIOR 2 ; C. A. SOARES 3 ; F. E. P. MOUSINHO 4 ; A. A. C. SALVIANO

Leia mais

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Microbial Biomass In Lettuce Culture Under Different Organic Fertilizers And Management Of Green Manure

Leia mais

Armazenamento refrigerado de melão Cantaloupe Torreon, sob atmosfera modificada. Fábio V. de S. Mendonça; Josivan B. Menezes;

Armazenamento refrigerado de melão Cantaloupe Torreon, sob atmosfera modificada. Fábio V. de S. Mendonça; Josivan B. Menezes; Armazenamento refrigerado de melão Cantaloupe Torreon, sob atmosfera modificada. Fábio V. de S. Mendonça; Josivan B. Menezes; Cledionor F. de Mendonça Júnior; Adriano do N. Simões; Franciscleudo B. da

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO EM UM CULTIVO DE BANANEIRA SUBMETIDA À SECAMENTO PARCIAL DO SISTEMA RADICULAR

DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO EM UM CULTIVO DE BANANEIRA SUBMETIDA À SECAMENTO PARCIAL DO SISTEMA RADICULAR DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO EM UM CULTIVO DE BANANEIRA SUBMETIDA À SECAMENTO PARCIAL DO SISTEMA RADICULAR Gessionei da Silva Santana 1, Eugênio Ferreira Coelho 2, Darlan Teles da Silva 3 1 Engenheiro

Leia mais

Desempenho de sistemas de irrigação na produção ecológica de rabanete utilizando água residuária tratada em ambiente protegido

Desempenho de sistemas de irrigação na produção ecológica de rabanete utilizando água residuária tratada em ambiente protegido Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA 28.09 a 01.10.2015 Desempenho de sistemas de irrigação na produção ecológica de rabanete utilizando água residuária tratada em ambiente protegido

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES COBERTURAS DO SOLO E USO DA MANTA AGROTEXTIL NA PRODUÇÃO DO MELOEIRO

EFEITO DE DIFERENTES COBERTURAS DO SOLO E USO DA MANTA AGROTEXTIL NA PRODUÇÃO DO MELOEIRO EFEITO DE DIFERENTES COBERTURAS DO SOLO E USO DA MANTA AGROTEXTIL NA PRODUÇÃO DO MELOEIRO M. B. BRAGA 1 ; J. S. CORREIA 3 ; R. C. S. DIAS 2, N. D. COSTA 2 ; H. R. SILVA 1, W. A. MAROUELLI 1 RESUMO: Este

Leia mais

IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DE ABASTECIMENTO SUBMETIDO À ADUBAÇÃO FOSFATADA EM PLANTAS DE PINHÃO MANSO

IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DE ABASTECIMENTO SUBMETIDO À ADUBAÇÃO FOSFATADA EM PLANTAS DE PINHÃO MANSO IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DE ABASTECIMENTO SUBMETIDO À ADUBAÇÃO FOSFATADA EM PLANTAS DE PINHÃO MANSO A. S. Silva 1 ; L. T. Souto Filho 1 ; M. F. Mendonça 1 ; P. G. Leite 2 ; F. V. da Silva 3 ; R.

Leia mais

FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MELOEIRO À APLICAÇÃO DE DOSES DE ADUBAÇÃO NITROGENADA PARA DOIS NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO

FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MELOEIRO À APLICAÇÃO DE DOSES DE ADUBAÇÃO NITROGENADA PARA DOIS NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MELOEIRO À APLICAÇÃO DE DOSES DE ADUBAÇÃO NITROGENADA PARA DOIS NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO C. A. Soares 1 ; A. F. Rocha Júnior 2 ; N. S. da Silva 2 ; E. R. Gomes 3 ; F. E. P. Mousinho 4

Leia mais

Avaliação da influência de coberturas mortas sobre o desenvolvimento da cultura da alface na região de Fernandópolis- SP.

Avaliação da influência de coberturas mortas sobre o desenvolvimento da cultura da alface na região de Fernandópolis- SP. Avaliação da influência de coberturas mortas sobre o desenvolvimento da cultura da alface na região de Fernandópolis- SP. Roberto Andreani Junior 1 Pedro Galbiati Neto 1 UNICASTELO-Faculdade de Ciências

Leia mais

AVALIAÇÃO DE ACESSOS DE MANDIOCA DE MESA EM PARACATU-MG

AVALIAÇÃO DE ACESSOS DE MANDIOCA DE MESA EM PARACATU-MG AVALIAÇÃO DE ACESSOS DE MANDIOCA DE MESA EM PARACATU-MG Mário Ozeas Sampaio dos Santos Filho 1, Josefino de Freitas Fialho 1, Eduardo Alano Vieira 1, Marilia Santos Silva 1, Silvana Vieira de Paula-Moraes

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO COMPUTACIONAL PARA O CONTROLE DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO 1

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO COMPUTACIONAL PARA O CONTROLE DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO 1 DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO COMPUTACIONAL PARA O CONTROLE DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO 1 M. G. Silva 2 ; F. D. D. Arraes 3 ; E. R. F. Ledo 4 ; D. H. Nogueira 5 RESUMO: O presente trabalho teve por objetivo

Leia mais

Caramuru Alimentos Ltda, Rod. BR 060 Km 388 s/n Zona Rural, C.E.P: 75.901.970 - Rio Verde/GO e-mail: zeronaldo@caramuru.com

Caramuru Alimentos Ltda, Rod. BR 060 Km 388 s/n Zona Rural, C.E.P: 75.901.970 - Rio Verde/GO e-mail: zeronaldo@caramuru.com Teores de óleo e proteína em grãos de soja, com diferentes manejos de percevejo, da colheita ao armazenamento, utilizando a espectroscopia no infravermelho próximo (NIR) 59 Marcelo Alvares de Oliveira

Leia mais

Produção de híbridos comerciais de tomateiro do grupo cereja cultivados no sistema hidropônico e conduzidos com diferentes números de hastes

Produção de híbridos comerciais de tomateiro do grupo cereja cultivados no sistema hidropônico e conduzidos com diferentes números de hastes Produção de híbridos comerciais de tomateiro do grupo cereja cultivados no sistema hidropônico e conduzidos com diferentes números de hastes Guilherme Brunhara Postali 1 ; Ernani Clarete da Silva 1 ; Gabriel

Leia mais

Aplicação de Nitrogênio em Cobertura no Feijoeiro Irrigado*

Aplicação de Nitrogênio em Cobertura no Feijoeiro Irrigado* ISSN 1678-9636 Aplicação de Nitrogênio em Cobertura no Feijoeiro Irrigado* 49 O feijoeiro é uma das principais culturas plantadas na entressafra em sistemas irrigados nas regiões Central e Sudeste do Brasil.

Leia mais

EFEITO DAS VARIÁVEIS METEOROLÓGICAS NA EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA DO SUBMÉDIO DO VALE SÃO FRANCISCO

EFEITO DAS VARIÁVEIS METEOROLÓGICAS NA EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA DO SUBMÉDIO DO VALE SÃO FRANCISCO EFEITO DAS VARIÁVEIS METEOROLÓGICAS NA EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA DO SUBMÉDIO DO VALE SÃO FRANCISCO Thieres G. F. da SILVA 1,4, José Edson F. de MORAIS 1, Wellington J. da S. DINIZ 1, Jannaylton E.

Leia mais

QUALIDADE E VIDA ÚTIL PÓS-COLHEITA DO MELÃO GOLD MINE PRODUZIDO NA ÉPOCA DAS CHUVAS

QUALIDADE E VIDA ÚTIL PÓS-COLHEITA DO MELÃO GOLD MINE PRODUZIDO NA ÉPOCA DAS CHUVAS ISSN: 117-89 23 QUALIDADE E VIDA ÚTIL PÓS-COLHEITA DO MELÃO GOLD MINE PRODUZIDO NA ÉPOCA DAS CHUVAS Janilson Kleber Menezes Mota 1, Josivan Barbosa Menezes 2, Glauber Henrique de Sousa Nunes 3, Railene

Leia mais

Produção de cultivares de alface em três sistemas de cultivo em Montes Claros-MG

Produção de cultivares de alface em três sistemas de cultivo em Montes Claros-MG Produção de cultivares de alface em três sistemas de cultivo em Montes Claros-MG Cândido Alves da Costa; Sílvio Júnio Ramos; Simone Nassau Zuba; Wagner Fabian. UFMG-Núcleo de Ciências Agrárias, C. Postal

Leia mais

Conservação pós-colheita dos frutos de quatro cultivares de quiabo com a utilização do filme de PVC em condições ambientes.

Conservação pós-colheita dos frutos de quatro cultivares de quiabo com a utilização do filme de PVC em condições ambientes. Conservação pós-colheita dos frutos de quatro cultivares de quiabo com a utilização do filme de PVC em condições ambientes. Wagner Ferreira da Mota 1 ; Fernando Luiz Finger 2 ; Paulo Roberto Cecon 3 ;

Leia mais

Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais

Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais César Ferreira Santos¹; Antônio Augusto Rocha Athayde²; Geann Costa Dias 1 ; Patrícia Fernades Lourenço¹

Leia mais

Biologia Floral do Meloeiro no Ceará: Emissão, Duração e Relação Flores Masculinas / Hermafroditas.

Biologia Floral do Meloeiro no Ceará: Emissão, Duração e Relação Flores Masculinas / Hermafroditas. Biologia Floral do Meloeiro no Ceará: Emissão, Duração e Relação Flores Masculinas / Hermafroditas. João R. Crisóstomo 1 ; Lorna F. Falcão 2 ; Fernando A. S. de Aragão 3 ; Jalmi G. Freitas 4 ; Jefté F.

Leia mais

Desempenho de cultivares e populações de cenoura em cultivo orgânico no Distrito Federal.

Desempenho de cultivares e populações de cenoura em cultivo orgânico no Distrito Federal. Desempenho de cultivares e populações de cenoura em cultivo orgânico no Distrito Federal. Flávia M. V. Teixeira Clemente, Francisco V. Resende, Jairo V. Vieira Embrapa Hortaliças, C. Postal 218, 70.359-970,

Leia mais

Tecnologia de Alimentos. QUALIDADE DE PÊSSEGOS cv. Eldorado MINIMAMENTE PROCESSADOS E TRATADOS COM DIFERENTES ANTIOXIDANTES

Tecnologia de Alimentos. QUALIDADE DE PÊSSEGOS cv. Eldorado MINIMAMENTE PROCESSADOS E TRATADOS COM DIFERENTES ANTIOXIDANTES p. 1/5 Tecnologia de Alimentos QUALIDADE DE PÊSSEGOS cv. Eldorado MINIMAMENTE PROCESSADOS E TRATADOS COM DIFERENTES ANTIOXIDANTES 1 Rufino Fernando Flores Cantillano, 2 Maurício Seifert*, 2 Jardel Araujo

Leia mais

Influência do armazenamento refrigerado na qualidade pós-colheita de mirtilo

Influência do armazenamento refrigerado na qualidade pós-colheita de mirtilo 1 2 Influência do armazenamento refrigerado na qualidade pós-colheita de mirtilo 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 José G. S. Medeiros 1 ; Jessica

Leia mais

Produção e eficiência de uso da radiação fotossinteticamente ativa pelo morangueiro em diferentes ambientes de cultivo.

Produção e eficiência de uso da radiação fotossinteticamente ativa pelo morangueiro em diferentes ambientes de cultivo. Produção e eficiência de uso da radiação fotossinteticamente ativa pelo morangueiro em diferentes ambientes de cultivo. Jaime Duarte Filho 1 ; Silvana C. S. Bueno 2 1 Fazenda Experimental de Caldas EPAMIG,

Leia mais

Produção de Meloeiro Cultivado em Cambissolo Háplico do Semi- Arído Norte-Rio-Grandense Usando Princípios da Agricultura Orgânica.

Produção de Meloeiro Cultivado em Cambissolo Háplico do Semi- Arído Norte-Rio-Grandense Usando Princípios da Agricultura Orgânica. Produção de Meloeiro Cultivado em Cambissolo Háplico do Semi- Arído Norte-Rio-Grandense Usando Princípios da Agricultura Orgânica. Letúzia M. de Oliveira 1, Paloma M. D. B. de Araújo 1, Maurício de Oliveira

Leia mais

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Suporte no Crescimento e Produção de Alface em Cultivo Protegido e Hidroponia.

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Suporte no Crescimento e Produção de Alface em Cultivo Protegido e Hidroponia. Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Suporte no Crescimento e Produção de Alface em Cultivo Protegido e Hidroponia. Francisco José Alves Fernandes Távora 1 ; Pedro Renato Aguiar de Melo 1 Universidade

Leia mais

Produção de Híbridos Comercias de Pimentão (Capsicum annuum) em Cultivo Protegido no Estado de Roraima.

Produção de Híbridos Comercias de Pimentão (Capsicum annuum) em Cultivo Protegido no Estado de Roraima. Produção de Híbridos Comercias de Pimentão (Capsicum annuum) em Cultivo Protegido no Estado de Roraima. Kátia de Lima Nechet (1) ; Bernardo de Almeida Halfeld-Vieira (1) ; Paulo Roberto Valle da Silva

Leia mais

CONTEÚDO DE ÁGUA NO SOLO EM CULTIVO DE MILHO BASEADO EM REFLECTOMETRIA NO DOMÍNIO DO TEMPO - TDR E NO BALANÇO HÍDRICO DO SOLO

CONTEÚDO DE ÁGUA NO SOLO EM CULTIVO DE MILHO BASEADO EM REFLECTOMETRIA NO DOMÍNIO DO TEMPO - TDR E NO BALANÇO HÍDRICO DO SOLO CONTEÚDO DE ÁGUA NO SOLO EM CULTIVO DE MILHO BASEO EM REFLECTOMETRIA NO DOMÍNIO DO TEMPO - TDR E NO BALANÇO HÍDRICO DO SOLO A. E. Q. Rocha 1 ; P. L. V. S. Sarmento 1 ; G. Bastos Lyra 2 ; G. B. Lyra 3 ;

Leia mais

Efeito da densidade de plantas no rendimento de bulbos com diferentes cultivares de cebola.

Efeito da densidade de plantas no rendimento de bulbos com diferentes cultivares de cebola. Efeito da densidade de plantas no rendimento de bulbos com diferentes cultivares de cebola. Marie Yamamoto Reghin; Rosana Fernandes Otto; Carlos Felipe Stülp Jacoby; Jean Ricardo Olinik; Rafael Pagano

Leia mais

Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil

Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil Carlos Rocha, Railene Hérica; Barbosa Menezes, Josivan; Carvalho Nascimento, Selma Rogéria de; Souza

Leia mais

AVALIAÇÃO DE PROGÊNIES DE MILHO NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE ADUBO

AVALIAÇÃO DE PROGÊNIES DE MILHO NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE ADUBO REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA ISSN 1677-0293 PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 5 JUNHO DE 2004 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO AMARELO UTILIZANDO FERTIRRIGAÇÃO POR CAPILARIDADE

PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO AMARELO UTILIZANDO FERTIRRIGAÇÃO POR CAPILARIDADE PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO AMARELO UTILIZANDO FERTIRRIGAÇÃO POR CAPILARIDADE J. P. B. M. COSTA, 1, R. L. SILVA 1, R. A. A. GUEDES 1, F. M. S. BEZERRA 1, R. C. CUNHA, M. W. L. SOUZA 1, F. A. OLIVEIRA

Leia mais

Palavras-Chave: Adubação nitrogenada, massa fresca, área foliar. Nitrogen in Cotton

Palavras-Chave: Adubação nitrogenada, massa fresca, área foliar. Nitrogen in Cotton 64 Nitrogênio na cultura do Algodão Helton Aparecido Rosa 1, Reginaldo Ferreira Santos 1, Maycon Daniel Vieira 1, Onóbio Vicente Werner 1, Josefa Moreno Delai 1, Marines Rute de Oliveira 1 1 Universidade

Leia mais

Scientia Agraria ISSN: 1519-1125 sciagr@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil

Scientia Agraria ISSN: 1519-1125 sciagr@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil Scientia Agraria ISSN: 1519-1125 sciagr@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil ALVES, Antonio Carlos; Shong LIN, Hiow TIPO DE EMBALAGEM, UMIDADE INICIAL E PERÍODO DE ARMAZENAMENTO EM SEMENTES DE

Leia mais

ABSORÇÃO DE MICRONUTRIENTES APÓS APLICAÇÃO DE BIOSSÓLIDO NO DESENVOLVIMENTO INICIAL DE EUCALIPTO

ABSORÇÃO DE MICRONUTRIENTES APÓS APLICAÇÃO DE BIOSSÓLIDO NO DESENVOLVIMENTO INICIAL DE EUCALIPTO ABSORÇÃO DE MICRONUTRIENTES APÓS APLICAÇÃO DE BIOSSÓLIDO NO DESENVOLVIMENTO INICIAL DE EUCALIPTO Ivo Zution Gonçalves¹; Giovanni de Oliveira Garcia²; João Carlos Madalão³; Hanne Nippes Bragança 4 ; Glaucio

Leia mais

Influência do armazenamento na durabilidade pós-colheita de helicônia Kessyana Pereira Leite, Paula Guimarães Pinheiro de Araújo, Andreza Santos da

Influência do armazenamento na durabilidade pós-colheita de helicônia Kessyana Pereira Leite, Paula Guimarães Pinheiro de Araújo, Andreza Santos da Influência do armazenamento na durabilidade pós-colheita de helicônia Kessyana Pereira Leite, Paula Guimarães Pinheiro de Araújo, Andreza Santos da Costa e Vivian Loges Introdução Um dos critérios para

Leia mais

INFLUÊNCIA DO HORÁRIO DE COLETA DE ESTACAS E DA NEBULIZAÇÃO INTERMITENTE NA PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE ALECRIM-PIMENTA

INFLUÊNCIA DO HORÁRIO DE COLETA DE ESTACAS E DA NEBULIZAÇÃO INTERMITENTE NA PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE ALECRIM-PIMENTA INFLUÊNCIA DO HORÁRIO DE COLETA DE ESTACAS E DA NEBULIZAÇÃO INTERMITENTE NA PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE ALECRIM-PIMENTA Wellington Geraldo Oliveira Carvalho Júnior 1* ; Marco Túlio Pinheiro de Melo 1 ; Ernane

Leia mais

Desenvolvimento de Plantas de Cubiu Sob Diferentes Doses de Água Residuária da Despolpa dos Frutos do Cafeeiro Arábica.

Desenvolvimento de Plantas de Cubiu Sob Diferentes Doses de Água Residuária da Despolpa dos Frutos do Cafeeiro Arábica. Desenvolvimento de Plantas de Cubiu Sob Diferentes Doses de Água Residuária da Despolpa dos Frutos do Cafeeiro Arábica. José Carlos Lopes 1 ; Viviani Bridi 2 ; Ronaldo de Almeida 2 ; Marcus Altoé 2 ; Leonardo

Leia mais

ART-01/12. COMO CALCULAMOS A EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA (ETo)

ART-01/12. COMO CALCULAMOS A EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA (ETo) Os métodos de estimativa da evapotranspiração estão divididos em métodos diretos, por meio do balanço de água no solo e pelos métodos indiretos, por meio do uso de dados meteorológicos. Os métodos diretos

Leia mais

Eficiência Produtiva da Batata-Doce em Função de Doses de Fósforo e do Sistema de Plantio Sem Uso de Defensivos.

Eficiência Produtiva da Batata-Doce em Função de Doses de Fósforo e do Sistema de Plantio Sem Uso de Defensivos. Eficiência Produtiva da Batata-Doce em Função de Doses de Fósforo e do Sistema de Plantio Sem Uso de Defensivos. Ademar P. de Oliveira 1 ; José Elenilson L. da Silva 2 ; Walter Esfraim Pereira 1 ; Genildo

Leia mais

ACLIMATIZAÇÃO DE CULTIVARES DE ABACAXIZEIRO SOB MALHAS DE SOMBREAMENTO COLORIDAS

ACLIMATIZAÇÃO DE CULTIVARES DE ABACAXIZEIRO SOB MALHAS DE SOMBREAMENTO COLORIDAS ACLIMATIZAÇÃO DE CULTIVARES DE ABACAXIZEIRO SOB MALHAS DE SOMBREAMENTO COLORIDAS RAFAEL SOUZA MELO 1 ; JEFFERSON BITTENCOURT VENÂNCIO 2 ; WELLINGTON FARIAS ARAÚJO 3 ; EDVAN ALVES CHAGAS 4 ; NILMA BRITO

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DA ADUBAÇÃO DE COBERTURA PELOS MÉTODOS SUPERFICIAL E COVETA LATERAL EM UM PLANTIO DE Eucalyptus urograndis - GARÇA, SP

ANÁLISE COMPARATIVA DA ADUBAÇÃO DE COBERTURA PELOS MÉTODOS SUPERFICIAL E COVETA LATERAL EM UM PLANTIO DE Eucalyptus urograndis - GARÇA, SP ANÁLISE COMPARATIVA DA ADUBAÇÃO DE COBERTURA PELOS MÉTODOS SUPERFICIAL E COVETA LATERAL EM UM PLANTIO DE Eucalyptus urograndis - GARÇA, SP FERREIRA, Renato de Araújo renato_a_f@hotmail.com GIACOMETTI,

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Penman-Monteith. Semiárido. Evapotranspiração. Escassez de chuva. Irrigação

PALAVRAS-CHAVE: Penman-Monteith. Semiárido. Evapotranspiração. Escassez de chuva. Irrigação CALIBRAÇÃO DOS PARÂMETROS DA EQUAÇÃO DE HARGREAVES & SAMANI E ESTIMATIVA DA VARIAÇÃO DO VOLUME DE ÁGUA A SER APLICADO NA CULTURA DA GOIABA PARA IGUATU, CEARÁ-BRASIL Juarez Cassiano de Lima Junior¹, Antonio

Leia mais

IMPACTOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA EVATRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA EM SANTA CATARINA

IMPACTOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA EVATRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA EM SANTA CATARINA IMPACTOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA EVATRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA EM SANTA CATARINA Angelo Mendes Massignam 1 ; Claudia G. Camargo 2 ; Cristina Pandolfo 3, Daniel A. Malandrin 4 1 Eng. Agrônomo, PhD, Epagri/Ciram

Leia mais

DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO DE MUDAS DE CAFEEIRO SOB DOSES DE CAMA DE FRANGO E ESTERCO BOVINO CURTIDO

DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO DE MUDAS DE CAFEEIRO SOB DOSES DE CAMA DE FRANGO E ESTERCO BOVINO CURTIDO DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO DE MUDAS DE CAFEEIRO SOB DOSES DE CAMA DE FRANGO E ESTERCO BOVINO CURTIDO Cícero José da Silva¹; Benjamim de Melo²; César Antônio da Silva³; Carlos Eduardo Mesquita Pode 4 ;

Leia mais

Potencial Germinativo De Sementes De Moringa oleifeira Em Diferentes Condições De Armazenamento

Potencial Germinativo De Sementes De Moringa oleifeira Em Diferentes Condições De Armazenamento Potencial Germinativo De Sementes De Moringa oleifeira Em Diferentes Condições De Armazenamento Kyvia Pontes Teixeira das Chagas (1) ; Ciro de Oliveira Ribeiro (2) ; Hanieri Alves da Silva (3) ; Luan Henrique

Leia mais

PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATEIRO EM DIFERENTES SUBSTRATOS À BASE DE MATERIAIS REGIONAIS SOB ADUBAÇÃO FOLIAR 1 INTRODUÇÃO

PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATEIRO EM DIFERENTES SUBSTRATOS À BASE DE MATERIAIS REGIONAIS SOB ADUBAÇÃO FOLIAR 1 INTRODUÇÃO PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATEIRO EM DIFERENTES SUBSTRATOS À BASE DE MATERIAIS REGIONAIS SOB ADUBAÇÃO FOLIAR 1 Leonardo Pereira da Silva Brito 2, Ítalo Herbert Lucena Cavalcante 2, Márkilla Zunete Beckmann-Cavalcante

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 6 a 0 de Agosto de 0 Qualidade de Sementes Híbridas de Milho Processadas em Separador por Cor Cibele Aparecida Teixeira da Silva, João Almir

Leia mais

CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS ATRAVÉS DE HERBICIDAS EM CONDIÇÕES DE SAFRINHA

CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS ATRAVÉS DE HERBICIDAS EM CONDIÇÕES DE SAFRINHA CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS ATRAVÉS DE HERBICIDAS EM CONDIÇÕES DE SAFRINHA Hugo de Almeida Dan 1, Alberto Leão de Lemos Barroso 2, Lilian Gomes de Moraes Dan 3, Alaeste Diniz da Silva Júnior 3, Cleriston

Leia mais

Produtividade de tomate, cv. Débora Pto, em função de adubação organomineral via foliar e gotejamento.

Produtividade de tomate, cv. Débora Pto, em função de adubação organomineral via foliar e gotejamento. CONVÊNIOS CNPq/UFU & FAPEMIG/UFU Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação DIRETORIA DE PESQUISA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2008 UFU 30 anos Produtividade

Leia mais

Dormência em sementes de pata-de-vaca (Bauhinia angulata vell).

Dormência em sementes de pata-de-vaca (Bauhinia angulata vell). Dormência em sementes de pata-de-vaca (Bauhinia angulata vell). Oscar José Smiderle 1 ; Moises Mourão Jr 1 ; Francisco Joaci de Freitas Luz 1. 1 Pesquisador Embrapa Roraima CP 133 CEP 691-97 Boa Vista

Leia mais

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Sustentação das Plantas nas Condições Ambientais do Cultivo Protegido de Alface em Sistema Hidropônico.

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Sustentação das Plantas nas Condições Ambientais do Cultivo Protegido de Alface em Sistema Hidropônico. Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Sustentação das Plantas nas Condições Ambientais do Cultivo Protegido de Alface em Sistema Hidropônico. Francisco José Alves Fernandes Távora 1, Pedro Renato

Leia mais

Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças

Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 Efeito da reidratação na coloração da salsinha. Zeuxis R. Evangelista 1 ; Kari K. S. Araújo 1, Carolina C. Sena

Leia mais

Utilização de jato de água e ar no controle de cochonilhas farinhentas em videira

Utilização de jato de água e ar no controle de cochonilhas farinhentas em videira 243 Utilização de jato de água e ar no controle de cochonilhas farinhentas em videira Utilização de jato de água e ar no controle de cochonilhas farinhentas em videira Use of water and air to control mealybugs

Leia mais

Rendimento e qualidade do melão em diferentes espaçamentos de plantio.

Rendimento e qualidade do melão em diferentes espaçamentos de plantio. Rendimento e qualidade do melão em diferentes espaçamentos de plantio. Geraldo M. de Resende; Nivaldo D. Costa Embrapa - Semi-Árido, C. Postal 23, 56302.970 Petrolina - PE. E-mail: gmilanez@ufla.br RESUMO

Leia mais

V Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012

V Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012 V Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012 Produção de mudas e avaliação de características Agronômicas e químicas de mangarito (Xanthossoma

Leia mais

DESENVOLVIMENTO INICIAL DE PLÂNTULAS DE Jatropha curcas L. PROVENIENTES DE SEMENTES SUBMETIDAS A DIFERENTES AMBIENTES E TEMPO DE ARMAZENAMENTO

DESENVOLVIMENTO INICIAL DE PLÂNTULAS DE Jatropha curcas L. PROVENIENTES DE SEMENTES SUBMETIDAS A DIFERENTES AMBIENTES E TEMPO DE ARMAZENAMENTO DESENVOLVIMENTO INICIAL DE PLÂNTULAS DE Jatropha curcas L. PROVENIENTES DE SEMENTES SUBMETIDAS A DIFERENTES AMBIENTES E TEMPO DE ARMAZENAMENTO Jailson Vieira Aguilar (1), Renata Capistrano Moreira Furlani

Leia mais

PRODUÇÃO DE ETANOL COM CANA CRUA ARMAZENADA NO INÍCIO DE SAFRA ETHANOL PRODUCTION BY GREEN CANE IN BEGINNING OF THE SEASON

PRODUÇÃO DE ETANOL COM CANA CRUA ARMAZENADA NO INÍCIO DE SAFRA ETHANOL PRODUCTION BY GREEN CANE IN BEGINNING OF THE SEASON PRODUÇÃO DE ETANOL COM CANA CRUA ARMAZENADA NO INÍCIO DE SAFRA ETHANOL PRODUCTION BY GREEN CANE IN BEGINNING OF THE SEASON Resumo Bruna Nayara Jorge Viola () Josiene Rocha Teixeira () Rodrigo Vezzani Franzé

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM EM FUNÇÃO DA SATURAÇÃO POR BASES DO SOLO E DA GESSAGEM. Acadêmico PVIC/UEG do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG.

PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM EM FUNÇÃO DA SATURAÇÃO POR BASES DO SOLO E DA GESSAGEM. Acadêmico PVIC/UEG do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM EM FUNÇÃO DA SATURAÇÃO POR BASES DO SOLO E DA GESSAGEM Zélio de Lima Vieira 1 ; Valter de Oliveira Neves Júnior 1 ; Rodolfo Araújo Marques 1 ; Rafael Benetti 1 ; Adilson

Leia mais

COMPORTAMENTO GERMINATIVO DE DIFERENTES CULTIVARES DE GIRASSOL SUBMETIDAS NO REGIME DE SEQUEIRO

COMPORTAMENTO GERMINATIVO DE DIFERENTES CULTIVARES DE GIRASSOL SUBMETIDAS NO REGIME DE SEQUEIRO COMPORTAMENTO GERMINATIVO DE DIFERENTES CULTIVARES DE GIRASSOL SUBMETIDAS NO REGIME DE SEQUEIRO Autor 1 Renata Fernandes de Matos Autor 2 Edilza Maria Felipe Vásquez Autor 3 Leonardo Lenin Marquez de Brito

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Utilização de dejetos e resíduos de origem animal como alternativa na adubação de feijão irrigado Lilian Christian Domingues de Souza 1, Alício

Leia mais

AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MANDIOCA MANSA COM AGRICULTORES FAMILIARES DE GUARATINGA, BA 1.

AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MANDIOCA MANSA COM AGRICULTORES FAMILIARES DE GUARATINGA, BA 1. AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MANDIOCA MANSA COM AGRICULTORES FAMILIARES DE GUARATINGA, BA 1. Mauto de Souza DINIZ 2 ; Arlene Maria Gomes OLIVEIRA 2 ; Nelson Luz PEREIRA 3 ; Jackson Lopes de OLIVEIRA 4 RESUMO:

Leia mais

EFEITO DA ADUBAÇÃO FOSFATADA SOBRE O RENDIMENTO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PASPALUM ATRATUM BRA-009610

EFEITO DA ADUBAÇÃO FOSFATADA SOBRE O RENDIMENTO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PASPALUM ATRATUM BRA-009610 REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA - ISSN 1677-0293 P UBLICAÇÃO C IENTÍFICA DA F ACULDADE DE A GRONOMIA E E NGENHARIA F LORESTAL DE G ARÇA/FAEF A NO IV, NÚMERO 08, DEZEMBRO DE 2005. PERIODICIDADE:

Leia mais

Patogenesia de Rhus toxicodendron na água

Patogenesia de Rhus toxicodendron na água V Fórum Regional de Agroecologia e VIII Semana do Meio Ambiente Pensar Globalmente, Agir localmente e utilizar ecologicamente 08 a 10 de novembro de 2012 Patogenesia de Rhus toxicodendron na água MARIANE

Leia mais

Journal of Fruits and Vegetables, v. 1, n. 1, p. 53-60, 2015

Journal of Fruits and Vegetables, v. 1, n. 1, p. 53-60, 2015 MONITORAMENTO DA MATURAÇÃO PÓS-COLHEITA DE TOMATE VERDE MADURO DOS GRUPOS ITALIANO PIZZADORO E SALADETE ALAMBRA ANJOS, Valéria Delgado de A 1 ; ZANINI, Juliana Salvetti 2 ; ABRAHÃO, Roberta Maria Soares

Leia mais

XVI CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 22 a 26 de outubro de 2007 DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS NA CULTURA DA ALFACE CRESPA ROXA

XVI CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 22 a 26 de outubro de 2007 DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS NA CULTURA DA ALFACE CRESPA ROXA DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS NA CULTURA DA ALFACE CRESPA ROXA CLEBER LÁZARO RODAS 1 ; JANICE GUEDES DE CARVALHO 2 ; LAURO LUIS PETRAZZINI 3 ; JONY EISHI YURI 4 ; ROVILSON JOSÉ DE SOUZA 5. RESUMO O presente

Leia mais

APLICAÇÃO FOLIAR DE ZINCO NO FEIJOEIRO COM EMPREGO DE DIFERENTES FONTES E DOSES

APLICAÇÃO FOLIAR DE ZINCO NO FEIJOEIRO COM EMPREGO DE DIFERENTES FONTES E DOSES APLICAÇÃO FOLIAR DE ZINCO NO FEIJOEIRO COM EMPREGO DE DIFERENTES FONTES E DOSES DENIS AUGUSTO DE SOUSA 1,4, ROBERLI RIBEIRO GUIMARÃES 2,4, ITAMAR ROSA TEIXEIRA 2,4 RESUMO: À exceção de alguns trabalhos

Leia mais

PRODUÇÃO DO MORANGUEIRO A PARTIR DE MUDAS COM DIFERENTES ORIGENS

PRODUÇÃO DO MORANGUEIRO A PARTIR DE MUDAS COM DIFERENTES ORIGENS PRODUÇÃO DO MORANGUEIRO A PARTIR DE MUDAS COM DIFERENTES ORIGENS MICHEL ALDRIGHI GONÇALVES 1 ; CARINE COCCO 1 ; LUCIANO PICOLOTTO 2 ; LETICIA VANNI FERREIRA 1 ; SARAH FIORELLI DE CARVALHO 3 ; LUIS EDUARDO

Leia mais

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA NOS ATRIBUTOS FÍSICOS DE UM NEOSSOLO QUARTZARÊNICO CULTIVADO COM EUCALIPTO.

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA NOS ATRIBUTOS FÍSICOS DE UM NEOSSOLO QUARTZARÊNICO CULTIVADO COM EUCALIPTO. INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA NOS ATRIBUTOS FÍSICOS DE UM NEOSSOLO QUARTZARÊNICO CULTIVADO COM EUCALIPTO. Bruno Marchió 1, Talles Eduardo Borges dos Santos 2, Jânio Goulart dos Santos 3 ; Andrisley Joaquim

Leia mais

Produtividade de Cebolinha e Rabanete Cultivados Solteiros e Consorciados sob Manejo Orgânico

Produtividade de Cebolinha e Rabanete Cultivados Solteiros e Consorciados sob Manejo Orgânico Produtividade de Cebolinha e Rabanete Cultivados Solteiros e Consorciados sob Manejo Orgânico Productivity of bunching onion and radish single and intercropped under organic management MASSAD, Marília

Leia mais

Utilização da atmosfera modificada na conservação pós-colheita de cebola (Allium cepa, L.).

Utilização da atmosfera modificada na conservação pós-colheita de cebola (Allium cepa, L.). Utilização da atmosfera modificada na conservação pós-colheita de cebola (Allium cepa, L.). Marcela Ramos Santos; Ana Elisa Oliveira dos Santos; Joice Simone dos Santos; Patrício Ferreira Batista; Mayara

Leia mais

REVISTA CAATINGA ISSN 0100-316X UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO (UFERSA) Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

REVISTA CAATINGA ISSN 0100-316X UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO (UFERSA) Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação DISPONIBILIDADE DE FÓSFORO EM NEOSSOLO QUARTZARÊNICO CULTIVADO COM MELÃO Laerte Bezerra de Amorim Eng Agrônomo, Mestrando em Ciência do Solo, Universidade Federal Rural de Pernambuco, R. Dom Manoel de

Leia mais

Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil

Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil Leite de Lima, Grace Kelly; Liberalino Filho, João; Ferreira Linhares, Paulo César; Borges Maracajá,

Leia mais

Qualidade em melões comercializadas em diferentes nichos de mercado. Kelly J. A. de OLIVEIRA 1 ; Adriana F. dos Santos 2 ; Ana Marina. A.

Qualidade em melões comercializadas em diferentes nichos de mercado. Kelly J. A. de OLIVEIRA 1 ; Adriana F. dos Santos 2 ; Ana Marina. A. 1 2 3 Qualidade em melões comercializadas em diferentes nichos de mercado. Kelly J. A. de OLIVEIRA 1 ; Adriana F. dos Santos 2 ; Ana Marina. A. Alves 3 ; Deocleciano C. S. Neto 3 ; Júlia M. Bezerra 4 4

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 23/2015 Campus Rio Pomba FOLHA DE PROVA

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 23/2015 Campus Rio Pomba FOLHA DE PROVA Tema 01: DELINEAMENTOS EXPERIMENTAIS Descreva as características que diferenciam um delineamento experimental (p. ex. inteiramente casualizado, em blocos completos, em quadrado latino, em blocos incompletos

Leia mais

COMPARAÇÃO DE SONDAS DE AMOSTRAGEM PARA ANÁLISE DA CANA EM DUAS SAFRAS SAMPLES PROBES COMPARISON FOR SUGARCANE ANALYSIS ON TWO SEASON

COMPARAÇÃO DE SONDAS DE AMOSTRAGEM PARA ANÁLISE DA CANA EM DUAS SAFRAS SAMPLES PROBES COMPARISON FOR SUGARCANE ANALYSIS ON TWO SEASON COMPARAÇÃO DE SONDAS DE AMOSTRAGEM PARA ANÁLISE DA CANA EM DUAS SAFRAS SAMPLES PROBES COMPARISON FOR SUGARCANE ANALYSIS ON TWO SEASON Leonardo Lucas Madaleno (1) Reginaldo Soares Santos (2) Juliana Freire

Leia mais

Germinação e viabilidade de sementes de pupunha em diferentes ambientes e tipos de embalagens

Germinação e viabilidade de sementes de pupunha em diferentes ambientes e tipos de embalagens Germinação e viabilidade de sementes de pupunha em diferentes ambientes e tipos de embalagens Maria das Graças Conceição Parada Costa Silva 1, José Roberto Vieira da Melo 2 1 Engª Agrônoma, MSc, Centro

Leia mais

CRESCIMENTO DE Plectranthus grandis SOB ESTRESSE SALINO E CONDIÇÕES DE LUMINOSIDADE

CRESCIMENTO DE Plectranthus grandis SOB ESTRESSE SALINO E CONDIÇÕES DE LUMINOSIDADE CRESCIMENTO DE Plectranthus grandis SOB ESTRESSE SALINO E CONDIÇÕES DE LUMINOSIDADE M. A. C. Freitas 1 ; M. S. Pereira 2 ; J. A. Silva 3 ; R. C. Feitosa 4 ; M. A. E. Bezerra 5 ; C. F. Lacerda 6 RESUMO:

Leia mais

PRODUÇÃO DE MELÃO SOB DUAS DENSIDADES DE PLANTIO, EM DIFERENTES TIPOS E ESPAÇAMENTOS DE GOTEJADORES 1

PRODUÇÃO DE MELÃO SOB DUAS DENSIDADES DE PLANTIO, EM DIFERENTES TIPOS E ESPAÇAMENTOS DE GOTEJADORES 1 EFICÁCIA DA MISTURA DIÓXIDO DE CARBONO - FOSFINA NO CONTROLE DE Sitophilus zeamais 321 Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.4, n.3, p.321-326, 2000 Campina Grande, PB, DEAg/UFPB PRODUÇÃO

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE EMBALAGEM PLÁSTICA PARA TRANSPORTE E COMERCIALIZAÇÃO DE TOMATE

DESENVOLVIMENTO DE EMBALAGEM PLÁSTICA PARA TRANSPORTE E COMERCIALIZAÇÃO DE TOMATE Nº 35, dezembro de 1999, p.1-6 DESENVOLVIMENTO DE EMBALAGEM PLÁSTICA PARA TRANSPORTE E COMERCIALIZAÇÃO DE TOMATE Rita de Fátima Alves Luengo¹ Antônio Willians Moita² Termos para indexação: embalagem, hortaliça,

Leia mais

CALAGEM PARA O FEIJÃO-CAUPI [Vigna unguiculata (L.) WALP], CV. BR3 TRACUATEUA, EM SOLO ÁCIDO DE SALVATERRA, MARAJÓ, PARÁ

CALAGEM PARA O FEIJÃO-CAUPI [Vigna unguiculata (L.) WALP], CV. BR3 TRACUATEUA, EM SOLO ÁCIDO DE SALVATERRA, MARAJÓ, PARÁ Área: Solos e Nutrição de Plantas CALAGEM PARA O FEIJÃO-CAUPI [Vigna unguiculata (L.) WALP], CV. BR3 TRACUATEUA, EM SOLO ÁCIDO DE SALVATERRA, MARAJÓ, PARÁ João Elias Lopes Rodrigues 1 ; Sonia Maria Botelho

Leia mais

Estudo das Propriedades Físico Mecânicas do Papel a ser submetido ao 4º EETCG- Encontro de Engenharia e Tecnologia dos Campos Gerais

Estudo das Propriedades Físico Mecânicas do Papel a ser submetido ao 4º EETCG- Encontro de Engenharia e Tecnologia dos Campos Gerais Estudo das Propriedades Físico Mecânicas do Papel a ser submetido ao 4º EETCG- Encontro de Engenharia e Tecnologia dos Campos Gerais Pâmila Thais Heitkoeter de Melo (FATEB Faculdade de Telêmaco Borba)

Leia mais

PERDAS QUALITATIVAS DE MAÇÃS CV. GALA EM ARMAZENAMENTO REFRIGERADO

PERDAS QUALITATIVAS DE MAÇÃS CV. GALA EM ARMAZENAMENTO REFRIGERADO 563 PERDAS QUALITATIVAS DE MAÇÃS CV. GALA EM ARMAZENAMENTO REFRIGERADO RENAR JOÃO BENDER 1 ; ROSÂNGELA LUNARDI 2 RESUMO - O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de dimensionar as perdas de

Leia mais

Antonio Dantas Costa Junior Engenheiro Agrônomo. Irrigação Políticas públicas e tecnologia

Antonio Dantas Costa Junior Engenheiro Agrônomo. Irrigação Políticas públicas e tecnologia Antonio Dantas Costa Junior Engenheiro Agrônomo Irrigação Políticas públicas e tecnologia Área de Atuação Unidades locais da EMATER-DF Distrito Federal: 16 escritórios (oito em cidades satélites e oito

Leia mais

VELOCIDADE DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANÉIS CONCÊNTRICOS EM LATOSSOLO VERMELHO DE CERRADO

VELOCIDADE DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANÉIS CONCÊNTRICOS EM LATOSSOLO VERMELHO DE CERRADO VELOCIDADE DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANÉIS CONCÊNTRICOS EM LATOSSOLO VERMELHO DE CERRADO João Angelo Silva Nunes 1, Marcos Henrique Dias Silveira 2, Tonny José Araújo da Silva 2, Priscilla

Leia mais

1. CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROJETO

1. CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROJETO 1. CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROJETO Com a perspectiva de desenvolver atividades relacionadas ao semiárido nordestino, o Projeto Biomas por meio de projeto tem viabilizado atividades que favorecem ações de conservação,

Leia mais

AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA DE HÍBRIDOS DE MANDIOCA À MANCHA-PARDA, QUEIMA DAS FOLHAS E MANCHA-BRANCA

AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA DE HÍBRIDOS DE MANDIOCA À MANCHA-PARDA, QUEIMA DAS FOLHAS E MANCHA-BRANCA AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA DE HÍBRIDOS DE MANDIOCA À MANCHA-PARDA, QUEIMA DAS FOLHAS E MANCHA-BRANCA Saulo Alves Santos de Oliveira 1, Juan Paulo Xavier de Freitas 2, Fabiana Ferraz Aud 3, Vanderlei da Silva

Leia mais

DETERMINAÇÃO DA VIDA ÚTIL DE TOMATE TIPO CEREJA E SWEET GRAPE

DETERMINAÇÃO DA VIDA ÚTIL DE TOMATE TIPO CEREJA E SWEET GRAPE DETERMINAÇÃO DA VIDA ÚTIL DE TOMATE TIPO CEREJA E SWEET GRAPE FERNANDA P. C. AGUIAR 1 ; ROBERTA M. S. ABRAHÃO 1 ; VALÉRIA D. A. ANJOS 2 ; Eliane Ap. Benato 3 N 12218 Resumo Neste estudo objetivou-se monitorar

Leia mais