FIRMEZA DE MAMÃO GOLDEN SOB RECOBRIMENTOS A BASE DE QUITOSANA E ARMAZENADOS SOB REFRIGERAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FIRMEZA DE MAMÃO GOLDEN SOB RECOBRIMENTOS A BASE DE QUITOSANA E ARMAZENADOS SOB REFRIGERAÇÃO"

Transcrição

1 FIRMEZA DE MAMÃO GOLDEN SOB RECOBRIMENTOS A BASE DE QUITOSANA E ARMAZENADOS SOB REFRIGERAÇÃO Luciana Gomes Soares 1, Valdenia Cardoso da Silva Ferreira 1, Silvanda de Melo Silva 1, Antônio Augusto Marques Rodrigues 1, Leonardo da Silva Santos 1 1 Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, RESUMO Pertencente ao grupo Solo, o mamão Golden vem ganhando espaço no mercado devido polpa de coloração avermelhada e vida pós-colheita superior. Assim, o objetivo desse trabalho foi avaliar a firmeza em frutos de mamão Golden sobre recobrimentos a base de quitosana armazenados sob refrigeração. Os frutos foram colhidos na Fazenda Santa Terezinha em Mamanguape-PB, e conduzidos no Laboratório de Biologia e Tecnologia Pós-Colheita (LBTPC) da UFPB, onde foram sanitizados, e submetidos à aplicação dos recobrimentos: Quitosana (3%), Quitosana (3%)+Óleo de Orégano (0,5%) e Controle (C), e posteriormente armazenados sob refrigeração a 12±1 C e 60±2% U.R. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial (3 x 4). Os frutos foram avaliados quanto a sua firmeza. Frutos recobertos com quitosana(q) se apresentaram mais firmes do que quando associou-se a quitosana ao óleo de orégano (Q+O) ou de frutos sem recobrimento (C), indicando manutenção da estrutura dos polímeros da parede celular. PALAVRAS CHAVE: Óleo de orégano, biofilmes, qualidade. ABSTRACT FIRMNESS OF 'GOLDEN' PAPAYA UNDER CHITOSAN BASED COATING AND STORED UNDER REFRIGERATION Belonging to the Solo group, 'Golden' papaya has been gaining space in the market due to its reddish pulp and higher postharvest life. The objective of this research work was to evaluate the firmness of 'Golden' papaya coated with chitosan based films and stored under refrigeration. The fruits were harvested at Fazenda Santa Terezinha in Mamanguape-PB, and conducted to the Laboratório de Biologia e Tecnologia Pós-Colheita do CCA/UFPB and were sanitized, and coated with: Chitosan (3%), chitosan (3 %) + Oil of Oregano (0.5%) and control (C), and subsequently stored under refrigeration at 12 ± 1 C and 60 ± 2% RH the experiment was conducted in a completely randomized design in a factorial (3 x 4 ). Fruits were evaluated for firmness. Fruits coated with chitosan (Q) were firmer than those coated with chitosan plus oregano oil (Q + O) or than fruits without coating (C), indicating maintenance of the structure of the cell wall polymers. KEYWORDS: Oil of oregano, biofilms quality.

2 INTRODUÇÃO O mamão (Carica papaya L.) é um fruto originário da América Tropical, e muito consumido em todo o mundo devido as suas caracteríticas nutricionais, pois é fonte de cálcio e excelente fonte de pró-vitamina A e de ácido ascórbico (vitamina C) (DANTAS, 2000). O mamão é classificado em dois grupos: as variedades do grupo Formosa (comercializada no mercado interno) e as do grupo Solo que são comercializadas nos mercados interno e externo (EMBRAPA, 2000). Pertencente ao grupo Solo, o mamão Golden apresenta características bem distintas do cultivar original: são frutos mais claros, com menor ocorrência de manchas fisiológicas na casca, polpa de coloração avermelhada e indícios de vida pós-colheita superior (MOLINARI, 2007). O mamão é um fruto climatério, cujo amadurecimento continua mesmo após sua colheita, acompanhado de grande aumento na taxa respiratória, além de uma produção autocatalítica de etileno (JÚNIOR, 2010). Segundo Jacomino et al. (2002), os principais fatores que depreciam a qualidade dos frutos de mamão na pós-colheita são o rápido amolecimento e a elevada incidência de podridões. Com isso, para aumentar a vida-útil de frutas tropicais, muitas técnicas vêm sendo pesquisadas, entre elas, o revestimento com películas comestíveis. Dentre os compostos mais utilizados, tem-se a Quitosana: polímero natural derivado do processo de desacetilação da quitina, biopolímero abundante no exoesqueleto de crustáceos e moluscos (VARGAS, 2004). Neste trabalho, objetivou-se avaliar a firmeza em frutos de mamão Golden sobre recobrimentos a base de quitosana armazenados sob refrigeração. MATERIAL E MÉTODOS O experimento foi conduzido no Laboratório de Biologia e Tecnologia Pós-Colheita (LBTPC) - CCA/UFPB. Os mamões Golden, foram colhidos na Fazenda Santa Terezinha da empresa Frutas Doce Mel, no município de Mamanguape PB. Os frutos foram colhidos manualmente, selecionados quanto à maturidade e 100% da casca verde, sendo transportados ao packing house, onde foram lavados com água contendo 100 mg. L -1 de cloro livre. Em seguida foram selecionados manualmente, acondicionados em caixas plásticas e transportados ao LBTPC. No Laboratório, os frutos foram limpos com solução de hipoclorito de sódio a 100 mg.l -1. Após secagem sob a condição ambiente, os frutos foram separados em dois grupos para aplicação dos recobrimentos: Quitosana (3%) e Quitosana (3%) +Óleo de Orégano (0,5%). Estes foram

3 preparados da seguinte forma: A Quitosana (3%) foi diluída em solução de ácido acético a 1% e agitada por 2 horas até completa diluição. Foram pesados 30 g da quitosana e diluídos para 1000 ml com ácido acético (1%); Quitosana (3%) + Óleo de Orégano 0,5%, foi preparada a partir da mistura de 5mL do óleo de orégano e 1 ml de Tween 20 para 1000 ml de água destilada. Em seguida foi homogeneizada a solução de Óleo de Orégano 0,5 % com a de Quitosana 3,0 % na proporção 1:1; Controle (C) sem recobrimento. A aplicação dos recobrimentos foi realizada pela imersão dos mamões por 60 segundos nas soluções. Após secagem ao ar, os frutos foram acondicionados em bandejas de poliestireno expandido e armazenados sob refrigeração em câmara fria a 12±1 C e 60±2% U.R., durante 20 dias. Foi avaliada a firmeza (N) dos frutos íntegros, sendo determinada através do penetrômetro, sendo feitas duas leituras na região equatorial do fruto íntegro em lados opostos; O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 3 x 4, (três recobrimentos e quatro períodos de avaliação), com três repetições. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância pelo teste F (p 0,05). Para o fator período de armazenamento (dias), foi aplicada análise de regressão polinomial até o segundo grau; para o fator recobrimentos foi aplicado o teste de Tukey (p 0,05) e para o fator temperatura foi aplicado o teste F (p 0,05). RESULTADOS E DISCUSSÃO: A firmeza dos frutos resultou em uma interação entre os tratamentos e o tempo de armazenamento, sendo que os frutos submetidos ao recobrimento com quitosana(q) se apresentaram mais firmes do que quando associou-se a quitosana com óleo de orégano (Q+O) e que os frutos sem tratamento (C).Verifica-se decréscimo na firmeza dos frutos recobertos com quitosana somente a partir do 10º dia, enquanto que para o tratamento combinando a quitosana e óleo de orégano (Q+O) e para o controle observou-se perda na firmeza durante todo o período de armazenamento refrigerado. Verifica-se, também, que os mamões do controle(sem a utilização de recobrimentos) obtiveram textura menos firme durante os 20 dias de armazenamento (Figura 1). Barbosa (2012) tambem observou que o revestimento de quitosana contribuiu para a manutenção da firmeza da polpa dos frutos. Cortez-Vega (2013),trabalhando com revestimento a base de goma xantana em mamão Formosa, observou que a firmeza, desses frutos, foi influenciada pelo tempo de

4 armazenamento,sendo que o tratamento controle apresentou maior valor no término do armazenamento (9,49 N). Pereira (2006),avaliando o efeito da fécula de mandioca em mamão Formosa Tainung 1 apresentou que aos oito dias após o tratamento, a firmeza da polpa destes frutos permaneceram elevada (133 N). 120 C Q Q+O 100 Firmeza (N) ŷc = 90,12** + 0,6766x -0,2065**x 2 R² = 0,9843 ŷq = 89,199** + 4,3426**x -0,3175**x 2 R² = 0,9505 ŷq+o=95,707**-4,0262**x R² = 0, Período de Armazenamento (Dias) Figura1. Mudanças na firmeza de mamões Golden tratados com recobrimentos a base de Quitosana a 3% (Q), Quitosana 3% + Óleo de Orégano 0,5% (Q+O) e o Controle (C) - sem recobrimento, armazenados sob refrigeração a 12±1 C e 60±2% U.R. ** significativo a 1% de probabilidade. CONCLUSÃO A partir dos resultados apresentados, podemos concluir que a utilização do recobrimento de quitosana alterou a atividade metabólica do mamão, mantendo firmeza elevada e retardando a degradação de compostos presentes na parede celular, como a pectina. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS JACOMINO, A.P.; KLUGE, R.A.; BRACKMANN, A.; CASTRO, P.R.C. Amadurecimento e senescência de mamão com 1-metilciclopropeno. Scientia Agricola, Piracicaba, v. 59, n. 2, p , EMBRAPA, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. A cultura do mamoeiro. Embrapa Mandioca e Fruticultura. Disponível em: Acesso em 22 de Outubro de DANTAS, J..L.L. Introdução a produção de mamão de mamão. In: TRINDADE, A.V. Mamão produção: aspectos técnicos. Embrapa Comunicação para Transferência de Tecnologia, Brasília-DF, 2000, 76p. CORTEZ-VEGA, W. R.; PIOTROWICZ, I. B. B.; PRENTICE, C.; BORGES, C. D. Conservação de mamão minimamente processado com uso de revestimento comestível à base de goma xantana. Seminário: Ciências Agrárias, Londrina, v. 34, n. 4, 2013, p JÚNIOR, E. B.; MONARIM, M. M. S.; CAMARGO, M.; MAHL, C., SIMÕES, M. R.; SILVA, C. Efeito de diferentes biopolímeros no revestimento de mamão (Carica papaya L) minimamente processado. Revista Varia Scientia Agrárias, v. 1, n. 1, p , 2010

5 MOLINARI, A. C. F. Métodos combinados para preservar a qualidade pós-colheita do mamão Golden tipo exportação. 64f. Tese (Doutorado em Ciências) Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2007 PEREIRA, M. E. C.; SILVA, A. S. D.; BISPO, A. S. D. R.; SANTOS, D. B. D.; SANTOS, S. B. D.; SANTOS, V. J. D. (2006 TO ET AL. Amadurecimento de mamão formosa com revestimento comestível à base de fécula de mandioca. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 30, n. 6, p , nov./dez., VARGAS, M.; GILLABERT, M.; GONZÁLES-MARTÍNEZ, C.; ALBORS, A.; CHIRALT, A. Efecto de la aplicación de un film a base de quitosano em la calidad de fresas durante el almacenamiento. CONGRESO ESPAÑOL DE INGENIERÍA DE ALIMENTOS, 3.Actas... p , 2004.

COLORAÇÃO DA CASCA EM MAMÃO GOLDEN RECOBERTOS COM BIOFILMES A BASE DE QUITOSANA E ÓLEOS DE ORÉGANO SOB REFRIGERAÇÃO

COLORAÇÃO DA CASCA EM MAMÃO GOLDEN RECOBERTOS COM BIOFILMES A BASE DE QUITOSANA E ÓLEOS DE ORÉGANO SOB REFRIGERAÇÃO COLORAÇÃO DA CASCA EM MAMÃO GOLDEN RECOBERTOS COM BIOFILMES A BASE DE QUITOSANA E ÓLEOS DE ORÉGANO SOB REFRIGERAÇÃO Luciana Gomes Soares 1, Valdenia Cardoso da Silva Ferreira 1, Silvanda de Melo Silva

Leia mais

QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE MAMÃO PAPAIA COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE ARACAJU

QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE MAMÃO PAPAIA COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE ARACAJU QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE MAMÃO PAPAIA COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE ARACAJU Wadson de Menezes Santos 1 ; Maria Priscilla Celestino Silveira 1 ; Raul Santos Macedo 2 ; Christtianno de Lima Rollemberg

Leia mais

Tecnologia de Alimentos. QUALIDADE DE PÊSSEGOS cv. Eldorado MINIMAMENTE PROCESSADOS E TRATADOS COM DIFERENTES ANTIOXIDANTES

Tecnologia de Alimentos. QUALIDADE DE PÊSSEGOS cv. Eldorado MINIMAMENTE PROCESSADOS E TRATADOS COM DIFERENTES ANTIOXIDANTES p. 1/5 Tecnologia de Alimentos QUALIDADE DE PÊSSEGOS cv. Eldorado MINIMAMENTE PROCESSADOS E TRATADOS COM DIFERENTES ANTIOXIDANTES 1 Rufino Fernando Flores Cantillano, 2 Maurício Seifert*, 2 Jardel Araujo

Leia mais

Armazenamento Sob Atmosfera Modificada de Melão Cantaloupe Cultivado em Solo Arenoso com Diferentes Coberturas e Lâminas de Irrigação.

Armazenamento Sob Atmosfera Modificada de Melão Cantaloupe Cultivado em Solo Arenoso com Diferentes Coberturas e Lâminas de Irrigação. Armazenamento Sob Atmosfera Modificada de Melão Cantaloupe Cultivado em Solo Arenoso com Diferentes Coberturas e Lâminas de Irrigação. Manoella Ingrid de O. Freitas; Maria Zuleide de Negreiros; Josivan

Leia mais

Influência do armazenamento na durabilidade pós-colheita de helicônia Kessyana Pereira Leite, Paula Guimarães Pinheiro de Araújo, Andreza Santos da

Influência do armazenamento na durabilidade pós-colheita de helicônia Kessyana Pereira Leite, Paula Guimarães Pinheiro de Araújo, Andreza Santos da Influência do armazenamento na durabilidade pós-colheita de helicônia Kessyana Pereira Leite, Paula Guimarães Pinheiro de Araújo, Andreza Santos da Costa e Vivian Loges Introdução Um dos critérios para

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 6 a 0 de Agosto de 0 Qualidade de Sementes Híbridas de Milho Processadas em Separador por Cor Cibele Aparecida Teixeira da Silva, João Almir

Leia mais

Estudo da conservação de mamão Havaí utilizando películas comestíveis a diferentes temperaturas

Estudo da conservação de mamão Havaí utilizando películas comestíveis a diferentes temperaturas SCIENTIA PLENA VOL. 7, NUM. 1 211 www.scientiaplena.org.br Estudo da conservação de mamão Havaí utilizando películas comestíveis a diferentes temperaturas J. D. R. Pimentel¹; D. S. Souza¹; T. V. Oliveira¹;

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE MELOEIRO CANTALOUPE ORGÂNICO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO

DESENVOLVIMENTO DE MELOEIRO CANTALOUPE ORGÂNICO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE MELOEIRO CANTALOUPE ORGÂNICO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO J. R. G. de Paiva 1 ; L. F. de Figueredo 2 ; T. H. da Silva 3 ; R. Andrade 4 ; J. G. R. dos Santos 4 RESUMO: O manejo

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Influência de Temperaturas de Secagem no Vigor de Sementes de Milho Geneticamente Modificadas Patrícia Marluci da

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 PONTO DE COLHEITA EM ABOBRINHAS SANDY EDER JÚLIO DE JESUS 1 ; ALINE PRUDENTE MARQUES 2 ; POLIANA GASPAR TOSATO 2 RESUMO Um dos fatores que contribui para a extensão da vida útil dos produtos hortícolas

Leia mais

Caracterização físico-química das principais variedades de mamão solo comercializadas na CEAGESP/SP

Caracterização físico-química das principais variedades de mamão solo comercializadas na CEAGESP/SP ISSN 2236-4420 Caracterização físico-química das principais variedades de mamão solo comercializadas na CEAGESP/SP Rafael Augusto Ferraz 1 ; Diógenes Martins Bardiviesso 1 ; Sarita Leonel 1 1 Faculdade

Leia mais

Influência do armazenamento refrigerado na qualidade pós-colheita de mirtilo

Influência do armazenamento refrigerado na qualidade pós-colheita de mirtilo 1 2 Influência do armazenamento refrigerado na qualidade pós-colheita de mirtilo 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 José G. S. Medeiros 1 ; Jessica

Leia mais

Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil

Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil Carlos Rocha, Railene Hérica; Barbosa Menezes, Josivan; Carvalho Nascimento, Selma Rogéria de; Souza

Leia mais

CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS E COMPOSIÇÃO CENTESIMAL DE CASCAS E SEMENTES DE MAMÃO RESUMO

CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS E COMPOSIÇÃO CENTESIMAL DE CASCAS E SEMENTES DE MAMÃO RESUMO CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS E COMPOSIÇÃO CENTESIMAL DE CASCAS E SEMENTES DE MAMÃO Thaise Ananele de Lima 1 ; Maria Madalena Rinaldi 2 ; Diego Palmiro Ramirez Ascheri 3 1 Química Industrial, UnUCET/Anápolis

Leia mais

Eficiência da Terra de Diatomácea no Controle do Caruncho do Feijão Acanthoscelides obtectus e o Efeito na Germinação do Feijão

Eficiência da Terra de Diatomácea no Controle do Caruncho do Feijão Acanthoscelides obtectus e o Efeito na Germinação do Feijão Eficiência da Terra de Diatomácea no Controle do Caruncho do Feijão Acanthoscelides obtectus e o Efeito na Germinação do Feijão The Efficiency of Diatomaceous Earth in Control of Bean Weevil Acanthoscelides

Leia mais

Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças

Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 Efeito da reidratação na coloração da salsinha. Zeuxis R. Evangelista 1 ; Kari K. S. Araújo 1, Carolina C. Sena

Leia mais

Desempenho de sistemas de irrigação na produção ecológica de rabanete utilizando água residuária tratada em ambiente protegido

Desempenho de sistemas de irrigação na produção ecológica de rabanete utilizando água residuária tratada em ambiente protegido Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA 28.09 a 01.10.2015 Desempenho de sistemas de irrigação na produção ecológica de rabanete utilizando água residuária tratada em ambiente protegido

Leia mais

PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO AMARELO UTILIZANDO FERTIRRIGAÇÃO POR CAPILARIDADE

PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO AMARELO UTILIZANDO FERTIRRIGAÇÃO POR CAPILARIDADE PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO AMARELO UTILIZANDO FERTIRRIGAÇÃO POR CAPILARIDADE J. P. B. M. COSTA, 1, R. L. SILVA 1, R. A. A. GUEDES 1, F. M. S. BEZERRA 1, R. C. CUNHA, M. W. L. SOUZA 1, F. A. OLIVEIRA

Leia mais

Caixas para o transporte interno e armazenamento da goiaba Paluma com injúria de impacto

Caixas para o transporte interno e armazenamento da goiaba Paluma com injúria de impacto Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável http://www.gvaa.com.br/revista/index.php/rvads ARTIGO CIENTÍFICO Caixas para o transporte interno e armazenamento da goiaba Paluma com injúria

Leia mais

PROCEDÊNCIA E PERDAS PÓS-COLHEITA DE PRODUTOS HORTIFRUTÍCOLAS COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE BARRA DO BUGRES-MT

PROCEDÊNCIA E PERDAS PÓS-COLHEITA DE PRODUTOS HORTIFRUTÍCOLAS COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE BARRA DO BUGRES-MT PROCEDÊNCIA E PERDAS PÓS-COLHEITA DE PRODUTOS HORTIFRUTÍCOLAS COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE BARRA DO BUGRES-MT Philipe dos Santos 1 (EALI/UNEMAT) ph_sinop@hotmail.com Elayne Vicente Siqueira 2 (EALI/UNEMAT)

Leia mais

II Seminário Iniciação Científica IFTM, Campus Uberaba, MG. 20 de outubro de 2009.

II Seminário Iniciação Científica IFTM, Campus Uberaba, MG. 20 de outubro de 2009. CARACTERIZAÇÃO FÍSICA E ENZIMÁTICA EM DIFERENTES ESTÁDIOS DE DESENVOLVIMENTO DA FRUTA DE UVAIEIRA (EUGENIA PYRIFORMIS CAMBESS), CULTIVADA NO TRIÂNGULO MINEIRO AZEVEDO, K.P. 1 ; GONÇALVES, C.A. 2 ; CIABOTTI,

Leia mais

Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças

Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 Avaliação pós-colheita do mamão, após impactos mecânicos. Airles Regina da Costa Paixão 1 ; Luiz Fernando Ganassali

Leia mais

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Microbial Biomass In Lettuce Culture Under Different Organic Fertilizers And Management Of Green Manure

Leia mais

Efeito da colhedora, velocidade e ponto de coleta na qualidade física de sementes de milho

Efeito da colhedora, velocidade e ponto de coleta na qualidade física de sementes de milho Efeito da colhedora, velocidade e ponto de coleta na qualidade física de sementes de milho 1 Delineide Pereira Gomes, 2 Érika S. M. Koshikumo, 3 Leandra Matos Barrozo, 4 Breno Marques S. e Silva e 5 Rouverson

Leia mais

XVI CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 22 a 26 de outubro de 2007 DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS NA CULTURA DA ALFACE CRESPA ROXA

XVI CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 22 a 26 de outubro de 2007 DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS NA CULTURA DA ALFACE CRESPA ROXA DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS NA CULTURA DA ALFACE CRESPA ROXA CLEBER LÁZARO RODAS 1 ; JANICE GUEDES DE CARVALHO 2 ; LAURO LUIS PETRAZZINI 3 ; JONY EISHI YURI 4 ; ROVILSON JOSÉ DE SOUZA 5. RESUMO O presente

Leia mais

Temperatura na emergência de quatro variedades de mamoeiro

Temperatura na emergência de quatro variedades de mamoeiro Comunicata Scientiae 4(4): 401-406, 2013 Nota Científica e-issn: 2177-5133 www.ufpi.br/comunicata Temperatura na emergência de quatro variedades de mamoeiro Renata Aparecida de Andrade*, Samir Paulo Jasper

Leia mais

ARMAZENAMENTO REFRIGERADO DE MELÃO GALIA SOLARKING SOB ATMOSFERA MODIFICADA.

ARMAZENAMENTO REFRIGERADO DE MELÃO GALIA SOLARKING SOB ATMOSFERA MODIFICADA. REVISTA CAATINGA ISSN 1-31X ARMAZENAMENTO REFRIGERADO DE MELÃO GALIA SOLARKING SOB ATMOSFERA MODIFICADA. 377 Pahlevi Augusto de Souza Engº. Agr. D. Sc. em Agronomia: Fitotecnia - pahlevi1@hotmail.com Josivan

Leia mais

Journal of Fruits and Vegetables, v. 1, n. 1, p. 53-60, 2015

Journal of Fruits and Vegetables, v. 1, n. 1, p. 53-60, 2015 MONITORAMENTO DA MATURAÇÃO PÓS-COLHEITA DE TOMATE VERDE MADURO DOS GRUPOS ITALIANO PIZZADORO E SALADETE ALAMBRA ANJOS, Valéria Delgado de A 1 ; ZANINI, Juliana Salvetti 2 ; ABRAHÃO, Roberta Maria Soares

Leia mais

Efeitos da Aeração Resfriada na Qualidade Fisiológica de Sementes de Soja (Glycine max (L.) Merrill)

Efeitos da Aeração Resfriada na Qualidade Fisiológica de Sementes de Soja (Glycine max (L.) Merrill) Efeitos da Aeração Resfriada na Qualidade Fisiológica de Sementes de Soja (Glycine max (L.) Merrill) 84 Zirvaldo Zenid Virgolino, Osvaldo Resende 1, Douglas Nascimento Gonçalves 1, Kaique Alves Ferreira

Leia mais

Desempenho de cultivares e populações de cenoura em cultivo orgânico no Distrito Federal.

Desempenho de cultivares e populações de cenoura em cultivo orgânico no Distrito Federal. Desempenho de cultivares e populações de cenoura em cultivo orgânico no Distrito Federal. Flávia M. V. Teixeira Clemente, Francisco V. Resende, Jairo V. Vieira Embrapa Hortaliças, C. Postal 218, 70.359-970,

Leia mais

AVALIAÇÃO DE AGENTES PRESERVANTES DO ESCURECIMENTO ENZIMÁTICO NO PROCESSO DE SECAGEM DE MAÇÃ

AVALIAÇÃO DE AGENTES PRESERVANTES DO ESCURECIMENTO ENZIMÁTICO NO PROCESSO DE SECAGEM DE MAÇÃ AVALIAÇÃO DE AGENTES PRESERVANTES DO ESCURECIMENTO ENZIMÁTICO NO PROCESSO DE SECAGEM DE MAÇÃ Sérgio Henriques Saraiva 1, Lílian Bozzi Zeferino 1, Mateus da Silva Junqueira 1, Luís César da Silva 1, Luciano

Leia mais

Características físico-químicas de variedades de manga cultivadas em sistema orgânico

Características físico-químicas de variedades de manga cultivadas em sistema orgânico Características físico-químicas de variedades de manga cultivadas em sistema orgânico Physical-chemistries characteristics of mango varieties cultivated in organic system GALLI, Juliana Altafin 1 ; ARRUDA-PALHARINI,

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE FRUTOS DE MAMOEIRO COMERCIALIZADOS NA EMPASA DE CAMPINA GRANDE-PB

CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE FRUTOS DE MAMOEIRO COMERCIALIZADOS NA EMPASA DE CAMPINA GRANDE-PB Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v.9, n.1, p.53-58, 27 53 IN 1517-8595 CARACTERIZAÇÃO ÍICO-QUÍMICA DE RUTO DE MAMOEIRO COMERCIALIZADO NA EMPAA DE CAMPINA GRANDE-PB rancisco

Leia mais

SEÇÃO 1 TECNOLOGIA DE PRODUTOS DE ORIGEM VEGETAL E ANIMAL

SEÇÃO 1 TECNOLOGIA DE PRODUTOS DE ORIGEM VEGETAL E ANIMAL SEÇÃO 1 TECNOLOGIA DE PRODUTOS DE ORIGEM VEGETAL E ANIMAL BIOFILME COMESTÍVEL E EMBALAGEM DE PVC NA CONSERVAÇÃO PÓS- COLHEITA DE TOMATE EM DIFERENTES TEMPERATURAS Vanderleia Schoeninger 1, Tábata Zingano

Leia mais

MAPA DE PREFERÊNCIA INTERNO DE GELEIAS MISTAS DE MAMÃO COM ARAÇÁ-BOI

MAPA DE PREFERÊNCIA INTERNO DE GELEIAS MISTAS DE MAMÃO COM ARAÇÁ-BOI MAPA DE PREFERÊNCIA INTERNO DE GELEIAS MISTAS DE MAMÃO COM ARAÇÁ-BOI Eliseth de Souza Viana 1, Jaciene Lopes de Jesus 2, Ronielli Cardoso Reis 1, Mercia Damasceno Fonseca 4, Célio Kersul do Sacramento

Leia mais

Efeito da embalagem na conservação de produtos minimamente processados Nilda de Fátima Ferreira Soares*

Efeito da embalagem na conservação de produtos minimamente processados Nilda de Fátima Ferreira Soares* Efeito da embalagem na conservação de produtos minimamente processados Nilda de Fátima Ferreira Soares* Os produtos minimamente processados são geralmente reconhecidos como alimentos submetidos a pequenas

Leia mais

Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais

Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais César Ferreira Santos¹; Antônio Augusto Rocha Athayde²; Geann Costa Dias 1 ; Patrícia Fernades Lourenço¹

Leia mais

Recebido em: 31/03/2015 Aprovado em: 15/05/2015 Publicado em: 01/06/2015

Recebido em: 31/03/2015 Aprovado em: 15/05/2015 Publicado em: 01/06/2015 CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DE MAMÃO SUNRISE SOLO COM REVESTIMENTO COMESTÍVEL A BASE DE FÉCULA DE MANDIOCA Joeli Nogueira Pego¹; Moisés Ambrósio²; Damaris Suelen Nascimento³; Leandro Rafael Fachi 4 ; Willian

Leia mais

PROVENIENTE DE CACHOS COM 16, 18 E 20 SEMANAS

PROVENIENTE DE CACHOS COM 16, 18 E 20 SEMANAS ARMAZENAMENTO Armazenamento REFRIGERADO refrigerado de banana DE Prata BANANA Anã... PRATA ANÃ 1423 PROVENIENTE DE CACHOS COM 16, 18 E 20 SEMANAS Refrigerated storage of Prata Anã banana originating from

Leia mais

APLICAÇÃO FOLIAR DE ZINCO NO FEIJOEIRO COM EMPREGO DE DIFERENTES FONTES E DOSES

APLICAÇÃO FOLIAR DE ZINCO NO FEIJOEIRO COM EMPREGO DE DIFERENTES FONTES E DOSES APLICAÇÃO FOLIAR DE ZINCO NO FEIJOEIRO COM EMPREGO DE DIFERENTES FONTES E DOSES DENIS AUGUSTO DE SOUSA 1,4, ROBERLI RIBEIRO GUIMARÃES 2,4, ITAMAR ROSA TEIXEIRA 2,4 RESUMO: À exceção de alguns trabalhos

Leia mais

Patogenesia de Rhus toxicodendron na água

Patogenesia de Rhus toxicodendron na água V Fórum Regional de Agroecologia e VIII Semana do Meio Ambiente Pensar Globalmente, Agir localmente e utilizar ecologicamente 08 a 10 de novembro de 2012 Patogenesia de Rhus toxicodendron na água MARIANE

Leia mais

ACLIMATIZAÇÃO DE CULTIVARES DE ABACAXIZEIRO SOB MALHAS DE SOMBREAMENTO COLORIDAS

ACLIMATIZAÇÃO DE CULTIVARES DE ABACAXIZEIRO SOB MALHAS DE SOMBREAMENTO COLORIDAS ACLIMATIZAÇÃO DE CULTIVARES DE ABACAXIZEIRO SOB MALHAS DE SOMBREAMENTO COLORIDAS RAFAEL SOUZA MELO 1 ; JEFFERSON BITTENCOURT VENÂNCIO 2 ; WELLINGTON FARIAS ARAÚJO 3 ; EDVAN ALVES CHAGAS 4 ; NILMA BRITO

Leia mais

Rendimento de melão cantaloupe cultivado em diferentes coberturas de solo e lâminas de irrigação.

Rendimento de melão cantaloupe cultivado em diferentes coberturas de solo e lâminas de irrigação. Rendimento de melão cantaloupe cultivado em diferentes coberturas de solo e lâminas de irrigação. Saint Clair Lira Santos 1 ; José Francismar de Medeiros 1 ; Maria Zuleide de Negreiros 1 ; Maria José Tôrres

Leia mais

Armazenamento de Grãos de Café (coffea arabica L.) em dois tipos de Embalagens e dois tipos de Processamento RESUMO

Armazenamento de Grãos de Café (coffea arabica L.) em dois tipos de Embalagens e dois tipos de Processamento RESUMO Armazenamento de Grãos de Café (coffea arabica L.) em dois tipos de Embalagens e dois tipos de Processamento 87 Felipe Carlos Spneski Sperotto 1, Fernando João Bispo Brandão 1, Magnun Antonio Penariol

Leia mais

Inclusão de bagaço de cana de açúcar na alimentação de cabras lactantes: desempenho produtivo

Inclusão de bagaço de cana de açúcar na alimentação de cabras lactantes: desempenho produtivo Inclusão de bagaço de cana de açúcar na alimentação de cabras lactantes: desempenho produtivo José Maria de OLIVEIRA Júnior 1 ; Gian Nascimento 2 ; Rafael Mendonça de Carvalho ² ; Wanderson Bahia Paulineli²;

Leia mais

VIII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG- campus Bambuí VIII Jornada Científica

VIII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG- campus Bambuí VIII Jornada Científica VIII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG- campus Bambuí VIII Jornada Científica Casca de café carbonizada para produção de mudas de alface Jakeline Aparecida Greiver Ribeiro Ferreira (1), Fábio Pereira

Leia mais

Revista Iberoamericana de Tecnología Postcosecha ISSN: 1665-0204 rebasa@hmo.megared.net.mx. Asociación Iberoamericana de Tecnología Postcosecha, S.C.

Revista Iberoamericana de Tecnología Postcosecha ISSN: 1665-0204 rebasa@hmo.megared.net.mx. Asociación Iberoamericana de Tecnología Postcosecha, S.C. Revista Iberoamericana de Tecnología Postcosecha ISSN: 1665-0204 rebasa@hmo.megared.net.mx Asociación Iberoamericana de Tecnología Postcosecha, S.C. México Daiuto, Érica Regina; Tremocoldi, Maria Augusta;

Leia mais

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas Considerações Finais Todos os tratamentos testados apresentaram teores foliares de N inferiores ao recomendado para a cultura da soja. As aplicações isoladas de BIOMOL (0,3 L/ha), KALIBRE (1,5 L/ha) e

Leia mais

AVALIAÇÃO DE PROGÊNIES DE MILHO NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE ADUBO

AVALIAÇÃO DE PROGÊNIES DE MILHO NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE ADUBO REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA ISSN 1677-0293 PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 5 JUNHO DE 2004 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Efeito de diferentes armazenamentos na qualidade de frutos de abóbora (Cucurbita moschata Duch) minimamente processados.

Efeito de diferentes armazenamentos na qualidade de frutos de abóbora (Cucurbita moschata Duch) minimamente processados. Efeito de diferentes armazenamentos na qualidade de frutos de abóbora (Cucurbita moschata Duch) minimamente processados. Tatiana Maria Rodrigues de Mello Pino 1 ; Gilma Silva Chitarra 2 ; Adriana Quixabeira

Leia mais

Desenvolvimento de Plantas de Cubiu Sob Diferentes Doses de Água Residuária da Despolpa dos Frutos do Cafeeiro Arábica.

Desenvolvimento de Plantas de Cubiu Sob Diferentes Doses de Água Residuária da Despolpa dos Frutos do Cafeeiro Arábica. Desenvolvimento de Plantas de Cubiu Sob Diferentes Doses de Água Residuária da Despolpa dos Frutos do Cafeeiro Arábica. José Carlos Lopes 1 ; Viviani Bridi 2 ; Ronaldo de Almeida 2 ; Marcus Altoé 2 ; Leonardo

Leia mais

Conservação pós-colheita dos frutos de quatro cultivares de quiabo com a utilização do filme de PVC em condições ambientes.

Conservação pós-colheita dos frutos de quatro cultivares de quiabo com a utilização do filme de PVC em condições ambientes. Conservação pós-colheita dos frutos de quatro cultivares de quiabo com a utilização do filme de PVC em condições ambientes. Wagner Ferreira da Mota 1 ; Fernando Luiz Finger 2 ; Paulo Roberto Cecon 3 ;

Leia mais

RESPONSE FUNCTION OF MELON TO APPLICATION OF WATER DEPTHS FOR SOIL AND CLIMATIC CONDITIONS OF TERESINA-PI

RESPONSE FUNCTION OF MELON TO APPLICATION OF WATER DEPTHS FOR SOIL AND CLIMATIC CONDITIONS OF TERESINA-PI FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MELOEIRO À APLICAÇÃO DE LÂMINAS DE ÁGUA PARA AS CONDIÇÕES EDAFOCLIMÁTICAS DE TERESINA-PI E. R. GOMES 1 ; A. F. ROCHA JÚNIOR 2 ; C. A. SOARES 3 ; F. E. P. MOUSINHO 4 ; A. A. C. SALVIANO

Leia mais

GOMA XANTANA COMO AUXILIAR DE FLOCULAÇÃO NO TRATAMENTO DE ÁGUAS PARA ABASTECIMENTO

GOMA XANTANA COMO AUXILIAR DE FLOCULAÇÃO NO TRATAMENTO DE ÁGUAS PARA ABASTECIMENTO GOMA XANTANA COMO AUXILIAR DE FLOCULAÇÃO NO TRATAMENTO DE ÁGUAS PARA ABASTECIMENTO Giancarlo Tomazzoni (UNICENTRO), Hélio Rodrigues dos Santos (Orientador), e-mail: hrsantos@irati.unicentro.br Universidade

Leia mais

Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças

Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 Armazenamento de laranja Pera produzida em Sergipe. Marina F. da Vitória 1 ; Julie Anne E. Amorim²; Dalyla Natane

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DA MAÇÃ

REGULAMENTO TÉCNICO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DA MAÇÃ REGULAMENTO TÉCNICO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DA MAÇÃ 1. OBJETIVO: este regulamento tem por objetivo definir as características de identidade e qualidade da maçã. 2. CONCEITOS: para efeito deste regulamento,

Leia mais

PRODUÇÃO DO MORANGUEIRO A PARTIR DE MUDAS COM DIFERENTES ORIGENS

PRODUÇÃO DO MORANGUEIRO A PARTIR DE MUDAS COM DIFERENTES ORIGENS PRODUÇÃO DO MORANGUEIRO A PARTIR DE MUDAS COM DIFERENTES ORIGENS MICHEL ALDRIGHI GONÇALVES 1 ; CARINE COCCO 1 ; LUCIANO PICOLOTTO 2 ; LETICIA VANNI FERREIRA 1 ; SARAH FIORELLI DE CARVALHO 3 ; LUIS EDUARDO

Leia mais

AVALIAÇÃO SENSORIAL DE PÃES ARTESANAIS PULVERIZADOS COM EXTRATOS ALCOÓLICOS DE ERVAS AROMÁTICAS E CONDIMENTARES 1

AVALIAÇÃO SENSORIAL DE PÃES ARTESANAIS PULVERIZADOS COM EXTRATOS ALCOÓLICOS DE ERVAS AROMÁTICAS E CONDIMENTARES 1 AVALIAÇÃO SENSORIAL DE PÃES ARTESANAIS PULVERIZADOS COM EXTRATOS ALCOÓLICOS DE ERVAS AROMÁTICAS E CONDIMENTARES 1 RESUMO Rita de Cássia Zanúncio Araujo 2 Sára Maria Chalfoun de Souza 3 Joelma Pereira 4

Leia mais

No Brasil, as frutas e

No Brasil, as frutas e FRUTAS E HORTALIÇAS: FONTE DE PRAZER E SAÚDE No Brasil, as frutas e hortaliças frescas são produzidas, em diferentes épocas do ano, por milhares de pequenos produtores, distribuídos por todo o país. A

Leia mais

Produtividade e qualidade de frutos do mamoeiro em função de tipos e doses de biofertilizantes. Resumo. Abstract

Produtividade e qualidade de frutos do mamoeiro em função de tipos e doses de biofertilizantes. Resumo. Abstract Produtividade e qualidade de frutos do mamoeiro em função de tipos e doses de biofertilizantes Produtividade e qualidade de frutos do mamoeiro em função de tipos e doses de biofertilizantes 1 Yield and

Leia mais

PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATEIRO EM DIFERENTES SUBSTRATOS À BASE DE MATERIAIS REGIONAIS SOB ADUBAÇÃO FOLIAR 1 INTRODUÇÃO

PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATEIRO EM DIFERENTES SUBSTRATOS À BASE DE MATERIAIS REGIONAIS SOB ADUBAÇÃO FOLIAR 1 INTRODUÇÃO PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATEIRO EM DIFERENTES SUBSTRATOS À BASE DE MATERIAIS REGIONAIS SOB ADUBAÇÃO FOLIAR 1 Leonardo Pereira da Silva Brito 2, Ítalo Herbert Lucena Cavalcante 2, Márkilla Zunete Beckmann-Cavalcante

Leia mais

AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MANDIOCA MANSA COM AGRICULTORES FAMILIARES DE GUARATINGA, BA 1.

AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MANDIOCA MANSA COM AGRICULTORES FAMILIARES DE GUARATINGA, BA 1. AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MANDIOCA MANSA COM AGRICULTORES FAMILIARES DE GUARATINGA, BA 1. Mauto de Souza DINIZ 2 ; Arlene Maria Gomes OLIVEIRA 2 ; Nelson Luz PEREIRA 3 ; Jackson Lopes de OLIVEIRA 4 RESUMO:

Leia mais

QUALIDADE DE MAMÃO SUBMETIDO AO 1-MCP EM DIFERENTES TEMPOS DE EXPOSIÇÃO SIMONE ABREU ASMAR

QUALIDADE DE MAMÃO SUBMETIDO AO 1-MCP EM DIFERENTES TEMPOS DE EXPOSIÇÃO SIMONE ABREU ASMAR QUALIDADE DE MAMÃO SUBMETIDO AO 1-MCP EM DIFERENTES TEMPOS DE EXPOSIÇÃO SIMONE ABREU ASMAR 2008 SIMONE ABREU ASMAR QUALIDADE DE MAMÃO SUBMETIDO AO 1-MCP EM DIFERENTES TEMPOS DE EXPOSIÇÃO Dissertação apresentada

Leia mais

Anais 1 o Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças (CD ROM), Maio de 2015.

Anais 1 o Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças (CD ROM), Maio de 2015. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Respostas microbiológicas de goiaba Paluma minimamente processada sob recobrimento à base de quitosana e cloreto

Leia mais

COBERTURAS COMESTÍVEIS À BASE DE QUITOSANA, CÁLCIO E ÁCIDOS GRAXOS NA QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE MORANGOS.

COBERTURAS COMESTÍVEIS À BASE DE QUITOSANA, CÁLCIO E ÁCIDOS GRAXOS NA QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE MORANGOS. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL - CAMPUS BENTO GONÇALVES MIQUELI TEREZINHA SCHENATO COBERTURAS

Leia mais

A mandioca (Manihot esculenta Crantz) é um vegetal rico em amido e amplamente utilizado na

A mandioca (Manihot esculenta Crantz) é um vegetal rico em amido e amplamente utilizado na AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE RAÍZES DE MANDIOCA NA REGIÃO SUDOESTE DA BAHIA Douglas Gonçalves GUIMARÃES 1 ; Welber Freire MUNIZ 2 ; Eduardo de Souza MOREIRA 2 ; Anselmo Eloy Silveira VIANA 3 ; Carlos Estevão

Leia mais

Aproveitamento dos grãos da vagem verde de soja

Aproveitamento dos grãos da vagem verde de soja Aproveitamento dos grãos da vagem verde de soja 53 Marcos César Colacino 1 ; Carolina Maria Gaspar de Oliveira 2 RESUMO A antecipação da colheita da soja resulta em uma grande quantidade de vagens verdes

Leia mais

SENSORY PROFILE OF ORGANIC TOMATO (Lycopersicon esculentum Mill.)

SENSORY PROFILE OF ORGANIC TOMATO (Lycopersicon esculentum Mill.) PERFIL SENSORIAL DO TOMATE DE MESA (Lycopersicon esculentum Mill.) ORGÂNICO SENSORY PROFILE OF ORGANIC TOMATO (Lycopersicon esculentum Mill.) FERREIRA, Sila Mary Rodrigues 1,2 ; FREITAS, Renato João Sossela

Leia mais

O Batido. O leite e a fruta apresentam na sua constituição um. Os batidos constituem-se como uma excelente fonte de

O Batido. O leite e a fruta apresentam na sua constituição um. Os batidos constituem-se como uma excelente fonte de O Batido Resulta de uma extraordinária combinação de sabores! O leite e a fruta apresentam na sua constituição um interessante perfil nutricional a sua combinação é, por isso, de excelência! Os batidos

Leia mais

OCORRÊNCIA DE INJÚRIAS MECÂNICAS DURANTE AS OPERAÇÕES PÓS-COLHEITA E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DA MANGA 'TOMMY ATKINS' DESTINADA AO MERCADO EUROPEU

OCORRÊNCIA DE INJÚRIAS MECÂNICAS DURANTE AS OPERAÇÕES PÓS-COLHEITA E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DA MANGA 'TOMMY ATKINS' DESTINADA AO MERCADO EUROPEU OCORRÊNCIA DE INJÚRIAS MECÂNICAS DURANTE AS OPERAÇÕES PÓS-COLHEITA E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DA MANGA 'TOMMY ATKINS' DESTINADA AO MERCADO EUROPEU Tânia Bené Florêncio de Amorim, Maria Auxiliadora Coêlho

Leia mais

WALLACE EDELKY DE SOUZA FREITAS QUALIDADE E POTENCIAL DE CONSERVAÇÃO PÓS- COLHEITA DOS FRUTOS DE MAMOEIRO HÍBRIDO

WALLACE EDELKY DE SOUZA FREITAS QUALIDADE E POTENCIAL DE CONSERVAÇÃO PÓS- COLHEITA DOS FRUTOS DE MAMOEIRO HÍBRIDO WALLACE EDELKY DE SOUZA FREITAS QUALIDADE E POTENCIAL DE CONSERVAÇÃO PÓS- COLHEITA DOS FRUTOS DE MAMOEIRO HÍBRIDO MOSSORÓ-RN 2014 WALLACE EDELKY DE SOUZA FREITAS QUALIDADE E POTENCIAL DE CONSERVAÇÃO PÓS-

Leia mais

Mamão Hawai uma análise de preços e comercialização no Estado do Ceará.

Mamão Hawai uma análise de preços e comercialização no Estado do Ceará. Mamão Hawai uma análise de preços e comercialização no Estado do Ceará. Débora Gaspar Feitosa Freitas 1 José Nilo de Oliveira Júnior 2 RESUMO O Brasil é o principal produtor mundial de mamão e tem grande

Leia mais

Eficiência Produtiva da Batata-Doce em Função de Doses de Fósforo e do Sistema de Plantio Sem Uso de Defensivos.

Eficiência Produtiva da Batata-Doce em Função de Doses de Fósforo e do Sistema de Plantio Sem Uso de Defensivos. Eficiência Produtiva da Batata-Doce em Função de Doses de Fósforo e do Sistema de Plantio Sem Uso de Defensivos. Ademar P. de Oliveira 1 ; José Elenilson L. da Silva 2 ; Walter Esfraim Pereira 1 ; Genildo

Leia mais

PRODUÇÃO DE ETANOL COM CANA CRUA ARMAZENADA NO INÍCIO DE SAFRA ETHANOL PRODUCTION BY GREEN CANE IN BEGINNING OF THE SEASON

PRODUÇÃO DE ETANOL COM CANA CRUA ARMAZENADA NO INÍCIO DE SAFRA ETHANOL PRODUCTION BY GREEN CANE IN BEGINNING OF THE SEASON PRODUÇÃO DE ETANOL COM CANA CRUA ARMAZENADA NO INÍCIO DE SAFRA ETHANOL PRODUCTION BY GREEN CANE IN BEGINNING OF THE SEASON Resumo Bruna Nayara Jorge Viola () Josiene Rocha Teixeira () Rodrigo Vezzani Franzé

Leia mais

1Caracterização de frutos de diferentes genótipos de maracujazeiro. 2Flávio Flôres Britto 1 ; Cláudio Lúcio Fernandes Amaral 1

1Caracterização de frutos de diferentes genótipos de maracujazeiro. 2Flávio Flôres Britto 1 ; Cláudio Lúcio Fernandes Amaral 1 1Britto, F.F., Amaral, C.L.F. 2015. Caracterização de frutos de diferentes genótipos de maracujazeiro. In: 2 Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças,

Leia mais

Avaliação agronômica em acessos da coleção de batata doce da UFRPE

Avaliação agronômica em acessos da coleção de batata doce da UFRPE Avaliação agronômica em acessos da coleção de batata doce da UFRPE Péricles de Albuquerque Melo Filho 1 ; Roseane Cavalcanti dos Santos 2 ; Rosilene da Silva 1 ; Antônio Fernando de Souza Leão Veiga 1.

Leia mais

ANÁLISE DO RENDIMENTO DE FRUTOS DE CAJÁ-MANGA SUBMETIDOS AO PROCESSO DE DESIDRATAÇÃO OSMÓTICA SEGUIDA DE SECAGEM EM ESTUFA

ANÁLISE DO RENDIMENTO DE FRUTOS DE CAJÁ-MANGA SUBMETIDOS AO PROCESSO DE DESIDRATAÇÃO OSMÓTICA SEGUIDA DE SECAGEM EM ESTUFA Anais do VIII Seminário de Iniciação Científica e V Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS 10 a 12 de novembro de 2010 ANÁLISE DO RENDIMENTO DE FRUTOS DE CAJÁ-MANGA SUBMETIDOS

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE EMBALAGEM PLÁSTICA PARA TRANSPORTE E COMERCIALIZAÇÃO DE TOMATE

DESENVOLVIMENTO DE EMBALAGEM PLÁSTICA PARA TRANSPORTE E COMERCIALIZAÇÃO DE TOMATE Nº 35, dezembro de 1999, p.1-6 DESENVOLVIMENTO DE EMBALAGEM PLÁSTICA PARA TRANSPORTE E COMERCIALIZAÇÃO DE TOMATE Rita de Fátima Alves Luengo¹ Antônio Willians Moita² Termos para indexação: embalagem, hortaliça,

Leia mais

CONSERVAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ ROBUSTA (Coffea canephora) CULTIVAR APOATÃ IAC 2258 EM FUNÇÃO DO GRAU DE UMIDADE E DO AMBIENTE

CONSERVAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ ROBUSTA (Coffea canephora) CULTIVAR APOATÃ IAC 2258 EM FUNÇÃO DO GRAU DE UMIDADE E DO AMBIENTE CONSERVAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ ROBUSTA (Coffea canephora) CULTIVAR APOATÃ IAC 2258 EM FUNÇÃO DO GRAU DE UMIDADE E DO AMBIENTE R. M. Torres Faculdade de Agronomia e Engenharia Floresta - FAEF A. C. S.

Leia mais

3º Congresso Internacional de Tecnologias para o Meio Ambiente Cristiane Tedesco 1, Drª Luciane Maria Colla 2, Dr Marcelo Hemkemeier ³

3º Congresso Internacional de Tecnologias para o Meio Ambiente Cristiane Tedesco 1, Drª Luciane Maria Colla 2, Dr Marcelo Hemkemeier ³ Remoção de Cromo VI Pela Microalga Spirulina platensis 3º Congresso Internacional de Tecnologias para o Meio Ambiente Cristiane Tedesco 1, Drª Luciane Maria Colla 2, Dr Marcelo Hemkemeier ³ 1 Faculdade

Leia mais

CONSERVAÇÃO DAS FRUTAS DE CAROÇO AMEIXA FORTUNE

CONSERVAÇÃO DAS FRUTAS DE CAROÇO AMEIXA FORTUNE CONSERVAÇÃO DAS FRUTAS DE CAROÇO AMEIXA FORTUNE (Prunus salicina L.), PÊSSEGO BARBOSA (Prunus persica L. Batsch)) E NECTARINA BRUNA (Prunus persica var. Nucipersica),) ATRAVÉS DA FRIGOCONSERVAÇÃO Willian

Leia mais

Capacidade de Expansão do Milho Pipoca Crioulo cultivado no Cerrado Goiano em Sistema Agroecológico.

Capacidade de Expansão do Milho Pipoca Crioulo cultivado no Cerrado Goiano em Sistema Agroecológico. Capacidade de Expansão do Milho Pipoca Crioulo cultivado no Cerrado Goiano em Sistema Agroecológico. Teixeira, W. G. (1), Matteucci, M. B. A. (2), Malta, C. G. (1), Barbosa, S. C. (1) e Leandro, W. M.

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Lycopersicon esculentum Mill., pós-colheita, biofilmes comestíveis.

PALAVRAS-CHAVE: Lycopersicon esculentum Mill., pós-colheita, biofilmes comestíveis. Características físico-químicas em tomates tipo sweet grape envolvidos por diferentes películas protetoras Elza de Oliveira Ferraz 1 ; Regina Marta Evangelista 1 ; Marina de Toledo Rodrigues Claudio 1,

Leia mais

CAPÍTULO 4. 4.1 Resultado da análise dos componentes principais

CAPÍTULO 4. 4.1 Resultado da análise dos componentes principais 68 CAPÍTULO 4 4 RESULTADOS E DISCUSSÕES 4.1 Resultado da análise dos componentes principais Variáveis de dados: Ra1 Ra2 Ra3 Ra4 Número completo de casos: 53 Número de componentes extraídos: 4 A Tabela

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MILHO- CRIOULO SOB ESTRESSE CAUSADO POR BAIXO NÍVEL DE NITROGÊNIO

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MILHO- CRIOULO SOB ESTRESSE CAUSADO POR BAIXO NÍVEL DE NITROGÊNIO AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MILHO- CRIOULO SOB RESUMO Tânia Cristina de Oliveira Gondim 1 Valterley Soares Rocha 1 Manoel Mota dos Santos 1 Glauco Vieira Miranda 1 Este trabalho teve

Leia mais

PRODUÇÃO DO ALGODÃO COLORIDO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO FOLIAR DE N E B

PRODUÇÃO DO ALGODÃO COLORIDO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO FOLIAR DE N E B Página 770 PRODUÇÃO DO ALGODÃO COLORIDO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO FOLIAR DE N E B Tancredo Augusto Feitosa de Souza 1 ; Roberto Wagner Cavalcanti Raposo 2 ; Aylson Jackson de Araújo Dantas 2 ; Carolline Vargas

Leia mais

Avaliação dos Parâmetros Morfológicos de Mudas de Eucalipto Utilizando Zeolita na Composição de Substrato.

Avaliação dos Parâmetros Morfológicos de Mudas de Eucalipto Utilizando Zeolita na Composição de Substrato. III SIMPÓSIO SOBRE A BIODIVERSIDADE DA MATA ATLÂNTICA. 2014 115 Avaliação dos Parâmetros Morfológicos de Mudas de Eucalipto Utilizando Zeolita na Composição de Substrato. H. B. Totola 1,*, M. Zibell 2,

Leia mais

Avaliação da germinação de sementes de fragmentos florestais receptadas em redes visando recomposição da flora local

Avaliação da germinação de sementes de fragmentos florestais receptadas em redes visando recomposição da flora local Avaliação da germinação de sementes de fragmentos florestais receptadas em redes visando recomposição da flora local Juliana Leite Ribeiro 1, Sâmmara Emiliana Fonseca Carvalho 2, Marielle Aparecida de

Leia mais

Produção de feijão-fava em resposta ao emprego de doses de esterco bovino e presença e ausência de NPK

Produção de feijão-fava em resposta ao emprego de doses de esterco bovino e presença e ausência de NPK Produção de feijão-fava em resposta ao emprego de doses de esterco bovino e presença e ausência de NPK Adriana U. Alves ; Ademar P. de Oliveira 2 ; Carina S. M. Dornelas ; Anarlete U. Alves 3 ; Edna U.

Leia mais

Capítulo 11. Colheita, Transporte e Comercialização do Milho Verde 11.1. Milho Verde comum

Capítulo 11. Colheita, Transporte e Comercialização do Milho Verde 11.1. Milho Verde comum Capítulo 11. Colheita, Transporte e Comercialização do Milho Verde 11.1. Milho Verde comum O milho verde deve ser colhido com os grãos no estado leitoso, apresentando de 70 a 80% de umidade. Esse ponto

Leia mais

ENRAIZAMENTO DE ESTACAS DE AZALÉIA Rhododendron indicum: CULTIVAR TERRA NOVA TRATADAS COM ÁCIDO INDOL- BUTÍRICO, COM O USO OU NÃO DE FIXADOR

ENRAIZAMENTO DE ESTACAS DE AZALÉIA Rhododendron indicum: CULTIVAR TERRA NOVA TRATADAS COM ÁCIDO INDOL- BUTÍRICO, COM O USO OU NÃO DE FIXADOR ENRAIZAMENTO DE ESTACAS DE AZALÉIA Rhododendron indicum: CULTIVAR TERRA NOVA TRATADAS COM ÁCIDO INDOL- BUTÍRICO, COM O USO OU NÃO DE FIXADOR Elisabete Domingues Salvador 1 Sidney Osmar Jadoski 1 Juliano

Leia mais

Germinação e viabilidade de sementes de pupunha em diferentes ambientes e tipos de embalagens

Germinação e viabilidade de sementes de pupunha em diferentes ambientes e tipos de embalagens Germinação e viabilidade de sementes de pupunha em diferentes ambientes e tipos de embalagens Maria das Graças Conceição Parada Costa Silva 1, José Roberto Vieira da Melo 2 1 Engª Agrônoma, MSc, Centro

Leia mais

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Suporte no Crescimento e Produção de Alface em Cultivo Protegido e Hidroponia.

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Suporte no Crescimento e Produção de Alface em Cultivo Protegido e Hidroponia. Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Suporte no Crescimento e Produção de Alface em Cultivo Protegido e Hidroponia. Francisco José Alves Fernandes Távora 1 ; Pedro Renato Aguiar de Melo 1 Universidade

Leia mais

Projecto agro 231 REGULARIDADE PRODUTIVA, QUALIDADE E CONSERVAÇÃO DOS FRUTOS DE ACTINÍDEA NAS REGÕES DE ENTRE-DOURO E MINHO E BEIRA LITORAL

Projecto agro 231 REGULARIDADE PRODUTIVA, QUALIDADE E CONSERVAÇÃO DOS FRUTOS DE ACTINÍDEA NAS REGÕES DE ENTRE-DOURO E MINHO E BEIRA LITORAL Projecto agro 231 REGULARIDADE PRODUTIVA, QUALIDADE E CONSERVAÇÃO DOS FRUTOS DE ACTINÍDEA NAS REGÕES DE ENTRE-DOURO E MINHO E BEIRA LITORAL QUALIDADE E CONSERVAÇÃO EQUIPA DO PROJECTO UNIVERSIDADE DO ALGARVE

Leia mais

INFLUÊNCIA DA QUEBRA DE DORMÊNCIA NA GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE PARICÁ

INFLUÊNCIA DA QUEBRA DE DORMÊNCIA NA GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE PARICÁ INFLUÊNCIA DA QUEBRA DE DORMÊNCIA NA GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE PARICÁ Andredy Murilo Trindade Amorim¹, Oriel Filgueira de Lemos², Camila Beatriz Lima de Souza ³,Dávia Rosane Rodrigues Leite 3

Leia mais

A1-206 Avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho variedade (Zea mays) armazenadas em garrafas PET.

A1-206 Avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho variedade (Zea mays) armazenadas em garrafas PET. A1-206 Avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho variedade (Zea mays) armazenadas em garrafas PET. Previero, Conceição Aparecida, CEULP/ULBRA, conceicaopreviero@gmail.com, Moraes, Eriel Dantas

Leia mais

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Sustentação das Plantas nas Condições Ambientais do Cultivo Protegido de Alface em Sistema Hidropônico.

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Sustentação das Plantas nas Condições Ambientais do Cultivo Protegido de Alface em Sistema Hidropônico. Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Sustentação das Plantas nas Condições Ambientais do Cultivo Protegido de Alface em Sistema Hidropônico. Francisco José Alves Fernandes Távora 1, Pedro Renato

Leia mais

Sob medida TECNOLOGIA DE EMBALAGEM

Sob medida TECNOLOGIA DE EMBALAGEM TECNOLOGIA DE EMBALAGEM Sob medida Embalagens de frutas, desenvolvidas pelo INT (Instituto Nacional de Tecnologia), podem reduzir perdas em até 80% e ainda aumentar a vida útil dos produtos. V ocê sabia

Leia mais

Aclimatização de mudas micropropagadas de violeta africana em diferentes substratos

Aclimatização de mudas micropropagadas de violeta africana em diferentes substratos Aclimatização de mudas micropropagadas de violeta africana em diferentes substratos Cícero Pereira Cordão Terceiro Neto 1 ; Fred Carvalho Bezerra 2 ; Fernando Felipe Ferreyra Hernandez 1 ; José Vagner

Leia mais

TECNOLOGIA DE PÓS-COLHEITA

TECNOLOGIA DE PÓS-COLHEITA TECNOLOGIA DE PÓS-COLHEITA CLIMATIZAÇÃO E ARMAZENAMENTO REFRIGERADO NA QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE BANANAS NANICÃO ( 1 ) ENRIQUE GEORGETTE FERNANDES ( 2 ); PAULO ADEMAR MARTINS LEAL ( 3 ); JULIANA SANCHES

Leia mais