Um futuro sossegado para curtir

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Um futuro sossegado para curtir"

Transcrição

1 PREVIDÊNCIA Aposentadoria privada: como, quanto, quando, onde e por que aplicar PLANEJAR A APOSENTADORIA É GARANTIR UMA QUALIDADE DE VIDA FUTURA, MAS É IMPORTANTE INVESTIR NUM PLANO QUE SE ADEQUE AO ESTILO DE VIDA DE CADA CIDADÃO Previdência Privada Um futuro sossegado para curtir a vida, aproveitar e colher os frutos dos anos já desfrutados. Esse é o desejo de muita gente que se aposenta. Mas a reflexão de muitos é: como vou manter um padrão de vida com condições dignas de viver aposentado? E com a tendência de uma redução gradual do benefício de aposentadoria pago pelo governo, muitas pessoas, de diferentes faixas etárias, têm investido em planos de previdência privada. A AEMFLO e CDL-SJ estudam a possibilidade de lançar um plano de previdência privada aos associados e para esclarecer melhor o assunto a Revista Empresarial conversou com especialistas no tema. A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR. Nasceu da indisponibilidade do modelo público de cobrir, na aposentadoria, o padrão de vida conquistado por cada trabalhador na fase laborativa. Dentre os vários fatores, está o aumento da expectativa de vida no mundo todo. Diante desse quadro, o governo criou incentivos para que a população em geral organize e planeje a previdência complementar, por meio dos diversos modelos existentes e oferecidos pelos bancos, seguradoras, empresas ou associações. A necessidade das pessoas e os incentivos governamentais se traduzem em mais de dez milhões de pessoas no Brasil, fazendo o planejamento previdenciário privado com reservas que ultrapassam R$ 700 bilhões. Esse índice fez da previdência complementar o investimento que mais cresceu nos últimos dez anos. A superintendente da Previsc Previdência Complementar, Regidia Alvina Frantz, aponta ainda que esse é um assunto muito atual, principalmente por dois fatores: os brasileiros estão vivendo cada vez mais e devem ter claro, que para isso, também devem ter condições financeiras para usufruir dessa fase da vida e viver com qualidade, uma vez que, apenas com os rendimentos do sistema público, muitas atividades ficam restritas. Leandro Andrade, diretor comercial da LUZ Engenharia Financeira, explica que a previdência privada é uma forma de acumular recursos para garantir uma renda mensal após a aposentadoria. O objetivo, na maioria dos casos, 20 / REVISTA EMPRESARIAL / Março-Abril 2013

2 especialmente para profissionais que atuam junto à iniciativa privada, é complementar a renda originada com a aposentadoria pública, comenta. A previdência privada pode ser uma iniciativa da pessoa física, que contrata um plano de previdência junto a uma instituição financeira ou gestora de recursos. Porém, nos casos mais comuns, as empresas optam por uma previdência complementar de forma a oferecer benefício aos funcionários. Existem diversos tipos e formas de ação nesse caso. Desde previdências em que a empresa seja a patrocinadora, uma entidade fechada de previdência complementar e os participantes só podem ser os funcionários, até formas mais simples, em que a empresa contrata um plano aberto de um banco, ou até mesmo um PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), explica Andrade. Cada uma dessas formas refletem em custos diferentes para a empresa e para o funcionário, bem como resultados diferentes para os dois lados. Isso irá depender muito da estratégia de Recursos Humanos da empresa em questão e sua visão em relação aos seus colaboradores. O educador financeiro Mauro Calil explica ainda que a previdência complementar é um sistema que acumula recursos que garantam uma renda mensal no futuro, especialmente no período em que se deseja ou que se precisa parar de trabalhar. Denise Maidanchen, diretora da Quanta Previdência Unicred, explica que os planos de previdência complementar possuem duas fases, uma delas é a fase de contribuição e a outra é a fase de recebimento da renda. Na fase de contribuição, as reservas previdenciárias serão formadas livremente pelos participantes, por meio de contribuições mensais ou eventuais. Os recursos são aplicados no mercado financeiro pela instituição administradora e, nesse caso, alguns planos oferecem perfis de investimentos variados, alguns com mais risco, outros com menos risco, adianta Maidanchen. A diretora ainda complementa a importância que a legislação impõe sobre todos os planos de previdência limites de alocação, que promovem diversificação e controle de riscos, o que é muito favorável para os investidores. Nessa fase, o participante tem a flexibilidade de alterar o valor das contribuições, resgatar os recursos ou até mesmo portar (transferir) para uma outra instituição administradora, a qual perceba que possui melhores vantagens. DENISE MAIDANCHEN Diretora da Quanta Previdência Unicred Quando o participante alcançar a idade escolhida, ou o saldo desejado, ele poderá transformar o saldo em renda, e então é chegada a tão esperada fase do recebimento da renda complementar de aposentadoria. Calil pontua que a previdência complementar funciona como um investimento onde se faz aportes regulares, porém não é um investimento comum e sim um seguro. Costumo dizer que a previdência privada é um seguro contra a falta de renda na terceira idade. Num primeiro momento, era vista como uma forma de poupança extra, além da previdência oficial, mas como o benefício do governo tende a ficar cada vez menor, muitos adquirem um plano como forma de garantir uma renda razoável ao fim da carreira profissional. Os tipos de renda variam conforme o plano escolhido. Na previdência oferecida pelos bancos e seguradoras (Planos PGBL e VGBL - Vida Gerador de Benefício Livre), a mais comum é a renda vitalícia, na qual o participante compra uma renda que perdurará por toda a vida, nesse caso, a renda se esgota com a morte, independente de haver saldo ou não, configurando o mutualismo NA FASE DE CONTRIBUIÇÃO, AS RESERVAS PREVIDENCIÁRIAS SERÃO FORMADAS LIVREMENTE PELOS PARTICIPANTES, POR MEIO DE CONTRIBUIÇÕES MENSAIS OU EVENTUAIS. OS RECURSOS SÃO APLICADOS NO MERCADO FINANCEIRO PELA INSTITUIÇÃO ADMINISTRADORA E, NESSE CASO, ALGUNS PLANOS OFERECEM PERFIS DE INVESTIMENTOS VARIADOS, ALGUNS COM MAIS RISCO, OUTROS COM MENOS RISCO de recursos participantes que vivem menos, deixam saldos para outros que vivem mais. Para aqueles que têm acesso a planos fechados, sem fins lucrativos, existe um modelo de contas individuais, chamado de CD (Contribuição Definida), em que o participante (ou beneficiários) tem mais flexibilidade e garantia de recebimento de 100% da poupança, podendo escolher percentuais de saldo e/ou alterar a renda anualmente. Isso tudo dependendo das regras regulamentares de cada plano. Março-Abril 2013 / REVISTA EMPRESARIAL / 21

3 PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA E FECHADA. Existem dois tipos de planos, a previdência complementar aberta e a fechada. De acordo com a Lei nº 6.435, de 15/07/77, Entidades de Previdência Complementar são aquelas que têm por objetivo instituir planos privados de concessão de pecúlios ou de rendas, de benefícios complementares ou semelhantes ao da previdência social, mediante contribuição dos participantes, dos respectivos empregadores ou de ambos. A Lei determinou, ainda, a divisão das atividades da previdência complementar em dois segmentos de operações distintos: o das entidades abertas e o das entidades fechadas. Segundo Denise Maidanchen, os dois modelos possuem o mesmo propósito, entretanto, possuem diferenças de formatação, acesso e retorno ao participante, como é possível observar na tabela abaixo: Entidades a que se vinculam PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PRIVADA ABERTA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PRIVADA FECHADA Fundos de Pensão ou Entidades Associativas Objetivo Finalidade lucrativa Natureza jurídica Como é comercializada Quem fiscaliza Por bancos e seguradoras Susep Podem ser patrocinados por empresas aos Previc Quem normatiza Quem pode aderir Tipos de Planos Fonte: Quanta Previdência Unicred COMO ESCOLHER UM PLANO QUE SEJA VANTAJOSO AO INVESTIDOR. Com a variedade, é preciso analisar e escolher o que melhor se adeque ao perfil de cada consumidor. Segundo Andrade, considerando o cenário corporativo, as entidades fechadas (que podem ter uma ou mais de uma patrocinadora - multipatrocinados) equilibram melhor a relação empresa x empregado, pelo próprio sistema de governança, cobrança por resultados dos investimentos e assim por diante, sempre alinhados com a legislação do Conselho Monetário Nacional e reporte à Previc (autarquia vinculada ao Ministério de Previdência Social). O que rege essa relação é o regulamento do fundo de pensão, onde estão escritas todas as regras e direitos para cada parte, como contribuição, resgate, e assim por diante, argumenta Leandro Andrade, especialista em previdência complementar. Por outro lado, as entidades abertas ou PGBLs tendem a ter outro tipo de relação empresa x empregado, até porque é outro tipo de serviço, geralmente contratado com um banco. Os planos de previdência possuem incentivos fiscais governamentais, que se bem aproveitados, podem fazer dos planos de previdência investimentos muito rentáveis, possibilitando acumulação de reservas bem maiores do que se poupado por outros investimentos. Esses incentivos são três: a) a rentabilidade não sofrerá a retenção de imposto de renda; b) as contribuições poderão ser descontadas da base de cálculo de IR (para aqueles que fazem a declaração completa de imposto de renda); c) haverá o pagamento do imposto, apenas no resgate ou recebimento do benefício, o que poderá ser muito bom, em longo prazo. Denise Maidanchen, diretora da Quanta Previdência Unicred, alerta que é preciso atenção, pois esses incentivos podem se concretizar ou não, dependendo do plano e das questões ao lado: 22 / REVISTA EMPRESARIAL / Março-Abril 2013

4 Taxas Cobradas Rentabilidade Conversão do saldo em renda Garantia de repasse de saldo aos beneficiários IMPORTANTE ANALISAR: Observar o histórico de rentabilidade de pelo menos dois montante total. de até 100% no valor. DICA Planos com rentabilidades muito que precisa ser observado. Financeira. Leia o regulamento do Plano e analise as regras antes de converter seu saldo em renda. Fonte: Quanta Previdência Unicred VANTAGENS E DESVANTAGENS DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR. ALGUMAS DAS VANTAGENS DE SE APLI- CAR EM PLANOS DE PREVIDÊNCIA: quenos valores é possível aplicar em fundos diversificados e com retornos maiores do que aqueles alcançados na alocação individual; do imposto de renda no aporte, mas no resgate, e isso em longo prazo fará com que a reserva seja maior. Exemplo: em 30 anos de acumulação o saldo; poderá ser 40% maior, comparando-se com um fundo de renda fixa que come cotas semestrais de 20% de IR sobre a rentabilidade; base de cálculo de IR, em até 12% da renda bruta anual, economizando no pagamento do imposto (dependendo do modelo de plano); em inventário, tornando mais fácil o planejamento sucessório e a disponi- bilização de recursos aos familiares; planejamento previdenciário. DESVANTAGENS: seguradoras, podem ter taxas muito elevadas de administração; curto prazo, devido ao imposto de renda que será retido. Março-Abril 2013 / REVISTA EMPRESARIAL / 23

5 PREVIDÊNCIA O educador financeiro Mauro Calil ainda explica que os planos fechados são muito vantajosos visto que o trabalhador contribui com uma parte mensal do salário e a empresa banca o restante, valor que normalmente é dividido em partes iguais. Outras empresas, essas mais raras, bancam toda a contribuição. Os planos abertos não são tão vantajosos e podem ser muito ruins, se por acaso, quem opta por esse caminho fizer aportes irregulares ou mesmo saques antes do período final de contribuição. Em comum, os planos de aposentadoria devem ter um prazo mínimo de dez anos para a maturação. Prazos menores podem não render bons frutos. O educar financeiro ainda esclarece que hoje em dia não se estabelece um plano de aposentadoria razoável com menos de dez anos de prazo, o ideal é contar com ao menos 20 anos de contribuição. COMO ADERIR A UM PLANO DE PREVI- DÊNCIA PRIVADA. As pessoas físicas que procuram um fundo de previdência privada podem encontrá-los em bancos, tanto públicos, quanto privados, ou seguradoras. Todos os fundos seguem a mesma legislação, porém, o prospecto do fundo muda de instituição para instituição. O educador financeiro ainda esclarece quanto à possibilidade de saques nesses investimentos. É possível, dentro das regras do produto, mas as perdas também estão sujeitas às mesmas regras e também à tributação, por isso cada caso é diferente e é necessário fazer contas antes de se tomar a decisão. Denise complementa: Como se trata de um investimento em longo prazo, o objetivo não é realizar resgates antecipados, porém cada regulamento possui regras de resgate. O que será retido no momento será a alíquota de imposto de renda, e então, dependendo do modelo do plano da alíquota escolhida e do prazo, essa alíquota poderá ser de 10% até 35% do saldo. QUANDO COMEÇAR A INVESTIR. Os entrevistados foram unânimes: quanto antes começar a investir, melhor. Calil ainda reitera: desde o nascimento da criança. Isso não é brincadeira. Em nossa cultura pais e avós abrem uma caderneta de poupança para os pequenos. Deveriam montar uma carteira de ações ou, no mínimo, contratar um plano de previdência carregado de renda variável. A superintendente da Previsc, Regidia Alvina Frantz, constuma di- COMO CALCULAR A RENDA DO FUTURO zer que o investimento já deveria ter sido feito ontem, que quanto antes o cidadão começar a investir, melhor será a situação, por três fatores: quanto antes iniciar as contribuições ao plano, mais essa pessoa irá economizar, consequentemente a parcela a ser desembolsada mensalmente será menor, comprometendo menos o orçamento, uma vez que se uma pessoa de 30 anos resolve aderir a um plano com expectativa de aposentadoria aos 60 anos, o custo ao mês será menor do que uma que decide investir aos 50 anos. Os outros dois fatores são o tempo de investimento e a rentabilidade, que estão diretamente relacionados. O educador financeiro Mauro Calil ensina uma regra básica para calcular a renda a ser recebida no futuro. Todos os produtos oferecem simulações que não configuram compromisso pelo alto grau de incerteza envolvido. De qualquer forma siga essa regrinha : mês = ,00 por ano. e IR que temos hoje na economia brasileira. acumulado para que se garanta a renda de 15mil/mês, com perpetuidade. REGIDIA ALVINA FRANTZ Superintendente da Previsc Previdência Complementar OS BRASILEIROS ESTÃO VIVENDO CADA VEZ MAIS E DEVEM TER CONDIÇÕES FINANCEIRAS PARA USUFRUIR DESSA FASE DA VIDA E VIVER COM QUALIDADE, UMA VEZ QUE, APENAS COM OS RENDIMENTOS DO SISTEMA PÚBLICO, MUITAS ATIVIDADES FICAM RESTRITAS 24 / REVISTA EMPRESARIAL / Março-Abril 2013

6 EXEMPLO DE UM PLANO A superintendente da Previsc Previdência Complementar, Regidia Alvina Frantz, demonstra um exemplo de renda futura: Atuarial AT-2000 MAURO CALIL Educador financeiro OS PLANOS ABERTOS NÃO SÃO TÃO VANTAJOSOS E PODEM SER MUITO RUINS, SE POR ACASO, QUEM OPTA POR ESSE CAMINHO FIZER APORTES IRREGULARES OU MESMO SAQUES ANTES DO PERÍODO FINAL DE CONTRIBUIÇÃO. EM COMUM, OS PLANOS DE APOSENTADORIA DEVEM TER UM PRAZO MÍNIMO DE DEZ ANOS PARA A MATURAÇÃO. PRAZOS MENORES PODEM NÃO RENDER BONS FRUTOS

Plano TELOS Contribuição Variável - I

Plano TELOS Contribuição Variável - I Plano TELOS Contribuição Variável - I A sua empresa QUER INVESTIR NO SEU FUTURO, E VOCÊ? A sua empresa sempre acreditou na importância de oferecer um elenco de benefícios que pudesse proporcionar a seus

Leia mais

Previdência Privada Instrumento de Planejamento Pessoal

Previdência Privada Instrumento de Planejamento Pessoal PGBL PLANO GERADOR DE BENEFÍCIOS LIVRES Ideal para quem faz a declaração completa do IRPF, permite a dedução das contribuições efetuadas até o limite de 12% da renda bruta anual, reduzindo o valor a ser

Leia mais

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI UVERGS PREVI A União dos Vereadores do Estado do Rio Grande do Sul visa sempre cuidar do futuro de seus associados Por conta disso, está lançando um Programa de Benefícios

Leia mais

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Os fundos de previdência privada, sejam fechados ou abertos, têm características próprias e vantagens tributárias em relação aos investimentos

Leia mais

2. O que a Funpresp Exe traz de modernização para o sistema previdenciário do Brasil?

2. O que a Funpresp Exe traz de modernização para o sistema previdenciário do Brasil? Perguntas Frequentes 1. O que é a Funpresp Exe? É a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo, criada pelo Decreto nº 7.808/2012, com a finalidade de administrar

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV...

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... 7 CONHEÇA O PLANO DENTALUNIPREV... 8 PARTICIPANTES... 9 Participante

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR O FUTURO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL O déficit da previdência social coloca em risco o direito à aposentadoria Fatores que agravam a situação: Queda da taxa de natalidade Aumento da

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA...

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 8 CONHEÇA O PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 9 PARTICIPANTES...

Leia mais

CARTILHA PLANO CELPOS CD

CARTILHA PLANO CELPOS CD CARTILHA PLANO CELPOS CD ORIGINAL PLUS O QUE É O PLANO CELPOS CD? O Plano Misto I de Benefícios CELPOS CD é um plano de previdência complementar cujo benefício de aposentadoria programada é calculado de

Leia mais

Introdução. Nesta cartilha, você conhecerá as principais características desse plano. O tema é complexo e,

Introdução. Nesta cartilha, você conhecerá as principais características desse plano. O tema é complexo e, Introdução O Plano Prodemge Saldado está sendo criado a partir da cisão do Plano Prodemge RP5-II e faz parte da Estratégia Previdencial. Ele é uma das opções de migração para participantes e assistidos.

Leia mais

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários Um novo plano, com muito mais futuro Plano 5x4 dos Funcionários Sumário 03 Um novo plano, com muito mais futuro: 5x4 04 Comparativo entre o plano 4 x 4 e 5 x 4 08 Regras de resgate 10 Como será o amanhã?

Leia mais

Tabela 1 Tributos Plano VGBL

Tabela 1 Tributos Plano VGBL Comparativo tributário Produtos Financeiros Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Abril/2008 O objetivo deste levantamento é fazer uma comparação tributária sobre os produtos financeiros existentes

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA UM INVESTIMENTOS S/A

NOSSA HISTÓRIA UM INVESTIMENTOS S/A NOSSA HISTÓRIA A UM INVESTIMENTOS S/A Corretora de Títulos e Valores Mobiliários é uma instituição financeira independente e atua no mercado financeiro há 40 anos. Em 2008 iniciou um processo de reestruturação,

Leia mais

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev.

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev. ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO ACPREV... 8 PARTICIPANTES... 8 Participante Ativo... 8 Participante Assistido...

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.3.5- Previdência Privada 2ª parte

Conhecimentos Bancários. Item 2.3.5- Previdência Privada 2ª parte Conhecimentos Bancários Item 2.3.5- Previdência Privada 2ª parte PREVIDÊNCIA PRIVADA ABERTA FECHADA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA São planos previdenciários que permitem

Leia mais

Presente em mais de 170 países. Entre as 100 maiores empresas do mundo (ranking mundial Fortune. Tradição: fundada em 1872

Presente em mais de 170 países. Entre as 100 maiores empresas do mundo (ranking mundial Fortune. Tradição: fundada em 1872 Previdência Privada Zurich Global Presente em mais de 170 países Entre as 100 maiores empresas do mundo (ranking mundial Fortune Tradição: fundada em 1872 Solidez Financeira: classificação AA pela Standard

Leia mais

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada.

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. Adesão Característica do contrato de previdência privada, relativa ao ato do proponente aderir ao plano de previdência. Administradores

Leia mais

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev Manual Explicativo Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev 1. MANUAL EXPLICATIVO... 4 2. A APOSENTADORIA E VOCÊ... 4 3. PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: O que é isso?... 4 4. BOTICÁRIO

Leia mais

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1 PLANO SUPLEMENTAR Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência No dia 21 de julho, o RH do Banco Bradesco e diretores do Bradesco Previdência expuseram, a cerca de 50 dirigentes sindicais, as mudanças no plano de

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR O futuro que você faz agora FUNPRESP-JUD Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário 2 Funpresp-Jud seja bem-vindo(a)! A Funpresp-Jud ajudará

Leia mais

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA!

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! Prezado participante, 2 Brasil Foods Sociedade de Previdência Privada Cartilha Plano III Um dos grandes objetivos da política de recursos humanos de

Leia mais

FAQ. Participante Ativo Alternativo

FAQ. Participante Ativo Alternativo FAQ Participante Ativo Alternativo O que mudou na Previdência do Servidor Público Federal? A previdência do servidor público passou por mudanças nos últimos anos a partir da emenda 41, da Constituição

Leia mais

Previdência Complementar

Previdência Complementar Cartilha Previdência Complementar Guia Fácil de Tributação TRATAMENTO TRIBUTÁRIO BÁSICO A primeira informação que deve ser observada na escolha de um plano de previdência que tenha como propósito a acumulação

Leia mais

12. Como é o caso de pensão por morte de quem ainda está contribuindo para a previdência?

12. Como é o caso de pensão por morte de quem ainda está contribuindo para a previdência? Tel: 0800 941 7738 1 Educação Financeira Esta Cartilha tem como abjetivo mostrar a importância da educação financeira e previdenciária aos advogados participantes da OABPrev-RJ para que possam organizar

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo Material Explicativo Índice Introdução 4 Sobre o Plano Previplan 5 Adesão 5 Benefícios do Plano 6 Entenda o Plano 7 Rentabilidade 8 Veja como funciona a Tributação 9 O que acontece

Leia mais

PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria

PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria 2015 DUPREV Entidade Fechada da Previdência Complementar Sociedade Civil sem fins lucrativos independente da DuPont Regulada

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL O que é um Plano Brasilprev Pecúlio? O plano Brasilprev Pecúlio é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

12 perguntas. que você precisa fazer para o seu cliente.

12 perguntas. que você precisa fazer para o seu cliente. 12 perguntas que você precisa fazer para o seu cliente. Introdução Neste final de ano, a Icatu Seguros quer convidar a todos para uma reflexão sobre decisões aparentemente simples, mas que nem sempre são

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL O que é o Plano Brasilprev Exclusivo? O Brasilprev Exclusivo é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

5. ETAPA DOS INVESTIMENTOS. Prof. Elisson de Andrade www.profelisson.com.br

5. ETAPA DOS INVESTIMENTOS. Prof. Elisson de Andrade www.profelisson.com.br 5. ETAPA DOS INVESTIMENTOS Prof. Elisson de Andrade www.profelisson.com.br Introdução Poupar versus investir É possível investir dinheiro nos mercados: Imobiliário Empresarial Financeiro Fatores a serem

Leia mais

Tranquilidade e segurança para você e sua família.

Tranquilidade e segurança para você e sua família. Material de uso exclusivo do Bradesco. Produzido pelo Departamento de Marketing em fevereiro/2009. Reprodução proibida. Não jogue este impresso em via pública. Bradesco PGBL Proteção Familiar Para informações

Leia mais

PREVIDÊNCIA RIO BRAVO

PREVIDÊNCIA RIO BRAVO PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RIO BRAVO Recomendações ao investidor: As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL O que é um Plano Brasilprev Pecúlio? O plano Brasilprev Pecúlio é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

Programa de Previdência OUROFINO. Manual do Participante

Programa de Previdência OUROFINO. Manual do Participante Programa de Previdência OUROFINO Manual do Participante Um excelente investimento no presente e a garantia de um futuro tranquilo Programa Previdenciário Empresarial Itaú - OUROFINO Regras do Programa

Leia mais

Prever Empresarial. Associação da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. Agosto de 2007. Previdência Complementar PJ 2007

Prever Empresarial. Associação da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. Agosto de 2007. Previdência Complementar PJ 2007 Prever Empresarial Associação da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho Agosto de 2007 Institucional A Unibanco AIG é o grande destaque no mercado brasileiro em planos corporativos de previdência complementar,

Leia mais

Conceitos básicos de. Previdência Complementar

Conceitos básicos de. Previdência Complementar CALVO E FRAGOAS ADVOGADOS Conceitos básicos de Previdência Complementar Advogado: José Carlos Fragoas ROTEIRO DE APRESENTAÇÃO 1. Apresentação 2. Embasamento Legal 3. Princípios da Previdência Privada contidos

Leia mais

Material Explicativo Plano de Benefícios Avon 2015

Material Explicativo Plano de Benefícios Avon 2015 Material Explicativo Plano de Benefícios Avon 2015 Material Explicativo ÍNDICE 1. Mensagem importante pra você... 4 2. Que tal planejar sua aposentadoria?... 5 3. Estamos juntos!... 6 4. Saiba quem pode

Leia mais

Material Explicativo Centrus

Material Explicativo Centrus Material Explicativo Centrus De olho no futuro! É natural do ser humano sempre pensar em situações que ainda não aconteceram. Viagem dos sonhos, o emprego ideal, casar, ter filhos, trocar de carro, comprar

Leia mais

DATUSPREV CHEGOU O MOMENTO DE APROVEITAR!

DATUSPREV CHEGOU O MOMENTO DE APROVEITAR! DATUSPREV INFORMATIVO CHEGOU O MOMENTO DE APROVEITAR! Quem já cumpriu 5 anos de contribuição pode solicitar o benefício de aposentadoria programada? Essas e mais informações pra você neste Informativo.

Leia mais

CARTILHA Previdência. Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS

CARTILHA Previdência. Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS CARTILHA Previdência Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS Índice 1. Os planos de Previdência Complementar e os Regimes Tributários... Pág. 3 2. Tratamento tributário básico... Pág. 4 3. Características próprias

Leia mais

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Recupere a saúde financeira e garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Objetivo geral Disseminar conhecimento financeiro e previdenciário dentro e fora da SP-PREVCOM buscando contribuir

Leia mais

Guia PCD. Conheça melhor o Plano

Guia PCD. Conheça melhor o Plano Guia PCD Conheça melhor o Plano Índice De olho no Futuro...3 Quem é a Fundação Centrus?...5 Conhecendo o Plano de Contribuição Definida - PCD...6 Contribuições do Participante...7 Saldo de Conta...8 Benefícios

Leia mais

Guia do Programa Previdenciário Empresarial

Guia do Programa Previdenciário Empresarial Guia do Programa Previdenciário Empresarial Uma escolha muda todo o seu futuro. Conheça a novidade que o Itaú e a ABRACAF têm para você! Pensando em você, a ABRACAF e o Itaú criaram um plano de Previdência

Leia mais

Olhando para o Futuro: como preparar sua aposentadoria

Olhando para o Futuro: como preparar sua aposentadoria Olhando para o Futuro: como preparar sua aposentadoria Olhando para o Futuro: como preparar sua aposentadoria Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças

Leia mais

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI Manual Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI O melhor da vida é feito em parceria O Plano de Benefícios Previdenciários da SICOOB PREVI é uma importante ferramenta de planejamento financeiro

Leia mais

AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA. Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo.

AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA. Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo. AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo. Introdução Através deste Material Explicativo você toma conhecimento

Leia mais

MATERIAL. EXPlICatIvo. Plano BAYER CD

MATERIAL. EXPlICatIvo. Plano BAYER CD MATERIAL EXPlICatIvo Plano BAYER CD 1 Prezado Colaborador! você, que está sendo admitido agora ou ainda não aderiu ao Plano de Previdência oferecido pelo Grupo Bayer, tem a oportunidade de conhecer, nas

Leia mais

Cartilha Previdência Sem Mistério

Cartilha Previdência Sem Mistério Cartilha Previdência Sem Mistério Seja bem-vindo! Interessado em saber tudo sobre Previdência Privada? Em nossa cartilha você encontra: Os principais conceitos desse produto Explicação dos termos que ninguém

Leia mais

O plano oferece um leque de coberturas para auxiliá-lo a realizar seus sonhos e, no caso de alguma eventualidade, proteger quem você ama.

O plano oferece um leque de coberturas para auxiliá-lo a realizar seus sonhos e, no caso de alguma eventualidade, proteger quem você ama. , 27 de agosto de 2015 fernando, O Vida Toda Homem foi desenhado para as pessoas que desejam ter a sua independência financeira na aposentadoria, mas também se preocupam em garantir a segurança de sua

Leia mais

PLANOS DE PREVIDÊNCIA PGBL E VGBL

PLANOS DE PREVIDÊNCIA PGBL E VGBL PLANOS DE PREVIDÊNCIA PGBL E VGBL Goiânia, 03 de Abril de 2014. Á CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DE GOIAS CNPJ: 01.619.022/0001-05 Ref.: Plano de Previdência Complementar Prezado(a) Senhor(a),

Leia mais

Guia de Declaração IR 2014. Investimentos. Março de 2014. Brasil

Guia de Declaração IR 2014. Investimentos. Março de 2014. Brasil Guia de Declaração IR 2014 Investimentos Março de 2014 Brasil Guia de Declaração IR 2014 - Investimentos O prazo de entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2014 tem início no dia 6 de março e o

Leia mais

Marcos Puglisi de Assumpção 10. PLANOS DE PREVIDÊNCIA

Marcos Puglisi de Assumpção 10. PLANOS DE PREVIDÊNCIA Marcos Puglisi de Assumpção 10. 2010 Uma das maiores preocupações de um indivíduo é como ele vai passar o final de sua vida quando a fase de acumulação de capital cessar. É preciso fazer, o quanto antes,

Leia mais

A importância da Previdência Privada

A importância da Previdência Privada A importância da Previdência Privada Adriana Hennig de Andrade DIRAT/CGPRO/COPEP 2014 Agenda 1. Estrutura do sistema de Previdência 2. Evolução do mercado de Previdência 3. Necessidade de complementar

Leia mais

Previdência e Investimentos de Longo Prazo

Previdência e Investimentos de Longo Prazo Previdência e Investimentos de Longo Prazo 1 Previdência um desafio mundial 2 A população está envelhecendo, todos sabem o que está acontecendo, mas ninguém tem certeza do que isto significa. TENDENCIA

Leia mais

NOVO REGIME TRIBUTÁRIO EM PLANOS PREVIDENCIÁRIOS

NOVO REGIME TRIBUTÁRIO EM PLANOS PREVIDENCIÁRIOS NOVO REGIME TRIBUTÁRIO EM PLANOS PREVIDENCIÁRIOS Base legal: Lei no 11.053, de 29 de dezembro de 2004, Instrução Normativa nº 497, Instrução Normativa Conjunta SRF/SPC/SUSEP nº 524 e Medida Provisória

Leia mais

Banco do Brasil - Cartilha de Fundos de Investimento Fundos de Investimento

Banco do Brasil - Cartilha de Fundos de Investimento Fundos de Investimento Fundos de Investimento O que é?...2 Tipos de Fundos...2 Fundos de curto prazo...2 Fundos renda fixa...2 Fundos referenciados DI...2 Fundos multimercado...3 Fundos de ações...3 Fundos da dívida externa...3

Leia mais

Cartilha de Tributação. Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições

Cartilha de Tributação. Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições Cartilha de Tributação Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições A escolha de tributação - progressiva ou regressiva - só gera impactos no resgate de contribuição e/ou no recebimento

Leia mais

Sumário. A função do Resumo Explicativo 3. Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4. Contribuições do Participante 6. Contribuições da Patrocinadora 7

Sumário. A função do Resumo Explicativo 3. Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4. Contribuições do Participante 6. Contribuições da Patrocinadora 7 Sumário A função do 3 Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4 Contribuições do Participante 6 Contribuições da Patrocinadora 7 Controle de Contas 8 Investimento dos Recursos 9 Benefícios 10 Em caso de

Leia mais

Meu interesse está no futuro, pois é lá que vou passar o resto de minha vida C K

Meu interesse está no futuro, pois é lá que vou passar o resto de minha vida C K Meu interesse está no futuro, pois é lá que vou passar o resto de minha vida C K A principal função do OABPrev-SC é auxiliar o advogado a criar uma poupança previdenciária para dar suporte aos riscos

Leia mais

Plano PAI. material explicativo

Plano PAI. material explicativo Plano PAI material explicativo Conheça melhor o Plano PAI e veja como o tempo pode ser seu maior aliado Grande parte dos trabalhadores sonha em ter uma aposentadoria estável e aproveitar essa fase para

Leia mais

Previdência complementar, assunto que não pode ficar para depois

Previdência complementar, assunto que não pode ficar para depois taesaprev BOLETIM DOS PARTICIPANTES DA TAESA INFORME NÚMERO 02 OUT/2014 Nesta edição: Contribuição eventual facultativa pode melhorar renda na aposentadoria. P.2 Seu perfil de investimento está adequado

Leia mais

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet Lorem ipsum dolor sit amet Lorem ipsum dolor sit amet Consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANA PAULA RECHETELO DE OLIVEIRA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANA PAULA RECHETELO DE OLIVEIRA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANA PAULA RECHETELO DE OLIVEIRA PREVIDÊNCIA PRIVADA: ANÁLISE DE ALTERNATIVAS DE PLANOS PREVIDENCIÁRIOS CURITIBA 2014 ANA

Leia mais

Apresentação DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS

Apresentação DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS Apresentação Os participantes de Planos de Previdência Complementar estruturados na modalidade de Contribuição Definida (CD), como é o caso do Plano CD CERON, contam com duas opções de tributação do imposto

Leia mais

na modalidade Contribuição Definida

na modalidade Contribuição Definida 1 DIRETORIA * Estruturados DE PREVIDÊNCIA na modalidade Contribuição Definida legislação Conforme a Legislação Tributária vigente*, aplicável aos Planos de Previdência Complementar modelados em Contribuição

Leia mais

Plano D. Material Explicativo

Plano D. Material Explicativo Plano D Material Explicativo 2 Material Explicativo Previ Novartis Índice Pág. 4 Introdução Pág. 6 A Previdência no Brasil Pág. 10 A Previdência e o Plano de Benefício D Pág. 24 Questões 3 Material Explicativo

Leia mais

RELATÓRIO SEGURIDADE. Julho/2010

RELATÓRIO SEGURIDADE. Julho/2010 RELATÓRIO SEGURIDADE Julho/2010 O relatório da área de seguridade tem por finalidade apresentar as principais atividades desenvolvidas no mês, informando os números e valores relativos ao período de julho

Leia mais

Fundação Forluminas de Seguridade Social - Forluz. Gerência de Previdência, Atuária e Atendimento

Fundação Forluminas de Seguridade Social - Forluz. Gerência de Previdência, Atuária e Atendimento Fundação Forluminas de Seguridade Social - Forluz Gerência de Previdência, Atuária e Atendimento Cenário A Seguradora Aegon realizou, no período entre janeiro e fevereiro de 2015, uma pesquisa entre quinze

Leia mais

Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos

Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos BRASIL Guia de Declaração IR 2014- Investimentos O dia 30/04/2014 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2014 e com o objetivo de

Leia mais

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO D Cartilha - Plano D INTRODUÇÃO Você está recebendo a Cartilha do Plano D. Nela você encontrará um resumo das principais características do plano. O Plano D é um plano moderno e flexível

Leia mais

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante Fenacor Prev

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante Fenacor Prev Plano de Previdência Complementar Manual do Participante Fenacor Prev 1 Índice Introdução...3 O Programa de Previdência Fenacor Prev...3 Contribuições...4 Investimentos...5 Benefício Fiscal...5 Benefícios

Leia mais

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Índice Quem Somos Estrutura do plano Importância da Previdência Privada. Quanto antes melhor! As regras do plano Canais Visão Prev 2 Visão Prev Entidade fechada

Leia mais

Previdência Associativa

Previdência Associativa Previdência Associativa Previdência Associativa Fatores Críticos de Sucesso Denise Maidanchen Expectativas Governo: crescimento da Previdência Fechada Associações: fortalecimento do vínculo, crescimento

Leia mais

HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO. Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev

HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO. Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev,

Leia mais

PLANO DE BENEFÍCIOS ATENTO ATENTO PREV. Manual Explicativo

PLANO DE BENEFÍCIOS ATENTO ATENTO PREV. Manual Explicativo PLANO DE BENEFÍCIOS ATENTO ATENTO PREV Manual Explicativo 1 2 Plano de Benefícios Atento AtentoPrev O Plano de Benefícios Atento Atento Prev é um plano de previdência complementar, constituído na modalidade

Leia mais

material explicativo 1

material explicativo 1 material explicativo 1 Material Explicativo Duprev CD CONTEÚDO Previdência Social... 3 Previdência Complementar... 4 Como funciona o Plano Duprev CD?... 4 Contribuição ao Plano... 4 Vantagens Fiscais...

Leia mais

2º Semestre de 2010 2

2º Semestre de 2010 2 1 2 2º Semestre de 2010 O objetivo deste material é abordar os pontos principais do Plano de Benefícios PreviSenac e não substitui o conteúdo do regulamento. 3 4 Índice PreviSenac para um futuro melhor

Leia mais

Seu futuro está em nossos planos!

Seu futuro está em nossos planos! 1/8 CONHEÇA O PLANO DE BENEFÍCIOS CD-METRÔ DF Seu futuro está em nossos planos! 2014 2/8 1 Quem é a REGIUS? A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada é uma entidade fechada de previdência privada,

Leia mais

Material Explicativo. Plano de Aposentadoria CD da Previ-Siemens

Material Explicativo. Plano de Aposentadoria CD da Previ-Siemens Material Explicativo Plano de Aposentadoria CD da Previ-Siemens Sumário Plano CD - Tranqüilidade no futuro 3 Conheça a previdência 4 A entidade Previ-Siemens 6 Como funciona o Plano CD da Previ-Siemens?

Leia mais

Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2013. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma

Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2013. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2013. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma forma ou por meio nenhum, sem prévia permissão e por

Leia mais

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças Escola

Leia mais

EDUCAÇÃO PREVIDENCIÁRIA

EDUCAÇÃO PREVIDENCIÁRIA EDUCAÇÃO PREVIDENCIÁRIA Plante hoje para colher amanhã! 1 O IDOSO NO BRASIL Você sabia? Que o total dos rendimentos recebidos pelos brasileiros com 60 anos ou mais no ano passado chegou a R$ 402,3 bilhões?

Leia mais

PREVIDÊNCIA 2.0: VOCAÇÃO PREVIDENCIÁRIA E REENGENHARIA DE PRODUTO

PREVIDÊNCIA 2.0: VOCAÇÃO PREVIDENCIÁRIA E REENGENHARIA DE PRODUTO Felinto Sernache PREVIDÊNCIA 2.0: VOCAÇÃO PREVIDENCIÁRIA E REENGENHARIA DE PRODUTO O QUE JÁ CONQUISTAMOS... Criação da previdência associativa RET Regime Especial de Tributação Regime regressivo de

Leia mais

Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil. Contribuição definida

Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil. Contribuição definida Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil Contribuição definida Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil Este folheto contém as principais características do Plano de Previdência Complementar da ArcelorMittal

Leia mais

Em complemento às normas

Em complemento às normas A Nova Sistemática de Tributação dos Planos de Previdência Privada Luca Priolli Salvoni e Mário Shingaki Consultores Tributários do Levy & Salomão Advogados Em complemento às normas editadas no final do

Leia mais

O futuro em suas mãos Material Explicativo do Plano de Benefícios II

O futuro em suas mãos Material Explicativo do Plano de Benefícios II ReckittPrev Reckitt Benckiser Sociedade Previdenciária O futuro em suas mãos Material Explicativo do Plano de Benefícios II Material Explicativo do Plano de Benefícios II Sumário Carta da diretoria O futuro

Leia mais

Perguntas e respostas sobre a criação do Funpresp (Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos)

Perguntas e respostas sobre a criação do Funpresp (Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos) O que muda Perguntas e respostas sobre a criação do Funpresp (Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos) 1. Por que é necessário criar a Fundação de Previdência Complementar do Servidor

Leia mais

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA Mensagem ao Associado Caro Associado, A maior preocupação do profissional que compõe o Sistema Confea / Crea / Mútua talvez

Leia mais

Plano de Contribuição Definida

Plano de Contribuição Definida Plano de Contribuição Definida Gerdau Previdência CONHEÇA A PREVIDÊNCIA REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Oferecido pelo setor privado, com adesão facultativa, tem a finalidade de proporcionar uma proteção

Leia mais

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante FenacorPrev

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante FenacorPrev Plano de Previdência Complementar Manual do Participante FenacorPrev Índice Introdução... 3 O Programa de Previdência FenacorPrev... 3 Contribuições... 4 Investimentos... 5 Benefício Fiscal... 6 Benefícios

Leia mais

DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA

DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA GUIA PARA A ESCOLHA DO PERFIL DE INVESTIMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA Caro Participante: Preparamos para você um guia contendo conceitos básicos sobre investimentos, feito para ajudá-lo a escolher

Leia mais

1 Introdução. No Brasil, o Sistema Previdenciário é composto pela Previdência Social e pela Previdência Complementar.

1 Introdução. No Brasil, o Sistema Previdenciário é composto pela Previdência Social e pela Previdência Complementar. 1 Introdução A necessidade de uma Previdência Complementar no Brasil surgiu do momento de crise do Sistema Previdenciário Brasileiro, pois a Previdência Social não consegue pagar ao aposentado o mesmo

Leia mais

Estrutura do Plano de Benefícios Agilent

Estrutura do Plano de Benefícios Agilent Plano de Benefícios Agilent 1 Objetivo da HP Prev Proporcionar aos seus participantes a oportunidade de contribuir para a HP Prev e, juntamente com as contribuições da patrocinadora, formar uma renda mensal

Leia mais

DESMISTIFICANDO A PREVIDÊNCIA

DESMISTIFICANDO A PREVIDÊNCIA DESMISTIFICANDO A PREVIDÊNCIA Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2014. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma forma ou por meio nenhum,

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS - Plano PreVisão -

PERGUNTAS E RESPOSTAS - Plano PreVisão - PERGUNTAS E RESPOSTAS - Plano PreVisão - O que é o plano PreVisão? O plano PreVisão é o novo plano de benefícios administrado pela Visão Prev, resultado de estudos realizados no intuito de buscar uma solução

Leia mais

INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL

INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR A Lei n.º 11.053, de 29 de dezembro de 2004, trouxe

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA:

PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA: PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA: Vejam quais são as principais questões que envolvem o Novo Regime de Tributação e esclareçam suas dúvidas. 1) Como era o tratamento tributário

Leia mais

Material Explicativo. Plano de Benefícios HP

Material Explicativo. Plano de Benefícios HP Material Explicativo Plano de Benefícios HP Janeiro - 2015 1 As informações deste material visam cumprir a legislação aplicável e dar aos participantes uma idéia geral e resumida das alterações promovidas

Leia mais

guia prático volume I finanças

guia prático volume I finanças guia prático volume I finanças Manter-se bem informado para gerenciar seu consultório ou clínica da melhor maneira possível é fundamental para o sucesso. Dessa forma, além de obter um resultado final mais

Leia mais