NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB"

Transcrição

1 NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB

2 O que é o Plano Brasilprev Exclusivo? O Brasilprev Exclusivo é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos seus projetos de vida. Os recursos são aplicados em Fundos de Investimento em Cotas de Fundo de Investimento Especialmente Constituído, e 100% da rentabilidade líquida obtida na aplicação dos recursos é repassada ao seu plano. Este plano oferece total liberdade para que você escolha o valor de seus aportes, a partir do valor mínimo estipulado e a periodicidade de pagamento. Confira abaixo os valores mínimos de aporte: Periódico Mensal Periódico Periódico Trimestral Mensal R$ 1.200,00 Periódico Semestral R$ 2.400,00 Periódico Periódico Anual Trimestral R$ 1.200,00 R$ 4.800,00 Esporádico Periódico Semestral R$ 2.400,00 Único R$ ,00 Periódico Anual R$ 4.800,00 Portabilidade Aporte inicial Esporádico Único Portabilidade Aporte inicial R$ ,00 Há algum incentivo fiscal? Os planos de Previdência permitem vantagens fiscais, através da definição da modalidade do plano e do regime de tributação, sendo: A modalidade PGBL indicada para quem declara o IR no formulário completo, pois os aportes podem ser deduzidos no IR, até o limite de 12% da sua renda bruta anual tributável: Desde que você contribua com o regime geral (INSS) ou regime próprio dos servidores públicos. Sobre resgates e rendas recebidas haverá incidência de IR no montante principal e rendimentos, conforme legislação vigente. A modalidade VGBL é indicada para quem declara o IR no formulário simplificado ou já atingiu o limite de 12% no PGBL, e deseja investir mais recursos. Essa modalidade não permite abatimentos no IR, mas em contrapartida, ao receber renda ou realizar resgates, haverá incidência de IR somente sobre os rendimentos.

3 Regime de Tributação No modelo de Tributação Regressiva Definitiva, a incidência de IR ocorre de forma definitiva e exclusiva na fonte. As alíquotas são decrescentes em função do tempo. Já o Modelo de Tributação Progressiva Compensável segue a tabela progressiva de Imposto de Renda vigente, sendo feita com base na alíquota única de 15%, de forma antecipada, com posterior ajuste na declaração anual de IR. Confira a tabela a seguir: Tabela 1: Prazo TRIBUTAÇÃO Prazo de de acumulação acumulação do Regressiva aporte Progressiva Tributação do aporte Definitiva* Compensável R e g r e s s i v a D e f i n i t i v a * Progressiva Até 2 anos Compensável 35% Resgate: 15% na fonte + Ajuste Até 2 De anos 2 a 4 anos 30% na declaração anual de 3 IR, de 5 % Resgate: De 4 a 15% 6 anos na fonte + Ajuste 25% na declaração acordo anual com de IR, as de alíquotas acordo da com as alíquotas da Tabela Progressiva de IRPF. Benefício: Tributado conforme tabela progressiva em vigor. De 6 a 8 anos 20% Tabela Progressiva de IRPF. De 2 a 4 anos 30% De 8 a 10 anos 15% Benefício: Tributado conforme De 4 a 6 anos tabela progressiva em 25% vigor. Acima de 10 anos 10% De 6 a 8 anos 20% De 8 a 10 anos 15% * Toda a incidência de imposto será exclusiva na fonte. O Imposto de Renda incide no momento do resgate ou no recebimento de renda. O que são aportes? Aportes são os valores investidos por você para formar uma provisão que vai proporcionar uma renda futura. Sobre cada aporte incidirá a taxa de carregamento para cobrir as despesas de corretagem, colocação e administração do plano. Nos planos Brasilprev Exclusivo, dividimos a taxa de carregamento em duas: antecipada (pré) e postecipada (pós). Antecipada (Pré): Taxa que incide no momento do aporte. Esta taxa é decrescente em função do valor do aporte e do montante acumulado. Ou seja, quanto maior o valor do aporte ou quanto maior o montante acumulado, menor será a taxa de carregamento antecipada. Tabela de Carregamento Antecipado sobre Contribuições Aporte Mensal */Único (R$) 400,00-899,99 900, , , ,99 3,50% 3,00% 1,50% Saldo acumulado De 7.000,01 Até 7.000,00 Acima ,00 a ,00 2,50% 1,50% 1,50% 1,00% 1,00% * Regra de enquadramento: na tabela podem ser enquadrados diretamente os valores mensais, únicos ou esporádicos. Para enquadrar demais periodicidades, dividir o valor do aporte por 12 para anual, por 6 para semestral e por 3 para trimestral.

4 Postecipada (Pós): Taxa que incide somente em caso de portabilidades ou resgates. É decrescente em função do tempo de permanência no plano, podendo chegar a zero. Ou seja, quanto maior o tempo de permanência no plano, menor será a taxa de carregamento postecipada. Tabela de Carregamento sobre Resgates e Portabilidades Tabela de Carregamento sobre Resgates e Portabilidades Tempo permanência no plano Até 12 meses meses Tempo permanência Até 12 meses meses acima de acima 24 meses de 24 meses no plano Carregamento pós 1,50% 1, 0 0 % 0,00% Carregamento pós 1,50% 1,00% 0,00% Para os planos com aportes únicos acima de R$ ,00, não há taxa carregamento antecipada no momento do aporte e a tabela de carregamento postecipada é diferenciada conforme a seguir: Tabela de Carregamento sobre Resgates e Portabilidades Tempo permanência Até 24 meses meses acima de 36 meses Tempo permanência no plano no plano Até 24 meses meses acima de 36 meses Carregamento pós 1,00% 0,50% 0,00% Carregamento pós 1,00% 0, 5 0 % 0,00% Importante: Tabela de Carregamento sobre Resgates e Portabilidades Não incide taxa de carregamento sobre o pagamento de renda. A taxa de carregamento é variável conforme regras estabelecidas no regulamento. Existe carência de 6 meses para redução que corresponda em mudança de faixa na tabela de carregamento antecipado. Qual a periodicidade dos aportes? Os aportes podem ser mensais, trimestrais, semestrais, anuais ou único. A qualquer momento você poderá fazer aportes esporádicos ao plano e, dessa forma, aumentar sua provisão. Como é feita a atualização monetária dos aportes? A atualização monetária é feita anualmente no aniversário do plano, e o indexador utilizado é o IPCA.

5 Onde os aportes são aplicados? Os aportes são aplicados em fundos de investimento financeiro denominados pela legislação de previdência complementar como FIC - Fundo de Investimento em Cotas de Fundo de Investimento Especialmente Constituído. Fix - 100% dos recursos são aplicados em renda fixa. Composto 49 - até 49% dos recursos são aplicados em ações que buscam acompanhar o índice Ibovespa e o restante em renda fixa (perfil arrojado). Ciclo de Vida 2020, Ciclo de Vida 2030 ou Ciclo de Vida 2040: nestes fundos, os clientes definem o horizonte de tempo de investimento (como por exemplo, a data prevista para aposentadoria), e a Entidade gerencia os recursos entre Renda Fixa e Ações (até 49%) para que ele tenha uma eficiente relação risco versus retorno no longo prazo. Notas: A escolha do fundo e o percentual do aporte a ser aplicado é determinado pelo cliente no momento da sua Inscrição no plano. Após a carência de da data de inscrição ao plano, o cliente poderá solicitar a portabilidade entre os fundos, para tanto ele deve entrar em contato com a Brasilprev através da Central de Atendimento. Os percentuais estabelecidos para aplicação dos recursos entre os fundos vinculados ao plano poderão ser alterados a qualquer tempo. Todos os fundos são administrados pela BB-DTVM (Banco do Brasil - Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.), a maior administradora de recursos de terceiros da América Latina. O que é Taxa de Administração Financeira? Para cobrir as despesas de administração do fundo, incidirá a taxa de administração financeira, que é determinada em função do aporte inicial, e esta não será alterada em função do aumento ou redução do aporte, como mostra a tabela a seguir. Taxa de Administração Taxa Financeira de Administração (a.a.) Financeira (a.a.) Aporte Mensal / Único R$ FCiclo de Vida 2020 i x Aporte Mensal/Único R$ Fix Composto 49 Composto 49 Ciclo ou 2030 de Vida ou ou 2030 ou ,00 899,99 400,00-899,99 3,00% 3,00% 3,00% 3, 0 0 % 900, ,99 2,50% 3,00% 900, ,99 2,50% 3, 0 0 % 5.000, , ,00 A partir ,99 de R$ ,00 1,50% 2, 0 0 % Os valores de aporte dessa tabela poderão ser atualizados anualmente. A rentabilidade divulgada é sempre a líquida de taxa de administração. Como acompanhar a rentabilidade do seu plano? Você pode acompanhá-la diariamente nas publicações especializadas (jornais Gazeta Mercantil, Valor Econômico e outros), ou no site Anualmente, a Brasilprev disponibiliza um extrato detalhado contendo toda a movimentação ocorrida e a rentabilidade do seu plano.

6 Existe alguma garantia mínima nos investimentos? Durante o período de acumulação, o montante acumulado terá seu valor atualizado diariamente com base na rentabilidade do FIC (Fundo de Investimento em Cotas de Fundo de Investimento Especialmente Constituído), não havendo garantia de remuneração mínima. Prazos de Carência Prazo de carência para Resgates, Portabilidades e Benefícios Complementares Para 1º resgate 6 meses Prazo Entre de resgates carência para Resgates, Portabilidades e Benefícios Complementares Para Portabilidade 1º resgate entre fundos* Entre Portabilidade resgates inicial entre EAPC ** / Seguradora Portabilidade Entre portabilidades entre fundos* Portabilidade Benefícios inicial Complementares entre EAPC (exceto ** / Seguradora causa acidental) 6 meses 24 meses Entre portabilidades Benefícios Complementares (exceto causa acidental) 24 meses * Necessário contato com a Brasiprev, através da Central de Atendimento. ** Entidade Aberta de Previdência Complementar Que tipos de renda podem ser contratadas? Você poderá, durante o período de acumulação, até 30 dias antes da data de concessão de Renda Complementar, optar por um dos tipos de renda que mais se adapte às suas necessidades. Tipos de Renda: Renda Mensal Vitalícia, Renda Mensal Vitalícia com Prazo Mínimo Garantido, Renda Mensal Vitalícia Reversível ao Beneficiário Indicado(*), Renda Mensal Temporária, Renda Mensal Vitalícia Reversível ao Companheiro(a)/ Cônjuge com continuidade aos filhos menores. * O beneficiário poderá ser no máximo 10 anos mais jovem que o titular do plano. Como será calculada a renda na data de seu recebimento? Na data de concessão escolhida pelo cliente para recebimento, a renda será calculada dividindo o valor do montante acumulado pelo fator de conversão. Como é feita a atualização monetária do benefício (rendas)? A atualização monetária é feita anualmente, conforme o indexador IPCA / IBGE, acumulado nos 12 meses que antecedem o mês anterior ao do aniversário do benefício.

7 Como é feita atualização monetária dos aportes e benefícios? A atualização monetária é feita anualmente no aniversário do plano e o indexador utilizado é o IPCA-IBGE, tanto na fase de acumulação como na fase de pagamento de benefícios / indenização. Quais são os outros benefícios que eu posso contratar? Neste produto, você pode contratar benefícios de risco que vão oferecer ainda mais segurança e proteção para os seus beneficiários indicados na proposta, em caso de alguma eventualidade, durante o período de cobertura: Pensão ao Cônjuge/Companheiro(a); Pensão aos Filhos Menores; Pensão por Prazo Certo*; Pecúlio. * Prazo mínimo de 5 e máximo de 30 anos Definições dos Benefícios Complementares: Pensão ao Cônjuge/Companheiro(a): Renda mensal paga ao cônjuge ou companheiro(a) em caso de falecimento do cliente durante o período de contribuição para essa cobertura. Pensão aos Filhos Menores: Renda mensal paga aos filhos menores de 21 anos de idade em caso de falecimento do cliente durante o período de contribuição para essa cobertura. Pensão por Prazo Certo: Renda mensal paga ao beneficiário indicado (familiares ou não) durante o prazo estabelecido, em caso de falecimento do cliente durante o período de contribuição para essa cobertura. Prazo de 5 a 30 anos variando de 5 em 5 anos. Pecúlio: Pagamento feito de uma única vez aos beneficiários (familiares ou não) indicados na Proposta de Inscrição, em caso de falecimento do cliente durante o período de contribuição para essa cobertura. Importante: Os pagamentos efetuados nos Benefícios Complementares seguem a mesma periodicidade escolhida para o plano Brasilprev Exclusivo. Para planos de aporte único, a periodicidade das contribuições para os Benefícios Complementares será semestral. O prazo de carência para os Benefícios Complementares é de 24 meses, para causas naturais. As contribuições para os benefícios de risco não são resgatáveis e/ou portáveis. Para a aquisição de qualquer um dos benefícios, é necessário o preenchimento da Proposta de Inscrição/Adesão e da "Declaração Pessoal de Saúde e Atividade". A Brasilprev terá 15 dias para aceitação da sua declaração. A cobertura dos Benefícios Complementares estará vigente apenas para planos que estivem com contribuições em dia. Os Benefícios Complementares são regidos pelos seus respectivos regulamentos, devidamente aprovados pela SUSEP. Você somente usufruirá dos Benefícios Complementares relativos ao plano efetivamente contratado. É possível solicitar Resgate parcial ou total da Provisão? Sim, desde que seja respeitada a carência inicial do plano, que é de 6 meses a contar da data de inscrição. Será ainda exigido um intervalo mínimo de entre cada resgate da provisão aplicada em um mesmo fundo de investimento. Não é possível resgatar o valor das contribuições destinadas ao custeio dos benefícios complementares.

8 O Plano pode receber portabilidade de recursos de planos de outras Seguradoras ou Entidades de Planos de Previdência Complementar? Sim, você pode portar para seu plano o montante acumulado em outro plano de previdência complementar de sua titularidade. Sobre os valores portados não haverá incidência da taxa de carregamento. Posso fazer alterações no meu plano? Sim, você pode efetuar alterações nos seus dados cadastrais ou nas condições contratadas, a qualquer momento. Lembre-se: aumentos de valor dos pagamentos para os Benefícios Complementares deverão cumprir novo período de carência para morte natural. Informações Adicionais Para cálculo do benefício pago sob a forma de renda, a Tábua Biométrica utilizada é a AT 2000 M/F S, com 0% de juro e reversão de 20% dos resultados financeiros, sendo repassada anualmente no mês de março. A aprovação do plano pela SUSEP não implica em seu incentivo ou recomendação à comercialização. Nos termos da legislação vigente, é possível a opção pelo critério de tributação por alíquotas decrescentes. Um produto da Brasilprev Seguros e Previdência S.A. (CNPJ: / ). Nºs de Processos SUSEP: Sigla Padronizada Fundo Taxa de Administração CNPJ do Fundo Nº Processo SUSEP PGBL Individual Nº Processo SUSEP VGBL Individual Fix III 3,00% / / / Fix IV 2,50% / / / Fix V / / / Fix II 1,50% / / / Composto 49 3,00% / / / Composto 49 II / / / Composto 49 D / / / C Vida 2020 II / / / C Vida 2030 II / / / C Vida 2040 II / / / C Vida / / / C Vida / / / C Vida / / / Riscos Individuais Nº Processo SUSEP PGBL e VGBL Individuais Pensão ao Cônjuge / Pensão aos Menores / Pecúlio por Morte / Pensão por Prazo Certo /

9 Central de Atendimento Para deficientes auditivos ou de fala Ouvidoria BB

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL O que é o Plano Brasilprev Exclusivo? O Brasilprev Exclusivo é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL O que é um Plano Brasilprev Pecúlio? O plano Brasilprev Pecúlio é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL O que é um Plano Brasilprev Pecúlio? O plano Brasilprev Pecúlio é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV JÚNIOR VGBL E PGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV JÚNIOR VGBL E PGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV JÚNIOR VGBL E PGBL Com este material, você entenderá melhor o seu plano Brasilprev Júnior. Se você contratou o plano em nome do Júnior, consulte as informações em Titular:

Leia mais

Programa de Previdência OUROFINO. Manual do Participante

Programa de Previdência OUROFINO. Manual do Participante Programa de Previdência OUROFINO Manual do Participante Um excelente investimento no presente e a garantia de um futuro tranquilo Programa Previdenciário Empresarial Itaú - OUROFINO Regras do Programa

Leia mais

Guia do Programa Previdenciário Empresarial

Guia do Programa Previdenciário Empresarial Guia do Programa Previdenciário Empresarial Uma escolha muda todo o seu futuro. Conheça a novidade que o Itaú e a ABRACAF têm para você! Pensando em você, a ABRACAF e o Itaú criaram um plano de Previdência

Leia mais

Guia Rápido de Vendas Planos Rubi, Diamante, Infantil e Coberturas de Proteção Familiar

Guia Rápido de Vendas Planos Rubi, Diamante, Infantil e Coberturas de Proteção Familiar PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO Planos Rubi, Diamante, Infantil e Coberturas de Proteção Familiar PREVIDÊNCIA 1 Planos Rubi, Diamante, Infantil e Coberturas de Proteção Familiar Este guia contém um

Leia mais

Previdência Privada Instrumento de Planejamento Pessoal

Previdência Privada Instrumento de Planejamento Pessoal PGBL PLANO GERADOR DE BENEFÍCIOS LIVRES Ideal para quem faz a declaração completa do IRPF, permite a dedução das contribuições efetuadas até o limite de 12% da renda bruta anual, reduzindo o valor a ser

Leia mais

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários Um novo plano, com muito mais futuro Plano 5x4 dos Funcionários Sumário 03 Um novo plano, com muito mais futuro: 5x4 04 Comparativo entre o plano 4 x 4 e 5 x 4 08 Regras de resgate 10 Como será o amanhã?

Leia mais

Tranquilidade e segurança para você e sua família.

Tranquilidade e segurança para você e sua família. Material de uso exclusivo do Bradesco. Produzido pelo Departamento de Marketing em fevereiro/2009. Reprodução proibida. Não jogue este impresso em via pública. Bradesco PGBL Proteção Familiar Para informações

Leia mais

CARTILHA. Previdência. Complementar NOVA TRIBUTAÇÃO. www.sulamericaonline.com.br

CARTILHA. Previdência. Complementar NOVA TRIBUTAÇÃO. www.sulamericaonline.com.br CARTILHA Previdência Complementar NOVA TRIBUTAÇÃO www.sulamericaonline.com.br Índice 1. Os Planos de Previdência Complementar e o Novo Regime Tributário 4 2. Tratamento Tributário Básico 5 3. Características

Leia mais

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI UVERGS PREVI A União dos Vereadores do Estado do Rio Grande do Sul visa sempre cuidar do futuro de seus associados Por conta disso, está lançando um Programa de Benefícios

Leia mais

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE - PGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO PGBL ICATU ESTRATÉGIA 2040 SILVER - INDIVIDUAL

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE - PGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO PGBL ICATU ESTRATÉGIA 2040 SILVER - INDIVIDUAL PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE - PGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO PGBL ICATU ESTRATÉGIA 2040 SILVER - INDIVIDUAL TÍTULO I - DAS CARACTERÍSTICAS Art. 1º. A ICATU Seguros S/A*, doravante

Leia mais

REGULAMENTO PGBL ICATU BTG PACTUAL SELECT - INDIVIDUAL ÍNDICE

REGULAMENTO PGBL ICATU BTG PACTUAL SELECT - INDIVIDUAL ÍNDICE PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE PGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL TÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS TÍTULO II DAS DEFINIÇÕES REGULAMENTO PGBL ICATU BTG PACTUAL SELECT - INDIVIDUAL ÍNDICE TÍTULO III

Leia mais

SICOOBPREV. O PLANO DE PREVIDÊNCIA PARA QUEM PENSA NO FUTURO. GUIA PRÁTICO DE BOLSO. USO INTERNO DOS FUNCIONÁRIOS.

SICOOBPREV. O PLANO DE PREVIDÊNCIA PARA QUEM PENSA NO FUTURO. GUIA PRÁTICO DE BOLSO. USO INTERNO DOS FUNCIONÁRIOS. SICOOBPREV. O PLANO DE PREVIDÊNCIA PARA QUEM PENSA NO FUTURO. GUIA PRÁTICO DE BOLSO. USO INTERNO DOS FUNCIONÁRIOS. Para desfrutar uma vida confortável, com bem-estar e tranquilidade no momento da aposentadoria,

Leia mais

O SANTANDER QUER AJUDAR VOCÊ NA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2016.

O SANTANDER QUER AJUDAR VOCÊ NA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2016. Pág. 1 O SANTANDER QUER AJUDAR VOCÊ NA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 26. O prazo para entrega da Declaração Anual do Imposto de Renda 26 vai até o dia 29 de abril. E, para orientá-lo nesta tarefa, preparamos

Leia mais

ÍNDICE SEÇÃO I DAS CONTRIBUIÇÕES SEÇÃO II DO CARREGAMENTO SEÇÃO IV DOS RESULTADOS FINANCEIROS SEÇÃO V DO RESGATE SEÇÃO VI DA PORTABILIDADE

ÍNDICE SEÇÃO I DAS CONTRIBUIÇÕES SEÇÃO II DO CARREGAMENTO SEÇÃO IV DOS RESULTADOS FINANCEIROS SEÇÃO V DO RESGATE SEÇÃO VI DA PORTABILIDADE PLANO COM REMUNERAÇÃO GARANTIDA E PERFORMANCE PRGP MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO INDIVIDUAL TÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS TÍTULO II DAS DEFINIÇÕES ÍNDICE TÍTULO III DA CONTRATAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANA PAULA RECHETELO DE OLIVEIRA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANA PAULA RECHETELO DE OLIVEIRA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANA PAULA RECHETELO DE OLIVEIRA PREVIDÊNCIA PRIVADA: ANÁLISE DE ALTERNATIVAS DE PLANOS PREVIDENCIÁRIOS CURITIBA 2014 ANA

Leia mais

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante Fenacor Prev

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante Fenacor Prev Plano de Previdência Complementar Manual do Participante Fenacor Prev 1 Índice Introdução...3 O Programa de Previdência Fenacor Prev...3 Contribuições...4 Investimentos...5 Benefício Fiscal...5 Benefícios

Leia mais

CARTILHA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR GUIA FÁCIL DE TRIBUTAÇÃO

CARTILHA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR GUIA FÁCIL DE TRIBUTAÇÃO CARTILHA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR GUIA FÁCIL DE TRIBUTAÇÃO TRATAMENTO TRIBUTÁRIO BÁSICO Guia Fácil de Tributação A primeira informação que deve ser observada na escolha de um plano de previdência que tenha

Leia mais

PIC Condições Gerais. Cia Itaú de Capitalização I - OBJETIVO GLOSSÁRIO

PIC Condições Gerais. Cia Itaú de Capitalização I - OBJETIVO GLOSSÁRIO PIC Condições Gerais Cia Itaú de Capitalização GLOSSÁRIO Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas

Leia mais

VPREG01VGINDRV45010809

VPREG01VGINDRV45010809 ÍNDICE VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO INDIVIDUAL TÍTULO I - DAS CARACTERÍSTICAS...3 TÍTULO II - DAS DEFINIÇÕES...4 TÍTULO III - DA CONTRATAÇÃO

Leia mais

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante FenacorPrev

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante FenacorPrev Plano de Previdência Complementar Manual do Participante FenacorPrev Índice Introdução... 3 O Programa de Previdência FenacorPrev... 3 Contribuições... 4 Investimentos... 5 Benefício Fiscal... 6 Benefícios

Leia mais

VGBL MetLife Primeiros Passos

VGBL MetLife Primeiros Passos VGBL MetLife Primeiros Passos BNP Paribas Dinâmico 1 VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO INDIVIDUAL VGBL INDIVIDUAL BNP PARIBAS DINÂMICO II ÍNDICE

Leia mais

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO INDIVIDUAL REGULAMENTO ALFAPREV VGBL RF VIP ALFA PREVIDÊNCIA E VIDA S/A CNPJ 02.713.530/0001-02 Alameda Santos,

Leia mais

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1 PLANO SUPLEMENTAR Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

Previdência Privada Principais características / Perguntas frequentes

Previdência Privada Principais características / Perguntas frequentes PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS PGBL/VGBL Voltado para Pessoas Físicas, por meio de planos individuais ou empresariais; Em caso de falecimento do titular, antes da aposentadoria pelo plano, o(s) beneficiário(s)

Leia mais

A importância da Previdência Privada

A importância da Previdência Privada A importância da Previdência Privada Adriana Hennig de Andrade DIRAT/CGPRO/COPEP 2014 Agenda 1. Estrutura do sistema de Previdência 2. Evolução do mercado de Previdência 3. Necessidade de complementar

Leia mais

5. ETAPA DOS INVESTIMENTOS. Prof. Elisson de Andrade www.profelisson.com.br

5. ETAPA DOS INVESTIMENTOS. Prof. Elisson de Andrade www.profelisson.com.br 5. ETAPA DOS INVESTIMENTOS Prof. Elisson de Andrade www.profelisson.com.br Introdução Poupar versus investir É possível investir dinheiro nos mercados: Imobiliário Empresarial Financeiro Fatores a serem

Leia mais

Guia Personnalité IR 2011

Guia Personnalité IR 2011 Guia Personnalité IR 2011 Índice Imposto de Renda 2011... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais... 04 Formas de entrega... 05 Multa pelo atraso na entrega... 05 Imposto a

Leia mais

PARCERIA ESTRATÉGICA. Cartilha do Participante

PARCERIA ESTRATÉGICA. Cartilha do Participante PARCERIA ESTRATÉGICA Cartilha do Participante QUAL O OBJETIVO DESTA CARTILHA? Nosso objetivo é destacar os pontos essenciais do Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado PBPA gerido pela OABPrev-MG,

Leia mais

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016 CARTILHA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2016 1 SUMÁRIO 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO... 4 1.1. Pessoas obrigadas à apresentação da Declaração de Ajuste Anual IRPF 2016... 4 1.2. Pessoas dispensadas

Leia mais

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO O Manual

Leia mais

PLANOS DE PREVIDÊNCIA PGBL E VGBL

PLANOS DE PREVIDÊNCIA PGBL E VGBL PLANOS DE PREVIDÊNCIA PGBL E VGBL Goiânia, 03 de Abril de 2014. Á CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DE GOIAS CNPJ: 01.619.022/0001-05 Ref.: Plano de Previdência Complementar Prezado(a) Senhor(a),

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME SOS MATA ATLÂNTICA 300

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME SOS MATA ATLÂNTICA 300 CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME SOS MATA ATLÂNTICA 300 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO PRIME SOS MATA

Leia mais

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO INDIVIDUAL REGULAMENTO ALFAPREV INDICES DE PREÇOS ALFA PREVIDÊNCIA E VIDA S/A CNPJ 02.713.530/0001-02 Alameda

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU

CONDIÇÕES GERAIS DO TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU PLANO

Leia mais

Venda exclusiva para pessoa jurídica. Condições Gerais EMPRESARIAL

Venda exclusiva para pessoa jurídica. Condições Gerais EMPRESARIAL Venda exclusiva para pessoa jurídica. Condições Gerais O IDEAL CAP Empresarial é um título de capitalização de pagamento mensal que ajuda você a guardar dinheiro para tirar os projetos do papel. Além disso,

Leia mais

Tabela 1 Tributos Plano VGBL

Tabela 1 Tributos Plano VGBL Comparativo tributário Produtos Financeiros Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Abril/2008 O objetivo deste levantamento é fazer uma comparação tributária sobre os produtos financeiros existentes

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO EMPRESA SOCIOAMBIENTAL

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO EMPRESA SOCIOAMBIENTAL CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO EMPRESA SOCIOAMBIENTAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO EMPRESA SOCIOAMBIENTAL

Leia mais

OUROCAP FIADOR SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS MODALIDADE TRADICIONAL

OUROCAP FIADOR SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS MODALIDADE TRADICIONAL OUROCAP FIADOR SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS MODALIDADE TRADICIONAL GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar

Leia mais

Cartilha Previdência Sem Mistério

Cartilha Previdência Sem Mistério Cartilha Previdência Sem Mistério Seja bem-vindo! Interessado em saber tudo sobre Previdência Privada? Em nossa cartilha você encontra: Os principais conceitos desse produto Explicação dos termos que ninguém

Leia mais

Imposto de Renda sem complicação

Imposto de Renda sem complicação Este roteiro foi desenvolvido para auxiliar no preenchimento da Declaração de Ajuste Anual Pessoa Física 2013, focando as informações sobre Planos de Previdência. Consulte nos links ao lado as principais

Leia mais

Material Explicativo. ABBprev Sociedade de Previdência Privada

Material Explicativo. ABBprev Sociedade de Previdência Privada Material Explicativo ABBprev Sociedade de Previdência Privada Este material explicativo tem como objetivo fornecer informações sobre um dos benefícios que as patrocinadoras ABB Ltda e Cooperativa de Crédito

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS POSTALCAP. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 PROCESSO SUSEP Nº: 15414.

CONDIÇÕES GERAIS POSTALCAP. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 PROCESSO SUSEP Nº: 15414. CONDIÇÕES GERAIS POSTALCAP I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 POSTALCAP MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.902353/2014-65

Leia mais

Conheça melhor o Plano de Benefícios INDUSPREV SENAI-SP

Conheça melhor o Plano de Benefícios INDUSPREV SENAI-SP Construindo no presente um futuro melhor... Conheça melhor o Plano de Benefícios INDUSPREV SENAI-SP MATERIAL EXPLICATIVO DO PLANO INDUSPREV SENAI-SP Aprovado pela Superintendência Nacional de Previdência

Leia mais

I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO

I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO PU_TRADICIONAL_100MM_15M Condições Gerais I. INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CARDIF CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ Nº. : 11.467.788/0001-67 PRODUTO: PU_TRADICIONAL_100MM_15M MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO COLETIVO AVERBADO ÍNDICE

VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO COLETIVO AVERBADO ÍNDICE VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO COLETIVO AVERBADO ÍNDICE TÍTULO I - DAS CARACTERÍSTICAS... 3 TÍTULO II - DAS DEFINIÇÕES... 3 TÍTULO III - DA

Leia mais

PREVIDÊNCIA RIO BRAVO

PREVIDÊNCIA RIO BRAVO PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RIO BRAVO Recomendações ao investidor: As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO DA CASA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO DA CASA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO DA CASA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO DA CASA PLANO PM 30/30 - MODALIDADE:

Leia mais

02 O que eu preciso fazer

02 O que eu preciso fazer 01 Quais são os documentos que necessito apresentar para requerer minha aposentadoria no FusanPrev e atualizar minha situação no SaneSaúde? Cópia simples dos seguintes documentos: - Identidade e CPF ou

Leia mais

2º Semestre de 2010 2

2º Semestre de 2010 2 1 2 2º Semestre de 2010 O objetivo deste material é abordar os pontos principais do Plano de Benefícios PreviSenac e não substitui o conteúdo do regulamento. 3 4 Índice PreviSenac para um futuro melhor

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO MELHOR IDADE

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO MELHOR IDADE CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO MELHOR IDADE I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO MELHOR IDADE PLANO PM 60/60

Leia mais

CARTILHA Previdência. Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS

CARTILHA Previdência. Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS CARTILHA Previdência Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS Índice 1. Os planos de Previdência Complementar e os Regimes Tributários... Pág. 3 2. Tratamento tributário básico... Pág. 4 3. Características próprias

Leia mais

12 perguntas. que você precisa fazer para o seu cliente.

12 perguntas. que você precisa fazer para o seu cliente. 12 perguntas que você precisa fazer para o seu cliente. Introdução Neste final de ano, a Icatu Seguros quer convidar a todos para uma reflexão sobre decisões aparentemente simples, mas que nem sempre são

Leia mais

Imposto de Renda sem complicação

Imposto de Renda sem complicação Imposto de Renda sem complicação A Porto Seguro Vida e Previdência desenvolveu este manual para auxiliar você no preenchimento da Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. Consulte

Leia mais

Manual de perguntas e respostas Previdência Privada Zurich Seven IT

Manual de perguntas e respostas Previdência Privada Zurich Seven IT Manual de perguntas e respostas Previdência Privada Zurich Seven IT 1º. Quais são os fundos de investimentos na Previdência Privada Zurich? Você pode escolher Renda Fixa para investidores mais conservadores

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO INDIVIDUAL DE PECÚLIO POR MORTE DAS CARACTERÍSTICAS

REGULAMENTO DO PLANO INDIVIDUAL DE PECÚLIO POR MORTE DAS CARACTERÍSTICAS REGULAMENTO DO PLANO INDIVIDUAL DE PECÚLIO POR MORTE DAS CARACTERÍSTICAS Art. 1º. A Bradesco Vida e Previdência S.A., doravante denominada EAPC, institui o Plano de Pecúlio por Morte, estruturado no Regime

Leia mais

CARTILHA DO PLANO C FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO C FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO C Cartilha do Plano C APRESENTAÇÃO O plano de benefícios previdenciários conhecido como Plano C foi implantado em 1997. O regulamento do Plano C foi adaptado à Lei Complementar nº 109,

Leia mais

REGULAMENTO. (PROC. SUSEP Nº 10.004291/00-04) da APLUB.

REGULAMENTO. (PROC. SUSEP Nº 10.004291/00-04) da APLUB. REGULAMENTO BENEFÍCIO POR MORTE - PECÚLIO - PP 527 (PROC. SUSEP Nº 10.004291/00-04) da APLUB. DAS CARACTERÍSTICAS Art. 1º - A Associação dos Profissionais Liberais Universitários do Brasil (APLUB), doravante

Leia mais

IRPF IR2012. Chegou a hora de declarar o. Especial

IRPF IR2012. Chegou a hora de declarar o. Especial Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência - Março de 2012 Especial IRPF 2012 Chegou a hora de declarar o IR2012 >> Fique por dentro >> Onde informar

Leia mais

Plano TELOS Contribuição Variável - I

Plano TELOS Contribuição Variável - I Plano TELOS Contribuição Variável - I A sua empresa QUER INVESTIR NO SEU FUTURO, E VOCÊ? A sua empresa sempre acreditou na importância de oferecer um elenco de benefícios que pudesse proporcionar a seus

Leia mais

Sociedade Civil de Previdência Privada. Cuidar do seu futuro éo nosso negócio!

Sociedade Civil de Previdência Privada. Cuidar do seu futuro éo nosso negócio! Sociedade Civil de Previdência Privada Cuidar do seu futuro éo nosso negócio! Plano CD - 02 Um plano exclusivo para os participantes ativos do Plano BD-01 Plano de Contribuição Definida CD-02 Vantagens

Leia mais

ITAÚ FAPI RENDA FIXA - Fundo de Aposentadoria Programada Individual CNPJ - 02.177.812/0001-32 REGULAMENTO

ITAÚ FAPI RENDA FIXA - Fundo de Aposentadoria Programada Individual CNPJ - 02.177.812/0001-32 REGULAMENTO CAPÍTULO I - DO FUNDO 1 - O ITAÚ FAPI RENDA FIXA - FUNDO DE APOSENTADORIA PROGRAMADA INDIVIDUAL, designado FUNDO, constituído sob a forma de condomínio aberto, com prazo indeterminado de duração, é regido

Leia mais

Introdução O SEU FUTURO ESTÁ AQUI. ENTÃO, VIVA O PRESENTE!

Introdução O SEU FUTURO ESTÁ AQUI. ENTÃO, VIVA O PRESENTE! Sumário Introdução... 03 Conceitos Importantes... 06 Plano CBSPREV Namisa... 09 Contribuições... 11 Benefícios...15 Desligamento da empresa... 27 Outros esclarecimentos... 28 Serviços adicionais... 35

Leia mais

Planos de Previdência Itaú Soluções em Planejamento Sucessório

Planos de Previdência Itaú Soluções em Planejamento Sucessório Crédito Imobiliário Itaú Planos de Previdência Itaú Soluções em Planejamento Sucessório Relação de Documentos para Resgate em Caso de Falecimento do Titular do Plano Outubro/2011 Conte Conosco O Itaú está

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR O FUTURO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL O déficit da previdência social coloca em risco o direito à aposentadoria Fatores que agravam a situação: Queda da taxa de natalidade Aumento da

Leia mais

Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos anos. O que existe é um déficit atuarial.

Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos anos. O que existe é um déficit atuarial. PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE O SABESPREV MAIS. 1. A Sabesprev está em dificuldades financeiras? Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos

Leia mais

O SEGURO DE VIDA COM COBERTURA POR SOBREVIVÊNCIA NO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO UMA ANÁLISE TRIBUTÁRIA

O SEGURO DE VIDA COM COBERTURA POR SOBREVIVÊNCIA NO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO UMA ANÁLISE TRIBUTÁRIA O SEGURO DE VIDA COM COBERTURA POR SOBREVIVÊNCIA NO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO UMA ANÁLISE TRIBUTÁRIA O presente trabalho trata do seguro de vida com cobertura por sobrevivência, com especial enfoque

Leia mais

Previdência Complementar

Previdência Complementar Cartilha Previdência Complementar Guia Fácil de Tributação TRATAMENTO TRIBUTÁRIO BÁSICO A primeira informação que deve ser observada na escolha de um plano de previdência que tenha como propósito a acumulação

Leia mais

Cadastro Nacional de Planos de Benefícios - CNPB nº 2014-0021-18

Cadastro Nacional de Planos de Benefícios - CNPB nº 2014-0021-18 O futuro é hoje! Cadastro Nacional de Planos de Benefícios - CNPB nº 2014-0021-18 Portaria 672-15/12/2014 - Diretoria de Análise Técnica Superintendência Nacional de Previdência Complementar Proteção Segurança

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FORPUS FIC FIA. CNPJ/MF: 21.917.184/0001-29 Informações referentes a Dezembro de 2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FORPUS FIC FIA. CNPJ/MF: 21.917.184/0001-29 Informações referentes a Dezembro de 2015 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ/MF: Informações referentes a Dezembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o. As informações completas sobre esse fundo podem

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO FATOR MAX CORPORATIVO DE RENDA FIXA

FUNDO DE INVESTIMENTO FATOR MAX CORPORATIVO DE RENDA FIXA LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FUNDO FUNDO DE INVESTIMENTO FATOR MAX CORPORATIVO DE RENDA FIXA CNPJ: 00.828.035/0001-13 Informações referentes a Novembro/2015 Esta lâmina contém um resumo das

Leia mais

Saiba mais sobre seu plano

Saiba mais sobre seu plano Saiba mais sobre seu plano Plano de Previdência Redecard 1 Índice A proteção da previdência complementar... 03 As contribuições para o plano... 04 Em caso de desligamento... 06 Na hora da aposentadoria...

Leia mais

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI Manual Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI O melhor da vida é feito em parceria O Plano de Benefícios Previdenciários da SICOOB PREVI é uma importante ferramenta de planejamento financeiro

Leia mais

METODOLOGIA DE CÁLCULO DOS TÍTULOS PÚBLICOS OFERTADOS NO TESOURO DIRETO

METODOLOGIA DE CÁLCULO DOS TÍTULOS PÚBLICOS OFERTADOS NO TESOURO DIRETO METODOLOGIA DE CÁLCULO DOS TÍTULOS PÚBLICOS OFERTADOS NO TESOURO DIRETO Letras do Tesouro Nacional LTN Características Gerais: Juros: Não há, estão implícitos no deságio do título. Modalidade: Escritural,

Leia mais

Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil. Contribuição definida

Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil. Contribuição definida Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil Contribuição definida Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil Este folheto contém as principais características do Plano de Previdência Complementar da ArcelorMittal

Leia mais

Previdência Complementar

Previdência Complementar Overview Em um fundo de previdência, os cotistas investem através da adesão a um plano de previdência oferecido por uma seguradora. A seguradora, por sua vez, investe os recursos do cotista em "fundo de

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP 20 Anos. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP 20 Anos. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP 20 Anos I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP 20 ANOS MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900585/2015-60

Leia mais

III - Início de Vigência Art. 3 - O Título entra em vigor na data do primeiro pagamento.

III - Início de Vigência Art. 3 - O Título entra em vigor na data do primeiro pagamento. Pé Quente Bradesco GP Ayrton Senna - Condições Gerais Plano PM 60/60 U GLOSSÁRIO Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento

Leia mais

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças Escola

Leia mais

VIPMAIS. CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente VIP Mais Versão Out./12

VIPMAIS. CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente VIP Mais Versão Out./12 VIPMAIS 2 VIP MAIS MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. Parabéns, você acaba de adquirir um produto garantido pela CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência S/A que protege a sua família, caso algum

Leia mais

Declaração de Imposto de Renda 2012

Declaração de Imposto de Renda 2012 Declaração de Imposto de Renda 2012 Cartilha Índice 1. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2012... 3 1.1 Formas de entrega... 3 1.2 Prazo de entrega... 3 1.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração...

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O COINVALORES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O COINVALORES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O COINVALORES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ/MF: 01.601.389/0001-93 Informações referentes a Fevereiro de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO INDIVIDUAL DE PECÚLIO POR MORTE ÍNDICE

REGULAMENTO DO PLANO INDIVIDUAL DE PECÚLIO POR MORTE ÍNDICE ÍNDICE DAS CARACTERÍSTICAS... 2 DO OBJETIVO... 2 DAS DEFINIÇÕES... 2 DAS CONDIÇÕES DE INGRESSO...5 DO PAGAMENTO DA CONTRIBUIÇÃO, MANUTENÇÃO E DO CANCELAMENTO DA COBERTURA... 6 DA ATUALIZAÇÃO... 8 DA APLICABILIDADE

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP EMPRESA FLEX - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO

BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO Contrato do Seguro CNPJ 28.196.889/0001-43 Processo SUSEP nº 15414.003063/2009-70 Contrato do Seguro BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO Processo SUSEP nº 15414.003063/2009-70 1 1.

Leia mais

Material Explicativo Centrus

Material Explicativo Centrus Material Explicativo Centrus De olho no futuro! É natural do ser humano sempre pensar em situações que ainda não aconteceram. Viagem dos sonhos, o emprego ideal, casar, ter filhos, trocar de carro, comprar

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SPINELLI FIC DE FI REFERENCIADO DI CNPJ 19.312.112/0001-06 DEZEMBRO/2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SPINELLI FIC DE FI REFERENCIADO DI CNPJ 19.312.112/0001-06 DEZEMBRO/2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o Spinelli FIC de FI Referenciado DI. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo, disponíveis

Leia mais

Ourocap Milênio. Processo SUSEP nº 10.004340/00-18 CONDIÇÕES GERAIS

Ourocap Milênio. Processo SUSEP nº 10.004340/00-18 CONDIÇÕES GERAIS Ourocap Milênio Processo SUSEP nº 10.004340/00-18 CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma

Leia mais

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25%

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25% Perguntas e respostas 1- Como funciona a Tabela Regressiva dos Planos de Previdência Complementar? R A Tabela Regressiva foi prevista a partir da Lei nº 11.053, de 29 /12 /2004. Em vigor desde 01/01/2005,

Leia mais

Guia PCD. Conheça melhor o Plano

Guia PCD. Conheça melhor o Plano Guia PCD Conheça melhor o Plano Índice De olho no Futuro...3 Quem é a Fundação Centrus?...5 Conhecendo o Plano de Contribuição Definida - PCD...6 Contribuições do Participante...7 Saldo de Conta...8 Benefícios

Leia mais

Índice 1. Obrigatoriedades... 3. 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4. 2.1 Formas de entrega... 4. 2.2 Prazo de entrega...

Índice 1. Obrigatoriedades... 3. 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4. 2.1 Formas de entrega... 4. 2.2 Prazo de entrega... Índice 1. Obrigatoriedades... 3 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4 2.1 Formas de entrega... 4 2.2 Prazo de entrega... 4 2.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração... 4 3. Modelos de

Leia mais

SICREDI FUNDO DE INVESTIMENTO INSTITUCIONAL RENDA FIXA IRF-M LONGO PRAZO

SICREDI FUNDO DE INVESTIMENTO INSTITUCIONAL RENDA FIXA IRF-M LONGO PRAZO Porto Alegre, 21 de maio de 2013 SICREDI FUNDO DE INVESTIMENTO INSTITUCIONAL RENDA FIXA IRF-M LONGO PRAZO ESTE PROSPECTO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS AO ATENDIMENTO DAS DISPOSIÇÕES DO CÓDIGO

Leia mais

PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) Nome. Matrícula Lotação Tel. Comercial. Email: Carteira de Identidade CPF

PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) Nome. Matrícula Lotação Tel. Comercial. Email: Carteira de Identidade CPF ELETRA - FUNDAÇÃO CELG DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA www.eletra.org.br - versão: 05/2015 12.08.2015 - pág.: 1 PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) ( ) ATIVO ( ) APOSENTADO

Leia mais

Lista de exercício nº 3* VPL, TIR e Equivalência de fluxos de caixa

Lista de exercício nº 3* VPL, TIR e Equivalência de fluxos de caixa Lista de exercício nº 3* VPL, TIR e Equivalência de fluxos de caixa 1. Calcule o valor presente do fluxo de caixa indicado a seguir, para uma taxa de desconto de 1 % ao mês, no Resposta: $13.147,13 2.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Pagamento Cota de sorteio % Cota de carregamento % Cota de Capitalização % 1º ao 3º 5,7736% 84,2264% 10,0000%

CONDIÇÕES GERAIS. Pagamento Cota de sorteio % Cota de carregamento % Cota de Capitalização % 1º ao 3º 5,7736% 84,2264% 10,0000% CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas Condições Gerais. Titular

Leia mais

1 Introdução. No Brasil, o Sistema Previdenciário é composto pela Previdência Social e pela Previdência Complementar.

1 Introdução. No Brasil, o Sistema Previdenciário é composto pela Previdência Social e pela Previdência Complementar. 1 Introdução A necessidade de uma Previdência Complementar no Brasil surgiu do momento de crise do Sistema Previdenciário Brasileiro, pois a Previdência Social não consegue pagar ao aposentado o mesmo

Leia mais

na modalidade Contribuição Definida

na modalidade Contribuição Definida 1 DIRETORIA * Estruturados DE PREVIDÊNCIA na modalidade Contribuição Definida legislação Conforme a Legislação Tributária vigente*, aplicável aos Planos de Previdência Complementar modelados em Contribuição

Leia mais

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Índice Quem Somos Estrutura do plano Importância da Previdência Privada. Quanto antes melhor! As regras do plano Canais Visão Prev 2 Visão Prev Entidade fechada

Leia mais