PARCERIA ESTRATÉGICA. Cartilha do Participante

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PARCERIA ESTRATÉGICA. Cartilha do Participante"

Transcrição

1 PARCERIA ESTRATÉGICA Cartilha do Participante

2 QUAL O OBJETIVO DESTA CARTILHA? Nosso objetivo é destacar os pontos essenciais do Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado PBPA gerido pela OABPrev-MG, para que você, participante ou assistido, tenha acesso, em linguagem simples e precisa, às suas características, cumprindo a entidade com a obrigação contida no inciso II do 1o do art. 10 da Lei Complementar 109/01. A leitura deste material explicativo não dispensa o estudo do regulamento do PBPA e nem mesmo dos regulamentos da seguradora, caso você tenha contratado alguma cobertura adicional de risco (pecúlio por invalidez ou pecúlio por morte). Por outro lado, o processo de educação previdenciária não pode se resumir ao ato de contratação, sendo aconselhável que você se oriente permanentemente sobre seu plano de benefícios, até mesmo porque o art. 17 da LC n. 109/01 permite a alteração do regulamento do plano - após a aprovação pelo Conselho Deliberativo da entidade e da PREVIC - e sua incidência para todos os participantes, salvo para aqueles que já se tornaram elegíveis a um benefício de aposentadoria. Lembre-se de que a simulação da aposentadoria, em um plano de previdência privada, precisa ser revista frequentemente para se adequar a eventuais alterações de rentabilidade e outras hipóteses atuariais. Aconselhamos, portanto, que, pelo menos uma vez por ano, você reanalise se as contribuições aportadas para sua poupança previdenciária estão compatíveis com sua legítima expectativa, visando a manter seu padrão de vida quando completar os requisitos para sua aposentadoria. O aumento da expectativa de vida das pessoas em geral e o incremento com custos de saúde em uma idade mais avançada também precisam ser ponderados para a construção do seu patrimônio previdenciário.

3 Outro ponto que gostaríamos de destacar: um plano de previdência complementar não objetiva somente lhe amparar após você alcançar uma determinada idade. Todos estão sujeitos a infortúnios (como o falecimento ou invalidez total e permanente) que podem comprometer nossa capacidade de subsistência e consequentemente de nossos dependentes em qualquer fase de nossa vida. Seja, portanto, previdente e otimize a proteção que nosso plano oferece, de acordo com seu planejamento financeiro e seus projetos de vida. A IMPORTÂNCIA DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR A previdência complementar fechada vem crescendo a cada ano. O brasileiro percebeu que é preciso pensar no futuro, ou seja, poupar hoje para ter sempre qualidade de vida. Na prática, os planos de previdência complementar funcionam como uma poupança. É um investimento de longo prazo e uma forma de investir bem flexível e transparente, em que você pode acompanhar através de extratos a rentabilidade de seus investimentos. A OABPrev-MG não se confunde com seus Instituidores. Existe, portanto, total independência patrimonial, administrativa e financeira da entidade de previdência complementar em relação às OABs e Caixas de Assistência. Também o patrimônio da entidade não se confunde com o saldo de conta individual de cada participante. Essa segregação patrimonial é vital para preservar a solvência do plano de benefícios. O marco regulatório também avançou muito no âmbito da previdência complementar. Hoje temos a Lei Complementar n. 109/01 e uma rígida fiscalização e supervisão a cargo da PREVIC Superintendência Nacional de Previdência Complementar, autarquia federal criada especialmente para fiscalizar os fundos de pensão. Muito embora um dos objetivos da previdência complementar seja suprir as lacunas deixadas pelo sistema de previdência oficial e público, a OABPREV- MG sempre destaca a importância do primeiro pilar de proteção social. A Previdência Social gerida pelo INSS é obrigatória para os advogados que auferem renda em razão do seu trabalho e também é condição indispensável para que você se beneficie da dedução fiscal das contribuições previdenciárias vertidas para a entidade na base de cálculo do imposto de renda.

4 CONHECENDO A OABPREV-MG A OABPrev-MG é uma instituição sem fins lucrativos, que administra o Plano de Benefícios do Advogado PBPA. A OABPrev-MG foi instituída pela OAB-MG e pela CAA-MG. Devido ao sucesso na gestão, outros Instituidores passaram a fazer parte deste grupo. Hoje nosso plano de previdência abrange os seguintes Estados da Federação: Acre, Amapá, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Roraima, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará e Rondônia. VANTAGENS Entidade sem fins lucrativos: compare as taxas que são cobradas pela OABPREV-MG e pelas entidades abertas de previdência complementar, pois isto influenciará, de forma decisiva, no valor do seu patrimônio previdenciário. Como nossa entidade não pode ter fins lucrativos, o valor cobrado a título de taxa de administração dos participantes e assistidos é revertido somente para a gestão do plano de benefícios e não para distribuição de lucros, como ocorre com as entidades vinculadas aos bancos. O saldo de contas acumulado é sempre revertido para os beneficiários dos participantes e assistidos em caso de óbito: a OABPREV-MG não pode se apropriar do patrimônio do participante ou do assistido; em caso de óbito de uma pessoa que esteja auferindo uma aposentadoria, o valor remanescente do saldo de conta será destinado ao beneficiário indicado por ele ou para os herdeiros legais na forma do regulamento. Isto não ocorre na maior parte dos planos de previdência oferecidos no mercado aberto: em caso de óbito de alguém que está auferindo uma aposentadoria, o valor remanescente é apropriado pela entidade gestora do plano de benefícios. Atrativa rentabilidade e gestão dos ativos realizada por entidades terceirizadas e credenciadas pelo Banco Central do Brasil. A

5 rentabilidade obtida é revertida seja na fase de acumulação ou na fase de recebimento do benefício: eis aqui outro diferencial que nos distingue das entidades abertas a rentabilidade auferida é sempre revertida para os participantes e assistidos que estão em gozo de uma aposentadoria, deduzidas as taxas aprovadas pelo Conselho Deliberativo da entidade. Abono anual (semelhante a um 13º salário): trata-se da chamada gratificação natalina, ou seja, nossos assistidos não auferem apenas 12 parcelas mensais ao longo do ano a título de aposentadoria, fazendo também jus ao abono anual. Dedução de até 12% da renda bruta anual no Imposto de Renda do participante, para o contribuinte que faz opção pela declaração completa do imposto de renda. Flexibilidade na escolha do beneficiário: esta facilidade lhe permite escolher, sem qualquer ingerência contratual, a(s) pessoa(s) física(s), bem como o percentual a cada uma destinado da reserva acumulada em caso de óbito do participante. Este detalhe é considerado um facilitador no planejamento sucessório, pois os recursos são liberados de forma rápida ao beneficiário eleito pelo participante ou assistido sem ingressar no inventário. Caráter alimentar do benefício pago pela entidade fechada de previdência complementar e consequentemente sua impenhorabilidade, já existindo entendimento jurisprudencial de que inclusive o saldo de conta na fase de acumulação é impenhorável. Terceirização das coberturas adicionais de risco. Este item está relacionado ao ponto anterior: a OABPrev-MG não pode diretamente garantir o pagamento de um valor mínimo ou mesmo algum pecúlio em caso de invalidez ou morte. Por esta razão, a legislação permite que este risco seja assumido por uma seguradora terceirizada (atualmente a Seguros Unimed), visando a preservar o equilíbrio financeiro e atuarial do nosso plano de benefício. Em caso de ocorrência de invalidez ou morte, caso o participante tenha contratado esta cobertura adicional, a seguradora irá aportar em seu saldo de conta o valor do pecúlio previamente contratado, para incrementar o valor da pensão ou da aposentadoria por invalidez total e permanente. Gestão democrática: o participante, o assistido e os Instituidores participam diretamente da gestão da entidade, seja por intermédio do Conselho Deliberativo ou pelo Conselho Fiscal. Esta previsão confere um controle social mais efetivo dos fundos de pensão, pois os participantes ajudam a estabelecer as diretrizes que deverão nortear o funcionamento da entidade. Possibilidade de o participante optar pela chamada tributação regressiva no momento da adesão ao plano de previdência privada, podendo a alíquota do imposto de renda chegar a 10% dependendo do prazo de acumulação dos recursos, nos termos da Lei n /2004. Se o participante não optar pela tributação regressiva (alíquotas de 35% a 10% dependendo do tempo de acumulação), prevalecerá a tributação progressiva tradicional. Plano de Benefício na modalidade contribuição definida: esta previsão de caráter compulsório estipulada pela LC n. 109/01 tem o objetivo de evitar o desequilíbrio financeiro e atuarial dos planos de benefício gerenciados pelas entidades instituídas. Não existe, portanto, possibilidade de déficit atuarial no plano de benefício gerenciado pela OABPREV-MG, pois o benefício concedido é permanentemente ajustado ao saldo de conta individual do assistido.

6 GESTÃO FINANCEIRA TERCEIRIZADA O legislador foi sábio quando regulou a previdência complementar associativa (como é o caso da OABPrev-MG): estabeleceu a obrigatoriedade de terceirização da gestão financeira dos recursos e reservas técnicas que visam a garantia do pagamento dos benefícios previdenciários (art. 31, 2o, I, da LC n. 109/01). Por esta razão, os valores aportados pelos participantes para sua aposentadoria programada são aplicados, no mercado financeiro e de capitais, por instituições financeiras de reconhecida expertise e credenciadas pelo Banco Central. Esta é mais uma garantia de que seu dinheiro não está sendo gerido de forma irresponsável e por pessoas desprovidas de conhecimento técnico. A atuação dos gestores deverá, contudo, seguir as diretrizes fixadas pelo Conselho Deliberativo da OABPREV-MG por intermédio da Política de Investimento devidamente aprovada por este órgão estatutário. Atualmente, a entidade possui apenas um perfil de investimento, razão pela qual as rentabilidades verificadas em razão da aplicação dos recursos nos fundos de investimento descritos no site da entidade são consolidadas para gerar a rentabilidade global da OABPREV-MG.

7 QUEM PODE SE TORNAR PARTICIPANTE? Os associados ou membros dos Instituidores, sendo que a maioria dos Instituidores permite a inscrição de filhos, cônjuges e companheiros(ras). O estagiário inscrito na OAB também pode ser nosso participante. Eis uma observação, portanto, relevante: seu cônjuge, companheiro ou dependente, na forma do estatuto das Caixas de Assistência, podem contribuir diretamente para a OABPREV-MG, mesmo que você não seja vinculado à nossa entidade. QUEM DEIXA DE SER PARTICIPANTE? Quem o requerer, vier a falecer, tiver recebido o benefício em forma única, exercer a portabilidade ou o resgate. O participante pode ainda perder coberturas de risco caso deixe de recolher a contribuição. CONCEITOS IMPORTANTES CONTRIBUIÇÃO BÁSICA É a contribuição que você define quando entra no plano para acumular recursos pensando na aposentadoria programada. Ela compõe o saldo de contas, é obrigatória e precisa ser de, no mínimo, R$ 150,00. O valor pode sofrer alteração, respeitado o mínimo em vigor naquele momento. CONTRIBUIÇÃO EXTRA Contribuição livre e opcional que também compõe o saldo de contas. O valor mínimo acompanha o mínimo vigente mensal definido para a Contribuição Básica. A Contribuição Extra (ou Eventual) é um instrumento importante de que o participante pode se valer para aumentar seu saldo de conta ou mesmo para se beneficiar da dedução fiscal, caso faça opção pela declaração completa do imposto de renda. Por este motivo, a OABPrev-MG frequentemente lança campanhas periódicas estimulando os participantes a incrementarem sua poupança previdenciária por intermédio da contribuição (aporte) extra. CONTRIBUIÇÃO DE RISCO O participante pode optar pelas coberturas adicionais de risco de aposentadoria por invalidez total e permanente, e de risco de pensão por morte. A atual legislação não permite que a OABPrev-MG assuma essas coberturas, por causa do risco atribuído a elas. Por isso a entidade possui uma sólida parceria com a Seguros Unimed. Esses valores não acumulam para o saldo de conta do participante, uma vez que são repassados à seguradora.

8 COMPOSIÇÃO DO SALDO DE CONTAS O Saldo de Contas é composto pelas contribuições básicas, eventuais e portabilidades de entrada. É atualizado mensalmente pela rentabilidade dos investimentos, subtraídas as despesas administrativas, através da cota do plano. É importante efetuar o pagamento das contribuições básicas em dia, para que você possa manter o planejamento da sua aposentadoria. Conheça também as vantagens da portabilidade de entrada: NÃO É COBRADA NENHUMA TAXA DE ADMINISTRAÇÃO OU TRIBUTO NO MOMENTO DA PORTABILIDADE. IMPACTO POSITIVO NO VALOR DO BENEFÍCIO. RENTABILIDADE ATRATIVA. O participante pode optar por suspender suas contribuições pelo período de até 6 meses, permanecendo ou não com as contribuições adicionais de risco, desde que já tenha feito pelos menos 6 contribuições ao Plano. BENEFÍCIOS ABONO ANUAL Pagamento Único Anual, proporcional a 1/12 (um doze avos) por mês de recebimento de benefício, tendo por base o valor do mês de dezembro de cada ano, para todos os assistidos. BENEFÍCIO MÍNIMO Caso o valor de qualquer um dos benefícios resultar em um benefício inferior ao Mínimo Mensal de Referência, previsto no regulamento do plano, será realizado o pagamento único do saldo de contas. RECÁLCULO DO BENEFÍCIO O Recálculo Anual ocorre em junho de cada ano. Considera a rentabilidade da cota e o saldo de conta individual atualizado do assistido. Importante ressaltar que, em razão da determinação legal de que a OABPREV-MG somente pode disponibilizar o chamado plano de contribuição definida, não existe pagamento de benefícios vitalícios ou valores de aposentadoria predeterminados, razão pela qual o valor do benefício deverá ser permanentemente ajustado ao saldo de conta existente e de acordo com o fator atuarial previsto no regulamento.

9 APOSENTADORIA PROGRAMADA REQUISITOS Ter pelo menos 50 anos de idade e 24 meses de vinculação ao plano. BENEFÍCIO Calculado em função do Saldo de Contas, da expectativa de vida, rentabilidade obtida durante o período de acumulação dos recursos, dentre outros fatores. Possibilidade de saque de até 30% do saldo de contas, quando da solicitação do benefício. O participante pode optar também por receber o benefício de aposentadoria por prazo determinado, sendo no mínimo 10 anos, salvo se o valor for inferior ao benefício mínimo mensal de referência. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ TOTAL E PERMANENTE REQUISITOS Preencherem as condições previstas no regulamento da OABPrev-MG para a caracterização da invalidez permanente e total, com base em conclusão médica ou reconhecimento, por parte da Previdência Social, da condição de inválido. Para os participantes que optarem pela cobertura adicional de risco oferecida pela seguradora, deverá ser aplicado o regulamento específico da empresa contratada, à qual compete avaliar a ocorrência da invalidez, ou seja, a análise da condição de inválido será feita exclusivamente pela empresa seguradora e não pela OABPrev-MG, de acordo com as previsões constantes no regulamento da empresa contratada. BENEFÍCIO Calculado em função do Saldo de Contas, adicionado do pecúlio da Seguros Unimed, caso tenha sido contratada a cobertura adicional facultativa. Considera ainda a expectativa de vida, rentabilidade, entre outros fatores.

10 PENSÃO POR MORTE DE PARTICIPANTE ATIVO REQUISITOS Falecimento do participante. BENEFÍCIO Calculado em função do Saldo de Contas, adicionado do pecúlio da Seguros Unimed (se contratado), considerando também a expectativa de vida do(s) beneficiário(s), a rentabilidade obtida durante o período de acumulação dos recursos, entre outros fatores. Concedido ao(s) beneficiário(s) previamente inscrito(s) no plano.* *Na ausência de beneficiários inscritos no plano, serão considerados os herdeiros legais. PENSÃO POR MORTE DE PARTICIPANTE ASSISTIDO REQUISITOS Falecimento do participante. BENEFÍCIO Calculado em função do Saldo de Contas Atual, da expectativa de vida do(s) beneficiário(s), da rentabilidade obtida durante o período de acumulação dos recursos, dentre outros fatores. Concedido ao(s) beneficiário(s) previamente inscrito(s) no plano.* *Na ausência de beneficiários inscritos no plano, serão considerados os herdeiros legais.

11 RENDA EDUCACIONAL Para ter direito basta apresentar comprovante de matrícula em ensino superior. Renda por prazo determinado, calculada em função do Saldo de Contas, e da rentabilidade obtida durante o período, dentre outros fatores. Para contratação deste benefício é indispensável a contratação da contribuição básica para aposentadoria programada. OBSERVAÇÃO: será concedida após a regulamentação deste benefício pelo Conselho Deliberativo da entidade. PRINCIPAIS INSTITUTOS Implica na suspensão do recolhimento das contribuições. Solicitada por meio do termo de opção. É facultada aos participantes a opção por um dos seguintes institutos: RESGATE Carência: 12 meses da vinculação ao plano. O Saldo de Contas atualizado que é passível de resgate é aquele constituído pelas contribuições básicas, eventuais e portabilidades de entrada originárias de entidade aberta de previdência complementar. Há incidência de imposto de renda, conforme opção de tributação escolhida na data de adesão ao plano, bem como de taxa de administração de 1,5% do saldo de contas líquido de imposto. O resgate consiste na desistência do plano de previdência, tem caráter irrevogável e irretratável, e seu exercício implicará o cancelamento da inscrição do participante neste plano.

12 PORTABILIDADE Carência: 24 meses da vinculação ao plano. Consiste na transferência dos recursos financeiros acumulados na entidade de origem para a entidade de destino, feita entre planos com modalidades compatíveis. A portabilidade tem caráter irrevogável e irretratável, e seu exercício implicará o cancelamento da inscrição do participante neste plano. TAXA DE ADMINISTRAÇÃO (PARTICIPANTES E ASSISTIDOS)* Taxa de carregamento 0% Taxa de administração 1,75% até cotas** e 0,75% sobre o montante excedente. * Vigente a partir de janeiro de 2012, conforme plano de custeio. ** Equivalente a R$ ,48 em 31/12/2013, podendo variar de acordo com a rentabilidade do plano.

13 TRIBUTAÇÃO No ato de adesão ao plano ou até o último dia útil do mês subsequente ao ingresso no plano, o participante poderá optar pelo regime de tributação regressiva previsto na Lei nº /2004, sendo esta opção irretratável e de sua única e exclusiva responsabilidade. Na ausência de manifestação expressa do participante, a OABPrev-MG adotará regime de tributação progressivo. Faça uma análise detalhada quanto à escolha do modelo de tributação, pois a decisão tomada não poderá ser alterada durante a execução do contrato. Lembre-se: a tributação regressiva ou decrescente poderá ser vantajosa para aquele que não pretende tão cedo movimentar seu saldo de conta (por mais de 10 anos), pois quanto mais tempo decorrer entre a contribuição e o resgate (ou concessão do benefício de prestação continuada) menor será a alíquota a ser aplicada. Se você optar pela tributação regressiva, o prazo de acumulação continua a ser contado inclusive na fase de recebimento do benefício, ou seja, a alíquota incidente sobre o valor do benefício poderá diminuir ao longo dos anos até o patamar de 10%, mesmo após o início da aposentadoria. O objetivo do legislador foi estimular os participantes de planos de previdência privada a não resgatar ou requerer uma aposentadoria complementar de forma precoce, caso optem por este modelo. A tributação progressiva pode ser vantajosa para aquele que não tem convicção quanto ao prazo de acumulação de suas reservas ou mesmo para os participantes que farão jus a uma aposentadoria que, somadas as demais rendas, estarão abaixo do limite de isenção da tabela do imposto de renda ou serão beneficiados por alíquotas mais vantajosas do que aquelas da tabela decrescente. A incidência do imposto de renda sempre vai ocorrer no momento do resgate ou quando você começar a auferir sua aposentadoria, devendo, contudo, a opção da tributação ser realizada quando da adesão ao plano de previdência. Lembre-se de que esta decisão é exclusivamente pessoal e resulta de seu planejamento financeiro.

14 PROGRESSIVA ANTECIPADA A incidência do imposto se dá conforme tabela progressiva divulgada anualmente pela Receita Federal, vigente à época. Esta tributação está sujeita a ajuste na declaração anual de Imposto de Renda. REGRESSIVA/DEFINITIVA A incidência de imposto varia de 35% a 10% sobre o saldo acumulado, de acordo com o período de acumulação de recursos. Esta tributação é definitiva e não está sujeita a ajuste na declaração anual. TABELA REGRESSIVA PARA PAGAMENTO DE RESGATE OU BENEFÍCIO PARA RECURSOS COM PRAZO DE ACUMULAÇÃO: inferior a 2 anos 35% entre 2 e 4 anos 30% entre 4 e 6 anos 25% entre 6 e 8 anos 20% entre 8 e 10 anos 15% superior a 10 anos 10% CANAIS DE ATENDIMENTO Endereço: Av. Getúlio Vargas, 1.300, Conj. 1701, Funcionários. Belo Horizonte - MG - CEP Telefone / Fax: Site/ Facebook: facebook.com/oabprev Youtube: Acesse nosso CANAL OABPREV-MG no Youtube e aperfeiçoe seus conhecimentos sobre a previdência complementar e previdência social. Baixe o aplicativo OABPREV-MG no seu smartphone. OBSERVAÇÕES: quando se tratar de benefícios de aposentadoria não programada (invalidez ou morte), a alíquota inicial é de 25% para quem optou pela tributação regressiva. TABELA PROGRESSIVA BENEFÍCIO Divulgada anualmente pela Receita Federal(alíquotas variam de 0% a 27,5%). RESGATE Retenção na fonte de 15%.

15 INSTITUIDORES SINTAPPI-MG

Simaco. A Fundação Fecomercio sinaliza tornar-se um dos maiores fundos instituídos

Simaco. A Fundação Fecomercio sinaliza tornar-se um dos maiores fundos instituídos FPA Fundação Fecomércio de Previdência Associativa - FPA A Fundação Fecomercio sinaliza tornar-se um dos maiores fundos instituídos do País, já respondendo sozinha por mais de 60% dos planos dessa modalidade.

Leia mais

FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA SECCIONAL DE SÃO PAULO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL E DA CAASP CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS DE SÃO

FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA SECCIONAL DE SÃO PAULO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL E DA CAASP CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS DE SÃO FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA SECCIONAL DE SÃO PAULO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL E DA CAASP CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS DE SÃO PAULO OABPrev-SP REGULAMENTO ÍNDICE CAPÍTULO I DO OBJETO

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO CAPÍTULO I - DO OBJETO Art. 1º - Este Regulamento estabelece os direitos e as

REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO CAPÍTULO I - DO OBJETO Art. 1º - Este Regulamento estabelece os direitos e as REGULAMENTO FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA SECCIONAL DE SÃO PAULO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL E DA CAASP CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS DE SÃO PAULO OABPrev-SP/CE ÍNDICE Capítulo I - DO OBJETIVO

Leia mais

ÍNDICE. BEM-VINDO AO PLANO CROprev 02 FALANDO A NOSSA LÍNGUA 03 CONHECENDO O PLANO 05 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 09 FORMAS DE CONTATO 11

ÍNDICE. BEM-VINDO AO PLANO CROprev 02 FALANDO A NOSSA LÍNGUA 03 CONHECENDO O PLANO 05 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 09 FORMAS DE CONTATO 11 ÍNDICE BEM-VINDO AO PLANO CROprev 02 FALANDO A NOSSA LÍNGUA 03 CONHECENDO O PLANO 05 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 09 FORMAS DE CONTATO 11 Versão: agosto 2008 BEM-VINDO AO PLANO CROprev O Plano de Previdência

Leia mais

AGROS INSTITUTO UFV DE SEGURIDADE SOCIAL. Regulamento do Plano de Instituidor AGROS CD-01

AGROS INSTITUTO UFV DE SEGURIDADE SOCIAL. Regulamento do Plano de Instituidor AGROS CD-01 AGROS INSTITUTO UFV DE SEGURIDADE SOCIAL Regulamento do Plano de Instituidor AGROS CD-01 Viçosa Minas Gerais Fevereiro/2008 Índice Página Glossário - Capítulo II Das Definições... 3 Nome do Plano de Benefícios

Leia mais

MATERIAL EXPLICATIVO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO OABPREV-SP

MATERIAL EXPLICATIVO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO OABPREV-SP MATERIAL EXPLICATIVO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO OABPREV-SP OABPrev-SP O OABPrev-SP surgiu do anseio da categoria em oferecer um plano de previdência desenvolvido exclusivamente para

Leia mais

Meu interesse está no futuro, pois é lá que vou passar o resto de minha vida C K

Meu interesse está no futuro, pois é lá que vou passar o resto de minha vida C K Meu interesse está no futuro, pois é lá que vou passar o resto de minha vida C K A principal função do OABPrev-SC é auxiliar o advogado a criar uma poupança previdenciária para dar suporte aos riscos

Leia mais

Rua Bernardo Guimarães, 63 Funcionários Belo Horizonte MG Cep 30140-080 Telefones (31) 3284-8407 3284-2625 Fax: 3284-8931 E-mail: casfam@fiemg.com.

Rua Bernardo Guimarães, 63 Funcionários Belo Horizonte MG Cep 30140-080 Telefones (31) 3284-8407 3284-2625 Fax: 3284-8931 E-mail: casfam@fiemg.com. MATERIAL EXPLICATIVO DO PLANO DE BENEFÍCIOS SISTEMA FIEMG Outubro / 2013 A CASFAM A CASFAM é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC), sociedade civil patrocinada pelo Sistema FIEMG, com

Leia mais

Material Explicativo. ABBprev Sociedade de Previdência Privada

Material Explicativo. ABBprev Sociedade de Previdência Privada Material Explicativo ABBprev Sociedade de Previdência Privada Este material explicativo tem como objetivo fornecer informações sobre um dos benefícios que as patrocinadoras ABB Ltda e Cooperativa de Crédito

Leia mais

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO Fevereiro/2012 Apresentação Prezado participante, Com o objetivo de mostrar como funciona a Fundação Coelce de Seguridade Social Faelce e o Plano de Benefícios Definidos,

Leia mais

CARTILHA DO PLANO C FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO C FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO C Cartilha do Plano C APRESENTAÇÃO O plano de benefícios previdenciários conhecido como Plano C foi implantado em 1997. O regulamento do Plano C foi adaptado à Lei Complementar nº 109,

Leia mais

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI Manual Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI O melhor da vida é feito em parceria O Plano de Benefícios Previdenciários da SICOOB PREVI é uma importante ferramenta de planejamento financeiro

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB O que é o Plano Brasilprev Exclusivo? O Brasilprev Exclusivo é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização

Leia mais

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO D Cartilha - Plano D INTRODUÇÃO Você está recebendo a Cartilha do Plano D. Nela você encontrará um resumo das principais características do plano. O Plano D é um plano moderno e flexível

Leia mais

Celgprev CELPREV. Cartilha do Participante. Introdução

Celgprev CELPREV. Cartilha do Participante. Introdução Celgprev CELPREV Cartilha do Participante Introdução A partir de dezembro de 2000, a CELG distribuição, a Celg geração e transmissão, Celgpar e a ELETRA passam a oferecer aos seus empregados o Celgprev:

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV...

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... 7 CONHEÇA O PLANO DENTALUNIPREV... 8 PARTICIPANTES... 9 Participante

Leia mais

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA!

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! Prezado participante, 2 Brasil Foods Sociedade de Previdência Privada Cartilha Plano III Um dos grandes objetivos da política de recursos humanos de

Leia mais

Programa de Previdência OUROFINO. Manual do Participante

Programa de Previdência OUROFINO. Manual do Participante Programa de Previdência OUROFINO Manual do Participante Um excelente investimento no presente e a garantia de um futuro tranquilo Programa Previdenciário Empresarial Itaú - OUROFINO Regras do Programa

Leia mais

Saiba mais sobre seu plano

Saiba mais sobre seu plano Saiba mais sobre seu plano Plano de Previdência Redecard 1 Índice A proteção da previdência complementar... 03 As contribuições para o plano... 04 Em caso de desligamento... 06 Na hora da aposentadoria...

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA...

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 8 CONHEÇA O PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 9 PARTICIPANTES...

Leia mais

De (Regulamento Original) Para (Regulamento Proposto) Justificativa

De (Regulamento Original) Para (Regulamento Proposto) Justificativa CAPÍTULO I CAPÍTULO I DO OBJETO DO OBJETO Art. 1º Este Regulamento estabelece os direitos e as obrigações dos Instituidores, dos Participantes, dos Beneficiários e do Fundo de Pensão Multipatrocinado da

Leia mais

Conheça melhor o Plano de Benefícios INDUSPREV SENAI-SP

Conheça melhor o Plano de Benefícios INDUSPREV SENAI-SP Construindo no presente um futuro melhor... Conheça melhor o Plano de Benefícios INDUSPREV SENAI-SP MATERIAL EXPLICATIVO DO PLANO INDUSPREV SENAI-SP Aprovado pela Superintendência Nacional de Previdência

Leia mais

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev.

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev. ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO ACPREV... 8 PARTICIPANTES... 8 Participante Ativo... 8 Participante Assistido...

Leia mais

Guia do Programa Previdenciário Empresarial

Guia do Programa Previdenciário Empresarial Guia do Programa Previdenciário Empresarial Uma escolha muda todo o seu futuro. Conheça a novidade que o Itaú e a ABRACAF têm para você! Pensando em você, a ABRACAF e o Itaú criaram um plano de Previdência

Leia mais

CARTILHA. Previdência. Complementar NOVA TRIBUTAÇÃO. www.sulamericaonline.com.br

CARTILHA. Previdência. Complementar NOVA TRIBUTAÇÃO. www.sulamericaonline.com.br CARTILHA Previdência Complementar NOVA TRIBUTAÇÃO www.sulamericaonline.com.br Índice 1. Os Planos de Previdência Complementar e o Novo Regime Tributário 4 2. Tratamento Tributário Básico 5 3. Características

Leia mais

Sociedade Civil de Previdência Privada. Nosso negócio é cuidar do seu futuro!

Sociedade Civil de Previdência Privada. Nosso negócio é cuidar do seu futuro! Sociedade Civil de Previdência Privada Nosso negócio é cuidar do seu futuro! Campanha de ingresso ao CV-03 2013 Sem a cobrança da jóia de ingresso Uma oportunidade imperdível! Plano de Contribuição Variável

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Celular CRT

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Celular CRT Demonstrações Financeiras Relatório Anual 04 Visão Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Celular CRT Período: 04 e 03 dezembro R$ Mil Descrição 04 03 Variação (%). Ativos.85.769

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. FINALIDADE 1.1. Este Regulamento tem por finalidade disciplinar as concessões de empréstimos aos Participantes do Plano de Benefícios JMalucelli, administrado pelo

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA. Fundação de Seguridade Social do Banco Econômico S/A - ECOS

REGULAMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA. Fundação de Seguridade Social do Banco Econômico S/A - ECOS Fundação de Seguridade Social do Banco Econômico S/A - ECOS Plano de Contribuição Definida J:\SISTEMAS\Website_ecos\webroot\atual\Documentos em PDF\Regulamento-Plano CD-Benefícios de Risco-Portaria 456

Leia mais

Sociedade Civil de Previdência Privada. Cuidar do seu futuro éo nosso negócio!

Sociedade Civil de Previdência Privada. Cuidar do seu futuro éo nosso negócio! Sociedade Civil de Previdência Privada Cuidar do seu futuro éo nosso negócio! Plano CD - 02 Um plano exclusivo para os participantes ativos do Plano BD-01 Plano de Contribuição Definida CD-02 Vantagens

Leia mais

Guia PCD. Conheça melhor o Plano

Guia PCD. Conheça melhor o Plano Guia PCD Conheça melhor o Plano Índice De olho no Futuro...3 Quem é a Fundação Centrus?...5 Conhecendo o Plano de Contribuição Definida - PCD...6 Contribuições do Participante...7 Saldo de Conta...8 Benefícios

Leia mais

A Previdência Complementar do Estado de São S o Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY

A Previdência Complementar do Estado de São S o Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY A Previdência Complementar do Estado de São S o Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY Outubro de 2012 POR QUE O ESTADO DE SÃO S O PAULO ADOTOU A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR? 1º MOTIVO: O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃ

Leia mais

Material Explicativo Centrus

Material Explicativo Centrus Material Explicativo Centrus De olho no futuro! É natural do ser humano sempre pensar em situações que ainda não aconteceram. Viagem dos sonhos, o emprego ideal, casar, ter filhos, trocar de carro, comprar

Leia mais

Guia Rápido de Vendas Planos Rubi, Diamante, Infantil e Coberturas de Proteção Familiar

Guia Rápido de Vendas Planos Rubi, Diamante, Infantil e Coberturas de Proteção Familiar PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO Planos Rubi, Diamante, Infantil e Coberturas de Proteção Familiar PREVIDÊNCIA 1 Planos Rubi, Diamante, Infantil e Coberturas de Proteção Familiar Este guia contém um

Leia mais

Plano TELOS Contribuição Variável - I

Plano TELOS Contribuição Variável - I Plano TELOS Contribuição Variável - I A sua empresa QUER INVESTIR NO SEU FUTURO, E VOCÊ? A sua empresa sempre acreditou na importância de oferecer um elenco de benefícios que pudesse proporcionar a seus

Leia mais

Segurança para quem você ama. Regulamento

Segurança para quem você ama. Regulamento Segurança para quem você ama. Regulamento Bem-vindo, novo participante! É com satisfação que recebemos sua adesão ao Família Previdência, plano desenhado para oferecer uma complementação de aposentadoria

Leia mais

Caro Participante, Boa leitura!

Caro Participante, Boa leitura! CARTILHA PLANO BD Caro Participante, Levar informações sobre o universo da educação previdenciária e mantê-lo informado sobre as diversas ações desenvolvidas pela Fundação Celpe de Seguridade Social Celpos

Leia mais

MODELO DE REGULAMENTO DE PLANO NA MODALIDADE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA CD 01

MODELO DE REGULAMENTO DE PLANO NA MODALIDADE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA CD 01 MODELO DE REGULAMENTO DE PLANO NA MODALIDADE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA CD 01 2 MODELO DE REGULAMENTO DE PLANO NA MODALIDADE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA CD 01 Brasília - DF Março/2015 3 Sumário GLOSSÁRIO... 5 CAPÍTULO

Leia mais

Contribuir, mensalmente, para o Plano de Aposentadoria com:

Contribuir, mensalmente, para o Plano de Aposentadoria com: PLANO DE APOSENTADORIA - INSCRIÇÃO Nome Completo (em letra de forma): Empresa / Matrícula: Telefone p/ Contato: E-Mail: CPF: Instruções para Preenchimento O preenchimento de todos os campos é obrigatório;

Leia mais

Depois de anos de trabalho é hora de se aposentar!

Depois de anos de trabalho é hora de se aposentar! Depois de anos de trabalho é hora de se aposentar! Neste momento, vários fatores devem ser levados em consideração, uma vez que após a aposentadoria haverá mudanças na sua rotina e nas suas finanças. Então,

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA Nº 001 DA FUNDAÇAO CEAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E PREVIDÊNCIA FACEAL - PLANO FACEAL CD - Í N D I C E

REGULAMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA Nº 001 DA FUNDAÇAO CEAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E PREVIDÊNCIA FACEAL - PLANO FACEAL CD - Í N D I C E REFERÊNCIA Í N D I C E PÁG. GLOSSÁRIO 02 CAPÍTULO I Das Finalidades e da Denominação do Plano 04 II Dos membros do PLANO 04 III Da inscrição como participante 06 IV Do cancelamento da inscrição do participante

Leia mais

Introdução O SEU FUTURO ESTÁ AQUI. ENTÃO, VIVA O PRESENTE!

Introdução O SEU FUTURO ESTÁ AQUI. ENTÃO, VIVA O PRESENTE! Sumário Introdução... 03 Conceitos Importantes... 06 Plano CBSPREV Namisa... 09 Contribuições... 11 Benefícios...15 Desligamento da empresa... 27 Outros esclarecimentos... 28 Serviços adicionais... 35

Leia mais

CAIXA DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA AOS FUNCIONÁRIOS DO BANPARÁ S/A.

CAIXA DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA AOS FUNCIONÁRIOS DO BANPARÁ S/A. ÍNDICE GERAL GLOSSÁRIO...4 CAPÍTULO I OBJETIVO...6 CAPÍTULO II MEMBROS DO PREV-RENDA...6 SEÇÃO I PATROCINADORES...6 SEÇÃO II PARTICIPANTES...7 SEÇÃO III BENEFICIÁRIOS...7 SEÇÃO IV ASSISTIDOS...8 CAPÍTULO

Leia mais

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO INDIVIDUAL REGULAMENTO ALFAPREV VGBL RF VIP ALFA PREVIDÊNCIA E VIDA S/A CNPJ 02.713.530/0001-02 Alameda Santos,

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E DE 2003 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E DE 2003 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E DE 2003 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA - FGV PREVI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE

Leia mais

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Índice Quem Somos Estrutura do plano Importância da Previdência Privada. Quanto antes melhor! As regras do plano Canais Visão Prev 2 Visão Prev Entidade fechada

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo Material Explicativo Índice Introdução 4 Sobre o Plano Previplan 5 Adesão 5 Benefícios do Plano 6 Entenda o Plano 7 Rentabilidade 8 Veja como funciona a Tributação 9 O que acontece

Leia mais

Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13

Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13 Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13 UD004110B-MioloGuiaPlanoUnimedBH15x21.indd 1 2 Bem-vindo ao Plano de Previdência

Leia mais

02 O que eu preciso fazer

02 O que eu preciso fazer 01 Quais são os documentos que necessito apresentar para requerer minha aposentadoria no FusanPrev e atualizar minha situação no SaneSaúde? Cópia simples dos seguintes documentos: - Identidade e CPF ou

Leia mais

Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos anos. O que existe é um déficit atuarial.

Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos anos. O que existe é um déficit atuarial. PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE O SABESPREV MAIS. 1. A Sabesprev está em dificuldades financeiras? Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos

Leia mais

INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL

INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR A Lei n.º 11.053, de 29 de dezembro de 2004, trouxe

Leia mais

CARTILHA PLANO CELPOS CD

CARTILHA PLANO CELPOS CD CARTILHA PLANO CELPOS CD ORIGINAL PLUS O QUE É O PLANO CELPOS CD? O Plano Misto I de Benefícios CELPOS CD é um plano de previdência complementar cujo benefício de aposentadoria programada é calculado de

Leia mais

FAQ. Participante Ativo Alternativo

FAQ. Participante Ativo Alternativo FAQ Participante Ativo Alternativo O que mudou na Previdência do Servidor Público Federal? A previdência do servidor público passou por mudanças nos últimos anos a partir da emenda 41, da Constituição

Leia mais

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE - PGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO PGBL ICATU ESTRATÉGIA 2040 SILVER - INDIVIDUAL

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE - PGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO PGBL ICATU ESTRATÉGIA 2040 SILVER - INDIVIDUAL PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE - PGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO PGBL ICATU ESTRATÉGIA 2040 SILVER - INDIVIDUAL TÍTULO I - DAS CARACTERÍSTICAS Art. 1º. A ICATU Seguros S/A*, doravante

Leia mais

Bungeprev Fundo Múltiplo de Previdência Privada Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2007 e de 2006 e parecer dos auditores independentes

Bungeprev Fundo Múltiplo de Previdência Privada Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2007 e de 2006 e parecer dos auditores independentes Bungeprev Fundo Múltiplo de Previdência Privada Demonstrações e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes Aos Administradores, Participantes e Patrocinadores Bungeprev Fundo

Leia mais

HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO. Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev

HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO. Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev,

Leia mais

Introdução. Nesta cartilha, você conhecerá as principais características desse plano. O tema é complexo e,

Introdução. Nesta cartilha, você conhecerá as principais características desse plano. O tema é complexo e, Introdução O Plano Prodemge Saldado está sendo criado a partir da cisão do Plano Prodemge RP5-II e faz parte da Estratégia Previdencial. Ele é uma das opções de migração para participantes e assistidos.

Leia mais

ÍNDICE SEÇÃO I DAS CONTRIBUIÇÕES SEÇÃO II DO CARREGAMENTO SEÇÃO IV DOS RESULTADOS FINANCEIROS SEÇÃO V DO RESGATE SEÇÃO VI DA PORTABILIDADE

ÍNDICE SEÇÃO I DAS CONTRIBUIÇÕES SEÇÃO II DO CARREGAMENTO SEÇÃO IV DOS RESULTADOS FINANCEIROS SEÇÃO V DO RESGATE SEÇÃO VI DA PORTABILIDADE PLANO COM REMUNERAÇÃO GARANTIDA E PERFORMANCE PRGP MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO INDIVIDUAL TÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS TÍTULO II DAS DEFINIÇÕES ÍNDICE TÍTULO III DA CONTRATAÇÃO

Leia mais

Seu futuro está em nossos planos!

Seu futuro está em nossos planos! 1/8 CONHEÇA O PLANO DE BENEFÍCIOS CD-METRÔ DF Seu futuro está em nossos planos! 2014 2/8 1 Quem é a REGIUS? A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada é uma entidade fechada de previdência privada,

Leia mais

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev Manual Explicativo Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev 1. MANUAL EXPLICATIVO... 4 2. A APOSENTADORIA E VOCÊ... 4 3. PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: O que é isso?... 4 4. BOTICÁRIO

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL O que é um Plano Brasilprev Pecúlio? O plano Brasilprev Pecúlio é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL O que é o Plano Brasilprev Exclusivo? O Brasilprev Exclusivo é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA - PGA ÍNDICE

REGULAMENTO DO PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA - PGA ÍNDICE 1 REGULAMENTO DO PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA - PGA ÍNDICE CAPÍTULO I DA FINALIDADE CAPÍTULO II DO GLOSSÁRIO CAPÍTULO III DA FORMA DE GESTÃO DOS RECURSOS CAPÍTULO IV DA CONSTITUIÇÃO DO PGA CAPÍTULO V

Leia mais

Quadro Comparativo das Alterações efetuadas no Regulamento do Plano de Aposentadoria CitiPrevi

Quadro Comparativo das Alterações efetuadas no Regulamento do Plano de Aposentadoria CitiPrevi Quadro Comparativo das Alterações efetuadas no Regulamento do Plano de Aposentadoria CitiPrevi Página 1 do quadro comparativo das alterações efetuadas no Regulamento do CitiPrevi Capitulo 1 Do Objeto 1.1

Leia mais

VPREG01VGINDRV45010809

VPREG01VGINDRV45010809 ÍNDICE VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO INDIVIDUAL TÍTULO I - DAS CARACTERÍSTICAS...3 TÍTULO II - DAS DEFINIÇÕES...4 TÍTULO III - DA CONTRATAÇÃO

Leia mais

SERGUS - INSTITUTO BANESE DE SEGURIDADE SOCIAL REGULAMENTO GLOSSÁRIO

SERGUS - INSTITUTO BANESE DE SEGURIDADE SOCIAL REGULAMENTO GLOSSÁRIO SERGUS - INSTITUTO BANESE DE SEGURIDADE SOCIAL REGULAMENTO GLOSSÁRIO Neste Regulamento, as expressões, palavras, abreviações ou siglas abaixo terão o seguinte significado, a menos que o contexto indique

Leia mais

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1 PLANO SUPLEMENTAR Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários Um novo plano, com muito mais futuro Plano 5x4 dos Funcionários Sumário 03 Um novo plano, com muito mais futuro: 5x4 04 Comparativo entre o plano 4 x 4 e 5 x 4 08 Regras de resgate 10 Como será o amanhã?

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA. Esta Cartilha vai ajudá-lo a entender melhor o OABPrev-GO e o Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado Adv-PREV.

CARTILHA EXPLICATIVA. Esta Cartilha vai ajudá-lo a entender melhor o OABPrev-GO e o Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado Adv-PREV. CARTILHA 2010 CARTILHA EXPLICATIVA Esta Cartilha vai ajudá-lo a entender melhor o OABPrev-GO e o Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado Adv-PREV. Com o Adv-PREV você verá que é possível viver

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL O que é um Plano Brasilprev Pecúlio? O plano Brasilprev Pecúlio é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

INSTITUTO CONAB DE SEGURIDADE SOCIAL CAPÍTULO I DO PLANO DE BENEFÍCIOS E SEUS FINS

INSTITUTO CONAB DE SEGURIDADE SOCIAL CAPÍTULO I DO PLANO DE BENEFÍCIOS E SEUS FINS 1 CAPÍTULO I DO PLANO DE BENEFÍCIOS E SEUS FINS Art. 1º O presente Regulamento tem por finalidade estabelecer as disposições específicas referentes ao Plano de Benefícios CONAB, ou PLANO, administrado

Leia mais

Previdência complementar, assunto que não pode ficar para depois

Previdência complementar, assunto que não pode ficar para depois taesaprev BOLETIM DOS PARTICIPANTES DA TAESA INFORME NÚMERO 02 OUT/2014 Nesta edição: Contribuição eventual facultativa pode melhorar renda na aposentadoria. P.2 Seu perfil de investimento está adequado

Leia mais

Plano de Previdência Complementar CPFL PPCPFL

Plano de Previdência Complementar CPFL PPCPFL Plano de Previdência Complementar CPFL PPCPFL Vigência: 1º/09/2010 APROVADO PELA SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PORTARIA PREVIC 613, DE 13 DE AGOSTO DE 2010. PPCPFL 1 ÍNDICE CAPÍTULO

Leia mais

Norma do Empréstimo Pré-fixado Plano Prece III

Norma do Empréstimo Pré-fixado Plano Prece III Norma do Empréstimo Pré-fixado Plano Prece III Sumário - Objetivo -1/6 - Conceitos Básicos -1/6 - Competências - 2/6 - Condições para o Financiamento - 2/6 - Disposições Gerais - 6/6 - Vigência - 6/6 Objetivo.

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA PREVI-ERICSSON APROVADO PELA PORTARIA PREVIC Nº 599, DE 19/11/2014,

REGULAMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA PREVI-ERICSSON APROVADO PELA PORTARIA PREVIC Nº 599, DE 19/11/2014, REGULAMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA PREVI-ERICSSON APROVADO PELA PORTARIA PREVIC Nº 599, DE 19/11/2014, PUBLICADA NO DOU DE 20/11/2014 1 2 Conteúdo 1. Do Objeto... 4 2. Glossário... 4 3. Da Elegibilidade

Leia mais

PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria

PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria 2015 DUPREV Entidade Fechada da Previdência Complementar Sociedade Civil sem fins lucrativos independente da DuPont Regulada

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988

CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL MPS SECRETARIA DE POLÍTICAS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL SPPS DEPARTAMENTO DOS REGIMES DE PREVIDÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO DRPSP COORDENAÇÃO-GERAL DE AUDITORIA, ATUÁRIA, CONTABILIDADE

Leia mais

5. ETAPA DOS INVESTIMENTOS. Prof. Elisson de Andrade www.profelisson.com.br

5. ETAPA DOS INVESTIMENTOS. Prof. Elisson de Andrade www.profelisson.com.br 5. ETAPA DOS INVESTIMENTOS Prof. Elisson de Andrade www.profelisson.com.br Introdução Poupar versus investir É possível investir dinheiro nos mercados: Imobiliário Empresarial Financeiro Fatores a serem

Leia mais

Cadastro Nacional de Planos de Benefícios - CNPB nº 2014-0021-18

Cadastro Nacional de Planos de Benefícios - CNPB nº 2014-0021-18 O futuro é hoje! Cadastro Nacional de Planos de Benefícios - CNPB nº 2014-0021-18 Portaria 672-15/12/2014 - Diretoria de Análise Técnica Superintendência Nacional de Previdência Complementar Proteção Segurança

Leia mais

VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO COLETIVO AVERBADO ÍNDICE

VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO COLETIVO AVERBADO ÍNDICE VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE VGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL REGULAMENTO DE PLANO COLETIVO AVERBADO ÍNDICE TÍTULO I - DAS CARACTERÍSTICAS... 3 TÍTULO II - DAS DEFINIÇÕES... 3 TÍTULO III - DA

Leia mais

Introdução. elaborada pela Fundação Libertas e pela Gama Consultores, e aprovada pela Prodemge e pela

Introdução. elaborada pela Fundação Libertas e pela Gama Consultores, e aprovada pela Prodemge e pela Introdução E sta cartilha apresenta a Estratégia Previdencial que está sendo adotada para solucionar os problemas enfrentados pelo Plano Prodemge RP5-II (modalidade BD). A estratégia foi elaborada pela

Leia mais

Tabela Progressiva do IR Pessoa Física - ano-calendário de 2014. Base de cálculo

Tabela Progressiva do IR Pessoa Física - ano-calendário de 2014. Base de cálculo REGIMES TRIBUTÁRIOS 1 A Lei nº 11.053/2004 trouxe mudanças importantes na tributação dos benefícios pagos por entidades de previdência complementar. A principal mudança foi a instituição de um regime de

Leia mais

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada.

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. Adesão Característica do contrato de previdência privada, relativa ao ato do proponente aderir ao plano de previdência. Administradores

Leia mais

12. Como é o caso de pensão por morte de quem ainda está contribuindo para a previdência?

12. Como é o caso de pensão por morte de quem ainda está contribuindo para a previdência? Tel: 0800 941 7738 1 Educação Financeira Esta Cartilha tem como abjetivo mostrar a importância da educação financeira e previdenciária aos advogados participantes da OABPrev-RJ para que possam organizar

Leia mais

Cartilha do Participante FIPECqPREV

Cartilha do Participante FIPECqPREV Cartilha do Participante FIPECqPREV Conheça todos os detalhes sobre o novo Plano de Benefícios Sumário 1. Introdução... 3 O que é o FIPECqPREV?... 3 Quem administra o FIPECqPREV?... 3 Qual é a modalidade

Leia mais

REGULAMENTO PGBL ICATU BTG PACTUAL SELECT - INDIVIDUAL ÍNDICE

REGULAMENTO PGBL ICATU BTG PACTUAL SELECT - INDIVIDUAL ÍNDICE PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE PGBL MODALIDADE DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL TÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS TÍTULO II DAS DEFINIÇÕES REGULAMENTO PGBL ICATU BTG PACTUAL SELECT - INDIVIDUAL ÍNDICE TÍTULO III

Leia mais

Previdência Privada Instrumento de Planejamento Pessoal

Previdência Privada Instrumento de Planejamento Pessoal PGBL PLANO GERADOR DE BENEFÍCIOS LIVRES Ideal para quem faz a declaração completa do IRPF, permite a dedução das contribuições efetuadas até o limite de 12% da renda bruta anual, reduzindo o valor a ser

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 1. NOVAS REGRAS PARA OS SERVIDORES QUE INGRESSAREM NO SERVIÇO PÚBLICO APÓS A PROMULGAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA EC Nº 41/03. a) Principais Características. - fim da paridade

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME SOS MATA ATLÂNTICA 300

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME SOS MATA ATLÂNTICA 300 CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME SOS MATA ATLÂNTICA 300 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO PRIME SOS MATA

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante FACEAL Fundação Ceal de Assistência Social e Previdência Cartilha do Participante Manual de Perguntas e Respostas Plano Faceal CD Prezado leitor, A FACEAL apresenta esta cartilha de perguntas e respostas

Leia mais

TERMO DE OPÇÃO AOS INSTITUTOS LEGAIS OBRIGATÓRIOS Dados do Participante: Nome: Matrícula: CPF: Patrocinadora: Admissão: Desligamento:

TERMO DE OPÇÃO AOS INSTITUTOS LEGAIS OBRIGATÓRIOS Dados do Participante: Nome: Matrícula: CPF: Patrocinadora: Admissão: Desligamento: TERMO DE OPÇÃO AOS INSTITUTOS LEGAIS OBRIGATÓRIOS Dados do Participante: Nome: Matrícula: CPF: Patrocinadora: Admissão: Desligamento: Endereço residencial (logradouro e bairro): Plano de Benefícios: Bunge

Leia mais

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet Lorem ipsum dolor sit amet Lorem ipsum dolor sit amet Consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU

CONDIÇÕES GERAIS DO TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU PLANO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO MELHOR IDADE

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO MELHOR IDADE CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO MELHOR IDADE I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO MELHOR IDADE PLANO PM 60/60

Leia mais

Confira as respostas às principais dúvidas sobre o PIDV PORTAL PETROS

Confira as respostas às principais dúvidas sobre o PIDV PORTAL PETROS Confira as respostas às principais dúvidas sobre o PIDV PORTAL PETROS 19 ABR 19 de abril de 2016 Os técnicos da Petros estão preparando uma ferramenta de simulação completa com tudo que os empregados da

Leia mais

12 perguntas. que você precisa fazer para o seu cliente.

12 perguntas. que você precisa fazer para o seu cliente. 12 perguntas que você precisa fazer para o seu cliente. Introdução Neste final de ano, a Icatu Seguros quer convidar a todos para uma reflexão sobre decisões aparentemente simples, mas que nem sempre são

Leia mais

Essa avaliação quanto ao melhor regime tributário aplicável deve ser realizada caso a caso, levando-se em consideração:

Essa avaliação quanto ao melhor regime tributário aplicável deve ser realizada caso a caso, levando-se em consideração: Conforme o disposto pela legislação tributária, os participantes e assistidos que optarem pelo Plano Sabesprev Mais poderão optar pelo Regime de Tributação Regressivo, ao invés de receberem seus benefícios

Leia mais

SESI-PIPrev ÍNDICE. Capítulo I Do Objeto. Capítulo II Das Definições. Capítulo III Dos Participantes. Capítulo IV Do Serviço Creditado

SESI-PIPrev ÍNDICE. Capítulo I Do Objeto. Capítulo II Das Definições. Capítulo III Dos Participantes. Capítulo IV Do Serviço Creditado 2 SESI-PIPrev ÍNDICE Capítulo I Do Objeto Capítulo II Das Definições Capítulo III Dos Participantes Capítulo IV Do Serviço Creditado Capítulo V Do Plano de Custeio e das Disposições Financeiras Capítulo

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante Benefício definido (Eletra 01) BENEFICIO DEFINIDO Cartilha do Participante Introdução A ELETRA Fundação Celg de Seguros e Previdência é uma entidade fechada de previdência privada, de fins previdenciários

Leia mais

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA Mensagem ao Associado Caro Associado, A maior preocupação do profissional que compõe o Sistema Confea / Crea / Mútua talvez

Leia mais