DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T08

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T08"

Transcrição

1 Receita líquida cresce 71% frente ao registrado no 3T07 atingindo R$94,3 milhões. Vendas Contratadas atingem R$170,7 milhões com crescimento de 235% versus 3T07. São Paulo, 12 de novembro de A TRISUL S.A. (BOVESPA: TRIS3), uma das maiores incorporadoras e construtoras da região metropolitana de São Paulo, com foco em empreendimentos residenciais do segmento de padrão econômico, divulga os resultados referentes ao terceiro trimestre de As informações operacionais e financeiras da empresa, exceto onde estiver indicado de outra forma, são apresentadas com base em números consolidados e em reais, conforme a Legislação Societária e as Práticas Contábeis adotadas no Brasil (BR GAAP). As informações referentes ao 9M07 são pro forma, não auditadas, oriundas do somatório das informações contábeis da Tricury e Incosul relativas ao 1T07 com as informações contábeis da Trisul S.A. relativas ao 2T07 e 3T07. As informações contábeis da Tricury e Incosul relativas ao 1T07 foram revisadas pelos auditores independentes antes da reorganização societária e as informações contábeis da Trisul S.A. relativas ao 2T07 e 3T07 foram revisadas pelos nossos auditores independentes. PRINCIPAIS DESTAQUES No 3T08 foram lançados 7 empreendimentos, totalizando um VGV de R$368,2 milhões, sendo R$226 DESTAQUES OPERACIONAIS E FINANCEIROS milhões a participação da Trisul, um crescimento de 852% em relação ao 3T07. Foram lançados no trimestre unidades, sendo 69% unidades dos empreendimentos de Padrão Econômico, Trisul life. As Vendas Totais Contratadas no 3T08 atingiram R$277,2 milhões, sendo R$170,7 milhões a participação da Trisul, registrando um crescimento de 235% em relação ao 3T07. Nos nove meses de 2008, as Vendas Contratadas Trisul atingiram R$479,2 milhões. Velocidade de Vendas dos lançamentos do trimestre atingiu 38%, ou seja, das unidades lançadas, 684 foram vendidas no próprio trimestre. Os empreendimentos Trisul life foram responsáveis por 60,6% das unidades vendidas do trimestre. A Receita Operacional Líquida alcançou R$94,3 milhões no terceiro trimestre de 2008, apresentando crescimento de 71% sobre o mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, a Receita Líquida atingiu R$248,5 milhões, crescimento de 77% vs. 9M07. O EBITDA no 3T08 atingiu R$14 milhões e R$45 milhões nos 9M08, representando um crescimento de 22% vs. 9M07. A margem EBITDA dos primeiros nove meses de 2008 atingiu 18,1%. Lucro líquido totalizou R$12,1 milhões no 3T08, acumulando R$44,4 milhões nos 9M08 com margem líquida de 17,9%, correspondendo a um crescimento de 69% vs. 9M07. Em julho a empresa captou R$200 milhões por meio de sua primeira emissão de debêntures, assegurando assim liquidez para o crescimento da empresa. No ano de 2008, a empresa tem uma previsão de entregar 17 empreendimentos, dos quais 12 empreendimentos já foram entregues até a data de 30 de Setembro de 2008, com previsão de entregarmos outros 5 empreendimentos nos próximos meses. Dado o agravamento da crise nos últimos meses, estamos nos adequando a desaceleração da demanda e reduzindo assim lançamentos: Guidance de VGV de 2008 de R$1,15 bilhão para R$800 milhões e VGV de 2009 atualmente em revisão (Veja Comentários da Administração). Em Português Data: 13 de novembro de 2008 Hora: 10h00 (Brasília) 07h00 (US-EST) Tel. e Replay: +55 (11) Código de acesso: Trisul Teleconferência de Resultados do 3T08 Em Inglês Data: 13 de novembro de 2008 Hora: 12h00 (Brasília) 09h00 (US-EST) Tel.: +1 (412) Código de acesso: Trisul Replay:+1 (412) Código de replay: # Página 1 de 24

2 COMENTÁRIOS DA ADMINISTRAÇÃO No trimestre passado discutimos sobre a importância de sermos conservadores em tempos de incertezas. As condições da economia global e do mercado de capitais se agravaram consideravelmente nos últimos meses e está nos levando a uma contração do mercado mundial. Nosso conservadorismo nos levou a anteciparmos a captação da nossa necessidade de caixa para os próximos anos por meio de emissão de debêntures no total de R$200 milhões, ocorrida em julho de Dessa forma, a Trisul desfruta de uma posição financeira saudável com um caixa líquido de R$310 milhões. Além da nossa posição confortável de caixa temos também a disponibilidade de linhas de crédito no valor de R$5,2 bilhões para financiamento das nossas construções e para o mutuário final. Assim, a solidez financeira da Trisul nos coloca em posição privilegiada para continuar buscando um crescimento sustentável. Por acreditar tão fortemente nessa maximização a longo prazo, a Trisul concluiu seu primeiro Programa de Recompra de Ações e já está dando início a um segundo Plano de Recompra. Acreditamos nos bons fundamentos de longo prazo do nosso mercado, principalmente o residencial econômico, nosso foco de atuação, que dado a sua importância na economia, conta com uma forte vontade política apoiado pelos investimentos do governo nesse setor, incluindo investimentos do PAC. Porém, no curto prazo, defrontamos com um cenário macroeconômico global em que os riscos se elevaram de maneira significativa. Por isso, é importante mantermos uma estratégia de crescimento flexível, implementando-a de forma cautelosa, monitorando cuidadosamente a evolução das condições de mercado e adaptando-se sempre que necessário. Felizmente fomos capazes de antecipar nossa captação e assegurar nosso caixa. A súbita falta de liquidez nos mercados nos fez rever nossa estratégia de crescimento na última divulgação de resultado. Porém a recente intensificação do estresse nos mercados financeiros aumentou os riscos de uma desaceleração mais brusca da economia e, portanto, a empresa precisa novamente se adaptar, seguindo uma filosofia de uma estratégia de crescimento flexível. Dado o agravamento da crise nos últimos meses e a redução da demanda já sentida no último mês, estamos reduzindo o volume de lançamento do 4T08. A previsão de lançamento para 2008 é de R$800 milhões contra o último guidance de R$1.15 bilhão, adequando assim o crescimento da empresa ao novo cenário macro econômico. No 4T08, lançaremos R$150 milhões e estaremos postergando os demais lançamentos até sentirmos melhora de demanda no mercado. Serão lançados aqueles empreendimentos que entendemos ter maior demanda, diminuindo assim nossa necessidade de capital de giro. A mesma estratégia será adotada para 2009, monitorando a demanda e adequando os lançamentos, preservando assim nosso fluxo de caixa e estabelecendo um nível de estoque saudável para o balanço da empresa. A observância da evolução do mercado será avaliada com rigor e a cada momento, o que nos permitirá confirmar o volume de lançamentos de Entretanto, é importante ressaltar que mesmo que o volume seja reduzido nossos resultados em 2009 serão pouco impactados, dado que 75-80% da Receita de 2009 serão provenientes de lançamentos de anos anteriores a Por outro lado, qualquer redução de guidance irá impactar positivamente no fluxo de caixa da empresa. O objetivo da empresa é buscar um balanço entre crescimento e fluxo de caixa mantendo a saúde financeira da Companhia. Página 2 de 24

3 EVENTOS RECENTES Conclusão do Plano de Recompras de Ações Em reunião do Conselho de Administração realizada em 16 de outubro de 2008, a Trisul encerrou o programa de recompra de ações aprovado em 18 de abril de 2008, com a aquisição de (três milhões, trinta e seis mil e quinhentas) ações ordinárias de emissão própria ao custo médio de R$2,85/ação. Em 15 de outubro de 2008, e após conclusão do primeiro Plano de Recompras da empresa, o Free Float da Companhia é de 35,64% com ações ordinárias em circulação. Aprovação de um Novo Plano de Recompras de Ações Adicionalmente, também foi aprovado em 16 de outubro de 2008, novo Programa de Recompra de Ações ordinárias de emissão própria, para manutenção em tesouraria e posterior alienação e/ou cancelamento, sem redução de capital social, mediante a aplicação dos recursos disponíveis oriundos das contas de Reservas Disponíveis constantes no balanço apurado em 31 de dezembro de O novo Plano de Recompra de Ações poderá adquirir até 10% (dez por cento) das ações ordinárias em circulação, ou seja, ações. O Programa será executado dentro de um prazo de 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias, iniciado em 3 de novembro de AGE aprova cancelamento de ações Em AGE realizada em 31 de outubro de 2008 foi aprovado o cancelamento de (três milhões, trinta e seis mil e quinhentas) ações ordinárias mantidas em tesouraria e adquiridas no âmbito do programa de recompra ora encerrado, sem redução do capital social. As aquisições de ações de emissão da própria Companhia não implicam em redução de capital. Aquisição de participação relevante por dois importantes fundos do Brasil: Tarpon e Credit Suisse Hedging-Griffo Em 23 de setembro de 2008 e em 14 de outubro de 2008, a Tarpon e CSHG adquiriram respectivamente, 5,35% e 5,10% das ações ordinárias da Trisul, sem alteração da composição do controle ou a estrutura administrativa da Companhia. ISO 9001 (International Organization for Standardization) Após um ano de trabalho, a Trisul e suas subsidiárias Incosul e Tricury estão na etapa final do processo para a obtenção do certificado ISO A previsão é que até o final do ano as três empresas: Trisul, Tricury e Incosul estejam certificadas na ISO 9001, com um processo unificado no seu Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ), com o objetivo de satisfazer os clientes, buscar a melhoria contínua e assegurar a competitividade da empresa. Página 3 de 24

4 Programa de Sustentabilidade A Trisul criou um Comitê de Sustentabilidade com representantes das gerências de Obras, Suprimentos, Projetos e Mão-de-obra, que é responsável pela criação e implantação do Plano de Sustentabilidade nas obras, buscando: a) Redução dos impactos sócio-ambientais das atividades desenvolvidas nos canteiros de obras (como: poluição do solo, consumo de energia, consumo de água, drenagem da água de chuva e geração de resíduos); b) Utilização de materiais sustentáveis ou recicláveis e plano de gestão dos resíduos (separação dos resíduos gerados no canteiro, controle e monitoramento da destinação dos resíduos, parcerias com fornecedores e fabricantes de materiais que recolhem os resíduos nas obras, programa de redução de desperdício de materiais, etc.); c) Responsabilidade Social: montagem de bibliotecas, planos de informação sobre saúde, educação ambiental, inclusão digital, etc. O resultado deste trabalho é uma Norma de Sustentabilidade para as Obras da Trisul, que norteará todas estas atividades dentro dos canteiros. Página 4 de 24

5 DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS Informações Operacionais Empreendimentos Lançados 3T08 3T07 Var. % 3T08 2T08 Var. % 9M08 9M07 (4) Var. % VGV Lançado Total (em R$ milhões) (1) 368,2 71,3 416% 368,2 451,3-18% 1.013,9 232,8 336% VGV Lançado da Trisul (em R$ milhões) 226,0 23,7 852% 226,0 259,4-13% 651,8 104,2 526% % Participação Trisul 61,4% 33,3% 28,1 p.p. 61,4% 57,5% 3,9 p.p. 64,3% 44,7% 19,5 p.p. Número de Empreendimentos % % % Número de Unidades % % % Preço médio de Lançamento (em R$/ m²) % % % Preço médio de Lançamento (em R$ mil/unid.) 205,8 445,6-54% 205,8 186,5 10% 201,4 313,3-36% Área útil (m²) % % % Vendas Contratadas 3T08 3T07 Var. % 3T08 2T08 Var. % 9M08 9M07 (4) Var. % Vendas Totais Contratadas (em R$ mil) (2) % % % Vendas Contratadas da Trisul (em R$ mil) % % % % Participação Trisul 61,6% 46,1% 15,5 p.p. 61,6% 62,0% -0,4 p.p. 63,7% 51,1% 12,5 p.p. Número de Unidades Vendidas (Totais) % % % Preço médio Vendas Contratadas (R$/ m²) % % % Preço médio Vendas Contratadas (R$ 193,1 392,8-51% 193,1 217,1-11% 212,9 328,1-35% Total de Área Útil Vendida (em m²) % % % Informações Financeiras (em R$ mil) 3T08 3T07 Var. % 3T08 2T08 Var. % 9M08 9M07 (4) Var. % Receita Operacional Bruta % % % Receita Operacional Líquida % % % Lucro Bruto % % % % Margem Bruta 35,1% 44,7% -9,7 p.p. 35,1% 36,4% -1,3 p.p. 37,3% 43,1% -5,8 p.p. Lucro Líquido % % % % Margem Líquida 12,8% 18,0% -5,2 p.p. 12,8% 16,4% -3,6 p.p. 17,9% 18,7% -0,8 p.p. EBITDA (3) % % % % Margem de EBITDA 14,8% 25,3% -10,5 p.p. 14,8% 18,1% -3,3 p.p. 18,1% 26,3% -8,2 p.p. Disponibilidade % % % Disponibilidade, líquida de endividamento (61.825) -104% % (61.825) -104% (1) Representa o total do VGV lançado dos empreendimentos, incluindo a participação da Trisul somada às participações de parceiros incorporadores. (2) Valor total de vendas contratadas dos empreendimentos que a Trisul participou, incluindo a participação da Trisul somada às participações de parceiros incorporadores. (3) Lucro antes de Impostos, Resultado Financeiro Líquido, Amortização e Depreciação. (4) Informações pro forma não auditadas, oriundas do somatório das demonstrações contábeis da Tricury e Incosul relativas ao 1T07 com as demonstrações contábeis da Trisul S.A. relativas ao 2T07 e 3T07, as quais foram revisadas por nossos auditores independentes. Página 5 de 24

6 DESEMPENHO OPERACIONAL LANÇAMENTOS DO 3T08 No terceiro trimestre de 2008, a Trisul lançou 7 empreendimentos, totalizando um VGV de R$368,2 milhões, com unidades, sendo R$226 milhões participação da Trisul e registrando um crescimento de 852% em relação ao 3T07. Lançamentos 3T08 Localização Data de Lançamento Padrão Número de Unidades % Trisul VGV Total R$MM VGV Trisul R$MM Preço Médio/Unid. Upper Life Campolim Sorocaba 23/08/2008 Trisul life % 45,1 45, The Office São Paulo 23/08/2008 Comercial % 73,2 24, Parques de Morar - Cores do Parque Santos 23/08/2008 Trisul life % 60,0 30, Celebration Santo André 30/08/2008 Médio % 49,6 49, Be Happy São Paulo 13/09/2008 Trisul life % 39,1 27, Grid São Paulo 13/09/2008 Trisul life % 22,4 10, Applause Barueri 20/09/2008 Alto % 78,7 39, Total Lançamentos 3T % 368,2 226, Nos nove primeiros meses do ano, os lançamentos totalizaram R$1.013,9 milhões, sendo a participação da Trisul R$651,8 milhões, um crescimento de 526% em relação aos 9M ,0 VGV Lançado (em R$ milhões) 336% 1.013,9 800,0 362,1 600,0 400,0 200,0 0,0 416% 368,2 142,3 232,8 651,8 128,6 71,3 226,0 526% 47,6 852% 104,2 23,7 3T07 3T08 9M07 9M08 Em Parceiria VGV Lançado Trisul Das unidades lançadas no 3T08, 69% foi Segmento Econômico com o produto Trisul life, 9% Médio Padrão, 7% Alto Padrão e 15% Comercial. Unidades Lançadas e VGV no 3T08 por Segmento Segmento Unidades VGV Total VGV Trisul % % Lançadas em R$ mil em R$ mil % Trisul life - Padrão Econômico % % % Médio Padrão 164 9% % % Alto Padrão 120 7% % % Comercial % % % Total % % % Página 6 de 24

7 VENDAS CONTRATADAS As Vendas Totais Contratadas no 3T08 atingiram R$277,2 milhões registrando um crescimento de 150% em relação ao 3T07, com vendas de unidades. A participação Trisul nessas Vendas foi de R$170,7 milhões, um crescimento de 235% em relação ao mesmo período de Nossas Vendas Contratadas são reportadas já líquidas de distratos. Nos primeiros nove meses do ano, as Vendas Contratadas Totais somaram R$752,7 milhões, sendo a participação Trisul R$479,2 milhões, um crescimento de 218% em relação aos 9M ,0 Vendas Totais Contratadas (em R$ milhões) 155% 752,7 700,0 600,0 273,4 500,0 400,0 300,0 200,0 100,0 0,0 150% 277,2 294,7 218% 106,4 144,0 479,2 110,8 235% 59,7 170,7 150,6 51,0 3T07 3T08 9M07 9M08 Em Parceria Vendas Contratadas Trisul Do total de unidades vendidas no 3T08, 60,6% foram de Padrão Econômico, 20,1% de Médio Padrão, 4,7% de Alto Padrão e 14,5% de unidades Comerciais. Unidades Vendidas e Vendas Contratadas no 3T08 por Segmento Segmento Unidades Vendas Totais Vendas Trisul % % Vendidas em R$ mil em R$ mil % Trisul life - Padrão Econômico ,6% ,3% ,9% Médio Padrão ,1% ,0% ,1% Alto Padrão 68 4,7% ,1% ,4% Comercial ,5% ,6% ,5% Total ,0% ,0% ,0% Página 7 de 24

8 No trimestre, o crescimento de 150% em Vendas Totais Contratadas foi impulsionado pelo aumento de 409% em unidades totais vendidas, passando de 282 para unidades vendidas no trimestre, com um acréscimo de 156% em área útil vendida, mais do que compensando a queda de 51% no preço médio por unidade, que caiu de R$ no 3T07 para R$ no 3T08 contra R$ no 2T08. A queda de preço por unidade é conseqüência de uma estratégia focada no produto Trisul life para o Padrão Econômico. Nos nove primeiros meses de 2008, o crescimento de 294% em unidades vendidas foi impulsionado pelos 28 empreendimentos lançados nos últimos 12 meses, contribuindo fortemente para o aumento de 218% nas Vendas Contratadas da Trisul quando comparado aos 9M07. Vendas Contratadas 3T08 3T07 Var. % 9M08 9M07 Var. % Número de Unidades % % Vendas Totais Contratadas (em R$ milhões) 277,2 110,8 150% 752,7 294,7 155% Vendas Contratadas da Trisul (em R$ milhões) 170,7 51,0 235% 479,2 150,6 218% Preço médio de Venda (em R$/m²) % % Preço médio de Venda (R$ mil/unidade) 193,1 392,8-51% 212,9 328,1-35% Total de Área Útil Vendida (em m²) % % Como se pode notar na tabela abaixo, em valores, os lançamentos do 4T07 somados aos lançamentos dos 9M08 foram responsáveis por 93% das Vendas Trisul no 3T08. Somente 5% das Vendas Trisul do trimestre foram provenientes de lançamentos de 2005 e 2006, reflexos do baixo nível de estoque da empresa das unidades lançadas em anos anteriores a 2007 e do sucesso dos novos empreendimentos. Vendas Contratadas 3T08 por ano de lançamento Período (ano) do Lançamento Unidades Vendas Totais Vendas Trisul % % Vendidas em R$ mil em R$ mil % Até % % % Em % % 717 0% Em 2007 até 30/09/ % % % Em 2007 no 4T % % % 1T % % % 2T % % % 3T % % % Total % % % Das unidades vendidas nos 9M08, são de lançamentos do 4T07 (30%), são de lançamentos do ano de 2008 (64%) e 224 são de lançamento pré-ipo (6%). Vendas Contratadas 9M08 por ano de lançamento Período (ano) do Lançamento Unidades Vendas Totais Vendas Trisul % % Vendidas em R$ mil em R$ mil % Até % % % Em % % % Em 2007 até 30/09/ % % % Em 2007 no 4T % % % 1T % % % 2T % % % 3T % % % Total % % % Página 8 de 24

9 No trimestre, o preço médio das unidades Trisul life vendidas ficou em R$ /unidade, um acréscimo de 4% quando comparado ao 2T08. O preço/médio das unidades vendidas para o Médio e Alto padrão ficou em R$ /unidade e R$ /unidade, com crescimentos de 5% e queda de 18%, respectivamente. A queda de 11% no preço médio de nossas vendas deu-se basicamente pela venda de um mix de produto no Alto Padrão diferente do trimestre anterior. Preço médio das Unidades Vendidas por Segmento Segmento 3T08 2T08 % Var. Trisul life - Padrão Econômico % Médio Padrão % Alto Padrão % Comercial NA Média Total % 250 Vendas Contratadas Trisul (em R$ milhões) T07 3T07 4T07 1T08 2T08 3T08 VELOCIDADE DE VENDAS Vendas sobre Oferta (VSO) 3T08 Unidades Totais VGV Trisul em R$ mil VGV Total em R$ mil Estoque de unidades em 30/06/2008 a valor de mercado % % % (+) Lançamentos no 3T % % % Total de unidades a venda no 3T08 (a) % % % (-) Unidades vendidas no 3T08 (b) Total de unidades a venda em 30/09/ % de Vendas no 3T08 (b)/(a) 25,4% 22,0% 21,9% Velocidade de Venda (VV) Razão entre o que foi vendido no trimestre versus o que foi lançado no mesmo trimestre. Indicador (em R$ milhões) 3T08 2T08 1T08 2T07 Lançamentos no periodo (a) 226,0 259,4 166,5 59,9 Vendas Contratadas (b) 170,7 188,6 119,9 59,8 Velocidade de Venda (b)/(a) 76% 73% 72% 100% Página 9 de 24

10 Desempenho das unidades lançadas no 3T08 Dos lançamentos de R$226,0 milhões, R$80,4 milhões ou 35,6% foram vendidos no próprio trimestre e das unidades lançadas, 684 foram vendidas no próprio trimestre, representando 38% de velocidade de vendas. Padrão VGV Trisul Número de Meses de % Vendido R$MM Unidades Venda no 3T08 Trisul life 112, mês 29% Médio 49, mês 73% Alto 39, dias 2% Comercial 24, mês 76% Total Lançado no 3T08 226, % Desempenho das unidades lançadas no 2T08 Padrão VGV Trisul Número de Meses de Venda Acumulada R$MM Unidades Venda até 30/09/2008 Trisul life 136, meses 51% Médio 123, meses 37% Total Lançado no 2T08 259, % Desempenho das unidades lançadas no 1T08 Os lançamentos do 1T08 ocorreram na última semana do mês de março e atingiram velocidade de venda acumulada de 55% até 30/09/2008, conforme tabela abaixo: Padrão VGV Trisul Número de Meses de Venda Acumulada R$MM Unidades Venda até 30/09/2008 Trisul life 54, meses 74% Alto 112, meses 23% Total Lançado no 1T08 166, % Página 10 de 24

11 Em resumo... Trimestre dos lançamentos Segmento Performance de Vendas dos lançamentos (% vendido) Comercial 76% 3T08 Alto Médio 2% 73% Trisul life 29% Até 1T08 2T08 Médio Trisul life 24% 30% 14% 21% Até 2T08 Até 3T08 1T08 Alto Trisul life 5% 14% 13% 5% 48% 11% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% Verifica-se na tabela acima, que os empreendimentos de Alto Padrão já estão sendo os mais afetados pela crise. Consumidores de apartamentos de Alto Padrão, em sua grande maioria, já possuem a casa própria e estão fazendo upgrades de seus apartamentos, portanto a decisão de compra é mais facilmente postergada. Página 11 de 24

12 POSIÇÃO DE ESTOQUE Em 30 de setembro de 2008, a empresa possuía unidades em estoque para venda com um VGV potencial correspondente à Trisul equivalente a R$603,8 milhões. Posição de Estoque em 30/09/2008 VGV Trisul Unidades Totais em R$ mil VGV Total em R$ mil unidades concluídas 77 2% % % unidades em construção % % % unidades em fase de lançamento % % % unidades lançadas no 3T % % % Unidades à Venda em 30/09/ % % % FORÇA DE VENDAS A Trisul Vendas atingiu a marca de 140 corretores em 30 de setembro de O objetivo dessa equipe é de participar em aproximadamente 20% dos pontos de vendas (stands) da Trisul apoiando primordialmente as vendas dos lançamentos do produto Trisul life e do estoque. Estamos investindo no treinamento desses corretores, visando propiciar um conhecimento mais profundo do produto e alcançarem assim uma maior produtividade. No trimestre, a equipe interna da Trisul já foi responsável por 26% das vendas. OBRAS EM ANDAMENTO Em 30 de setembro de 2008, a empresa contava com 30 canteiros de obras. Essas obras representam um total de unidades, um VGV total de R$1,6 bilhão e área útil de venda totalizando m 2. Página 12 de 24

13 LANDBANK A Trisul, em 30 de setembro de 2008, possuía um Landbank correspondente a um VGV potencial de R$2,6 bilhões (participação da Trisul), dos quais R$2,2 bilhões são voltados ao Padrão Econômico, sendo o restante distribuído entre os segmentos de Alto e Médio Padrão. Ou seja, atualmente, 85% do VGV potencial do Landbank está composto por terrenos para desenvolvimento de empreendimentos no segmento Padrão Econômico, representado pelo produto denominado Trisul life, em linha com a estratégia da Companhia. A tabela abaixo apresenta o resumo do Landbank da Companhia em 30 de setembro de 2008: Resumo do Landbank Padrão Econômico * Médio Padrão ** Alto Padrão *** Total / Média VGV Total (em R$ milhões) VGV Trisul (em R$ milhões) Número de Projetos Número de Unidades Número de Unidades por projeto Preço médio por unidade (em R$ mil) 139,8 240,6 687,5 152,9 Preço médio por m² (R$/m²) Área média do terreno * Padrão Econômico (Trisul life): Preço Médio/Unidade de R$70 mil a R$180 mil ** Médio Padrão: Preço Médio/Unidade de R$180 mil a R$350 mil *** Alto Padrão: Preço Médio/Unidade acima de R$350 mil. Landbank Trisul em R$ Landbank Trisul em Unidades 15% 85% 10% 90% Padrão Econômico Médio e Alto Padrão Padrão Econômico Médio e Alto Padrão LANDBANK Breakdown Geográfico (VGV Total Trisul de R$2,6 bilhões) Guarulhos 10,7% São Bernardo do Campo 10,7% Ribeirão Preto 10,3% Cotia 4,7% São Paulo 21,4% Santos 4,3% São São José dos Carlos Campos 3,8% 3,7% Votorantim 3,1% Piracicaba 2,8% Sorocaba 2,6% Outros 22,0% (1) A empresa possui um Landbank diversificado, distribuído em 28 cidades entre os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. A Trisul inicia sua expansão geográfica com cautela, seus novos terrenos do Rio de Janeiro e Curitiba são terrenos opcionados e estão sendo fortemente avaliados. (1) Inclui Franca, Araçatuba, Jandira, São José do Rio Preto, Rio de Janeiro, Suzano, Presidente Prudente, São Caetano do Sul, Itú, Limeira, Araraquara, Campinas, Marília, Birigui, Curitiba, São José dos Pinhais e Arujá. Página 13 de 24

14 DESEMPENHO FINANCEIRO RECEITA LÍQUIDA Receita líquida (em R$ mil) 77% % T07 3T08 9M07 9M08 A receita operacional líquida atingiu R$94,3 milhões no 3T08, um acréscimo de 71% sobre o 3T07. Esse aumento é resultado principalmente do aumento do número de lançamentos nos últimos trimestres, da evolução das obras e das vendas contratadas, que tiveram acréscimo de 235% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. É importante ressaltar que devido ao Método PoC de apropriação de receita de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil (BRGAAP), as receitas são apropriadas ao resultado ao longo do período de construção à medida da evolução das obras. Como podemos notar na tabela abaixo, 70,9% das Vendas Contratadas do trimestre são referentes a empreendimentos lançados no 2T08 e 3T08, cujas obras ainda não iniciaram e, portanto impossibilitando o reconhecimento proporcional dessas Vendas na Receita da empresa. Conforme tabela abaixo, 58,5% da Receita Operacional Bruta Apropriada no 3T08 é proveniente de lançamentos após IPO (outubro de 2007) sendo que 31,6% pertencem a lançamentos do 4T07, que iniciaram suas obras no 2T08 (Fase Inicial de obra). Outros 17% da Receita Apropriada do trimestre provêm de lançamentos até 2005, que em sua maioria estão em Fase Final de obra. Período (ano) do Lançamento 3T08 Vendas Contratadas * Receita Operacional Bruta Apropriada ** em R$ mil % em R$ mil % Até ,0% ,0% Em ,4% ,4% Em 2007 até 30/09/ ,6% ,1% Em 2007 no 4T ,5% ,6% 1T ,6% ,5% 2T ,8% ,6% 3T ,1% ,8% Total ,0% ,0% (*) Considerando somente % Trisul (**) Receita Operacional Bruta Apropriada com venda de imóveis Página 14 de 24

15 LUCRO BRUTO % Lucro bruto (em R$ mil) % O lucro bruto atingiu R$33,1 milhões no 3T08, representando aumento de 34% em relação ao 3T07. A margem bruta no terceiro trimestre foi de 35,1%, uma margem que é dificilmente comparável com a margem do mesmo período do ano anterior, dado que o mix de produto era completamente distinto daquele que temos hoje. No último ano, a empresa focou fortemente em empreendimentos de Padrão Econômico, cujas margens são inferiores àquelas praticadas em anos anteriores No acumulado do ano, a margem bruta registrada é de 37,3%. 0 3T07 3T08 9M07 9M08 DESPESAS ADMINISTRATIVAS E COMERCIAIS Administrativas: As Despesas Administrativas como percentual da Receita Operacional Líquida ficou em 12%, com um leve acréscimo de 0,1 p.p. em relação ao 2T08, principalmente pelo aumento da estrutura necessária (em áreas como Projetos, Suprimentos, Planejamento e Finanças) para sustentar o crescimento de número de obras que aumentará consideravelmente nos próximos 9 meses, de 30 para 41 obras. Comerciais: No 3T08, as Despesas Comerciais atingiram R$6,0 milhões, representando 6,4% da Receita Líquida, um acréscimo de 0,5 p.p. versus 2T08, refletindo um maior esforço comercial, principalmente referente aos lançamentos de Alto Padrão, cuja velocidade de vendas já foi afetada no terceiro trimestre. (em R$ mil) 3T08 2T08 % Var. 3T07 % Var. 9M08 9M07 % Var. Receita operacional líquida ,7% ,2% ,2% Receitas e (despesas) operacionais: Despesas administrativas (11.304) (9.733) 16,1% (5.514) 105% (30.740) (12.546) 145% % Receita Líquida 12,0% 11,8% 0,1 p.p. 10,0% 2,0 p.p. 12,4% 8,9% 3,4 p.p. % Lançamento Trisul 5,0% 3,8% 1,3 p.p. 23,2% -18,2 p.p. 4,7% 12,0% -7,3 p.p. % Vendas Contratadas Trisul 6,9% 5,2% 1,7 p.p. 10,8% -3,9 p.p. 6,5% 8,3% -1,8 p.p. Despesas comerciais (6.024) (4.824) 24,9% (2.951) 104% (14.640) (7.203) 103% % Receita Líquida 6,4% 5,9% 0,5 p.p. 5,4% 1,0 p.p. 5,9% 5,1% 0,8 p.p. % Lançamento Trisul 2,7% 1,9% 0,8 p.p. 12,4% -9,8 p.p. 2,2% 6,9% -4,7 p.p. % Vendas Contratadas Trisul 3,7% 2,6% 1,1 p.p. 5,8% -2,1 p.p. 3,1% 4,8% -1,7 p.p. Despesas tributárias (486) (501) -3,0% (886) -45% (1.451) (1.707) -15% Despesas com Depreciação/Amortização (1.578) (910) 73,4% (565) 179% (3.709) (1.447) 156% Provisão para contingência (10) (11) -9,1% (264) -96% (32) (404) -92% Outras receitas e (despesas) operacionais (1.270) 11 - (332) 283% (928) (971) -4% Total (20.672) (15.968) 29,5% (10.512) 97% (51.500) (24.278) 112% Página 15 de 24

16 RECEITAS E DESPESAS FINANCEIRAS (em R$ mil) 3T08 2T08 % Var. 3T07 % Var. 9M08 9M07 % Var. Despesas financeiras (8.110) (2.231) 263,5% (2.455) 230% (12.553) (3.802) 230% Receitas financeiras ,1% % % Resultado Financeiro ,4% (1.307) -314% % Despesas Financeiras: As despesas financeiras subiram 263,5% de R$2,2 milhões no 2T08 para R$8,1 milhões no 3T08, representando também um aumento de 230% versus 3T07. Este aumento é impulsionado pela captação de R$200 milhões em debêntures na taxa de CDI + 2,5% e é composto basicamente por comissões, juros e despesas bancárias. Receitas Financeiras: As receitas financeiras atingiram R$10,9 milhões no terceiro trimestre do ano, representando um aumento de 109,1% ou R$5,7 milhões quando comparadas ao 2T08. Esse aumento é conseqüência das receitas financeiras geradas pela aplicação do recurso captado via 1º emissão de debêntures da Companhia, o qual ainda não foi utilizado e encontra-se totalmente aplicado. LUCRO LÍQUIDO O lucro líquido do terceiro trimestre de 2008 atingiu R$12,1 milhões com margem líquida de 12,8% negativamente impactado pela queda na margem bruta como explicado acima, adicionado à estratégia voltada para empreendimentos de Padrão Econômico que possuem margens menores do que as margens praticadas nos empreendimentos de Médio e Alto Padrão dos anos anteriores. No 9M08 o lucro líquido atingiu R$44,4 milhões com margem líquida de 17,9% representando um aumento de 69% frente ao mesmo período do ano anterior. EBITDA No 3T08, a margem EBITDA atingiu 14,8% totalizando R$14 milhões. Já nos nove meses de 2008, o EBITDA acumulado atingiu R$45 milhões com 18,1% de margem, apresentando crescimento de 21,9% em relação aos R$36,9 milhões registrados no mesmo período de (em R$ mil) 3T08 3T07 %Var. 9M08 9M07 %Var. Lucro líquido % % Resultado financeiro (2.794) % (9.607) (750) 1181% Imposto de renda e contribuição social sobre o lucro % % Depreciações e amortizações % % EBITDA ,1% ,9% Margem de EBITDA (%) 14,8% 25,3% -10,5 pp 18,1% 26,3% -8,2 pp Página 16 de 24

17 ENDIVIDAMENTO & LIQUIDEZ Os empréstimos e financiamentos apresentavam a seguinte composição, em 30 de setembro de 2008: (em R$ mil) 3T08 2T08 Endividamento Financiamentos para construção SFH (1) (46.088) (41.425) Empréstimos para capital de giro (2) (54.875) (53.482) Debêntures (3) ( ) - Consórcio/Finame (242) (186) Total Endividamento ( ) (95.093) Empréstimos e Financiamentos - Curto Prazo (58.820) (42.358) Empréstimos e Financiamentos - Longo Prazo ( ) (52.735) Disponibilidades Caixa e bancos conta movimento Aplicações financeiras Total Disponibilidade Disponibilidade, líquida de endividamento (1) Financiamentos em moeda nacional com taxas que variam de 10,5% a 12,0% a.a. acrescido de atualização pela Taxa Referencial (TR); (2) Empréstimos tomados em moeda nacional com taxas que variam de 1,94% a 3,20% a.a., acrescidos da variação do CDI; (3) A taxa de remuneração das debêntures é de 2,50% a.a. acrescida da variação do CDI. O total de empréstimos e financiamentos do passivo circulante e passivo não circulante atingiu R$307,7 milhões em 30 de setembro de 2008, um acréscimo de R$212,6 milhões em relação ao trimestre anterior devido à emissão de R$200 milhões de debêntures. Esse valor é composto basicamente por financiamentos para a construção no valor de R$46,1 milhões, empréstimos para capital de giro no valor de R$54,9 milhões e Debêntures de R$206,5 milhões. A empresa encerrou o trimestre com R$310,5 milhões de disponibilidade imediata. Capitalização: (em R$ mil) 3T08 2T08 Total de empréstimos, financiamentos e mútuos Empréstimos e financiamentos - curto prazo Empréstimos e financiamentos - longo prazo Debêntures Patrimônio Líquido Capital Social Reservas de Capital Reservas de Lucro Ações em Tesouraria (1.418) (104) Lucros Acumulados Capitalização total (1) (1) Capitalização total corresponde à soma total de empréstimos, financiamentos, debêntures e o total do patrimônio líquido. Página 17 de 24

18 Debêntures: Em julho de 2008 a Trisul captou R$200 milhões via distribuição pública da primeira emissão de debêntures. Abaixo seguem características da Emissão. Valor Mobiliário: Debêntures simples, não conversíveis em ações Valor Total da Emissão: R$200,0 milhões Data da Emissão: 15 de julho de 2008 Prazo: 5 anos Data de Vencimento: 15 de julho de 2013 Remuneração: CDI + 2,50% a.a. Pagamento de Juros: Semestrais, a partir da data de emissão Amortização do Principal: Em 3 parcelas anuais, idênticas e sucessivas, a partir do 36º mês a contar da data de emissão. Rating da Emissão: A(bra) pela Fitch Ratings Liquidação: 31 de julho de 2008 Destinação dos Recursos: Reforço de capital de giro e aquisição de novos terrenos Coordenador Líder: Banco Bradesco BBI S.A. Coordenadores: Banco ABC Brasil S.A., Banif Banco de Investimento (Brasil) S.A., HSBC Corretora de Valores Mobiliários S.A, Banco Votorantim S.A., Unibanco União de Bancos Brasileiros S.A., Banco Sofisa S.A. Fitch Ratings: A Fitch Ratings concedeu tanto para o Corporativo quanto para a 1ª emissão das Debêntures da Trisul os ratings A(bra) refletindo o perfil financeiro conservador e o relevante volume de liquidez da Trisul. O Relatório completo da Fitch está disponível na área de RI da empresa mediante solicitação. Parceria Santander: Em agosto de 2008 a Trisul assinou uma parceria para financiamento imobiliário com o Banco Santander. Essa parceria concederá R$ 1 bilhão de crédito para financiamento da produção e comprador final de até 80% do valor do imóvel e prazo máximo de pagamento de até 30 anos. Página 18 de 24

19 CONTAS A RECEBER DE CLIENTES O saldo de contas a receber de clientes ao final do 3T08 totalizou R$841,3 milhões, um aumento de 21,4% sobre o trimestre anterior. Desse total, R$295,6 milhões já tiveram suas receitas apropriadas, sendo R$164 milhões no circulante e R$131,6 milhões no não circulante. O saldo referente à receita não realizada totalizava R$545,8 milhões (R$337,8 milhões no circulante e R$207,9 milhões no não circulante), um aumento de 24,4% sobre o trimestre anterior, representando acréscimo de R$107,1 milhões. Contas a Receber (em R$ mil) 3T08 2T08 Var. % Contas a Receber - Receita realizada (1) ,1% Contas a Receber - Receita não realizada ,0% Total Circulante ,4% Contas a Receber - Receita realizada ,2% Contas a Receber - Receita não realizada ,0% Total Não Circulante ,0% TOTAL ,4% (1) Não inclui o contas a receber com prestação de serviços de administração e provisão para devedores duvidosos. RESULTADO A APROPRIAR O resultado a apropriar atingiu R$545,8 milhões em 30 de setembro de 2008, um crescimento de 24,4% em relação ao 2T08 e apresentou uma margem de 38,9%. (em R$ mil) 3T08 2T08 Var % Receita de Venda de Imóveis a Apropriar ,4% Custo das Unidades Vendidas a Apropriar ( ) ( ) 25,6% Resultado de Venda de Imóveis a Apropriar ,6% Margem a Apropriar 38,9% 39,5% -0,6 pp IMÓVEIS A COMERCIALIZAR A queda de 8,8% em Terrenos para futuras incorporações é conseqüência de uma postura conservadora e assim a empresa decidiu não executar suas opções de compra de terreno para repor o landbank dos lançamentos do 3T08 até que as perspectivas econômicas se tornem mais positivas. O aumento de 8,4% em Imóveis em construção sobre o trimestre anterior é decorrente do início das obras dos lançamentos que ocorreram no 1T08. Podemos verificar também na tabela abaixo uma participação de apenas 1% de imóveis concluídos no total do estoque a valor de custo. Do saldo de R$291,5 milhões, R$287 milhões estão no ativo circulante e R$4,5 milhões no ativo não circulante. (em R$ mil) 3T08 % 2T08 % Var. Imóveis a Comercializar Terrenos para futuras incorporações % % -8,8% Imóveis em construção % % 8,4% Imóveis concluídos % % 75,6% Total % % -3,1% Página 19 de 24

20 MÓVEIS INSTRUMENTOS A COMERCIALIZAR FINANCEIROS A Trisul e suas controladas diretas e indiretas participam de operações envolvendo instrumentos financeiros, os quais se restringem às aplicações financeiras e à captação de empréstimos para capital de giro, financiamento à produção e aquisição de terrenos, em condições normais de mercado, estando todos estes reconhecidos nas demonstrações contábeis. Estes instrumentos são administrados por meio de estratégias operacionais, visando à liquidez, rentabilidade e minimização de riscos. A Trisul não efetuou aplicações de caráter especulativo, em derivativos ou quaisquer outros ativos de riscos. PROJEÇÕES A tabela abaixo resume as expectativas de VGV a lançar da administração da Trisul para o exercício de Guidance (em R$ milhões) 2007A 2008E 2009E VGV Lançado Trisul a Revisão de Guidance (em R$ milhões) 2007A 2008E 2009E VGV Lançado Trisul em revisão Página 20 de 24

21 SOBRE A TRISUL A Trisul S.A. é uma das maiores incorporadoras e construtoras da região metropolitana de São Paulo, com foco em empreendimentos residenciais do segmento de padrão econômico. Ao longo de sua história, a empresa lançou mais de 18,8 mil unidades, distribuídas em 141 empreendimentos. Desse total, aproximadamente 61% corresponderam a unidades de padrão econômico, comprovando a vocação da Trisul por esse segmento. O Trisul life é o principal produto desenvolvido pela Companhia, caracterizado por unidades residenciais com padrões construtivos modulares de 45m² a 65m² e preço final de R$ 70 mil a R$ 180mil, destinadas ao segmento econômico. De acordo com o Top Imobiliário realizado em junho de 2008, a Trisul consolidou-se como a 7ª maior construtora e 8ª maior incorporadora da região metropolitana de São Paulo (fonte: Embraesp). RELAÇÕES COM INVESTIDORES Rebeca Ouro-Preto Priscilla Castro Diretora de RI Gerente de RI Tel: (11) Tel: (11) Website: ASSESSORIA DE IMPRENSA Máquina Comunicação Corporativa Integrada Tel: (11) / As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas a perspectivas de crescimento da Trisul são meramente projeções e, como tais, são baseadas exclusivamente nas expectativas da diretoria sobre o futuro dos negócios. Essas expectativas dependem, substancialmente, das aprovações e licenças necessárias para homologação dos projetos, condições de mercado, do desempenho da economia brasileira, do setor e dos mercados internacionais e, portanto, sujeitas a mudanças sem aviso prévio. O presente relatório de desempenho inclui dados contábeis e não contábeis tais como, operacionais, financeiros pro forma e projeções com base na expectativa da Administração da Companhia. Os dados não contábeis não foram objeto de revisão por parte dos auditores independentes da Companhia. Página 21 de 24

22 Demonstração de Resultados Consolidados (em R$ mil) 3T08 3T07 Var. 2T08 Var. 9M08 9M07 (1) Var. Receita Operacional Bruta ,6% ,8% ,1% Com venda de imóveis ,5% ,5% ,2% Com prestação de serviços ,4% ,8% ,1% Com locações de imóveis ,4% 7-71,4% ,2% (-) Deduções da receita (3.478) (3.600) -3,4% (3.737) -6,9% (8.991) (12.059) -25,4% Receita Operacional Líquida ,2% ,7% ,2% Custos Operacionais Com venda de imóveis e prestação de serviços (61.267) (30.469) 101,1% (52.334) 17,1% ( ) (79.807) 95,2% Lucro Bruto ,2% ,5% ,5% % Margem Bruta 35,1% 44,7% -9,7 p.p. 36,4% -1,3 p.p. 37,3% 43,1% -5,8 p.p. Despesas Administrativas (11.304) (5.514) 105,0% (9.733) 16,1% (30.740) (12.546) 145,0% % despesas administrativas 12,0% 10,0% 2 p.p. 11,8% 0,1 p.p. 12,4% 8,9% 3,4 p.p. Despesas Comerciais (6.024) (2.951) 104,1% (4.824) 24,9% (14.640) (7.203) 103,2% % despesas comerciais 6,4% 5,4% 1 p.p. 5,9% 0,5 p.p. 5,9% 5,1% 0,8 p.p. Despesas Tributárias (486) (886) -45,1% (501) -3,0% (1.451) (1.707) -15,0% Despesas com Depreciação/Amortização (1.578) (565) 179,3% (910) 73,4% (3.709) (1.447) 156,3% Provisão para contingências (10) (264) -96,2% (11) -9,1% (32) (404) -92,1% Outras receitas e (despesas) operacionais (1.270) (332) 282,5% 11 - (928) (971) -4,4% Receitas e Despesas Operacionais (20.672) (10.512) 96,7% (15.968) 29,5% (51.500) (24.278) 112,1% % Receitas e Despesas Operacionais 21,9% 19,1% 2,9 p.p. 19,4% 2,5 p.p. 20,7% 17,3% 3,5 p.p. Lucro Operacional ,3% ,1% ,1% % Margem Operacional 13,1% 25,6% -12,5 p.p. 17,0% -3,8 p.p. 16,6% 25,8% -9,2 p.p. Despesas com Oferta Publica de Ações - (715) -100,0% (715) -100,0% Despesas financeiras (8.110) (2.455) 230,3% (2.231) 263,5% (12.553) (3.802) 230,2% Receitas financeiras ,8% ,1% ,8% Receitas e Despesas Financeiras (1.307) -313,8% ,4% ,9% Resultado Operacional ,4% ,3% ,6% % Margem Operacional depois do Resultado Financeiro 16,1% 22,0% -5,9 p.p. 20,6% -4,5 p.p. 20,5% 25,8% -5,3 p.p. Resultado Não-Operacional - (24) -100,0% ,0% Imposto de renda e contribuição social sobre o lucro (3.109) (2.192) 41,8% (3.418) -9,0% (6.416) (9.939) -35,4% Participação de minoritários em controladas ,0% (1) - - Lucro Líquido ,0% ,6% ,3% % Margem Líquida 12,8% 18,0% -5,2 p.p. 16,4% -3,6 p.p. 17,9% 18,7% -0,8 p.p. Lucro Líquido ,0% ,6% ,3% Despesas(Receitas) financeiras, líquidas (2.794) ,8% (2.984) -6,4% (9.607) (750) 1180,9% Imposto de renda e contribuição social ,8% ,0% ,4% Depreciação/Amortização ,3% ,4% ,3% EBITDA ,1% ,0% ,9% % Margem EBITDA 14,8% 25,3% -10,5 p.p. 18,1% -3,3 p.p. 18,1% 26,3% -8,2 p.p. Lucro por ação (em R$) 0,15 N/A 0,17 0,56 N/A (1) Informações pro forma não auditadas, oriundas do somatório das demonstrações contábeis da Tricury e Incosul relativas ao 1T07 com as demonstrações contábeis da Trisul S.A. relativas ao 2T07 e 3T07, as quais foram revisadas por nossos auditores independentes. Página 22 de 24

23 TRISUL - BALANÇO PATRIMONIAL CONSOLIDADO (em R$ mil) 3T08 2T08 3T08 vs. 2T08 ATIVO CIRCULANTE ,1% Disponibilidades ,0% Contas a receber ,7% Imóveis a comercializar (9.010) -3,0% Créditos diversos ,9% Impostos e contribuições a recuperar ,9% Despesas com vendas a apropriar ,6% Despesas antecipadas ATIVO NÃO CIRCULANTE ,9% Realizável a longo prazo ,2% Contas a receber ,2% Imóveis a comercializar (383) -7,8% Partes relacionadas ,6% Despesas antecipadas Créditos diversos (1.665) -46,5% Permanente (104) -1,0% Imobilizado ,7% Intangível (883) -13,2% TOTAL DO ATIVO ,0% PASSIVO CIRCULANTE ,7% Fornecedores ,4% Empréstimos e financiamentos ,5% Obrigações trabalhistas e tributárias ,1% Impostos e contribuições diferidos ,7% Credores por imóveis compromissados (15.926) -21,2% Adiantamento de clientes ,5% Contas a pagar (2.550) -23,9% Debêntures a pagar PASSIVO NÃO CIRCULANTE ,3% Exigível a longo prazo ,7% Empréstimos e financiamentos (3.861) -7,3% Partes relacionadas (2.248) -40,5% Credores por imóveis compromissados (5.198) -11,6% Contas a pagar ,3% Provisão para contingências ,2% Impostos e contribuições diferidos ,6% Debêntures a pagar Resultado de exercícios futuros ,0% Participação de minoritários em controladas ,0% Patrimônio Líquido ,3% Capital social ,0% Reservas de capital ,0% Reservas de lucro ,0% Lucros acumulados ,3% Ações em Tesouraria (1.418) (104) (1.314) 1263,5% TOTAL DO PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO ,0% Página 23 de 24

24 Demonstração do Fluxo de Caixa (em R$ mil) DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro líquido do período Ajustes para reconciliar o lucro líquido do período com o caixa gerado pelas atividades operacionais: Provisão para créditos de liquidação duvidosa Depreciação/ amortização Juros s/ empréstimos/debêntures Provisão para contingências (Aumento) redução nos ativos operacionais: Contas a receber de clientes ( ) (42.582) (63.285) (36.665) Imóveis destinados à venda Créditos diversos (140) (1.093) Contas correntes com parceiros nos empreendimentos (437) (2.808) Impostos a compensar (2.844) (2.236) (608) (351) Despesas antecipadas (3.261) (3.261) - - Despesas com vendas a apropriar (26.183) (12.474) (13.709) (7.674) Aumento (redução) nos passivos operacionais: Fornecedores (2.147) Obrigações Trabalhistas e Tributárias Impostos e contribuições diferidos Credores por imóveis compromissados ( ) (33.312) ( ) (45.480) Adiantamento de clientes Contas a pagar (1.813) (1.994) Caixa aplicado nas atividades operacionais ( ) (47.336) (80.491) (46.347) 9M08 3T08 1S08 2T08 DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS Aquisição de imobilizado (2.533) (1.042) (1.492) (320) Aquisição de intangível (2.898) (433) (2.465) - Aquisição de ações próprias (1.418) (1.314) (104) (104) Caixa aplicado nas atividades de investmentos (6.849) (2.789) (4.061) (424) DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTOS Empréstimos e financiamentos (5.734) (6.229) (7.979) Emissão de debêntures Dividendos pagos (5.227) - (5.227) (5.227) Caixa gerado nas atividades de financiamentos (11.456) (13.206) Redução de caixa, bancos e aplicações financeiras (96.008) (59.977) SALDO DE CAIXA, BANCOS E APLICAÇÕES FINANCEIRAS No início do período No final do período Redução de caixa, bancos e aplicações financeiras (96.008) (59.977) Página 24 de 24

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

Apresentação. Resultados 3T08 13 DE NOVEMBRO DE 2008

Apresentação. Resultados 3T08 13 DE NOVEMBRO DE 2008 Apresentação Resultados 3T08 13 DE NOVEMBRO DE 2008 Participantes Jorge Cury - Diretor Presidente Marco Mattar - Diretor Vice Presidente Financeiro e Diretor Técnico Rebeca Ouro-Preto - Diretora de Relações

Leia mais

Discussão dos Resultados 1T10. 07 de Maio de 2010

Discussão dos Resultados 1T10. 07 de Maio de 2010 Discussão dos Resultados 1T10 07 de Maio de 2010 0 Aviso Esta apresentação poderá conter certas projeções e tendências que não são resultados financeiros realizados, nem informação histórica. Estas projeções

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

Divulgação de Resultados de 2007

Divulgação de Resultados de 2007 Divulgação de Resultados de 2007 Lançamentos totais de R$ 773,5 milhões em 2007 Rio de Janeiro, 12 de março de 2008 A CR2 Empreendimentos Imobiliários S.A. (Bovespa: CRDE3), anuncia os resultados do quarto

Leia mais

Apresentação Corporativa

Apresentação Corporativa Apresentação Corporativa Apresentador Marco Antonio Mattar Vice Presidente, CFO e DRI - Sócio da Incosul desde 1987 - CFO e COO da Incosul por 18 anos - Membro do Conselho da Paramount Lansul Disclaimer:

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Direcional Engenharia S.A.

Direcional Engenharia S.A. 1 Direcional Engenharia S.A. Relatório da Administração Exercício encerrado em 31 / 12 / 2007 Para a Direcional Engenharia S.A., o ano de 2007 foi marcado por recordes e fortes mudanças: registramos marcas

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

Apresentação dos resultados do 4T09 & 2009. Março/2010

Apresentação dos resultados do 4T09 & 2009. Março/2010 Apresentação dos resultados do & Março/2010 Destaques & DESTAQUES OPERACIONAIS DO E VENDAS CONTRATADAS LÍQUIDAS ATINGIRAM R$753 MILHÕES NO E R$2,67 BILHÕES EM, REPRESENTANDO UM CRESCIMENTO DE 47% EM RELAÇÃO

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14

RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14 RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14 Contate RI: Adolpho Lindenberg Filho Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Telefone: +55 (11) 3041-2700 ri@lindenberg.com.br www.grupoldi.com.br/relacao DIVULGAÇÃO

Leia mais

Resultados 2T13 e 1S13

Resultados 2T13 e 1S13 Resultados 2T13 e 1S13 Relações com Investidores RSID3: R$ 2,87 por ação OTC: RSRZY Total de ações: 428.473.420 Valor de mercado: R$ 1,3 bilhão Teleconferência 15 de Agosto de 2013 Em Português com Tradução

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 2T08 Trisul (TRIS3 BZ) 15 de agosto de 2008

Transcrição da Teleconferência Resultados do 2T08 Trisul (TRIS3 BZ) 15 de agosto de 2008 Operadora: Bom dia, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência de resultados do 2T08 da Trisul. Hoje nós temos a presença do Sr. Jorge Cury Neto, Diretor-Presidente, Sr. Marco Antônio Mattar,

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

Teleconferência de Resultados. Data: 13 de março de 2008 Data: 13 de março de 2008

Teleconferência de Resultados. Data: 13 de março de 2008 Data: 13 de março de 2008 MRV ANUNCIA RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE E DO ANO DE 2007 RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA ATINGE R$128,9 MILHÕES NO 4T07 E R$384,1 MILHÕES NO ANO, UM CRESCIMENTO DE 173,8 % SOBRE O ANO ANTERIOR MARGEM BRUTA

Leia mais

OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures

OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Oi S.A. (atual denominação de BRASIL TELECOM S.A.) 8ª Emissão

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012 Teleconferência de Resultados e 2012 28 de fevereiro de 2013 Aviso Legal Algumas das informações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

Apresentação dos resultados do 2T09 & 1S09. Agosto/2009

Apresentação dos resultados do 2T09 & 1S09. Agosto/2009 Apresentação dos resultados do 2T09 & 1S09 Agosto/2009 Destaques 2T09 & 1S09 DESTAQUES OPERACIONAIS 2T09 VENDAS CONTRATADAS LÍQUIDAS PRO RATA PDG REALTY DE R$710 MILHÕES, REPRESENTANDO UM CRESCIMENTO DE

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

1.1 Demonstração dos Fluxos de Caixa

1.1 Demonstração dos Fluxos de Caixa 1 Exercícios de Fixação (Questões de concurso) 1.1 Demonstração dos Fluxos de Caixa 1.1.1 Concurso para AFRF 2000 prova de contabilidade avançada - Questão 15 ENUNCIADO 15- Aplicações em Investimentos

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

GAFISA S.A. EXERCÍCIO DE 2014

GAFISA S.A. EXERCÍCIO DE 2014 GAFISA S.A. 6ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente Fiduciário

Leia mais

Apresentação de Resultados da Lopes 2008. Apresentação Marcos Lopes CEO Francisco Lopes COO Marcello Leone CFO e DRI

Apresentação de Resultados da Lopes 2008. Apresentação Marcos Lopes CEO Francisco Lopes COO Marcello Leone CFO e DRI Apresentação de Resultados da Lopes 2008 Apresentação Marcos Lopes CEO Francisco Lopes COO Marcello Leone CFO e DRI Aviso importante Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer

Leia mais

Resultados 2T10. Villa Flora Segmento Econômico

Resultados 2T10. Villa Flora Segmento Econômico Resultados 2T10 Villa Flora Segmento Econômico 1 Resultados 2T10 Aviso Importante Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base

Leia mais

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 AVISO Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12 São Paulo, 15 de agosto de 2012 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje os resultados do segundo

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 30

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação 3T08 Apresentação de Resultados José Carlos Aguilera (Diretor Presidente e de RI) Eduardo de Come (Diretor Financeiro) Marcos Leite (Gerente de RI) Destaques do Período Contexto de crise no

Leia mais

1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados. 14 de Maio de 2009

1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados. 14 de Maio de 2009 1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados 14 de Maio de 2009 Aviso Legal Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração

Leia mais

LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures

LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A.

Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A. Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A. 31 de dezembro de 2014 com o relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes

Leia mais

Apresentação de Resultados do 2º trimestre de 2011. Agosto, 2011

Apresentação de Resultados do 2º trimestre de 2011. Agosto, 2011 Apresentação de Resultados do 2º trimestre de 2011 Agosto, 2011 2 Destaques Operacionais DESTAQUES OPERACIONAIS DO 2T11 & 1S11 2T11 LANÇAMENTOS PRO RATA PDG ALCANÇARAM R$2,05 BILHÕES NO 2T11, REPRESENTANDO

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Agenda Dinâmica do Setor Imobiliário Estrutura Societária Modelo de Negócio Diferenciado Diversificação Geográfica e de Mercado Histórico de Resultado Operacional Futuros Projetos

Leia mais

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 54 RELATÓRIO ANUAL GERDAU 2011 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 GERDAU S.A. e empresas controladas BALANÇOS PATRIMONIAIS CONSOLIDADOS

Leia mais

Prévia Operacional 1º Trimestre de 2015

Prévia Operacional 1º Trimestre de 2015 PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 1T15 No 1T15, lançamentos consolidados atingem R$313,6 milhões, com vendas brutas de R$604,5 milhões. Encerrando o 1T15 com vendas líquidas de R$423,3 milhões. PARA DIVULGAÇÃO

Leia mais

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões.

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões. Desempenho Operacional e Financeiro Consolidado As informações contidas neste comunicado são apresentadas em Reais e foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil que compreendem

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

Destaques Financeiros e Operacionais Consolidados

Destaques Financeiros e Operacionais Consolidados nte São Paulo, 7 de maio de 2010 A General Shopping Brasil S/A [BM&FBovespa: GSHP3], empresa com expressiva participação no mercado de shoppings centers do Brasil, anuncia hoje seus resultados do primeiro

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO - COMGÁS. 2ª Emissão Pública de Debêntures

COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO - COMGÁS. 2ª Emissão Pública de Debêntures COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO - COMGÁS 2ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Companhia de Gás de São Paulo - Comgás 2ª Emissão Pública de Debêntures Relatório

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 Resultados 1T15 www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float,

Leia mais

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS.

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. I. BALANÇO ATIVO 111 Clientes: duplicatas a receber provenientes das vendas a prazo da empresa no curso de suas operações

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2013 (4T13 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2013 (4T13 ) LOJAS RENNER S.A. LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação brasileira. Negociada

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Abertura e Destaques 4T09 e 2009

Abertura e Destaques 4T09 e 2009 25 de Março de 2010 Abertura e Destaques 4T09 e 2009 Comentário de Abertura CEO Ricardo Valadares Gontijo Breve Histórico IPO Mercado em 2009: Programa Minha Casa, Minha Vida Estratégia Crescimento da

Leia mais

1T14. Apresentação de Resultados

1T14. Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados INFORMAÇÃO IMPORTANTE Este documento conte m considerac o es futuras referentes a s perspectivas do nego cio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e a s perspectivas

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/1999 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

1T09 Divulgação de Resultados

1T09 Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados Relações com Investidores: Frederico Dan Shigenawa Diretor de RI ir@tig.bm Sobre a TIG: A TIG Holding Ltd. (nova denominação da Tarpon Investment Group Ltd.) investe em companhias

Leia mais

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A CEMEPE INVESTIMENTOS S/A RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas. as demonstrações contábeis do exercício encerrado

Leia mais

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 Desempenho Em ambiente de queda da atividade na indústria automobilística, a Iochpe-Maxion apresentou um crescimento de 8,4% nas vendas no terceiro

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

2T14 & 1S14 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS

2T14 & 1S14 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS & APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS INFORMAÇÃO IMPORTANTE Este documento conte m considerac o es futuras referentes a s perspectivas do nego cio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e a s perspectivas

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

Apresentação dos Resultados de 2T07. 15 de agosto de 2007

Apresentação dos Resultados de 2T07. 15 de agosto de 2007 Apresentação dos Resultados de 2T07 15 de agosto de 2007 1 Equipe da Cyrela Brazil Realty Diretor Presidente Elie Horn Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Luis Largman Diretor de Controle

Leia mais

2. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E INFORMAÇÕES

2. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E INFORMAÇÕES 1. INTRODUÇÃO Referente à elaboração e divulgação de informações pelas instituições administradoras dos Fundos de Investimento Imobiliário, para o mercado de valores mobiliários e encaminhamento à Comissão

Leia mais

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Brito Amoedo Imobiliária S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e em 31 de Dezembro de 2006, 2005 e 2004 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Banrisul Armazéns Gerais S.A.

Banrisul Armazéns Gerais S.A. Balanços patrimoniais 1 de dezembro de 2012 e 2011 Nota Nota explicativa 1/12/12 1/12/11 explicativa 1/12/12 1/12/11 Ativo Passivo Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 17.891 18.884 Contas

Leia mais

LOG COMMERCIAL PROPERTIES E PARTICIPAÇÕES S.A. 4ª. EMISSÃO (PÚBLICA) DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014

LOG COMMERCIAL PROPERTIES E PARTICIPAÇÕES S.A. 4ª. EMISSÃO (PÚBLICA) DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 LOG COMMERCIAL PROPERTIES E PARTICIPAÇÕES S.A. 4ª. EMISSÃO (PÚBLICA) DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

Apresentação 4T11 & 2011. Abril, 2012

Apresentação 4T11 & 2011. Abril, 2012 Apresentação Resultados 4T11 & 2011 Abril, 2012 Destaques & Eventos Recentes Balanço do ano de 2011 Processo de integração da Agre: SAP; Revisão orçamentária; Processo contábil de combinação de negócios

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

A demonstração dos fluxos de caixa evidencia a variação ocorridas no saldo das disponibilidades da companhia, em um determinado exercício ou período,

A demonstração dos fluxos de caixa evidencia a variação ocorridas no saldo das disponibilidades da companhia, em um determinado exercício ou período, A demonstração dos fluxos de caixa evidencia a variação ocorridas no saldo das disponibilidades da companhia, em um determinado exercício ou período, por meio eo da exposição posção dos fluxos de recebimentos

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - CONSTRUTORA TENDA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - CONSTRUTORA TENDA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLÍCIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Data: 07/12/2008

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLÍCIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Data: 07/12/2008 Alterações da Lei 6404/76 Lei 11638 de 28 de dezembro de 2007 Lei 11638/07 que altera a Lei 6404/76 Art. 1o Os arts. 176 a 179, 181 a 184, 187, 188, 197, 199, 226 e 248 da Lei no 6.404, de 15 de dezembro

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO. Aracaju - SE BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O CIRCULANTE 160.805.445 138.417.

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO. Aracaju - SE BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O CIRCULANTE 160.805.445 138.417. BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O 2008 2007 CIRCULANTE 160.805.445 138.417.550 DISPONIBILIDADES 19.838.758 6.355.931 Caixa e bancos 2.931.388 3.021.874 Aplicações de liquidez imediata 16.907.370

Leia mais

PDG Realty Apresentação Corporativa

PDG Realty Apresentação Corporativa PDG Realty Apresentação Corporativa AGENDA QUEM SOMOS; VISÃO GERAL; DIVERSIFICAÇÃO GEOGRÁFICA; RESULTADOS; EXPOSIÇÃO AO SEGMENTO ECONÔMICO; PROGRAMA "MINHA CASA MINHA VIDA; CONTATOS. 2 AGENDA QUEM SOMOS;

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 4T13

PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 4T13 Lançamentos consolidados atingem R$ 1,6 bilhão no trimestre, uma expansão de 9% ante o 4T12 Vendas Líquidas alcançam R$ 1,3 bilhão, reportando uma evolução de 45% em comparação ao ano anterior PARA DIVULGAÇÃO

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

ALOG SOLUÇÕES DE TECNOLOGIA EM INFORMÁTICA S.A., sucessora por incorporação de ALOG DATA CENTERS DO BRASIL S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

ALOG SOLUÇÕES DE TECNOLOGIA EM INFORMÁTICA S.A., sucessora por incorporação de ALOG DATA CENTERS DO BRASIL S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures ALOG SOLUÇÕES DE TECNOLOGIA EM INFORMÁTICA S.A., sucessora por incorporação de ALOG DATA CENTERS DO BRASIL S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2012 ALOG

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

JOÃO FORTES RESULTADOS DO 2º TRIMESTRE DE 2009

JOÃO FORTES RESULTADOS DO 2º TRIMESTRE DE 2009 JOÃO FORTES RESULTADOS DO 2º TRIMESTRE DE 2009 Aumento na Receita Líquida de 63,6% no trimestre e 126,3% no semestre Vendas Contratadas alcançam R$ 171 milhões no acumulado do ano EBITDA atinge R$ 7.894

Leia mais

ENERGISA S.A. EXERCÍCIO DE 2013

ENERGISA S.A. EXERCÍCIO DE 2013 ENERGISA S.A. 3ª. EMISSÃO sendo a 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais

ÁGUAS GUARIROBA S.A. EXERCÍCIO DE 2014

ÁGUAS GUARIROBA S.A. EXERCÍCIO DE 2014 ÁGUAS GUARIROBA S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente

Leia mais

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11 Relação com Investidores Luis Eduardo Fischman Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 2T11 Terça-Feira, 16 de agosto de 2011 Português

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T15

Apresentação de Resultados 1T15 Apresentação de Resultados 1T15 1 Destaques do Período Início da operação comercial de quatro parques do LEN A-3 2011 Início da operação comercial: 04 de março de 2015 Os outros 5 parques serão conectados

Leia mais

Resultados 3T10 e 9M10. 12/11/2010 > Relações com Investidores

Resultados 3T10 e 9M10. 12/11/2010 > Relações com Investidores Resultados 3T10 e 9M10 12/11/2010 > Relações com Investidores 1 Aviso Importante Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base e

Leia mais

CEO Conference Março 2009

CEO Conference Março 2009 CEO Conference Março 2009 Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar variações materiais

Leia mais

Agora, gostaríamos de passar a palavra ao Sr. Marcos Levy, Diretor Presidente, que iniciará a apresentação. Por favor, Sr. Levy, pode prosseguir.

Agora, gostaríamos de passar a palavra ao Sr. Marcos Levy, Diretor Presidente, que iniciará a apresentação. Por favor, Sr. Levy, pode prosseguir. Operadora: Bom dia e obrigada por aguardarem. Sejam bem vindos à teleconferência da Brascan para a discussão dos resultados referentes ao 1T07. Estão presentes hoje conosco o senhor Marcos Levy, Diretor

Leia mais

A GERADORA ALUGUEL DE MÁQUINAS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013

A GERADORA ALUGUEL DE MÁQUINAS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 A GERADORA ALUGUEL DE MÁQUINAS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO (MÊS) : DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c

Leia mais