S IM O N S E N ASSOCIADOS ABEMD INDICADORES 2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "S IM O N S E N ASSOCIADOS ABEMD INDICADORES 2009"

Transcrição

1 ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO INDICADORES 2009

2 INDICADORES ABEMD MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO Maio de 2009

3 EMPRESAS CONSULTADAS: ATUALIZAÇÃO: ESTUDO SOBRE 2008 S IM O N S E N Empresas do Setor Empresas Usuárias e Clientes Associações e Entidades 102 Total de Entrevistas

4 MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO ESTIMATIVA DO TAMANHO DO MERCADO ( RECEITA ) R$ 19,5 Bi S IM O N S E N 2008 Fonte: Simonsen Associados, empresas consultadas

5 MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO TAXA DE CRESCIMENTO DO MERCADO (ÚLTIMOS 8 ANOS) R$ 19,5 bi R$ 7,5 bi Crescimento Médio (últimos 8 anos) = 12,7% a.a Fonte: Simonsen Associados, empresas consultadas

6 R$ 19,5 bi S IM O N S E N MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO TAXA DE CRESCIMENTO DO MERCADO NO ÚLTIMO ANO R$ 17,4 bi Crescimento 2007 a 2008 (último ano) = 12,1% a.a Fonte: Simonsen Associados, empresas consultadas

7 MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO PARTICIPAÇÃO POR SEGMENTO NO MERCADO RECEITA: ESTIMATIVA 2008 S IM O N S E N Receita (R$ mi) Serviços de Internet e E-commerce 23,9% Empresas de Call Center/Contact center/telemarketing 23,1% Gráficas: Impressão para Marketing Direto 14,2% Tecnologia Relacionada a Marketing Direto 14,2% Distribuição e Logística 14,2% Empresas de Database e CRM 5,9% Agências de marketing direto 1,8% 360 Fornecedores de Listas 0,4% 80 Total M R$ Outros 2,3% 450 Fonte: Simonsen Associados, empresas consultadas

8 MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO PARTICIPAÇÃO POR SEGMENTO NO MERCADO E CRESCIMENTO ANUAL RECEITA: ESTIMATIVA 2008 Receita % do total (M R$) Serviços de Internet e E-commerce 23,9% S IM O N S E N Variação 2008/07 (% a.a.) + 17,3 Empresas de Call Center/Contact center/telemarketing 23,1% ,8 Gráficas: Impressão para Marketing Direto 14,2% ,9 Tecnologia Relacionada a Marketing Direto 14,2% ,3 Distribuição e Logística 14,2% ,4 Empresas de Database e CRM 5,9% ,7 Agências de marketing direto 1,8% ,1 Fornecedores de Listas 0,4% ,3 Outros 2,3% 450 M = Milhão Total M R$ ,8 + 12,1 Fonte: Simonsen Associados, empresas consultadas

9 COMPARAÇÃO DO TAMANHO DO MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO COM O PIB MERCADO DE PIB MARKETING DIRETO PARTICIPAÇÃO R$ 2.889,7 bi R$ 19,5 bi 0,67 % * Em 2007 PIB foi de R$ 2.597,6 bi e Marketing Direto R$ 17,4 bi ou 0,67 % de participação Fonte: IBGE,

10 MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO PRINCIPAIS SEGMENTOS USUÁRIOS: ESTUDO SOBRE 2008 (% DO VALOR) Instituições Financeiras 23 Telecomunicações/Utilidades 14,5 Publicações e Assinaturas 10,5 Comércio em geral e catálogos Indústria Automobilistica/autopeças 9 9,5 Fund. Raising/religioso 3,5 Outros diversos 30 Fonte: Simonsen Associados, empresas consultadas

11 MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO PRINCIPAIS SEGMENTOS USUÁRIOS: ESTUDO SOBRE 2008 (% DO VALOR) Instituições Financeiras 23 Variação 2008/07 (% a.a.) + 7,4 Telecomunicações/Utilidades 14,5 + 8,3 Publicações e Assinaturas 10,5 + 7,0 Comércio em geral e catálogos Indústria Automobilistica/autopeças 9 9,5 + 18,3 + 18,7 Fund. Raising/religioso 3,5 + 12,1 Outros diversos ,9 M = Milhão Total M R$ ,1 Fonte: Simonsen Associados, empresas consultadas

12 MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO PARTICIPAÇÃO NA RECEITA POR TIPO DE OPERAÇÃO ESTUDO SOBRE 2008 B2B 33% B2C 67% Total = R$ 19,5 bi

13 MERCADO BRASILEIRO DE MARKETING DIRETO ESTIMATIVA DO NÚMERO DE EMPREGOS 2008 Total: mil Empregos Diretos Crescimento de 10,8% a.a. em 2008 Fonte: Simonsen Associados, empresas consultadas

14 CONCLUSÃO S IM O N S E N O mercado de prestação de serviços de Marketing Direto é estimado em R$ 19,5 bi por ano em O crescimento médio da receita nos últimos oito anos atinge taxa de 12,7% a.a., mostrando o desenvolvimento dos diferentes segmentos componentes do setor. O crescimento do último ano, comparando 2008 em relação a 2007, atinge 12,1% a.a. Já o total de empregos no setor é estimado em mil postos de trabalho, com crescimento de 10,8% no ano de 2008.

15

16 NOSSOS AGRADECIMENTOS AOS CORREIOS POR APOIAR ESTA INICIATIVA

ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO. INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010

ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO. INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010 ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010 1 Outubro de 2010 AGRADECEMOS AOS CORREIOS POR VIABILIZAR ESTE ESTUDO 2 APOIO TECNOLÓGICO 3 INDICE Objetivo Metodologia

Leia mais

Mercado projeta crescimento sólido

Mercado projeta crescimento sólido Indicadores Mercado projeta crescimento sólido Receitas de serviços de Marketing Direto em 2009 atingem R$ 21,7 bilhões e crescem 11,3% com relação ao ano anterior. Projeção do mercado é de evolução de

Leia mais

S IM O N S E N ASSOCIADOS INDICADORES ABEMD DE E-MAIL MARKETING 2010

S IM O N S E N ASSOCIADOS INDICADORES ABEMD DE E-MAIL MARKETING 2010 INDICADORES ABEMD DE E-MAIL MARKETING 2010 ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO CENÁRIO DO E-MAIL MARKETING DE ACORDO COM A ÓTICA DAS EMPRESAS Dezembro de 2010 e Janeiro de 2011 APOIO TECNOLÓGICO

Leia mais

O que significa esta sigla?

O que significa esta sigla? CRM Para refletir... Só há duas fontes de vantagem competitiva. A capacidade de aprender mais sobre nossos clientes, mais rápido que o nosso concorrente e a capacidade de transformar este conhecimento

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

ABEMD. Associação Brasileira de Marketing Direto

ABEMD. Associação Brasileira de Marketing Direto ABEMD Associação Brasileira de Marketing Direto A ABEMD é uma entidade civil, sem fins lucrativos que defende os interesse do setor desde 1976. Constituída por pessoas jurídicas e físicas. Missão - Defender

Leia mais

A relevância do setor de Contact Center na economia brasileira. Setembro de 2014

A relevância do setor de Contact Center na economia brasileira. Setembro de 2014 A relevância do setor de Contact Center na economia brasileira Setembro de 2014 Lógica Econômica da Terceirização Contratos de Prestação de Serviços entre Empresas Criação de empregos no setor de serviços,

Leia mais

Diretoria de Pesquisa. Serviços 25/08/2010

Diretoria de Pesquisa. Serviços 25/08/2010 Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio Pesquisa Anual de Serviços PAS 2008 25/08/2010 Objetivos da PAS 1 - Reunir um conjunto de informações econômicofinanceiras que permitam estimar

Leia mais

ESTUDO IDC/ACEPI. Economia Digital em Portugal 2009-2017

ESTUDO IDC/ACEPI. Economia Digital em Portugal 2009-2017 ESTUDO IDC/ACEPI Economia Digital em Portugal 2009-2017 ECONOMIA DIGITAL NO MUNDO (2012) 2.5 mil milhões de internautas no mundo 850 mil milhões de euros 300 mil milhões de euros Europa maior mercado de

Leia mais

Boas-vindas ao Comércio Eletrônico. André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes Jan.2014

Boas-vindas ao Comércio Eletrônico. André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes Jan.2014 Boas-vindas ao Comércio Eletrônico André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes Jan.2014 SOBRE A TRAY Sobre a Tray + 10 anos de atuação em e-commerce + 4.500 lojas virtuais + 3MM pedidos processados em

Leia mais

Reunião Pública Anual. 19 de dezembro de 2013

Reunião Pública Anual. 19 de dezembro de 2013 Reunião Pública Anual 19 de dezembro de 2013 2 Aviso importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

SOLUÇÕES INOVADORAS PARA ORGANIZAÇÃO DOS ARRANJOS PRODUTIVOS DA AGRICULTURA FAMILIAR

SOLUÇÕES INOVADORAS PARA ORGANIZAÇÃO DOS ARRANJOS PRODUTIVOS DA AGRICULTURA FAMILIAR SOLUÇÕES INOVADORAS PARA ORGANIZAÇÃO DOS ARRANJOS PRODUTIVOS DA AGRICULTURA FAMILIAR As políticas públicas implementadas nos últimos anos têm consolidado a importância da agricultura familiar para a segurança

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Abril de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos

Leia mais

Primeira Pesquisa Nacional do Varejo Online

Primeira Pesquisa Nacional do Varejo Online Primeira Pesquisa Nacional do Varejo Online DADOS SOBRE A PESQUISA Data de início: 09/06/14 Data de Termino: 11/07/14 Base: E-commerce Brasil Amostra: 668 respondentes Confiança: 95% Margem de Erro: 4,0%

Leia mais

Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio. Pesquisa Anual de Serviços PAS 2009 25/08/2011

Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio. Pesquisa Anual de Serviços PAS 2009 25/08/2011 Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio Pesquisa Anual de Serviços PAS 2009 25/08/2011 Objetivos da PAS 1 - Reunir um conjunto de informações econômicofinanceiras que permitam estimar

Leia mais

Business Round Up BUSINESS ROUND UP

Business Round Up BUSINESS ROUND UP BUSINESS ROUND UP 1 Objetivo da Pesquisa QUAIS AS PRINCIPAIS TENDÊNCIAS E PERSPECTIVAS DOS PRINCIPAIS SETORES DA ECONOMIA DO BRASIL? Metodologia Pesquisa Quantitativa 400 entrevistas Com empresas associadas

Leia mais

FUNDO DE AVAL FDA E ME COMPETITIVA

FUNDO DE AVAL FDA E ME COMPETITIVA FUNDO DE AVAL FDA E ME COMPETITIVA OBJETIVOS FDA Prover recursos para garantir riscos de crédito e viabilizar o acesso de micro e pequenas empresas a linhas de financiamento. ME COMPETITIVA Apoiar financeiramente

Leia mais

Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio. Pesquisa Anual de Serviços PAS 2010

Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio. Pesquisa Anual de Serviços PAS 2010 Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio Pesquisa Anual de Serviços PAS 2010 26/09/2012 Objetivos da PAS 1 - Reunir um conjunto de informações econômicofinanceiras que permitam estimar

Leia mais

SETOR TÊXTIL E DE CONFECÇÃO BALANÇO 2012 E PERSPECTIVAS 2013

SETOR TÊXTIL E DE CONFECÇÃO BALANÇO 2012 E PERSPECTIVAS 2013 SETOR TÊXTIL E DE CONFECÇÃO BALANÇO 2012 E PERSPECTIVAS 2013 AGUINALDO DINIZ FILHO PRESIDENTE DO CONSELHO DA ABIT JANEIRO DE 2013 ESTRUTURA DA CADEIA PRODUTIVA E DE DISTRIBUIÇÃO TÊXTIL E DE CONFECÇÃO INFOGRÁFICO

Leia mais

Conselho de Regulação e Melhores Práticas de Negociação de Instrumentos Financeiros

Conselho de Regulação e Melhores Práticas de Negociação de Instrumentos Financeiros Conselho de Regulação e Melhores Práticas de Negociação de Instrumentos Financeiros DELIBERAÇÃO Nº 03 O Conselho de Regulação e Melhores Práticas de Negociação de Instrumentos Financeiros, no exercício

Leia mais

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário Boletim Econômico e do Setor Portuário Junho de 2014 Sumário Indicadores da Economia Nacional... 2 O Produto Interno Bruto PIB no primeiro trimestre de 2014... 2 Os Índices de Inflação... 3 O Mercado de

Leia mais

ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base

ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base Cenário Econômico Internacional & Brasil Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda antonio.lacerda@siemens.com São Paulo, 14 de março de 2007

Leia mais

NÚMEROS DA COMUNICAÇÃO NO BRASIL 2011 ESTUDO COMPARATIVO PREPARADO PELA ABAP

NÚMEROS DA COMUNICAÇÃO NO BRASIL 2011 ESTUDO COMPARATIVO PREPARADO PELA ABAP NÚMEROS DA COMUNICAÇÃO NO BRASIL 2011 ESTUDO COMPARATIVO PREPARADO PELA ABAP 1 INTRODUÇÃO Nas tabelas anexas, apresentamos dois estudos que medem a atividade da comunicação no Brasil. É importante entender

Leia mais

BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada. Outubro de 2014

BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada. Outubro de 2014 BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada Outubro de 2014 Agenda 1. Aspectos Institucionais 2. Formas de Atuação 3. Indústria de Base Florestal Plantada 1. Aspectos Institucionais Linha

Leia mais

O AGRONEGÓCIO DO PALMITO NO BRASIL:

O AGRONEGÓCIO DO PALMITO NO BRASIL: O AGRONEGÓCIO DO PALMITO NO BRASIL: UMA ATUALIZAÇÃO Aníbal Rodrigues - anibal@iapar.br Pesquisador - Área de Sócioeconomia Instituto Agronômico do Paraná IAPAR, Curitiba - PR 1 Introdução 2 Metodologia

Leia mais

Perfil de investimentos em TI de 550 empresas e organizações em 2010 (Ferramenta de Geração de Leads)

Perfil de investimentos em TI de 550 empresas e organizações em 2010 (Ferramenta de Geração de Leads) Perfil de investimentos em TI de 550 empresas e organizações em 2010 (Ferramenta de Geração de Leads) O ISF entrevistou 1.140 empresas entre os meses de dezembro de 2009 e fevereiro de 2010, com o objetivo

Leia mais

Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras. Boletim Anual 2.013

Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras. Boletim Anual 2.013 Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras Boletim Anual 2.013 N O T A Ressaltamos que os dados divulgados pelo BACEN, são sempre informados como preliminares nos últimos três meses e,

Leia mais

Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula

Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula Esta apresentação foi preparada pelo Grupo Santander Banespa (GSB) e o seu conteúdo é estritamente confidencial. Essa apresentação não poderá ser reproduzida,

Leia mais

Pesquisa. Quantitativa - e-survey. Executivos de empresas associadas a AMCHAM. 146 entrevistas realizadas via web

Pesquisa. Quantitativa - e-survey. Executivos de empresas associadas a AMCHAM. 146 entrevistas realizadas via web Nov 2007 Pesquisa Quantitativa - e-survey Executivos de empresas associadas a AMCHAM 146 entrevistas realizadas via web 24 de outubro à 8 de novembro de 2007 Objetivos Levantar as tendências do mercado

Leia mais

O Marketing no Setor de Transporte de Cargas: Serviços Intangíveis e Sustentabilidade

O Marketing no Setor de Transporte de Cargas: Serviços Intangíveis e Sustentabilidade Acadêmico Autor: Horácio Braga LALT - Laboratório de Aprendizagem em Logística e Transportes Faculdade de Engenharia Civil - UNICAMP O Marketing no Setor de Transporte de Cargas: Serviços Intangíveis e

Leia mais

Indicadores SEBRAE-SP

Indicadores SEBRAE-SP Indicadores SEBRAE-SP Pesquisa de Conjuntura (resultados de julho de 2008) setembro/08 1 Principais destaques Em julho/08 as micro e pequenas empresas (MPEs) apresentaram queda de 3% no faturamento real

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Novembro 2009 DEPARTAMENTO REGIONAL NORDESTE - DENOR O que apoiamos Projetos de investimento em indústria, comércio e serviços aumento da capacidade

Leia mais

ASN Agência Sebrae de Notícias

ASN Agência Sebrae de Notícias ASN Agência Sebrae de Notícias ABDE 12º Seminário Nacional de Comunicação Social e Marketing para Instituições Financeiras de Desenvolvimento Denise Chaves Chefe de Imprensa e Comunicação Interna Sebrae

Leia mais

MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil

MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil Categorias de pequenos negócios no Brasil MPE Indicadores MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Receita bruta anual de até R$ 60 mil MICROEMPRESA Receita bruta

Leia mais

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia brasileira continuarácrescendo firmemente nos

Leia mais

Avaliação do Plano de Desenvolvimento Produtivo Departamento de Competitividade DECOMTEC / FIESP

Avaliação do Plano de Desenvolvimento Produtivo Departamento de Competitividade DECOMTEC / FIESP PROPOSTA DE DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTOS NA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPETITIVIDADE E TECNOLOGIA DECOMTEC Avaliação do Plano de Desenvolvimento Produtivo MAIO Departamento de Competitividade

Leia mais

Certificação Digital e Corretoras de Seguros. Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Outubro/2011

Certificação Digital e Corretoras de Seguros. Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Outubro/2011 Certificação Digital e Corretoras de Seguros Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Outubro/2011 Sumário I) Cenários Econômicos do Setor e do País II) Estudos Teóricos sobre Distribuição III) Dois

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem Capítulo 6 1 Telecomunicações e redes 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Identificar as principais tendências e os grandes desenvolvimentos nas empresas, nas tecnologias e nas aplicações de negócio, das telecomunicações

Leia mais

Teaser Outubro de 2013

Teaser Outubro de 2013 Teaser Outubro de 2013 1 Mercado de cervejas especiais Hl 133 MM Mercado de Cervejas* R$ 48 Bi Atual Premium 15% Potencial Premium R$ 10,3 Bi Os canais de distribuição e-commerce + Clubes por assinatura

Leia mais

Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP

Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015 Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Mercado Imobiliário Brasileiro - VGL 2011-7% 2012 13% 2013 R$ 85,6 bilhões R$ 79,7 bilhões R$ 90,4 bilhões

Leia mais

Sistemas. ções Gerenciais

Sistemas. ções Gerenciais Sistemas Como elaborar seu currículo? de Informaçõ 04/2006 ções Gerenciais Um currículo bem feito não garante sua contratação mas um currículo mal elaborado elimina-o do processo seletivo. Novas Tecnologias...

Leia mais

Retornos % Dia % Mês % Ano PREFIXADO IDkA Pré 2A 3.117,66 0,2326 0,0484 2,2339 IPCA IDkA IPCA 2A 3.361,41 0,0303 1,1342 4,33

Retornos % Dia % Mês % Ano PREFIXADO IDkA Pré 2A 3.117,66 0,2326 0,0484 2,2339 IPCA IDkA IPCA 2A 3.361,41 0,0303 1,1342 4,33 RENDA VARÍAVEL O Ibovespa principal indicador da bolsa de valores brasileira fechou o mês de março em queda (-0,84%). A Bovespa segue bastante vulnerável em meio à desaceleração econômica e a mudança de

Leia mais

Sistemas para internet e software livre

Sistemas para internet e software livre Sistemas para internet e software livre Aula 3 - Plataformas e sistemas para e- commerce Image: FreeDigitalPhotos.net E-commerce: Por onde começar? Projeto de e-commerce Plataforma de TI Treinamento de

Leia mais

www.checkstore.com.br

www.checkstore.com.br www.checkstore.com.br FULL E-COMMERCE Terceirização de toda a comercialização de produtos on-line, abordando desde a gestão do marketing, tecnologia da informação, fulfilment e atendimento ao cliente.

Leia mais

COMUNICADO DA PRESIDÊNCIA

COMUNICADO DA PRESIDÊNCIA Desigualdade e Pobreza no Brasil Metropolitano Durante a Crise Internacional: Primeiros COMUNICADO DA PRESIDÊNCIA Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada BRASIL Brasília, 4 de agosto de 2009 Brasil:

Leia mais

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010 Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL Outubro de 2010 Aviso Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas

Leia mais

Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia.

Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia. Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia Elisabeth Gomes 6º Conferencia Anual de Inteligência Competitiva IBC São Paulo

Leia mais

Factor PME. Junho 2011

Factor PME. Junho 2011 Projecto Factor PME Junho 2011 Índice Âmbito e Objectivos 03 Condições de Elegibilidade _Entidade beneficiária 04 _Projecto 05 Investimentos Elegíveis _Componentes de financiamento 06 _Despesas elegíveis

Leia mais

Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com

Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com Marketing direto e mediação eletrônica Como a internet criou novos meios de intermediação entre as pessoas e as organizações? O que é marketing direto?

Leia mais

E-Commerce: os novos caminhos do varejo MANUAL DO CURSO

E-Commerce: os novos caminhos do varejo MANUAL DO CURSO E-Commerce: os novos caminhos do varejo MANUAL DO CURSO ESPM - Campus Vila Olímpia Rua Gomes de Carvalho, 1195 Vila Olímpia São Paulo - SP Informações Central de Relacionamento: (11) 5081-8200 (opção 1)

Leia mais

Para aa Fornecedores. Rede de Obras. Serviço de Informações Oportunidades d de obras para comercial, marketing e vendas

Para aa Fornecedores. Rede de Obras. Serviço de Informações Oportunidades d de obras para comercial, marketing e vendas Para aa Fornecedores Rede de Obras Serviço de Informações Oportunidades d de obras para comercial, marketing e vendas Informações de acordo com a sua necessidade Com o objetivo de atender a sua empresa

Leia mais

Tendências Dominantes na Apropriação de Tecnologias de Informação e Comunicação por Organizações Brasileiras. Raul Colcher raul.colcher@questera.

Tendências Dominantes na Apropriação de Tecnologias de Informação e Comunicação por Organizações Brasileiras. Raul Colcher raul.colcher@questera. Tendências Dominantes na Apropriação de Tecnologias de Informação e Comunicação por Organizações Brasileiras Raul Colcher raul.colcher@questera.com Fonte: ABES, 2013 Mercado Brasileiro de TI Os últimos

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 29-07-2008) Edição de 30 de julho de 2008 Crédito à pessoa jurídica permanece forte Em junho

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Internet promoveu: Transformação Novos padrões de funcionamento Novas formas de comercialização. O maior exemplo desta transformação é o E- Business

Leia mais

Ainda em ajuste, ICES de fevereiro é 114,0

Ainda em ajuste, ICES de fevereiro é 114,0 Dados de Fevereiro/2013, Relatório Número 4 Ainda em ajuste, ICES de fevereiro é 114,0 Em fevereiro, o ICES foi 114,0, com a mesma trajetória de ajuste do mês anterior, mas em uma intensidade bem menor.

Leia mais

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento da economia

Leia mais

Boletim Mensal. Novembro/ 2.014

Boletim Mensal. Novembro/ 2.014 Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras Boletim Mensal Novembro/ 2.014 Acumulado janeiro a novembro/2014 N O T A Ressaltamos que os dados divulgados pelo BACEN, são sempre informados

Leia mais

Coletiva de Imprensa 4 de maio de 2010. Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.br Núcleo de Informação e Comunicação do Ponto BR NIC.

Coletiva de Imprensa 4 de maio de 2010. Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.br Núcleo de Informação e Comunicação do Ponto BR NIC. TIC Empresas 2009 Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação no Brasil Coletiva de Imprensa 4 de maio de 2010 Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.br Núcleo de Informação e Comunicação

Leia mais

Ministério da Fazenda. Crise Financeira. Impactos sobre o Brasil e Resposta do Governo. Nelson Barbosa. Novembro de 2008

Ministério da Fazenda. Crise Financeira. Impactos sobre o Brasil e Resposta do Governo. Nelson Barbosa. Novembro de 2008 1 Crise Financeira Impactos sobre o Brasil e Resposta do Governo Nelson Barbosa Novembro de 20 1 2 Impactos da Crise Financeira nas Economias Avançadas Primeiro impacto: grandes perdas patrimoniais, crise

Leia mais

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE MERCADO ABERTO DELIBERAÇÃO Nº 3

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE MERCADO ABERTO DELIBERAÇÃO Nº 3 CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE MERCADO ABERTO DELIBERAÇÃO Nº 3 O Conselho de Regulação e Melhores Práticas de Mercado Aberto, no exercício das atribuições a ele conferidas pelo Código ANBIMA

Leia mais

Contrato Comercial. Objetivo: Setup - Plataforma de E-commerce. Cliente... : Aos cuidados de... : Data de Emissão...

Contrato Comercial. Objetivo: Setup - Plataforma de E-commerce. Cliente... : Aos cuidados de... : Data de Emissão... Contrato Comercial Objetivo: Setup - Plataforma de E-commerce Cliente... : Aos cuidados de... : Data de Emissão... : Emitido por: 0 Contrato Comercial Pelo presente instrumento, firma-se o acordo comercial

Leia mais

SOLUÇÕES PARA A COMUNICAÇÃO B2B NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA

SOLUÇÕES PARA A COMUNICAÇÃO B2B NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA SOLUÇÕES PARA A COMUNICAÇÃO B2B NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA Automotive Business oferece respostas para estimular a comunicação B2B na indústria automobilística e segmentos relacionados. Os produtos editoriais,

Leia mais

PESQUISA SOBRE MERCADO ERÓTICO E SENSUAL BRASILEIRO 2014

PESQUISA SOBRE MERCADO ERÓTICO E SENSUAL BRASILEIRO 2014 PESQUISA SOBRE MERCADO ERÓTICO E SENSUAL BRASILEIRO 2014 www.brazilpanels.com.br www.abeme.com.br www.abcomm.com.br INTRODUÇÃO A pesquisa sobre o Mercado Erótico e Sensual Brasileiro 2014 teve uma iniciativa

Leia mais

Indústria Automobilística: O Desafio da Competitividade Internacional

Indústria Automobilística: O Desafio da Competitividade Internacional Encontro Econômico Brasil-Alemanha Indústria Automobilística: O Desafio da Competitividade Internacional Jackson Schneider Presidente Anfavea Blumenau, 19 de novembro de 2007 1 Conteúdo 2 1. Representatividade

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS O COMÉRCIO RESPONDE POR 12,7% DO PIB BRASILEIRO O COMÉRCIO VAREJISTA É RESPONSÁVEL POR 42% DO COMÉRCIO

Leia mais

SINOPSE DE PESQUISA 2012/2013 INDICADORES ECONÔMICOS DAS VIAGENS CORPORATIVAS ALAGEV VERSÃO FINAL

SINOPSE DE PESQUISA 2012/2013 INDICADORES ECONÔMICOS DAS VIAGENS CORPORATIVAS ALAGEV VERSÃO FINAL SINOPSE DE PESQUISA 2012/2013 INDICADORES ECONÔMICOS DAS VIAGENS CORPORATIVAS ALAGEV VERSÃO FINAL São Paulo Janeiro/2014 1 Associação de Apoio à Pesquisa ALAGEV Associação Latino Americana de Gestores

Leia mais

Tecnologia de Informação

Tecnologia de Informação Tecnologia de Informação Fernando S. Meirelles Professor Titular de TI e Fundador do GVcia Fernando.Meirelles @ fgv.br 26ª Pesquisa Anual do Uso de TI, 2015 Pesquisa Pesquisa anual realizada pelo CIA -

Leia mais

Sistema de Informações de Crédito SCR

Sistema de Informações de Crédito SCR Sistema de Informações de Crédito SCR às Informações do Cliente Versão 1.1 1. Os clientes do Sistema Financeiro Nacional podem acessar, pela internet, as informações sobre operações e títulos com características

Leia mais

75,4. 1,95 mulher, PNAD/08) Taxa de analfabetismo (15 anos ou mais em %) 4,4% População urbana 5.066.324

75,4. 1,95 mulher, PNAD/08) Taxa de analfabetismo (15 anos ou mais em %) 4,4% População urbana 5.066.324 SEMINÁRIO ESTRUTURA E PROCESSO DA NEGOCIAÇÃO COLETIVA CONJUNTURA DO SETOR RURAL E MERCADODETRABALHOEMSANTA DE EM CATARINA CONTAG CARACTERÍSTICAS C C S GERAIS CARACTERÍSTICA GERAIS DE SANTA CATARINA Área

Leia mais

Trabalho Final. Apresentação do site de Comércio Eletrônico (.ppt) : Elaborar o Site de Comércio Eletrônico proposto:

Trabalho Final. Apresentação do site de Comércio Eletrônico (.ppt) : Elaborar o Site de Comércio Eletrônico proposto: Comércio Eletrônico Faculdade de Tecnologia SENAC Curso Superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Unidade Curricular: Comércio Eletrônico Edécio Fernando Iepsen (edecio@terra.com.br) Apresentação

Leia mais

Serviço de logística reversa em agência dos Correios

Serviço de logística reversa em agência dos Correios Serviço de logística reversa em agência dos Correios Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) Ministério das Comunicações (MCT) Ao oferecer o serviço de logística reversa em agência com a utilização

Leia mais

33º Forum de Análise do Mercado de Celulose, Papel e Indústria Gráfica

33º Forum de Análise do Mercado de Celulose, Papel e Indústria Gráfica 33º Forum de Análise do Mercado de Celulose, Papel e Indústria Gráfica Crise Econômica Mundial Quais os impactos no setor de papel e celulose O Efeito do Câmbio no Mercado Doméstico de Papelcartão Túlio

Leia mais

comunicação & marketing

comunicação & marketing A glow é uma empresa especializada em comunicação integrada, criada para dar resposta às necessidades específicas das empresas, associações e instituições que operam nos sectores dos transportes e logística,

Leia mais

Este é um projeto comercial criado pela empresa FelipeZCelulares.com.br

Este é um projeto comercial criado pela empresa FelipeZCelulares.com.br Este é um projeto comercial criado pela empresa FelipeZCelulares.com.br As informações aqui disponíveis são apenas um breve resumo. Caso tenha qualquer dúvida ou necessite de maiores informações, entre

Leia mais

II. Visão Geral do e-business

II. Visão Geral do e-business II. Visão Geral do e-business 1. e-commerce X e-business 2. Vantagens do e-business 3.Problemas na Internet 4. Tipos de e-business 5. Categorias de e-business 6. Ferramentas de Comércio Eletrônico 7. Dimensões

Leia mais

A INDÚSTRIA DE CARTÕES NO BRASIL

A INDÚSTRIA DE CARTÕES NO BRASIL A INDÚSTRIA DE CARTÕES NO BRASIL Ivo Vieitas ABECS 1 Agenda Mercado de Cartões no Brasil 1. Uma Indústria Forte 2. Uma indústria Complexa 3. Nova Realidade 2 Agenda 1. Mercado de Cartões no Brasil 1. Uma

Leia mais

CAIXA e o NORDESTE. NELSON ANTÔNIO DE SOUZA SUPERINTENDENTE NACIONAL DA ÁREA B - NORDESTE Novembro de 2009

CAIXA e o NORDESTE. NELSON ANTÔNIO DE SOUZA SUPERINTENDENTE NACIONAL DA ÁREA B - NORDESTE Novembro de 2009 CAIXA e o NORDESTE NELSON ANTÔNIO DE SOUZA SUPERINTENDENTE NACIONAL DA ÁREA B - NORDESTE Novembro de 2009 ATENDIMENTOS CAIXA Total de Transações 921 milhões em terminais de Auto- Atendimento 131 milhões

Leia mais

www.petitegourmet.com.br Costantino Mariella Fabio Motta de Almeida Julio Camargo Manuel Almeida Marcela Cassiolato Rodrigo Botinhão

www.petitegourmet.com.br Costantino Mariella Fabio Motta de Almeida Julio Camargo Manuel Almeida Marcela Cassiolato Rodrigo Botinhão www.petitegourmet.com.br Costantino Mariella Fabio Motta de Almeida Julio Camargo Manuel Almeida Marcela Cassiolato Rodrigo Botinhão Necessidade do Negócio Projeto baseado na necessidade do Grupo Busca

Leia mais

quem somos Agência de Marketing Digital

quem somos Agência de Marketing Digital quem somos Agência de Marketing Digital Somos uma Agência com foco em performance, criamos campanhas à softwares para introduzir novas marcas, produtos no mercado ou maximizar vendas, etc. Combinamos criatividade

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 22-10-08) Edição de 27 de Outubro de 08 Crise não teve impacto significativo nas operações

Leia mais

Marco Antonio Rossi. A Economia Brasileira Atual com Foco na Área de Benefícios

Marco Antonio Rossi. A Economia Brasileira Atual com Foco na Área de Benefícios Marco Antonio Rossi A Economia Brasileira Atual com Foco na Área de Benefícios 1 Agenda 1. Linha do Tempo 2. Mercado Brasileiro 3. Cenários Indicadores de Desenvolvimento 4. Desafios e Oportunidades 5.

Leia mais

Em agosto, ICES interrompe alta e cai para 96,2

Em agosto, ICES interrompe alta e cai para 96,2 Dados de Agosto/2013, Relatório Número 10 Em agosto, ICES interrompe alta e cai para 96,2 Em agosto, o ICES interrompeu a pequena tendência de alta registrada em julho, e voltou a cair, indo para 96,2,

Leia mais

Panorama da Economia Brasileira

Panorama da Economia Brasileira Panorama da Economia Brasileira Nelson Barbosa Secretário de Política Econômica Brasília, 23 de novembro de 2009 1 PRODUÇÃO INDUSTRIAL Índice com ajuste sazonal (jan/2007 = 100) 115 110 110,9 105 101,89

Leia mais

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento da economia

Leia mais

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Ação Estratégica MVNO

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Ação Estratégica MVNO Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Ação Estratégica MVNO Audiência Pública Seleção de Prestadora SMP Parceira * Operacionalização do MVNO/Correios Infraestrutura Logística A maior Rede de Logística

Leia mais

Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik

Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik Mestre em Design (UFPR). MBA e pós-graduação em Marketing (UFPR). Pós-graduada em Web Design (PUCPR). Graduação em Desenho Industrial (UFPR). Técnico

Leia mais

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Pequenos Negócios no Brasil Pequenos Negócios no Brasil Clique no título para acessar o conteúdo, ou navegue pela apresentação completa Categorias de pequenos negócios no Brasil Micro e pequenas empresas

Leia mais

Informativo Semanal de Economia Bancária

Informativo Semanal de Economia Bancária 1 Comentário Semanal A semana começa ainda sob impacto do debate acerca da evolução do quadro fiscal e seus possíveis efeitos sobre o crescimento da economia e, conseqüentemente, sobre os juros em 2010.

Leia mais

XV. Programas de Afiliação

XV. Programas de Afiliação XV. Programas de Afiliação 1. Programas de Afiliação 2. Modelos de Pagamento 3. Aderência ao site 4. Exemplos de Programas de Afiliação 5. Fornecedores de Soluções de Afiliação 1. Programas de Afiliação

Leia mais

A Economia Brasileira e o Governo Dilma: Desafios e Oportunidades. Britcham São Paulo. Rubens Sardenberg Economista-chefe. 25 de fevereiro de 2011

A Economia Brasileira e o Governo Dilma: Desafios e Oportunidades. Britcham São Paulo. Rubens Sardenberg Economista-chefe. 25 de fevereiro de 2011 A Economia Brasileira e o Governo Dilma: Desafios e Oportunidades Britcham São Paulo 25 de fevereiro de 2011 Rubens Sardenberg Economista-chefe Onde estamos? Indicadores de Conjuntura Inflação em alta

Leia mais

Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013

Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013 Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013 www.brazilpanels.com.br www.abcomm.com.br www.ecommerceschool.com.br Apoio: INTRODUÇÃO A Logística foi escolhida para ser o tema do primeiro estudo

Leia mais

Senado Federal. O BNDES e o Apoio ao Setor de Software

Senado Federal. O BNDES e o Apoio ao Setor de Software Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática O BNDES e o Apoio ao Setor de Software Alan Fischler Área Industrial Depto das Industrias de TICs 11/04/2012 Brasília

Leia mais

Empreendendo em um Mercado de OPORTUNIDADES

Empreendendo em um Mercado de OPORTUNIDADES Empreendendo em um Mercado de OPORTUNIDADES Enrico Giovanni Oliveira Ventura Vitória, 23 de julho de 2015 EMPREENDENDO EM UM MERCADO DE OPORTUNIDADES 2 EMPREENDENDO EM UM MERCADO DE OPORTUNIDADES 3 O MERCADO

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Agosto de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing do Banco Itaú Indicadores de Mercado 2 Mercado de Cartões 2008 Indicadores de

Leia mais

Construção Civil. Identificar as características estruturais do segmento e suas transformações no tempo. Englobam diversos tipos de obras e serviços.

Construção Civil. Identificar as características estruturais do segmento e suas transformações no tempo. Englobam diversos tipos de obras e serviços. Construção Civil Construção Civil Identificar as características estruturais do segmento e suas transformações no tempo. Englobam diversos tipos de obras e serviços. edificações residenciais; edificações

Leia mais

Varejo. A gestão definitiva para sua empresa

Varejo. A gestão definitiva para sua empresa Varejo A gestão definitiva para sua empresa Introdução Indicado para estabelecimentos comerciais, rede de lojas ou franquias, o sistema FENÍCIA AUTOMAÇÃO COMERCIAL traz uma série de tecnologias de alto

Leia mais