A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado"

Transcrição

1

2 QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento da economia paulista e a melhoria de qualidade de vida. Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão é a maior agência de fomento do país. 2

3 Missão Promover o desenvolvimento sustentável da economia paulista por meio de soluções financeiras. Visão Ser reconhecida como instituição financeira de referência no desenvolvimento sustentável da economia paulista. Valores Ética; transparência; excelência operacional; comprometimento com a sociedade. 3

4 PÚBLICO ALVO Empresas instaladas no Estado de São Paulo, com faturamento anual líquido a partir de R$ 360 mil, sendo para: Linhas Próprias : Até R$ 300 milhões de faturamento Linhas de Repasse BNDES: Política do Repassador Limite Máximo do financiamento: R$ 30 milhões para Investimento 4

5 Canais de Distribuição 5 RODAPÉ

6 Canais de Distribuição

7 CONCESSÃO DE CRÉDITO QUALIDADE Foco em empresas com capacidade de pagamento ou com garantias de boa liquidez. PROCESSO Consulta Prévia e posterior aprovação de limites de crédito. CRITÉRIO DE CONCESSÃO Resolução nº 2.682/99 do CMN 7

8 52,4% ACUMULADO TOTAL: R$ 1.425,4 MILHÕES 29,4% 11,2% 6,1% 0,9% INDÚSTRIA SERVIÇOS GOVERNO COMÉRCIO AGRONEGÓCIO ( R$ Milhões ) R$ 747,9 Mi R$ 418,9 Mi R$ 159,3 Mi R$ 87,1 Mi R$ 12,2 Mi Referência: Relatório de Desembolso Setorial do mês de Abril de 2014 PRESIDÊNCIA 8

9 DESEMBOLSO POR PORTE DAS EMPRESAS CLIENTES DESEMBOLSO E QUANTIDADE DE CONTRATOS REFERÊNCIA - RELATÓRIO DESEMBOLSO_SETORIAL PORTE VALOR VALOR (%) QTDE QTDE (%) GRANDE ,63 9,6% 31 1,2% MÉDIA-GRANDE ,54 20,5% 142 5,3% MÉDIA ,26 51,6% ,9% PEQUENA ,16 6,6% ,8% MICRO-EMPRESA ,45 11,7% ,8% TOTAL ,04 100,0% ,0% Qtd. de contratos por porte das empresas clientes GRANDE MÉDIA-GRANDE MÉDIA PEQUENA MICRO-EMPRESA COMÉRCIO GOVERNO INDÚSTRIA SERVIÇOS MAIO REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO 9

10 Tipos de Financiamento Projetos de Investimento Financiamento para Projetos de Implantação, Ampliação, Expansão e Modernização Desde os projetos até o capital de giro associado Aquisição de Máquinas e Equipamentos Novos nacionais, ou importados Capital de Giro isolado Inovação Projetos de Inovação RODAPÉ 10

11 LINHAS COM RECURSOS DO BNDES 11

12 BNDES FINAME PSI (MPME) Aquisição isolada de máquinas e equipamentos novos, de fabricação nacional credenciadas no BNDES. Taxa de juros: 4,5% a.a. * até 31/12/2014 Prazo: até 60 meses Carência: até 12 meses Isento de IOF *6,0% a.a: aquisição de ônibus, caminhões, chassis, caminhões-tratores, carretas, cavalos-mecânicos, reboques, semirreboques, aí incluídos os tipo dolly, tanques e afins, novos, de fabricação nacional 12

13 BNDES PROGEREN (MPME) Aumentar a produção, o emprego e a massa salarial, por meio do apoio financeiro para capital de giro: Condições: Empresas: Até 90 milhões/ano de Faturamento Taxa de juros: Prazo: até 36 meses, com carência de 1 mês Isento de IOF 13

14 LINHAS COM RECURSOS PRÓPRIOS 14

15 Financiamento ao Investimento Paulista - FIP Linha de financiamento para projetos de implantação, ampliação, modernização da capacidade produtiva, inovação e desenvolvimento tecnológico, meio ambiente e à eficiência energética. Taxa de juros: a partir de 0,57% a.m+ IPC-FIPE PROJETOS: prazo de até 120 meses, incluindo carência de até 24 meses, participação até 90%. MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS: prazo de até 60 meses, incluindo carência de até 12 meses, participação até 90% 15

16 Linha Especial Parcelada - LEP Capital de giro para empresas dos setores da indústria, comércio e serviços Taxa de juros: 1,12% a.m (14,3% a.a ); Prazo: até 24 meses; Carência: 30 dias 16

17 Programa FINEP INOVACRED Desenvolve SP 17

18 Objetivo Investimentos para a introdução de novos produtos, processos, serviços, marketing ou inovação organizacional, bem como o aperfeiçoamento dos já existentes, no ambiente produtivo ou social, visando ampliar a competitividade das empresas no âmbito regional. RODAPÉ 18

19 Condições de financiamento Financiamento Máximo: 90% do projeto Prazo: 96 meses Carência: 24 meses, incluído no prazo Taxa de Juros: TJLP 19

20 Garantias Necessário apresentar garantias para TODAS as operações: CAPITAL DE GIRO/Projetos: imóveis, e/ou fiança bancária. MÁQUINAS: o próprio bem financiado (desde que seja alienável à DESENVOLVE SP) e/ou Fundo Garantidor de Investimento (caso aplicável) 20

21 FINANCIAMENTO À COMERCIALIZAÇÃO Novo Canal de Distribuição 21

22 PÚBLICO ALVO Empresas fabricantes/vendedoras de máquinas e equipamentos, instaladas no estado de São Paulo. 22

23 OBJETIVO Concessão de financiamentos aos compradores Permitir à Fabricante o Acompanhamento das solicitações de financiamento encaminhadas 23

24 INDICAÇÃO SEM FIANÇA Indicar seus potenciais compradores para análise e aprovação de financiamento nas regras vigentes de crédito da DESENVOLVE SP. As propostas enquadradas seguirão conforme comunicação à Fabricante Exemplo: Orçamento: R$ 100 mil Resposta: Potencial para 80% de financiamento 24

25 INDICAÇÃO SEM FIANÇA Regras vigentes para potenciais compradores: Faturamento anual a partir de R$ 360 mil; Faturamento anual até R$ 300 milhões Demonstrações Financeiras atualizadas (180 dias); 25

26 INDICAÇÃO SEM FIANÇA Regras vigentes para potenciais compradores: Faturamento anual a partir de R$ 360 mil; Faturamento anual até R$ 300 milhões Demonstrações Financeiras atualizadas (180 dias); 26

27 INDICAÇÃO COM FIANÇA Regras vigentes para potenciais compradores: Faturamento anual a partir de R$ 360 mil; Faturamento anual até R$ 300 milhões 27

28 FORMA DE ACESSO As propostas de financiamento serão incluídas no sistema de controle de propostas Workflow pela fabricante/vendedora. As conveniadas terão acesso exclusivamente para acompanhamento das operações indicadas. Os compradores precisarão acessar o sistema para preenchimento dos cadastro on-line. 28

29 Cadastrar um usuário na área Negocios On Line Será enviado um login a senha para o cadastrado Entrar na área Negocios On line digitando login e senha Clicar em Pedido De Financiamento/Analise Prévia/Capital De Giro (para solicitação de capital de giro) ou Clicar Em Pedido De Financiamento/Carta Consulta/Investimento (para solicitação de investimento, como compra de máquinas, construção) Escolher o Parceiro ABIMAQ Digitar os dados solicitado pelo sistema. 29

30 Pedido de Financiamento 30

31 Pedido de Financiamento

32 Pedido de Financiamento

33 Pedido de Financiamento Capital de Giro Máquinas, Equipamentos e Projetos de Investimentos Acompanhamento dos Processos

34 Obrigada! (11)

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento da economia

Leia mais

QUEM SOMOS. Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão

QUEM SOMOS. Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo que promove o crescimento sustentável das pequenas e médias empresas e municípios paulistas. Nosso objetivo é colaborar

Leia mais

Instituição Financeira do Governo do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009.

Instituição Financeira do Governo do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009. Presidência 1 Instituição Financeira do Governo do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009. Instrumento institucional de apoio à execução de políticas de

Leia mais

APRESENTAÇÃO ABRIL 2011

APRESENTAÇÃO ABRIL 2011 APRESENTAÇÃO ABRIL 2011 QUEM SOMOS NOSSA CAIXA DESENVOLVIMENTO AGÊNCIA DE FOMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO ÉUMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CONTROLADA PELO ESTADO DE SÃO PAULO E ATUA COMO BANCO DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

JULIO THEMES NETO Diretor de Fomento e de Crédito

JULIO THEMES NETO Diretor de Fomento e de Crédito JULIO THEMES NETO Diretor de Fomento e de Crédito 21.10.2013 OBJETIVOS INSTITUCIONAIS Ser parceiro estratégico do Governo Estadual em seus planos de desenvolvimento; Contribuir para a redução das diferenças

Leia mais

Agência de Fomento Paulista

Agência de Fomento Paulista Financiamento ao Desenvolvimento Regional Crédito para as Pequenas e Médias Empresas 2011 Agência de Fomento Paulista A Agência de Fomento Paulista - Nossa Caixa Desenvolvimento é uma instituição financeira

Leia mais

O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável.

O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável. INOVAR PARA CRESCER O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável. Além disso, damos todo suporte

Leia mais

JULIO THEMES NETO Diretor de Fomento e Crédito 01.06.2015

JULIO THEMES NETO Diretor de Fomento e Crédito 01.06.2015 JULIO THEMES NETO Diretor de Fomento e Crédito 01.06.2015 Instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que promove o desenvolvimento sustentável por meio de operações de crédito consciente

Leia mais

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES. ABIMAQ fevereiro de 2014

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES. ABIMAQ fevereiro de 2014 Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ fevereiro de 2014 Principais Linhas para o setor de BK FINAME: produção e comercialização de máquinas, equipamentos, bens de informática

Leia mais

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Curitiba / PR 17 de março de 2014

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Curitiba / PR 17 de março de 2014 Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet Curitiba / PR 17 de março de 2014 Agenda Informações Institucionais Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Projetos de Investimento Aquisição de Máquinas

Leia mais

Paulo Sérgio Sodré. Departamento de Credenciamento e Financiamento

Paulo Sérgio Sodré. Departamento de Credenciamento e Financiamento 1 Paulo Sérgio Sodré Departamento de Credenciamento e Financiamento Máquinas áqu as e equipamentos equ pa e tos 2 BNDES Missão Promover o desenvolvimento sustentável e competitivo da economia brasileira,

Leia mais

JULIO THEMES NETO Diretor de Fomento e de Crédito

JULIO THEMES NETO Diretor de Fomento e de Crédito JULIO THEMES NETO Diretor de Fomento e de Crédito 16.04.2013 QUEM SOMOS Opera como um Banco de Desenvolvimento Atuação de forma integrada com as entidades do Governo Estadual Operações com recursos próprios

Leia mais

Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão

Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo que promove o crescimento sustentável das pequenas e médias empresas e municípios paulistas. Nosso objetivo é colaborar para

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Campinas - SP 17.mar.2015 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Como apoiamos? Operações Indiretas N o de operações 2014*

Leia mais

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI CIRCULAR Nº 79/2009 Rio de Janeiro, 24 de julho de 2009. Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI O Superintendente

Leia mais

EDUARDO TADEU SAGGIORATO Gerente de Negócios e Operações NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público 21.02.2013

EDUARDO TADEU SAGGIORATO Gerente de Negócios e Operações NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público 21.02.2013 EDUARDO TADEU SAGGIORATO Gerente de Negócios e Operações NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público 21.02.2013 QUEM SOMOS Legal Instituição Financeira do Estado de São Paulo, vinculada a Secretaria

Leia mais

Os critérios, condições e procedimentos operacionais a serem adotados no Programa são definidos a seguir.

Os critérios, condições e procedimentos operacionais a serem adotados no Programa são definidos a seguir. Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 30/2015-BNDES Rio de Janeiro, 24 de julho de 2015 Ref.: Produto BNDES Automático Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Capital

Leia mais

APRESENTAÇÃO 21.07.2011

APRESENTAÇÃO 21.07.2011 APRESENTAÇÃO 21.07.2011 QUEM SOMOS Instituição Financeira do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009 Instrumento institucional de apoio à execução de políticas

Leia mais

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014 Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014 Prioridades BNDES Infraestrutura logística e energética Infraestrutura urbana de saneamento e mobilidade. Modernização da

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga. São Paulo - SP 16.abr.2015

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga. São Paulo - SP 16.abr.2015 Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga São Paulo - SP 16.abr.2015 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Principal fonte

Leia mais

Apoio do BNDES às Empresas de Comércio e Serviços. São Paulo - SP 24.jun.2015

Apoio do BNDES às Empresas de Comércio e Serviços. São Paulo - SP 24.jun.2015 Apoio do BNDES às Empresas de Comércio e Serviços São Paulo - SP 24.jun.2015 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Principal fonte de crédito de longo

Leia mais

LINHAS ATIVAS FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO

LINHAS ATIVAS FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO FINANCIAMENTOS 2014 LINHAS ATIVAS FINAME BK PSI (taxa fixa) FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO PADRÃO (taxa pós fixada-tjlp) FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME

Leia mais

Reunião de Trabalho da cadeia produtiva de Defesa e Segurança do Grande ABC. São Bernardo do Campo - SP 18 de abril de 2013

Reunião de Trabalho da cadeia produtiva de Defesa e Segurança do Grande ABC. São Bernardo do Campo - SP 18 de abril de 2013 Reunião de Trabalho da cadeia produtiva de Defesa e Segurança do Grande ABC São Bernardo do Campo - SP 18 de abril de 2013 Agenda 1. Informações Institucionais 2. Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas

Leia mais

CAFÉ COM CRÉDITO. Santo André - SP. 06 de outubro de 2009

CAFÉ COM CRÉDITO. Santo André - SP. 06 de outubro de 2009 CAFÉ COM CRÉDITO Santo André - SP 06 de outubro de 2009 Missão Banco do DESENVOLVIMENTO Competitividade e sustentabilidade Redução das desigualdades sociais e regionais Áreas de atuação Inovação Bens de

Leia mais

Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013

Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013 Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013 Classificação de Porte utilizada Porte da Empresa Receita Operacional Bruta Anual M P M

Leia mais

O BRDE E O FINANCIAMENTO DE PROJETOS DE ENERGIA. JULIANA SOUZA DALLASTRA Gerente de Planejamento Agência do Paraná

O BRDE E O FINANCIAMENTO DE PROJETOS DE ENERGIA. JULIANA SOUZA DALLASTRA Gerente de Planejamento Agência do Paraná O BRDE E O FINANCIAMENTO DE PROJETOS DE ENERGIA JULIANA SOUZA DALLASTRA Gerente de Planejamento Agência do Paraná O BRDE Região de atuação: MS - PR - SC - RS ü Criado em 1961 pelos governos do PR, SC e

Leia mais

ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro. Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG

ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro. Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG www.bndes.gov.br LINHAS DE CRÉDITO BNDES Automático

Leia mais

BILLY ROD GUIMARÃES MATIAS Consultor de Negócios

BILLY ROD GUIMARÃES MATIAS Consultor de Negócios BILLY ROD GUIMARÃES MATIAS Consultor de Negócios 10.09.2014 QUEM SOMOS Opera como um Banco de Desenvolvimento Atuação de forma integrada com as entidades do Governo Estadual Operações com recursos próprios

Leia mais

Propostas do BNDES para o Desenvolvimento da Aquicultura Brasileira

Propostas do BNDES para o Desenvolvimento da Aquicultura Brasileira Propostas do BNDES para o Desenvolvimento da Aquicultura Brasileira Jaldir Freire Lima Maio/2014 Diagnóstico Linhas de crédito convencionais são pouco adequadas à realidade do setor Principais dificuldades:

Leia mais

Crédito para o Desenvolvimento

Crédito para o Desenvolvimento Crédito para o Desenvolvimento O BADESUL Agência de Fomento, controlada pelo Governo Estadual, integra o Sistema de Desenvolvimento do Estado coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do

Leia mais

BNDES FGI Fundo Garantidor para Investimentos. Dezembro de 2011

BNDES FGI Fundo Garantidor para Investimentos. Dezembro de 2011 BNDES FGI Fundo Garantidor para Investimentos Dezembro de 2011 Contexto Solicitação de financiamento MPME Exigência de garantias Agente Financeiro BNDES FGI Atua como complementador de garantias para o

Leia mais

Apoio do BNDES à Provedores Regionais de Internet. Marabá / PA 15 de abril de 2014

Apoio do BNDES à Provedores Regionais de Internet. Marabá / PA 15 de abril de 2014 Apoio do BNDES à Provedores Regionais de Internet Marabá / PA 15 de abril de 2014 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Empresário Como apoiamos? Operações Indiretas Instituições

Leia mais

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços SEDEIS

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços SEDEIS Apresentação Criada em 2002 e autorizada a funcionar pelo Banco Central em 2003, entrou em operação em 2004. É uma sociedade anônima de economia mista vinculada à. Atualmente conta com um patrimônio líquido

Leia mais

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS CIRCULAR N 21/2009 Rio de Janeiro, 12 de março de 2009. Ref.: FINAME e FINAME LEASING Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS O Superintendente da Área de Operações Indiretas,

Leia mais

CIRCULAR SUP/AOI Nº 26/2015-BNDES. Rio de Janeiro, 03 de julho de 2015. Produtos BNDES Finame e BNDES Finame Leasing

CIRCULAR SUP/AOI Nº 26/2015-BNDES. Rio de Janeiro, 03 de julho de 2015. Produtos BNDES Finame e BNDES Finame Leasing Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 26/2015-BNDES Rio de Janeiro, 03 de julho de 2015 Ref.: Ass.: Produtos BNDES Finame e BNDES Finame Leasing Refinanciamento de

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas. Sorocaba, 05 de novembro de 2014

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas. Sorocaba, 05 de novembro de 2014 Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Sorocaba, 05 de novembro de 2014 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Empresário Como apoiamos? Operações Indiretas Instituições

Leia mais

Abinee. Área de Operações Indiretas

Abinee. Área de Operações Indiretas Abinee Área de Operações Indiretas Operações Indiretas Automáticas Formas de apoio do BNDES Projetos de Investimento BNDES Automático Máquinas e Equipamentos BNDES Finame Máquinas / Equip + Insumos e Serviços

Leia mais

InovaCamp. Dezembro / 2014

InovaCamp. Dezembro / 2014 InovaCamp Dezembro / 2014 O Programa São Paulo Inova é uma iniciativa do Estado de São Paulo para apoiar empresas paulistas de base tecnológica e de perfil inovador em estágio inicial ou em processo. O

Leia mais

O BANCO QUE FAZ MAIS PELA AMAZÔNIA

O BANCO QUE FAZ MAIS PELA AMAZÔNIA O BANCO QUE FAZ MAIS PELA AMAZÔNIA CRÉDITO COMO SOLUÇÃO PARA PRODUZIR COM SUSTENTABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL BNDES PRODUSA Objetivos Disseminar o conceito de agronegócio responsável e sustentável, agregando

Leia mais

O BNDES mais perto de você. abril de 2009

O BNDES mais perto de você. abril de 2009 O BNDES mais perto de você abril de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal fonte de crédito de longo prazo; Apoio ao mercado

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Outubro 2009

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Outubro 2009 Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Outubro 2009 BH COPA 2014 Agenda Resumo Institucional Os Projetos que Apoiamos Formas de Atuação Condições de Financiamento Fechamento Agenda Resumo

Leia mais

JULIO THEMES NETO Diretor 03.06.2014

JULIO THEMES NETO Diretor 03.06.2014 JULIO THEMES NETO Diretor 03.06.2014 OBJETIVOS INSTITUCIONAIS Parceiro estratégico do Governo Estadual em seus planos de desenvolvimento; Redução das diferenças regionais no Estado de São Paulo; Contribuição

Leia mais

11º Encontro Técnico de Alto Nível: Compostagem

11º Encontro Técnico de Alto Nível: Compostagem 11º Encontro Técnico de Alto Nível: Compostagem São Paulo / SP 02 de outubro de 2015 Mercado Brasileiro de Fertilizantes Situação atual do mercado nacional de fertilizantes minerais: altamente dependente

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Novembro 2009 DEPARTAMENTO REGIONAL NORDESTE - DENOR O que apoiamos Projetos de investimento em indústria, comércio e serviços aumento da capacidade

Leia mais

A importância do crédito para as pequenas e médias empresas. Condicionantes da oferta de crédito

A importância do crédito para as pequenas e médias empresas. Condicionantes da oferta de crédito A importância do crédito para as pequenas e médias empresas Condicionantes da oferta de crédito Distribuição de empresas por porte MICRO PEQUENA MÉDIA GRANDE 0,4% 0,7% 6,2% Micro e Pequenas empresas 98,9%

Leia mais

PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO

PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO LINHAS DE CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENA E MÉDIA EMPRESAS Novembro 2008 FUNGETUR Fundo Geral de Turismo Fomentar e prover recursos para o financiamento de atividades

Leia mais

Formas de apoio do BNDES ABIMAQ

Formas de apoio do BNDES ABIMAQ Formas de apoio do BNDES ABIMAQ São Paulo/SP 04 de junho de 2014 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Empresário Como apoiamos? Operações Indiretas Instituições financeiras

Leia mais

Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis. Natal, 03 de Outubro de 2015

Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis. Natal, 03 de Outubro de 2015 Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis Natal, 03 de Outubro de 2015 Área Básica de Atuação Missão Atuar na promoção do desenvolvimento regional sustentável como banco público competitivo e rentável.

Leia mais

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI CIRCULAR Nº 71/2009 Rio de Janeiro, 10 de julho de 2009. Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI O Superintendente

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas. Sorocaba - SP 08/10/2013

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas. Sorocaba - SP 08/10/2013 Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Sorocaba - SP 08/10/2013 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Empresário Como apoiamos? Operações Indiretas Instituições

Leia mais

Apresentação Institucional BNDES Departamento de Bens de Capital ABIMAQ

Apresentação Institucional BNDES Departamento de Bens de Capital ABIMAQ Apresentação Institucional BNDES Departamento de Bens de Capital ABIMAQ Fevereiro de 2015 Os indicadores demonstram as dificuldades que as empresas de BK vêm encontrando... 2 3 Em um cenário adverso no

Leia mais

ABIFER. (julho/2010)

ABIFER. (julho/2010) ABIFER (julho/2010) QUADRO COMPARATIVO Em US$ bilhões BNDES BID BIRD CAF Data de Apuração 31/12/2009 31/12/2009 30/06/2009 31/12/2009 Ativos Totais 222 84 275,4 15,8 Patrimônio Líquido 15,8 20,6 40 5,3

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você. Santos - SP 22 de maio de 2014

O BNDES Mais Perto de Você. Santos - SP 22 de maio de 2014 O BNDES Mais Perto de Você Santos - SP 22 de maio de 2014 Agenda Informações Institucionais Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Projetos de Investimento Aquisição de Máquinas e Equipamentos Capital

Leia mais

Fevereiro de 2014. * Taxas de Juros em 01.02.2014

Fevereiro de 2014. * Taxas de Juros em 01.02.2014 Fevereiro de 2014 * Taxas de Juros em 01.02.2014 Apresentação Agência Badesc: Nossa Missão: Fomentar o desenvolvimento econômico e social de Santa Catarina, de forma sustentável, através de financiamentos

Leia mais

Apoio à Inovação. Luciana Capanema Gerente de Inovação

Apoio à Inovação. Luciana Capanema Gerente de Inovação Apoio à Inovação Luciana Capanema Gerente de Inovação Apoio à Inovação http://www.bndes.gov.br O objetivo do BNDES é fomentar e apoiar operações associadas à formação de capacitações e ao desenvolvimento

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você

O BNDES Mais Perto de Você O BNDES Mais Perto de Você Rio de Janeiro - RJ 11 de março de 2010 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Federal Principal fonte de crédito de longo

Leia mais

Criado em 1952, o BNDES é uma empresa pública federal, sendo o principal instrumento de financiamento de longo prazo da economia brasileira

Criado em 1952, o BNDES é uma empresa pública federal, sendo o principal instrumento de financiamento de longo prazo da economia brasileira BNDES Criado em 1952, o BNDES é uma empresa pública federal, sendo o principal instrumento de financiamento de longo prazo da economia brasileira Missão: Promover o desenvolvimento sustentável e competitivo

Leia mais

O que pode ser financiado?

O que pode ser financiado? BNDES Automático Projetos de Investimento BNDES Automático Obras civis, montagem e instalações Móveis e Utensílios Estudos e projetos de engenharia associados ao investimento Pesquisa, Desenvolvimento

Leia mais

BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada. Outubro de 2014

BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada. Outubro de 2014 BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada Outubro de 2014 Agenda 1. Aspectos Institucionais 2. Formas de Atuação 3. Indústria de Base Florestal Plantada 1. Aspectos Institucionais Linha

Leia mais

Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Caminhoneiros - BNDES PROCAMINHONEIRO

Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Caminhoneiros - BNDES PROCAMINHONEIRO CIRCULAR Nº 80/2009 Rio de Janeiro, 24 de julho de 2009 Ref.: FINAME e FINAME LEASING Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Caminhoneiros - BNDES PROCAMINHONEIRO O Superintendente da Área de Operações

Leia mais

Linhas de Financiamento para a Construção Civil

Linhas de Financiamento para a Construção Civil Linhas de Financiamento para a Construção Civil Câmara Brasileira da Indústria de Construção 16 de dezembro de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da

Leia mais

Apoio às MPMEs. Sorocaba/SP. 30 de novembro de 2011

Apoio às MPMEs. Sorocaba/SP. 30 de novembro de 2011 Apoio às MPMEs Sorocaba/SP 30 de novembro de 2011 Missão Banco do DESENVOLVIMENTO Competitividade e sustentabilidade Redução das desigualdades sociais e regionais Áreas de atuação Inovação Infra-estrutura

Leia mais

Palestra MPME. 30 de junho de 2011

Palestra MPME. 30 de junho de 2011 Palestra MPME 30 de junho de 2011 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Operações Indiretas Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES Empresário Informação e Relacionamento

Leia mais

Linhas de financiamento BB para o Turismo. Superintendência Estadual do Banco do Brasil MT Agosto/2009

Linhas de financiamento BB para o Turismo. Superintendência Estadual do Banco do Brasil MT Agosto/2009 Linhas de financiamento BB para o Turismo Superintendência Estadual do Banco do Brasil MT Agosto/2009 Atualizada em 03/08/2009 Crédito / Financiamentos de Investimentos / Proger Turismo Investimento Características

Leia mais

Visão Geral dos instrumentos de apoio financeiro às empresas da Abinee

Visão Geral dos instrumentos de apoio financeiro às empresas da Abinee Visão Geral dos instrumentos de apoio financeiro às empresas da Abinee 08/10/2015 Margarida Baptista BNDES Focos de Apoio Financeiro Indústria e Infraestrutura Projetos de Investimento Máquinas e Equipamentos

Leia mais

Visão Geral dos instrumentos de apoio financeiro às empresas da Abinee

Visão Geral dos instrumentos de apoio financeiro às empresas da Abinee Visão Geral dos instrumentos de apoio financeiro às empresas da Abinee Recife, 26/11/2015 Margarida Baptista BNDES Focos de Apoio Financeiro Indústria e Infraestrutura Projetos de Investimento Máquinas

Leia mais

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS CIRCULAR Nº 58/2009 Rio de Janeiro, 04 de junho de 2009. Ref.: FINAME e FINAME LEASING Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS O Superintendente da Área de Operações Indiretas,

Leia mais

Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis. Fortaleza(CE), 10 a 12/06/2015

Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis. Fortaleza(CE), 10 a 12/06/2015 Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis Fortaleza(CE), 10 a 12/06/2015 Tópicos 1. Sobre o Banco do Nordeste 2. Histórico do crédito para energias renováveis 3. Financiamento para a mini e microgeração

Leia mais

Soluçõ. ções BB. para a Economia dos Municípios

Soluçõ. ções BB. para a Economia dos Municípios Soluçõ ções BB para a Economia dos Municípios Presença Nacional Presença Nacional Presença Exclusiva 4.388 Municípios * 874 Municípios * *Municípios com agências BB - dados de janeiro/2009 - Fonte: Bacen

Leia mais

Recebíveis. Antecipação de Crédito Lojista ACL. BB Giro Cartões. BB Giro Recebíveis. Desconto de Cheques. Desconto de Títulos

Recebíveis. Antecipação de Crédito Lojista ACL. BB Giro Cartões. BB Giro Recebíveis. Desconto de Cheques. Desconto de Títulos Atualizada em 29/04/2015 Capital de Giro BB Capital de Giro Mix Pasep Recebíveis Antecipação de Crédito Lojista ACL Financiamento de Investimentos BB Crédito Empresa BB Giro Empresa Flex BB Giro Cartões

Leia mais

Apresentação A Investe Rio é uma instituição financeira não bancária, sociedade de economia mista com personalidade jurídica de direito privado, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia,

Leia mais

Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM

Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM O BNDES Mais Perto de Você Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM 25 de novembro de 2009 Como apoiamos Operações Diretas Contratadas t diretamente t com o BNDES Operações Indiretas Instituições i

Leia mais

REVISTA JURÍDICA CONSULEX ONLINE Destaque

REVISTA JURÍDICA CONSULEX ONLINE Destaque REVISTA JURÍDICA CONSULEX ONLINE Destaque Walter Douglas Stuber e Adriana Maria Gödel Stuber WALTER DOUGLAS STUBER é sócio fundador de Amaro, Stuber e Advogados Associados, e ADRIANA MARIA GÖDEL é advogada

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.141, DE 27 DE SETEMBRO DE 2012. Documento normativo revogado pela Resolução nº 4.170, de 20/12/2012.

RESOLUÇÃO Nº 4.141, DE 27 DE SETEMBRO DE 2012. Documento normativo revogado pela Resolução nº 4.170, de 20/12/2012. RESOLUÇÃO Nº 4.141, DE 27 DE SETEMBRO DE 2012 Documento normativo revogado pela Resolução nº 4.170, de 20/12/2012. Estabelece as condições para contratação dos financiamentos passíveis de subvenção econômica

Leia mais

CIRCULAR Nº 64/2009. Rio de Janeiro, 15 de junho de 2009. Ref.: BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES CONSTRUÇÃO CIVIL

CIRCULAR Nº 64/2009. Rio de Janeiro, 15 de junho de 2009. Ref.: BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES CONSTRUÇÃO CIVIL CIRCULAR Nº 64/2009 Rio de Janeiro, 15 de junho de 2009 Ref.: BNDES AUTOMÁTICO Ass.: Programa BNDES CONSTRUÇÃO CIVIL O Superintendente da Área de Operações Indiretas, consoante Resolução do BNDES, COMUNICA

Leia mais

Formas de apoio do BNDES

Formas de apoio do BNDES Formas de apoio do BNDES ABIMAQ São Paulo/SP 16 de junho de 2011 BNDES FGI Fundo Garantidor para Investimentos Contexto BNDES FGI - Fundo Garantidor para Investimentos Micro, Pequena e Média Empresa Solicitação

Leia mais

AS/DEURB. 2 Seminário de Trólebus. Instituto de Engenharia SP. 14 de maio de 2013

AS/DEURB. 2 Seminário de Trólebus. Instituto de Engenharia SP. 14 de maio de 2013 AS/DEURB 2 Seminário de Trólebus Instituto de Engenharia SP 14 de maio de 2013 Carlos Malburg Gerente Setorial de Mobilidade Urbana cmalburg@bndes.gov.br Transporte (recentes) Principais Contratações Metro

Leia mais

Desafios para o financiamento de projetos de hidrovias e portos

Desafios para o financiamento de projetos de hidrovias e portos Desafios para o financiamento de projetos de hidrovias e portos Edson Dalto Departamento de Transporte e Logística (DELOG) Área de Infraestrutura Brasília, 15/10/2015 (o conteúdo da apresentação é de responsabilidade

Leia mais

Apoio do BNDES à Inovação

Apoio do BNDES à Inovação Atribuição-Sem Derivações-Sem Derivados CC BY-NC-SA Apoio do BNDES à Inovação 28 de Abril de 2015 Missão e Visão Missão Promover o desenvolvimento sustentável e competitivo da economia brasileira, com

Leia mais

Apoio à Inovação. Desenvolve SP 11 de novembro de 2014

Apoio à Inovação. Desenvolve SP 11 de novembro de 2014 Apoio à Inovação Desenvolve SP 11 de novembro de 2014 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Principal fonte de crédito de longo prazo para investimento

Leia mais

FUNDO DE AVAL FDA E ME COMPETITIVA

FUNDO DE AVAL FDA E ME COMPETITIVA FUNDO DE AVAL FDA E ME COMPETITIVA OBJETIVOS FDA Prover recursos para garantir riscos de crédito e viabilizar o acesso de micro e pequenas empresas a linhas de financiamento. ME COMPETITIVA Apoiar financeiramente

Leia mais

Richer de Andrade Matos Coordenador de Expansão Regional Área de Mercado Ago/2014

Richer de Andrade Matos Coordenador de Expansão Regional Área de Mercado Ago/2014 Richer de Andrade Matos Coordenador de Expansão Regional Área de Mercado Ago/2014 Agências de Fomento São instituições estaduais com fins específicos. Não podem captar depósitos à vista (não tem correntistas)

Leia mais

Produtos do BNDES para o Desenvolvimento da Aquicultura Brasileira

Produtos do BNDES para o Desenvolvimento da Aquicultura Brasileira Produtos do BNDES para o Desenvolvimento da Aquicultura Brasileira Luiza Sidonio Outubro/2013 Produtos do BNDES Apoio ao pequeno produtor: Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf

Leia mais

Road Show: Oportunidades para investimento na indústria química no Brasil 21 MAI 14 - SIQUIRJ

Road Show: Oportunidades para investimento na indústria química no Brasil 21 MAI 14 - SIQUIRJ Road Show: Oportunidades para investimento na indústria química no Brasil 21 MAI 14 - SIQUIRJ Quem somos? A AgeRio Agência Estadual de Fomento Instituição financeira não bancária; Sociedade de economia

Leia mais

O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável.

O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável. INOVAR PARA CRESCER O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável. Além disso, damos todo suporte

Leia mais

Ass.: Programa BNDES de Apoio ao Fortalecimento da Capacidade de Geração de Emprego e Renda BNDES Progeren

Ass.: Programa BNDES de Apoio ao Fortalecimento da Capacidade de Geração de Emprego e Renda BNDES Progeren Grau: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 35/2015-BNDES Rio de Janeiro, 21 de agosto de 2015. Ref.: Produto BNDES Automático Ass.: Programa BNDES de Apoio ao Fortalecimento da

Leia mais

Operações com o BNDES

Operações com o BNDES Operações com o BNDES EXIGÊNCIAS AO BENEFICIÁRIO Capacidade de pagamento Estar em dia com obrigações fiscais, tributárias e sociais Não estar em regime de recuperação de crédito Ter a posse do terreno/imóvel

Leia mais

EQ PS -Fortaleza. Program as de incentivo do BN D ES à Indústria Nacionalde Software. Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

EQ PS -Fortaleza. Program as de incentivo do BN D ES à Indústria Nacionalde Software. Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social EQ PS -Fortaleza Program as de incentivo do BN D ES à Indústria Nacionalde Software Marcio Wegmann masil@bndes.gov.br Depto. Indústria Eletrônica Área Industrial Princípios Norteadores da Atuação do BNDES

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES. www.bndes. 2º Seminário Internacional Cana & Energia. Ribeirão Preto, agosto de 2002

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES. www.bndes. 2º Seminário Internacional Cana & Energia. Ribeirão Preto, agosto de 2002 Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES 2º Seminário Internacional Cana & Energia Ribeirão Preto, agosto de 2002 www.bndes bndes.gov.br http://www.bndes.gov.br.br Evolução dos desembolsos

Leia mais

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s SeminárioADI-2012 Inclusão financeira inovação para as MPE s Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Barcelona Outubro 2012 1. Diagnóstico Não

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você. julho de 2009

O BNDES Mais Perto de Você. julho de 2009 O BNDES Mais Perto de Você julho de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal fonte de crédito de longo prazo; Subsidiárias BNDESPar

Leia mais

Agenda. Inovação. A Finep. Instrumentos de Apoio (Reembolsável, Não-Reembolsável, Fundos) Inova Empresa / Inova Saúde. Programas de Descentralização

Agenda. Inovação. A Finep. Instrumentos de Apoio (Reembolsável, Não-Reembolsável, Fundos) Inova Empresa / Inova Saúde. Programas de Descentralização Agenda Inovação A Finep Instrumentos de Apoio (Reembolsável, Não-Reembolsável, Fundos) Inova Empresa / Inova Saúde Programas de Descentralização Nova fase da FINEP O que é inovação? Inovação é a introdução

Leia mais

FGO e FGI. Fundos garantidores de risco de crédito Como as micro, pequenas e médias empresas podem se beneficiar. 2ª Edição

FGO e FGI. Fundos garantidores de risco de crédito Como as micro, pequenas e médias empresas podem se beneficiar. 2ª Edição FGO e FGI Fundos garantidores de risco de crédito Como as micro, pequenas e médias empresas podem se beneficiar 2ª Edição Brasília 2010 Sumário Apresentação 5 5 1 O que é o fundo garantidor de risco de

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil 1º Workshop Platec E&P Onshore Sondeas de Perfuração Onshore Equipamentos

Leia mais

Ass.: Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação BNDES Prosoft - Comercialização

Ass.: Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação BNDES Prosoft - Comercialização Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 11/2015-BNDES Rio de Janeiro, 16 de abril de 2015. Ref.: Produto BNDES Automático Ass.: Programa BNDES para o Desenvolvimento

Leia mais

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI CIRCULAR Nº 111/2009 Rio de Janeiro, 04 de novembro de 2009. Ref.: Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento

Leia mais

Seminário Cresce Brasil/São Paulo

Seminário Cresce Brasil/São Paulo Seminário Cresce Brasil/São Paulo Apoio financeiro do BNDES à Região Metropolitana de São Paulo Tibor Greif Chefe do DESUL (Departamento Regional Sul do BNDES) Av Juscelino Kubitscheck, 510-5 fone: (11)

Leia mais

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Cuiabá MT 26/02/2015

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Cuiabá MT 26/02/2015 Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet Cuiabá MT 26/02/2015 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Como apoiamos? Operações Indiretas N o de operações 2013 R$ 1,1

Leia mais

BDMG. Semana Mineira de Redução de Resíduos. Instrumentos Financeiros para Redução de Resíduos

BDMG. Semana Mineira de Redução de Resíduos. Instrumentos Financeiros para Redução de Resíduos BDMG Semana Mineira de Redução de Resíduos Instrumentos Financeiros para Redução de Resíduos Novembro de 2010 BDMG Desenvolvimento, inclusão social e sustentabilidade Perfil do BDMG Fundação: Lei Estadual

Leia mais

MEDIDAS DE ESTÍMULO A ATIVIDADE ECONÔMICA NO ESTADO DE SÃO PAULO

MEDIDAS DE ESTÍMULO A ATIVIDADE ECONÔMICA NO ESTADO DE SÃO PAULO MEDIDAS DE ESTÍMULO A ATIVIDADE ECONÔMICA NO ESTADO DE Fevereiro/2009 SUMÁRIO 1. Medidas já Adotadas 2. Novas Medidas 2 Medidas já adotadas Prorrogação para 31/12/09 do prazo de 60 dias fora o mês para

Leia mais