Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores. Marco Antonio Rossi Presidente

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores. Marco Antonio Rossi Presidente"

Transcrição

1 Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores Marco Antonio Rossi Presidente

2 AGENDA I O Universo dos Novos Consumidores 2 O Mundo do Seguros 3- Perspectivas e Oportunidades frente aos Novos Consumidores 2

3 AGENDA I O Universo dos Novos Consumidores 2 O Mundo do Seguros 3- Perspectivas e Oportunidades frente aos Novos Consumidores 3

4 Umas das mais importantes mudanças estruturais do Brasil nos últimos anos foi a constituição de um enorme mercado de consumo Valorização do Salário Mínimo Ampliação do crédito Queda das taxas de juros e de desemprego Criação e ampliação do programa Bolsa-Familia Aumento do emprego com carteira assinada Elevação do rendimento dos brasileiros Potencial de consumo das classes C, D e E é de cerca de mais de R$ 260 bilhões 54,8% D + E 45,2% 36,3% A + B + C 63,7% Fonte: Carta Capital

5 Mercado doméstico brasileiro é um dos dez maiores do mundo 2003 Era sustentado por 45,2% da sua população, que representavam as classes de renda A, B e C (eram 79,2 milhões de pessoas) Fonte: Carta Capital 5

6 E sua força é essencial para a competitividade de nossa indústria 2011 O percentual da população que passou a sustentar o mercado de consumo aumentou para 63,7% (o que equivalia a mais de 122 milhões de brasileiros) Fonte: Carta Capital 6

7 O Universo dos Novos Consumidores A classe média brasileira é responsável por 42% do consumo e movimenta cerca de R$ 1 trilhão por ano Pesquisas mostram que esse consumidor esta com disposição para comprar bens de consumo, portanto 2013 deve ser mais um ano de vendas fortes para o varejo: 29% pretendem adquirir um automóvel; 5% celular e geladeira, 8% televisor. 7

8 O Universos dos Novos Consumidores A nova cara da Comunidade A renda nas periferias avançou mais que a média nacional 8

9 O Universo dos Novos Consumidores Conectados ao Mundo Digital De onde acessam a Internet Casa, Trabalho, Escolas e Lan Houses 94,2 milhões Só nos Domicílios 69,5 milhões Trabalho e Casa 72,4 milhões Três PCs para cada cinco habitantes Banda Larga em suas Residências 16,8 milhões Fonte: IBOPE 9

10 O Universo dos Novos Consumidores Principais Medos Pesquisa mostra que Os Medos e Ansiedades diferenciam-se de acordo com o Ciclo de Vida/Composição da Família Fonte: GPP

11 O Universo dos Novos Consumidores Principais Medos Recém Casados Solteiros 11

12 O Universo dos Novos Consumidores Principais Medos Casal com Filhos Dependentes 12

13 O Universo dos Novos Consumidores Principais Medos Mulher/ Homem Sozinho com Filhos Solteiros 13

14 O Universo dos Novos Consumidores Principais Medos Viúvo/Sozinho Casal Maduro 14

15 O Universos dos Novos Consumidores Desejos e Comportamento Os Mercados tem dificuldades em atender plenamente aos desejos dos consumidores, pois eles mudam a cada instante 15

16 O Universos dos Novos Consumidores Desejos e Comportamento São Aspiracionais Valorizam a origem dos produtos Mais críticos e exigentes Com Acesso ao Crédito Maior poder e necessidades de Consumo Conectados ao Mundo Digital Acreditam nas pessoas e nas Instituições Anseiam por conquistas e percebe que o Futuro já será melhor Procuram por preço, qualidade, boas marcas, ética e impactos Socioambientais 16

17 AGENDA I O Universo dos Novos Consumidores 2 O Mundo do Seguros 3- Perspectivas e Oportunidades frente aos Novos Consumidores 17

18 O Mundo do Seguros O Brasil enfrentou alguns ciclos de Inclusão HABITACIONAL EDUCACIONAL BANCÁRIO Em 2011, o numero estimado de domicílios particulares permanentes foi de 61,3 milhões, 4,7% a mais que em 2009 Está entre os países que mais evoluíram em educação,com avanços importantes nas regiões e grupos sociais com menor renda Apresenta um número de contas correntes por agência próximo a dos países mais desenvolvidos 18

19 O Mundo do Seguros Potencial de Seguros ainda é gigantesco Seguros são percebidos: Como caros e complexos; Como despesas e não como proteção Corretores de Seguros não são conhecidos pela maioria da população 19 Fonte: Pesquisa GPP

20 O Mundo do Seguros Potencial de Seguros ainda é gigantesco Arrecadação de Prêmios e Contribuições 2003 R$ 73 bilhões Crescimento : 13% Penetração no PIB : 4,3% 2011 R$ 214 bilhões Crescimento : 15% Penetração no PIB : 5,2% 2012 R$ 253 bilhões Crescimento : 18% Penetração no PIB : 5,8% 20 Fonte: CNseg

21 O Mundo dos Seguros Potencial de Seguros ainda é gigantesco Apenas cerca de 13% das familias CDE estão cobertas por Assistência Médica Privada Apenas cerca de 4% das familias CDE estão cobertas por um Seguro de Vida Apenas cerca de 1% das familia CDE estão cobertas por Plano de Previdência Privada Fonte: IBGE Apenas 30 % da frota brasileira de Automóveis é segurada 21

22 Ciclo de Inclusão - Seguros Fontes: IMR e Pesquisa GPP

23 Ciclo de Inclusão - Seguros Embora exista um grande distanciamento entre esta faixa da população e o mercado de seguros, já identifica-se uma percepção da importância do Seguro, sobretudo para a classe C Na Rocinha e Heliópolis, a percepção da importância do seguro já é de 55% dos seus moradores Fontes: IMR e Pesquisa GPP

24 Ciclo de Inclusão - Seguros A Família é o Centro das Percepções Positivas do Seguro 24

25 Ciclo de Inclusão dos Seguros Percepções Positivas É uma caso ocorra o imprevisto Os filhos ficam A família nunca fica Os filhos recebem A Família fica Dá 25

26 AGENDA I O Universo dos Novos Consumidores 2 O Mundo do Seguros 3- Perspectivas e Oportunidades frente aos Novos Consumidores 26

27 PERSPECTIVAS A reboque da conscientização dos brasileiros, a tendência é de aumento no número de clientes tanto nos canais tradicionais como para os novos As Seguradoras vão se adaptando e customizando seus modelos de comercialização e atendimento para diferentes necessidades e demandas A Tecnologia será ainda mais relevante na relação de consumo e prestação de serviços O novo patamar de demandas requererá ainda mais atenção para questões de eficiência operacional de forma a proporcionar menores custos frente a um Mercado ainda mais competitivo 27

28 OPORTUNIDADES Superando os obstáculos e aproveitando de maneira consistente todas as oportunidades que vem a reboque dos efeitos positivos que passa a economia e a sociedade Maior número de casais sem filhos e mais mulheres chefes de família: 18,5% são constituídos por casais sem filhos. No total de domicílios onde residem casais sem filhos, 18,3% têm a mulher como figura principal Crescimento do número de pessoas morando sozinha o consumo de que mora sozinho cresce 6% ao ano, em média; A inclusão de famílias de baixa renda Mais consumidores de meia idade - Eles são mais empreendedores Em 2010 eles eram 21,1 milhões (17,1% da população), e cerca de 1,4 milhão de empresas brasileiras em fase inicial (com até 42 meses de existência) são comandadas por pessoas entre 55 e 64 28

29 PERSPECTIVAS OPORTUNIDADES Um Cenário que possibilita ao Mercado Segurador uma experiência de Consumidor mais completa e ajustada das novas necessidades e com capacidade para ampliar o atendimento e atingir todas as Classes Sociais E inserir na Economia e na Sociedade Brasileira um... 29

30 Novo Ciclo de Inclusão HABITACIONAL EDUCACIONAL BANCÁRIO SEGUROS Em 2011, o numero estimado de domicílios particulares permanentes foi de 61,3 milhões, 4,7% a mais que em 2009 Brasil está entre países que mais evoluíram em educação na última década, com avanços importantes nas regiões e grupos sociais com menor renda Brasil apresenta um número de contas correntes por agência próximo a dos países mais desenvolvidos O Brasil tem um Mercado de Seguros sólido e um modelo bem estruturado, que esta pronto para superar os desafios para ser o próximo no Ciclo de Inclusão 30

31 Obrigado! Marco Antonio Rossi Presidente

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência 1 Brasil Entre as Maiores Economias do Mundo Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência O Mundo do Seguro e Previdência Desafios

Leia mais

Superintendência Executiva N/CO Manaus / AM - Agosto/2011

Superintendência Executiva N/CO Manaus / AM - Agosto/2011 Superintendência Executiva N/CO Manaus / AM - Agosto/2011 Agenda Análise de Mercado Estrutura do Mercado de Seguros Brasileiro Distribuição Geográfica Mercado Interno de Veículos e Frota Circulante Desafios

Leia mais

Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros

Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO

Leia mais

SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS

SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS Marco Antonio Rossi Presidente da Fenaprevi Presidente da Bradesco Seguros Agenda Mercado Segurador Nacional Os direitos dos Segurados e Participantes Legislação O Brasil

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO 2 PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR 3 4 PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO Seguros Gerais 14 Milhões de Automóveis Segurados 7 Milhões

Leia mais

23/02/2010. Tarcísio José Massote de Godoy

23/02/2010. Tarcísio José Massote de Godoy 23/02/2010 Tarcísio José Massote de Godoy Agenda Grupo Segurador Brasil e Mercado Segurador Mundial Mercado de Seguros na América Latina Mercado de Seguros, Previdência e Capitalização Seguros e Previdência

Leia mais

Marco Antonio Rossi. FenaPrevi e o Mercado de Seguros e Previdência

Marco Antonio Rossi. FenaPrevi e o Mercado de Seguros e Previdência Marco Antonio Rossi FenaPrevi e o Mercado de Seguros e Previdência 1 Agenda 1. Linha do Tempo 2. Mercado Brasileiro 3. Indicadores de Desenvolvimento 4. Cenários 5. O Agregado de Oportunidades 6. Seguros

Leia mais

Alternativas para a aposentadoria no Brasil. Sérgio Rosa Diretor Presidente Brasilprev sergio.rosa@brasilprev.com.br

Alternativas para a aposentadoria no Brasil. Sérgio Rosa Diretor Presidente Brasilprev sergio.rosa@brasilprev.com.br Alternativas para a aposentadoria no Brasil Sérgio Rosa Diretor Presidente Brasilprev sergio.rosa@brasilprev.com.br A Brasilprev é... Nossos números:... Líder de mercado em captação líquida... a 3ª maior

Leia mais

Marco Antonio Rossi. A Economia Brasileira Atual com Foco na Área de Benefícios

Marco Antonio Rossi. A Economia Brasileira Atual com Foco na Área de Benefícios Marco Antonio Rossi A Economia Brasileira Atual com Foco na Área de Benefícios 1 Agenda 1. Linha do Tempo 2. Mercado Brasileiro 3. Cenários Indicadores de Desenvolvimento 4. Desafios e Oportunidades 5.

Leia mais

27.03.12. Paulo Safady Simão Presidente da CBIC

27.03.12. Paulo Safady Simão Presidente da CBIC 27.03.12 Paulo Safady Simão Presidente da CBIC REPRESENTANTE NACIONAL E INTERNACIONAL DAS ENTIDADES EMPRESARIAIS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E DO MERCADO IMOBILIÁRIO SINDICATOS, ASSOCIAÇÕES E CÂMARAS 62

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Rio de Janeiro, 21/09/2012 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho

Leia mais

Taxa de desocupação foi de 9,3% em janeiro

Taxa de desocupação foi de 9,3% em janeiro Taxa de desocupação foi de 9,3% em janeiro A taxa de desocupação registrada pela Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE, nas seis principais Regiões Metropolitanas do país (Recife, Salvador, Belo Horizonte,

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 2 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 3 4 SEGUROS E RESSEGUROS:

Leia mais

Boletim Econômico. Federação Nacional dos Portuários. Sumário

Boletim Econômico. Federação Nacional dos Portuários. Sumário Boletim Econômico Federação Nacional dos Portuários Agosto de 2014 Sumário Indicadores de desenvolvimento brasileiro... 2 Emprego... 2 Reajuste dos salários e do salário mínimo... 3 Desigualdade Social

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015. José Aguiar Superintendente Abecip

Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015. José Aguiar Superintendente Abecip Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015 José Aguiar Superintendente Abecip São Paulo, 29 de Outubro de 2014 AGENDA: Overview Pilares do crescimento Crédito imobiliário: situação atual E o funding?

Leia mais

PNAD 2011. Acesso à Internet e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal

PNAD 2011. Acesso à Internet e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal PNAD 2011 Acesso à Internet e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal Rio de Janeiro, 16/05/2013 1 Características Em 2011 foram visitados 146 mil domicílios e entrevistadas 359 mil pessoas. 2

Leia mais

Panorama Municipal. Município: Aliança / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia

Panorama Municipal. Município: Aliança / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia Município: Aliança / PE Aspectos sociodemográficos Demografia A população do município ampliou, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, à taxa de 0,06% ao ano, passando de 37.188 para 37.415 habitantes.

Leia mais

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010.

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010. PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010 Eugênio Velasques 2020 2030 2040 2050 2010 Evolução da População 300 250 200 150 5 vezes

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

Oportunidades no Seguro de Automóvel. Marco Antonio Gonçalves

Oportunidades no Seguro de Automóvel. Marco Antonio Gonçalves Oportunidades no Seguro de Automóvel Marco Antonio Gonçalves Crescimento da Índústria Automobilística Venda de Carros Bate Recorde! De janeiro a setembro foram vendidas 2,3 milhões de unidades, 4,2% a

Leia mais

Sumário Executivo. Amanda Reis. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo

Sumário Executivo. Amanda Reis. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo Comparativo entre o rendimento médio dos beneficiários de planos de saúde individuais e da população não coberta por planos de saúde regional e por faixa etária Amanda Reis Luiz Augusto Carneiro Superintendente

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 2 3 SEGUROS E RESSEGUROS: UM

Leia mais

Demonstrativo da extrema pobreza: Brasil 1990 a 2009

Demonstrativo da extrema pobreza: Brasil 1990 a 2009 Campinas, 29 de fevereiro de 2012 AVANÇOS NO BRASIL Redução significativa da população em situação de pobreza e extrema pobreza, resultado do desenvolvimento econômico e das decisões políticas adotadas.

Leia mais

Quase 10% dos brasileiros têm mais de 70 anos. Segundo o IBGE, em 40 anos o número de idosos deverá superar o de jovens

Quase 10% dos brasileiros têm mais de 70 anos. Segundo o IBGE, em 40 anos o número de idosos deverá superar o de jovens Um país de idosos Quase 10% dos brasileiros têm mais de 70 anos. Segundo o IBGE, em 40 anos o número de idosos deverá superar o de jovens A expectativa de vida do brasileiro aumentou mais de 20 anos em

Leia mais

Dinamismo do mercado de trabalho eleva a formalização das relações de trabalho de homens e mulheres, mas a desigualdade persiste

Dinamismo do mercado de trabalho eleva a formalização das relações de trabalho de homens e mulheres, mas a desigualdade persiste Dinamismo do mercado de trabalho eleva a formalização das relações de trabalho de homens e mulheres, mas a desigualdade persiste Introdução De maneira geral, as mulheres enfrentam grandes dificuldades

Leia mais

Florianópolis, 17 de agosto de 2011.

Florianópolis, 17 de agosto de 2011. PROXIMIDADE DO FIM DE ANO IMPACTA A PERSPECTIVA DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS CATARINENSES EM SETEMBRO O forte crescimento mensal da perspectiva de consumo das famílias catarinenses, de 12,7%, foi o principal

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego - PME

Pesquisa Mensal de Emprego - PME Pesquisa Mensal de Emprego - PME Dia Internacional da Mulher 08 de março de 2012 M U L H E R N O M E R C A D O D E T R A B A L H O: P E R G U N T A S E R E S P O S T A S A Pesquisa Mensal de Emprego PME,

Leia mais

A emergência da classe média no Brasil

A emergência da classe média no Brasil División América Departamento Econômico André Loes A emergência da classe média no Santander, 06 de julho de 2007 : um Campeão da Desigualdade de renda Coeficiente de Gini no mundo (0 = igualdade absoluta,

Leia mais

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Curso de Prefeitos Eleitos 2013 a 2016 ARDOCE Missão Ser um banco competitivo e rentável, promover o desenvolvimento sustentável do Brasil e cumprir sua função pública

Leia mais

PERSPECTIVAS DO MERCADO SEGURADOR DE AUTOMÓVEL Belo Horizonte/MG Setembro 2014

PERSPECTIVAS DO MERCADO SEGURADOR DE AUTOMÓVEL Belo Horizonte/MG Setembro 2014 PERSPECTIVAS DO MERCADO SEGURADOR DE AUTOMÓVEL Belo Horizonte/MG Setembro 2014 Perspectivas A Transformação dos Consumidores Serviços ao Cliente Tendências PERSPECTIVAS CENÁRIO BRASILEIRO O Real se desvalorizou

Leia mais

Crise e respostas de políticas públicas Brasil

Crise e respostas de políticas públicas Brasil Crise e respostas de políticas públicas Brasil Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada BRASIL Jorge Abrahão de Castro Diretor da Diretoria de Estudos Sociais Brasília, 08 de setembro de 2009 Situação

Leia mais

na região metropolitana do Rio de Janeiro

na região metropolitana do Rio de Janeiro O PERFIL DOS JOVENS EMPREENDEDORES na região metropolitana do Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL MARÇO DE 2013 Nº21 PANORAMA GERAL Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE) de 2011,

Leia mais

Big Data e BI: Como coletar e armazenar dados para um objetivo de negócio definido

Big Data e BI: Como coletar e armazenar dados para um objetivo de negócio definido Big Data e BI: Como coletar e armazenar dados para um objetivo de negócio definido 3º Encontro Anual Insurance Tech América Latina 2015 Marcos Antonio Nogueira de Siqueira Liberty Seguros Mercado de Seguros

Leia mais

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 A GSMA representa os interesses da indústria mundial de comunicações móveis. Presente em mais de 220 países, a GSMA

Leia mais

Empreendendo em um Mercado de OPORTUNIDADES

Empreendendo em um Mercado de OPORTUNIDADES Empreendendo em um Mercado de OPORTUNIDADES Enrico Giovanni Oliveira Ventura Vitória, 23 de julho de 2015 EMPREENDENDO EM UM MERCADO DE OPORTUNIDADES 2 EMPREENDENDO EM UM MERCADO DE OPORTUNIDADES 3 O MERCADO

Leia mais

A C L A S S E M É D I A B R A S I L E I R A

A C L A S S E M É D I A B R A S I L E I R A 1 A C L A S S E M É D I A B R A S I L E I R A O p o r t u n i d a d e s d e n e g ó c i o s e m u m m e r c a d o d e R $ 1 T R I L H Ã O R E N A T O M E I R E L L E S r e n a t o @ d a t a p o p u l a

Leia mais

Microsseguros e Seguros Populares Almoço no CVG-RJ. Eugênio Velasques Rio de Janeiro, 27 de outubro de 2011

Microsseguros e Seguros Populares Almoço no CVG-RJ. Eugênio Velasques Rio de Janeiro, 27 de outubro de 2011 Microsseguros e Seguros Populares Almoço no CVG-RJ Eugênio Velasques Rio de Janeiro, 27 de outubro de 2011 BANCÁRIA 3 4 EDUCACIONAL TECNOLÓGICA/ DIGITAL INCLUSÕES 5 2 HABITACIONAL SECURITÁRIA 6 1 SOCIAL

Leia mais

Investimento para Mulheres

Investimento para Mulheres Investimento para Mulheres Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem

Leia mais

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário Boletim Econômico e do Setor Portuário Junho de 2014 Sumário Indicadores da Economia Nacional... 2 O Produto Interno Bruto PIB no primeiro trimestre de 2014... 2 Os Índices de Inflação... 3 O Mercado de

Leia mais

O Que Vem Mudando Nos Hábitos De Consumo Da Classe C

O Que Vem Mudando Nos Hábitos De Consumo Da Classe C VAREJO Agosto - 2012 O Que Vem Mudando Nos Hábitos De Consumo Da Classe C Desde a criação do Real e a estabilização da economia, o poder aquisitivo da população brasileira aumentou de forma significativa.

Leia mais

Cenário econômico-político do Brasil: momento atual e perspectivas

Cenário econômico-político do Brasil: momento atual e perspectivas Simpósio UNIMED 2015 Cenário econômico-político do Brasil: momento atual e perspectivas Mansueto Almeida 28 de agosto de 2015 Indústria: o que aconteceu? Produção Física da Indústria de Transformação 2002-

Leia mais

Estudo Estratégico n o 5. Desenvolvimento socioeconômico na metrópole e no interior do Rio de Janeiro Adriana Fontes Valéria Pero Camila Ferraz

Estudo Estratégico n o 5. Desenvolvimento socioeconômico na metrópole e no interior do Rio de Janeiro Adriana Fontes Valéria Pero Camila Ferraz Estudo Estratégico n o 5 Desenvolvimento socioeconômico na metrópole e no interior do Rio de Janeiro Adriana Fontes Valéria Pero Camila Ferraz PANORAMA GERAL ERJ é o estado mais urbano e metropolitano

Leia mais

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros 1 of 5 11/26/2010 2:57 PM Comunicação Social 26 de novembro de 2010 PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009 Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros O número de domicílios

Leia mais

MICROSSEGUROS Aspectos Relevantes. SUSEP Superintendência de Seguros Privados Rio de Janeiro agosto de 2014

MICROSSEGUROS Aspectos Relevantes. SUSEP Superintendência de Seguros Privados Rio de Janeiro agosto de 2014 MICROSSEGUROS Aspectos Relevantes SUSEP Superintendência de Seguros Privados Rio de Janeiro agosto de 2014 1. Conceito e aspectos relevantes envolvendo os microsseguros 2. Histórico e Potencial no Brasil

Leia mais

POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO

POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO A IMPORTÂNCIA DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA Outubro / 2014 POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO Histórico recente da evolução do crédito à moradia Impactos dos investimentos

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL II RELATÓRIO ANALÍTICO

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL II RELATÓRIO ANALÍTICO II RELATÓRIO ANALÍTICO 15 1 CONTEXTO ECONÔMICO A quantidade e a qualidade dos serviços públicos prestados por um governo aos seus cidadãos são fortemente influenciadas pelo contexto econômico local, mas

Leia mais

Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal

Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Ministério das Comunicações Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD Suplementar 2013 Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular

Leia mais

ANÁLISE CONJUNTURAL DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO CATARINENSE: 2012-2013

ANÁLISE CONJUNTURAL DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO CATARINENSE: 2012-2013 GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL, TRABALHO E HABITAÇÃO SST DIRETORIA DE TRABALHO E EMPREGO DITE COORDENAÇÃO ESTADUAL DO SISTEMA NACIONAL DE EMPREGO SINE SETOR

Leia mais

PROJETO DE LEI N o, DE 2008

PROJETO DE LEI N o, DE 2008 PROJETO DE LEI N o, DE 2008 (Da Sra. Elcione Barbalho) Altera a Lei n.º 9.998, de 17 de agosto de 2000, estendendo o uso dos recursos do Fundo de Universalização das Telecomunicações (Fust) à prestação

Leia mais

Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.

Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com. Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Julho/2005 1) Introdução O objetivo deste estudo foi avaliar

Leia mais

O Crédito no Varejo e as Estratégias para Compreender e Atender o Novo Consumidor. Francisco Freitas Cordeiro Presidente da CDL de Fortaleza

O Crédito no Varejo e as Estratégias para Compreender e Atender o Novo Consumidor. Francisco Freitas Cordeiro Presidente da CDL de Fortaleza O Crédito no Varejo e as Estratégias para Compreender e Atender o Novo Consumidor Francisco Freitas Cordeiro Presidente da CDL de Fortaleza Fortaleza Ceará Turismo: Estado do Ceará Movimento no Aeroporto

Leia mais

Sumário PNAD/SIMPOC 2001 Pontos importantes

Sumário PNAD/SIMPOC 2001 Pontos importantes Sumário PNAD/SIMPOC 2001 Pontos importantes Sistema de pesquisas domiciliares existe no Brasil desde 1967, com a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD; Trata-se de um sistema de pesquisas

Leia mais

Pessoas que cuidam de pessoas

Pessoas que cuidam de pessoas Pessoas que cuidam de pessoas Agenda Cenário Econômico Mundial Ranking PIB 2012 15,68 8,22 5,96 3,40 2,60 2,44 2,39 2,02 2,01 1,82 Estados Unidos China Japão Alemanha França Reino Brasil Rússia Itália

Leia mais

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros Categoria Setor de Mercado Seguros 1 Apresentação da empresa e sua contextualização no cenário competitivo A Icatu Seguros é líder entre as seguradoras independentes (não ligadas a bancos de varejo) no

Leia mais

Workshop - Mercado Imobiliário

Workshop - Mercado Imobiliário Workshop - Mercado Imobiliário Workshop - Mercado Imobiliário Workshop - Mercado Imobiliário 1. O que está acontecendo com o Brasil? 2. Por que o Brasil é a bola da vez? 3. Por que o Mercado imobiliário

Leia mais

RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO. Junho de 2012

RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO. Junho de 2012 RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO Junho de 2012 Riscos e oportunidades para a indústria de bens de consumo A evolução dos últimos anos, do: Saldo da balança comercial da indústria

Leia mais

Entrevista CADERNOS DE SEGURO

Entrevista CADERNOS DE SEGURO Entrevista 6 Marco Antonio Rossi Presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) POR Vera de Souza e Lauro Faria

Leia mais

PERFORMANCE DA CONSTRUÇÃO CIVIL *

PERFORMANCE DA CONSTRUÇÃO CIVIL * PERFORMANCE DA CONSTRUÇÃO CIVIL * Departamento de Economia e Construção Civil da Habicamp * Sérgio S Vargas, Vice-Presidente da Habicamp. 2007 Performance da Construção Civil + 104,00% + 12,55% (1) Vendas

Leia mais

Jornada de Aprendizado. Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg)

Jornada de Aprendizado. Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) Jornada de Aprendizado Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) Promovendo os microsseguros: Educação Financeira Conteúdo

Leia mais

Censo Demográfico 2010 FAMÍLIA E DOMICÍLIO

Censo Demográfico 2010 FAMÍLIA E DOMICÍLIO Censo Demográfico 2010 FAMÍLIA E DOMICÍLIO Rio de Janeiro, 17 de outubro de 2012 FAMÍLIA A importância de se estudar FAMÍLIA Desempenha papel central na economia do país, como fonte de produção doméstica,

Leia mais

APRESENTAÇÃO NO INSTITUTO DO VAREJO

APRESENTAÇÃO NO INSTITUTO DO VAREJO APRESENTAÇÃO NO INSTITUTO DO VAREJO 18 de Agosto de 2006 Demian Fiocca Presidente do BNDES www.bndes.gov.br 1 BRASIL: NOVO CICLO DE DESENVOLVIMENTO Um novo ciclo de desenvolvimento teve início em 2004.

Leia mais

www.ouroseguros.com.br

www.ouroseguros.com.br Empreenda em uma das áreas mais rentáveis e que mais cresce no Brasil: Crescimento de 8, 5% em relação ao ano de 2013 251 bilhões em prêmios arrecadados 119 bilhões em indenizações, benefícios e resgates

Leia mais

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia brasileira continuarácrescendo firmemente nos

Leia mais

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010 Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL Outubro de 2010 Aviso Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas

Leia mais

O Brasil e a Internet Ubíqua: Avanços e Perspectivas

O Brasil e a Internet Ubíqua: Avanços e Perspectivas ARTIGO O Brasil e a Internet Ubíqua: Avanços e Perspectivas AUTORES Antonio Eduardo Ripari Neger Presidente da Associação Brasileira de Internet (ABRANET). Engenheiro formado pela Unicamp, advogado formado

Leia mais

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009 Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009 Agenda Estrutura do Mercado de Cartões Principais Números da Indústria de Cartões no Brasil Situação Atual da Indústria

Leia mais

ipea 45 NOTA TÉCNICA Pobreza e crise econômica: o que há de novo no Brasil metropolitano anos

ipea 45 NOTA TÉCNICA Pobreza e crise econômica: o que há de novo no Brasil metropolitano anos ipea 45 anos NOTA TÉCNICA Pobreza e crise econômica: o que há de novo no Brasil metropolitano Rio de Janeiro, maio de 2009 1 Pobreza e crise econômica: o que há de novo no Brasil metropolitano Marcio Pochmann

Leia mais

O Modelo de Desenvolvimento Brasileiro

O Modelo de Desenvolvimento Brasileiro GESTÃO DE MACROPOLÍTICAS PÚBLICAS FEDERAIS O Modelo de Desenvolvimento Brasileiro Esther Dweck Brasília Ministério do Planejamento 04 de fevereiro de 2014 O modelo de desenvolvimento brasileiro Objetivos

Leia mais

Educação Financeira e Consumo Consciente do Crédito. Leonel Andrade, Presidente Credicard Outubro de 2010

Educação Financeira e Consumo Consciente do Crédito. Leonel Andrade, Presidente Credicard Outubro de 2010 Educação Financeira e Consumo Consciente do Crédito Leonel Andrade, Presidente Credicard Outubro de 2010 Cenário Macro-Econômico 13,0 13,1 % DESEMPREGO 1.456 RENDA 10,9 11,2 10,8 10,7 10,1 8,7 9,0 7,5

Leia mais

OS IMPACTOS MACROECONÔMICOS NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO: O QUE APRENDEMOS NAS DUAS ÚLTIMAS DÉCADAS

OS IMPACTOS MACROECONÔMICOS NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO: O QUE APRENDEMOS NAS DUAS ÚLTIMAS DÉCADAS OS IMPACTOS MACROECONÔMICOS NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO: O QUE APRENDEMOS NAS DUAS ÚLTIMAS DÉCADAS José Aguiar Superintendente - Abecip Rio de Janeiro, 18 de Setembro de 2014 AGENDA: Overview Pilares do crescimento

Leia mais

BRASILEIROS VÃO INVESTIR 13,5% A MAIS COM EDUCAÇÃO EM 2012

BRASILEIROS VÃO INVESTIR 13,5% A MAIS COM EDUCAÇÃO EM 2012 1 BRASILEIROS VÃO INVESTIR 13,5% A MAIS COM EDUCAÇÃO EM 2012 Antônio Eugênio Cunha* O brasileiro vai investir 13,5% a mais com educação em 2012 relativo ao ano anterior. Este é o levantamento divulgado

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Pesquisa Mensal de Emprego PME Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Algumas das principais

Leia mais

Competitividade da indústria nacional de PCs Política industrial e incentivos fiscais no Brasil. 6 de outubro de 2009

Competitividade da indústria nacional de PCs Política industrial e incentivos fiscais no Brasil. 6 de outubro de 2009 Competitividade da indústria nacional de PCs Política industrial e incentivos fiscais no Brasil 6 de outubro de 2009 1 Agenda Estado da Indústria Nacional de Informática Estímulos à Indústria Nacional

Leia mais

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização Panorama e Perspectivas / Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização 1. Sumário Executivo... 2 2. Seguradoras do grupo de seguros gerais... 2 2.1 Ramos do grupo de seguros gerais...

Leia mais

Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País.

Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. OBJETIVOS A Pesquisa

Leia mais

MERCADO IMOBILIÁRIO PARA ONDE CAMINHA A DEMANDA?

MERCADO IMOBILIÁRIO PARA ONDE CAMINHA A DEMANDA? MERCADO IMOBILIÁRIO PARA ONDE CAMINHA A DEMANDA? CII Comissão da Indústria Imobiliária José da Silva Aguiar Superintendente Técnico da ABECIP Data: 23/maio/2014 Pauta 1) Financiamento Imobiliário SBPE

Leia mais

Pobreza e Prosperidade. Metropolitanas Brasileiras: Balanço e Identificação de Prioridades. Compartilhada nas Regiões

Pobreza e Prosperidade. Metropolitanas Brasileiras: Balanço e Identificação de Prioridades. Compartilhada nas Regiões Pobreza e Prosperidade Compartilhada nas Regiões Metropolitanas Brasileiras: Balanço e Identificação de Prioridades Aude-Sophie Rodella Grupo Sectorial da Pobreza Brasilia, June 2015 No Brasil, a pobreza

Leia mais

A nova classe média vai às compras

A nova classe média vai às compras A nova classe média vai às compras 18 KPMG Business Magazine Cenário é positivo para o varejo, mas empresas precisam entender o perfil do novo consumidor Nos últimos anos o mercado consumidor brasileiro

Leia mais

O Brasil e a Crise Internacional

O Brasil e a Crise Internacional O Brasil e a Crise Internacional Sen. Aloizio Mercadante PT/SP 1 fevereiro de 2009 Evolução da Crise Fase 1 2001-2006: Bolha Imobiliária. Intensa liquidez. Abundância de crédito Inovações financeiras Elevação

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE DA SEGURIDADE SOCIAL NO BRASIL TENDO EM CONTA OS MODELOS CONTRIBUTIVOS E NÃO CONTRIBUTIVOS

A SUSTENTABILIDADE DA SEGURIDADE SOCIAL NO BRASIL TENDO EM CONTA OS MODELOS CONTRIBUTIVOS E NÃO CONTRIBUTIVOS A SUSTENTABILIDADE DA SEGURIDADE SOCIAL NO BRASIL TENDO EM CONTA OS MODELOS CONTRIBUTIVOS E NÃO CONTRIBUTIVOS Semana Internacional de la Seguridad Social 2012 Promoviendo una Cultura de Prevención Quito,

Leia mais

Apesquisa suplementar sobre acesso à Internet e posse de telefone

Apesquisa suplementar sobre acesso à Internet e posse de telefone Análise dos resultados Apesquisa suplementar sobre acesso à Internet e posse de telefone móvel celular para uso pessoal ampliou a investigação rotineira da PNAD, que restringe o levantamento sobre o assunto

Leia mais

Características Em 2013, foram visitados 149 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas.

Características Em 2013, foram visitados 149 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas. Rio de Janeiro, 18/09/2014 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho e rendimento Trabalho infantil Fecundidade Características

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

Política tributária em telecomunicações

Política tributária em telecomunicações Pedro Lucas da C. P. Araujo Departamento de Banda Larga 5º Encontro de Telecomunicações São Paulo, 7 de agosto de 2013 Estrutura da apresentação Ministério das Comunicações Objetivos ao longo do tempo

Leia mais

Sustentabilidade do Setor de Saúde Suplementar. Leandro Fonseca Diretor Adjunto de Normas e Habilitação de Operadoras - DIOPE

Sustentabilidade do Setor de Saúde Suplementar. Leandro Fonseca Diretor Adjunto de Normas e Habilitação de Operadoras - DIOPE Seminário Anual de Saúde 2013 Sustentabilidade dos programas de saúde: desafios e oportunidades Leandro Fonseca ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar 16 de maio de 2013 2013 Towers Watson. Todos os

Leia mais

Bolha imobiliária: realidade ou ficção? Marcelo Barros, economista, professor da FBV Antônio Pessoa, economista, professor da FBV

Bolha imobiliária: realidade ou ficção? Marcelo Barros, economista, professor da FBV Antônio Pessoa, economista, professor da FBV Bolha imobiliária: realidade ou ficção? Marcelo Barros, economista, professor da FBV Antônio Pessoa, economista, professor da FBV Las Vegas - EUA Barro Recife/PE Qual é o imóvel mais caro? Fonte: Blog

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2009

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2009 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2009 Desafios do Programa Habitacional Minha Casa Minha Vida Profa. Dra. Sílvia Maria Schor O déficit habitacional brasileiro é

Leia mais

Por que Serviços? Serviços (% PIB) - eixo da esquerda PIB per capita ($ de 2005) - eixo da direita

Por que Serviços? Serviços (% PIB) - eixo da esquerda PIB per capita ($ de 2005) - eixo da direita Por que Serviços? Jorge Arbache 1 Bens e serviços estão se combinando por meio de uma relação cada vez mais sinergética e simbiótica para formar um terceiro produto que nem é um bem industrial tradicional,

Leia mais

Política e Sistema de Promoção e Proteção do Emprego PROPOSTA DAS CENTRAIS SINDICAIS

Política e Sistema de Promoção e Proteção do Emprego PROPOSTA DAS CENTRAIS SINDICAIS Política e Sistema de Promoção e Proteção do Emprego PROPOSTA DAS CENTRAIS SINDICAIS Novembro, 2013 1 Política e Sistema de Promoção e Proteção do Emprego PROPOSTA DAS CENTRAIS SINDICAIS Novembro, 2013

Leia mais

Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade

Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade Alessandro Golombiewski Teixeira Secretário-Executivo do MDIC Rio de Janeiro, Agosto de 2011 Introdução 1 Contexto

Leia mais

Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011

Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011 Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011 Agenda O grupo Endesa 1 Características da COELCE e do estado do Ceará 2 Qualidade dos Serviços Técnicos e Comerciais 3 Investimentos

Leia mais

Bancarização no Brasil

Bancarização no Brasil Bancarização no Brasil 18 de setembro de 2009 1 Bancarização Mensagem inicial O índice de bancarização no Brasil ainda é muito baixo, com grande potencial a ser explorado Felaban (Federação Latino-Americana

Leia mais

SECOVI MINHA CASA, MINHA VIDA

SECOVI MINHA CASA, MINHA VIDA SECOVI MINHA CASA, MINHA VIDA Miriam Belchior Ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão São Paulo, 15 de julho de 2013 NOVOS MOTORES DO CRESCIMENTO Modelo brasileiro diversificou as fontes de crescimento

Leia mais

Salvador, 03/04/2008. 5º Congresso GIFE. Novos Arranjos do investimento social privado. Crédito social sustentado

Salvador, 03/04/2008. 5º Congresso GIFE. Novos Arranjos do investimento social privado. Crédito social sustentado presentação Sitawi Crédito ocial sustentado Salvador, 03/04/2008 5º Congresso GIFE Novos Arranjos do investimento social privado Crédito social sustentado O financiamento de OSCs é baseado principalmente

Leia mais

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Senado Federal 23.jun.2009

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Senado Federal 23.jun.2009 Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento Senado Federal 23.jun.2009 O que representa a indústria de cartões... 38 bancos emissores 500 milhões de plásticos e 5,5 bi de transações mais de 60% dos domicílios

Leia mais

São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO E OS TRABALHADORES Pulverizado, com uma grande concentração de empresas de pequeno porte - mais de 60% dos trabalhadores estão

Leia mais

Questionário para Instituidoras

Questionário para Instituidoras Parte 1 - Identificação da Instituidora Base: Quando não houver orientação em contrário, a data-base é 31 de Dezembro, 2007. Dados Gerais Nome da instituidora: CNPJ: Endereço da sede: Cidade: Estado: Site:

Leia mais

Programas Sociais. A recente experiência paulistana

Programas Sociais. A recente experiência paulistana Programas Sociais A recente experiência paulistana DIAGNÓSTICO A cidade tem hoje mais de um milhão de desempregados e perdeu, entre 1991 e 2000, 570 mil postos de trabalho na indústria Na última década,

Leia mais