Ciclo Apimec Itaú Unibanco Holding S.A.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ciclo Apimec 2009. Itaú Unibanco Holding S.A."

Transcrição

1 Ciclo Apimec 2009 Itaú Unibanco Holding S.A. Junho/Julho de 2009

2

3 Junho de 2009 Prezados (as), Desde 1996 o Itaú promove reuniões públicas nas regionais da Apimec, onde temos a oportunidade de discutir em detalhes a performance da Companhia, sua estratégia de criação de valor e perspectivas para o futuro. A associação entre Itaú e Unibanco fez de 2008 um marco na história do mercado financeiro nacional. No ano passado, enquanto ainda operavam independentes, Itaú e Unibanco realizaram, respectivamente, 16 e 5 reuniões Apimec. A primeira reunião Apimec realizada após a associação, em São Paulo, registrou mais de 640 participantes. Neste ano, ampliando seu compromisso com a disseminação da cultura do mercado de capitais, o Itaú Unibanco espera superar o número de reuniões Apimec atingido em 2008, tendo agendadas até o momento oito reuniões para o ano de O comprometimento com o desenvolvimento do mercado de capitais (e consequentemente com o desenvolvimento do país) é uma orientação que permeia todas as nossas atividades, exercidas com transparência, dedicação e respeito aos acionistas, analistas e investidores. A parceria entre Itaú Unibanco e BVS&A (Bolsa de Valores Sociais e Ambientais da BM&FBovespa), que tem como objetivo incentivar os participantes das reuniões Apimec a investir em programas e projetos de organizações não governamentais selecionadas pela BVS&A, foi um sucesso. Foram doados mais de R$ 70 mil em 2007 e mais de R$ 110 mil em 2008 por meio dessa iniciativa que estamos mantendo para o ano de Portanto cada convidado receberá um vale de R$40 para doar a um dos projetos ou programas selecionados. Sendo assim, é com grande satisfação que damos as boas vindas, a todos os participantes do Ciclo de Reuniões Apimec Itaú Unibanco Cordialmente, Diretor de Relações com Investidores Itaú Unibanco Holding S.A.

4 Itaú Unibanco Holding S.A. Porto Alegre 17 junho Belo Horizonte 18 junho Fortaleza 25 junho Rio de Janeiro 29 junho Juiz de Fora 30 junho Campinas 02 julho Florianópolis 07 julho Santos 08 julho Ciclo APIMEC º Semestre Informações importantes Para o período de 2003 a 2007 os valores de Resultado e Patrimoniais do Itaú Unibanco representam a simples soma das informações do Itaú e do Unibanco nestes períodos. Para fins de comparabilidade, as Demonstrações Contábeis (Demonstrações do Resultado e Balanços Patrimoniais) foram ajustadas no 1T/08 e 4T/08 com a consolidação de 100% da Redecard. 2 Ciclo Apimec 2009

5 Agenda Itaú Unibanco Governança Corporativa Principais Indicadores Resultados Ranking Carteira de Crédito e Inadimplência Segmentação Itaú Unibanco no Mercado de Capitais 01 Itaú Unibanco Total de Ativos (R$ milhões) Patrimônio Líquido (R$ milhões) Ativos sob Gestão (R$ milhões) ROE Médio Recorrente Índice de Solvência (Basiléia) Colaboradores (pessoas) Agências e PABs (unidades) Caixas Eletrônicos (unidades) 1T/ ,1% 16,5% Itaú Unibanco Holding S.A. 3

6 Estrutura Societária Família E.S.A. Free Float Família Moreira Salles 33,47% Total 66,53% Total Itaúsa 18,38% Total IUPAR Itaú Unibanco Participações S.A. 25,90% Total Itaú Unibanco Holding S.A. Bank of America 5,43% Total Free Float 10,34% ON 91,51% PN 50,29% Total 03 A Estratégia do Processo de Integração Sinergias Em Receitas Em Custos Back office Back office Modelo Itaú 04 4 Ciclo Apimec 2009

7 Uma Única Cultura Modo Itaú de Fazer Feedback Jeito Unibanco Nosso jeito de fazer 05 A Estratégia do Processo de Integração Esforços na retenção dos talentos de cada uma das instituições Manteve ativas todas as parcerias existentes com terceiros Uma cultura única Nosso Jeito de Fazer Foco no cumprimento das metas Sinergias ocorrerão naturalmente, sem a necessidade de um programa de demissão 06 Itaú Unibanco Holding S.A. 5

8 Processo de Integração Desde 20 de maio de 2009, Itaú Unibanco no mercado financeiro se escreve ITUB ADR: ITUB (Preferencial) Ordinária: ITUB3 Preferencial: ITUB4 CEDEAR: ITUB4 (Preferencial) 07 Processo de Integração Etapas concluídas: executivos até os níveis gerenciais; Corporate, Banco de Investimento e Tesourarias; Seguros, Previdência, Financiamentos de Veículos e Imobiliário plataforma única Itaú Unibanco; Caixas e comunicação e identidade visual para os clientes dos dois bancos. Próximos passos: Anúncio das marcas; Projeto piloto da integração das agências previsão de início: Agosto/2009 O objetivo final é oferecer aos clientes Itaú o que há de melhor no Unibanco, e aos clientes Unibanco, aquilo que o Itaú tem de melhor 08 6 Ciclo Apimec 2009

9 Agenda Itaú Unibanco Governança Corporativa Principais Indicadores Resultados Ranking Carteira de Crédito e Inadimplência Segmentação Itaú Unibanco no Mercado de Capitais 09 Governança Corporativa Conselho de Administração Presidente Pedro Moreira Salles Vice-Presidentes Alfredo Egydio Arruda Villela Filho Roberto Egydio Setubal (*) Membros 1- Alcides Lopes Tápias (independente) 7- Gustavo Jorge Laboissiere Loyola (independente) 2- Alfredo Egydio Setubal (**) 8- Henri Penchas 3- Candido Botelho Bracher 9- Israel Vainboim 4- Fernando Roberto Moreira Salles 10- Pedro Luiz Bodin de Moraes (independente) 5- Francisco Eduardo de Almeida Pinto 11- Ricardo Villela Marino 6- Guilhermo Alejandro Cortina (*) Também ocupa o cargo de CEO. (**) Diretor de Relações com Investidores. 10 Itaú Unibanco Holding S.A. 7

10 Governança Corporativa Membros: Alcides Tapias, Eduardo Guimarães, Gustavo Loyola, Guy Andrade (*) e Tereza Grossi (*) Conselho Fiscal Assembleia Geral dos Acionistas Conselho de Administração Comitê de Divulgação e Negociação Comitê de Auditoria Comitê de Nomeação e Remuneração Comitê de Políticas Contábeis Comitê de Gestão de Riscos e de Capital Auditoria Interna Auditoria Externa Itaú Unibanco Holding S.A. Balanços Consolidados (*) Especialistas Financeiros 11 Governança Corporativa Presidente Executivo (CEO) Roberto Egydio Setubal Wealth Management and Services TI, Jurídico e Compliance Marketing Rede de Agências (Varejo) Cartões de Crédito e Consumer Finance Risco Operacional, Eficiência e Projeto de Integração Veículos e Crédito Imobiliário Itaú BBA - Corporate e Banco de Investimentos Recursos Humanos e Unidades Externas Micro, Pequenas e Médias Empresas Finanças e Riscos Seguros 12 8 Ciclo Apimec 2009

11 Agenda Itaú Unibanco Governança Corporativa Principais Indicadores Resultados Ranking Carteira de Crédito e Inadimplência Segmentação Itaú Unibanco no Mercado de Capitais 13 Principais Indicadores (R$ Bilhões) CAGR (2003-1T09) 25,4% 17,7% 27,6% Ativos Totais Patrimônio Líquido Carteira de empréstimos (*) 188,4 19,1 76, ,6 43,7 271,9 484,6 27,7% 618,9 41,5 8,4% 45,0 218,0 25,1% 272,7 (*) Inclui Avais e Fianças 31/mar/08 31/mar/09 31/mar/08 31/mar/09 31/mar/08 31/mar/09 14 Itaú Unibanco Holding S.A. 9

12 Ciclo Apimec 2009

13 Principais Indicadores Histórico das Quantidades de Pontos de Atendimento Agências Postos de Atendimento Bancário (PAB) Outros (*) Var (%) 7,8-6,0 21,0 Caixas Eletrônicos ,5 jun/07 mar/09 (*) Inclui lojas, quiosques e núcleos de atendimento: Taií, Fininvest, Hipercard, LuizaCred e PontoCred. 17 Principais Indicadores Presença Nacional Participação de Mercado Norte e Nordeste Agências: 295 Participação: 8% Itaú Unibanco Santander Real Banco do Brasil Nossa Caixa Bradesco Outros Centro-Oeste, Sudeste e Sul Agências: Participação: 22% Total Agências: Participação: % Fonte: Banco Central do Brasil - Mar/ Itaú Unibanco Holding S.A. 11

14 Principais Indicadores Presença Internacional Presença em 12 Países 31 de março de 2009 Ativos US$ Milhões Patrimônio Líquido Agências no Exterior Itaú Argentina Itaú Bank Itaú Europa Itaú Chile Itaú Uruguai Interbanco (Paraguai) Empresas Unibanco Outras Empresas no Exterior Consolidado no Exterior Agenda Itaú Unibanco Governança Corporativa Principais Indicadores Resultados Ranking Carteira de Crédito e Inadimplência Segmentação Itaú Unibanco no Mercado de Capitais Ciclo Apimec 2009

15 Resultados Destaques (R$ Milhões) Variação 1T/09 4T/08 1T/09 x 4T/08 Lucro Líquido Total Lucro Líquido Recorrente Capitalização de Mercado ,7% 9,5% -1,8% 31/mar/09 31/dez/08 31/mar/09 x 31/dez/08 Ativos Totais Operações de Crédito (*) Depósitos Debêntures Obrigações por TVM e Empréstimos e Repasses Patrimônio Líquido Final ,3% 0,3% -0,8% 3,1% (*) Inclui Avais e Fianças 21 Resultados Evolução do Lucro Líquido Recorrente (R$ Bilhões) CAGR (2003-1T09) 16,3% 9,8 10,6 4,2 2,7 2, T/08 1T/09 22 Itaú Unibanco Holding S.A. 13

16 Resultados Lucro Líquido Recorrente (R$ Milhões) Variação 1T/09 4T/08 1T/09 x 4T/08 Margem Financeira Gerencial Margem Financeira com Clientes Margem Financeira com o Mercado Receitas do Prestação de Serviços e Rendas de Tarifas Bancárias Resultado de Operações com Seguros, Prev. e Capitalização antes Despesas com Sinistros Outras Receitas Operacionais Produto Bancário Resultado de Créditos de Liquidação Duvidosa Consumo de Provisão Adicional Despesas não Decorrentes de Juros Lucro Líquido Recorrente (3.964) 539 (6.394) (2.971) - (7.056) ,6% - 0,6% 141,9% - 13,2% - 2,3% - 12,3% 0,3% 33,4% - - 9,4% 9,5% 23 Resultados Lucro Líquido Recorrente (R$ Milhões) Margem Financeira Gerencial Margem Financeira com Clientes Margem Financeira com o Mercado Tesouraria Admin. do Risco Cambial dos Inv. no Exterior Receitas de Prestação de Serviços e Rendas de Tarifas Bancárias Resultado de Operações com Seguros, Prev. e Capitalização antes das Despesas com Sinistros Outras Receitas Operacionais Produto Bancário Resultado de Créditos de Liquidação Duvidosa Despesas não Decorrentes de Juros Lucro Líquido Recorrente Variação x (9.720) (24.541) (7.020) (21.813) ,1% 21,3% 9,2% 24,5% -3,4% 1,8% 12,7% 81,8% 14,9% 38,5% 12,5% 8,1% Ciclo Apimec 2009

17 Resultados NIM x CDI x Taxa Pré-BM&F (1 ano) -2,9 p.p. Taxa Pré-BM&F 1,4 p.p. CDI 12,7% 11,7% -1,0 p.p. NIM 10,3% 11,0% 9,8% 10,0% 1T/08 1T/09 25 Resultados Receitas de Prestação de Serviços e Rendas de Tarifas Bancárias (R$ Milhões) Serviços de Recebimentos Cartões de Crédito Outros ,8% Operações de Crédito e Garantias Prestadas Serviços de Conta-corrente Administração de Recursos -5,4% ,9% T/08 1T/09 26 Itaú Unibanco Holding S.A. 15

18 Controle de Custos Evolução de Despesas não Decorrentes de Juros (DNDJ) e do Índice de Despesas não Decorrentes de Juros (*) DNDJ (R$ milhões) DNDJ/Ativo (5.504) (6.012) -7,4% (5.565) (7.056) -9,4% (6.394) 5,8% 5,5% 4,8% 4,7% 4,1% 2T/07 3T/07 4T/07 1T/08 2T/08 3T/08 4T/08 1T/09 (*) Divisão das Despesas não Decorrentes de Juros pela média aritmética do total dos ativos dos últimos dois trimestres (anualizado). 27 Resultados Índice de Eficiência Índice Acumulado dos Últimos 12 meses 49,2% 47,9% Índice do Trimestre 46,2% 45,3% 1T/08 1T/ Ciclo Apimec 2009

19 Resultados Instrumentos Financeiros Valor de Mercado (R$ Milhões) Lucro (Prejuízos) não realizados Aplicações em Depósitos Interfinanceiros Títulos e Valores Mobiliários e Instrumentos Financeiros Derivativos Operações de Crédito, Arrendamento Mercantil e Outros Créditos Participação na Redecard Participação na Serasa Participação na BMF&Bovespa Participação na VISA Participação no BPI Controladora Minoritários Securitização de Ordens de Pagamentos no Exterior Dívidas Subordinadas Outros Total Não Realizado No Patrimônio Líquido 31/mar/ (304) (188) (188) (345) (42) /mar/ (63) ,4% 29 Resultados Índices de Capital (%) Índice de Solvência (Basiléia) Tier I Capital Tangível 16,1 12,3 9,7 16,5 12,7 9,9 dez/08 mar/09 30 Itaú Unibanco Holding S.A. 17

20 Agenda Itaú Unibanco Governança Corporativa Principais Indicadores Resultados Ranking Carteira de Crédito e Inadimplência Segmentação Itaú Unibanco no Mercado de Capitais 31 Ranking Março 2009 Lucro Líquido (1º trim.) Lucro Bancário Lucro Seguros Patrimônio Líquido 1º 2º 3º 4º Ativos TVM Empréstimos Totais Empréstimos Livres PF Empréstimos Livres PJ Empréstimos Direcionados Recursos Totais DAV Poupança DPF Recompra Fundos Cart. Adm. Fonte: IFS / Banco Central do Brasil Ciclo Apimec 2009

21 Ranking Março º 2º 3º 4º Agências Caixa Eletrônico Cartão de Crédito - Faturamento Correntistas (BACEN) Provisões Técnicas SUSEP Seguros (sem VGBL) Previdência Capitalização Fonte: IFS / Banco Central do Brasil 33 Ranking Capitalização de Mercado 15 Maiores Bancos do Mundo Ranking Companhia INDUSTRIAL & COMMERCIAL BANK OF CHINA CHINA CONSTRUCTION BANK HSBC JPMORGAN CHASE BANK OF CHINA WELLS FARGO & CO BANK OF AMERICA BANCO SANTANDER GOLDMAN SACHS MITSUBISHI BNP PARIBAS ITAÚ UNIBANCO ROYAL BANK OF CANADA CREDIT SUISSE BANK OF COMMUNICATIONS (HONG KONG) Valor de Mercado (US$ Milhões) Posição por ROE (*) (*) ROE - Retorno sobre o Patrimônio Líquido: (Lucro Líquido dos últimos 12 meses - Dividendos pagos)/(média do saldo inicial e final do Patrimonio Líquido) Fonte: Bloomberg - em 08/06/09 34 Itaú Unibanco Holding S.A. 19

22 Agenda Itaú Unibanco Governança Corporativa Principais Indicadores Resultados Ranking Carteira de Crédito e Inadimplência Segmentação Itaú Unibanco no Mercado de Capitais 35 Carteira de Crédito e Inadimplência Empréstimos por Tipo de Cliente (*) (R$ Milhões) Pessoas Físicas Cartão de Crédito Crédito pessoal Veículos Empréstimos Empresas Grandes Micro, pequenas e médias Créditos Direcionados (**) Crédito Rural Crédito Imobiliário Argentina/Chile/Uruguai/Paraguai Total 31/mar/ /dez/ /mar/ Variação 31/mar/09 x 31/mar/09 x 31/dez/08 31/mar/08 1,4% -2,2% 4,2% 1,9% -0,4% -1,5% 1,8% -0,3% -7,2% 5,8% 0,8% 0,3% 18,6% 19,5% 5,7% 25,1% 31,1% 24,3% 46,7% 13,3% -7,4% 37,7% 20,4% 25,1% (*) Inclui Avais e Fianças. (**) Crédito Rural e Crédito Imobiliário direcionados em função dos saldos dos Depósitos à Vista e de Poupança, respectivamente Ciclo Apimec 2009

23 Carteira de Crédito Mix da carteira - mar/09 37% Grandes Empresas 2% Crédito Rural 2% Crédito Imobiliário 9% 8% 5% Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai Cartões de Crédito Crédito Pessoal 18% Veículos 19% Micro, Pequenas e Médias Empresas 37 Carteira de Crédito Relação entre a Carteira de Crédito e as Captações (R$ Milhões) Clientes Funding (-) Depósitos Compulsórios Disponibilidades Obrigações por TVM no Exterior Obrigações por Empréstimos e Repasses Total (A) Carteira de crédito (B)(*) 31/mar/ (36.974) /dez/ (39.036) /mar/ (37.395) /mar/09 x 31/dez/08-0,5% -5,3% 16,2% -16,9% -0,8% -0,3% Variação 31/mar/09 x 31/mar/08 39,1% -1,1% 72,4% 5,7% 44,4% 26,0% Relação entre Carteira de Crédito e as Captações (B/A) 98,2% 85,6% (*) Sem Avais e Fianças 31/mar/08 31/mar/09 38 Itaú Unibanco Holding S.A. 21

24 Carteira de Crédito PF Empréstimos Consignado Direcionados (*) (R$ Milhões) Veículos Crédito Pessoal 26,0% Cartão de Crédito Crédito Consignado Créditos Direcionados mar/ (*) Crédito Rural e Financiamentos Imobiliários empréstimos ligados à disponibilidade de Depósitos à Vista e de Poupança, respectivamente. 39 Carteira de Crédito PJ Empréstimos Direcionados (*) (R$ Milhões) Grandes Empresas Micro, Peq e Médias Empresas 40,2% Créditos Direcionados mar/ (*) Crédito Rural e Financiamentos Imobiliários empréstimos ligados à disponibilidade de Depósitos à Vista e de Poupança, respectivamente Ciclo Apimec 2009

25 Carteira de Crédito PF Participação de Mercado (%) Cartão de Crédito (faturamento) Veículos Crédito Imobiliário PF (novas contratações sem a CEF) TOTAL 37,6% 29,1% 28,4% 27,1% 20,0% 37,7% 34,1% 34,0% 27,5% 21,3% Crédito Pessoal (excluindo consignado) Crédito Consignado (saldo) 8,9% 8,3% dez/06 dez/07 dez/08 mar/09 41 Carteira de Crédito e Inadimplência Índice de Inadimplência (*) Pessoa Física Total Pessoa Jurídica 9,1% 5,6% 2,1% 8,1% 4,8% 1,7% 9,8% 5,6% 2,5% jun/07 dez/08 mar/09 Índice de Cobertura (**) 147% 142% 184% 162% (*) Nos dois últimos trimestres não realizamos operações de cessões de crédito. jun/07 mar/08 dez/08 mar/09 (**) Saldo de PDD/Saldo de Operações vencidas há mais de 60 dias que não geram receita. 42 Itaú Unibanco Holding S.A. 23

26 Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (R$ Milhões) Saldo de PDD específica genérica adicional/ Carteira de Crédito Despesa de PDD Recorrente/Carteira de Crédito Consumo de Provisão Adicional Despesa de PDD - Recorrente 7,2% /set/08 Início da Crise 5,5% 1,4% 1,6% 1,3% ,0% T/07 3T/08 1T/09 43 Agenda Itaú Unibanco Governança Corporativa Principais Indicadores Resultados Ranking Carteira de Crédito e Inadimplência Segmentação Itaú Unibanco no Mercado de Capitais Ciclo Apimec 2009

27 Estrutura Itaú Unibanco Banco Comercial Itaú BBA Crédito ao Consumidor Corporação Tesouraria Obs: O organograma do segmento Crédito ao Consumidor reflete fundamentalmente as operações realizadas em canais destinados a clientes não-correntistas. 45 Destaque dos Segmentos Pro Forma (R$ Milhões) Banco Comercial Itaú BBA Crédito ao Consumidor Corporação Tesouraria Itaú Unibanco (*) 1º Trimestre de 2009 Lucro Líquido Recorrente Capital Alocado Nível I RAROC no Trimestre (% a.a.) Total de Ativos ,0% ,6% ,2% ,4% ,1% º Trimestre de 2008 Lucro Líquido Recorrente Capital Alocado Nível I RAROC no Trimestre (% a.a.) Total de Ativos ,3% ,4% ,0% ,5% ,2% (*) Não representa a soma das partes porque existem operações entre os segmentos que foram eliminadas apenas no consolidado. 46 Itaú Unibanco Holding S.A. 25

28 Destaque dos Segmentos Pro Forma Mix Rentabilidade 4º Trimestre de º Trimestre de ,8% 25,0% 25,5% 47,8% 40,2% 14,7% 18,9% 20,1% Corporação Tesouraria Banco Comercial Itaú BBA Crédito ao Consumidor 47 Seguros, Previdência e Capitalização Composição dos Prêmios Ganhos (1º Trimestre de 2009) 27,2% Vida AP (*) 3,8% Transportes 10,9% Riscos Patrimoniais Quantidade de Apólices - Produtos Massificados (Em milhares) Residencial 15,6% Garantia Estendida Vida AP (*) 23,6% Automóveis 18,9% Outros Ramos 835 mar/ mar/09 Automóveis (*) Acidentes Pessoais Ciclo Apimec 2009

29 Cartões de Crédito Itaú Unibanco Líder no segmento de cartões de crédito no Brasil Não Financiado Financiado Saldo Carteira de Crédito (R$ Milhões) Contas de Cartão de Crédito (*) (em Milhares) % mar/08 mar/09 mar/09 (*) Considera Itaucard e Unicard. 49 Agenda Itaú Unibanco Governança Corporativa Principais Indicadores Resultados Ranking Carteira de Crédito e Inadimplência Segmentação Itaú Unibanco no Mercado de Capitais 50 Itaú Unibanco Holding S.A. 27

30 BM&FBovespa 3ª maior liquidez no Ibovespa. (1) Volume Financeiro Médio Diário Negociado (*) NYSE ADR de maior volume financeiro médio diário negociado do setor de bancos no mundo. BM&FBovespa (2) (R$ Milhões) CAGR 53,6% NYSE T/09 (*) Calculado utilizando-se de conversão diária do dólar (US$) para real (R$). (1) Carteria teórica do Ibovespa de Maio a Agosto de (2) Volume financeiro médio calculado nos últimos 3 meses (US$) Fonte: Bloomberg 51 Valor de Mercado ( ¹ ) Valor de Mercado (R$ Bilhões) Ibovespa (Mil pontos) Pico Itaú Unibanco 11/dez/07 154,0 130,6 ( ² ) 23,8 73,5 105,9 Pico Ibovespa 20/mai/08 40,9 53,2 11, T/09 31/mai/09 ( ¹ ) Cotação média da ação preferencial no último dia de negociação do período x total de ações em circulação. ( ² ) Considera a quantidade de ações em circulação de Abril/ Ciclo Apimec 2009

31 Valorização das Ações Preferenciais Evolução de R$100 investidos em 31 de maio/1999 até 31 de maio/2009 Valorização Média Anual em R$ 10 anos ITUB4 (1) 29,22% ITUB4 (2) Ibov. (3) 24,73% 16,98% 5 anos 28,95% 24,94% 22,17% 1 ano -17,61% -20,98% Crise Argentina -26,72% Ataque ao WTC Período Eleitoral Brasileiro Elevação da taxa de juros nos EUA Subprime Lehman Brothers (1) Com reinvestimento de dividendos. (2) Sem reinvestimento de dividendos. (3) Ibovespa. 53 Para quem quer investir em ações A Itaú Corretora disponibiliza recomendações financeiras com o auxílio de ferramentas e serviços inovadores. Diferencial: Oferece possibilidades diversificadas para que o próprio investidor administre sua carteira de ações: Itautrade: operações de compra e venda de ações com facilidade e rapidez pela Internet entre outros serviços e ferramentas; Mesa de Operações: operações por telefone, com assessoria de especialistas; Sala de Ações: espaço exclusivo em agências Personnalité onde especialistas prestam assessoria aos investidores. Conheça uma de nossas salas de ações nas seguintes agências: 1. Paulista(SP) 2. Rio Branco (RJ) 3. Carlos Gomes (Porto Alegre-RS) 4. Batel (Curitiba-PR) 5. Centro (SP) 6. Glicério (Campinas-SP) 7. Derby (Recife-PE) 8. Setor Comercial Sul (Brasília-DF) 9. Jardim Sumaré (Ribeirão Preto-SP) 54 Itaú Unibanco Holding S.A. 29

32 ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. (*) INFORMAÇÕES SOBRE OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2009 Apresentamos os principais resultados do Itaú Unibanco Holding S.A. (Itaú Unibanco) no primeiro trimestre de Tendo em vista a associação que formou o Itaú Unibanco no final do exercício de 2008 e buscando fornecer um melhor entendimento da evolução de ativos, passivos e de resultados da nova instituição, para efeito de comparabilidade os dados relativos ao primeiro trimestre de 2008 consideram a soma dos números do Itaú e Unibanco. 1. No primeiro trimestre de 2009, o lucro líquido do Itaú Unibanco foi de R$ 2,0 bilhões, com rentabilidade anualizada de 18,2% sobre o patrimônio líquido médio (27,1% no primeiro trimestre de 2008). O lucro líquido recorrente foi de R$ 2,6 bilhões, com rentabilidade anualizada de 23,1%. O patrimônio líquido consolidado atingiu R$ 45,0 bilhões em 31 de março de O Índice de Basileia, ao final do período, foi de 16,5%, com base no consolidado econômico-financeiro. 2. O Itaú Unibanco recolheu ou provisionou, no primeiro trimestre de 2009, impostos e contribuições próprios no montante de R$ 3,1 bilhões. O Banco também reteve e repassou tributos, que incidiram diretamente sobre a intermediação financeira, no montante de R$ 1,9 bilhão. 3. Os ativos consolidados do Itaú Unibanco atingiram R$ 618,9 bilhões ao final de março de A carteira de crédito, incluindo avais e fianças, atingiu R$ 272,7 bilhões, com crescimento de 25,1% quando comparada a 31 de março de No Brasil, a carteira de crédito livre, pessoa física atingiu R$ 94,5 bilhões. Por sua vez, o segmento de grandes empresas atingiu R$ 101,3 bilhões e o de micro, pequenas e médias empresas atingiu R$ 51,6 bilhões. 4. Os recursos próprios livres, captados e administrados totalizaram R$ 810,0 bilhões, com crescimento de 17,1% quando comparado a 31 de março de Os depósitos à vista, a prazo e de poupança somaram R$ 197,9 bilhões. As provisões técnicas de seguros, previdência e capitalização atingiram R$ 45,7 bilhões. 5. Na área de banco de investimentos, o Itaú BBA participou de operações de debêntures, notas promissórias e operações de securitização que totalizaram R$ 430 milhões. Em renda variável atuou como joint bookrunner de oferta pública com volume de R$ 2,2 bilhões. O Itaú BBA manteve a liderança nos rankings da ANBID em distribuição de renda fixa e renda variável nos 12 meses terminados em março de O desempenho das ações foi afetado pela crise financeira internacional e pela queda das Bolsas de Valores no mundo todo. Dessa forma, as cotações das ações preferenciais do Itaú Unibanco desvalorizaram 18,3% quando comparadas às cotações de 31 de março de Por sua vez, o Ibovespa desvalorizou-se 32,1% no mesmo período. O valor de mercado em Bolsas de Valores do Itaú Unibanco era de R$ 106,0 bilhões no final de março. 7. O Itaú Unibanco contava com cerca de 106 mil colaboradores ao final de março de A remuneração fixa do pessoal, somada aos seus encargos e benefícios, totalizou R$ 2,0 bilhões no trimestre. Os benefícios sociais proporcionados aos colaboradores e seus dependentes foram de R$ 358 milhões. Além disso, foram investidos aproximadamente R$ 28 milhões em programas de formação, treinamento e desenvolvimento. 8. O processo de integração Itaú Unibanco teve avanços significativos no trimestre. A partir de 23 de janeiro, foi realizada a interligação dos caixas eletrônicos, permitindo que clientes Itaú e Unibanco utilizem os equipamentos das duas instituições. Os segmentos Corporate, Banco de Investimentos e Tesouraria já estão atuando de forma integrada e, a partir do segundo semestre, será iniciada a integração da rede de agências. 9. O Itaú Unibanco aprovou sua nova Política de Sustentabilidade. No trimestre, destacam-se a entrega do Prêmio Itaú de Finanças Sustentáveis; os Diálogos Itaú de Sustentabilidade; o lançamento do Banco Ideias Sustentáveis e o Programa Itaú Ecomudança, que anunciou as instituições que receberão o repasse dos Fundos Itaú Ecomudança. 10. No trimestre, os investimentos sociais e culturais do Itaú Unibanco alcançaram cerca de R$ 28 milhões. Com o Programa Excelência em Gestão Educacional, a Fundação Itaú Social inovou na área de gestão pedagógica. Destaca-se, também, a continuidade das atividades de formação do Programa Jovens Urbanos. O Instituto Unibanco e o Governo do Estado de Minas Gerais renovaram o convênio que, até 2010, investirá R$ 17 milhões, beneficiando 40 mil alunos, 280 tutores e cerca de mil professores da rede, por meio dos projetos: Jovem de Futuro, Entre Jovens e Plug In Minas Núcleo Amigos do Professor. O Itaú Cultural recebeu em sua sede mais de 40 mil pessoas. O programa Rumos Itaú Cultural lançou editais para as categorias Arte Cibernética, Cinema e Vídeo, Dança e Jornalismo Cultural. 11. As demonstrações contábeis completas e o relatório de análise gerencial da operação do Itaú Unibanco, com as informações detalhadas sobre as operações do período, estão disponíveis no site do Itaú Unibanco ( São Paulo, 29 de abril de Pedro Moreira Salles Presidente do Conselho de Administração (*) Nova denominação social do Itaú Unibanco Banco Múltiplo S.A., em fase de aprovação pelo BACEN.

33 Sumário Executivo 1º trimestre de 2009 Itaú Unibanco Holding S.A. 31

34 Sumário Executivo Primeiro Trimestre de 2009 Abaixo, apresentamos informações e indicadores do Itaú Unibanco Holding S.A.(*) Os saldos em 31 de março de 2008 e o resultado do primeiro trimestre de 2008 correspondem à soma dos saldos e dos resultados do Itaú e do Unibanco nessas datas. Highlights Critérios Gerenciais R$ milhões (exceto onde indicado) Demonstração do Resultado do Período 1º Trim./09 4º Trim./08 1º Trim./08 Lucro Líquido da Controladora Lucro Líquido Recorrente Margem Financeira Gerencial (1) Resultado de Ações (R$) Lucro Líquido Consolidado por Ação (2) 0,49 0,46 0,68 Lucro Líquido Recorrente Consolidado por Ação (2) 0,63 0,57 0,66 Número de Ações em Circulação em milhares (3) Valor Patrimonial por Ação 10,98 10,66 10,12 Dividendos/JCP Líquido (4) (R$ milhões) Dividendos/JCP Líquido (4) por Ação 0,19 0,26 0,21 Market Capitalization (5) (R$ milhões) Market Capitalization (5) (US$ milhões) Índices de Desempenho (%) Retorno sobre o Patrimônio Líquido Médio anualizado (6) 18,2% 17,0% 27,1% Retorno Recorrente sobre o Patrimônio Líquido Médio anualizado (6) 23,1% 21,2% 26,4% Retorno sobre o Ativo Médio anualizado (6) 1,3% 1,2% 2,4% Retorno Recorrente sobre o Ativo Médio anualizado (6) 1,6% 1,5% 2,3% Índice de Basileia 16,5% 16,1% 16,6% Taxa Anualizada da Margem Financeira (7) 10,0% 10,3% 11,0% Índice de Inadimplência (8) 5,6% 4,8% 4,8% Índice de Cobertura (PDD/Nonperforming Loans) 162% 184% 142% Índice de Eficiência 45,3% 50,9% 46,2% Balanço Patrimonial 31/mar/09 31/dez/08 31/mar/08 Ativos Totais Operações de Crédito (A) Fianças, Avais e Garantias Depósitos Debêntures Obrigações por TVM e Empréstimos e Repasses (9) (B) Índice Operações de Crédito/Captações (A/B) 85,6% 85,2% 98,2% Patrimônio Líquido da Controladora Dados Relevantes Ativos sob Administração (AUM) Colaboradores do Conglomerado (indivíduos) Número de Agências (unidades) Número de PABs (unidades) Número de Caixas Eletrônicos (unidades) (1) Detalhada na página 11 da Análise Gerencial da Operação do 1º Trimestre de (2) Para o 1º trimestre de 2008, utilizamos o número de ações da época da associação. (3) O número de ações em circulação foi ajustado para refletir os desdobramentos ocorridos em abril de (4) JCP Juros sobre Capital Próprio. Valores pagos/provisionados (Nota 16 b II das Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis). (5) Calculado com base na cotação média da ação preferencial no último dia de negociação do período. (6) O cálculo dos retornos foi efetuado dividindo-se o Lucro Líquido da Controladora pelo Patrimônio Líquido Médio da Controladora/Ativo Médio. O quociente dessa divisão foi multiplicado pelo número de períodos no ano para se obter o índice. (7) Não inclui Margem Financeira de Tesouraria. (8) Operações vencidas há mais de 60 dias (nonperforming) sobre a carteira de crédito. (9) Líquidos de depósitos compulsórios, conforme detalhado na página 20 da Análise Gerencial da Operação do 1º Trimestre de (*) Itaú Unibanco Holding S.A., nova denominação social do Itaú Unibanco Banco Múltiplo S.A. deliberada na A.G.E. de , em fase de aprovação pelo Banco Central do Brasil. 32 Ciclo Apimec 2009

35 Sumário Executivo Primeiro Trimestre de 2009 Demonstração de Resultado Gerencial O resultado consolidado do Itaú Unibanco do primeiro trimestre de 2009 sofreu o impacto de eventos não recorrentes no lucro líquido, conforme descrito na tabela abaixo. R$ milhões 1º Trim./09 4º Trim./08 1º Trim./08 Lucro Líquido Recorrente Efeitos Decorrentes da Associação Itaú Unibanco (incorporação de ações) Equalização de Critérios Contábeis - (1.414) Provisão para Gastos com a Integração Itaú Unibanco - (888) - Provisão Adicional para Créditos de Liquidação Duvidosa - (3.023) - Efeitos da Adoção da Lei nº (136) - Provisão para Planos Econômicos (56) 2 (55) Alienação de Investimentos Amortização de Ágios (491) (203) - Outros Efeitos não Recorrentes - (30) - Total de Efeitos não Recorrentes (547) (468) 65 Lucro Líquido Observações: Os impactos dos eventos não recorrentes descritos acima, estão líquidos dos efeitos fiscais. (Ver Nota Explicativa das Demonstrações Contábeis nº 22 l). O resultado do primeiro trimestre de 2008 corresponde à soma dos resultados obtidos pelo Itaú e pelo Unibanco. Demonstração de Resultado Gerencial O Relatório de Análise Gerencial da Operação se baseia na Demonstração do Resultado Gerencial que, por sua vez, é decorrente de reclassificações realizadas na demonstração do resultado contábil. No primeiro trimestre de 2009, a demonstração do resultado contábil passou a apresentar os efeitos da variação cambial dos investimentos no exterior concentrados na Margem Financeira. Assim, deixou de ser necessário reclassificar esses valores para se obter a Demonstração do Resultado Gerencial. Em consequência, mantivemos apenas a reclassificação dos efeitos fiscais do hedge dos investimentos no exterior para a Margem Financeira, os quais estão contabilizados nas linhas de despesas tributárias (PIS e Cofins) e de imposto de renda e contribuição social sobre o lucro líquido da demonstração do resultado contábil. Nesse trimestre, ampliamos a nossa participação societária na Redecard e passamos a deter o controle da empresa. Em consequência, a Redecard passou a ser 100% consolidada. Para permitir uma melhor análise, ajustamos as demonstrações contábeis (balanços patrimoniais e demonstrações do resultado) anteriores ao primeiro trimestre de 2009 para refletir essa alteração na consolidação. depreciação de 22,1%. Em relação ao euro, verificamos apreciação de 4,9% no primeiro trimestre de 2009 ante uma desvalorização de 20,2% no quarto trimestre de A variação cambial do período, aliada à política de gestão do risco cambial dos investimentos no exterior, fez com que o efeito fiscal do hedge dos investimentos do Itaú Unibanco no exterior e dos títulos soberanos emitidos por governos estrangeiros correspondesse a uma despesa de R$ 40 milhões no trimestre. Índices Macroeconômicos 31/mar/09 31/dez/08 31/mar/08 Risco País (EMBI) CDI Taxa do Trimestre 2,9% 3,3% 2,6% Dólar (Var. Trimestral) -0,9% 22,1% -1,3% Dólar (Cotação em R$) 2,3152 2,3370 1,7491 IGP-M Taxa do Trimestre -0,9% 1,2% 2,4% Poupança Taxa do Trimestre 1,9% 2,1% 1,7% No primeiro trimestre de 2009, o real apreciou 0,9% em relação ao dólar norte-americano, enquanto no trimestre anterior houve uma Itaú Unibanco Holding S.A. 33

36 Sumário Executivo Primeiro Trimestre de 2009 Demonstração de Resultado Gerencial Nossa estratégia de gestão do risco cambial do capital investido no exterior tem por objetivo não permitir impactos no resultado, decorrentes de variação cambial. Para alcançarmos essa finalidade, o risco cambial é neutralizado e os investimentos são remunerados em reais, por meio da utilização de instrumentos financeiros derivativos. Nossa estratégia de hedge considera ainda todos os efeitos fiscais incidentes. O benefício fiscal obtido com títulos soberanos emitidos por governos estrangeiros também compõe esse ajuste. 1º Trim./09 Contábil Itaú Unibanco Pro Forma Efeitos não Recorrentes Efeito Fiscal do Hedge e Títulos Soberanos R$ milhões Gerencial Margem Financeira Gerencial (40) Margem Financeira com Clientes Margem Financeira com o Mercado (40) Resultado de Créditos de Liquidação Duvidosa (3.425) - - (3.425) Despesa de Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (3.834) - - (3.834) Recuperação de Créditos Baixados como Prejuízo Resultado Bruto da Intermediação Financeira (40) Outras Receitas/(Despesas) Operacionais (3.459) (2.812) Receitas de Prestação de Serviços e de Tarifas Bancárias Resultado de Operações com Seg., Prev. e Cap Despesas não Decorrentes de Juros (7.018) (6.394) Despesas Tributárias de ISS, PIS e Cofins (826) - 23 (804) Resultado de Participações em Coligadas Outras Receitas Operacionais Resultado Operacional (17) Resultado não Operacional (23) - - (23) Resultado antes da Tributação e Participações (17) Imposto de Renda e Contribuição Social (1.082) (77) 17 (1.142) Participações no Lucro (406) - - (406) Participações Minoritárias nas Subsidiárias (200) - - (200) Lucro Líquido º Trim./08 Pro Forma Redecard Itaú Unibanco Pro Forma Ajuste da Efeitos não Distribuição da Recorrentes Variação Cambial Efeito Fiscal do Hedge e Títulos Soberanos R$ milhões Gerencial Margem Financeira Gerencial (24) Margem Financeira com Clientes Margem Financeira com o Mercado (2.489) - - (24) Resultado de Créditos de Liquidação Duvidosa (7.917) (2.971) Despesa de Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (8.376) (3.430) Recuperação de Créditos Baixados como Prejuízo Resultado Bruto da Intermediação Financeira (1.153) Outras Receitas/(Despesas) Operacionais (7.557) (35) (314) (3.081) Receitas de Prestação de Serviços e de Tarifas Bancárias (12) Resultado de Operações com Seg., Prev. e Cap (0) Despesas não Decorrentes de Juros (12.115) (133) (7.056) Despesas Tributárias de ISS, PIS e Cofins (713) (30) - 8 (314) (1.049) Resultado de Participações em Coligadas (75) (158) - 30 Outras Receitas Operacionais (651) Resultado Operacional (8.710) (21) Resultado não Operacional (31) (1) 13 (3) - (23) Resultado antes da Tributação e Participações (8.741) (24) Imposto de Renda e Contribuição Social (98) (9.163) 5 (2.698) (920) Participações no Lucro (307) (4) (311) Participações Minoritárias nas Subsidiárias (114) (203) (271) Lucro Líquido Ciclo Apimec 2009

37 Sumário Executivo Primeiro Trimestre de 2009 Lucro Líquido e Retorno Anualizado , ,3 24, ,4 26, , , ,1 O resultado consolidado recorrente do primeiro trimestre de 2009 atingiu R$ milhões, correspondendo a um aumento de 9,5% em relação ao lucro líquido recorrente do último trimestre do ano anterior. O patrimônio líquido da controladora alcançou R$ milhões em 31 de março de 2009, possibilitando um retorno recorrente anualizado sobre o patrimônio líquido médio de 23,1% no primeiro trimestre de 2009, que equivale a um acréscimo de 1,9 ponto percentual em comparação com o retorno alcançado no quarto trimestre do ano anterior. R$ milhões 2º T/07 3º T/07 4º T/07 1º T/08 2º T/08 3º T/08 4º T/08 1º T/09 ROE Recorrente Anualizado (%) Lucro Líquido Recorrente (R$ Milhões) Variação 31/mar/09 31/dez/08 31/mar/08 mar/09 dez/08 mar/09 mar/08 Carteira de Empréstimos (*) R$ Bilhões mar/09 51,7 dez/08 54,3 set/08 48,8 jun/08 41,1 mar/08 41,0 dez/07 36,3 set/07 32,5 221,0 217,7 205,9 190,0 177,0 166,7 148,8 272,1 271,9 254,8 231,1 218,0 202,9 181,4 jun/07 29,0 136,9 165,9 Moeda Estrangeira Moeda Local (*) Inclui avais e fianças. Pessoas Físicas ,4% 18,6% Cartão de Crédito ,2% 19,5% Crédito Pessoal ,2% 5,7% Veículos ,9% 25,1% Empréstimos Empresas ,4% 31,1% Grandes ,5% 24,3% Micro, Peq. e Médias ,8% 46,7% Créditos Direcionados ,3% 13,3% Crédito Rural ,2% -7,4% Crédito Imobiliário ,8% 37,7% Argentina/Chile/Uruguai/Paraguai ,8% 20,4% Total ,3% 25,1% Ao final do primeiro trimestre de 2009, o saldo da carteira de crédito do Itaú Unibanco, incluindo as operações de avais e fianças, somou R$ milhões, crescendo 0,3% em relação a 31 de dezembro de A redução do nível de atividade econômica levou à desaceleração do crescimento da carteira de empréstimos e financiamentos. Nossas operações com clientes pessoa física no Brasil cresceram 1,4% no período, impulsionadas pelo aumento de 4,2% do saldo das operações de crédito pessoal e pelo acréscimo de 1,9% no volume de financiamentos de veículos. Esses crescimentos foram parcialmente compensados pela redução sazonal do saldo das operações de cartão de crédito. Em relação aos nossos empréstimos para empresas no Brasil, observamos uma redução de 0,4% no saldo da carteira em relação ao final do ano de Essa queda está relacionada à diminuição de 1,5% no saldo da carteira de grandes empresas e foi parcialmente compensada pela elevação de 1,8% do saldo da carteira das micro, pequenas e médias empresas. Os créditos direcionados para a atividade rural e o setor imobiliário apresentaram retração de 0,3%. Essa redução está basicamente associada à queda da demanda do agronegócio, uma vez que a carteira de crédito imobiliário cresceu 5,8% no período. Os empréstimos e financiamentos no Chile, Uruguai, Argentina e Paraguai cresceram 0,8% no período. Margem Financeira Gerencial R$ Milhões ºT07 3ºT07 4ºT07 1ºT08 2ºT08 3ºT08 4ºT08 1ºT09 O Itaú Unibanco obteve uma margem financeira gerencial de R$ milhões no primeiro trimestre de 2009, com acréscimo de 6,6% em relação à margem obtida no quarto trimestre de A margem financeira gerencial associada às operações com clientes totalizou R$ milhões, o que corresponde a um decréscimo de 0,6% em relação ao trimestre anterior, sendo que o impacto causado pela redução das taxas de remuneração entre os períodos foi mais intenso do que o benefício associado ao aumento do volume dos recursos direcionados a essas operações. Em relação à margem financeira com o mercado, tivemos uma elevação de 142,0% em relação ao trimestre anterior, totalizando R$ milhões, fundamentalmente em razão do resultado advindo da administração de posições prefixadas e de posições proprietárias. Margem Financeira com Clientes Margem Financeira com o Mercado Itaú Unibanco Holding S.A. 35

38 Sumário Executivo Primeiro Trimestre de 2009 A despesa de provisão para créditos de liquidação duvidosa do Itaú Unibanco totalizou R$ milhões no primeiro trimestre de 2009, o que corresponde a um aumento de 27,5% em relação ao quarto trimestre de Nesse período, consumimos R$ 539 milhões do saldo da provisão adicional anticíclica, anteriormente constituída com o objetivo de fazer frente à deterioração do cenário econômico, levando a uma despesa com risco de crédito de R$ milhões, com acréscimo de 11,8% em relação ao trimestre anterior. A desaceleração da atividade econômica, iniciada no quarto trimestre de 2008, continuou a produzir impacto sobre a qualidade do risco das carteiras de crédito das micro, pequenas e médias empresas e de clientes pessoa física, levando à ampliação da despesa com a constituição de provisões. PDD e Carteira de Crédito 7,2% 5,3% 2ºT/07 6,6% 4,8% ,4% 1,4% 3ºT/07 6,2% 4,4% ,2% 4ºT/07 5,8% 4,2% ,3% 1ºT/08 R$ Milhões 5,7% 4,2% ,4% 2ºT/08 5,5% 4,0% ºT/08 Despesa Recorrente Despesa Recorrente/Carteira Saldo PDD (genérica específica)/carteira Saldo PDD (genérica específica adicional)/carteira 8,3% 5,1% ºT/08 9,0% 6,0% ,3% 1,5% 1,6% 1ºT/09 A evolução do índice de inadimplência (nonperforming loans) do Itaú Unibanco também reflete os efeitos da retração econômica sobre a capacidade de pagamento dos clientes, pessoas física e jurídica. No primeiro trimestre de 2009, o índice atingiu 5,6%, com variação de 0,8 ponto percentual em relação ao trimestre anterior. Índice NPL(*) Pessoa Física x Jurídica (%) 9,1% 5,6% 2,1% 8,7% 8,3% 8,3% 8,1% 7,9% 8,1% 5,3% 1,9% 5,1% 1,9% 4,8% 1,5% 4,9% 1,6% 4,6% 1,7% 4,8% 1,7% 9,8% 5,6% 2,5% jun/07 set/07 dez/07 mar/08 jun/08 set/08 dez/08 mar/09 Total Pessoa Física Pessoa Jurídica (*) Nonperforming Loans: Operações de crédito vencidas há mais de 60 dias. As receitas de prestação de serviços e de rendas de tarifas bancárias atingiram R$ milhões no primeiro trimestre de 2009, com redução de 13,2% em relação às receitas do último trimestre do ano anterior. O principal fator responsável por essa variação foi o não reconhecimento de tarifas de renovação de cadastro, no montante de R$ 118 milhões, cuja cobrança foi suspensa por decisão judicial. Além disso, foram revertidas receitas no montante de R$ 95 milhões, referentes ao exercício de Tivemos ainda uma queda das receitas com operações de crédito e garantias prestadas, em função da diminuição do volume de operações de empréstimos e financiamentos. Por fim, observamos a redução das receitas com operações de cartão de crédito, basicamente em decorrência do movimento sazonal de elevação no número de transações no final de ano e posterior redução. Receitas de Serviços e Rendas de Tarifas Bancárias R$ milhões 1ºT/09 4ºT/08 3ºT/08 2ºT/08 1ºT/08 4ºT/07 3ºT/07 2ºT/07 Despesas não Decorrentes de Juros R$ Milhões As despesas não decorrentes de juros atingiram R$ milhões no primeiro trimestre de 2009, apresentando redução de 9,4% em relação ao trimestre anterior. As despesas de pessoal sofreram o impacto sazonal de um maior número de funcionários em férias nesse período. Além disso, um menor nível de atividade econômica, normalmente observado no início do ano, provocou impacto nas principais contas de despesa. Em decorrência desses fatores, o índice de eficiência atingiu 45,3% no primeiro trimestre de O lucro/(prejuízo) não realizado no resultado do Itaú Unibanco atingiu R$ milhões no primeiro trimestre de Nesse período, ampliamos a nossa participação societária na Redecard, exercendo opção de compra de cerca de 24 milhões de ações ordinárias e passando a deter o controle da empresa. O saldo da provisão adicional para créditos de liquidação duvidosa atingiu R$ milhões no trimestre. Lembramos que essa provisão não é considerada na determinação do lucro/(prejuízo) não realizado. 2ºT/07 3ºT/07 Índice de Eficiência (%) (*) 1ºT/09 45,3% 4ºT/08 50,9% 3ºT/08 49,2% 2ºT/08 46,3% 1ºT/08 46,2% 4ºT/07 51,2% 3ºT/07 50,3% 2ºT/07 49,2% (*) Os critérios de cálculo do índice de eficiência estão detalhados na página 16 da Análise Gerencial da Operação do 1º Trimestre de Lucro/(Prejuízo) não Realizado no Resultado R$ Milhões ºT/ ºT/08 2ºT/ ºT/ ºT/ ºT/ jun/07 set/07 dez/07 mar/08 jun/08 set/08 dez/08 mar/09 Controladora Posição BPI (Minoritários) 36 Ciclo Apimec 2009

39 Sumário Executivo Primeiro Trimestre de 2009 Balanço Patrimonial R$ milhões Variação (%) ATIVO 31/mar/09 31/dez/08 31/mar/08 mar/09 dez/08 mar/09 mar/08 Circulante e Realizável a Longo Prazo ,4% 27,5% Disponibilidades ,6% 50,1% Aplicações Interfinanceiras de Liquidez ,6% 40,9% Títulos Mobiliários e Inst. Financ. Derivativos ,5% 30,6% Relações Interfinanceiras e Interdependências ,5% -43,6% Operações de Crédito, Arrendamento e Outros Créditos ,3% 26,0% (Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa) (21.637) (19.972) (11.198) 8,3% 93,2% Outros Ativos ,3% 47,0% Carteira de Câmbio ,9% 27,1% Outros ,0% 64,2% Permanente ,1% 43,8% Investimentos ,1% -0,4% Imobilizado de Uso ,8% 49,6% Intangível ,9% 81,9% TOTAL DO ATIVO ,3% 27,7% R$ milhões Variação (%) PASSIVO 31/mar/09 31/dez/08 31/mar/08 mar/09 dez/08 mar/09 mar/08 Circulante e Exigível a Longo Prazo ,7% 30,3% Depósitos ,8% 67,7% Depósitos à Vista ,7% 9,2% Depósitos de Poupança ,1% 0,9% Depósitos Interfinanceiros ,6% 20,1% Depósitos a Prazo ,9% 143,5% Captações no Mercado Aberto ,5% 10,7% Recursos de Aceites e Emissão de Títulos ,9% 53,2% Relações Interfinanceiras e Interdependências ,6% -26,6% Obrigações por Empréstimos e Repasses ,7% 8,9% Instrumentos Financeiros e Derivativos ,0% -1,1% Provisões Técnicas de Seg., Prev. e Capitalização ,9% 25,4% Outras Obrigações ,0% 21,6% Carteira de Câmbio ,7% 30,2% Dívida Subordinada ,1% 20,3% Diversos ,1% 17,1% Resultados de Exercícios Futuros ,5% 61,5% Participações Minoritárias nas Subsidiárias ,3% -41,0% Patrimônio Líquido da Controladora ,1% 8,5% TOTAL DO PASSIVO ,3% 27,7% Depósitos ,8% 67,7% Ativos sob Administração (AUM) ,2% -2,7% Total de Depósitos Ativos sob Administração (AUM) ,5% 18,7% Os dados de 31 de março de 2008 correspondem simplesmente à soma dos saldos apresentados pelo Itaú e pelo Unibanco nessa data. Itaú Unibanco Holding S.A. 37

40 Sumário Executivo Primeiro Trimestre de 2009 Demonstração de Resultado R$ milhões Variação 1º Trim./09 4º Trim./08 1º Trim./08 1ºT/09 4ºT/08 % 1ºT/09 1ºT/08 % Margem Financeira Gerencial ,6% ,1% Margem Financeira com Clientes (53) -0,6% ,7% Margem Financeira com o Mercado ,0% ,4% Resultado de Créditos de Liquidação Duvidosa (3.425) (2.971) (2.146) (454) 15,3% (1.279) 59,6% Despesa de Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (3.834) (3.430) (2.460) (404) 11,8% (1.375) 55,9% Recuperação de Créditos Baixados como Prejuízo (49) -10,8% 96 30,6% Resultado Bruto da Intermediação Financeira ,9% ,8% Outras Receitas/(Despesas) Operacionais (2.812) (3.081) (1.805) 269-8,7% (1.006) 55,7% Receitas de Prestação de Serviços e de Tarifas Bancárias (541) -13,2% (204) -5,4% Resultado com Operações de Seg., Prev. e Cap (57) -10,2% 1 0,2% Despesas não Decorrentes de Juros (6.394) (7.056) (5.565) 662-9,4% (829) 14,9% Despesas Tributárias de ISS, PIS e Cofins (804) (1.049) (770) ,4% (34) 4,4% Resultado de Participações em Coligadas ,4% (20) -40,3% Outras Receitas Operacionais (40) -12,1% 80 37,7% Resultado Operacional ,2% (34) -0,8% Resultado não Operacional (23) (23) 70 (0) 0,9% (93) -133,0% Resultado antes da Tributação e Participações ,2% (127) -2,9% Imposto de Renda e Contribuição Social (1.142) (920) (1.060) (222) 24,1% (82) 7,7% Participações no Lucro (406) (311) (358) (95) 30,7% (48) 13,4% Participações Minoritárias nas Subsidiárias (200) (271) (300) 70-26,0% ,3% Lucro Líquido Recorrente ,5% (157) -5,8% Os dados do primeiro trimestre de 2008 correspondem simplesmente à soma dos resultados obtidos pelo Itaú e pelo Unibanco nesse período. 38 Ciclo Apimec 2009

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação sumário executivo 3º trimestre de 2013 (Esta página foi deixada em branco intencionalmente) 4 Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco). Destaques (exceto onde indicado)

Leia mais

3º trimestre de 2011. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas. Itaú Unibanco Holding S.A.

3º trimestre de 2011. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas. Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2011 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. Índice Análise Gerencial da Operação 1 Sumário Executivo 3 Análise do Resultado 11 Margem

Leia mais

3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas resultados 3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 5 Análise do Resultado 15 Margem Financeira Gerencial 16 Receitas

Leia mais

4T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

4T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas resultados 4T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 5 Análise do Resultado 15 Margem Financeira Gerencial 16 Receitas

Leia mais

Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Setembro de 2007

Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Setembro de 2007 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Setembro de 2007 Índice Sumário Executivo 03 Análise do Resultado Consolidado 12 - Margem Financeira Gerencial 13 - Resultado de Créditos

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

1T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

1T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas resultados 1T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 5 Análise do Resultado 15 Margem Financeira Gerencial 16 Receitas

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

2º Trimestre 2005. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

2º Trimestre 2005. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas 2º Trimestre 2005 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Sumário Executivo 03 Análise do Resultado Consolidado 13 - Margem Financeira 14 - Resultado com Créditos de Liquidação

Leia mais

4T15. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A.

4T15. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. 4T15 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. ÍNDICE 03 Análise Gerencial da Operação 05 Sumário Executivo 15 Análise do Resultado e Balanço 16 18 22

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00 RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 156.512.000,00 Resultados do RESULTADOS São Paulo, 14 de maio de 2010 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)]

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015 Ações Itaú em foco Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015 nº 47 www.itau.com.br/relacoes-com-investidores facebook.com/itauunibancori @itauunibanco_ri Remuneração aos Nossos Acionistas

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42.

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42. Avenida Paulista, 2.100 - São Paulo - SP CNPJ 58.160.7890001-28 Se escolher navegar os mares do sistema bancário, construa seu banco como construiria seu barco: sólido para enfrentar, com segurança, qualquer

Leia mais

Agência Bradesco Praça Panamericana

Agência Bradesco Praça Panamericana Agência Bradesco Praça Panamericana Presença em todos os municípios brasileiros A B C D E 03 Crescimento Orgânico dos Canais de Distribuição 4.634 4.650 3.160 3.359 3.454 3.628 2007 2008 2009 2010 2011

Leia mais

Release de Resultado 2T14

Release de Resultado 2T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 2T14 São Paulo, 07 de agosto de 2014 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período encerrado

Leia mais

Análise Gerencial da Operação, Desempenho das Ações e dos ADRs e Demonstrações Contábeis 2011. Itaú Unibanco Holding S.A.

Análise Gerencial da Operação, Desempenho das Ações e dos ADRs e Demonstrações Contábeis 2011. Itaú Unibanco Holding S.A. Análise Gerencial da Operação, Desempenho das Ações e dos ADRs e Demonstrações Contábeis 2011 Demonstrações Financeiras 2011 Sumário 3 Análise Gerencial da Operação...................... 4 Desempenho das

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores. Belém 21/07/2015

Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores. Belém 21/07/2015 Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores Belém 21/07/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Remuneração aos Nossos Acionistas. Bonificação e Custo Atribuído

Remuneração aos Nossos Acionistas. Bonificação e Custo Atribuído Remuneração aos Nossos Acionistas Na reunião do Conselho de Administração do dia 3 de agosto foi deliberada a distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) complementares aos dividendos mensais, a

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

2012 2012 2 1 0 2 C E IM P A

2012 2012 2 1 0 2 C E IM P A 3 Resultados do terceiro trimestre de 2012 Itaú Unibanco no Mercado de Capitais Atuação: Brasil e Exterior Itaú Unibanco Holding S.A. Agente de transformação Expectativas 2012 O mundo mudou... O Itaú mudou...

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

Ciclo Apimec 2013 A Estratégia de Atuação do Itaú Unibanco

Ciclo Apimec 2013 A Estratégia de Atuação do Itaú Unibanco 1 Ciclo Apimec 2013 A Estratégia de Atuação do Itaú Unibanco Superintendência de Relações com Investidores Pessoa Física 2 Cenário Macroeconômico (1) 2 Economia Mundial 2010 2011 2012 2013 (2) PIB Mundo

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores. Santos 18/06/2015

Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores. Santos 18/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores Santos 18/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas,

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 3º trimestre de 2015

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 3º trimestre de 2015 Ações Itaú em foco Informativo para acionistas Ano 12 3º trimestre de 2015 nº 48 www.itau.com.br/relacoes-com-investidores facebook.com/itauunibancori @itauunibanco_ri Recompra de Ações No período de janeiro

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 Brasília, 26 de agosto de 2015 O BRB - Banco de Brasília S.A., sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo de Brasília, anuncia seus resultados do

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Caio Ibrahim David Vice Presidente de Finanças e CFO Rio de Janeiro 23 de outubro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Caio Ibrahim David Vice Presidente de Finanças e CFO Rio de Janeiro 23 de outubro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Caio Ibrahim David Vice Presidente de Finanças e CFO Rio de Janeiro 23 de outubro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS A-PDF MERGER DEMO PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES São Paulo,04 de agosto de 2006. Ilmos. Senhores - es e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS 1. Examinamos os balanços

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 2T10

Reunião Pública de Analistas 2T10 Reunião Pública de Analistas 2T10 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Maior seguradora do Brasil Posição Companhia `Principal Produto 1 Bradesco

Leia mais

Análise Gerencial da Operação, Desempenho das Ações. e dos ADRs e Demonstrações Contábeis

Análise Gerencial da Operação, Desempenho das Ações. e dos ADRs e Demonstrações Contábeis Análise Gerencial da Operação, Desempenho das Ações e dos ADRs e Demonstrações Contábeis 2009 Sumário Análise Gerencial da Operação 2 Desempenho das Ações e dos ADRs 15 Relatório da Administração 20 Administração

Leia mais

Apresentação Bradesco

Apresentação Bradesco Apresentação Bradesco 1 Perspectivas Econômicas 2013 Bradesco 2014 * Consenso do Mercado ** 2015 * 2014 2015 PIB 2,50% 0,50% 1,50% 0,29% 1,01% Juros(SelicFinal) 10,00% 11,00% 11,00% 11,00% 11,38% Inflação(IPCA)

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Rio de Janeiro, 09 de Agosto 2011 1 Informação importante Esta apresentação foi preparada pelo Banco Santander (Brasil) S.A., eventuais declarações

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro Press Release Destaques Operacionais O Banrisul apresentou, nos nove meses de 2011, trajetória ascendente de crescimento no crédito. Os indicadores de inadimplência e de qualidade da carteira mantiveram-se

Leia mais

Sumário do Resultado 2T09

Sumário do Resultado 2T09 Sumário do Resultado 1 BB lucra R$ 4,0 bilhões no 1º semestre de 2009 O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 4.014 milhões no 1S09, resultado que corresponde a retorno sobre Patrimônio Líquido

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

Análise Gerencial da Operação, Desempenho das Ações e dos ADRs e Demonstrações Contábeis 2008. Itaú Unibanco Holding S.A.

Análise Gerencial da Operação, Desempenho das Ações e dos ADRs e Demonstrações Contábeis 2008. Itaú Unibanco Holding S.A. Análise Gerencial da Operação, Desempenho das Ações e dos ADRs e Demonstrações Contábeis 2008 Itaú Unibanco Holding S.A. Índice Análise Gerencial da Operação 2 Desempenho das Ações e dos ADRs 12 Relatório

Leia mais

Informações Financeiras Consolidadas

Informações Financeiras Consolidadas Informações Financeiras Consolidadas 3º trimestre 2007 Dados Cadastrais Denominação Comercial: Banrisul S/A Natureza Jurídica: Banco Múltiplo Público Estadual. Sociedade de Economia Mista, sob forma de

Leia mais

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set DISCUSSÃO E ANÁLISE PELA ADMINISTRAÇÃO DO RESULTADO NÃO CONSOLIDADO DAS OPERACÕES: PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2001 COMPARATIVO AO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2000 (em milhões de reais, exceto

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 4 Balanço Patrimonial Passivo 6 Demonstração do Resultado 9 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Divulgação de Resultados 2T08

Divulgação de Resultados 2T08 Divulgação de Resultados 2T08 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2008 A Sul América S.A. (Bovespa: SULA11) anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2008 (2T08). As informações operacionais e financeiras

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

Sexta-feira 14.05.2010 Divulgação do Resultado do Primeiro Trimestre de 2010

Sexta-feira 14.05.2010 Divulgação do Resultado do Primeiro Trimestre de 2010 Press Release 9 Bovespa: BRSR3, BRSR5, BRSR6 Este Press Release pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 1T11

Reunião Pública de Analistas 1T11 Reunião Pública de Analistas 1T11 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Líder nacional em seguro de residência Empregados Diretos Porto S/A Sucursais

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Joinville 24/06/2015

Ciclo Apimec 2015 Joinville 24/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Joinville 24/06/2015 1 Itaú Unibanco Macroeconomia em Pauta Equipe Econômica Itaú Unibanco Junho, 2015 Economia americana segue em recuperação Criação de empregos formais Média de 6 meses,

Leia mais

Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) Divulgação de Resultados do 3º Trimestre de 2014 (em IFRS)

Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) Divulgação de Resultados do 3º Trimestre de 2014 (em IFRS) São Paulo, 30 de outubro de 2014 Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) (em IFRS) Lucro líquido cresce 66% no 3T14 e totaliza R$42 milhões Vendas líquidas crescem 18% no trimestre EBITDA cresce 44%,

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2013 . São Paulo, 06 de agosto de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 11-2º trimestre de 2014

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 11-2º trimestre de 2014 Ações Itaú em foco Informativo para acionistas Ano 11-2º trimestre de 2014 nº 43 www.itau.com.br/relacoes-com-investidores facebook.com/itauunibancori @itauunibanco_ri Remuneração aos Acionistas Na reunião

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 3º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 3º Trimestre de 2013 . São Paulo, 31 de outubro de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga

Leia mais

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1 ATIVO 1 11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1113 BANCOS CONTA DEPÓSITOS 11131 BANCOS CONTA DEPÓSITOS - MOVIMENTO

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Junho 2015 1 SUMÁRIO ANÁLISE DE DESEMPENHO... 4 SUMÁRIO EXECUTIVO 1S15... 6 MERCADO COMPETITIVO... 8 MARGEM ANALÍTICA... 9 Desempenho da Intermediação Financeira... 9 Variações

Leia mais

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Balanço Patrimonial - Conglomerado Prudencial em 30 de Junho ATIVO 2014 CIRCULANTE 1.893.224 Disponibilidades

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO PERFIL CORPORATIVO P Banco múltiplo privado com 20 anos de experiência no mercado financeiro P Sólida estrutura de capital e administração conservadora P Atuação em operações: Ativas Passivas Crédito Imobiliário

Leia mais

Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A.

Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A. Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A. www.itauunibancori.com.br www.portoseguro.com.br/ri As Companhias A Porto Seguro S.A. continuará listada no Novo Mercado da BM&Fbovespa (PSSA3);

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Marcelo Kopel Diretor de Relações com Investidores Porto Alegre 10/06/2015

Ciclo Apimec 2015 Marcelo Kopel Diretor de Relações com Investidores Porto Alegre 10/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Marcelo Kopel Diretor de Relações com Investidores Porto Alegre 10/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas,

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS

RELEASE DE RESULTADOS RELEASE DE RESULTADOS BANCO PAULISTA SOCOPA Corretora Resultados 4 Trimestre de 2011 1 O BANCO PAULISTA e a SOCOPA - CORRETORA PAULISTA anunciam os resultados do quarto trimestre de 2011. O BANCO PAULISTA

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados 4º Trimestre, Aviso Importante: esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

Release de Resultado Janeiro/08

Release de Resultado Janeiro/08 PORTO SEGURO anuncia lucro líquido de R$10,0 milhões ou R$0,13 por ação em janeiro de 2008 São Paulo, 17 de Março de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados de janeiro de 2008. As

Leia mais

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012 Teleconferência de Resultados e 2012 28 de fevereiro de 2013 Aviso Legal Algumas das informações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam

Leia mais

ING. Demonstrações Financeiras

ING. Demonstrações Financeiras ING Demonstrações Financeiras 30/junho/2002 ÍNDICE ING BANK N.V. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS SEMESTRAIS DE 2002 E 2001... 3 ING CORRETORA DE CÂMBIO E TÍTULOS S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS SEMESTRAIS DE

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/1999 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 KPDS 82388 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações

Leia mais

RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA

RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA 1- INTRODUÇÃO O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social, por meio do Decreto nº 5.212, de 22 de setembro de 2004, teve o seu Estatuto Social alterado

Leia mais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais Porto Seguro S.A. Porto Seguro S.A. Receitas Totais R$ m ilhões 2006 2005 Variação Receitas Totais 4.548,1 3.849,9 18,1% (R$ milhões) 4.548,1 3.849,9 2.384,6 2.758,5 3.232,4 2002 2003 2004 2005 2006 CAGR

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 MBK Securitizadora S.A. Demonstrações Financeiras

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD PRESS RELEASE Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD Segunda-feira, 3/5/2004 Divulgação dos Resultados do 1 º trimestre 2004 O Banco Bradesco apresentou Lucro Líquido de R$ 608,7 milhões no 1 º

Leia mais

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13 Sumário do Resultado Resultado Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no O Banco do Brasil apresentou lucro líquido ajustado, sem itens extraordinários, de R$ 2,7 bilhões no trimestre, desempenho

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

Raízen Combustíveis S.A.

Raízen Combustíveis S.A. Balanço patrimonial consolidado e condensado (Em milhares de reais, exceto quando indicado de outra forma) Ativo 30.06.2014 31.03.2014 Passivo 30.06.2014 31.03.2014 Circulante Circulante Caixa e equivalentes

Leia mais

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 Desempenho Em ambiente de queda da atividade na indústria automobilística, a Iochpe-Maxion apresentou um crescimento de 8,4% nas vendas no terceiro

Leia mais