Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011"

Transcrição

1 Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Rio de Janeiro, 09 de Agosto

2 Informação importante Esta apresentação foi preparada pelo Banco Santander (Brasil) S.A., eventuais declarações feitas durante esta apresentação sobre as perspectivas dos negócios, projeções, metas operacionais e financeiras são meras previsões, baseadas nas expectativas da administração em relação ao futuro da Companhia e não constitui uma oferta ou solicitação de oferta para aquisição de valores mobiliários. Ela pode conter informações sobre eventos futuros e estes eventos/estimativas estão sujeitos a riscos e incertezas relacionados a fatores fora da capacidade da Companhia de controlar ou estimar precisamente, tais como condições de mercado, ambiente competitivo, flutuações de moeda e da inflação, mudanças em órgãos reguladores e governamentais e outros fatores relacionados às operações da Companhia, sendo que os resultados futuros da Companhia poderão diferir materialmente daqueles estimados. Estas estimativas não devem ser interpretadas como garantia de performance futura. A Companhia não se obriga a publicar qualquer revisão ou atualizar essas estimativas frente a eventos ou circunstâncias que venham a ocorrer após a data deste documento Banco Santander (Brasil) S.A.. Todos Direitos Reservados. 2

3 Agenda 1 Cenário Econômico Estratégia de Atuação Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais 3

4 Agenda 1 Cenário Econômico Estratégia de Atuação Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais 4

5 1Q06 2Q06 3Q06 4Q06 1Q07 2Q07 3Q07 4Q07 1Q08 2Q08 3Q08 4Q08 1Q09 2Q09 3Q09 4Q09 1Q10 2Q10 3Q10 4Q10 1Q Recuperação econômica em 2011 Lucros, renda, crédito e preços de ativos PIB (Índice 2008 = 100) Brasil EUA Zona do Euro Fonte: Bloomberg 5

6 jan-00 ago-00 mar-01 out-01 mai-02 dez-02 jul-03 fev-04 set-04 abr-05 nov-05 jun-06 jan-07 ago-07 mar-08 out-08 mai-09 dez-09 jul-10 fev-11 Elevação de preços de alimentos e combustíveis Pressões inflacionárias globais 150 Preços de Alimentos e Petróleo (Índice 2008 = 100) Alimentos Petróleo 30 0 Fonte: FAO (ONU) 6

7 jan-07 abr-07 jul-07 out-07 jan-08 abr-08 jul-08 out-08 jan-09 abr-09 jul-09 out-09 jan-10 abr-10 jul-10 out-10 jan-11 abr-11 Além de commodities, forte demanda doméstica permite repasse de custos para preços de serviços 9 Serviços no IPCA (% em 12 meses) Fonte: IBGE 7

8 jan-07 abr-07 jul-07 out-07 jan-08 abr-08 jul-08 out-08 jan-09 abr-09 jul-09 out-09 jan-10 abr-10 jul-10 out-10 jan-11 abr-11 10,5 Esse repasse de custos tem sido sustentado pelo mercado de trabalho aquecido Taxa de Desemprego (%, sem variações sazonais) 9,5 8,5 7,5 6,5 5,5 Fonte: IBGE 8

9 Rumo ao crescimento sustentável Consumo e investimento mercado interno Crescimento do PIB (%) 7,0 5,0 3,0 1.7% 2.7% 4% 1,0-1,0-3,0-5,0 Fonte: IBGE 9

10 Distribuição de Renda Distribuição de Renda (Milhões de Pessoas por Classe Econômica) milhões de pessoas A e B C D E Renda R$ / Mês / Família R$ R$ a R$ R$ 550 a R$ Abaixo de R$ 550 Fonte: Ministério da Fazenda (inclusive estimativa para 2014) 10

11 Bônus Demográfico Pirâmide Etária (pessoas por faixa de idade) População entre 20 e 60 anos Fonte: IBGE

12 Crédito Evolução do Crédito no Brasil (em bilhões de R$) R$ 336 R$ 607 R$ Representando 46,4% do PIB do Brasil VOLUME TOTAL DE CRÉDITO LIBERADO Fonte: Banco Central 12

13 Crédito Como Melhorou a Situação do Brasileiro 2010 Fonte: Banco Central, IBGE, ANEF e estimativa Santander 13

14 Agenda 1 Cenário Econômico Estratégia de Atuação Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais 14

15 O Banco do Juntos... 15

16 Nosso jeito de ser e fazer negócios... 16

17 Nossas aspirações Ser o melhor e mais eficiente Banco no País... Ser o Maior Banco no Brasil em Ser o Melhor Banco em Ser o Melhor Banco Construir a Marca Geração de Valor para os Acionistas Satisfação dos Clientes Para se Trabalhar Mais Reconhecida e Atrativa dentre os Bancos no Brasil 17

18 Através de relacionamento Funcionários Cliente Governo Sociedade Sindicato Santander Comunidade Acionista Meio ambiente Fornecedores Mídia 18

19 Somos o 3º banco privado em ativos, com ampla diversidade geográfica, escala global para competir e crescer. Estamos ampliando nossa capilaridade e solidificando nossa plataforma de distribuição... 53,4 mil funcionários 9,3 milhões de contas correntes ativas¹ 12% em participação² de mercado em agências agências Postos de Atendimento (PABs) caixas eletrônicos (ATMs) 1S11 x 1S10 Crédito (R$ milhões) Lucro antes de imposto (R$ MM) Captação³ (R$ milhões) Lucro Líquido (R$ MM) Clientes com movimentação de depósito à vista no período de 30 dias, de acordo com o BACEN. 2.Com base nos 6 maiores bancos do Brasil. 3.Total captação: total depósitos +debêntures/lci/lca+ Letras Financeiras +fundos de investimento. 19

20 ...com independência... Autonomia em capital e liquidez Um banco sólido, solvente e com fortaleza de balanço Marca global expressa posicionamento internacional Presente em mercados maduros e emergentes Intercâmbio das melhores práticas Plataforma em sistema global Possui índice de capitalização superior a média dos grandes bancos 20

21 ... e estamos focando em parcerias para alavancar os negócios... Santander Adquirência: somos o 1º Banco a unir serviços de adquirência com serviços financeiros... SERVIÇOS ADQUIRÊNCIA SERVIÇOS FINANCEIROS Oferta de valor com alta atratividade no segmento PMEs ² S11 2T11 Objetivo 2012 (%)¹ CRÉDITO Faturamento (R$ MM) Transações (MM) , ,1 Estabelecimentos Credenciados (Mil) 155, % DÉBITO Faturamento (R$ MM) Transações (MM) , ,4 Novas contas (Mil) 37, % TOTAL Faturamento (R$ MM) Transações (MM) , ,5 Parcerias Cartões + Seguros + Financeira Imobiliário 1. Percentual alcançado em relação ao objetivo 2. Pequenas e Medias Empresas 21

22 ...continuando a expansão comercial e o crescimento orgânico agências +176 em 12 meses (junho/10 junho/11) + 41 no trimestre + 72 inauguradas em 2011 Agência Faria Lima, São Paulo 22

23 Representando... 1S11 Resultado do Brasil no Grupo¹ Resultado do Brasil na Am. Latina 1S10: 23% 25% 56% 44% 75%...pertencendo à um Grupo com diversificação geográfica privilegiada...com mais de: mil funcionários agências (Banco Múltiplo) 100 milhões de clientes 3,2 milhões de acionistas 1. Porcentagem calculados sobre o total de áreas de negócios do Grupo Santander 2. Dados jun/

24 ...e apoiando iniciativas: Uma sociedade melhor Empreendedores Bernadete Feltrin Empreendedora, com o microcrédito adquiriu mais maquinários, o que possibilitou a contratação de mais duas costureiras e diversificação da atividade Interação com clientes 13ª Edição / Talentos da Maturidade 2011 Universidades Pequenas e médias Empresas Guilherme Campos, Empresário, usa as Soluções de Cash do Santander para organizar o dia a dia do seu negócio Tatiana Collese fez intercâmbio na China pelo Santander Universidades. 24

25 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Negócios Sustentáveis 25

26 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais 552% Fundo Ethical 405% II FI AÇÕES Rentabilidade acumulada de novembro de 2001 a Junho de 2011 IBVSP Médio Fonte: Dados internos Junho

27 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Investimos em quem ainda vai investir no mundo. 1,9 MM Clientes Maior rede de atendimento dedicada ao público universitário do Brasil profissionais especializados 349 Agências 374 Caixas Eletrônicos 406 Universidades Conveniadas no Brasil Fonte: Dados internos Junho

28 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais RESULTADOS Voluntários: Escolas Parceiras: 173 Estudantes beneficiados: mais de 120 mil Educadores capacitados: 966 desde 2006 RJ: 111 voluntários e 15 escolas atendidas RESULTADOS R$ 5,7 milhões arrecadados em 2010 Participação de mais de 30 mil pessoas, entre funcionários, clientes e fornecedores Apoio para 50 municípios RJ: 02 municípios atendidos Fonte: Dados internos Junho

29 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Resultados em IFRS 1S11 29

30 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Destaques 1 Crescimento de crédito em Pessoa Física (23,4%) e segmento 2 PME (27,7%) Crescimento do Lucro de 18% 1S11 versus 1S10 Margem Financeira com melhor qualidade 488 mil novas contas correntes e 176 novas agências em doze meses 1. Crescimento em doze meses 2. Pequenas e médias empresas 30

31 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Evolução do Lucro antes de imposto e Lucro Líquido Lucro antes de imposto do 1S11 cresce 21% em doze meses R$ MM R$ MM +20,7% -1,5% S10 1S11 1T11 2T11 Lucro líquido do 1S11 cresce 18% em doze meses R$ MM R$ MM +17,7% +0,6% S10 1S11 1T11 2T11 31

32 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais 1 Resultados: Gerenciais IFRS - Lucro cresce 17,5% em doze meses Conta de Resultados 1S11 R$ MM 1S10 R$ MM Var. 12M Margem Financeira com Juros Comissões Líquidas Outras Receitas ,0% 9,5% -27,8% Total Receitas ,4% Despesas Gerais c/ amortização Provisões para Créditos de Liquidação Duvidosa 3 Provisões Líquidas / Outras (6.621) (4.360) (1.261) (6.008) (4.915) (721) 10,2% -11,3% 74,9% Lucro antes da Tributação ,6% Impostos sobre a renda (1.253) (952) 31,6% Lucro Líquido ,7% 1. Exclui o efeito do hedge fiscal de Cayman e considera a unificação de classificação contábil de operações de leasing ocorrida por ocasião da integração de sistemas 2. Inclui ganhos (perdas) com ativos e passivos financeiros+diferenças cambiais e outras receitas (despesas) operacionais + Resultado de renda variável + Resultado de equivalência patrimonial Inclui recuperações de créditos baixados como prejuízo

33 Receitas Totais R$ MM Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais +12,4% +3,1% Segmentos 1S11 1S10 Var. 12M Var. 3M 1 M. Intermediação ,0% 1,8% Comissões ,5% 4,7% Subtotal ,5% 2,4% Outras ,8% 23,6% Receitas Totais ,5% 3,1 % 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 1 Margem de Intermediação Comissões Outras2 1. Considera a unificação de classificação contábil de operações de leasing ocorrida da integração de sistemas 2. Resultado de operações financeiras excluindo o efeito do hedge fiscal de Cayman + outras receitas (despesas) operacionais 33

34 Negócios Sustentáveis Evolução da Receita de Clientes 17,2% Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais +4,6% +4,2% +1,3% +4,6% +6,2% ,3% mar.10 jun.10 set.10 dez.10 mar.11 jun.11 Var. Trimestral (%) 1S10 1S11 34

35 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Negócio: Evolução Gerencial do Crédito Clientes 1 R$ BI +18,5% +3,9% Segmentos Jun.11 Jun.10 Var. 12M Var. 3M 155,6 163, ,4 184,4 Pessoa Física Financiamento ao consumo ,4% 3,9% 6,0% 0,7% Jun.10 Set.10 Dez.10 Mar.11 Jun.11 Pequenas e Médias Empresas Grandes Empresas ,7% 9,9% 4,7% 3,4% Total IFRS ,0% 4,1% 2 Outras operações ,4% 1,1% 2 Carteira de Crédito Ampliada 184, ,5% 3,9% 1. Os saldos de crédito referentes ao ano de 2010 foram reclassificados para fins de comparabilidade com o período atual, devido a re-segmentação de clientes ocorrida no 1T11 2. Considera outras operações com risco de crédito (debêntures, FDIC, CRI, promissórias de colocação no exterior e Notas Promissórias) e carteira adquirida de outros bancos com saldo total em balanço de R$ MM em Jun/11 e R$ MM em Jun/10 35

36 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Negócio: Evolução do Crédito por Produtos Consignado PF Veículos PF R$ MM +24,2% R$ MM +3,9% ,0% 29,9% Jun.10 Jun.11 Jun.10 Jun.11 Cartões PF R$ MM R$ MM +32,0% ,5% Imobiliário Total ,3% 36,3% Jun.10 Jun.11 Jun.10 Jun.11 Pessoa Jurídica Pessoa Física 36

37 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Negócio: Qualidade da carteira de Crédito 1 2 Inadimplência (%) Cobertura (%) 8,2 7,9 7,6 7,9 8,6 102% 101% 6,6 6,1 5,8 6,1 6,7 98% 98% 5,1 4,5 4,3 4,5 4,9 92% jun.10 set.10 dez.10 mar.10 jun.11 PF PJ Total 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 1. Operações vencidas há mais de 90 dias mais créditos normais com alto risco de inadimplência / carteira de crédito gerencial 2. Provisões de Crédito de Liquidação Duvidosa / operações vencidas há mais de 90 dias mais créditos normais com alto risco de inadimplência 37

38 Negócios Sustentáveis Evolução da Base de Clientes Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Clientes (Mil) Correntistas Ativos (Mil) 1 +10,4% +5,5% S10 1S11 1S10 1S11 1. Clientes com movimentação de depósito à vista no período de 30 dias, de acordo com o BACEN. A partir do 1T11 alteramos o critério de informação ao Banco Central. 38

39 Negócios Sustentáveis Indicadores de Performance Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais 1 Eficiência (%) Recorrência (%) +0,2 p.p p.p. 2 33,7 33,6 61,4 61,6 1S10 1S11 1S10 1S ROAE (ajustado) (%) Basileia (%) +1,3 p.p. -2,0 p.p. 16,7 18,0 TIER II TIER I 23,4 3,7 19,7 21,4 2,9 18,6 1S10 1S11 1S10 1S11 1. Despesas gerais sem amortização / Receitas Totais excluindo o hedge de Cayman e considera a unificação de classificação contábil de operações de leasing ocorrida por ocasião da integração de sistemas 2. Comissões líquidas/despesas Gerais sem amortização 3. Exclui o efeito do ágio apurado na aquisição do Banco Real e da Real Seguros Vida e Previdência 39

40 Negócios Sustentáveis Destaques Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais 1 Crescimento de crédito em Pessoa Física (23,4%) e segmento 2 PME (27,7%) Crescimento do Lucro de 18% 1S11 versus 1S10 Margem Financeira com melhor qualidade 488 mil novas contas correntes e 176 novas agências em doze meses 1. Crescimento em doze meses 2. Pequenas e médias empresas 40

41 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Mercado de Capitais 41

42 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Governança Corporativa 3 membros independentes no Conselho de Administração Conselho de Administração, Comitês de Assessoramento, Diretoria Executiva e comitês executivos Gestão de Riscos/ Controles Internos/ Sarbanes-Oxley Escore GAMMA 7 Assembleia de Acionistas NYSE e BM&F Bovespa: Nível 2 Política para Transações com Partes Relacionas e Código de Ética 42

43 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Política de distribuição de Dividendos e Juros Sobre Capital Próprio 1 Pagamento de dividendos: Intenção de pagar aproximadamente 50% do Lucro Líquido. Juros sobre capital próprio: destaque trimestral Dividendos Intermediários: destaque semestral Pagamento semestral 1. Percentual do Lucro Líquido que é distribuído em forma de Dividendos e/ou Juros sobre capital próprio aos acionistas 43

44 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Dividendos e Juros Sobre Capital Próprio R$ 3,5 bilhões em proventos distribuídos em R$ MM Dividendos R$ MM JCP 1 70,0% 27,8% S10 1S11 1S10 1S11 R$ 2 bilhões em dividendos e juros sobre capital próprio destacados no 1º semestre do ano de Juros Sobre Capital Próprio 44

45 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Volume IPO até atual Inclui SANB3, SANB4, SANB11, BSBR de 06/10/09 a 30/07/11 R$ 197,4MM Média do volume financeiro negociado diariamente 13,3 MM Média de ativos negociados diários 25,3 Mil Média de negociações diárias Fonte: Bloomberg Data: Fechamento 30/07/

46 Negócios Sustentáveis Resultados em IFRS 1S11 Mercado de Capitais Índices 46

47 Próximas Reuniões São Paulo 16/08 Curitiba - 23/08 Brasília 21/11 Belo Horizonte 23/11 47

48 Agradecemos a presença de todos. Seguimos à disposição, pelos canais: Relações com Acionistas Canais de Atendimento: Atendimento a acionistas Tel.: Site: Foco: Investidores: Pessoas físicas Jurídicas (não -financeiras) Relações com Investidores Canais de Atendimento: Atendimento a investidores Tel.: (11) Site: Foco: Investidores: Institucionais Analistas 48

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

Ciclo APIMEC Santander

Ciclo APIMEC Santander Ciclo APIMEC Santander Resultados 2011 Rio de Janeiro, 15 de Março de 2012 Informação Importante Esta apresentação foi preparada pelo Banco Santander (Brasil) S.A., eventuais declarações feitas durante

Leia mais

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

Reunião Pública de Resultados Santander APIMEC - 2010

Reunião Pública de Resultados Santander APIMEC - 2010 1 Reunião Pública de Resultados Santander APIMEC - 2010 2 Agenda 1. Santander no mundo 2. Santander no Brasil 3. Governança corporativa 4. Sustentabilidade 5. Resultados 6. Santander e o Mercado de Capitais

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Apresentação Bradesco

Apresentação Bradesco Apresentação Bradesco 1 Perspectivas Econômicas 2013 Bradesco 2014 * Consenso do Mercado ** 2015 * 2014 2015 PIB 2,50% 0,50% 1,50% 0,29% 1,01% Juros(SelicFinal) 10,00% 11,00% 11,00% 11,00% 11,38% Inflação(IPCA)

Leia mais

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

Panorama do Mercado de Crédito

Panorama do Mercado de Crédito Panorama do Mercado de Crédito FEBRABAN Dezembro de 2011 Rubens Sardenberg Economista-chefe ÍNDICE I. Evolução do Crédito II. Pessoa Física III. Pessoa Jurídica IV. Inadimplência V. Spread VI. Projeções

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T09

Teleconferência de Resultados 4T09 Teleconferência de Resultados 4T09 Índice Comentários de Mercado Pág. 3 Qualidade da Carteira de Crédito Pág. 10 Liquidez Pág. 4 Índice de Eficiência Pág. 14 Funding e Carteira de Crédito Pág. 5 Rentabilidade

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

Agenda. A Companhia. Nossa Operação. 3 Nossa Performance Financeira

Agenda. A Companhia. Nossa Operação. 3 Nossa Performance Financeira APIMEC RIO Resultados do 1T12 Diretoria Econômico-Financeira e de Relações com Investidores Aviso Esta apresentação pode conter considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas

Leia mais

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos Financiamento de veículos Crédito Pessoa Física Principais Produtos 115 +11% Carteira de Crédito 124 +3% 127 Crédito ao Consumo Veículos R$ Bilhões Pessoa Física Crédito Consignado 1 32 Cartão de Crédito

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação sumário executivo 3º trimestre de 2013 (Esta página foi deixada em branco intencionalmente) 4 Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco). Destaques (exceto onde indicado)

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008 Resultados do 1T08 14 de maio de 2008 Destaques do Trimestre Desenvolvimento dos Negócios Início dos desembolsos das operações de FINAME e BNDES Automático Bim Promotora de Vendas fase piloto das operações

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

Encontro com. Acionistas. 19 de Fevereiro de 2014

Encontro com. Acionistas. 19 de Fevereiro de 2014 1 Encontro com Acionistas 19 de Fevereiro de 2014 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil) SA ("Santander Brasil") e suas subsidiárias,

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Teleconferência Resultados 1T10

Teleconferência Resultados 1T10 Teleconferência Resultados 1T10 18 de maio de 2010 Visão Geral da Administração Venda da estrutura de Varejo + Foco no segmento de crédito a Empresas Transferência das atividades de originação e crédito

Leia mais

Juiz de Fora, 02 de abril de 2009

Juiz de Fora, 02 de abril de 2009 Juiz de Fora, 02 de abril de 2009 1 2 3 4 5 6 7 Cenário Econômico Principais Destaques Estrutura Foco no Acionista Desempenho Perspectivas Sustentabilidade PIB Brasileiro % 5,4 7,8 7,5 Média dos 20 anos

Leia mais

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia. As palavras "antecipa",

Leia mais

Sexta-feira 14.05.2010 Divulgação do Resultado do Primeiro Trimestre de 2010

Sexta-feira 14.05.2010 Divulgação do Resultado do Primeiro Trimestre de 2010 Press Release 9 Bovespa: BRSR3, BRSR5, BRSR6 Este Press Release pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A. Informe de Resultados em IFRS - (Release) Terceiro Trimestre de 2010 28 de outubro de 2010 DESTAQUES DO PERÍODO

Banco Santander (Brasil) S.A. Informe de Resultados em IFRS - (Release) Terceiro Trimestre de 2010 28 de outubro de 2010 DESTAQUES DO PERÍODO DESTAQUES DO PERÍODO Banco Santander (Brasil) S.A. Informe de Resultados em IFRS - (Release) Terceiro Trimestre de 2010 28 de outubro de 2010 Disclaimer: eventuais declarações que possam estar escritas

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Abril de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos

Leia mais

APIMEC 3T10 Novembro de 2010

APIMEC 3T10 Novembro de 2010 APIMEC Novembro de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos ou incertezas

Leia mais

Divulgação de Resultados do 2T10. 4 de agosto de 2010

Divulgação de Resultados do 2T10. 4 de agosto de 2010 Divulgação de Resultados do 4 de agosto de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 22-10-08) Edição de 27 de Outubro de 08 Crise não teve impacto significativo nas operações

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 1 I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 2 Crédito ainda em Expansão, mas Desacelerando 30,7% Crescimento do Crédito 15,1% 20,6% 18,8% 16,4% 14,7% 11,7% 2008

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

HSM EXPOMANAGEMENT 2014 Mercado de Capitais e Direito Internacional PAINEL 5

HSM EXPOMANAGEMENT 2014 Mercado de Capitais e Direito Internacional PAINEL 5 HSM EXPOMANAGEMENT 2014 Mercado de Capitais e Direito Internacional PAINEL 5 ACESSO DAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS 04 DE NOVEMBRO DE 2014 INSTITUTO IBMEC MERCADO DE CAPITAIS CEMEC Centro de Estudos

Leia mais

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP 2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP São Paulo, 21 de Agosto de 2013 Hotel Caesar Park Patrocínio SPX Capital Agosto 2013 Perspectivas Macroeconômicas Inflação acumulada em 12

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Reunião Pública Anual. 19 de dezembro de 2013

Reunião Pública Anual. 19 de dezembro de 2013 Reunião Pública Anual 19 de dezembro de 2013 2 Aviso importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado. Gráfico 3.1 Taxa over/selic

Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado. Gráfico 3.1 Taxa over/selic III Mercado Financeiro e de Capitais Taxas de juros reais e expectativas de mercado A meta para a taxa Selic foi mantida durante o primeiro trimestre de 21 em 8,75% a.a. Em resposta a pressões inflacionárias

Leia mais

APRESENTAÇÃO NO INSTITUTO DO VAREJO

APRESENTAÇÃO NO INSTITUTO DO VAREJO APRESENTAÇÃO NO INSTITUTO DO VAREJO 18 de Agosto de 2006 Demian Fiocca Presidente do BNDES www.bndes.gov.br 1 BRASIL: NOVO CICLO DE DESENVOLVIMENTO Um novo ciclo de desenvolvimento teve início em 2004.

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

1T09 Divulgação de Resultados

1T09 Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados Relações com Investidores: Frederico Dan Shigenawa Diretor de RI ir@tig.bm Sobre a TIG: A TIG Holding Ltd. (nova denominação da Tarpon Investment Group Ltd.) investe em companhias

Leia mais

(com base na Nota do Banco Central do Brasil de 27-05-2009) Edição de 27 de Maio de 2009

(com base na Nota do Banco Central do Brasil de 27-05-2009) Edição de 27 de Maio de 2009 Relatório Febraban - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 27-05-2009) Edição de 27 de Maio de 2009 Em Abril de 2009, operações de crédito atingiram

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS 1 Crédito ao Consumo Principais Produtos CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS CARTÕES DE CRÉDITO CRÉDITO CONSIGNADO 2 2 Crédito ao

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012 Apresentação de Resultados 4T11 1º de Março de 2012 Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Operação em 4 países: Brasil, Colômbia, Argentina e Peru Líder na América Latina em serviços de relacionamento com consumidores

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008

Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008 Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008 Disclaimer Este comunicado contém considerações referentes às perspectivas do negócio e estimativas de resultados

Leia mais

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 SUMÁRIO Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita de

Leia mais

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar.

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. 0 0 Participação da Indústria no PIB - Internacional Prêmios/PIB em % (2004) 1 1 A Indústria de Seguros no Brasil Desde a implantação do Plano Real,

Leia mais

Release de Resultado Janeiro/08

Release de Resultado Janeiro/08 PORTO SEGURO anuncia lucro líquido de R$10,0 milhões ou R$0,13 por ação em janeiro de 2008 São Paulo, 17 de Março de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados de janeiro de 2008. As

Leia mais

SPREAD BANCÁRIO NO BRASIL

SPREAD BANCÁRIO NO BRASIL SPREAD BANCÁRIO NO BRASIL Comissão de Acompanhamento da Crise Financeira e da Empregabilidade 26 DE MARÇO DE 2009 Fábio Colletti Barbosa Presidente ÍNDICE 1. A Crise Financeira Mundial 2. O Brasil, a Crise

Leia mais

Antonio Vieira Monteiro Chefe do País, Portugal

Antonio Vieira Monteiro Chefe do País, Portugal Antonio Vieira Monteiro Chefe do País, Portugal O Banco Santander Totta, S.A. ("Santander Totta") e o Banco Santander, S.A. ( Santander ) advertem que esta apresentação contém declarações sobre o futuro.

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS DE MERCADO DE CAPITAIS CEMEC RELATÓRIO CEMEC MENSAL DE DESEMPENHO DA POUPANÇA FINANCEIRA. Junho

CENTRO DE ESTUDOS DE MERCADO DE CAPITAIS CEMEC RELATÓRIO CEMEC MENSAL DE DESEMPENHO DA POUPANÇA FINANCEIRA. Junho CENTRO DE ESTUDOS DE MERCADO DE CAPITAIS CEMEC CENTRO DE ESTUDOS DE MERCADO DE CAPITAIS RELATÓRIO CEMEC MENSAL DE DESEMPENHO DA POUPANÇA FINANCEIRA Junho 2011 ÍNDICE 1. Objetivo do Relatório... 3 2. Modelo

Leia mais

Informações Financeiras Consolidadas

Informações Financeiras Consolidadas Informações Financeiras Consolidadas 3º trimestre 2007 Dados Cadastrais Denominação Comercial: Banrisul S/A Natureza Jurídica: Banco Múltiplo Público Estadual. Sociedade de Economia Mista, sob forma de

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

Balanço de Pagamentos

Balanço de Pagamentos Balanço de Pagamentos Agosto/2015 22 de setembro de 2015 Resumo dos Resultados Em agosto de 2015, o déficit em Transações Correntes foi de US$ 2,5 bilhões, resultado superior ao observado em agosto de

Leia mais

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010 Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL Outubro de 2010 Aviso Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas

Leia mais

Encontro com. Acionistas. Seja bem vindo.

Encontro com. Acionistas. Seja bem vindo. 1 Encontro com Acionistas Seja bem vindo. 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil) SA ("Santander Brasil") e suas subsidiárias,

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa

Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa Antônio Gustavo Matos do Vale Diretor de Liquidações e Desestatização 4 de outubro de 2010 1 Evolução recente da economia brasileira O momento

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 3T09

Teleconferência de Resultados do 3T09 Teleconferência de Resultados do 3T09 2 Destaques do trimestre O forte resultado do 3T09 demonstrou nossa confortável posição competitiva na indústria de proteínas e confirmou os resultados esperados de

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Setembro de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

O desafio da competitividade. Maio 2012

O desafio da competitividade. Maio 2012 O desafio da competitividade Maio 2012 ECONOMY RESEARCH Roberto Padovani Economista-Chefe (55 11) 5171.5623 roberto.padovani@votorantimcorretora.com.br Rafael Espinoso Estrategista CNPI-T (55 11) 5171.5723

Leia mais

A popularização e expansão do mercado de capitais. Diretoria de Desenvolvimento e Fomento de Negócios Maio/2010

A popularização e expansão do mercado de capitais. Diretoria de Desenvolvimento e Fomento de Negócios Maio/2010 A popularização e expansão do mercado de capitais Diretoria de Desenvolvimento e Fomento de Negócios Maio/2010 POPULARIZAÇÃO Objetivos dos Programas de Popularização Divulgar os segmentos de atuação da

Leia mais

Resultados do 1T14 09 de Maio de 2014

Resultados do 1T14 09 de Maio de 2014 Resultados do T4 09 de Maio de 204 Destaques do T4 x T3 FINANCEIROS Receita Bruta: R$ 287,6 milhões 7,6% Lucro Líquido Ajustado (cash earnings): R$ 33,3 milhões 4,7% Unidade de Títulos e Valores Mobiliários:

Leia mais

Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula

Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula Esta apresentação foi preparada pelo Grupo Santander Banespa (GSB) e o seu conteúdo é estritamente confidencial. Essa apresentação não poderá ser reproduzida,

Leia mais

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV INVESTIMENTOS Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV Uma questão de suma importância para a consolidação e perenidade de um Fundo de Pensão é a sua saúde financeira, que garante

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

Encontro com. Acionistas. Seja bem vindo.

Encontro com. Acionistas. Seja bem vindo. 1 Encontro com Acionistas Seja bem vindo. 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil) SA ("Santander Brasil") e suas subsidiárias,

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 2008

Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 2008 Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 008 PIB avança e cresce 6% Avanço do PIB no segundo trimestre foi o maior desde 00 A economia brasileira cresceu mais que o esperado no segundo trimestre, impulsionada

Leia mais

Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP

Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015 Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Mercado Imobiliário Brasileiro - VGL 2011-7% 2012 13% 2013 R$ 85,6 bilhões R$ 79,7 bilhões R$ 90,4 bilhões

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

Cenário Econômico para 2014

Cenário Econômico para 2014 Cenário Econômico para 2014 Silvia Matos 18 de Novembro de 2013 Novembro de 2013 Cenário Externo As incertezas com relação ao cenário externo em 2014 são muito elevadas Do ponto de vista de crescimento,

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Divulgação de Resultados do 4T10

Divulgação de Resultados do 4T10 Divulgação de Resultados do 4T10 23 de fevereiro de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia,

Leia mais

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s SeminárioADI-2012 Inclusão financeira inovação para as MPE s Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Barcelona Outubro 2012 1. Diagnóstico Não

Leia mais

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13 Sumário do Resultado Resultado Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no O Banco do Brasil apresentou lucro líquido ajustado, sem itens extraordinários, de R$ 2,7 bilhões no trimestre, desempenho

Leia mais

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro Press Release Destaques Operacionais O Banrisul apresentou, nos nove meses de 2011, trajetória ascendente de crescimento no crédito. Os indicadores de inadimplência e de qualidade da carteira mantiveram-se

Leia mais

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 08/2014

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 08/2014 ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 08/2014 Data: 29/04/2014 Participantes Efetivos: Edna Raquel Rodrigues Santos Hogemann Presidente, Valcinea Correia da Silva Assessora Especial,

Leia mais

Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras. Boletim Anual 2.013

Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras. Boletim Anual 2.013 Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras Boletim Anual 2.013 N O T A Ressaltamos que os dados divulgados pelo BACEN, são sempre informados como preliminares nos últimos três meses e,

Leia mais

1. Objetivo e Descrição do fundo

1. Objetivo e Descrição do fundo FATOR VERITÀ FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ: 11.664.201/0001-00 Administrado pelo Banco Fator S.A. CNPJ: 33.644.196/0001-06 RELATÓRIO SEMESTRAL 1º. SEM. 2012 1. Objetivo e Descrição do fundo

Leia mais

Por que abrir o capital?

Por que abrir o capital? Por que abrir capital? Por que abrir o capital? Vantagens e desafios de abrir o capital Roberto Faldini Fortaleza - Agosto de 2015 - PERFIL ABRASCA Associação Brasileira de Companhias Abertas associação

Leia mais

Visão. O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada. do Desenvolvimento. nº 96 29 jul 2011

Visão. O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada. do Desenvolvimento. nº 96 29 jul 2011 Visão do Desenvolvimento nº 96 29 jul 2011 O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada Por Fernando Puga e Gilberto Borça Jr. Economistas da APE BNDES vem auxiliando

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Bancos financiam crescentemente a produção

Bancos financiam crescentemente a produção Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nota do dia 25 de julho de 2007 Fontes: Bacen, IBGE e CNI Elaboração: Febraban Bancos financiam crescentemente a produção Pessoa Jurídica O crédito destinado

Leia mais

APRESENTAÇÃO APIMEC. Março de 2015. Copyright Cielo Todos os direitos reservados

APRESENTAÇÃO APIMEC. Março de 2015. Copyright Cielo Todos os direitos reservados APRESENTAÇÃO APIMEC Março de 2015 Copyright Cielo Todos os direitos reservados A COMPANHIA FAZ DECLARAÇÕES SOBRE EVENTOS FUTUROS QUE ESTÃO SUJEITAS A RISCOS E INCERTEZAS Tais declarações têm como base

Leia mais