Informações Financeiras Consolidadas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informações Financeiras Consolidadas"

Transcrição

1 Informações Financeiras Consolidadas 3º trimestre 2007

2 Dados Cadastrais Denominação Comercial: Banrisul S/A Natureza Jurídica: Banco Múltiplo Público Estadual. Sociedade de Economia Mista, sob forma de S/A. Criação: 12 de setembro de Legislação de criação: Lei Estadual nº 459/28. Participação do Estado: 57,0%. Participação do Estado em ações ON: 99,6%.

3 Composição Acionária 42,87% 56,98% 0,15% Estado RS Fundação Banrisul Outros

4 Empresas Controladas Empresa Participação Capital Social Banrisul S.A. Administradora de Consórcios 99,5% Banrisul Serviços Ltda 99,8 Banrisul S.A. Armazéns Gerais 99,5% Banrisul S.A. Corretora de Valores Mobiliários e Câmbio 98,7 Dependências no Exterior 100%

5 Organograma Funcional Banrisul S.A. Assembléia Geral de Acionistas Conselho Fiscal Comitê de Auditoria Auditoria Interna Conselho de Administração Diretoria Executiva Presidência Diretoria de Distribuição Diretoria Administrativa Diretoria de Crédito Diretoria de Gestão da Informação Diretoria Financeira Diretoria Comercial Diretoria de Administração de Recursos de Terceiros

6 Superintendências Regionais Alto Uruguai - sede Passo Fundo Noroeste - sede Santo Angelo Centro - sede Santa Cruz Serra - sede Caxias do Sul Fronteira - sede Santa Maria Sul - sede Pelotas Grande Porto Alegre - sede Parcão Sede - Agência Central Leste - sede Novo Hamburgo 9 Suregs no Rio Grande do Sul 1 Sureg em Outros Estados (sede SP)

7 Capilaridade no Rio Grande do Sul Total de Municípios no Rio Grande do Sul 496 Municípios do R.S. com Agências Banrisul 293 Municípios do R.S. com Postos Banrisul (*) 100 Municípios com atendimento do Banrisul 393 Abrangência de Atendimento com Banrisul 79,2% Abrangência de Participação na População do Estado 97,4% Abrangência de Participação no PIB do Estado 97,3% (*) PAA e PAB e sem agências do Banrisul

8 Rede de Atendimento Nº de Agências Rio Grande do Sul Bahia Ceará Distrito Federal Belo Horizonte Pernambuco Paraná Rio de Janeiro Santa Catarina São Paulo Exterior Total Setembro

9 Banrisul Posição no Ranking Bancário Posicionamento no Processo Competitivo Indicadores Dez/04 Dez/05 Dez/06 Jun/07 Ativo Total 15.º 15.º Patrimônio Líquido 19.º 19.º 18º 15.º Lucro Líquido 12.º 15.º 13º 8.º Depósitos Totais 12.º 12.º Nº de Agências 10.º 10.º Fonte: Ranking dos 50 maiores Bancos do Banco Central

10 Índices de Mercado 2,9309 3,0715 2,9257 1,8295 2,3522 1,91 1,76 2,4341 2,1771 1,9702 1,35 0,80 1,34 0,83 1,47 0,70 1,26 0,98 1,46 1,18 0,96 0,10 0,32 0, IGP-M (%média mensal) Selic Efetiva (%média mensal) US$ Comercial (média mensal)

11 Índices de Rentabilidade e Performance 52,7 Em % 35,0 31,7 29,0 17,5 18,2 2,5 2,7 20,2 2,4 28,2 6, M07 BASILÉIA ROAE (Anualizado) ROAA (Anualizado)

12 Principais NúmerosN Lucro LíquidoL R$ 801,8 milhões Patrimônio LíquidoL R$ 2.722,6 milhões Recursos Captados e Administrados R$ 15,8 bilhões

13 Principais NúmerosN Ativos Totais R$ 20,1 bilhões Carteira de Crédito R$ 7,2 bilhões Títulos e Valores Mobiliários R$ 6,9 bilhões

14 Índice de Basiléia ia 28,2 Em % 16,7 17,5 18,2 20,2 11,0 11,0 11,0 11,0 11,0 dez/03 dez/04 dez/05 dez/06 Set/07 Índice de Basiléia (%) Índice Mínimo Exigido (%)

15 Principais NúmerosN Investimentos em Tecnologia R$ 91,7 milhões Rede Banricompras 36,9 mil Estabelecimentos Conveniados

16 Principais NúmerosN 2,4 mil Correspondentes Bancários Banrisul Correspondentes 32,5 milhões de transações

17 Principais NúmerosN Home Office Banking 41,9 milhões de transações Número de Clientes 2,9 milhões

18 Volume de Auto-Atendimento Atendimento 70,0 77,4 76,8 80,0 80,6 Em % dez/03 dez/04 dez/05 dez/06 Set/07

19 Evolução do Lucro LíquidoL 801,8 R$ Milhões 147,7 156,0 220,2 254,5 9M2003 9M2004 9M2005 9M2006 9M2007

20 Lucro Líquido L e retorno anualizado sobre o Patrimônio Líquido Final R$ Milhões 801,8 41,1% 254,5 65,6 86,7 76,6 21,8% 20,1% 11,7% 27,0% 3T06 2T07 3T07 9M06 9M07

21 Evolução do Patrimônio Líquido 2.722,6 R$ Milhões 1.146, ,9 791,2 878,4 3T03 3T04 3T05 3T06 3T07

22 Juros sobre Capital Próprio/Dividendos R$ Milhões 190,6 172,2 130,8 143,1 110, M07

23 Evolução do Ativo R$ Milhões , , , , ,3 3T03 3T04 3T05 3T06 3T07

24 Evolução dos Títulos T e Valores Mobiliários R$ Milhões 6.881, , , , ,5 3T03 3T04 3T05 3T06 3T07

25 Evolução da Captação e Recursos Administrados ,1 R$ milhões , , , ,7 3T03 3T04 3T05 3T06 3T07

26 Captação e Recursos Administrados R$ Milhões 3T06 2T07 3T07 3T07/2T07 3T07/3T06 Depósitos a Prazo 5.164, , ,5 2,0% 12,8% Depósitos à Vista 923, , ,8 5,0% 37,4% Depósito de Poupança 3.426, , ,4 6,0% 20,8% Outros Depósitos 80,5 86,6 73,8-14,8% -8,4% Recursos de Terceiros 3.966, , ,6 2,8% 12,9% Total , , ,1 3,4% 16,4%

27 Despesas de Captação e Depósitos R$ Milhões 857,4 809,2 293,9 252,4 285,0 3T06 2T07 3T07 9M06 9M07

28 Evolução das Operações de Crédito 7.228,1 R$ Milhões 4.690, , , ,7 3T03 3T04 3T05 3T06 3T07

29 Distribuição das Operações de Crédito 564,5 299,1 39,9 191,6 432,1 782,3 R$ Milhões 2.388, ,6 Desenvolvimento e Infra-Estrutura Crédito Imobiliário Crédito Geral - Pessoa Física Crédito Geral - Pessoa Jurídica Crédito Rural Câmbio/Exportação Arrendamento Mercantil Setor Público

30 Distribuição das Operações de Crédito 7,8% 4,1% 0,6% 2,7% 6,0% 10,8% Em % 33,0% 35,0% Desenvolvimento e Infra-Estrutura Crédito Imobiliário Crédito Geral - Pessoa Física Crédito Geral - Pessoa Jurídica Crédito Rural Câmbio/Exportação Arrendamento Mercantil Setor Público

31 Participação das Receitas de Crédito e de Tesouraria no Resultado R$ Milhões 61,0% 60,6% 57,3% 60,6% 49,3% 50,7% 39,0% 39,4% 42,7% 39,4% Resultado de TVM e Aplicações Compulsórias Receitas do Crédito e Arrendamento Mercantil

32 Crédito Geral - Pessoa Física R$ Milhões 3T06 2T07 3T07 3T07/2T07 3T07/3T06 CDC Veículos 25,4 60,7 105,2 73,4% 314,1% Consignados 1.055, , ,0 12,7% 29,8% Cheque Especial 255,5 280,0 273,3-2,4% 7,0% Outros PF 639,6 939,0 783,0-16,6% 22,4% Total Pessoa FísicaF 1.975, , ,6 1,4% 28,1%

33 Crédito Consignado (contratações no período) R$ Mil 3T06 2T07 3T07 3T07/2T07 3T07/3T06 Crédito Pessoal - Setor PúblicoP ,2% 119,0% Crédito Pessoal - Empresas Privadas ,2% 68,4% CDC Veículos - Setor PúblicoP ,3% 784,7% CDC Veículos - Empresas Privadas ,4% 156,3% Total ,5% 123,9%

34 Crédito Geral - Pessoa Jurídica R$ Milhões 3T06 2T07 3T07 3T07/2T07 3T07/3T06 Descontos de TítulosT 115,8 160,7 191,4 19,1% 65,3% Capital de Giro 1.048, , ,6 13,2% 59,3% Vendor 395,7 264,8 259,5-2,0% -34,4% Conta Garantida 117,2 112,0 164,6 47,0% 40,5% Outros PJ 167,4 110,9 102,9-7,2% -38,5% Total Pessoa Jurídica 1.844, , ,0 12,5% 29,5%

35 Receitas de Operações de Crédito Geral R$ Milhões 1.207, ,2 2,6% 398,3 413,8 432,1 4,4% 8,5% 3T06 2T07 3T07 9M06 9M07

36 Receitas de Operações de Crédito Geral - PF R$ Milhões 3T06 2T07 3T07 3T07/2T07 3T07/3T06 9M06 9M07 9M07/9M06 CDC Veículos 1,8 2,1 4,4 109,5% 144,4% 5,6 8,2 46,4% Consignados 68,1 82,9 96,4 16,3% 41,6% 197,4 252,8 28,1% Cheque Especial 62,8 67,2 68,2 1,5% 8,6% 185,4 195,9 5,7% Outros PF 77,9 85,2 75,7-11,2% -2,8% 228,7 243,4 6,4% Receita CG-PF 210,6 237,5 244,7 3,0% 16,2% 617,1 700,4 13,5%

37 Receitas de Operações de Crédito Geral - PJ R$ Milhões 388,7 364,9 3,4% -6,1% 124,0 119,3 128,2 7,4% 3T06 2T07 3T07 9M06 9M07

38 Total das Operações de Crédito e Saldo da Provisão 6.866, , ,1 R$ Milhões 14,5% 12,7% 12,2% 879,6 870,6 881,9 3T06 2T07 3T07 Carteira de Crédito Total da Provisão

39 Carteira de Crédito por Nível de Risco R$ Milhões 4.917,4 78,8% 5.469,5 80,3% 5.777,9 80,6% 991, , ,9 333,9 241,4 340,8 3T06 2T07 3T07 Risco Normal("AA" a "C") Risco 1 ("D" a "G") Risco 2 ("H")

40 Índice de Cobertura 307,7% 322,0% Em % 242,1% 3T06 2T07 3T07 Percentual entre provisões para perda de operações de crédito e o saldo das operações vencidas háh mais de 60 dias

41 Receitas de Prestação de Serviços 412,4 404,4 R$ Milhões 139,5 132,3 137,9 3T06 2T07 3T07 9M06 9M07

42 Despesas Administrativas 922,9 R$ Milhões 950,3 530,1 558,2 313,9 297,4 177,1 181,9 136,8 115,5 346,4 203,1 143,3 392,8 392,1 3T06 2T07 3T07 9M06 9M07 Despesas de Pessoal Outras Despesas Administrativas Total

43 Índice de Inadimplência Em % 4,6 4,9 4,8 4,9 3,7 dez/03 dez/04 dez/05 dez/06 Set/07

44 Índice de Eficiência Em % 60,0 55,9 56,7 53,9 56,3 ' 53,9 3T06 2T07 3T07 9M06 9M07 Índice de Eficiência = Desp.Pessoal + Desp.Admin. Desp Deprec. Desp.Amort. ¹ Antes de PCLD Resultado Bruto Intermed.Financ.¹ + Receita de Prestação de Serviços

45 Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. Rua Capitão Montanha, nº 177 Centro Porto Alegre Rio Grande do Sul CEP Fone: Fone: Fone: Fone: Fax:

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 1T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Apresentação Bradesco

Apresentação Bradesco Apresentação Bradesco 1 Perspectivas Econômicas 2013 Bradesco 2014 * Consenso do Mercado ** 2015 * 2014 2015 PIB 2,50% 0,50% 1,50% 0,29% 1,01% Juros(SelicFinal) 10,00% 11,00% 11,00% 11,00% 11,38% Inflação(IPCA)

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

2T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

2T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 2T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro Press Release Destaques Operacionais O Banrisul apresentou, nos nove meses de 2011, trajetória ascendente de crescimento no crédito. Os indicadores de inadimplência e de qualidade da carteira mantiveram-se

Leia mais

Agência Bradesco Praça Panamericana

Agência Bradesco Praça Panamericana Agência Bradesco Praça Panamericana Presença em todos os municípios brasileiros A B C D E 03 Crescimento Orgânico dos Canais de Distribuição 4.634 4.650 3.160 3.359 3.454 3.628 2007 2008 2009 2010 2011

Leia mais

Sexta-feira 14.05.2010 Divulgação do Resultado do Primeiro Trimestre de 2010

Sexta-feira 14.05.2010 Divulgação do Resultado do Primeiro Trimestre de 2010 Press Release 9 Bovespa: BRSR3, BRSR5, BRSR6 Este Press Release pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

REUNIÕES APIMEC 2011

REUNIÕES APIMEC 2011 REUNIÕES APIMEC 2011 Í n d i c e RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Concorrentes Sustentabilidade Projeções e Estimativas 1 RS no Brasil Visão Geral do Estado do Rio Grande

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

Panorama do Mercado de Crédito

Panorama do Mercado de Crédito Panorama do Mercado de Crédito FEBRABAN Dezembro de 2011 Rubens Sardenberg Economista-chefe ÍNDICE I. Evolução do Crédito II. Pessoa Física III. Pessoa Jurídica IV. Inadimplência V. Spread VI. Projeções

Leia mais

BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012

BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012 Informativo para a Imprensa São Paulo (SP), 21 de fevereiro de 2013. BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012 Crédito cresce 25% no ano e atinge participação de mercado histórica

Leia mais

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos Financiamento de veículos Crédito Pessoa Física Principais Produtos 115 +11% Carteira de Crédito 124 +3% 127 Crédito ao Consumo Veículos R$ Bilhões Pessoa Física Crédito Consignado 1 32 Cartão de Crédito

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 Brasília, 26 de agosto de 2015 O BRB - Banco de Brasília S.A., sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo de Brasília, anuncia seus resultados do

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Junho 2015 1 SUMÁRIO ANÁLISE DE DESEMPENHO... 4 SUMÁRIO EXECUTIVO 1S15... 6 MERCADO COMPETITIVO... 8 MARGEM ANALÍTICA... 9 Desempenho da Intermediação Financeira... 9 Variações

Leia mais

Teleconferência Resultados 1T10

Teleconferência Resultados 1T10 Teleconferência Resultados 1T10 18 de maio de 2010 Visão Geral da Administração Venda da estrutura de Varejo + Foco no segmento de crédito a Empresas Transferência das atividades de originação e crédito

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS 1 Crédito ao Consumo Principais Produtos CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS CARTÕES DE CRÉDITO CRÉDITO CONSIGNADO 2 2 Crédito ao

Leia mais

5 de fevereiro de 2002

5 de fevereiro de 2002 5 de fevereiro de 2002 O Banco do Estado do Amazonas Bea foi privatizado em 24 de Janeiro de 2002 por R$ 182,9 milhões, equivalentes ao preço mínimo. O adquirente foi o Bradesco, um conglomerado financeiro

Leia mais

em 215% que estão Teleconferência milhões. As Terça Feira, 13 de Data: de de 27,0%

em 215% que estão Teleconferência milhões. As Terça Feira, 13 de Data: de de 27,0% Lucro Líquido Aumenta em 215% Comparado ao Mesmo Período de 2006 Portoo Alegre, 12 de novembro de O Banco do Estado do Rio Grande do Sul S. A. ( Banrisul ) (Bovespa: BRSR3; BRSR5; BRSR6), instituição financeira

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

OPERAÇÕES DE CRÉDITO NO BRASIL 30 de julho de 2015

OPERAÇÕES DE CRÉDITO NO BRASIL 30 de julho de 2015 OPERAÇÕES DE CRÉDITO NO BRASIL 30 de julho de 2015 (dados junho de 2015) A SPE não é a fonte primária das informações disponibilizadas nesta apresentação. A SPE apenas consolida e organiza as informações

Leia mais

Sumário do Resultado 2T09

Sumário do Resultado 2T09 Sumário do Resultado 1 BB lucra R$ 4,0 bilhões no 1º semestre de 2009 O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 4.014 milhões no 1S09, resultado que corresponde a retorno sobre Patrimônio Líquido

Leia mais

Indicadores do Segmento Bancário. Março 2013

Indicadores do Segmento Bancário. Março 2013 Indicadores do Segmento Bancário Março 2013 Indicadores do segmento bancário O ambiente atual que permeia a indústria bancária, caracterizado pelo acirramento da concorrência, estreitamento de margens,

Leia mais

1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08

1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08 1T11 Disclaimer Todas as informações financeiras aqui apresentadas são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, a JMalucelli Seguradora, a JMalucelli Seguradora

Leia mais

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

Os valores indicados como totais em algumas tabelas podem não ser a soma aritmética dos números que os precedem devido a ajustes de arredondamento.

Os valores indicados como totais em algumas tabelas podem não ser a soma aritmética dos números que os precedem devido a ajustes de arredondamento. Este relatório se baseia nas Demonstrações Financeiras Consolidadas da CAIXA em 30 de junho de 2013. Entretanto, os valores e suas formas de apresentação são frutos de ajustes gerenciais, podendo haver

Leia mais

Portal de Informações FEBRABAN. Módulo I Crédito

Portal de Informações FEBRABAN. Módulo I Crédito Portal de Informações FEBRABAN Módulo I Crédito Módulo de dados I: Crédito Sumário Este módulo de dados abrange as operações de crédito com recursos livres e direcionados (taxas de juros administradas)

Leia mais

Sumário. Destaques 3. Análise Econômico-Financeira 6. Grandes Números 6 Desempenho 7. - Principais Itens do Resultado 7

Sumário. Destaques 3. Análise Econômico-Financeira 6. Grandes Números 6 Desempenho 7. - Principais Itens do Resultado 7 3º Trimestre 2009 P R E S S R E L E A S E 2009 Sumário Destaques 3 Análise Econômico-Financeira 6 Grandes Números 6 Desempenho 7 - Principais Itens do Resultado 7 - Resultado da Intermediação Financeira

Leia mais

Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013

Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013 Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013 Market Share Indicadores dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 set/13 Ativo Total * 10º 11º 11º 11º 11º Patrimônio Líquido * 11º 12º 11º 11º 11º Depósitos Totais 8º 8º 8º 7º

Leia mais

Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total Patrimônio Líquido Depósitos Totais Nº de Agências

Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total Patrimônio Líquido Depósitos Totais Nº de Agências Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total 10º 11º 11º 11º 11º Patrimônio Líquido 12º 11º 12º 11º 11º Depósitos Totais 8º 8º 8º 8º 7º Nº de Agências 7º 7º 7º 7º 7º Fonte: Banco

Leia mais

QUALIDADE DOS ATIVOS 97,4% das operações de crédito cobertas por garantias Créditos de D a H : 1,9% da carteira Provisões totais: 1,8% da carteira

QUALIDADE DOS ATIVOS 97,4% das operações de crédito cobertas por garantias Créditos de D a H : 1,9% da carteira Provisões totais: 1,8% da carteira São Paulo, 30 de Outubro de 2008 O Banco Sofisa S.A. (Bovespa: SFSA4) anuncia hoje seu resultado do terceiro trimestre de 2008. Todas as informações operacionais e financeiras a seguir, exceto quando indicado

Leia mais

D e m o n s t r a ç õ e s F i n a n c e i r a s F i n a n c i a l S t a t e m e n t s Dezembro 2 0 1 1 December, 2 0 1 1

D e m o n s t r a ç õ e s F i n a n c e i r a s F i n a n c i a l S t a t e m e n t s Dezembro 2 0 1 1 December, 2 0 1 1 Demonstrações Financeiras Dezembro 2 0 1 1 Mensagem do Presidente 2011 Um ano de grandes desafios! No âmbito externo, a instabilidade financeira global aprofundou-se e, ainda que as economias doméstica

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 29-07-2008) Edição de 30 de julho de 2008 Crédito à pessoa jurídica permanece forte Em junho

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MARÇO/2015

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MARÇO/2015 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MARÇO/2015 1 SUMÁRIO PRESS RELEASE... 6 FATO RELEVANTE... 8 DESTAQUES FINANCEIROS... 8 DESTAQUES OPERACIONAIS... 10 GUIDANCE... 12 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO... 13 CENÁRIO ECONÔMICO...

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES F I N A N C E I R A S DEZEMBRO 2 0 1 0

DEMONSTRAÇÕES F I N A N C E I R A S DEZEMBRO 2 0 1 0 DEMONSTRAÇÕES F I N A N C E I R A S DEZEMBRO 2 0 1 0 Mensagem do Presidente O Brasil, em 2010, atuou como protagonista no ambiente global pós-crise. Calcado nos marcos da estabilidade e da responsabilidade

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 24-06-2008) Edição de 25 de junho de 2008 Operações de crédito à pessoa física apresentam

Leia mais

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação sumário executivo 3º trimestre de 2013 (Esta página foi deixada em branco intencionalmente) 4 Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco). Destaques (exceto onde indicado)

Leia mais

Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa

Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa Antônio Gustavo Matos do Vale Diretor de Liquidações e Desestatização 4 de outubro de 2010 1 Evolução recente da economia brasileira O momento

Leia mais

Resultados R$ Milhões

Resultados R$ Milhões 1 Resultados R$ Milhões Lucro Líquido 2 Resultados R$ Milhões Lucro Líquido Ajustado CAGR: 13,6%aa CAGR: 30,1%aa 3 Resultados R$ Milhões Lucro Líquido Trimestral Recorrente 4 Resultados R$ Milhões Patrimônio

Leia mais

SICOOB NORTE. Resultados

SICOOB NORTE. Resultados SICOOB NORTE Resultados 2014 MENSAGEM DA DIRETORIA O Sicoob Norte conseguiu ótimos resultados, numa clara demonstração da força do trabalho cooperativo, na busca por maior participação no mercado financeiro

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 22-10-08) Edição de 27 de Outubro de 08 Crise não teve impacto significativo nas operações

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Rio de Janeiro, 09 de Agosto 2011 1 Informação importante Esta apresentação foi preparada pelo Banco Santander (Brasil) S.A., eventuais declarações

Leia mais

Nos 9M13, os seguintes indicadores apresentaram desvio em relação ao esperado para o Exercício 2013:

Nos 9M13, os seguintes indicadores apresentaram desvio em relação ao esperado para o Exercício 2013: Sumário do Resultado Resultado Banco do Brasil apresenta Lucro Líquido recorde de R$ 12,7 bilhões nos 9M13 O Banco do Brasil apresentou Lucro Líquido recorde de R$ 12,7 bilhões nos 9M13, desempenho correspondente

Leia mais

RANKING NACIONAL DE CRÉDITO RURAL - MAIO/2009

RANKING NACIONAL DE CRÉDITO RURAL - MAIO/2009 Rural Mercantil do Brasil Banestes RANKING NACIONAL DE CRÉDITO RURAL - MAIO/2009 Saldo devedor do Crédito Rural em R$ mil 16.000.000 14.000.000 12.000.000 10.000.000 8.000.000 6.000.000 4.000.000 5,9 %

Leia mais

Sicoob Sul-Litorâneo

Sicoob Sul-Litorâneo Sicoob Sul-Litorâneo Mensagem da Diretoria 02 2013 Relatório Anual Mais uma vez, a força do trabalho cooperativo foi comprovada através do desempenho e resultados alcançados pelo Sicoob em 2013. Enquanto

Leia mais

CONTATO RI. Alexandre Pedro Ponzi. Gerente de RI. Tel: +55 (51) 3215-3232. Email: ri@banrisul-ri.com.br. Website de RI: www.banrisul.com.

CONTATO RI. Alexandre Pedro Ponzi. Gerente de RI. Tel: +55 (51) 3215-3232. Email: ri@banrisul-ri.com.br. Website de RI: www.banrisul.com. 1 ÍNDICE DESTAQUES FINANCEIROS - EXERCÍCIO DE 2007 E 4T07... 4 DESTAQUES OPERACIONAIS - EXERCÍCIO DE 2007 E 4T07... 6 PERSPECTIVAS DE MERCADO... 7 EVENTOS RELEVANTES... 8 INDICADORES ECONÔMICO-FINANCEIROS...

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

Release de Resultado 2T14

Release de Resultado 2T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 2T14 São Paulo, 07 de agosto de 2014 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período encerrado

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13 Sumário do Resultado Resultado Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no O Banco do Brasil apresentou lucro líquido ajustado, sem itens extraordinários, de R$ 2,7 bilhões no trimestre, desempenho

Leia mais

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia. As palavras "antecipa",

Leia mais

Mensagem do Presidente

Mensagem do Presidente Mensagem do Presidente Assumimos a Diretoria do Banco do Estado do Rio Grande do Sul, no dia de 17 de março de 2011, com um propósito bastante claro: trabalhar pelo fortalecimento do Banrisul, sua solidez,

Leia mais

ANEXO A. Informe Mensal

ANEXO A. Informe Mensal ANEXO A Informe Mensal Competência: MM/AAAA Administrador: Tipo de Condomínio: Fundo Exclusivo: Todos os Cotistas Vinculados por Interesse Único e Indissociável? Aberto/Fechado Sim/Não Sim/Não ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

Análise de Desempenho

Análise de Desempenho Análise de Desempenho APRESENTAMOS A ANÁLISE DE DESEMPENHO DO BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A. RELATIVA AO QUARTO TRIMESTRE E AO EXERCÍCIO DE 2009. Sumário Análise de Desempenho... 1 Destaques

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria Sicoob Sul-Serrano Mensagem da Diretoria Mais uma vez, a força do trabalho cooperativo foi comprovada através do desempenho e resultados alcançados pelo Sicoob em 2013. Enquanto a economia brasileira se

Leia mais

Volume de crédito segue em expansão em 2008

Volume de crédito segue em expansão em 2008 Relatório Febraban - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 25-03-2008) Edição de 25 de março de 2008 Volume de crédito segue em expansão em 2008 O ritmo

Leia mais

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42.

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42. Avenida Paulista, 2.100 - São Paulo - SP CNPJ 58.160.7890001-28 Se escolher navegar os mares do sistema bancário, construa seu banco como construiria seu barco: sólido para enfrentar, com segurança, qualquer

Leia mais

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Balanço Patrimonial - Conglomerado Prudencial em 30 de Junho ATIVO 2014 CIRCULANTE 1.893.224 Disponibilidades

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Ciclo Apimec 2013 A Estratégia de Atuação do Itaú Unibanco

Ciclo Apimec 2013 A Estratégia de Atuação do Itaú Unibanco 1 Ciclo Apimec 2013 A Estratégia de Atuação do Itaú Unibanco Superintendência de Relações com Investidores Pessoa Física 2 Cenário Macroeconômico (1) 2 Economia Mundial 2010 2011 2012 2013 (2) PIB Mundo

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

SICOOB CREDIROCHAS. Resultados

SICOOB CREDIROCHAS. Resultados SICOOB CREDIROCHAS Resultados 2014 MENSAGEM DA DIRETORIA O Sicoob Credirochas conseguiu ótimos resultados numa clara demonstração da força do trabalho cooperativo, na busca por maior participação no mercado

Leia mais

Concurso 2011. Prof. Cid Roberto. Bancos Comerciais. Bancos Comerciais. prof.bancario@gmail.com

Concurso 2011. Prof. Cid Roberto. Bancos Comerciais. Bancos Comerciais. prof.bancario@gmail.com Concurso 2011 Prof. Cid Roberto prof.bancario@gmail.com Mercado Financeiro Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) 5ª aula Início da aula Instituições Operadoras Livro Como esticar seu dinheiro Ricardo

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T09

Teleconferência de Resultados 4T09 Teleconferência de Resultados 4T09 Índice Comentários de Mercado Pág. 3 Qualidade da Carteira de Crédito Pág. 10 Liquidez Pág. 4 Índice de Eficiência Pág. 14 Funding e Carteira de Crédito Pág. 5 Rentabilidade

Leia mais

Agenda. I. Grupo Silvio Santos II. Visão Geral Banco Panamericano. III. Desempenho Financeiro IV. Ratings V. Principais Destaques Banco Panamericano

Agenda. I. Grupo Silvio Santos II. Visão Geral Banco Panamericano. III. Desempenho Financeiro IV. Ratings V. Principais Destaques Banco Panamericano 1 Aviso Legal Este material é a apresentação de informações gerais do Banco PanAmericano S.A. na data desta apresentação. Não fazemos nenhuma declaração, implícita ou explícita, e não damos garantia quanto

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros.

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros. 3 trimestre de 2015 PERFIL CORPORATIVO Banco múltiplo privado com 21 anos de experiência no mercado financeiro. Sólida estrutura de capital e administração conservadora. Atuação em operações de: Core Business

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF DFP - DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PADRONIZADAS INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Data-Base - 31/12/24 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Norte

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Norte em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Norte O desempenho e os resultados alcançados pelo Sicoob Norte em comprovam as vantagens do trabalho coletivo em cooperativa. Mesmo num ano de muitas

Leia mais

3º trimestre de 2011. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas. Itaú Unibanco Holding S.A.

3º trimestre de 2011. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas. Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2011 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. Índice Análise Gerencial da Operação 1 Sumário Executivo 3 Análise do Resultado 11 Margem

Leia mais

Juiz de Fora, 02 de abril de 2009

Juiz de Fora, 02 de abril de 2009 Juiz de Fora, 02 de abril de 2009 1 2 3 4 5 6 7 Cenário Econômico Principais Destaques Estrutura Foco no Acionista Desempenho Perspectivas Sustentabilidade PIB Brasileiro % 5,4 7,8 7,5 Média dos 20 anos

Leia mais

Mensagem do Presidente

Mensagem do Presidente Mensagem do Presidente Nos últimos anos, o Banco do Estado do Rio Grande do Sul superou metas, transcendeu fronteiras, reorganizou processos, modernizou estruturas, mudou seus próprios paradigmas. E, ao

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO PERFIL CORPORATIVO P Banco múltiplo privado com 20 anos de experiência no mercado financeiro P Sólida estrutura de capital e administração conservadora P Atuação em operações: Ativas Passivas Crédito Imobiliário

Leia mais

LISTA DE TABELAS. Tabela I Bradesco Relação de Receitas de Prestação de Serviços...

LISTA DE TABELAS. Tabela I Bradesco Relação de Receitas de Prestação de Serviços... BANCOS MÚLTIPLOS LISTA DE TABELAS Tabela I Bradesco Relação de Receitas de Prestação de Serviços... RESUMO Neste trabalho serão apresentadas as principais características e serviços disponibilizados pelos

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF DFP - DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PADRONIZADAS INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Data-Base - 31/12/29 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Sul

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Sul em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Sul O desempenho e os resultados alcançados pelo Sicoob Sul em comprovam as vantagens do trabalho coletivo em cooperativa. Mesmo num ano de muitas incertezas

Leia mais

PATACÃO DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

PATACÃO DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. 1. CONTEXTO OPERACIONAL A Patacão Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. ( Distribuidora ) tem como objetivo atuar no mercado de títulos e valores mobiliários em seu nome ou em nome de terceiros.

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

CAIXA e o NORDESTE. NELSON ANTÔNIO DE SOUZA SUPERINTENDENTE NACIONAL DA ÁREA B - NORDESTE Novembro de 2009

CAIXA e o NORDESTE. NELSON ANTÔNIO DE SOUZA SUPERINTENDENTE NACIONAL DA ÁREA B - NORDESTE Novembro de 2009 CAIXA e o NORDESTE NELSON ANTÔNIO DE SOUZA SUPERINTENDENTE NACIONAL DA ÁREA B - NORDESTE Novembro de 2009 ATENDIMENTOS CAIXA Total de Transações 921 milhões em terminais de Auto- Atendimento 131 milhões

Leia mais

IRPJ. Lucro Presumido

IRPJ. Lucro Presumido IRPJ Lucro Presumido 1 Características Forma simplificada; Antecipação de Receita; PJ não está obrigada ao lucro real; Opção: pagamento da primeira cota ou cota única trimestral; Trimestral; Nada impede

Leia mais

ATIVOS FINANCEIROS PROVISÕES TÉCNICAS JAN A MAIO - 2013

ATIVOS FINANCEIROS PROVISÕES TÉCNICAS JAN A MAIO - 2013 ATIVOS FINANCEIROS PROVISÕES TÉCNICAS JAN A MAIO - 2013 1 ANALISE: Esse relatório tem por base os números divulgados pela SUSEP referente aos Exercícios de 2009 a 2012 e ao período de janeiro a maio de

Leia mais

Política de Gerenciamento de Riscos Financeiros Endesa Brasil

Política de Gerenciamento de Riscos Financeiros Endesa Brasil Política de Gerenciamento de Riscos Financeiros Endesa Brasil Objeto Estabelecer uma política adequada de gerenciamento de riscos financeiros, de modo a resguardar as empresas do grupo Endesa Brasil de

Leia mais

Banco do Brasil S.A. - Análise do Desempenho 2º Trimestre/2015

Banco do Brasil S.A. - Análise do Desempenho 2º Trimestre/2015 Análise do Desempenho 2T15 Banco do Brasil S.A. - Análise do Desempenho 2º Trimestre/2015 Este Relatório faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento,

Leia mais

3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas resultados 3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 5 Análise do Resultado 15 Margem Financeira Gerencial 16 Receitas

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

1 - Estrutura do Sistema Financeiro Nacional: 2 - Sistema de Seguros Privados e Previdência Complementar:

1 - Estrutura do Sistema Financeiro Nacional: 2 - Sistema de Seguros Privados e Previdência Complementar: EDITAL 2012 1 - Estrutura do Sistema Financeiro Nacional: Conselho Monetário Nacional; Banco Central do Brasil; Comissão de Valores Mobiliários; Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional; bancos

Leia mais

SPREAD BANCÁRIO NO BRASIL

SPREAD BANCÁRIO NO BRASIL SPREAD BANCÁRIO NO BRASIL Comissão de Acompanhamento da Crise Financeira e da Empregabilidade 26 DE MARÇO DE 2009 Fábio Colletti Barbosa Presidente ÍNDICE 1. A Crise Financeira Mundial 2. O Brasil, a Crise

Leia mais

O presente documento baseia-se nas Demonstrações Contábeis Consolidadas da CAIXA em

O presente documento baseia-se nas Demonstrações Contábeis Consolidadas da CAIXA em O presente documento baseia-se nas Demonstrações Contábeis Consolidadas da CAIXA em 31 de dezembro de 2014 e faz referências e declarações sobre expectativas, estimativas de crescimento, projeções de resultado.

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ: Informações referentes a Setembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o As informações completas sobre esse fundo podem

Leia mais

Convergência de Aplicações de Meios de Pagamento e Certificação Digital. Fernando Guerreiro de Lemos, Presidente do Banrisul S.A.

Convergência de Aplicações de Meios de Pagamento e Certificação Digital. Fernando Guerreiro de Lemos, Presidente do Banrisul S.A. Convergência de Aplicações de Meios de Pagamento e Certificação Digital Fernando Guerreiro de Lemos, Presidente do Banrisul S.A. Visão Geral da Apresentação Sobre o Banrisul A visão do Banrisul em relação

Leia mais