Regra Matriz de Incidência Tributária. Rubens Kindlmann

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regra Matriz de Incidência Tributária. Rubens Kindlmann"

Transcrição

1 Regra Matriz de Incidência Tributária Rubens Kindlmann

2 Ementa Regra Matriz de Incidência Tributária Conceito de regra matriz de incidência tributária e sua funcionalidade operacional no direito tributário. Estudo do descritor e prescritor da norma de incidência tributária. Estudo de casos práticos.

3 Introdução É uma técnica para interpretação do Direito Tributário Busca compreender a Construção da Teoria Geral do Direito e da Ciência do Direito Tributário feita com a finalidade de reduzir as dificuldades na interpretação e na aplicação do direito positivado

4 O antecedente normativo / descritor da norma O antecedente da regra-matriz descreve um fato, cuja ocorrência desencadeia o surgimento da relação jurídica determinada no consequente. É diferente, portanto, de haver uma descrição legal da hipótese, em plano abstrato, e de definir a sua ocorrência e consequência no plano dos fatos.

5 O antecedente normativo / descritor da norma O fato gerador, como descrito no CTN, não necessariamente prevê fato ocorrido. Alfredo Augusto Becker define a situação como hipótese de incidência (quando ainda não realizada) e hipótese de incidência realizada. O Autor Geraldo Ataliba sugere que a descrição legal hipotética do fato capaz de fazer nascer a obrigação tributária se chame hipótese de incidência tributária, e ao fato efetivamente ocorrido, conforme a descrição legal, se chame fato imponível.

6 O antecedente normativo / descritor da norma Para Hugo de Brito Machado a melhor expressão para designar a descrição legal do fato é hipótese de incidência e acaba por aceitar o termo fato gerador para expressar a concretização da hipótese. Para Paulo de Barros Carvalho: a situação abstrata ele chama de hipótese tributária e ao fato ele atribui o nome fato jurídico tributário

7 O consequente normativo / prescritor da norma A determinação pessoal ou subjetiva é dada no prescritor, pois a determinação dos sujeitos refere-se à relação jurídica ali prescrita. É nesse momento que se determina a responsabilidade (ativa e passiva) na relação jurídico-tributária.

8 Funções Busca delimitar a incidência da norma Busca controlar a constitucionalidade e a legalidade da norma

9 Perguntas O que? Onde? Quando? Quem? (sujeito ativo e passivo) Quanto? (base de cálculo x alíquota)

10 Elementos da Regra Matriz Elementos do Antecedente Elementos do Consequente Elementos da Regra Matriz Material (Cm) Espacial (Ce) Subjetivo (Cs) Quantitativo (Cq) Temporal (Ct)

11 Material Paulo de Barros Carvalho chama o critério material da hipótese tributária de núcleo, já que é o dado central que o legislador passa a condicionar, quando faz menção aos demais critérios, parecendolhe incorreta a tentativa de designá-lo como a descrição objetiva do fato, posto que tal descrição pressupõe as circunstâncias de espaço e de tempo que o condicionam. (in Direito Tributário. Luis Eduardo Schoueri. Ed. Saraiva, p. 472.) Ex.: É a aquisição da disponibilidade econômica ou jurídica da renda ou dos proventos de qualquer natureza quando se trata do Imposto de Renda.

12 Temporal Busca determinar o momento a partir de onde se considera constituída a obrigação tributária. À Lei é quem compete definir o momento desta constituição. Ex.: Cabe ao legislador determinar o momento do fato gerador do IPTU como sendo o primeiro dia de cada ano. Não que nos demais dias o sujeito passivo também não seja o proprietário, mas para fins de limitação e determinação, cabe ao legislador fazer essa opção do momento em que se considera ocorrido o Fato.

13 Busca definir limites ao exercício da competência tributária. Local onde a norma é aplicável e os limites dessa aplicação. Espacial Ex.: o CTN estende o IR ao rendimento/receita oriundos do Exterior (Art. 43, 2º, CTN). Imprescindível determinar a questão territorial. Ex.: A questão do ISS em relação a ser devido na sede do prestador ou no local da prestação (art. 3º e seus incisos, LC 116/03)

14 O cálculo do tributo parte de dois elementos numéricos: Quantitativo Base de Cálculo Alíquota

15 Quantitativo Base de Cálculo: é um desdobramento da Hipótese de Incidência. Reflete o Fato tributável Ex.1: A apuração do valor do ICMS depende de saber o valor da operação tributada. Não se pode saber o valor do tributo sem a concretização do valor da operação Ex.2: No caso das Taxas, não se admite que o cálculo da taxa tenha base de cálculo própria de imposto - Taxa Sanitária, que deve ser calculada com base no serviço prestado e não com base no valor do bem inspecionado. - Taxa de licenciamento de veículo. Pouco importa o valor do bem. A taxa independe do valor do automóvel

16 TAXA: CORRESPONDÊNCIA ENTRE O VALOR EXIGIDO E O CUSTO DA ATIVIDADE ESTATAL. - A taxa, enquanto contraprestação a uma atividade do Poder Público, não pode superar a relação de razoável equivalência que deve existir entre o custo real da atuação estatal referida ao contribuinte e o valor que o Estado pode exigir de cada contribuinte, considerados, para esse efeito, os elementos pertinentes às alíquotas e à base de cálculo fixadas em lei. Quantitativo - Se o valor da taxa, no entanto, ultrapassar o custo do serviço prestado ou posto à disposição do contribuinte, dando causa, assim, a uma situação de onerosidade excessiva, que descaracterize essa relação de equivalência entre os fatores referidos (o custo real do serviço, de um lado, e o valor exigido do contribuinte, de outro), configurarse-á, então, quanto a essa modalidade de tributo, hipótese de ofensa à cláusula vedatória inscrita no art. 150, IV, da Constituição da República. Jurisprudência. Doutrina. TRIBUTAÇÃO E OFENSA AO PRINCÍPIO DA PROPORCIONALIDADE. - O Poder Público, especialmente em sede de tributação, não pode agir imoderadamente, pois a atividade estatal acha-se essencialmente condicionada pelo princípio da razoabilidade, que traduz limitação material à ação normativa do Poder Legislativo. - (...) (ADI 2551/MG - Relator(a): Min. CELSO DE MELLO - J: 02/04/ Órgão Julgador: Tribunal Pleno)

17 Quantitativo Alíquota: valor (fixo ou variável) que, aplicado sobre a base de cálculo faz com que se chegue ao valor (monetário) do tributo.

18 Sujeito Passivo pessoal Contribuinte Responsável

19 pessoal Sujeito ativo: É o titular da capacidade tributária ativa. Em regra, a pessoa que tem competência constitucional para a instituição do tributo Exemplos de Exceção: ITR Art º, III, CF (transferência da capacidade de fiscalização/arrecadação para os municípios) Parafiscalidade Sindicatos (não são entes tributantes, mas podem exigir o recolhimento de contribuições)

20 Sujeito passivo: O sujeito passivo pode ser o Contribuinte ou o Responsável (art. 121, CTN) pessoal Contribuinte é a pessoa que tem relação pessoal e direta com o Fato Gerador/Hipótese de incidência da Obrigação tributária Responsável é o sujeito que não tem relação com o Fato Gerador, mas responde pelo tributo por força do que determina a lei

21 Antecedente Material Espacial O que? Ser proprietário de imóvel Onde? Na zona urbana Estrutura RMIT do IPTU Temporal Pessoal Quando? No primeiro dia do exercício financeiro Quem? Sujeito Ativo e Sujeito Passivo: O proprietário pagando para o Município Consequente Quantitativo Quanto? Base de cálculo x alíquota

22 Antecedente Material Espacial O que? Circulação de mercadoria com intuito mercantil Onde? Em cada estado / interestadual Estrutura RMIT do ICMS Temporal Pessoal Quando? Na saída da mercadoria Quem? Sujeito Ativo e Sujeito Passivo: O comerciante (em regra) pagando para o Estado Consequente Quantitativo Quanto? Base de cálculo x alíquota

23 Rubens Kindlmann Contatos Kindlmann

Planejamento Tributário Empresarial

Planejamento Tributário Empresarial Planejamento Tributário Empresarial Aula 06 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina, oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades,

Leia mais

Fato gerador da obrigação tributária. Obrigação, crédito e. lançamento tributários

Fato gerador da obrigação tributária. Obrigação, crédito e. lançamento tributários DIREITO TRIBUTÁRIO Fato gerador da obrigação tributária. Obrigação, crédito e. lançamento tributários.german Alejandro San Martín Fernández Mestre em Direito do Estado (Direito Tributário) pela PUC/SP;

Leia mais

IUS RESUMOS. Espécies de Tributos: os impostos. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Espécies de Tributos: os impostos. Organizado por: Samille Lima Alves Espécies de Tributos: os impostos Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. ESPÉCIES DE TRIBUTOS: OS IMPOSTOS... 3 1. Classificação dos tributos... 3 2 Tributos por espécies: impostos... 4 2.1... 4

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE- FANESE

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE- FANESE FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE- FANESE MATHEUS BRITO MEIRA GUIA DE ESTUDOS Aracaju 2014 BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE OS PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS TRIBUTÁRIOS 1 Matheus Brito Meira 2 No

Leia mais

Crédito e lançamento tributário

Crédito e lançamento tributário Crédito e lançamento tributário Levar o entendimento ao aluno sobre o que é, como se processa o crédito e as formas do lançamento do crédito tributário. Vamos lá, pessoal, na aula passada vimos a integração

Leia mais

Recife, 19 de julho de Armando Moutinho Perin Advogado

Recife, 19 de julho de Armando Moutinho Perin Advogado Recife, 19 de julho de 2016 Armando Moutinho Perin Advogado Constituição Federal de 1988 Art. 24. Compete à União, aos Estados e ao Distrito Federal legislar concorrentemente sobre: I direito tributário,

Leia mais

ICMS NOÇÕES BÁSICAS. Coordenação: Alexandre A. Gomes

ICMS NOÇÕES BÁSICAS. Coordenação: Alexandre A. Gomes ICMS NOÇÕES BÁSICAS Coordenação: Alexandre A. Gomes O que é Tributo? - Art. 3º do CTN Toda prestação pecuniária compulsória em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir que não constitua sanção de ato

Leia mais

Planejamento Tributário Empresarial 1

Planejamento Tributário Empresarial 1 Planejamento Tributário Empresarial 1 Imposto de Renda e proventos de qualquer natureza Do Lucro Arbitrado Pessoa Jurídica Tributada com base no lucro arbitrado Na ocorrência de qualquer das hipóteses

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA 2014 FISCAL DE TRIBUTOS PROVA OBJETIVA

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA 2014 FISCAL DE TRIBUTOS PROVA OBJETIVA 1 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o Código Tributário do Município de Miracema (lei nº 1.453, de 26 de setembro de 2013), responda às questões de números 1 a 6. 1) É de competência do município

Leia mais

IMPOSTO SOBRE PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES (IPVA)

IMPOSTO SOBRE PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES (IPVA) PROFESSOR ASSOCIADO PAULO AYRES BARRETO Disciplina: TRIBUTOS ESTADUAIS, MUNICIPAIS E PROCESSO TRIBUTÁRIO (DEF0516) IMPOSTO SOBRE PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES (IPVA) 02/09/2015 PERFIL CONSTITUCIONAL

Leia mais

Planejamento Tributário Empresarial

Planejamento Tributário Empresarial Planejamento Tributário Empresarial Aula 09 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina, oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades,

Leia mais

CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO Prof. Cássio Marques da Silva 2016 TRIBUTOS Modalidades 1 Anteriormente vimos que... Estado bem-comum recursos financeiros (dinheiro); Dinheiro tributos, empréstimos, repasses, leilões; Tributo 2 tipos:

Leia mais

Competência para Restituição do Indébito Tributário do ISS

Competência para Restituição do Indébito Tributário do ISS Competência para Restituição do Indébito Tributário do ISS Clique para editar o estilo do subtítulo mestre Paulo Ayres Barreto Professor Associado USP R es tituiç ã o P revis ã o Leg a l O direito à restituição

Leia mais

Substituicao Tributaria

Substituicao Tributaria Substituicao Tributaria Apontamentos Juridicos e Administrativos Por Monique de Souza Pereira Email: m.pereira@diasdossantos.com.br Aspectos Juridicos Relevantes Nao-cumulatividade do ICMS Emenda Constitucional

Leia mais

Sistema Tributário Nacional

Sistema Tributário Nacional Sistema Tributário Nacional Considerações Iniciais Direito Direito e Contabilidade como Ciências Ciência das Normas obrigatórias que disciplinam as relações dos homens em sociedade. É o conjunto das normas

Leia mais

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO 1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO P á g i n a 1 QUESTÃO 1 - Quanto à sujeição passiva tributária, assinale a alternativa correta: A. O sujeito passivo é sempre aquele que pratica um fato signo-presuntivo

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF Título financeiro em dólar

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF Título financeiro em dólar IRRF 30/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1. Da Tributação na Fonte - RIR/99... 3 3.2. Ato Declaratório Interpretativo...

Leia mais

PONDERAÇÕES TRIBUTÁRIAS ACERCA DO ART. 103, DO CÓDIGO DE NORMAS/MG

PONDERAÇÕES TRIBUTÁRIAS ACERCA DO ART. 103, DO CÓDIGO DE NORMAS/MG PONDERAÇÕES TRIBUTÁRIAS ACERCA DO ART. 103, DO CÓDIGO DE NORMAS/MG KEZIAH ALESSANDRA VIANNA SILVA PINTO REGISTRADORA DE IMÓVEIS DA COMARCA DE BRUMADINHO/MG DOUTORA EM DIREITO PELA PUC/SP MESTRE EM DIREITO

Leia mais

01) São funções do lançamento em matéria tributária, independente da modalidade adotada para sua realização, exceto:

01) São funções do lançamento em matéria tributária, independente da modalidade adotada para sua realização, exceto: Irapua Beltrao 01) São funções do lançamento em matéria tributária, independente da modalidade adotada para sua realização, exceto: a) atestar a ocorrência do fato gerador b) individualizar o sujeito passivo

Leia mais

Tributação Indireta no contexto do IFRS. Possíveis Impactos no ICMS/ISS

Tributação Indireta no contexto do IFRS. Possíveis Impactos no ICMS/ISS Tributação Indireta no contexto do IFRS Possíveis Impactos no ICMS/ISS Reunião GEDEC 28/10/2015 Escopo da Apresentação Foram analisados os CPCs que possam gerar controvérsias ou possíveis impactos fiscais

Leia mais

AULAS DE 20 e 22/10/15

AULAS DE 20 e 22/10/15 AULAS DE 20 e 22/10/15 8. IMPOSTOS EM ESPÉCIE 8.1. Impostos da União d) Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) Art. 153, da CF; art. 46 e seguintes do TN. - Também utilizado com finalidade extrafiscal.

Leia mais

SUMÁRIO Direito Tributário...2 O Direito Tributário e as demais ciências jurídicas...5 O Direito Tributário e os Limites ao Poder de Tributar...

SUMÁRIO Direito Tributário...2 O Direito Tributário e as demais ciências jurídicas...5 O Direito Tributário e os Limites ao Poder de Tributar... SUMÁRIO Direito Tributário...2 Conceito...2 Polos...2 Receitas públicas...2 Natureza...3 Exemplos de receitas derivadas...3 Exemplos de receitas originárias...4 O Direito Tributário e o Direito Público...4

Leia mais

DIREITO TRIBUTÁRIO. Professor: Mauro Moreira

DIREITO TRIBUTÁRIO. Professor: Mauro Moreira DIREITO TRIBUTÁRIO Professor: Mauro Moreira 1 RACIOCÍNIO JURÍDICO TRIBUTÁRIO CONSTITUIÇÃO -Princípios -Imunidades -Espécies Tributárias - I M P O S T O S T A X A S - C O N T R I B U IÇ Ã O D E M E L H

Leia mais

SUMÁRIO. Apresentação, xiii

SUMÁRIO. Apresentação, xiii SUMÁRIO Apresentação, xiii 1 A Contabilidade e a Gestão Tributária, 1 1.1 Introdução, 1 1.2 Os objetivos da atividade de gestão tributária, 1 1.3 Características profissionais exigidas para o cargo de

Leia mais

DIREITO TRIBUTÁRIO CLAUDIO CARNEIRO. Blog: claudiocarneiroadv.blogspot.com.br. Site: Facebook: CLAUDIO CARNEIRO II

DIREITO TRIBUTÁRIO CLAUDIO CARNEIRO. Blog: claudiocarneiroadv.blogspot.com.br. Site:  Facebook: CLAUDIO CARNEIRO II 2012 DIREITO TRIBUTÁRIO CLAUDIO CARNEIRO Blog: claudiocarneiroadv.blogspot.com.br Site: www.claudiocarneiro.com.br Facebook: CLAUDIO CARNEIRO II IMPOSTOS: FEDERAIS: II, IE, IR, IPI, IOF, ITR, IGF, Extraordinário

Leia mais

Tribunais Exercícios Direito Tributário Exercício Rafael Saldanha Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Tribunais Exercícios Direito Tributário Exercício Rafael Saldanha Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Exercícios Direito Tributário Exercício Rafael Saldanha 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. QUESTÃO 01 Um município brasileiro, desconsiderando as regras

Leia mais

CRÉDITO TRIBUTÁRIO. Conceito

CRÉDITO TRIBUTÁRIO. Conceito Conceito CRÉDITO TRIBUTÁRIO O crédito tributário corresponde ao direito do Estado de exigir o tributo, ou melhor, de exigir o objeto da obrigação tributária principal do sujeito. Contribuição do crédito

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Direito tributário Capítulo 2 Espécies de tributo Capítulo 3 Empréstimos compulsórios e contribuições especiais

Sumário Capítulo 1 Direito tributário Capítulo 2 Espécies de tributo Capítulo 3 Empréstimos compulsórios e contribuições especiais Sumário Capítulo 1 Direito tributário... 1 1.1. Direito... 1 1.2. Direito público e direito privado... 1 1.3. Direito tributário... 2 1.4. Direito tributário e os demais ramos do Direito... 4 1.5. Estado...

Leia mais

DIREITO TRIBUTÁRIO. Espécies Tributárias Impostos dos Estados, Municípios e do Distrito Federal. Prof.ª Luciana Batista

DIREITO TRIBUTÁRIO. Espécies Tributárias Impostos dos Estados, Municípios e do Distrito Federal. Prof.ª Luciana Batista DIREITO TRIBUTÁRIO Espécies Tributárias Impostos dos Estados, Municípios e do Distrito Federal Prof.ª Luciana Batista IMPOSTOS DOS ESTADOS/ DISTRITO FEDERAL (art. 155, CF/88). ITCD : transmissão causa

Leia mais

23/07/2014. ICMS Noções Básicas. Apresentação: Fábio Martins Lopes Samyr Qbar

23/07/2014. ICMS Noções Básicas. Apresentação: Fábio Martins Lopes Samyr Qbar 23/07/2014 ICMS Noções Básicas Apresentação: Fábio Martins Lopes Samyr Qbar O que é Tributo? - Art. 3º do CTN Toda prestação pecuniária compulsória em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir que não

Leia mais

SUMÁRIO 1 O IMPOSTO SOBRE TRANSMISSÃO DE BENS IMÓVEIS 2 SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL E O ITBI 3 DISCRIMINAÇÃO CONSTITUCIONAL DE IMPOSTOS

SUMÁRIO 1 O IMPOSTO SOBRE TRANSMISSÃO DE BENS IMÓVEIS 2 SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL E O ITBI 3 DISCRIMINAÇÃO CONSTITUCIONAL DE IMPOSTOS SUMÁRIO 1 O IMPOSTO SOBRE TRANSMISSÃO DE BENS IMÓVEIS 1.1 Evolução histórica 1.2 Na Constituição Federal de 1988: arts. 155, I, e 156, II 2 SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL E O ITBI 3 DISCRIMINAÇÃO CONSTITUCIONAL

Leia mais

Overview dos Temas do III EJUMT

Overview dos Temas do III EJUMT Overview dos Temas do III EJUMT Alberto Macedo Auditor-Fiscal Tributário Municipal Presidente da 3ª Câmara do Conselho Municipal de Tributos de São Paulo Coordenador Científico do III EJUMT Bacharel, Mestre

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br ISS na Importação de Serviços Heitor Cesar Ribeiro* 1. Importação de Serviços A Lei Complementar n 116, de 31 de julho de 2003, substituiu as disposições constantes no Decreto-Lei

Leia mais

A COFINS E As EMPRESAS QUE TÊM POR

A COFINS E As EMPRESAS QUE TÊM POR A COFINS E As EMPRESAS QUE TÊM POR OBJETO A VENDA E A INCORPORAÇÃO DE IMÓVEIS MARCELO DA FONSECA GUERREIRO Juiz Federal no Rio de Janeiro e Professor de Direito Constitucional da Faculdade de Direito Moraes

Leia mais

QUESTÕES ENADE - DIREITO TRIBUTÁRIO

QUESTÕES ENADE - DIREITO TRIBUTÁRIO QUESTÕES ENADE - DIREITO TRIBUTÁRIO QUESTÕES ENADE 2011 1 - Os elementos que o Estado deve ter em mente ao determinar o valor da taxa a ser cobrada do contribuinte (...) devem resultar da intensidade e

Leia mais

Tributos aduaneiros. I- Imposto sobre importação de produtos estrangeiros II (art.

Tributos aduaneiros. I- Imposto sobre importação de produtos estrangeiros II (art. Tributos aduaneiros Os tributos sobre o comércio exterior têm natureza predominantemente extrafiscal, ou seja, de interferência no domínio econômico, com importante papel no desempenho das exportações,

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Novas hipóteses de retenção do ISS pelo tomador de serviços, de acordo com a LC nº 116/03 Carlos Eduardo Garcia Ashikaga* Publicada no Diário Oficial da União de 1º de agosto de

Leia mais

PROFESSOR ASSOCIADO PAULO AYRES BARRETO Disciplina: TRIBUTOS ESTADUAIS, MUNICIPAIS E PROCESSO TRIBUTÁRIO (DEF0516) IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS (ISS)

PROFESSOR ASSOCIADO PAULO AYRES BARRETO Disciplina: TRIBUTOS ESTADUAIS, MUNICIPAIS E PROCESSO TRIBUTÁRIO (DEF0516) IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS (ISS) PROFESSOR ASSOCIADO PAULO AYRES BARRETO Disciplina: TRIBUTOS ESTADUAIS, MUNICIPAIS E PROCESSO TRIBUTÁRIO (DEF0516) IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS (ISS) 12/08/2015 PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS INFORMADORES DO ISS

Leia mais

XIII Congresso de Direito Tributário em Questão. Fundação Escola Superior de Direito Tributário - FESDT ICMS:

XIII Congresso de Direito Tributário em Questão. Fundação Escola Superior de Direito Tributário - FESDT ICMS: XIII Congresso de Direito Tributário em Questão Fundação Escola Superior de Direito Tributário - FESDT ICMS: Não cumulatividade e Substituição Tributária Luiz Antônio Bins out/14 NÃO CUMULATIVIDADE Considerações

Leia mais

Princípios Constitucionais do Direito Tributário. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Princípios Constitucionais do Direito Tributário. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Princípios Constitucionais do Direito Tributário Objetivos O presente curso tem por objetivo apresentar os princípios constitucionais do Direito Tributário iniciando-se com um breve relato sobre Direito

Leia mais

Fato Gerador LINHA DO TEMPO

Fato Gerador LINHA DO TEMPO Fato Gerador LINHA DO TEMPO 1º ) Lei criou o imposto com a sua HIPÓTESE DE INCIDÊNCIA 2º ) Ocorreu o FATO GERADOR do imposto 3º ) Consequentemente surge o OBRIGAÇÃO TRIBUTÁRIA 4º ) Ocorre o LANÇAMENTO

Leia mais

Direito Tributário. Aula 09. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Tributário. Aula 09. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Tributário Aula 09 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

FESDT XIII Congresso de Direito Tributário em Questão Simples Nacional: Perspectivas à Equalização da Substituição Tributária do ICMS

FESDT XIII Congresso de Direito Tributário em Questão Simples Nacional: Perspectivas à Equalização da Substituição Tributária do ICMS FESDT XIII Congresso de Direito Tributário em Questão Simples Nacional: Perspectivas à Equalização da Substituição Tributária do ICMS Porto Alegre, outubro de 2014 André Luiz Barreto de Paiva Filho Simples

Leia mais

Legislação e tributação comercial

Legislação e tributação comercial preceito expresso, de norma legal prevista para uma situação semelhante. Não se confunde com a interpretação extensiva. É vedado por analogia exigir tributo (CTN, 108, 1º). Princípios gerais do direito

Leia mais

Como a Constituição trata tal imposto:

Como a Constituição trata tal imposto: Como a Constituição trata tal imposto: Art. 155. Compete aos Estados e ao Distrito Federal instituir impostos sobre: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 3, de 1993) (...) II - operações relativas

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 5

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 5 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 5 CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 19 1. Breves considerações sobre o direito financeiro... 19 2. Direito tributário. Noção conceptual... 22 2.1. Autonomia do Direito Tributário...

Leia mais

PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS TRIBUTÁRIOS

PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS TRIBUTÁRIOS PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS TRIBUTÁRIOS Conjunto de normas que norteiam o ordenamento jurídico tributário não ultrapassar o limite do razoável, tendo em vista que a tributação implica na restrição ao direito

Leia mais

MBA em Contabilidade Tributária e Fiscal. Impostos sobre Circulação de Mercadorias ICMS. Professor: Alexandre Henrique Salema Ferreira

MBA em Contabilidade Tributária e Fiscal. Impostos sobre Circulação de Mercadorias ICMS. Professor: Alexandre Henrique Salema Ferreira MBA em Contabilidade Tributária e Fiscal Impostos sobre Circulação de Mercadorias ICMS Professor: Alexandre Henrique Salema Ferreira Campina Grande Setembro/2016 SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL Tributos dos

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE JANEIRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2015

ANO XXVII ª SEMANA DE JANEIRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2015 IPI ANO XXVII - 2016 3ª SEMANA DE JANEIRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2015 CÁLCULO DO IPI EM OPERAÇÕES COM BEBIDAS... Pág. 8 ICMS - BA DEFINIÇÃO DE CONTRIBUINTE PARA FINS DE DIFAL EC 87/15... Pág.

Leia mais

Obrigatoriedade. Autonomia do Crédito Tributário. Origem:

Obrigatoriedade. Autonomia do Crédito Tributário. Origem: Direito Tributário Crédito tributário:conceito e constituição. Lançamento: conceito e modalidades de lançamento. Hipóteses de alteração do lançamento. Sergio Karkache http://sergiokarkache.blogspot.com

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE OS PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS TRIBUTÁRIOS

REFLEXÕES SOBRE OS PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS TRIBUTÁRIOS REFLEXÕES SOBRE OS PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS TRIBUTÁRIOS Matheus Brito Meira 1 No intuito de colocar limites ao poder de tributar dos entes federados a nossa Carta da República trouxe diversos princípios

Leia mais

Unidade I Teoria Geral dos Tributos. Capítulo 1 Conceito de Tributo e suas Espécies...3. Capítulo 2 Os Impostos Capítulo 3 As Taxas...

Unidade I Teoria Geral dos Tributos. Capítulo 1 Conceito de Tributo e suas Espécies...3. Capítulo 2 Os Impostos Capítulo 3 As Taxas... S u m á r i o Unidade I Teoria Geral dos Tributos Capítulo 1 Conceito de Tributo e suas Espécies...3 1.1. Conceito de Tributo... 3 1.2. As Espécies Tributárias... 8 Capítulo 2 Os Impostos... 18 2.1. Teoria

Leia mais

Curso de especialização em direito tributário e processo tributário. Indicação de leitura complementar

Curso de especialização em direito tributário e processo tributário. Indicação de leitura complementar Curso de especialização em direito tributário e processo tributário Indicação de leitura complementar Cursos e manuais AMARO, Luciano. Direito tributário brasileiro. 20 ed. São Paulo: Saraiva, 2014 CARRAZZA,

Leia mais

PLANO DE CURSO 2012/1

PLANO DE CURSO 2012/1 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2012/1 DISCIPLINA: DIREITO TRIBUTÁRIO PROFESSOR: JOÃO CLAUDIO GONÇALVES LEAL TURMA: 5º ANO INTEGRAL

Leia mais

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO TRIBUTARIO I

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO TRIBUTARIO I 1. IDENTIFICAÇÃO PERÍODO: 8 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO TRIBUTARIO I NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 Tributo. Sistema Constitucional Tributário.

Leia mais

III Seminário Catarinense sobre Atualidades Jurídico-Contábeis

III Seminário Catarinense sobre Atualidades Jurídico-Contábeis CRCSC III Seminário Catarinense sobre Atualidades Jurídico-Contábeis Influência do tratamento contábil nas novas regras de tributação Elidie Palma Bifano 29/07/2014 de tributação O tema proposto e suas

Leia mais

CURSO JURÍDICO FMB CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS MÓDULOS

CURSO JURÍDICO FMB CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS MÓDULOS CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS MÓDULOS Sumário DIREITO TRIBUTÁRIO... DIREITO TRIBUTÁRIO PROFS. GUILHERME ADOLFO DOS SANTOS MENDES E DIMAS MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I Direito Tributário - Conceito; Tributo -

Leia mais

DIREITO TRIBUTÁRIO E DIREITO PROCESSUAL TRIBUTÁRIO

DIREITO TRIBUTÁRIO E DIREITO PROCESSUAL TRIBUTÁRIO PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL P 2 Na peça profissional que vale cinco pontos e nas cinco questões a seguir que valem um ponto cada uma, faça o que se pede, usando os espaços indicados no presente caderno

Leia mais

PIS/COFINS SOBRE RECEITAS FINANCEIRAS: alcance e inconstitucionalidade do Decreto 8.426/2015

PIS/COFINS SOBRE RECEITAS FINANCEIRAS: alcance e inconstitucionalidade do Decreto 8.426/2015 1 2 PIS/COFINS SOBRE RECEITAS FINANCEIRAS: alcance e inconstitucionalidade do Decreto 8.426/2015 Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil 18 de junho de 2015 1. Introdução 3 Lei 10.637/02 e 10.833/03

Leia mais

Incidência de PIS e Cofins sobre receitas financeiras.

Incidência de PIS e Cofins sobre receitas financeiras. Incidência de PIS e Cofins sobre receitas financeiras. Análise da legalidade do Decreto nº 8.426/15. Possibilidade de aproveitamento de créditos de PIS e Cofins calculados sobre despesas financeiras. São

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br ISS: análise da nova Lei Complementar nº 116/2003 Carlos Eduardo Garcia Ashikaga* O Imposto sobre Serviços da Qualquer Natureza (ISS ou ISSQN) é um tributo de competência municipal

Leia mais

NORMAS DE CONTROLE DA ELUSÃO FISCAL

NORMAS DE CONTROLE DA ELUSÃO FISCAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CURSO DE MESTRADO EM DIREITO João de Deus Moreira Calheiros Júnior NORMAS DE CONTROLE DA ELUSÃO FISCAL Orientador: Prof. Dr. Raymundo Juliano

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: ACÓRDÃO fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2011.0000095048 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação / Reexame Necessário nº 0013820-78.2010.8.26.0053, da Comarca de São Paulo, em que são apelantes FAZENDA

Leia mais

Unidade 2 Sistema Tributário Nacional: teoria do tributo e espécies tributárias.

Unidade 2 Sistema Tributário Nacional: teoria do tributo e espécies tributárias. Unidade 2 Sistema Tributário Nacional: teoria do tributo e espécies tributárias. Na aula anterior entendemos o conceito de Tributo, descrito no próprio CTN, em seu artigo 3º: Art. 3 - Tributo é toda prestação

Leia mais

Art. 114, II CF/88. Expedir instruções para a execução de leis, decretos e regulamentos, nas esferas de suas respectivas competências.

Art. 114, II CF/88. Expedir instruções para a execução de leis, decretos e regulamentos, nas esferas de suas respectivas competências. Art. 114, II CF/88 Expedir instruções para a execução de leis, decretos e regulamentos, nas esferas de suas respectivas competências. -Cita que o próprio Estado pode expedir legislação pertinente IN SEF

Leia mais

Perguntas & Respostas sobre: Substituição Tributária do ICMS

Perguntas & Respostas sobre: Substituição Tributária do ICMS Perguntas & Respostas sobre: Substituição Tributária do ICMS Quem Pergunta? Nos Cursos, Palestras e Treinamentos realizados pela Meta Cursos com o Professor Níkolas Duarte, muitas são as dúvidas e perguntas

Leia mais

Contabilidade e Legislação Tributária Aula 2

Contabilidade e Legislação Tributária Aula 2 Contabilidade e Legislação Tributária Aula 2 Prof. Gustavo Gonçalves Vettori Receitas Originárias e Derivadas Preços Públicos Originárias Ingressos Comerciais Receitas Compensações Financeiras (Royalties)

Leia mais

TAXAS Art. 145, II e 2º, CF e arts. 77 a 80, CTN

TAXAS Art. 145, II e 2º, CF e arts. 77 a 80, CTN CONCEITO DE INGRESSO PÚBLICO ORIGINÁRIO PRÓPRIO REPARAÇÕES DE GUERRA DEFINIÇÃO DE TRIBUTOS Art. 3, CTN TRIBUTO É TODA PRESTAÇÃO PECUNIÁRIA PENALIDADES COMPULSÓRIA INGRESSO PÚBLICO DERIVADO EM MOEDA OU

Leia mais

Departamento de Direito I IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA II EMENTA

Departamento de Direito I IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA II EMENTA Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências Jurídicas Departamento de Direito I IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome Curso DIREITO TRIBUTARIO I DIREITO - NOTURNO Código DIR - 5533 Número horas-aula

Leia mais

Questões Tributárias e seus Reflexos para as Autogestões Aspectos jurídicos da taxa de saúde suplementar

Questões Tributárias e seus Reflexos para as Autogestões Aspectos jurídicos da taxa de saúde suplementar Questões Tributárias e seus Reflexos para as Autogestões Aspectos jurídicos da taxa de saúde suplementar Welington Luiz Paulo Aspecto Tributário das Taxas Classificação C.F - Art. 145, II. (Em razão do

Leia mais

Direito Tributário. Aula 20. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Tributário. Aula 20. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Tributário Aula 20 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS Substituição Tributação por CNAE

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS Substituição Tributação por CNAE ICMS Substituição Tributação por CNAE 18/10/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 6 5. Informações

Leia mais

Sumário CAPÍTULO 3 EMPRÉSTIMOS COMPULSÓRIOS E CONTRIBUIÇÕES ESPECIAIS

Sumário CAPÍTULO 3 EMPRÉSTIMOS COMPULSÓRIOS E CONTRIBUIÇÕES ESPECIAIS Sumário CAPÍTULO 1 DIREITO TRIBUTÁRIO 1. Direito 2. Direito público e direito privado 3. Direito tributário 4. Direito tributário e os demais ramos do Direito 5. Estado 6. Receitas do Estado 7. Definição

Leia mais

O PRINCÍPIO DA CAPACIDADE CONTRIBUTIVA E OS IMPOSTOS DIRETOS E INDIRETOS

O PRINCÍPIO DA CAPACIDADE CONTRIBUTIVA E OS IMPOSTOS DIRETOS E INDIRETOS O PRINCÍPIO DA CAPACIDADE CONTRIBUTIVA E OS IMPOSTOS DIRETOS E INDIRETOS Giovana JERONIMO 1 Wesley TEIXEIRA 2 RESUMO: através de um breve apontamento teórico, o presente estudo buscou analisar o princípio

Leia mais

DIREITO TRIBUTÁRIO. Professor Victor Alves Aula dia 28/03/2017

DIREITO TRIBUTÁRIO. Professor Victor Alves Aula dia 28/03/2017 DIREITO TRIBUTÁRIO Professor Victor Alves Aula dia 28/03/2017 PRINCÍPIO DA LEGALIDADE :Só paga tributo se houver lei. PRINCÍPIO DA NÃO SURPRESA PRINCÍPIO DA SEGURANÇA JURÍDICA PRINCÍPIO DA ANTERIORIDADE

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: DIREITO TRIBUTÁRIO I Código da Disciplina: JUR 258 Curso: Direito Semestre de oferta da disciplina: 8º Faculdade responsável: DIREITO Programa em vigência a partir de:

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO, FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO, FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO, FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO Disciplina: DIREITO TRIBUTÁRIO II (DEF 0417) Professores: Luís Eduardo Schoueri e Roberto Quiroga

Leia mais

Introdução ao direito tributário

Introdução ao direito tributário Capítulo 1 - Introdução ao direito tributário 1.1. Considerações iniciais 17 1.2. Conceito de tributo 19 1.3. Tipos de tributo.. 20 1.3.1. Imposto.... 20 1.3.2. Taxas..25 1.3.2.1. Diferenças entre taxa

Leia mais

Presunções no Processo Administrativo Fiscal

Presunções no Processo Administrativo Fiscal I Encontro sobre Julgamento Administrativo Municipal Tributário Presunções no Processo Administrativo Fiscal Fabiana Del Padre Tomé Mestre e Doutora pela PUC/SP Professora da PUC/SP e do IBET Indícios

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO, FINANCEIRO E. Sugestão de Bibliografia Complementar

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO, FINANCEIRO E. Sugestão de Bibliografia Complementar FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO, FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO Disciplina: DIREITO TRIBUTÁRIO I (DEF 0416) Professor: Paulo Ayres Barreto Turma: 4º Ano (T23

Leia mais

Direito Tributário Obrigação tributária principal e acessória. 6. Fato gerador da obrigação tributária. 7. Sujeição ativa e passiva.

Direito Tributário Obrigação tributária principal e acessória. 6. Fato gerador da obrigação tributária. 7. Sujeição ativa e passiva. Direito Tributário Obrigação tributária principal e acessória. 6. Fato gerador da obrigação tributária. 7. Sujeição ativa e passiva. Sergio Karkache http://sergiokarkache.blogspot.com Obrigação Tributária

Leia mais

Apresentação da Disciplina

Apresentação da Disciplina ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA, EMENTA E INFORMAÇÕES CORRELATAS Prof. Thiago Gomes Apresentação da Disciplina 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Estágio Supervisionado

Leia mais

PROVA SUBJETIVA. CESPE/UnB CEBRASPE PGE/PI Aplicação: 2014

PROVA SUBJETIVA. CESPE/UnB CEBRASPE PGE/PI Aplicação: 2014 PROVA SUBJETIVA CESPE/UnB CEBRASPE PGE/PI Aplicação: 2014 Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso deseje, o espaço para rascunho indicado no presente caderno. Em seguida, transcreva o texto para

Leia mais

IPVA, IPTU, ITBI E ITCMD

IPVA, IPTU, ITBI E ITCMD Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto IPVA, IPTU, ITBI E ASPECTOS CONCEITUAIS Prof. Amaury José Rezende Agenda 1. IPTU 2. ITBI 3. IPVA 4. ICMD

Leia mais

PIS e COFINS. Aspectos conceituais. Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto

PIS e COFINS. Aspectos conceituais. Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto PIS e COFINS Aspectos conceituais Núcleo de Estudos em Controladoria e Contabilidade Tributária Prof. Amaury

Leia mais

Progressividade do IPTU e do ITBI e a jurisprudência recente dos Tribunais Superiores

Progressividade do IPTU e do ITBI e a jurisprudência recente dos Tribunais Superiores Progressividade do IPTU e do ITBI e a jurisprudência recente dos Tribunais Superiores Betina Treiger Grupenmacher Doutora UFPR, pós-doutora Universidade de Lisboa - Portugal e Professora UFPR ITBI JURÍDICO-TRIBUTÁRIO

Leia mais

SUMÁRIO. Sumário. Considerações preliminares Parte 1 IMPOSTOS MUNICIPAIS

SUMÁRIO. Sumário. Considerações preliminares Parte 1 IMPOSTOS MUNICIPAIS SUMÁRIO Sumário Considerações preliminares... 19 Parte 1 IMPOSTOS MUNICIPAIS Capítulo 1 IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE PREDIAL E TERRITORIAL URBANA (IPTU)... 23 1. Panorama geral da regra matriz de incidência

Leia mais

6ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO

6ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO 6ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 178, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2008: EMENTA: DISTRIBUIDOR ATACADISTA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS E DE HIGIENE PESSOAL. CRÉDITOS. POSSIBILIDADE. Relativamente

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Ementa e Acórdão DJe 25/10/2012 Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 6 25/09/2012 SEGUNDA TURMA AG.REG. NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO 596.429 RIO GRANDE DO SUL RELATOR AGTE.(S) AGDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES) :

Leia mais

TRIBUTAÇÃO SOBRE O COMÉRCIO EXTERIOR Imposto de Importação Imposto de Exportação. Prof. Marcelo Alvares Vicente

TRIBUTAÇÃO SOBRE O COMÉRCIO EXTERIOR Imposto de Importação Imposto de Exportação. Prof. Marcelo Alvares Vicente TRIBUTAÇÃO SOBRE O COMÉRCIO EXTERIOR Imposto de Importação Imposto de Exportação Prof. Marcelo Alvares Vicente Tributação sobre o Comércio Exterior Necessidade de análise sistemática do Ordenamento jurídico

Leia mais

Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica

Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica TRIBUTAÇÃO SOBRE ENERGIA ELÉTRICA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica 1 Modelo atual do setor elétrico brasileiro a partir de 2004 2 Marcos Regulatórios do Novo

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 29 28 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 83 - Data 8 de junho de 2016 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: SIMPLES NACIONAL REVENDA DE PRODUTOS SUJEITOS A TRIBUTAÇÃO CONCENTRADA

Leia mais

A) O princípio da capacidade contributiva rege a cobrança de todos os tributos, por imposição constitucional.

A) O princípio da capacidade contributiva rege a cobrança de todos os tributos, por imposição constitucional. P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO TRIBUTÁRIO 1. Assinale a alternativa correta: A) O princípio da capacidade contributiva rege a cobrança de todos os tributos, por imposição constitucional.

Leia mais

A INCIDÊNCIA DE ICMS SOBRE BENS IMPORTADOS POR PESSOA FÍSICA

A INCIDÊNCIA DE ICMS SOBRE BENS IMPORTADOS POR PESSOA FÍSICA A INCIDÊNCIA DE ICMS SOBRE BENS IMPORTADOS POR PESSOA FÍSICA Artigo publicado no Jusnavigandi: HABLE, José. ICMS sobre bens importados por pessoa física. Revista Jus Navigandi, Teresina, ano 21, n. 4744,

Leia mais

Direito Tributário Limitações ao Poder de Tributar

Direito Tributário Limitações ao Poder de Tributar Direito Tributário Limitações ao Poder de Tributar Sergio Karkache http://sergiokarkache.blogspot.com Limitações Constitucionais ao Poder de Tributar É vedado à União, Estados, Distrito Federal e Municípios

Leia mais

Sumário. Introdução... 31

Sumário. Introdução... 31 Sumário Introdução..................................................................... 31 Parte I. Teoria e significado da igualdade jurídica............................ 33 Capítulo I. Teorias fundamentais

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 232 - Data 11 de dezembro de 2015 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA RETIDO NA FONTE - IRRF CLÁUSULA CONTRATUAL.

Leia mais

Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais(DEFIS)

Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais(DEFIS) Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais(DEFIS) Declaração Original Exercício 2016 Ano-Calendário 2015 Período abrangido pela Declaração: 01/01/2015 a 31/12/2015 1 Identificação do Contribuinte

Leia mais

Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos Substituição Tributária das Operações com Lâmpadas Elétricas

Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos Substituição Tributária das Operações com Lâmpadas Elétricas Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4. 13 Substituição Tributária das Operações com Lâmpadas Elétricas Protocolo ICMS 17/1985 Alterações: Protocolo 09/1986, 10/87, 51/91, 08/98, 26/01, 37/01, 42/08,

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO Definição... 21

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO Definição... 21 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 Capítulo I Direito Tributário... 13 1. Definição... 13 2. Relação com outros ramos do direito... 13 3. Fontes do direito tributário... 14 4. Legislação tributária... 20 Capítulo

Leia mais