Módulo: Experiência das Autogestões no Gerenciamento de Assistência à Saúde, Painel da Promoção da Saúde à Verticalização do Atendimento.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Módulo: Experiência das Autogestões no Gerenciamento de Assistência à Saúde, Painel da Promoção da Saúde à Verticalização do Atendimento."

Transcrição

1 Módulo: Experiência das Autogestões no Gerenciamento de Assistência à Saúde, Painel da Promoção da Saúde à Verticalização do Atendimento. Ricardo Ayache Diretor de Comunicação da Unidas Presidente da Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul - CASSEMS

2 CASSEMS Estado de Mato Grosso do Sul AUTOGESTÃO SERVIDORES PÚBLICOS DE MS VIDAS 15 ANOS

3 CASSEMS Estado de Mato Grosso do Sul Demais Cidades 32% ,532 km² de área habitantes Campo Grande 56% 79 Municípios Dourados 11% Médicos Ativos em MS Campo Grande 608 Dourados Demais Cidades

4 CENÁRIO NACIONAL Desafios da Saúde Modelo de Saúde Regulamentação da ANS Envelhecimento Populacional Incorporação de novas tecnologias Judicialização da Saúde Número reduzido de profissionais Cenário econômico financeiro MS Sociedades médicas organizadas Aumento da sinistralidade

5 DESAFIOS DA SAÚDE Regulamentação da ANS RN Manutenção de Recursos Próprios Mínimos e constituição de Provisões Técnicas RN 259 Garantia do Atendimento Lei /14 Provisão para Eventos/Sinistros Ocorridos e Não Avisados PEONA. Margem de solvência. As operadoras deverão garantir que os beneficiários tenham acesso aos serviços e procedimentos definidos no plano, no município onde os demandar ou nas localidades vizinhas. Que trata da contratualização entre operadoras de planos de saúde e prestadores de serviços.

6 DESAFIOS DA SAÚDE Envelhecimento Populacional 78,5 anos Mulheres 71,3 anos Homens 11% de Idoso 73,9 75,0 76,7 78,6 79,9 Em 2060 serão 26,7% de idosos no Brasil 80,7 81,2 69, Fonte: IBGE

7 DESAFIOS DA SAÚDE População Cassems Faixa Vidas Representa ,05% ,64% ,47% ,20% ,63% ,81% ,61% ,05% ,09% ,46%

8 DESAFIOS DA SAÚDE Sinistralidade em expansão - CASSEMS PLAEF 90,17% 90,38% 89,03% 88,29%

9 PLANO DE AÇÃO CASSEMS Sustentabilidade do plano Prevenção e Promoção da Saúde Atendimento domiciliar Verticalização / Descentralização do atendimento Fonte de financiamento Unidades Locais Unidades Regionais

10 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Centro de Prevenção Cassems O Centro de Prevenção em Saúde, oferece: Academia Pilates Hidroginástica Fisioterapia Cozinha Experimental

11 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Programa Viva Saúde Programa Viva Saúde visa a promoção da saúde e prevenção de riscos de doenças cardiovasculares. Palestras. Medidas antropométricas. Estratificação do risco cardiovascular.

12 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Campanhas de Imunização Reduzir as complicações e as internações decorrentes de infecções causadas pelo vírus da influenza. Prevenção de câncer de colo do útero (imunização de 9 até 45 anos).

13 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Programa Casal Grávido Prevenção de complicações gestacionais; Curso com palestras e aulas práticas de entendimento do processo da gravidez e cuidados com o bebê. Programa registrado na ANS.

14 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Programa Casal Grávido Complicações que causam a prematuridade Hipertensão Diabetes Infecção Monitoramento, acompanhamento nutricional e hidroginástica Reduzir internação em UTI Neonatal

15 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Programa Terceira Idade Eu me amo eu me cuido Monitorar os beneficiários idosos (65 a 75 anos). Encaminhar para acompanhamento médico. 744 idosos fora da rede de atendimento.

16 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Programa Saúde Bucal Incentivar os beneficiários a frequentarem o dentista periodicamente. Reduzir os riscos de doenças bucais ou a sua recidiva. Odontologia para Bebês: atendimento (0 a 5 anos).

17 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Corrida da Saúde Incentivar a população à prática de atividades físicas, prevenindo vários tipos de doenças.

18 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Ônibus da Saúde

19 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Ônibus da Saude Prevenção e diagnóstico precoce do câncer feminino. Equipado com: mamógrafo, consultório médico e centro cirúrgico para pequenas intervenções.

20 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Ônibus da Saúde Período: Outubro/ Março/16 72 cidades atendimentos: mamografias, consultas, 810 cirurgias e papanicolaou pacientes pacientes diagnosticados e tratados ou em tratamento.

21 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Ônibus da Saúde Resultado preliminar por Estadio Clínico: III e IV de 65% para: 19% % % %

22 PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE Ônibus da Saúde 95% de Chance de cura Menos de 20% 1 a 10 mil R$ 100 mil R$ Estadio 1 Estadio 2 Estadio 3 Estadio 4 Fonte: Hospital Israelita Albert Einsten 2007

23 PROMOÇÃO DA SAÚDE Assistência Farmacêutica Disponibilizar medicamentos oncológicos e imunobiológicos diretamente ao beneficiário. Acolhimento do paciente. Reduzir custos com a compra direta do fornecedor. Economia de até 38%.

24 PROMOÇÃO DA SAÚDE Atendimento Domiciliar Benefício Extracontratual. Humanização do atendimento. Reduzir custos com a internação hospitalar. Economia de até 91%. Internação Hospitalar Atendimento domiciliar Caso 1 Caso 2 Caso 3 Ataxia Cerebelar 116 mil 14 mil Esclerose Multipla 276 mil 19 mil AVC 52 mil 5 mil

25 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Projeto Cassems Itinerante Suprir a carência de profissionais no interior. Reduzir os reembolsos de despesas médicas, garantido pela RN nº259 da ANS aos beneficiários. Redução de 61% nos custos.

26 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Centros Médicos 08 Centros Médicos. Oferecer atendimento médico especializado. Cumprimento da RN nº 259. Fidelização do médico. Média de consultas por mês / 23% do total de consultas da rede.

27 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Centro Integrado de Atenção Psicossocial Psiquiatria Clinica Médica Neurologia Psicologia Terapia Ocupacional Nutrição Assistência Social

28 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Centros de Diagnósticos

29 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Centros de Diagnósticos Redução de custos em Diagnósticos: Laboratorial 21,7% Radiodiagnóstico 36,3% Densitometria Óssea 35% Mamografia 31,6% Ressonância Magnética 34,4% Ultrassonografia 19%

30 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Centros Odontológicos CORUMBÁ COXIM PARANAÍBA 24 Centros Odontológicos em todo o Estado AQUIDAUANA CAMPO GRANDE TRÊS LAGOAS JARDIM DOURADOS NOVA ANDRADINA PONTA PORÃ NAVIRAÍ

31 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Vantagens Hospitais Próprios Domínio sobre os custos. Controle e monitoramento de qualidade. Maior previsibilidade no risco. Tratamento direto de pacientes de alto-custo. Descentralização do atendimento.

32 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Hospitais Próprios

33 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Hospitais Próprios 8 Hospitais 5 Centros de Diagnósticos 237 Leitos Leitos de UTI Leitos de UTI Neonatal Leitos de UCO Salas Cirúrgicas 31 Consultórios

34 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Hospitais Próprios Unidade Campo Grande Hospitais credenciados em Campo Grande Representam 56% das despesas assistenciais hospitalares da CASSEMS

35 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Hospitais Próprios Unidade Campo Grande Referência no Estado Alta complexidade m² de área 107 Leitos Leitos de UTI Leitos de UTI Neonatal Salas Cirúrgicas Centro de Diagnóstico completo Centro de Quimioterapia

36 VERTICALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Hospitais Próprios Unidade Campo Grande

37 PLANO DE AÇÃO CASSEMS Fonte de Financiamento Ajustes de Contribuição: Associado 5,25% para 6%. Patronal escalonado de 3,75% a 5,25%. Alteração da Coparticipação de exames de 10% para 25%. Per Capita 2013 Per Capita 2014 Per Capita 2015 R$ 127,75 R$ 139,94 R$ 163,68 9,5% 17%

38 RESULTADO CASSEMS Controle da Sinistralidade 88,29% 89,03% 90,17% 90,38% Encerramento do PLAEF 86,78% 83,49%

39 RESULTADO CASSEMS Monitoramento Assistencial Status Verde Índice de Risco Assistencial Nota Final Baixo >0,60 e <=1,0 Pré-Moderado Moderado Alto >0,50 e <=0,60 >0,30 e <=0,50 >= a zero e <=0,30 0,8982 0,9114 0,8713 0,8918 0,9103 0,9090 0,9358 0,9600 0,9003 0,9218 0,8493 0,8399 Set/12 Dez/12 Mai/13 Ago/13 Nov/13 Fev/14 Jun/14 Set/14 Dez/14 Mar/15 Jun/15 Set/15

40 RESULTADO CASSEMS Índice de Desempenho da Saúde Suplementar - IDSS 0,7072 0,6298 0,6254 0,4818 0,5140 0,

41

História. A história do grupo São Francisco teve início em 1945, com a construção do Hospital São Francisco. Hospital.

História. A história do grupo São Francisco teve início em 1945, com a construção do Hospital São Francisco. Hospital. História A história do grupo São Francisco teve início em 1945, com a construção do Hospital São Francisco. Hospital Resgate Ocupacional Operadora Médica Operadora Odontológica Estrutura de atendimento

Leia mais

Saúde Suplementar Desafios e Perspectivas

Saúde Suplementar Desafios e Perspectivas Saúde Suplementar Desafios e Perspectivas José Carlos de Souza Abrahão Diretor Presidente São Paulo, 01 de setembro de 2016. Dimensão do Setor Suplementar (Brasil, Junho/2016) Beneficiários: 48,5 milhões

Leia mais

Visão da ANS e o Sistema Unimed: perspectivas para o futuro

Visão da ANS e o Sistema Unimed: perspectivas para o futuro V Fórum Nacional de Cooperativismo Médico Visão da ANS e o Sistema Unimed: perspectivas para o futuro Brasília,26 junho de 2012 Agência Nacional de Saúde Suplementar Agência reguladora do Governo Federal,

Leia mais

ANEXO 3 CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE

ANEXO 3 CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE ANEXO 3 PROGRAMA CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE 1. Conhecimentos sobre o SUS - Legislação da Saúde: Constituição Federal de 1988 (Título VIII - capítulo II - Seção II); Lei 8.080/90 e Lei 8.142/90; Norma

Leia mais

SAÚDE CORPORATIVA: ASSOCIAÇÃO ENTRE A MEDICINA ASSISTENCIAL A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE OCUPACIONAL

SAÚDE CORPORATIVA: ASSOCIAÇÃO ENTRE A MEDICINA ASSISTENCIAL A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE OCUPACIONAL SAÚDE CORPORATIVA: ASSOCIAÇÃO ENTRE A MEDICINA ASSISTENCIAL A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE OCUPACIONAL A expansão do mercado de equipamentos hospitalares quase triplicou seu faturamento nos últimos cinco

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA

QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA 18 de Novembro de 2016 UNIMED VITÓRIA / ES 328.000 CLIENTES, SENDO DESTES, 32.000 EM ATENÇÃO PRIMÁRIA; 2.360 MÉDICOS COOPERADOS; 260 PRESTADORES DE SERVIÇO;

Leia mais

Euroamerica Dr. Mario Ivo Serinolli 03/2010

Euroamerica Dr. Mario Ivo Serinolli 03/2010 Visão atual das Consultorias sobre gerenciamento das doenças / medicina preventiva na saúde suplementar Euroamerica Dr. Mario Ivo Serinolli 03/2010 Situação Atual Alto custo da assistência médica para

Leia mais

SINDHOSP e Grupo Fleury. Diretoria de Desenvolvimento Setorial DIDES/ANS Abril de 2013

SINDHOSP e Grupo Fleury. Diretoria de Desenvolvimento Setorial DIDES/ANS Abril de 2013 SINDHOSP e Grupo Fleury Diretoria de Desenvolvimento Setorial DIDES/ANS Abril de 2013 (R$ bilhões) Receita de Contraprestações e Despesa Assistencial Operadoras Médico-Hospitalares (Brasil 2003-125,0 100,0

Leia mais

Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS. Karla Santa Cruz Coelho Diretora de Gestão

Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS. Karla Santa Cruz Coelho Diretora de Gestão Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS Karla Santa Cruz Coelho Diretora de Gestão Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS Agência reguladora federal vinculada ao Ministério da Saúde Atua na regulação,

Leia mais

Reinaldo Scheibe Presidente da Abramge

Reinaldo Scheibe Presidente da Abramge 27º Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos Políticas de Saúde e a Dinâmica dos Serviços Suplementar e SUS Reinaldo Scheibe Presidente da Abramge Panorama Geral Saúde no Brasil Fonte:

Leia mais

Sustentabilidade da Saúde Suplementar

Sustentabilidade da Saúde Suplementar Sustentabilidade da Saúde Suplementar Rafael Pedreira Vinhas Gerente-Geral Gerência-Geral Regulatória da Estrutura dos Produtos Fórum de Regulação do Sistema Unimed - Maceió, 11 de maio de 2016. Agência

Leia mais

O novo plano de saúde para empregados, dependentes, agregados e aposentados da CESAN

O novo plano de saúde para empregados, dependentes, agregados e aposentados da CESAN O novo plano de saúde para empregados, dependentes, agregados e aposentados da CESAN Programa 1) O que é o Viva+ 2) Principais vantagens do Viva+ 3) Porque mudar para o Viva+? 4) Segmentação, abrangência

Leia mais

Proposta. Assistência Médica / Hospitalar Santa Casa Saúde SJC. 17 de Agosto de Revisão: 1/3Setor: Cadastro Data: 27/11/2014.

Proposta. Assistência Médica / Hospitalar Santa Casa Saúde SJC. 17 de Agosto de Revisão: 1/3Setor: Cadastro Data: 27/11/2014. Proposta Assistência Médica / Hospitalar Santa Casa Saúde SJC Revisão: 1/3Setor: Cadastro Data: 27/11/2014 17 de Agosto de 2016 Entidade: Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião CNPJ:

Leia mais

CONSIDERAÇÕES PARA A ASSEMBLEIA DE 22/06/2016

CONSIDERAÇÕES PARA A ASSEMBLEIA DE 22/06/2016 CONSIDERAÇÕES PARA A ASSEMBLEIA DE 22/06/2016 1 INFORMES 1.1- Demonstrações contábeis 2015: Na reunião do Conselho Curador, ocorrida em Brasília/DF no período de 01 e 03 de março de 2016, os Conselheiros

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA

RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA 23 - ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA 11 65 5,9 ENFERMAGEM EM CANCEROLOGIA 8 41 5,1 ENFERMAGEM EM CARDIOLOGIA 9 41 4,6 ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO 2 11 5,5 ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA GERAL 5 40 8,0 ENFERMAGEM

Leia mais

Agenda Regulatória. Secretário Executivo da ANS. São Paulo, 05 de novembro de Debates GVSaúde João Luis Barroca

Agenda Regulatória. Secretário Executivo da ANS. São Paulo, 05 de novembro de Debates GVSaúde João Luis Barroca Agenda Regulatória ANS Debates GVSaúde João Luis Barroca Secretário Executivo da ANS São Paulo, 05 de novembro de 2012 Evolução do Processo de Regulação Até 1997 1997 1998 1999 2000 Debates no Congresso

Leia mais

Oportunidades e desafios da saúde privada com a retomada da economia em 2017/18. Bradesco Healthcare Day Solutions.

Oportunidades e desafios da saúde privada com a retomada da economia em 2017/18. Bradesco Healthcare Day Solutions. Oportunidades e desafios da saúde privada com a retomada da economia em 2017/18 Bradesco Healthcare Day - 2017 Janeiro, 1 2017 Reconhecimento Premiação Prêmio Benchmarketing Pela sexta vez consecutiva,

Leia mais

AMIL SAÚDE PARA EMPRESAS Tabelas de preços 30 a 99 vidas. Tabela de preços 30 a 99 vidas plano com coparticipação

AMIL SAÚDE PARA EMPRESAS Tabelas de preços 30 a 99 vidas. Tabela de preços 30 a 99 vidas plano com coparticipação AMIL SAÚDE PARA EMPRESAS Tabelas de preços 30 a 99 vidas Julho 2016 Amil 400 Amil 400 Amil 500 Amil 700 Faixa Etária Enfermaria Apartamento Apartamento Apartamento 00 a 18 anos 202,75 230,51 254,40 314,64

Leia mais

SOBRE A COOPERATIVA UNIMED LIMEIRA

SOBRE A COOPERATIVA UNIMED LIMEIRA APRESENTAÇÃO COMERCIAL O NEGÓCIO SISTEMA UNIMED SOBRE A COOPERATIVA UNIMED LIMEIRA Qualidade comprovada Top of Mind (Plano mais lembrado pela sociedade), Certificação ONA Nível 3 (Acreditação de Excelência

Leia mais

COMISSÃO PARITÁRIA Redimensionamento da Rede Credenciada 14/11/2016

COMISSÃO PARITÁRIA Redimensionamento da Rede Credenciada 14/11/2016 COMISSÃO PARITÁRIA Redimensionamento da Rede Credenciada 14/11/2016 Conceito É o conjunto de profissionais e estabelecimentos de saúde, incluindo médicos, consultórios, laboratórios, clínicas e hospitais,

Leia mais

COMISSÃO PARITÁRIA Alinhamento Conceitual Saúde Suplementar. Outubro/2016

COMISSÃO PARITÁRIA Alinhamento Conceitual Saúde Suplementar. Outubro/2016 COMISSÃO PARITÁRIA Alinhamento Conceitual Saúde Suplementar Outubro/2016 Garantir a competitividade no setor Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência Regular o fluxo financeiro e de serviços entre

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Saúde

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Saúde Unidades & Serviços Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Saúde Atenção Especializada Atenção Especializada Centro de Especialidades Médicas: O Centro de Especialidades

Leia mais

CMB - X Congresso Nacional das Operadoras e Hospitais em Saúde Suplementar Painel: Melhorando a Gestão em Operadoras e Hospitais - Operadoras

CMB - X Congresso Nacional das Operadoras e Hospitais em Saúde Suplementar Painel: Melhorando a Gestão em Operadoras e Hospitais - Operadoras CMB - X Congresso Nacional das Operadoras e Hospitais em Saúde Suplementar Painel: Melhorando a Gestão em Operadoras e Hospitais - Operadoras 22/07/2015 4º no Ranking nacional Medicina de Grupo 1º Empresa

Leia mais

Plano de Saúde Amil Empresarial ou PME

Plano de Saúde Amil Empresarial ou PME AMIL SAÚDE PARA EMPRESAS Tabelas 02 a 29 vidas Amil Saúde 400, 500, 700 para 02 a 29 vidas AMIL SAÚDE PARA EMPRESAS QUEM PODE SER DEPENDENTE = DEPENDENTES LEGAIS ATÉ O TERCEIRO GRAU DE PARENTESCO LIMITADOS

Leia mais

Currículo Disciplina Carga Horária. Aspectos Éticos e Bioéticos na Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco

Currículo Disciplina Carga Horária. Aspectos Éticos e Bioéticos na Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco Currículo Disciplina Carga Horária Aspectos Éticos e Bioéticos na Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco Assistência de Enfermagem a Criança a ao Adolescente Grave ou de Risco Estágio

Leia mais

MÉDICO DE FAMÍLIA: Aumenta ou diminui o custo para as Operadoras de Planos de Saúde?

MÉDICO DE FAMÍLIA: Aumenta ou diminui o custo para as Operadoras de Planos de Saúde? MÉDICO DE FAMÍLIA: Aumenta ou diminui o custo para as Operadoras de Planos de Saúde? UNIMED SALTO/ITU Área de Atuação: Salto e Itu Número de Beneficiários: 56.949 Número de Cooperados: 204 Número de Colaboradores:

Leia mais

Recursos Próprios 2013

Recursos Próprios 2013 Recursos Próprios 2013 " Serviços Próprios de Atendimento Pré-Hospitalar (SOS) e Assistência Domiciliar ( Home- Care): reconhecendo a importância destas modalidades assistenciais para o cliente e para

Leia mais

Há 27 anos, a Odonto System viabiliza serviços odontológicos de qualidade contribuindo para a melhoria da saúde, bem estar e estética dos clientes.

Há 27 anos, a Odonto System viabiliza serviços odontológicos de qualidade contribuindo para a melhoria da saúde, bem estar e estética dos clientes. Há 27 anos, a Odonto System viabiliza serviços odontológicos de qualidade contribuindo para a melhoria da saúde, bem estar e estética dos clientes. Os serviços e benefícios Odonto System buscam o bem estar

Leia mais

ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA. Processo de Seleção para Residência em Área Profissional da Saúde

ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA. Processo de Seleção para Residência em Área Profissional da Saúde ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA Processo de Seleção para Residência em Área Profissional da Saúde PERFIL: ATENÇÃO BÁSICA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Para todas as categorias profissionais: Conhecimentos

Leia mais

REDE DE ATENÇÃO A SAÚDE DE DIADEMA 20 Unidades Básicas de Saúde UBS: com 70 equipes de Saúde da Família com médico generalista; 20 equipes de Saúde da

REDE DE ATENÇÃO A SAÚDE DE DIADEMA 20 Unidades Básicas de Saúde UBS: com 70 equipes de Saúde da Família com médico generalista; 20 equipes de Saúde da VI Seminário Internacional da Atenção Básica A construção de modelagens de AB em grandes centros urbanos Aparecida Linhares Pimenta SMS de Diadema Vice presidente do CONASEMS REDE DE ATENÇÃO A SAÚDE DE

Leia mais

Dabate GVsaúde São Paulo -SP Abril de 2013

Dabate GVsaúde São Paulo -SP Abril de 2013 Qualificação das Operadoras Índice de Desempenho da Saúde Suplementar - IDSS Dabate GVsaúde São Paulo -SP Abril de 2013 Programas de Qualificação da Saúde Suplementar RN nº 139/2006 Programa de Qualificação

Leia mais

Gestão à Vista: Transparência e Produtividade na Comunicação Organizacional. Adriana Daum Machado Assessora da Qualidade

Gestão à Vista: Transparência e Produtividade na Comunicação Organizacional. Adriana Daum Machado Assessora da Qualidade Gestão à Vista: Transparência e Produtividade na Comunicação Adriana Daum Machado Assessora da Qualidade MERIDIONAL DADOS DADOS 2012 2012 HOSPITAL PRIVADO COM FINS LUCRATIVOS 169 LEITOS 62 LEITOS DE UTI

Leia mais

Relatório Mensal - janeiro a julho

Relatório Mensal - janeiro a julho ACOMPANHE NOSSA GESTÃO 2016 Relatório Mensal - janeiro a julho ANS nº 30731-9 BALANÇO DOS PRIMEIROS SETE MESES A partir desse mês, a Cabergs Saúde apresentará, periodicamente, os seus principais números.

Leia mais

CIR LITORAL NORTE. Possui 4 municípios: Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba

CIR LITORAL NORTE. Possui 4 municípios: Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba CIR LITORAL NORTE Possui 4 municípios: Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba População e Território Em 2016 a população estimada da região é de 308.843 habitantes, com 98% residindo em áreas

Leia mais

Auditoria Farmacêutica. Unimed Federação Minas

Auditoria Farmacêutica. Unimed Federação Minas Auditoria Farmacêutica Unimed Federação Minas Unimed Federação Minas REPRESENTATIVIDADE POLÍTICO-INSTITUCIONAL 3 Milhões de clientes 56% de participação de mercado 16.530 cooperados NÚMEROS 61 Cooperativas

Leia mais

Gestão de Custos. Soluções e Controle de Doenças Crônicas. Junho, 2017 Romero Franca

Gestão de Custos. Soluções e Controle de Doenças Crônicas. Junho, 2017 Romero Franca Gestão de Custos Soluções e Controle de Doenças Crônicas Junho, 2017 Romero Franca Nossa missão $184,8 Bi Ajudar as pessoas a viver de forma mais saudável e contribuir para que o sistema de saúde funcione

Leia mais

OUTRAS FORMAS DE FINANCIAMENTO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS: FARMÁCIA POPULAR ONCOLÓGICOS E QUIMIOTERÁPICOS HOSPITALARES

OUTRAS FORMAS DE FINANCIAMENTO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS: FARMÁCIA POPULAR ONCOLÓGICOS E QUIMIOTERÁPICOS HOSPITALARES TEXTOS DIDÁTICOS DO CEMED Nº 2.c Compreendendo o SUS e a Assistência Farmacêutica Módulo 2 Tema 7 Aula Expositiva 5 OUTRAS FORMAS DE FINANCIAMENTO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS: FARMÁCIA POPULAR ONCOLÓGICOS

Leia mais

PADI. Programa de Atenção domiciliar ao Idoso

PADI. Programa de Atenção domiciliar ao Idoso Objetivos do programa Apesar dos benefícios óbvios da internação quando necessária, o paciente idoso afastado da rotina de casa e da família apresenta maior dificuldade de recuperação, além de correr risco

Leia mais

Carla de Figueiredo Soares Diretora Adjunta. Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos Agosto de 2011

Carla de Figueiredo Soares Diretora Adjunta. Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos Agosto de 2011 Carla de Figueiredo Soares Diretora Adjunta Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos Agosto de 2011 Eixo 1 Modelo de Financiamento do Setor; Eixo 2 Garantia de Qualidade e Acesso Assistencial; Eixo

Leia mais

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO 1. ATIVIDADES MÍNIMAS A REALIZAR 1.1. ASSISTÊNCIA HOSPITALAR Produção. 1.1.1. Realizar, no mínimo, 90% da meta estabelecida no Plano de Metas de 1.1.2. O indicador de aferição

Leia mais

COMISSÃO PARITÁRIA MODELO DE GESTÃO DE PLANO DE SAÚDE ACT 2016/2017. Novembro/2016

COMISSÃO PARITÁRIA MODELO DE GESTÃO DE PLANO DE SAÚDE ACT 2016/2017. Novembro/2016 COMISSÃO PARITÁRIA MODELO DE GESTÃO DE PLANO DE SAÚDE ACT 2016/2017 Novembro/2016 Contexto Autogestão por RH Plano CorreiosSaúde (31/12/2013) 405 mil Beneficiários aproximadamente Força de Trabalho: 840

Leia mais

Gestão de Custos Assistenciais. Dr. Orestes Barrozo M. Pullin Diretor-Presidente da Unimed Paraná

Gestão de Custos Assistenciais. Dr. Orestes Barrozo M. Pullin Diretor-Presidente da Unimed Paraná Gestão de Custos Assistenciais Dr. Orestes Barrozo M. Pullin Diretor-Presidente da Unimed Paraná 2 Gestão de Custos Assistenciais Atenção à Saúde Interação entre as áreas de Contratos e da Atenção à Saúde

Leia mais

17 anos CONTRATOS COLETIVOS POR ADESÃO

17 anos CONTRATOS COLETIVOS POR ADESÃO Agemed: 17 anos CONTRATOS COLETIVOS POR ADESÃO SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE FLORIANÓPOLIS E REGIÃO. AGEMED Operadora genuinamente Catarinense, presente no mercado há 19 anos. Hoje conta com diversas agências

Leia mais

4.2. GUIA DE SERVIÇO PROFISSIONAL / SERVIÇO AUXILIAR DIAGNÓSTICO E TERAPIA (SP / SADT)

4.2. GUIA DE SERVIÇO PROFISSIONAL / SERVIÇO AUXILIAR DIAGNÓSTICO E TERAPIA (SP / SADT) 4.2. GUIA DE SERVIÇO PROFISSIONAL / SERVIÇO AUXILIAR DIAGNÓSTICO E TERAPIA (SP / SADT) A Guia de Serviços Profissionais/ Serviço Auxiliar Diagnóstico e Terapia deve ser utilizada no atendimento a diversos

Leia mais

ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA Processo de Seleção para Residência em Área Profissional da Saúde

ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA Processo de Seleção para Residência em Área Profissional da Saúde ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA Processo de Seleção para Residência em Área Profissional da Saúde PERFIL: ATENÇÃO BÁSICA Para todas as categorias profissionais: Conhecimentos gerais em saúde Conhecimentos

Leia mais

Preencher com a data limite de validade da senha concedida pela Petrobras para a internação. 7 Data de emissão da guia

Preencher com a data limite de validade da senha concedida pela Petrobras para a internação. 7 Data de emissão da guia GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO Número do Nome do campo Observação campo 1 Registro ANS Nas guias em papel impressas pela Petrobras ou Petrobras Distribuidora e nas guias disponibilizadas no site da Petrobras,

Leia mais

Mercado de Saúde Suplementar

Mercado de Saúde Suplementar Mercado de Saúde Suplementar A Federação Nacional de Saúde Suplementar É a entidade que representa vinte e três empresas entre seguradoras especializadas em saúde, medicinas de grupo e odontologias de

Leia mais

Boa leitura. Conselho de Administração

Boa leitura. Conselho de Administração 1 A prestação de contas da Unimed Salto/Itu é representada neste material independente de qualquer que seja o resultado. A gestão consciente e transparente preza pela verdade para que o crescimento aconteça

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA Discutir a situação da pediatria no âmbito do Sistema Único de Saúde SUS e na Saúde Suplementar. Brasília, DF, 27 de maio

Leia mais

Constituição Federal/1988

Constituição Federal/1988 Notas da aula 8. MERCADO DE SAÚDE NO BRASIL Constituição Federal/1988 Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco

Leia mais

UNIMED PAULISTANA SEDIMENTAÇÃO DA CULTURA DE NOTIFICAÇÃO DE EVENTO SENTINELA HOSPITAL UNIMED SANTA HELENA

UNIMED PAULISTANA SEDIMENTAÇÃO DA CULTURA DE NOTIFICAÇÃO DE EVENTO SENTINELA HOSPITAL UNIMED SANTA HELENA UNIMED PAULISTANA SEDIMENTAÇÃO DA CULTURA DE NOTIFICAÇÃO DE EVENTO SENTINELA HOSPITAL UNIMED SANTA HELENA Lidiana Oliveira Mendes Vanessa Esperidião da Silva Tatiane Silva Vieira UNIMED PAULISTANA 252

Leia mais

Planos de Saúde LINCX-APMP Apresentação

Planos de Saúde LINCX-APMP Apresentação Planos de Saúde LINCX-APMP Apresentação - 2011 Planos Modulares H L Hospitais Laboratórios rios R Reembolso Diferenciais de serviços Acomodação em apartamento Reembolso desburocratizado e ágil Rede credenciada

Leia mais

Gestão do SUS nos Municípios

Gestão do SUS nos Municípios Gestão do SUS nos Municípios Gestão do SUS Como o Município participa do SUS? - Atenção básica/primária Atenção integral à saúde - Média complexidade - Alta complexidade Atenção Básica A Atenção Básica

Leia mais

Diretoria de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor

Diretoria de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Diretoria de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor Diretoria de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor Av. Mato Grosso,3370

Leia mais

ANEXO I - Situação da circulação do vírus Ebola.

ANEXO I - Situação da circulação do vírus Ebola. ANEXO I - Situação da circulação do vírus Ebola. ANEXO II Credenciamento/ Descredenciamento/Teto Financeiro. ANEXO III - Pactuação das metas para 2014 das diretrizes, objetivos e indicadores

Leia mais

Grupo Hospitalar Conceição: gestão da pesquisa

Grupo Hospitalar Conceição: gestão da pesquisa Workshop: Melhores Práticas em Pesquisa Clinica Grupo Hospitalar Conceição: gestão da pesquisa Grupo Hospitalar Conceição Escola GHC/Gerência de Ensino e Pesquisa Coordenação da Pesquisa GRUPO HOSPITALAR

Leia mais

GESTÃO DE NEGÓCIOS DE SAÚDE Unifor Mar/14

GESTÃO DE NEGÓCIOS DE SAÚDE Unifor Mar/14 GESTÃO DE NEGÓCIOS DE SAÚDE Unifor Mar/14 1. Evolução da saúde suplementar no Brasil 2. Aspectos legais e gerenciais de planos de saúde Prof. Galba Freire Moita PhD Student -Univ Coimbra Gestão e Decisão

Leia mais

RETRATO DO SETOR SAÚDE

RETRATO DO SETOR SAÚDE COORDENADORIA DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO NA SAÚDE SEMINÁRIO DE PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO EM SAÚDE NO CEARÁ RETRATO DO SETOR SAÚDE Lúcia Arruda GESTÃO DE RECURSOS

Leia mais

Estruturação dos Serviços de Medicina Preventiva de acordo com diretrizes da ANS

Estruturação dos Serviços de Medicina Preventiva de acordo com diretrizes da ANS Estruturação dos Serviços de Medicina Preventiva de acordo com diretrizes da ANS A região da Serra Gaúcha está localizada no nordeste do estado do Rio Grande do Sul, região sul do Brasil. Área de abrangência

Leia mais

Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS

Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS PACTO PELA VIDA PRIORIDADE: I - ATENCAO A SAUDE DO IDOSO. OBJETIVO: PROMOVER A FORMACAO

Leia mais

Inovação e Resultados em Gestão de Saúde I.CONHECENDO O CONTEXTO

Inovação e Resultados em Gestão de Saúde I.CONHECENDO O CONTEXTO Inovação e Resultados em Gestão de Saúde I.CONHECENDO O CONTEXTO Cenário Macroeconômico Lancet, 2012 Quais são as causas principais de morte na Saúde Suplementar? O comportamento das pessoas NÃO depende

Leia mais

CIR DE ITAPEVA. Pertencente ao Departamento Regional de Saúde DRS de Sorocaba

CIR DE ITAPEVA. Pertencente ao Departamento Regional de Saúde DRS de Sorocaba CIR DE ITAPEVA Pertencente ao Departamento Regional de Saúde DRS de Sorocaba Possui 15 municípios: Apiaí, Barra do Chapéu, Bom Sucesso de Itararé, Buri, Guapiara, Itaberá, Itaoca, Itapeva, Itapirapuã Paulista,

Leia mais

A GEAP Autogestão em Saúde, nova denominação da GEAP Fundação de Seguridade Social, é uma Entidade com 69 anos, com personalidade jurídica de direito

A GEAP Autogestão em Saúde, nova denominação da GEAP Fundação de Seguridade Social, é uma Entidade com 69 anos, com personalidade jurídica de direito A GEAP Autogestão em Saúde, nova denominação da GEAP Fundação de Seguridade Social, é uma Entidade com 69 anos, com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, qualificada juridicamente

Leia mais

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Nossa história Cenário Cenário Nossa história Setores Previsão segundo o Plano de Trabalho Quando

Leia mais

A saúde do tamanho do Brasil

A saúde do tamanho do Brasil A saúde do tamanho do Brasil BREVE HISTÓRIA DE UMA LONGA CAMINHADA A saúde é um direito de todos e um dever do estado. Essa conquista social, incorporada à Constituição Federal de 1988 e construída a partir

Leia mais

Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011. O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar

Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011. O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011 O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar A Saúde Privada no Brasil A Lei 9.656/98 Corrigiu distorções, introduziu regras e obrigações importantes

Leia mais

Sem limite de cobertura com livre escolha de hospitais em todo o mundo, com Benefícios de Maternidade e Transplante de órgãos.

Sem limite de cobertura com livre escolha de hospitais em todo o mundo, com Benefícios de Maternidade e Transplante de órgãos. 2017 Sem limite de cobertura com livre escolha de hospitais em todo o mundo, com Benefícios de Maternidade e Transplante de órgãos. O Plano Global 360 Health é um plano de saúde de alto nível e muitas

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL (VALIDADE: 29/04/2012)

PROPOSTA COMERCIAL (VALIDADE: 29/04/2012) PROPOSTA COMERCIAL (VALIDADE: 29/04/2012) Florianópolis, 29 de Março de 2012 SINASEFE Sobre a Unimed A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE E QUALIDADEDE VIDA CASQ

COORDENAÇÃO DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE E QUALIDADEDE VIDA CASQ COORDENAÇÃO DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE E QUALIDADEDE VIDA CASQ SUB-DIVISÕES DA CASQ DPS DIVISÃO DE PERÍCIA EM SAÚDE DPVS DIVISÃO DE PROMOÇÃO E VIGILÂNCIA EM SAÚDE DAS DIVISÃO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE IVISÃO

Leia mais

Rio de Janeiro, dezembro de 2006

Rio de Janeiro, dezembro de 2006 Política de indução das ações de Promoção da Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças, no âmbito do Setor de Saúde Suplementar, visando à integralidade da Atenção à Saúde. Rio de Janeiro, dezembro de 2006

Leia mais

Hospital Materno Infantil Presidente Vargas SMS PMPA

Hospital Materno Infantil Presidente Vargas SMS PMPA Hospital Materno Infantil Presidente Vargas SMS PMPA Inaugurada em 1953. Gestão municipal desde 2000 (ano em que recebeu o selo Amigo da Criança). Direção HMIPV Geral: Marcos Slompo Técnico: Felipe Cabral

Leia mais

MANUAL DO BENEFICIÁRIO. ANS - n.º SAÚDE desde 1928

MANUAL DO BENEFICIÁRIO. ANS - n.º SAÚDE desde 1928 MANUAL DO BENEFICIÁRIO SAÚDE desde 1928 ANS - n.º 41942-7 SAÚDE desde 1928 Seja Bem-Vindo, Beneficiário IBCM! É com muita satisfação que oferecemos a você, nosso beneficiário, este manual, que vai ajudálo

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG Hospital público, geral, universitário, integrado ao Sistema Único de Saúde (SUS), Unidade Especial da UFMG; Atende a todas especialidades e subespecialidades oferecidas ao

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ORÇAMENTO

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ORÇAMENTO PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ORÇAMENTO ORÇAMENTO O orçamento é uma ferramenta de planejamento (aprovado por lei) contendo a previsão de receitas e estimativa de despesas

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DA 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BARRA DO PIRAI DIA 07 DE JUNHO DE 2014 ATENÇÃO BÁSICA GRUPO 1

RELATÓRIO FINAL DA 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BARRA DO PIRAI DIA 07 DE JUNHO DE 2014 ATENÇÃO BÁSICA GRUPO 1 RELATÓRIO FINAL DA 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BARRA DO PIRAI DIA 07 DE JUNHO DE 2014 ATENÇÃO BÁSICA GRUPO 1 1) Atenção domiciliar aos pacientes em dificuldades de locomoção dependente de ventilação

Leia mais

Principais Características dos Produtos LINHA ADVANCE ADVANCE Principais Características dos Planos

Principais Características dos Produtos LINHA ADVANCE ADVANCE Principais Características dos Planos LINHA ADVANCE ADVANCE 700 1. Principais Características dos Planos Nome do Plano Número de Registro na ANS Coparticipação Acomodação ADVANCE 700 474.340/15-7 Sim Individual* ADVANCE 700 474.341/15-5 Sim

Leia mais

GEAP-PREVIDÊNCIA Administrar o Plano de Pecúlio Facultativo - PPF. GEAP-AUTOGESTÃO Administrar planos de saúde

GEAP-PREVIDÊNCIA Administrar o Plano de Pecúlio Facultativo - PPF. GEAP-AUTOGESTÃO Administrar planos de saúde JANEIRO 2014 A GEAP Autogestão em Saúde é uma Fundação sem fins lucrativos, que administra planos de saúde suplementar, na modalidade de autogestão multipatrocinada, há 68 anos. GEAP-PREVIDÊNCIA Administrar

Leia mais

B. PRIORIDADES E OBJETIVOS DO PACTO PELA VIDA. Prioridades e objetivos a serem pactuados, mas que não demandam preenchimento do quadro o abaixo.

B. PRIORIDADES E OBJETIVOS DO PACTO PELA VIDA. Prioridades e objetivos a serem pactuados, mas que não demandam preenchimento do quadro o abaixo. B. PRIORIDADES E OBJETIVOS DO PACTO PELA VIDA Prioridades e objetivos a serem pactuados, mas que não demandam preenchimento do quadro o abaixo. Prioridades Federais Saúde do Idoso Disponibilizar a Caderneta

Leia mais

FINANCIAMENTO PÚBLICO E PRIVADO DA SAÚDE NO BRASIL

FINANCIAMENTO PÚBLICO E PRIVADO DA SAÚDE NO BRASIL FINANCIAMENTO PÚBLICO E PRIVADO DA SAÚDE NO BRASIL Gabriel Tannus FGV -NOVEMBRO DE 2013 A RESPONDER Alinhamento do setor privado às políticas e diretrizes do SUS Ações do Estado que impactam diretamente

Leia mais

Desafios e Perspectivas para a Saúde Suplementar

Desafios e Perspectivas para a Saúde Suplementar Desafios e Perspectivas para a Saúde Suplementar Lenise Barcellos de Mello Secchin Chefe de Gabinete São Paulo, 06 de maio de 2016. Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS Agência reguladora federal

Leia mais

Debates GV Saúde Adriano Leite Soares Unimed do Brasil

Debates GV Saúde Adriano Leite Soares Unimed do Brasil Debates GV Saúde Adriano Leite Soares Unimed do Brasil Sistema Unimed 37 Prestadoras 297 Operadoras 15 Federações Institucionais 349 Cooperativas 1 Confederação Nacional 1 Confederação Regional 1 Central

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CONCURSO DOCENTE, EDITAL Nº 14/2015 PONTOS DAS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CONCURSO DOCENTE, EDITAL Nº 14/2015 PONTOS DAS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CONCURSO DOCENTE, EDITAL Nº 14/2015 PONTOS DAS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA MATÉRIA: NEUROPSICOLOGIA 1. Modelos nomotéticos e ideográficos

Leia mais

Métodos de Segregação e Tratamento de Resíduos: A Rotina de um Hospital da Região Norte do Brasil. Belém, 2017

Métodos de Segregação e Tratamento de Resíduos: A Rotina de um Hospital da Região Norte do Brasil. Belém, 2017 Métodos de Segregação e Tratamento de Resíduos: A Rotina de um Hospital da Região Norte do Brasil Belém, 2017 Quem Somos Hospital Regional do Baixo Amazonas do Pará Referência no tratamento de patologias

Leia mais

O trabalho médico em cooperativa

O trabalho médico em cooperativa O trabalho médico em cooperativa Sistema Unimed 38 Prestadoras 293 Operadoras 17 Federações Institucionais 348 Cooperativas 1 Confederação Nacional 1 Confederação Regional 1 Central Nacional 33 Federações

Leia mais

One Health, o mais moderno e exclusivo plano de saúde já feito no Brasil.

One Health, o mais moderno e exclusivo plano de saúde já feito no Brasil. One Health, o mais moderno e exclusivo plano de saúde já feito no Brasil. Tabela de Vendas Nacional Fevereiro 2017 Comparativo Lincx LT3 Lincx LT4 Black T2 Black T3 Black T4 Black T5 Abrangência Nacional

Leia mais

X CONGRESSO NACIONAL DAS OPERADORAS FILANTROPICAS DE PLANOS DE SAÚDE. Economia e Longevidade: Cenários que Precisam ser trabalhados

X CONGRESSO NACIONAL DAS OPERADORAS FILANTROPICAS DE PLANOS DE SAÚDE. Economia e Longevidade: Cenários que Precisam ser trabalhados X CONGRESSO NACIONAL DAS OPERADORAS FILANTROPICAS DE PLANOS DE SAÚDE Economia e Longevidade: Cenários que Precisam ser trabalhados Mundo dos grisalhos O envelhecimento da população brasileira está relacionado

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2012 Altera a Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, que dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde, para tornar obrigatória a cobertura de assistência

Leia mais

Módulo 1 / Semestre 1 Carga horária total: 390ch Unidade Curricular. Semestral

Módulo 1 / Semestre 1 Carga horária total: 390ch Unidade Curricular. Semestral Curso Técnico Subsequente em Curso Técnico em Enfermagem Nome do Curso - Curso Técnico em Enfermagem CÂMPUS Florianópolis/SC MATRIZ CURRICULAR Módulo 1 / Semestre 1 Carga horária total: 390ch Unidade Curricular

Leia mais

A Omint dispõe de planos Hospitalares e Odontológicos cujas condições poderão ser apresentadas sob consulta.

A Omint dispõe de planos Hospitalares e Odontológicos cujas condições poderão ser apresentadas sob consulta. 1 Planos Omint Completo C19 C20 C21 C22 C23 Cobertura ambulatorial, hospitalar e obstétrica, incluindo pré-natal, na rede credenciada Omint e Skill ou pelo sistema de livre escolha, através de reembolso.

Leia mais

PLANOS GEAP. GEAPReferência Enfermaria sem odontologia ( coparticipação )

PLANOS GEAP. GEAPReferência Enfermaria sem odontologia ( coparticipação ) Características PLANOS GEAP GEAPReferência Enfermaria sem odontologia ( coparticipação ) O plano GEAP-Referência é um plano coletivo empresarial, de abrangência nacional, com acomodação em enfermaria,

Leia mais

One Health, o mais moderno e exclusivo plano de saúde já feito no Brasil. Tabela de Vendas Nacional

One Health, o mais moderno e exclusivo plano de saúde já feito no Brasil. Tabela de Vendas Nacional One Health, o mais moderno e exclusivo plano de saúde já feito no Brasil. Tabela de Vendas Nacional Outubro 2016 Comparativo de Planos* Lincx LT3 Lincx LT4 Black T2 Black T3 Black T4 Black T5 Abrangência

Leia mais

O PAP destina se a complementar a formação de recém graduados na área de saúde, exceto médicos, mediante treinamento em serviço. Seus objetivos são:

O PAP destina se a complementar a formação de recém graduados na área de saúde, exceto médicos, mediante treinamento em serviço. Seus objetivos são: O que é O Programa de Aprimoramento Profissional (PAP) é um Programa de Bolsas do Governo do Estado de São Paulo, instituído em 11 de setembro de 1979, pelo Decreto estadual nº 13.919, para profissionais

Leia mais

ADITIVO CONTRATUAL EXTENSÃO PARA COBERTURAS AMBULATORIAIS CONTRATO N CLÁUSULA PRIMEIRA - DAS PARTES CONTRATANTES:

ADITIVO CONTRATUAL EXTENSÃO PARA COBERTURAS AMBULATORIAIS CONTRATO N CLÁUSULA PRIMEIRA - DAS PARTES CONTRATANTES: ADITIVO CONTRATUAL EXTENSÃO PARA COBERTURAS AMBULATORIAIS CONTRATO N CLÁUSULA PRIMEIRA - DAS PARTES CONTRATANTES: QUALIFICAÇÃO DA CONTRATADA: PROMED ASSISTÊNCIA MÉDICA LTDA., doravante denominada CONTRATADA,

Leia mais

Assistência Médica. Dicas de reembolso

Assistência Médica. Dicas de reembolso Assistência Médica Dicas de reembolso Consulta médica Recibo original Nome do paciente ou do responsável pelo pagamento (em casos de atendimento de dependentes); Data da consulta; Valor pago (numérico

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 680, DE 20 DE JUNHO DE 2007

RESOLUÇÃO Nº 680, DE 20 DE JUNHO DE 2007 FIXA NORMAS PARA A CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS DA ÁREA MÉDICA EXCLUSIVAMENTE AOS PLANOS INDIVIDUAIS INTERMEDIÁRIO E ESPECIAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. OVÍDIO PRIETO FERNANDES, Presidente do 19º

Leia mais

CURSO PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE SAÚDE UNIMED

CURSO PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE SAÚDE UNIMED CURSO PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE SAÚDE UNIMED PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS FGV CORPORATIVO 12.227/14_v3 QUADRO DE DISCIPLINAS Disciplinas (**) Carga Horária (*) 1. Cooperativismo e Administração de Serviços

Leia mais

Boletim da Saúde Suplementar

Boletim da Saúde Suplementar Boletim da Saúde Suplementar Indicadores Assistenciais 2 a Edição - Agosto 2012 SUMÁRIO 4 5 9 13 15 19 21 26 Apresentação Fontes e usos da receita Consultas ou sessões - atendimento ambulatorial Internações

Leia mais

CIR DE VALE DO RIBEIRA

CIR DE VALE DO RIBEIRA CIR DE VALE DO RIBEIRA Possui 15 municípios: Barra do Turvo, Cajati, Cananéia, Eldorado, Iguape, Ilha Comprida, Iporanga, Itariri, Jacupiranga, Juquiá, Miracatu, Pariquera-Açu, Pedro de Toledo, Registro

Leia mais

Qualificação das Operadoras

Qualificação das Operadoras Qualificação das Operadoras Índice de Desempenho da Saúde Suplementar - IDSS QualiHosp Congresso Internacional de Qualidade em Serviços e Sistemas de Saúde São Paulo - SP Junho de 2013 Sumário 1 Introdução

Leia mais

Formulario-af.pdf 1 14/05/14 11:36

Formulario-af.pdf 1 14/05/14 11:36 Formulario-af.pdf 1 14/05/14 11:36 Formulario-af.pdf 2 14/05/14 11:36 Formulario-af.pdf 3 14/05/14 11:36 ANEXO CARTA DE ORIENTAÇÃO AO BENEFICIÁRIO Prezado(a) Beneficiário(a), A Agência Nacional de Saúde

Leia mais