Currículo Disciplina Carga Horária. Aspectos Éticos e Bioéticos na Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Currículo Disciplina Carga Horária. Aspectos Éticos e Bioéticos na Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco"

Transcrição

1 Currículo Disciplina Carga Horária Aspectos Éticos e Bioéticos na Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco Assistência de Enfermagem a Criança a ao Adolescente Grave ou de Risco Estágio Prático Supervisionado em Enfermagem nas Unidades de Emergência e Terapia Intensiva Metodologia da Pesquisa Paciente Grave e Suporte Nutricional Paciente Grave ou de Risco Com Alterações do Sistema Cardiovascular Paciente Grave ou de Risco Com Alterações do Sistema Nervoso Paciente Grave ou de Risco Com Alterações do Sistema Respiratório Paciente Grave ou de Risco Com Emergências Ginecológicas Obstétricas 80h 40h

2 Paciente Grave ou de Risco Com Emergências Psiquiátricas e a Abordagem Psicológica Paciente Grave ou de Risco Com Lesões Musculoesqueléticas Paciente Grave ou de Risco Politraumatizado Paciente Grave ou de Risco: Sistema Endócrino, Gastrointestinal e Renal Paciente Grave ou de Risco: Sistema Hematológico, Imunológico e Desordens Multisistêmicas Prevenção e Controle de Infecção Hospitalar e Gerenciamento de Riscos Referencial Teórico e a Sistematização da Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco Seminário de Elaboração e Apresentação de Monografia Trabalho de Conclusão de Curso PSF Total: 80h 680h Enfermagem em Emergência e Terapia Intensiva (UTI) com PSF

3 Ementa: Aspectos Éticos e Bioéticos na Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco Lei do Exercício profissional; Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem; Princípios da Ética e Bioética; Aspectos Éticos da Assistência em Situações de Emergência e Urgência; Dilemas éticos e situações éticas/bioéticas no atendimento aos pacientes de terapia intensiva (eutanásia, distanásia; recusa do tratamento; transplante de órgãos; transfusão de sangue em testemunhas de Jeová; sobre a morte e o morrer; relação cliente/enfermeiro/família e direitos do paciente); principais aspectos éticos e legais envolvidos no cuidado do paciente grave. Ementa: Assistência de Enfermagem a Criança a ao Adolescente Grave ou de Risco 1. intercorrências a criança e ao adolescente, caracterizando as especificidades do atendimento ao trauma na criança e no adolescente: volume corporal, dosagem de medicação, atendimento na parada cardio-respiratória e clínicas mais comuns. Ementa: Estágio Prático Supervisionado em Enfermagem nas Unidades de Emergência e Terapia Intensiva Desenvolvimento e fundamentação teórico-prática na assistência de enfermagem ao paciente/ família nas unidades de Emergência e Terapia Intensiva. Ensino prático supervisionado.

4 Ementa: Metodologia da Pesquisa A pesquisa como processo que busca esclarecer problemas do mundo; Pesquisa e suas classificações. Métodos Científicos; Etapas da pesquisa. Projeto de Pesquisa; Conceito e concepção de ciência; Conceituação de Metodologia Científica; Passos do encaminhamento e da elaboração de projetos; Elaboração e desenvolvimento de Projeto de Pesquisa; Análise e interpretação dos dados obtidos; Apresentação formal dos produtos da Pesquisa (Monografia). Ementa: Paciente Grave e Suporte Nutricional Desenvolvimento de fundamentação teórico-prática em Terapia Nutricional ao paciente grave; Tipos de nutrição; Indicações; Complicações; Vias de administração; Avaliação Nutricional.

5 Ementa: Paciente Grave ou de Risco Com Alterações do Sistema Cardiovascular intercorrências no paciente grave ou de risco com alterações do siste ma cardiovascular Ementa: Paciente Grave ou de Risco Com Alterações do Sistema Nervoso intercorrências no paciente grave ou de risco com alterações do sistema nervoso. Ementa: Paciente Grave ou de Risco Com Alterações do Sistema Respiratório intercorrências no paciente grave ou de risco com alterações do siste ma respiratório. Ementa: Paciente Grave ou de Risco Com Emergências Ginecológicas Obstétricas intercorrências no atendimento a gestante, bem como, às emergências ginecológicas, levando o especializando ao atendimento integral do binômio mãe-bebê.

6 Ementa: Paciente Grave ou de Risco Com Emergências Psiquiátricas e a Abordagem Psicológica Breve histórico e áreas de atuação da Psicologia hospitalar; O processo saúde-doença na concepção da Psicologia; Intervenções da Psicologia hospitalar; Abordagem psicológica ao paciente, familiar e equipe de saúde; Atendimento psicológico na Unidade de Urgência e Emergência; Atendimento Psicológico na Unidade de Terapia Intensiva; Trabalho em equipe multi e interdisciplinar no Hospital Geral; Emergências psiquiátricas: considerações gerais, conceito; Avaliação do paciente na emergência psiquiátrica; Funções Psíquicas e suas alterações; Exame do Estado Mental; A emergência psiquiátrica: principais quadros clínicos comuns na urgência e emergência em saúde mental; Atuação de enfermagem nas situações de emergência psiquiátricas; Cuidados e abordagem biopisossocial nas urgências e emergências psiquiátricas; Aspectos ético-legais nas emergências psiquiátricas.

7 Ementa: Paciente Grave ou de Risco Com Lesões Musculoesqueléticas intercorrências no paciente grave ou risco com lesões musculoesqueléticas. Ementa: Paciente Grave ou de Risco Politraumatizado intercorrências no paciente grave ou risco com politrauma. Ementa: Paciente Grave ou de Risco: Sistema Endócrino, Gastrointestinal e Renal intercorrências no paciente grave com alterações do sistema renal; intercorrências do paciente grave com alterações do sistema gastrointestinal; Desenvolvimento de fundamentação teóricoprática das principais intercorrências do paciente grave com alterações do sistema endócrino. Ementa: Paciente Grave ou de Risco: Sistema Hematológico, Imunológico e Desordens Multisistêmicas intercorrências no paciente grave ou de risco com alterações do sistema hematológico e imune;

8 Desenvolvimento de fundamentação teórico-prática das principais intercorrências no paciente grave ou de risco nas desordens multisistêmicas. Ementa: Prevenção e Controle de Infecção Hospitalar e Gerenciamento de Riscos Desenvolvimento de fundamentação teórico-prática para a prevenção das infecções em emergência e terapia Intensiva; Estudos sobre os aspectos principais do Gerenciamento de Enfermagem em emergência e Terapia Intensiva; História das UTIs e Emergência; Portaria que regulamenta a implantação e a classificação das unidades de UTIs e Emergência no Brasil; Estratégias de organização e controle de Enfermagem em Emergência e UTI; Sistema de Informação em Terapia Intensiva e Emergência; Segurança na assistência. Ementa: Referencial Teórico e a Sistematização da Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco Aplicação das teorias de enfermagem na sistematização da assistência de Enfermagem ao paciente grave ou de risco; Metodologia da Assistência de Enfermagem em Emergência e Unidade de Terapia Intensiva e Emergência: fundamentação teórico-conceitual do Processo de Enfermagem;

9 Histórico de Enfermagem: abordagem do cliente; métodos de entrevista; exame físi co; Diagnóstico de Enfermagem: raciocínio diagnóstico; classificação dos diagnósticos segundo a Classificação Norte Americana de Diagnósticos de Enferma gem (NANDA - North American Nursing Diagnosis Association) e da Classif icação Internacional da Prática de Enfermagem (CIPE); Planejamento: estabel ecimento de prioridades, estabelecimento de resultados esperados e registro do plano de cuidados; NIC - Nursing Interventions Classification e NOC - Nursing Outcomes Classification; Implementação e Avaliação das Intervenções (Evolução). Ementa: Seminário de Elaboração e Apresentação de Monografia Aplicação dos métodos da investigação científica no planejamento de um estudo e seu relato, focalizando problemas de Enfermagem encontrad os no campo da Enfermagem em Emergência e Terapia Intensiva. PSF você identifica as características e as definições legais do SUS. Conheça as normas operacionais, identifique fatores de risco, exames laboratoriais, vacinas e prevenções. Objetivos específicos Atualizar os participantes quanto às diretrizes e à forma de trabalho de uma equipe de PSF;

10 Especificar os principais programas, demonstrando a ação do enfermeiro dentro de cada um. Caracterização do sistema único de saúde (SUS); Principais Definições Legais do SUS; O processo de implantação do SUS: as normas operacionais; Demanda por serviços de saúde; Modelo de atenção básica; Saúde da família; Objetivos do programa de saúde da família; As atribuições dos profissionais das equipes de saúde da família e saúde bucal; Atribuições comuns a todos os profissionais; Atribuições específicas; A equipe de saúde bucal; Definindo o perfil epidemiológico da área adstrita à unidade de saúde da família; Identificando situações e fatores de risco; Sistema de informação da atenção básica - SIAB; A família e o processo de saúde-doença; Visitas domiciliares; A família e sua condição domiciliar; Questões éticas; Saúde da mulher; Acompanhamento do pré-natal; Exames laboratoriais na assistência do pré-natal e condutas; Vacinação; Atividades físicas; Alimentação e ganho de peso durante a gestação; Puerpério; Prevenindo o câncer de mama; Prevenção primária e fatores de risco; Detecção precoce; Prevenindo o câncer de colo de útero; Resultados dos preventivos e condutas; Saúde da criança; Vacinação; Saúde do adulto;

11 Hipertensão arterial sistêmica; Diabetes mellitus; Atribuições e competências da equipe de saúde da família na hipertensão arterial e no diabetes mellitus; Prevenção do câncer de próstata; Saúde do idoso; Saúde mental; Violência; Alcoolismo e drogas; Tuberculose; Hanseníase.

FACULDADE VERDE NORTE - FAVENORTE

FACULDADE VERDE NORTE - FAVENORTE ESTRUTURA CURRICULAR DE ENFERMAGEM 1º PERÍODO INTRODUÇÃO À ENFERMAGEM 40 00 40 33:20 ANTROPOLOGIA/SOCIOLOGIA 80 00 80 66:40 FUNDAMENTOS DA SAÚDE 60 00 60 50:00 PÚBLICA SAÚDE PÚBLICA PESP I METODOLOGIA

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PSICOLOGIA Morfofisiológica e Comportamento Humano Estudo anátomo-funcional de estruturas orgânicas na relação com manifestações emocionais. Comunicação e

Leia mais

Trabalhos aprovados para o XVII Enfermaio e II Ciclo de Debates Curso de Enfermagem da UECE e sua criação: 70 anos de História do Saber Cuidar

Trabalhos aprovados para o XVII Enfermaio e II Ciclo de Debates Curso de Enfermagem da UECE e sua criação: 70 anos de História do Saber Cuidar Trabalhos aprovados para o XVII Enfermaio e II Ciclo de Debates Curso de Enfermagem da UECE e sua criação: 70 anos de História do Saber Cuidar Todos os trabalhos serão apresentados na modalidade oral (comunicação

Leia mais

1. DIVULGAÇÃO DA CARTA DOS DIREITOS DOS USUÁRIOS DO SUS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PET URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO HOSPITAL GERAL CLÉRISTON ANDRADE

1. DIVULGAÇÃO DA CARTA DOS DIREITOS DOS USUÁRIOS DO SUS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PET URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO HOSPITAL GERAL CLÉRISTON ANDRADE Título 1. DIVULGAÇÃO DA CARTA DOS DIREITOS DOS USUÁRIOS DO SUS: UM RELATO DE DO PET URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO HOSPITAL GERAL CLÉRISTON ANDRADE Classificação 2.SUPERVISÃO EM ENFERMAGEM E OS MODELOS ORGANIZACIONAIS:

Leia mais

Caderneta da Gestante

Caderneta da Gestante MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE DAS MULHERES Caderneta da Gestante * A assistência pré-natal se constitui em

Leia mais

DIAGNÓSTICOS DA NANDA CONFORME AS NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS DE WANDA HORTA NAS PRÁTICAS DE CAMPO DOS GRADUANDOS EM ENFERMAGEM

DIAGNÓSTICOS DA NANDA CONFORME AS NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS DE WANDA HORTA NAS PRÁTICAS DE CAMPO DOS GRADUANDOS EM ENFERMAGEM DIAGNÓSTICOS DA NANDA CONFORME AS NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS DE WANDA HORTA NAS PRÁTICAS DE CAMPO DOS GRADUANDOS EM ENFERMAGEM Iaskara Mazer 1 Ana Paula Modesto 2 Janaina Vall 3 Introdução: É dever do

Leia mais

Certificação Joint Commission no Programa de Dor Torácica.

Certificação Joint Commission no Programa de Dor Torácica. Certificação Joint Commission no Programa de Dor Torácica. Enf. Ana Paula de Mattos Coelho Hemodinâmica - Hospital TotalCor E-mail: acoelho@totalcor.com.br Joint Commission Acreditação do atendimento hospitalar;

Leia mais

ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA. Processo de Seleção para Residência em Área Profissional da Saúde

ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA. Processo de Seleção para Residência em Área Profissional da Saúde ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA Processo de Seleção para Residência em Área Profissional da Saúde PERFIL: ATENÇÃO BÁSICA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Para todas as categorias profissionais: Conhecimentos

Leia mais

REQUISITOS MÍNIMOS DOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE R1 e R2

REQUISITOS MÍNIMOS DOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE R1 e R2 REQUISITOS MÍNIMOS DOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE R1 e R2 1 Introdução Nomenclatura: Medicina de Família e Comunidade (MFC) Duração do PRM: 2 anos Definição: O médico

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SERVIÇO SOCIAL Introdução ao Serviço Social A prática profissional no Serviço Social na atualidade: o espaço sócioocupacional que a particulariza e identifica;

Leia mais

Estruturação dos Serviços de Medicina Preventiva de acordo com diretrizes da ANS

Estruturação dos Serviços de Medicina Preventiva de acordo com diretrizes da ANS Estruturação dos Serviços de Medicina Preventiva de acordo com diretrizes da ANS A região da Serra Gaúcha está localizada no nordeste do estado do Rio Grande do Sul, região sul do Brasil. Área de abrangência

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EFG370 Enfermagem na Saúde da Criança e do Adolescente

Programa Analítico de Disciplina EFG370 Enfermagem na Saúde da Criança e do Adolescente Programa Analítico de Disciplina Departamento de Medicina e Enfermagem - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia. Titulação: Especialista em Terapia Manual e Postural, CESUMAR/ PR PLANO DE CURSO

Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia. Titulação: Especialista em Terapia Manual e Postural, CESUMAR/ PR PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia Código: Fisio 213 Pré-Requisito: -------

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL (Currículo iniciado em 2015)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL (Currículo iniciado em 2015) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL (Currículo iniciado em 2015) ANTROPOLOGIA 68 h/a 3210 A relação dialética entre o material e o simbólico na construção das identidades sociais e da

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Neonatologia Código: Fisio 223 Pré-requisito: Desenvolvimento Humano

Leia mais

SERVIÇO DE SAÚDE DA UFBA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR DE SAÚDE CAMPUS ANÍSIO TEIXEIRA

SERVIÇO DE SAÚDE DA UFBA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR DE SAÚDE CAMPUS ANÍSIO TEIXEIRA MANUAL DE ORIENTAÇÃO Atendimento ao Estudante da Universidade Federal da Bahia SERVIÇO DE SAÚDE DA UFBA SERVIÇO DE SAÚDE DA UFBA MANUAL DE ORIENTAÇÃO Atendimento ao Estudante da Universidade Federal da

Leia mais

UTILIZAÇÃO DAS CLASSIFICAÇÕES NNN E O PROCESSO DE ENFERMAGEM IV JORNADA DE ENFERMAGEM EM ONCOLOGIA PEDIÁTRICA PALESTRANTE: ENF.

UTILIZAÇÃO DAS CLASSIFICAÇÕES NNN E O PROCESSO DE ENFERMAGEM IV JORNADA DE ENFERMAGEM EM ONCOLOGIA PEDIÁTRICA PALESTRANTE: ENF. UTILIZAÇÃO DAS CLASSIFICAÇÕES NNN E O PROCESSO DE ENFERMAGEM IV JORNADA DE ENFERMAGEM EM ONCOLOGIA PEDIÁTRICA PALESTRANTE: ENF.CLAUDIA MAINENTI UTILIZAÇÃO DAS CLASSIFICAÇÕES NNN e o PROCESSO DE ENFERMAGEM

Leia mais

Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS

Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS PACTO PELA VIDA PRIORIDADE: I - ATENCAO A SAUDE DO IDOSO. OBJETIVO: PROMOVER A FORMACAO

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO DE FISIOTERAPIA EM SAÚDE DA MULHER

ESPECIALIZAÇÃO DE FISIOTERAPIA EM SAÚDE DA MULHER INSTITUTO CENTRAL Hospital das Clínicas da Faculdade da Medicina da Universidade de São Paulo Av. Enéas de Carvalho Aguiar n.º 255 CEP 05403-900 São Paulo Brasil ANEXO 1 ESPECIALIZAÇÃO DE FISIOTERAPIA

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEc Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança. Habilitação Profissional: Técnico de enfermagem Qualificação:

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM NEUROPSICOPEDAGOGIA

PÓS-GRADUAÇÃO EM NEUROPSICOPEDAGOGIA PÓS-GRADUAÇÃO EM NEUROPSICOPEDAGOGIA Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 420h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

GHC Empresa Cidadã. Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância

GHC Empresa Cidadã. Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância GHC Empresa Cidadã Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância IV Seminário Internacional do Marco Legal da Primeira Infância Brasília julho 2016

Leia mais

MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS DA SAÚDE INFORMAÇÕES:

MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS DA SAÚDE INFORMAÇÕES: MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS DA SAÚDE INFORMAÇÕES: 1. Breve histórico O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde PROCISA, mantém em atividade o mestrado profissional em Ciências da Saúde, recomendado

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM EM UTI E URGÊNCIA/ EMERGÊNCIA

PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM EM UTI E URGÊNCIA/ EMERGÊNCIA PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM EM UTI E URGÊNCIA/ EMERGÊNCIA Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 530h Período de Duração: 12 meses

Leia mais

Mudança da concepção da Vigilância Epidemiológica (VE) do HIV/Aids

Mudança da concepção da Vigilância Epidemiológica (VE) do HIV/Aids Mudança da concepção da Vigilância Epidemiológica (VE) do HIV/Aids História da vigilância do HIV e Aids Pré 2004 Múltiplas definições de caso de AIDS (1984-98). A notificação de HIV não era uma recomendação

Leia mais

QUADRO DE VAGAS PARA SISTEMA CONTINUADO DE AVALIAÇÃO DOCENTE 2011/2

QUADRO DE VAGAS PARA SISTEMA CONTINUADO DE AVALIAÇÃO DOCENTE 2011/2 QUADRO DE VAGAS PARA SISTEMA CONTINUADO DE AVALIAÇÃO DOCENTE 2011/2 CAMPUS VAGA(S) CURSO(S) DISCIPLINA(S) C/H PERFIL ANÁPOLIS 1 AGRONOMIA Introdução à Ciência dos Solos (4h) Agrometeorologia e climatologia

Leia mais

pnaish E PATERNIDADE E CUIDADO Brasília, JUlHO 2016 Michelle leite da silva

pnaish E PATERNIDADE E CUIDADO Brasília, JUlHO 2016 Michelle leite da silva pnaish E PATERNIDADE E CUIDADO Brasília, JUlHO 2016 Michelle leite da silva POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM PNAISH PORTARIA Nº 1.944, DE 27 DE AGOSTO DE 2009 Diretriz Promover ações

Leia mais

Programas de atenção à Saúde. Profª Leticia Pedroso

Programas de atenção à Saúde. Profª Leticia Pedroso Programas de atenção à Saúde Profª Leticia Pedroso Programas de Saúde Podemos dizer que a política é a materialização da ação do Estado. No caso da saúde, temos a políticas públicas que se materializam

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Saúde

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Saúde Unidades & Serviços Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Saúde Atenção Especializada Atenção Especializada Centro de Especialidades Médicas: O Centro de Especialidades

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CONGREGAÇÃO DE SANTA CATARINA HOSPITAL REGINA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

ASSOCIAÇÃO CONGREGAÇÃO DE SANTA CATARINA HOSPITAL REGINA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM ASSOCIAÇÃO CONGREGAÇÃO DE SANTA CATARINA HOSPITAL REGINA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM 1. INTRODUÇÃO A Comissão de Ensino do Curso de Aperfeiçoamento

Leia mais

Orientações para Construção do Projeto Político Pedagógico. Lílian Lessa Andrade Lino

Orientações para Construção do Projeto Político Pedagógico. Lílian Lessa Andrade Lino Orientações para Construção do Projeto Político Pedagógico Lílian Lessa Andrade Lino Objetivos Discutir os objetivos do Projeto Político Pedagógico do Curso (PPC) baseado nas Diretrizes Curriculares do

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004 Homologa o Parecer n.º 036/04-CEG, que aprova a revogação da Resolução

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MÉTODOS DE OBSERVAÇÃO E ENTREVISTA Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MÉTODOS DE OBSERVAÇÃO E ENTREVISTA Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular MÉTODOS DE OBSERVAÇÃO E ENTREVISTA Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Psicologia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

PORTARIA Nº 2.080, DE 31 DE OUTUBRO DE 2003

PORTARIA Nº 2.080, DE 31 DE OUTUBRO DE 2003 PORTARIA Nº 2.080, DE 31 DE OUTUBRO DE 2003 Institui o Programa Nacional para Prevenção e Controle das Hepatites Virais, o Comitê Técnico de Acompanhamento e Assessoramento do Programa e dá outras providências.

Leia mais

Plano de ensino. 1) Identificação Curso

Plano de ensino. 1) Identificação Curso Plano de ensino 1) Identificação Curso Nutrição Disciplina Fisiopatologia e Dietoterapia II Carga horária 136h Semestre letivo 1 /2012 Professores Cristina M. Bragança de Moraes (Anne y Castro) e Thiago

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MÉTODOS DE INVESTIGAÇÃO EM PSICOLOGIA CLÍNICA Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MÉTODOS DE INVESTIGAÇÃO EM PSICOLOGIA CLÍNICA Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular MÉTODOS DE INVESTIGAÇÃO EM PSICOLOGIA CLÍNICA Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Psicologia Clínica 3. Ciclo

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM. 12 Semiologia e Semiotécnica aplicada à Enfermagem 60 30 90

CURSO DE ENFERMAGEM. 12 Semiologia e Semiotécnica aplicada à Enfermagem 60 30 90 CURSO DE ENFERMAGEM I Curso: Graduação em Enfermagem Carga Horária Total do Curso: 4170 horas Turno de Aplicação: Noturno Regime: Seriado Semestral Vigência: 2016/2 Tempo de Integralização: Mínimo - 05

Leia mais

A EQUIPE MULTIPROFISSIONAL DE UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA E O APOIO ÀS NECESSIDADES BÁSICAS DA FAMILIA

A EQUIPE MULTIPROFISSIONAL DE UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA E O APOIO ÀS NECESSIDADES BÁSICAS DA FAMILIA Pós-Graduação Saúde A EQUIPE MULTIPROFISSIONAL DE UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA E O APOIO ÀS NECESSIDADES BÁSICAS DA FAMILIA Gláucio Jorge de Souza glauciojsouza@ig.com.br Ana Lúcia Santana Maria Belém

Leia mais

Edital de MONITORIA DOS CURSOS DA SAÚDE

Edital de MONITORIA DOS CURSOS DA SAÚDE Edital de MONITORIA DOS CURSOS DA SAÚDE 2013.1 Período de inscrição para monitoria: 25/02 A 01/03/2013 Local: SALA 20/BLOCO E/CAMPUS II (DIREÇÃO DA SAÚDE) Horário: de segunda à sexta-feira das 08 às 12

Leia mais

REGULAMENTO DAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM EM PESSOA EM SITUAÇÃO CRÍTICA

REGULAMENTO DAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM EM PESSOA EM SITUAÇÃO CRÍTICA REGULAMENTO DAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM EM PESSOA EM SITUAÇÃO CRÍTICA APROVADO POR UNANIMIDADE EM ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 20 DE NOVEMBRO DE 2010 Proposta

Leia mais

Solicitação de Parecer Técnico ao COREN MA sobre O que é necessário para o profissional de Enfermagem realizar atendimento domiciliar particular

Solicitação de Parecer Técnico ao COREN MA sobre O que é necessário para o profissional de Enfermagem realizar atendimento domiciliar particular PARECER TÉCNICO COREN-MA-CPE Nº 20/2015 ASSUNTO: Atendimento de Enfermagem particular em domicilio. 1. Do fato Solicitação de Parecer Técnico ao COREN MA sobre O que é necessário para o profissional de

Leia mais

PROVA PARA SELEÇÃO AO SERVIÇO MILITAR TEMPORÁRIO NA ÁREA DA2ª REGIÃO MILITAR - ESTÁGIO DE SERVIÇO TÉCNICO (EST/2016)

PROVA PARA SELEÇÃO AO SERVIÇO MILITAR TEMPORÁRIO NA ÁREA DA2ª REGIÃO MILITAR - ESTÁGIO DE SERVIÇO TÉCNICO (EST/2016) PROVA PARA SELEÇÃO AO SERVIÇO MILITAR TEMPORÁRIO NA ÁREA DA2ª REGIÃO MILITAR - ESTÁGIO DE SERVIÇO TÉCNICO (EST/2016) ÁREA: ENFERMAGEM RELAÇÃO DE ASSUNTOS 1 - ADMINISTRAÇÃO EM SAÚDE E ADMINISTRAÇÃO APLICADA

Leia mais

Utilização de diretrizes clínicas e resultados na atenção básica b

Utilização de diretrizes clínicas e resultados na atenção básica b Utilização de diretrizes clínicas e resultados na atenção básica b à hipertensão arterial Construindo Estratégias e Avaliando a Implementação de Diretrizes Clínicas no SUS Edital 37/2004 CNPq ENSP/FIOCRUZ

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

PÓS-GRADUAÇÃO EM PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA PÓS-GRADUAÇÃO EM PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ATRIBUIÇÕES DO MÉDICO I- Realizar consultas clínicas aos usuários de sua área adstrita; II- Participar das atividades de grupos de controle

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE FISIOTERAPIA INTRODUÇÃO E PRÁTICA FISIOTERAPÊUTICA I 34 Abordagem histórica, generalista, ética e científica sobre aspectos fundamentais da profissão de fisioterapia

Leia mais

PROGRAMA. Curso: Administração 2012/1 Disciplina: Psicologia Aplicada a Administração. Carga Horária: 60 horas

PROGRAMA. Curso: Administração 2012/1 Disciplina: Psicologia Aplicada a Administração. Carga Horária: 60 horas UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas Departamento de Administração Av. Fernando Ferrari, 514 - Campus Universitário - Goiabeiras CEP. 29075.910 -ES Brasil- Tel.

Leia mais

A saúde do tamanho do Brasil

A saúde do tamanho do Brasil A saúde do tamanho do Brasil BREVE HISTÓRIA DE UMA LONGA CAMINHADA A saúde é um direito de todos e um dever do estado. Essa conquista social, incorporada à Constituição Federal de 1988 e construída a partir

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º IF663- COMPUTACAO L OBRIG 0 60 60 2.0 SF451- FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO OBRIG 60 0 60 4.0 INTRODUÇÃO À ANÁLISE E DISCUSSÃO DO FENÔMENO EDUCATUVO, CONSIDERANDO AS RELAÇÕES ENTRE EDUCAÇÃO E SOCIEDADE

Leia mais

SALA ESPECIAL CURSO DISCIPLINA VALOR DIGO DA DISCIPL

SALA ESPECIAL CURSO DISCIPLINA VALOR DIGO DA DISCIPL SALA ESPECIAL 20161 CURSO DISCIPLINA VALOR DIGO DA DISCIPL Administração Matutino Negociação R$ 786,00 66607 Administração Matutino Comportamento Organizacional R$ 786,00 68654 Administração Matutino Sistemas

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ENFERMAGEM Qualificação:

Leia mais

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*.

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*. EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pela Universidade Federal de Viçosa são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, referentes a cada Departamento, seguidas de um número de três

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA Discutir a situação da pediatria no âmbito do Sistema Único de Saúde SUS e na Saúde Suplementar. Brasília, DF, 27 de maio

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO (Currículo iniciado em 2009)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO (Currículo iniciado em 2009) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO (Currículo iniciado em 2009) ADMINISTRAÇÃO DE COMÉRCIO EXTERIOR (1432) - 68 h/a Práticas do Comércio Internacional. Características e processamento

Leia mais

Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante. II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009

Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante. II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009 Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009 Alguns dados: Ao analisar os dados de nascimento e óbitos dos RN residentes em Canoas

Leia mais

Grupo de Pesquisa em Tecnologias, Informações e Informática em Saúde e Enfermagem - GIATE

Grupo de Pesquisa em Tecnologias, Informações e Informática em Saúde e Enfermagem - GIATE Grupo de Pesquisa em Tecnologias, Informações e Informática em Saúde e Enfermagem - GIATE REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E FINALIDADES: Art.1º - O Grupo Pesquisa em Tecnologias, Informações

Leia mais

SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO

SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO DECRETO-LEI Nº190/1991 DE 17 MAIO DECRETO-LEI Nº300/1997 DE 31 OUTUBRO / PORTARIA Nº 63 / 2001 DE 30 DE JANEIRO A escola e seus actores Agrupamento de Escolas de

Leia mais

SAÚDE MENTAL PROJETO DO PROGRAMA DE ATENÇÃO À CRIANÇA E ADOLESCENTE DEPENDENTE QUÍMICO

SAÚDE MENTAL PROJETO DO PROGRAMA DE ATENÇÃO À CRIANÇA E ADOLESCENTE DEPENDENTE QUÍMICO SAÚDE MENTAL PROJETO DO PROGRAMA DE ATENÇÃO À CRIANÇA E ADOLESCENTE DEPENDENTE QUÍMICO 1 - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: ACFFD - ASSOCIAÇÃO CULTURAL E FILANTROPICA FAMÍLIA DE DEUS ESCRITÓRIO: RUA CAJAZEIRAS,

Leia mais

Lista de documentos para comprovação das ações pela equipe

Lista de documentos para comprovação das ações pela equipe Lista de documentos para comprovação das ações pela equipe Tabela 1: Documento para comprovação das ações das equipes de AB Módulo Módulo Documento Documento que conste o CNES da UBS, o código de área

Leia mais

Áreas Curso Serie Vigência Vagas Seleção Pré-Requisito. Ago, set, Out, Nov. Ago, Set, Out, Nov 2. Ago, Set, Out, Nov 2. Ago, Set, Out, Nov 2

Áreas Curso Serie Vigência Vagas Seleção Pré-Requisito. Ago, set, Out, Nov. Ago, Set, Out, Nov 2. Ago, Set, Out, Nov 2. Ago, Set, Out, Nov 2 Edital/ DERCA nº 03 de 30 de Junho de 0 A Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre torna público que estarão abertas as inscrições para o Programa de Monitoria

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR Curso Medicina Semestres Área Temática Módulo Sem CH CH Semestre Introdução ao Estudo da Epidemiologia Geral 4 40

MATRIZ CURRICULAR Curso Medicina Semestres Área Temática Módulo Sem CH CH Semestre Introdução ao Estudo da Epidemiologia Geral 4 40 MATRIZ CURRICULAR Curso Medicina Semestres Área Temática Módulo Sem CH CH Semestre Introdução ao Estudo da Epidemiologia Geral 4 40 Medicina I Anatomia Sistêmica Aplicada 8 80 Semiologia Médica 6 60 Ética

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. OBJETO DE CONTRATAÇÃO A presente especificação tem por objeto a contratação de empresa Especializada de Consultoria para Planejamento da Estrutura Funcional e Organizacional

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Biologia Geral, Citologia e Genética Estudo da célula, seus componentes e relação com as funções

Leia mais

ATENÇÃO AOS REQUISITOS!!!

ATENÇÃO AOS REQUISITOS!!! ATENÇÃO AOS REQUISITOS!!! Currículo 1/303 Psicologia no Contexto Social: Trabalho I; Prática Interdisciplinar em Psicologia III (Grupos); Prática Interdisciplinar em Psicologia IV: Psicopatologia; Psicologia

Leia mais

Sociedade Brasileira de Geriatria e Geronotologia - SBGG

Sociedade Brasileira de Geriatria e Geronotologia - SBGG Sociedade Brasileira de Geriatria e Geronotologia - SBGG Marco Polo Dias Freitas Presidente da SBGG-DF Doutor em Saúde Coletiva/Epidemiologia Mestre em Clínica Médica Membro do Comitê Assessor da Coordanação

Leia mais

Fluxo de elaboração e aprovação de POP s v.1 - Cód

Fluxo de elaboração e aprovação de POP s v.1 - Cód DETALHAMENTO DO FLUXO Fluxo de elaboração e aprovação de POP s v.1 - Cód. 53610 POP: ATENDIMENTO AO TELEFONE Requisitante: Bibiana Pereira (bibiana) PASSO A PASSO DO FLUXO Cód. Tarefa Início Conclusão

Leia mais

QUESTIONÁRIO SOBRE A ATENÇÃO AO PRÉ- NATAL E PUERPÉRIO

QUESTIONÁRIO SOBRE A ATENÇÃO AO PRÉ- NATAL E PUERPÉRIO QUESTIONÁRIO SOBRE A ATENÇÃO AO PRÉ- NATAL E PUERPÉRIO Denise Silveira, Anaclaudia Gastal Fassa, Maria Elizabeth Gastal Fassa, Elaine Tomasi, Luiz Augusto Facchini BLOCO A - IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 8 semestres. Prof. Celso Henrique Soufen Tumolo

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 8 semestres. Prof. Celso Henrique Soufen Tumolo Documentação: Objetivo: Titulação: Diplomado em: Resolução n. 005/CEG/2009, de 25/03/2009 Portaria Normativa n. 40/2007/MEC, exclusiva para registro do diploma Habilitar professores para o pleno exercício

Leia mais

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: Curso: OPÇÃO: Problemática da Doença Oncológica Licenciatura em Enfermagem Ano Lectivo 2012-2013 Ano Curricular 2º e 3º Semestre 1º Nº de Ects 3 Equipa Pedagógica: Regente/Coordenador

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA

SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA NOSSA CASA A importância do Trabalho em Equipe Multidisciplinar Assistente Social Enfermeira Técnicos de enfermagem Fisioterapeuta Nutricionista Médico Psicólogo

Leia mais

HORÁRIOS DE AULA 2º SEMESTRE LETIVO DE 2014

HORÁRIOS DE AULA 2º SEMESTRE LETIVO DE 2014 1º PERÍODO Anatomia Humana Português I * Embriologia Teoria 08h00 às 08h50 * 2º - 08h20 às 09h10 Anatomia Humana Português I * Embriologia Teoria 08h50 às 09h40 Anatomia Humana Métodos e Técnicas de Pesquisa

Leia mais

Plano de ensino. 2) Objetivos Promover a leitura e interpretação de artigos científicos com rigor acadêmico.

Plano de ensino. 2) Objetivos Promover a leitura e interpretação de artigos científicos com rigor acadêmico. Plano de ensino 1) Identificação Curso Nutrição Disciplina Leitura e Interpretação de Artigos Científicos na Área da Saúde Carga horária 34h Semestre letivo 01/2012 Professor Franceliane Jobim Benedetti

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO-ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO-FSA DIRETORIA DE ENSINO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO NUAPE

ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO-ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO-FSA DIRETORIA DE ENSINO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO NUAPE ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO-ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO-FSA DIRETORIA DE ENSINO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO NUAPE Programa de Otimização Curricular- POC 2016 Curso Disciplina CH Turno PSICOLOGIA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 56, de 16 de junho

Leia mais

MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATO DE EXPERIÊNCIA

MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATO DE EXPERIÊNCIA MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATO DE EXPERIÊNCIA Gisele Cristina Tertuliano RESUMO Este artigo é um relato de experiência sobre o processo de aprendizagem de aprendizagem para

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO. Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde

CURSO DE ATUALIZAÇÃO. Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde 1 CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde REESTRUTURAÇÃO DE UM SERVIÇO DE SAÚDE DO TRABALHADOR EM UM HOSPITAL GERAL PÚBLICO MUNICIPAL EM BELO HORIZONTE

Leia mais

Residência em Enfermagem 2013/14

Residência em Enfermagem 2013/14 Edital para concurso à bolsas de estudo no Curso Preparatório para Residência em Enfermagem 2013/14 Informações Gerais: Período de inscrição: 20/09/2013 a 20/11/2013. Local de Inscrição: Internet () ou

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO Secretaria da Saúde

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO Secretaria da Saúde PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO Secretaria da Saúde PAPEL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE NO PROGRAMA BOLSA FAMILIA A Secretaria Municipal de Saúde deverá conforme Art. 14 do Decreto n.º 5.209,

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Paço de Arcos. Projeto. Clube de Nutrição

Agrupamento de Escolas de Paço de Arcos. Projeto. Clube de Nutrição Agrupamento de Escolas de Paço de Arcos Projeto Clube de Nutrição julho de 2013 1. Enquadramento A Obesidade é provavelmente o maior problema, relacionado com a saúde, que a sociedade moderna apresenta.

Leia mais

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 Eixos longitudinais, conteúdos e objetivos cognitivos psicomotores Eixos transversais, objetivos Per. 1º Ano eixo integrador: O CORPO HUMANO CH INT. COMUM. HAB.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PASTOS BONS AVENIDA DOMINGOS SERTAO 1000

PREFEITURA MUNICIPAL DE PASTOS BONS AVENIDA DOMINGOS SERTAO 1000 PROJETO DE LEI DO PLANO PLURIANUAL Projeto de Lei: Dispoe sobre o Plano Plurianual para o periodo 2015/2018 A CAMARA MUNICIPAL decreta: Art. 1o. Esta lei institui o Plano Plurianual para o quadrienio 2015/2018

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL E PREVALÊNCIA DE DOENÇAS EM PACIENTES ATENDIDOS NO LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO CLÍNICA DA UNIFRA 1

PERFIL NUTRICIONAL E PREVALÊNCIA DE DOENÇAS EM PACIENTES ATENDIDOS NO LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO CLÍNICA DA UNIFRA 1 PERFIL NUTRICIONAL E PREVALÊNCIA DE DOENÇAS EM PACIENTES ATENDIDOS NO LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO CLÍNICA DA UNIFRA 1 TEIXEIRA, Giselle 2 ; BOSI, Greice 2 ; FONTOURA, Ethiene 2 ; MUSSOI, Thiago 2 ; BLASI,

Leia mais

ENFERMAGEM DO TRABALHO - TURMA VII

ENFERMAGEM DO TRABALHO - TURMA VII Rua Rio Branco, 216, Centro, CEP 650-490, São Luís /MA - Fone: (98) 3878.21 Credenciado pela Portaria Ministerial nº 1764/06, D.O.U. 211 de 03.11.06, Seção 01, Folha14 ENFERMAGEM DO TRABALHO - TURMA VII

Leia mais

PLANO DE CONTINGÊNCIA DO AMAZONAS PARA O ENFRENTAMENTO DE UMA PANDEMIA DE INFLUENZA

PLANO DE CONTINGÊNCIA DO AMAZONAS PARA O ENFRENTAMENTO DE UMA PANDEMIA DE INFLUENZA PLANO DE CONTINGÊNCIA DO AMAZONAS PARA O ENFRENTAMENTO DE UMA PANDEMIA DE INFLUENZA 2006 Dra.Gina Aguiar Iraque 2006 : 01 case 01 death Turquia 2006 :12 cases 04 deaths China 2005: 8 cases // 5 deaths

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Simone Röhrig de Sousa. Relatório Estágio Curricular III- Serviço Hospitalar

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Simone Röhrig de Sousa. Relatório Estágio Curricular III- Serviço Hospitalar 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Enfermagem Simone Röhrig de Sousa Relatório Estágio Curricular III- Serviço Hospitalar Hospital Dia Hospital de Clinica de Porto Alegre Porto Alegre

Leia mais

Certificação ISO

Certificação ISO Sistema de Gestão Ambiental SGA Certificação ISO 14.000 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL - SGA Definição: Conjunto de ações sistematizadas que visam o atendimento das Boas Práticas, das Normas e da Legislação

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ESTATÍSTICA Ano Lectivo 2010/2011

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ESTATÍSTICA Ano Lectivo 2010/2011 Programa da Unidade Curricular ESTATÍSTICA Ano Lectivo 2010/2011 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Motricidade Humana 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular ESTATÍSTICA

Leia mais

CONSIDERANDO a Constituição da República Federativa do Brasil, nos artigos 197 e 199;

CONSIDERANDO a Constituição da República Federativa do Brasil, nos artigos 197 e 199; Resolução COFEN 292 / 2004 O Conselho Federal de Enfermagem, no uso de suas atribuições a que alude a Lei nº 5.905/73 e a Lei 7.498/86, e tendo em vista deliberação do Plenário em sua reunião ordinária

Leia mais

Mostra de Projetos Criando Identidade com Pontal do Paraná. Protegendo a Maternidade. Alimentando Vidas. Qualidade de Vida - Mulheres Coletoras

Mostra de Projetos Criando Identidade com Pontal do Paraná. Protegendo a Maternidade. Alimentando Vidas. Qualidade de Vida - Mulheres Coletoras Mostra de Projetos 2011 Criando Identidade com Pontal do Paraná Protegendo a Maternidade Alimentando Vidas Qualidade de Vida - Mulheres Coletoras Mostra Local de: Pontal do Paraná. Categoria do projeto:

Leia mais

Cartilha de Alimentação Infantil para profissionais de saúde e educação

Cartilha de Alimentação Infantil para profissionais de saúde e educação Cartilha de Alimentação Infantil para profissionais de saúde e educação Cristiane Aparecida Azevedo de Assis Machado Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba Coordenação de Vigilância Nutricional II FÓRUM

Leia mais

Uso do AAS na Prevenção Primária de Eventos Cardiovasculares

Uso do AAS na Prevenção Primária de Eventos Cardiovasculares Uso do AAS na Prevenção Primária de Eventos Cardiovasculares Camila Belonci Internato em Cirurgia Cardíaca Prof. Mário Augusto Cray da Costa Medicina UEPG Uso do AAS na Prevenção Primária de Eventos Cardiovasculares

Leia mais

IV Seminário Internacional da Primeira Infância Brasília, 5 a 7 de julho de 2016

IV Seminário Internacional da Primeira Infância Brasília, 5 a 7 de julho de 2016 IV Seminário Internacional da Primeira Infância Brasília, 5 a 7 de julho de 2016 Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas Coordenação Geral de

Leia mais

Processo de enfermagem - da teoria às implicações para a prática e segurança

Processo de enfermagem - da teoria às implicações para a prática e segurança Processo de enfermagem - da teoria às implicações para a prática e segurança 25/7/2013 16:30-17:00 Eneida Rejane Rabelo da Silva Doutora em Ciências Biológicas: Fisiologia Cardiovascular Professor Associado

Leia mais

ERRATA DE EDITAL PERFIL HOSPITALAR MODALIDADE UNIPROFISSIONAL CÓDIGO PROGRAMA DURAÇÃO IINSTITUIÇÃO VAGAS 2 ANOS 2 ANOS

ERRATA DE EDITAL PERFIL HOSPITALAR MODALIDADE UNIPROFISSIONAL CÓDIGO PROGRAMA DURAÇÃO IINSTITUIÇÃO VAGAS 2 ANOS 2 ANOS EM, 20/11/25 ERRATA DE EDITAL A SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE/PE torna público a ERRATA do edital do Processo Seletivo para os programas de em Área Profissional de Saúde vinculados à COREMU da Escola de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2015 (NUTRICIONISTA)

PROCESSO SELETIVO 2015 (NUTRICIONISTA) Santa Casa de Misericórdia de Passos Hospital Regional CNPJ (MF) 23.278.898/0001-60 - Inscrição Estadual: Isento PABX - DDR: (035) 3529.1300 (Geral) Rua Santa Casa, 164 - CEP 37904-020 Passos - MG e-mail:

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO GERÊNCIA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CAMPUS UNIVERSITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS PROJETO DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO

PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO GERÊNCIA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CAMPUS UNIVERSITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS PROJETO DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO GERÊNCIA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CAMPUS UNIVERSITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS Centro de Referência (CREP) PROJETO DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO Coordenador: Michelle Regina

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DA AMAPÁ COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DA AMAPÁ COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DA AMAPÁ COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO EDITAL PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO DE PROFESSORES DA REDE E-TEC BRASIL campus/polos MACAPÁ, SANTANA, PORTO GRANDE E

Leia mais

PROCESSO SELETIVO - EDITAL 23/2016

PROCESSO SELETIVO - EDITAL 23/2016 PROCESSO SELETIVO - EDITAL 23/206 LOCAL: SEDE DA DIEPS (situada na Av. Anto nio Justa, 36 / Anexo - Meireles, Fortaleza - CE) Para todas as áreas de atuação. MANHÃ. DIALA ALVES DE SOUSA - Humanização na

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina

Universidade Estadual de Londrina DELIBERAÇÃO Câmara de Pós-Graduação Nº 033/2010 Reestrutura o Curso de Pós-Graduação Lato sensu em Economia Empresarial. CONSIDERANDO a solicitação da Coordenação do Curso, conforme processo nº 17069/2010;

Leia mais