PESQUISA DE Salmonella sp. EM CARNE DE SUÍNO E FRANGO COMERCIALIZADAS NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO PARANÁ BRASIL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PESQUISA DE Salmonella sp. EM CARNE DE SUÍNO E FRANGO COMERCIALIZADAS NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO PARANÁ BRASIL"

Transcrição

1 PESQUISA DE Salmonella sp. EM CARNE DE SUÍNO E FRANGO COMERCIALIZADAS NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO PARANÁ BRASIL Gilneia da Rosa¹, Paulo Henrique Sposito 2, Arianne Peruzo Pires Gonçalves 3, Danieli Cristiane Martins Hafemann 3, Luiz Sérgio Merlini 4 ¹Acadêmica curso de Medicina Veterinária Universidade Paranaense PEBIC 2 Acadêmico curso de Medicina Veterinária Universidade Paranaense PIBIC 3 Mestrado em Ciência Animal Universidade Paranaense -UNIPAR 4 Prof. Doutor Programa de Mestrado em Ciência Animal da Universidade Paranaense Recebido em: 31/03/2015 Aprovado em: 15/05/2015 Publicado em: 01/06/2015 RESUMO A Salmonella sp. está entre os principais agentes envolvidos nas toxinfecções transmitidas por alimentos ao homem, é frequentemente isolada em alimentos de origem avícola e suinícola, sendo uma das principais causas de Doenças Transmitidas por Alimentos no Brasil, bem como representa risco à segurança alimentar no âmbito mundial. A carne suína e de frango são os principais vinculadores desta bactéria, que chega ao alimento por erros de procedimento nos frigoríficos, excesso de manipulação durante o beneficiamento da carne, contato de carne processada com carne crua, erro na temperatura de armazenamento. A salmonelose em suínos possui característica intermitente e por vezes assintomática, sendo os portadores assintomáticos uma das formas mais importantes de disseminação da bactéria na granja e em todo o processo de produção. Devido à importância do impacto da doença na saúde pública, foi realizada uma investigação sobre a presença da Salmonella sp. em 100 amostras de carnes, sendo 50 de suíno e 50 de frango, adquiridas em estabelecimentos comercias de cinco municípios da região noroeste do Estado do Paraná. Após a coleta, as amostras foram assepticamente acondicionadas em caixas isotérmicas contendo gelo e transportadas, imediatamente, para o Laboratório de Medicina Veterinária Preventiva da Universidade Paranaense, para o início das análises. De acordo com as análises dos resultados, os produtos pesquisados encontram-se dentro dos padrões higiênicos microbiológicos exigidos pelo Ministério da Saúde para o consumo humano, pois não foi encontrado Salmonella sp. em nenhuma das amostras de carnes, tanto de suíno como de frango. PALAVRAS-CHAVE: carne de suíno, contaminação, frango, Salmonella sp. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.11 n.21; p

2 SEARCH Salmonella sp. in MEAT OF SWINE AND CHICKEN MARKETED IN THE REGION NORTHWEST THE STATE FOR PARANÁ - BRASIL ABSTRACT The Salmonella sp. between this major agents involved in intoxications transmitted by aliments the man, is often isolated in aliments from origin poultry and sector swine, being one main causes of transmitted diseases by aliments the Brasil, as well as represents risk the safety feed in worldwide. The swine meat and the poultry are the main linker this bacteria, arriving the aliments by errors of proceedings in refrigerators, excessive manipulation during processing of meat, touch of processed meat from raw, error in temperature of storage. The salmonellosis in pigs have characteristics intermittent and sometimes asymptomatic, being the carriers asymptomatic one way more important of dissemination to bacteria on the farm and throughout the production process. Because importance the impact of diseases in public health, was held one investigation on the presence of Salmonella sp. In 100 samples the meat, being 50 of pigs and 50 of poultry, acquired in commercial property of five municipalities of region northwest of state Paraná. After the gathering, the samples were aseptically packed in isolation boxes containing ice and transported immediately, on Laboratory of Medicine Veterinary preventive of university Paraná, for the begin of analysis. According with the analysis of results, the researched products are inside of hygienic standards microbiological required by ministry of health for the consumption human, because was not found Salmonella sp. in any for samples the meat, both porcine as the chicken. Keyword: contamination, fowl, Salmonella sp., Swine the meat. INTRODUÇÃO O Brasil ocupa atualmente na produção mundial de carnes, a terceira posição em produção e primeira em exportação de carne de frango, e o terceiro produtor e quarto maior exportador de carne suína, sendo o estado do Paraná, o maior produtor do país de carne de frango, com uma produção de 2,5 milhões de toneladas e o terceiro maior produtor nacional de carne suína, com uma produção de 682,2 mil toneladas (BRASIL, 2012). Salmonelose é uma das prinicpais zoonoses para a saúde pública mundial, que pode ser disseminado ao longo da cadeia produtiva de suínos e aves. Sua presença na carne destes animais é causa de preocupação para os frigoríficos e risco para a saúde pública, além de ser um fator limitante para a produção e exportação. Mesmo com tantos avanços tecnológicos e com a modernização das indústrias, a carne de frango e suíno ainda são as maiores fontes de contaminação por Salmonella sp. (Guimarães 2010). MATSUBARA (2005), destaca que a carne e seus derivados são um, dos principais veiculadores de DTA s, pois, os microrganismos patogênicos estão presentes na microbiota natural dos animais de corte (trato digestório, narinas, faringe, cavidade ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.11 n.21; p

3 bucal, tonsilas e tecido linfático) e contaminam as carcaças durante o abate, ou acabam sendo transportados do ambiente contaminado para as mesmas, pelo manipulador, utensílios, equipamentos e pela água. A salmonelose, uma das doenças causadas pela Salmonella sp., é considerada uma das zoonoses mais importantes e uma das principais doenças transmitidas por alimentos, caracterizando-se por sintomas que incluem diarréia, febre, dores abdominais e vômito. Os sintomas aparecem, em média, 12 a 36 horas após o contato com o microrganismo, durante um e quatro dias, dependendo da cepa infectante, podendo ser fatal em idosos ou imunocomprometidos, devido à menor resistência às infecções, desidratação grave em crianças devido a diarréia podendo levar a óbito. Além de meningite e septicemia potencialmente mortais (ALVES, 2012). As doenças causadas pelo consumo de alimentos contaminados por esse patógeno se subdividem em três grupos: febre tifóide, causada por Salmonella typhi; as febres entéricas causadas por Salmonella paratyphi e as enterocolites também conhecidas por salmoneloses, causadas pelas demais salmonelas (FRANCO & LANDGRAF, 2010). Nos suínos a infecção subclínica é comum. Estes animais tornam-se portadores que disseminam o agente de forma rápida e silenciosa (FERNANDES, 2012). A contaminação da carne pode acontecer já na sala de abate, pois, os animais portadores assintomáticos disseminam Salmonella sp. na planta de abate e à qualquer erro na evisceração o conteúdo digestivo se espalha e contamina a carcaça, os instrumentos, as mãos dos manipuladores e todo o ambiente da sala de abate, assim, as demais carcaças também são alvos em potencial da contaminação cruzada (BOYENA et al., 2008). O presente estudo foi realizado com o objetivo de investigar a presença de Salmonella sp. em cortes de frangos e suino, comercializados na região noroeste do Estado do Paraná. MATERIAL E MÉTODOS Durante o período de fevereiro a novembro de 2013, foram avaliadas 100 amostras de carnes, sendo 50 de suíno e 50 de frango, adquiridas em estabelecimentos comercias de cinco municípios da região noroeste do Estado do Paraná. Após a coleta, as amostras foram assepticamente acondicionadas em caixas isotérmicas contendo gelo e transportadas, imediatamente, para o Laboratório de Medicina Veterinária Preventiva da Universidade Paranaense, para o início das análises. No laboratório foram pesadas 25g das amostras foram submetidas à um préenriquecimento em Água Peptonada Tamponada. Posteriormente foi realizado o enriquecimento em Caldo Rappaport-Vassiliadis (RV) e Caldo Selenito Cistina (SC) incubados a 42ºC/24 horas. A seguir, alíquotas do inoculo foram semeadas em placas contendo Ágar verde-brilhante, Vermelho-de-Fenol-Lactose-Sacarose (BPLS) e em Ágar Salmonella Shigella (SS) e incubados a 37ºC por 24 horas. Colônias características foram submetidas às provas bioquímicas em Ágar ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.11 n.21; p

4 Tríplice Ferro (TSI) e Ágar Lisina Ferro (LIA) e incubados a 37ºC por 24 horas para confirmação da presença de Salmonella sp. RESULTADOS E DISCUSSÃO Nas análises microbiológicas procedidas das 100 amostras de carne de frango e suína, para detecção de Salmonella sp. não foram encontrados nenhum sorotipo de Salmonella sp. todas as amostras atenderam o padrão de ausência de Salmonella sp. em 25g do produto analisado, conforme estabelecido pela legislação, portanto, este produto não oferece risco para o consumidor. Os resultados para Salmonella sp. sugerem que tanto as granjas, quanto os abatedouros estão num nível adequado de higiene e controle, que faz com que não haja contaminação de produtos por Salmonella sp. CARDOSO & TESSARI, 2008 comentaram que a variação de resultados entre as marcas comerciais pesquisadas no Brasil, sugerem que a qualidade dos programas de higiene das granjas e incubatórios, assim como a qualidade dos abatedouros estão em graus variados. Segundo MOREIRA et al., (2008) a presença de Salmonella sp. em aves e em seus produtos finais, apontam para a possibilidade de contaminação dos estabelecimentos processadores de alimentos de origem animal, a multiplicação do agente no ambiente e a contaminação do consumidor. A preocupação atual com o controle da contaminação de alimentos por Salmonella sp. em alimentos pode ser associada ao fato de que esta bactéria, constitui um dos principais patógenos associados às doenças causadas pelo consumo de alimentos contaminados no mundo. Em pesquisa realizada por SCHWARZ et al., (2009) a frequência de isolamento variou de 62,5% a 85,0%, enquanto a soroprevalência de 73,8% a 83,2% através de colheitas de sangue e linfonodos mesentéricos de 20 animais de 40 lotes diferentes. Os autores indicam que a presença de Salmonella sp. é maior na granja, local onde o animal adquire o agente, e onde deve haver os maiores cuidados de controle para evitar a contaminação na carne posteriormente. SILVA et al., (2006), ao investigarem a presença de Salmonella enterica por sorologia nos animais e nas fezes em uma granja no Rio Grande do Sul diagnosticaram 28,6% dos animais como soropositivose 75% como excretores do agente nas fezes, e ao abate a percentagem dos animais soropositivos foi bem maior, 76,9%, enquanto o isolamento de Salmonella sp. ocorreu em 19,2% dos suínos. Mostrando que a presença do agente na granja leva inevitavelmente à contaminação durante o abate. Os autores também identificaram a fase de terminação como momento crítico da contaminação, possivelmente oriundada ração e do ambiente. LOPES et al., (2007) analisaram 120 carcaças de frangos em frigorífico do norte do Paraná e encontraram apenas duas amostras positivas para Salmonella sp. antes e após o pré-chiller. Também o resultado negativo encontrado no presente tarabalho para Salmonella sp. em carcaças de frangos corrobora com as informações de ALCOCER et al. (2006) quando citam que, em vários estudos, pesquisadores obtiveram uma variação entre 0,024% a 85,0% de positividade à bactéria. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.11 n.21; p

5 CONCLUSÃO De acordo com as análises dos resultados, os produtos pesquisados encontramse dentro dos padrões higiênicos microbiológicos exigidos pelo Ministério da Saúde para o consumo humano, pois não foi encontrado Salmonella sp. em nenhuma das amostras de cortes de suínos e frango, sendo um indicativo de que o manejo preventivo nas granjas e no abatedouro avaliado, para este micro-organismo estão sendo efetivos. AGRADECIMENTO Os autores agradecem à Universidade Paranaense UNIPAR pelo financiamento concedido a esta pesquisa e a concessão da Bolsa do PIBIC E PEBIC. REFERÊNCIAS ALCOCER, I.; OLIVEIRA, K. M. P.; VIDDOTO, M. C.; OLIVEIRA, T. C. R. M.Discriminação de sorovares de Salmonella spp. isolados de carcaças de frango por rep e eric-pcr e fagotipagem do sorovar enteriditis. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v.2, n.26, p , ALVES, A. R. F. Doenças alimentares de origem bacteriana. Universidade Fernando Pessoa - Faculdade de Ciências da Saúde [Dissertação de Mestrado em Ciências Farmacêuticas], Porto, BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Estatística da Produção Pecuária. Indicadores Disponível em:<www.ibge.gov.br>. Acesso em 25/set/2014. BOYENA,F.;HAESEBROUCKA,F.;MAESB,D.;VAN,IMMERSEELA,F.;PASMANSA, F Non-typhoidalSalmonella infections in pigs: a closer look at epidemiology,pathogenesis and control. Veterinary Microbiology, v.130, n.1-2, p.1-19, CARDOSO, A.L.S.P.; TESSARI, E.N.C. Salmonela na segurança dos alimentos. Biológico, São Paulo, v.70, n.1, p.11-13, FERNANDES, L. P. Transmissão de Salmonella Typhimiruim monofásica após o nascimento em suínos. Universidade Técnica de Lisboa Faculdade de Medicina Veterinária [Dissertação de Mestrado em Medicina Veterinária], Lisboa, FRANCO, B. D. G. M.; LANDGRAF, M. Microbiologia dos alimentos. São Paulo: ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.11 n.21; p

6 Atheneu, p. GUIMARÃES, A.R. Resistência aos antimicrobianos, diversidade e relação epidemiológica de bactérias do gênero Salmonella spp isoladas na granja de terminação e abate de suínos. Universidade Federal de Uberlândia - Faculdade de Medicina Veterinária [Dissertação de Mestrado em Ciências Veterinárias], Uberlândia, MG. 65p LOPES, M.; GALHARDO, J. A.; OLIVEIRA, J. T.; TAMANINI, R.; SANCHES, S. F.; MULLER, E. E. Pesquisa de Salmonella spp. e microrganismos indicadores em carcaças de frango e água de tanques de pré-resfriamento em abatedouro de aves. Semina, v. 28, n. 3, p MATSUBARA, E.N. Condição higiênico- sanitária de meias carcaças de suínos após o abate e depois do término do resfriamento e análise da utilização de Lista de Verificação para avaliar boas práticas de abate de suínos. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo [Dissertação de Mestrado em Epidemiologia Experimental Aplicada às Zoonoses], São Paulo, MOREIRA, G.N; REZENDE,C.S. M.; CARVALHO, R.N.; MESQUITA, S.Q.O; OLIVEIRA, A.N.O.; ARRUDA, M.L.T. Ocorrência de Salmonella sp. em carcaças de frangos abatidos e comercializados em municípios do estado de Goiás, Rev. Inst. Adolfo Lutz (Impr.) v. 67, n SCHWARZ, P. et al. Salmonella enterica: isolamento e soroprevalência em suínos abatidos no Rio Grande do Sul. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v. 61, n.5, Out SILVA, L.E.; GOTARDI,C.P.; VIZZOTTO, R.; KICH,J.D.; CARDOSO, M.R.I. Infecção por Salmonella enterica em suínos criados em um sistema integrado de produção do sul do Brasil. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v.58, n.4, p , ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.11 n.21; p

INCIDÊNCIA DE Salmonella sp. EM CARNE DE SUÍNO COMERCIALIZADA NO MUNICÍPIO DE UMUARAMA-PR BRASIL. Umuarama/PR - Brasil (rosianeturci@hotmail.com).

INCIDÊNCIA DE Salmonella sp. EM CARNE DE SUÍNO COMERCIALIZADA NO MUNICÍPIO DE UMUARAMA-PR BRASIL. Umuarama/PR - Brasil (rosianeturci@hotmail.com). INCIDÊNCIA DE Salmonella sp. EM CARNE DE SUÍNO COMERCIALIZADA NO MUNICÍPIO DE UMUARAMA-PR BRASIL Rosiane Campos Turci 1, Ivan Lazarim Begotti 2, Luiz Sérgio Merlini. 2 1 Discente do curso de Medicina Veterinária

Leia mais

INTEGRANDO SEGURANÇA DO ALIMENTO E VIGILÂNCIA EM SAÚDE ANIMAL

INTEGRANDO SEGURANÇA DO ALIMENTO E VIGILÂNCIA EM SAÚDE ANIMAL INTEGRANDO SEGURANÇA DO ALIMENTO E VIGILÂNCIA EM SAÚDE ANIMAL Claudia Valéria Gonçalves Cordeiro de Sá Fiscal Federal Agropecuário, Médica Veterinária, D.Sc. Cuiabá, 22 de outubro de 2015 Sumário 1.Introdução

Leia mais

Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana

Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana IV CONGRESSO BRASILEIRO DE QUALIDADE DO LEITE Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana Perigo (hazard): agente biológico, químico ou físico, ou propriedade do alimento

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Avaliação microbiológica do pirarucu (Arapaima gigas) salgado seco comercializado em feiras da Cidade de Manaus e Fonte Boa, Amazonas Euclides Luis

Leia mais

Saúde Pública como Área de Residência em Medicina Veterinária

Saúde Pública como Área de Residência em Medicina Veterinária Saúde Pública como Área de Residência em Medicina Veterinária Prof. Ass. Dr. José Paes de Almeida Nogueira Pinto Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia UNESP, campus de Botucatu Ideias O Veterinário

Leia mais

Simpósio Latino Americano da Associação Internacional para a Proteção de Alimentos -IAFP -

Simpósio Latino Americano da Associação Internacional para a Proteção de Alimentos -IAFP - Simpósio Latino Americano da Associação Internacional para a Proteção de Alimentos -IAFP - VII Simpósio Associação Brasileira de Proteção dos Alimentos ABRAPA - Melhorando a inocuidade da carne de aves

Leia mais

AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA E QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO LEITE CRÚ EM UM LATICÍNIO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO 1

AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA E QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO LEITE CRÚ EM UM LATICÍNIO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO 1 CIÊNCIAS AGRÁRIAS 67 TRABALHO ORIGINAL AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA E QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO LEITE CRÚ EM UM LATICÍNIO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO 1 EVALUATION OF CHEMICAL COMPOSITION

Leia mais

INVESTIGAÇÃO DE FOCOS DE LEGIONELA NO SISTEMA DE AR CONDICIONADO EM DOIS HOSPITAIS DA GRANDE FLORIANÓPOLIS - SC

INVESTIGAÇÃO DE FOCOS DE LEGIONELA NO SISTEMA DE AR CONDICIONADO EM DOIS HOSPITAIS DA GRANDE FLORIANÓPOLIS - SC I CONGRESSO BAIANO DE ENGENHARIA AMBIENTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental INVESTIGAÇÃO DE FOCOS DE LEGIONELA NO SISTEMA DE AR CONDICIONADO EM DOIS

Leia mais

ATIVIDADE ANTIMICROBIANA EM CAIXAS DE OVOS

ATIVIDADE ANTIMICROBIANA EM CAIXAS DE OVOS ISSN 1984-9354 ATIVIDADE ANTIMICROBIANA EM CAIXAS DE OVOS Livia Keiko Nagao de Medeiros (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) Josiane Kordiak (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) Denise

Leia mais

28.10.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 281/7

28.10.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 281/7 28.10.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 281/7 REGULAMENTO (UE) N. o 1086/2011 DA COMISSÃO de 27 de Outubro de 2011 que altera o anexo II do Regulamento (CE) n. o 2160/2003 do Parlamento Europeu e

Leia mais

Disciplina: Gerenciamento em Saúde Animal e Saúde Pública VPS 425. A Importância da Diarréia Epidêmica Suína. Grupo: Novembro, 2014

Disciplina: Gerenciamento em Saúde Animal e Saúde Pública VPS 425. A Importância da Diarréia Epidêmica Suína. Grupo: Novembro, 2014 Disciplina: Gerenciamento em Saúde Animal e Saúde Pública VPS 425 A Importância da Diarréia Epidêmica Suína Novembro, 2014 Grupo: Alexandre Nunes Mendes Bruno Bracco Donatelli Carlos Eduardo Cardoso Consentini

Leia mais

Paranaense. Caixa Postal Umuarama PR.

Paranaense. Caixa Postal Umuarama PR. OCORRÊNCIA DE Salmonella sp. EM CORTES DE FRANGOS INDUSTRIALMENTE PROCESSADOS PROCEDENTES DE EXPLORAÇÕES INDUSTRIAIS DA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO PARANÁ - BRASIL Aline Carla Trainotti 1, Fátima Feiber

Leia mais

SALMONELLA - AGENTE EPIDEMIOLÓGICO CAUSADOR DE INFECÇÕES ALIMENTARES: UMA REVISÃO

SALMONELLA - AGENTE EPIDEMIOLÓGICO CAUSADOR DE INFECÇÕES ALIMENTARES: UMA REVISÃO SALMONELLA - AGENTE EPIDEMIOLÓGICO CAUSADOR DE INFECÇÕES ALIMENTARES: UMA REVISÃO RESUMO Denise Baú 1 Márcia Ruth Siqueira 2 Edinéia Dotti Mooz 3 Este artigo teve por objetivo descrever a ação da Salmonella

Leia mais

Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp.

Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp. Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp. Síntese das investigações desde a descoberta de novos antimicrobianos Final do século XIX: Pasteur efetuou relatos sobre antagonismo entre diferentes

Leia mais

Isolamento de Salmonella spp., em manipuladores de alimentos. em Brasília-DF

Isolamento de Salmonella spp., em manipuladores de alimentos. em Brasília-DF Isolamento de Salmonella spp., em manipuladores de alimentos em Brasília-DF Isolation of Salmonella spp. in food handlers in the Brasilia-DF Celio de Faria JUNIOR 1 ; Ivan Belarmino ALVES 2 1 Microbiologia,

Leia mais

DOENÇAS MICROBIANAS DE ORIGEM ALIMENTAR. Palavras chaves: alimento, infecção alimentar, intoxicação alimentar, bactérias, manipuladores.

DOENÇAS MICROBIANAS DE ORIGEM ALIMENTAR. Palavras chaves: alimento, infecção alimentar, intoxicação alimentar, bactérias, manipuladores. 1 DOENÇAS MICROBIANAS DE ORIGEM ALIMENTAR Ana Flávia Machado Teixeira Resumo As doenças microbianas de origem alimentar são transmitidas por ingestão de alimentos e água contaminados por microrganismos

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS ÍNDICES ZOOTÉCNICOS DOS INTEGRADOS DA EMPRESA FRANGO AMERICANO

AVALIAÇÃO DOS ÍNDICES ZOOTÉCNICOS DOS INTEGRADOS DA EMPRESA FRANGO AMERICANO AVALIAÇÃO DOS ÍNDICES ZOOTÉCNICOS DOS INTEGRADOS DA EMPRESA FRANGO AMERICANO INTRODUÇÃO O sistema de integração surgiu em Santa Catarina no início dos anos de 196 e é definido como uma parceria existente

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE. Curso de Tecnologia em Alimentos. Trabalho de Conclusão de Estágio

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE. Curso de Tecnologia em Alimentos. Trabalho de Conclusão de Estágio UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE Curso de Tecnologia em Alimentos Trabalho de Conclusão de Estágio AVALIAÇÃO DE UM MÉTODO ALTERNATIVO PARA O CONTROLE DA CONTAMINAÇÃO GASTRINTESTINAL EM CARCAÇAS

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MICROBIOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MICROBIOLOGIA 1 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MICROBIOLOGIA Amália Nazário Búrigo de Luca Glaura Maria Damiani Koerich PERFIL EPIDEMIOLÓGICO

Leia mais

Código Sanitário para Animais Terrestres - 2008 Versão em português baseada na versão original em inglês de 2007 - Versão não oficial (OIE)

Código Sanitário para Animais Terrestres - 2008 Versão em português baseada na versão original em inglês de 2007 - Versão não oficial (OIE) OUTRAS DOENÇAS CAPÍTULO 2.10.1 Zoonoses Transmissíveis por Primatas não Humanos Artigo 2.10.1.1. Introdução Há cerca de 180 espécies diferentes de primatas não humanos pertencentes a duas subordens divididas

Leia mais

REVISTA CIENTÍFICA DE MEDICINA VETERINÁRIA-ISSN:1679-7353

REVISTA CIENTÍFICA DE MEDICINA VETERINÁRIA-ISSN:1679-7353 EFICIÊNCIA DE METODOLOGIAS DE PREPARO DE AMOSTRA PARA PESQUISA DE SALMONELLA E CONTAGEM DE MESÓFILOS EM CARCAÇAS DE FRANGO EFFICIENCY OF THE METHODOLOGIES TO PREPARING SAMPLES TO DETECTING SALMONELLA AND

Leia mais

Sanidade animal e seus impactos na inocuidade dos alimentos

Sanidade animal e seus impactos na inocuidade dos alimentos Sanidade animal e seus impactos na inocuidade dos alimentos Prof. Luís Augusto Nero Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa Tópicos Brasil: produtor e exportador Cadeias de produção

Leia mais

Christiano Rehbein HAGEMEYER. christhiano@gmail.com Universidade Estadual do Centro Oeste- UNICENTRO

Christiano Rehbein HAGEMEYER. christhiano@gmail.com Universidade Estadual do Centro Oeste- UNICENTRO QUALIDADE DO LEITE: FATORES QUE INTERFEREM E A IMPORT ツ NCIA DA A ヌテ O DOS PRODUTORES Autor: Izamara de oliveira FERREIRA. izarf.oli@hotmail.com Co-autores: Luiz Fernando Rizzardi SILVESTRI. luizsilvestri@globo.com

Leia mais

TÍTULO: ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DE SUCO DE LARANJA IN NATURA COMERCIALIZADOS EM QUIOSQUES DAS PRAIAS DE SANTOS (SP)

TÍTULO: ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DE SUCO DE LARANJA IN NATURA COMERCIALIZADOS EM QUIOSQUES DAS PRAIAS DE SANTOS (SP) TÍTULO: ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DE SUCO DE LARANJA IN NATURA COMERCIALIZADOS EM QUIOSQUES DAS PRAIAS DE SANTOS (SP) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS INSTITUIÇÃO:

Leia mais

Laboratório Regional de Veterinária e Segurança Alimentar

Laboratório Regional de Veterinária e Segurança Alimentar Laboratório Regional de Veterinária e Segurança Alimentar QUAL É A NOSSA MISSÃO? Prestar serviços laboratoriais nas áreas da segurança alimentar, saúde e produção animal. EM QUE ÁREAS PRESTAMOS SERVIÇO?

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Curso de Capacitação em Boas Práticas para Serviços de Alimentação. 1.2 Câmpus

Leia mais

CONDIÇOES HIGIENICO-SANITARIAS DO QUEIJO DE COALHO COMERCIALIZADO EM FEIRA LIVRE DO MUNICIPIO DE VIÇOSA ALAGOAS

CONDIÇOES HIGIENICO-SANITARIAS DO QUEIJO DE COALHO COMERCIALIZADO EM FEIRA LIVRE DO MUNICIPIO DE VIÇOSA ALAGOAS CONDIÇOES HIGIENICO-SANITARIAS DO QUEIJO DE COALHO COMERCIALIZADO EM FEIRA LIVRE DO MUNICIPIO DE VIÇOSA ALAGOAS EVALUATE THE HYGIENIC-SANITARY CURD CHEESE SOLD IN STREET FAIR IN THE CITY OF VIÇOSA-ALAGOAS

Leia mais

USO RACIONAL DE ANTIMICROBIANOS NA PRODUÇÃO ANIMAL Renata Magalhães Casadei :

USO RACIONAL DE ANTIMICROBIANOS NA PRODUÇÃO ANIMAL Renata Magalhães Casadei : USO RACIONAL DE ANTIMICROBIANOS NA PRODUÇÃO ANIMAL Renata Magalhães Casadei : Nos últimos anos, a ocorrência de bactérias resistentes aos principais compostos antibióticos tem aumentado, havendo inclusive

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 SEBASTIÃO RODRIGO DE LIMA NASCIMENTO¹, MARIA DA CONCEIÇÃO GONÇALVES MACÊDO 1, ANNE CAROLINE CÂMARA DE ALMEIDA 2, NATAN MEDEIROS GUERRA 3, MAURINA DE LIMA PORTO 4. ¹ Graduando(a) do Curso de Medicina

Leia mais

BOAS PRÁTICAS EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO: Segurança ao Cliente, Sucesso ao seu Negócio!

BOAS PRÁTICAS EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO: Segurança ao Cliente, Sucesso ao seu Negócio! BOAS PRÁTICAS EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO: Segurança ao Cliente, Sucesso ao seu Negócio! Dra. Marlise Potrick Stefani, MSc Nutricionista Especialista e Mestre em Qualidade, Especialista em Alimentação Coletiva

Leia mais

Como controlar a mastite por Prototheca spp.?

Como controlar a mastite por Prototheca spp.? novembro 2013 QUALIDADE DO LEITE marcos veiga dos santos Professor Associado Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP www.marcosveiga.net O diagnóstico da mastite causada por Prototheca spp.

Leia mais

AVICULTURA DE CORTE. José Euler Valeriano. Avicultor 2015 Belo Horizonte MG 25/06/2015

AVICULTURA DE CORTE. José Euler Valeriano. Avicultor 2015 Belo Horizonte MG 25/06/2015 BEM ESTAR ANIMAL - O FUTURO AVICULTURA DE CORTE José Euler Valeriano Avicultor 2015 Belo Horizonte MG 25/06/2015 BEA BEM ESTAR ANIMAL Como definir BEM ESTAR? O animal precisa encontrar no meio ambiente

Leia mais

Salmonella SPP. EM CARCAÇAS DE FRANGO ANTES E APÓS A PASSAGEM PELO CHILLER EM MATADOURO AVÍCOLA SOB INSPEÇÃO SANITÁRIA*

Salmonella SPP. EM CARCAÇAS DE FRANGO ANTES E APÓS A PASSAGEM PELO CHILLER EM MATADOURO AVÍCOLA SOB INSPEÇÃO SANITÁRIA* Salmonella SPP. EM CARCAÇAS DE FRANGO ANTES E APÓS A PASSAGEM PELO CHILLER EM MATADOURO AVÍCOLA SOB INSPEÇÃO SANITÁRIA* Salmonella SPP. ON BROILER CARCASSES BEFORE AND AFTER CHILLING AT SLAUGHTERHOUSE

Leia mais

Vigilância Epidemiológica de casos suspeitos de Doença do Vírus Ebola DVE e Atividades do CIEVS/Goiás

Vigilância Epidemiológica de casos suspeitos de Doença do Vírus Ebola DVE e Atividades do CIEVS/Goiás Vigilância Epidemiológica de casos suspeitos de Doença do Vírus Ebola DVE e Atividades do CIEVS/Goiás Definição dos Casos de DVE segundo OMS Caso Suspeito: Indivíduos procedentes, nos últimos 21 dias,

Leia mais

29º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS PARA SISTEMAS DE PRODUÇÃO LEITEIRA NA REGIÃO OESTE DO PARANÁ

29º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS PARA SISTEMAS DE PRODUÇÃO LEITEIRA NA REGIÃO OESTE DO PARANÁ DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS PARA SISTEMAS DE PRODUÇÃO LEITEIRA NA REGIÃO OESTE DO PARANÁ Área temática: Tecnologia e Produção Maximiliane Alavarse Zambom (Coordenadora da Ação de Extensão) Leslié Defante 1,

Leia mais

INDICAÇÕES BIOEASY. Segue em anexo algumas indicações e dicas quanto à utilização dos Kits de Diagnóstico Rápido Bioeasy Linha Veterinária

INDICAÇÕES BIOEASY. Segue em anexo algumas indicações e dicas quanto à utilização dos Kits de Diagnóstico Rápido Bioeasy Linha Veterinária INDICAÇÕES BIOEASY Segue em anexo algumas indicações e dicas quanto à utilização dos Kits de Diagnóstico Rápido Bioeasy Linha Veterinária 1- ANIGEN RAPID CPV AG TEST BIOEASY PARVOVIROSE Vendas de Filhotes:

Leia mais

CAPÍTULO 5.1 Otimização de técnica de descontaminação seletiva para isolamento de micobactérias a partir de amostras de cama de suínos

CAPÍTULO 5.1 Otimização de técnica de descontaminação seletiva para isolamento de micobactérias a partir de amostras de cama de suínos CAPÍTULO 5.1 Otimização de técnica de descontaminação seletiva para isolamento de micobactérias a partir de amostras de cama de suínos Virgínia Santiago Silva Beatris Kramer Arlei Coldebella 83 Introdução

Leia mais

QUALIDADE HIGIÊNICO-SANITÁRIA DA CARNE BOVINA MOÍDA COMERCIALIZADA NO MUNICÍPIO DE UMUARAMA, PR., BRASIL

QUALIDADE HIGIÊNICO-SANITÁRIA DA CARNE BOVINA MOÍDA COMERCIALIZADA NO MUNICÍPIO DE UMUARAMA, PR., BRASIL QUALIDADE HIGIÊNICO-SANITÁRIA DA CARNE BOVINA MOÍDA COMERCIALIZADA NO MUNICÍPIO DE UMUARAMA, PR., BRASIL Jessica Fernanda Lopes da Silva Livoni 1 ; Ivan Lazzarim Begotti 2, Luiz Sérgio Merlini 3 1 Especialista

Leia mais

A ÁGUA EM CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE CASTANHAL Divino, E. P. A. (1) ; Silva, M. N. S. (1) Caldeira, R. D. (1) mairanathiele@gmail.

A ÁGUA EM CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE CASTANHAL Divino, E. P. A. (1) ; Silva, M. N. S. (1) Caldeira, R. D. (1) mairanathiele@gmail. A ÁGUA EM CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE CASTANHAL Divino, E. P. A. (1) ; Silva, M. N. S. (1) Caldeira, R. D. (1) mairanathiele@gmail.com (1) Faculdade de Castanhal FCAT, Castanhal PA, Brasil. RESUMO A

Leia mais

ESTUDO DA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DE ALIMENTOS COMERCIALIZADOS NA PRAIA DO PRATA PALMAS/TO

ESTUDO DA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DE ALIMENTOS COMERCIALIZADOS NA PRAIA DO PRATA PALMAS/TO 11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas ESTUDO DA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DE ALIMENTOS COMERCIALIZADOS NA PRAIA DO PRATA PALMAS/TO OLIVEIRA, T.S.¹; COELHO, A.F.S.² ¹ Aluna bolsista do grupo PET (Programa

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Avaliação de parâmetros de qualidade microbiológica de bebidas lácteas comercializadas na cidade de Mossoró-RN Maria Luiza do Nascimento Cesarino

Leia mais

ÁGUA: TRANSPORTE PASSIVO DE MICROORGANISMOS? WATER: A PASSIVE TRANSPORTER OF MICROORGANISMS?

ÁGUA: TRANSPORTE PASSIVO DE MICROORGANISMOS? WATER: A PASSIVE TRANSPORTER OF MICROORGANISMS? 21 CDD: 576 ÁGUA: TRANSPORTE PASSIVO DE MICROORGANISMOS? WATER: A PASSIVE TRANSPORTER OF MICROORGANISMS? VANESSA DE FÁTIMA JERBA 1 MARCOS PILEGGI 2 1 Acadêmica do Curso de Ciências Biológicas da UEPG 2

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO LEITEIRA Revisão de Literatura

BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO LEITEIRA Revisão de Literatura BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO LEITEIRA Revisão de Literatura 1 LIMA, Eduardo Henrique Oliveira; 2 NORONHA, Cássia Maria Silva; SOUSA, Edgar João Júnio¹. 1 Estudante do Curso Técnico em Agricultura e Zootecnia

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO FINAL

RELATÓRIO TÉCNICO FINAL RELATÓRIO TÉCNICO FINAL Título do Projeto: Rastreamento e detecção de Salmonella enteritidis através do gene inva, pela técnica de PCR em tempo real, na Avicultura de corte e postura de ovos nas granjas

Leia mais

Drª Viviane Maria de Carvalho Hessel Dias Infectologista Presidente da Associação Paranaense de Controle de Infecção Hospitalar 27/09/2013

Drª Viviane Maria de Carvalho Hessel Dias Infectologista Presidente da Associação Paranaense de Controle de Infecção Hospitalar 27/09/2013 Drª Viviane Maria de Carvalho Hessel Dias Infectologista Presidente da Associação Paranaense de Controle de Infecção Hospitalar 27/09/2013 Conceitos Básicos Organismo Vivo Conceitos Básicos Organismo Vivo

Leia mais

AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA DA CARNE BOVINA MOÍDA NAS REDES DE SUPERMERCADOS DE CANOINHAS/SC

AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA DA CARNE BOVINA MOÍDA NAS REDES DE SUPERMERCADOS DE CANOINHAS/SC AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA DA CARNE BOVINA MOÍDA NAS REDES DE SUPERMERCADOS DE CANOINHAS/SC Angélica Rosina 1 Fernanda Monego 2 RESUMO: A carne é um ótimo meio para o crescimento de micro-organismos e pode

Leia mais

SANIDADE EM MALACOCULTURA. Métodos de Depuração

SANIDADE EM MALACOCULTURA. Métodos de Depuração SANIDADE EM MALACOCULTURA Métodos de Depuração Essencial para Sustentação da vida e Meio ambiente Papel importante no desenvolvimento econômico e social do país. Principal fator limitante Fatores que afetam

Leia mais

CONTAMINAÇÃO MICROBIOLÓGICA DE AMBIENTES ESCOLARES E SUAS IMPLICAÇÕES NA SAÚDE DOS ALUNOS

CONTAMINAÇÃO MICROBIOLÓGICA DE AMBIENTES ESCOLARES E SUAS IMPLICAÇÕES NA SAÚDE DOS ALUNOS 2.00.00.00-6 Ciências biológicas 2.12.00.00-9 Microbiologia CONTAMINAÇÃO MICROBIOLÓGICA DE AMBIENTES ESCOLARES E SUAS IMPLICAÇÕES NA SAÚDE DOS ALUNOS LILIAN MARTINS CASTELLÃO SANTANA Curso de Ciências

Leia mais

Eficácia dos tanques de pré-resfriamento na redução de contaminação bacteriana em carcaças de frango. Resumo

Eficácia dos tanques de pré-resfriamento na redução de contaminação bacteriana em carcaças de frango. Resumo Eficácia dos tanques de pré-resfriamento na redução de contaminação bacteriana em carcaças de frango Eficácia dos tanques de pré-resfriamento na redução de contaminação bacteriana em carcaças de frango

Leia mais

Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmitidas por Alimentos VE-DTA

Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmitidas por Alimentos VE-DTA MINISTÉRIO DA SAÚDE - MS SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE SVS DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA - DEVIT COORDENAÇÃO GERAL DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS - CGDT Vigilância Epidemiológica das Doenças

Leia mais

Comunicado Técnico 02

Comunicado Técnico 02 Comunicado Técnico 02 Controle da Qualidade do Leite Instruções Técnicas para redução da Contagem de Células Somáticas (CCS) e Contagem Bacteriana Total (CBT). Responsável: Juliana Jorge Paschoal Zootecnista;

Leia mais

QUALIDADE FÍSICA DE OVOS INCUBÁVEIS DE CODORNAS JAPONESAS (Cortunix coturnix japonica) SUBMETIDOS A DIFERENTES PERIODOS E TEMPERATURAS DE ESTOCAGEM

QUALIDADE FÍSICA DE OVOS INCUBÁVEIS DE CODORNAS JAPONESAS (Cortunix coturnix japonica) SUBMETIDOS A DIFERENTES PERIODOS E TEMPERATURAS DE ESTOCAGEM QUALIDADE FÍSICA DE OVOS INCUBÁVEIS DE CODORNAS JAPONESAS (Cortunix coturnix japonica) SUBMETIDOS A DIFERENTES PERIODOS E TEMPERATURAS DE ESTOCAGEM Renato Lima CÉZAR¹; Nadja Susana Mogyca LEANDRO²,Marcos

Leia mais

O NOME DO PROJETO. SENAR Minas ESPAÇO RESERVADO PARA O NOME DO PALESTRANTE

O NOME DO PROJETO. SENAR Minas ESPAÇO RESERVADO PARA O NOME DO PALESTRANTE Coordenadoria ESPAÇO RESERVADO de Formação PARA Profissional Rural O NOME DO PROJETO SENAR Minas ESPAÇO RESERVADO PARA O NOME DO PALESTRANTE CNA Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil representação

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA A IMPORTÂNCIA DO BEM-ESTAR NA PISCICULTURA

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA A IMPORTÂNCIA DO BEM-ESTAR NA PISCICULTURA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA A IMPORTÂNCIA DO BEM-ESTAR NA PISCICULTURA Graduanda em Zootecnia: Adriane A. Iwamoto Botucatu, Setembro

Leia mais

COLIFORMES E Salmonella spp. EM CARNE MOÍDA COMERCIALIZADA EM TERESINA, PI* COLIFORMS AND Salmonella spp. IN GROUND MEAT COMERCIALIZED AT TERESINA, PI

COLIFORMES E Salmonella spp. EM CARNE MOÍDA COMERCIALIZADA EM TERESINA, PI* COLIFORMS AND Salmonella spp. IN GROUND MEAT COMERCIALIZED AT TERESINA, PI COLIFORMES E Salmonella spp. EM CARNE MOÍDA COMERCIALIZADA EM TERESINA, PI* COLIFORMS AND Salmonella spp. IN GROUND MEAT COMERCIALIZED AT TERESINA, PI Verbena Carvalho Alves 1, Francisco das Chagas Cardoso

Leia mais

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL- Coma bem se divertindo Higiene e Saúde Alimentar

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL- Coma bem se divertindo Higiene e Saúde Alimentar PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL- Coma bem se divertindo Higiene e Saúde Alimentar Professoras: Eliete, Maria Cristina e Midian INTRODUÇÃO O homem com o seu próprio corpo podem contaminar diretamente os alimentos

Leia mais

ANEXO I REGULAMENTO TÉCNICO PARA O TRANSPORTE DE ALIMENTOS, MATÉRIA- PRIMA, INGREDIENTES E EMBALAGENS.

ANEXO I REGULAMENTO TÉCNICO PARA O TRANSPORTE DE ALIMENTOS, MATÉRIA- PRIMA, INGREDIENTES E EMBALAGENS. RESOLUÇÃO.../SESA/PR O Secretário Estadual de Saúde, no uso de suas atribuições legais e: CONSIDERANDO a Portaria nº 326/1997/SVS/MS, a Resolução RDC nº275/2002, a Resolução RDC nº 216/2004, da ANVISA,

Leia mais

Sistema de Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmitidas por Água e Alimentos ROTINA OPERACIONAL

Sistema de Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmitidas por Água e Alimentos ROTINA OPERACIONAL SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/SP COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS - CCD CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA - CVE DIVISÃO DE DOENÇAS DE TRANSMISSÃO HÍDRICA E ALIMENTAR DDTHA Av. Dr. Arnaldo, 351

Leia mais

Módulo 1 Entendendo a contaminação dos alimentos

Módulo 1 Entendendo a contaminação dos alimentos Módulo 1 Entendendo a contaminação dos alimentos Aula 1 - O que é um Alimento Seguro? Por que nos alimentamos? A alimentação é uma atividade básica para o indivíduo manter- se vivo. Precisamos nos nutrir

Leia mais

COMUNICADO DE RISCO N 001/2014 - GVIMS/GGTES/SSNVS/ANVISA

COMUNICADO DE RISCO N 001/2014 - GVIMS/GGTES/SSNVS/ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária COMUNICADO DE RISCO N 001/2014 - GVIMS/GGTES/SSNVS/ANVISA Orientações para os serviços de saúde em virtude da suspensão do uso em todo o território nacional de

Leia mais

III-097 VIABILIZAÇÃO DA SUINOCULTURA NO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE ATRAVÉS DO REAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ORGÂNICOS

III-097 VIABILIZAÇÃO DA SUINOCULTURA NO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE ATRAVÉS DO REAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ORGÂNICOS III-097 VIABILIZAÇÃO DA SUINOCULTURA NO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE ATRAVÉS DO REAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ORGÂNICOS Tatiana Regina Vieira Graduanda em Medicina Veterinária pela Universidade Federal

Leia mais

6 CURSO DE CONTROLE DE QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

6 CURSO DE CONTROLE DE QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS Universidade de Passo Fundo Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária Curso de Medicina Veterinária 6 CURSO DE CONTROLE DE QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS Médico Veterinário Profº Dr. Elci Lotar

Leia mais

[PARVOVIROSE CANINA]

[PARVOVIROSE CANINA] [PARVOVIROSE CANINA] 2 Parvovirose Canina A Parvovirose é uma doença infecto-contagiosa causada por um vírus da família Parvoviridae. Acomete mais comumente animais jovens, geralmente com menos de 1 ano

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES MICROBIOLÓGICAS EM UMA PIZZARIA SITUADA NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG: um estudo de caso.

AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES MICROBIOLÓGICAS EM UMA PIZZARIA SITUADA NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG: um estudo de caso. AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES MICROBIOLÓGICAS EM UMA PIZZARIA SITUADA NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG: um estudo de caso. N.O.C. Teixeira 1, E.A.S. Rissato 2 1-Instituto Federal do Triângulo Mineiro Campus Uberlândia,

Leia mais

Ocorrências de casos humanos de influenza suína no México e EUA Informe do dia 26.04.09, às 13h

Ocorrências de casos humanos de influenza suína no México e EUA Informe do dia 26.04.09, às 13h Ministério da Saúde Gabinete Permanente de Emergências em Saúde Pública ALERTA DE EMERGÊNCIA DE SAÚDE PÚBLICA DE IMPORTÂNCIA INTERNACIONAL Ocorrências de casos humanos de influenza suína no México e EUA

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 OTIMIZAÇÃO DA EFETIVIDADE DE HEDGE NA COMPRA DE MILHO POR MEIO DE CONTRATOS FUTUROS PARA PRODUÇÃO DE BOVINOS DE CORTE RESUMO GUSTAVO DE SOUZA CAMPOS BADARÓ 1, RENATO ELIAS FONTES 2 ; TARCISIO GONÇALVES

Leia mais

OCORRÊNCIAS/ SURTOS DE DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS (DTAs) NO ESTADO DO PARANÁ BRASIL, NO PERÍODO DE 1978 A 2000

OCORRÊNCIAS/ SURTOS DE DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS (DTAs) NO ESTADO DO PARANÁ BRASIL, NO PERÍODO DE 1978 A 2000 LEVANTAMENTO Levantamento de DE dados DADOS epidemiológicos EPIDEMIOLÓGICOS relativos à ocorrências/surtos... RELATIVOS À OCORRÊNCIAS/ SURTOS DE DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS (DTAs) NO ESTADO DO PARANÁ

Leia mais

SOROPREVALÊNCIA DE Borrelia spp. EM EQUINOS DE USO MILITAR DO MUNICÍPIO DE SÃO BORJA, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

SOROPREVALÊNCIA DE Borrelia spp. EM EQUINOS DE USO MILITAR DO MUNICÍPIO DE SÃO BORJA, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SOROPREVALÊNCIA DE Borrelia spp. EM EQUINOS DE USO MILITAR DO MUNICÍPIO DE SÃO BORJA, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SEROPREVALENCE OF Borrelia spp. IN HORSES THE MILITARY USE OF SÃO BORJA COUNTY, STATE OF

Leia mais

ANÁLISE DE UM SURTO ALIMENTAR EM UM RESTAURANTE DE UM MUNICÍPIO DO PARANÁ ANALYSIS OF AN OUTBREAK IN A FOOD RESTAURANT A CITY OF PARANA RESUMO

ANÁLISE DE UM SURTO ALIMENTAR EM UM RESTAURANTE DE UM MUNICÍPIO DO PARANÁ ANALYSIS OF AN OUTBREAK IN A FOOD RESTAURANT A CITY OF PARANA RESUMO ANÁLISE DE UM SURTO ALIMENTAR EM UM RESTAURANTE DE UM MUNICÍPIO DO PARANÁ ANALYSIS OF AN OUTBREAK IN A FOOD RESTAURANT A CITY OF PARANA Danieli Cristina Manginelli Valente 1 Andrea Pissatto Peres 2 RESUMO

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. SECRÉTARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 78, DE 3 DE NOVEMBRO DE 2003 O

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. SECRÉTARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 78, DE 3 DE NOVEMBRO DE 2003 O MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. SECRÉTARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 78, DE 3 DE NOVEMBRO DE 2003 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,

Leia mais

SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS PARA A COTURNICULTURA NO BRASIL

SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS PARA A COTURNICULTURA NO BRASIL SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS PARA A COTURNICULTURA NO BRASIL Antonio Gilberto Bertechini Professor Titular-UFLA Introdução O agronegócio tem tido papel fundamental para a economia brasileira e representa

Leia mais

A Microbiologia em Sorvete - Aspectos básicos - Luana Tashima

A Microbiologia em Sorvete - Aspectos básicos - Luana Tashima A Microbiologia em Sorvete - Aspectos básicos - Luana Tashima Fispal - Sorvetes Junho/2014 2014 Centro de Tecnologia SENAI-RJ Alimentos e Bebidas Educação Profissional Curso Técnico de Alimentos Curso

Leia mais

Inovações Ambientais do

Inovações Ambientais do Inovações Ambientais do Núcleo de Inovação Soluções para um futuro melhor. Qualidade doar Qualidade da Água Qualidade do Ambiente Escritórios Bl Belo Horizonte Salvador Blumenau Apresentam excelente relação

Leia mais

Pesquisa de Salmonella spp. em frangos de corte criados em galpões climatizados de uma integração na região Oeste do Paraná 1

Pesquisa de Salmonella spp. em frangos de corte criados em galpões climatizados de uma integração na região Oeste do Paraná 1 DOI: 10.5433/1679-0359.2012v33n6p2327 Pesquisa de Salmonella spp. em frangos de corte criados em galpões climatizados de uma integração na região Oeste do Paraná 1 Detection of Salmonella spp. in broilers

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Panificação. Alimentos. Subprodutos. Introdução

PALAVRAS-CHAVE Panificação. Alimentos. Subprodutos. Introdução 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

RUI EDUARDO SALDANHA VARGAS VICE Presidente. Estimativas, Mercados e Desafios para a Exportação de Carne Suína Brasileira

RUI EDUARDO SALDANHA VARGAS VICE Presidente. Estimativas, Mercados e Desafios para a Exportação de Carne Suína Brasileira RUI EDUARDO SALDANHA VARGAS VICE Presidente Estimativas, Mercados e Desafios para a Exportação de Carne Suína Brasileira Localização da Suinocultura Norte e Nordeste Abates: 2% Exportações: 0% Matrizes

Leia mais

Agrárias (CCA) da Universidade Federal da Paraíba, Areia, PB, Brasil;

Agrárias (CCA) da Universidade Federal da Paraíba, Areia, PB, Brasil; 1 MARIA DA CONCEIÇÃO GONÇALVES MACÊDO 1, SEBASTIÃO RODRIGO DE LIMA NASCIMENTO 1, NATAN MEDEIROS GUERRA 2, ANNE CAROLINE CÂMARA DE ALMEIDA 3, LUDMILA DA PAZ GOMES DA SILVA 4. 1 Graduanda (o) em Medicina

Leia mais

Sandra Heidtmann 2010

Sandra Heidtmann 2010 Sandra Heidtmann 2010 Definições: Amostra: Pequena parte ou porção de alguma coisa que se dá para ver, provar ou analisar, a fim de que a qualidade do todo possa ser avaliada ou julgada; Coleta: Ato de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO SEAD ESCOLA DE GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ - EGEPI EDITAL Nº 01/2014

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO SEAD ESCOLA DE GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ - EGEPI EDITAL Nº 01/2014 EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU, SOB A RESPONSABILIDADE DA ESCOLA DE GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ- EGEPI, DA SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO-SEAD EM PARCERIA

Leia mais

Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária

Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária Prevenção, controle e erradicação de doenças e pragas animais e vegetais de interesse econômico e de importância para a saúde pública. Assegurar a sanidade,

Leia mais

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Resumo. Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Autor: Danilo Humberto Dias Santos Orientador: Walteno Martins Parreira Júnior Bacharelado em Engenharia da Computação

Leia mais

CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL.

CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL. Data: Junho/2005 CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL. 1. Introdução Milho e farelo de soja são os principais ingredientes utilizados na formulação de rações para

Leia mais

ROTEIRO PARA COLETA DE ALIMENTO EM CASO DE SURTOS DE DOENÇAS TRANSMITIDA POR ALIMENTO DTA

ROTEIRO PARA COLETA DE ALIMENTO EM CASO DE SURTOS DE DOENÇAS TRANSMITIDA POR ALIMENTO DTA ROTEIRO PARA COLETA DE ALIMENTO EM CASO DE SURTOS DE DOENÇAS TRANSMITIDA POR ALIMENTO DTA 1) PRIMEIRO PASSO - Recebimento da Notificação: Quando recebida a notificação de surto de DTA, deve-se notificar

Leia mais

DOENÇA PELO VÍRUS EBOLA (DVE) CIEVS/COVISA Novembro/2014

DOENÇA PELO VÍRUS EBOLA (DVE) CIEVS/COVISA Novembro/2014 DOENÇA PELO VÍRUS EBOLA (DVE) CIEVS/COVISA Novembro/2014 VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA INFORMAÇÃO MEDIDAS DE BIOSEGURANÇA Doença pelo Vírus Ebola (DVE) Descoberta: 1976 Dois focos simultâneos, emnzara, Sudão

Leia mais

Situação epidemiológica e medidas de preparação. Jarbas Barbosa da Silva Jr. Secretário de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

Situação epidemiológica e medidas de preparação. Jarbas Barbosa da Silva Jr. Secretário de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Situação epidemiológica e medidas de preparação Jarbas Barbosa da Silva Jr. Secretário de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Vírus Ebola Família Filoviridae, gênero Ebolavirus A primeira espécie de

Leia mais

AVALIAÇÃO HIGIÊNICO-SANITÁRIA DOS RESTAURANTES SELF-SERVICES

AVALIAÇÃO HIGIÊNICO-SANITÁRIA DOS RESTAURANTES SELF-SERVICES Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia. Ano 2, V. 2, Número Especial, jun, 2014. Faculdade Leão Sampaio Resumo Expandido ISSN 2317-434X AVALIAÇÃO HIGIÊNICO-SANITÁRIA DOS RESTAURANTES SELF-SERVICES

Leia mais

NOTA TÉCNICA 2. Investigação de casos de Encefalite Viral de Saint Louis, notificados no município de São José do Rio Preto SP, agosto de 2006.

NOTA TÉCNICA 2. Investigação de casos de Encefalite Viral de Saint Louis, notificados no município de São José do Rio Preto SP, agosto de 2006. SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Prof. Alexandre Vranjac NOTA TÉCNICA 2 Investigação de casos de Encefalite Viral de Saint Louis, notificados

Leia mais

Integrando Vigilância em Saúde Animal e Segurança do Alimento. Carlos Henrique Pizarro Borges DSA/SDA/Mapa

Integrando Vigilância em Saúde Animal e Segurança do Alimento. Carlos Henrique Pizarro Borges DSA/SDA/Mapa Integrando Vigilância em Saúde Animal e Segurança do Alimento Carlos Henrique Pizarro Borges DSA/SDA/Mapa Coordinating surveillance policies in animal health and food safety: from farm to fork. Scientific

Leia mais

CURSO DE MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS COM ENFASE EM BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO DE ALIMENTOS

CURSO DE MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS COM ENFASE EM BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO DE ALIMENTOS CURSO DE MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS COM ENFASE EM BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO DE ALIMENTOS TURMA: 1ª Carga Horária: 20 horas (sendo 15 horas teórico-prático e 05 horas para elaboração do manual de Boas Praticas)

Leia mais

"Análises obrigatórias para as várias fontes de abastecimento de água para o consumo"

Análises obrigatórias para as várias fontes de abastecimento de água para o consumo "Análises obrigatórias para as várias fontes de abastecimento de água para o consumo" Dr. Eneo Alves da Silva Jr. Controle Higiênico Sanitário de Alimentos CONTROLE DE ÁGUA NOS ESTABELECIMENTOS RDC 216/Anvisa

Leia mais

Comparação do ganho de peso e desempenho de bezerras alimentadas com leite de descarte e leite normal durante a fase de aleitamento

Comparação do ganho de peso e desempenho de bezerras alimentadas com leite de descarte e leite normal durante a fase de aleitamento Comparação do ganho de peso e desempenho de bezerras alimentadas com leite de descarte e leite normal durante a fase de aleitamento Vinicius Emanoel Carvalho 1, Thiago Paim Silva 1, Marco Antônio Faria

Leia mais