GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS. Prof. Walfredo Ferreira

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS. Prof. Walfredo Ferreira"

Transcrição

1 GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Prof. Walfredo Ferreira

2 Estrutura do estudo: (Onde estamos no programa?) O Ambiente dos Negócios Internacionais o Aspectos culturais dos negócios internacionais o Aspectos políticos dos negócios internacionais: sistemas políticos e legais; intervenção do Estado. o Aspectos econômicos dos negócios internacionais: a integração econômica regional; os mercados emergentes; o ambiente monetário e financeiro.

3 MAS O QUE É CULTURA? 1. É a parte do meio ambiente feita pelo homem. (Herskovits, 1955 apud Cavusgil, 2010) 2. É a programação mental coletiva das pessoas [...], o software da mente. (Hofsted, 1980 apud Cavusgil, 2010) 3. [...] refere-se aos padrões de orientação apreendidos, compartilhados e duradouros em uma sociedade. As pessoas demonstram sua cultura por meio de valores, ideias, atitudes, comportamentos e símbolos. (Cavusgil, 2010, p. 96)

4 CULTURA Pode ser entendida a partir de 3 sentidos: a) Referente ao indivíduo b) Referente a um grupo social c) Referente à sociedade Para T. S. Eliot (1988), a cultura da sociedade serve de referência para os grupos sociais, que, por consequência, interferem na cultura do indivíduo.

5 CULTURA Daí expressões... Puxa, Carlos é um sujeito tão culto! A cultura militar é bem diferente da do advogado! A força de meu país está na cultura de seu povo! A cultura Ocidental é bem diferente da Oriental.

6 CULTURA: ALGUNS DE SEUS ELEMENTOS Costumes, língua, valores, crença, religião, dança, culinária,... Sintetizando... Cultura, em linhas gerais, é o modo de viver de determinado grupo social. Lembrar da expressão: american way of life.

7 Figura: A cultura como um iceberg Composição cultural que é visível Composição cultural da qual estamos cientes Visível ou ciente Composição cultural da qual não estamos cientes Fonte: adaptado de CAVUSGIL et. al. 2010, p. 99.

8 DIMENSÕES DA CULTURA:. SUBJETIVAS VALORES, ATITUDES, MODOS, COSTUMES, ORIENTAÇÕES AOS NEGÓCIOS VERSUS AOS RELACIONAMENTOS, PERCEPÇÕES TEMPORAIS E ESPACIAIS, RELIGIÃO ETC.. OBJETIVAS INCLUI PRODUÇÕES SIMBÓLICAS E MATERIAIS, COMO FERRAMENTAS, INFRAESTRUTURAS, ARTE, MÚSICA E ARQUITETURA.

9 O AMBIENTE CULTURAL DOS NEGÓCIOS INTERNACIONAIS

10 POR QUE A CULTURA É IMPORTANTE NO CONTEXTO DOS NEGÓCIOS INTERNACIONAIS?. Desenvolvimento de produtos e serviços;. Comunicação e interação com parceiros comerciais estrangeiros. Prospecção e seleção de distribuidores e outros parceiros estrangeiros. Negociação e estruturação de investimentos internacionais. Interação com clientes atuais e potenciais no exterior. Preparação para participação de feiras de negócios no exterior. Preparação de material publicitário e promocional

11 MANEIRAS DE SE ENXERGAR A DIVERSIDADE CULTURAL Orientação etnocêntrica o gestor usa sua própria cultura como padrão de referência no julgamento das outras. Apresenta maior risco intercultural. Orientação policêntrica o gestor desenvolve grande identidade com a nação onde conduz negócios. Orientação geocêntrica o gestor compreende um negócio ou um mercado sem levar em consideração as fronteiras nacionais. É uma orientação mais globalizada.

12 . Tipos/níveis de cultura: - a cultura nacional; - a cultura profissional; e - a cultura corporativa. E a importância das socializações progressivas e de interface...

13 Figura: Cultura nacional, profissional e corporativa Fonte: DAVID, T., 1991 apud CAVUSGIL, 2010, p. 102.

14 . A LINGUAGEM COMO UMA DAS PRINCIPAIS DIMENSÕES CULTURAIS: - LINGUAGEM VERBAL - LINGUAGEM NÃO VERBAL

15 . Interpretações culturais: - metáforas culturais (stuga sueca, football, jardim japonês, cafeteria turca, kibbutz israelita, samba, tourada,...); - estereótipos (leva ao preconceito) Ex: mañana ( síndrome do amanhã latinos) - expressões idiomáticas Ex: estender o tapete vermelho ; no está el horno para bolos ; (não está na hora) uma ga au (nós nos damos bem nossos cavalos se encontram )

16 . 4 dimensões independentes da cultura nacional (Geert Hofstede, 1980) Individualismo X Coletivismo Distanciamento do poder Aversão contra incertezas Masculinidade X Feminilidade Obs: uma quinta dimensão pode ser citada a da orientação a longo prazo versus a de curto prazo.

17 METODOLOGIA DA PESQUISA DE HOFSTEDE - RESUMO Hofstede se utilizou do seguinte material e metodologia para sua pesquisa: - funcionários da IBM ( ), de diversas nacionalidades, gêneros e idades; - entre os anos de 1968 e 1972, o pesquisador coletou dados, a partir de questionários, sobre atitudes e valores; - tabulou-os e os interpretou, para, assim, chegar a esta classificação quanto às dimensões da cultura nacional.

18 CRÍTICAS À TEORIA DE HOFSTEDE: Essa teoria apresenta algumas limitações 1) Dados no período (muita coisa mudou); 2) Baseia-se em funcionários de uma única empresa; 3) Foram coletados por questionários, o que é incompatível quando se estuda o fenômeno cultura.

19 DIRETRIZES GERENCIAIS PARA O SUCESSO INTERCULTURAL Diretriz 1 Adquirir conhecimento sobre fatos e interpretações referentes à outra cultura e tentar falar sua língua. Diretriz 2 Evitar o viés cultural (causado sobretudo pela orientação etnocêntrica). Diretriz 3 Desenvolver habilidades interculturais, com ênfase na: tolerância à ambiguidade, percepção, valorização das relações pessoais, e flexibilidade/adaptabilidade.

20 Exercícios: relembrando a aprendizagem 1) Explique porque a cultura é importante nos negócios além-fronteiras. 2) Por que a linguagem é considerada uma dimensão da cultura? 3) Por que compreender os 3 tipos de cultura (nacional, profissional e corporativa) e relacioná-los - isto é, atuar de maneira eficaz quando da sobreposição dessas culturas - é importante? 4) Indique duas diretrizes gerenciais para o sucesso nos ambientes interculturais.

GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS. Prof. Walfredo Ferreira

GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS. Prof. Walfredo Ferreira GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Prof. Walfredo Ferreira Estrutura do estudo: (Onde estamos no programa?) O Ambiente dos Negócios Internacionais o Aspectos culturais dos negócios internacionais o Aspectos

Leia mais

AEDB CURSO DE ADMINISTRAÇÃO AULA 5 GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS

AEDB CURSO DE ADMINISTRAÇÃO AULA 5 GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS AEDB CURSO DE ADMINISTRAÇÃO AULA 5 GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Prof Walfredo Ferreira 1 No bimestre passado estudamos o fenômeno da globalização 2. Vimos que a globalização não é um fato isolado,

Leia mais

Resumo Psicologia MT

Resumo Psicologia MT Resumo Psicologia MT Marco Cappanari 1 MOTIVAÇÃO Hierarquia das Necessidades (Maslow) Teoria ERG (Alderfer) Teoria X (Mc Gregor) o Indolência (falta de vontade de trabalhar) > baixa produtividade > controle

Leia mais

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil. Centro Sergio Vieira de Mello

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil. Centro Sergio Vieira de Mello Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil Centro Sergio Vieira de Mello Unidade 4 Parte 3 Respeito pela Diversidade Valores Organizacionais Essenciais da ONU Integridade Profissionalismo Respeito pela

Leia mais

PLANO DE CURSO. ENSINO: Ensino Religioso ANO: 2016 PROFESSOR (A): Elâine Cristina Bento

PLANO DE CURSO. ENSINO: Ensino Religioso ANO: 2016 PROFESSOR (A): Elâine Cristina Bento Escola Estadual Virgínio Perillo venida José Bernardes Maciel, 471 Marília, Lagoa da Prata-MG Fone: (37) 3261-3222 E-mail: escolavirginioperillo@gmail.com PLNO DE CURSO ENSINO: Ensino Religioso NO: 2016

Leia mais

Melhoria da Gestão e da Produtividade das Organizações e a Sua Internacionalização

Melhoria da Gestão e da Produtividade das Organizações e a Sua Internacionalização ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários - 22-07-2016 Sessão de apresentação do projeto Improve It Melhoria da Gestão e da Produtividade das Organizações e a Sua Internacionalização Preparação

Leia mais

Unidade I APRENDIZADO ORGANIZACIONAL. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro

Unidade I APRENDIZADO ORGANIZACIONAL. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro Unidade I APRENDIZADO ORGANIZACIONAL Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro Itens de Estudo 1. O que significa aprender? 2. O tempo da aprendizagem 3. O Conhecimento formal 4. Aprender individual Questão

Leia mais

Sumário Uma introdução à entrevista... 1 O processo de comunicação interpessoal... 16

Sumário Uma introdução à entrevista... 1 O processo de comunicação interpessoal... 16 1 Uma introdução à entrevista... 1 Características fundamentais das entrevistas... 1 Duas partes... 1 Objetivo... 1 Interacional... 2 Perguntas... 2 Exercício nº 1 O que é e o que não é uma entrevista?...

Leia mais

PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015

PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015 PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015 TURMA: Nível 1 PERÍODO: 23/02 a 22/05 DISCIPLINA/PROFESSOR/A OBJETIVO CONTEÚDOS Viviane Bhoes Identidade e Autonomia * Reconhecer colegas e professores pelo nome; * Ampliar

Leia mais

Língua Inglesa e Formação Cidadã

Língua Inglesa e Formação Cidadã Língua Inglesa e Formação Cidadã Selma Moura selma.a.moura@gmail.com IEL-Unicamp / CNPq www.educacaobilingue.com II Simpósio de Práticas Pedagógicas do programa Linguagens e Educação, PUC-Campinas, 06/10/2011

Leia mais

AEDB Gestão de Negócios Internacionais

AEDB Gestão de Negócios Internacionais AEDB Gestão de Negócios Internacionais Tema: Marketing Internacional SUMÁRIO Marketing na Empresa Global Prof. Walfredo Ferreira o Estratégia de marketing global o Padronização e adaptação do programa

Leia mais

EXCELÊNCIA. "Modelar desempenho bem-sucedido leva à excelência."

EXCELÊNCIA. Modelar desempenho bem-sucedido leva à excelência. APRESENTAÇÃO O Instituto VOCÊ foi idealizado em 1996 por Bento Augusto, com o objetivo de levar o conhecimento de técnicas da Programação Neurolinguística (PNL) ao maior número de pessoas, para que elas

Leia mais

Clima e Socialização organizacional

Clima e Socialização organizacional Função Aplicação de pessoas: Clima e Socialização organizacional Livros: CHIAVENATO, Gestão de pessoas TACHIZAMA, et al. Material na xerox (pg.240-255) SOCIALIZAÇÃO ORGANIZACIONAL É a maneira pela qual

Leia mais

Perspectivas da Gestão Estratégica de Pessoas para as Organizações Públicas

Perspectivas da Gestão Estratégica de Pessoas para as Organizações Públicas Perspectivas da Gestão Estratégica de Pessoas para as Organizações Públicas Aleksandra Pereira dos Santos Doutora em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações UnB Coordenadora-Geral de RH Previc

Leia mais

MÚSICA COMO INSTRUMENTO PSICOPEDAGÓGICO PARA INTERVENÇÃO COGNITIVA. Fabiano Silva Cruz Educador Musical/ Psicopedagogo

MÚSICA COMO INSTRUMENTO PSICOPEDAGÓGICO PARA INTERVENÇÃO COGNITIVA. Fabiano Silva Cruz Educador Musical/ Psicopedagogo MÚSICA COMO INSTRUMENTO PSICOPEDAGÓGICO PARA INTERVENÇÃO COGNITIVA Fabiano Silva Cruz Educador Musical/ Psicopedagogo (gravewild@yahoo.com.br) APRESENTAÇÃO Fabiano Silva Cruz Graduado em composição e arranjo

Leia mais

Capítulo 11. Comunicação Pearson. Todos os direitos reservados.

Capítulo 11. Comunicação Pearson. Todos os direitos reservados. Capítulo 11 Comunicação slide 1 Objetivos de aprendizagem Identificar as principais funções da comunicação. Descrever o processo de comunicação e distinguir entre comunicação formal e informal. Comparar

Leia mais

Política de Direitos Humanos

Política de Direitos Humanos Política de Direitos Humanos Publicada em 23/11/2016 Resumo do documento: Esta política descreve as regras e diretrizes gerais da atuação dos funcionários do Banco para garantir a proteção e preservação

Leia mais

AEDB Gestão de Negócios Internacionais. 4º Bimestre. Prof. Walfredo Ferreira

AEDB Gestão de Negócios Internacionais. 4º Bimestre. Prof. Walfredo Ferreira AEDB Gestão de Negócios Internacionais 4º Bimestre Prof. Walfredo Ferreira Trabalho para a avaliação do 4º bimestre 1) Valor: até 10,0 pontos - parte escrita até 5,0 pontos e apresentação oral até 5,0

Leia mais

As descobertas da primeira infância

As descobertas da primeira infância As descobertas da primeira infância Uma característica natural dos seres humanos é o prazer pela descoberta. Ao nos depararmos com o novo, imediatamente sentimos o desejo de nos apropriarmos da novidade,

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Administração

Ementário do Curso Técnico em Administração Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Direção de Ensino Campus Nilo Peçanha, Pinheiral

Leia mais

Módulo A Administração global de Recursos Humanos

Módulo A Administração global de Recursos Humanos Módulo A Administração global de Recursos Humanos slide 1 Objetivos de aprendizagem 1. RH e a internacionalização dos negócios. 2. Melhorias das missões internacionais por meio da seleção. 3. Formação

Leia mais

TESE DE DOUTORADO MEMÓRIAS DE ANGOLA E VIVÊNCIAS NO BRASIL: EDUCAÇÃO E DIVERSIDADES ÉTNICA E RACIAL

TESE DE DOUTORADO MEMÓRIAS DE ANGOLA E VIVÊNCIAS NO BRASIL: EDUCAÇÃO E DIVERSIDADES ÉTNICA E RACIAL TESE DE DOUTORADO MEMÓRIAS DE ANGOLA E VIVÊNCIAS NO BRASIL: EDUCAÇÃO E DIVERSIDADES ÉTNICA E RACIAL Marciele Nazaré Coelho Orientadora: Profa. Dra. Roseli Rodrigues de Mello Por: Adriana Marigo Francisca

Leia mais

WEBINAR ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO E CRIATIVIDADE PARA OS NEGÓCIOS

WEBINAR ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO E CRIATIVIDADE PARA OS NEGÓCIOS WEBINAR ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO E CRIATIVIDADE PARA OS NEGÓCIOS O QUE VOCÊ VAI APRENDER 1. Os desafios da comunicação integrada nas empresas 2. Como ativamos o lado criativo da mente 3. Comunicação

Leia mais

Em busca da Felicidade E.E. Profª Irene Ribeiro

Em busca da Felicidade E.E. Profª Irene Ribeiro Em busca da Felicidade E.E. Profª Irene Ribeiro Professor(es) Apresentador(es): Tatiana Yukie Nakamoto Elenice Fernandes Realização: Foco do Projeto A cultura circense foi trazida para o contexto escolar

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST TRANSPORTE TERRESTRE

EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST TRANSPORTE TERRESTRE EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST TRANSPORTE TERRESTRE Evolução Histórica Do Trânsito Ementa: O trânsito como um processo histórico-social, envolvendo as relações estabelecidas entre homem e espaço, bem

Leia mais

Dec. nº 4.339, de 22/08/2002

Dec. nº 4.339, de 22/08/2002 POLÍTICA NACIONAL DA BIODIVERSIDADE Dec. nº 4.339, de 22/08/2002 Os princípios estabelecidos na PNBio (20 ao todo) derivam, basicamente, daqueles estabelecidos na Convenção sobre Diversidade Biológica

Leia mais

BIOLOGIA CIÊNCIA - TEORIA

BIOLOGIA CIÊNCIA - TEORIA SUGESTÃO DE TABELA PARA CLASSIFICAÇÃO DOS ACERVOS DAS SALAS DE LEITURA ÁREA (ESTANTE) CATEGORIA (PRATELEIRA) ETIQUETA OBRAS DE REFERÊNCIA REFERÊNCIA R - ATLAS R - DICIONÁRIO R - ENCICLOPÉDIA R - GUIA ASTRONOMIA

Leia mais

A ESCOLA PÚBLICA E AS PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES NO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO RELIGIOSO PROMOVENDO A DIVERSIDADE COMO ATITUDE EMANCIPADORA

A ESCOLA PÚBLICA E AS PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES NO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO RELIGIOSO PROMOVENDO A DIVERSIDADE COMO ATITUDE EMANCIPADORA A ESCOLA PÚBLICA E AS PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES NO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO RELIGIOSO PROMOVENDO A DIVERSIDADE COMO ATITUDE EMANCIPADORA Currículo e Educação Básica Apresentadora: Cristiane Méri

Leia mais

QUADRO DE DISCIPLINAS

QUADRO DE DISCIPLINAS QUADRO DE DISCIPLINAS Disciplinas 1 Horas- Aula 2 1. Fundamentos do Gerenciamento de Projetos 24 2. Gerenciamento do Escopo em Projetos 24 3. Gerenciamento da Qualidade em Projetos 12 4. Gerenciamento

Leia mais

introdução ao marketing - gestão do design

introdução ao marketing - gestão do design introdução ao marketing - gestão do design Universidade Presbiteriana Mackenzie curso desenho industrial 3 pp e pv profa. dra. teresa riccetti Fevereiro 2009 A gestão de design, o management design, é

Leia mais

A TEORIA SÓCIO-CULTURAL DA APRENDIZAGEM E DO ENSINO. Leon S. Vygotsky ( )

A TEORIA SÓCIO-CULTURAL DA APRENDIZAGEM E DO ENSINO. Leon S. Vygotsky ( ) A TEORIA SÓCIO-CULTURAL DA APRENDIZAGEM E DO ENSINO Leon S. Vygotsky (1896-1934) O CONTEXTO DA OBRA - Viveu na União Soviética saída da Revolução Comunista de 1917 - Materialismo marxista - Desejava reescrever

Leia mais

ROTEIRO DA AVALIAÇÃO DIFERENCIADA PARCIAL 2 / 3º TRIMESTRE - 3º ANO CIÊNCIAS E MATEMÁTICA

ROTEIRO DA AVALIAÇÃO DIFERENCIADA PARCIAL 2 / 3º TRIMESTRE - 3º ANO CIÊNCIAS E MATEMÁTICA ROTEIRO DA AVALIAÇÃO DIFERENCIADA PARCIAL 2 / 3º TRIMESTRE - 3º ANO CIÊNCIAS E MATEMÁTICA 1. APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA DE AVALIAÇÃO DIFERENCIADA: No dia a dia das pessoas, observa-se cada vez mais uma maior

Leia mais

Cultura Organizacional

Cultura Organizacional Cultura Organizacional Curso de Especialização em Gestão da Comunicação Organizacional e Relações Públicas ECA/USP A tradição antropológica Sistemas Simbólicos Antropologia Social Antropologia Cultural

Leia mais

Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos

Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos Sugestões pedagógicas para orientar a leitura dos livros da Biblioteca Digital Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos Atividades para trabalhar os temas: Tolerância intercultural

Leia mais

Wilza Carla Spiri TRABALHO EM EQUIPE E PROCESSO GRUPAL GERENCIAMENTO DE CONFLITOS E NEGOCIAÇÃO

Wilza Carla Spiri TRABALHO EM EQUIPE E PROCESSO GRUPAL GERENCIAMENTO DE CONFLITOS E NEGOCIAÇÃO TRABALHO EM EQUIPE E PROCESSO GRUPAL GERENCIAMENTO DE CONFLITOS E NEGOCIAÇÃO O TRABALHO EM SAÚDE Engloba inúmeras ações de que podem ser executadas parceladamente ou integradamente Wilza Carla Spiri EQUIPE

Leia mais

Comunidades de Prática ou Comunidades de Aprendizagem? Adelina Silva Janeiro/2008 Universidade Aberta

Comunidades de Prática ou Comunidades de Aprendizagem? Adelina Silva Janeiro/2008 Universidade Aberta Comunidades de Prática ou Comunidades de Aprendizagem? Adelina Silva Janeiro/2008 Universidade Aberta 2 O que mudou? Organização Humana Organização Empresarial Computadores Aprendizagem Comunidade em rede

Leia mais

Investimento na Infraestrutura Para Impulsionar a Resiliência e Reequilibrar o Crescimento Econômico

Investimento na Infraestrutura Para Impulsionar a Resiliência e Reequilibrar o Crescimento Econômico Investimento na Infraestrutura Para Impulsionar a Resiliência e Reequilibrar o Crescimento Econômico Inversión en Infraestructura Para Impulsar la Resiliencia y Re-equilibrar el Crecimiento Económico O

Leia mais

IF Baiano / Campus Catu Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

IF Baiano / Campus Catu Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas IF Baiano / Campus Catu Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Seminário Interno. Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes Objetivos do ENADE Sobre a Prova 2017 Importância do

Leia mais

Título: Curso de Difusão da Cultura Hispânica e da Língua Espanhola. Unidade: Faculdade de Ciências e Tecnologia FCT-CLAE-PROEX

Título: Curso de Difusão da Cultura Hispânica e da Língua Espanhola. Unidade: Faculdade de Ciências e Tecnologia FCT-CLAE-PROEX Título: Curso de Difusão da Cultura Hispânica e da Língua Espanhola Unidade: FCT-CLAE-PROEX Instituição: Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Início do Curso: Término do Curso: Período

Leia mais

1.1. Creche Objectivos gerais

1.1. Creche Objectivos gerais 1.1. Creche 1.1.1. Objectivos gerais Os processos de ensino e aprendizagem deverão contribuir nesta primeira etapa da Educação para a Infância, para que as crianças alcancem os seguintes objectivos: -

Leia mais

Ementas. Certificate in Business Administration CBA

Ementas. Certificate in Business Administration CBA Ementas Certificate in Business Administration CBA Agosto 2012 Módulo Fundamental Administração Financeira EMENTA: Disciplina desenvolve a capacidade de contribuição para as decisões gerenciais aplicando

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Campus: Teresópolis Missão A missão do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da Universidade Estácio

Leia mais

Interculturalidade no ensino de línguas: uma análise do programa inglês sem fronteiras

Interculturalidade no ensino de línguas: uma análise do programa inglês sem fronteiras Interculturalidade no ensino de línguas: uma análise do programa inglês sem fronteiras Prof.Dra.Giselda Costa - giseldacosta@ifpi.edu.br Profa.Ms. Selma Cardoso selmacardoso@ifpi.edu.br Percurso da Apresentação

Leia mais

OS HEMISFÉRIOS CEREBRAIS

OS HEMISFÉRIOS CEREBRAIS OS HEMISFÉRIOS CEREBRAIS UMA COMPARAÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS DE CADA HEMISFÉRIO esquerdo Verbal: usa palavras para nomear, descrever e definir; Analítico: decifra as coisas de maneira sequencial e por partes;

Leia mais

PSICOPEDAGOGIA,INCLUSÃO E O ATENDIMENTO A PESSOA COM AUTISMO

PSICOPEDAGOGIA,INCLUSÃO E O ATENDIMENTO A PESSOA COM AUTISMO PSICOPEDAGOGIA,INCLUSÃO E O ATENDIMENTO A PESSOA COM AUTISMO VALERIA OLIVEIRA PSICOPEDAGOGA, PSICANALISTA ORIENTADORA EDUCACIONAL ESPECIALISTA EM NEUROPSICOPEDAGOGIA E EDUCAÇÃO ESPECIAL INCLUSIVA. PÓS

Leia mais

ELEMENTOS DE TEXTUALIDADE

ELEMENTOS DE TEXTUALIDADE ELEMENTOS DE TEXTUALIDADE NOÇÃO DE TEXTO Texto ou discurso é uma ocorrência linguística falada ou escrita, de qualquer extensão. Para ser considerada um texto, uma ocorrência linguística precisa ser percebida

Leia mais

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André Objetivos Gerais: Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André # Promover as competências necessárias para as práticas de leitura e escrita autônomas

Leia mais

G-1 Questões de (Sacerdócio) Moralidade. Apresentada pelo Centro de Missão do Canadá Oriental

G-1 Questões de (Sacerdócio) Moralidade. Apresentada pelo Centro de Missão do Canadá Oriental G-1 Questões de (Sacerdócio) Moralidade Apresentada pelo Centro de Missão do Canadá Oriental Resumo: Esta resolução recomendaria a Primeira Presidência que considere revisar a política da Igreja Mundial,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PUBLICIDADE E PROPAGANGA

EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PUBLICIDADE E PROPAGANGA EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PUBLICIDADE E PROPAGANGA 1) ASSESSORIA E CONSULTORIA EM COMUNICAÇÃO O mapeamento do campo de atuação em assessoria e consultoria em comunicação, baseado na

Leia mais

Seminário GVcev Recursos Humanos no Varejo. Cultura e Clima Organizacional Patrícia Tavares

Seminário GVcev Recursos Humanos no Varejo. Cultura e Clima Organizacional Patrícia Tavares Seminário GVcev Recursos Humanos no Varejo Cultura e Clima Organizacional Patrícia Tavares Agenda Cultura e Identidade Cultura e Clima Organizacional Construção e Mudança O que é Cultura? Uma definição

Leia mais

PLANIFICAÇÃO Dezembro 2016 Da minha Escola viajo pelo Mundo

PLANIFICAÇÃO Dezembro 2016 Da minha Escola viajo pelo Mundo PLANIFICAÇÃO Dezembro 2016 Da minha Escola viajo pelo Mundo Jardim de Infância do Ingote através do etwinning Áreas de Conteúdo Objetivos Estratégias/Atividades Sim Avaliação Não Formação Pessoal E Social

Leia mais

Colégio Valsassina. Modelo pedagógico do jardim de infância

Colégio Valsassina. Modelo pedagógico do jardim de infância Colégio Valsassina Modelo pedagógico do jardim de infância Educação emocional Aprendizagem pela experimentação Educação para a ciência Fatores múltiplos da inteligência Plano anual de expressão plástica

Leia mais

BUSINESS. Practitioner. Curso de formação. Estratégias fundamentais para desenvolver habilidades essenciais nas relações organizacionais.

BUSINESS. Practitioner. Curso de formação. Estratégias fundamentais para desenvolver habilidades essenciais nas relações organizacionais. 1 Curso de formação BUSINESS Practitioner Estratégias fundamentais para desenvolver habilidades essenciais nas relações organizacionais. 2 03 Onde Nasceu a PNL 04 O que é Programação Neurolingistica 05

Leia mais

CURSO: ADMINISTRAÇÃO

CURSO: ADMINISTRAÇÃO CURSO: ADMINISTRAÇÃO EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: MATEMÁTICA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO Equações do primeiro e segundo graus com problemas. Problemas aplicando sistemas; sistemas com três incógnitas

Leia mais

SDE0183 TEORIA E PRÁTICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA ADAPTADA Aula 4: Atividade Motora Adaptada as PcD s Visuais. continuação

SDE0183 TEORIA E PRÁTICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA ADAPTADA Aula 4: Atividade Motora Adaptada as PcD s Visuais. continuação SDE0183 TEORIA E PRÁTICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA ADAPTADA Aula 4: Atividade Motora Adaptada as PcD s Visuais continuação Objetivos desta aula: 1. Conhecer e aplicar a classificação das DV s em relação ao nível

Leia mais

ANEXO I - DEFICIENCIA INTELECTUAL- AVALIAÇÃO INICIAL

ANEXO I - DEFICIENCIA INTELECTUAL- AVALIAÇÃO INICIAL ANEXO I - DEFICIENCIA INTELECTUAL- AVALIAÇÃO INICIAL I- Dados Gerais 1- Mês e Ano: /. 2-Nome do aluno: 3- Data de nascimento: / /. 4- Endereço residencial: 5- Telefone de contato da família: / / 6- Escola:

Leia mais

3ª Priscila Marra. 1ª Série E.M.

3ª Priscila Marra. 1ª Série E.M. Artes 3ª Priscila Marra 1ª Série E.M. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade COMPETÊNCIA 1 Compreender que a arte é uma linguagem que propicia o desenvolvimento da expressão, do senso crítico, estético,

Leia mais

Conceitos e Teorias de Cultura. for AFS & Friends. ...para o AFS e amigos do AFS

Conceitos e Teorias de Cultura. for AFS & Friends. ...para o AFS e amigos do AFS Conceitos e Teorias de Cultura...para o AFS e amigos do AFS Ilustração por Kevin Cornell A história é chamada de O homem cego e o elefante, originalmente desenvolvido no sul da Ásia, seis homens cegos

Leia mais

Pesquisas Institucionais. uma forma científica de conhecer o público interno

Pesquisas Institucionais. uma forma científica de conhecer o público interno uma forma científica de conhecer o público interno Comunicação Interna Fluxos de Comunicação Chefe Subchefes Sub-sub Front office D e s c e n d e n t e A s c e n d e n t e 2 Conceito Identificação, coleta

Leia mais

Agenda. Relembrando as Diretrizes Plataforma da Marca Workshop Arquitetura de Marcas e Posicionamento

Agenda. Relembrando as Diretrizes Plataforma da Marca Workshop Arquitetura de Marcas e Posicionamento Agenda Relembrando as Diretrizes Plataforma da Marca Workshop Arquitetura de Marcas e Posicionamento Branding para a Eletrobrás por onde passamos: Reunião de kickoff Entrevistas com executivos da Eletrobrás

Leia mais

Capítulo 6 Seleção de funcionários

Capítulo 6 Seleção de funcionários Capítulo 6 Seleção de funcionários slide 1 Objetivos de aprendizagem 1. Definir os conceitos básicos de testes, incluindo legitimidade e confiabilidade. 2. Discutir, pelo menos, quatro tipos básicos de

Leia mais

Bruner. Psicologia da aprendizagem

Bruner. Psicologia da aprendizagem Bruner Psicologia da aprendizagem Biografia Psicólogo americano, nasceu em Nova Iorque em 1915. Graduou-se na Universidade de Duke em 1937. Depois foi para Harvard, onde em 1941 doutorou-se em Psicologia.

Leia mais

Engenharia de Software 2006/2007

Engenharia de Software 2006/2007 Instituto Superior Técnico Engenharia de Software 2006/2007 Segundo Teste (perguntas 5-10, 70 minutos) Primeiro Exame (perguntas 1-10, 120 minutos) 29/6/2007 Nome: Número: Escreva o seu número em todas

Leia mais

BERÇARISTA. CURSO 180h: CURSO 260h:

BERÇARISTA. CURSO 180h: CURSO 260h: ARTES ENSINO FUNDAMENTAL Histórico do ensino da arte no brasil. Educação por meio da arte. Histórico do ensino da arte no brasil. Educação por meio da arte. Artes e educação, concepções teóricas. Histórico

Leia mais

Desenvolvimento Organizacional. Cultura e Clima Organizacional

Desenvolvimento Organizacional. Cultura e Clima Organizacional Cultura e Clima Organizacional Atualizado em 01/03/2016 OBJETIVO: Compreender as implicações das novas configurações e alternativas que permeiam o trabalho no mundo contemporâneo; Compreender e analisar

Leia mais

Nota: Este enunciado tem 6 páginas. A cotação de cada pergunta encontra- se no início de cada grupo.

Nota: Este enunciado tem 6 páginas. A cotação de cada pergunta encontra- se no início de cada grupo. PROVA PARA AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS 2014/2015 Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Licenciatura em Psicologia Componente Específica de Psicologia

Leia mais

3. O Framework é um manual/guia de como elaborar o relato integrado? Justifique.

3. O Framework é um manual/guia de como elaborar o relato integrado? Justifique. Questões Relato Integrado 1. O que é A4S? De que forma essa organização influenciou a criação do relato integrado. A4S é o projeto do príncipe de Gales Accounting for Sustainability, foi a organização

Leia mais

AEDB Gestão de Negócios Internacionais

AEDB Gestão de Negócios Internacionais AEDB Gestão de Negócios Internacionais Tema: Marketing Internacional SUMÁRIO Marketing na Empresa Global Prof. Walfredo Ferreira o Estratégia de marketing global o Padronização e adaptação do programa

Leia mais

São Paulo, SP, 13 de Março de Eugenio do Carvalhal, MSc

São Paulo, SP, 13 de Março de Eugenio do Carvalhal, MSc São Paulo, SP, 13 de Março de 2015 Workshop de Negociação Coletiva Objetivos Promover o intercâmbio de informações entre os Negociadores dos Sindicatos integrados ao Sistema Confederativo da Representação

Leia mais

10/05/2016 GPIII 1. Tópicos

10/05/2016 GPIII 1. Tópicos Tópicos pg 1.Conceitos 2 2.Objetivos 3 3.Gestão de Desempenho 5 4.Métodos 6 5.Modernização dos Métodos 11 6.Os 7 Erros 14 7.Exercícios 17 8.Bibliografia 18 Método de identificação e mensuração das ações

Leia mais

Sumário. parte um INTRODUÇÃO. parte dois COMPORTAMENTO E PROCESSOS INDIVIDUAIS. Capítulo 1 Introdução ao campo do comportamento organizacional...

Sumário. parte um INTRODUÇÃO. parte dois COMPORTAMENTO E PROCESSOS INDIVIDUAIS. Capítulo 1 Introdução ao campo do comportamento organizacional... Sumário parte um INTRODUÇÃO Capítulo 1 Introdução ao campo do comportamento organizacional... 3 BEM VINDO AO CAMPO DO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL!... 4 o CAMPO DO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL... 4 Por

Leia mais

CURSO AUXILIAR ADMINISTRATIVO

CURSO AUXILIAR ADMINISTRATIVO CURSO AUXILIAR ADMINISTRATIVO ACOLHIMENTO ESP. NOELIA DUERA APRESENTAÇÃO QUEM É VOCÊ? CONSTRUÇÃO DA MINHA TRAJETÓRIA PESSOAL FAMÍLIA EDUCAÇÃO CRENÇA CULTURA EU AMIGOS TRABALHO PROFISSÃO NASCIMENTO NOME

Leia mais

1.1 Os temas e as questões de pesquisa. Introdução

1.1 Os temas e as questões de pesquisa. Introdução 1 Introdução Um estudo de doutorado é, a meu ver, um caso de amor, e em minha vida sempre houve duas grandes paixões imagens e palavras. Escolhi iniciar minha tese com o poema apresentado na epígrafe porque

Leia mais

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Estudo da história geral da Educação e da Pedagogia, enfatizando a educação brasileira. Políticas ao longo da história engendradas

Leia mais

Componente Curricular: Gestão de Pessoas. Pré-requisito: -----

Componente Curricular: Gestão de Pessoas. Pré-requisito: ----- C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 Componente Curricular: Gestão de Pessoas Código: ENGP - 599 Pré-requisito: ----- Período

Leia mais

Da Globalização à Glocalização: Repensando a interculturalidade no ensino da língua inglesa

Da Globalização à Glocalização: Repensando a interculturalidade no ensino da língua inglesa Da Globalização à Glocalização: Repensando a interculturalidade no ensino da língua inglesa Giselda dos Santos Costa E.mail- giseldacosta@ifpi.edu.br Objetivos Apresentar exemplos de experiências interculturais

Leia mais

Projeto de Pesquisa para mapear o perfil da oferta e demanda de qualificação profissional em tecnologia da informação em Recife

Projeto de Pesquisa para mapear o perfil da oferta e demanda de qualificação profissional em tecnologia da informação em Recife Projeto de Pesquisa para mapear o perfil da oferta e demanda de qualificação profissional em tecnologia da informação em Recife Relatório com os resultados Empresas OUTUBRO DE 2015 www.datametrica.com.br

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 3. Comunicação. Contextualização. Motivação dos Talentos Humanos. Instrumentalização

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 3. Comunicação. Contextualização. Motivação dos Talentos Humanos. Instrumentalização Gestão de Recursos Humanos Aula 3 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Comunicação nas empresas Motivação dos talentos humanos Comunicação Processo de comunicação Contextualização Barreiras

Leia mais

AULA Nº 2 METODOLOGIA CIENTÍFICA A NATUREZA DO CONHECIMENTO: TIPOS DE CONHECIMENTO. Prof. MSc. Fernando Soares da Rocha Júnior

AULA Nº 2 METODOLOGIA CIENTÍFICA A NATUREZA DO CONHECIMENTO: TIPOS DE CONHECIMENTO. Prof. MSc. Fernando Soares da Rocha Júnior AULA Nº 2 METODOLOGIA CIENTÍFICA A NATUREZA DO CONHECIMENTO: TIPOS DE CONHECIMENTO Prof. MSc. Fernando Soares da Rocha Júnior 1 AGENDA DA AULA Tipos de conhecimento; Conhecimento Empírico; Conhecimento

Leia mais

FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I DESAFIO DO DIA ARTES. Conteúdo: Danças Folclóricas brasileiras.

FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I DESAFIO DO DIA ARTES. Conteúdo: Danças Folclóricas brasileiras. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA INTERATIVA I Conteúdo: Danças Folclóricas brasileiras. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA INTERATIVA I Habilidades:

Leia mais

Sistemas Multi-agentes

Sistemas Multi-agentes Sistemas Multi-agentes! Projeto dos agentes «O problema é resolvido por um conjunto de agentes, fisicamente distribuídos em diversas máquinas conectadas. «Os agentes são concebidos para solucionar um problema

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE

CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO AULA LEITURA LEITURA QUESTÕES REVISÃO 1 Linguagem: como instrumento de ação e interação presente

Leia mais

Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas

Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE CURSO Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas 1. Perfil do

Leia mais

A Promoção do Brasil como destino de Turismo Cultural no Mercado Internacional

A Promoção do Brasil como destino de Turismo Cultural no Mercado Internacional A Promoção do Brasil como destino de Turismo Cultural no Mercado Internacional 2º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial São Luís, 24 a 27/02/2016 A EMBRATUR Missão

Leia mais

PROPOSTA CURRICULAR PARA O 1º SEGMENTO Aprimoramento da Leitura e da Escrita (3ª Fase)

PROPOSTA CURRICULAR PARA O 1º SEGMENTO Aprimoramento da Leitura e da Escrita (3ª Fase) PREFEITURA MUNICIPAL DE IPATINGA ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO/SEÇÃO DE ENSINO NÃO FORMAL CENFOP Centro de Formação Pedagógica PROPOSTA CURRICULAR PARA

Leia mais

Prof. Orlando Strambi

Prof. Orlando Strambi Prof. Orlando Strambi Disponibilidade de horários extra-aula para pesquisa em campo Disponibilidade de estender o horário de algumas aulas Controle de frequência rigoroso Subs, nem pensar... Expectativa

Leia mais

Início da aprendizagem bilíngue 2 professoras em sala - línguas alemã e portuguesa

Início da aprendizagem bilíngue 2 professoras em sala - línguas alemã e portuguesa 2014-2027 Nós preparamos os alunos para a vida em uma sociedade globalizada, caracterizada pela competitividade. O ensino de línguas e o encontro com outras culturas, principalmente a divulgação da língua

Leia mais

UFABC: Bolsa Moradia

UFABC: Bolsa Moradia FONAPRACE Sudeste Diferentes modalidades de moradia estudantil Unifesp 30/8/2011 Pró-reitor Pro. Dr. Joel Felipe : Bolsa Moradia FERNANDES, A. V.. Campus e o meio urbano universitário. CJ. Arquitetura,

Leia mais

Desenvolvimento e uso de materiais didáticos no ensino da matemática

Desenvolvimento e uso de materiais didáticos no ensino da matemática Desenvolvimento e uso de materiais didáticos no ensino da matemática Autores: Rômulo Marinho do Rêgo e Rogéria Gaudencio do Rêgo Acadêmica: Cristilaine Alves Hendz O que buscam: Lepac e CCEN/UFPb A construção

Leia mais

RELATÓRIO FINAL - INDICADORES - ESTUDANTES MEDICINA - SÃO CARLOS. Quadro 1: Resultados dos Indicadores para o curso de Medicina - Campus São Carlos

RELATÓRIO FINAL - INDICADORES - ESTUDANTES MEDICINA - SÃO CARLOS. Quadro 1: Resultados dos Indicadores para o curso de Medicina - Campus São Carlos RELATÓRIO FINAL - INDICADORES - ESTUDANTES MEDICINA - SÃO CARLOS Quadro 1: Resultados dos Indicadores para o curso de Medicina - Campus São Carlos INDICADOR CLASSIFICAÇÃO ÍNDICE DE AVALIAÇÃO GERAL SATISFAÇÃO

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Na folha de respostas, indique de forma legível a versão da prova (Versão 1 ou Versão 2).

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Na folha de respostas, indique de forma legível a versão da prova (Versão 1 ou Versão 2). EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/2.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

MARKETING INTERNACIONAL

MARKETING INTERNACIONAL MARKETING INTERNACIONAL Aula 05 Marketing Internacional e Global objetivos, funções, gráficos. E-mail: frentzen@labmundo.org MARKETING INTERNACIONAL Processo que visa otimizar os recursos e focar os objetivos

Leia mais

CAMINHOS DA INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA GAÚCHA PRONEX PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA

CAMINHOS DA INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA GAÚCHA PRONEX PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA Dado que as atividades de inovação podem estar tanto reunidas como espalhadas pelas mais diversas áreas da empresa, concentramos nossa atenção em quatro áreas: (1) Desenvolvimento, (2) Operações, (3) Administração,

Leia mais

Como otimizar o ROI em treinamento de idiomas in-company

Como otimizar o ROI em treinamento de idiomas in-company Como otimizar o ROI em treinamento de idiomas in-company Introdução A maioria das empresas trata o treinamento de idiomas in-company não apenas como benefício, mas sim como um programa que terá a medição

Leia mais

Pensamento e linguagem

Pensamento e linguagem Pensamento e linguagem Função da linguagem Comunicar o pensamento É universal (há situações que nem todos sabem fazer), mas todos se comunicam Comunicação verbal Transmissão da informação Características

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAÍNA COLÉGIO ESTADUAL LEOPOLDO DE BULHÕES EQUIPE DE APOIO

ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAÍNA COLÉGIO ESTADUAL LEOPOLDO DE BULHÕES EQUIPE DE APOIO FESTIVAL DE ARTES A CULTURA E NÓS DO COLÉGIO ESTADUAL LEOPOLDO DE BULHÕES. APRESENTAÇÃO O festival de artes A Cultura e Nós é uma iniciativa do Colégio Estadual Leopoldo de Bulhões, em parceria com as

Leia mais

A Cultura da Equipe: Fator Crítico de Sucesso. Rackel Valadares OpenText Maio/2016

A Cultura da Equipe: Fator Crítico de Sucesso. Rackel Valadares OpenText Maio/2016 A Cultura da Equipe: Fator Crítico de Sucesso Rackel Valadares OpenText Maio/2016 O que é Cultura Organizacional? Cultura Organizacional a) É o que dá as pessoas um senso de como se comportar e o que convém

Leia mais

A era da informação - Naldo -

A era da informação - Naldo - A era da informação - Naldo - A Era tecnológica " Á medida que os seres humanos se confundem cada vez mais com a tecnologia e uns com os outros através da tecnologia, as velhas distinções entre o que é

Leia mais

inglês Material de divulgação Comparativos Curriculares SM língua estrangeira moderna ensino médio

inglês Material de divulgação Comparativos Curriculares SM língua estrangeira moderna ensino médio Material de divulgação de Edições SM língua estrangeira moderna Comparativos Curriculares SM ensino médio A coleção Alive High Língua Estrangeira Moderna Inglês e o currículo do Estado de São Paulo Apresentação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE Informação Prova de Equivalência à Frequência 3º Ciclo do Ensino Básico 2015/2016 Alunos com Necessidades Educativas Especiais Inglês Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5

Leia mais