1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador"

Transcrição

1 Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Apostila do Orientador

2 Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza Jesus Medeiros Claudeci Costa Nobre Leonardo Araújo Apostila preparada pelo Prof. Leonardo Araújo

3 Data: / / Aula No 01: Duração da aula: 01 hora: Nº de : 08 UNIDADE DIDÁTICA: O QUE SÃO NARRATIVAS BIBLICAS? Objetivos Conteúdos Nº de Desenvolvimento metodológico 1. Levar o aluno a 1. O que são ser capaz de definir o narrativas? que são narrativas bíblicas. 2. Fazer com que o aluno seja capaz de identificar alguns livros da Bíblia que estão em forma de 2. Alguns exemplos de narrativas bíblicas Conversar com os alunos sobre os vários gêneros de narrativas que eles conhecem no seu cotidiano (novela, filme, conversa, noticiário, esportes, jornal). 2. Apresentar a Bíblia como um livro onde são narradas histórias comparando com os gêneros narrativos citados acima. Recursos didáticos Vídeo. 3. O aluno também deverá aprender quais são os tipos de narrativas bíblicas de acordo com o seu gênero (heróico, trágico, epopéico, romântico,satírico, e polêmico). Avaliação: O aluno deverá abordar as seguintes questões: 3. Mostrar na Bíblia exemplos de narrativas bíblicas. 4. Pedir aos alunos que respondam seu caderno de exercício. 1. Com suas palavras diga o que você entende por narrativas bíblicas. 2. Qual a importância de conhecer o que são narrativas bíblicas? 3. Dê um exemplo de narrativa bíblica. 4. Cite alguns exemplos de tipos de narrativas bíblicas. 5. Quais são as características deles?

4 Data: / / Aula N 02: Duração da aula: 01 hora: Nº de : 08 UNIDADE DIDÁTICA: RAZÕES PARA O USO DE NARRATIVAS BIBLICAS Objetivos Conteúdos Nº de Desenvolvimento 1. Mostrar aos alunos porque o uso das narrativas bíblicas é importante. 2. Levar o aluno a perceber que é mais fácil interpretar e estudar uma narrativa bíblica do que outros tipos de textos, um salmo por exemplo. 3. Mostra que as narrativas bíblicas são usadas porque usam uma linguagem mais fácil, prendem a atenção dos ouvintes (porque todos gostam de ouvir histórias), podem ser aplicadas a vida cotidiana, e ficam na memória dos ouvintes por mais tempo. 1. São importantes porque alcançam pessoas de todas as idades e níveis culturais. 2. Alguns exemplos de narrativas bíblicas 3. Alguns exemplos de narrativas bíblicas usadas por Jesus. Avaliação: O aluno deverá responder as seguintes perguntas: Conversar com os alunos sobre a importância do uso das narrativas bíblicas. 2. Apresentar na Bíblia um livro que não use narrativa, comparando com uma 3. Mostrar na Bíblia exemplos de narrativas bíblicas usadas por Jesus. 4. Pedir aos alunos que respondam o exercício em sua Recursos didáticos 1. Para você por que o uso de narrativas bíblicas é importante? 2. Para você, o uso de narrativas bíblicas é mais fácil do que o uso de outros tipos de texto? 3. Você pode dar um exemplo de narrativa bíblica usada por Jesus?

5 Data: / / Aula N 03: Duração da aula: 01 hora: Nº de : 08 UNIDADE DIDÁTICA: ALGUNS MÉTODOS USADOS PARA COMUNICAR USANDO NARRATIVAS BÍBLICAS. Objetivos Conteúdos Nº de Desenvolvimento Recursos didáticos 1. Mencionar neste ponto os vários métodos usados para comunicar utilizando narrativas. 2. Como podemos combinar um sermão que usa narrativas mediante o diálogo. 3. Como podemos combinar o sermão com o ensino. 1. Contando as narrativas. 2. Narração combinada com diálogo. 3. Narração combinada com ensino (ensinando as narrativas) Conversar com os alunos mostrando que o narrador apenas conta a história bíblica, tomando o cuidado de ser fiel ao relato bíblico, não alterando em nada da história registrada na Escritura, apesar de utilizar suas próprias palavras. 2. Mostrar que na narração combinada com diálogo, o narrador conta a história bíblica e depois conversa com os ouvintes sobre ela, fazendo perguntas para estimular os ouvintes. Dinâmica. Avaliação: O aluno deverá responder as seguintes perguntas: 1. O que é contar uma narrativa bíblica? 2. Você pode definir como é usado o método de combinar narração com diálogo? 3. Como é usado o método de usar a narração com base para ensinar verdades bíblicas? 4. Como o pregador pode usar a narração para ajudar em sua pregação?

6 Data: / / Aula N 04: Duração da aula: 01 hora: Nº de : 08 UNIDADE DIDÁTICA: ANALISANDO UMA NARRATIVA BIBLICA Objetivos Conteúdos Nº de Desenvolvimento 1. Mencionar neste ponto, os passos usados para estudar uma narrativa bíblica. 1. A importância de ler a narrativa várias vezes. 2. Como identificar a estrutura da 3. Considerar o contexto da Conversar com os alunos, mostrando que ao ler uma narrativa repetidas vezes, o aluno observará detalhes que passam despercebidos na primeira leitura. Além disso, ele memoriza o texto. 2. Mostrar que ao ler o texto, podemos identificar seus elementos principais (introdução, problemas, desfecho, conclusão). Recursos didáticos 4. Determinar o personagem ou os personagens principais da 5. Determinar os aspectos principais da narrativa (problema inicial, pontos de referencia da seqüência narrada, e a situação final). 6. Destacar as lições mais importantes da Avaliação: O aluno deverá responder as seguintes perguntas: 3. Mostrar os vários elementos contidos no contexto da narrativa (costumes, usos, geografia, momento histórico), enfatizando que eles podem ser importantes para a compreensão da 4. Mostrar a importância de conhecer a historia do personagem ou dos personagens envolvidos na narrativa, o que nos ajuda a entender a história narrada. 5. Mostrar aos alunos quais os aspectos principais da narrativa (contexto, personagens, lugares, sentimentos, costumes, etc.). 6. Mostrar ao aluno qual a importância que a narrativa bíblica pode ter para as pessoas, ou seja, como tirar aplicações ou lições para o cotidiano. 1. Por que a leitura da narrativa mais de uma vez é importante? 2. Você acha que considerar os fatos acontecidos antes e depois da narrativa, são importantes para que entendamos melhor o que está sendo narrado? 3. É possível tirarmos lições para o nosso cotidiano através das narrativas bíblicas?

7 Data: / / Aula N 05: Duração da aula: 01 hora: Nº de : 08 UNIDADE DIDÁTICA: PREGANDO AS NARRATIVAS Objetivos Conteúdos Nº de Desenvolvimento 1. Mencionar neste ponto os passos que o pregador da palavra deve seguir para poder preparar um sermão. 2. Mostrar que o ciclo de comunicação tem três passos que deverão ser aplicados durante a pregação. 1. Como o pregador deve começar a preparar seu sermão. 2. Qual a importância do uso das ilustrações durante a pregação. 3. Mostrar como os ouvintes podem tirar lições para suas vidas (como fazer a aplicação) Conversar com os alunos mostrando que para começar a preparar um sermão, o pregador precisa analisar a narrativa escolhida. 2. Mostrar que durante a análise da narrativa escolhida, ele descobrirá várias lições, sabendo escolher quais serão usadas como divisões para seu sermão. 3. Mostrar os vários elementos contidos no contexto da narrativa (costumes, usos, geografia, momento histórico), enfatizando que eles podem ser importantes para a compreensão da 4. Mostrar a importância de conhecer a história do personagem ou dos personagens envolvidos na narrativa, o que nos ajuda a entender a historia narrada. Recursos didáticos Vídeo. 5. Mostrar aos alunos quais os aspectos principais da narrativa (contexto, personagens, lugares, sentimentos, costumes, etc.). 6. Mostrar ao aluno qual a importância que a narrativa bíblica pode ter para as pessoas, ou seja, como tirar aplicações ou lições para o cotidiano. Avaliação: O aluno deverá abordar as seguintes questões: 1. Cite alguns passos que o pregador deve usar ao preparar o seu sermão. 2. O que são ilustrações? 3. Para você o uso de ilustrações no sermão é importante, ou é algo que o pregador pode deixar de usar?

8 Data: / / Aula N 06: Duração da aula: 01 hora: Nº de : 08 UNIDADE DIDÁTICA: PREPARANDO UM SERMÃO COM DIFERENTES ESTILOS Objetivos Conteúdos Nº de Desenvolvimento Recursos didáticos 1. Mostrar ao aluno como deve ser feita a preparação de um sermão com diferentes estilos. 1. Preparando um sermão no estilo narração com pregação depois. 2. Preparando um sermão no estilo narração com pregação intercalada Explicar aos alunos que o pregador pode começar o sermão contando a narrativa, utilizando para isso os pontos de referencia contidos na análise da O aluno também pode usar o contexto como introdução antes de entrar na narrativa da história escolhida, para servir de pano de fundo do sermão. 2. Explicar que para preparar o esboço do sermão no estilo narração com pregação intercalada, o pregador deverá seguir os mesmos passos do estilo anterior, com algumas diferenças. Avaliação: O aluno deverá responder as seguintes perguntas: 1. Como é feito um sermão que usa o estilo narração com pregação depois? 2. Como podemos preparar um sermão com pregação intercalada? 3. Qual a importância da introdução para um sermão que usa narrativas?

9 Data: / / Aula N 07: Duração da aula: 01 hora: Nº de : 08 UNIDADE DIDÁTICA: DICAS PARA PREGAR UM SERMÃO Objetivos Conteúdos Nº de Desenvolvimento 1. Mostrar ao aluno algumas dicas para se preparar melhor para pregar o sermão. 1. Preparando-se e contando com o poder da palavra de Deus e do Espírito Santo. 2. Encarar o medo. 3. Vestir-se adequadamente para os ouvintes Através do dialogo, mostrar que o pregador deve estar bem preparado, mas que também é importante ter unção. 2. Ensinar como o pregador deve aprender a encarar os medos comuns de quem fala em publico. 3. Explicar aos alunos que a primeira impressão que os ouvintes terão do pregador será baseada na sua aparência. Recursos didáticos 4. Mostrar como deve ser a postura do pregador no púlpito. 4. Mostrar que o pregador deve transmitir a mensagem não somente com a fala, mas também com o corpo, uma vez que todo o corpo fala quando estamos pregando. 5. Mostrar como deve ser a linguagem usada pelo pregador. Avaliação: O aluno deverá abordar as seguintes questões: 5. Mostrar que o pregador deve evitar vícios de linguagem, falar de forma que o publico possa escutar a mensagem, seguir o esboço preparado do sermão, buscar informações sobre a audiência e local, estando preparado para fazer adaptações por causa de eventos inesperados. 1. Fale um pouco sobre o preparo que um pregador deve ter com a sua aparência quando for pregar a mensagem de Deus. 2. De acordo com o texto estudado, como o pregador pode dominar o seu medo de falar em público? 3. Como deve ser a linguagem usada pelo pregador?

10 Data: / / Aula N 08: Duração da aula: 01 hora: Nº de : 08 UNIDADE DIDÁTICA: ENSINANDO UMA NARRATIVA POR MEIO DE PERGUNTAS Objetivos Conteúdos Nº de Desenvolvimento Recursos didáticos 1. Mostrar ao aluno como pode ser ensinada uma narrativa através do uso de perguntas. 1. Usando uma narrativa como texto principal para o estudo bíblico. 2. Alguns tipos de perguntas: aberta, fechada, em busca de descobrir fatos ou lições, dar seqüência; e fazer a aplicação Mostrar ao aluno como fazer uma narrativa e usar perguntas para aprender através de conversa. 2. Mostrar ao aluno os diferentes tipos de perguntas que podemos usar em uma conversa aberta, fechada, etc. Avaliação: O aluno deverá responder as seguintes perguntas: 1. Para você, o uso de narrativas que usam a conversa entre o pregador e o povo é bom ou atrapalha a pregação? 2. Qual a vantagem em se usar o diálogo para pregar mensagens bíblicas? Ele facilita a aprendizagem?

1ª edição Projeto Timóteo Como Preparar e Realizar Cultos Apostila do Orientador

1ª edição Projeto Timóteo Como Preparar e Realizar Cultos Apostila do Orientador Como Preparar e Realizar Cultos www.projeto-timoteo.org 1ª edição Projeto Timóteo Apostila do Orientador Como Preparar e Realizar Cultos www.projeto-timoteo.org 1ª edição Projeto Timóteo Coordenador do

Leia mais

3ª edição Projeto Timóteo Como Implantar Uma Igreja Apostila do Orientador

3ª edição Projeto Timóteo Como Implantar Uma Igreja Apostila do Orientador Como Implantar Uma Igreja Projeto Timóteo Apostila do Orientador Como Implantar Uma Igreja Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza Jesus

Leia mais

3ª edição Projeto Timóteo Como Dar a Razão de Sua Fé Apostila do Aluno

3ª edição Projeto Timóteo Como Dar a Razão de Sua Fé Apostila do Aluno Como Dar a Razão de Sua Fé Projeto Timóteo 1 Apostila do Aluno Como Dar a Razão de Sua Fé Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza Jesus

Leia mais

CURSO BÁSICO DE HOMILÉTICA

CURSO BÁSICO DE HOMILÉTICA CURSO BÁSICO DE HOMILÉTICA É o estudo que capacita o mensageiro a preparar e transmitir um sermão baseado na Palavra de Deus. 1 - A importância da homilética na pregação. 2 - A mensagem genuinamente bíblica.

Leia mais

Palavra & Vida Sugestões Didáticas 3 T/2012

Palavra & Vida Sugestões Didáticas 3 T/2012 Palavra & Vida Sugestões Didáticas 3 T/2012 Dulce Helena da Silva Mota de Lima Educadora Religiosa / Professora e Assistente Social LIÇÃO 10 O RETORNO ÀS ESCRITURAS Texto: Neemias 8 Objetivos da lição

Leia mais

Ensinar e aprender História na sala de aula

Ensinar e aprender História na sala de aula Ensinar e aprender História na sala de aula Séries iniciais do Ensino Fundamental Ensino de História nas séries iniciais do Ensino Fundamental Por que estudar História? Quais ideias os educandos possuem

Leia mais

JUSTIFICATIVA. OBJETIVOS Gerais: Capacitar expositores da Bíblia a utilizá-la de forma teológica e metodologicamente fundam Específicos:

JUSTIFICATIVA. OBJETIVOS Gerais: Capacitar expositores da Bíblia a utilizá-la de forma teológica e metodologicamente fundam Específicos: JUSTIFICATIVA A Bíblia é a fonte primeira da teologia cristã, de onde os mais diversos grupos do cristianismo retiram OBJETIVOS Gerais: Capacitar expositores da Bíblia a utilizá-la de forma teológica e

Leia mais

PLANO DE CURSO I EMENTA

PLANO DE CURSO I EMENTA Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I Carga horária total: 75 H PLANO DE CURSO I EMENTA Definições e esboço histórico da cartografia; Representações da Terra; Coordenadas;

Leia mais

CONVENÇÃO BATISTA FLUMINENSE Revista Palavra e Vida Sugestões Didáticas - 3º Trimestre/2013

CONVENÇÃO BATISTA FLUMINENSE Revista Palavra e Vida Sugestões Didáticas - 3º Trimestre/2013 CONVENÇÃO BATISTA FLUMINENSE Revista Palavra e Vida Sugestões Didáticas - 3º Trimestre/2013 ENSINAR É... Aprender é descobrir aquilo que você já sabe. Ensinar é lembrar aos outros que eles sabem tanto

Leia mais

Aprendendo a revisar os textos produzidos

Aprendendo a revisar os textos produzidos a revisá-los. A partir do momento em que a criança começa a produzir textos, precisa também aprender Essa prática deve começar nas séries iniciais, pois é assim que as crianças começam a incorporar, sem

Leia mais

FOTO 3 X 4. Nome: Endereço: Bairro: CEP: Cidade: Estado: Fone: Associação ou Missão: União: Igreja: Distrito: Clube: Região: Iniciado em / /

FOTO 3 X 4. Nome: Endereço: Bairro: CEP: Cidade: Estado:   Fone: Associação ou Missão: União: Igreja: Distrito: Clube: Região: Iniciado em / / FOTO 3 X 4 Nome: Endereço: Bairro: CEP: Cidade: Estado: E-mail: Fone: Associação ou Missão: União: Igreja: Distrito: Clube: Região: Iniciado em / / PRÉ-REQUISITOS Ter completado 18 anos de idade, no mínimo

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome Nº 6º Ano Data: Professor(a): Nota: (valor 1,0) 1 o.bimestre Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos necessários.

Leia mais

3.5 Como preparar & organizar uma lição sobre a Bíblia?

3.5 Como preparar & organizar uma lição sobre a Bíblia? 3.5 Como preparar & organizar uma lição sobre a Bíblia? 1 3.5 Como preparar & organizar uma lição sobre a Bíblia? Você deve estar aprendendo muitas maneiras novas para ensinar. Se quiser utilizar esses

Leia mais

Cap. 6: PREGAÇÃO PURITANA. PROPOSTA: Tentar ir além do texto. Sugestões de respostas. Debate.

Cap. 6: PREGAÇÃO PURITANA. PROPOSTA: Tentar ir além do texto. Sugestões de respostas. Debate. Cap. 6: PREGAÇÃO PURITANA PROPOSTA: Tentar ir além do texto. Sugestões de respostas. Debate. Introdução As pessoas gostavam muito do sermão puritano. Por quê? (capítulo responde essa pergunta (?); até

Leia mais

Como preparar estudos bíblicos a partir de livros

Como preparar estudos bíblicos a partir de livros Como preparar estudos bíblicos a partir de livros 4º Congresso Nacional de Educação Cristã Rev. Misael B. Nascimento. D.Min. 22 e 23/04/2016 Esta oficina focaliza em como preparar estudos bíblicos a partir

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1º EM Literatura Klaus Av. Dissertativa 21/09/16 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

ESTUDO BÍBLICO INDUTIVO Plano de Aula Modelo Para Pequenos Grupos de Militares

ESTUDO BÍBLICO INDUTIVO Plano de Aula Modelo Para Pequenos Grupos de Militares ESTUDO BÍBLICO INDUTIVO Plano de Aula Modelo Para Pequenos Grupos de Militares INTRODUÇÃO (5 minutos, incluindo objetivo) - Existem muitos tipos de estudos Bíblicos: tópico, personagem, livro, etc. - Existem

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 6 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

1-A introdução. Ela deve ser breve. Apenas para despertar a atenção e o interesse dos ouvintes. Assim como:

1-A introdução. Ela deve ser breve. Apenas para despertar a atenção e o interesse dos ouvintes. Assim como: TREINAMENTO E TÉCNICAS DE ORATÓRIA Proferir um discurso na reunião sacramental ou em qualquer de nossas reuniões da Igreja é uma oportunidade que dever ser reconhecida por todos como sendo especial. Todo

Leia mais

TAREFAS ANTECIPADAS 6ºA - 20/06 a 24/06 DISCIPLINA CONTEÚDO DATA. Estudar para prova P 02 cap. 05 e cap. 06 páginas 84 a 95 e lista de atividades.

TAREFAS ANTECIPADAS 6ºA - 20/06 a 24/06 DISCIPLINA CONTEÚDO DATA. Estudar para prova P 02 cap. 05 e cap. 06 páginas 84 a 95 e lista de atividades. TAREFAS ANTECIPADAS 6ºA - 20/06 a 24/06 Estudar para prova P 02 cap. 05 e cap. 06 páginas 84 a 95 e lista de atividades. Responder páginas 135 e 141 Português Estudar para a P2: Frações (Fração Inversa,

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Docente: Marcela Rodriguês dos Santos/ Rubinaldo da Silva Araújo Carga horária: 80h Disciplina: Produção Textual Serie: 6 Ano Plano de Curso I Unidade Objetivo Geral: Desenvolver

Leia mais

A Leitura em Voz Alta

A Leitura em Voz Alta A Leitura em Voz Alta A Leitura em voz alta Escolher bem os livros As listas de livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura para os diferentes anos de escolaridade podem apoiar a selecção de obras

Leia mais

Inteligência Lingüística:

Inteligência Lingüística: Inteligência Lingüística: Capacidade de lidar bem com a linguagem, tanto na expressão verbal quanto escrita. A linguagem é considerada um exemplo preeminente da inteligência humana. Seja pra escrever ou

Leia mais

Curso: 1ºciclo Disciplina: Inglês Ano(s): 4º

Curso: 1ºciclo Disciplina: Inglês Ano(s): 4º Domínios Objetivos Instrumentos de avaliação Peso Domínio Intercultural Compreensão / Listening Interação Leitura / Reading e Escrita / Writing - Conhecer-se a si e ao outro. - Conhecer o dia a dia na

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE PROCEDIMENTOS DE LEITURA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE PROCEDIMENTOS DE LEITURA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE PROCEDIMENTOS DE LEITURA Nome: Nº 9º Data: / /2015 Professores: Belisa, Natália e Willian Nota: A - Introdução Neste ano, sua média final foi inferior a 6,0, o que revela

Leia mais

Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL. No processo ensino-aprendizagem

Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL. No processo ensino-aprendizagem Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL No processo ensino-aprendizagem Rio de Janeiro 2005 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO VEZ DO MESTRE DINÂMICA GRUPAL OBJETIVOS: Estudar

Leia mais

COMO APRESENTAR UM TRABALHO CIENTÍFICO. Maria Inês Schmidt Departamento de Medicina Social Faculdade de Medicina UFRGS

COMO APRESENTAR UM TRABALHO CIENTÍFICO. Maria Inês Schmidt Departamento de Medicina Social Faculdade de Medicina UFRGS COMO APRESENTAR UM TRABALHO CIENTÍFICO Maria Inês Schmidt Departamento de Medicina Social Faculdade de Medicina UFRGS Tipos de apresentação científica em congresso Conferência Mesa-redonda, simpósio, debates

Leia mais

PROJETO CURTA-METRAGEM. E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar. Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M.

PROJETO CURTA-METRAGEM. E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar. Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M. PROJETO CURTA-METRAGEM E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M. Saldanha Realização: Foco do Projeto Este projeto assume o princípio

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014

Plano de Trabalho Docente 2014 Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio ETEC Professora Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Área de conhecimento: Ciências Humanas Componente Curricular: Geografia Série: 2ª

Leia mais

Metas/Objetivos Descritores de Desempenho/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

Metas/Objetivos Descritores de Desempenho/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação Domínio Religião e experiência religiosa Cultura cristã e visão cristã da vida Ética e moral cristã DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 5º ANO Calendarização:

Leia mais

Escola Adventista Thiago White

Escola Adventista Thiago White Roteiro de Matemática 6º ano A e B - 1º Bimestre Data Início / / Data Término / / Nota: Tema: Números Primos, MMC e MDC Conceituar um número primo e verificar se um número dado é ou não primo. Obter o

Leia mais

Os quatro "passos" da leitura orante

Os quatro passos da leitura orante A leitura orante nada mais é do que a maneira como gerações e gerações de judeus e cristãos leram as Sagradas Escrituras, procurando nelas uma palavra do Deus vivo para a sua vida, em cada momento de sua

Leia mais

Treinamento sobre Progress Report.

Treinamento sobre Progress Report. Treinamento sobre Progress Report. Objetivo O foco aqui é trabalhar o desenvolvimento pessoal de cada aluno. O instrutor irá analisar cada um e pensar em suas dificuldades e barreiras de aprendizado e,

Leia mais

Bíblia: do Início ao Fim

Bíblia: do Início ao Fim Escola Bíblica Dominical de Férias Marcelo Garcia da Silva 24/01/16 I Introdução Bom dia! Como vão todos? Animados para a aula de hoje? Vamos lá! Bem, se você tem filhos pequenos talvez prefira outra frase...

Leia mais

7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL

7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL 7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL É preciso ensinar o filho a ter responsabilidade desde cedo: O quarto do seu filho é uma bagunça sem fim? Ele vive perdendo os materiais escolares ou quebrando seus

Leia mais

3ª edição Projeto Timóteo Presídio e Fazer uma Visita Como Chegar ao Hospital ou Apostila do Orientador

3ª edição Projeto Timóteo Presídio e Fazer uma Visita Como Chegar ao Hospital ou Apostila do Orientador Como Chegar ao Hospital ou Presídio e Fazer uma Visita Projeto Timóteo Apostila do Orientador Projeto Timóteo Como Chegar ao Hospital ou Presídio e Fazer uma Visita Coordenador do Projeto Dr. John Barry

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 1 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 2013 2 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PROJETO INTERDISCIPLINAR RELEITURA DO CONTO

Leia mais

Guia para as atividades de estágio

Guia para as atividades de estágio UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC Estagio Curricular Supervisionado II ECS2002 Guia para as atividades de estágio Os tópicos

Leia mais

COMUNICAÇÃO QUE GERA RESULTADO

COMUNICAÇÃO QUE GERA RESULTADO COMUNICAÇÃO QUE GERA RESULTADO Minha missão é preparar, motivar e inspirar as pessoas para que elas conquistem seus objetivos. Romero Machado PALESTRAS PALESTRA OS SEGREDOS DAS APRESENTAÇÕES E PALESTRAS

Leia mais

Como fazer boas perguntas?

Como fazer boas perguntas? Adaptação do ensino aos vários estilos de aprendizagem 1 Por que fazer perguntas? Como fazer boas perguntas? Para testar a memória ou o entendimento dos alunos Para motivar os alunos a ouvir e prestar

Leia mais

LITERACIA DA INFORMAÇÃO: GUIÃO

LITERACIA DA INFORMAÇÃO: GUIÃO LITERACIA DA INFORMAÇÃO: GUIÃO APRESENTAÇÃO ORAL. O que é uma apresentação oral? Uma apresentação oral é uma exposição, feita oralmente, sobre um tema, para um público mais ou menos restrito.. Como deve

Leia mais

MMC E MDC: COMO ENSINAR? UM DESAFIO PARA O PROFESSOR

MMC E MDC: COMO ENSINAR? UM DESAFIO PARA O PROFESSOR MMC E MDC: COMO ENSINAR? UM DESAFIO PARA O PROFESSOR Erysson Romero Gomes de Brito, Neuziene Garcia Pereira; Patrícia Conrado de Souza; Tâmila Kasimura da silva Fernandes Universidade estadual da Paraíba,

Leia mais

A Leitura a par Criar um relacionamento positivo

A Leitura a par Criar um relacionamento positivo A Leitura a Par A Leitura a par Criar um relacionamento positivo - Apresente-se. Fale um pouco de si. Se quiser pode falar do seu gosto pelos livros e pela leitura. - Procure conhecer a criança fazendo

Leia mais

PLANIFICAÇÃO SEMESTRAL

PLANIFICAÇÃO SEMESTRAL Disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação PLANIFICAÇÃO SEMESTRAL 7.º Ano Unidade Temática e Conteúdos Domínios/Subdominios Descritores (objetivos Especificos) Estratégias de Aprendizagem N.º

Leia mais

Pressupostos iniciais (1) Desejai ardentemente como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento

Pressupostos iniciais (1) Desejai ardentemente como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento Estudo bíblico Pressupostos iniciais (1) Desejai ardentemente como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para a salvação 1 Pedro 2.2 2 Pressupostos

Leia mais

Na época, Mali era professor do ensino médio em Nova York e comentava com a plateia

Na época, Mali era professor do ensino médio em Nova York e comentava com a plateia Como fazer uma apresentação impecável Algumas pessoas batalham a vida inteira para alcançar uma boa reputação. Mas o americano Taylor Mali conseguiu isso com um único discurso, feito espontaneamente durante

Leia mais

A unção com óleo OBJETIVO

A unção com óleo OBJETIVO A unção com óleo Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; e a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se

Leia mais

Como se escreve? Expectativas de aprendizagem. Recursos e materiais necessários. Público-alvo: 3º ano. Duração: 4 aulas

Como se escreve? Expectativas de aprendizagem. Recursos e materiais necessários. Público-alvo: 3º ano. Duração: 4 aulas Como se escreve? nós na sala de aula - módulo: língua portuguesa 1º ao 3º ano - unidade 10 Antigamente a ortografia era vista apenas como um monte de regras que deviam ser decoradas, mas os estudos atuais

Leia mais

Pesquisa de opinião Você está satisfeito com a sua vida conjugal?

Pesquisa de opinião Você está satisfeito com a sua vida conjugal? Outubro, 2016 Pesquisa de opinião Você está satisfeito com a sua vida conjugal? Outubro, 2016 Introdução O Instituto do Casal realizou uma pesquisa online com 510 pessoas, entre homens e mulheres, entre

Leia mais

Senso de justiça. Justiça - NÃO. Justiça - SIM

Senso de justiça. Justiça - NÃO. Justiça - SIM Exercitando o Caráter 9 a 11 anos Senso de justiça Vencer não é tudo, justiça sim, é muito importante... Infelizmente, as pessoas se importam mais em serem tratadas com justiça do que em serem justas,

Leia mais

A classe da Terceira Idade

A classe da Terceira Idade CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CRISTÃ IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL CONSELHO DE EDUCAÇÃO CRISTÃ E PUBLICAÇÕES Oficina A classe da Terceira Idade 22/04/16 10h30 e 14h20 Universidade Presbiteriana Mackenzie

Leia mais

O celular na sala de aula

O celular na sala de aula O celular na sala de aula ELABORANDO NOTÍCIAS Objetivo: Noticiar um fato - Entrevistar, utilizando o gravador do celular, pessoas que fazem parte do fato a ser noticiado, no bairro ou comunidade em que

Leia mais

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize º Semestre

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize º Semestre Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre Tópicos 1. Apresentação Oral 1.1. Importância 1.2. Suporte 1.3. Preparação 1.4. Dicas Importantes 2. Trabalho

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL COMO PREPARAR UMA APRESENTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL COMO PREPARAR UMA APRESENTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL COMO PREPARAR UMA APRESENTAÇÃO Prof. Dr. Antônio Lilles Tavares Machado Pelotas, agosto de 2005 COMO

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PRODUÇÃO TEXTUAL 4º BIM/2016 3º ANO TEMA: Escolha um personagem de um dos livros que você leu neste bimestre e conte o que ele faz na história. mão das características específicas

Leia mais

SARAU: Mitos, Contos e Lendas Universais e Brasileiras.

SARAU: Mitos, Contos e Lendas Universais e Brasileiras. TRABALHO BIMESTRAL Disciplina: Interdisciplinar 4º Bimestre Data: Professor(a): Priscila Série: 4º ano Turma: A e C Aluno(a): Nº NOTA CHINA: Desafios em histórias SARAU: Mitos, Contos e Lendas Universais

Leia mais

Classe de Pioneiro Nome: Unidade: Geral 1. Ter completado 13 anos de idade. Cole aqui sua copia de identidade. Classe Pioneiro. Desbravador Unidade 1

Classe de Pioneiro Nome: Unidade: Geral 1. Ter completado 13 anos de idade. Cole aqui sua copia de identidade. Classe Pioneiro. Desbravador Unidade 1 Classe de Pioneiro Nome: Unidade: Geral 1. Ter completado 13 anos de idade. Cole aqui sua copia de identidade 2. Ser membro ativo do Clube de Desbravadores. Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov

Leia mais

PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO

PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO CRECHE MUNICIPAL TERTULIANA MARIA DE ARRUDA SOUZA MÂE NHARA PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO CUIABÁ 2015 INTRODUÇÃO Partindo do pressuposto de que a creche é um espaço

Leia mais

Entrevista de Início. Diretora Sênior de Vendas Independente Mary Kay Débora Azevedo

Entrevista de Início. Diretora Sênior de Vendas Independente Mary Kay Débora Azevedo Entrevista de Início Diretora Sênior de Vendas Independente Mary Kay Débora Azevedo Agendei uma entrevista e agora???????? Prepare seu material de maneira organizada, eficaz, objetiva e simples; Esteja

Leia mais

As Revelações do Apocalipse

As Revelações do Apocalipse Page 1 of 5 As Revelações do Apocalipse Este estudo contém ao todo 24 lições. Para imprimir esta lição e respondê-la com auxílio de sua Bíblia CLIQUE AQUI. ESTUDO 01 O Apocalipse, um Livro Aberto A maioria

Leia mais

Plano de Aula - Integração

Plano de Aula - Integração Plano de Aula - Integração Gestor, Neste material você encontrará o auxílio necessário para aplicação da Integração aos novos colaboradores. Seja Bem Vindo ao Universo Dudalina (Slide 1 e 2) Neste momento,

Leia mais

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA. TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA. TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada O aprendizado e a progressão da criança dependerão do processo por ela desenvolvido,

Leia mais

PROFESSORES: FREDERICO MASTROANGELO SIMÕES LUCIMAR MAZIERO VINÍCIUS SIMÕES RODRIGUES CARLOS CÉSAR GOMES DE SALES.

PROFESSORES: FREDERICO MASTROANGELO SIMÕES LUCIMAR MAZIERO VINÍCIUS SIMÕES RODRIGUES CARLOS CÉSAR GOMES DE SALES. PROFESSORES: FREDERICO MASTROANGELO SIMÕES LUCIMAR MAZIERO VINÍCIUS SIMÕES RODRIGUES CARLOS CÉSAR GOMES DE SALES www.ieadrccbrasil.com.br Ementa: Curso de Formação de Formadores da RCCBRASIL: a espiritualidade

Leia mais

Operações com Números Decimais

Operações com Números Decimais Operações com Números Decimais Resumo Iconográfico Duração Pré-requisitos Pré-requisitos técnicos Estratégias Avaliação LEGENDA Uma hora-aula de 45 minutos Livro Didático Conhecimentos adquiridos em aaulas

Leia mais

Interpretação Bíblica

Interpretação Bíblica IGREJA ALIANÇA EVANGÉLICA MISSIONÁRIA Interpretação Bíblica Disciplina 17/03/2011 Este material didático, é de grande importância para o estudo em seminário, visando a formação dos futuros líderes e obreiros

Leia mais

Manual Geral de Aplicação Universal Entrada 2008

Manual Geral de Aplicação Universal Entrada 2008 Universal Entrada 2008 Programa Programa - Manual do Aplicador Teste Universal - 2008 Teste Cognitivo Leitura/Escrita e Matemática Caro alfabetizador(a): Se você está recebendo este material, é porque

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio Etec Plano de Curso nº 213 aprovado pela portaria Cetec nº 134 de 04/10/2014 Etec: ERMELINDA GIANNINI TEIXEIRA Código: 0187 Município: SANTANA

Leia mais

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR ANEXO 5.2.2. PLANO DE AÇÃO PROFESSOR Rua Bruxelas, nº 169 São Paulo - SP CEP 01259-020 Tel: (11) 2506-6570 escravonempensar@reporterbrasil.org.br www.escravonempensar.org.br O que é o plano de ação? O

Leia mais

Novo Programa de Português do Ensino Básico SD2_ANOS1/2. Quando for grande quero ser... 1.º ano

Novo Programa de Português do Ensino Básico SD2_ANOS1/2. Quando for grande quero ser... 1.º ano Quando for grande quero ser... 1.º ano 1 Apresentação 1. Nome da sequência: Quando for grande quero ser... 2. Ano de escolaridade: 1.º ano/ 2.º ano 3. Duração estimada: 1 semana 4. Competências: (Cf. Roteiro)

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2013

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos EE: Arlindo Bittencourt Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação

Leia mais

Produção de texto Ensino Fundamental - anos iniciais

Produção de texto Ensino Fundamental - anos iniciais Produção de texto Ensino Fundamental - anos iniciais Você ensina Língua Portuguesa ou Práticas de Linguagem? Túnel do tempo Anos 1950 Nessa época, as escolas costumavam pedir composições livres ou com

Leia mais

LIÇÃO 3 PG 7 a 10 anos ATITUDES DE CORAGEM

LIÇÃO 3 PG 7 a 10 anos ATITUDES DE CORAGEM LIÇÃO 3 PG 7 a 10 anos ATITUDES DE CORAGEM RESUMO BÍBLICO: Gênesis 45, Ester 7, 1ª Samuel 17, Mateus 3 CONCEITO-CHAVE: Deus nos fala através da sua Palavra que devemos ser corajosos para fazer a coisa

Leia mais

Como Pregar Mensagens Bíblicas. Projeto Timóteo. Apostila do Aluno

Como Pregar Mensagens Bíblicas. Projeto Timóteo. Apostila do Aluno Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Apostila do Aluno Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

O que é preciso para entender a Bíblia? 00:0002:34 Baixar MP3 A resposta da Bíblia A própria Bíblia mostra o que é preciso para entendê-la.

O que é preciso para entender a Bíblia? 00:0002:34 Baixar MP3 A resposta da Bíblia A própria Bíblia mostra o que é preciso para entendê-la. MANUAL DA CATIQUESE O que é preciso para entender a Bíblia? 00:0002:34 Baixar MP3 A resposta da Bíblia A própria Bíblia mostra o que é preciso para entendê-la. Seja qual for a sua formação, a mensagem

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Área de conhecimento: Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Leia mais

LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL Professor :Airton José Müller Componente Curricular: Educação Religiosa

LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL Professor :Airton José Müller Componente Curricular: Educação Religiosa LIST DE CONTEÚDOS PR RECUPERÇÃO FINL - 2015 Professor :irton José Müller Componente Curricular: Educação Religiosa CONTEÚDOS DO EXME 6º no 16 C e D Quem sou eu? mizade, cooperação, respeito... Convivência

Leia mais

Curso De Formação De Professores Da E.B.D. AS SETE LEIS DO ENSINO

Curso De Formação De Professores Da E.B.D. AS SETE LEIS DO ENSINO Curso De Formação De Professores Da E.B.D. AS SETE LEIS DO ENSINO Ao longo desta sessão vamos estudar algumas regras que se forem postas em prática certamente ajudarão a melhorar o nosso ensino e com a

Leia mais

Leitura em Vai e Vem. Projecto de promoção de leitura em família. Apresentação do projecto reunião de pais. Educação Pré-Escolar.

Leitura em Vai e Vem. Projecto de promoção de leitura em família. Apresentação do projecto reunião de pais. Educação Pré-Escolar. Projecto de promoção de leitura em família Apresentação do projecto reunião de pais 1 Colégio Santiago 2 A Leitura em Família e o Plano Nacional de Leitura O Plano Nacional de Leitura (PNL) tem como missão

Leia mais

NA EDUCAÇÃO INFANTIL, A TAREFA DE ENSINAR É MUITO SÉRIA. entusiasmo pela

NA EDUCAÇÃO INFANTIL, A TAREFA DE ENSINAR É MUITO SÉRIA. entusiasmo pela NA EDUCAÇÃO INFANTIL, A TAREFA DE ENSINAR É MUITO SÉRIA. desco entusiasmo pela berta só o é anglo. ENSINAR É UMA TAREFA MUITO SÉRIA. MAS ISSO NÃO QUER DIZER QUE NÃO POSSA VIR ACOMPANHADA DE AFETO E DE

Leia mais

Cursos Profissionais de Nível Secundário

Cursos Profissionais de Nível Secundário Cursos Profissionais de Nível Secundário Técnico de Apoio à infância e Técnico de Turismo Ano Letivo: 2014/2015 Matemática (100 horas) 10º Ano PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO A1 Geometria Resolução de problemas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio ETEC MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ/SP Área de conhecimento: CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curricular: FÍSICA Série: 3º C.

Leia mais

TEMA: O MANUAL DO MISSIONÁRIO. Formadora: Helena Gaia

TEMA: O MANUAL DO MISSIONÁRIO. Formadora: Helena Gaia TEMA: O MANUAL DO MISSIONÁRIO Formadora: Helena Gaia A VISITA MISSIONÁRIA O QUE É VISITAR? É sair de si e ir ao encontro do outro, reconhecendo que ele existe; É ser mensageiro de Deus, portadores da Boa

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÂO VISUAL 5ºANO

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÂO VISUAL 5ºANO PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÂO VISUAL 5ºANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO O aluno é capaz de: Distinguir características de vários materiais riscadores (lápis de grafite, lápis de cor, lápis de cera,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio ETEC MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ/SP Área de conhecimento: CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curricular: FÍSICA Série: 3º C.

Leia mais

O PROFETA JEREMIAS UM HOMEM APAIXONADO

O PROFETA JEREMIAS UM HOMEM APAIXONADO O PROFETA JEREMIAS UM HOMEM APAIXONADO Carlos Mesters O PROFETA JEREMIAS UM HOMEM APAIXONADO Direção editorial: Claudiano Avelino dos Santos Coordenador de revisão: Tiago José Risi Leme Revisão: Caio Pereira

Leia mais

VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho

VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho Professor(es) Apresentador(es): Mila Zeiger Pedroso Marli Alves Dos Santos Realização: Foco do Projeto Utilização

Leia mais

INSTRUMENTO AVALIATIVO

INSTRUMENTO AVALIATIVO INSTRUMENTO AVALIATIVO 9º ANO 3º BIMESTRE 2016 CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Avaliações Específicas 22/08 23/08 24/08 25/08 26/08 Física Matemática Biologia Geografia Filosofia Redação

Leia mais

Dicas EPIS ALUNOS. Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3

Dicas EPIS ALUNOS. Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3 Janeiro Balanço e Resultados Escolares Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3 Aproveita o início deste período para fazeres um balanço do teu comportamento e dos teus resultados escolares no 1º Período.

Leia mais

FEEDBACK DICAS PRATICAS. Prof. Taís Brenner Oesterreich Administração Faculdade Anglicana de Erechim

FEEDBACK DICAS PRATICAS. Prof. Taís Brenner Oesterreich Administração Faculdade Anglicana de Erechim FEEDBACK DICAS PRATICAS Prof. Taís Brenner Oesterreich Administração Faculdade Anglicana de Erechim SAIBA COMO FORNECER FEEDBACK SEJA DESCRITIVO Relate, o mais objetivamente possível, o que viu ou o que

Leia mais

As Verificações de Aprendizagem (V.A.) constituem-se de provas escritas que fazem parte da avaliação do 4 o bimestre e têm como objetivos:

As Verificações de Aprendizagem (V.A.) constituem-se de provas escritas que fazem parte da avaliação do 4 o bimestre e têm como objetivos: Santos, 13 de outubro de 2010. Senhores Pais, As Verificações de Aprendizagem (V.A.) constituem-se de provas escritas que fazem parte da avaliação do 4 o bimestre e têm como objetivos: a) fixar e verificar

Leia mais

TÉCNICA S. para um estudo eficaz

TÉCNICA S. para um estudo eficaz TÉCNICA S para um estudo eficaz Planeamento e organização do estudo O aluno capaz de estabelecer horários adequados e de organizar os seus estudos obterá melhores resultados escolares, terá tempo para

Leia mais

Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Betty

Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Betty Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Betty Nome Data 2 Por David R. Batty As referências Bíblicas usadas nesta Lição são retiradas das seguintes versões da Bíblia: Direitos de Autor 1978,

Leia mais

PLANO DE CURSO Disciplina: NATUREZA E SOCIEDADE Série: JARDIM II Educação Infantil

PLANO DE CURSO Disciplina: NATUREZA E SOCIEDADE Série: JARDIM II Educação Infantil PLANO DE CURSO Disciplina: NATUREZA E SOCIEDADE Série: JARDIM II Educação Infantil UNIDADE IV: Identidade Quem sou eu? Meu nome Gênero: menino e menina Raça (Etnia) UNIDADE V: Meio de comunicação Escrito

Leia mais

As primeiras noções de mapa e a importância da Geografia nas séries iniciais

As primeiras noções de mapa e a importância da Geografia nas séries iniciais As primeiras noções de mapa e a importância da Geografia nas séries iniciais Ler e buscar informações Nas aulas de Geografia, é importante que a criança tenha espaço para desenhar e representar as situações,

Leia mais

Sequência didática Práticas pedagógicas e cinema: contribuições à Educação Ambiental Crítica

Sequência didática Práticas pedagógicas e cinema: contribuições à Educação Ambiental Crítica Sequência didática Práticas pedagógicas e cinema: contribuições à Educação Ambiental Crítica Objetivos: - Discutir concepções da Educação Ambiental crítica em sala de aula; - Estimular a divulgação de

Leia mais

Pré-Atividades IV Game Campori Online

Pré-Atividades IV Game Campori Online Pré-Atividades IV Game Campori Online edição 2 As pré atividades estão liberadas para entregas assim que for confirmado a inscrição da unidade. Devem ser entregues via sistema do evento em: http://game.camporionline.com/sgco

Leia mais

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 Tema: Gratidão e celebração Mês: Dezembro Habilidade Sócio emocional: Este projeto visa promover o encerramento do ano de 2016, em que os alunos terão a oportunidade de resgatar

Leia mais

COLÉGIO EST. ANTONIO MAXIMILIANO CERETTA ENSINO FUND., MÉDIO E PROFISSIONAL

COLÉGIO EST. ANTONIO MAXIMILIANO CERETTA ENSINO FUND., MÉDIO E PROFISSIONAL COLÉGIO EST. ANTONIO MAXIMILIANO CERETTA ENSINO FUND., MÉDIO E PROFISSIONAL PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR 2013 1º SEMESTRE PROFESSORA: ROSANI MARLENE KOELZER SCHUMACHER CURSO: SEGURANÇA NO TRABALHO DISCIPLINA:

Leia mais

Anexo E Plano da Sessão n.º2

Anexo E Plano da Sessão n.º2 Anexo E Plano da Sessão n.º2 PLANO DA SESSÃO N.º2 Nome da Sessão: O envolvimento parental a leitura conjunta entre mãe/pai e filho. Data: 10 de outubro 2014. Destinatários: Pais de bebés. O Formador: Rosário

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES (90 horas)

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES (90 horas) FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES (90 horas) DESTINATÁRIOS: O curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores da SALSUS destina-se a 14 formandos por grupo, sendo que deverá cumprir as seguintes

Leia mais