Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Humanas e da Educação FAED PLANO DE ENSINO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Humanas e da Educação FAED PLANO DE ENSINO"

Transcrição

1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Humanas e da Educação FAED PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: DH DEPTO. DE HISTÓRIA ANO/SEMESTRE: CURSO: HISTÓRIA FASE: 2 a DISCIPLINA: HISTÓRIA MEDIEVAL TURNO: Vespertino CARGA HORÁRIA: 72 CRÉDITOS: 72 PROFESSORA: Silvia Liebel 1 EMENTA Introdução aos estudos da Idade Média Ocidental e Oriental. A cisão entre Ocidente e Oriente. Diferenças étnicas e religiosas. Economia, cultura e sociedade do período medieval. Legado histórico, cultural e filosófico. 2 HORÁRIO DAS AULAS DIA DA SEMANA HORÁRIO CRÉDITOS Terça-feira 13:30-15:10 02 Sexta-feira 15:20-17: CRONOGRAMA DAS AULAS MÊS DIAS Agosto 21, 24, 28, 31 Setembro 04, 11, 14, 18, 21, 25, 28 Outubro 02, 05, 09, 16, 19, 23, 26, 30 Novembro 06, 09, 13, 20, 23, 27, 30 Dezembro 04 4 OBJETIVOS 4.1 OBJETIVO GERAL O curso tem por objetivo proporcionar ao aluno uma visão global das sociedades medievais, privilegiando as dinâmicas e estruturas sócio-político-culturais presentes no Ocidente cristão. Dentre os principais pontos a serem analisados estão os processos de transição da Antiguidade para a Idade Média e da Baixa Idade Média para a Primeira Modernidade. Outros pontos de destaque no decorrer do curso são a ascensão do Cristianismo, a constituição do Feudalismo e suas características econômicas, jurídicas e sociais, o Orientalismo, a Escolástica, as delineações territoriais e o Militarismo entre os séculos V e XV. A cultura medieval também será contemplada, especialmente no campo da filosofia, da pintura, da arquitetura e da tecelagem. 4.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS -Estimular o estudo e a reflexão acerca das sociedades medievais; -Apresentar parte da produção historiográfica sobre a Idade Média, destacando as abordagens teóricometodológicas envolvidas;

2 -Introduzir alguns dos diversos temas de estudo e pesquisa existentes relacionados à temática medieval na tradição histórica europeia, como também na produção historiográfica brasileira. -Estudar a periodização característica atribuída à Idade Média; -Estimular a reflexão acerca dos conceitos característicos desta longa periodização; -Promover a iniciação à análise das fontes medievais, buscando apresentar diferentes tipos de documentos bem como caracterizá-los em suas especificidades históricas e metodológicas. 5 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO I Introdução à Idade Média Periodização e caracterização das estruturas, com ênfase no Ocidente Medieval. II A Formação do Ocidente Invasões Bárbaras Reinos Germânicos Reinos Francos Época Carolíngia O Sacro-Império: continuidades e descontinuidades, características estruturais, dinastia otoniana Alfredo, o Grande, e a visualização da Inglaterra III O Feudalismo Estrutura jurídico-econômica Estrutura política, fronteiras e Estados A sociedade das três ordens IV O Mundo urbano O comércio, as cidades e a burguesia Revolução agrícola V O Militarismo Ordens de cavalaria Guerras e armamentos medievais Conquista normanda da Inglaterra (1066) Guerra dos Cem Anos ( ), com destaque para as batalhas de Crécy (1346) e Agincourt (1415) VI O Cristianismo Ascensão após a queda do Império Romano Ordens religiosas Cruzadas Heresias A mulher e a Igreja VII O Oriente O Islã e o Império Otomano O Império Bizantino A Reconquista ibérica VIII O Saber medieval A Escolástica e as Universidades

3 A produção e a conservação do saber IX A Cultura Medieval Arte românica e gótica Pinturas, iluminuras e tapeçarias O Romance de cavalaria 6 METODOLOGIA Aulas expositivas com discussão de textos previamente selecionados, intercaladas com seminários preparados no início do semestre letivo na forma de apresentação e réplica. Além da produção historiográfica, serão analisadas fontes primárias, notadamente iconográficas, e filmes seletos retratando aspectos do período. 7 AVALIAÇÃO ATIVIDADE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PESO Resenha de um livro selecionado Coesão, clareza, ortografia, estilo, 1 individualmente no início do período letivo. aprofundamento teórico, relação com as Entrega: 13/11 (entrega fora do prazo discussões levantadas na disciplina receberá o desconto de 1 ponto/dia). Seminários: trabalho escrito sobre o tema sorteado no início do semestre, seguindo o calendário das apresentações (nota por equipe). Seminários: apresentação oral (6 pts) e réplica (3 pts) dos temas sorteados (nota individual), somados à frequência, participação e interesse ao longo do curso (1 pt). Coesão, clareza, ortografia, estilo, aprofundamento teórico Participação individual nas apresentações orais e ao longo das discussões do curso. 1 8 BIBLIOGRAFIA ALMEIDA, N. de B. A Idade Média entre os séculos XIX e XX: estudos de historiografia. Campinas: UNICAMP, ANDERSON, P. Passagens da Antiguidade ao Feudalismo. Lisboa: Afrontamento, BAKHTIN, M. A Cultura popular na Idade Média e no Renascimento. São Paulo: Hucitec, BANNIARD, M. A Alta Idade Média ocidental. Lisboa: Europa-América BARBERO, A. El Día de los bárbaros: batalla de Adrianopolis, 9 de agosto de 378. Buenos Aires: Paidos, BARKER, Juliet. Agincourt: the King, the Campaign, the Battle. London: Abacus, BAROJA, Julio Caro. As Bruxas e o seu Mundo. Lisboa: Vega, s.d. BARRACLOUGH, G. The Crucible of the middle ages: the ninth and tenth centuries in European history. Londres: The Folio Society, BARTLETT, R. La Formación de Europa. Valencia: Universidade de Valencia, BASCHET, J. A Civilização feudal. Do ano mil à colonização da América. Rio de Janeiro: Globo,

4 BLOCH, Marc. A Sociedade feudal. Lisboa: 70, Os Reis taumaturgos. São Paulo: Cia. das Letras, BOLTON, B. A Reforma na Idade Média. Lisboa: 70, BRONDSTED, J. Os Vikings: História de uma fascinante civilização. São Paulo: Hermus, COELHO, M. F. Olhar medieval sobre o Brasil Colônia. In: Revista Múltipla, n. 12, jun. 2002, p COHEN, G. Études d'histoire du théâtre en France au Moyen-âge et à la Renaissance. Paris: Gallimard, Histoire de la mise en scène dans le théâtre religieux français du Moyen-âge. Paris: H. Champion, DALARUN, J. Amor e celibato na igreja medieval. São Paulo: M. Fontes, DELUMEAU, J. História do medo no Ocidente, São Paulo: Cia. das Letras, O que sobrou do paraíso? São Paulo: Cia. das Letras, DEMURGER, A. Os Cavaleiros de Cristo: as ordens militares na Idade Média (sécs. XI-XV). Rio de Janeiro: J. Zahar, Os Templários: uma cavalaria cristã na Idade Média. Rio de Janeiro: DIFEL, DIEHL, C. Os Grandes problemas da história bizantina. São Paulo: Américas, DUBY, Georges. Economia rural e vida no campo no Ocidente medieval. Lisboa: 70, Idade Média, idade dos homens: do amor e outros ensaios. São Paulo: Cia. das Letras, O Domingo de Bouvines: 27 de julho de Rio de Janeiro: Paz e Terra, As Três ordens ou o imaginário do feudalismo. Lisboa: Estampa, A Idade Média na França ( ): de Hugo Capeto a Joana d'arc. Rio de Janeiro: J. Zahar, Eva e os Padres: damas do século XII. São Paulo: Cia. das Letras, Heloísa, Isolda e outras damas do século XII. São Paulo: Cia. das Letras, O Tempo das catedrais. Arte e sociedade. Lisboa: Estampa, A Europa na Idade Média. Lisboa: Teorema, Senhores e camponeses. São Paulo: Paz e Terra, O Ano Mil. Lisboa: 70, Guilherme Marechal, ou o melhor cavaleiro do mundo. Rio de Janeiro: Graal, DUBY, G.; ARIÈS, P. (org.). História da vida privada. São Paulo: Cia. das Letras, Vols. 1 e 2. ECO, U. Arte e beleza na estética medieval. Rio de Janeiro: Globo, ELIAS, N. O Processo Civilizador. Rio de Janeiro: J. Zahar, vol.

5 ESPINOSA, F. Antologia de textos históricos medievais. Lisboa: Sá da Costa, FAURE, É. A Arte medieval. São Paulo: M. Fontes, FAVIER, J. Carlos Magno. São Paulo: Estação Liberdade, FOURQUIN, Guy. Senhorio e Feudalidade na Idade Média. Lisboa: 70, FRANCO JR., H. A Idade Média: o nascimento do Ocidente. São Paulo: Brasiliense, A Eva barbada: ensaios de mitologia medieval. São Paulo: EDUSP, As Cruzadas. São Paulo: Brasiliense, Cocanha: A história de um país imaginário. São Paulo: Cia. das Letras, O Ano São Paulo: Cia. das Letras, O Feudalismo. São Paulo: Brasiliense, GANSHOF, F.-L. Que é o feudalismo? Lisboa: Europa-América, GEREMEK, B. A Piedade e a forca. História da miséria e da caridade na Europa. Lisboa: Terramar, GINZBURG, C. O Queijo e os vermes: o cotidiano e as ideias de um moleiro perseguido pela Inquisição. São Paulo: Cia. das Letras, GIORDANI, M. C. História do mundo árabe medieval. Petrópolis: Vozes, História do mundo feudal: acontecimentos políticos. Petrópolis: Vozes, GONZAGA, J. B. A Inquisição em seu Mundo. São Paulo: Saraiva, GUERREAU, A. O Feudalismo. Um horizonte teórico. Lisboa: 70, GUREVICH, A. As Categorias da cultura medieval. Lisboa: Caminho, HEERS, J. Escravos e domésticos na Idade Média no mundo mediterrâneo. São Paulo: Difel, 1983 HUIZINGA, J. O Declínio da Idade Média. São Paulo: Verbo, KANTOROWICZ, E. H. Os Dois corpos do rei: um estudo sobre teologia política medieval. São Paulo: Cia. das Letras, KAPPLER, C. Monstros, demônios e encantamentos no fim da Idade Média. São Paulo: M. Fontes, LE GOFF, J. A Civilização do Ocidente Medieval. São Paulo: EDUSC, vol.. (dir.) O Homem medieval. Lisboa: Presença, Para um novo conceito de Idade Média. Lisboa: Estampa, Os Intelectuais na Idade Média. Rio de Janeiro: J. Olympio, O Nascimento do purgatório. Lisboa: Estampa, O Maravilhoso e o quotidiano no ocidente medieval. Lisboa: 70, O Apogeu da cidade medieval. São Paulo: M. Fontes, 1992.

6 . As Raízes da Europa. Petrópolis: Vozes, A Bolsa e a vida: economia e religião na Idade Média. São Paulo: Brasiliense, Mercadores e banqueiros da Idade Média. Lisboa: Gradiva, LE GOFF, J.; SCHMITT, J.-C. (dir.). Dicionário temático do Ocidente Medieval. Bauru: EDUSC, vols. LE GOFF, J., MONTREMY, J.-M. de. Em Busca da Idade Média. Rio de Janeiro: Civ. Brasileira, LE GOFF, J.; TRUONG, N. Uma história do corpo na Idade Média. Rio de Janeiro: Civ. Brasileira, LOPEZ, R. S. Nascimento da Europa. Lisboa/Rio de Janeiro: Cosmos, LOT, F. O Fim do Mundo Antigo e o princípio da Idade Média. Lisboa: 70, MACEDO, J. M. C. Anselmo e a astúcia da razão. Porto Alegre: Est, MANTRAN, R. Expansão muçulmana (séculos VII-XI). São Paulo: Pioneira, MICHELET, J. A Agonia da Idade Média. São Paulo: Imaginário, MITRE FERNÁNDEZ, E. La Guerra de los Cien Años. Madrid: História 16, MOLLAT, M. Os Pobres na Idade Média. Rio de Janeiro: Campus, MOSS, H. St. L. B. The Birth of the Middle Ages: London: The Folio Society, MUCHEMBLED, R. Uma História do Diabo: séculos XII-XX. Rio de Janeiro: Bom Texto, MUMFORD, L. A Cidade na História: suas origens, transformações e perspectivas. São Paulo: M. Fontes, MUNDY, J. H. The High Middle Ages: Londres: The Folio Society, NELLI, R. Os Cátaros. Lisboa: 70, NUNES, R. A. da C. Gênese, significado e ensino da filosofia no século XII. São Paulo: USP, Grijalbo, 1974 PIRENNE, H. As Cidades da Idade Média. Lisboa: Europa-América, [198-?].. Maomé e Carlos Magno: o impacto do Islã sobre a civilização européia. Rio de Janeiro: Contraponto/PUC Rio, RICHARDS, J. Sexo, desvio e danação: as minorias na Idade Média. Rio de Janeiro: J. Zahar, ROPS, D. A Igreja das catedrais e das cruzadas. São Paulo: Quadrante, ROUSSET, P. História das cruzadas. Rio de Janeiro: Zahar, SCHMITT, J.-C. O Corpo das imagens: ensaios sobre a cultura visual na Idade Média. Bauru: EDUSC, VAINFAS, R. Casamento, amor e desejo no Ocidente medieval. São Paulo: Ática, VAUCHEZ, A. Espiritualidade na Idade Média Ocidental, séc. VIII a XIII. Lisboa: Estampa, 1987.

7 VERGER, J. As Universidades na Idade Média. São Paulo: UNESP, VORONOVA, T., STERLIGOV, A. Manuscrits enluminés occidentaux: VIII e XVI e siècles. Bournemouth/Saint-Pétersbourg: P. Aurora, WALTHER, I.,WOLF, N. Chefs-d oeuvre de l enluminure. Köln: Taschen, WOLFF, P. O Outono da Idade Média ou primavera dos tempos modernos? São Paulo: M. Fontes, Periódicos/ revistas eletrônicas: Revista Brathair - Revista Mirabilia - Revista AEDOS -

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS 1. EMENTA Análise das diferentes abordagens historiográficas acerca da transição das sociedades medievais européias ao capitalismo. Formação do Antigo Regime e surgimento do paradigma do homem moderno:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS. Unidade Universitária Cora Coralina CURSO DE HISTÓRIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS. Unidade Universitária Cora Coralina CURSO DE HISTÓRIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA - CIDADE DE GOIÁS Curso: HISTÓRIA Disciplina: História Moderna Habilitação: LICENCIATURA Carga Horária Total: 64 h/a anuais 2 h/a semanais Carga Horária

Leia mais

Total aulas previstas

Total aulas previstas ESCOLA BÁSICA 2/3 DE MARTIM DE FREITAS Planificação Anual de História do 7º Ano Ano Lectivo 2011/2012 LISTAGEM DE CONTEÚDOS TURMA Tema 1.º Período Unidade Aulas Previas -tas INTRODUÇÃO À HISTÓRIA: DA ORIGEM

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO: Técnico em Informática FORMA/GRAU:( x) Integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde. Departamento de Ciências Humanas e Sociais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde. Departamento de Ciências Humanas e Sociais HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL Distribuição dos tempos letivos disponíveis para o 5 º ano de escolaridade 1º Período 2º Período 3º Período *Início:15-21 de setembro 2015 *Fim:17 dezembro 2015 *Início:4

Leia mais

Aula 1414- Alta Idade Média - Feudalismo

Aula 1414- Alta Idade Média - Feudalismo Aula 14 - Feudalismo Aula 1414- Alta Idade Média - Feudalismo DeOlhoNoEnem H4 - Comparar pontos de vista expressos em diferentes fontes sobre determinado aspecto da cultura. (A boa e a má Idade Média).

Leia mais

IGREJA NA BAIXA IDADE MÉDIA

IGREJA NA BAIXA IDADE MÉDIA BAIXA IDADE MÉDIA BAIXA IDADE MÉDIA -Características: *Grandes transformações no sistema feudal; *aumento da produção agrícola; *aparecimento da burguesia; *crise de poder da nobreza feudal. IGREJA NA

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO C U R S O D E D I R E I T O Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: HISTÓRIA DO DIREITO Código: DIR 162 CH Total: 30 h Pré-Requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS AGUALVA MIRA SINTRA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS AGUALVA MIRA SINTRA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS AGUALVA MIRA SINTRA código 171608 Escola Básica D. Domingos Jardo MANUAL ADOPTADO: HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL - HGP AUTORES: ANA OLIVEIRA/ FRANCISCO CANTANHEDE/ MARÍLIA GAGO

Leia mais

PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO HISTÓRIA A. (sujeita a reajustamentos) 1º PERÍODO

PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO HISTÓRIA A. (sujeita a reajustamentos) 1º PERÍODO PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO HISTÓRIA A 10º Ano Ano Lectivo - 2012/2013 (sujeita a reajustamentos) Prof. ª Irene Lopes 1º PERÍODO MÓDULO 0 ESTUDAR E APRENDER HISTÓRIA MÓDULO 1 RAÍZES MEDITERRÂNICADA CIVILIZAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Licenciatura Plena em História Disciplina: História Antiga II Carga Horária: 60h/a Teórica: Prática: Semestre: 2013.2 Professora: Tatiana Silva de Lima

Leia mais

IDADE MÉDIA BAIXA IDADE MÉDIA (SÉC. XI XV)

IDADE MÉDIA BAIXA IDADE MÉDIA (SÉC. XI XV) 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS: Decadência do feudalismo. Estruturação do modo de produção capitalista. Transformações básicas: auto-suficiência para economia de mercado; novo grupo social: burguesia; formação

Leia mais

O MUNDO MEDIEVAL. Prof a. Maria Fernanda Scelza

O MUNDO MEDIEVAL. Prof a. Maria Fernanda Scelza O MUNDO MEDIEVAL Prof a. Maria Fernanda Scelza Antecedentes Crises políticas no Império Romano desgaste; Colapso do sistema escravista; Problemas econômicos: aumento de impostos, inflação, descontentamento;

Leia mais

Um novo conceito de Idade Média nas escolas. Miriam Coser 1

Um novo conceito de Idade Média nas escolas. Miriam Coser 1 Um novo conceito de Idade Média nas escolas Miriam Coser 1 Ao longo do séc. XX, o estudo da Idade Média passou por profundas transformações, com novas abordagens, novos questionamentos e sobretudo a utilização

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa da disciplina e metas curriculares 3º CICLO HISTÓRIA 7º ANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS

Leia mais

Feudalismo Europa Ocidental

Feudalismo Europa Ocidental IDADE MÉDIA Feudalismo Europa Ocidental No que diz respeito a Europa Ocidental, podemos afirmar que a Idade Média assistiu à formação do feudalismo, que nasceu em meio a desagregação do Império Romano

Leia mais

Aprimoramento 3. parte 2. Prof. Osvaldo

Aprimoramento 3. parte 2. Prof. Osvaldo Aprimoramento 3 parte 2 Prof. Osvaldo 03. (UFPR) Leia os seguintes excertos da Magna Carta inglesa de 1215. 12 Nenhum imposto ou pedido será estabelecido no nosso reino sem o consenso geral. [...] que

Leia mais

Prof. Alexandre Goicochea História

Prof. Alexandre Goicochea História FRANCO Merovíngia Carolíngio ISLÂMICO Maomé Xiitas (alcorão) e Sunitas (suna e alcorão) BIZÂNTINO Justiniano Igreja Santa Sofia Iconoclastia Monoticismo (Jesus Cristo só espírito) Corpus Juris Civilis

Leia mais

Planificação Anual. Professor: José Pinheiro Disciplina: História e Geografia de Portugal Ano: 5.º Turmas: B Ano letivo: 2014-2015

Planificação Anual. Professor: José Pinheiro Disciplina: História e Geografia de Portugal Ano: 5.º Turmas: B Ano letivo: 2014-2015 Planificação Anual Professor: José Pinheiro Disciplina: História e Geografia de Portugal Ano: 5.º Turmas: B Ano letivo: 2014-2015 UNIDADE DIDÁTICA: TEMA A: DOS PRIMEIROS POVOS À FORMAÇÃO DO REINO DE PORTUGAL.

Leia mais

HISTÓRIA. DISCIPLINA: PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO CARGA HORÁRIA: 60h CRÉDITOS: 3.1.0

HISTÓRIA. DISCIPLINA: PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO CARGA HORÁRIA: 60h CRÉDITOS: 3.1.0 HISTÓRIA DISCIPLINA: PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO CARGA HORÁRIA: 60h CRÉDITOS: 3.1.0 A ciência psicológica. A constituição da subjetividade. Desenvolvimento e aprendizagem. Transtornos e dificuldades de aprendizagem.

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMARATE Planificação Anual - História

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMARATE Planificação Anual - História ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMARATE Planificação Anual - História Grupo - 400 Ano Letivo 2014/2015 Ano de Escolaridade 7º Ano Temas e Conteúdos Metas Metodologia / Estratégias - Recursos Avaliação Tempos Tema

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO CÓD. DISC. 17032441 CRÉDITOS UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA Evolução das Artes Visuais II ETAPA 2ª Período

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL 2º CICLO HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 5.º ANO Documento(s) Orientador(es): Programa de História e Geografia de Portugal

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE - Sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da história, - As linguagens das fontes históricas; - Os documentos escritos,

Leia mais

A CRISE DO SISTEMA FEUDAL

A CRISE DO SISTEMA FEUDAL A CRISE DO SISTEMA FEUDAL O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA FEUDAL NA EUROPA OCIDENTAL O apogeu do feudalismo ocorre entre os séculos IX e XIII; 4. CAUSAS PARA O DESENVOLVIMENTO DO FEUDALISMO Fim das invasões

Leia mais

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA 1) Sociologia II A Escola de Ciências Sociais / CPDOC da FGV-RJ informa a abertura de processo seletivo para a contratação de um professor horista para a disciplina

Leia mais

SUMÁRIO O MUNDO ANTIGO

SUMÁRIO O MUNDO ANTIGO SUMÁRIO Apresentação Prefácio Introdução 1. Da história da pedagogia à história da educação 2. Três revoluções em historiografia 3. As muitas histórias educativas 4. Descontinuidade na pesquisa e conflito

Leia mais

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Índice Clique sobre tema desejado: A origem dos Estados Nacionais Contexto Histórico: crise feudal (séc. XIV-XVI) Idade Média Idade Moderna transição Sociedade

Leia mais

UFRJ/CCS Escola de Educação Física e Desportos

UFRJ/CCS Escola de Educação Física e Desportos Unidade: Departamento: UFRJ/CCS Escola de Educação Física e Desportos Jogos Disciplina: História da Educação Física Código: EFJ110 Carga horária por período: Teórica: 60 h Prática: xxxx Créditos: 04 Requisitos:

Leia mais

História da Educação I. Prof. Fernando Roberto Campos

História da Educação I. Prof. Fernando Roberto Campos História da Educação I Prof. Fernando Roberto Campos Reflexão A torneira seca (mas pior: a falta de sede). a luz apagada (mas pior: o gosto do escuro). a porta fechada (mas pior: a chave por dentro). José

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 221, DE 26 DE JULHO DE 2011

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 221, DE 26 DE JULHO DE 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 221, DE 26 DE JULHO DE 2011 O Presidente, Substituto, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas

Leia mais

SISTEMA COLÉGIO MILITAR DO BRASIL ENSINO FUNDAMENTAL ELABORADO EM 2002 HISTÓRIA 7ª SÉRIE CARGA HORÁRIA: 60 HORAS PLANO DE ÁREA DE ESTUDO (PLAEST)

SISTEMA COLÉGIO MILITAR DO BRASIL ENSINO FUNDAMENTAL ELABORADO EM 2002 HISTÓRIA 7ª SÉRIE CARGA HORÁRIA: 60 HORAS PLANO DE ÁREA DE ESTUDO (PLAEST) Fl-1 SISTEMA COLÉGIO MILITAR DO BRASIL ENSINO FUNDAMENTAL ELABORADO EM 20 HISTÓRIA 7ª SÉRIE CARGA HORÁRIA: 60 HORAS PLANO DE ÁREA DE ESTUDO (PLAEST) APROVADO PELO ADT BOL INTR / DEP Nr 053, DE 11 DE JULHO

Leia mais

Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico História e Geografia de Portugal 2º Ciclo Ano Lectivo 2007/2008

Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico História e Geografia de Portugal 2º Ciclo Ano Lectivo 2007/2008 Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico História e Geografia de Portugal 2º Ciclo Ano Lectivo 2007/2008 Conteúdos Ano Lectivo Período Lectivo Tema A-A península Ibérica: dos primeiros povos à formação

Leia mais

Introdução ao conceito de História/Tempos históricos/fonte Histórica/Periodização da História

Introdução ao conceito de História/Tempos históricos/fonte Histórica/Periodização da História Guará, 12/12/2014. Planejamento de conteúdos para o ano 2015 Professor: Otto Terra Disciplina: História 1º Ano Ens. Médio Fevereiro (02/02 a 06/02) Introdução ao conceito de História/Tempos históricos/fonte

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS 1) IDENTIFICAÇÃO: Disciplina: Formação Territorial do Brasil Carga Horária: 60 h UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS PROGRAMA DE DISCIPLINA Curso:

Leia mais

Crise no Império Romano. Capítulo 6

Crise no Império Romano. Capítulo 6 Crise no Império Romano Capítulo 6 A falta de escravos leva ao aparecimento do sistema do colonato. Corte nas verbas do exército, gera revolta e briga entre os generais. Os generais passam a não obedecer

Leia mais

CURSO: HISTÓRIA PRIMEIRO PERÍODO. Área de Ciências Humanas Sociais e Aplicadas. DISCIPLINA: Metodologia Científica (on-line)

CURSO: HISTÓRIA PRIMEIRO PERÍODO. Área de Ciências Humanas Sociais e Aplicadas. DISCIPLINA: Metodologia Científica (on-line) CURSO: HISTÓRIA PRIMEIRO PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica (on-line) (Modalidade a Distância NEAD) 104032 04 01 80h O Conhecimento Científico e os Métodos Científicos. Epistemologia. Métodos Científicos:

Leia mais

TRANSIÇÃO DA ANTIGUIDADE PARA A IDADE MÉDIA NA EUROPA

TRANSIÇÃO DA ANTIGUIDADE PARA A IDADE MÉDIA NA EUROPA TRANSIÇÃO DA ANTIGUIDADE PARA A IDADE MÉDIA NA EUROPA O processo de transição Fim do Império Romano do Ocidente: diversos fatores; Cultura dos povos bárbaros + cultura dos povos romanos = base para as

Leia mais

(1) HOBSBAWM, Eric. Sobre História. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. Cap. 10: O que os historiadores devem a Karl Marx?

(1) HOBSBAWM, Eric. Sobre História. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. Cap. 10: O que os historiadores devem a Karl Marx? UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS PLANO DE ENSINO DE TEORIAS DA HISTÓRIA II CURSO/SEMESTRE LICENCIATUTA EM HISTÓRIA 3º SEMESTRE DISCIPLINA TEORIAS DA HISTÓRIA II CARÁTER DA

Leia mais

A história da Igreja e sua problemática A história da Igreja na Idade Antiga

A história da Igreja e sua problemática A história da Igreja na Idade Antiga SUMÁRIO Introdução... 11 A história da Igreja e sua problemática... 17 A. Alguns pressupostos e indicações básicos antes de começar o caminho... 17 Trata-se de um ramo da ciência histórica ou da ciência

Leia mais

UM ESTUDO DA CONCEPÇÃO TOMASIANA DE AMOR NA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: AS QUESTÕES 26, 27 E 28 DA SUMA TEOLÓGICA

UM ESTUDO DA CONCEPÇÃO TOMASIANA DE AMOR NA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: AS QUESTÕES 26, 27 E 28 DA SUMA TEOLÓGICA UM ESTUDO DA CONCEPÇÃO TOMASIANA DE AMOR NA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: AS QUESTÕES 26, 27 E 28 DA SUMA TEOLÓGICA Resumo SANTIN, Rafael H. UEM rafael.h.santin@gmail.com Área temática: História da Educação Agência

Leia mais

O FIM DO FEUDALISMO E A CENTRALIZAÇAO POLÍTICA

O FIM DO FEUDALISMO E A CENTRALIZAÇAO POLÍTICA O FIM DO FEUDALISMO E A CENTRALIZAÇAO POLÍTICA O sistema feudal entra em crise com o advento das cidades e a expansão do comércio, somados a outros fatores. 1) Necessidade de moedas, crescimento das cidades

Leia mais

Forma de organização econômica e tutorial rural na qual o trabalhador arrenda uma porção de terreno sob condição de reservar parte de sua produção como pagamento ao proprietário. O colono é denominado

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DIPLOMÁTICA DE PORTUGAL (MEDIEVAL E MODERNA) Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DIPLOMÁTICA DE PORTUGAL (MEDIEVAL E MODERNA) Ano Lectivo 2014/2015 UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DIPLOMÁTICA DE PORTUGAL (MEDIEVAL E MODERNA) Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso

Leia mais

3.360 H/AULA (*) CURRÍCULO PLENO/

3.360 H/AULA (*) CURRÍCULO PLENO/ MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: HISTÓRIA LICENCIATURA PLENA SERIADO ANUAL 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS - MÁXIMO = 05 (CINCO)

Leia mais

O ÓDIO E A EDUCAÇÃO NA SUMA TEOLÓGICA DE TOMÁS DE AQUINO

O ÓDIO E A EDUCAÇÃO NA SUMA TEOLÓGICA DE TOMÁS DE AQUINO O ÓDIO E A EDUCAÇÃO NA SUMA TEOLÓGICA DE TOMÁS DE AQUINO SANTIN, Rafael Henrique 1 OLIVEIRA, Terezinha 2 INTRODUÇÃO Este texto apresenta algumas reflexões desenvolvidas durante nossa pesquisa de mestrado

Leia mais

Unidade 1 O Período Medieval

Unidade 1 O Período Medieval Sugestões de atividades Unidade 1 O Período Medieval 7 HISTÓRIA Religião bizantina Assinale somente as afirmativas incorretas. 1. ( ) Embora a religião oficial bizantina fosse o cristianismo, em razão

Leia mais

PLANO DE CURSO. Pré-requisito: ----- Professor: Argemiro Ribeiro de Souza Filho Titulação: Doutor em História Social pela USP

PLANO DE CURSO. Pré-requisito: ----- Professor: Argemiro Ribeiro de Souza Filho Titulação: Doutor em História Social pela USP CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Autorizado plea Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU de 30/08/10 Componente Curricular: HISTÓRIA DA ARQUITETURA E DA ARTE I Código: ARQ - 012 CH Total: 30 h Pré-requisito:

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 7 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. Leia o texto e responda. A formação da sociedade medieval foi um processo longo e complexo, que reuniu durante séculos características

Leia mais

DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À HISTÓRIA DA CULTURA SEMESTRE: Segundo semestre de 2011 CARGA HORÁRIA: 60 (sessenta) horas/aula CRÉDITOS: 04 (quatro)

DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À HISTÓRIA DA CULTURA SEMESTRE: Segundo semestre de 2011 CARGA HORÁRIA: 60 (sessenta) horas/aula CRÉDITOS: 04 (quatro) Obtido em: http://www.fafich.ufmg.br/atendimento/ciclo-introdutorio-em-ciencias-humanas/programas-das-disciplinas-do-cich/programas-2011-2/%20-%20introducao%20a%20historia%20d CARGA HORÁRIA: 60 (sessenta)

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 6 o ano 4 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : Observe a imagem e responda às questões 1 e 2. REPRODUÇÃO 1. Cite dois elementos presentes na imagem que representam a Igreja católica.

Leia mais

FRANCISCO DE ASSIS E AS CIDADES DO SÉCULO XIII Victor Augustus Graciotto Silva UFPR

FRANCISCO DE ASSIS E AS CIDADES DO SÉCULO XIII Victor Augustus Graciotto Silva UFPR FRANCISCO DE ASSIS E AS CIDADES DO SÉCULO XIII Victor Augustus Graciotto Silva UFPR Quando nos deparamos com os estudos de historiadores como Marc BLOCH, Fernand BRAUDEL, Jacques LE GOFF e Georges DUBY,

Leia mais

Com base nesse artigo e nos conhecimentos sobre a História da América, RESPONDA:

Com base nesse artigo e nos conhecimentos sobre a História da América, RESPONDA: PROCESSO SELETIVO/2006 3 O DIA CADERNO 8 1 HISTÓRIA QUESTÕES DE 01 A 05 01. A base naval norte-americana de Guantanamo tem estado em evidência nos últimos anos. Trata-se de uma área de 117,6 quilômetros

Leia mais

AS IMAGENS DA VIRGEM MARIA NOS VITRAIS DA CATEDRAL DE CHARTRES. Franciele Mendes Alves 1

AS IMAGENS DA VIRGEM MARIA NOS VITRAIS DA CATEDRAL DE CHARTRES. Franciele Mendes Alves 1 AS IMAGENS DA VIRGEM MARIA NOS VITRAIS DA CATEDRAL DE CHARTRES Franciele Mendes Alves 1 mendesfranciele@bol.com.br Resumo: Este trabalho estuda a devoção mariana representada na iconografia dos vitrais

Leia mais

Planificação Anual ANO LECTIVO - 2010/ 2011 COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS TEMA(S) / CONTEÚDOS AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO

Planificação Anual ANO LECTIVO - 2010/ 2011 COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS TEMA(S) / CONTEÚDOS AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO ANO LECTIVO - 010/ 011 ÁREA DISCIPLINAR DE HISTÓRIA HISTÓRIA 7º ANO COMPETÊNCIAS GERAIS 1. Tratamento de informação; utilização de fontes;. Compreensão histórica:.1. Temporalidade.. Espacialidade.3. Contextualização

Leia mais

1º ano. 1º Bimestre. Revolução Agrícola Capítulo 1: Item 5 Egito - política, economia, sociedade e cultura - antigo império

1º ano. 1º Bimestre. Revolução Agrícola Capítulo 1: Item 5 Egito - política, economia, sociedade e cultura - antigo império Introdução aos estudos de História - fontes históricas - periodização Pré-história - geral - Brasil As Civilizações da Antiguidade 1º ano Introdução Capítulo 1: Todos os itens Capítulo 2: Todos os itens

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA Ano Letivo 2014/2015 I - AVALIAÇÃO: Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico de Amora 1. Domínios de avaliação, parâmetros e ponderações I Domínio dos Conhecimentos

Leia mais

DISCIPLINA SÉRIE BIMESTRE PROVA MODELO 6ª 3 P2 REVISÃO

DISCIPLINA SÉRIE BIMESTRE PROVA MODELO 6ª 3 P2 REVISÃO DISCIPLINA SÉRIE BIMESTRE PROVA MODELO História CONTEÚDO: CAP 3 - Islã CAP 4 Francos e Carolíngios 6ª 3 P2 REVISÃO 1. Na Arábia pré-islâmica, uma cidade em especial se transformou num ponto de encontro,

Leia mais

IDADE MÉDIA ORIENTAL BIZANTINOS E ÁRABES

IDADE MÉDIA ORIENTAL BIZANTINOS E ÁRABES IDADE MÉDIA ORIENTAL BIZANTINOS E ÁRABES 1 O IMPÉRIO BIZANTINO: Império Romano do Oriente ou Império Grego. Constantinopla capital. Antiga Bizâncio, hoje Istambul (TUR). Local privilegiado estrategicamente

Leia mais

1º ano. 1) Relações de Trabalho, Relações de Poder...

1º ano. 1) Relações de Trabalho, Relações de Poder... Liberdade, propriedade e exploração. A revolução agrícola e as relações comerciais. Capítulo 1: Item 5 Relações de trabalho nas sociedades indígenas brasileiras e americanas. Escravidão e servidão. Divisão

Leia mais

a. Na Idade Média, a principal riqueza que um homem poderia possuir era a terra. No texto, identifique

a. Na Idade Média, a principal riqueza que um homem poderia possuir era a terra. No texto, identifique Atividade extra Vivendo a vida do seu jeito Questão 1 A agricultura para consumo era, no feudalismo, a atividade principal. O comércio, muito reduzido. As terras não tinham valor de troca, de mercado,

Leia mais

CURSO DE HISTÓRIA: EMENTAS DAS DISCIPLINAS NÍVEL I

CURSO DE HISTÓRIA: EMENTAS DAS DISCIPLINAS NÍVEL I CURSO DE HISTÓRIA: EMENTAS DAS DISCIPLINAS NÍVEL I 15201-04 Introdução ao Estudo da História Introdução ao estudo da constituição da História como campo de conhecimento, ao longo dos séculos XIX e XX,

Leia mais

Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014

Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014 Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014 Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas Disciplina de História ANO:7º Temas Conteúdos Conceitos 1. Das Sociedades Recoletoras

Leia mais

HILÀRIO FRANCO Jr. O feudalismo. São Paulo: Brasiliense. 1983. (Coleção tudo é História)

HILÀRIO FRANCO Jr. O feudalismo. São Paulo: Brasiliense. 1983. (Coleção tudo é História) HILÀRIO FRANCO Jr. O feudalismo. São Paulo: Brasiliense. 1983. (Coleção tudo é História) A gênese - 9 A estrutura - 29 A dinâmica - 62 A crise - 78 Reinaldo N. Ribeiro Março/2012 - Crise do Império Romano

Leia mais

A Igreja em Reforma e Expansão: o caso do Atlântico Português

A Igreja em Reforma e Expansão: o caso do Atlântico Português 1 BAHIA 16-19 American, European and African forging of a colonial capital city Minicurso no âmbito do projeto IRSES Bahia 16-19 A Igreja em Reforma e Expansão: o caso do Atlântico Português Docente: Hugo

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio ETEC Professora Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: TEODORO SAMPAIO Área de conhecimento: Ciências Humanas Componente Curricular: Historia

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Objetivos

PLANO DE ENSINO. Objetivos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Dados de Identificação Campus: São Borja Curso: Relações Públicas ênfase em produção cultural Componente

Leia mais

Recuperação - 2ª Etapa Ensino Médio

Recuperação - 2ª Etapa Ensino Médio 1 HISTÓRIA 1º ANO ENSINO MÉDIO PROFESSOR(A): MATHEUS NANI NOME: Nº Queridos e queridas do #Primeiro15, Em nossa avaliação de recuperação de conteúdo da 2ª Etapa, você deverá estudar os seguintes temas:

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA EB DE MIRA PLANIFICAÇÂO ANUAL DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL - 5º ANO. Ano letivo 2013/2014

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA EB DE MIRA PLANIFICAÇÂO ANUAL DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL - 5º ANO. Ano letivo 2013/2014 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA EB DE MIRA PLANIFICAÇÂO ANUAL DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL - 5º ANO Ano letivo 2013/2014 Manual de História e Geografia de Portugal do 5º Ano : «Saber

Leia mais

Cite e analise UMA SEMELHANÇA e UMA DIFERENÇA entre a religião muçulmana e a religião cristã durante a Idade Média.

Cite e analise UMA SEMELHANÇA e UMA DIFERENÇA entre a religião muçulmana e a religião cristã durante a Idade Média. Questão 1: Leia o trecho abaixo a responda ao que se pede. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE Quando Maomé fixou residência em Yatrib, teve início uma fase decisiva na vida do profeta, em seu empenho

Leia mais

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução 1 4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval Introdução O último período da Filosofia Grega é o Helenístico (Sec. III a.c.-vi d.c.). É um período

Leia mais

História 6A Aula 17. A Cultura Medieval

História 6A Aula 17. A Cultura Medieval História 6A Aula 17 A Cultura Medieval Cultura Medieval Síntese de elementos grecoromanos, cristãos e germânicos, reformulados com novas experiências. IGREJA CATÓLICA Instituição mais poderosa do mundo

Leia mais

HISTORIA DE PORTUGAL

HISTORIA DE PORTUGAL A. H. DE OLIVEIRA MARQUES HISTORIA DE PORTUGAL Manual para uso de estudantes e outros curiosos de assuntos do passado pátrio EDITORIAL PRESENÇA ÍNDICE GERAL PREFACIO 11 INTRODUÇÃO AS RAÍZES DE UMA NAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ HISTÓRIA PROSEL/PRISE 1ª ETAPA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ HISTÓRIA PROSEL/PRISE 1ª ETAPA HISTÓRIA PROSEL/PRISE 1ª ETAPA EIXOS TEMÁTICOS: I. MUNDOS DO TRABALHO COMPETÊNCIA HABILIDADES CONTEÚDO -Compreender as relações de trabalho no mundo antigo, nas sociedades pré-colombianas e no mundo medieval.

Leia mais

EXPANSÃO EUROPÉIA E CONQUISTA DA AMÉRICA

EXPANSÃO EUROPÉIA E CONQUISTA DA AMÉRICA EXPANSÃO EUROPÉIA E CONQUISTA DA AMÉRICA EXPANSÃO EUROPEIA E CONQUISTA DA AMÉRICA Nos séculos XV e XVI, Portugal e Espanha tomaram a dianteira marítima e comercial europeia, figurando entre as grandes

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL 6 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP UNIDADE DE ESTUDO 06 OBJETIVOS - Localizar, na História, a Idade Média;

Leia mais

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo de Referência da Rede Estadual de Educação de GOIÁs. História Oficina de História

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo de Referência da Rede Estadual de Educação de GOIÁs. História Oficina de História Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo de Referência da Rede Estadual de Educação de GOIÁs História Oficina de História 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser uma ferramenta

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino EIXO TECNOLÓGICO: GESTÃO E NEGÓCIOS IDENTIFICAÇÃO CURSO: TÉCNICO EM VENDAS INTEGRADO/PROEJA FORMA/GRAU:( x ) integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura (

Leia mais

UFSC. Resposta: 02 + 04 + 16 = 22. Comentário. Resposta: Comentário

UFSC. Resposta: 02 + 04 + 16 = 22. Comentário. Resposta: Comentário Resposta: 02 + 04 + 16 = 22 Resposta: 01. Incorreta. Na região dos Rios Tigre e Eufrates tivemos o desenvolvimento da Civilização Mesopotâmica, que, mesmo enfrentando guerras, desenvolveu atividades artísticas

Leia mais

Prof. Cristiano Pissolato. Formação dos Estados nacionais. França

Prof. Cristiano Pissolato. Formação dos Estados nacionais. França Prof. Cristiano Pissolato Formação dos Estados nacionais França Ducado da Normandia sob controle Plantageneta (ING). Ducado da Bretanha administrada pela dinastia Plantageneta (ING) a partir de 1116 porque

Leia mais

Curso: Serviço Social

Curso: Serviço Social PLANO DE DISCIPLINA Curso: Serviço Social Coordenação: Naiara Magalhães Professor : Manoel Jaime Filho Disciplina: História da Formação Social e Econômica do Brasil Período: 1º Semestre/2014 Carga Horária:

Leia mais

Aulas 15 Império Bizantino

Aulas 15 Império Bizantino Aulas 15 Império Bizantino DeOlhoNoEnem H5 - Identificar as manifestações ou representações da diversidade do patrimônio cultural e artístico em diferentes sociedades.(catedral de Santa Sofia) H12 - Analisar

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LAC1532T1 - Linguagem Visual I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LAC1532T1 - Linguagem Visual I Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina LAC1532T1 - Linguagem Visual I Docente(s) Rita Luciana Berti Bredariolli Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de Artes Cênicas, Educação

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 COMUNICAÇÃO SOCIAL HAB: JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CHS TEORIA PRÁTICA ANO 340.3451.1 ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE 4ª 04 04 2/2009 OBJETIVOS Desenvolver

Leia mais

O DOMÍNIO IDEOLÓGICO DA IGREJA DURANTE A ALTA IDADE MÉDIA OCIDENTAL 1 Mauro da Silva Hoffmann 2

O DOMÍNIO IDEOLÓGICO DA IGREJA DURANTE A ALTA IDADE MÉDIA OCIDENTAL 1 Mauro da Silva Hoffmann 2 105 O DOMÍNIO IDEOLÓGICO DA IGREJA DURANTE A ALTA IDADE MÉDIA OCIDENTAL 1 Mauro da Silva Hoffmann 2 Resumo O objetivo deste artigo é analisar do domínio ideológico exercido pela Igreja Católica através

Leia mais

Ementa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano

Ementa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano Curso: Ciências Econômicas Modalidade: Bacharelado Turno: Noturno

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA EMENTA

PROGRAMA DA DISCIPLINA EMENTA UPE Campus Petrolina Obrigatória: ( x ) PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: GEOGRAFIA Disciplina: Geografia Urbana Carga Horária: 60 Teórica: Semestre: 8º. Professora: Gêisa Silva Prática: Obrigatória: ( x )

Leia mais

Sugestões de avaliação. História 7 o ano Unidade 1

Sugestões de avaliação. História 7 o ano Unidade 1 Sugestões de avaliação História 7 o ano Unidade 1 Nome: Data: Unidade 1 Recomendação ao aluno: Utilizar lápis de cor. 1. A fixação dos germânicos nas terras do Império Romano ocorreu em duas fases. Ligue

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO DA GRADUAÇÂO Bacharelado 2009 OPÇÃO

PROGRAMA DE ENSINO DA GRADUAÇÂO Bacharelado 2009 OPÇÃO UNIDADE UNIVERSITÁRIA Faculdade de Ciências e Tecnologia/UNESP CURSO DE Geografia HABILITAÇÃO PROGRAMA DE ENSINO DA GRADUAÇÂO Bacharelado 2009 OPÇÃO DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL Departamento de Geografia -

Leia mais

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009 Questão 01 UFBA - -2009 2ª FASE 2009 Na Época Medieval, tanto no Oriente Médio, quanto no norte da África e na Península Ibérica, muçulmanos e judeus conviviam em relativa paz, fazendo comércio e expressando,

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CIÊNCIAS HUMANAS 3º ANO FILOSOFIA FILOSOFIA NA HISTÓRIA

Leia mais

A Idade Média e O Renascimento

A Idade Média e O Renascimento Estes textos são produzidos sob patrocínio do Departamento Cultural da Clínica Naturale.Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento.

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE HISTÓRIA ANO: 6º Ano PROFESSORA: Nicheli

Leia mais

IMAGENS RELIGIOSAS NOS MANUSCRITOS MEDIEVAIS

IMAGENS RELIGIOSAS NOS MANUSCRITOS MEDIEVAIS IMAGENS RELIGIOSAS NOS MANUSCRITOS MEDIEVAIS Pamela Wanessa Godoi (UEL/ PIBIC-CNPQ) 1 Eixo: Imagem e Religião Resumo: Neste trabalho procuramos desenvolver uma análise de como alguns autores da historiografia

Leia mais

Estudo Dirigido História -6 o ano Luciana Corrêa

Estudo Dirigido História -6 o ano Luciana Corrêa Conteúdos do 3º bimestre No 3º bimestre de 2015 estudaremos alguns povos que viveram na Ásia, na África e na Europa entre os séculos VII e XVI. Vamos conhecer um pouco como era a vida dos árabes, malinquês

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 1. Desenvolver conhecimento sobre os fundamentos teóricos e técnicos dos conceitos de grupo e dos processos grupais.

PLANO DE ENSINO. 1. Desenvolver conhecimento sobre os fundamentos teóricos e técnicos dos conceitos de grupo e dos processos grupais. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Curso: Psicologia Semestre: 2012.1 Turma: 07319A Disciplina: Dinâm.

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Licenciatura em História Disciplina: Métodos e técnicas de pesquisa Histórica Carga Horária: 45h Teórica: 45h Prática: Semestre: 23.2 Professor: Reinaldo

Leia mais

AVALIAÇÃO Testes escritos e seminários.

AVALIAÇÃO Testes escritos e seminários. CARGA HORÁRIA: 60 horas-aula Nº de Créditos: 04 (quatro) PERÍODO: 91.1 a 99.1 EMENTA: Visão panorâmica das literaturas produzidas em Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São

Leia mais