Projeto VANT/DNPM Desafios e Novas Fronteiras para uso do VANT em atividades de fiscalização mineral

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto VANT/DNPM Desafios e Novas Fronteiras para uso do VANT em atividades de fiscalização mineral"

Transcrição

1 Projeto VANT/DNPM Desafios e Novas Fronteiras para uso do VANT em atividades de fiscalização mineral Cristina P. Bicho Coordenadora Projeto VANT/DNPM Departamento Nacional de Produção Mineral São Paulo, 08 de maio de 2014

2 Desafios para implantação de um Projeto VANT: Escolha do modelo de VANT; Treinamento, treinamento, treinamento, treinamento, treinamento...; Escolha das equipes; Desenvolvimento de pesquisas para processamento dos dados; Identificação do modelo de negócios;

3 Características µvant: Peso reduzido (2,5kg) Pequenas dimensões permite transporte em carro de passeio Lançamento Manual não requer pista de pouso ou decolagem Motorização Elétrica permite recarga das baterias em automóveis Aquisição de vídeos em tempo real e fotografias aéreas de alta resolução Baixo custo de aquisição e manutenção

4

5 Dimensão

6 Transporte Equipamento

7 Lançamento Manual

8 Pouso

9 Pouso

10

11 Pouso

12 Bateria

13 Vídeo em Tempo Real

14 Vídeo em Tempo Real

15 Desafios para implantação de um Projeto VANT: Escolha do modelo de VANT; Treinamento, treinamento, treinamento, treinamento, treinamento...; Escolha das equipes; Desenvolvimento de pesquisas para processamento dos dados; Identificação do modelo de negócios;

16 Treinamento - Piloto

17 Treinamento - Piloto

18 Treinamento - Piloto

19 Treinamento Controle Tráfego Aéreo

20 Treinamento Check list

21 Treinamento Planejamento Voo

22 Treinamento Minimizar Falhas

23 Desafios para implantação de um Projeto VANT: Escolha do modelo de VANT; Treinamento, treinamento, treinamento, treinamento, treinamento...; Escolha das equipes; Desenvolvimento de pesquisas para processamento dos dados; Identificação do modelo de negócios;

24 Desafios de um Projeto VANT: Escolha do modelo de VANT; Treinamento, treinamento, treinamento, treinamento, treinamento...; Escolha das equipes; Desenvolvimento de pesquisas para processamento dos dados; Identificação do modelo de negócios;

25 Pesquisa - Precisão e geração de MDT Quartzito - Pirenopolis GO Altitude de Voo 150m Tamanho Pixel cm GCP errors X [m] Y [m] Z [m Mean Standard deviation

26

27 Pesquisa - Precisão e geração de MDT Quartzito - Pirenopolis GO

28 Pesquisa Cálculo de Volume Chapada do Araripe - CE Qual modelo inicial? USAF?

29 Pesquisa Cálculo de Volume Chapada do Araripe - CE

30 Pesquisa Cálculo de Volume Trombudo Central - SC Qual a influência da sombra no cálculo de volume?

31 Pesquisa Cálculo de Volume Trombudo Central - SC

32 Pesquisa Cálculo de Volume Trombudo Central - SC

33 Novas Fronteiras Sensores hiperespectrais Minério versus Estéril

34 Novas Fronteiras Radar Garimpo do Lourenço Calçoene - AP

35 Amapá Garimpo do Lourenço Calçoene - AP

36 Amapá Garimpo do Lourenço Calçoene - AP

37 Desafios de um Projeto VANT: Escolha do modelo de VANT; Treinamento, treinamento, treinamento, treinamento, treinamento...; Escolha das equipes; Desenvolvimento de pesquisas para processamento dos dados; Identificação do modelo de negócios;

38 Metas: Compartilhamento de custos de pesquisa e treinamento de pilotos (cursos práticos e teóricos) através de parcerias com órgãos governamentais; Pesquisa para definição de parâmetros para aquisição das fotos, em função dos objetivos da missão em campo. Estudos de precisão e acurácia. Digitalização das fotografias aéreas USAF marco zero? Rotinas de processamento automatizadas desenvolvimento softwares gratuitos. Estruturação de base de dados, definição de metadados. Motivar parcerias para o desenvolvimento de VANTs com sensores nas diversas faixas de comprimento de onda. Principais focos sensores multi e hiperespectral (diferenciação minério x estéril) e Radar (Amazônia); Definição de modelo de negócios operação com equipe própria ou terceirização? Em qual escala e com qual tipo de VANT?

39 Conclusões Estruturação de um projeto deve envolver não apenas aquisição do equipamento, mas também o treinamento de pilotos para operar o equipamento, realizar manutenção em campo, elaborar check list, planejar voos e processar dados; A escolha do modelo adequado de VANT passa necessariamente pelo dimensionamento das demandas de campo; Necessidade de parcerias para evoluir nas questões relacionadas ao processamento dos dados e definições de acurácia e precisão; Essencial estabelecimento de parcerias entre entes governamentais para evolução em novos tipos de sensores; Estágio pouco desenvolvido do setor dos VANTs - ausência de cursos específicos; falta de estatísticas de falhas para escolha de equipamentos, poucas empresas nacionais revendendo equipamentos e prestando serviços; e estágio inicial de regulamentação dificultam a massificação da tecnologia, nos moldes do projeto do DNPM.

Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs) no contexto do monitoramento agrícola Lúcio André de Castro Jorge

Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs) no contexto do monitoramento agrícola Lúcio André de Castro Jorge Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs) no contexto do monitoramento agrícola Lúcio André de Castro Jorge lacjorge@gmail.com VANTS NA AGRICULTURA Vantagens sobre aeronaves convencionais e satélites Custo

Leia mais

VANT O Uso na Agricultura de Precisão

VANT O Uso na Agricultura de Precisão VANT O Uso na Agricultura de Precisão Conceituação De acordo com acircular de Informações Aeronáuticas AIC N21/10, do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), define que: É um veículo aéreo projetado

Leia mais

OPERAÇÃO DE VANT ASPECTOS RELACIONADOS COM A SEGURANÇA OPERACIONAL

OPERAÇÃO DE VANT ASPECTOS RELACIONADOS COM A SEGURANÇA OPERACIONAL OPERAÇÃO DE VANT ASPECTOS RELACIONADOS COM A SEGURANÇA OPERACIONAL Luiz Munaretto - - - - - - - - - - Anais do 5º Simpósio de Segurança de Voo (SSV 2012) Direitos Reservados - Página 330 de 1112 - - -

Leia mais

EXPERIÊNCIAS EM FOTOGRAMETRIA COM VANT Terça-feira, 1 de Abril de 2014 08:48

EXPERIÊNCIAS EM FOTOGRAMETRIA COM VANT Terça-feira, 1 de Abril de 2014 08:48 EXPERIÊNCIAS EM FOTOGRAMETRIA COM VANT Terça-feira, 1 de Abril de 2014 08:48 1 comentário Eng. Manoel Silva Neto Departamento de Fotogrametria Mapeamento com VANT é amplamente aceito como um novo método

Leia mais

Uso de Imagens de Satélite e VANT como Ferramenta de Gestão na Cultura da Cana de Açúcar

Uso de Imagens de Satélite e VANT como Ferramenta de Gestão na Cultura da Cana de Açúcar Uso de Imagens de Satélite e VANT como Ferramenta de Gestão na Cultura da Cana de Açúcar Luciano Rosolem Gerente Regional de Vendas luciano.rosolem@geoagri.com.br (65) 9683-9102 Julho de 2015 Necessidade

Leia mais

INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS

INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS IS N o 91-002 Aprovação: Portaria nº 2471/SPO, de 17 de setembro de 2015. Assunto: Uso de informação aeronáutica em formato digital - Electronic Flight Bag (EFB). Origem: SPO 1.

Leia mais

Drone de mapeamento profissional

Drone de mapeamento profissional Drone de mapeamento profissional 4 razões para escolher o ebee 01. Mais mapas e maior precisão O ebee cobre até 12 km 2 (4,6 mi 2 ) em um único voo, enquanto que, voos sobre áreas menores e com baixa

Leia mais

Aeroportos e sistemas aeroportuários: introdução

Aeroportos e sistemas aeroportuários: introdução Aeroportos e sistemas aeroportuários: introdução Definições e Conceitos AERÓDROMO: Área definida sobre a terra ou água destinada à chegada, partida e movimentação de aeronaves; AERÓDROMO CONTROLADO: Aeródromo

Leia mais

Realização. Apoio. Patrocínio

Realização. Apoio. Patrocínio Realização Apoio Patrocínio Ações Indutoras na Área de Defesa MCT/FINEP 4ª CNCTI AÇÕES FINEP NA ÁREA DE VANT Seminário Internacional de Veículos Aéreos Não Tripulados A Missão da FINEP Promover e financiar

Leia mais

Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo. Paulo R. Feldmann- FEA USP

Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo. Paulo R. Feldmann- FEA USP Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo Paulo R. Feldmann- FEA USP Nossa experiência no IEE A recarga da bateria de 1 V.E. requer 24 kwh equivalente

Leia mais

VANT e fotogrammetria

VANT e fotogrammetria VANT e fotogrammetria Um piscar sobre a tecnologia Emanuele Traversari UFPE - 5 de Julho 2013 1 O que é um VANT O VANT é uma sigla para Veículo Aéreo Não Tripulado: é uma aeronave genérica, criada para

Leia mais

Ambientação nos conceitos

Ambientação nos conceitos Ambientação em Gestão de Projetos Maria Lúcia Almeida Ambientação nos conceitos Gestão de áreas funcionais e gestão de projetos Qualquer um pode ser gerente de projetos? Qual a contribuição da gestão de

Leia mais

TRANSPORTE COLETIVO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO

TRANSPORTE COLETIVO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO TRANSPORTE COLETIVO M. Eng. André Cademartori Jacobsen Especialista em Benchmarking Associação Latino-americana de Sistemas Integrados e BRT (SIBRT) 28/Nov/2012

Leia mais

Desafios legais para regulamentação dos VANTs e oportunidades

Desafios legais para regulamentação dos VANTs e oportunidades Desafios legais para regulamentação dos VANTs e oportunidades O que é Micro VANT? µ VANT ou µ RPAs é uma subdivisão de VANTs levando em conta seu peso máximo de decolagem, autonomia operacional, distância

Leia mais

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Tabulação dos Resultados da Pesquisa Objetivos: Diagnosticar a situação atual dos municípios

Leia mais

Modelagem de Processos na ECT

Modelagem de Processos na ECT Modelagem de Processos na ECT BPM DAY - Brasília 2012 AGENDA Iniciativas de BPI Método para Gestão de Processos de TIC Criação da Gerencia de Modelagem (GMON) Planejamento Estratégico 2020 Diagnóstico

Leia mais

Notas possíveis para esta questão: Zero ; 3 pontos; 6 pontos ou 10 pontos. Olimpíada Brasileira de Robótica 2014 2/6

Notas possíveis para esta questão: Zero ; 3 pontos; 6 pontos ou 10 pontos. Olimpíada Brasileira de Robótica 2014 2/6 GABARITO Todas as questões devem receber uma nota entre 0 (menor nota) e 10 (maior nota). Questões podem ter mais de uma resposta A prova do seu aluno deve receber uma pontuação entre 0 e 100. Não se esqueça

Leia mais

ENPI - ENCONTRO NACIONAL DE PILOTOS E INSTRUTORES

ENPI - ENCONTRO NACIONAL DE PILOTOS E INSTRUTORES ENPI - ENCONTRO NACIONAL DE PILOTOS E INSTRUTORES O QUE É O ENPI O ENPI é um encontro Nacional com o objetivo de promover cursos práticos e teóricos para pilotos que pretendam evoluir no voo em técnica

Leia mais

PARA QUE SERVE O QUADRICOPTERO SIRIUS SD4:

PARA QUE SERVE O QUADRICOPTERO SIRIUS SD4: Skydrones, nova empresa gaucha de aviônica, que atua no desenvolvimento de microvants veículos aéreos não tripulados, testa seu protótipo SIRIUS SD4, com novo sistema de telemetria. O produto estará pronto

Leia mais

PRODUÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE MAPAS. Sensores aéreos e orbitais

PRODUÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE MAPAS. Sensores aéreos e orbitais PRODUÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE MAPAS Sensores aéreos e orbitais Pilares do Mapeamento 1. Resolução espacial e radiométrica 2. Cobertura multispectral 3. Geometria consistente 4. Automação e resposta rápida

Leia mais

SIG - Sistemas de Informação Geográfica

SIG - Sistemas de Informação Geográfica SIG - Sistemas de Informação Geográfica Gestão da Informação Para gestão das informações relativas ao desenvolvimento e implantação dos Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica

Leia mais

VANT-EC-SAT. VANT Visão Versão 4.0

VANT-EC-SAT. VANT Visão Versão 4.0 VANT-EC-SAT VANT Visão Versão 4.0 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 19/08/2007 1.0 Versão Inicial Israel Cordeiro Rocha 10/09/2007 2.0 2a Iteração Israel Cordeiro Rocha 10/10/2007 3.0 3a

Leia mais

META CENTRAL DE SERVIÇOS

META CENTRAL DE SERVIÇOS META CENTRAL DE SERVIÇOS A META CENTRAL DE SERVIÇOS é uma empresa capixaba com sólida experiência de mercado. O foco de seu negócio é a gestão administrativa de grandes obras industriais, a fim de garantir

Leia mais

Drone AIR6 Aplicações na Área Pública

Drone AIR6 Aplicações na Área Pública Drone AIR6 Aplicações na Área Pública A mais conceituada fabricante de drones para uso profissional. Os drones da AIRBORNE ROBOTICS são fabricados na Áustria e oferecem voos automatizados para diversas

Leia mais

Realização. Apoio. Patrocínio

Realização. Apoio. Patrocínio Realização Apoio Patrocínio Seminário Internacional de VANT 2010 VANT Quem Opera? Cel Av R1 Alexandre Lessa Destaques das Palestras da Conferência Anual de Treinamento e Simulação em VANT em Londres,

Leia mais

Pós-Graduanda do Departamento de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço- UNIFESP Especialista em Informática em Saúde- Universidade

Pós-Graduanda do Departamento de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço- UNIFESP Especialista em Informática em Saúde- Universidade Pós-Graduanda do Departamento de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço- UNIFESP Especialista em Informática em Saúde- Universidade Aberta do Brasil UAB - UNIFESP Introdução Estuda a prevenção,

Leia mais

PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS

PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS OBJETIVO DOS PROGRAMAS PREVENIR ATITUDES INSEGURAS NO TRANSPORTE POR MEIO DA CONSCIENTIZAÇÃO DOS MOTORISTAS. META ATINGIR O NÍVEL ZERO EM ACIDENTES SÉRIOS. PRINCIPAL

Leia mais

Aviação agrícola. trabalho, com uma razoável aproximação.

Aviação agrícola. trabalho, com uma razoável aproximação. Aviação agrícola Voand A aplicação aérea é uma atividade com No entanto, existem fatores que influen podendo aumentar ainda mais o des Aprodutividade do trabalho efetuado com aeronaves agrícolas assu me

Leia mais

INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS

INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS IS Nº 161.55-001 Aprovação: Assunto: Portaria nº 1408/SIA, de 29 de maio de 2013, publicada no Diário Oficial da União nº 103, Seção 1, p. 4, de 31 de maio de 2013. Projeto de

Leia mais

Sensoriamento Remoto

Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto É a utilização conjunta de modernos sensores, equipamentos para processamento de dados, equipamentos de transmissão de dados, aeronaves, espaçonaves etc, com o objetivo de estudar

Leia mais

Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital

Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital Instituto Geográfico Português Direcção-Geral dos Recursos Florestais Paulo Patrício Inventário Florestal Nacional A Direcção-Geral dos Recursos Florestais

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EXATIDÃO ALTIMÉTRICA DE DADOS OBTIDOS POR PERFILAMENTO LASER AEROTRANSPORTADO EM ÁREAS DE MINERAÇÃO E RODOVIAS

AVALIAÇÃO DA EXATIDÃO ALTIMÉTRICA DE DADOS OBTIDOS POR PERFILAMENTO LASER AEROTRANSPORTADO EM ÁREAS DE MINERAÇÃO E RODOVIAS AVALIAÇÃO DA EXATIDÃO ALTIMÉTRICA DE DADOS OBTIDOS POR PERFILAMENTO LASER AEROTRANSPORTADO EM ÁREAS DE MINERAÇÃO E RODOVIAS Ronaldo Aparecido de Oliveira, MSc. ENGEFOTO Engenharia e Aerolevantamentos S.A.

Leia mais

Drone de mapeamento de nível topográfico

Drone de mapeamento de nível topográfico Drone de mapeamento de nível topográfico 3 motivos para escolher o ebee RTK 01. Precisão do nível topográfico Precisão absoluta do ortomosaico/modelo de elevação digital é de até 3 cm (1,2 polegadas)

Leia mais

O Supply Chain Evoluiu?

O Supply Chain Evoluiu? O Supply Chain Evoluiu? Apresentação - 24º Simpósio de Supply Chain & Logística 0 A percepção de estagnação do Supply Chain influenciada pela volatilidade do ambiente econômico nos motivou a entender sua

Leia mais

Projeto SAR-VANT Segmento Radar de Abertura Sintética

Projeto SAR-VANT Segmento Radar de Abertura Sintética Projeto SAR-VANT Segmento Radar de Abertura Sintética ORBISAT DA AMAZÔNIA IND. E AEROLEVANTAMENTO S.A. Palestrante: Dr. Karlus A.C. de Macedo OrbiSat Feira MundoGeo#Connect, 14 a 16 de Junho Centro de

Leia mais

TCU - Relatório Governança de TI

TCU - Relatório Governança de TI TCU - Relatório Governança de TI 1. OBJETIVO Apresentar o resumo do levantamento realizado pelo TCU em maio de 2010 sobre o nível da Governança de TI no Banco da Amazônia e demais instituições do governo

Leia mais

Recursos Hídricos. Produtos e Equipamentos. Anexo III-d. Prospecção Tecnológica. Síntese de Painel de Especialistas

Recursos Hídricos. Produtos e Equipamentos. Anexo III-d. Prospecção Tecnológica. Síntese de Painel de Especialistas Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação Recursos Hídricos Anexo III-d Produtos e Equipamentos Síntese de Painel de Especialistas 1 Contexto A necessidade de equipamentos

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS WEBINAR DO DIA 12/03/2013

PERGUNTAS E RESPOSTAS WEBINAR DO DIA 12/03/2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS WEBINAR DO DIA 12/03/2013 Pergunta: "Com respeito ao pouso, foi dito que o pouso é realizado com a intervenção de um "piloto". Isso quer dizer que o pouso é realizado através de um

Leia mais

Apresentação Inspetor de Solda MIPS Sistemas Ltda.

Apresentação Inspetor de Solda MIPS Sistemas Ltda. Apresentação Inspetor de Solda MIPS Sistemas Ltda. Rua Ricardo Landmann, 385 Joinville SC - Brasil O Controle Digital da Geometria dos Cordões de Solda é a mais moderna e eficaz maneira de avaliar a qualidade

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO 04/04/2013 Leonardo Scharth Loureiro Silva Sumário 1 Fundamentos básicos de Sensoriamento Remoto 2 Levantamento aerofotogramétrico para fins de cadastro

Leia mais

VANTs: a Revolução nos Levantamentos Aéreos. Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Produtos Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br

VANTs: a Revolução nos Levantamentos Aéreos. Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Produtos Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br VANTs: a Revolução nos Levantamentos Aéreos Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Produtos Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br Necessidade O que é necessário para tomada de decisão. O que o homem pode

Leia mais

Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha

Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha Projeto de Engenharia Ambiental Sensoriamento remoto e Sistema de Informação Geográfica Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha Sensoriamento

Leia mais

POLOS DE INOVAÇÃO Institutos Federais Brasília, junho de 2013

POLOS DE INOVAÇÃO Institutos Federais Brasília, junho de 2013 Ministério da Educação POLOS DE INOVAÇÃO Institutos Federais Brasília, junho de 2013 ATIVIDADE ECONÔMICA (organizações empresariais e comunitárias) IMPACTOS: PD&I Aumento da competitividade industrial

Leia mais

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Contexto As pressões do mercado por excelência em qualidade e baixo custo obrigam as empresas a adotarem sistemas de produção automatizados

Leia mais

TREINAMENTO PRESENCIAL

TREINAMENTO PRESENCIAL TREINAMENTO PRESENCIAL SOFTWARES E SERVIÇOS COMPARTILHADOS SIMPRESS SOFTWARE COLETA AUTOMÁTICA DE CONTADORES CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL QUE AGREGA VALOR AOS NEGÓCIOS DA SUA REVENDA. Porque treinamento em

Leia mais

SEMINÁRIO SOBRE SEGURANÇA E EFICÁCIA DE HELIPONTOS. Visão geral sobre a operação de helicópteros no espaço aéreo brasileiro

SEMINÁRIO SOBRE SEGURANÇA E EFICÁCIA DE HELIPONTOS. Visão geral sobre a operação de helicópteros no espaço aéreo brasileiro SEMINÁRIO SOBRE SEGURANÇA E EFICÁCIA DE HELIPONTOS Visão geral sobre a operação de helicópteros no espaço aéreo brasileiro ROTEIRO Operação em Plataformas Petrolíferas Corredores de Helicópteros Procedimentos

Leia mais

Monitoramento de plantios de eucalipto utilizando técnicas de sensoriamento remoto aplicadas em imagens obtidas por VANT

Monitoramento de plantios de eucalipto utilizando técnicas de sensoriamento remoto aplicadas em imagens obtidas por VANT Monitoramento de plantios de eucalipto utilizando técnicas de sensoriamento remoto aplicadas em imagens obtidas por VANT Guilherme Rodrigues de Pontes 1 Thiago Ubiratan de Freitas 2 1 International Paper

Leia mais

Serviço de Acolhimento para Adultos e Famílias: expansão e reordenamento

Serviço de Acolhimento para Adultos e Famílias: expansão e reordenamento Serviço de Acolhimento para Adultos e Famílias: expansão e reordenamento Brasília, 06/03/2014 Contextualização Em 2008, a Pesquisa Nacional sobre a População em Situação de Rua apontou que 76,15% da população

Leia mais

Manual de Fraseologia - Gold Virtual Airlines. Tutorial. Manual de Fraseologia

Manual de Fraseologia - Gold Virtual Airlines. Tutorial. Manual de Fraseologia Manual de Fraseologia 1 Neste tutorial você aprenderá a realizar comunicação com os órgãos de controle de tráfego aéreo. Introdução Após ter realizado seu planejamento de voo e envio do mesmo seguirá com

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Universidade São Judas Tadeu Profª Dra. Ana Paula Gonçalves Serra Engenharia de O Processo Uma Visão Genérica Capítulo 2 (até item 2.2. inclusive) Engenharia de - Roger Pressman 6ª edição McGrawHill Capítulo

Leia mais

MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016

MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016 MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016 Pela primeira vez, o setor de aviação está lançando todas as diretrizes operacionais com mais de 300 dias de antecedência, o que contribui decisivamente

Leia mais

A Atuação da Finep em Energia e Tecnologias Limpas DENE

A Atuação da Finep em Energia e Tecnologias Limpas DENE A Atuação da Finep em Energia e Tecnologias Limpas DENE Agenda FINEP Departamento de Energia e Tecnologias Limpas DENE Programas Setoriais Inova Energia A Finep A Finep é uma empresa pública vinculada

Leia mais

Acelerando Processos Integrados ao ERP. Case DPaschoal

Acelerando Processos Integrados ao ERP. Case DPaschoal Acelerando Processos Integrados ao ERP Case DPaschoal AGENDA Quem é a Dpaschoal Contexto Motivadores Projeto FLUIG Resultados Próximos Passos Quem é a DPaschoal QUEM É A DPASCHOAL QUEM É A DPASCHOAL QUEM

Leia mais

AMPLIAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA NOVE ANOS

AMPLIAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA NOVE ANOS AMPLIAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA NOVE ANOS RELATÓRIO DO PROGRAMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Básica A ampliação do Ensino Fundamental para nove anos vem sendo discutida pela Secretaria

Leia mais

PROGRAMA ESPACIAL BRASILEIRO. Camila Maria Sitko (ICV-UNICENTRO), Eduardo Vicentini (Orientador), e- mail: camilasitko@yahoo.com.br.

PROGRAMA ESPACIAL BRASILEIRO. Camila Maria Sitko (ICV-UNICENTRO), Eduardo Vicentini (Orientador), e- mail: camilasitko@yahoo.com.br. PROGRAMA ESPACIAL BRASILEIRO Camila Maria Sitko (ICV-UNICENTRO), Eduardo Vicentini (Orientador), e- mail: camilasitko@yahoo.com.br. Universidade Estadual do Centro-Oeste, Setor de Ciências Exatas e de

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 3 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte I) Flávio I. Callegari O perfil do profissional de negócios Planejamento

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO PAESP 2007-2027

CLASSIFICAÇÃO PAESP 2007-2027 1 AEROPORTO REGIONAL CLASSIFICAÇÃO PAESP 27-227 São os aeroportos destinados a atender as áreas de interesse regional e/ou estadual que apresentam demanda por transporte aéreo regular, em ligações com

Leia mais

Gerenciamento de Riscos em Projetos de Aerolevantamentos Etapa Captura de Dados (SAE Serviço Aéreo Especializado)

Gerenciamento de Riscos em Projetos de Aerolevantamentos Etapa Captura de Dados (SAE Serviço Aéreo Especializado) Gerenciamento de Riscos em Projetos de Aerolevantamentos Etapa Captura de Dados (SAE Serviço Aéreo Especializado) O Gerenciamento de Riscos é uma das áreas contidas no Gerenciamento de Projetos, e uma

Leia mais

VII Curso de Extensão em Defesa Nacional / UFMS. A segurança das áreas de fronteira Brasileira. Campo Grande - MS, 05 a 07 de junho de 2013

VII Curso de Extensão em Defesa Nacional / UFMS. A segurança das áreas de fronteira Brasileira. Campo Grande - MS, 05 a 07 de junho de 2013 SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA VII Curso de Extensão em Defesa Nacional / UFMS A segurança das áreas de fronteira Brasileira Campo Grande - MS, 05 a 07 de junho de 2013 Fronteira, aqui começa

Leia mais

Audiência Pública CFFC - Comissão de Fiscalização Financeira e Controle

Audiência Pública CFFC - Comissão de Fiscalização Financeira e Controle Audiência Pública CFFC - Comissão de Fiscalização Financeira e Controle Brasília, 17 de abril de 2012 Visão Geral AC Rio Branco Venezuela Boa Vista Manaus AM Hub Satélite RR Porto Velho Rede de fibra ótica

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Estrutura de um Sistema de Informação Vimos

Leia mais

Prof.: Gilberto Onodera

Prof.: Gilberto Onodera Automação de Sistemas Prof.: Gilberto Onodera Aula 21-maio maio-2007 Revisão Conceitos de Macro-economia: Globalização Objetivo: Entender os principais drivers de mercado Economia de escala Paradigma da

Leia mais

As partes interessadas incluem todos os membros da equipe de projetos, assim como todas entidades interessadas, tanto externas quanto internas; Cabe

As partes interessadas incluem todos os membros da equipe de projetos, assim como todas entidades interessadas, tanto externas quanto internas; Cabe Aula 04 1 2 As partes interessadas incluem todos os membros da equipe de projetos, assim como todas entidades interessadas, tanto externas quanto internas; Cabe ao gestor de projetos compreender e gerenciar

Leia mais

Lógica Programável Aplicada em Circuito Acionador de Ordens Pirotécnicas

Lógica Programável Aplicada em Circuito Acionador de Ordens Pirotécnicas Programável Aplicada em Circuito Acionador de Ordens Pirotécnicas Francisco Carlos Parquet Bizarria,2 João Mauricio Rosário 3 José Walter Parquet Bizarria Francisco Antonio Visconti Junior 2 fcpb@iae.cta.br

Leia mais

O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO.

O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO. O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO. INTRODUÇÃO Criar um site sobre as ciclovias da cidade de Curitiba. A idéia surgiu no ano de 2010 a partir de uma conversa entre alguns colaboradores

Leia mais

As informações e opiniões contidas neste trabalho são de exclusiva responsabilidade do (s) autor(es).

As informações e opiniões contidas neste trabalho são de exclusiva responsabilidade do (s) autor(es). ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS: ANÁLISE DE CUSTOS versus BENEFÍCIOS Jurandyr de Souza Cunha Filho CEFET/RJ Mauricio Saldanha Motta CEFET/RJ Trabalho apresentado no XXI Congresso Nacional de Ensaios Não Destrutivos,

Leia mais

Gestão orçamentária na Construção Civil

Gestão orçamentária na Construção Civil Um retrato dos desafios, práticas e resultados do planejamento orçamentário Maio, 2014 Agenda Metodologia e amostra Desafios e cultura da organização na gestão orçamentária Processos e riscos do planejamento

Leia mais

INFORMES SETORIAL Aeronáutica fala sobre a segurança nos céus do Brasil

INFORMES SETORIAL Aeronáutica fala sobre a segurança nos céus do Brasil INFORMES SETORIAL Aeronáutica fala sobre a segurança nos céus do Brasil A reportagem exibida na semana passada mostrava algumas falhas na comunicação entre o avião monomotor em que estava o nosso repórter

Leia mais

OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING

OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING 1. Estabelecer a constância de propósitos para a melhoria dos bens e serviços A alta administração deve demonstrar constantemente seu comprometimento com os objetivos

Leia mais

AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE. Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional

AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE. Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional Desafio Fomentar o Uso do Poder de Compra do Governo Junto aos Pequenos Negócios para Induzir

Leia mais

DESAFIOS NA LEGALIZAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DE MINERAÇÃO DE PEQUENO PORTE: EXEMPLO PRÁTICO DE UMA MINA DE PEQUENO PORTE

DESAFIOS NA LEGALIZAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DE MINERAÇÃO DE PEQUENO PORTE: EXEMPLO PRÁTICO DE UMA MINA DE PEQUENO PORTE DESAFIOS NA LEGALIZAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DE MINERAÇÃO DE PEQUENO PORTE: EXEMPLO PRÁTICO DE UMA MINA DE PEQUENO PORTE Richardson Agra Tassiano Azevedo Giorgio De Tomi Estrutura da Apresentação Abordagem

Leia mais

José Mario Dionizio. André Luis Sermarini

José Mario Dionizio. André Luis Sermarini GESTÃO AMBIENTAL EM SUBESTAÇÕES AVALIAÇÃO DE RESULTADOS DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL COM VISTAS A PRESERVAR A IMAGEM DA CIA E GARANTIR A SUSTENTABILIDADE DE SEUS NEGÓCIOS José Mario Dionizio

Leia mais

Qualidade de Software Wall Street institute

Qualidade de Software Wall Street institute :: Líder pela Qualidade Qualidade de Software Wall Street institute Centro de Treinamento Oficial v. 1.0.0 Centro de Treinamento Exclusivamente Dedicado a Teste de Software e Garantia da Qualidade no Brasil

Leia mais

CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Elias S. Assayag eassayag@internext.com.br Universidade do Amazonas, Departamento de Hidráulica e Saneamento da Faculdade

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE SEGURANÇA DE BARRAGENS. Lei 12.334/2010. Carlos Motta Nunes. Dam World Conference. Maceió, outubro de 2012

POLÍTICA NACIONAL DE SEGURANÇA DE BARRAGENS. Lei 12.334/2010. Carlos Motta Nunes. Dam World Conference. Maceió, outubro de 2012 POLÍTICA NACIONAL DE SEGURANÇA DE BARRAGENS Lei 12.334/2010 Carlos Motta Nunes Dam World Conference Maceió, outubro de 2012 Características da barragem para enquadramento na Lei 12.334/10 I - altura do

Leia mais

Classe de espaço aéreo

Classe de espaço aéreo Curso n 7 Classe de espaço aéreo As classes de espaço aéreo são uma normalização dos serviços prestados nos espaços aéreos. Uma classe de espaço define os serviços que são prestados de acordo com o regime

Leia mais

Informações do sistema

Informações do sistema RELAÇÃO ENTRE RESERVATÓRIOS E COLETOR SOLAR Informações do sistema Volume do Reservatório (l) RR AP 400 500 600 Região I 4,00 5,01 6,01 Região II 4,37 5,45 6,55 Região III 4,81 6,01 7,21 Região IV 6,86

Leia mais

Identificando necessidades e estabelecendo requisitos

Identificando necessidades e estabelecendo requisitos Identificando necessidades e estabelecendo requisitos Resumo A importância de requisitos Diferentes tipos de requisitos Coleta de dados para requisitos Descrição de tarefas: Cenários Casos de uso Casos

Leia mais

Lúcio Ma>as Eng. Diretor Lucio.ma>as@novaterrageo.com.br www.novaterrageo.com.br

Lúcio Ma>as Eng. Diretor Lucio.ma>as@novaterrageo.com.br www.novaterrageo.com.br Lúcio Ma>as Eng. Diretor Lucio.ma>as@novaterrageo.com.br www.novaterrageo.com.br Carlos Jamel Biólogo, Diretor cjamel@novaterrageo.com.br www.novaterrageo.com.br Webinar - A Invasão dos VANTs 13/08/2012

Leia mais

Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-SEMAD

Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-SEMAD Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-SEMAD Diretoria de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Eventos Críticos DPIFE Palestrante: JARBAS JORGE DE ALCÂNTARA Téc.

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 A ISO 9000-3 é um guia para a aplicação da ISO 9001 para o desenvolvimento, fornecimento e manutenção de software. As

Leia mais

Introdução ao Geoprocessamento

Introdução ao Geoprocessamento Sistema de Informação Geográfica SIG Introdução ao Geoprocessamento Professor: Daniel Luis Nithack e Silva O processo de urbanização marcha em um ritmo mais acelerado do que as possibilidades de planejar

Leia mais

Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Vendas Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br. VANT e Suas Aplicações

Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Vendas Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br. VANT e Suas Aplicações Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Vendas Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br VANT e Suas Aplicações Soluções existentes Cobertura Pequena Baixa Aéreo e LIDAR VANT Alta Satélites Flexibilidade & Atualização

Leia mais

Em voo com 10 helicópteros, Esquadrão Poti forma novos líderes de esquadrão

Em voo com 10 helicópteros, Esquadrão Poti forma novos líderes de esquadrão Em voo com 10 helicópteros, Esquadrão Poti forma novos líderes de esquadrão Com a formação, os pilotos estão aptos a comandar um voo conjunto entre 8 e 16 helicópteros O Esquadrão Poti (2º/8º GAV), sediado

Leia mais

BENEFÍCIOS COM A SMALL

BENEFÍCIOS COM A SMALL BENEFÍCIOS COM A SMALL 2012. Small Consultoria Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 530 Casa Verde, São Paulo S.P. Tel. 11 2869.9699 / 11 2638.5372 Todos os direitos reservados. A IDEIA Dentre os exemplos

Leia mais

3.1.2. Os candidatos (de engenharia mecânica) poderão optar por duas subequipes em ordem de preferência.

3.1.2. Os candidatos (de engenharia mecânica) poderão optar por duas subequipes em ordem de preferência. PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NA EQUIPE F- CARRANCA AERODESIGN SAE NO ANO DE 2016 A F- Carranca, equipe de AeroDesign da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), informa que realizará

Leia mais

Transformando serviços automotivos: o caso de pneus

Transformando serviços automotivos: o caso de pneus Transformando serviços automotivos: o caso de pneus Alexandre Cardoso A Garra Pneus é uma revenda de pneus com prestação de serviços de alinhamento, balanceamento e desempeno de rodas. Fundada em 1994,

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL SOLUÇÕES JÁ DISPONÍVEIS

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL SOLUÇÕES JÁ DISPONÍVEIS APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL DESENVOLVENDO SOLUÇÕES INOVADORAS DE TI PARA O MONITORAMENTO, OPERAÇÃO E GESTÃO DE PROCESSOS, AGREGANDO PRODUTIVIDADE E QUALIDADE ÀS ATIVIDADES DOS NOSSOS CLIENTES. 01 Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção Curso de Engenharia de Produção Manutenção dos Sistemas de Produção Introdução: As Atividades de Manutenção devem ser pensadas estrategicamente de maneira a contribui para resultado da empresa rumo a Excelência

Leia mais

Clique para editar os estilos do texto mestre

Clique para editar os estilos do texto mestre Clique para editar os estilos do texto mestre Realização Segundo nível Terceiro nível Quarto nível» Quinto nível Organização Brasileira para o Desenvolvimento da Certificação Aeronáutica Apoio Patrocínio

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

Carlos Augusto Montovani Energisa, Paraíba - Brasil

Carlos Augusto Montovani Energisa, Paraíba - Brasil Implantação do COM - Centro de Operação da Medição Carlos Augusto Montovani Energisa, Paraíba - Brasil Roteiro Histórico Estrutura - Organizacional - Funcional Atividades x Interfuncionalidades Situação

Leia mais

GESTÃO DE EMPRESAS PARCEIRAS NA CELPA

GESTÃO DE EMPRESAS PARCEIRAS NA CELPA XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil GESTÃO DE EMPRESAS PARCEIRAS NA CELPA Severo Ferreira Sampaio Gelson Nunes Felfili

Leia mais

Antenas em fibra de carbono para DSNGs

Antenas em fibra de carbono para DSNGs Antenas em fibra de carbono para DSNGs Broadcast Day 2011 www.ibrasat.ind.br AP 02/11 046 WS Visão estratégica Pesquisa & Desenvolvimento de quipamentos e SNGs com foco na nacionalização e independência

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social Programa 0465 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - INTERNET II Objetivo Incrementar o grau de inserção do País na sociedade de informação e conhecimento globalizados. Público Alvo Empresas, usuários e comunidade

Leia mais

Gerenciamento da Segurança Operacional GSO. Conceitos

Gerenciamento da Segurança Operacional GSO. Conceitos Gerenciamento da Segurança Operacional GSO Conceitos 1º SEMINÁRIO SOBRE SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DA SEGURANÇA OPERACIONAL DA AVIAÇÃO CIVIL ANAC - 05/12/2008 1 Objetivos Identificar conceitos de gerenciamento

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Movimento Uniformemente Variado - MUV. Pré Universitário Uni-Anhanguera

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Movimento Uniformemente Variado - MUV. Pré Universitário Uni-Anhanguera Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Movimento Uniformemente Variado - MUV 01 - (IFSP) O jamaicano Usain Bolt,

Leia mais