Projeto 1000 no Enem. Conclusão. Bruna Camargo (67) (Aulas particulares)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto 1000 no Enem. Conclusão. Bruna Camargo (67) (Aulas particulares)"

Transcrição

1 Projeto 1000 no Enem Conclusão

2 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: Nas dissertações, a conclusão é a parte final que condensa os pontos centrais da discussão, inclusive o posicionamento apresentado na tese. A conclusão deve ser sucinta, conter apenas 01 parágrafo e deve retomar a ideia principal, desenvolvida no texto, de forma convincente Antes de usá-las, analise bem o tema e saiba o que escrever, para que a expressão inicial não fique solta dentro do contexto. Parágrafo de 4 a 6 linhas. Evite gerundismo, repetição de palavras. Não finalize o texto com reticências. Não se esqueça da proposta de intervenção.

3 RETOMADA DA TESE É importante que, ao terminar a leitura, o leitor tenha total clareza quanto à tese defendida no texto. Por isso, o autor de uma dissertação não pode perder essa última possibilidade de reforçar seu posicionamento no parágrafo final. Para isso, é preciso que o conteúdo retomado na conclusão - seja apenas da tese ou de parte da análise - esteja em total coerência com o que foi escrito nas partes anteriores da redação, pois só assim se consegue a reafirmação de uma verdade. Mas atenção: o que deve ser retomado é apenas a essência do que já foi mostrado, evitando-se a mera repetição de frases e vocabulário.

4 PERSPECTIVAS FUTURAS Durante a análise do tema, principalmente quando este tratar de uma situação problemática atual, a dissertação pode se basear em dados passados e presentes, identificando causas, fazendo um paralelo histórico, comparações. Isso feito, abre-se espaço para o olhar futuro em relação ao problema. É a hora de traçar perspectivas futuras, que podem envolver uma proposta de solução ou apenas uma projeção hipotética do que deverá acontecer, considerando-se determinados contextos. Em ambos os casos, o autor precisa basear-se nos conteúdos já analisados. Não é possível apresentar propostas de solução para problemas que não foram discutidos ou perspectiva futura que não esteja embasada em dados presentes.

5 PROPOSTAS DE ENFRENTAMENTO DO PROBLEMA Quanto às propostas de solução, elas não devem ser "utópicas", ou seja, não dá para propor que os países desenvolvidos simplesmente aceitem dividir suas riquezas com os países pobres para acabar com a miséria no mundo. Também não se devem apresentar propostas genéricas demais ou típicas do senso comum, como dizer que o governo precisa "fazer alguma coisa" ou que as pessoas "precisam se conscientizar" de algo. Em vez disso, pode-se propor que determinado órgão de certa área específica do governo reformule a lei que trata do assunto em questão, ou que seja criado um órgão fiscalizador para fazer cumprir determinado acordo. É possível também elaborar propostas mais concretas envolvendo a sociedade, como sugerir que determinados grupos se organizem em associações para pressionar a ação de instituições com poder de resolução do problema. Ou seja, o autor tem direito de manter seu ponto de vista em relação ao tema, mas precisa apontar sugestões específicas, sempre citando nomes e escolhendo o vocabulário mais preciso, evitando as generalizações que não contribuem em nada com o texto.

6 VALE LEMBRAR Nunca inicie uma discussão nova na conclusão, pois não haverá tempo nem espaço para desenvolvê-la. Também não termine com perguntas abertas sobre questões que, ao invés de serem encaminhadas ao leitor, deveriam ter sido respondidas durante o texto, afinal, a dissertação (principalmente a argumentativa) expõe objetivamente um raciocínio e tem por função conduzir o leitor à aceitação dessa verdade.

7 FRASES-MODELO PARA A CONCLUSÃO Dessa forma Em vista dos argumentos apresentados Em virtude do que foi mencionado Pela observação dos aspectos analisados Dado o exposto Tendo em vista aspectos observados Levando-se em conta o que foi observado Portanto / logo / então /Assim Em face aos dados apresentados Em face a essa realidade...

8 Após a frase inicial, pode-se continuar a conclusão com as seguintes frases: acredita-se que entende-se que percebe-se que é necessário que faz se necessário que é preciso que

9 A COMPETÊNCIA V A competência V da grade de correção do ENEM é a mais subjetiva de todas. Obrigatoriamente, o aluno deve apresentar uma solução para o problema quanto mais detalhada for, melhor será a nota. É importante observar o posicionamento da proposta de intervenção no texto e se existe uma argumentação prévia que possa respaldar a presença da proposta naquele ponto do texto. Lembre-se que NÃO é obrigatório colocar a proposta no final, contudo, para que o texto seja coerente a proposta deve ser feita depois da exposição dos argumentos.

10 Nível 0: Não apresenta proposta de intervenção ou apresenta proposta não relacionada ao tema ou ao assunto. Nesse caso, o aluno não consegue elaborar nenhuma proposta pro assunto. Nem que seja mencionar a necessidade de mudança.

11

12 Nível 1: Apresenta proposta de intervenção vaga, precária ou relacionada apenas ao assunto. Mesmo que o aluno tenha escrito uma boa proposta de intervenção se ela for sobre o assunto e não for específica sobre o tema deve ser avaliada como Nível 1 (40 pontos). Textos avaliados como tangenciais ficarão nesse nível. Se a redação tiver somente um indicativo de proposta também ficará aqui. Mesmo que seja apenas uma frase que remeta a necessidade de mudança. Por exemplo: Precisamos mudar essa situação se não tiver mais nenhuma especificação deverá ser avaliada nesse nível.

13

14 Nível 2: Elabora a proposta de intervenção, de forma insuficiente, relacionada ao tema ou não articulada com a discussão desenvolvida no texto. Aqui, o aluno já conhece um pouco mais da estrutura exigida pelo Enem e cria um esboço de proposta. Ela não possui detalhamento e, na maioria dos casos, não está relacionada com o que o aluno expõe. É muito comum utilizar essa avaliação quando o aluno tem uma proposta decorada que não faz sentido com o tema quando se tenta encaixá-lo.

15

16 Nível 3: Elabora a proposta de intervenção, de forma mediana, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Nesse caso, percebe-se que o aluno coloca uma proposta de intervenção que é articulada a discussão desenvolvida, contudo, ainda pouco detalhada com proposta que não explica como as ações serão feitas. Nesse caso, considera-se a proposta como mediana. Ela responde a questão, mas não é detalhada.

17

18 Nível 4: Elabora bem a proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Nesse exemplo, tem-se uma proposta de intervenção um pouco mais consistente, no entanto, ela ainda não explicita todos os meios necessários para a execução da proposta que ela propõe.

19

20

21 Nível 5: Elabora muito bem a proposta de intervenção, de forma detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Para atingir esse nível, a proposta deve ser feita com muitos detalhes. O aluno deve apresentar medidas concretas realizáveis e, em seu texto, explicitar as medidas necessárias para a execução da proposta.

22

23

24 TRÊS TIPOS DE CONCLUSÃO Síntese da Discussão Apropriada para textos expositivos, limita-se a condensar as ideias defendidas ao longo do texto Retomada da tese É a confirmação da ideia central. Reforça a opinião apresentada no início do texto. Deve-se, contudo, evitar a redundância ou mera repetição da tese. Propostas de Solução Partindo de problemas levantados na argumentação, consiste na sugestão de possíveis soluções para os problemas discutidos. (Forma ideal para ENEM)

25 ATIVIDADE Produzir os três tipos de conclusão mencionados no slide anterior sobre o tema: A saga dos refugiados: o caminho entre a fuga e a xenofobia.

26 Fontes https://www.youtube.com/watch?v=gitay7q2mck Acesso em 20 out

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO FATOS SOBRE A PROVA DE REDAÇÃO Todas as redações desenvolvidas no ENEM são avaliadas;

Leia mais

Entenda a estrutura da dissertação (e veja como planejar a sua)

Entenda a estrutura da dissertação (e veja como planejar a sua) COORDENAÇÃO DO 1º ANO COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA COORDENAÇÃO DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA NOTA DE AULA 11/ 3º TRIMESTRE 2016 Entenda a estrutura da dissertação (e veja como planejar a sua)

Leia mais

TEXTOS DISSERTATIVOS. Prof. Me. Maria Cristina dos S. Martins

TEXTOS DISSERTATIVOS. Prof. Me. Maria Cristina dos S. Martins TEXTOS DISSERTATIVOS Prof. Me. Maria Cristina dos S. Martins DISSERTAR É um ato que desenvolvemos todos os dias, quando procuramos justificativas: para a elevação dos preços; para o aumento da violência;

Leia mais

Prof. Ms. Renato Dering

Prof. Ms. Renato Dering Prof. Ms. Renato Dering A Redação é o primeiro critério de desempate na hora de escolher as Universidades e cursos superiores; A segunda forma de desempate é a prova de Linguagens; Tirar menos de 450 pontos

Leia mais

Redação Profa. Raquel

Redação Profa. Raquel Aula Enem 2016 Redação Profa. Raquel O que sua dissertação deve apresentar: DISSERTAÇÃO Como você que será avaliado(a)? Competência 1 NORMA Demonstrar CULTA domínio da modalidade escrita formal da Língua

Leia mais

Onde se lê: O processo classificatório será constituído por uma prova de Redação.

Onde se lê: O processo classificatório será constituído por uma prova de Redação. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROCESSO SELETIVO CONCURSO VESTIBULAR EAD - UAB/UFSM (2º Semestre) EDITAL N. 042/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL 040/2016

Leia mais

Esquemas de organização do texto dissertativo-argumentativo

Esquemas de organização do texto dissertativo-argumentativo Esquemas de organização do texto dissertativo-argumentativo Esquema básico de uma redação Título 1º Parágrafo 2º parágrafo 3º parágrafo 4º parágrafo 5º parágrafo TESE + argumento 1 + argumento 2 + argumento

Leia mais

Profª Rebecca Amor APRESENTAÇÃO

Profª Rebecca Amor APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO Profª Rebecca Amor Atua no magistério há 19 anos; Formada em Letras pela Universidade da Região de Joinville UNIVILLE - (SC); Mestrado em Letras UNIR (RO); Vice-coordenadora do projeto de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Normas para realização do Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Graduação em Engenharia Ambiental

Leia mais

REDAÇÃO DISCURSIVA F C C

REDAÇÃO DISCURSIVA F C C REDAÇÃO DISCURSIVA F C C 10. DA PROVA DISCURSIVA - REDAÇÃO 10.1 A Prova Discursiva-Redação será aplicada para os cargos de Analista Judiciário Áreas Judiciária e Administrativa, Técnico Judiciário Área

Leia mais

ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO ORAL (em torno de 14 slides)

ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO ORAL (em torno de 14 slides) ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO ORAL (em torno de 14 slides) OBSERVAÇÕES GERAIS: A) Atenção à escolha da cor de fundo (preferência por cores claras de forma a contrastar com as letras que devem ser em tamanho

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO Este material foi elaborado pela Gestão de Recursos Ltda. ( ), e não pode ser copiado, reproduzido ou distribuído sem sua prévia e expressa concordância. Página 1 de 6 Ficha

Leia mais

JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO OU PARA ALTERAÇÃO DE NOTAS DE REDAÇÃO PROTOCOLO:

JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO OU PARA ALTERAÇÃO DE NOTAS DE REDAÇÃO PROTOCOLO: JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO OU PARA ALTERAÇÃO DE NOTAS DE REDAÇÃO PROTOCOLO: 22924028436-3 PROTOCOLO: 22924028436-3 MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do Os textos foram

Leia mais

INTRODUÇÃO [Times New Roman 12, Justificado, Caixa Alta, espaçamento 1,5]

INTRODUÇÃO [Times New Roman 12, Justificado, Caixa Alta, espaçamento 1,5] 1 TÍTULO DO ARTIGO [fonte Times New Roman 14, Centralizado, espaçamento 1.0] Subtítulo [Se houver, fonte Times New Roman 14, Centralizado, espaçamento 1.0] Nome do Autor 1 [Fonte Times New Roman 10, Texto

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ORIENTAÇÕES GERAIS Cada aluno deve elaborar seu relatório, mesmo que o trabalho esteja sendo desenvolvido em grupo. Os relatórios devem

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ESCOLA DE ENGENHARIAS

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ESCOLA DE ENGENHARIAS 1 Centro Universitário Autônomo do Brasil - UniBrasil COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ESTAGIÁRIO(A): XXXXXXXXXXXXXX RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Relatório Final de Estágio Curricular

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO-TCC RSGQ-19.01

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO-TCC RSGQ-19.01 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO-TCC RSGQ-19.01 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO APRESENTAÇÃO O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Curso de Engenharia da Faculdade de Engenharia de Sorocaba

Leia mais

PESQUISA EM INFORMÁTICA - COMO ESCREVER UM TEXTO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

PESQUISA EM INFORMÁTICA - COMO ESCREVER UM TEXTO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PESQUISA EM INFORMÁTICA - COMO ESCREVER UM TEXTO Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza JUSTIFICATIVA A adoção de um método para escrever seus trabalhos ajuda a evitar uma série de

Leia mais

PROFESSORA: CLAUDIA ROSA

PROFESSORA: CLAUDIA ROSA PROFESSORA: CLAUDIA ROSA 1- DEMONSTRAR DOMÍNIO DA MODALIDADE ESCRITA DA LÍNGUA PORTUGUESA; Usar linguagem coloquial não rola Tipo assim, use a norma culta da gramática! 2 COMPREENDER A PROPOSTA DE REDAÇÃO

Leia mais

TRABALHO INTERDISCIPLINAR

TRABALHO INTERDISCIPLINAR TRABALHO INTERDISCIPLINAR 2º semestre 1. TEMA As práticas administrativas nas pequenas e micro empresas e o papel do Administrador, compreendidas pelo processo administrativo (funções universais da administração

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS A redação de um relatório científico tem como um de seus principais objetivos registrar com exatidão e clareza como o experimento foi realizado e compreendido.

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. O relatório segue padrão ABNT (NBR 14724:2011), como descrito nos próximos itens:

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. O relatório segue padrão ABNT (NBR 14724:2011), como descrito nos próximos itens: NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Os professores e alunos participantes do Programa de Pesquisa e Iniciação Científica deverão apresentar Relatório Final referente às suas atividades,

Leia mais

Redação do Trabalho de Conclusão

Redação do Trabalho de Conclusão Redação do Trabalho de Conclusão Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo 2010/1 1 Agenda Estrutura de Tese e Dissertação Elementos

Leia mais

Coloque aqui o Título do seu Projeto de Pesquisa. Fulano de Tal

Coloque aqui o Título do seu Projeto de Pesquisa. Fulano de Tal ANEXO 1 (apague essa linha no seu projeto) Coloque aqui o Título do seu Projeto de Pesquisa Fulano de Tal fdtal@email.br Resumo O resumo deve conter entre 150 e 250 palavras e apresentar brevemente justificativa,

Leia mais

Sugestões para cada seção

Sugestões para cada seção Escrever um Artigo Científico não das tarefas mais fáceis, mas com um as dicas (a seguir), que preparamos para auxiliar estudantes que precisam desenvolver textos científicos, ficará muito mais fácil.

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE 1. O Relatório do Estágio Curricular Profissionalizante deverá obedecer ao tamanho de papel A4 (21,0 x 29,7 cm). 2. Na elaboração

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA ANEXO III

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA ANEXO III SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA ANEXO III Fichas de Avaliação das Provas: Escrita, Didática e/ou Prática e de Títulos Porto Velho -RO SERVIÇO PÚBLICO

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Técnico em Eventos FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

Como Escrever para o ENEM. Profª Marta Helena Facco Piovesan Balsas/outubro de 2013

Como Escrever para o ENEM. Profª Marta Helena Facco Piovesan Balsas/outubro de 2013 Como Escrever para o ENEM Profª Marta Helena Facco Piovesan Balsas/outubro de 2013 O QUE É QUE EU ESTOU FAZENDO AQUI? O QUE É QUE EU ESTOU FAZENDO AQUI? Provas: dias 26 e 27 de OUTUBRO Por que fazer o

Leia mais

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA AULA 9 PG 1 Este material é parte integrante da disciplina Linguagem e Argumentação Jurídica oferecido pela UNINOVE. O acesso às atividades, as leituras interativas, os exercícios, chats, fóruns de discussão

Leia mais

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR ANEXO 5.2.2. PLANO DE AÇÃO PROFESSOR Rua Bruxelas, nº 169 São Paulo - SP CEP 01259-020 Tel: (11) 2506-6570 escravonempensar@reporterbrasil.org.br www.escravonempensar.org.br O que é o plano de ação? O

Leia mais

REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR

REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR NORMA 1: 1) Domínio da norma padrão da língua portuguesa; Concordância verbo-nominal; Regência verbo-nominal; Acentuação; Ortografia; Pontuação; Flexão

Leia mais

020/2016 DOMINGUEIRA DE 10/07/2016

020/2016 DOMINGUEIRA DE 10/07/2016 MUITAS PEC s... QUAIS OS EFEITOS PARA O FINANCIAMENTO DO SUS? Francisco R. Funcia O objetivo desta curta nota é resumir para os leitores os aspectos principais tratados pela grande quantidade de Proposta

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUMADO ESTADO DA BAHIA CNPJ/MF Nº / Praça Cel. Zeca Leite, nº. 415 Centro CEP: Brumado-BA

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUMADO ESTADO DA BAHIA CNPJ/MF Nº / Praça Cel. Zeca Leite, nº. 415 Centro CEP: Brumado-BA PROJETO DE LEI Nº 012/2010. Dispõe sobre a alteração do Sistema Municipal de de Brumado para a implantação do de 9 (nove) anos, a partir de 2010 e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE BRUMADO,

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1

METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1 METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1 A Redação Quando se fala em redação, em geral se associa a uma composição literária ou a uma dissertação de tese. No primeiro caso, relaciona-se a um trabalho fantasioso;

Leia mais

Corpo da Dissertação ou Tese

Corpo da Dissertação ou Tese PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DOS MATERIAIS PGCEM DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA SEMINÁRIOS Corpo da Dissertação ou Tese 2015/02 Corpo

Leia mais

Formulário de Registro Anual do Plano de AEE

Formulário de Registro Anual do Plano de AEE GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL Formulário de Registro Anual do Plano de AEE I - Dados referentes ao estudante

Leia mais

MATERIAL DE APOIO AO ESTUDO

MATERIAL DE APOIO AO ESTUDO MATERIAL DE APOIO AO ESTUDO Sermão de Santo António aos Peixes, Pe. António Vieira AOS PROFESSORES Este recurso centra-se na apreciação crítica de uma imagem, mais precisamente uma peça de arte urbana,

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5)

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5) 1 Modelo de capa FACULDADE ZACARIAS DE GÓES (Espaço duplo, fonte 14) CLAUDIA REGINA ARAUJO RIOS COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5) Valença BA 2010 (espaço simples,

Leia mais

ROTARY INTERNACIONAL ORGANIZAÇÃO MULTIDISTRITAL DE INFORMAÇÕES DE ROTARACT CLUBS - BRASIL EQUIPE DE PROJETOS GUIA BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

ROTARY INTERNACIONAL ORGANIZAÇÃO MULTIDISTRITAL DE INFORMAÇÕES DE ROTARACT CLUBS - BRASIL EQUIPE DE PROJETOS GUIA BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS ROTARY INTERNACIONAL ORGANIZAÇÃO MULTIDISTRITAL DE INFORMAÇÕES DE ROTARACT CLUBS - BRASIL EQUIPE DE PROJETOS GUIA BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 1 INTRODUÇÃO O documento apresenta de forma objetiva

Leia mais

17ª Semana de Psicologia da UNIT SUBMISSÃO DE PROPOSTAS MODALIDADES DE TRABALHO

17ª Semana de Psicologia da UNIT SUBMISSÃO DE PROPOSTAS MODALIDADES DE TRABALHO 17ª Semana de Psicologia da UNIT SUBMISSÃO DE PROPOSTAS Estamos recebendo propostas de apresentação de trabalhos na 17ª Semana de Psicologia da UNIT. MODALIDADES DE TRABALHO Os trabalhos deverão ser inscritos

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO RIO GRANDE DO SUL CREF2/RS PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 01/2014

CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO RIO GRANDE DO SUL CREF2/RS PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 01/2014 CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO RIO GRANDE DO SUL CREF2/RS PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 01/2014 JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO/ ALTERAÇÃO DE NOTAS PRELIMINARES DA PROVA DE REDAÇÃO RECURSOS INDEFERIDOS

Leia mais

Bibliográfica: Levantamento de informações impressas e eletrônicas de obras publicadas sobre um tema; De campo: A partir da coleta de dados in

Bibliográfica: Levantamento de informações impressas e eletrônicas de obras publicadas sobre um tema; De campo: A partir da coleta de dados in A pesquisa científica faz parte da vida acadêmica do aluno exigindo que o pesquisador, através de seu trabalho, proponha formas de superar o conhecimento existente até o momento sobre determinado assunto.

Leia mais

LITERACIA DA INFORMAÇÃO: GUIÃO

LITERACIA DA INFORMAÇÃO: GUIÃO LITERACIA DA INFORMAÇÃO: GUIÃO APRESENTAÇÃO ORAL. O que é uma apresentação oral? Uma apresentação oral é uma exposição, feita oralmente, sobre um tema, para um público mais ou menos restrito.. Como deve

Leia mais

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CAMPO MOURÃO COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular CAMPO MOURÃO 2010 1. APRESENTAÇÃO A finalidade

Leia mais

OS EVANGELHOS SINÓTICOS

OS EVANGELHOS SINÓTICOS Jörg Garbers OS EVANGELHOS SINÓTICOS HISTÓRIA E ASPECTOS DAS QUESTÕES SINÓTICAS 1 O PROBLEMA 1 Nós chamamos os primeiros três evangelhos da Bíblia de evangelhos sinópticos. Mt, Mc e Lc contam em grande

Leia mais

EDITAL Nº. 02 CCNE/DEPT. BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR/UFSM SELEÇÃO DE BOLSITAS

EDITAL Nº. 02 CCNE/DEPT. BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR/UFSM SELEÇÃO DE BOLSITAS EDITAL Nº. 02 CCNE/DEPT. BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR/UFSM SELEÇÃO DE BOLSITAS A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), através do projeto Institucional FIEX, torna pública a abertura de inscrições

Leia mais

Plano de Cargos, Carreiras e Salários CONTROLE DE REVISÕES

Plano de Cargos, Carreiras e Salários CONTROLE DE REVISÕES Plano de Cargos, Carreiras e Salários Abril de 2013 CONTROLE DE REVISÕES Versão Data Responsável Descrição 0 15/04/2013 Tríade RH Desenvolvimento e Implantação do Plano 1 26/06/2013 Tríade RH Revisão do

Leia mais

Notas para reflexão sobre a Economia de Moçambique. Carlos Nuno Castel-Branco Machava,

Notas para reflexão sobre a Economia de Moçambique. Carlos Nuno Castel-Branco Machava, Notas para reflexão sobre a Economia de Moçambique Carlos Nuno Castel-Branco Machava, 27-01-2007 Estrutura da Apresentação Uma nota introdutória Uma questão de método Sobre a neutralidade da taxa de crescimento

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE ITAJAÍ CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 028/2013

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE ITAJAÍ CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 028/2013 SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE ITAJAÍ CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 028/2013 O MUNICÍPIO DE ITAJAÍ, através da Secretaria Municipal de Educação, no uso de suas atribuições legais, torna público a retificação dos

Leia mais

Projeto de texto: a organização da argumentação

Projeto de texto: a organização da argumentação Projeto de texto: a organização da argumentação O que é um projeto de texto? É uma espécie de mapa, no qual estabelecemos os principais pontos pelos quais deve passar a exposição a ser feita. Nele, também

Leia mais

apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo

apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo Seus estão a um passo da sua. A importância da Redação no ENEM É a única área cuja nota varia entre 0 e 1000. A importância da Redação no ENEM É a única área cuja nota

Leia mais

Regimento da Comissão Especial de Sistemas de Informação CESI SBC I. Composição da CESI e seu Comitê Gestor

Regimento da Comissão Especial de Sistemas de Informação CESI SBC I. Composição da CESI e seu Comitê Gestor Regimento da Comissão Especial de Sistemas de Informação CESI SBC I. Composição da CESI e seu Comitê Gestor a. A Comissão Especial de Sistemas de Informação, doravante denominada CESI, é integrante da

Leia mais

Lógica das Proposições

Lógica das Proposições Lógica das Proposições Transcrição - Podcast 1 Professor Carlos Mainardes Olá eu sou Carlos Mainardes do blog Matemática em Concursos, e esse material que estou disponibilizando trata de um assunto muito

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ UESC DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS A palavra projeto vem do latim projectu,

Leia mais

Gabinete Estadual de Goiás

Gabinete Estadual de Goiás Edital GE nº 09 Goiânia, 03 de agosto de 2013 PROJETO CONCURSO DE ORATÓRIA O Mestre Conselheiro Estadual, Igor de Oliveira Alvarenga, visando incentivar a boa oratória dos DeMolays, faz saber a quantos

Leia mais

Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo

Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo Caro Aluno, Oficina inaugural de produção textual Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo Esta oficina tem como objetivo geral criar a oportunidade para ter o primeiro

Leia mais

Como elaborar um relatório

Como elaborar um relatório Francisco Carrapiço, 2001 Biologia Celular Como elaborar um relatório 1. O que é um relatório? Um relatório de uma actividade prática, é uma exposição escrita de um determinado trabalho ou experiência

Leia mais

XVII SEPEX SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

XVII SEPEX SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO XVII SEPEX SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO EDITAL DE CHAMADA DE TRABALHOS 1 APRESENTAÇÃO - A Faculdade Católica Salesiana do Espírito Santo promoverá, entre os dias 08 a 09 de dezembro de 2015, a

Leia mais

Data de entrega a) Atividades (folha do colégio): No dia da avaliação

Data de entrega a) Atividades (folha do colégio): No dia da avaliação Nome: Ano: 8 ANO Disciplina: P. textos Nº: Data: Professor: Valdeci Lopes 1. Organizar registros do caderno ( trazer o caderno para visto) Dica: como referencia para a proposta 1 - procure um amigo da

Leia mais

TÍTULO DO ARTIGO: Subtítulo do Artigo

TÍTULO DO ARTIGO: Subtítulo do Artigo TÍTULO DO ARTIGO: Subtítulo do Artigo Nome do autor(a) 1 Nome do(a) professor(a) orientador(a) 2 RESUMO Este modelo permite a visualização da estrutura geral de um artigo científico e apresenta orientações

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO

RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO A pasta do estágio será composta pelas fichas referentes ao estágio profissional supervisionado, deverão ser elaborados segundo os padrões das normas ABNT e entregue à Coordenação

Leia mais

ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO CAPA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - Instituição de Ensino Universidade federal de São João del-rei

Leia mais

Lista de Exercícios Glossário Básico

Lista de Exercícios Glossário Básico Nota: Os exercícios desta aula são referentes ao seguinte vídeo Matemática Zero 2.0 - Aula 8 - Notação Matemática e Glossário Básico - (parte 2 de 2) Endereço: https://www.youtube.com/watch?v=tnbv2ewa3q8

Leia mais

Redação. Prof. Rafael Costa

Redação. Prof. Rafael Costa Redação Prof. Rafael Costa Texto Dissertativo-argumentativo Dissertar é o mesmo que desenvolver ou explicar um assunto, discorrer sobre ele. Argumentar é convencer ou tentar convencer alguém a respeito

Leia mais

EDITAL 1 a OLIMPÍADA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DE APPS: Ações para o Desenvolvimento Sustentável 1 a ONDA

EDITAL 1 a OLIMPÍADA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DE APPS: Ações para o Desenvolvimento Sustentável 1 a ONDA EDITAL 1 a OLIMPÍADA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DE APPS: Ações para o Desenvolvimento Sustentável 1 a ONDA Informações gerais: A Olimpíada Nacional de Apps irá ocorrer em todo o país e envolverá a participação

Leia mais

Gerenciamento de Contratos

Gerenciamento de Contratos Gerenciamento de Contratos O objetivo deste módulo é ajudar a gerenciar com mais eficiência o processo de elaboração, assinatura e renovação de cada contrato. Como configurar este módulo? Como utilizar

Leia mais

Redação Publicitária reflexões sobre teoria e prática 1

Redação Publicitária reflexões sobre teoria e prática 1 Redação Publicitária reflexões sobre teoria e prática 1 AUTOR: MAGOGA, Bernardo CURSO: Comunicação Social Publicidade e Propaganda/Unifra, Santa Maria, RS OBRA: MARTINS, Jorge S. Redação publicitária Teoria

Leia mais

Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação

Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação da Universidade do Estado de Minas Gerais Campus de Frutal/MG

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL II SALÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS. 19 a 23 de outubro de 2015 CAMPUS DO VALE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL II SALÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS. 19 a 23 de outubro de 2015 CAMPUS DO VALE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL II SALÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS 19 a 23 de outubro de 2015 CAMPUS DO VALE REGULAMENTO 1. Objetivo O II Salão de Ações Afirmativas da UFRGS tem como objetivo a divulgação

Leia mais

PROJETO ATUALIDADE EM FOCO

PROJETO ATUALIDADE EM FOCO Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha PRODUÇÃO TEXTUAL Nº3 ENTREGA: 17/ 03/ 2016 2º Ano do Ensino Médio Nome do aluno: Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

19 elementos essenciais para transformar seu texto em um artigo memorável (e mais 2 dicas bônus) VIVER DE BLOG Página 1

19 elementos essenciais para transformar seu texto em um artigo memorável (e mais 2 dicas bônus) VIVER DE BLOG Página 1 19 elementos essenciais para transformar seu texto em um artigo memorável (e mais 2 dicas bônus) VIVER DE BLOG Página 1 INTRODUÇÃO Quer atrair mais tráfego para o seu site ou blog? Então produza um conteúdo

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013

Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013 Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013 Oficina de Apropriação de Resultados de BIOLOGIA Dinâmica Eu não sou eu.sou o momento:passo. Mario Quintana Objetivos: Interpretar os resultados da avaliação

Leia mais

Introdução a elaboração de questionário

Introdução a elaboração de questionário Introdução a elaboração de questionário Pré-requisitos: Lista das questões Criar uma nova pesquisa Para criar uma nova pesquisa, estando na tela inicial do sistema, clique em Nova pesquisa. No início da

Leia mais

RESULTADOS RECURSOS IMPETRADOS CLASSIFICAÇÃO PRÉVIA DO VESTIBULAR

RESULTADOS RECURSOS IMPETRADOS CLASSIFICAÇÃO PRÉVIA DO VESTIBULAR RESULTADOS RECURSOS IMPETRADOS CLASSIFICAÇÃO PRÉVIA DO VESTIBULAR 2013.1 CURSO CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO: Recurso 1 PARA A INSCRIÇÃO DO CANDIDATO 33100786 - CPF 399.369.608-58 -11/01/13 às 15:50. RECURSO INDEFERIDO:

Leia mais

PROJECTO CRIAR EMPRESA

PROJECTO CRIAR EMPRESA PROJECTO CRIAR EMPRESA Plano de Negócios Pedro Vaz Paulo 1. PROJECTO CRIAR EMPRESA 1. Projecto Definição 1. Âmbito do negócio 2. Inovação 3. Concorrência 4. Análise SWOT 5. Plano de Negócios 2. PLANO DE

Leia mais

Mini-curso. Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula

Mini-curso. Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula Mini-curso Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula Professor responsável Prof. Dr. Daniel Abud Seabra Matos (UFOP) Mariana 2014 2 Prezados/as professores/as,

Leia mais

Descrição de imagens em editores de texto e apresentação de slides

Descrição de imagens em editores de texto e apresentação de slides Descrição de imagens em editores de texto e apresentação de slides Material adaptado de: SALTON, B. "Documentos Digitais Acessíveis". SONZA, A.P.; SALTON, B.; STRAPAZZON, J.A. (org.) Soluções Acessíveis:

Leia mais

Pingos da Língua Portuguesa...

Pingos da Língua Portuguesa... Pingos da Língua Portuguesa... Pequenas doses de Gramática, Literatura e Redação para você... no Rio Branco/Campinas Vol. 5 2011 O uso do GUARDA! As sugestões de gramática que serão apresentadas na revistinha

Leia mais

Pré-produção. O Roteiro: Escaleta: Argumento: Roteiro Literário:

Pré-produção. O Roteiro: Escaleta: Argumento: Roteiro Literário: Pré-produção A pré-produção compreende a elaboração do roteiro (Escaleta, Argumento, Roteiro Literário e Roteiro Técnico), a análise técnica e a elaboração do cronograma. O Roteiro: Como o próprio nome

Leia mais

Tipos e técnicas de introdução. Paragrafação de início de texto dissertativo argumentativo

Tipos e técnicas de introdução. Paragrafação de início de texto dissertativo argumentativo Tipos e técnicas de introdução Paragrafação de início de texto dissertativo argumentativo Introdução A primeira parte do texto dissertativo é a introdução. Nela, são apresentados o tema e, normalmente,

Leia mais

Portaria Conjunta CENP/COGSP/ CEI, de

Portaria Conjunta CENP/COGSP/ CEI, de Portaria Conjunta CENP/COGSP/ CEI, de 6 7 2009 Dispõe sobre a Terminalidade Escolar Específica de alunos com necessidades educacionais especiais na área da deficiência mental, das escolas da rede estadual

Leia mais

Sugestão de Atividade / Redação / 8ª Série (9ºAno)

Sugestão de Atividade / Redação / 8ª Série (9ºAno) Sugestão de Atividade / Redação / 8ª Série (9ºAno) COMPONENTE CURRICULAR: Redação INTERDISCIPLINARIDADE: Língua Portuguesa SÉRIE: 8ª Série / 9º Ano CONTEÚDOS: Eixo Temático IV: 01: Produção de Textos Eixo

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/Letras Escola Estadual Prof.

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/Letras Escola Estadual Prof. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/Letras Escola Estadual Prof. José Fernandes Machado Professor Supervisor: Ladmires Carvalho Bolsistas:

Leia mais

Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião. Ana Luiza M. Garcia

Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião. Ana Luiza M. Garcia Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião Ana Luiza M. Garcia Organização do Encontro O TRABALHO COM SD A SD DO GÊNERO ARTIGO DE OPINIÃO JOGOS (VIRTUAIS e QP BRASIL ) Questões-chave O que

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS INSTRUÇÕES

CÂMARA DOS DEPUTADOS INSTRUÇÕES CÂMARA DOS DEPUTADOS Concurso Público para provimento de cargos de Analista Legislativo Atribuição Técnico em Material e Patrimônio Caderno de Prova Discursiva, Cargo A01 0000000000000000 00001 0001 001

Leia mais

Normas para submissão, elaboração e apresentação de trabalhos na VII Semana de Biologia da Universidade Federal da Bahia SEMBIO

Normas para submissão, elaboração e apresentação de trabalhos na VII Semana de Biologia da Universidade Federal da Bahia SEMBIO Normas para submissão, elaboração e apresentação de trabalhos na VII Semana de Biologia da Universidade Federal da Bahia SEMBIO 1. O envio de trabalhos será permitido até 05 de agosto de 2011, para os

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prática

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prática Ano Letivo Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prática (De acordo com o Capítulo III, Artigo 18º do Regulamento das Provas e dos Exames do Ensino Básico e do Ensino Secundário, anexo ao Despacho

Leia mais

Normalização de Dados. Disciplina: Fundamentos de Banco de dados Docente: Kelyn Schenatto

Normalização de Dados. Disciplina: Fundamentos de Banco de dados Docente: Kelyn Schenatto Normalização de Dados Disciplina: Fundamentos de Banco de dados Docente: Kelyn Schenatto História... Muitos dos sistemas de informação ainda utilizados atualmente foram desenvolvidos ao longo dos últimos

Leia mais

REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS CAPÍTULO I DA SUBMISSÃO DE TRABALHOS

REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS CAPÍTULO I DA SUBMISSÃO DE TRABALHOS REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS A Comissão Científica e a Comissão de Avaliação de Trabalhos estabelecem os critérios para a submissão de trabalhos científicos para o CONBRAN 2016.

Leia mais

Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base.

Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base. Esquema Textual Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base. Assim esquema é a apresentação do texto, colocando em destaque

Leia mais

Visão Geral do Trabalho de Pesquisa

Visão Geral do Trabalho de Pesquisa Visão Geral do Trabalho de Pesquisa Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Etapas do Trabalho de Pesquisa Escolha do

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO- BRASILEIRO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO- BRASILEIRO CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO- BRASILEIRO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2016 PROGRAMA DE BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA O Programa de Bolsas de Iniciação Científica tem como objetivo incentivar

Leia mais

PLANEJAMENTO ESCOLAR. Dra. Regina Magna Bonifácio de Araújo Disciplina DEEDU 517 ICHS - UFOP

PLANEJAMENTO ESCOLAR. Dra. Regina Magna Bonifácio de Araújo Disciplina DEEDU 517 ICHS - UFOP PLANEJAMENTO ESCOLAR Dra. Regina Magna Bonifácio de Araújo Disciplina DEEDU 517 ICHS - UFOP Planejamento e Plano Planejar é uma necessidade constante em todas as áreas da atividade humana. Planejar é analisar

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS DO PROGRAMA E SEUS OBJETIVOS Art. 1º - Este Regulamento complementa

Leia mais

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO EM CONCURSO DE PRODUÇÃO DE TEXTO E DESENHO

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO EM CONCURSO DE PRODUÇÃO DE TEXTO E DESENHO REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO EM CONCURSO DE PRODUÇÃO DE TEXTO E DESENHO APRESENTAÇÃO Em 2014, a TV Morena HDTV e a Taurus realizam cinco ações/campanhas em prol do Meio Ambiente. Entre as ações/campanhas

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO LEÃO SAMPAIO UNILEÃO COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO LIGA ACADÊMICA DE SAÚDE MENTAL - LASAM.

CENTRO UNIVERSITÁRIO LEÃO SAMPAIO UNILEÃO COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO LIGA ACADÊMICA DE SAÚDE MENTAL - LASAM. CENTRO UNIVERSITÁRIO LEÃO SAMPAIO UNILEÃO COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO LIGA ACADÊMICA DE SAÚDE MENTAL - LASAM Edital 31/2016 Dispõe sobre o processo seletivo de membros e colaborador da Liga Acadêmica

Leia mais

Antonio Castelnou CONCLUSÃO

Antonio Castelnou CONCLUSÃO Antonio Castelnou CONCLUSÃO Apresentação em PowerPoint Como apresentar uma MONOGRAFIA de várias páginas em poucos minutos? Para responder esta pergunta basta lembrar que a função de uma apresentação não

Leia mais

COMPREENSÃO E PRODUÇÃO DE TEXTOS Professor: Noslen

COMPREENSÃO E PRODUÇÃO DE TEXTOS Professor: Noslen Questões 01. COMPREENSÃO E PRODUÇÃO DE TEXTOS Professor: Noslen A 2ª fase da UFPR apresentou os textos não-verbais tão comentados em sala, assim, os alunos do curso Domínio estavam mais que preparados

Leia mais