JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO OU PARA ALTERAÇÃO DE NOTAS DE REDAÇÃO PROTOCOLO:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO OU PARA ALTERAÇÃO DE NOTAS DE REDAÇÃO PROTOCOLO:"

Transcrição

1 JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO OU PARA ALTERAÇÃO DE NOTAS DE REDAÇÃO PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do Os textos foram avaliados considerando três enfoques: conteúdo, estrutura e expressão, cuja pontuação atribuída convencer o leitor, levando em conta tanto o uso de recursos linguísticos quanto o vocabulário adequado e suficiente. Em virtude do fato de a redação em voga não atender ao descrito no item Conteúdo foi-lhe atribuída nota zero. Observe-se que tão somente no título há referência à leitura. O texto, no entanto, discorre sobre tecnologia, suas vantagens para estudantes e profissionais atuantes no mercado de trabalho, afastando-se totalmente da proposta. Por tal razão recebeu nota zero, visto configurar-se fuga ao tema.

2 Face ao exposto, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do Os textos foram avaliados considerando três enfoques: conteúdo, estrutura e expressão, cuja pontuação atribuída convencer o leitor, levando em conta tanto o uso de recursos linguísticos quanto o vocabulário adequado e suficiente. Em relação ao item Estrutura: avaliou-se a capacidade de o autor do texto elaborar um texto dissertativo, tema/posicionamento - apresentação da ideia a ser discutida, a tese a ser defendida. Cabe à introdução situar o leitor completa e esteja em consonância com os critérios de paragrafação. Desenvolvimento: apresenta cada um dos Em relação ao item Expressão: Foram avaliados os seguintes aspectos: a) adequação vocabular, considerando a em conta, também, a adequação do vocábulo ao contexto da frase; b) pontuação: avaliou-se o domínio do

3 candidato em relação ao recurso pontuação na construção do sentido, bem como o domínio sobre o uso dos sinais de pontuação; c) concordância e regência verbal e nominal e sintaxe: observou-se o domínio do candidato em relação às regras determinadas pelo padrão culto da língua portuguesa; d) ortografia oficial: considerou-se o domínio do candidato sobre a ortografia oficial vigente; e) acentuação gráfica: considerou-se o domínio do candidato sobre as regras que determinam o uso de acento gráfico em palavras da Língua Portuguesa; f) sintaxe: domínio sobre a construção das frases; g) morfossintaxe: domínio sobre o uso de classes gramaticais. Considerando os itens acima descritos, apresentam-se as seguintes considerações: Estruturalmente o texto apresenta defeitos no que se refere ao desenvolvimento à conclusão. O segundo parágrafo apresenta uma tentativa de argumentação, porém a ideia fica somente nos exemplos, sem que haja uma discussão construindo uma conexão com o tema leitura. Desse modo, o conteúdo não é abordado adequadamente, não apresentando uma argumentação que sustente o ponto de vista do autor. Da mesma forma, a conclusão não apresenta uma reflexão dos exemplos apresentados no texto, sendo, assim, superficial. Quanto à expressão, encontram-se problemas de pontuação (linhas 03, 04, 12, 13 e 24), concordância e regência (linhas 08, 15, 24), acentuação gráfica (01, 10, 12, 14), ortografia (linha 17), entre outros. Pelas razões acima expostas, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do Os textos foram avaliados considerando três enfoques: conteúdo, estrutura e expressão, cuja pontuação atribuída convencer o leitor, levando em conta tanto o uso de recursos linguísticos quanto o vocabulário adequado e suficiente.

4 Em relação ao item Estrutura: avaliou-se a capacidade de o autor do texto elaborar um texto dissertativo, tema/posicionamento - apresentação da ideia a ser discutida, a tese a ser defendida. Cabe à introdução situar o leitor completa e esteja em consonância com os critérios de paragrafação. Desenvolvimento: apresenta cada um dos Em relação ao item Expressão: Foram avaliados os seguintes aspectos: a) adequação vocabular, considerando a em conta, também, a adequação do vocábulo ao contexto da frase; b) pontuação: avaliou-se o domínio do candidato em relação ao recurso pontuação na construção do sentido, bem como o domínio sobre o uso dos sinais de pontuação; c) concordância e regência verbal e nominal e sintaxe: observou-se o domínio do candidato em relação às regras determinadas pelo padrão culto da língua portuguesa; d) ortografia oficial: considerou-se o domínio do candidato sobre a ortografia oficial vigente; e) acentuação gráfica: considerou-se o domínio do candidato sobre as regras que determinam o uso de acento gráfico em palavras da Língua Portuguesa; f) sintaxe: domínio sobre a construção das frases; g) morfossintaxe: domínio sobre o uso de classes gramaticais. Levando em conta os itens acima descritos, apresentam-se as seguintes considerações: Estruturalmente o texto apresenta defeitos em relação à estruturação dos parágrafos. Já na introdução identifica-se uma inadequação quanto à referência do que será discutido ao longo do texto. Considerando o desenvolvimento do texto, percebe-se que a argumentação é falha. O segundo parágrafo resume-se a uma ideia solta, sem reflexão ou discussão sobre o assunto abordado. No terceiro parágrafo há citações de necessidades focadas no conhecimento e nas informações, afastando-se do tema leitura. O último parágrafo, destinado à conclusão, não reflete as ideias abordadas durante o texto, consequentemente, caracterizando mais uma vez problemas na construção/desenvolvimento do texto. Além disso, há problemas em nível de concordância e regência (linhas 03, 12, 17, 25); acentuação gráfica (linha 17); ortografia (linha 17,); pontuação (linha 10); e inadequação vocabular (linhas 02, 06, 15). Pelas razões acima expostas, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do

5 Os textos foram avaliados considerando três enfoques: conteúdo, estrutura e expressão, cuja pontuação atribuída convencer o leitor, levando em conta tanto o uso de recursos linguísticos quanto o vocabulário adequado e suficiente. Em relação ao item Estrutura: avaliou-se a capacidade de o autor do texto elaborar um texto dissertativo, tema/posicionamento - apresentação da ideia a ser discutida, a tese a ser defendida. Cabe à introdução situar o leitor completa e esteja em consonância com os critérios de paragrafação. Desenvolvimento: apresenta cada um dos Em relação ao item Expressão: Foram avaliados os seguintes aspectos: a) adequação vocabular, considerando a em conta, também, a adequação do vocábulo ao contexto da frase; b) pontuação: avaliou-se o domínio do candidato em relação ao recurso pontuação na construção do sentido, bem como o domínio sobre o uso dos sinais de pontuação; c) concordância e regência verbal e nominal e sintaxe: observou-se o domínio do candidato em relação às regras determinadas pelo padrão culto da língua portuguesa; d) ortografia oficial: considerou-se o domínio do candidato sobre a ortografia oficial vigente; e) acentuação gráfica: considerou-se o domínio do candidato sobre as regras que determinam o uso de acento gráfico em palavras da Língua Portuguesa; f) sintaxe: domínio sobre a construção das frases; g) morfossintaxe: domínio sobre o uso de classes gramaticais. Considerando os itens acima descritos, apresentam-se as seguintes considerações: Estruturalmente o texto apresenta defeitos já no primeiro parágrafo, em que ocorre problema de referenciação. Além disso, o assunto é apresentado nesse parágrafo a partir de uma conclusão, aspecto inerente ao final do texto. Entretanto, o texto poderia discorrer sobre o apresentado, mas não o faz, deixando a ideia ali posto em suspenso. Nos demais parágrafos, apresentam-se ideias soltas informação, tecnologia, velocidade, confiança, etc. que se distanciam do tema proposto, sem fazer as devidas conexões. Cabe ainda ressaltar a falta de aspectos materiais à estrutura característica do texto dissertativo; não se evidenciam introdução, desenvolvimento e conclusão devidamente estruturados. O texto é um composto de seis parágrafos irregulares, às vezes, desconexos considerase aí o uso das conjunções Quando e Portanto iniciando parágrafos. O fato primordial nesse texto relaciona-se à falta de foco no tema aliado à estrutura dissertativa inequivocamente inadequada. Quanto à expressão, salienta-se o fato de que o autor do texto não tem domínio sobre as estratégias de construção frasal sintaxe, bem como quanto ao uso de pontuação.

6 Pelas razões acima expostas, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do Os textos foram avaliados considerando três enfoques: conteúdo, estrutura e expressão, cuja pontuação atribuída convencer o leitor, levando em conta tanto o uso de recursos linguísticos quanto o vocabulário adequado e suficiente. Em relação ao item Estrutura: avaliou-se a capacidade de o autor do texto elaborar um texto dissertativo, tema/posicionamento - apresentação da ideia a ser discutida, a tese a ser defendida. Cabe à introdução situar o leitor completa e esteja em consonância com os critérios de paragrafação. Desenvolvimento: apresenta cada um dos Em relação ao item Expressão: Foram avaliados os seguintes aspectos: a) adequação vocabular, considerando a em conta, também, a adequação do vocábulo ao contexto da frase; b) pontuação: avaliou-se o domínio do

7 candidato em relação ao recurso pontuação na construção do sentido, bem como o domínio sobre o uso dos sinais de pontuação; c) concordância e regência verbal e nominal e sintaxe: observou-se o domínio do candidato em relação às regras determinadas pelo padrão culto da língua portuguesa; d) ortografia oficial: considerou-se o domínio do candidato sobre a ortografia oficial vigente; e) acentuação gráfica: considerou-se o domínio do candidato sobre as regras que determinam o uso de acento gráfico em palavras da Língua Portuguesa; f) sintaxe: domínio sobre a construção das frases; g) morfossintaxe: domínio sobre o uso de classes gramaticais. Considerando os itens acima descritos, apresentam-se as seguintes considerações: Estruturalmente o texto apresenta defeitos quanto à distribuição em parágrafos. A introdução já peca na primeira frase, cujo sentido não é estabelecido (Sintática e semanticamente inadequado). A seguir, outra frase que, supostamente, seria decorrência da primeira. Entretanto, ocorre uma necessidade de inferência por parte do leitor a fim de que se estabeleça sentido o que não é passível de ocorrência na produção desse tipo de texto. Portanto, a introdução não atende àquilo que prevê o modelo solicitado. O segundo parágrafo, destinado ao desenvolvimento, por sua vez, tenta argumentar sobre algo que não foi abordado na introdução. O texto discute brevemente sobre o tema, apresentando exemplos pertinentes, porém somente nesse parágrafo. A conclusão, no entanto, traz ideias novas, mas distanciadas do que foi apresentado no parágrafo anterior descaracterizando, mais uma vez, o texto dissertativo. Além disso, há problemas em nível de coesão textual, que prejudicam a compreensão do texto, como, por exemplo, na linha 18 (a respeito; introduzir), que prescindem de complemento. Afora isso, observaram-se vários problemas em relação à expressão, como acentuação (linhas 01, 04, 08, 10, 12, 15, entre outros), ortografia (linhas 04, 05, 19) e concordância e regência (linhas 12, 15, 20). Pelas razões acima expostas, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do Os textos foram avaliados considerando três enfoques: conteúdo, estrutura e expressão, cuja pontuação atribuída

8 convencer o leitor, levando em conta tanto o uso de recursos linguísticos quanto o vocabulário adequado e suficiente. Em relação ao item Estrutura: avaliou-se a capacidade de o autor do texto elaborar um texto dissertativo, tema/posicionamento - apresentação da ideia a ser discutida, a tese a ser defendida. Cabe à introdução situar o leitor completa e esteja em consonância com os critérios de paragrafação. Desenvolvimento: apresenta cada um dos Em relação ao item Expressão: Foram avaliados os seguintes aspectos: a) adequação vocabular, considerando a em conta, também, a adequação do vocábulo ao contexto da frase; b) pontuação: avaliou-se o domínio do candidato em relação ao recurso pontuação na construção do sentido, bem como o domínio sobre o uso dos sinais de pontuação; c) concordância e regência verbal e nominal e sintaxe: observou-se o domínio do candidato em relação às regras determinadas pelo padrão culto da língua portuguesa; d) ortografia oficial: considerou-se o domínio do candidato sobre a ortografia oficial vigente; e) acentuação gráfica: considerou-se o domínio do candidato sobre as regras que determinam o uso de acento gráfico em palavras da Língua Portuguesa; f) sintaxe: domínio sobre a construção das frases; g) morfossintaxe: domínio sobre o uso de classes gramaticais. Considerando os itens acima descritos, apresentam-se as seguintes considerações: Estruturalmente, o texto apresenta defeitos quanto à estruturação dos parágrafos. Já na introdução identifica-se uma inadequação quanto à referência do que será discutido ao longo do texto, contenddo somente uma frase/questionamento, o qual não é desenvolvido posteriormente. Não há delimitação entre a introdução e o desenvolvimento, pois há várias frases soltas, questionando alguns aspectos sobre o tema, porém não há reflexão sobre eles. Após esse início, há um longo parágrafo que exemplifica alguns aspectos da leitura, no entanto sem dar o enfoque devido à leitura no mercado de trabalho, contendo, desse modo, apenas um apanhado de ideias soltas, sem argumentação para sustentá-las. O último parágrafo, destinado à conclusão, composto por uma única frase, não reflete as ideias abordadas durante o texto, consequentemente, caracterizando, mais uma vez, problemas na construção/desenvolvimento do texto. Além disso, encontra-se uma frase solta ao final do texto, não pertencendo a nenhum parágrafo. Em relação à expressão do texto, podem-se citar alguns problemas de pontuação (linhas 16, 25), acentuação (linhas 09), vocabulário inadequado (linhas 02, 29), entre outros. Pelas razões acima expostas, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do sendo dividida na seguintes matérias, conforme ANEXO I: Conhecimentos básicos: Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos gerais; Conhecimentos específicos: Informática, Legislação e Conhecimentos específicos

9 Para os candidatos que obtiveram o número mínimo de acertos estipulado no Anexo I, será corrigida a Prova de Redação. 9.2 Para todos os cargos haverá prova de Redação que será somente eliminatória no valor total de 100 (cem) pontos, sendo considerado aprovado nesta etapa o candidato que alcançar no mínimo 60 (sessenta) pontos A nota da prova de Redação NÃO será somada à nota da Prova Teórico-objetiva. A Prova de Redação, por sua vez, era introduzida pelas informações gerais, que diziam: Elabore um texto dissertativo com extensão mínima de 25 linhas e máxima de 30, expondo suas ideias sobre o tema proposto. A dissertação deverá apresentar ideias organizadas, de acordo com a norma culta da língua escrita, fundamentada em argumentos consistentes, podendo, inclusive valer-se de pequenas narrações ou descrições. Lembre-se de criar um título. A seguir, apresentava o tema a ser desenvolvido. Em virtude do fato de a redação em voga não atender o primeiro critério estabelecido, ou seja, o número mínimo de linhas, não sofreu avaliação. No caso, o candidato escreveu entre as linhas 02 e 24, totalizando 23 linhas. Face ao exposto, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do Os textos foram avaliados considerando três enfoques: conteúdo, estrutura e expressão, cuja pontuação atribuída convencer o leitor, levando em conta tanto o uso de recursos linguísticos quanto o vocabulário adequado e suficiente. Em relação ao item Estrutura: avaliou-se a capacidade de o autor do texto elaborar um texto dissertativo, tema/posicionamento - apresentação da ideia a ser discutida, a tese a ser defendida. Cabe à introdução situar o leitor

10 completa e esteja em consonância com os critérios de paragrafação. Desenvolvimento: apresenta cada um dos Em relação ao item Expressão: Foram avaliados os seguintes aspectos: a) adequação vocabular, considerando a em conta, também, a adequação do vocábulo ao contexto da frase; b) pontuação: avaliou-se o domínio do candidato em relação ao recurso pontuação na construção do sentido, bem como o domínio sobre o uso dos sinais de pontuação; c) concordância e regência verbal e nominal e sintaxe: observou-se o domínio do candidato em relação às regras determinadas pelo padrão culto da língua portuguesa; d) ortografia oficial: considerou-se o domínio do candidato sobre a ortografia oficial vigente; e) acentuação gráfica: considerou-se o domínio do candidato sobre as regras que determinam o uso de acento gráfico em palavras da Língua Portuguesa; f) sintaxe: domínio sobre a construção das frases; g) morfossintaxe: domínio sobre o uso de classes gramaticais. Considerando os itens acima descritos, apresentam-se as seguintes considerações: Estruturalmente o texto apresenta defeitos quanto à estruturação dos parágrafos. Já na introdução identifica-se uma inadequação quanto à referência a Aurélio, estabelecendo falta de conexão com o exposto. O desenvolvimento resume-se a um único parágrafo cuja argumentação é falha; há citações de necessidades focadas no conhecimento, afastando-se do tema leitura. No terceiro parágrafo, por sua vez, o texto refere estratégias de leitura, item não abordado nem na introdução nem no desenvolvimento, o que demonstra problemas na construção/desenvolvimento do texto. Além disso, há problemas em nível de regência (título, l. 12, l. 24, l. 25 e l. 26); acentuação gráfica (l. 02); pontuação (l. 09); concordância (l. 16 e 17). Pelas razões acima expostas, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do (sessenta) pontos A nota da prova de Redação NÃO será somada a nota da Prova Teórico-objetiva. A Prova Em virtude do fato de a redação em voga não atender o primeiro critério estabelecido, ou seja, o número mínimo de linhas, não sofreu avaliação. No caso, o candidato escreveu entre as linhas 02 e 25, totalizando 24 linhas. Face ao exposto, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO:

11 PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do Em virtude do fato de a redação em voga não atender o primeiro critério estabelecido, ou seja, o número mínimo de linhas, não sofreu avaliação. No caso, o candidato escreveu entre as linhas 01 e 22, totalizando 22 linhas. Face ao exposto, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do sendo dividida na seguintes matérias, conforme ANEXO I: Conhecimentos básicos: Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos gerais; Conhecimentos específicos: Informática, Legislação e Conhecimentos específicos Para os candidatos que obtiveram o numero mínimo de acertos estipulado no Anexo I, será corrigida a Prova de Redação. 9.2 Para todos os cargos haverá prova de Redação que será somente eliminatória no valor total de 100 (cem) pontos, sendo considerado aprovado nesta etapa o candidato que alcançar no mínimo 60 (sessenta) pontos A nota da prova de Redação NÃO será somada a nota da Prova Teórico-objetiva. A Prova de Redação, por sua vez, era introduzida pelas informações gerais, que diziam: Elabore um texto dissertativo com extensão mínima de 25 linhas e máxima de 30, expondo suas ideias sobre o tema proposto. A dissertação deverá apresentar ideias organizadas, de acordo com a norma culta da língua escrita, fundamentada em argumentos consistentes, podendo, inclusive valer-se de pequenas narrações ou descrições. Lembre-se de criar um título. A seguir, apresentava o tema a ser desenvolvido Os textos foram avaliados a partes de três enfoques: conteúdo, estrutura e expressão, cuja pontuação atribuída era, respectivamente, 40, 20 e 40 pontos. Nos itens conteúdo e estrutura, havia quatro níveis de avaliação, quais sejam: excelente, bom, ruim e péssimo. Quanto ao item expressão, o candidato receberia pontuação equivalente ao número de erros cometidos, sendo que, por definição da comissão de avaliação, a redação que contivesse mais de 20 erros receberia nesse quesito nota zero. Em relação ao item Conteúdo: o texto deveria ser abordar integralmente o tema proposto. Avaliou-se a capacidade Emprego das Estratégias Argumentativas, em que se analisaram a objetividade de argumentação frente ao tema e o argumentos que sustentaram o ponto de vista. A criatividade e a autonomia quanto aos argumentos apresentados. 2. Estabelecimento de Coerência/Organização lógica das ideias, observando-se a progressão textual em relação à sequência lógica das ideias. O texto deveria apresentar coerência sequencial satisfatória, a fim de convencer o leitor, levando em conta tanto o uso de recursos linguísticos quanto o vocabulário adequado e suficiente. 3. Coesão textual uso dos nexos lógicos: avaliando-se o domínio do candidato quanto ao uso dos recursos de coesão na construção do sentido, especificamente quanto ao uso das conjunções e locuções conjuntivas, e na adequação dos processos de referenciação usos dos pronomes e as estratégias linguísticas próprias.

12 Em relação ao item Estrutura: avaliou-se a capacidade de o autor do texto elaborar um texto dissertativo, tema/posicionamento: apresentação da ideia a ser discutida, a tese a ser defendida. Cabe à introdução situar o leitor completa e esteja em consonância com os critérios de paragrafação. Desenvolvimento: apresenta cada um dos Em relação ao item Expressão: Foram avaliados os seguintes aspectos: a) adequação vocabular, avaliando-se a em conta, também, a adequação do vocábulo ao contexto da frase. b) pontuação: avaliou-se o domínio do candidato em relação ao recurso pontuação na construção do sentido, bem como o domínio sobre o uso dos sinais de pontuações. c) Concordância e Regência Verbal e Nominal e Sintaxe: observou-se o domínio do candidato em relação às regras determinadas pelo padrão culto da língua portuguesa. d) ortografia oficial: considerou-se o domínio do candidato sobre a ortografia oficial vigente. e) acentuação gráfica: considerou-se o domínio do candidato sobre as regras que determinam o uso de acento gráfico em palavras da Língua Portuguesa. f) sintaxe: domínio sobre a construção das frases. g) morfossintaxe: domínio sobre o uso de classes gramaticais. Levando em conta os itens acima descritos, apresentam-se as seguintes considerações: Em relação à estrutura, o texto apresenta defeitos quanto à estruturação dos parágrafos. Já na introdução identificase uma inadequação quanto à referência do que será discutido ao longo do texto, não delimitando o enfoque. Quanto ao desenvolvimento do texto, não há conexão de ideias entre os dois parágrafos destinados a isso, sendo que um deles é mais desenvolvido que o outro, caracterizando-os como irregulares. No terceiro parágrafo encontram-se diversas ideias soltas, como educação, atualização, recursos do governo federal, sem fundamentação que as sustente, distanciando-se, desse modo, do tema proposto. Não há delimitação entre a introdução e o desenvolvimento, pois há várias frases soltas, questionando alguns aspectos sobre o tema, porém não há reflexão sobre eles. O último parágrafo, destinado à conclusão, composto por uma única frase, não reflete as ideias abordadas durante o texto, consequentemente, caracterizando mais uma vez problemas na construção/desenvolvimento do texto. Pelas razões acima expostas, mantém-se a nota divulgada. PROTOCOLO: PROTOCOLO: MANTIDA A NOTA DIVULGADA. A prova de redação do concurso público do

13 Em virtude do fato de a redação em voga não atender o primeiro critério estabelecido, ou seja, o número mínimo de linhas, não sofreu avaliação. No caso, o candidato escreveu entre as linhas 01 e 20, totalizando 20 linhas. Face ao exposto, mantém-se a nota divulgada.

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO FATOS SOBRE A PROVA DE REDAÇÃO Todas as redações desenvolvidas no ENEM são avaliadas;

Leia mais

Onde se lê: O processo classificatório será constituído por uma prova de Redação.

Onde se lê: O processo classificatório será constituído por uma prova de Redação. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROCESSO SELETIVO CONCURSO VESTIBULAR EAD - UAB/UFSM (2º Semestre) EDITAL N. 042/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL 040/2016

Leia mais

Redação Profa. Raquel

Redação Profa. Raquel Aula Enem 2016 Redação Profa. Raquel O que sua dissertação deve apresentar: DISSERTAÇÃO Como você que será avaliado(a)? Competência 1 NORMA Demonstrar CULTA domínio da modalidade escrita formal da Língua

Leia mais

DESVENDANDO O EDITAL PROVA DE REDAÇÃO

DESVENDANDO O EDITAL PROVA DE REDAÇÃO DESVENDANDO O EDITAL PROVA DE REDAÇÃO 9 DA PROVA DISCURSIVA 9.1 A prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, valerá 20,00 pontos, consistirá da redação de texto dissertativo, de até 30

Leia mais

Processo Seletivo FAETEC RESPOSTAS DOS RECURSOS DA REDAÇÃO

Processo Seletivo FAETEC RESPOSTAS DOS RECURSOS DA REDAÇÃO RESPOSTAS DOS RECURSOS DA REDAÇÃO Inscrição 1633900 O requerente perdeu 3,5 pontos na redação pelos seguintes motivos: Os parágrafos foram longos, a leitura ficou cansativa, poderia ter fracionado mais

Leia mais

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL 6º ANO Ensino

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL 6º ANO Ensino Fundamental Língua Portuguesa 2) Inferir o sentido

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO 1. Compreensão de textos diversos: Textos verbais e não verbais;

Leia mais

TÉCNICO DE GESTÃO DA SAÚDE

TÉCNICO DE GESTÃO DA SAÚDE CONCURSO PÚBLICO Edital n. 01/2007 SES-MG TÉCNICO DE GESTÃO DA SAÚDE Código 101 PROVA DE REDAÇÃO CADERNO 1 ORIENTAÇÕES GERAIS 1. Para a elaboração da Prova de Redação, você está recebendo dois cadernos.

Leia mais

Dicas para Provas. TRE-SP e TRE-PE Professora Soraia Alves. Author or Company YOUR LOGO

Dicas para Provas. TRE-SP e TRE-PE Professora Soraia Alves. Author or Company YOUR LOGO Dicas para Provas Discursivas TRE-SP e TRE-PE Professora Soraia Alves Author or Company YOUR LOGO Conteúdo Uma breve apresentação Interpretando os editais 3 4 14 Agora vamos produzir Espelho de correção

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO RIO GRANDE DO SUL CREF2/RS PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 01/2014

CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO RIO GRANDE DO SUL CREF2/RS PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 01/2014 CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO RIO GRANDE DO SUL CREF2/RS PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 01/2014 JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO/ ALTERAÇÃO DE NOTAS PRELIMINARES DA PROVA DE REDAÇÃO RECURSOS INDEFERIDOS

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO RESULTADO DOS RECURSOS DAS NOTAS PRELIMINARES DA PROVA DE REDAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO RESULTADO DOS RECURSOS DAS NOTAS PRELIMINARES DA PROVA DE REDAÇÃO CONCURSO PÚBLICO RESULTADO DOS RECURSOS DAS NOTAS PRELIMINARES DA PROVA DE REDAÇÃO Protocolo: 14124010686-7 Inscrição: 14107566440 No enunciado da prova de redação também continha as mesmas informações

Leia mais

PALESTRA SOBRE REDAÇÃO DO ENEM

PALESTRA SOBRE REDAÇÃO DO ENEM PALESTRA SOBRE REDAÇÃO DO ENEM Profa. Íris Cristine Odízio - O EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO. - REDAÇÃO. HISTÓRIA DO EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS 1. Nos termos do subitem do Edital, as instruções constantes nos Cadernos de Questões das Provas Objetiva e Dissertativa, na

ORIENTAÇÕES GERAIS 1. Nos termos do subitem do Edital, as instruções constantes nos Cadernos de Questões das Provas Objetiva e Dissertativa, na CONCURSO PÚBLICO Edital n. 01/2009 ANALISTA DE GESTÃO E ASSISTÊNCIA À SAÚDE-AGAS NÍVEL III GRAU A ARQUITETURA / ARQUITETURA HOSPITALAR Código 501 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA ATENÇÃO Leia as instruções

Leia mais

DISCIPLINA 01 EXPRESSÃO ESCRITA TOTAL 20

DISCIPLINA 01 EXPRESSÃO ESCRITA TOTAL 20 DISCIPLINA 01 EXPRESSÃO ESCRITA - 2014 UNIDADES DIDÁTICAS HORAS PÁGINA I. A SELEÇÃO VOCABULAR: CRITÉRIOS E APLICAÇÕES II. GRAMÁTICA DE TEXTO AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM 10 10-03 05 06 TOTAL 20 Plano de Disciplinas

Leia mais

REDAÇÃO DISCURSIVA F C C

REDAÇÃO DISCURSIVA F C C REDAÇÃO DISCURSIVA F C C 10. DA PROVA DISCURSIVA - REDAÇÃO 10.1 A Prova Discursiva-Redação será aplicada para os cargos de Analista Judiciário Áreas Judiciária e Administrativa, Técnico Judiciário Área

Leia mais

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA Processo de Admissão de Novos Estudantes 2017 Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA HABILIDADES CONTEÚDOS Identificar padrões numéricos ou princípios

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO MARANHÃO

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO MARANHÃO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO MARANHÃO DECISÃO DOS RECURSOS (INFRARRELACIONADOS) I DOS RECURSOS Trata-se de recursos interpostos pelos candidatos infrarrelacionados concorrentes aos cargos disponibilizados,

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO SENADO FEDERAL ANALISTA LEGISLATIVO PROCESSO LEGISLATIVO

CONTROLE DE CONTEÚDO SENADO FEDERAL ANALISTA LEGISLATIVO PROCESSO LEGISLATIVO CONTROLE DE CONTEÚDO SENADO FEDERAL ANALISTA LEGISLATIVO PROCESSO LEGISLATIVO PORTUGUÊS 1 Leitura, compreensão e análise de textos. Inferência (informações explícitas e implícitas). Tipologia textual:

Leia mais

Sumário. Apresentação da coleção Prefácio Nota da autora Capítulo II

Sumário. Apresentação da coleção Prefácio Nota da autora Capítulo II Sumário Sumário Apresentação da coleção... 17 Prefácio... 19 Nota da autora... 21 Capítulo I Fatores importantes para produzir um texto... 23 1. A importância da leitura para produção textual... 23 2.

Leia mais

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

GRUPO 1 GRUPO 2 GRUPOS 3e4

GRUPO 1 GRUPO 2 GRUPOS 3e4 GRUPO 1 GRUPO GRUPOS 3e UFG/CS RESPOSTAS ESPERADAS OFICIAIS GRUPO I ADEQUAÇÃO A-ao tema = 0 a pontos B-à leitura da coletânea = 0 a pontos C-ao gênero textual = 0 a pontos D-à modalidade = 0 a pontos CRITÉRIOS

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO EXTENSÃO E. E. INDIA VANUÍRE Código: 9136 Município: Estância Turística de Tupã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócio Habilitação

Leia mais

Plano de Ensino. Meses Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Aulas Regulares Aulas de

Plano de Ensino. Meses Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Aulas Regulares Aulas de Identificação Plano de Ensino Curso: Direito Disciplina: Língua Portuguesa Ano/semestre: 2012/01 Carga horária: Total: 80h Semanal: 4h Professor: Michelle Teixeira da Silva Período/turno: matutino e noturno

Leia mais

2.8. Alusão histórica 3. A afirmação da tese e a impessoalização do discurso 4. Exercícios 5. Atividade de produção textual

2.8. Alusão histórica 3. A afirmação da tese e a impessoalização do discurso 4. Exercícios 5. Atividade de produção textual SUMÁRIO CAPÍTULO I NOÇÕES GERAIS DE TIPOLOGIA TEXTUAL 1. A definição de tipo textual 1.1. Texto narrativo 1.2. Texto descritivo 1.3. Texto injuntivo 1.4. Texto dialogal 1.5. Texto dissertativo 2. Elaborando

Leia mais

EDITAL DO II SIMULADO DE DIREITO DA FACULDADE CATÓLICA DE RONDÔNIA

EDITAL DO II SIMULADO DE DIREITO DA FACULDADE CATÓLICA DE RONDÔNIA EDITAL DO II SIMULADO DE DIREITO DA FACULDADE CATÓLICA DE RONDÔNIA O Núcleo Docente Estruturante do Curso de Direito e a Coordenação de Direito da Faculdade Católica de Rondônia - FCR RESOLVEM: Estabelecer

Leia mais

Informação n.º Data: (Republicação) Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 2.

Informação n.º Data: (Republicação) Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 2. Prova Final de Ciclo de Língua Portuguesa Prova 61 2012 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro Para: Direção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspeção-Geral

Leia mais

PORTUGUÊS com DUDA NOGUEIRA ANATEL / julho 2014

PORTUGUÊS com DUDA NOGUEIRA ANATEL / julho 2014 1 Edital SISTEMATIZADO ANATEL - Língua Portuguesa Edital: http://www.cespe.unb.br/concursos/anatel_14/arquivos/ed_1_abertura.pdf Olá, guerreiros! Em primeiro lugar, vamos aos tópicos exigidos nas últimas

Leia mais

PROPOSTA DE REDAÇÃO PARA A CATEGORIA 5.ª E 6.ª SÉRIES/ 6.º E 7.º ANOS. Videogame: permitir ou proibir?

PROPOSTA DE REDAÇÃO PARA A CATEGORIA 5.ª E 6.ª SÉRIES/ 6.º E 7.º ANOS. Videogame: permitir ou proibir? PROPOSTA DE REDAÇÃO PARA A CATEGORIA 5.ª E 6.ª SÉRIES/ 6.º E 7.º ANOS TEXTO MOTIVADOR Videogame: permitir ou proibir? Por mais que os pais procurem proibir ou limitar o uso de videogames, esses eletrônicos

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Leitura e Produção Textual Professor: Wilma Cléa Ferreira e-mail: wilmaclea@yahoo.com.br Código: Carga Horária: 60 H Créditos:

Leia mais

O texto dissertativo

O texto dissertativo O texto dissertativo A TIPOLOGIA E OS GÊNEROS TEXTUAIS Tipologias textuais Narração: caracteriza-se pelo relato de um fato, real ou imaginário, que é contado ao leitor pelo narrador. Este pode ser de 1ª

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA ANEXO III

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA ANEXO III SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA ANEXO III Fichas de Avaliação das Provas: Escrita, Didática e/ou Prática e de Títulos Porto Velho -RO SERVIÇO PÚBLICO

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência 11º Ano Inglês - Ano letivo 2014/ 2015

Informação Prova de Equivalência à Frequência 11º Ano Inglês - Ano letivo 2014/ 2015 Informação Prova de Equivalência à Frequência 11º Ano Inglês - Ano letivo 2014/ 2015 O presente documento divulga informação relativa ao Exame de Equivalência à Frequência do 11º ano do ensino secundário,

Leia mais

REDAÇÃO DISCURSIVA. (como elaborar o texto)

REDAÇÃO DISCURSIVA. (como elaborar o texto) REDAÇÃO DISCURSIVA (como elaborar o texto) 9 DA PROVA DISCURSIVA 9.1 A prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, valerá 20,00 pontos, consistirá da redação de texto dissertativo, de

Leia mais

No arquivo Exames e Provas podem ser consultados itens e critérios de classificação de provas e testes intermédios desta disciplina.

No arquivo Exames e Provas podem ser consultados itens e critérios de classificação de provas e testes intermédios desta disciplina. INFORMAÇÃO-PROVA PORTUGUÊS Novembro de 2016 Prova 639 12.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga informação relativa à prova de exame final nacional

Leia mais

SELEÇÃO PARA NOVOS ALUNOS TURMAS SÃO PAULO

SELEÇÃO PARA NOVOS ALUNOS TURMAS SÃO PAULO SELEÇÃO PARA NOVOS ALUNOS TURMAS SÃO PAULO 2 0 15 CONTEÚDOS DOS TESTES DE SELEÇÃO Para o 1º Ano do Ensino Médio LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS LÍNGUA PORTUGUESA Norma ortográfica Grafia de vocábulos

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto

Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto Telefone 253 662 338 * Fax 253 662 826 Informação de Exame de Recuperação de Módulo em Atraso Curso Profissional

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 1 o SEMESTRE 2013

PROCESSO SELETIVO 1 o SEMESTRE 2013 PROCESSO SELETIVO 1 o SEMESTRE 2013 CADERNO 1 PROVA DE REDAÇÃO ATENÇÃO Leia as instruções deste Caderno. Elas fazem parte da sua prova 1. Este caderno contém as instruções para a Prova de Redação em Língua

Leia mais

Admissão de alunos 2017

Admissão de alunos 2017 Tradição em Excelência Admissão de alunos 2017 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO CIÊNCIAS 1. CINEMÁTICA 1.1. Estudo dos movimentos e referenciais. 1.2. Movimentos uniformes. 2. PROPRIEDADES

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Alvide

Escola Básica e Secundária de Alvide Informação-Exame de equivalência à frequência de Inglês (prova escrita) Prova 21 2016 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 01/2011 RESPOSTA AOS RECURSOS DA PROVA DE REDAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO 01/2011 RESPOSTA AOS RECURSOS DA PROVA DE REDAÇÃO CONCURSO PÚBLICO 01/2011 RESPOSTA AOS RECURSOS DA PROVA DE REDAÇÃO Inscrição: 15602625057-3 (Liminar) - MANTIDA de dissertação, cujos critérios de análise estavam descritos no edital de abertura que rege

Leia mais

Biologia. (Prova Escrita e Prática) Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho

Biologia. (Prova Escrita e Prática) Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Informação-Prova de Equivalência à Frequência Biologia (Prova Escrita e Prática) Prova 302 2015 12.º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 180 minutos (+ 30 minutos de tolerância): (90 minutos na componente

Leia mais

Liga Acadêmica de Bioquímica Clínica LABiC

Liga Acadêmica de Bioquímica Clínica LABiC FACULDADE LEÃO SAMPAIO Coordenação de Pesquisa e Extensão Coordenação de Biomedicina Liga Acadêmica de Bioquímica Clínica LABiC Edital 01/2014 Dispõe sobre o processo seletivo de membros da Liga Acadêmica

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2016

PLANEJAMENTO ANUAL 2016 PLANEJAMENTO ANUAL 2016 Professor Joabe Bernardo dos Santos Língua Portuguesa 9º ano Colégio Nossa Senhora da Piedade Referências: -SAE, 9º ano: Língua Portuguesa. Livro do professor: livro 1 / IESDE BRASIL

Leia mais

Regulamento do IV Concurso de Redação Colégio Santa Dorotéia de Porto Alegre

Regulamento do IV Concurso de Redação Colégio Santa Dorotéia de Porto Alegre Art. 1 Apresentação Com o objetivo de estimular em seus alunos o prazer e o hábito da escrita, além de proporcionar espaço para a revelação de jovens talentos, o Colégio Santa Doroteia de Porto Alegre

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE Informação Prova de Equivalência à Frequência 2.º Ciclo do Ensino Básico 2015/2016 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 julho Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril Aprovado

Leia mais

ESPANHOL 1ª e 2ª fase de 2014

ESPANHOL 1ª e 2ª fase de 2014 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL 1ª e 2ª fase de 2014 Prova 15 2014 9ºano de Escolaridade - 3.º Ciclo do Ensino Básico PROVA ESCRITA 50% 1. Objeto de avaliação, características e

Leia mais

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA Processo de Admissão de Novos Estudantes 2016 Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA CONTEÚDOS Efetuar cálculos com números reais envolvendo as operações

Leia mais

Data: Para: Inspecção-Geral de Educação. Direcções Regionais de Educação. Escolas com 3.º Ciclo CIREP FERLAP CONFAP

Data: Para: Inspecção-Geral de Educação. Direcções Regionais de Educação. Escolas com 3.º Ciclo CIREP FERLAP CONFAP Prova de Exame Nacional de Língua Portuguesa Prova 22 2011 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro Para: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspecção-Geral

Leia mais

1. Objeto de avaliação

1. Objeto de avaliação Informação Prova de Equivalência à Frequência Espanhol 9º ano 3º ciclo do Ensino Básico Prova 15 2015 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Espanhol para o 3º Ciclo Língua estrangeira

Leia mais

EDITAL Nº 01, DE 06 DE JULHO DE 2016 REFERENTE ÀS COMEMORAÇÕES DO DIA DO ESTAGIÁRIO

EDITAL Nº 01, DE 06 DE JULHO DE 2016 REFERENTE ÀS COMEMORAÇÕES DO DIA DO ESTAGIÁRIO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PERNAMBUCO GERÊNCIA GERAL DE GESTÃO POR DESEMPENHO E DESENVOLVIMENTO DE CARREIRAS DO ESTADO NÚCLEO DE ESTÁGIO CORPORATIVO EDITAL Nº 01, DE 06 DE JULHO DE 2016 REFERENTE ÀS

Leia mais

CADERNO 1 REDAÇÃO. ATENÇÃO Leia as instruções deste Caderno. Elas fazem parte da sua prova

CADERNO 1 REDAÇÃO. ATENÇÃO Leia as instruções deste Caderno. Elas fazem parte da sua prova CONCURSO PÚBLICO Edital 02/2012 CADERNO 1 REDAÇÃO ATENÇÃO Leia as instruções deste Caderno. Elas fazem parte da sua prova 1. Este caderno contém as instruções para a Prova de Redação em Língua Portuguesa

Leia mais

» INTRODUÇÃO. Realização de Provas e Exames JNE/2015 Alunos com Necessidades Educativas Especiais, da

» INTRODUÇÃO. Realização de Provas e Exames JNE/2015 Alunos com Necessidades Educativas Especiais, da INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA PORTUGUÊS PROVA 51 2015 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO Este documento foi construído de acordo com a Informação

Leia mais

Prova dia 19/11 BOLSÃO CIAC Excelência de ensino: portas abertas para grandes conquistas! ENSINO MÉDIO

Prova dia 19/11 BOLSÃO CIAC Excelência de ensino: portas abertas para grandes conquistas! ENSINO MÉDIO Excelência de ensino: portas abertas para grandes conquistas! Prova dia 19/11 BOLSÃO CIAC 2017 ENSINO MÉDIO Manual do Candidato 1, 2 e 3 ano Ensino Médio Mensagem da Direção Caro candidato, Ao escolher

Leia mais

TEXTO BASE Apenas 6,2% dos municípios têm bons serviços de saúde De todos os municípios brasileiros, apenas 347 oferecem um bom atendimento na á

TEXTO BASE Apenas 6,2% dos municípios têm bons serviços de saúde De todos os municípios brasileiros, apenas 347 oferecem um bom atendimento na á PROVA SUBJETIVA CARGO: ENFERMEIRO FISCAL INSTRUÇÕES GERAIS: A prova de Redação terá o valor de 100 (cem) pontos, sobre tema da atualidade. Será atribuída nota 0 (zero) à Redação fora do tema proposto ou

Leia mais

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e Letra... 3 1.2. Divisão dos Fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro Vocálico... 7 1.5. Encontro Consonantal...

Leia mais

Decreto-Lei nº3 / 2008, de 7 de janeiro, Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, Despacho Normativo n.º 24-

Decreto-Lei nº3 / 2008, de 7 de janeiro, Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, Despacho Normativo n.º 24- INFORMAÇÃO DE PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Português ANO LETIVO 2012/2013 TIPO DE PROVA: Escrita CÓDIGO DA PROVA: 81 ANO: 9º Decreto-Lei nº3 / 2008, de 7 de janeiro, Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de

Leia mais

Informação n.º Data: (Republicação) Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 3.

Informação n.º Data: (Republicação) Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 3. Prova Final de Ciclo de Língua Portuguesa Prova 91 2012 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro Para: Direção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspeção-Geral

Leia mais

Informação Prova Final a Nível de Escola

Informação Prova Final a Nível de Escola ESCOLA E.B. 2,3 DE MARCO DE CANAVESES Informação Prova Final a Nível de Escola Português - 2º Ciclo 51 1. Introdução Ano Letivo 2014/2015 Prova Escrita abril 2015 O presente documento divulga informação

Leia mais

O ESTUDO DAS PALAVRAS

O ESTUDO DAS PALAVRAS Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro vocálico... 6 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE ESCOLA E. B. 2,3 DE SANTO ANTÓNIO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE ESCOLA E. B. 2,3 DE SANTO ANTÓNIO 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final a nível de escola do 2º ciclo do Ensino Básico da disciplina de Português, a realizar em pelos alunos que se encontram

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO / Professor Efetivo - Campus Juiz de Fora - IF SUDESTE MG

CONCURSO PÚBLICO / Professor Efetivo - Campus Juiz de Fora - IF SUDESTE MG CONCURSO PÚBLICO - 008 / 2013 - Professor Efetivo - Campus Juiz de Fora - IF SUDESTE MG Dados do Num. Inscrição 00028 Dados do Recurso Num. Recurso 1 Assunto Argumentação Anexo FELIPE ANDRÉ PONCE DE LEÓN

Leia mais

1. OBJETO DE AVALIAÇÃO

1. OBJETO DE AVALIAÇÃO Informação Prova Prova código 06 de Inglês Prova de Equivalência à Frequência do 2º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Despacho normativo n.º 1-G/2016, de 6 de abril O presente

Leia mais

Introdução. 3 º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro)

Introdução. 3 º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro) INFORMAÇÃO PROVA LÍNGUA ESTRANGEIRA I INGLÊS Escrita e Oral 2016 Prova 21 3 º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro) Introdução O presente documento divulga informação relativa

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) PORTUGUÊS Abril de 2016 Prova 61 2016 2º Ciclo do Ensino Básico

Leia mais

Editora Ferreira Projeto Redação sob Medida

Editora Ferreira Projeto Redação sob Medida Editora Ferreira Projeto Redação sob Medida Seu curso inclui três redações! Ao inscrever-se no curso Redação sob Medida, a Editora Ferreira lhe oferece a chance de aprimorar sua própria produção textual,

Leia mais

CONCURSO OFICIAL ESCREVENTE

CONCURSO OFICIAL ESCREVENTE CONCURSO OFICIAL ESCREVENTE Início: 05 /11/13 Previsão de término: 20/12/2013 Período de: 7Semanas Cargos: Oficial Escrevente Horário das aulas segunda à sexta: 19h às 23:00h e possíveis finais de semana.

Leia mais

PORTUGUÊS 3º ANO março de 2015

PORTUGUÊS 3º ANO março de 2015 MATRIZ DA PROVA DE AVALIAÇÃO INTERNA PORTUGUÊS 3º ANO março de 2015 5 Páginas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar informação relativa à prova de avaliação interna

Leia mais

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética 1.1. Fonema e letra 1.2. Divisão dos fonemas 1.3. Classificação dos fonemas 1.4. Encontro vocálico 1.5.

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ LÍNGUA PORTUGUESA e REDAÇÃO PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ LÍNGUA PORTUGUESA e REDAÇÃO PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA LÍNGUA PORTUGUESA e REDAÇÃO PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA 1. Confrontar opiniões e pontos de vista sobre as diferentes manifestações da linguagem verbal e não verbal. 1.2. Depreender, através de leitura do texto,

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Revisão: Dezembro Data de Aprovação: 10 de Novembro de 2005

DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Revisão: Dezembro Data de Aprovação: 10 de Novembro de 2005 DESCRITIVO TÉCNICO OCUPAÇÃO 29 Data de Aprovação: 10 de Novembro de 2005 Data de Revisão: Dezembro 2005 A comissão de Diretores do SENAI, Coordenadora das Olimpíadas do Conhecimento, determina, de acordo

Leia mais

Colégio Stella Maris Laguna SC EMENTA DA DISCIPLINA DE REDAÇÃO 9º ano 2º Trimestre Professora Eveline Silveira

Colégio Stella Maris Laguna SC EMENTA DA DISCIPLINA DE REDAÇÃO 9º ano 2º Trimestre Professora Eveline Silveira Colégio Stella Maris Laguna SC EMENTA DA DISCIPLINA DE REDAÇÃO 9º ano 2º Trimestre Professora Eveline Silveira DATA CONTEÚDOS 30/05 Gênero textual: relatos de memória. Produção textual. 06/06 Interpretação

Leia mais

Prova de Língua Portuguesa (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 1ª chamada

Prova de Língua Portuguesa (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 1ª chamada INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE LISBOA 2013 Prova de Língua Portuguesa (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 1ª chamada CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO I. Leitura (80 ) Nos

Leia mais

PERFIS DE SAÍDA DOS ESTUDANTES DA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL, COMPONENTE CURRICULAR LÍNGUA PORTUGUESA

PERFIS DE SAÍDA DOS ESTUDANTES DA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL, COMPONENTE CURRICULAR LÍNGUA PORTUGUESA PERFIS DE SAÍDA DOS ESTUDANTES DA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL, COMPONENTE CURRICULAR LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDOS EIXO TEMÁTICO COMPETÊNCIAS ESPERADAS Variedades lingüísticas; Diálogo; Turnos. Gênero

Leia mais

Conteúdo Programático. Cursos Técnicos Subsequentes

Conteúdo Programático. Cursos Técnicos Subsequentes Conteúdo Programático Cursos Técnicos Subsequentes Especificações das Provas Disciplinas da prova objetiva Nº questões Pesos Total de pontos Língua Portuguesa 15 2 30 Matemática 15 2 30 Total 30-60 Prova

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR

REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR NORMA 1: 1) Domínio da norma padrão da língua portuguesa; Concordância verbo-nominal; Regência verbo-nominal; Acentuação; Ortografia; Pontuação; Flexão

Leia mais

Projeto 1000 no Enem. Conclusão. Bruna Camargo (67) (Aulas particulares)

Projeto 1000 no Enem. Conclusão. Bruna Camargo (67) (Aulas particulares) Projeto 1000 no Enem Conclusão OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: Nas dissertações, a conclusão é a parte final que condensa os pontos centrais da discussão, inclusive o posicionamento apresentado na tese. A conclusão

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Prova Final a Nível de Escola PORTUGUÊS Prova 51 2013 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina

Leia mais

Antes de iniciar as respostas, faça uma leitura completa da avaliação. Lembre-se:

Antes de iniciar as respostas, faça uma leitura completa da avaliação. Lembre-se: 9º Rasuras serão consideradas erro! Não use corretivo! Não abrevie palavras! Utilize apenas caneta de tinta azul ou preta! Responda ao que foi solicitado de forma coerente e coesa. Boa Sorte! Dar o conceito

Leia mais

1ª/2ª Fase. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do programa da disciplina.

1ª/2ª Fase. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do programa da disciplina. Agrupamento de Escolas de Barrancos INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO FRANCÊS maio de 2016 Prova 16 2016 1ª/2ª Fase 3.º Ciclo do Ensino Básico Tipo de Prova: Escrita + Oral

Leia mais

COTAÇÕES. I pontos pontos. 46 pontos pontos pontos. II pontos pontos pontos

COTAÇÕES. I pontos pontos. 46 pontos pontos pontos. II pontos pontos pontos COTAÇÕES I 1.... 6 pontos 2.... 6 pontos.... 6 pontos 4.... 8 pontos 5.... 10 pontos Subtotal... 6 pontos II 1.... 9 pontos 2.... 10 pontos.... 6 pontos 4.... 6 pontos 5.... 6 pontos 6.... 6 pontos 7....

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Professor Massuyuki Kawano Extensão E.E Índia Vanuíre Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional:

Leia mais

1. Objeto de avaliação

1. Objeto de avaliação INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Biologia Maio de 2015 Prova 302 Escrita e Prática Ensino Secundário (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 1. Objeto de avaliação A prova de equivalência

Leia mais

PROPOSTA DE REDAÇÃO. Onda de Refugiados na Europa

PROPOSTA DE REDAÇÃO. Onda de Refugiados na Europa MARATONA DE ESTUDOS PROPOSTA DE REDAÇÃO Onda de Refugiados na Europa Refugiado é toda a pessoa que, em razão de fundados temores de perseguição devido a sua raça, religião, nacionalidade, associação a

Leia mais

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André Objetivos Gerais: Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André # Promover as competências necessárias para as práticas de leitura e escrita autônomas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL EDITAL 05/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL EDITAL 05/2015 Este caderno contém o Tema da Redação, conforme o conteúdo programático estabelecido no Edital 05/2015. Use como rascunho o modelo reproduzido ao final deste caderno. Ao receber a FOLHA DEFINITIVA DE REDAÇÃO

Leia mais

COMO ELABORAR RESPOSTAS DE QUESTÕES DISSERTATIVAS

COMO ELABORAR RESPOSTAS DE QUESTÕES DISSERTATIVAS COMO ELABORAR RESPOSTAS DE QUESTÕES DISSERTATIVAS By Prof. Ms. Deborah Costa - 2014 INTRODUÇÃO 1 Este e-book discutirá sobre as questões dissertativas propostas em diferentes avaliações : universidade,

Leia mais

Processo de seleção para alunos novos. 6º e 7º ano do Ensino Fundamental

Processo de seleção para alunos novos. 6º e 7º ano do Ensino Fundamental Processo de seleção para alunos novos 6º e 7º ano do Ensino Fundamental 2017 Unidade Barra da Tijuca I ORIENTAÇÕES GERAIS a) As famílias que desejarem conhecer nossa proposta e inscrever seus filhos para

Leia mais

Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Professores: Daniele Thièbaut e Guilherme Ornellas Série: 9º Turmas: 91, 92, 93 e 94

Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Professores: Daniele Thièbaut e Guilherme Ornellas Série: 9º Turmas: 91, 92, 93 e 94 COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Professores: Daniele Thièbaut e Guilherme

Leia mais

ENEM PROVA DE REDAÇÃO

ENEM PROVA DE REDAÇÃO ENEM PROVA DE REDAÇÃO EVOLUÇÃO DE TEMAS 1998 VIVER E APRENDER 1999 - CIDADANIA E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 2000 DIRETIOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: COMO ENFRENTAR ESSE DESAFIIO NACIONAL? 2001 DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Ano Letivo 2012/2013

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Ano Letivo 2012/2013 Ensino Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Disciplina: Espanhol Ano Letivo 2012/2013 9º Ano de escolaridade 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Espanhol

Leia mais

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo CURSO: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS (IFCE) - ASSISTENTE EM ADM. - REGULAR Poderá haver substituições de professores, ficando a critério da coordenação pedagógica do curso quaisquer alterações. PORTUGUÊS

Leia mais

Prova de Exame de Equivalência à Frequência de Inglês - (Continuação) Formação Geral

Prova de Exame de Equivalência à Frequência de Inglês - (Continuação) Formação Geral Prova de Exame de Equivalência à Frequência de Inglês - (Continuação) Formação Geral Prova 367 2016 10º/11º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Introdução O presente documento visa

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO LEÃO SAMPAIO UNILEÃO COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO LIGA ACADÊMICA DE SAÚDE MENTAL - LASAM.

CENTRO UNIVERSITÁRIO LEÃO SAMPAIO UNILEÃO COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO LIGA ACADÊMICA DE SAÚDE MENTAL - LASAM. CENTRO UNIVERSITÁRIO LEÃO SAMPAIO UNILEÃO COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO LIGA ACADÊMICA DE SAÚDE MENTAL - LASAM Edital 31/2016 Dispõe sobre o processo seletivo de membros e colaborador da Liga Acadêmica

Leia mais

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL RELAÇÃO

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1. Leitura e compreensão de diferentes gêneros textuais

Leia mais

Prova Final de Português

Prova Final de Português Prova Final de Português.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 9/0, de 5 de julho Prova /.ª Fase Critérios de Classificação Páginas 0 Prova /.ª F. CC Página / CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO A classificação

Leia mais

Proposta de Redação Tema: Conto fantástico

Proposta de Redação Tema: Conto fantástico Proposta de Redação Tema: Conto fantástico Tema central: Criação de um conto fantástico Produção de texto Introdução: O conto fantástico é um gênero que tem como característica o fato de apresentar ou

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE ABERTURA DE CONCURSO PÚBLICO DE TÍTULOS E PROVAS PARA PROVIMENTO DE CARGO DE PROFESSOR ASSISTENTE A, CLASSE A.

SOLICITAÇÃO DE ABERTURA DE CONCURSO PÚBLICO DE TÍTULOS E PROVAS PARA PROVIMENTO DE CARGO DE PROFESSOR ASSISTENTE A, CLASSE A. 8 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE LETRAS DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS MODERNAS SOLICITAÇÃO DE ABERTURA DE CONCURSO PÚBLICO DE TÍTULOS E PROVAS PARA PROVIMENTO DE CARGO DE PROFESSOR ASSISTENTE

Leia mais