Biblioteca de Política em Ciência e Tecnologia. Boletim de NovasAquisições v. 1, n

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Biblioteca de Política em Ciência e Tecnologia. Boletim de NovasAquisições v. 1, n. 1. 2013"

Transcrição

1 Biblioteca de Política em Ciência e Tecnologia Boletim de NovasAquisições v. 1, n

2 MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Secretaria-Executiva Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Gestão e Inovação Serviço de Biblioteca de Políticas em Ciência e Tecnologia Boletim de Novas Aquisições Brasília 2013

3 MINISTRO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Marco Antonio Raupp SECRETÁRIO EXECUTIVO Luiz Antonio Rodrigues Elias SUBSECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO Gerson Galvão COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO E INVOVAÇÃO Paulo Henrique de Assis Santana DIVISÃO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO Pilade Baiocchi Neto CHEFE DO SERVIÇO DE BIBLIOTECA DE POLÍTICA EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA Elise Silva do Nascimento ELABORAÇÃO Elise Silva do Nascimento Pedro Ivo Queiroz Mariz Anderson Andreis Brasil. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Serviço de Biblioteca de Políticas em Ciência e Tecnologia. Boletim de novas aquisições / Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Serviço de Biblioteca de Políticas em Ciência e Tecnologia. Brasília, MCTI, v. Periodicidade irregular I. Título. II. Brasil. Ministério da Ciência, Tecnologia. III. Comunicação Científica - Periódicos. IV. Disseminação da Informação Livros. CDU (051) SERVIÇO DE BIBLIOTECA DE POLÍTICA EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA SPO, Área 05, Quadra 03, Bloco E, Térreo CEP: Brasília, DF Telefone: (61) e Fax: (61) Site:

4 Apresentação O Boletim de Novas Aquisições tem o objetivo de divulgar as novas publicações adquiridas em diversas áreas do conhecimento e, incluídas no acervo da Biblioteca de Políticas em Ciência e Tecnologia BPC&T. Este volume abrange títulos incluídos no final do segundo semestre de 2012 e no primeiro semestre de Estas publicações estão disponíveis para consulta e/ou empréstimo, e podem ser acessadas por meio do catálogo online da biblioteca, no seguinte endereço: Os pedidos de empréstimo devem ser encaminhados à Seção de Referência e Empréstimo, pelo solicitados pelos telefones e , ou ainda, pessoalmente na BPC&T.

5 Sumário 1. CIÊNCIAS EXATAS DA TERRA Matemática CIÊNCIAS HUMANAS Filosofia Psicologia Sociologia CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS Administração Administração de Materiais Administração de Projetos Administração Financeira Administração Pública Aprendizagem Organizacional Comportamento Organizacional Gestão de Pessoas Gestão de Projetos Inteligência Competitiva Licitação Marketing Planejamento Estratégico Arquitetura Ciência da Informação Arquivologia Biblioteconomia Contabilidade Auditoria Contabilidade Ambiental Contabilidade e Finanças Públicas Orçamento Direito Direito Administrativo Direito Ambiental Direito Civil Direito Comercial Direito Constitucional Direito Internacional... 49

6 Direito do Trabalho Direito Tributário Economia Metodologia Científica Política Relação Internacional ENGENHARIA & TECNOLOGIA Engenharia Inovação Informática, Ciência e Tecnologia da computação e Informação LÍNGUISTICA, LETRAS, ARTES E LITERATURA Literatura Redação *Clique nas páginas definidas pelo sumário e acesse as obras pela área de interesse.

7 1. CIÊNCIAS EXATAS DA TERRA 1.1. Matemática BIRD, John O. Higher engineering mathematics. 6th ed. Amsterdam; Boston: Newnes, xvii, 679 p. ISBN Now in its sixth edition, Higher Engineering Mathematics is an established textbook that has helped many thousands of students to gain exam success. John Bird's approach is ideal for students from a wide range of academic backgrounds, and can be worked through at the student's own pace. Mathematical theories are examined in the simplest of terms, supported by practical examples and applications from a wide variety of engineering disciplines, to ensure that the reader can apply theory to practice. This extensive and thorough topic coverage makes this an ideal book for a range of university degree modules, foundation degrees, and HNC/D units. This new edition of Higher Engineering Mathematics has been further extended with topics specifically written to help first year engineering degree students and those following foundation degrees. New material has been added on logarithms and exponential functions, binary, octal and hexadecimal numbers, vectors and methods of adding alternating waveforms. This book caters specifically for the engineering mathematics units of the Higher National Engineering schemes from Edexcel, including the core unit Analytical methods for Engineers, and two optional units: Further Analytical Methods for Engineers and Engineering Mathematics, common to both the electrical/electronic engineering and mechanical engineering pathways. A mapping grid is included showing precisely which topics are required for the learning outcomes of each unit. Higher Engineering Mathematics contains examples, supported by 900 worked problems and 1760 further problems contained within exercises throughout the text. In addition, 19 revision tests, which are available to use as tests or as homework are included at regular intervals. HAIR JR., Joseph F. Análise multivariada de dados. 6. ed. Porto Alegre: Bookman, p., il., grafs. ISBN Professor de marketing da Kennesaw State University. Ele anteriormente ocupou a Alvin C. Copeland Endowed Chair de marketing na Louisiana State University. Foi também membro da United States Steel Foundation na University of Florida, em Gainesville, onde obteve seu Ph.D. em marketing no ano de Publicou mais de 30 livros, incluindo Marketing (South-Western Publishing Company, 8.a edição, 2006), Marketing Essentials (South-Western Publishing Company, 4.a edição, 2005), Essentials of Business Research Methods (Wiley, 2.a edição, no prelo 2006), Marketing Research (Irwin, 3.a edição, 2006), Professional Sales Management (Thompson Learning, 3.a edição, 1999), Sales Management (Random House, 1983) e Effective Selling (South-Western Publishing Company, 8.a edição, 1991). Ele também publicou vários artigos em periódicos especializados como o Journal of Marketing Research, Journal of Academy of Marketing Science, Journal of Business/Chicago, Journal of Advertising Research, Journal of Business Research, Journal of Personal Selling and Sales Management, Industrial Marketing Management, Journal of Experimental Education, Business Horizons, Journal of Retailing, Marketing Education Review, Journal of Marketing Education, Managerial Planning, Medical and Marketing Media, Drugs in Health Care, Multivariate Behavioral Research, Journal of Medical and Pharmaceutical Marketing e outros. Em 2004, foi reconhecido pela Academy of Marketing Science com seu prêmio Outstanding Marketing Teaching Excellence. Atualmente ele é Presidente da Society for Marketing Advances e tem atuado como dirigente de diversas outras associações acadêmicas. Foi nomeado Distinguished Fellow da Society for Marketing Advances, da Academy of Marketing Science e da Southwestern Marketing Association.

8 2. CIÊNCIAS HUMANAS 2.1. Filosofia PERCY, Allan. Nietzche para estressados. Rio de Janeiro: Sextante, p. ISBN Nietzsche para estressados é um manual inteligente e estimulante que reúne 99 máximas do gênio alemão e sua aplicação a várias situações do dia a dia. A sabedoria de Nietzsche é de grande utilidade na busca de uma solução para uma série de problemas, tanto na vida pessoal quanto na profissional. Este breve curso de filosofia cotidiana foi criado por Allan Percy para nos auxiliar nos momentos em que precisamos tomar decisões, recuperar o ânimo, encontrar o caminho certo e relativizar a importância dos fatos da vida. É indicado para quem procura inspiração no pensamento do filósofo mais influente da era moderna para combater as angústias e os medos dos dias de hoje. Cada capítulo é iniciado por um aforismo do grande mestre, seguido de uma interpretação atual. Muitas vezes, sua sabedoria é associada às ideias de outros autores renomados, enriquecendo ainda mais o assunto. PONCHIROLLI, Osmar. Ética e responsabilidade social empresarial. 1. ed., 5. reimpr. Curitiba: Juruá, p., il. tab. Inclui bibliografia. ISBN Este livro traz os seguintes temas O que é Ética? - O Porquê da Ética, da Moral e da Lei; Conceito de Moral; Conceito de Lei; Conceito de Ética; A Concepção de Ética em Platão; A Concepção de Ética em Aristóteles; Contribuição de Habermas para a Reflexão Ética; Indignação Ética; A Responsabilidade; A Função e o Campo da Ética; Critérios de Eticidade; A Consciência; Ética Profissional; Códigos de Ética; Por que Ética nos Negócios?; Ética da Convicção X Ética da Responsabilidade; Responsabilidade Social Empresarial; Stakeholders; Cidadania Empresarial; Exemplos de Responsabilidade Social nos Negócios; O caso Tylenol; O caso Ford; O desastre do Challenger; Programa Volvo de Segurança no Trânsito; Como Implementar um Processo de Responsabilidade Social nas Empresas; Primeira Fase da Implementação; Segunda Fase da Implementação; Terceira Fase da Implementação; Instrumentos de Gestão de Responsabilidade Social - Política de Responsabilidade Social; Relatório de Responsabilidade Social Corporativa; Balanço Social; Certificação SA8000; Selo Social; A Norma AA1000; Global Compact; Marketing Social; Plano de Marketing Social Psicologia BYRNE, Rhonda. The secret: O segredo. 25. reimpr. Rio de Janeiro: Ediouro, xv, 198 p., il. grav. (algumas color). ISBN Esta obra procura trazer fragmentos de um segredo que segundo a autora, foram encontrados nas tradições orais, na literatura, nas religiões e filosofias ao longo dos séculos. Este livro busca reunir histórias reais e testemunhos de pessoas que transformaram profundamente suas vidas, seja na saúde, nas finanças, nos relacionamentos, na erradicação das doenças, superação de obstáculos e na conquista de metas consideradas impossíveis.

9 PEASE, Alan; PEASE, Barbara. Desvendando os segredos da linguagem corporal. Rio de Janeiro: Sextante, p. ISBN Este guia procura ensinar como melhorar os relacionamentos, aumentando a capacidade de comunicação e de entendimento com as pessoas. Além disso, mostra ao leitor como - causar uma impressão positiva nas pessoas; ser bem-sucedido em entrevistas e negociações; saber se uma pessoa está disponível; criar vínculos rapidamente e obter a cooperação de alguém; tornar-se uma pessoa agradável e sociável; saber se uma pessoa está mentindo; ler nas entrelinhas; usar a linguagem corporal para conseguir o que deseja; reconhecer sinais amorosos e jogos de poder. TOLLE, Eckhart. O Poder do agora: um guia para a iluminação espiritual. Rio de Janeiro: Sextante, p. ISBN Combinando conceitos do cristianismo, do budismo, do hinduísmo, do taoísmo e de outras tradições espirituais, Tolle procurou elaborar um guia para a possível descoberta do potencial interior. Este livro pretende ser um manual que ensina as pessoas a tomar consciência dos pensamentos e emoções que podem impedi-las de vivenciar a alegria e a paz que estão dentro delas Sociologia BOURDIEU, Pierre. Os Usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: Universidade Estadual Paulista, p. ISBN Livro que leva o título da conferência, seguida de debate, realizada no Instituto Nacional da Pesquisa Agronômica (INRA), pode ser classificado como uma sociologia da produção científica que se vale da teoria dos campos sociais, para discutir questões relevantes. O autor acredita que a luta pela "verdade" científica no interior do campo é um jogo de lucros e perdas e que os "campos Científicos" são o espaço de confronto necessário entre duas formas de poder que correspondem a duas espécies de capital científico: o social (ligado à ocupação de posições importantes nas instituições científicas) e o específico (que repousa sobre o reconhecimento pelos pares, também o mais exposto à contestação). Sob sua ótica, essas contradições podem ser ultrapassadas com a sociologia da ciência.

10 3. CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS 3.1. Administração ARAUJO, Luis Cesar G. de. Organização, sistemas e métodos e as tecnologias de gestão organizacional: aprendizagem organizacional, arquitetura organizacional, balandec sorecard (BSC), caching/mentoring, emprowerment. 4. ed. São Paulo: Atlas, v p. ISBN Apresenta e sugere a aplicação de tecnologias contemporâneas e que estão em plena consonância com os nossos novos tempos. Assim, temos: arquitetura organizacional, terceirização (outsourcing), gestão pela qualidade total, benchmarking, aprendizagem organizacional (learning organizations), empowerment, gestão com livro aberto (open-book management), gestão e organização horizontal, reengenharia, gestão e organização reversa, balanced scorecard, coaching e mentoring. Questões para debate e casos em cada tecnologia darão o suporte necessário a melhor compreensão do texto. Os índices remissivo e onomástico atuam como extraordinários facilitadores para uma rápida busca no texto. Pensar, conhecer, saber, intuir, ousar, é as mais recentes palavras que devem dominar o vocabulário de profissionais que atuam nas empresas brasileiras. E o domínio desse vocabulário implica assimilação, internalização e aplicação das tecnologias que permitem resultados em pequeno espaço de tempo, ao contrário da tradicional Organização, Sistemas e Métodos que por décadas esteve presente em nossas organizações. OSM ainda dá a sua contribuição, mas temos de aceitar o fato de que muitas novas tecnologias chegaram com a perspectiva de alcançar a excelência organizacional mais rapidamente. Sabemos que as organizações precisam, cada vez mais, de tecnologias que garantam sua competitividade, sua sobrevivência num ambiente seguramente incerto e com turbulências de toda ordem, como é o caso brasileiro. Ressalte-se ainda que é fundamental que você na sua conformação acadêmica (graduação, pós-graduação, MBA, mestrado, principalmente, e doutorado) pense, além de buscar posições executivas em empresas, em novas alternativas, hoje concretas, de ser uma pessoa empreendedora, atuar em consultorias de forma associada ou não ou, então, ter o seu próprio negócio. ARAUJO, Luis Cesar G. de. Organização, sistemas e métodos e as tecnologias de gestão organizacional: arquitetura Organizacional, benchmarking, empowerment, gestão pela qualidade total, reengengaria. 5. ed. São Paulo: Atlas, xvi, 328 p. ISBN Soluções, velocidade, excelência, ser competitivo e crescimento contínuo. Essas são as palavras do momento e que ficarão em evidência nos próximos anos. As tecnologias existentes até os anos finais do século passado não estavam correspondendo integralmente a essas demandas. Se surge um problema, a solução é esperada em pouco espaço de tempo. Inclusive já existem posições de importância rotuladas de gerência de soluções. A velocidade é um imperativo disseminado por toda a organização. Se um processo crítico demanda 25 horas e 32 minutos, a expectativa é de se reduzir o máximo possível para que a organização possa mais rapidamente atingir suas metas. Excelência, competitividade e crescimento contínuo serão alcançáveis na medida em que se alcance a velocidade desejada e as soluções surjam, muitas vezes, como num passe de mágica. A gestão de processos chegou para permitir que as organizações alcancem a excelência e daí o crescimento. Tecnologias existentes têm condições para alcançar esses propósitos e, certamente, algumas não têm condições de impor a velocidade desejada, nem mesmo oferecer soluções no minuto seguinte à existência de um problema. Mas todas podem se valer dessa nova tecnologia que chegou e tem condições concretas de interagir com outras tecnologias bastante conhecidas e assim oferecer resultados de superior magnitude. A atualização e revisão desta edição, com maior detalhamento da gestão de processos, não só em capítulo específico, mas também nos demais capítulos oferecem condições para que o alunado e os profissionais busquem e encontrem caminhos para o sucesso pessoal e profissional e, por via de consequência, benefícios para os negócios das organizações.

11 CASSARRO, Antonio Carlos. Sistemas de informações para tomada de decisões. 4. ed., rev e ampl. São Paulo: Pioneira, p., il. graf., tab. ISBN Esta obra analisa, com autoridade e clareza didática, o processo de tomada de decisão - de vital importância para o sucesso de qualquer empresa, qualquer que seja seu porte e ramo de negócio - e o significado que os sistemas de informações assumem nesse processo. As pessoas em posição de liderança têm grande responsabilidade pela criação e pelo desenvolvimento dos negócios das empresas em que operam. Entre essas responsabilidades, uma das mais importantes é tomar decisões, uma atitude muito arriscada, pois sempre envolve a escolha entre diversas alternativas - cada uma com uma série de aspectos positivos e outra de negativos, e ambas são apoiadas por informações. Sucesso e fracasso são decorrentes do acerto ou erro na tomada de decisões e, principalmente, na implantação das decisões tomadas. Todavia, os líderes nunca estão sozinhos, pois contam com a cooperação de suas equipes e com o suporte proporcionado pelos sistemas de informações operados pelas redes internas e externas de computadores e pelos dados mantidos nas mais diversas formas de "armazéns" (data warehouses). Neste livro, Cassarro enfoca os conceitos básicos de informação - dando ênfase às informações gerenciais -, dos sistemas de informações e do processo de tomada de decisões. Também é apresentada metodologia orientadora para trabalhos de desenvolvimento e/ou aquisição de sistemas de informações. O autor entende e acredita que, a despeito da crescente evolução da tecnologia, que introduz computadores dos mais variados tipos e tamanhos, redes de comunicação, robôs, bancos de dados, inteligência artificial etc., todo o processo de estabelecimento de objetivos e/ou metas, planejamento, organização, coordenação e controle continuará sendo exercido por pessoas. Elas, sim, devidamente capacitadas, coesas e em equipes, são e continuarão sendo os fatores decisivos para o sucesso de qualquer empreendimento. CHIAVENATO, Idalberto. Administração para não administradores: a gestão de negócios ao alcance de todos. 2. ed. rev. atual. Barueri, SP: Manole, xv, 320 p., il. graf., tab. ISBN Administrar uma organização, empresa ou empreendimento envolve mais do que sorte, boa vontade ou esforço pessoal, por isso é preciso saber utilizar todos os recursos e competências disponíveis e possíveis para aproveitar as oportunidades de mercado e alcançar o sucesso no negócio. Independente de qual seja o ramo de atividade ou o tipo de organização, saber administrar um negócio constituiu hoje uma necessidade comum à grande maioria das profissões. Você sabe o que é administrar? o Por que administrar? o Como administrar? Neste livro, você encontra as resposta para essas e outros perguntas e aprenderá a lidar com os aspectos mais importantes que envolvem a gestão de uma organização - seja ela pública ou privada, lucrativa ou não lucrativa, industrial ou não industrial -, e com as questões financeiras, de marketing, de produção/operações, de logística, até com a gestão da equipe de colaboradores. De maneira didática, este livro desmistifica o significado da administração. Por seu caráter interdisciplinar, é indicado a todos os profissionais não administradores que ocupam posições de liderança nas organizações. CHIAVENATO, Idalberto. Iniciação à teoria das organizações. São Paulo: Manole, xiii, 253 p. ISBN A moderna sociedade em que vivemos é uma complexa e dinâmica sociedade de organizações. Vivemos em um mundo formado por organizações. Vivemos em um mundo formado por organizações. Tudo o que necessitamos é imaginado, criado, desenvolvido, produzido e comercializado por organizações. Há uma imensa pluralidade de organizações. Há uma imensa pluralidade de organizações. E não existem duas organizações iguais. Elas assumem feições diferentes e variadas, apresentam características únicas e próprias, tamanhos variados e uma formidável capacidade de gerar valor e riqueza através de produtos inovadores, serviços incríveis, informação e divertimento.

12 Dependendo delas, participamos delas, vivemos a maior parte do nosso tempo dentro delas e em função delas. Conhecer a natureza das organizações é crucial para quem pretende inserir-se nelas, trabalhar nelas ou com elas, investir, negociar, vender, comprar, assessorar ou mesmo administrar organizações. O conhecimento da Teoria das Organizações é o primeiro passo para isso. CHIAVENATO, Idalberto. Iniciação a sistemas, organização e métodos: SO&M. São Paulo: Manole, p. ISB N No dinâmico mundo dos negócios globalizados e em tempos de incessante mudança e transformação, a empresa precisa ser tratada como um organismo vivo em constante desenvolvimento, enfrentando desafios cada vez mais complexos e diferentes. A flexibilidade e a adaptabilidade são vitais para que a empresa permaneça viável e sustentável, no longo prazo, em um contexto mutável. A área de sistemas, organização e métodos (SO&M) precisa ser capaz de dotar a empresa com criatividade e inovação necessárias ao seu sucesso nesse ambiente desafiador e complexo. Ao contrário do seu passado como elemento burocratizador, ela precisa, agora, juntar imaginação, engenhosidade e soluções inovadoras. CHIAVENATO, Idalberto. Os novos paradigmas: como as mudanças estão mexendo com as empresas. 5. ed., rev. e atual. Barueri, SP: Manole, xiv, 422 p. ISBN Apresenta a mudança no mundo empresarial contemporâneo segmentada em três partes: a dificuldade em lidar com a mudança organizacional, a formulação da estratégia empresarial e seu empreendimento. Esta obra, revisada e atualizada, incorpora conceito e aplicabilidade de novos paradigmas aliados à modernização das empresas e à valorização das pessoas. BIERMAN, H. Scott; FERNANDEZ, Luis. Teoria dos jogos. 2. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, xv, 413, il. tab., graf. ISBN entre outros. Teoria dos jogos traz as ferramentas teóricas que auxiliam os estudantes na compreensão de fenômenos econômicos encontrados nos setores público, bancário e de comércio internacional, entre outros. Além de abordar o equilíbrio de Nash e analisar uma série de jogos bem conhecidos, como o Dilema do Prisioneiro, este livro analisa modelos que mostram como os direitos de propriedade podem afetar o comportamento econômico, DEBEVOISE, Tom; GENEVA, Rick. The MicroGuide to process modeling in BPMN nd ed. Lexington, Virginia: Advanced Component Research, Incorporated, xvii, 186 p., il. graf. ISBN After many complications of changing the focus of the new book, and then changing employers half way through writing, we are done. It's only two years behind schedule. But I can tell you that it's probably worth the wait. Tom D. and I have written a book that is not only about the BPMN specification. It's about process modeling, with BPMN as the means to express the concepts. We are calling the book The Microguide to Process Modeling in BPMN 2.0, which is a combination of what we call Process Modeling 2.0 and the BPMN 2.0 specification in one. The BPMN 2.0 content comprises about 40% of this book, and the rest is focused on process modeling technique.

13 In this new book we are including some new groundbreaking material about merging business rules and complex event processing along with traditional process modeling. According to most leading industry analysts (Gartner, Forrester, IDC, etc), we are at a point where techniques and technologies are merging. This level of complexity and sophistication requires an overarching governance methodology to be successful. For this reason I included 30+ paged dedicated to the Process Modeling Framework (PMF). Thirty pages is not nearly enough on this topic, but at least it's enough to get started with understanding layered process structures. The Microguide book strategy is to give a jump-start on the topic of process modeling but yet provide enough details to use the content in the real-world. I still have plans to publish the process patterns book and the more detailed PMF book. But because of my fairly recent career path change, my perspective has greatly changed. And, the industry as a whole has changed since We are now in the fourth wave. Therefore the content I had previously created has to be updated. DRUCKER, Peter F. 50 casos reais de administração. Tradução de Carlos A. Malferrari. ed. comemorativa. São Paulo: Cengage Learning, p. ISBN O "papa da administração" - Peter F. Drucker - apresenta um livro de estudo de casos, não apenas instrutivos mas também fascinantes e divertidos. Afinal, tratam de pessoas reais em situações reais. E que galeria de personagens. Os cinquenta casos deste livro tratam de situações específicas, problemas específicos e decisões específicas - todas elas típicas e relativamente comuns nas empresas e em quaisquer outras organizações. E são situações, problemas e decisões administrativas, isto é, referem-se àquilo que as pessoas têm de enfrentar, resolver e decidir. Estes casos são, portanto, típicos das situações, problemas e decisões que todo administrador costuma ter diante de si - e que os estudantes de hoje provavelmente terão diante de si amanhã. Estudantes, professores e administradores devem interpretá-los como casos que conduzem à pergunta: "Como devo enfrentar isso?". Os casos estão organizados em oito grupos. Os sete primeiros seguem o esquema: I. Desempenho nas empresas - II. Desempenho nas instituições de serviço - III.Trabalho produtivo e trabalho realizado - IV.Impactos e responsabilidades sociais - V.O cargo e o trabalho do administrador - VI.As habilidades administrativas - VII.A organização da administração. No último grupo, Estratégia e estrutura, os casos referem-se à relação entre tamanho e organização e tamanho e estratégia administrativa. Abordam também os problemas administrativos das empresas multinacionais e do processo de integração econômica. Cada caso converge para um tema principal. E, como ocorre em toda situação, problema e decisão administrativa, cada um enfoca o negócio como um todo e as pessoas envolvidas. Podem ser lidos, discutidos e aplicados com uma finalidade específica e uma perspectiva básica e podem também ser lidos, discutidos e aplicados para se compreender melhor a complexidade das instituições e do comportamento humano dentro delas. MAFEI, Maristela; CECATO, Valdete. Comunicação corporativa: gestão, imagem e posicionamento. São Paulo: Contexto, p. ISBN Como grandes pequenas e médias empresas se comunicam? Quem são os principais interlocutores e como procurá-los? Como desenvolver uma grande campanha e inovar a imagem de uma companhia tradicional? Qual o papel das novas tecnologias - incluindo as mídias sociais - na comunicação corporativa? Essas e outras questões, frequentemente apresentadas a Maristela Mafei e Valdete Cecato por estudantes e colegas, são respondidas neste livro. A comunicação corporativa é um mercado que oferece grandes oportunidades de desenvolvimento profissional a quem está disposto a encarar desafios e a aprender todos os dias, sejam estudantes de graduação ou pós-graduação, executivos de empresas que tenham afinidade com a área, estudiosa ou profissional em busca de aprimoramento.

14 MORITZ, Gilberto de Oliveira; MORITZ, Mariana Oliveira; PEREIRA, Maurício Fernandes. Planejamento por cenários prospectivos: referencial metodológico baseado em casos para a aplicação prática nas organizações. São Paulo: Atlas, x, 111 p. ISBN "A obra dos Professores e Administradores Gilberto de Oliveira Moritz, Mariana Moritz e Maurício Fernandes Pereira é da melhor qualidade pela sua clareza, didática, abrangência e profundidade, para um ambiente de negócios cada vez mais complexo, dinâmico, instável e de uma volatilidade sem precedentes. É uma obra basilar e imprescindível para o ensino da administração, em especial para o ensino do planejamento e da administração estratégica nos cursos de administração." (Mauro Kreuz - Professor e Presidente da Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD)). "O livro vem nos suprir de um importante conhecimento no campo da formulação estratégica por meio da proposição bem fundamentada de vários métodos de elaboração de cenários. Recomendo a sua leitura a todos os profissionais que atuam em planejamento e a professores como proposta de formação acadêmica discente em ciências sociais da gestão." (Carlos Alberto Gonçalves - Professor da Universidade Federal de Minas Gerais). OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Manual de consultoria empresarial: conceitos, metodologia, práticas. 11. ed. São Paulo: Atlas, xii, 217 p. ISBN A consultoria empresarial representa uma das atividades que mais têm evoluído nos últimos anos em todo o mundo e, particularmente, no Brasil. Com base em experiência em mais de 40 anos e 300 empresas-clientes em serviços de consultoria do autor, surgiu a oportunidade de apresentar uma obra sobre a otimizada atuação e utilização da consultoria empresarial. Dividido em seis capítulos, este livro trata da evolução do negócio consultoria, da consolidação do profissional como consultor, dos diferentes tipos de consultoria, da contratação e administração dos serviços da consultoria pelas empresas-clientes, bem como da vocação, das características e da ética do consultor. A aplicação do conteúdo deste livro considera os dois lados interessados no assunto: de um lado, o consultor ou empresa de consultoria que realiza os serviços e, de outro lado, a empresa-cliente que contrata os serviços de consultoria. A partir dessa abordagem dupla, o autor procura colocar esses dois lados trabalhando conjuntamente em parceria profissional, visando à alavancagem dos resultados da empresa-cliente e à perpetuação do negócio do consultor. PRAHALAD, C. K. A riqueza na base da pirâmide: como erradicar a pobreza com o lucro. ed., rev. atual. comemo 5º aniversário. Porto Alegre: Bookman, p., il. graf., tab. ISBN A nova edição de um clássico dos nossos dias. Prahalad faz um balanço do que ocorreu no mundo nos anos posteriores ao lançamento do seu livro A riqueza na base da pirâmide. Baseado nos exemplos de empresas que tiveram sucesso vendendo e prestando serviços para a camada mais pobre da população, o autor mostra como o capitalismo pode melhorar a vida das pessoas e gerar emprego, renda e lucro. ROSSETTI, José Paschoal; ANDRADE, Adriana. Governança corporativa: fundamentos, desenvolvimento e tendências. 6. ed., atual. e ampl. São Paulo: Atlas, p. ISBN Apresenta, de forma estruturada, a explicação detalhada de "como" as empresas podem desenvolver e consolidar otimizadas governanças corporativas sustentadas por adequados conselhos de administração, os quais representam o foco central das decisões das empresas que têm esses modernos modelos de gestão. Os Conselhos de Administração

15 das empresas e, consequentemente, os conselheiros têm um novo contexto de responsabilidades nas empresas e na economia brasileira. Esses conselhos também estão com maior amplitude de atuação e com forte interação com os acionistas das empresas, o que consolida a base de sustentação da atuação da Governança Corporativa. A maior interação com os acionistas ou quotistas das empresas também é de elevada importância para os resultados das empresas, pois esta situação proporciona, de forma natural, maior atratividade das empresas no mercado. Com referência à Diretoria Executiva, o livro apresenta o procedimento estruturado para que as informações e as decisões da Governança Corporativa sejam melhor aplicadas pelas empresas. Esta nova abordagem de atuação está ocorrendo, inclusive, em empresas que não precisam, do ponto de vista legal, consolidar estas novas formas organizacionais baseadas na Governança Corporativa. Isto porque a prática tem demonstrado que esta nova estruturação pode ser fundamental para seus planos estratégicos e de desenvolvimento de novos negócios, bem como para a consolidação de fortes vantagens competitivas no mercado. Portanto, este livro proporciona uma contribuição efetiva para que as empresas possam desenvolver e operacionalizar este novo modelo de gestão e usufruir de todas as suas vantagens administrativas SANTINI JÚNIOR, Nelson; ALMEIDA, Sérgio Roberto Porto de. Princípios e ferramentas da estratégia empresarial. São Paulo: Atlas, xii, 135 p. ISBN Apresenta conceitos imprescindíveis de estratégia empresarial e indica formas de aplicação e uso de algumas ferramentas. A construção da obra foi dividida em duas partes. A Parte I (Filosofia da estratégia e dos negócios), que contém três capítulos, se ocupa da parte introdutória da área objeto de estudo, analisando os principais conceitos de planejamento. Além disso, busca discutir a filosofia da estratégia de negócios, os principais conceitos de estratégia e a filosofia do planejamento estratégico. Temas como visão, missão, objetivos, estratégias e suas alternativas são amplamente abordados. Já a Parte II (Ferramentas do planejamento) abrange dois capítulos, que tratam de estudos do futuro e formas de previsão e visão global de Balanced ScoreCard. Os assuntos são apresentados de forma lógica e didática, permitindo aos leitores uma assimilação gradual e consistente do texto. Para facilitar a compreensão dos conceitos apresentados, o livro ainda traz ao final de cada capítulo a seção Questões para debate, onde as principais indagações daqueles que iniciam a formação em estratégia empresarial são esclarecidas e respondidas de forma simples e objetiva. Administração SILVER, Bruce. BPMN method and style. 2nd. ed. Aptos, Calif.: Cody-Cassidy Press, xvii, 269 p., il. graf. ISBN The second edition of my book BPMN Method and Style is now available. The first edition was published in June 2009, based on the BPMN 2.0 "beta" specification. The new edition is based on the final specification of August 2010, officially adopted by OMG in January The graphical notation did not change between beta and the final, but there were a number of significant changes in the metamodel, XML schema, and "rules" of the spec. These are all reflected in the new edition. The first half of the book is addressed to process modelers - business process analysts, business architects, BPM project team members, as well as developers - and focuses on the graphical notation. It explains Method and Style's driving principle - that the process logic should be described unambiguously, completely, and consistently from the diagram alone - and presents a methodology and style rules to achieve it. It is a complete rewrite of the original edition, mostly based on the experience of delivering BPMN Method and Style training for over two years. The new edition explains how BPMN concepts like "activity" and "process" are aligned (or not) with those same terms as used in BPM Frameworks and similar aspects of enterprise architecture. It takes advantage of the fact that BPMN style, described in the first edition as "best practices", is better viewed as a set of rules that can be used to validate models in a BPMN tool.

16 TACHIZAWA, Takeshy. Organizações não governamentais e terceiro setor: criação de ONGs e estratégias de atuação. 5. ed. São Paulo: Atlas, x, 351 p. ISBN A finalidade desta obra é apresentar técnicas inerentes à gestão das organizações não governamentais e outros tipos de organizações sociais, sem fins lucrativos, que compõem o Terceiro Setor, em uma abordagem da realidade brasileira. É proposto um roteiro para criar uma organização voltada ao desenvolvimento de atividades de interesse público, com seus trâmites legais e burocráticos. Tais aspectos, na forma em que são apresentados nesta obra, ganham importância em face do rápido crescimento do número de organizações do Terceiro Setor no contexto nacional. Procura analisar, ainda, os tipos de empresas que compõem o Segundo Setor, em termos de estratégias e projetos sociais, e que têm atuação relevante tanto diretamente nas comunidades, como por meio de parcerias com organizações do Terceiro Setor, em busca da necessária complementação da atuação governamental (Primeiro Setor). Como forma de ilustração, o autor indica com comentários, em apêndice, filmes que sintetizam a importância das estratégias de atuação, responsabilidade social e desenvolvimento sustentável. Os enredos das películas sugeridas fazem uma analogia com a capacidade das pessoas de se unirem em equipe, como uma força de trabalho coesa, para tomar decisões e solucionar problemas nas organizações. São conceitos de gestão, baseados em enredos de filmes, reais ou fictícios, que podem fazer parte de programas de treinamento de profissionais que militam em organizações sociais do Terceiro Setor. O leitor, adotando-os como referência, pode descortinar um universo de filmes sobre os mais variados temas relacionados ao mundo corporativo e, principalmente, às organizações não governamentais. Dado seu enfoque estratégico na aplicação das questões relacionadas às organizações não governamentais sem fins lucrativos, o livro é de relevante importância para empresários, executivos e profissionais no exercício de funções gerenciais. Leitura complementar para as disciplinas Organizações Não Governamental, Terceiro Setor, Organizações Sociais, Fundações e Organizações Sem Fins Lucrativos, Responsabilidade Social Corporativa, Ética Empresarial, Teoria Geral de Administração e Estratégias Empresariais dos cursos de Administração, Engenharia, Economia, Direito, Ciências Contábeis e outros cursos da área de Humanas. Administração WEILKIENS, Tim; WEISS, Christian; GRASS, Andrea. OCEB Certification Guide: Business Process Management - Fundamental Level. Burlington: Elsevier Science, p., il. graf. ISBN OCEB Certification Guide delivers expert insight into BPM from one of the developers of the OCEB Fundamental exam, offering full coverage of the exam material for both the business and technical tracks. The first study guide to prepare candidates to take and pass the OCEB Fundamental exam, it explains and builds on basic concepts, focusing on key areas and testing knowledge of all critical topics with sample questions and detailed answers. Suitable for practitioners and those newer to the field, this book provides a solid grounding in business process management based on the authors' own extensive BPM consulting experience. Covers all of the topics on the Fundamentals exam, eliminating hours otherwise spent in research and prep time Includes sample test questions in each chapter with all answers in the appendix Expert authors provide a solid overview of business process management (BPM

17 Administração de Materiais MARTINS, Petronio Garcia; ALT, Paulo Renato Campos. Administração de materiais e recursos patrimoniais. 3. ed. São Paulo: Saraiva, p. ISBN Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais é um livro inédito no mercado, pois, diferentemente da abordagem tradicional, voltada à 'velha' Administração de Materiais, foi estruturado de forma a atender às exigências do novo currículo da disciplina, destacando as recentes transformações na área. Visando facilitar a compreensão do texto, evitou-se recorrer demonstrações matemáticas desnecessárias, mantendo-se, porém a ênfase no que é considerado o estado da arte no setor, contemplando temas como logística, recursos tecnológicos, análise do fluxo dos materiais na cadeia de suprimentos, bens patrimoniais e novas formas de aquisição dos recursos. Os conceitos tradicionais são apresentados com uma conotação absolutamente atual e voltados para a cadeia de suprimentos, sendo também ressaltados nas seções Termos Chaves e, sempre que necessário, Conclusão, existentes em todos os capítulos, no Índice Alfabético-Remissivo e no Glossário, que é abrangente e completo. Privilegiando a ilustração e discussão dos diferentes assuntos, há inúmeras figuras e esquemas, questões para discussão, exemplos resolvidos, exercícios propostos, casos e sugestão de livros e sites na Internet, proporcionando assim aos interessados maior aprofundamento no assunto Administração de Projetos MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Administração de projetos: como transformar ideias em resultados. 4. ed. São Paulo: Atlas, xiv, 396 p. ISBN Projetos são sistemas de recursos e atividades coordenadas que procuram realizar objetivos dentro de prazos. Também são empreendimentos que exigem esclarecimentos de necessidades de clientes, decisões de consenso, formação e coordenação de equipes, divisão de responsabilidades, apoio da alta administração e coordenação de fornecedores. Desenhar o projeto, de forma que o objetivo seja coerente com as necessidades, e realizálo eficazmente dentro de um contexto organizacional são os dois problemas mais importantes da administração de projetos. Este livro foi preparado para fornecer o roteiro de uma primeira visita organizado a essa disciplina e a suas ferramentas básicas. Seu objetivo é abordar os conceitos, as técnicas e o vocabulário que se aplicam àqueles problemas principais. A linguagem e a ênfase na conceituação exemplificada refletem a preocupação de orientar o texto para as aplicações práticas e para a educação básica dos estudantes de project management. OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças. Administração de processos: conceitos, metodologia, práticas. 4. ed. São Paulo: Atlas, xii, 314 p. ISBN Os conteúdos dos cinco capítulos deste livro estão adequadamente interligados e com a finalidade de conduzir o leitor ao perfeito entendimento do significado e da aplicação da moderna administração de processos. O principal diferencial deste livro está sustentado por dois aspectos de elevada importância no desenvolvimento e implementação dos processos administrativos nas empresas: (1) uma metodologia perfeitamente estruturada e com forte abordagem prática para a consolidação dos processos nas empresas; e (2) a adequada interligação dos processos administrativos com outros instrumentos administrativos das empresas, tais como planejamento estratégico, estrutura organizacional, qualidade total, logística, marketing, relatórios gerenciais, custos por atividade, bem como as questões comportamentais e de mudanças nas empresas. Ao final de cada capítulo há resumos e questões para debate, tendo em vista otimizar o entendimento dos assuntos propostos. Também são apresentados pequenos casos para propiciar condições de debate do conteúdo dos capítulos.

18 Administração Financeira AGUIAR, Afonso Gomes. Lei de responsabilidade fiscal: questões práticas : lei complementar nº 101/ ed. Belo Horizonte: Fórum, p. ISBN O presente trabalho visa colaborar com as pessoas menos versadas na Ciência do Direito, mas que têm sob suas responsabilidades o ofício de desempenhar, no cotidiano, atividades ligadas às finanças públicas nas três áreas de Governo Federal, estadual e municipal. Lei de Responsabilidade Fiscal - Questões Práticas - Lei Complementar nº 101/00 objetiva apresentar ao leitor a matéria de que se ocupa sem discussões de natureza doutrinária, o que torna este trabalho de utilização necessária às soluções práticas das questões ou problemas que se apresentam no dia a dia do labor cotidiano. ASSAF NETO, Alexandre; LIMA, Fabiano Guasti. Curso de administração financeira. 2. ed. São Paulo: Atlas, xiv, 836 p. ISBN Apresenta um conteúdo bastante atual e que permite fundamentar uma boa tomada de decisão financeira. O texto explica os fundamentos de Finanças Corporativas inseridas no ambiente econômico atual, cobrindo todas as decisões financeiras da empresa moderna. Além disso, aborda as decisões financeiras, sustentabilidade e responsabilidade social, objetivos da empresa, mercados financeiros, formação dos juros, avaliação de ações e títulos de renda fixa, como as empresas decidem seus investimentos, estratégias e direcionadores de valor, análise do endividamento das empresas, riscos de mercado, uso de derivativos na gestão de risco, avaliação de empresas e medidas de valor, entre outros temas atuais e fundamentais das Finanças Corporativas. Os instrumentos financeiros são fartamente ilustrados através de exercícios e casos práticos, e descrições de situações reais. Uma preocupação presente dos autores ao elaborar esta obra foi a de simplificar as explicações, procurando sempre a forma mais fácil, desmistificada e prática de apresentar o assunto, priorizando a qualidade e profundidade necessárias à matéria. A tônica adotada foi traduzir em linguagem totalmente prática e de fácil compreensão todos os conteúdos técnicos vivenciados no cotidiano do administrador financeiro de uma empresa, que poderá ser reiterado nos boxes incorporados ao longo dos capítulos. Um livro de Fundamentos não significa necessariamente que seja um livro básico, simplificado e de conteúdo resumido. O que se propõe é que seja uma obra completa, de qualidade competitiva com as melhores obras disponíveis no mercado, porém introduzida de forma mais acessível e que permita motivar o aprendizado. A teoria financeira é essencial para uma postura mais racional do administrador financeiro diante dos desafios diários, e principalmente pelas mudanças verificadas no ambiente econômico. É fundamental que o administrador perceba e entenda essas mudanças, e seja competente e inovador em direcionar sua gestão para a criação de riqueza. A teoria apresentada é fundamental para compreender e resolver os desafios das finanças empresariais. Este livro aborda todo o contexto dos produtos financeiros já atualizados com as novas metodologias do mercado financeiro brasileiro. Trata de toda a teoria financeira de maneira simples e autoexplicativa com exemplos da própria realidade brasileira. ASSAF NETO, Alexandre; LIMA, Fabiano Guasti. Fundamentos de administração financeira. São Paulo: Atlas, p. ISBN O ideal de um livro introdutório é que apresente um conteúdo essencial da disciplina e consiga, ao mesmo tempo, estimular o estudante para o aprendizado. Um livro de Fundamentos deve também desvendar os conceitos básicos da matéria e priorizar extensões práticas para melhor aproveitamento da leitura. Todas essas preocupações estiveram presentes nestes Fundamentos de Administração Financeira, elaborado como o primeiro livro da área de estudo de Finanças destinado ao leitor que inicia seus estudos nessa área, porém exigindo uma formação atualizada e aprendizado dinâmico. A obra oferece, em seus 22 capítulos, todo o conteúdo programático recomendado para uma disciplina introdutória de Finanças em

19 cursos superiores, abordando o que há de moderno e atual no assunto, como riqueza e criação de valor, gestão de risco e derivativos, conflitos entre agentes, decisões financeiras, custos de oportunidade, valuation, focando sempre nos estudos a realidade brasileira. O livro foi escrito seguindo os principais avanços verificados no campo das Finanças. Os autores utilizaram as experiências como docentes e de colegas consultados acadêmicos e profissionais de mercado para identificar como deveriam ser tratados não só os assuntos incluídos na obra, como também as principais dificuldades enfrentadas pelos estudantes em cursos introdutórios de Finanças. Todo esse conjunto de informações foi de grande utilidade para o desenvolvimento do projeto do livro, que segue os principais avanços verificados na área financeira. HOJI, Masakazu. Administração financeira e orçamentária: matemática financeira aplicada, estratégias financeiras, orçamento empresarial. 10. ed., atual. conforme as Leis nº /07 e /09. São Paulo: Atlas, xx, 587 p. ISBN A gestão financeira emprega os conhecimentos acumulados em disciplinas tão diversas, como administração, contabilidade, economia, relações internacionais, matemática, política, planejamento estratégico, marketing e tantas outras, que os gestores financeiros competentes são fundamentais para a sobrevivência e o crescimento de qualquer organização. O ensino e o aprendizado de Finanças são aparentemente difíceis, mas, integrando a teoria com a prática, com ênfase em análise dos mecanismos das operações financeiras em nível operacional e gerencial, a tarefa de ensinar é facilitada e o aprendizado torna-se prazeroso. As decisões gerenciais importantes são tomadas com base em demonstrações financeiras em qualquer parte do mundo. Torná-las nossas aliadas melhorará a qualidade das decisões gerenciais. Este livro utiliza uma linguagem que aproxima o professor do aluno, retratando os casos empíricos extraídos do cotidiano das empresas brasileiras, com aplicabilidade imediata em atividades empresariais e muitos desses casos foram vivenciados pelo próprio autor. As atividades executadas por profissionais de Finanças são tratadas como fatores que agregam valores e contribuem para o sucesso do negócio. O Livro de Exercícios complementa o ensino e o aprendizado de fundamentos e técnicas de gestão financeira, apresentando outras formas de análise dos mecanismos das operações financeiras. LAGIOIA, Umbelina Cravo Teixeira. Fundamentos do mercado de capitais. 3. ed. São Paulo: Atlas, p., il. graf., tab. ISBN Este livro é indicado para todos aqueles que desejam conhecer assuntos relacionados com a política econômica brasileira e o sistema financeiro nacional, ajudando a melhor compreender o funcionamento do mercado de capitais, das bolsas de valores e das sociedades corretoras. Ao longo do livro, são oferecidas informações para aqueles que desejam realizar investimentos em títulos e valores mobiliários. Trata-se de um livro didático, com uma abordagem fácil e objetiva, com exercícios ao final de cada capítulo, onde o aluno poderá testar os seus conhecimentos. Em síntese, ele aborda os seguintes tópicos: Noções de economia e finanças; Indicadores econômicos; Sistema financeiro nacional; Processo de abertura de capital; Títulos do mercado de capitais; Funcionamento do mercado de capitais; Análise de investimentos. LUZIO, Eduardo. Finanças corporativas teorias e práticas: estudo de casos sobre geração e destruição de valor em empresas. São Paulo: Cengage Learning, p., il. tab., graf. ISBN sensibilidade). Esta obra explora a relação entre a teoria e a prática da geração de valor em empresas. Três estudos de caso baseados em experiências reais de empresas brasileiras são apresentados, explorando dimensões qualitativas (posição estratégica, dilema do empreendedor, soluções disponíveis, negociações possíveis) e quantitativas (análise de demonstrativos contábeis, planos de negócio, estimativa de valor e análise de

20 Os casos envolvem situações desafiadoras: reestruturação financeira; management buy out com leveraged buy out; financiamento mezanino para reestruturação societária. As soluções discutidas podem ser adaptadas e replicadas a uma ampla gama de situações corporativas semelhantes. São abordados aspectos da metodologia do fluxo descontado de caixa e suas aplicações na identificação de oportunidades de geração de valor e negociação de transações. Os casos foram inspirados em situações vividas pelo autor, quando consultor em banco de investimento e empresas especializadas, desde Em sua carreira paralela de professor, Luzio apresentou e discutiu os casos com 25 turmas de MBA da USP e da FGV-SP. Em cada capítulo, há listas de perguntas que podem ser utilizadas como guia de estudo e de pesquisa complementar Administração Pública DENHARDT, Robert B. Teorias da administração pública. São Paulo: Cengage Learning, ix, 367. Inclui bibliografia, glossário e índices onomástico e temático. ISBN A obra de Robert Denhardt aparece em momento extremamente oportuno para o administrador público brasileiro. O campo de estudos da administração pública vive uma transição, depois do período de cerca de 30 anos do predomínio excessivo do pensamento administrativo conhecido e praticado mundialmente com o nome de new public management, que no Brasil recebeu o nome de "nova gestão pública" ou administração pública gerencial. Teorias da administração pública é uma obra que tem em sua mira possibilitar a efetiva coprodução dos valores societários publicamente definidos. Trata-se de um texto que propicia aos seus leitores, em grau diferenciado, uma recolocação vigorosa das questões particularmente caras ao campo da administração pública, em especial o interesse público, a governança democrática e o papel do administrador público enquanto articulador, facilitador e catalisador dos anseios dos cidadãos. DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Parcerias na administração pública: concessão, permissão, franquia, terceirização, parceria público-privada e outras formas. 9. ed. São Paulo: Atlas, xxvi, 465 p. ISBN O tema da parceria é tratado a partir do instituto da privatização, em cujo bojo e sob cujo fundamento se insere as várias inovações trazidas para o mundo do direito, em especial o Direito Administrativo. São analisadas algumas das principais modalidades de parceria entre os setores público e privado, como a concessão de serviço público tradicional, a permissão de serviço público, as duas modalidades de parceria público-privada (concessão patrocinada e concessão administrativa), a franquia, a terceirização, o contrato de gestão e o convênio, procurando mostrar quais as modalidades cabíveis em função do tipo de atividade em que o Estado quer a parceria com o particular. São analisadas ainda algumas formas de parceria que ficam na zona fronteiriça do direito, à medida que se revestem de aparência de legalidade para ocultar a real intenção de fugir ao regime jurídico de direito público a que estariam sujeitas. Esta edição atualiza a legislação citada no livro, reformulando alguns capítulos, em especial os referentes às parcerias com o terceiro setor, para ampliar os comentários sobre os ajustes celebrados com organizações da sociedade civil de interesse público. Incluise, no Capítulo 11, o tema dos consórcios públicos, para comentar as normas contidas na Lei nº , de No capítulo da concessão de serviços públicos, acrescentam-se alguns comentários sobre a falência da empresa concessionária, diante das normas constantes da nova Lei de Falência. O tema da parceria continua em aberto porque representa tudo o que diz respeito à reforma do aparelhamento administrativo do Estado. O fenômeno da globalização leva o Governo a inserir no ordenamento jurídico brasileiro institutos novos ou dar nova roupagem a institutos antigos, sempre com o objetivo de encontrar o melhor caminho para aliviar o Estado de suas inúmeras funções, aumentar a eficiência na prestação dos serviços públicos e fomentar a iniciativa privada para o desempenho de atividades de interesse público. Daí a necessidade de atualização do livro, para acompanhar as alterações e inovações ocorridas no direito positivo.

21 VERONESE, Alexandre. Reforma do Estado e organizações sociais: a experiência de sua implantação no Ministério da Ciência e Tecnologia. Belo Horizonte: Fórum, p. ISBN Como os modelos administrativos são apropriados na prática? As reformas -- dentre as quais vale citar a proposta do Plano Diretor de são marcadas pela construção de modelos abstratos que, todavia, precisam ser efetivados. O presente livro acompanha a absorção do modelo das Organizações Sociais (Lei nº 9.637/98) no âmbito da Administração Pública federal. Ele busca responder uma pergunta: por que este modelo somente teve aplicação na área de ciência e tecnologia? A resposta é que ele se configurou como uma solução adequada para problemas específicos daquela área. O presente livro é leitura necessária para entender como o estudo contemporâneo do direito administrativo requer a análise institucional e detalhada, para complementar o entendimento do direito positivo. AGUIAR, Ubiratan Diniz de; ALBUQUERQUE, Marcio André Santos de; MEDEIROS, Paulo Henrique Ramos. A administração pública sob a perspectiva do controle externo. Belo Horizonte: Fórum, p. ISBN A obra revela-se importante e oportuna contribuição para uma discussão séria e abrangente do papel do controle, em especial o externo, no aperfeiçoamento da cultura gerencial pública brasileira. Destaca o indispensável papel das Cortes de Contas, com destaque, na esfera federal, ao Tribunal de Contas da União, cuja atuação possui inegável repercussão na busca da efetividade dos direitos fundamentais dos cidadãos brasileiros. AMARAL, Paulo Osternack. Arbitragem e administração pública: aspectos processuais, medidas de urgência e instrumentos de controle. Belo Horizonte: Fórum, p. ISBN Destinam-se a examinar a arbitragem como um método adequado para solucionar determinados litígios complexos, notadamente os derivados de contratos administrativos. Sob essa perspectiva, o autor analisa as principais peculiaridades da arbitragem envolvendo o Poder Público, a eventual compatibilidade das prerrogativas processuais da Fazenda Pública com o processo arbitral, o regime das medidas urgentes na arbitragem, bem como as restrições legais à sua concessão contra o Poder Público e a sua possível incidência no processo arbitral. Também se dedica a examinar de forma conjugada o incidente de suspensão de liminar e o mandado de segurança com o processo arbitral, assim como desmistificar as previsões de arbitragens para resolver litígios nos setores regulados. Em capítulo específico, a obra enfrenta o tortuoso tema da vinculação (ou não) do árbitro aos pronunciamentos do Supremo Tribunal Federal. Ao final, a obra conclui que o processo arbitral envolvendo a Fazenda Pública é apto a gerar decisões com maior restrição a controles do que as decisões proferidas no processo judicial envolvendo as mesmas partes.

22 DIAS, Reinaldo; MATOS, Fernanda. Políticas públicas: princípios, propósitos e processos. São Paulo: Atlas, p. ISBN Tem como objetivo central estudar as Políticas Públicas, envolvendo sua conceituação, seu papel na redefinição das funções do Estado, os principais atores, o processo de formulação, principais modelos, a formação da agenda, o significado das parcerias, o papel do planejamento, as questões orçamentárias, a participação social, os temas emergentes e a responsabilidade social. Sua proposta é estudar os principais temas, debates e problemas relacionados com a gestão das políticas públicas, como as causas e consequências da ação política dos governos em todos os níveis " federal, estadual e municipal " como se articulam os diferentes atores, quais são as novas instâncias de governo, qual é o papel da governança pública na ampliação da participação da sociedade civil na tomada de decisões, entre outros temas. Discute as recentes mudanças na abordagem das questões públicas, os novos problemas que se colocam em função das profundas mudanças no cenário global, e aquelas promovidas pela intensificação da revolução científicotecnológica. Um dos principais objetivos deste livro foi fornecer ferramentas teóricas para que o leitor consiga analisar de forma crítica os acontecimentos cotidianos relacionados com a gestão dos negócios públicos, e o comportamento dos gestores responsáveis. Seu conteúdo está dividido em dez capítulos que se desdobram em subitens envolvendo a maioria das questões relacionadas ao tema, com a seguinte sequência: o conceito de política pública; globalização, Estado e governo; os formuladores de políticas públicas; o processo de elaboração de uma política pública; as estruturas de governança e as redes de políticas; o setor público não estatal e as políticas públicas; o papel do planejamento; a participação social; a responsabilidade social e finalmente os temas emergentes, entre os quais: o meio ambiente, idosos, turismo, para diplomacia, pequenas e médias empresas e a questão da transparência pública. Obra destinada às disciplinas dos cursos de Administração, Administração Pública, Direito Público e nas matérias correlatas que tratam da dinâmica do setor público, nos cursos de Administração, Direito, Comunicação, Turismo, da área ambiental, relações internacionais. Leitura complementar para os cursos de graduação e pós-graduação em Administração Pública e Direito Público. Recomendado também para cursos preparatórios para concursos públicos, bem como em cursos técnicos e de capacitação para o serviço público. Particularmente útil para profissionais que atuam no serviço público, representantes eleitos tanto para o executivo, quanto para o legislativo, candidatos em potencial e todos aqueles que necessitam aprofundar-se em temas relacionados com a política e gestão pública. GARCIA, Maria Lúcia Teixeira; LEAL, Fabiola Xavier (Org.). Análise de políticas públicas: temas, agenda, processos e produtos. São Paulo: Annablume, p. ISBN A reunião dos artigos está dividida em três unidades. Na primeira, os autores partem da questão da violência como problema que requer a ação estatal, analisam duas importantes políticas: de enfrentamento à violência infanto-juvenil e para as mulheres. Na segunda unidade, os autores discutem as políticas de saúde e saúde mental. Por fim, na terceira unidade, as reflexões recaem sobre a questão do álcool e outras drogas, e o debate volta-se para o papel do Estado no enfrentamento da questão. Na presente coletânea cada autor analisa um determinado tópico, desenvolvendo pesquisas e explorando os problemas com os quais se defrontam os responsáveis pela proposição e elaboração das políticas públicas (policy makers). Ao longo do livro são explorados o processo de decisão no interior das organizações e nas relações entre elas, os interesses presentes no âmbito da estrutura administrativa, a ação de grupos políticos que influenciam no conteúdo das decisões tomadas, e as relações entre Estado e sociedade.

23 MACHADO, Nelson (Org.); ARCOVERDE, Ana Cristina Brito et al. GBRSP: gestão baseada em resultado no setor público: uma abordagem didática para implementação em prefeituras, câmaras municipais, autarquias, fundações e unidades organizacionais. São Paulo: Atlas, ix, 267 p. ISBN Oferece uma abordagem didática para auxiliar na implantação de uma prática de gestão pública que busque e se oriente pelos resultados da ação pública. Os 13 capítulos que integram a obra - elaborados por autores que tanto possuem atuação acadêmica na pesquisa sobre o tema, quanto atuam efetivamente como gestores de políticas públicas em várias esferas da administração pública - foram denominados unidades e estão assim discriminados: 1. Gestão baseada em resultado e sua implantação no setor público brasileiro (GBRSP) 2. Uma visão institucional para avaliação de políticas públicas 3. Gestão de pessoas baseada em resultados no serviço público como um ato de aprendizagem contínua 4. Inovação no setor público 5. Gestão baseada em resultados no setor público: um enfoque comparativo 6. Visão da controladoria aplicada ao setor público: criando valor para a sociedade 7. O ciclo da gestão pública: planos plurianuais, orçamento e execução orçamentária 8. Orçamento participativo na gestão pública municipal: uma contribuição para estimular a melhoria do gasto público 9. Contabilidade aplicada ao setor público: a base do controle 10. Controles internos: com base no gerenciamento dos riscos e em estrutura de governança 11. Práticas de governança eletrônica: instrumento de controladoria para a tomada de decisão na gestão pública 12. Contribuição ao estudo de um modelo conceitual de excelência em gestão pública 13. Custos no setor público: diretrizes, modelo conceitual e processo de implantação (a partir da experiência do governo federal). MATIAS-PEREIRA, José. Curso de administração pública: foco nas instituições e ações governamentais. 3. ed., rev. e atual. São Paulo: Atlas, xiv, 263 p. ISBN O tema abordado neste livro - Administração Pública - situa-se no campo da reflexão política que busca investigar a relação de causalidade entre o poder político, o poder econômico e o poder social, instâncias paralelas de mando que, em geral, cristalizam-se em sínteses instáveis. A complexidade e a amplitude do tema tratado exigem uma análise mais aprofundada dos sistemas político, social e econômico, bem como das instituições e ações governamentais. O propósito deste livro - apoiado numa visão teórica e prática - é contribuir para aprofundar o debate e a compreensão dos leitores sobre as questões centrais que envolvem a importância da modernização do Estado para elevar sua capacidade de ofertar serviços públicos de qualidade à população. Assim, as discussões sobre a forma de tornar o Estado inteligente e a gestão pública competente permeiam esses debates, além de outros temas relevantes como o enfrentamento dos problemas socioeconômicoambientais, o controle social, a transparência, o combate à corrupção e os novos desafios da administração pública no século XXI. O autor sustenta no livro que o Estado, na busca de cumprir de forma adequada o seu papel, em especial na implementação das políticas públicas, deve priorizar os interesses dos cidadãos, a partir da elevação da qualidade no nível da gestão e da transparência governamental. Esse esforço leva o autor a argumentar, ao final, que a construção da cidadania e a consolidação da democracia no Brasil exigem um Estado inteligente e uma gestão pública competente, traduzidos na transparência e na qualidade dos serviços prestados à sociedade.

24 Aprendizagem Organizacional RUAS, Roberto Lima; ANTONELLO, Claudia Simone; BOFF, Luiz Henrique. Aprendizagem organizacional e competências: os novos horizontes da gestão. Porto Alegre: Bookman, p., il. graf. Inclui bibliografia. ISBN A obra reforça os aspectos conceituais das abordagens gestão por competências e aprendizagem organizacional e descreve e analisa as experiências de aplicação destas abordagens em empresas de diferentes setores Comportamento Organizacional DOUGLAS, Mary. Como pensam as instituições. Lisboa: Instituto Piaget, [2004]. 179 p. ISBN Para fundamentar seus argumentos no ensaio Como as instituições pensam autora utiliza fundamentos teóricos de Ludwick Fleck, Emile Durkheim, Mancur Olson. Discute sobre a solidariedade, cooperação, teoria da escolha racional tendo como ponto de partida o estudo atento de diferentes sociedades e comunidades e como estas se relacionam com as instituições. Então, de que modo as instituições interferem nos pensamentos das pessoas? Nas decisões? Será que os indivíduos estão dispostos a sofrer em benefício de um grupo, já que esperam o mesmo? Na teoria da escolha racional é proibido que um engajamento espontâneo se incorpore a argumentação, sob o disfarce da religião. Durkhim e Fleck podem dar uma resposta a crítica funcionalista e a crítica da escolha racional apenas quando desenvolve uma dupla divisão do comportamento social. Inicialmente, a autora coloca através de uma fábula para enfocar o princípio da solidariedade e da confiança e deste modo aceitariam ou não a ideia de sacrifícios, isto dependeria se os escolhidos fosse pertencente alguma religião ou algum outro movimento, em ambos os casos apenas os individualistas escolheriam o canibalismo como apropriado, em decisões importantes, principalmente sobre vida e morte, o individuo se exime de opinar sozinho, as regras de convivência são entregues as instituições, as regras preestabelecidas socialmente. Para a autora, de modo haver solidariedade entre os indivíduos, é necessário estes membros possuírem algum pensamento que se assemelhem, para tanto observa algumas teorias, a de Marx, por exemplo, uma classe social pode perceber escolher e agir de acordo com seus próprios interesses grupais, na teoria democrática seria a vontade coletiva e a teoria da escolha racional encontraria dificuldades apenas ao abordar o conceito de comportamento coletivo. DUTRA, Joel Souza; FLEURY, Maria Tereza Leme; RUAS, Roberto (Org.); SARSUR, Amyra. Competências: conceitos, métodos e experiências. 1. ed., 3. reimpr. São Paulo: Atlas, vi, 303 p. ISBN Apresenta artigos acerca do tema competência e sua articulação com diferentes campos do conhecimento em gestão de pessoas. A apropriação da noção de competência no mundo das organizações e do trabalho é mostrada sem deixar transparecer um processo de construção. As questões, que têm mobilizado o debate acerca deste tema e que inspiraram os autores desta obra, podem ser agregadas em torno de três eixos principais: (1) debate acerca da noção de competência, cuja discussão principal apropria as diferentes configurações que essa noção pode assumir quando difundida no espaço organizacional; (2) debate acerca da aplicação deste conceito nas organizações, sob a forma de um modelo ou abordagem de gestão, cuja discussão predominante trata da aplicação da noção de competência no campo da gestão de pessoas e seu desdobramento em importantes funções; (3) debate acerca dos impactos da noção de competência em outras esferas dos estudos organizacionais e das relações de trabalho, o que implica tanto na articulação entre a abordagem competência em face de outros temas organizacionais.

25 Gestão de Pessoas BERGAMINI, Cecilia Whitaker; BERALDO, Deobel Garcia Ramos. Avaliação de desempenho humano na empresa. 4. ed., 12. reimpr. São Paulo: Atlas, p. ISBN Apresenta novidades conceituais, traz uma oportunidade adicional de reflexão sobre o ser humano, sobre o homem que trabalha. Pretende tão-somente relembrar alguns pressupostos que deveriam inspirar as políticas da Administração de Recursos Humanos nas Organizações, e que às vezes são substituídos por crenças, historicamente, bastante arraigados do Pensamento Administrativo. Tenta resgatar o devido entendimento sobre a natureza humana, propondo a necessidade de uma interação harmônica entre as pessoas, a fim de que cada um encontre a si mesmo e possa conviver mais placidamente com a própria individualidade. Introduz gradativamente aspectos mais técnicos relacionados à Avaliação de Desempenho em si e descreve, finalmente, as técnicas e instrumentos que estão à disposição dos profissionais interessados pelo assunto. É um trabalho realizado a quatro mãos, embasado nas edições anteriores desta obra nacionalmente conhecida e adotada como guia por quantos têm trabalhado com a Avaliação de Desempenho Humano no Trabalho. Obra recomendada para os cursos de Administração e de Psicologia que enfoquem o Desempenho Humano na Empresa e para os profissionais que atuam em Recursos Humanos. CHIAVENATO, Idalberto. Desempenho humano nas empresas: como desenhar cargos e avaliar o desempenho para alcançar resultados. 6. ed., rev. e atual. Barueri, SP: Manole, xii, 184 p. (Série Recursos Humanos). ISBN Não basta apenas ter pessoas na organização. Ter pessoas não significa necessariamente ter talentos. Também não basta apenas ter talentos. Atrair e reter talentos são muito pouco para os dias de hoje. É preciso saber utilizar os talentos rumo aos objetivos pretendidos. Para tanto, quase sempre falta a plataforma sobre a qual os talentos podem trabalhar e agregar valor ao negócio. Estamos falando de desempenho humano. E somente é possível alcançar níveis elevados de desempenho quando o trabalho das pessoas é modelado no sentido de proporcionar produtividade e qualidade de um lado, e satisfação e auto realização pessoal de outro. O desempenho das pessoas requer uma inteligente organização. CHIAVENATO, Idalberto. Planejamento, recrutamento e seleção de pessoal: como agregar talentos à empresa. 7. ed., rev. e atual. Barueri, SP: Manole, x, 176 p. (Série Recursos Humanos). ISBN Atrair e agregar talentos significa não somente pensar nas atividades presentes e operações da empresa, mas principalmente no seu futuro e destino. As pessoas que estão ingressando hoje na empresa poderão ser, mais adiante, os futuros dirigentes. Cada candidato deveria ser tratado como um futuro diretor (ou presidente), pois somente assim seria possível a construção de alicerces para consolidar a visão organizacional. Cometer a miopia de tratar cada candidato apenas para um único cargo ou posição imediata é um erro. Deve-se tratá-lo como uma conquista que valorizará cada vez mais o capital humano e agregará o valor do negócio.

26 DOWNEY, Myles. Coaching eficaz. São Paulo: Cengage Learning, p., il. graf. ISBN Myles Downey apresenta uma introdução abrangente para o coaching no local de trabalho, e revela a gerentes e coaches profissionais como tirar o melhor partido de sua equipe por meio da implementação de práticas que fizeram dele um dos coaches mais importantes da Europa.De leitura agradável, apresenta uma discussão interessante sobre a arte do coaching de diferentes ângulos, o que torna o livro uma ótima introdução para iniciantes, e também possibilita a reciclagem para coaches mais experientes. Além disso, foi estruturado de forma que progrida de uma conversa sobre o assunto para uma introdução de modelos-chave usados em coaching e uma descrição de suas habilidades centrais - de uma descrição genérica para aplicações mais específicas -, como onde encaixar o coaching no local de trabalho?, por onde se deve começar?, o que dizer das equipes de coaching?. Por lidar com assuntos reais e cotidianos e trazer vários relatos que poderão ser reconhecidos por qualquer pessoa que tenha trabalhado em uma organização, torna-se muito prático. LIMONGI-FRANÇA, Ana Cristina. Qualidade de vida no trabalho - QVT: conceitos e práticas nas empresas da sociedade pós-industrial. 2. ed., 7. reimpr. São Paulo: Atlas, p. ISBN Busca novos paradigmas na administração de empresas por meio de três vetores conceituais nas questões de Qualidade de Vida no Trabalho (QVT). As escolas de pensamento, os indicadores empresariais BPSO (Biológicos, Psicológicos, Sociais e Organizacionais) e os fatores críticos de gestão. O intenso trabalho de pesquisa visou a uma nova Modelagem Conceitual, com base nas Interfaces da Gestão da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) da administração de empresas. Os conceitos aqui tratados foram construídos com base na combinação do método quantitativo - utilizando-se a análise documental e do estudo quantitativo exploratório - por meio de pesquisa de campo com administradores, alunos e professores da área de Administração e ampla análise documental, inclusive com alunos do MBA-RH (FIA) em convênio com a USP, em projeto de pesquisa de livre-docência da autora. Trazem dados e instrumentos conceituais para ampliar a visibilidade e subsidiar as ações estratégicas, gerenciais e operacionais em níveis coletivos e individuais nos desafios da busca e reconstrução do bem-estar nas empresas. MORAIS, Roberto Souza de. O profissional do futuro: uma visão empreendedora. Barueri, SP: Minha Editora, xiii, 137. ISBN O profissional do futuro uma visão empreendedora discute o mundo do trabalho e os novos desafios enfrentados pelo profissional contemporâneo sob a perspectiva do empreendedorismo, das inovações tecnológicas e dos desdobramentos da globalização. Traz uma breve história da evolução da tecnologia, mostrando como suas transformações refletiram no trabalho e no emprego, desde a Idade Antiga até os dias atuais, e apresenta ao leitor o perfil do trabalhador contemporâneo, visando a sua melhor inserção em um mercado cada vez mais globalizado, seletivo e hipercompetitivo. O perfil aqui proposto baseia-se em um conjunto de comportamentos empreendedores e no resgate de valores humanos fundamentais, como a solidariedade, a disciplina, a gentileza e a ética. De fácil leitura, o texto enriquece-se com exemplos de profissionais e empreendedores brasileiros que encontraram soluções humanizadas, criativas e inovadoras perante desafios e oportunidades do universo dos negócios. Bem-vindo ao mundo do Profissional do Futuro!

27 ROSSI, Ana Maria; PERREWÉ, Pamela L; QUICK, James Campbell (Org.); LIMONGI-FRANÇA, Ana Cristina. Stress e qualidade de vida no trabalho: o positivo e o negativo. São Paulo: Atlas, xxiv, 277 p. ISBN Oferece 13 capítulos organizados em três partes que abordam o stress ocupacional e a qualidade de vida no trabalho, destacando tanto conhecimentos centrais quanto novas tendências nas pesquisas sobre stress e qualidade de vida no trabalho, campo este que está se desenvolvendo rapidamente. Além disso, deve representar uma percepção renovada para as organizações para que comecem a pensar e a agir de forma a promover um ambiente menos estressante para seus funcionários, conscientizando-os das causas e dos custos do stress ocupacional e da má qualidade de vida no trabalho. Os autores e as autoras constituem uma equipe de renome internacional formada por pesquisadores-profissionais que se fundamentam na ciência aplicada e na prática clínica. A Parte 1 contém os capítulos 1 a 5 que tratam dos custos organizacionais e individuais do stress ocupacional. Os custos são humanitários e econômicos; tanto o sofrimento humano quanto o ônus financeiro são importantes. Os quatro capítulos seguintes (6 a 9) que integram a Parte 2 enfocam formas de mitigar os efeitos negativos do stress ocupacional. Precisamos ajudar as pessoas que estão sofrendo, mas precisamos fazer mais, impedindo o distresse onde podemos e nos baseando em fatores positivos e de força onde possível. A Parte 3 traz os quatro capítulos finais (10 a 13), que examinam e expandem nossa compreensão da qualidade de vida no trabalho. A qualidade de vida no trabalho é muito importante por causa dos efeitos que tem sobre os trabalhadores e líderes, incluindo o impacto do transbordamento para famílias e comunidades. TREINAMENTO, desenvolvimento e educação em organizações e trabalho: fundamentos para a gestão de pessoas. Colaboração de Jairo Eduardo Borges-Andrade, Gardênia da Silva Abbad, Luciana Mourão. Porto Alegre: Artes Médicas, p., il. tab., graf. ISBN As transformações no mundo do trabalho e as mudanças nas organizações refletem-se na expansão da área de Treinamento, Desenvolvimento e Educação (TD&E) em todo o mundo. Os autores refletem sobre questões-chave nesse campo, como quais as mudanças ocorridas e as ainda necessárias nos sistemas de TD&E; qual o seu impacto no trabalho; qual é a sua influência nas organizações e a sociedade; entre outras. Diversas possibilidades são exploradas e novas questões são levantadas. O leitor é convidado a buscar soluções considerando cada organização e seu contexto.

28 Gestão de Projetos ARAUJO, Luis César G. de; GARCIA, Adriana Amadeu; MARTINES, Simone. Gestão de processos: melhores resultados e excelência organizacional. São Paulo: Atlas, xvii, 176 p. ISBN O advento de novas tecnologias somado às novas exigências de mercado trouxe muitas alternativas para a busca da excelência em todos os níveis organizacionais. O surgimento de tecnologias como Internet, s, MSN, Skype e equivalentes tornou num certo sentido dispensáveis os contatos visuais entre as pessoas, provocando nova velocidade e nova lógica no relacionamento humano. Diante dessa nova realidade, onde todos têm de dar uma nova dinâmica à organização para alcançar a excelência, a gestão de processos é uma proposta bastante coerente, principalmente quando a expressão presença de mercado requer aplicação da forma mais ampla possível. De fato, esse mundo virtual deu nova roupagem às dinâmicas de funcionamento das organizações e essa convicção está presente neste livro, que se propõe a avaliar como essas ferramentas da tecnologia da informação abriram espaços, oportunidades, perspectivas a todo e qualquer negócio. Aborda temas como cenários organizacionais no Brasil, tipos de processos, estratégias organizacionais, a relevância da governança na gestão de processos, tecnologia da informação, o papel das pessoas na gestão de processos e gestão da mudança. Para melhor ilustrar o que foi estudado e facilitar o aprendizado, o livro traz ao final de cada capítulo um estudo de caso, seguido de questões para debate. Livro-texto para a disciplina Gestão de Processos nos cursos de Administração de Empresas e Engenharia de Produção. Leitura indicada para participantes de cursos MBA de Estratégia e Gestão Empresariais e profissionais que desejam permanente atualização nas tecnologias e ferramentas do campo da gestão de negócio. CARVALHO, Marly Monteiro de; RABECHINI JUNIOR, Roque. Fundamentos em gestão de projetos: construindo competências para gerenciar projetos. 3. ed., rev. e ampl. São Paulo: Atlas, xv, 422 p. ISBN Apresenta um recorte que o difere dos demais publicados neste campo de estudo. Sem deixar de abordar as práticas gerenciais adotadas na última versão do PMBOK (Project Management BOdy of Knowledge), o texto enfatiza a importância do gerenciamento de projetos em termos organizacionais. Ou seja, dedica boa parte de seu conteúdo na apresentação e estudo de temas, como: maturidade, competências em gerenciamento de projetos, bem como carteira (portfolio) de projetos, estruturas e estratégias organizacionais. A obra, também, dá uma contribuição bastante significativa aos alunos e profissionais da área de gerenciamento de projetos, pois se propõe a discutir casos reais e fictícios de empresas, além de apresentar uma série de exercícios, que podem ser desenvolvidos nos mais diferentes níveis de treinamento.

29 Inteligência Competitiva MARCIAL, Elaine Coutinho. Análise estratégica: estudos de futuro no contexto da inteligência competitiva. Brasília: Thesaurus, v p., il. graf. (Coleção inteligência competitiva; v. 2). ISBN Análise Estratégica: Estudos de futuro no contexto da Inteligência Competitiva (uma página) A incerteza ambiental passou as ser uma certeza na vida cotidiana da sociedade da informação. A incerteza não está só presente, mas aumenta na mesma proporção que essa sociedade evolui. Nesse ambiente, a tomada de decisão tornou-se um grande desafio para os executivos de hoje em dia, independente do local onde atuam, seja em um setor econômico específico ou no Estado. Como tomar decisões e planejar o futuro se o próprio presente se encontra muito incerto e nos surpreende a todo instante. O profissional de Inteligência tem um grande papel a exercer, nesse contexto. Por meio dos métodos de estudos de futuro, principalmente os de construção de cenários, ele é capas de identificar os sinais existentes no ambiente e, pautado na intuição informada, antecipar movimentos que poderão ocorrer, imaginar o inusitado e evitar que a organização seja surpreendida. Os estudos de futuro fazem parte do dia a dia do profissional de Inteligência e é seu dever produzir informações que evitem que as organizações sejam surpreendidas, mesmo em ambientes de grande incerteza. Para tanto, é necessário analisar os impactos das informações produzidas sobre o futuro e propor ações. A Inteligência produzida deve apoiar tanto as decisões de curto, quanto às de médio e longo prazo e conduzir a organização à ação. O livro Análise Estratégica: Estudos de futuro no contexto da Inteligência Competitiva oferece ao público em geral e, em especial, aos executivos e aos profissionais que atuam nas áreas de Inteligência Competitiva, estratégia, marketing, gestão de risco, engenharia de produção e biblioteconomia esclarecimentos sobre o que são os estudos de futuro, seus métodos e sua relação com a atividade de Inteligência Competitiva. Por meio de uma abordagem teórica e prática, que integra essas duas áreas, mostra como produzir informação acionável que apoie o processo decisório e conduza a organização a se uma construtora do futuro Licitação BITTENCOURT, Sidney. Licitações internacionais: (considerando a lei brasileira: lei nº 8.666/93 e as regras estabelecidas pelo Banco Mundial - BIRD). 3. ed. Belo Horizonte: Fórum, p. ISBN Conforme destacou o consagrado publicitário Marcos Juruena Villela Souto, com este Licitações Internacionais, Sidney Bittencourt oferece à literatura jurídica uma obra sem similar, sensível a todas essas questões, sem se limitar ao exame da Lei nº 8.666/1993 ou ao Direito Administrativo: o eminente mestre não apenas adianta comentários sobre as mudanças já previstas (e muito reclamadas) na lei interna de licitações, como tece comentários sobre a aplicação do direito internacional no Brasil, enfrentando os conflitos daí decorrentes. Com simplicidade e clareza, o professor percorreu todos os principais pontos e enfrentou polêmicas, que, certamente, trarão ao leitor a tranquilidade necessária para lidar com as licitações internacionais.

30 FERNANDES, Jorge Ulisses Jacoby (Org.). Vade-mécum de licitações e contratos: legislação selecionada e organizada com jurisprudência, notas e índices. 5. ed. Belo Horizonte: Fórum, p. (Coleção Jacoby de direito público; v. 8). ISBN Decidir. Esse é o desafio do gestor público: tomar decisões em temas complexos, premido pela urgência do atendimento ao interesse público. No tema licitações e contratos, conhecer a lei e a doutrina é, muitas vezes, insuficiente à tomada de decisões. Indispensável ter à mão a jurisprudência dos Tribunais de Contas e do Poder Judiciário. Em relação aos primeiros, em face da súmula 222 do TCU, há prevalência dos entendimentos dessa Corte. Este trabalho reúne a legislação federal que rege o tema e mais de anotações interpretando a jurisprudência. Obra de fôlego condenada a ser um instrumento para permitir ao gestor público decidir e superar os desafios: decidir melhor; decidir com segurança. Contém, além disso, um detalhadíssimo índice remissivo, preciosamente anotado pelo Professor Jacoby. A Editora Fórum e o Professor Jorge Ulisses Jacoby Fernandes sentem-se compensados por este trabalho e acre ditam que os desafios serão, a partir de agora, mais leves! Esta obra está destinada a ser um novo paradigma no tema licitações e contratos: num país onde a Lei reina e a jurisprudência governa, o Vade-mécum de Licitações e Contratos incorpora-se, definitivamente, como instrumento indispensável à tomada de decisões. FERNANDES, Jorge Ulisses Jacoby. Contratação direta sem licitação: dispensa de licitação, inexigibilidade de licitação, comentários às modalidades de licitação, inclusive o pregão, procedimentos exigidos para regularidade da contratação direta. 9. ed., rev., atual. e ampl., 1. tiragem. Belo Horizonte: Fórum, p. ISBN Contratação Direta sem Licitação é um verdadeiro manual. Juntando sua vivência prática com o tema, fundamentação jurídica e linguagem acessível e clara, o autor define com precisão todas as hipóteses em que é possível contratar sem fazer licitação, de acordo com a Lei nº 8.666/1993. Mostra com objetividade quais os cuidados que devem ser adotados para que a dispensa e a inexigibilidade sejam consideradas regulares pelos Tribunais de Contas. Após 8 edições, rapidamente esgotadas, o autor oferece, agora, esta 9ª edição, totalmente revista, atualizada e ampliada. FERNANDES, Jorge Ulisses Jacoby. Sistema de registro de preços e pregão presencial e eletrônico. 3. ed. Belo Horizonte: Fórum, p. (Coleção Jacoby de direito público; v. v. 7). ISBN Contratar com os melhores preços, menor tempo e sem riscos, este é o desafio que este manual auxilia a vencer, trazendo detalhadamente todas as etapas para implantar o SRP, procedimentos do Pregão Presencial passo a passo, sistemas do Pregão Eletrônico, especial sistematização de jurisprudência e check-list do Edital. Edição atualizada de acordo com o Decreto nº de 31/05/2005. BRASIL. [LEI DE LICITAÇÃO (1993)]. [Lei n.8666, de 21 de junho de 1933]; FERNANDES, Jorge Ulisses Jacoby (Org.). Lei de licitações e contratos administrativos e legislação complementar. 13. ed. Belo Horizonte: Fórum, p. (Coleção Jacoby de direito público; v. 1). ISBN Pregão Sistema de Registro de Preços - SRP Instruções Normativas do MPOG Regras sobre convênios Súmulas do TCU Orientações Normativas da AGU

31 FRANÇA, Maria Adelaide de Campos. Comentários à lei de licitações e contratos da administração pública. 6. ed., rev. e atual., 2. tiragem. São Paulo: Saraiva, p. ISBN autora. Com apoio na doutrina e na jurisprudência, a autora examina, artigo por artigo, o conteúdo da Lei n /93, lei de licitação, procedendo a uma interpretação sistemática e detalhada da matéria. Traz inúmeras decisões judiciais referentes a procedimentos licitatórios e contratos administrativos e apresenta comentários feitos por especialistas na matéria e pela própria JUSTEN FILHO, Marçal. Comentários à lei de licitações e contratos administrativos. 15. ed. São Paulo: Dialética, p. ISBN Procura examinar os institutos relativos a licitações e contratos administrativos, visando propor soluções para os problemas e trazendo a jurisprudência do STF, do STJ e do TCU. Sumário - Capítulo I - Das Disposições Gerais. Seção I - Dos Princípios. Seção II - Das Definições. Seção III - Das Obras e Serviços. Seção IV - Dos Serviços Técnicos Profissionais Especializados. Seção V - Das Compras. Seção VI - Das Alienações. Capítulo II - Da Licitação. Seção I - Das Modalidades, Limites e Dispensa. Seção II - Da Habilitação. Seção III - Dos Registros Cadastrais. Seção IV - Do Procedimento e Julgamento. Capítulo III - Dos Contratos. Seção II - Da Formalização dos Contratos. Seção III - Da Alteração dos Contratos. Seção IV - Da Execução dos Contratos. Seção V - Da Inexecução e da Rescisão dos Contratos. Capítulo IV - Das Sanções Administrativas e da Tutela Judicial. Seção I - Disposições Gerais. Seção II - Das Sanções Administrativas. Seção III - Dos Crimes e das Penas. Seção IV - Do Processo e do Procedimento Judicial. Capítulo V - Dos Recursos Administrativos. Capítulo VI - Disposições Finais e Transitórias. Índice Alfabético de Assuntos. Referências Bibliográficas. NIEBUHR, Joel de Menezes. Dispensa e inexigibilidade de licitação pública. 3. ed. Belo Horizonte: Fórum, p. (Coleção fórum Menezes Niebuhr). ISBN Enfrenta o tema da dispensa e da inexigibilidade de licitação pública, unindo a abordagem prática dos problemas que surgem no cotidiano dos que militam junto à Administração Pública. Trata-se de obra fundamental, reconhecida e festejada pela comunidade jurídica e acadêmica, cuja principal virtude é a de enfrentar e propor soluções práticas e viáveis para as grandes questões que envolvem o tema. NIEBUHR, Joel de Menezes. Pregão presencial e eletrônico. 6. ed., rev. e ampl. Belo Horizonte: Fórum, p. (Coleção fórum Menezes Niebuhr). ISBN Nesta obra, o autor preocupa-se em tratar da modalidade pregão de modo sistemático, em todos os seus aspectos, tanto na sua vertente presencial quanto eletrônica, oferecendo subsídios preciosos para a solução das complexas questões que surgem diuturnamente em torno do assunto. Os leitores encontrarão neste volume material de cunho eminentemente prático, associado a forte cabedal teórico e judiciosas considerações doutrinárias. O autor não se furta a abordar de frente os pontos mais polêmicos sobre a modalidade pregão, sempre se valendo de linguagem simples, objetiva e direta, que atende aos operadores jurídicos (profissionais e estudantes) e aos agentes administrativos em geral, ainda que sem formação jurídica. Eis estudo indispensável para os que militam na área, até mesmo em razão das novidades e dos avanços trazidos pela modalidade pregão, que, pode-se

32 afirmar sem receio, vem quebrando dogmas e revolucionando a licitação pública, oferecendo instrumentos para lograr a tão almejada eficiência administrativa. SANTOS, Murillo Giordan; BARKI, Teresa Villac Pinheiro (Coord.). Licitações e contratações públicas sustentáveis. Belo Horizonte: Fórum, p. ISBN O dever constitucional e legal do Estado de preservação do meio ambiente traz uma nova forma de gestão administrativa, obrigando o Poder Público a preservar os recursos naturais também por meio de seu poder de consumo. Com isso, as contratações públicas devem passar a privilegiar bens, serviços e obras sustentáveis, ou seja, que causem menor impacto ambiental e social. VADE-MÉCUM de licitações e contratos: legislação selecionada e organizada com jurisprudência, notas e índices. 3. ed. Belo Horizonte: Fórum, p. ISBN x. Decidir. Esse é o desafio do gestor público: tomar decisões em temas complexos, premido pela urgência do atendimento ao interesse público. No tema licitações e contratos, conhecer a lei e a doutrina é, muitas vezes, insuficiente à tomada de decisões. Indispensável ter à mão a jurisprudência dos Tribunais de Contas e do Poder Judiciário. Em relação aos primeiros, em face da súmula 222 do TCU, há prevalência dos entendimentos dessa Corte. Este trabalho reúne a legislação federal que rege o tema e mais de anotações interpretando a jurisprudência. Obra de fôlego condenada a ser um instrumento para permitir ao gestor público decidir e superar os desafios: decidir melhor; decidir com segurança. Contém, além disso, um detalhadíssimo índice remissivo, preciosamente anotado pelo Professor Jacoby Marketing CHIUSOLI, Claudio Luiz; IKEDA, Ana Akemi. Sistema de Informação de Marketing (SIM): ferramenta de apoio com aplicações a gestão empresarial. São Paulo: Atlas, p. ISBN Os executivos encaram situações em que são obrigados a tomar decisões com base apenas em seu feeling, sem dispor de informações seguras e de apoio para tomada de decisão. Em um cenário cada vez mais competitivo, a busca por informações precisas e estruturadas tem propiciado alternativas para as organizações se adaptarem ao panorama de mudanças ambientais. Este livro, inédito no Brasil, procura ajudar os executivos, professores e pesquisadores da área de marketing a entender e a usar um Sistema de Informações de Marketing. Procura também mostrar a importância da informação para as decisões gerenciais. A obra é composta de nove capítulos, assim discriminados: Importância da informação nos dias de hoje; Sistema de informação gerencial; Sistema de apoio à administração de marketing; Sistemas de informação de marketing: conceitos e importância; Tipologias de modelos de sistemas de informação de marketing; Sistema de informação de marketing: uso, aplicação e classificação; Fases de um sistema de informação de marketing e seus principais subsistemas; Subsistema de pesquisa de marketing; Subsistema de inteligência de marketing. Apresenta também casos curtos para serem discutidos e utilizados por docentes e alunos, pois a obra é destinada para cursos de graduação e pós-graduação de marketing.

33 Planejamento Estratégico CARVALHO, Marly Monteiro de. Inovação: estratégias e comunidades de conhecimento. São Paulo: Atlas, p., il. graf. ISBN O cenário competitivo que desponta no século XXI, caracterizado pelo ritmo acelerado das mudanças tecnológicas e pela liberalização e volatilização dos mercados globais, projeta a inovação e o conhecimento como critérios essenciais para a obtenção de vantagem competitiva. O sucesso competitivo de alguns países ou regiões não pode ser explicado apenas pela trajetória de desenvolvimento moldada pelas instituições públicas que coordenam atores econômicos locais ou pela análise das dimensões macroeconômicas. Muitas vezes, o êxito está no nível dos relacionamentos inter e intrafirmas, em que o equilíbrio entre cooperação e competição (cooptação) permite gerar inovação e prêmio de preço, como é o caso da notória contribuição à economia norte-americana das empresas do Vale do Silício e do intenso crescimento da indústria de software indiana. Os processos de inovação envolvem competências de indivíduos, equipes, empresas e, nas inovações mais complexas, redes de conhecimento e de cooperação, além de parcerias estratégicas. O salto entre criatividade e inovação se dá pela capacidade de agir e transformar. Este livro pretende sanar uma lacuna das publicações disponíveis em língua portuguesa, que em geral abordam questões relacionadas somente à Gestão da Inovação e da Tecnologia ou somente a cluster e redes de cooperação. A obra tem, na originalidade, sua característica mais marcante. Com base em um levantamento teórico considerável, construiu-se um modelo singular baseado em três construtos, devidamente explorado: estratégia, localidade e cooperação. Com esse estudo foi possível constituir um trabalho de pesquisa que mostrou a importância da inovação como elemento indutor da competitividade das organizações. Obra de interesse para empresários/ empreendedores que tenham negócios focados em inovação, estrategistas das áreas de produto e marketing, e profissionais das áreas de desenvolvimento de produto, pesquisa e desenvolvimento e gerentes de projetos. Leitura indicada para as disciplinas Gestão da Inovação, Gestão da Tecnologia, Desenvolvimento de Produtos e Gestão de Projetos dos cursos de graduação e pós-graduação em Administração e Engenharia de Produção, bem como em MBAs. CHIAVENATO, Idalberto; MATOS, Francisco Gomes de. Visão e ação estratégica: os caminhos da competitividade. 3. ed. rev. e atual. Barueri, SP: Manole, xv, 205 p. ISBN A sintonia com o novo milênio depende do desenvolvimento de duas competências essenciais que o profissional deve possuir para realizar mudança e inovação: a visão e a ação estratégica. As mudanças rápidas e profundas exigidas pelo acirramento da competitividade fazem da visão e ação estratégica uma nova plataforma para a renovação empresarial. Este livro mostra os caminhos para transformar a organização em uma empresa excelente, por meio de exemplos, casos e questões para reflexão e debates. FLEURY, Afonso; FLEURY, Maria Tereza Leme. Estratégias empresariais e formação de competências: um quebra-cabeça caleidoscópico da indústria brasileira. 3. ed., rev., ampl., 6. reimpr. São Paulo: Atlas, p. ISBN Compreender o processo de reestruturação produtiva por que passa a indústria brasileira é o objetivo deste livro. A imagem usada pelos autores, tentar montar um quebra-cabeça com a estrutura de um caleidoscópio, ilustra a complexidade e a dinâmica desse processo: cada vez que se chega a uma figura, um novo movimento acontece e a figura assume novos contornos. Recuperando uma discussão teórica sobre competências e construindo uma nova abordagem conceitual, discute-se como as empresas, ao definirem suas estratégias. precisam identificar as competências essenciais e a partir destas rever suas estratégias. gerando um circulo virtuoso

34 lastreado na aprendizagem. O desenvolvimento de competências é pesquisado em diferentes arranjos empresariais: cadeias, redes, clusters e nas relações entre empresas transnacionais e suas subsidiarias. A construção de uma tipologia, para classificação das empresas, superando o clássico recorte setorial, possibilita ao leitor compreender melhor este quebra-cabeça e pensar o futuro da indústria brasileira. MATIAS-PEREIRA, José. Curso de administração estratégica: foco no planejamento estratégico. São Paulo: Atlas, xiv, 279 p. ISBN O objetivo principal deste livro é contribuir para aprofundar o debate e a compreensão dos leitores sobre as questões centrais que envolvem a importância da utilização da estratégia pelas instituições, organizações e empresas públicas e privadas, em especial, de ferramentas de gestão que contribuam para elevar o nível de consistência das decisões estratégicas. A administração estratégica permite estabelecer bases para gerar e agregar valores: econômico, político, social e ambiental para o futuro. Registre-se que o planejamento estratégico se apresenta como uma das partes integrantes da administração estratégica. As bases teóricas e práticas da disciplina Administração Estratégica se aplicam às condições reais e complexas do cenário mundial contemporâneo - onde infinitas decisões são adotadas pelos gestores que atuam nas áreas privada, pública e terceiro setor -, em decorrência das quebras de paradigmas no mundo, da adoção de novos parâmetros na definição da estratégia para a tomada de decisões complexas, notadamente nos setores privado e público. Essas transformações estão provocando alterações profundas, de forma generalizada, nos campos político, socioeconômico, tecnológico, ambiental e cultural. MATIAS-PEREIRA, José. Curso de gestão estratégica na administração pública. São Paulo: Atlas, viii, 223 p., il. tab. Inclui notas explicativas e bibliografia. ISBN O objetivo principal deste livro é contribuir para aprofundar o debate e a compreensão dos leitores sobre as questões centrais que envolvem a importância da utilização da estratégia pelas instituições, organizações e empresas públicas e privadas, em especial, de ferramentas de gestão que contribuam para elevar o nível de consistência das decisões estratégicas. A administração estratégica permite estabelecer bases para gerar e agregar valores: econômico, político, social e ambiental para o futuro. Registre-se que o planejamento estratégico se apresenta como uma das partes integrantes da administração estratégica. As bases teóricas e práticas da disciplina Administração Estratégica se aplicam às condições reais e complexas do cenário mundial contemporâneo - onde infinitas decisões são adotadas pelos gestores que atuam nas áreas privada, pública e terceiro setor -, em decorrência das quebras de paradigmas no mundo, da adoção de novos parâmetros na definição da estratégia para a tomada de decisões complexas, notadamente nos setores privado e público. Essas transformações estão provocando alterações profundas, de forma generalizada, nos campos político, socioeconômico, tecnológico, ambiental e cultural. OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Administração estratégica na prática: a competitividade para administrar o futuro das empresas. 7. ed. São Paulo: Atlas, xiv, 281 p. ISBN A administração das empresas, como uma tecnologia, não "para de evoluir". Portanto, os executivos das empresas têm que estar atentos a esta evolução do conhecimento que pode proporcionar, inclusive, uma vantagem competitiva administrativa interessante. E um tipo de administração que representa uma evolução, bem como tem uma abordagem interativa e ampla, é a administração estratégica. A administração estratégica pode ser definida, simplesmente, como uma administração moderna que procura a interação da empresa com os vários fatores externos ou não controláveis. Mas, para facilitar a sua análise, desenvolvimento e incorporação pelas empresas, o autor considerou dividido em cinco partes perfeitamente identificáveis e operacionalizáveis nas

35 empresas. Para evidenciar a abordagem prática desta obra, o autor apresenta, para cada um dos cinco componentes da administração estratégica, as estruturas metodológicas para sua elaboração e implementação, bem como algumas sugestões práticas que os executivos devem considerar para melhor trabalhar com este importante instrumento administrativo. E, finalmente, para que o leitor possa fazer uma auto avaliação neste processo, são apresentadas algumas características do administrador estratégico. OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Estratégia empresarial & vantagem competitiva: como estabelecer, implementar e avaliar. 8. ed. São Paulo: Atlas, xxvi, 482 p. ISBN Objetivando levar os executivos e profissionais de planejamento estratégico, em suas responsabilidades de estabelecer as estratégias empresariais e as vantagens competitivas das empresas, bem como os professores e estudantes dos cursos de graduação e pósgraduação ao estudo desses importantes instrumentos administrativos, este livro ajusta seu conteúdo à realidade brasileira. Portanto, a abordagem do livro procura colocar o empresário e o executivo brasileiros em uma situação de fazer as coisas acontecer, o que representa uma postura empresarial gratificante, realizadora e desejável em todo profissional de empresa. OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Planejamento estratégico: conceitos, metodologia e práticas. 30. ed. São Paulo: Atlas, p. ISBN A decisão de escrever este livro fundamentou-se na escassez de material didático, principalmente em língua portuguesa, referente ao assunto, bem como na necessidade de apresentar uma metodologia com o nível de detalhes que proporcione, aos executivos, visão mais explícita do que, efetivamente, representa esse importante instrumento de administração que é o planejamento estratégico. A metodologia apresentada foi consolidada pelo autor como resultado de aplicações bem-sucedidas em várias empresas. Essa metodologia perfeitamente estruturada, interligando os aspectos estratégicos, táticos e operacionais das empresas, mostra que o planejamento estratégico é algo prático que auxilia fortemente os executivos em seu processo decisório, bem como contribui, diretamente, para a alavancagem dos resultados da empresa. Procurou-se não separar o planejamento estratégico de outros instrumentos administrativos correlacionados, como, por exemplo, a administração estratégica, o que proporciona elevada abrangência para o conteúdo deste livro. Em dez capítulos, o livro apresenta desde os conceitos básicos e os tipos de planejamento descrevem e analisam os detalhes de cada uma das fases do planejamento estratégico, até concluir com sugestões para que os executivos possam melhor operacionalizar o planejamento estratégico nas empresas. No transcorrer da obra, percebe-se a preocupação em tornar prático o planejamento estratégico, por meio do estabelecimento dos planos de ação, que são instrumentos administrativos que possibilitam posicionar o planejamento estratégico no processo cotidiano das empresas. Ao final de cada capítulo, são apresentados pequenos casos, para facilitar o debate e o entendimento dos assuntos abordados. Para facilitar o entendimento, apresenta, no final, um glossário de termos utilizados, procurando vivenciar o leitor no linguajar mais corriqueiro dos profissionais de planejamento estratégico.

36 MATIAS-PEREIRA, José. Curso de administração estratégica: foco no planejamento estratégico. São Paulo: Atlas, xiv, 279 p. ISBN O objetivo principal deste livro é contribuir para aprofundar o debate e a compreensão dos leitores sobre as questões centrais que envolvem a importância da utilização da estratégia pelas instituições, organizações e empresas públicas e privadas, em especial, de ferramentas de gestão que contribuam para elevar o nível de consistência das decisões estratégicas. A administração estratégica permite estabelecer bases para gerar e agregar valores: econômico, político, social e ambiental para o futuro. Registre-se que o planejamento estratégico se apresenta como uma das partes integrantes da administração estratégica. As bases teóricas e práticas da disciplina Administração Estratégica se aplicam às condições reais e complexas do cenário mundial contemporâneo - onde infinitas decisões são adotadas pelos gestores que atuam nas áreas privada, pública e terceiro setor -, em decorrência das quebras de paradigmas no mundo, da adoção de novos parâmetros na definição da estratégia para a tomada de decisões complexas, notadamente nos setores privado e público. Essas transformações estão provocando alterações profundas, de forma generalizada, nos campos político, socioeconômico, tecnológico, ambiental e cultural Arquitetura SOUZA, Marcelo Lopes de. Mudar a cidade: uma introdução crítica ao planejamento e à gestão urbanos. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, p. ISBN Como mudar a cidade no sentido de promover um desenvolvimento urbano autêntico? O que o planejamento e a gestão das cidades não devem permitir e o que elas não podem ser - e o que elas poderiam e deveriam ser? Em Mudar a Cidade - Uma Introdução Crítica ao Planejamento e à Gestão Urbanos, o autor propõe uma reflexão sobre a questão urbana brasileira. A crescente complexidade dos problemas urbanos carece de opções estratégicas, em um país onde cerca de 80% da população vivem em cidades e vilas. A reincidência do fracasso da promoção da justiça social ressalta o autor, culminará na reprodução da atual miséria no futuro; daí a urgência de os diversos segmentos da sociedade atuarem em conjunto para mudar a cidade. Dividida em quatro partes, a obra expõe inicialmente as questões pertinentes ao planejamento, reforma e gestão das cidades. Em seguida, Marcelo Lopes de Souza explicita as principais correntes do planejamento urbano no Brasil e no exterior, destacando os traços comuns e as controvérsias. O penúltimo capítulo analisa os instrumentos de planejamento e gestão urbana (tributos, zoneamento, regularização fundiária e os orçamentos público e participativo). Por último, o autor inclui os relatos e as análises relacionadas às experiências bem e malsucedidas em cidades brasileiras, tais como: Porto Alegre, Angra dos Reis, Recife, Rio de Janeiro e Curitiba. Estudantes de graduação e pós-graduação, além de pesquisadores de diversas áreas das ciências sociais - Arquitetura/Urbanismo, Geografia e Sociologia, Antropologia, Economia e Ciência Política, constituem o público alvo deste livro.

37 3.3. Ciência da Informação Arquivologia FONSECA, Maria Odila. Arquivologia e a ciência da informação. 7. reimpr. Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas, p., il. tab. ISBN Até fins dos anos 1980, a informação não era considerada objeto privilegiado da arquivologia, mas, sim, uma consequência dos arquivos e dos documentos que os constituem. Para Maria Odila essa não percepção das relações interdisciplinares entre arquivologia e ciência da informação é instigante. A autora realiza nesta obra um estudo minucioso das relações interdisciplinares da ciência da informação e a arquivologia, a partir de suas delimitações como campo do conhecimento, dedicado à adoção de um novo modelo que desloca seu objeto do arquivo para a informação arquivista. BARTALO, Linete; MORENO, Nádina Aparecida (Org.). Gestão em arquivologia: abordagens múltiplas. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, p., il. tab., graf. ISBN Apresentando cinco capítulos que enfocam diversos aspectos da arquivologia, a publicação deste livro vem preencher uma lacuna do mercado editorial neste campo. Assim, estes artigos contribuem de maneira particular para o avanço das pesquisas neste setor por abordarem elementos teóricos e metodológicos específicos da área. Esta obra vai interessar aos alunos de graduação e pesquisadores da Arquivologia, Ciência da Informação e Biblioteconomia Biblioteconomia SOUTO, Leonardo Fernandes. Informação seletiva, mediação e tecnologia: a evolução dos serviços de disseminação seletiva da informação. Rio de Janeiro: Interciência, p. ISBN Esta obra, não apenas atualiza a literatura acadêmica existente sobre os serviços de disseminação da informação, mas, também, sistematiza, de forma inovadora, os conhecimentos já consolidados sobre o processo. Além disso, sintetiza e integra a literatura sobre tópicos relacionados aos mesmos, sobre o papel do profissional da informação no seu oferecimento e sobre os aspectos práticos do seu planejamento e produção. MOREIRA, Maria José; CARDIM, Neusa (Org.). Concursos públicos em biblioteconomia: estudo e prática. Brasília: Thesaurus, p., il. tab., graf. ISBN A busca da aprovação em concursos públicos na área de Biblioteconomia passa pelo estudo das questões já apresentadas em provas anteriores. Estudamos não só o conteúdo dessas questões, como também a forma como essas questões são formuladas, seus meandros, as armadilhas etc. Estudar para concursos públicos requer força de vontade, e por que não, perspicácia. Foi com esse intuito que as autoras, muito apropriadamente, elaboraram a obra com perguntas apresentadas em concursos públicos ocorridos no ano de 2006, com um diferencial importante: fornecem as respostas, em forma de citação, retirada das fontes originais. Tenho certeza que esse livro enriquecerá e dará clareza aos estudos para concursos públicos em Biblioteconomia.

38 3.4. Contabilidade CONTABILIDADE gerencial. 3.ed. São Paulo: Atlas, p., il. tab. ISBN Tradução da 2a edição norte-americana, enfoca a demanda por informações gerenciais contábeis, fornecendo tratamento abrangente das quatro áreas de conhecimentos e de habilidades contábeis consideradas mais importantes para os contadores gerenciais: orçamento, custeio de produto e de serviço, controle e avaliação de desempenho e gestão estratégica de custos, incluindo o custeio baseado em atividades (ABC). Trata-se de uma obra que atende às necessidades de informação de gerentes-executivos e de assessoria, ao pessoal técnico e aos funcionários de atendimento. Ilustra o modo como pessoas que almejam ser profissionais de contabilidade gerencial podem projetar e operar sistemas de informações que são valiosos para suas empresas. Cada capítulo começa com um conjunto de Objetivos de Aprendizagem para proporcionar ao estudante uma antevisão do assunto tratado. As definições são destacadas por termos-chave, que servem também como veículo de revisão. Os capítulos terminam com um Resumo que reforça os tópicos importantes. Por fim, o livro apresenta uma série de questões, exercícios, problemas e casos. COSTA, Rodrigo Simão. Práticas de contabilidade gerencial. São Paulo: Ed. SENAC São Paulo, p., il. tab. ISBN A contabilidade gerencial foca o processo de tomada de decisão e permite, pela utilização de suas ferramentas, uma melhor gestão das deliberações tomadas pelas empresas. Práticas de contabilidade gerencial analisa desde questões internas e custo fixos de uma empresa, passando pelas influências de mercado no momento de tomada de decisão. A obra também apresenta dicas de como a ciência contábil pode contribuir para facilitar o dia a dia empresarial. OLIVEIRA, Luís Martins de et al. Manual de contabilidade tributária: textos e testes com as respostas. 11. ed. São Paulo: Atlas, ix, 407 p. ISBN Apresenta os temas atuais da Contabilidade Tributária de máximo interesse para professores, estudantes, pesquisadores e profissionais das áreas contábil, administrativa e jurídica, esta obra aborda com profundidade os tributos diretos (Imposto de Renda, Contribuição Social) e indiretos (ICMS, IPI, ISS e outros) que impactam as atividades das pessoas jurídicas, com especial enfoque sobre o tratamento contábil. Em sua fase introdutória, traz os conceitos e aspectos do Código Tributário Nacional. Dedica capítulos específicos para o estudo das normas de escrituração dos livros fiscais e contábeis exigidos pela legislação do Imposto de Renda, como o livro Caixa e Lalur. Inclui itens relacionados com a Folha de Pagamento e Encargos Sociais, explicando parte da legislação trabalhista e detalhando com exemplos práticos os procedimentos contábeis. Contém também o estudo de temas mais avançados da Contabilidade Tributária, como os dados fiscais e legais dos processos de reestruturações societárias (fusão, cisão e incorporação de empresas), avaliação de investimentos em participações societárias, reavaliação de ativos, juros sobre capital próprio, tributação internacional, auditoria fiscal.

39 OLIVEIRA, Luís Martins de; PEREZ JR., José Hernandez; SILVA, Carlos Alberto dos Santos. Controladoria estratégica: textos e casos práticos com solução. 8. ed. São Paulo: Atlas, x, 317 p., il. graf., tab. ISBN Apresenta os temas mais atuais da Controladoria Estratégica e das funções do controle no moderno ambiente corporativo das empresas de classe mundial. A preocupação básica dos autores é transmitir uma nova visão do papel dos contadores e destacar as oportunidades de contribuir para a gestão das empresas na obtenção de êxito nas metas estratégicas. Abrange temas como: conceitos e funções da controladoria e do controle, planejamento estratégico, gestão estratégica da logística e da cadeia de valores, controles internos, orçamentos, gestão estratégica das informações, planejamento tributário, Balanced Scorecard, medidas de desempenho não financeiras, EVA e MVA. PADOVEZE, Clóvis Luís; BENEDICTO, Gideon Carvalho de. Análise das demonstrações financeiras. 3. ed., rev. e atual. São Paulo: Cengage Learning, xii, 298 p., il. graf., tab. Inclui notas explicativas, bibliográficas e bibliografia. ISBN A análise financeira, ou análise de balanço, como é mais conhecida, é um dos principais instrumentos de análise de investimentos, administração financeira e controladoria para compreender o desempenho econômico-financeiro de uma empresa e sua situação patrimonial. Esse instrumento é útil para os interessados externos à empresa (stakeholders), que necessitam de informações sobre a situação desta, e para o analista interno, responsável por esse segmento da contabilidade gerencial dentro das entidades. Este livro foi estruturado em três partes. Na Parte I são apresentados os fundamentos dos modelos de análise, uma revisão da estruturação das demonstrações contábeis e os objetivos e usuários do resultado das análises. A Parte II mostra em detalhes as principais ferramentas de análise de balanço, os indicadores, as análises percentuais e apresenta um aprofundamento da análise da rentabilidade. A Parte III é destinada à análise financeira, contemplando os padrões setoriais, os modelos de qualificação financeira, a visão geral e a análise do capital de giro, e os modelos de identificação do processo de geração e criação de valor. Ao final são apresentados modelos introdutórios de análise de balanço em perspectiva. O livro ainda apresenta questões e exercícios em todos os capítulos. VELLANI, Cassio Luiz. Contabilidade e responsabilidade social: integrando desempenho econômico, social e ecológico. São Paulo: Atlas, vii, 147. ISBN Apresenta a prática e os conceitos necessários para cursar a disciplina Contabilidade e Responsabilidade Social nos cursos de Ciências Contábeis. Pode servir de guia aos estudantes de contabilidade, gestão ambiental e aos diretores de sustentabilidade das empresas em geral. Trabalha na integração de três desempenhos empresariais: desempenho econômico, desempenho social e desempenho ecológico. Como uma planta que precisa de água e adubo, toda organização empresarial necessita de lucro para se desenvolver e existir. Por isso, o desempenho econômico é o primeiro tópico. Em seguida, explora a dimensão social da sustentabilidade empresarial a partir de cinco relações. Segue para dimensão ecológica dos negócios com o conceito Ecoeficiência e apresentação da Contabilidade da Gestão Ambiental. Depois, aborda o padrão internacional GRI (Global Reporting Initiative) que várias empresas ao redor do mundo seguem para confeccionar o Relatório Anual. Descreve também o Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBOVESPA, o ISE; e finaliza com exemplos reais de empresas que investem em Sustentabilidade Empresarial.

40 Auditoria ATTIE, William. Auditoria: conceitos e aplicações. 6. ed. São Paulo: Atlas, xx, 674 p. ISBN Oferece uma visão técnica e prática da Auditoria Contábil. A parte teórica conceitual limita-se aos conhecimentos indispensáveis para a execução dos trabalhos de auditoria. Já a parte operacional é minuciosamente exposta, cobrindo as principais áreas das demonstrações financeiras e os cuidados que devem ser observados na Auditoria de cada uma delas. A partir do momento em que o texto expõe procedimentos práticos, é desenvolvido um exemplo completo, com peças interconscientes, de um trabalho de auditoria. O subtítulo deste texto (Conceitos e Aplicações) corresponde ao seu conteúdo, que, em síntese, abrange os princípios de contabilidade e de auditoria, normas de auditoria, parecer, controle interno, papéis de trabalho e procedimentos grupos de contas, normas para auditoria dos principais grupos de contas e encerramento do trabalho. Cabe registrar que a auditoria explicada neste texto obedece à nomenclatura e às exigências da Lei no 6.404/76, bem como aos requisitos da legislação vigente no País. Acrescente também que o livro está atualizado pela Lei no , de , e pelas recentes alterações promovidas pelas Resoluções do Conselho Federal de Contabilidade. CASTRO, Domingos Poubel de. Auditoria, contabilidade e controle interno no setor público: integração das áreas do ciclo de gestão : contabilidade, orçamento e auditoria e organização dos controles internos, como suporte à governança corporativa. 4. ed. São Paulo: Atlas, vxiii, 542 p. ISBN Apresenta a organização e o funcionamento da Administração Pública e as informações obrigatórias e gerenciais envolvendo o ciclo de gestão. Relata a experiência da criação do Sistema SIAFI e o impacto que causou na Contabilidade Pública. Destaca a integração conceitual e técnica entre Planejamento, Orçamento, Finanças, Contabilidade e Auditoria necessárias à Governança Corporativa. Traça uma radiografia das modificações ocorridas no Sistema de Controle Interno do Governo Federal, desde sua criação em 1922 até sua transformação em Controladoria Geral da União (CGU), a partir de janeiro de Incorpora, na linha das modificações importantes, o destaque das mudanças na Contabilidade em nível internacional com a aproximação das US GAAP às IFRS e das NBCASP às IPSAS, relacionando tais mudanças com a transformação que está ocorrendo na Contabilidade do Setor Público com as normas emanadas pelo CFC e a modificação no Plano de Contas com a substituição do foco orçamentário para o foco patrimonial. Explica as mudanças e destaca os impactos que irão provocar no ensino, nos sistemas informatizados e na forma de contabilizar e produzir os relatórios para os Tribunais de Contas, principalmente após as mudanças nos anexos da Lei no 4.320/64. Em termos técnicos apresenta os diversos tipos de controle interno necessários para uma boa gestão e como torná-los eficientes e seguros para suporte aos registros contábeis. Detalha como organizar as prestações de contas dos gestores, como são organizadas e tratadas as prestações de contas de convênios e como devem atuar os Conselhos Fiscais. Para tornar a leitura leve e atrativa, faz uma análise psicológica do comportamento dos auditores e dos auditados. Apresenta os gestos característicos de cada personalidade em diversas situações, desde os risos falsos às hipocrisias corriqueiras, como as que comumente são ditas quando da chegada do auditor à entidade: ele diz: "vim para ajudar"; a que o auditado responde: "você é sempre bem-vindo". Ao final dos trabalhos, o auditor entrega um relatório de críticas e o auditado fica aliviado com a despedida do auditor. E ainda diz: "volte sempre".

41 CREPALDI, Silvio Aparecido. Auditoria contábil: teoria e prática. 8. ed. atual. São Paulo: Atlas, xxvii, 770 p. ISBN Foi pensando em você, estudante e concursando, que elaboramos esta obra. Trata-se de um projeto pedagógico-editorial que, além de enfatizar a excelência didática e doutrinária de seus textos, propicia uma fonte de consulta rápida e prática que alia o estudo dinâmico e a completa revisão da Auditoria Contábil para exames e concursos. O livro visa demonstrar a Auditoria como o levantamento, estudo e avaliação sistemática das transações, procedimentos, operações, rotinas e das demonstrações financeiras de uma entidade, de forma prática e de fácil compreensão para sua aplicação no dia a dia dos contadores, auditores, controllers e demais interessados. O autor reuniu os frutos de uma longa experiência na matéria, de forma didática, tornando facilmente assimiláveis os fundamentos teóricos e as bases operacionais dos processos descritos, dentro de uma abordagem atual, prática e objetiva. Destaca a parte prática da Auditoria, incluindose diversas rotinas reais analisadas e interpretadas, acompanhadas dos respectivos pareceres e de observações esclarecedoras. Ao longo do texto, mostra que a Auditoria é uma técnica que objetiva obter elementos de convicção que permitam julgar se os registros foram efetuados de acordo com os princípios fundamentais de contabilidade e se as demonstrações contábeis deles decorrentes refletem adequadamente a situação econômico-financeira do patrimônio, os resultados do período administrativo examinado e as demais situações nelas demonstradas. Manual para Exame de Suficiência, no qual a aprovação é requisito para a obtenção ou o restabelecimento de registro profissional em Conselho Regional de Contabilidade (CRC), conforme estabelecido pela Lei no /2010. As normas que regem o Exame estão previstas na Resolução CFC no 1.373/2011. Também para o Exame de Qualificação Técnica para registro no Cadastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI) do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), instituído pela NBC PA 13, é um dos requisitos para a inscrição do Contador no CNAI, com vistas à atuação na área da Auditoria Independente. PEREZ JUNIOR, José Hernandez. Auditoria de demonstrações contábeis: normas e procedimentos. 5. ed., atualizada de acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade (NBC) em vigor a partir de 30 de setembro São Paulo: Atlas, viii, 184. ISBN Paralelamente ao processo de convergência das normas contábeis brasileiras para as normas internacionais de contabilidade, foi iniciado o processo de convergência das normas brasileiras de auditoria para as normas internacionais de auditoria, emitidas pela Federação Internacional de Contabilidade (IFAC - International Federation of Accountants). Desse processo resultou a reformulação das normas de auditoria brasileiras, inclusive do texto do Parecer dos Auditores Independentes, que passou a vigorar a partir de 1o de janeiro de Esta obra aborda as Normas Brasileiras de Contabilidade, emitidas pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC), relativas à prática da auditoria independente, devidamente convergidas para as normas internacionais de auditoria, com o objetivo de possibilitar a profissionais, estudantes e usuários dessa matéria uma visão conceitual, técnica e profissional do assunto. Os textos são dispostos e agrupados de forma didática, salientando as Normas de Auditoria Independente, relativas à Pessoa do Auditor, à Execução dos Trabalhos de Auditoria e ao Parecer do Auditor. Apresenta uma síntese dos objetivos e procedimentos de auditoria aplicáveis às várias áreas operacionais relacionadas às demonstrações contábeis. Sempre que necessário, o texto original dos pronunciamentos teve sua ordem sequencial alterada para atender a objetivos didáticos. Houve ainda a complementação com textos esclarecedores sempre que foi julgado necessário.

42 Contabilidade Ambiental FERREIRA, Aracéli Cristina de Sousa. Contabilidade ambiental: uma informação para o desenvolvimento sustentável. 3. ed. São Paulo: Atlas, p. ISBN Ao tratar do relato e da mensuração dos eventos econômicos das organizações que tenham relação direta ou indireta com o meio ambiente, sejam públicas ou privadas, a contabilidade, ou melhor, o contador, deve conhecer o contexto em que os problemas ambientais ocorrem. No caso do meio ambiente, é fundamental que ele conheça, minimamente, o vocabulário técnico adequado, as questões maiores que envolvem o problema e as possibilidades para medir os impactos ambientais. Para que se possa compreender o significado do tema Meio Ambiente, é necessário que, além de aspectos ecológicos e econômicos, entendamse também os aspectos sociais, culturais e educacionais que envolvem essa questão. A Educação Ambiental é um fator tão preponderante que, se o homem tivesse sido educado para cuidar da natureza, com responsabilidade e conhecimento, talvez este livro não tivesse sido escrito. FERREIRA, Aracéli Cristina de Sousa; SIQUEIRA, José Ricardo Maia; GOMES, Mônica Zaidan (Org.). Contabilidade ambiental e relatórios sociais. 2. ed. São Paulo: Atlas, p. ISBN Os temas contabilidade ambiental e relatórios sociais são relativamente novos no âmbito da produção acadêmica nacional e até mesmo, internacional. Embora, inicialmente, tenham sido concebidos separadamente estão intrinsecamente relacionados, pois são abordagens diferentes sobre um tema comum, a sustentabilidade. Os artigos selecionados para este livro discutem a teoria e apresentam resultados de pesquisas sobre como as empresas brasileiras estão efetivamente relatando para a sociedade suas atividades sociais e ambientais. TINOCO, João Eduardo Prudêncio; KRAEMER, Maria Elisabeth Pereira. Contabilidade e gestão ambiental. 3. ed. São Paulo: Atlas, p. ISBN Abordam as complexas relações entre trabalho, produção e meio ambiente, enfatizando os Sistemas de Gestão Ambiental (SGA) como importantes aliados das organizações que buscam manter seus processos, aspectos e impacto ambiental sobre controle. Com os SGA, os autores mostram que é possível identificar os impactos ambientais mais significativos, para em seguida definir a melhor forma de controlá-los e minimizá-los. Os autores salientam que o desempenho ambiental das empresas podem ser facilmente medido e acompanhado, desde que sejam adotados indicadores de desempenho ambientais bem definidos e alinhados às estratégias, objetivos e metas da organização. Para eles, a Contabilidade, como uma ciência de avaliação do patrimônio das organizações, pode demonstrar o inter-relacionamento entre elas e o meio ambiente, evidenciando como o patrimônio econômico é afetado pelas causas ambientais e como agem e podem agir para reduzir ou eliminar as agressões ao meio. Os 12 capítulos que a obra contém estão assim discriminados: Introdução ao ambiente da contabilidade; Introdução ao meio ambiente; Contabilização de eventos ambientais; Balanço social: balanço da transparência corporativa; Gestão ambiental: o que precisamos saber; Sustentabilidade empresarial; Contabilidade da gestão ambiental: um passe adiante; Gastos, ativos, passivos, despesas sobre custos e receitas ambientais; Relatório socioambiental: o que as empresas divulgam no Brasil e no exterior; Indicadores ambientais e socioeconômicos do desempenho sustentável.

43 Contabilidade e Finanças Públicas KOHAMA, Heilio. Contabilidade pública: teoria e prática. 12. ed. São Paulo: Atlas, xx, 404. ISBN Contém aplicação prática dos conceitos teóricos, legais e dos principais dispositivos: da lei n. 4320/64, que estatui normas gerais de direito financeiro para elaboração e controle dos orçamentos e balanços da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal; da lei complementar n.101/2000, que estabelece normas de finanças voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal; das normas gerais editadas com base no art. 50 da lei de responsabilidade fiscal, como: manual de contabilidade aplicada ao setor público, manual de receita nacional e manual de despesa nacional. SILVA, Lino Martins da. Contabilidade governamental: um enfoque administrativo da nova contabilidade pública. 9. ed. São Paulo: Atlas, xvii, 376. ISBN A abordagem tradicional de Finanças Públicas normalmente se limita ao estudo das questões orçamentárias e fiscais, ficando a Contabilidade Pública ou Governamental limitada a um breve resumo de contas e lançamentos com o objetivo final de apenas servir de base à prestação de contas. Objetivando fundamentalmente assinalar a importância crescente que a Contabilidade Governamental assume na vida econômica, este livro explica o seu conteúdo e apresenta os procedimentos correntes no Brasil. Enfatiza a Contabilidade Governamental como instrumento que visa à prestação de serviços, não se limitando a simples fornecedora de informações, mas exigindo que os profissionais renovem seus métodos de trabalho para tornar o processo de tomada de decisões mais eficaz. O livro expõe o Sistema de Informações Contábeis a partir do estudo do Estado e do Orçamento como instrumento básico do controle do setor público que deve orientar o atendimento das necessidades públicas. É neste campo que a Contabilidade Governamental serve de ferramenta para controle do setor público mediante análise dos ingressos e desembolsos efetivados por efeito da gestão da Fazenda Pública. Esta obra foi à vencedora do concurso promovido pelo Conselho Federal de Contabilidade do biênio Orçamento SARDINHA, José Carlos et al. Orçamento e controle. 2. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas, p., il. tab. (Série gestão financeira, controladoria e auditoria). ISBN Este livro dá a exata noção da importância do orçamento como um dos componentes do plano global de uma organização. Os autores definem orçamento como uma 'ferramenta' que comunica a estratégia em todos os níveis gerenciais; coordena as várias atividades da organização; define responsabilidades, autorizando limites; é um instrumento de avaliação, isto é, um contrato ou acordo com os gestores visando que os planos sirvam como base para avaliação da performance desses e da empresa.

44 3.5. Direito GUIMARÃES, Deocleciano Torrieri (Org.). Dicionário técnico jurídico. 15. ed. São Paulo: Rideel, p., + 1 CD-ROM. ISBN Direito Administrativo ALEXANDRINO, MARCELO; PAULO, Vicente. Direito administrativo descomplicado. 20. ed. São Paulo: Método, p. ISBN Os Professores Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo têm, como relevante diferencial, singular capacidade de transportar para a escrita a mesma didática que os caracteriza nas salas de aulas, pela qual conseguem tratar de temas altamente complexos de forma objetiva e cristalina, em linguagem descomplicada, amplamente acessível. A maestria na comunicação, a clareza na abordagem dos assuntos, a empatia com seu público e a preparação podem explicar parte do sucesso de aceitação de suas obras. Direito Administrativo Descomplicado é reflexo das características apontadas acima. O livro aborda todos os temas relevantes da disciplina, contemplando o conteúdo de editais dos principais concursos públicos, como também os programas das universidades do País, tudo com o rigor científico que exige a matéria. Complementarmente, apresenta uma extensa seleção de exercícios extraídos de provas de importantes bancas examinadoras, organizados por assunto, o que permite uma eficaz fixação do conteúdo estudado. CARVALHO FILHO, José dos Santos. Manual de direito administrativo. 25. ed. São Paulo: Atlas, xlix, ISBN Os temas de Direito Administrativo são aqui tratados didaticamente, refletindo os trabalhos desenvolvidos nas atividades tanto acadêmicos quanto ministerial ao longo de anos e anos de estudos e pesquisas do autor. Para a elaboração da obra, ele se apoiou no sistema didático organizado, relacionando e examinando os assuntos através da sucessão ordenada de tópicos, itens e subitens, visando a facilitar o estudo e a análise dos temas. A obra representa enorme contribuição para quem necessite se atualizar e reciclar em matéria de Direito Administrativo, ao juntar, ao fim de cada capítulo, exemplos jurisprudenciais mais significativos e questões submetidas a candidatos em recentes provas de concursos públicos para ingresso em carreiras jurídicas. Fonte de consulta e de estudos para acadêmicos, profissionais e operadores do Direito em geral, bem como para candidatos de concursos públicos para ingresso nas carreiras da Magistratura Estadual e do Trabalho, do Ministério Público, da Procuradoria do Estado e da Defensoria Pública.

45 DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito administrativo. 25. ed. São Paulo: Atlas, p. ISBN Desenvolve os vários temas do direito administrativo de forma clara e didática e com a preocupação de manter a disciplina atualizada diante das sucessivas inovações constitucionais que vão imprimindo nova feição a esse importante ramo da ciência jurídica. As constantes alterações no direito positivo e as inovações que vão sendo introduzidas por conta das frequentes reformas no âmbito da Administração Pública conduzem à necessidade de revisão do livro, seja para atualizar a legislação mencionada, seja para introduzir novas ideias que se vão formando à medida que os novos institutos vão sendo discutidos e aplicados na prática. Nesta edição foram feitas revisão geral e atualização diante de alterações legislativas e jurisprudenciais em matérias tratadas no livro, para permitir pequenas correções e o aperfeiçoamento da obra. Ressaltam-se a análise e comentário da Lei no , de , que instituiu o Regime Diferenciado de Contratação (RDC) para a Copa do Mundo de 2014 e para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016, implicando alterações nos Capítulos 8 e 9 referentes a contratos e licitações; nessa análise foram levadas em conta as normas do regulamento aprovado pelo Decreto no 7.581, de , muitas delas em desacordo com a lei regulamentada. Ainda no Capítulo 8, foi atualizada a matéria pertinente a convênios e outros ajustes firmados para repasse de verbas públicas a entidades privadas sem fins lucrativos, bem como o tópico sobre terceirização, para atualização diante de entendimento do STF, com repercussões sobre jurisprudência do TST. Ainda foi reformulado o Capítulo 11, que trata das entidades paraestatais e do terceiro setor, para melhor desenvolver as ideias da autora sobre o tema. Pela mesma forma, foi um pouco ampliado o Capítulo 4, que trata dos serviços públicos, com inclusão de doutrina mais recente. GASPARINI, Diogenes. Direito administrativo. 17. ed. São Paulo: Saraiva, p. ISBN Apresentar uma análise dos princípios do direito administrativo, da administração pública, do ato administrativo, do poder regulamentar e de polícia, dos agentes públicos, dos cargos públicos, dos serviços públicos, da execução dos serviços públicos, da fundação pública, da sociedade de economia mista, da licitação, do contrato administrativo, da intervenção estatal no domínio econômico, da desapropriação, dos bens públicos, do controle da administração pública, do processo administrativo, da sindicância e da responsabilidade civil do Estado. A presente edição conta com referências à Lei das Micro e Pequenas Empresas e ao Regulamento da Lei dos Consórcios Públicos. MEIRELLES, Hely Lopes; ALEIXO, Délcio Balestero; BURLE FILHO, José Emmanuel. Direito administrativo brasileiro. 38. ed. São Paulo: Malheiros, p. ISBN Fruto da larga experiência e do profundo conhecimento jurídico do Autor - que foi Juiz, Professor, Secretário de Estado, Parecerista e Advogado - esta obra se constitui, hoje, num verdadeiro clássico do Direito Administrativo Brasileiro. Continuamente enriquecida e atualizada em suas sucessivas edições, trouxe, sempre, a melhor doutrina, a mais atualizada jurisprudência e referências à legislação em vigor - aliando, assim, a teoria à prática, buscando soluções e construindo conceitos, formulando e aplicando o Direito Administrativo à realidade do País.

46 MELLO, Celso Antonio Bandeira de. Curso de direito administrativo. 29. ed. São Paulo: Malheiros, p. ISBN Uma das mais completas obra sobre o moderno Direito Administrativo, tratando, minuciosa e sistematicamente - a partir do estudo do regime administrativo e dos princípios constitucionais e gerais que o informam -, de todos os seus institutos, como o regime dos servidores públicos, concessões e permissões, licitação e contratos, bens públicos, intervenção na propriedade, responsabilidade do Estado, discricionariedade etc. MAZZA, Alexandre. Manual de direito administrativo. 2. ed., 2. tiragem. São Paulo: Saraiva, p. ISBN Direito Ambiental MEDAUAR, Odete (Org.). Coletânea de legislação ambiental: Constituição federal. 8. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, p. (RT mini códigos). ISBN MAZZUOLI, Valerio de Oliveira (Org.); BRITO, Adam Luiz Claudino de et al. O novo direito internacional do meio ambiente. Curitiba: Juruá, p. ISBN

47 Direito Civil BRASIL. [Código de processo civil (1973)]; NEGRÃO, Theotônio (Org.) et al. Código de processo civil e legislação processual em vigor. 44. ed. São Paulo: Saraiva, p. ISBN A edição 2012 traz novidade gráfica: o realce colorido às notas com remissão a outras notas da obra. Esta consagrada obra se destina a todos aqueles que buscam uma segura fonte de conhecimento. As notas apresentam minuciosas explicações, o que facilita a compreensão dos textos até mesmo pelo público em geral. Contém o CPC e grande parte da legislação processual civil em vigor. Apresenta índice legislativo e de súmulas, além de um índice alfabético-remissivo que menciona as subdivisões decada instituto da disciplina Direito Comercial OLIVEIRA, Regis Fernandes de. Curso de direito financeiro. 4. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, p. ISBN O Direito Financeiro cuida, basicamente, de como o Estado deve arrecadar (com obediência aos princípios constitucionais) e de como o Estado deve gastar (no que se refere à decência, aos princípios políticos e ao atendimento do interesse público). Após discorrer sobre Estado, federalismo e formas de atividade da Administração, a obra aborda o Direito Financeiro, suas normas gerais e regime constitucional. Estuda, em seguida, as receitas e as despesas públicas, a questão da corrupção, fundos públicos, orçamento, subvenção, fiscalização, responsabilidade fiscal, licitações e contratos, parcerias públicoprivadas, precatório, dívida e empréstimo público. Trata-se de estudo teórico abrangente sobre Direito Financeiro, ao mesmo tempo que apresenta a preocupação do autor com os problemas concretos e atuais do País. Esta edição foi amplamente revista e atualizada de acordo com as últimas alterações havidas no direito das finanças. RAMOS, André Luiz Santa Cruz. Direito empresarial esquematizado. 2. ed., rev., atual., e ampl. São Paulo: Método, xxviii, 816. ISBN Elaborada com base no Curso de Direito Empresarial. O autor manteve a linha editorial do antigo Curso, considerando sua boa aceitação pela comunidade jurídica, mas reformulou o conteúdo substancialmente, em especial com a inclusão de novos temas. A obra traz a melhor doutrina sobre direito empresarial, apresentando os posicionamentos divergentes sobre os temas mais polêmicos e a solução dada pelos Tribunais, a partir de uma rica seleção dos julgados mais recentes do Superior Tribunal de Justiça. Para fixação da matéria, além de quadros esquemáticos, com o resumo dos assuntos mais importantes, ao final de cada capítulo são relacionadas questões de concursos acompanhadas do gabarito oficial, no qual o autor indica o fundamento legal para cada resposta. A legislação também recebeu atenção especial. O autor transcreve os dispositivos legais pertinentes, e, com isso, a um só tempo, demonstra a importância do conhecimento da estrutura normativa da matéria, bem como facilita esse estudo, tornando desnecessária a leitura complementar da legislação. Nessa linha, faz referência constante ao posicionamento da jurisprudência pátria sobre os mais variados temas, dando prioridade aos entendimentos do Superior Tribunal de Justiça. Nesse ponto, o autor não se limitou a indicar os principais julgados, fazendo questão de transcrever, quase sempre, os acórdãos, para que o leitor conheça com detalhes os argumentos utilizados para a solução de cada assunto polêmico.

48 Direito Constitucional PAULO, Vicente; ALEXANDRINO, Marcelo. Direito constitucional descomplicado. 9. ed. São Paulo: Método, xxxv, 1081 p., il. tab., graf. ISBN Os Professores Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo têm, como relevante diferencial, singular capacidade de transportar para a escrita a mesma didática que os caracteriza nas salas de aulas, pela qual conseguem tratar de temas altamente complexos de forma objetiva e cristalina, em linguagem descomplicada, amplamente acessível. A maestria na comunicação, a clareza na abordagem dos assuntos, a empatia com seu público e a preparação podem explicar parte do sucesso de aceitação de suas obras. Direito Constitucional Descomplicado é reflexo das características apontadas acima. O livro aborda todos os temas relevantes da disciplina, contemplando o conteúdo de editais dos principais concursos públicos, como também os programas das universidades do País, tudo com o rigor científico que exige a matéria. Complementarmente, apresenta uma extensa seleção de exercícios extraídos de provas de importantes bancas examinadoras, organizados por assunto, o que permite uma eficaz fixação do conteúdo estudado. PAULO, Vicente. Resumo de direito constitucional descomplicado. Interpretação de Marcelo Alexandrino. 6. ed. São Paulo: Método, xxii, 439, il. ISBN Aborda os principais tópicos do Direito Constitucional, de forma estruturada, integrada e sistemática, não obstante a linguagem direta e concisa empregada. Como nosso intuito é propiciar ao leitor uma visão rápida, embora abrangente, dos diferentes assuntos da disciplina, optamos por omitir entendimentos doutrinários e jurisprudenciais controvertidos, limitando nos a apresentar aqueles dominantes. Ressaltamos, também, que não são tratados nesta obra o Capítulo VII do Título III (Administração Pública) e o Título VI (Tributação e Orçamento) da Constituição Federal, haja vista serem esses temas tradicionalmente estudados no âmbito do Direito Administrativo e do Direito Tributário, respectivamente. Àqueles que desejarem um maior aprofundamento no estudo da disciplina, indicamos a leitura de nossa obra completa, Direito Constitucional Descomplicado, que serviu de base à elaboração deste Resumo. BARROSO, Luís Roberto. Curso de direito constitucional contemporâneo: os conceitos fundamentais e a construção do novo modelo. 3. ed., 2. tiragem. São Paulo: Saraiva, p. ISBN Curso de Direito Constitucional Contemporâneo é uma introdução abrangente à teoria da Constituição e ao direito constitucional. A obra dedica-se a explanar os conceitos fundamentais e à construção de um novo modelo, abordando a parte geral do direito constitucional brasileiro, com a exposição didática e crítica dos grandes temas e das principais transformações ocorridas nos últimos anos.

49 CANOTILHO, José Joaquim Gomes. Direito constitucional e teoria da constituição. 7. ed. Coimbra: Almedina, [2012?] p. ISBN DUTRA, Luciano. Direito constitucional essencial para concursos: teoria, esquemas e mais de 456 questões de concursos. Rio de Janeiro: Elsevier, p. (Provas e concursos). ISBN Faz uma abordagem teórica do Direito Constitucional que, mesmo não prevista nos editais dos concursos públicos, necessita atenção especial devido ao seu caráter introdutório aos estudos do Direito positivo público. Com uma linguagem direta, simples e objetiva a presente obra tem a finalidade de esgotar os temas afetos ao Direito Constitucional para concursos públicos e trazer o que há de mais importante na doutrina constitucionalista e na jurisprudência do Supremo Tribunal Federal. Luciano Dutra fornece ao final de cada capítulo, um quadro sinótico e exercícios de fixação que servirão para a verificação da aprendizagem. Além disso, o autor teve a preocupação de sintetizar a melhor doutrina e a jurisprudência atual do Supremo Tribunal Federal, utilizando uma linguagem simples, acessível a todos os candidatos a concursos públicos, iniciantes ou veteranos, bacharéis em Direito ou não. LENZA, Pedro. Direito constitucional esquematizado. 16. ed. São Paulo: Saraiva, p. ISBN Um jovem talento brasileiro. Advogado, escritor e palestrante. Professor cuidadoso e dedicado, admirado por uma legião de fãs. Assim é Pedro Lenza, autor da consagrada obra Direito Constitucional Esquematizado. Partindo de projeto gráfico pioneiro em duas cores, soube aplicar a didática dos quadros, palavras-chave, esquemas, itens e subitens mediante linguagem descomplicada e estimulante. Esta 16ª edição foi revista e ampliada. Todos os capítulos mereceram comentários adicionais. Antenada com as perspectivas do neoconstitucionalismo e na linha das principais decisões do STF, foi submetida a apurada revisão jurisprudencial. No âmbito da hermenêutica jurídica, o Autor analisa as tendências modernas. Sucesso entre os concurseiros das áreas jurídicas vem se mostrando indispensável para os concursos públicos de nível superior de inúmeras bancas examinadoras, como ESAF, CESPE/UnB e FCC. Líder absoluto de vendas, não pode faltar em sua biblioteca. MORAES, Alexandre de. Direito constitucional. 28. ed. São Paulo: Atlas, p. ISBN Condensa a análise doutrinária e jurisprudencial da Constituição Federal, proporcionando segura fonte de consulta para a solução das problemáticas constitucionais e seus reflexos nos diversos campos do Direito. Trata-se de um estudo profundo das normas constitucionais atuais, comparando-as com as Constituições brasileiras anteriores e de diversos países. Os temas polêmicos, abordados com clareza, posicionam o leitor sobre as diversas interpretações, trazendo à colação ilustradas opiniões de doutrinadores nacionais, estrangeiros e julgados dos Tribunais Superiores, Tribunais Regionais Federais e Tribunais Estaduais. A obra

50 é enriquecida com a citação da posição do Supremo Tribunal Federal em todas as questões importantes, indicando os repertórios ou mesmo o Diário da Justiça onde a íntegra da ementa ou do acórdão poderá ser encontrada. Dessa forma, apresenta visão geral do Direito Constitucional e de sua aplicação diária a todos os demais ramos jurídicos, interpretado pela doutrina nacional e estrangeira, pelos Tribunais e, principalmente, pelo guardião da Constituição Federal: o STF. O fortalecimento da atuação do Poder Judiciário, em especial do Supremo Tribunal Federal, em defesa dos Direitos Humanos Fundamentais e na colmatação das lacunas constitucionais, com a consequente ampliação do ativismo judicial entre nós vêm sendo, sem qualquer sombra de dúvidas, os pilares da recente atuação da Corte, merecendo a reflexão de todos. A presente edição foi atualizada até a Emenda Constitucional nº 68, de 21 dezembro de RODRIGUES, Marco Antonio dos Santos. Constituição e administração pública: definindo novos contornos à legalidade administrativa e ao poder regulamentar. 1. ed., 2. tiragem. Rio de Janeiro: GZ, xii, 204 p.. ISBN Tanto para os que defendem uma atuação mais ampla e expansiva do Estado no campo econômico e social, quanto para aqueles que sustentam a conveniência de uma diminuição da interferência estatal nas mencionadas searas, parece haver um certo consenso quanto ao caráter fundamental do papel da Administração Pública no Estado contemporâneo. O autor, sem abrir mão de uma acurada pesquisa doutrinária em que lastreia a sua argumentação, se volta a deslindar diversas questões de grande relevância, quer para o debate acadêmico, quer sob a ótica de propostas alternativas para o enfrentamento de pontos ensejadores de conflitos no que toca à atuação da Administração Pública, buscando, como o próprio título do trabalho indica definir novos contornos à legalidade administrativa e ao poder regulamentar Direito Internacional MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. Direito internacional público: parte geral. 6. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, p. ISBN Apresenta uma introdução didática ao Direito Internacional Público, que aborda sumariamente os temas centrais da disciplina. Sua linguagem é simples e dinâmica, com conteúdo atualizado e versando os assuntos mais cobrados em concursos públicos. Ao término de cada Capítulo o leitor encontra uma bibliografia especializada, na qual poderá aprofundar o seu estudo. Para a fixação do aprendizado o livro traz ainda vários testes de múltipla escolha e questões dissertativas de concursos públicos e exames de Ordem. Tanto para o estudante ou o leitor ocasional, o livro serve como um guia prático para a compreensão dos assuntos e problemas do Direito Internacional Público mais cobrados em provas e concursos públicos. Serve ainda ao profissional no deslinde de casos concretos que demandam um conhecimento mínimo dos institutos e princípios basilares dessa disciplina. REZEK, José Francisco. Direito internacional público: curso elementar. 13. ed. São Paulo: Saraiva, p. ISBN A presente obra constitui uma valiosa fonte de divulgação e pesquisa do Direito internacional público, trazendo uma análise clara e objetiva da disciplina. Em quatro partes distintas propõe o estudo das normas que regem a sociedade internacional, examina a personalidade dos Estados e outros componentes deste quadro, analisa os espaços que integram o domínio público internacional e os conflitos internacionais. Apresenta índice remissivo e rol de abreviaturas que proporciona informações a respeito de institutos internacionais e de periódicos especializados.

51 PORTELA, Paulo Henrique Gonçalves. Direito internacional público e privado: incluindo noções de direitos humanos e de direito comunitário. 4. ed. Salvador: JusPodivm, p. ISBN Direito do Trabalho GRASSELLI, Oraci Maria. Internet, correio eletrônico e intimidade do trabalhador. São Paulo: LTR, p. Inclui notas explicativas, bibliograficas e bibliografia. ISBN O uso do correio eletrônico e da internet, pelo trabalhador, como ferramentas de trabalho fornecidas pelo empregador, e o direito à intimidade constituem o tema central desta obra. Ou seja, se examinam as tecnologias e seu impacto no contrato de trabalho versus os direitos fundamentais e da personalidade do trabalhador, e as consequências daí resultantes. O monitoramento do correio eletrônico e da internet; os limites do poder diretivo e os direitos do trabalhador; os princípios da dignidade humana, da razoabilidade e da proporcionalidade na solução dos conflitos originados também são abordados. Há, ainda, a questão da responsabilização, as formas de controle dos equipamentos e formas de uso seguro dos equipamentos informáticos Direito Tributário ALEXANDRE, Ricardo. Direito tributário esquematizado. 6. ed. rev. e atual. São Paulo: Método, p., il. tab., graf. +1 caderno de questões (244 p.). ISBN O autor busca uma abordagem das matérias que compõem os programas de Direito Tributário de concursos públicos realizados no Brasil. Complementa a obra um apêndice com as súmulas tributárias vigentes do STF e STJ, de acordo com a jurisprudência contemporânea destas Cortes e, em livro a parte, são apresentadas questões sobre a matéria. Contém os seguintes capítulos - Lista de Abreviaturas; 1. Noções Introdutórias; 2. Limitações Constitucionais ao Poder de Tributar; 3. Competência Tributária e Legislação Tributária; 4. Interpretação e Integração da Legislação Tributária; 5. Obrigação Tributária; 6. Responsabilidade Tributária; 7. Crédito tributário e lançamento; 8. Suspensão da Exigibilidade do Crédito Tributário; 9. Extinção do crédito tributário; 10. Exclusão do crédito tributário; 11. Garantias e Privilégios do Crédito Tributário; 12. Administração Tributária; 13. Os Impostos Previstos na Constituição Federal; 14. Repartição constitucional de receitas tributárias; 15. O simples nacional; Bibliografia; Apêndice.

52 3.6. Economia CASSIDY, John. Como os mercados quebram: a lógica das catástrofes econômicas. Rio de Janeiro: Intrínseca, p. ISBN Durante cinquenta anos economistas desenvolveram teorias para mostrar como os mercados funcionam. Mas, o que acontece quando os mercados não funcionam? Quando produzem desigualdades gritantes, rios poluídos, súbitos colapsos do mercado imobiliário e bruscas reduções do crédito? Combinando reportagem, explicações de esotéricas teorias econômicas e mesmo um pouco de consulta à bola de cristal, o autor adverte que, na crise econômica, resignar-se a ortodoxias antiquadas é uma atitude não apenas equivocada, mas também francamente perigosa. FARO, Ricardo; FARO, Fátima. Competitividade no comércio internacional: acesso das empresas brasileiras aos mercados globais. São Paulo: Atlas, xiv, 250 p. ISBN Busca promover um debate acerca dos aspectos essenciais à aquisição da competitividade internacional pelas empresas brasileiras, ou seja, a capacidade dessas empreendedoras conquistarem e/ou expandirem seus respectivos negócios em mercados estrangeiros. Uma iniciativa que, sobretudo, pressupõe a conjugação de esforços políticos no sentido de pavimentar o caminho para a disputa dos mais diversos pontos de comercialização, em igualdade de condições, com agentes originários de terceiros países. Entre outros tópicos relevantes, o livro comenta a trajetória do comércio exterior ao longo do tempo. Evidencia a importância da logística como elemento coadjuvante à realização das transações mercantis. Examina, também, as dificuldades e possíveis soluções a serem consideradas na adequação da infraestrutura de apoio às trocas comerciais; assim como a capacidade brasileira de produção energética, promoção do desenvolvimento científico e tecnológico; e a contribuição desses elementos para a alavancagem das vendas externas. Discute, ainda, o comportamento do crédito público na assistência aos setores exportadores estratégicos; o estabelecimento de políticas para apoio aos negócios externos das empresas MPE (micro e pequenas); e, finalmente, critica a participação brasileira nos movimentos de integração regional e defesa dos interesses do país em foros internacionais com interveniência no desenvolvimento do comércio de bens e serviços. Livro-texto para as disciplinas Comércio Internacional; Políticas e Estratégias de Comércio Exterior; Tópicos Especiais em Comércio Exterior; Gestão de Negócios Internacionais; Cooperação Internacional; e Relações Internacionais Contemporâneas, entre outras, em nível de graduação e pós-graduação, nos cursos de Administração, Comércio Exterior e Relações Internacionais. Leitura complementar para as disciplinas Economia Brasileira; Economia Política Internacional; Logística Internacional e Sociologia do Desenvolvimento, entre outras, em nível de graduação e pós-graduação.

53 FREEMAN, Christopher; SOETE, Luc. A economia da inovação industrial. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, p. (Clássicos da inovação). ISBN Na era moderna, o motor do desenvolvimento tem sido o conhecimento. Adam Smith, Karl Marx, Joseph Schumpeter, Robert Solow destacaram o papel das idéias na criação de progresso para a humanidade. A partir dos anos 1980, um novo pensamento surge sobre o lugar do conhecimento na geração de riqueza. Essa produção acadêmica renovada trata da inovação tecnológica, da análise das políticas que facilitam ou dificultam sua difusão na economia e da organização das atividades de pesquisa e desenvolvimento que a fundamentam. Nesta coleção, a Editora da UNICAMP leva ao público brasileiro as obras que representam esse novo pensamento. São livros e artigos que já se tornaram clássicos no estudo da inovação e de seus determinantes. O papel central da empresa na inovação, a contribuição essencial do mundo acadêmico no avanço do conhecimento e na formação de cientistas e técnicos, as políticas públicas que podem estimular a inovação tecnológica são alguns de seus temas. Todos eles fundamentais para que o Brasil possa criar políticas efetivas que levem ao desenvolvimento sustentável baseado no conhecimento. MCGUIGAN, James R.; MOYER, R. Charle; HARRIS, Frederick H. deb. Economia de empresas: aplicações, estratégia e táticas. São Paulo: Cengage Learning, p., il. graf., tab. ISBN A economia de empresas preocupa-se com a alocação de recursos e com as decisões estratégicas e táticas tomadas por analistas, gestores e consultores. Suas técnicas procuram cumprir os objetivos da organização da maneira mais eficiente, considerando ao mesmo tempo as limitações explícitas e implícitas para alcançar o(s) objetivo(s). Pensando nisso, este livro é organizado em torno dos temas comuns de rivalidade da linha de produtos e maximização da riqueza do acionista, tendo como principal objetivo proporcionar as ferramentas analíticas e a percepção gerencial essencial para a análise e solução daqueles problemas que possuem consequências econômicas significativas tanto para a empresa quanto para a sociedade. Além disso, a obra enfatiza os usos no mundo real das empresas, aplicando a teoria a diversos casos e exemplos Metodologia Científica DEMO, Pedro. Metodologia científica em ciências sociais. 5. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, p. ISBN O autor situa a pesquisa como a razão mesma de ser da atividade acadêmica. Sem desmerecer a docência e também a atividade de extensão, acentua que estas duas dependem intrinsecamente da pesquisa. Sob este aspecto, é incisivo: "Só tem algo a ensinar aquele que, por meio da pesquisa, construiu uma personalidade própria científica, aquele que tem uma contribuição original; caso contrário, não vai além de narrar aos estudantes o que leu por aí. E se atribuímos à universidade um compromisso com a comunidade em que está inserida, para que não fique apenas na teoria, mas consiga descer à prática, isto se consegue da melhor maneira possível se a intervenção na realidade estiver baseada em pesquisa prévia, porque não se pode influenciar o que não se conhece." Estruturada sobre esta colocação inicial, a primeira parte deste texto cuida do débito social da ciência. Nesta parte, o autor trata de questões mais gerais, onde sobressai a perspectiva da sociologia do conhecimento na demarcação científica, na vigência do argumento de autoridade, na busca da relativização da ciência, na ideia da antimetodologia como contrabalanço à preocupação exagerada e moralista do metodólogo e na discussão em torno da neutralidade.

54 GODOI, Christiane Kleinübing; BANDEIRA-DE-MELLO, Rodrigo; SILVA, Anielson Barbosa da (Org.). Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais: paradigmas, estratégias e métodos. 2. ed. São Paulo: Saraiva, xx, 460 p. ISBN Reúne quinze trabalhos de pesquisadores dedicados à reflexão e à sistematização da prática científica no campo dos estudos organizacionais. Distantes da pretensão de dominação e manipulação dos objetos, os trabalhos admitem o conhecimento científico como autoconhecimento, como processo de reformulação de crenças, e identificam-se com o fato de que a abertura à experiência do saber modifica e constrói o próprio pesquisador. Resultado de cinco anos de planejamento, organização, autorreflexão e interação com os autores, esta publicação nasceu do interesse no debate epistemológico e metodológico no campo organizacional. Situado entre a retomada de textos publicados e a necessidade de prosseguir com textos inéditos, a construção do livro foi acompanhada pela criação lenta e tácita de uma visão qualitativa integrada. Os debates nas sessões de pesquisa dos encontros científicos, nos últimos anos, permitiram, por meio da discussão e da aproximação entre as pessoas, o surgimento da identificação e do entendimento comum entre os autores acerca do objeto do livro: a visão qualitativa nos estudos organizacionais. A concepção das estratégias e métodos de pesquisa propostos na obra indica que compreender fenômenos organizacionais exige práticas que conduzam a construção de um conhecimento intersubjetivo e compreensivo. Portanto, os capítulos tendem a indicar caminhos para examinar as produções significativas dos próprios sujeitos - discursos, relatos, imagens, representações - geradas e construídas por atores, de forma dialógica, revelando experiências vivenciadas em seus próprios contextos sociais e históricos. Destinada a pesquisadores e estudantes que começam a perceber modificações em seus pressupostos durante a realização de pesquisa, questionando suas certezas prévias e produzindo novas concepções, a obra Pesquisa Qualitativa em Estudos Organizacionais introduz a incerteza da compreensão e da interpretação no interior das estratégias e métodos de pesquisa analisados. A intenção dos autores é compartilhar experiências metodológicas de forma sistematizada, mas sem a ilusão de prescrever, uma vez que a criação de práticas de pesquisa é protagonizada pela própria comunidade científica, constituindo a pluralidade metodológica e incentivando o debate epistemológico. MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia cientifica: ciência e conhecimento cientifico, métodos científicos, teoria, hipóteses e variáveis, metodologia jurídica. 6. ed. São Paulo: Atlas, p. ISBN Este texto se apresenta como uma introdução geral à Metodologia Científica. Completase com outro, das mesmas autoras, sobre Técnicas de Pesquisa. Seu propósito fundamental é evidenciar que, embora a ciência não seja o único caminho de acesso ao conhecimento e à verdade, há diferenças essenciais entre o conhecimento científico e o senso comum, vulgar ou popular, resultantes muito mais do contexto metodológico de que emergem do que propriamente do seu conteúdo. Real, contingente, sistemático e verificável, o conhecimento científico, não obstante falível e nem sempre absolutamente exato, resulta de toda uma metodologia de pesquisa, a que são submetidas hipóteses básicas, rigorosamente caracterizadas e subsequentemente submetidas à verificação. Mostrando todo o encadeamento da metodologia do conhecimento científico, é o seguinte o conteúdo deste livro; Ciência e conhecimento científico; Métodos científicos; Fatos, leis e teorias; Hipóteses; Variáveis - elementos constitutivos das hipóteses; Plano de prova: verificação das hipóteses.

55 MICHEL, Maria Helena. Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. 2. ed., atual. e ampl. São Paulo: Atlas, p. ISBN No mundo atual turbulento, mutante e globalizado, o uso de uma metodologia para solucionar problemas e buscar respostas é fundamental tanto na vida acadêmica, como pessoal e profissional. A metodologia científica, que se aplica essencialmente à vida acadêmica, é mais que apreender e utilizar regras de formatação e normalização de um texto escrito; é caminho, busca racional, lógica, visando ao alcance de um objetivo, solução de problemas ou respostas para necessidades e dúvidas. É competência para estabelecer planos de ação, métodos e técnicas adequados para se chegar ao propósito definido. Proposta inovadora, este livro pretende atender professores e alunos da disciplina, qual seja a de se constituir num livro-texto, adequado aos interesses, necessidades e limitações do aluno iniciante na tarefa de criar e estruturar relatos científicos; e aos professores na tarefa de programar e aplicar atividades, como seminários, questões para reflexão e debates, exercícios de fixação e estudos dirigidos. Para os alunos, será importante guia de acompanhamento da disciplina e absorção do conteúdo; para os professores, auxílio eficaz na programação e condução da disciplina. A organização deste livro contemplou duas partes, quais sejam: Parte I - Fundamentos teóricos - onde foram colocados os conceitos teóricos básicos e necessários à elaboração de projetos e trabalhos acadêmicos. Parte II - Tutorial para elaboração de trabalhos acadêmicos - onde foram detalhadas as orientações práticas para elaboração de projetos e trabalhos acadêmicos, passos para elaboração, exemplos, formulários. VERGARA, Sylvia Constant. Métodos de pesquisa em administração. 5. ed. São Paulo: Atlas, vii, 277 p. ISBN Teoria e método são interdependentes. Ambos buscam realizar o objetivo da pesquisa, oferecendo resposta ao problema que suscitou investigação. Consciente embora da relação teoria/método, este livro elege o método e apresenta alguns postos à disposição do pesquisador. A separação da teoria, dá-se aqui, apenas para fins didáticos. Trata-se de um livro prático. Ele está estruturado em 22 capítulos, cada um deles apresentando um método diferente, por ordem alfabética. São eles: análise de conteúdo, análise do discurso, analogias e metáforas, construção de desenhos, desconstrução, etnografia, fenomenologia, foto etnografia, grounded theory, grupos de foco, história oral, historiografia, mapas cognitivos, mapas de associação de ideias, método Delphi, metodologia reflexiva, etnografia, pesquisa-ação, técnicas de complemento, técnicas de construção, teste de evocação de palavras e triangulação. De cada método são explicitadas suas palavras-chaves, suas características principais, como utilizá-lo, além de exemplos de seu uso em pesquisas já publicadas. Na seção sobre como utilizar são apresentados passos básicos e recomendações operacionais para o leitor Política FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade: curso no Collège de France, ( ). 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, p. (Coleção obras de Michel Foucault). ISBN Interrogando-se sobre a pertinência do modelo da guerra para analisar as relações de poder, Michel Foucault procura definir duas formas de poder - o poder disciplinar, que se aplica ao corpo por meio das técnicas de vigilância e das instituições punitivas, e aquele que daí em diante ele denominará o 'biopoder', que se exerce sobre a população, a vida e os vivos. Analisando os discursos sobre a guerra das raças e as narrativas de conquista, Michel Foucault estabelece a genealogia do biopoder e dos racismos de Estado.

56 3.9. Relação Internacional BYERS, Michael. A lei da guerra: direito internacional e conflito armado. [S.l.]: Record, p. ISBN O direito internacional que regulamenta o emprego da força militar tem sido objeto recente de intenso debate público. Sob que condições é apropriado, ou necessário, para um país, usar a força mediante a impossibilidade das relações diplomáticas? Michael Byers examina a história do conflito armado e o direito internacional por meio de uma série de estudos de casos desde o incidente do Caroline, em 1837, aos abusos de detentos iraquianos praticados pelas forças armadas norte-americanas. O autor explora as controvérsias legais que rondaram as intervenções de 1999 e 2001 em Kosovo e no Afeganistão e a guerra de 2003 no Iraque, além do desenvolvimento das leis humanitárias da batalha de Solferino até os dias de hoje e do papel dos tribunais de crimes de guerra e da Corte Criminal Internacional. Este livro pretende proporcionar aos leitores que não são especialistas em direito um apanhado de fácil compreensão sobre as leis que governam o uso da força nas questões internacionais, a partir da análise de acontecimentos políticos recentes, especialmente a predominância militar dos Estados Unidos, no contexto da relação intrínseca entre a política global e o direito internacional. A 'Lei da Guerra' é um fascinante estudo sobre um tópico absolutamente essencial para a compreensão da história militar mundial e da configuração do mundo atual. INTERNATIONAL relations and security in the digital age. London; New York : Routledge, xx, 230 p. (Routledge advances in international relations and global politics; v. 52). ISBN This book examines the impact of the information revolution on international and domestic security, attempting to remedy both the lack of theoretically informed analysis of information security and the US-centric tendency in the existing literature. International Relations and Security in the Digital Age covers a range of topics, including: critical infrastructure protection, privacy issues, international cooperation, cyber terrorism, and security policy. It aims to analyze the impact of the information revolution on international and domestic security; examine what existing international relations theories can say about this challenge; and discuss how international relations theory can be developed to better meet this challenge. The analysis suggests that Liberalism focus on pluralism, interdependence and globalization, Constructivism emphasis on language, symbols and images (including virtuality), and some elements of Realist strategic studies (on the specific topic of information warfare) contribute to a better understanding of digital age security. This book will be of interest to students of security studies, globalization, international relations, and politics and technology.

57 4. ENGENHARIA & TECNOLOGIA 4.1. Engenharia PLUMMER, James D.; DEAL, Michael D.; GRIFFIN, Peter B. Silicon VLSI technology: fundamentals, practice, and modeling. Upper Saddle River, NJ: Prentice Hall, xiv, 817, il. graf., form. (Prentice Hall electr onics and VLSI series). ISBN Unique in approach, this book provides an integrated view of silicon technology--with an emphasis on modern computer simulation. It describes not only the manufacturing practice associated with the technologies used in silicon chip fabrication, but also the underlying scientific basis for those technologies. Modern CMOS Technology. Crystal Growth, Wafer Fabrication and Basic Properties of Silicon Wafers. Semiconductor Manufacturing--Clean Rooms, Wafer Cleaning and Gettering. Lithography. Thermal Oxidation and the Si/SiO2 Interface. Dopant Diffusion. Ion Implantation. Thin Film Diffusion. Etching. Backend Technology. For anyone interested in Fabrication Processes. keep visiting our site to download Engineering free pdf books by rapidshare mediafire and to get Silicon VLSI Technology: Fundamentals, Practice, and Modeling fro megaupload or torrent Inovação DRUCKER, Peter F. Inovação e espírito empreendedor: (entrepreneurship) : prática e princípios. 14. reimpr. São Paulo: Cengage Learning, p. ISBN Para Drucker, a criatividade não depende de inspiração, mas de estudo árduo, de um ato de vontade. Assim como a pesquisa sistemática pode resultar na invenção, também pode - e precisa - haver uma busca premeditada de oportunidades para inovar. Entre os tópicos abordados, destacam-se "A Inovação Deliberada e as Sete Fontes de Oportunidade Inovadora", "A Idéia Brilhante" e "Os Princípios de Inovação". FREEMAN, Christopher. Systems of innovation: selected essays in evolutionary economics. Cheltenham, UK; Northampton, MA: Edward Elgar, xix, 257. Includes bibliographical references and index. ISBN X Books on innovation have proliferated in the last quarter of a century, during what the author describes as 'the Schumpeterian Renaissance'. This volume provides an authoritative account of many of these new developments and represents the foundation of much ongoing research on innovation. This superlative set of essays by Chris Freeman, founder of SPRU and one of the pioneers of innovation studies, will be of interest to anyone wanting to gain a deeper understanding of technical and social change. The widescope lens of the author covers topics ranging from business cycles, through National Systems of Innovation to the information technology paradigm. Having this valuable material in a single volume will be welcomed by all those involved in the economics of innovation, be it in theory, policy or practice.

58 FAGERBERG, Jan; MOWERY, David C.; NELSON, Richard R. (Ed.). The Oxford handbook of innovation. Oxford; New York : Oxford University Press, xviii, 656 p. ISBN "This handbook looks to provide academies and students with a comprehensive and holistic understanding of the phenomenon of innovation. Innovation spans a number of fields within the social sciences and humanities: Management, Economies, Geography, Sociology, Policy Studies, Psychology, and History. Consequently, the rapidly increasing body of literature on innovation is characterized by a multitude of perspectives based on, or cutting across, existing disciplines and specializations. Scholars of innovation can come from such diverse starting points that much of this literature can be missed, and so constructive dialogs missed." KIM, Linsu. Da imitação a inovação: a dinâmica do aprendizado tecnológico da Coréia. Campinas, SP: Universidade Estadual de Campinas, p. (Clássicos da inovação). ISBN De país pobre e subdesenvolvido até o início da década de 1960, a Coréia do Sul passou a ser um dos mais avançados e prósperos do mundo. O aprendizado tecnológico e o progresso técnico endógeno são fatores fundamentais dessa transformação. Este livro relata como e por que isso se deu, analisando vários ramos industriais, identificando os principais fatores responsáveis pelo processo e discutindo não apenas suas consequências, mas também as possibilidades de outros países virem a valer-se do mesmo modelo. LUNDVALL, Bengt-Ake (Ed.). Handbook of innovation systems and developing countries: building domestic capabilities in a global setting. Cheltenham, Glos, UK; Northamption, MA, USA: Edward Elgar, xiv, 395 p., il. tab., graf,. ISBN The innovation systems (IS) approach emerged as a theoretical framework in the industrialized world in the mid-1990s to explain innovation and growth in the developed world. This Handbook is the first attempt to adapt the IS approach to developing countries from a theoretical and empirical viewpoint. The Handbook brings eminent scholars in economics, innovation and development studies together with promising young researchers to review the literature and push theoretical boundaries. They critically review the IS approach and its adequacy for developing countries, discuss the relationship between IS and development, and address the question of how it should be adapted to the realities of developing nations. Spanning national, sectoral and regional innovation systems across Asia, Latin America and Africa, and written by the world s leading scholars within the field, this comprehensive Handbook will strongly appeal to academics, researchers and students with an interest in innovation and technology in developing countries.

59 4.3. Informática, Ciência e Tecnologia da computação e Informação ERL, Thomas. SOA: principles of service design. Upper Saddle River, NJ: Prentice Hall, xxxii, 573 p., il. graf. ISBN There are very few who understand SOA like Thomas Erl does! The principle centric description of service orientation from Thomas canonizes the underpinnings of this important paradigm shift in creating agile and reusable software capabilities. The principles, so eloquently explained, leave little room for any ambiguity attached to the greater purpose of SOA. Most organizations today are creating services in a bottoms-up approach, realizing composition and reuse organically. The time is ripe for a book like this that prepares architects for a principle centric approach to SOA. Hanu Kommalapati, Architect, Microsoft Corporation Outstanding SOA literature uniquely focused on the fundamental services design with thorough and indepth study on all practical aspects from design principles to methodologies. This book provides a systematic approach for SOA adoption essential for both IT management and professionals. Robin Chen, PhD, Google, Inc. Thomas Erl s books are always densely filled with information that s well structured. This book is especially insightful for Enterprise Architects because it provide s great context and practical examples. Part 1 of the book alone is worth getting the book for. ERL, Thomas (Ed.). SOA governance: governing shared services on-premise and in the cloud. Upper Saddle River, NJ: Prentice Hall, xxxiv, 663 p. ISBN The Definitive Guide to Governing Shared Services and SOA Projects SOA Governance: Governing Shared Services On-Premise and in the Cloud is the result of a multi-year project to collect proven industry practices for establishing IT governance controls specific to the adoption of SOA and service-orientation. Authored by world-renowned experts in the fields of SOA, IT governance, and cloud computing, this comprehensive book provides clear direction as to what does and does not constitute SOA governance and then steps the reader through the most important industry governance practices, as they pertain to individual SOA project lifecycle stages. With a consistent, vendor-neutral focus, and with the help of case study examples, the authors demonstrate how to define and position precepts, organizational roles, processes, standards, and metrics. Readers benefit from thorough and visually depicted cross-references and mapping between roles, processes, precepts, and project stages, enabling them to fully explore dynamics and dependencies and thereby learn how to use these governance controls to create their own custom SOA governance systems. This important title will be valuable to every practitioner concerned with making SOA work, including senior IT managers, project managers, architects, analysts, developers, administrators, QA professionals, security specialists, and cloud computing professionals. ERL, Thomas. Service-oriented architecture: a field guide to integrating XML and Web services. Upper Saddle River, NJ: Prentice Hall Professional Technical Reference, xx, 536 p., il. graf. ISBN The emergence of key second-generation Web services standards has positioned serviceoriented architecture (SOA) as the foremost platform for contemporary business automation solutions. The integration of SOA principles and technology is empowering organizations to build applications with unprecedented levels of flexibility, agility, and sophistication (while also allowing them to leverage existing legacy environments). This guide will help you dramatically reduce the risk, complexity, and cost of integrating the many new concepts and technologies introduced by the SOA platform. It brings together the first comprehensive collection of field-proven strategies, guidelines, and best practices for making the transition toward the service-oriented enterprise. Writing for architects, analysts, managers, and developers, Thomas Erl offers expert advice for making strategic decisions about both immediate and long-term integration issues. Erl addresses a broad spectrum of integration challenges, covering technical and design issues, as well as strategic planning.

60 ESCHEN, Rainer. ICEfaces 1.8: next generation enterprise Web development : build Web 2.0 applications using Ajax Push, JSF, Facelets, Spring, and JPA. Revisão de Ted Goddard, Dhrubojvoti Kayal. Birmingham, UK: Packt Pub., vi, 272 p., il. grav., tab. ISBN ICEfaces is an Enterprise AJAX framework which allows you to develop modern Web 2.0 applications, using AJAX to implement desktop-like behavior. The integration and handling of such frameworks is a challenge, but ICEfaces is the first enterprise AJAX framework that places the integration aspect at the center of its design. All this is based on a programming model that does not need to write a single line of JavaScript.You may already be aware that modern web applications are now more commonly modeled around desktop-like implementations. By following the development of a real-world application, you will see how best to use ICEfaces components to customize the interface layout, navigation, data presentation and data creation to achieve the efficient, modern, web application that you've always dreamed of!icefaces is an innovative enterprise AJAX framework which allows you to build modern web 2.0 applications. By breaking away from the traditional request-response model and using AJAX push with ICEfaces, you can have bidirectional communication between browser and server, improving performance.this new paradigm requires the mixing of client-side and server-side programming concepts which can raise maintenance efforts so that the integration of corresponding frameworks is still a challenge. This book will show you how to use the programming model to full effect in order to dramatically ease development.you can enhance your application with ICEfaces components which are implemented in Facelets applications. This book shows you how to use and design new components and to implement components without extending existing JSF component classes. You will learn how to combine ICEfaces tags and write a simple backing bean for components and learn how to modify this technology for reuse in the frontend.create your first enterprise Web application with a desktoplike user interface.what you will learn from this book :Implement the principles of modern Web application design using the ICEfaces enterprise AJAX framework.design enterprise-ready components with FaceletsCreate AJAX applications without using JavaScriptIntegrate modern frontend development into your JEE stack using JSF, Facelets, Spring, JPACustomize your application using ICEfaces' skinning and multilingual presentation featuresdevelop server side rendering and create your own monitoring tool with AJAX PushImprove the user's experience with popup dialogs, a progress bar, auto-complete and drag and drop.approachusing this book, you will develop a full-blown Web application in a step-by-step tutorial. The application is a component showcase that you can use as a reference implementation for your own projects. The application also includes advanced enterprise components implemented in Facelets technology.who this book is written forif you are an enterprise developer who wants to add the latest Web 2.0 features to a JSF project this book is for you. You need a basic knowledge of the Spring Framework configuration through annotations and the usage of JPA annotations. KEITH, Mike; SCHNICARIOL, Merrick. Pro JPA 2: mastering the Java Persistence API. Nova York: Apress: Distributed to the Book trade worldwide by Springer-Verlag New York, xxv, 503 p., il. graf. ISBN I can't believe it has been three years since we published the first ever book on JPA 1.0, Pro EJB 3: Java Persistence API. We received so many great remarks and compliments that before saying anything else we would first like to thank all of you who communicated your comments to us. Your feedback on the book was overwhelming, and we have been truly humbled by the response. We created this second edition in the hopes that just as many will benefit from this one, too. We have chosen to rename the book for the obvious reason that JPA is no longer a child of EJB, and because JPA is all grown up and deserves its own title. However, it was not without some hesitation that we did so. We didn't want people to think that this book was only about JPA 2.0, or that someone couldn't pick it up and learn JPA from it. We have indeed tried to keep that aspect of it intact, and still believe it to be a perfectly suitable book from which a novice can learn JPA. For those of you that are more experienced, or that bought and read the last book, we have tried to maintain all of the material from the first edition. We did reorganize it a little, however, to better align with the two new chapters and

61 additional feature discussions merged into the other chapters. One of the goals of the last edition was to keep the book as short and concise as we could make it, but no shorter. We tried very hard to size it so that we could say as much as we felt was worth saying, but still ensure the book would comfortably fit in your carrying bag for reading on the bus or train. However, to be able to keep as much of the material from the first edition as we could, but add two more chapters and many more features, seemed like a tall order indeed. The annotation reference became a casualty of that quest, since we couldn't justify using the page space for something that you could just as easily find online. We're hoping that our bus and train readers, or any others that may be reading in offline mode, won't curse us later for removing it. The JPA 1.0 specification took a long time to complete, but JPA 2.0 took even longer. We are not sure if it was because in the first round we left out the features that were the hardest to standardize, or if it was because we just didn't work as efficiently in the second round. Whatever the reason, it was a long road, but we have finally arrived with a specification that fills in many of the gaps that 1.0 left open. Now comes the fun part, when people can start using it. We have enjoyed the challenge of deciding how best to present JPA 2.0 to you and hope that you will also find enjoyment using it. LEONARD, Anghel. JSF 2.0 cookbook: over 100 simple but incredibly effective recipes for taking control of your JSF applications. Birmingham, UK: Packt Pub., p., il. graf. ISBN The JSF 2.0 Cookbook contains step-by-step instructions for JSF users to build desktopstyle interfaces in their own web applications. The book is designed so that you can refer to it chapter by chapter, or you can look at the list of recipes and read them in no particular order. This book is for two types of audience: Newcomers who know the basics of JSF but are yet to develop real JSF applications. JSF developers who have previous experience but are lacking best practices and a standard way of implementing functionality LUCKOW, Décio Heinzelmann; MELO, Alexandre Altair de. Programação Java para a web. São Paulo: Novatec, p., il. tab. ISBN Programação Java para a Web é um livro inovador, com enfoque extremamente prático, que mostra passo a passo como desenvolver uma aplicação web utilizando a linguagem Java e as tecnologias mais poderosas e populares no arsenal dos desenvolvedores, como JavaServer Faces e Hibernate. A metodologia do aprendizado é baseada no projeto de uma aplicação financeira pessoal completa, do início ao fim, em que serão abordadas várias técnicas de desenvolvimento em cada etapa do projeto, desde as mais tradicionais e conhecidas até as mais modernas, utilizando Web 2.0. Tudo isso sem abrir mão de uma arquitetura bemdefinida e baseada no modelo MVC. O conteúdo deste livro inclui desde a preparação do ambiente de desenvolvimento, com Tomcat, MySQL e Eclipse, até a entrega do sistema completo final, funcional e fácil de entender, que poderá ser adaptado às suas necessidades. Abordam os requisitos básicos de um sistema construído de forma profissional, como criação de interfaces web, gravação em banco de dados, segurança, internacionalização, geração de gráficos, relatórios em PDF, web services e busca de informações em meios externos. A obra destina-se tanto a iniciantes no desenvolvimento de sistemas na plataforma Java quanto a programadores experientes que desejam conhecer as técnicas e ferramentas mais atuais e poderosas utilizadas pela comunidade de desenvolvedor Java. As soluções apresentadas nesta obra podem ser utilizadas na construção de outros sistemas. O livro aborda os seguintes assuntos: - Desenvolvimento Web usando JavaServer Faces com Ajax - Gravação e consulta em banco de dados usando Hibernate - Segurança de acesso e controle de usuários com Spring Security - Estilos com CSS e uso de templates - Envio de e integração com o Google Gmail - Construção de relatórios com ireports e JasperReports - Integração com o Yahoo! Finance para obtenção de gráficos e cotação de ações da Bovespa - Como tornar sua aplicação multi-idiomas - Modelagem e uso de web services - Geração de gráficos

62 MARCHIONI, Francesco. JBoss AS 7 configuration, deployment, and administration: build a fully-functional, efficient application server using JBoss AS. Birmingham, U.K.: Packt Pub., vii, 358 p. (Community experience distilled). ISBN As the Java EE standard has evolved and matured, the API has become increasingly rich and complex. The next generation of application servers needs to be modular and configurable to run only specific services or containers. JBoss AS 7 promises to meet those requirements but the configuration of a complex application server is composed of a mix of administrative and management tasks which often overlap, generating confusion. JBoss AS 7 Configuration, Deployment and Administration will give you an expert's understanding of every component that makes up the JBoss application server, and will show you how to use them, helping you to dramatically cut down the learning curve for this exciting product.this book will guide you through configuration, management, deployment and advanced administration in a logical order to avoid the common pitfalls of setting up a new AS. The book dives into the new application server structure and shows you how to install it. You will learn how to configure the core AS services, including thread pools, the messaging system, and the transaction service. Finally, you will learn how to deploy and manage your applications and then tune the performance of your AS to achieve an efficient, indispensable application server. NASCIMENTO, José Antonio Machado do; AMARAL, Suely Angélica do. Avaliação de usabilidade na Internet. Brasília: Thesaurus, p., il. tab. Inclui bibliografia. ISBN Disponível em: <http://www.thesaurus.com.br/download.php?codigoarquivo=343>. Acesso em: 22 mar Assunto fascinante e desafiador, a usabilidade, conjunto de métodos e técnicas estruturadas que verificam a efetividade e eficácia de um sistema de informação, é fundamental em projetos como websites, portais corporativos, e-commerce, Internet banking, bibliotecas virtuais, entre outros, que precisam aliar a satisfação de usuários e a conquista de novos mercados e clientes à economia de recursos. O livro privilegia a assimilação do conhecimento sobre usabilidade ao abordar conceitos e a história da usabilidade e ergonomia, a evolução das interfaces gráficas e do webdesign, o panorama da Interação Humano-Computador no Brasil e suas relações com o sistema humano de processamento de informações, assim como os métodos e técnicas de avaliação de usabilidade que podem ser utilizados por gestores, desenvolvedores e usuários. De forma didática, os autores apresentam um estudo de caso que serve de base para a elaboração do relatório de avaliação de usabilidade e modelos dos instrumentos de coleta de dados utilizados na aplicação dos métodos e técnicas descritos. A obra vem preencher uma lacuna na literatura sobre usabilidade, não apenas para atender os estudiosos na academia, mas também para instrumentalizar as práticas de avaliação de usabilidade no mercado profissional. O livro é indicado para professores, estudantes, bibliotecários, gestores de projetos, desenvolvedores web e outros profissionais que se interessam pela informação disponível na Internet, em especial os envolvidos diretamente com as tecnologias da informação. REZENDE, Denis Alcides. Planejamento de sistemas de informação e informática: guia prático para planejar a tecnologia da informação integrada ao planejamento estratégico das organizações. 4. ed. São Paulo: Atlas, xv,179 p. ISBN Apresenta conceitos, modelos e formas de aplicação do planejamento estratégico organizacional, planejamento dos sistemas de informação, dos sistemas de conhecimentos e da informática ou tecnologia da informação nas organizações privadas e públicas. Para contribuir com a inteligência organizacional, a obra apresenta modelos de integração e de alinhamento do planejamento estratégico das organizações com o planejamento da tecnologia da informação

63 por meio de metodologias de elaboração desses planejamentos. Seu objetivo principal é descrever partes, fases, subfases e produtos da metodologia para desenvolvimento do planejamento de sistemas de informação, conhecimentos e informática ou tecnologia da informação nas organizações, detalhando de forma objetiva a visão moderna e a aplicação adequada de um guia prático de planejamento da tecnologia da informação integrada aos objetivos, estratégias e ações organizacionais para contribuir de maneira efetiva com os CIOs (Chief Information Officer) e os CEOs (Chief Executive Officer) das organizações. Embora esteja transcrita nesta obra grande parte das experiências vivenciadas pelo autor desde 1980, nas pesquisas acadêmicas, nas salas de aula e nos recentes projetos de consultoria em organizações de diversos segmentos, especificamente este livro foi escrito e praticado ao longo destes últimos anos. A quarta edição foi preparada a partir de ampla revisão do texto fortalecida pelas sugestões das organizações que elaboraram o projeto aqui proposto e pelas inúmeras contribuições dos leitores e professores que adotaram a metodologia descrita nesta obra. A metodologia sugerida foi complementada com o conceito de Fase 0 de Projeto. Livro-texto para as disciplinas de graduação e pós-graduação de Planejamento Estratégico de Informações, Planejamento da Tecnologia da Informação, Plano Diretor de Informática, Gestão de Informações, Gestão do Conhecimento, Gerência de Informática, Gestão da Tecnologia da Informação e Sistemas de Informações. RUBINGER, Andrew Lee; BURKE, Bill. Enterprise JavaBeans th ed. Sebastopol: O'Reilly Media, p., il. graf. ISBN Learn how to code, package, deploy, and test functional Enterprise JavaBeans with the latest edition of this bestselling guide. Written by the developers of JBoss EJB 3.1, this book not only brings you up to speed on each component type and container service in this implementation, it also provides a workbook with several hands-on examples to help you gain immediate experience with these components. With version 3.1, EJB's serverside component model for building distributed business applications is simpler than ever. But it's still a complex technology that requires study and lots of practice to master. Enterprise JavaBeans 3.1 is the most complete reference on this specification. You'll find a straightforward, no-nonsense explanation of the underlying technology, including Java classes and interfaces, the component model, and the runtime behavior of EJB. - Develop your first EJBs with a hands-on walkthrough of EJB 3.1 concepts - Learn how to encapsulate business logic with Session Beans and Message-Driven Beans - Discover how to handle persistence through Entity Beans, the EntityManager, and the Java Persistence API - Understand EJB's container services such as dependency injection, concurrency, and interceptors - Integrate EJB with other technologies in the Java Enterprise Edition platform - Use examples with either the JBossAS, OpenEJB, or GlassFish v3 EJB Containers SIERRA, Kathy; BATES, Bert. Use a cabeça!: JavaTM. 2. ed. Rio de Janeiro: Alta Books, p., il. tab., graf., grav. (Use a cabeça). ISBN 'Use a cabeça! - Java' é uma experiência de aprendizado em programação orientada a objetos (OO) e Java. Projetado de acordo com princípios de aprendizado mentalmente amigáveis, este livro procura mostrar desde aspectos considerados básicos da linguagem a tópicos avançados que incluem segmentos, soquetes de rede e programação distribuída. Alguns conteúdos - A linguagem Java; Desenvolvimento orientado a objetos; Criação, teste e implantação de aplicativos; Uso da biblioteca do API Java; Manipulação de exceções; Uso de vários segmentos; Programação de GUI com o Swing; Rede com RMI e soquetes; Conjuntos e tipos genéricos.

64 6. LÍNGUISTICA, LETRAS, ARTES E LITERATURA 6.1. Literatura ANDRADE, Oswald de; NUNES, Benedito. A utopia antropofágica. 4. ed. São Paulo: Globo, p. (Oswald de Andrade obras completas). ISBN Reúne textos de Oswald de Andrade dos anos 1920 aos anos Trata-se de manifestos, uma entrevista, uma comunicação para um congresso de filosofia, duas teses para concurso, uma série de dez artigos de jornal e outros cinco artigos. A obra apresenta manifestos que propõem a valorização do elemento nacional e do primitivo, revisitando-os na esteira das vanguardas europeias, na entrevista ele diferencia 'seriedade' de 'sisudez' e nas teses apresentadas ele critica o patriarcado e defende o matriarcado, relacionando-os à vida primitiva e à civilização, discutindo as ideias de Kierkegaard, Marx, Freud e Sartre. ASSIS, Machado de; GLEDSON, John (Org.). 50 contos. 10. reimpressão. São Paulo: Companhia das Letras, p. ISBN Um homem que tem o estranho prazer de torturar ratos, e encara a morte da mulher com a mesma satisfação; outro que, abandonado numa fazenda, se olha num espelho e descobre que seu reflexo desapareceu; uma mulher tão obcecada em esconder a idade que impede a filha de se casar; um afortunado compositor de melodias populares que deseja desesperadamente escrever música clássica; um rapazinho de quinze anos que se deixa empolgar pela visão dos braços de uma mulher mais velha; um casal empobrecido que adora dançar e termina esbanjando numa festa o prêmio ganho na loteria. Essas são algumas das situações e personagens desta nova antologia de contos de Machado de Assis, que inclui textos famosos, mas também escolhas menos usuais, além de uma apresentação convidativa e de notas esclarecedoras. Seja você um aficionado pela obra de Machado ou apenas um entusiasta da boa literatura, a amplitude e sutileza destes escritos, o prazer que se extrai da maneira como as histórias são contadas e da observação de pequeno detalhe vão fazê-lo ler, reler e redescobrir o maior escritor brasileiro. Carlos Drummond de Andrade dizia que ler Machado de Assis era uma tentação permanente, quase como um vício a que tivesse de resistir: não há melhor lugar para se dedicar a esse vício do que este livro. AZEVEDO, Aluísio. O cortiço. São Paulo: Atelie, p., il. (Coleção Clássico Ateliê). ISBN No Rio de Janeiro do final do Império, o cotidiano miserável de uma habitação coletiva. Em seus cubículos amontoam-se os desfavorecidos e marginalizados da sociedade, com suas agruras e percalços na luta pela sobrevivência. Além do texto estabelecido conforme a última edição em vida do autor contém iconografia histórica e notas de rodapé. Traz também um ensaio de apresentação que oferece argumentos para uma nova leitura do romance.

65 A ZEVEDO, Álvares de. Noite na taverna: texto integral. 3. ed. São Paulo: Martin Claret, p. (Coleção a obra-prima de cada autor; v. 144). ISBN Noite na Taverna (1855) é uma série de histórias fantásticas e trágicas, impregnadas de angústia e morbidez. Macário, talvez a obra-prima do autor, é um drama dividido em dois episódios- o primeiro decorre numa estalagem de estrada, e o segundo na Itália. BATISTA, Eike. O X da questão. Rio de Janeiro: Sextante, p. ISBN O empreendedor brasileiro Eike Batista narra suas aventuras desde os maiores sucessos até as experiências que não deram certo e os erros cometidos no curso de projetos vitoriosos. Há lugar também para o que ele qualifica como 'estresses' que o fizeram crescer, a começar pela asma na infância. Eike Batista expõe ainda o arsenal teórico que está na origem de seus negócios. CORTELLA, Mario Sergio. Qual é a tua obra?: inquietações propositivas sobre gestão, liderança e ética. 19. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, p. ISBN A ideia de trabalho como castigo precisa ser substituída pelo conceito de realizar uma obra... Enxergar um significado maior na vida aproxima o tema da espiritualidade do mundo do trabalho. Este é um texto sobre as inquietações do mundo corporativo. Neste livro o autor procura desmistificar conceitos e pré-conceitos, e define o líder espiritualizado, como aquele que reconhece a própria obra e é capaz de edificá-la, buscando o significado das coisas. ISAACSON, Walter. Steve Jobs: a biografia. São Paulo: Companhia das Letras, p., il. fotos (preto e branco). ISBN Este livro, baseado em mais de quarenta entrevistas com Steve Jobs - e entrevistas com familiares, amigos, colegas, adversários e concorrentes -, narra a vida deste empresário, cuja paixão pela perfeição e cuja energia contribuíram para seis indústrias - a computação pessoal, o cinema de animação, a música, a telefonia celular, a computação em tablet e a edição digital.

66 LISPECTOR, Clarice. Laços de família: contos. Rio de Janeiro: Rocco, p. ISBN Esta obra reúne contos onde as personagens - sejam adultos ou adolescentes - debatem-se nas cadeias de violência que podem emanar do círculo doméstico. Homens ou mulheres, os laços que os unem são, em sua maioria, elos familiares ao mesmo tempo de afeto e de aprisionamento. Clarice Lispector trata à solidão, a morte, a incomunicabilidade e os abismos da existência através da rotina de dona-de-casa, do mergulho em uma festa familiar nos 89 anos da matriarca, da domesticação da natureza tida como mais selvagem das mulheres, ou dos pequenos crimes cometidos contra a consciência, como o drama do professor de Matemática diante do abandono e da morte de um animal. LISPECTOR, Clarice. A Paixão segundo G. H.: romance. Rio de Janeiro: Rocco, p. ISBN Esta obra conta o pensar e o sentir de G.H., a protagonista-narradora que despede a empregada doméstica e decide fazer uma limpeza geral no quarto de serviço, que ela supõe imundo e repleto de inutilidades. Após recuperar-se da frustração de ter encontrado um quarto limpo e arrumado, G.H. depara-se com uma barata na porta do armário. Depois do susto, ela esmaga o inseto e decide provar seu interior branco. MEIRELES, Cecília. Romanceiro da inconfidência. 9. ed. São Paulo: Global, p. ISBN Este livro traz um poema (na verdade formado por vários poemas que também podem ser lidos isoladamente) que busca recriar os dias de angústia e esperança do final da década de 1780, em que um grupo de intelectuais mineiros sonhou se libertar do domínio colonial português, e o desastre que se abateu sobre as suas vidas e a de seus familiares. PRADO, Adélia. Bagagem. 3. ed. Rio de Janeiro: Record, p. ISBN Adélia Prado é uma das mais respeitadas poetisas brasileiras. E foi com esta sua obra de estreia, publicada pela primeira vez em 1976, que a autora deu as primeiras mostras de seu admirável talento. Os poemas de 'Bagagem' nasceram de um período em que Adélia escrevia incessantemente. Apesar de muitos e variados, abordando temas tão diversos quanto o amor carnal, o amor divino, a vocação do poeta, as cores e as dores da vida, os textos possuem uma unidade, uma fala peculiar.

67 PRIGOGINE, Ilya. O Fim das certezas: tempo, caos e as leis da natureza. Colaboração de Isabelle Stengers. 2. ed. São Paulo: Universidade Estadual Paulista, p., il. grav. ISBN Ilya Prigogine trata, nesta obra, das mudanças do conceito de tempo no âmbito da ciência contemporânea. Com base em considerações sobre o nascimento do tempo e sobre a matéria-energia que dele decorre, Prigogine alude a uma ciência dos processos irreversíveis, que está apenas começando, ciência capaz de pensar fenômenos como a idade do universo e mesmo a 'morte térmica', que seria o elemento indutor da origem do mundo. SARAMAGO, José. Claraboia: romance. São Paulo: Companhia das Letras, p. ISBN Primavera de Um prédio de seis apartamentos numa rua modesta de Lisboa é o cenário principal das histórias simultâneas que compõem este romance. Dramas cotidianos de moradores como Lídia, uma bela mulher sustentada pelo amante misterioso, e Abel, um jovem outsider à procura de um sentido para a vida, se contrapõem ao árduo cotidiano dos outros moradores. As narrativas paralelas do livro são organizadas segundo as divisões internas do prédio, do térreo ao segundo andar. VERISSIMO, Luis Fernando. Diálogos impossíveis. Rio de Janeiro: Objetiva, Nesta obra o autor apresenta crônicas que perseguem o absurdo que marca a existência humana - seja no diálogo imaginário de Don Juan tentando seduzir a própria Morte ou na conversa cotidiana de um casal que se desentende na hora de dormir Redação SQUARISI, Dad. A arte de escrever bem: um guia para jornalistas e profissionais do texto. São Paulo: Contexto, p. ISBN Escrever é fundamental. Afinal, quem, nos dias de hoje, não precisa mandar mensagens pelo correio eletrônico, escrever relatórios, fazer vestibular, ou produzir uma matéria jornalística? Este livro, inicialmente destinado a jornalistas e profissionais do texto, é claro e bem humorado. Donas de texto impecável, agradável e atual, Dad Squarisi e Arlete Salvador mostram como é possível redigir de modo adequado e elegante.

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOPU DE 09/07/01 PLANO DE CURSO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOPU DE 09/07/01 PLANO DE CURSO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOPU DE 09/07/01 Componente Curricular: TECNOLOGIA DE GESTÃO EM ADMINISTRAÇÃO Código: ADM-151 CH Total: 60 HRS. Pré-requisito: --- Período

Leia mais

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES:

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: A Teoria das Organizações em seu contexto histórico. Conceitos fundamentais. Abordagens contemporâneas da teoria e temas emergentes. Balanço crítico. Fornecer aos mestrandos

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL

ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Cesar Aparecido Silva 1 Patrícia Santos Fonseca 1 Samira Gama Silva 2 RESUMO O presente artigo trata da importância do capital

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 ÁREAS DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA O Programa Pós-Flex da Universidade Positivo possui 15 cursos voltados para

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Marketing

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Marketing Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Marketing Apresentação Em uma economia globalizada e extremamente competitiva, torna-se cada vez mais imprescindível a visão estratégica

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE EMPRESAS CONSTRUTURAS DE PEQUENO PORTE

SISTEMA DE GESTÃO DE EMPRESAS CONSTRUTURAS DE PEQUENO PORTE SISTEMA DE GESTÃO DE EMPRESAS CONSTRUTURAS DE PEQUENO PORTE MOURA, Adilson Tadeu Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva BILESKY, Luciano Rossi Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva

Leia mais

MBA BPM - Business Process

MBA BPM - Business Process MBA BPM - Business Process Management BPM - Business Process Management O curso busca fundamentar o profissional na gestão de processos, provendo-lhe uma visão geral dos conceitos e princípios do que é

Leia mais

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT Conhecimento para a ação em organizações vivas CONHECIMENTO O ativo intangível que fundamenta a realização dos seus sonhos e aspirações empresariais. NOSSO NEGÓCIO EDUCAÇÃO

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com PROJETO VITRINE Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com Amarildo Melchiades da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF xamcoelho@terra.com.br

Leia mais

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016 A Fundação de Rotarianos de São Caetano do Sul - ROTARY Colégio Eduardo Gomes objetivando o desenvolvimento profissional de seus associados e seus familiares estabeleceu parceria educacional com a Fundação

Leia mais

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Apresentação Previsão de Início Julho/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O curso de Comunicação Organizacional

Leia mais

Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão

Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão Turmas de Agosto de 2014 Início das Aulas: 18/08/2014 Termino das Aulas: 31/08/2015 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às 22h30

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO O Curso de Secretariado Executivo das Faculdades Integradas de Ciências Exatas Administrativas e Sociais da UPIS, reconhecido pelo MEC desde 1993, pela Portaria 905, de 24.06,1993,

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10. Componente Curricular: Tecnologia de Gestão em Administração

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10. Componente Curricular: Tecnologia de Gestão em Administração C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: Tecnologia de Gestão em Administração Código: ENGP - 550

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Projetos tem por fornecer conhecimento teórico instrumental que

Leia mais

CURSO ENGENHARIA ELÉTRICA Reconhecido pela Portaria MEC nº 651 de 10.12.13, DOU de 11.12.13 PLANO DE CURSO

CURSO ENGENHARIA ELÉTRICA Reconhecido pela Portaria MEC nº 651 de 10.12.13, DOU de 11.12.13 PLANO DE CURSO CURSO ENGENHARIA ELÉTRICA Reconhecido pela Portaria MEC nº 651 de 10.12.13, DOU de 11.12.13 Componente Curricular: Tecnologia de Gestão em Administração Código: ENGP - 550 Pré-requisito: ------- Período

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Osmar Mendes 1 Gilberto Raiser 2 RESUMO Elaborar uma proposta de planejamento estratégico é uma forma de criar um bom diferencial competitivo, pois apresenta para a organização

Leia mais

PLANO DE ENSINO-APRENDIZAGEM (PEA)

PLANO DE ENSINO-APRENDIZAGEM (PEA) PLANO DE ENSINO-APRENDIZAGEM (PEA) I. IDENTIFICAÇÃO CURSOS Administração de Empresas PERÍODO 5º SEMESTRE 1 Sem 2012 DISCIPLINA Sistemas de Produção Código: SA063 TURMAS CARGA HORÁRIA 60 horas PROFESSOR(A)

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Pessoas tem por objetivo o fornecimento de instrumental que possibilite

Leia mais

DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO

DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO PROCESSO SELETIVO DE MONITORIA - EDITAL Nº08/2013.2 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO Conteúdo Programático: UNIDADE I: O Universo Organizacional

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com.

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com. A pós-graduação é fundamental para manter-se bem colocado no mercado de trabalho e para aperfeiçoar competências profissionais. Além de enriquecer o currículo, este tipo de especialização ajuda a melhorar

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Engenharia de Software Orientada a Serviços

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Universidade Metodista de São Paulo Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Fábio França Maria Aparecida Ferrari Maio de 2006 1 Tradição

Leia mais

MBA em gestão de negócios

MBA em gestão de negócios MBA em gestão de negócios MBA EXECUTIVO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O MBA Executivo em Gestão de Negócios do Grupo Ibmec foi desenvolvido para responder à demanda do mercado por profissionais cada vez mais qualificados

Leia mais

CGBA Certificate in Global Business Administration

CGBA Certificate in Global Business Administration CGBA Certificate in Global Business Administration Desafios Internacionais, Líderes Globais O CERTIFICATE IN GLOBAL BUSINESS ADMINISTRATION O Certificate in Global Business Administration (CGBA), criado

Leia mais

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SER EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA,

Leia mais

Como fazer o seu primeiro MBA?

Como fazer o seu primeiro MBA? GRADE CURRICULAR Como fazer o seu primeiro MBA? Escolha o MBA desejado no seu escritório virtual e confira a Grade Curricular do curso. Faça um a um, todos os módulos referentes ao MBA escolhido baseando-se

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

Master em Empreendedorismo e Inovação.

Master em Empreendedorismo e Inovação. /biinternational /biinternational Master em Empreendedorismo e Inovação. Unidade WTC www.biinternational.com.br O B.I. International O B.I. International é uma escola de educação executiva que propõe um

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Estratégica Empresarial

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Estratégica Empresarial DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão Estratégica Empresarial 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

CAPACITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: O TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES

CAPACITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: O TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES CAPACITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: O TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES Aline Martins Mendes Luciano José Vieira Franco Luis Guilherme Esteves Leocádio Sônia Madali Bosêja

Leia mais

MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional

MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional Coordenação Acadêmica: Wankes da Silva Ribeiro Coordenação da Ênfase: Wankes Leandro Ribeiro JUSTIFICATIVA O MBA em Gestão Empresarial

Leia mais

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado)

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 14 (Nova) -->Início Confirmado:05/07/2013 Mercados dinâmicos têm imposto desafios crescentes para as empresas:

Leia mais

Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos Escola de Governo do Paraná SÍNTESE DAS EMENTAS PROPOSTAS

Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos Escola de Governo do Paraná SÍNTESE DAS EMENTAS PROPOSTAS 1º MÓDULO: SÍNTESE DAS EMENTAS PROPOSTAS Economia e Sociedade do Conhecimento: Conceitos básicos: economia da informação e conhecimento. Investimentos tangíveis e intangíveis. Gestão do Conhecimento e

Leia mais

CONTROLADORIA: TOMANDO DECISÕES EM BUSCA DA EFICÁCIA

CONTROLADORIA: TOMANDO DECISÕES EM BUSCA DA EFICÁCIA CONTROLADORIA: TOMANDO DECISÕES EM BUSCA DA EFICÁCIA NETO, Antonio Rodrigues¹ PORFÍRIO, Anderson Cassiano¹ SILVA, Carlos Eduardo Candido da¹ OLIVEIRA, Dirce Benedita de¹ SARAIVA, Antonio W. Pereira² RESUMO

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAS

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL com ênfase em DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAS SIGA: TMBAGE Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 -

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios CBA Gestão de Negócios Gestão de Negócios O curso desenvolve a capacidade de compreender, de forma ampla e sistêmica, a interação entre as diversas áreas funcionais de uma empresa, além dos aspectos externos

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Marketing e Vendas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Design Estratégico e Inovação

Design Estratégico e Inovação Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo para

Leia mais

Diferenças entre Plano de negócio e Planejamento estratégico: Perspectivas e Características.

Diferenças entre Plano de negócio e Planejamento estratégico: Perspectivas e Características. Diferenças entre Plano de negócio e Planejamento estratégico: Perspectivas e Características. Ari Melo Mariano (Universidade de Brasília-UNB) mktmariano@yahoo.es Tarcilla Mariano Mello (Universidade Salvador)

Leia mais

1. INTRODUÇÃO SISTEMA INTEGRADO DE CONTABILIDADE

1. INTRODUÇÃO SISTEMA INTEGRADO DE CONTABILIDADE 1. INTRODUÇÃO A contabilidade foi aos poucos se transformando em um importante instrumento para se manter um controle sobre o patrimônio da empresa e prestar contas e informações sobre gastos e lucros

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Financeira e Controladoria tem por objetivo o fornecimento

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Curso: Administração Disciplina: Criação de Negócios Inovadores Carga horária: 4 horas Ementa: ( X ) Teórica ( ) Prática Núcleo Temático: Formação

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: EMPREENDEDORISMO Código: ENF - 314 Pré-requisito: ENF 212 Enfermagem em Urgência

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Atual Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo, nesse

Leia mais

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização (versão 2011) Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO

EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO MÓDULO 3 - A organização O conceito fundamental para a administração é o de ORGANIZAÇÃO, uma vez que toda a aplicação administrativa vai ocorrer numa organização e

Leia mais

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA Habilidades Computacionais 32 h/a Oferece ao administrador uma visão sobre as potencialidades da tecnologia

Leia mais

AUTOR(ES): ALTIERES FRANCISCO MOLINA SECAFIN, DREISON NIHI, EDUARDO VINICIUS PONDIAN DE OLIVEIRA

AUTOR(ES): ALTIERES FRANCISCO MOLINA SECAFIN, DREISON NIHI, EDUARDO VINICIUS PONDIAN DE OLIVEIRA TÍTULO: O USO DA SIMULAÇÃO EMPRESARIAL NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO: UMA ANÁLISE SOB A PERSPECTIVA DOS ALUNOS JÁ FORMADOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Fornecer conteúdos e refletir sobre práticas atualizadas de comunicação e marketing, como as técnicas e ferramentas de marketing digital.

Fornecer conteúdos e refletir sobre práticas atualizadas de comunicação e marketing, como as técnicas e ferramentas de marketing digital. MBA em Marketing Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições em Breve Turma 09 --> A globalização e os avanços tecnológicos estão abrindo oportunidades de negócios, novas formas de comercialização e despertando

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

MBA EM ENGENHARIA DE SOFTWARE ORIENTADA A SERVIÇOS (SOA)

MBA EM ENGENHARIA DE SOFTWARE ORIENTADA A SERVIÇOS (SOA) MBA EM ENGENHARIA DE SOFTWARE ORIENTADA A SERVIÇOS (SOA) Você trabalha ou quer trabalhar em um mercado altamente competitivo que demanda inovação, flexibilidade e alta velocidade de resposta para novas

Leia mais

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E S T Ã O E M P R E S A R I A L

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E S T Ã O E M P R E S A R I A L depto. mkt. IBS FGV management CONVENIADA RESOLUÇÃO DO MEC Os cursos MBA Pós-Graduação Especialização da Fundação Getulio Vargas atendem aos requisitos da Resolução CNE / CES nº 01, de 08/06/07. Ascensão

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: UMA FERRAMENTA PARA A PRÁTICA DA ADMINISTRAÇÃO E SUA UTILIZAÇÃO EM DISCENTES DOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO.

EMPREENDEDORISMO: UMA FERRAMENTA PARA A PRÁTICA DA ADMINISTRAÇÃO E SUA UTILIZAÇÃO EM DISCENTES DOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. EMPREENDEDORISMO: UMA FERRAMENTA PARA A PRÁTICA DA ADMINISTRAÇÃO E SUA UTILIZAÇÃO EM DISCENTES DOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. MICHEL, Murillo Docente do Curso de Administração da Faculdade de Ciências

Leia mais

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria MBA Controladoria Controladoria O MBA Controladoria une a tradição do Ibmec em pesquisas avançadas em Administração, Economia e Finanças com a Controladoria. Com este embasamento, propõe-se desenvolver

Leia mais

CONTABILIDADE GERENCIAL COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO

CONTABILIDADE GERENCIAL COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO CONTABILIDADE GERENCIAL COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO Cabrelli, Fantine Lígia Discente Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais/ACEG. E-mail: fannligia@hotmail.com Ferreira, Ademilson.

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS: BRANDI, Vanessa da Silva Pires¹ NUNES, Ruth Vieira²

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS: BRANDI, Vanessa da Silva Pires¹ NUNES, Ruth Vieira² GESTÃO POR COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO SOBRE UM MELHOR APROVEITAMENTO DO GESTOR NA ORGANIZAÇÃO BRANDI, Vanessa da Silva Pires¹ NUNES, Ruth Vieira² RESUMO O mundo tem passado por constantes mudanças, que têm

Leia mais

Coleção ajuda no sucesso profissional

Coleção ajuda no sucesso profissional COLEÇÃO Unic Josafá Vilarouca Renata Tomasetti (11) 5051-6639 josafa@unicbuilding.com.br renata@unicbuilding.com.br Coleção ajuda no sucesso profissional Série lançada pela Publifolha possui 36 títulos,

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Novo Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo e as empresas

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Ciências Contábeis 7ª série Controladoria e Sistemas de Informações Contábeis A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido

Leia mais

MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA. Professora Mscda. Ana Cláudia de Oliveira

MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA. Professora Mscda. Ana Cláudia de Oliveira MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA Professora Mscda. Ana Cláudia de Oliveira Objetivo principal: transmitir aos discente de pós graduação da Faculdade Almeida Rodrigues a metodologia utilizada para desenvolvimento

Leia mais

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS BUSINESS GAME UGB VERSÃO 2 Luís Cláudio Duarte Graduação em Administração de Empresas APRESENTAÇÃO (DADOS DE IDENTIFICAÇÃO) O Business Game do Centro Universitário Geraldo Di Biase (BG_UGB) é um jogo virtual

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA- ESUDA PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA- ESUDA PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA- ESUDA PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA BALANCED SCORECARD: Uma ferramenta de gestão estratégica para empresa do ramo de consultoria contábil com foco

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS Universidade Federal do Ceará Faculdade de Economia, Administração, Atuária, Contabilidade e Secretariado Curso de Administração de Empresas GESTÃO POR COMPETÊNCIAS MAURICIO FREITAS DANILO FREITAS Disciplina

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR PROVA DE ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS ÊNFASE RECURSOS HUMANOS PROGRAMA DA PROVA

CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR PROVA DE ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS ÊNFASE RECURSOS HUMANOS PROGRAMA DA PROVA CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR PROVA DE ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS ÊNFASE RECURSOS HUMANOS PROGRAMA DA PROVA O exame a ser aplicado na Certificação por Prova, na ênfase Recursos

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais