ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com."

Transcrição

1 ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO

2 CPC Conceito Preliminar de Curso 1 - Nota dos Concluintes no ENADE (NC) 2 - Nota do Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (NIDD) 3 - Nota de Professores Doutores (NPD) 4 - Nota de Professores Mestres (NPM) 5 - Nota de Professores com Regime de Dedicação Integral ou Parcial (NPR) 6 - Nota de Infraestrutura (NF) 7 - Nota referente à Organização Didático-Pedagógica (NO)

3 CPC Conceito Preliminar de Curso CPC = a NC + b NIDD + c NF + d NO + e NPD + f NPM + g NPR a, b, c, d, e, f, g fatores de normalização Estes coeficientes são variáveis, sendo revistos a cada edição do ciclo avaliativo. Para o CPC 2011 tem-se as seguintes proporções: Componentes NIDD NC NPM NPD NPR NF NO Pesos 35% 20% 7,5% 15% 7,5% 7,5% 7,5%

4 CPC Nota dos Concluintes no ENADE (NC) Corresponde à nota final que dá origem ao Conceito ENADE, composta por: 75% da nota dos alunos concluintes no componente específico do ENADE e 25% da nota dos mesmos alunos no componente de formação geral do ENADE. NC notas padronizadas e já transformadas na escala de 0 a 5.

5 CPC Nota do Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (NIDD) Relaciona o desempenho do curso com a média nacional. Leva em conta nota ENEM, em substituição à nota ENADE ingressantes.

6 CPC Nota de Professores Doutores (NPD) Cálculo: divide-se o número de professores vinculados ao curso cuja titulação seja maior ou igual ao doutorado, pelo número total de professores vinculados a esse curso. A informação referente à titulação dos professores de cada curso de cada IES é extraída do Cadastro Docente, onde as instituições cadastram cada um de seus professores, vinculando-os a cada curso em que eles lecionam. O curso que não tiver nenhum professor cadastrado, terá a Nota de Professores Doutores computada como 0 (zero) para o cálculo do CPC.

7 CPC Nota de Professores Mestres (NPM) Cálculo: divide-se o número de professores vinculados ao curso cuja titulação seja maior ou igual ao mestrado, pelo número total de professores vinculados a esse curso. A informação referente à titulação dos professores de cada curso de cada IES é extraída do Cadastro Docente, onde as instituições cadastram cada um de seus professores, vinculando-os a cada curso em que eles lecionam. O curso que não tiver nenhum professor cadastrado, terá a Nota de Professores Mestres computada como 0 (zero) para o cálculo do CPC.

8 CPC Nota de Professores com Regime de Dedicação Integral ou Parcial (NPR) Cálculo: divide-se o número de professores vinculados ao curso cujo regime de dedicação seja integral ou parcial, pelo número total de professores vinculados a esse curso. A informação referente ao regime de trabalho dos professores de cada curso de cada IES é extraída do Cadastro Docente, onde as instituições cadastram cada um de seus professores, vinculando-os a cada curso em que eles lecionam. O curso que não tiver nenhum professor cadastrado, terá a NPR computada como 0 (zero) para o cálculo do CPC.

9 CPC Nota de Infraestrutura (NF) Proporção de alunos do curso que avaliaram positivamente um aspecto da infraestrutura do curso no questionário do ENADE. Os equipamentos e/ou materiais disponíveis nos ambientes para aulas práticas são suficientes para o número de estudantes? (Se for estudante de EAD Educação a distância, considere as condições do polo de apoio presencial e/ou sede). As alternativas de resposta, com os respectivos pesos de indicação favorável, são: A) Sim, todos. (1) B) Sim, a maior parte. (1) C) Somente alguns. (0,5) D) Nenhum. (0)

10 CPC Nota de Infraestrutura (NF) Cálculo: divide-se o número de alunos do curso que avaliaram positivamente o aspecto de infraestrutura extraído do questionário do ENADE, pelo número total de alunos do curso que responderam ao questionário. Caso nenhum aluno tenha respondido ao questionário socioeconômico, o curso terá a nota referente à infraestrutura ( NF ) computada como 0 (zero) para o cálculo do CPC.

11 CPC Nota referente à Organização Didático-Pedagógica (NO) Proporção de alunos do curso que avaliaram positivamente um aspecto da organização didático-pedagógica do curso no questionário do ENADE. A pergunta do questionário do ENADE sobre a organização didático-pedagógica utilizada é a seguinte: Na maioria das vezes, os planos de ensino apresentados pelos professores contêm os seguintes aspectos: objetivos, metodologias de ensino e critérios de avaliação, conteúdos e bibliografia da disciplina?

12 CPC As alternativas de resposta, com os respectivos pesos de indicação favorável, são: A) Sim, todos os aspectos. (1) B) Sim, a maior parte dos aspectos. (0,5) C) Somente alguns aspectos. (0,5) D) Nenhum dos aspectos. (0) E) Não sei responder. (-)

13 CPC Cálculo: divide-se o número de alunos do curso que avaliaram positivamente o aspecto da organização didáticopedagógica extraído do questionário do ENADE, pelo número total de alunos do curso que responderam ao questionário. Caso nenhum aluno tenha respondido ao questionário socioeconômico, o curso terá a nota referente à organização didático-pedagógica ( NO) computada como 0 (zero) para o cálculo do CPC.

14 IGC Índice Geral de Cursos Média ponderada dos conceitos dos cursos de graduação e pós-graduação da instituição. Distribuição dos alunos da IES entre os diferentes níveis de ensino (graduação, mestrado e doutorado). O conceito da graduação é calculado com base nos Conceitos Preliminares de Cursos (CPC) e o conceito da pós-graduação é calculado a partir de uma conversão dos conceitos fixados pela CAPES. Instituições sem cursos ou programas de pós-graduação avaliados pela CAPES, o IGC é simplesmente a média ponderada dos cursos de graduação.

15 Balanço do IGC Brasil Conceito % 1 1 0, , , , , SC SC 15,49

16 Balanço do IGC Região Sudeste SC 497 Conceito % 1 0, , ,08 4 6,75 5 1,20 SC 14,47

17 Balanço do IGC São Paulo Conceito % , , ,32 SC 4 22, ,16 SC 9,46

18 Balanço do CPC Brasil Conceito % 2 1 0, SC 2 10, , ,26 5 2,26 SC 28,33

19 Balanço do CPC Região Sudeste Conceito % 1 0, , , SC 4 30,59 5 2,48 SC 24,31

20 Balanço do CPC São Paulo Conceito % 1 0, , , SC 4 22, ,21 SC 26,48

21 Balanço do CPC Região Sudeste Indicadores Notas Nota ENADE Concluintes 2,39 Nota IDD 2,42 Nota de Infraestrutura 3,84 Nota de Organização Pedagógica 2,92 Nota Mestrado 3,52 Nota Doutorado 1,88 Nota Regime 3,18 CPC Contínuo 3,21

22 Balanço do CPC São Paulo Indicadores Notas Nota ENADE Concluintes 2,32 Nota IDD 2,41 Nota de Infraestrutura 4,00 Nota de Organização Pedagógica 3,14 Nota Mestrado 3,62 Nota Doutorado 1,95 Nota Regime 3,06 CPC Contínuo 3,22

23 Estratégias para garantia do CPC Questionário do aluno Aplicação de simulados Visitas programadas: conscientização da existência de uma infraestrutura adequada Promoção de ações que mostrem ao aluno o bom funcionamento da infraestrutura Aulas de laboratório Atividades na biblioteca Palestras com a Coordenação para apresentação de PPC e planos de ensino

24 Estratégias para garantia do CPC Corpo Docente Gerenciamento do quadro de colaboradores Criação de critérios objetivos para valorização profissional Conceito de gestão por resultados Redução da quantidade de docentes Estabelecimento de um plano para a implantação e manutenção do gerenciamento acadêmico.

25 Desempenho no ENADE Análise da matriz curricular em comparação com portarias do ENADE Programas de reforço para reduzir deficiências curriculares Aplicação de simulados para detectar outras fragilidades Aprendizado em relação ao conteúdo ministrado Criação de programa de reforço

26 Exemplo de Conteúdo ENADE Administração de empresas Nº Art. 1º O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), parte integrante do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), tem como objetivo geral avaliar o desempenho dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares, às habilidades e competências para a atualização permanente e aos conhecimentos sobre a realidade brasileira, mundial e sobre outras áreas do conhecimento. Art. 2º A prova do ENADE 2012, com duração total de 4 (quatro) horas, terá avaliação do componente de Formação Geral comum aos cursos de todas as áreas e Componente Específico da área de Administração. Art. 3º As diretrizes para avaliação do componente de Formação Geral são publicadas em Portaria específica. Art. 4º A prova do ENADE 2012, no Componente Específico da área de Administração, terá por objetivos: I - Acompanhar e subsidiar o processo de aprendizagem e o desempenho dos estudantes de Administração; II - Avaliar a aquisição pelos estudantes de Administração das competências necessárias para o exercício da profissão e da cidadania; III - Contribuir para o processo de avaliação dos cursos e das instituições formadoras na área de Administração; IV - Consolidar o processo de avaliação de desempenho dos estudantes como um componente do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).

27 Exemplo de Conteúdo ENADE Administração de empresas Art. 5º A prova do ENADE 2012, no Componente Específico da área de Administração, tomará como referência as seguintes características do perfil profissional: I - Compreender o contexto local e global de forma sistêmica e analisar criticamente o fenômeno organizacional em suas dimensões social, econômica, ambiental, política e cultural; II - Tomar decisões e solucionar problemas no âmbito de organizações públicas e privadas com base em conhecimento técnico científico; III - Gerenciar recursos, processos e pessoas, articulando interesses diversos;

28 Exemplo de Conteúdo ENADE Administração de empresas IV - Atuar com proatividade, adaptabilidade e criatividade para empreender e gerenciar inovação social e tecnológica; V - Atuar de maneira ética e promover valores e práticas sócio ambientalmente responsáveis; VI - Promover o aprimoramento organizacional e institucional para o desenvolvimento democrático e sustentável do país; VII - Buscar o autodesenvolvimento e a educação continuada, integrando teoria e prática. IV - Atuar com proatividade, adaptabilidade e criatividade para empreender e gerenciar inovação social e tecnológica; V - Atuar de maneira ética e promover valores e práticas sócio ambientalmente responsáveis; VI - Promover o aprimoramento organizacional e institucional para o desenvolvimento democrático e sustentável do país; VII - Buscar o autodesenvolvimento e a educação continuada, integrando teoria e prática.

29 Exemplo de Conteúdo ENADE Administração de empresas Art. 6º A prova do ENADE 2012, no Componente Específico da área de Administração, avaliará se o estudante desenvolveu, no processo de formação, as seguintes competências: I - Competências Técnicas: a) Domínio das teorias da administração; b) Conhecimento de conteúdos interdisciplinares da formação do administrador; c) Conhecimentos qualitativos e quantitativos e suas tecnologias; d) Domínio de métodos e técnicas das áreas funcionais da administração; e) Capacidade de elaborar, implementar e gerenciar projetos; II - Competências Transversais: a) Visão estratégica; b) Capacidade de comunicação, intermediação e negociação; c) Capacidade de lidar com mudanças e com riscos no processo de tomada de decisão; d) Liderança, cooperação e trabalho em equipe; e) Compreensão técnica-política no contexto organizacional e social.

30 Exemplo de Conteúdo ENADE Administração de empresas Art. 7º A prova do ENADE 2012, no Componente Específico da área de Administração, tomará como referencial os seguintes objetos de conhecimento: I - Antropologia, sociologia, ciência política, filosofia e ética; II - Psicologia, comportamento organizacional e comportamento empreendedor; III - Sistemas e tecnologias de comunicação e de informação; IV - Ciências jurídicas, econômicas e contábeis; V - Teorias da administração e das organizações; áreas funcionais da administração: recursos humanos, marketing, finanças, e operações e logística; VI - Planejamento e gestão estratégica; gestão de projetos, programas e políticas; planos de negócio; gestão de processos; gestão da inovação; VII - Métodos quantitativos aplicados à administração: matemática, estatística e pesquisa operacional; VIII - Métodos qualitativos aplicados à administração. Art. 8º A prova do ENADE 2012 terá, em seu Componente Específico da área de Administração, 30 (trinta) questões, sendo 3 (três) discursivas e 27 (vinte e sete) de múltipla escolha, envolvendo situações-problema e estudos de casos.

31 Exemplo de Matriz Curricular Administração de empresas Leitura e Produção de Texto Matemática I Economia Contabilidade 1 Teoria Geral da Administração I Teoria Geral da Administração II Metodologia Científica Microeconomia Contabilidade 2 Matemática Financeira Projeto Integrado Gestão de Custos Administração de Materiais e Logística Estatística Marketing I Cálculos Financeiros Economia Brasileira Projeto Integrado Administração Financeira e Orçamentária I Marketing II Critérios de Custeio e Formação de Preço Psicologia e Gestão de Pessoas Direito I Empreendedorismo Sistema de Informações Gerenciais Administração Financeira e Orçamentária II Administração de Recursos Humanos I Direito II Pesquisa de Mercado Gestão de Projetos Gestão e Sociedade Controladoria Ações Mercadológicas Administação de Recursos Humanos II Plano de Negócios Gestão de Pessoas Estágio Curricular Supervisionado Orientação de Estágio Curricular Supervisionado Planejamento Estratégico Administração de Sistemas de Informação Jogos de Empresas Gestão da Produção Estágio Curricular Supervisionado Orientação de Estágio Curricular Supervisionado Cidadania e Responsabilidades Social Tópicos Avançados em Administração Tecnologia da Informação e suas Ferramentas Gestão Ambiental e da Qualidade Consultoria Empresarial Disciplinas Optativas

32 Sistema de Avaliação Objetivos Adoção de instrumentos de avaliação institucionais Metodologias voltadas para a apreensão de competências e habilidades Metodologia de elaboração de questões semelhante ao ENADE Intensificação de critérios de avaliação interdisciplinares Habilidades e competências apreendidas acumulativamente ao longo dos Cursos

33 Sistema de avaliação Criação de uma Coordenação de Avaliação NDE responsável pelas provas Professor responsável exclusivamente pelo processo ensino-aprendizagem Avaliação do docente pelo aprendizado do aluno Habilidades e competências apreendidas acumulativamente ao longo dos Cursos

34 Sistema de Avaliação Matriz: custos PPC: aspectos pedagógicos Plano de ensino: conteúdo Aula: professor atrapalha

35

EDUCAÇÃO SUPERIOR & AVALIAÇÃO

EDUCAÇÃO SUPERIOR & AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO SUPERIOR & AVALIAÇÃO Prof. Mário Cesar Barreto Moraes, Dr. Julho/2011 CENÁRIOS ATUALIZADOS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NACIONAL Instituições por Organização Acadêmica 2007-2009 8,0% 8,4% 92,0% 91,6%

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM HISTÓRIA DA UEPG SINAES ENADE 2011

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM HISTÓRIA DA UEPG SINAES ENADE 2011 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM HISTÓRIA DA UEPG SINAES ENADE 2011 Ponta Grossa 2013 REITORIA Reitor João Carlos Gomes Vice-Reitor Carlos Luciano Sant Ana Vargas PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CIG-PROPLAN SETEMBRO, 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CIG-PROPLAN SETEMBRO, 2013 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CIG-PROPLAN ANÁLISE DO IGC DA UFPE 2007-2012 SETEMBRO, 2013 Apresentação Este relatório contém o resultado da análise do Índice Geral de Cursos (IGC) da UFPE durante

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2015.1

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2015.1 UNIVERSIDADE CEUMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2015.1 MATRIZ CURRICULAR 2011.0 Período

Leia mais

Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES Principais aspectos

Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES Principais aspectos INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES Principais aspectos XIX SEMINÁRIO

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DA UEPG SINAES ENADE 2011

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DA UEPG SINAES ENADE 2011 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DA UEPG SINAES ENADE 2011 Ponta Grossa 2013 REITORIA Reitor João Carlos Gomes Vice-Reitor Carlos Luciano Sant Ana Vargas PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Porto Alegre Maio/2011

Porto Alegre Maio/2011 II Encontro Regional da ABRAFI A Influência do Censo nos resultados do CPC Porto Alegre Maio/2011 Matéria do Jornal da Globo de 23/05/2011 Série especial mostra desafios no crescimento do ensino superior

Leia mais

SEMINÁRIO DE GRADUAÇÃO ENADE 2015

SEMINÁRIO DE GRADUAÇÃO ENADE 2015 SEMINÁRIO DE GRADUAÇÃO ENADE 2015 ROTEIRO SINAES Princípios e concepções Os Ciclos Avaliativos do Enade e os Indicadores de Qualidade Enade 2015 PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO SINAES Responsabilidade : responsabilidade

Leia mais

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA Linguagem e Interpretação de Texto 80 Contabilidade I 80 Economia 80 Matemática 80 Teoria Geral da Administração

Leia mais

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

ENADE 2015 CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS

ENADE 2015 CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS ENADE 2015 CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS 24/08/2015 O QUE É O ENADE? Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) é um componente da avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da

Leia mais

Elemento chave na composição dos Indicadores de Qualidade do Sistema Nacional de Avaliação

Elemento chave na composição dos Indicadores de Qualidade do Sistema Nacional de Avaliação ENADE Elemento chave na composição dos Indicadores de Qualidade do Sistema Nacional de Avaliação Lei 10.861 de 2004 - Instituiu o SINAES (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior) Componentes

Leia mais

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 O Curso de Administração da ESAG Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 Missão da ESAG A ESAG tem por missão realizar o ensino, a pesquisa, a extensão, de modo articulado, a fim de contribuir na formação

Leia mais

ENADE/2014: PEDAGOGIA

ENADE/2014: PEDAGOGIA 1 ENADE/2014: PEDAGOGIA O QUE É O ENADE? 2 EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DOS ESTUDANTES é um dos pilares da avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES); Contribui para o aprimoramento

Leia mais

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRA ALGUNS INDICADORES¹ 2.314 IES 245 públicas (10,6%) e 2.069

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Reconhecido pela Portaria nº 706 de 18/12/2013 D.O.U. 19/12/13 Base Curricular do Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRICULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRÁT CHA PRÉ-REQUISITO

MATRIZ CURRICULAR CURRICULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRÁT CHA PRÉ-REQUISITO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRACAO MATRIZ CURRICULAR

CURSO DE ADMINISTRACAO MATRIZ CURRICULAR CURSO DE ADMINISTRACAO MATRIZ CURRICULAR 1º PERÍODO 2012/1 Carga Horária Semestral Metodologia Científica Português Matemática Básica Teoria Geral da Administração I Gestão Empreendedora Total de aulas

Leia mais

CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR

CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR Aprovado no CONGRAD: 08.05.2012 Vigência: para os ingressos a partir 2012/2 CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR CÓD. ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS DE FORMAÇÃO

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí ESTRUTURA E CONTEÚDO CURRICULAR Organização Curricular do Curso A grade curricular do Curso de Bacharelado em Administração das Faculdades Integradas do Vale do Ivaí está fundamentada em dois grandes blocos.

Leia mais

FACULDADE STELLA MARIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO PRESENCIAL Estrutura Curricular (Janeiro 2010)

FACULDADE STELLA MARIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO PRESENCIAL Estrutura Curricular (Janeiro 2010) FACULDADE STELLA MARIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO PRESENCIAL Estrutura Curricular (Janeiro 2010) MÓDULO: COMUNICAÇÃO E GERÊNCIA EMPRESARIAL 1.º Período DC0130 Teoria Geral da Administração 60 -

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I... 3 1. SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR (SINAES)... 3 1.1 Componentes principais do Sistema:... 4 1.1.

SUMÁRIO CAPÍTULO I... 3 1. SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR (SINAES)... 3 1.1 Componentes principais do Sistema:... 4 1.1. 2 SUMÁRIO CAPÍTULO I... 3 1. SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR (SINAES)... 3 1.1 Componentes principais do Sistema:... 4 1.1.1 Avaliação Institucional... 4 1.1.2 Avaliação de Cursos...

Leia mais

RELAÇÃO DE HORÁRIOS POR TURMA. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta

RELAÇÃO DE HORÁRIOS POR TURMA. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Turma: ADM11N - 20161 FORMAÇÃO PROFISSIONAL I MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA EM I INTRODUÇÃO À ECONOMIA I INTRODUÇÃO ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS FORMAÇÃO PROFISSIONAL I MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA EM I INTRODUÇÃO

Leia mais

31956 Monografia II 31926

31956 Monografia II 31926 Currículo Novo 2006/01 Duração: 182 créditos 2.730h, acrescidas de 270h de atividades complementares, totalizando 3.000h 31544 Teoria das Organizações I - 31554 Matemática I - 31564 Teoria das Organizações

Leia mais

Cálculo do Conceito Preliminar de Curso (CPC)

Cálculo do Conceito Preliminar de Curso (CPC) nstituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira NEP Ministério da Educação MEC Cálculo do Conceito Preliminar de Curso (CPC) O Conceito Preliminar de Curso (CPC) é calculado para

Leia mais

MBA Executivo Internacional

MBA Executivo Internacional MBA Executivo Internacional Informações* Dias e horários das aulas: Quinzenalmente. Sextas e sábados. Das 08h30 às 17h30. Carga horária: 612 Horas *As informações podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES (Lei 10.681/2004) tem o propósito de promover a melhoria da educação superior no Brasil....assegurar

Leia mais

ENADE 2014. Prof. Fred Sauer, D.Sc. fredericosauer@uezo.rj.gov.br

ENADE 2014. Prof. Fred Sauer, D.Sc. fredericosauer@uezo.rj.gov.br ENADE 2014 Prof. Fred Sauer, D.Sc. fredericosauer@uezo.rj.gov.br O que é o ENADE? Exame nacional para... aferir o desempenho dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO - JAGUARIAÍVA SINAES ENADE 2012

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO - JAGUARIAÍVA SINAES ENADE 2012 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO - JAGUARIAÍVA SINAES ENADE 2012 Ponta Grossa 2014 REITORIA Reitor Carlos Luciano Sant Ana Vargas PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO Altair Justino

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS EXAMES FINAIS - 2015 TURMA A

CALENDÁRIO DE PROVAS EXAMES FINAIS - 2015 TURMA A CALENDÁRIO DE PROVAS EXAMES FINAIS - 2015 TURMA A 1º ANO DATA HORÁRIO Fundamentos de Direito Aplic. á Administração I 09/12 19h30 Filosofia, Ética Profis. e Responsabilidade Social 09/12 21h00 Tecnologia

Leia mais

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em Curso de Graduação Bacharelado em Administração O curso de Administração está enquadrado como uma ciência social aplicada. Estuda-se em profundidade técnicas e instrumentos analíticos, além de simulações

Leia mais

As políticas de avaliação da educação superior

As políticas de avaliação da educação superior VI FÓRUM DA EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ESTADO DE GOIÁS: A AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR COMO INDUTORA DE QUALIDADE As políticas de avaliação da educação superior Abril 2015 Panorama da educação superior no

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO DATAS DOS EXAMES * 1º SEMESTRE CURRICULAR - NOTURNO

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO DATAS DOS EXAMES * 1º SEMESTRE CURRICULAR - NOTURNO 1º SEMESTRE CURRICULAR - NOTURNO SALA 301 Contabilidade I Matemática Geral Fundamentos da Administração Estatística Leitura e Produção de Textos Contabilidade I Matemática Geral Fundamentos da Administração

Leia mais

PREPARANDO O ENADE (PARTE INTEGRANTE DO PROCESSO AVALIATIVO DE CURSOS E IES) Gustavo Monteiro Fagundes

PREPARANDO O ENADE (PARTE INTEGRANTE DO PROCESSO AVALIATIVO DE CURSOS E IES) Gustavo Monteiro Fagundes PREPARANDO O ENADE (PARTE INTEGRANTE DO PROCESSO AVALIATIVO DE CURSOS E IES) Gustavo Monteiro Fagundes FONTES LEGAIS Ø Lei do SINAES (Lei n. 10.861/2004): Objetivo SINAES: Assegurar processo nacional de

Leia mais

RESULTADOS DAS AVALIAÇÕES EXTERNAS

RESULTADOS DAS AVALIAÇÕES EXTERNAS RESULTADOS DAS AVALIAÇÕES EXTERNAS Um importante momento do Sistema Nacional de Avaliação do Ensino superior SINAES, são os processos de avaliação externa, como as visitas realizadas in loco para o credenciamento

Leia mais

Missão Salesiana de Mato Grosso Universidade Católica Dom Bosco Pró-reitoria de Ensino e Desenvolvimento

Missão Salesiana de Mato Grosso Universidade Católica Dom Bosco Pró-reitoria de Ensino e Desenvolvimento OFERECIMENTO DE DISCIPLINAS A DISTÂNCIA 2011B (27/06/2011) Calendário das disciplinas Tipo Início Término MODULO I 18/07/2011 10/09/2011 MODULO II 12/09/2011 12/11/2011 SEMESTRAL 18/07/2011 12/11/2011

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO LESTE DE MINAS GERAIS - UNILESTE-MG. Horário de Aula - 2º sem/2011

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO LESTE DE MINAS GERAIS - UNILESTE-MG. Horário de Aula - 2º sem/2011 Curso: ADMINISTRAÇÃO Período: 1º Currículo: 05 CAE05013A Artes Cênicas 40 2 V-101 CAE05013A Comunicação Empresarial 40 2 V-101 CAE05013A Direito Empresarial 40 2 V-101 CAE05013A Matemática 40 2 V-101 CAE05013A

Leia mais

Ancorada com as turmas de São Luís 100% a distância. Ancorada com as turmas de São Luís 100% a distância

Ancorada com as turmas de São Luís 100% a distância. Ancorada com as turmas de São Luís 100% a distância UNIVERSIDADE CEUMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO BACABAL 2015.2 MATRIZ CURRICULAR 2011.0 Fundamentos

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E R A L P A Í S R

Leia mais

RELAÇÃO DE HORÁRIOS POR TURMA. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta ECONOMIA I FORMAÇÃO PROFISSIONAL I MATEMÁTICA ECONOMIA I INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO

RELAÇÃO DE HORÁRIOS POR TURMA. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta ECONOMIA I FORMAÇÃO PROFISSIONAL I MATEMÁTICA ECONOMIA I INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO Turma: ADM11N - 20152 ECONOMIA I FORMAÇÃO PROFISSIONAL I MATEMÁTICA ECONOMIA I INTRODUÇÃO À ECONOMIA I FORMAÇÃO PROFISSIONAL I MATEMÁTICA ECONOMIA I INTRODUÇÃO À INTRODUÇÃO À INTRODUÇÃO ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

O Curso é semestral, com duração de quatro anos e o aluno faz cinco disciplinas por semestre, sendo uma disciplina em cada dia de aula.

O Curso é semestral, com duração de quatro anos e o aluno faz cinco disciplinas por semestre, sendo uma disciplina em cada dia de aula. O curso de graduação em Administração da EBS já na primeira vez em que participou do exame do ENADE (que avalia os alunos formandos e é feito pelo MEC) ficou em primeiro lugar, sendo a única instituição

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE ANO II Nº 003 Editado pela Secretaria Geral das FIPAR Faculdades Integradas de Paranaíba FIPAR Paranaíba, 08 de agosto de 2008. AVISO DE PUBLICAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE MATRIZ

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos ADMINISTRAÇÃO 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Administração PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 8 anos 2. HISTÓRICO DO CURSO

Leia mais

Cursos de Administração: qualidade necessária. XIV Fórum Internacional de Administração

Cursos de Administração: qualidade necessária. XIV Fórum Internacional de Administração Cursos de Administração: qualidade necessária XIV Fórum Internacional de Administração Rio de Janeiro, 18 de maio de 2015 ENSINAR, APRENDER, AVALIAR... TRAJETÓRIA DA AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO SUPERIOR CAPES avaliação

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR PARA TURMAS INGRESSANTES A PARTIR DE 2013. Carga Horária Teórica Prática 1º SEMESTRE Ciência Política e Teoria Geral do Estado

MATRIZ CURRICULAR PARA TURMAS INGRESSANTES A PARTIR DE 2013. Carga Horária Teórica Prática 1º SEMESTRE Ciência Política e Teoria Geral do Estado ESTRUTURA E CONTEÚDO CURRICULAR Organização Curricular do Curso O curso de Bacharelado em Direito possui uma estrutura curricular desenvolvida para atender, permanentemente, mas com flexibilidade, à demanda

Leia mais

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 Aprovado no CONGRAD: 15.09.09 Vigência: 2010/1, com efeito retroativo para os ingressos a partir 2009/1 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS

Leia mais

INDICADORES DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR. Conhecendo o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES

INDICADORES DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR. Conhecendo o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES INDICADORES DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR Conhecendo o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES 1- ENADE INDICADORES DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 1- Desempenho de estudantes:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº09/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Administração do Centro de

Leia mais

PREPARANDO-SE PARA O ENADE

PREPARANDO-SE PARA O ENADE PREPARANDO-SE PARA O ENADE 1 LEGISLAÇÃO PARA LEMBRAR 2 Lei n. 4.769 de 09/09/1965, regulamenta a profissão de Administrador. 3 A LDB, Lei n 9.394 de 20/12/1996 define os sistemas federal e estadual e regulamenta

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*)

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*) CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia. O Presidente

Leia mais

Indicadores Educacionais

Indicadores Educacionais Indicadores Educacionais Claudia Maffini Griboski Diretora de Avaliação da Educação Superior Brasília-DF Novembro/2015 CXLVI Reunião do Conselho Pleno da ANDIFES Sistema Nacional de Avaliação da Educação

Leia mais

A EVOLUÇÃO E OS EDUCAÇÃO SUPERIOR DESAFIOS DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL AO LONGO DO SINAES A AS MUDANÇAS NA REGULAÇÃO E SUPERVISÃO DA

A EVOLUÇÃO E OS EDUCAÇÃO SUPERIOR DESAFIOS DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL AO LONGO DO SINAES A AS MUDANÇAS NA REGULAÇÃO E SUPERVISÃO DA Suzana Schwerz Funghetto Coordenadora-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e Instituições de Ensino Superior/DAES/INEP A EVOLUÇÃO E OS DESAFIOS DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL AO LONGO DO SINAES A AS MUDANÇAS

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA CLASSE DESCENTRALIZADA DE ILHA SOLTEIRA E. E. DE URUBUPUNGÁ

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA CLASSE DESCENTRALIZADA DE ILHA SOLTEIRA E. E. DE URUBUPUNGÁ REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/06/2015 de 19/10/2015. 1. Gestão da

Leia mais

1º ANO Economia DATA 21/09 24/09 24/09 25/09 25/09 26/09 26/09 27/09 27/09 28/09

1º ANO Economia DATA 21/09 24/09 24/09 25/09 25/09 26/09 26/09 27/09 27/09 28/09 BIMESTRE /2012 TURMA A 1º ANO Economia Filosofia, Ética Profis. e Responsabilidade Social Comunicação Empresarial I Sociologia Geral e das Organizações Teorias da e das Organizações I Fundam. de Direito

Leia mais

GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. fgv.br/vestibular

GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. fgv.br/vestibular GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO fgv.br/vestibular IDEALISMO, EXCELÊNCIA E CREDIBILIDADE A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944 com o objetivo de preparar profissionais qualificados em Administração

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

ENADE NO EaD: CST GESTÃO DA PODUÇÃO INDUSTRIAL INADEQUAÇÕES DOS CRITÉRIOS

ENADE NO EaD: CST GESTÃO DA PODUÇÃO INDUSTRIAL INADEQUAÇÕES DOS CRITÉRIOS 1 ENADE NO EaD: CST GESTÃO DA PODUÇÃO INDUSTRIAL INADEQUAÇÕES DOS CRITÉRIOS Curitiba, maio/2010 ROBSON SELEME - Universidade Federal do Paraná - robsonseleme@hotmail.com ALESSANDRA DE PAULA - Faculdade

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª FACULDADE MORAES JÚNIOR DAS DISCIPLINAS POR CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Duração do Curso: 4 anos. Total de 3.200 horas-aula CIÊNCIAS CONTÁBEIS SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª Contabilidade e Análise

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. Disciplina I Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Prérequisito s Carga Horária

Leia mais

Objetivos Específicos Os objetivos específicos demostram que ao final do curso os alunos deverão estar aptos a:

Objetivos Específicos Os objetivos específicos demostram que ao final do curso os alunos deverão estar aptos a: CURSO: Graduação em Marketing ( graduação) Missão O Curso de Graduação em Marketing tem como missão formar profissionais com capacidade de criar, planejar, executar e controlar processos de marketing que

Leia mais

Ancorada com as turmas de São Luís 100% a distância. Ancorada com as turmas de São Luís 100% a distância

Ancorada com as turmas de São Luís 100% a distância. Ancorada com as turmas de São Luís 100% a distância UNIVERSIDADE CEUMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO BACABAL 2015.2 MATRIZ CURRICULAR 2011.0 Período

Leia mais

DADOS ESTATÍSTICOS DOS CURSOS DE BACHARELADO E DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIAS EM DETERMINADAS ÁREAS DA ADMINISTRAÇÃO

DADOS ESTATÍSTICOS DOS CURSOS DE BACHARELADO E DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIAS EM DETERMINADAS ÁREAS DA ADMINISTRAÇÃO Resultados do ENADE 2012 e do Censo da Educação Superior 2013 dos Cursos de Bacharelado em Administração e dos Cursos Superiores de Tecnologia em determinadas áreas da Administração Bahia Janeiro de 2015

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO: ENADE, IDD, CPC

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO: ENADE, IDD, CPC AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO: ENADE, IDD, CPC CPA/UEPG 13 AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO ENADE, IDD, CPC -1 PONTA GROSSA 13 REITORIA REITOR Carlos Luciano

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 30/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS INTERMEDIÁRIAS 1º SEMESTRE/2015 TURMA 1AC-1B

CALENDÁRIO DE PROVAS INTERMEDIÁRIAS 1º SEMESTRE/2015 TURMA 1AC-1B TURMA 1AC-1B 19:00/20:40 INTRODUÇÃO A CONTABILIDADE AULA NORMAL 20:55/22:35 MATEMATICA PROVA 19:00/20:40 INSTITUIÇÕES DE DIREITO PUBLICO AULA NORMAL 20:55/22:35 METODOS E TECNICAS DE PESQUISA AULA NORMAL

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 Homologa o Parecer nº 013/2008-CEG que aprova o Projeto Político

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 64/2011 Altera a Resolução nº. 57/2007 do CONSEPE, que aprova o Projeto Político-Pedagógico

Leia mais

GESTOR ESCOLAR: ENTRE A PEDAGOGIA E A ADMINISTRAÇÃO

GESTOR ESCOLAR: ENTRE A PEDAGOGIA E A ADMINISTRAÇÃO GESTOR ESCOLAR: ENTRE A PEDAGOGIA E A ADMINISTRAÇÃO INTRODUÇÃO Beatriz de Castro Rosa 1 O reconhecimento acadêmico de uma Instituição de Ensino Superior decorre, dentre outros fatores, do desenvolvimento

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS BIMESTRAIS, 2º CHAMADAS E EXAMES

CALENDÁRIO DE PROVAS BIMESTRAIS, 2º CHAMADAS E EXAMES CALENDÁRIO DE PROVAS BIMESTRAIS, S E TURMA: 2º PERÍODO A Economia Empresarial Matemática Financeira Metodologia Científica Sociologia Fundamentos da Contabilidade Mercadológica Economia Empresarial Matemática

Leia mais

PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2. Noturno

PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2. Noturno PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2 DENOMINAÇÃO: PORTARIA DE AUTORIZAÇÃO: PORTARIA DE RECONHECIMENTO: REGIME ESCOLAR: NÚMERO DE VAGAS ANUAIS: TURNOS DE FUNCIONAMENTO: NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA:

Leia mais

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida CETEC EDUCACIONAL S.A Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP Mantida PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 1 SUMÁRIO

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão.

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão. MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES Porto Alegre/RS 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. O ESTÁGIO... 3 3. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DO ESTÁGIO... 3 4. OBJETIVOS DO ESTÁGIO... 3

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DA CARGA HORÁRIA POR PERÍODO LETIVO (A CARGA HORÁRIA APRESENTADA NAS TABELAS REFEREM-SE À HORA AULA DE 50 MINUTOS)

MATRIZ CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DA CARGA HORÁRIA POR PERÍODO LETIVO (A CARGA HORÁRIA APRESENTADA NAS TABELAS REFEREM-SE À HORA AULA DE 50 MINUTOS) MATRIZ CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DA POR PERÍODO LETIVO (A APRESENTADA NAS TABELAS REFEREM-SE À HORA AULA DE 50 MINUTOS) PRIMEIRO SEMESTRE / 1 O ANO Leitura e Interpretação de Textos 2-40 Matemática

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ADMINISTRAÇÃO. CRÉDITOS Obrigatórios: 176 Optativos: 24. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ADMINISTRAÇÃO. CRÉDITOS Obrigatórios: 176 Optativos: 24. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:12:25 Curso : ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

EDITAL SG-Nº 068/2015

EDITAL SG-Nº 068/2015 EDITAL SGNº 068/2015 Comunicamos aos senhores alunos das Faculdades Integradas Santa Cruz de Curitiba FARESC, as disciplinas que serão ofertadas em Período Especial: Disciplina Administração Financeira

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

SEMESTRE 360 HORAS CÓDIGO ATIVIDADES/COMPONENTES CURRICULARES C.H.

SEMESTRE 360 HORAS CÓDIGO ATIVIDADES/COMPONENTES CURRICULARES C.H. -TURNO DIURNO COMPOSIÇÃO CURRICULAR Seriado Semestral I SEMESTRE 360 HORAS 201101 Contabilidade Básica I 60 Básico 201102 Economia I 60 Básico 201103 Matemática Aplicada a Administração 60 Básico 201104

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2015.2

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2015.2 UNIVERSIDADE CEUMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2015.2 MATRIZ CURRICULAR 2011.0 Período

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

INCISO IV COMPONENTES CURRICULARES DE CADA CURSO, SUA DURAÇÃO, REQUISITOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

INCISO IV COMPONENTES CURRICULARES DE CADA CURSO, SUA DURAÇÃO, REQUISITOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO INCISO IV COMPONENTES CURRICULARES DE CADA CURSO, SUA DURAÇÃO, REQUISITOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Graduação em Administração - FECAP Grade Curricular - 2º Semestre em 2013 (sujeita a alteração) 1 Semestre

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO CHAPECÓ

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO CHAPECÓ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO CHAPECÓ MATRIZ CURRICULAR MATUTINO Fase Código Ordem COMPONENTE CURRICULAR Créditos Horas Pré-requisito 01 Leitura e produção textual I 4 60 02 Introdução

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 139, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 139, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 139, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

Censo da Educação Superior 2010: análise crítica dos resultados para a tomada de decisões estratégicas

Censo da Educação Superior 2010: análise crítica dos resultados para a tomada de decisões estratégicas Censo da Educação Superior 2010: análise crítica dos resultados para a tomada de decisões estratégicas 6 de dezembro de 2011 Sumário Apresentação Coleta Principais conceitos CICQES Apresentação Disposição:

Leia mais

Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1

Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1 Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1 1. Quais são os tipos de instituições de ensino superior? De acordo com sua organização acadêmica, as instituições de ensino

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE - MT 2011 Apresentação Articulado com o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (2011-2015)

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais