Sistemas de Apoio à Decisão & Inteligência Artificial

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistemas de Apoio à Decisão & Inteligência Artificial"

Transcrição

1 INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sistemas de Apoio à Decisão & Inteligência Artificial Prof. Paulo Roberto Schroeder de Souza.

2 Sumário 1. Inteligência Artificial: a) Conceito, b) Áreas de domínio. 2. Sistemas Especialistas: a) Conceitos Básicos b) Desenvolvimento c) Aplicações genéricas d) Benefícios e) Limitações f) Casos 3. Auto-avaliação

3 Inteligência Artificial É uma ciência e tecnologia baseada em disciplinas como informática, biologia, psicologia, lingüística, matemática e engenharia. O objetivo da IA é desenvolver computadores que consigam pensar, bem como ver, ouvir, andar, falar e sentir. Um dos ímpetos principais da IA é o desenvolvimento de funções computacionais normalmente associadas à inteligência humana, tais como raciocínio, aprendizagem e solução de problemas. O Brien: 299

4 IA: Áreas de Domínio Ciência Cognitiva O verdadeiro perigo não é que os computadores Inteligência comecem a pensar como seres humanos, Artificial mas que os seres humanos comecem a pensar como computadores Robótica Sydney J. Harris Interfaces Naturais Sist. Especialistas Sist. Aprendizagem Lógica Difusa Algoritmos Genéticos Redes Neurais Agentes Inteligentes Davenport: 149 Percepção Visual Tatilidade Destreza Locomoção Condução Linguagens Naturais Reconhecimento de Discurso Interlaces Multissensoriais Realidade Virtual O Brien: 300

5 TEMAS para Estudos: Algoritmos Genéticos Aplicações de Inteligência Artificial Aprendizagem de Máquina Aquisição de Conhecimento Automatização do Raciocínio Design Inteligente Fundamentos de Inteligência Artificial Ferramentas para Inteligência Artificial IA Distribuída e Sistemas Multi-agentes Interfaces Inteligentes Lógica Difusa Mineração de Dados Mineração de Texto Modelagem Simbólica Ontologia Planejamento, Tempo e Ação Processamento de Linguagem Natural Programação em Lógica Redes Neurais Artificiais Representação do Conhecimento Representação e Raciocínio com Incertezas Robótica Sistemas de Apoio à Decisão Sistemas Inteligentes Híbridos Sistemas Tutores Vida Artificial Visão Computacional

6 Sistemas Especialistas a) Conceitos Básicos b) Desenvolvimento c) Aplicações Genéricas d) Benefícios e) Limitações f) Casos

7 O que são? Sistemas Especialistas: Conceitos Básicos Sistema de informação computadorizado que utiliza seu conhecimento sobre uma área de aplicação específica e complexa para atuar como um consultor especializado para os usuários finais. Pra que servem? Os S.E. fornecem conselhos especializados para questões de uma área específica e complexa. Como eles conseguem isso? Fazendo inferências, baseadas em regras, de tipo humanas em uma Base de Conhecimento especializado. O Brien: 307 O que os difere dos Sistemas Tradicionais? Capacidade de explicar a um usuário o seu processo de raciocínio e conclusões. Maior capacidade de processamento de regras [200 a 10 mil] do que os sistemas tradicionais [50 a 100]. Relacionamento muito mais complexo entre essas regras. Laudon: 340

8 Componentes Básicos de um S.E. Sistema Especialista Usuários Software do Sistema Especialista Programas de Interface c/ Usuário Programa Utilitário de Inferência Base de Conhecimento: Fatos e Regras úteis sobre uma área de Conhecimento específica e complexa. Baseado em O Brien: 307 Conselho Especializado Desenvolvimento do Sistema Programa de Aquisição de Conhecimento Especialista Especialista e/ou Engº Conhecimento Expertise Criam, atualizam e expandem a Base de Conhecimento

9 Base de Conhecimento O que contém? Fatos sobre uma área temática específica e complexa. Heurística (princípios, fatos e regras úteis) que expressa os procedimentos de raciocínio de um agente em relação ao assunto. Como o conhecimento é representado nela? 1. REGRAS ESTRUTURADAS (geralmente do tipo SE..., ENTÃO...) e DECLARAÇÕES DE FATOS. 2. CASOS (exemplos de desempenho, experiências e ocorrências do passado). 3. OBJETOS (elemento de dados que inclui tanto os dados como os métodos ou processos que operam sobre esses dados). 4. QUADROS (acúmulo de conhecimento sobre uma entidade consistindo em um pacote complexo de valores de dados que descrevem seus atributos). O Brien: 308

10 Base de Conhecimento do tipo REGRAS Se renda > Perguntar sobre financiamento de carro Senão, FIM Se financiamento do carro < 10% da renda Perguntar sobre outras prestações Senão, FIM Se hipoteca < 20% da renda Conceder crédito Senão, FIM Conceder crédito Perguntar sobre tempo de trabalho Se anos >= 4 Conceder limite de Senão, continuar Limite de Se anos < 4 Perguntar sobre outras dívidas Laudon: 340 Se outras dívidas < 5% da renda Conceder limite de Senão, conceder limite de Limite de 3.000

11 Base de Conhecimento do tipo CASOS O usuário descreve o problema Expandida e atualizada pelo usuário O Sistema procura casos semelhantes na Base de Conhec. O Sistema faz perguntas adicionais ao usuário Base de Conhecimento: CASOS O Sistema encontra o caso que mais se ajusta e recupera a solução O Sistema modifica a solução para ajustá-la melhor ao problema O Sistema armazena o problema e a solução bemsucedida na Base N OK? S Laudon: 344

12 Base de Conhecimento do tipo OBJETO Estrutura do carro É um... Rodas Motor Ação veículo quatro Gasolina / diesel Rola, move-se Estrutura do tanque É um... Lagartas Motor Ação veículo duas Diesel / turbina Rola, move-se Estrutura do motor Laudon: 341 É uma... Combust. Potência Aplicação : máquina Gasolina/Diesel/Elétrica BTU / CV Veículos ou gerador estacionário

13 Desenvolvimento de S.E. Início Identifique um problema adequado Verifique a viabilidade econômica Identifique o(s) Especialista(s) / Perito(s) Selecione um Engº do Conhecimento Escolha uma Shell de Desenvolvimento de S.E. Desenvolva um protótipo Nem todas as situações são passíveis de tratamento pelos S.E. Comparar as economias potenciais com os custos de Desenvolvimento e de Manutenção. Especialistas prestes a se aposentar, áreas de competências escassas etc. Se os Especialistas não dominarem o Programa de Aquisição do Conhecimento. Pacote de software s/ Base de Conhecimento: inferência + interface + editor de regras. Busque alternativas p/ Codificar Conhecimento. Transforme o protótipo em executável Fim

14 Como funcionam os Mecanismos de Inferência (Submergindo na Base de Conhecimento) Estratégias de busca Encadeamento para diante Encadeamento reverso Inicia c/ informação do usuário Pesquisa Base de Regras Executa as regras sucessivamente à medida que condições vão sendo atendidas Inicia c/ uma hipótese Faz perguntas encadeadas sobre fatos selecionados ao usuário Prosseguir até confirmar ou rejeitar a hipótese Laudon: 341

15 Aplicações Genéricas dos S.E. Os sistemas especialistas normalmente atendem a uma ou mais dessas aplicações: 3. Projeto / configuração Instalação de opções de computador Estudo viabilidade de fabricação Redes de comunicações Plano de montagem ótima 1. Gerenciamento de Decisões Análise carteira de empréstimos Avaliação desempenho funcionários Subscrição de seguros Previsões demográficas 4. Seleção / classificação Seleção de material Identificação de contas atrasadas Classificação de informações Identificação de suspeitos 2. Diagnóstico Problemas Operações Calibragem de equipamentos Operações de balcão de ajuda Depuração de softwares Diagnóstico médico 5. Monitoração / controle de processos Controle de máquinas (inclusive Robótica) Controle de estoques Monitoração da produção Teste químico O Brien: 309

16 Benefícios dos Sistemas Especialistas Captura, multiplicar e preservar o know-how de um ou mais especialistas. É mais rápido e consistente do que um especialista humano. Não se aposenta, não pede demissão, não fica doente, não se cansa, não se distrai. Pode ser utilizado para treinar os novatos. O uso eficaz dos sistemas especialistas pode permitir a uma empresa: Aumentar a eficiência de suas operações. Gerar novos produtos e serviços. Manter clientes e fornecedores com novas relações comerciais. Formar recursos estratégicos de informação baseados no conhecimento.

17 Limitações dos Sistemas Especialistas Um S.E. pode ajudar um Consultor Financeiro, p.ex., a desenvolver recomendações investimento para um cliente. Mas não conseguiria avaliar adequadamente as nuances de acontecimentos políticos, econômicos e sociais correntes ou a dinâmica pessoal de uma reunião com o cliente. Não se aplica a todos os problemas das Não captura conhecimento tácito! Organizações. Foco limitado (problemas e Quais os tipos de problemas mais domínios específicos; soluções adequados a soluções do sistema conhecidas). especialista? Incapacidade para aprender (a Base 1. Considerar as aplicações genéricas de Conhecimento é estática, (já citadas), precisando do Engº do 2. Domínio: campo do conhecimento Conhecimento para atualizá-la pequeno e bem-definido, quando mudanças ocorrerem) 3. Know-how: relativa escassez desse Problemas de manutenção dos conhecimento, sistemas especialistas (as regras não podem ficar mudando a todo 4. Complexidade: muitos tempo, pois isso ou inviabilizaria a relacionamentos para processar a manutenção da Base ou ficaria solução, muito caro) 5. Disponibilidade: ao menos um Custo (desenvolvimento e especialista de quem capturar o manutenção) conhecimento. O Brien: 311 e 312 Davenport: 154 Laudon: 343

18 Casos da Aplicação dos Sistemas Especialistas

19 ADCAD: (S.E. para Estratégias de Propaganda) O ADCAD (Advertising Communications Aproach Designer, ou Projetista de Métodos de Comunicações de Propaganda) é um sistema especialista que ajuda as agências de propaganda no estabelecimento de objetivos de marketing e comunicações, selecionando estratégias criativas e identificando métodos eficazes de comunicação. Ele é especificamente projetado para ajudar os anunciantes de produtos de consumo no desenvolvimento de objetivos de propaganda e estratégias de anúncios e na seleção de técnicas de comunicações. A base de conhecimento do ADCAD consiste em regras de várias fontes, incluindo consultoria de pessoal de criação da agência Young & Rubicam. O ADCAD utiliza um fomato de perguntas e respostas, formulando ao usuário uma série de perguntas sobre o problema de propaganda. Em seguida, ele varre sua base de conhecimento comparando as respostas do usuário com suas regras para fazer inferências. O ADCAD apresenta, então recomendações juntamente com uma justificativa para cada recomendação, se solicitada. (Ver exemplo de justificativa para a recomendação de pessoa famosa para anúncio de xampu na televisão). O ADCAD se tornou popular entre gerentes de propaganda e de marca porque ele lhes propicia uma justiviativa para sua propaganda atual, bem como para novos métodos de comunicação. Outro benefício é seu suporte de análide do tipo what-if de opções de propaganda. O ADCAD permite aos usuários alterarem facilmente suas respostas às perguntas e investigrem o impacto de premissas alternativas sobre o produto ou mercado. Essa característica também fez do ADCAD uma ferramenta útil no treinamento de estudantes e gerentes de propaganda principiantes. O Brien: 309 e 310

20 Regras: ADCAD: Exemplo de Regras e de Justificativa SE objetivo do anúncio = transmitir imagem de marca ou reforçar imagem de marca E a motivação de compra da marca = estímulo sensorial E a motivação de processamento da mensagem = alta ENTÃO o tom emocional = exaltação SE objetivo do anúncio = alterar opiniões sobre a marca E a motivação de processamento da mensagem = baixa E ansiedade de compra = baixa E uso da marca evita conseqüências temíveis = sim ENTÃO o tom emocional = medo elevado O Brien: 309 e 310 Explicação para a recomendação de uso de uma pessoa famosa: O objetivo do anúncio é comunicar ou reforçar a imagem, inspiração ou estilo de vida associados a sua marca para consumidores que não estão muito motivados a processar a mensagem de seu anúncio. Um apresentador famoso pode atrair a atenção do consumidor, fortalecer a imagem de sua marca e tornar-se uma deixa memorizável para avaliação da marca.

21 BlueCross BlueShield (Para subscrição em Seguro Saúde) A BlueCross BlueShield, da Carolina do Norte, utilizou o Aion, uma shell IA, para montar um sistema automatizado de subscrição em planos de assistência médica (AMUS). O AMUS conecta-se com um banco de dados hierárquico IMS, da IBM, e ao sistema interno da BlueCross BlueShield para cotação de taxas, redação de políticas e gerenciamento de riscos. O sistema determina se subscreve ou não candidatos ao seguro-saúde após avaliar sua elegibilidade e riscos médicos. Os analistas de risco podem modificar as regras conforme a necessidade. Esse sistema especialista permitiu à BlueCross BlueShield reduzir o tempo para tomar uma decisão de análise de risco de uma semana para um dia. Os ganhos de produtividade do sistema também permitiram à empresa elirhinar ou relocar oito analistas de risco e quinze profissionais de suporte, substituindo-os por quatro processadores de análises de risco. Desde a adoção do AMUS, a precisão das decisões de subscrição melhorou. Laudon: 342

22 Countrywide (S.E. para Avaliação de Risco de Crédito) A Countrywide Funding Corp., Califórnia, é uma empresa de empréstimos com cerca de quatrocentos analistas de risco em 150 escritórios em todo o país. Em 1992, a empresa desenvolveu um S.E., baseado em PC, para tomar decisões preliminares quanto ao risco de crédito de solicitações de empréstimo. A empresa tinha passado por um período de rápido e contínuo crescimento e queria que o sistema ajudasse a garantir decisões de empréstimo consistentes e de alta qualidade. O CLUES (Countrywide s Loan Underwriting Expert System) tem cerca de 400 regras. A Countrywide testou o sistema, enviando todas as análises de risco tratadas por um analista de risco humano também ao CLUES. O sistema foi refinado até concordar com os subscritores em 95 % dos casos. Laudon: 343 A Countrywide não confiará apenas no CLUES para rejeitar pedidos de empréstimo, porque o sistema especialista não pode ser programado para administrar situações excepcionais, como as que envolvem um profissional autônomo ou complexos esquemas financeiros. Um analista de risco revisará todos os empréstimos rejeitados e tomará a decisão final. O CLUES oferece outros benefícios. Tradicionalmente, um analista de risco poderia administrar seis ou sete solicitações por dia. Utilizando o CLUES, o mesmo analista de risco pode avaliar no mínimo 16 por dia. A Countrvwide agora está utilizando as regras contidas em seu S.E. para responder a consultas por e- mail feitas por visitantes a seu site Web que querem saber se estão qualificados para um empréstimo.

23 Auto-avaliação 1. Em qual categoria de SI as aplicações citadas nessa apresentação se encaixam? 2. Se, em princípio, qualquer SI pode ser utilizado para apoiar o tomador de decisão nas organizações, por que criar SI específicos com esse propósito? 3. Quais atributos / características diferenciam os SAD (Sistema de Apoio a Decisão) dos demais tipos de SI, tais como ERP 1, SCM 2 e CRM 3? 4. Está correto afirmar que os Sistemas Especialistas tem sua base de conhecimento abastecida com casos ou objetos? Explique. 5. RESPONDA E ENVIE PARA O

24 Referências 1. STAIR, RALPH M. Princípios de sistemas de informação. Rio de Janeiro: LTC Editora, [Cap. 11] 2. O BRIEN, JAMES A. Sistemas de informação e as decisões na era da Internet. São Paulo: Saraiva, [Cap. 9] 3. LAUDON, KENNETH C. e LAUDON, JANE P. Sistemas de informação gerenciais: administrando a empresa digital. São Paulo: Prentice Hall, [Cap. 10] 4. LUCAS, Henry C. Tecnologia da Informação: tomada de decisão estratégica para administradores. Rio de Janeiro: LTC Editora, [Cap. 18] 5. DAVENPORT, THOMAS H. e PRUSAK, LAURENCE. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, [Cap. 7] 6. Site avaliado: < Data: 20/08/2014, 15: Site avaliado: <http://rdminovacao.blogspot.com.br/2010/03/erpcrmbiscm-o-que-significaessas.html Data: 20/08/2014, 15:29

25 Anexos 1- ERP (Enterprise Resource Planning) - é um conjunto de atividades executadas por um software multi-modular com o objetivo de auxiliar o gestor de uma empresa nas importantes fases de seu negócio; Tipicamente, um sistema ERP ou usa, ou está integrado a uma base de dados relacional (banco de dados multirelacional). Cada sistema ERP oferece um conjunto de aplicativos funcionais individualizados para aquisição; Muitos sistemas ERP s são comercializados em um pacote com os módulos básicos oferecendo módulos adicionais em função do interesse individual de cada empresa. Esse sistema responde esta questão. Economizar dinheiro, aumentar a eficiência e continuar competitivo. Assim, existe para incrementar a empresa e a razão de ser do negócio jamais será satisfazer os requisitos de um sistema. A competição entre as empresas que desenvolvem o ERP com certeza tratará deste assunto, oferecendo maneiras individualizadas de manter a personalidade e pessoalidade do negócio. O sistema ERP responde esta questão. Economizar dinheiro, aumentar a eficiência e continuar competitivo. O sistema existe para incrementar a empresa e a razão de ser do negócio jamais será satisfazer os requisitos de um sistema. A competição entre as empresas que desenvolvem o ERP com certeza tratará deste assunto, oferecendo maneiras individualizadas de manter a personalidade e pessoalidade do negócio.

26 Anexos 2- SCM - (Supply Chain Management, ou em português GCL, gestão da cadeia logística) aos instrumentos e métodos que visam melhorar e automatizar o abastecimento, reduzindo os stocks e os prazos de entrega. Fala-se assim de trabalho em fluxo tenso para caracterizar a redução ao máximo dos stocks em toda a cadeia de produção. Os instrumentos SCM apoiam-se nas informações de capacidade de produção presentes no sistema de informação da empresa para passar automaticamente ordens de encomendas. Assim, os instrumentos SCM estão fortemente relacionados com o Software de Gestão Integrada) (ERP, Enterprise Resource Planning) da empresa. Idealmente, um instrumento SCM permite seguir o andamento das peças (fala-se de rastreabilidade) entre os diferentes intervenientes da cadeia logística. 3- CRM é um sistema integrado de gestão com focalização para o cliente, constituído por um conjunto de procedimentos organizados e integrados num modelo de gestão de negócios, do Inglês "Busines Proccess Management" (BPM). O software que auxilia e apoia esta gestão é normalmente denominado sistema de CRM. Os processos e sistemas de gestão de relacionamento com o cliente permitem que se possa controlar e conhecer as informações sobre os clientes de maneira integrada, principalmente através do acompanhamento e registo de todas as interacções com o cliente, que podem ser consultadas e comunicadas a diversas partes da empresa que necessitem desta informação para orientar as decisões a tomar.

Sistemas de Apoio à Decisão & Inteligência Artificial

Sistemas de Apoio à Decisão & Inteligência Artificial INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sistemas de Apoio à Decisão & Inteligência Artificial Prof. Paulo Roberto Schroeder de Souza. Sumário 1. Inteligência Artificial: a) Conceito, b) Áreas

Leia mais

Módulo 6: Inteligência Artificial

Módulo 6: Inteligência Artificial Módulo 6: Inteligência Artificial Assuntos: 6.1. Aplicações da IA 6.2. Sistemas Especialistas 6.1. Aplicações da Inteligência Artificial As organizações estão ampliando significativamente suas tentativas

Leia mais

SISTEMAS INTELIGENTES DE APOIO À DECISÃO

SISTEMAS INTELIGENTES DE APOIO À DECISÃO SISTEMAS INTELIGENTES DE APOIO À DECISÃO As organizações estão ampliando significativamente suas tentativas para auxiliar a inteligência e a produtividade de seus trabalhadores do conhecimento com ferramentas

Leia mais

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial Inteligência Artificial As organizações estão ampliando significativamente suas tentativas para auxiliar a inteligência e a produtividade de seus trabalhadores do conhecimento com ferramentas e técnicas

Leia mais

GERENCIAMENTO DO CONHECIMENTO NA EMPRESA DIGITAL

GERENCIAMENTO DO CONHECIMENTO NA EMPRESA DIGITAL GERENCIAMENTO DO CONHECIMENTO NA EMPRESA DIGITAL 1 OBJETIVOS 1. Por que hoje as empresas necessitam de programas de gestão do conhecimento e sistemas para gestão do conhecimento? 2. Quais são as aplicações

Leia mais

GERENCIAMENTO DO CONHECIMENTO NA EMPRESA DIGITAL

GERENCIAMENTO DO CONHECIMENTO NA EMPRESA DIGITAL Capítulo 10 GERENCIAMENTO DO CONHECIMENTO NA EMPRESA DIGITAL 10.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Por que hoje as empresas necessitam de programas de gestão do conhecimento e sistemas para gestão do conhecimento?

Leia mais

SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO SAD

SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO SAD SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO SAD Conceitos introdutórios Decisão Escolha feita entre duas ou mais alternativas. Tomada de decisão típica em organizações: Solução de problemas Exploração de oportunidades

Leia mais

Identificar as mudanças que acontecem na forma e no uso de apoio à decisão em empreendimentos de e-business. Identificar o papel e alternativas de

Identificar as mudanças que acontecem na forma e no uso de apoio à decisão em empreendimentos de e-business. Identificar o papel e alternativas de 1 Identificar as mudanças que acontecem na forma e no uso de apoio à decisão em empreendimentos de e-business. Identificar o papel e alternativas de relatórios dos sistemas de informação gerencial. Descrever

Leia mais

Profº.: Daniel Gondim. Relatórios Gerenciais e Sistemas Web

Profº.: Daniel Gondim. Relatórios Gerenciais e Sistemas Web Profº.: Daniel Gondim Relatórios Gerenciais e Sistemas Web Roteiro Relatórios Gerenciais Relatórios Programados; Relatórios de Exceção; Relatórios de Solicitação; Sistemas de Informações Web Definições

Leia mais

Assunto 9 : Tecnologias de Inteligência Artificial nos Negócios

Assunto 9 : Tecnologias de Inteligência Artificial nos Negócios Assunto 9 : Tecnologias de Inteligência Artificial nos Negócios Empresas e outras organizações estão ampliando significativamente suas tentativas para auxiliar a inteligência e a produtividade de seus

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 3.1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA 3.1 2003 by Prentice Hall 3 ão, Organizações ões, Administração e Estratégia OBJETIVOS

Leia mais

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Material de Apoio Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações.

Leia mais

Capítulo 4 Sistemas de Informação para Apoio à Decisão Gerencial

Capítulo 4 Sistemas de Informação para Apoio à Decisão Gerencial Capítulo 4 Sistemas de Informação para Apoio à Decisão Gerencial SEÇÃO I: Sistemas de Informação Gerencial e de Apoio à Decisão 4.1 Introdução Este capítulo enfoca os principais tipos de sistemas de informação

Leia mais

RECONHECIMENTO DE ALGUNS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

RECONHECIMENTO DE ALGUNS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO WESLLEYMOURA@GMAIL.COM RECONHECIMENTO DE ALGUNS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ANÁLISE DE SISTEMAS ERP (Enterprise Resource Planning) Em sua essência, ERP é um sistema de gestão empresarial. Imagine que você tenha

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 10.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 10.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 10.1 10 OBJETIVOS OBJETIVOS GERENCIAMENTO DO CONHECIMENTO NA EMPRESA DIGITAL 10.1 2003 by Prentice Hall Por que hoje as empresas necessitam de programas

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 6 Sistemas de Informações Estratégicas Sistemas integrados e sistemas legados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Como Melhorar a Tomada de Decisão e a Gestão do Conhecimento Capítulo

Leia mais

Sistemas Integrados ASI - II

Sistemas Integrados ASI - II Sistemas Integrados ASI - II SISTEMAS INTEGRADOS Uma organização de grande porte tem muitos tipos diferentes de Sistemas de Informação que apóiam diferentes funções, níveis organizacionais e processos

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA Capítulo 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam

Leia mais

Estrutura de um Sistema Especialista

Estrutura de um Sistema Especialista Sistemas Especialistas Difusos Estrutura de um Sistema Especialista Prof. Max Pereira http://paginas.unisul.br/max.pereira Áreas de Aplicação da IA SISTEMAS Sistemas Especialistas (Baseados em Conhecimento)

Leia mais

Tecnologias e Sistemas de Informação

Tecnologias e Sistemas de Informação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr.

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. 15 Aula 15 Tópicos Especiais I Sistemas de Informação Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. Site Disciplina: http://fundti.blogspot.com.br/ Conceitos básicos sobre Sistemas de Informação Conceitos sobre Sistemas

Leia mais

Secção II. A utilização nas empresas das tecnologias de inteligência artificial

Secção II. A utilização nas empresas das tecnologias de inteligência artificial 1 Secção II A utilização nas empresas das tecnologias de inteligência artificial 2 As empresas e a IA Concebidas para aproveitar as capacidades dos seres humanos, não para as substituir as tecnologias

Leia mais

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser:

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser: CONCEITOS INICIAIS O tratamento da informação precisa ser visto como um recurso da empresa. Deve ser planejado, administrado e controlado de forma eficaz, desenvolvendo aplicações com base nos processos,

Leia mais

Visão Geral dos Sistemas de Informação

Visão Geral dos Sistemas de Informação Visão Geral dos Sistemas de Informação Existem muitos tipos de sistemas de informação no mundo real. Todos eles utilizam recursos de hardware, software, rede e pessoas para transformar os recursos de dados

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ADMINISTRAÇÃO LINHA DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM COMÉRCIO INTERNACIONAL ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Carga horária semanal Etapa 4 5 OBJETIVO Realizar escolhas sobre a adoção de tecnologias e sistema

Leia mais

CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação

CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação Janniele Aparecida Como uma empresa consegue administrar toda a informação presente nesses sistemas? Não fica caro manter tantos sistemas diferentes? Como os

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação INSTITUTO VIANNA JÚNIOR LTDA FACULDADES INTEGRADAS VIANNA JÚNIOR Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação Lúcia Helena de Magalhães 1 Teresinha Moreira de Magalhães 2 RESUMO Este artigo traz

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Inteligência Artificial

Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Inteligência Artificial Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Inteligência Artificial João Marques Salomão Rodrigo Varejão Andreão Inteligência Artificial Definição (Fonte: AAAI ): "the scientific understanding of the mechanisms

Leia mais

Sistemas de Informações. Daniel Gondim

Sistemas de Informações. Daniel Gondim Sistemas de Informações Daniel Gondim Roteiro da Aula SPT Sistema de Processamento de Transações Visão geral; métodos e objetivos Atividades no processamento de transações Controle de Administração Aplicações

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA

SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÕES Um Sistema de Informação não precisa ter essencialmente

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Unidade IV PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Unidade IV PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Unidade IV 1 OUTROS TIPOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1.1 Inteligência artificial A inteligência artificial é um campo da ciência e da tecnologia baseado em disciplinas

Leia mais

STC SAD Profº Daniel Gondim

STC SAD Profº Daniel Gondim STC SAD Profº Daniel Gondim Roteiro Sistemas de Trabalhadores do Conhecimento (STC) Conceitos Aplicações Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) Conceitos Aplicações Sistemas de Trabalhadores do Conhecimento

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios-

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, HUMANAS E SOCIAIS BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- Curso: Administração Hab. Sistemas de Informações Disciplina: Gestão de Tecnologia

Leia mais

SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING

SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCEES PLANNING O ERP (Planejamento de Recursos Empresariais) consiste num sistema interfuncional que tem por missão integrar e automatizar

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

Classificações dos SIs

Classificações dos SIs Classificações dos SIs Sandro da Silva dos Santos sandro.silva@sociesc.com.br Classificações dos SIs Classificações dos sistemas de informação Diversos tipo de classificações Por amplitude de suporte Por

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula

Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula Faculdade Pitágoras de Uberlândia Pós-graduação Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula Prof. Me. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br Maio -2013 Bibliografia básica LAUDON,

Leia mais

Sistemas de Informação. O uso de sistemas de informações como ferramentas de gestão

Sistemas de Informação. O uso de sistemas de informações como ferramentas de gestão Sistemas de Informação O uso de sistemas de informações como ferramentas de gestão Objetivos Impactos na gestão das empresas: Macro mudanças no ambiente Novas tecnologias de comunicação e informática Macro

Leia mais

agente deve continuar funcionando mesmo depois que seu agenciador não está mais presente

agente deve continuar funcionando mesmo depois que seu agenciador não está mais presente Atributos Importantes Independência agente deve continuar funcionando mesmo depois que seu agenciador não está mais presente Adaptabilidade agente deve poder se adaptar a múltiplos ambientes, envolvendo

Leia mais

E-business - como as empresas usam os sistemas de informação. Administração de Sistema de Informação I

E-business - como as empresas usam os sistemas de informação. Administração de Sistema de Informação I E-business - como as empresas usam os sistemas de informação Administração de Sistema de Informação I Supply Chain Management - Cadeia de suprimento Sistemas de Gerenciamento de Cadeia de Suprimentos Os

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 1 OBJETIVOS 1. Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? 2. Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

Simulação Computacional de Sistemas, ou simplesmente Simulação

Simulação Computacional de Sistemas, ou simplesmente Simulação Simulação Computacional de Sistemas, ou simplesmente Simulação Utilização de métodos matemáticos & estatísticos em programas computacionais visando imitar o comportamento de algum processo do mundo real.

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 6 ERP Enterprise Resource Planning Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Leia mais

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Agenda Componentes de uma empresa Objetivos Organizacionais X Processos de negócios Gerenciamento integrado

Leia mais

:: Portfólio OBJETIVO

:: Portfólio OBJETIVO Disciplina Portfólio N 03 Engenharia de Software Sistema de Informações OBJETIVO :: Portfólio Levar o aluno a conhecer as principais características de um Sistema de Informação e quais os critérios de

Leia mais

E-Business global e colaboração

E-Business global e colaboração E-Business global e colaboração slide 1 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. 2.1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Objetivos de estudo Quais as principais

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Gestão Organizacional da Logística Sistemas de Informação Sistemas de informação ERP - CRM O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Modelagem de Sistemas de Informação

Modelagem de Sistemas de Informação Modelagem de Sistemas de Informação Professora conteudista: Gislaine Stachissini Sumário Modelagem de Sistemas de Informação Unidade I 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO...1 1.1 Conceitos...2 1.2 Objetivo...3 1.3

Leia mais

Capítulo 2 E-Business global e colaboração

Capítulo 2 E-Business global e colaboração Objetivos de estudo Capítulo 2 E-Business global e colaboração Quais as principais características de um negócio que são relevantes para a compreensão do papel dos sistemas de informação? Como os sistemas

Leia mais

Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações. Um SIG gera

Leia mais

Sistema de Informação

Sistema de Informação Sistema de Informação É um conjunto de partes coordenadas, que buscam prover a empresa com informações, com o objetivo de melhorar a tomada de decisões. Conjunto organizado de pessoas, hardware, software,

Leia mais

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1 Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii Parte I - Empresa e Sistemas, 1 1 SISTEMA EMPRESA, 3 1.1 Teoria geral de sistemas, 3 1.1.1 Introdução e pressupostos, 3 1.1.2 Premissas

Leia mais

Gestão do Conhecimento. Capitulo 11

Gestão do Conhecimento. Capitulo 11 Gestão do Conhecimento Capitulo 11 Gestão do Conhecimento Objetivos da aula Gestão de Conhecimento Sistemas de Gestão de Conhecimento Por que hoje as empresas necessitam de programas de gestão do conhecimento

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini. E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br

GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini. E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ERP 2 ERP Planejamento dos Recursos da Empresa 3 CONCEITO DE

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Dado Informação Conhecimento Sistemas de Informação DADO O DADO consiste

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL 2015 Sabemos que as empresas atualmente utilizam uma variedade muito grande de sistemas de informação. Se você analisar qualquer empresa que conheça, constatará que existem

Leia mais

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Outras Apostilas em: www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Centro Universitário Geraldo di Biase 1. Enterprise Resouce Planning ERP O ERP, Sistema de Planejamento de Recursos

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Programa do Módulo 2. Processo Unificado: Visão Geral

Programa do Módulo 2. Processo Unificado: Visão Geral 9.1 Programa do Módulo 2 Orientação a Objetos Conceitos Básicos Análise Orientada a Objetos (UML) O Processo Unificado (RUP) Processo Unificado: Visão Geral 9.2 Encaixa-se na definição geral de processo:

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Internet promoveu: Transformação Novos padrões de funcionamento Novas formas de comercialização. O maior exemplo desta transformação é o E- Business

Leia mais

ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING

ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING RENAN ROLIM WALENCZUK Canoas, Agosto de 2014 SUMÁRIO 1 INTODUÇÃO...03 2 ERP (ENTERPRISE

Leia mais

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ENGP -

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

Evolução dos sistemas ERP nas empresas

Evolução dos sistemas ERP nas empresas Evolução dos sistemas ERP nas empresas Aloísio André dos Santos (ITA) aloisio@mec.ita.br João Murta Alves (ITA) murta@mec.ita.br Resumo Os sistemas ERP são considerados uma evolução dos sistemas de administração

Leia mais

Faculdade de Tecnologia da Zona Leste Prof. Fumio Ogawa

Faculdade de Tecnologia da Zona Leste Prof. Fumio Ogawa Faculdade de Tecnologia da Zona Leste Prof. Fumio Ogawa Sistemas de Informação 2 1. Fundamentos dos Sistemas de Informação Antes de começar a discutir os sistemas de informação precisamos definir e entender

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

Estudar os Sistemas de Processamento de Transação (SPT)

Estudar os Sistemas de Processamento de Transação (SPT) Estudar a Colaboração Empresarial. Objetivos do Capítulo Estudar os Sistemas de Processamento de Transação (SPT) Identificar o papel e alternativas de relatórios dos sistemas de informação gerencial. Estudar

Leia mais

O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA

O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA Como tudo começou GIDEONI SILVA CONSULTOR BI & CRM Analista de Sistemas e Green Belt Six Sigma Experiência de 15 anos em projetos executados de Business

Leia mais

INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Msc. Saulo Popov Zambiasi (saulopz@gmail.com) 11/07/08 10:25 Informação - ICPG - Criciuma - SC 1 Informação - ICPG - Criciuma -

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações

Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações Leonardo C. de Oliveira1, Diogo D. S. de Oliveira1, Noemio C. Neto 1, Norberto B. de Araripe1, Thiago N. Simões1, Antônio L. M. S. Cardoso 1,2 1.Introdução

Leia mais

Sistemas de Informação Aula 2

Sistemas de Informação Aula 2 Sistemas de Informação Aula 2 Prof. M.Sc. Diego Fernandes Emiliano Silva diego.femiliano@gmail.com Leitura p/ aula 3 Sugestão: Para preparação anterior ler capítulo 3 do Laudon e Laudon Posterior a aula,

Leia mais

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial Prof. Pedro Luiz de O. Costa Bisneto 14/09/2003 Sumário Introdução... 2 Enterprise Resourse Planning... 2 Business Inteligence... 3 Vantagens

Leia mais

Tecnologias de Inteligência Artificial nos

Tecnologias de Inteligência Artificial nos CAPÍTULO 9.I Sistemas de Informação para Apoio à Decisão Gerencials VISÃO GERAL DO CAPÍTULO O objetivo do capítulo é explicar como os sistemas de informação gerencial, os sistemas de apoio à decisão, os

Leia mais

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos Universidade Cruzeiro do Sul Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos 2010 0 O Processo pode ser entendido como a sequência de atividades que começa na percepção das necessidades explícitas

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais

Sistemas de Informações Gerenciais Sistemas de Informações Gerenciais Aula 6 Gerenciamento dos processos de decisão Professora: Cintia Caetano Tomada de Decisão A tomada de decisão consiste na escolha de uma opção ou mais dentre diversas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS O PODER DA INFORMAÇÃO Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem tem SABEDORIA Tem SABEDORIA quem usa CONHECIMENTO Tem CONHECIMENTO quem possui INFORMAÇÃO (Sem

Leia mais

3 a Lista de Exercícios

3 a Lista de Exercícios Engenharia de Requisitos 3 a Lista de Exercícios (1) Em relação ao levantamento e análise de requisitos, faz-se a seguinte afirmação: Os requisitos de sistema devem ser capturados, documentados e acordados

Leia mais

PLANO DE ENSINO DO 2º SEMESTRE LETIVO DE 2012

PLANO DE ENSINO DO 2º SEMESTRE LETIVO DE 2012 PLANO DE ENSINO DO 2º SEMESTRE LETIVO DE 2012 Curso: TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL Habilitação: TECNÓLOGO Disciplina: NEGÓCIOS INTELIGENTES (BUSINESS INTELLIGENCE) Período: M V N 4º semestre do Curso

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA 1 OBJETIVOS 1. O que os administradores precisam saber sobre organizações para montar e usar sistemas de informação com sucesso? 2. Que

Leia mais

Sistemas de Informações. Profº: Daniel Gondim

Sistemas de Informações. Profº: Daniel Gondim Sistemas de Informações Profº: Daniel Gondim 1 Roteiro O que é um sistema de informação. Entrada, processamento, saída, feedback. SI (Manuais e Computadorizados). Tipos de Sistema de Informação e Grupos

Leia mais

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação DCC133 Introdução à Sistemas de Informação TÓPICO 2 E-business global e colaboração Prof. Tarcísio de Souza Lima OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever

Leia mais

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia.

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia. 1 Introdução aos Sistemas de Informação 2002 Aula 4 - Desenvolvimento de software e seus paradigmas Paradigmas de Desenvolvimento de Software Pode-se considerar 3 tipos de paradigmas que norteiam a atividade

Leia mais

SISTEMAS E GESTÃO DE RECURSOS ERP E CRM. Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: http://www.oxnar.com.br/2015/unitec

SISTEMAS E GESTÃO DE RECURSOS ERP E CRM. Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: http://www.oxnar.com.br/2015/unitec SISTEMAS E GESTÃO DE RECURSOS ERP E CRM Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: http://www.oxnar.com.br/2015/unitec Teoria geral do Sistemas O Sistema é um conjunto de partes interagentes e interdependentes

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS. Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos. Operam em diferentes plataformas de hardware

LISTA DE EXERCÍCIOS. Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos. Operam em diferentes plataformas de hardware 1. A nova infra-estrutura de tecnologia de informação Conectividade Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos Sistemas abertos Sistemas de software Operam em diferentes plataformas

Leia mais