EDUCAÇÃO, IGUALDADE E FRATERNIDADE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDUCAÇÃO, IGUALDADE E FRATERNIDADE"

Transcrição

1 LD Linha Direta EDUCAÇÃO POR ESCRITO EDUCAÇÃO, IGUALDADE E FRATERNIDADE Instituição que completa 145 anos em 2015 aposta em princípios e valores cristãos para a formação de cidadãos responsáveis TECNOLOGIA Gestão e sustentabilidade ROBÓTICA SESI/MG participa de Torneio CELEBRAÇÃO Sinepe/ES realiza premiações e presta homenagens INOVAÇÃO A sala de aula invertida Gustavo Hoffmann EDUCAÇÃO Mudança de paradigma na escola Alexandre Ventura EDIÇÃO 202. ANO 18. JANEIRO 2015 GESTÃO O coaching e o planejamento estratégico Renato Casagrande

2 EDITORIAL Marcelo Chucre, presidente da Linha Direta Edson Dutra TRADIÇÃO E MODERNIDADE A educação clama por mudanças. Tecnologia e inovação aparecem como fatores fundamentais a serem adotados para que o ensino contemple as demandas do aluno contemporâneo. Se o tema ainda divide opiniões, devido ao receio e ao desconhecimento quanto às implicações que tais mudanças podem trazer, a tradição aparece como fator que pode conferir a credibilidade necessária para que essas alterações sejam adotadas com êxito pelas instituições. Para falar sobre esse assunto, a Linha Direta ouviu Maurício de Meneses, presidente do Instituto Presbiteriano Mackenzie, instituição com quase 145 anos de história, que, ao longo dos anos, se modernizou e aprimorou seus processos, tendo hoje grande relevância para a educação brasileira. A matéria de capa tem, ainda, a fala de Débora Bueno Oliveira, coordenadora do Sistema Mackenzie de Ensino, que explica de que forma a instituição buscou atualizar seus métodos para continuar sendo referência educacional no País. Esta edição traz, também, a última parte das Metas Educativas 2021, documento composto por 11 metas gerais, 28 específicas e 39 indicadores, além de seus níveis de realização. As Metas foram aqui apresentadas juntamente com a opinião de especialistas sobre a importância do documento para a construção de uma educação de qualidade na Ibero-América, nos próximos anos. Vale a pena conferir! TRADICIÓN Y MODERNIDAD La educación clama por cambios. Tecnología e innovación aparecen como factores fundamentales a ser adoptados para que la enseñanza contemple las demandas del alumno contemporáneo. Si el tema aún divide opiniones, debido al miedo al desconocimiento en cuanto a las implicaciones que tales cambios pueden traer, la tradición aparece como factor que puede conferir la credibilidad necesaria para que esas alteraciones sean adoptadas con éxito por las instituciones. Para hablar sobre este asunto, Linha Direta escuchó a Maurício de Meneses, presidente del Instituto Presbiteriano Mackenzie, institución con casi 145 años de historia, que, a lo largo de los años, se modernizó y mejoró sus procesos, teniendo hoy gran relevancia para la educación brasileña. La materia de tapa tiene, inclusive, el comentario de Débora Bueno Oliveira, coordinadora del Sistema Mackenzie de Enseñanza, que explica de qué forma la institución buscó actualizar sus métodos para continuar siendo referencia educacional en el País. Esta edición trae, también, la última parte de las Metas Educativas 2021, documento compuesto por 11 metas generales, 28 específicas y 39 indicadores, además de sus niveles de realización. Las Metas fueron aquí presentadas juntamente con la opinión de especialistas sobre la importancia del documento para la construcción de una educación de calidad en Iberoamérica, en los próximos años. Vale la pena ver! LD Linha Direta EDUCAÇÃO POR ESCRITO A Revista Linha Direta (ISSN ) é uma publicação mensal da Linha Direta Ltda. Rua Felipe dos Santos, Conj. 305/306 - Lourdes - Belo Horizonte/MG - CEP: Tel.: (31) EDIÇÃO 202 ANO 18 JANEIRO 2015 Presidente Marcelo Chucre da Costa Diretora Executiva Laila Aninger Gerente Administrativo-Financeiro Flávia Alves Passos Consultor Editorial Ryon Braga Consultor em Gestão Estratégica e Responsabilidade Social Marcelo Freitas Consultora para o Ensino Superior Maria Carmen T. Christóvão Editores Renan Costa Coelho Valéria Araújo Editor de Arte Rafael Rosa Estagiária de Jornalismo Ana Karolina Machado Estagiários de Design Gráfico Carolina Lecca Diego Felizardo Martins Revisora/Preparadora de Texto Cibele Silva Tradutores/Revisores de Espanhol Gustavo Costa Fuentes Green Word Language Services Conselho Consultivo Airton de Almeida Oliveira, Amábile Pacios, Anna Lydia Collares dos Reis Favieri Ferreira, Antônio Lúcio dos Santos, Átila Rodrigues, Benjamin Ribeiro da Silva, Bruno Eizerik, Dalton Luís de Moraes Leal, Emiro Barbini, Fátima de Mello Franco, Fátima Turano, Gabriel Mario Rodrigues, Gelson Menegatti Filho, Hermes Ferreira Figueiredo, Ignez Vieira Cabral, Ivana de Siqueira, Ivo Calado, Jacir J. Venturi, Jorge de Jesus Bernardo, José Carlos Barbieri, José Carlos Rassier, José Janguiê Bezerra Diniz, Krishnaaor Ávila Stréglio, Manoel Alves, Marco Antônio de Souza, Marcos Antônio Simi, Maria Augusta Oliveira Senna, Maria da Gloria Paim Barcellos, Maria Nilene Badeca da Costa, Miguel Luiz Detsi Neto, Odésio de Souza Medeiros, Paulo Antonio Gomes Cardim, Paulo Sérgio Machado Ribeiro, Pe. João Batista Lima, Suely Melo de Castro Menezes, Victor Maurício Nótrica Pré-Impressão e Impressão Tel.: (31) Tiragem e distribuição auditada por: Tiragem: exemplares As ideias expressas nos artigos ou matérias assinados são de responsabilidade dos autores e não representam, necessariamente, a opinião da Revista. Os artigos são colaborativos e podem ser reproduzidos, desde que a fonte seja citada.

3 CAPA Equipe Linha Direta EDUCAÇÃO, IGUALDADE E FRATERNIDADE Instituição que completa 145 anos em 2015 aposta em princípios e valores cristãos para a formação de cidadãos responsáveis Jannoon028/iStockphoto

4 Uma sala de aula improvisada nos cômodos de uma casa, uma turma formada por apenas três estudantes e, por fim, um ideal como motivação: educar alunos para a vida, tendo como filosofia norteadora o ideal cristão. Infraestrutura e objetivos inversamente proporcionais que deram início, em 1870, à pequena escola que, anos depois, originaria o Instituto Presbiteriano Mackenzie. A HISTÓRIA A iniciativa partiu de George Whitehill Chamberlain e Mary Annesley Chamberlain, um casal de missionários norte-americanos então recém-chegado a São Paulo e que, através da criação da escola, buscou acolher, em uma instituição em que não houvesse distinção de sexo, credo ou etnia, crianças que não tinham a oportunidade de estudar. Já no ano de 1871, foi constituída a Escola Americana, embrião do Colégio Mackenzie, que abrigava filhos de escravos e de famílias tradicionais, denotando mais uma vez o ideal integrador que seus criadores buscaram implantar na instituição. A Escola ficou conhecida pelo advogado americano John Theron Mackenzie, que, mesmo sem nunca ter vindo ao País, familiarizou-se com o ideal da instituição e deixou, em testamento, uma doação à Igreja Presbiteriana americana, para que se construísse no Brasil uma escola de engenharia. A partir daí, adotou-se o nome utilizado até hoje pela instituição: Mackenzie.

5 TRADIÇÃO E MODERNIDADE Passaram-se 145 anos e, desde então, a pequena escola seguiu crescendo. Hoje, o Instituto Presbiteriano Macken zie é o mantenedor dos Colégios e Universidades que carregam o mesmo nome e que contam com mais de 40 mil estudantes. Para Maurício Meneses, presidente do Instituto, o diferencial da instituição é que, mesmo com o passar dos anos e diante do crescimento observado, o ideal que motivou sua criação há um século e meio ainda se mostra como o norteador das ações adotadas. Todo o processo de ensino e aprendizagem é alicerçado em princípios e valores cristãos para a formação de cidadãos responsáveis. Esse foi o objetivo principal do casal Chamberlain ao fazer da educação um instrumento de mudança social. Meneses ressalta ainda que o nível de excelência alcançado deve-se não só à tradição galgada ao longo dos anos, como também à preocupação em manter os processos e as práticas de ensino durante esse período em constante atualização e pertinência em relação às demandas que a educação apresentou e ainda apresenta. Maurício Meneses, presidente do Instituto Presbiteriano Mackenzie implicação direta também no universo educacional, o investimento constante na modernização não só das práticas, mas também do espaço físico de suas instituições é outra bandeira levantada pelo Instituto. O Mackenzie é uma instituição reconhecida por sua visão empreendedora, que alia a tradição e seus quase 145 anos de história com a inovação, a visão estratégica e a expansão. Respeita suas raízes firmes nos fundamentos, mas com os olhos no futuro, em busca de oportunidades. Segundo ele, essa conjuntura oferece ao aluno a possibilidade de, durante seu processo de formação, aprender a lidar com as diferenças e com o novo, que surge a cada momento. Não podemos nos esquecer da essência, mas temos que buscar constantemente o que o mercado traz de inovação, reunindo os dois momentos de maneira harmônica, completa. Assim sendo, diante do desenvolvimento galopante da tecnologia e sua De acordo com Maurício Meneses, essa modernização acontece a partir do investimento significativo e permanente em melhorias na infraestrutura e no suporte das atividades desde a educação básica até a pós-graduação. Em todos os níveis, procuramos oferecer locais físicos adequados ao aprendizado e à qualidade no ensino, com laboratórios de ponta e estímulo aos docentes para que se adequem e se preparem com o que há de melhor na área educacional. Dessa forma, podemos ser reconhecidos como uma instituição que preza por seus valores e que coloca seus alunos e professores no mais alto patamar do mercado de trabalho, comemora o presidente, dizendo ainda que, no âmbito dos colégios, o investimento acontece na

6 Divulgação SISTEMA MACKENZIE DE ENSINO A missão assumida pelo Mackenzie de formar alunos-cidadãos de acordo com os preceitos da filosofia cristã motivou o Instituto a criar um sistema de ensino próprio, tendo como objetivo oferecer uma educação de qualidade aos alunos, mas sem deixar de levar em conta os ideais da instituição. Assim, foi criado o Sistema Mackenzie de Ensino (SME), que nasceu para atender aos anseios da instituição no que diz respeito não só à aplicação de um material didático de excelência acadêmica, como também a uma concepção de educação fundamentada nos valores e princípios bíblicos. Débora Bueno Muniz Oliveira, coordenadora do Sistema Mackenzie de Ensino integralidade do ensino. Ele destaca também as parcerias, como a da Texas Tech, por exemplo, que proporciona aos alunos a opção de ter diplomas oficialmente reconhecidos nos Estados Unidos e no plano internacional. Já na Universidade, é enfatizado o trabalho da reitoria na atualização e implantação dos projetos pedagógicos dos cursos de todos os programas de graduação, com o objetivo de, principalmente, adequá-los ao atual cenário do exercício profissional. No percurso da história, o Mackenzie tornou-se reconhecido pelo pioneirismo e inovação na educação, o que permitiu alcançar o posto de uma das renomadas instituições de ensino que mais contribuem para o desenvolvimento científico e acadêmico do País. Dotado de eficientes ferramentas de aproximação da teoria com a prática, está presente nas mais diversas regiões do mundo por meio de participações em congressos, eventos, cursos, projetos e pesquisas, analisa. O Sistema atende à educação infantil, aos ensinos fundamental I e II e, por fim, ao ensino médio. De acordo com Débora Bueno Muniz Oliveira, coordenadora do Sistema Mackenzie de Ensino, sua proposta educacional fundamenta-se nos pressupostos bíblicos como única fonte de visão de mundo e implica uma perspectiva peculiar das três relações fundamentais do ser humano: com Deus, com o próximo e com o mundo. A visão pedagógica do SME é a de pensar e propor estratégias de ensino que promovam a educação de um ser humano instruído em toda a sabedoria. Segundo ela, o modelo pedagógico adotado é o cognitivo-interacionista, que substitui a emancipação de matérias desvinculadas entre si e o pragmatismo de um aprendizado centrado unicamente na iniciativa do aluno por uma pedagogia que associa os saberes teóricos aos saberes práticos, bem como aos saberes éticos e morais. Esse modelo favorece o crescimento pleno do aluno, por ter como foco não apenas a aprendizagem, mas a formação integral do ser, e associa o raciocínio indutivo do conhecimento transmitido ao raciocínio dedutivo do entendimento construído, pontua. Débora acredita que, com essa visão, o material utilizado contempla aspectos essenciais das pedagogias existentes, priorizando tanto o conteúdo quanto a interação social.

7 Ela diz que o Sistema se expandiu para além das escolas geridas pelo Instituto e, atualmente, é adotado por mais de 200 instituições em todo o País. Para Débora, essa aceitação se dá pela riqueza de conteúdos do Sistema e seu rico material, composto por livros didáticos, manual de orientação ao professor com sugestões de procedimentos e atividades para serem aplicadas em sala de aula, materiais de apoio, entre outros itens. A coordenadora do SME revela que o Sistema utiliza também ambiente virtual como apoio aos docentes. O Sistema Mackenzie de Ensino mantém um site que, além de divulgar o material didático e a proposta pedagógica do Sistema, é também responsável pela interação com as escolas parceiras. O site disponibiliza suporte e materiais pedagógicos, artigos, atividades complementares aos conteúdos, capacitações para docentes, manuais de orientação ao professor e indicações de livros e websites para diretores, coordenadores e professores das escolas parceiras. PORTAL EDUCACIONAL Para oferecer a alunos, famílias e professores conteúdos e ferramentas que contribuam para a construção do processo educacional, o Mackenzie fechou recentemente uma parceria com o Portal EducarBrasil, visando a modernizar e adequar ainda mais suas práticas ao que pede a educação contemporânea. Para Débora Oliveira, aspectos como interatividade e participação ativa dos pais na educação dos filhos são fatores que essa parceria possibilitará. Todos sabemos da importância e da necessidade atual de interatividade entre alunos, professores e pais para melhores resultados no processo de ensino e aprendizagem. A parceria com o Portal EducarBrasil permitirá essa interação de maneira rápida, efetiva e atraente. Segundo ela, os alunos poderão pesquisar, realizar atividades, interagir com outros estudantes e com seus professores em um ambiente seguro e motivador. Os pais, por sua vez, poderão monitorar o que os filhos estão estudando, acompanhar o desenvolvimento deles e, ainda, manter-se informados e atualizados a respeito de temas relativos à educação. Jannoon028/iStockphoto Débora completa que os professores terão à sua disposição inúmeros recursos, como textos, planejamento de aulas, vídeos, notícias, além de um espaço para interação com seus pares, estimulando o intercâmbio de experiências. Por fim, diretores e coordenadores poderão acompanhar o trabalho dos professores, atualizar-se a respeito da legislação educacional, ter acesso a artigos importantes na sua área de atuação e saber das novidades sobre os mais diversos assuntos ligados à educação. Todos se beneficiarão e teremos uma enorme comunidade mackenzista interagindo e enriquecendo seu trabalho, condição essencial para alcançar a excelência educacional, encerra.

8 A SALA DE AULA INVERTIDA INOVAÇÃO Gustavo Hoffmann Diretor acadêmico e de EaD do Grupo Singular Educacional, que possui cinco instituições de ensino em Minas Gerais e uma fábrica de soluções digitais de aprendizagem com o Grupo A Educação O fim da hegemonia da aula expositiva no ensino superior Há cerca de três anos, eu estava participando de um seminário de inovação educacional na Universidade Harvard e ouvi de um professor que a aula expositiva seria extinta em muito pouco tempo. Foi a primeira vez que ouvi a expressão Peer Instruction, em uma aula ministrada pelo seu próprio criador, o professor Eric Mazur. A partir daí, comecei a estudar as metodologias ativas de aprendizagem, como Problem Based Learning, Project Based Learning, Team Based Learning, o próprio Peer Instruction, entre outras, que me levaram a entender por que o modelo tradicional de ensino está falido. No modelo tradicional, em que o professor faz o papel de sábio no palco (sage on the stage), e os alunos são agentes passivos do processo, um mesmo ritmo de ensino é imposto para todos, desrespeitando as individualidades inerentes ao processo de aprendizagem. Em outras palavras, estamos ensinando de uma forma que os alunos não aprendem. Acabam aprendendo algo, dada a enorme carga horária à qual são submetidos nas suas graduações, mas, definitivamente, o modelo tradicional não é o mais eficiente quando se trata de aprendizagem. CEFutcher/iStockphoto

9 A proposta das metodologias ativas defende que o próprio aluno seja responsável pela busca e construção do conhecimento, através de atividades que partam de situações-problema em que o conteúdo é apenas uma ferramenta que será utilizada como parte da solução. Assim, as aulas presenciais são utilizadas para a resolução de problemas, e o acesso ao conteúdo é feito em qualquer lugar, a qualquer tempo, quantas vezes o aluno quiser ou precisar. Esse conteúdo pode ser organizado e disponibilizado em ambientes virtuais de aprendizagem no formato de videoaulas, podcasts, textos, games e outros objetos de aprendizagem que facilitam o processo educacional e respeitam o ritmo de cada indivíduo. Ou seja, a aula (acesso ao conteúdo) acontece fora da sala de aula, e a lição de casa (resolução de problemas) acontece na escola. Por isso a expressão sala de aula invertida, ou flipped classroom. Uma das premissas para o êxito das metodologias ativas e da sala de aula invertida é que o aluno tenha algum tempo para acessar o conteúdo previamente. Um dos problemas da aplicação dessas metodologias no Brasil é que o aluno, com raras exceções, não dispõe de muito tempo nos horários extraclasse para acessar o conteúdo. Boa parte da solução está na utilização da oferta de até 20% da carga horária dos cursos superiores presenciais na modalidade a distância. Assim, os alunos passam a contar com janelas, nos seus horários de aula, que podem ser utilizadas para o acesso ao conteúdo, enquanto os momentos presenciais, menos frequentes, são utilizados para a aplicação de metodologias ativas. Algumas instituições brasileiras já estão fazendo isso muito bem. Recentemente, foi criado no Brasil um consórcio formado por 22 instituições de ensino superior, que contratou a Laspau (afiliada à Universidade Harvard) para a capacitação de mais de cem professores, que serão multiplicadores das metodologias ativas de aprendizagem. Hoje, no nosso grupo educacional, que faz parte do consórcio, mais de 50% dos alunos presenciais já são submetidos à inversão da sala de aula em alguma disciplina da graduação, respeitando o limite de 20% da carga horária possível de ser ofertada na modalidade EaD, e os resultados são animadores. Comparando com o modelo tradicional, os alunos submetidos às metodologias ativas alcançaram uma performance de aprendizagem até 21% superior, com mais de 90% de satisfação e uma redução de custos operacionais de até 72%. Ou seja, encontramos um modelo mais eficiente, em que o aluno aprende mais, está mais satisfeito e que ainda gera um saving importante para a instituição. Agora, queremos replicar esse modelo na nossa plataforma de EaD, que está em processo de credenciamento no MEC. Para nós, não faz o menor sentido que o aluno vá até um polo presencial para ter aulas presenciais tradicionais com tutores, muito menos que utilize os polos para assistir a videoaulas ou a teleaulas. No nosso modelo, os momentos presenciais nos polos serão utilizados para a solução de problemas, aplicando as metodologias ativas de aprendizagem. Acreditamos que o formato da EaD no Brasil oferece uma condição ideal para a aplicação do conceito de sala de aula invertida. O ensino superior brasileiro precisa se reinventar. Estamos adotando o mesmo modelo há mais de cem anos, mesmo sabendo que ele não funciona. Já temos tecnologia, já temos metodologia e já temos resultados que comprovam que é possível fazer diferente. O que ainda nos falta é iniciativa.

10 INTRATEXTO ENSINO DIFERENCIADO PARA UMA MUDANÇA DE PARADIGMA NAS ESCOLAS Alexandre Ventura Ex-vice-ministro da Educação de Portugal. Professor no Departamento de Educação da Universidade de Aveiro. Doutor em Ciências da Educação e palestrante O ensino diferenciado é, há décadas, uma espécie de unicórnio no seio da comunidade educacional em escala global. Fala-se muito e recorrentemente dele, está patente em muitos dos discursos da pedagogia e da política na área educacional, mas raramente ultrapassa o nível da desejabilidade. Todos o querem, mas poucos conseguem dar passos sustentados na sua direção. A minha perspectiva sobre o ensino é que ele consiste em um conjunto com geometria variável de elementos que se combinam harmoniosamente. Esses elementos são de ordem científica, técnica, pedagógica, didática, comunicacional, relacional e de gestão comportamental. O bom professor tem a arte de combinar sinergicamente esses elementos, colocando-os a serviço da promoção de mais e melhores aprendizagens dos seus alunos. Em termos muito pragmáticos, o ensino diferenciado consiste em uma abordagem educativa segundo a qual os professores adaptam a sua instrução em função das características dos seus alunos em sala de aula, nomeadamente no que diz respeito aos seus níveis de preparação, interesses, motivação, perfis e ritmos de aprendizagem. Nesta perspectiva, o foco de atuação do professor situa-se sempre do lado da aprendizagem, e em função dela é que se constroem e aplicam as estratégias, táticas e operacionalizações do ensino. Toda a abordagem do professor é norteada pelas características e necessidades dos alunos. A diferenciação do ensino tem que ser promovida em uma perspectiva que ultrapasse as paredes da sala de aula. Para que exista coerência, articulação e sinergia, a diferenciação deverá verificar-se ao nível da escola, em todas as salas de aula. A articulação e a partilha são indispensáveis para que se obtenha sucesso nesse domínio. Pretende-se que o professor exerça a sua atividade como um catalisador das competências de cada um dos seus alunos e que partilhe com os outros professores os seus sucessos e os seus percalços. A mais óbvia razão para diferenciar o ensino é a de que os seres humanos são diferentes. Os professores reconhecem que cada aluno é único e merece cuidados diferentes e adaptações da

11 CEFutcher/iStockphoto aprendizagem para atender às suas necessidades, interesses, habilidades e atitudes. O ensino diferenciado possibilita a todos os estudantes o desenvolvimento do seu potencial, independentemente de serem dotados de habilidades, de estarem na média ou de terem dificuldades de aprendizagem. Como última razão, defendemos que, pela via do ensino diferenciado, os professores terão a oportunidade de ampliar o seu conhecimento sobre como seus alunos aprendem de modo mais eficaz, eficiente e significativo. Na verdade, o investimento no ensino diferenciado propiciará alteração do modelo mental do professor sobre a aprendizagem e o seu trabalho como facilitador desse processo. A tônica passará a ser colocada ao lado da aprendizagem, não do ensino. Sem a pretensão de esgotar o assunto, é possível identificar alguns dos elementos infraestruturais para que ocorra ensino diferenciado: a) conhecer os alunos; b) compreender profundamente o currículo a trabalhar com os alunos; c) proporcionar diversos caminhos para a aprendizagem; d) estabelecer uma parceria com os alunos para que a aprendizagem ocorra; e) usar uma abordagem reflexiva e flexível em todo o processo de ensino-aprendizagem. Tendo em mente todas as vantagens enunciadas, por que motivo continua a ser tão difícil operacionalizar o ensino diferenciado nas nossas escolas? Ainda por cima depois de debater essa questão em escala global há décadas? As dificuldades de operacionalização de ensino diferenciado por parte da maioria dos professores devem-se a fatores como: a) efetiva dificuldade acrescida em adotar essa abordagem; b) deficiências dos cursos de formação inicial de pedagogia; c) debilidade da abordagem dessa temática e das correspondentes técnicas na formação continuada; d) ausência dessa prioridade ao nível da estratégia e da ação concreta de muitas das lideranças das escolas. No entanto, provavelmente o maior obstáculo à diferenciação do ensino na prática de sala de aula relaciona-se à ausência, por parte dos professores, de modelos e de estilos de ensino dentro dessa perspectiva. Na verdade, em grande medida, nós, professores, ensinamos como fomos ensinados. Construímos, de forma consciente ou não, os nossos estilos de ensino, de acordo com os exemplos dos nossos professores. Se esses modelos foram magistrais, ensi-

12 nando a todos como se fossem um só, é mais difícil adotar na relação pedagógica uma postura e uma ação personalizadas e diferenciadoras. Faltam, portanto, modelos inspiradores do passado que nos ajudem a adotar no presente um ensino diferenciado com nossos alunos. Em face disso, temos que construir esses modelos e apostar fortemente na identificação e na replicação de boas práticas que contribuam para inspirar os professores e para os ajudar a promover um ensino diferenciado. Não basta dizer a eles que essa diferenciação é muito vantajosa. É preciso ajudá-los a identificar e adotar as técnicas necessárias para promover esse tipo de ensino. Muitos dos professores querem avançar por essa via, mas não sabem como fazê-lo. Estão prisioneiros dos modelos de ensino de quando eram alunos, pela ausência de incentivos e pela debilidade de exemplos. Há todo um trabalho a fazer que só chegará a bom porto caso seja possível constituir uma coligação de vontades, consensualizar uma estratégia e levá-la sustentadamente à prática. Uma comunidade de aprendizagem em que existam vasos comunicantes entre as escolas, as universidades, outras instituições de pesquisa, editoras e mídia constituirá um ambiente com grande potencial para conseguir, mais rápida e sustentadamente, produzir, aperfeiçoar e disseminar modos de operacionalização de ensino diferenciado. Teremos o engenho e a arte que nos permitam com sabedoria levar essa estratégia à prática? Se conseguirmos, daremos um contributo muito substantivo para a melhoria da qualidade da educação no nosso Brasil, para que os nossos professores sintam-se realizados profissionalmente e, sobretudo, para proporcionarmos aos nossos alunos melhores aprendizagens e com maior impacto nas suas vidas pessoais e profissionais. PeopleImages/iStockphoto

13 INTRATEXTO Renato Casagrande Doutorando em Educação, mestre em Administração, licenciado em Matemática, especialista em Recursos Humanos e Gestão Educacional. Sócio-diretor da Alleanza Brasil. Presidente da Associação Brasileira de Coaching Educacional Como o coaching pode contribuir para o planejamento estratégico Meu objetivo central neste artigo é promover uma reflexão sobre um ponto que considero fundamental e muito pertinente para o atual momento das organizações educacionais. Trata-se de garantir que as pessoas envolvidas se comprometam com o plano estratégico da instituição. Há um bom tempo, venho acompanhando a angústia de muitos mantenedores e gestores educacionais no que diz respeito à dificuldade de criar uma cultura de planejamento nas suas instituições. Costumo dizer que somos mais afeitos ao fazejamento do que propriamente ao planejamento. Muitas instituições, nesse sentido, investem vultosas quantias na contratação de consultorias especializadas, gastam tempo e energia com a elaboração de planos estratégicos e, em seguida, observam que boa parte dos recursos investidos foi em vão. Muitos planos, por mais bem elaborados que tenham sido, não conseguiram sair do papel. Proponho a discussão de questões muito simples. Por que não conseguimos executar o que planejamos? Onde estamos errando? Erramos na metodologia? Erramos nos diagnósticos? Enfim, a pergunta que nos inquieta é: por que não conseguimos implementar um bom planejamento estratégico em nossas instituições educacionais? Ouso, aqui, discorrer um pouco sobre o que tenho estudado e vivenciado, na qualidade de pesquisador, gestor ou consultor responsável pela condução da elaboração do planejamento estratégico em muitas instituições de ensino. O problema maior não está no planejamento em si, mas na sua execução. E quando falamos da execução, é claro que nos reportamos às pessoas que trabalham na instituição: gestores, assessores, professores e funcionários. Mais do que elaborar um bom plano, portanto, é preciso fazer com que as pessoas assimilem a sua importância e assumam o desafio de mudar suas práticas, de modo a adotá-lo, de fato, como uma bússola norteadora na execução de suas ações na escola. Assim, acredito que o maior desafio de uma instituição educacional no processo de implementação de novas estratégias está calcado na execução. As estratégias são decididas, os objetivos e metas são acordados, os planos de ação são estruturados, no entanto não conseguem ser executados. As atividades não são feitas no tempo previsto. A rotina e o cotidiano da escola parecem ter um poder muito maior na execução do que na fase da concepção do plano. Em entrevistas com gestores, frustrados com essa realidade, tive a oportunidade de identificar que a principal causa é a falta de comprometimento das pessoas responsáveis pelos projetos delineados no plano.

14 O que fazer para garantir esse comprometimento? Para responder a essa pergunta, dedico-me, há muito tempo, a identificar estratégias que possam ser incorporadas no cotidiano das organizações e que consigam, assim, aumentar o comprometimento das pessoas e levar a cabo o famoso planejamento estratégico. Nesse momento, é importante lembrar que a cultura de uma instituição é fator decisivo no que se refere à garantia de sucesso da implantação de uma estratégia. Essa opinião é endossada por muitos líderes que culpam a cultura organizacional pelo fracasso das iniciativas e mudanças estratégicas propostas pela instituição. Uma estratégia que esteja em descompasso com a cultura não tem futuro. Aliás, na briga com a estratégia, a cultura sempre vence. Peshkova/iStockphoto Como sabemos, a cultura é o sistema de crenças e valores dentro do qual as primeiras são pressupostos básicos, concebidos como verdade pelos membros de uma organização. Os valores, por sua vez, são consequência das crenças e, portanto, adotados como orientadores das ações ou comportamentos das pessoas nas organizações. Logo, se não formos capazes de desafiar essas crenças e esses valores, teremos grandes dificuldades de mudar o modus operandi que determina o trabalho dos colaboradores na organização. A propósito, convém lembrar o que disse, certa vez, Millôr Fernandes: a verdade é tudo o que vem a favor do que eu acredito. Se não questionarmos, com rigor, o que os membros da instituição têm como verdade, será difícil convencê-los a abraçar novas estratégias e adotar caminhos diferentes. Vamos, mais uma vez, nadar, nadar e morrer na praia.

15 Peshkova/iStockphoto No meu livro Valores organizacionales: un análisis en el contexto educativo, publicado pela IIPE Unesco, de Buenos Aires, escrevo sobre os resultados de uma pesquisa que fiz sobre os aspectos culturais no setor educacional, os quais se constituem, muitas vezes, em fatores impeditivos e de resistência para a promoção de mudanças nas organizações educacionais. Nessa pesquisa, encontrei elementos suficientes para afirmar que o comportamento dos membros da organização é que constitui o fator de maior resistência para a implementação de estratégias bem-sucedidas nas instituições educacionais. Em estudos que fiz após essa pesquisa, encontrei nas metodologias de coaching, especialmente aquelas desenvolvidas para o setor educacional, um caminho que parece bastante eficaz para enfrentar esse problema e, assim, conseguir a promoção de mudanças comportamentais nas pessoas que compõem a equipe responsável pela execução do plano estratégico. De que forma o coaching pode contribuir para essas questões? Ele serve como um desafiador, um estimulador para que as pessoas se disponham a mudar seus hábitos e adotar novos modelos de execução das suas atividades baseados no projeto estratégico da instituição. Ao incitar questionamentos e levar os membros da organização a reflexões mais profundas, o coaching, quando bem aplicado, pode mudar, em parte, a mentalidade das pessoas sobre o seu verdadeiro papel na instituição. Portanto, observo ter sido benéfico implantar um programa de coaching em equipe como a primeira fase no processo de plano estratégico. É durante esse programa que se consegue, na maioria dos casos, sensibilizar as pessoas envolvidas nesse processo de planejamento. Discute-se, nessa fase, a necessidade de romper condutas automatizadas e atenuar a tendência de as pessoas agirem conforme uma mentalidade preestabelecida. Questionam-se o poder da mentalidade e o modo como as pessoas fazem suas escolhas na vida pessoal e na instituição em que trabalham. Para que a metodologia de coaching realmente contribua para alavancar o comprometimento dos membros da organização, é fundamental recorrer a ferramentas específicas que permitam a participação efetiva das pessoas na construção da nova mentalidade.

16 tumpikuja/istockphoto TECIDO Gestão e sustentabilidade Equipe TOTVS Unisal adota soluções TOTVS para centralização da gestão em um único sistema, visando a garantir mobilidade e segurança da informação Uma das principais instituições de ensino do País, o Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal) atua em diversas cidades do estado paulista desde Nos últimos três anos, a instituição investiu em tecnologia para estruturar seu crescimento e obteve ótimos resultados, com um aumento significativo em seu quadro de alunos. Dentre as novidades, destaca-se o recém-adotado Sistema de Gestão TOTVS. Nosso crescimento nesses últimos anos ultrapassou 50% no número de alunos, e somente com um sistema integrado e moderno como o da TOTVS conseguimos, em um prazo tão curto, gerir essa expansão e nos capacitar para manter esse nível de crescimento, diz Nilson Leis, pró-reitor administrativo do Unisal. Ao todo, oito unidades e aproximadamente 900 colaboradores, entre docentes e técnicos administrativos, são usuários das soluções TOTVS.

17 O Unisal conta com a TOTVS desde 1998, quando implementou a solução especialista em educação completa, automatizando processos de matrícula e rematrícula, controle de frequência, montagem de grades curriculares, expedição de diplomas e processo seletivo. Com isso, foi possível disponibilizar um portal para acesso de alunos e professores com histórico de notas e faltas, materiais de aula, informações gerais e requerimentos online. O portal também é integrado com o módulo de Recursos Humanos, que analisa e calcula diretamente na folha de pagamento as horas de aulas dos professores, eliminando erros e retrabalho. A partir de 2010, a instituição aprimorou ainda mais sua gestão, adotando os módulos de back office e operando 100% no ERP da companhia. Todos os processos (financeiro, contábil, fiscal, patrimonial, faturamento, contratos, planejamento, de compras e controle orçamentário, entre outros), foram agregados à solução em uso. A otimização dos recursos, obtida especialmente com o controle de inadimplência e a retenção de alunos, fez com que o próximo passo viesse de forma natural. Um ano depois, toda a solução passou a ficar hospedada no Data Center da TOTVS, o que permitiu a centralização e integração de todas as unidades do Unisal, além de mais agilidade e segurança para as informações do grupo. Decidimos pela unificação de forma colegiada, analisando vários sistemas existentes no mercado e optando por aquele com maior aderência e aprovação dos usuários. Além disso, contou muito a relação de parceria e qualidade do atendimento, conta o pró-reitor. Atualmente, mais uma inovação está sendo disponibilizada. O portal web, voltado a alunos e professores, poderá ser acessado através de dispositivos móveis, conferindo agilidade e tornando dinâmica a visualização de tudo o que envolve as rotinas acadêmicas. Como a ferramenta é 100% integrada ao software de gestão TOTVS para o segmento educacional, todas as informações recebidas são automaticamente repassadas ao ERP, garantindo uma comunicação perfeita e totalmente segura quanto aos dados gerados. istockfinland/istockphoto A TOTVS investe para estar sempre à frente das necessidades dos seus clientes e das novas gerações que, irremediavelmente, acabam passando por instituições de ensino. Ver tudo isso colocado em prática com tamanho sucesso é um privilégio para nós, afirma William Oliveira, CEO da TOTVS Interior Paulista. Hoje, o Centro Universitário conta com 40 cursos na graduação e mais de 130 na pós-graduação stricto sensu, incluindo mestrado em Educação e Direito. Dentre os cursos mais procurados estão direito, engenharias, administração e psicologia. Porém, anualmente, a instituição avalia as necessidades e demandas existentes e oferece novos cursos à comunidade. O Unisal também atua como entidade filantrópica e concede hoje mais de R$ 20 milhões anuais em bolsas de estudo e para assistência social. Encontramos na TOTVS um parceiro de negócios que nos ajuda a continuar oferecendo ensino de qualidade através da tecnologia e aperfeiçoamento constante dos seus produtos, conclui Leis.

18 PRÓ-TEXTO Ciência, tecnologia E ALEGRIA Anete Maria de Oliveira Analista de Projetos Educacionais do SESI/MG Competição amigável e troca de conhecimentos marcam o início da segunda edição do Torneio Internacional FLL de Robótica Nos meses de novembro e dezembro, várias escolas do SESI no Brasil realizaram o II Torneio Internacional FLL de Robótica. A competição é realizada em parceria com o Grupo LEGO e a organização americana FIRST (For Inspiration and Recognition of Science and Technology). A disputa propõe que estudantes sejam apresentados ao mundo da ciência e da tecnologia de forma divertida, por meio da construção de robôs feitos inteiramente com peças LEGO e programados com a tecnologia LEGO Mindstorms. Como operador nacional do Torneio Fisrt Lego League, o SESI abre as portas de suas escolas para receber crianças e adolescentes de 9 a 16 anos de escolas públicas, particulares e times de garagem. Todas as equipes chegam com muita alegria e compartilhando conhecimentos. A competição é alicerçada por valores da FIRST, que precisam ser praticados por todos os participantes: Somos uma equipe. Nós trabalhamos para encontrar soluções com a orientação de nossos técnicos e mentores. Nós honramos o espírito de competição amigável. Nós exibimos Gracious Professionalism em tudo que fazemos. O que descobrimos é mais importante do que o que ganhamos. Nós sabemos que nossos treinadores e mentores não têm todas as respostas, nós aprendemos juntos. Nós nos divertimos. A cada ano é escolhido pela organização internacional um tema, ao qual os participantes devem direcionar sua atenção e energia a fim de realizar um projeto de pesquisa que busca a solução de um problema da comunidade. No desafio FLL WORLD CLASS, as equipes redefinem os modos como o conhecimento e as habilidades para o século XXI são adquiridos. Em 2014, as equipes escolheram um tema de seu interesse e criaram uma solução inovadora que aperfeiçoa a experiência de aprendizado. E, é claro, ao final, compartilharam essa solução. O Torneio de Robótica FLL é mais que uma simples competição. A iniciativa faz parte de um processo de aprendizagem em que alunos e professores aprendem juntos conteúdos de física, química, biologia, matemática e tecnologia. De maneira criativa, os competidores buscam soluções inovadoras para problemas reais: planejam, projetam, constroem e programam robôs. A proposta é despertar o interesse de crianças e adolescentes para as carreiras de engenharia e tecnologia. Nas provas seguintes, as equipes são avaliadas por engenheiros, técnicos e psicólogos de grandes empresas, e também por pedagogos, professores e alunos universitários, entre outros. Os itens avaliados são:

19 Fotos: Carlos Conde A disputa propõe que estudantes sejam apresentados ao mundo da ciência e da tecnologia por meio da construção de robôs feitos com peças LEGO Design do robô: as equipes apresentam o desenho mecânico, a estratégia adotada e a programação desenvolvida; Projeto de pesquisa: um problema do mundo real é pesquisado, conforme o tema do desafio. Soluções inovadoras são criadas, experimentadas e compartilhadas com os outros; Core values: os alunos aprendem que competição amigável e ganho mútuo não são objetivos distintos e que ajudar um ao outro é fundamental para o trabalho em equipe. Essa é a única categoria eliminatória; Desafio do robô: são três partidas de 2 minutos e 30 segundos para executar missões na mesa de competição com robôs autônomos. As equipes são avaliadas por engenheiros, técnicos, psicólogos e também por pedagogos, professores e alunos universitários A proposta do Torneio é despertar o interesse de crianças e adolescentes para as carreiras de engenharia e tecnologia Em Minas Gerais, a competição contou com a participação de 32 times de instituições do estado Em Minas Gerais, a competição contou com a participação de 32 times de instituições do estado, que desfilaram excelentes projetos de pesquisa e robôs incríveis. Algumas das equipes premiadas: Escola Particular de Uberlândia; Colégio SESI de São Gonçalo do Sapucaí; Colégio SESI de Contagem; Escola pública de Itajubá; Escola SESI Onésimo Becker; Escola SESI Barbacena; Escola Pública Municipal de Maria da Fé; Escola SESI de Sete Lagoas; Escola SESI de Sabará; Escola SESI São João del-rei; Escola SESI Uberlândia; Time de Garagem de Cachoeira de Minas; e Escola Particular de Uberlândia. Os times vencedores irão à Brasília, nos dias 13, 14 e 15 de março, participar da etapa nacional, com possibilidades de marcar presença em torneios internacionais em 2015, nos Estados Unidos, Canadá, Alemanha ou em outros países da Europa. Já aguardamos ansiosos a 3 a edição da competição, que terá o tema Trash trek, e as equipes irão explorar o fascinante mundo do lixo. Desde a coleta, passando pela triagem, a produção inteligente e reutilização, há mais no lixo do que vemos. Já podemos prever as grandes aprendizagens e surpreendentes soluções para o lixo no mundo. Visite a página no Facebook:

20 PRÓ-TEXTO Celebração e clima de despedida na festa de fim de ano do Sinepe/ES Assessoria de Comunicação Encerrando mais um período de muito trabalho, o Sinepe/ES promoveu, no dia 28 de novembro, sua tradicional confraternização de fim de ano, no Itamaraty Hall, em Vitória. Na ocasião, foram entregues a Comenda Aristóbulo Barbosa Leão 2014 para o presidente do Conselho Estadual de Educação, Artelírio Bolsanello, e a premiação do 8º Sinepe em Ação. Estiveram presentes na festa o secretário de Estado da Educação, Klinger Marcos Barbosa Alves; os deputados federais Lelo Coimbra e César Colnago; o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Trabalho (Sectti), Alberto Farias Gavini Filho; o presidente do CRA/ES, Marcos Félix Loureiro, e demais diretores do Sinepe/ES, além de mantenedores e diretores de escolas. Em sua fala, o presidente do Sinepe/ES, Pe. João Batista Gomes de Lima, anunciou sua renúncia, pois assumirá a reitoria do Centro Universitário São Camilo, em São Paulo. Recebi o convite da Província Camiliana Brasileira e foi difícil tomar essa decisão. Após me reunir com diretores de escolas, o vice-presidente do Sinepe e o Conselho Consultivo, percebemos que isso não atrapalharia a caminhada do Sindicato, que está bem estruturado em seus processos de gestão e confiabilidade, afirmou. Pe. João também aproveitou a solenidade para fazer um breve balanço de Entre os pontos abordados, o 4º Congresso Educacional e a viagem ao Chile, oportunidade que diretores e mantenedores afiliados tiveram de imersão no sistema educacional chileno. Além disso, frisou a articulação política em conjunto com a Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep). Formamos uma base parlamentar para que tenhamos representantes do setor particular de ensino em Brasília, disse. COMENDA Neste ano, o Sinepe/ES homenageou com a Comenda Aristóbulo Barbosa Leão o presidente do Conselho Estadual de Educação, Artelírio Bolsanello, que recebeu a honraria das mãos do presidente do Sindicato, do secretário da Sedu, Klinger Marcos Barbosa Alves, e dos deputados federais César Colnago e Lelo Coimbra. Quero compartilhar os méritos dessa conquista com todos os servidores do órgão que represento no momento. Portanto, não é uma homenagem ao Artelírio, pessoa física, mas ao Conselho Estadual de Educação, analisou.

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra:

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra: MBA Pós - Graduação QUEM SOMOS Para pessoas que têm como objetivo de vida atuar local e globalmente, ser empreendedoras, conectadas e bem posicionadas no mercado, proporcionamos uma formação de excelência,

Leia mais

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Já passou a época em que o pedagogo ocupava-se somente da educação infantil. A pedagogia hoje dispõe de uma vasta

Leia mais

Educação além dos limites da sala de aula

Educação além dos limites da sala de aula Educação além dos limites da sala de aula Como a Brightspace passou a fazer parte da vida de 20.000 alunos da Universidade Tiradentes Visão Geral Com mais de 50 anos de tradição e reconhecido pioneirismo

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com.

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com. A pós-graduação é fundamental para manter-se bem colocado no mercado de trabalho e para aperfeiçoar competências profissionais. Além de enriquecer o currículo, este tipo de especialização ajuda a melhorar

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

Quality se destaca no mercado de sistemas de gestão para escolas

Quality se destaca no mercado de sistemas de gestão para escolas Quality se destaca no mercado de sistemas de gestão para escolas As características de gestão escolar e de empresas de outros segmentos são diferentes. Percebendo a falta de um sistema que atendesse as

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

10 motivos para participar da próxima temporada do Torneio de Robótica FLL

10 motivos para participar da próxima temporada do Torneio de Robótica FLL http://portaldaindustria.com.br/agenciacni/ 16 MAR 2015 10 motivos para participar da próxima temporada do Torneio de Robótica FLL A competição realizada pelo SESI proporciona aprendizado, diversão, novas

Leia mais

Mackenzie garante integridade e segurança de dados com solução CA ARCserve Backup

Mackenzie garante integridade e segurança de dados com solução CA ARCserve Backup CUSTOMER SUCCESS STORY Mackenzie garante integridade e segurança de dados com solução CA ARCserve Backup PERFIL DO CLIENTE Indústria: Educação Companhia: Universidade Presbiteriana Mackenzie Alunos: 40

Leia mais

PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO

PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO Carlos Eduardo Rocha dos Santos Universidade Bandeirante Anhanguera carlao_santos@yahoo.com.br Oswaldo

Leia mais

Mackenzie garante integridade e segurança de dados com solução arcserve Backup

Mackenzie garante integridade e segurança de dados com solução arcserve Backup CASO DE SUCESSO Julho 2014 Mackenzie garante integridade e segurança de dados com solução arcserve Backup PERFIL DO CLIENTE Indústria: Educação Companhia: Universidade Presbiteriana Mackenzie Alunos: 40

Leia mais

Profissionais de Alta Performance

Profissionais de Alta Performance Profissionais de Alta Performance As transformações pelas quais o mundo passa exigem novos posicionamentos em todas as áreas e em especial na educação. A transferência pura simples de dados ou informações

Leia mais

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso:

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso: Com carga horária de 720 horas o curso Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros

Leia mais

Programa DSOP de Educação Financeira nas Escolas. Sonhar Orçar Poupar. FOLDERESCOLAS_EDUCAÇAOFINANCEIRA.indd 1 24/07/14 14:57

Programa DSOP de Educação Financeira nas Escolas. Sonhar Orçar Poupar. FOLDERESCOLAS_EDUCAÇAOFINANCEIRA.indd 1 24/07/14 14:57 Programa DSOP de Educação Financeira nas Escolas Diagnosticar Sonhar Orçar Poupar FOLDERESCOLAS_EDUCAÇAOFINANCEIRA.indd 1 24/07/14 14:57 Por que incluir a educação financeira na sua escola? Dados recentes

Leia mais

Conheça quatro projetos de educação transformadores que foram premiados pelo Sinepe/PR

Conheça quatro projetos de educação transformadores que foram premiados pelo Sinepe/PR Conheça quatro projetos de educação transformadores que foram premiados pelo Sinepe/PR Projetos educacionais transformadores realizados por instituições de ensino particular do Paraná ganharam reconhecimento

Leia mais

CONECTADOS POR UM MUNDO MELHOR WWW.PELISSARI.COM Nº11 2016

CONECTADOS POR UM MUNDO MELHOR WWW.PELISSARI.COM Nº11 2016 WWW.PELISSARI.COM Nº11 2016 EDITORIAL FIQUE POR DENTRO FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NA PELISSARI! Agora você pode acompanhar ainda mais de perto o nosso dia-a-dia. Confira as novidades: Formato

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM EDUCAÇÃO ONLINE *

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM EDUCAÇÃO ONLINE * AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM EDUCAÇÃO ONLINE * DILMEIRE SANT ANNA RAMOS VOSGERAU ** m 2003, com a publicação do livro Educação online, o professor Marco Silva conseguiu, com muita pertinência, recolher

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

Prof. Me. Gilson Aparecido Castadelli

Prof. Me. Gilson Aparecido Castadelli Projeto de Implantação do Núcleo Tecnológico de Educação Aberta - NTEA Prof. Me. Gilson Aparecido Castadelli Ourinhos - 2012 2 1- DADOS GERAIS 1.1 UNIDADE EXECUTORA FIO - FACULDADES INTEGRADAS DE OURINHOS

Leia mais

DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN

DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN Autor: Anne Charlyenne Saraiva Campos; Co-autor: Emerson Carpegiane de Souza Martins

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA

POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ME FACULDADE INTEGRADA DE SANTA MARIA PRELIMINARES POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA Santa Maria, RS Junho - 2010 1 SUMÁRIO 1. POLÍTICA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO... 1 2. POLÍTICAS DE ENSINO

Leia mais

MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA

MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA Jaqueline Oliveira Silva Ribeiro SESI-SP josr2@bol.com.br Dimas Cássio Simão SESI-SP

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Gestão 2013-2017. Plano de Trabalho. Colaboração, Renovação e Integração. Eduardo Simões de Albuquerque Diretor

Gestão 2013-2017. Plano de Trabalho. Colaboração, Renovação e Integração. Eduardo Simões de Albuquerque Diretor Gestão 2013-2017 Plano de Trabalho Colaboração, Renovação e Integração Eduardo Simões de Albuquerque Diretor Goiânia, maio de 2013 Introdução Este documento tem por finalidade apresentar o Plano de Trabalho

Leia mais

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto 1 Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Professor Doutor Marcos T. Masetto Objetivos Desenvolver competências

Leia mais

O Coaching proporciona ao profissional ampliar sua visão estratégica de pessoas e organizações.

O Coaching proporciona ao profissional ampliar sua visão estratégica de pessoas e organizações. PARCEIRO EDUCACIONAL O Coaching proporciona ao profissional ampliar sua visão estratégica de pessoas e organizações. José Roberto Marques JRM Módulo Internacional na Universidade SOBRE O MBA O Instituto

Leia mais

PROGRAMAs de. estudantil

PROGRAMAs de. estudantil PROGRAMAs de empreendedorismo e protagonismo estudantil Ciclo de Palestras MAGNUM Vale do Silício App Store Contatos Calendário Fotos Safari Cumprindo sua missão de oferecer uma educação inovadora e de

Leia mais

Escola de Políticas Públicas

Escola de Políticas Públicas Escola de Políticas Públicas Política pública na prática A construção de políticas públicas tem desafios em todas as suas etapas. Para resolver essas situações do dia a dia, é necessário ter conhecimentos

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 1 FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO PIO XII CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 O currículo

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

CURSO A DISTÂNCIA DISSEMINADORES DE EDUCAÇÃO FISCAL

CURSO A DISTÂNCIA DISSEMINADORES DE EDUCAÇÃO FISCAL CURSO A DISTÂNCIA DISSEMINADORES DE EDUCAÇÃO FISCAL 2013 1. IDENTIFICAÇÃO GRUPO DE EDUCAÇÃO FISCAL ESTADUAL DE GOIÁS GEFE/GO 2. APRESENTAÇÃO O curso a distância de Disseminadores de Educação Fiscal constitui

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

Perfil. Nossa estratégia de crescimento reside na excelência operacional, na inovação, no desenvolvimento do produto e no foco no cliente.

Perfil. Nossa estratégia de crescimento reside na excelência operacional, na inovação, no desenvolvimento do produto e no foco no cliente. Institucional Perfil A ARTSOFT SISTEMAS é uma empresa Brasileira, fundada em 1986, especializada no desenvolvimento de soluções em sistemas integrados de gestão empresarial ERP, customizáveis de acordo

Leia mais

PROPOSTA DE UMA METODOLOGIA PARA ELABORAR PROJETO DE ENSINO INTEGRANDO RECURSOS TECNOLÓGICOS

PROPOSTA DE UMA METODOLOGIA PARA ELABORAR PROJETO DE ENSINO INTEGRANDO RECURSOS TECNOLÓGICOS PROPOSTA DE UMA METODOLOGIA PARA ELABORAR PROJETO DE ENSINO INTEGRANDO RECURSOS TECNOLÓGICOS Fortaleza Ce Agosto 2009 Liádina Camargo Lima Universidade de Fortaleza liadina@unifor.br Categoria C Métodos

Leia mais

RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO. GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional

RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO. GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional Maria Madalena Dullius, madalena@univates.br Daniela Cristina Schossler,

Leia mais

A reprodução desse conteúdo, em parte ou na íntegra, não é permitida sem autorização prévia da Allen.

A reprodução desse conteúdo, em parte ou na íntegra, não é permitida sem autorização prévia da Allen. Investimento contínuo para oferecer educação de qualidade UNIGRANRIO aposta na atualização e padronização de seu parque computacional a fim de propiciar aos alunos as melhores condições de ensino em pé

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Elisa Maçãs IDÉIAS & SOLUÇÕES Educacionais e Culturais Ltda www.ideiasesolucoes.com 1

Leia mais

EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4

EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4 1 EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4 NADINE WASSMER TREINA E-LEARNING treina@treina.com.br ROSANA GOMES CONTEÚDOS E HABILIDADES EDUCAÇÃO CORPORATIVA DESCRIÇÃO DE PROJETO

Leia mais

Apresentação. A Martins Guerra Consultoria é formada por gente jovem, engajada e de atitude. É feita de um trabalho dedicado e muito profissionalismo.

Apresentação. A Martins Guerra Consultoria é formada por gente jovem, engajada e de atitude. É feita de um trabalho dedicado e muito profissionalismo. Apresentação A Martins Guerra Consultoria é formada por gente jovem, engajada e de atitude. É feita de um trabalho dedicado e muito profissionalismo. Nossa missão é promover o encontro entre pessoas e

Leia mais

Concepções e qualidade da Educação Superior a Distância : a experiência da Universidade Aberta do Brasil- UAB.

Concepções e qualidade da Educação Superior a Distância : a experiência da Universidade Aberta do Brasil- UAB. Concepções e qualidade da Educação Superior a Distância : a experiência da Universidade Aberta do Brasil- UAB. Profa. Dra. Nara Maria Pimentel Diretora de Ensino de Graduação da UnB Presidente do Fórum

Leia mais

Você sabe onde quer chegar?

Você sabe onde quer chegar? Você sabe onde quer chegar? O Ibmec te ajuda a chegar lá. Gabriel Fraga, Aluno de Administração, 4º periodo, Presidente do Ibmex, Empresa Jr. Ibmec. Administração Ciências Contábeis Ciências Econômicas

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO O curso de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Propriedade Intelectual e Inovação faz parte do Programa de Capacitação dos

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro Educação a Distância Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. A única diferença é a sala de aula que fica em suas

Leia mais

CBA. Certification in Business Administration

CBA. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SEREM EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Projetos 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que apontam a

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores A VISÃO DE ALGUMAS BOLSISTAS DO PIBID SOBRE SUA ATUAÇÃO EM CONTEXTOS EDUCACIONAIS INCLUSIVOS

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino

O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino Escolher o Sponte Educacional é escolher inteligente Sistema web para gerenciamento de instituições

Leia mais

Estudantes apresentam projetos inovadores de inclusão no Torneio Nacional de Robótica

Estudantes apresentam projetos inovadores de inclusão no Torneio Nacional de Robótica http://portaldaindustria.com.br/agenciacni/ 15 MAR 2015 Estudantes apresentam projetos inovadores de inclusão no Torneio Nacional de Robótica Os projetos de pesquisa também são avaliados durante a competição

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programa de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de Pós-MBA

Leia mais

Projeto Escola com Celular

Projeto Escola com Celular Projeto Escola com Celular Rede Social de Sustentabilidade Autores: Beatriz Scavazza, Fernando Silva, Ghisleine Trigo, Luis Marcio Barbosa e Renata Simões 1 Resumo: O projeto ESCOLA COM CELULAR propõe

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ENSINO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de maio de 2012

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ENSINO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de maio de 2012 COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ENSINO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de maio de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: Ensino PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2012 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO:

Leia mais

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS:

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: EDIÇÃO 12 ANO IV (11) 3648-4700 / (21) 3161-8600 www.pacer.com.br Informativo Julho/ Agosto/ Setembro 2015 PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: 10 ANOS PACER:

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Universidade Veiga de Almeida Educação a Distância Implantação dos Centros de Aprendizagem Polos.

Universidade Veiga de Almeida Educação a Distância Implantação dos Centros de Aprendizagem Polos. Universidade Veiga de Almeida Educação a Distância Implantação dos Centros de Aprendizagem Polos. Nossa história Tudo começou em 1933, quando o prof. Mario Veiga de Almeida ensinava catecismo aos adolescentes

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS 1 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS SUMÁRIO INTERATIVO ENTENDENDO SOBRE O PROGRAMA TELECURSO TEC... 3 ÁREAS DE ESTUDO DO TELECURSO

Leia mais

Estratégias de EAD na Vale

Estratégias de EAD na Vale Estratégias de EAD na Vale Mineradora pioneira que trabalha com paixão, transformando recursos minerais em ingredientes essenciais o dia-a-dia das pessoas. É a segunda maior mineradora diversificada do

Leia mais

VAMOS CONSTRUIR A MELHOR EXPERIÊNCIA EM EDUCAÇÃO.

VAMOS CONSTRUIR A MELHOR EXPERIÊNCIA EM EDUCAÇÃO. VAMOS CONSTRUIR A MELHOR EXPERIÊNCIA EM EDUCAÇÃO. A Blackboard é líder no setor de soluções de e-learning, atendendo 72% das 200 maiores universidades do mundo. Sediada em Washington, DC, e criada em 1997,

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

EDUCAÇÃO EM SERVIÇO, EDUCAÇÃO CONTINUADA, EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: SINÔNIMOS OU DIFERENTES CONCEPÇÕES?

EDUCAÇÃO EM SERVIÇO, EDUCAÇÃO CONTINUADA, EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: SINÔNIMOS OU DIFERENTES CONCEPÇÕES? EDUCAÇÃO EM SERVIÇO, EDUCAÇÃO CONTINUADA, EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: SINÔNIMOS OU DIFERENTES CONCEPÇÕES? Beatriz Francisco Farah E-mail:biafarah@nates.ufjf.br A questão da educação para profissionais

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE COACHING EDUCATION By José Roberto Marques Diretor Presidente - Instituto Brasileiro de Coaching Denominamos de Coaching Education a explicação, orientação e aproximação

Leia mais

REFLEXÃO SOBRE 10 INOVAÇÕES NA EDUCAÇÃO SUPERIOR MUNDIAL E SUAS CONSEQUÊNCIAS PARA A GESTÃO UNIVERSITÁRIA NO BRASIL RYON BRAGA

REFLEXÃO SOBRE 10 INOVAÇÕES NA EDUCAÇÃO SUPERIOR MUNDIAL E SUAS CONSEQUÊNCIAS PARA A GESTÃO UNIVERSITÁRIA NO BRASIL RYON BRAGA REFLEXÃO SOBRE 10 INOVAÇÕES NA EDUCAÇÃO SUPERIOR MUNDIAL E SUAS CONSEQUÊNCIAS PARA A GESTÃO UNIVERSITÁRIA NO BRASIL RYON BRAGA 2 PREVISÕES ANTERIORES SEMINÁRIO ABMES DE 2005 1 CRESCIMENTO DAS CLASSES C

Leia mais

Al. dos Pamaris, 308 Moema São Paulo / SP - CEP: 04086-020 Fone: 11 5535-1397 Fax: 11 5531-5988 www.humus.com.br

Al. dos Pamaris, 308 Moema São Paulo / SP - CEP: 04086-020 Fone: 11 5535-1397 Fax: 11 5531-5988 www.humus.com.br PALESTRAS E CURSOS IN COMPANY PARA O ENSINO SUPERIOR ACADÊMICOS A Coordenação de Curso e sua Relevância no Processo de Competitividade e Excelência da IES Acessibilidade: requisito legal no processo de

Leia mais

DIREITO. Pós-Graduação

DIREITO. Pós-Graduação DIREITO Pós-Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SER EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA,

Leia mais

Curso de Especialização em GESTÃO EM SAÚDE DA PESSOA IDOSA

Curso de Especialização em GESTÃO EM SAÚDE DA PESSOA IDOSA Curso de Especialização em GESTÃO EM SAÚDE DA PESSOA IDOSA ÁREA DO CONHECIMENTO: Administração e Serviço social. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Gestão em Saúde da Pessoa

Leia mais

Curso de Especialização em GESTÃO E LOGÍSTICA HOSPITALAR

Curso de Especialização em GESTÃO E LOGÍSTICA HOSPITALAR Curso de Especialização em GESTÃO E LOGÍSTICA HOSPITALAR ÁREA DO CONHECIMENTO: Administração e Saúde. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Gestão e Logística Hospitalar.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu.

A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu. ISSN 2316-7785 A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu.br Resumo O artigo é resultado da análise de

Leia mais

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa Pedagogia Prof. Marcos Munhoz da Costa Tecnologias da informação e mídias digitais na educação Objetivos deste tema Refletir sobre as mudanças de experiências do corpo com o advento das novas tecnologias;

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Dos cursos de MBA, apenas 2,5% são feitos pela internet

Dos cursos de MBA, apenas 2,5% são feitos pela internet Dos cursos de MBA, apenas 2,5% são feitos pela internet Cursos de Master Business Administration (MBA) a distância são minoria no Brasil se comparados aos presenciais. Dos cerca de 4,1 mil MBAs registrados

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Av. Princesa Diana, 760 34000-000 Nova Lima MG Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

FÁBRICA DO SABER SEMINÁRIOS TÉCNICOS BOMBAS CENTRÍFUGAS: TRANSFORMAÇÃO PELA EDUCAÇÃO

FÁBRICA DO SABER SEMINÁRIOS TÉCNICOS BOMBAS CENTRÍFUGAS: TRANSFORMAÇÃO PELA EDUCAÇÃO FÁBRICA DO SABER SEMINÁRIOS TÉCNICOS BOMBAS CENTRÍFUGAS: TRANSFORMAÇÃO PELA EDUCAÇÃO Edson França Rodrigues (1) Nadja Maria Rocha N Mello Filha (2) Janine Franco Lima (3) Aline Costa Rauen (4) Flávio Henrique

Leia mais

P R O P O S TA C O M E R C I A L

P R O P O S TA C O M E R C I A L P R O P O S TA C O M E R C I A L Joinville, 03 de setembro de 2014. Proposta para: treinamento líder coach Prezado, Temos o prazer de enviar a proposta do Treinamento Líder Coach, para sua análise e apreciação.

Leia mais

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF)

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) Maio de 2007 Maria Rachel Barbosa Fundação Trompovsky (Apoio ao NEAD CENTRAN) rachel@centran.eb.br Vanessa Maria

Leia mais

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF 1 SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF Fortaleza CE Junho/2009 Karla Angélica Silva do Nascimento - Faculdade Integrada da Grande Fortaleza karla@fgf.edu.br

Leia mais

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do Dimensão 2 As políticas para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de

Leia mais

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar 1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar Prof. Dr. Stavros Panagiotis Xanthopoylos stavros@fgv.br Brasília, 27 de novembro de 2009

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS EM GESTÃO NA SAÚDE POR MEIO DA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: EXPERIÊNCIA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO CEARÁ

DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS EM GESTÃO NA SAÚDE POR MEIO DA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: EXPERIÊNCIA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO CEARÁ IV Encontro Nacional de Educação a Distância para a Rede de Escolas de Governo DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS EM GESTÃO NA SAÚDE POR MEIO DA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: EXPERIÊNCIA DA ESCOLA DE

Leia mais

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços.

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD 1 FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD Elisangela Lunas Soares UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar elisangela.soares@unicesumar.edu.br Alvaro Martins Fernandes Junior UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar

Leia mais

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância A Escola A ENAP pode contribuir bastante para enfrentar a agenda de desafios brasileiros, em que se destacam a questão da inclusão e a da consolidação da democracia. Profissionalizando servidores públicos

Leia mais

Envolvimento personalizado. Como uma professora com 2.100 alunos garante que cada aluno se sinta especial

Envolvimento personalizado. Como uma professora com 2.100 alunos garante que cada aluno se sinta especial Envolvimento personalizado Como uma professora com 2.100 alunos garante que cada aluno se sinta especial Visão geral A cada ano, 2.100 alunos que acabaram de chegar à universidade se inscrevem no curso

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Atual Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo, nesse

Leia mais