1 Serviço de Psicologia e Orientação Gabinete de Mediação e Apoio à Educação Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico Carina Carmo & Tânia Ramos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1 Serviço de Psicologia e Orientação Gabinete de Mediação e Apoio à Educação Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico Carina Carmo & Tânia Ramos"

Transcrição

1 Relatório de Avaliação Final do Projeto de Educação Psicossexual Uma Aventura no Arquipélago da Eulândia Educação Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico Ano Letivo 2012/ Serviço de Psicologia e Orientação Gabinete de Mediação e Apoio à Educação Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico Carina Carmo & Tânia Ramos

2 Nota Introdutória O presente relatório diz respeito à implementação do projeto de educação psicossexual Uma Aventura no Arquipélago da Eulândia no ano letivo 2012/2013. A avaliação do projeto teve por base os relatórios produzidos da sua aplicação na Educação pré-escolar e do 1º ciclo do Ensino Básico na Escola Básica Integrada Canto da Maia. Junho de 2013 Carina Carmo & Tânia Ramos 2

3 ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO DAS TURMAS/ ANOS DE ESCOLARIDADE 4 2. CRONOGRAMA DA IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO: a. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS 5 b. CONTEÚDOS E TEMAS ABORDADOS 5 c. ESTRATÉGIAS.6 d. DURAÇÃO E PERIODICIDADE DAS SESSÕES.7 e. ENVOLVIMENTO E PARTICIPAÇÃO DO ALUNO..7 f. ENVOLVIMENTO E PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA DO ALUNO..8 4.CONSIDERAÇÕES FINAIS..9 ANEXOS 1- RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR DA EB1/JI STª CLARA 2- RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR DA EB1/JI S. JOSÉ 3- RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR DA EB1/JI DO RAMALHO 4- RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR DA EB1/JI LINHARES FURTADO 5- RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR DA EB1/JI CECÍLIA MEIRELES 6- RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO INFANTÁRIO DE 7- RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO GRUPO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR DO 1º ANO DE ESCOLARIDADE 8- RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO GRUPO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR DO 2º ANO DE ESCOLARIDADE 9- RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO GRUPO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR DO 3º ANO DE ESCOLARIDADE 10- RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO GRUPO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR DO 4º ANO DE ESCOLARIDADE 3

4 1. IDENTIFICAÇÃO DAS TURMAS/ ANOS DE ESCOLARIDADE O projeto de Educação Psicossexual intitulado Uma Aventura no Arquipélago da Eulândia foi implementado na Educação Pré-Escolar e no 1º ciclo do Ensino Básico da Escola Básica Integrada Canto da Maia, abrangendo 337 alunos no pré escolar e 877 alunos no 1º ciclo do Ensino Básico. O projeto foi assim aplicado a um total de 1214 alunos distribuídos em 23 turmas da Educação Pré- escolar e 58 turmas do 1º ciclo do Ensino Básico dos Núcleos Escolares EB1/ JI STª Clara, EB1/JI S. José, EB1/JI do Ramalho; EB1/JI Linhares Furtado, EB1/JI Cecília Meireles e Infantário de Ponta Delgada. 2. CRONOGRAMA DA IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO O projeto foi dinamizado ao longo do ano letivo 2012/2013 em função das necessidades e planificações dos contextos educativos, com formatos diversificados desde semanais, mensais, periodais ou até mesmo ao longo do desenvolvimento de todo o projeto curricular de turma. 3. IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO: De um modo global a avaliação dos docentes enfatiza os seguintes aspetos: - O projeto possibilita a diferenciação emocional e afirmação de uma individualidade única; - As atividades do projeto promovem o outro em relação social e o respeito pelos valores universais; - Facilidade de cruzar o projeto com o CREB, aumentando o conhecimento sobre cada ilha do Arquipélago. 4

5 a. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS As atividades desenvolvidas contemplaram as previstas no projeto, bem como, outras complementares, como parcerias com o Departamento de Educação Física (Prof Canotilho), ações de sensibilização no âmbito da alimentação saudável, ações sobre primeiros socorros e elaboração de um questionário de monitorização das atividades envolvendo a participação e envolvimento da família. Nos grupos de alunos com três e quatro anos as educadoras selecionaram ilhas e conteúdos como pré-requisitos essenciais para a implementação íntegra do projeto aos 5 anos de idade ou trabalharam de forma transversal conforme as caraterísticas dos grupos. Na educação pré- escolar foram dinamizadas muitas atividades transversais ao projeto, focadas na Família, Higiene, Corpo Humano, Sentimentos como por exemplo o projeto Eu e o meu corpo, Projeto Eu e os outros e, os Sub - projetos: Sinto-me Seguro ; O Pássaro da Alma ; Eu e a minha Família.; Filosofia para crianças; Envolvimento de parceiros sociais como a Polícia, grupos de teatro e visitas de estudo. É notável a criatividade, dinamismo e riqueza das atividades associadas ao projeto, conforme se poderá apreciar melhor nos anexos do presente relatório. Os docentes salientam também que o material adquirido para o desenvolvimento do projeto, nomeadamente a caixa de emoções, possibilita a dinamização e exploração de outras atividades fundamentais. b. CONTEÚDOS E TEMAS ABORDADOS Foram abordados todos os conteúdos e temas previstos no projeto, transversalmente a outras áreas contempladas na saúde escolar, nomeadamente a saúde física, alimentação saudável e segurança. Os temas 5

6 centrais das ilhas serviram de ponto de partida para a introdução de vários aspetos transversais à criança, família, escola e sociedade. No 3º ano os docentes referem terem enfatizado mais, temas como o conhecimento do corpo, cuidados de higiene, gestação e nascimento do bebé, prevenção dos abusos sexuais, valorização do outro e da amizade. c. ESTRATÉGIAS Na implementação do projeto foram utilizadas as estratégias sugeridas pelo Serviço de Psicologia e Orientação, bem como, outras adoptadas pelos docentes em função do grupo etário e escolar, tema e características da turma. Das várias estratégias selecionadas encontramos destaque para as seguintes: Visionamento de filmes; Exploração de livros; Brainstorming; Debates; Trabalho cooperativo de pares; Jogo dirigido; Produção de esquemas; Modelagem e instruções; Expressão de sentimentos; Rolle- playing; Sensibilização aos pais e comunidade educativa. 6

7 d. DURAÇÃO E PERIODICIDADE DAS SESSÕES Em média as atividades do projeto apontam para 1h30m no pré-escolar e 90 minutos no primeiro ciclo por cada sessão desenvolvida. Na Educação pré-escolar e 1º ciclo do Ensino Básico houve a necessidade de ajustar a duração e periodicidade das sessões ao formato de implementação do projeto, isto é, alguns docentes aplicaram as sessões semanais com maior ou menor durabilidade consoante a quantidade de atividades complementares, outros desenvolveram o projeto ao longo do ano com sessões mensais, quinzenais ou variáveis. Por outro lado e em função do grupo, os docentes referem ter permanecido mais ou menos tempo em determinadas ilhas em função das necessidades do grupo, como por exemplo em ilhas como a dos Sentimentos, do Corpo, das Palavras ou do Passado. Deste modo, cada docente ajustou a duração e periodicidade das sessões ao seu projeto curricular de turma indo de encontro às necessidades e características do seu grupo, desenvolvendo as sessões ao ritmo adequado do contexto de aprendizagem e desenvolvimento dos alunos. Na Educação pré-escolar a maior parte dos docentes implementou o projeto com maior periodicidade e duração das sessões, aspeto evidentemente associado à heterogeneidade etária dos grupos, perfil de desenvolvimento dos alunos e natureza do trabalho desenvolvido. No 1º ciclo os docentes referem uma média de 90 minutos desenvolvidos na disciplina de Cidadania. e. ENVOLVIMENTO E PARTICIPAÇAO DO ALUNO Os docentes salientam que os alunos de um modo global revelam entusiamo e interesse nas atividades do projeto, destacando que: 7

8 - Os alunos mostram curiosidade e embarcam para o projeto com vontade de saber e ir mais além (cf. avaliação do 2º ano de escolaridade); - As sessões são desenvolvidas a partir das experiências dos alunos o que fomenta a discussão de ideias e a resposta para as dúvidas dos alunos ( cf. avaliação do 2º ano de escolaridade); - Mostram uma boa adesão às atividades, registando-se opiniões como Eu gostei muito, porque aprendi coisas muito importantes que devo saber e fazer ; Eu gostei da ilha do Passado, porque nós estávamos na barriga da nossa mãe e éramos bebés ; Sim porque o Arquipélago falou de nós ( cf. avaliação do 3º ano de escolaridade); - Os alunos demonstraram muito interesse e empenho na discussão dos vários temas, expondo as suas formas de sentir e compreender os afetos e a sexualidade (cf. avaliação do 4º ano de escolaridade). f. ENVOLVIMENTO E PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA DO ALUNO Na avaliação dos docentes encontramos boas práticas que demonstram um bom envolvimento e participação da família, designadamente: - Grande participação, principalmente na ilha do Passado (com ecografias, fotografias e textos), na Ilha das Palavras ( entrevistas feitas aos pais através das crianças) e interesse na visualização dos trabalhos expostos nos placards ( cf. Avaliação da Educação Pré-Escolar da EB/JI STª Clara); - Participação dos pais na sessão 0 do projecto ( c.f avaliação da Educação Pré-Escolar de EB1/JI S. José, da EB1/JI do Ramalho, da EB1/JI Linhares Furtado;) - Na generalidade a participação dos pais foi claramente mais significativa na sessão 0 do projeto e na Ilha do Passado. 8

9 4. CONSIDERAÇÕES FINAIS SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO CIÊNCIA e CULTURA Na avaliação final do projeto os docentes apontam que: - Cada vez mais ( ) se torna necessário incutir na criança determinadas competências a atitudes ( ) este projeto é uma forma de valorizar a própria criança, de levar a mesma a compreender a sua psicossexualidade, bem como, os valores intrínsecos a esta ( cf. avaliação dos docentes do 1º ano de escolaridade do Ensino Básico); - O projeto está muito bem organizado, cabendo aos docentes a aplicação das atividades de forma adequada ao contexto das suas turmas ( cf. avaliação dos docentes do 2º ano de escolaridade do Ensino Básico); - O Projeto constituiu uma mais-valia no processo de Educação integral dos alunos. Este encontra-se bem estruturado, adequado às diferentes faixas etárias dos alunos e às necessidades demonstradas nesta área temática e promove a interdisciplinaridade e a mobilização de conhecimentos já adquiridos. Para além disso, favorece a valorização dos aspetos emocionais e relacionais, promovendo uma educação pelos e para os afetos. ( cf. avaliação dos docentes do 3º ano de escolaridade do Ensino Básico); - Continua a ser um Projeto inovador e uma mais valia para todas e cada uma das crianças ( c.f Avaliação do Infantário de Ponta Delgada ; 9

10 São apontadas algumas dificuldades na implementação do projeto relacionadas com: - Tecnologia de suporte (projetores) e materiais atualizados; - Dificuldade na gestão do projeto com o cumprimento dos novos programas de Português e Matemática. Em suma, este projeto reúne o consenso positivo dos seus protagonistas e possibilita uma caminhada adequada a cada cenário de vida onde se desenrola a aprendizagem, reunindo atores sociais nos propósitos de potenciar uma vivencia feliz dos afetos e sexualidade. Consideramos que o projeto inspirado nos Açores valoriza o desenvolvimento de currículos regionais, bem como, explora e valida todo o Eu em desenvolvimento e relação. A existência da sessão 0 e da Ilha do Passado no projeto é uma porta aberta e convite à participação da família no contexto educativo, pois valoriza a história e narrativa pessoal de cada um, situada num espaço cultural, social e afetivo único e individual. O Serviço de Psicologia e Orientação, designadamente o Gabinete de Mediação ao Projeto e de Apoio à Educação Pré-Escolar e 1º Ciclo congratula todos os viajantes, protagonistas, atores, convidados e nativos que deram côr e vida ao Projeto Uma Aventura no Arquipélago da Eulândia no ano letivo 2012/

11 Anexos 11

12 1- Relatório de Avaliação do Pré- Escolar da EB1/JI STª Clara 12

13 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO PROJETO DE EDUCAÇÃO PSICOSSEXUAL Jardim de Infância de Santa Clara 4. IDENTIFICAÇÃO DAS TURMAS/ ANOS DE ESCOLARIDADE Este projeto foi aplicado nas 3 turmas de Jardim de Infância deste Estabelecimento, nomeadamente na turma 18 da Educadora Maria José Azevedo com crianças de idades compreendidas entre os 5 e os 6 anos, turma 19 da Educadora Maria José Silva cujas crianças têm entre 3 e 4 anos e a turma 17 da Educadora Natália Teixeira com alunos de idades entre os 4 e os 6 anos. As turmas são constituídas por 20 elementos. 2. CRONOGRAMA DA IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO Sessões/Educadoras Maria José Maria José Natália Azevedo Silva Teixeira Sessão 0 Reunião com as Famílias 13/09/2012 a) 13/09/2012 Sessão nº 1 Ilha do Eu só Meu 15/01/ /01/2013 Sessão nº 2 Ilha do Corpo 25/01/ /01/2013 Sessão nº 3 Ilha do Passado 14/02/ /01/2013 Sessão nº 4 Ilha da Imagem 07/03/ /02/2013 Sessão nº 5 Ilha dos Sentimentos 08/04/ /02/2013 Sessão nº 6 Ilha das Palavras 07/05/ /04/2013 Sessão nº 7 Ilha dos Outros 13/05/2013 b) Sessão nº 8 Ilha dos Valores b) b) Sessão nº 9 Ilha do Tempo b) b) a) O projeto, nesta turma, atendendo à idade dos alunos, foi desenvolvido ao longo do ano letivo, de forma transversal. b) Estas Ilhas serão trabalhadas até final do ano letivo. 13

14 3. REFLEXÃO CRITICA SOBRE ALGUNS TÓPICOS DO PROJETO COMO: 3.a) ATIVIDADES DESENVOLVIDAS As atividades propostas no projeto foram aplicadas, segundo as orientações previstas no mesmo, nos dois grupos de crianças de faixas etárias compreendidas entre os quatro e seis anos deste Jardim de Infância. No grupo de crianças de 3 e 4 anos e partindo do pressuposto de que a sexualidade de cada ser humano é uma aprendizagem contínua, o projeto foi trabalhado ao longo do ano letivo de forma transversal. Os alunos envolveram-se nas várias atividades com grande entusiasmo e interesse. Os objetivos delineados para este projeto foram atingidos. Importa referir que algumas atividades foram adaptadas às idades e interesses das crianças. Foram ainda sugeridas, pelas educadoras titulares dos grupos outras atividades, não previstas, enriquecendo este projeto. Assim, passamos a descrever todas as alterações efetuadas. Sessão de sensibilização ou motivação ao grupo. Com o intuito de sensibilizar e motivar as crianças para esta viagem, apresentamos imagens de revistas, mapas, o globo terrestre, panfletos turísticos com imagens do Arquipélago dos Açores. Dois dos grupos construíram um barco de papel para os transportar na viagem pelas ilhas. Um dos grupos criou uma canção denominada Os vinte piratinhas. Sessão nº 1 Ilha do Eu só Meu Nesta sessão optamos por não pintar as caras das crianças por nos parecer que este seria um fator de distração para os alunos, dado que se notava que eles estavam suficientemente motivados. Em relação à caixinha das perguntas não foi elaborada nem aplicada nos grupos, porque nos pareceu uma atividade demasiado exigente para as idades das crianças. 14

15 Sessão nº 2 Ilha do Corpo Em relação a esta ilha foram explorados os livros: Corpo Humano Olha Como é de Giovanna Mantegazza, Os nossos corpos são todos diferentes - Emma Brownjohn, Meninos e Meninas, O meu corpo, Eu e o Mundo, Como eu nasci Roberta Grommi e Marcelio Perrota, SE eu fosse muito magrinho - António Mota. O Livro sugerido no projecto não foi utilizado porque já tínhamos material suficiente para abordar o mesmo conteúdo. Para além disso usou-se um Cds Outras Pistas com uma canção O corpo. Foram utilizadas fichas de trabalho relacionadas com o corpo humano sugeridas pelas Educadoras de infância, assim como dois bonecos articulados (rapaz e rapariga) e dois em forma de puzzle. Sessão nº 3 A Ilha do Passado Nesta sessão solicitamos aos pais ecografias e fotografias das crianças desde a nascença até à idade atual. Foram ainda explorados alguns livros por iniciativa das educadoras de forma a enriquecer o trabalho. Assim foram: Meninos e meninas, O meu corpo, Eu e o mundo como eu nasci. de R. Giommi M. Perrotta., Antes, agora, depois de Luísa Ducla Soares, A história do Pedrinho e da Joana. Inventaram histórias musicadas sobre bebés cujo tema foi Quando eu era pequenino e construíram livros a partir de textos descritivos, elaborados pelos pais, de como eram em pequenos. Foram exploradas fichas diversificadas, pesquisadas/criadas pelas educadoras muito do agrado das crianças, levando a atingir os objetivos pretendidos. Sessão nº 4 Ilha da Imagem Para além das atividades previstas, elaboraram-se cartazes sobre: A importância da família, colaboração nas tarefas domésticas e as profissões. Foram desenvolvidos jogos de identificação de género e identificação de papéis, através de fantoches. Também se 15

16 contaram histórias: Quando for grande quero ser pai, O livro da família e Mil beijinhos. Sessão nº 5 Ilha dos Sentimentos É de referir que todo o material existente na Caixa de Emoções foi amplamente explorado pelos três grupos, o que proporcionou: teatro de máscaras/dramatizações, atividades de expressão plástica, construção de frases alusivas aos vários sentimentos ( quando sinto-me ) e jogos sensoriais. Sessão nº 6 Ilha das Palavras Não há atividades a acrescentar para além do que estava previsto no projeto. Sessão nº 7 Ilha dos Outros Até ao momento, apenas um grupo trabalhou esta Ilha. A partir da história do Patu, as crianças elaboraram um cartaz sobre a importância dos elogios, e o saber dar e receber. Foram exploradas várias histórias da Biblioteca dos valores : O Segredo do crocodilo Nino, Quem tirou os meus morangos e A mudança da gatinha egoísta. Sessão nº 8 Ilha dos Valores Ainda não foi trabalhada. Sessão nº 9 Ilha do Tempo Ainda não foi trabalhada. 3.b) CONTEÚDOS E TEMAS ABORDADOS Relativamente aos conteúdos inerentes a este projeto, estes foram explorados na íntegra pelas três turmas do Jardim de Infância. Pareceram-nos pertinentes no que se refere à sua temática, motivadores, e de fácil interiorização. 16

17 Como já foi referido, o grupo de crianças de três e quatro anos, trabalhou o projeto ao longo do ano letivo de forma transversal. A educadora trabalhou com as crianças o corpo humano, a identidade sexual e as características individuais de cada criança; os cuidados a ter com o corpo humano, como: higiene, alimentação saudável, exercício físico e a importância da vacinação; a aceitação do outro e da diferença; a família; as emoções e a segurança pessoal. Para trabalhar e/ou reforçar estes conteúdos, a educadora aproveitou algumas épocas do ano, como: o Dia da Alimentação, para trabalhar os cuidados a ter com o corpo; o Natal, para trabalhar a família; o Carnaval, para trabalhar as emoções. 3.c) ESTRATÉGIAS As crianças foram motivadas em grande grupo, no início do trabalho de cada Ilha. Posteriormente e ao longo de vários dias e/ou do ano letivo, os conteúdos foram explorados utilizando estratégias diversificadas que abrangeram os vários Domínios e Áreas de Conteúdo. Como já referimos, as atividades foram também adaptadas às especificidades das crianças, como idades e interesses. 3.d) DURAÇÃO E PERIODICIDADE DAS SESSÕES No que se refere à duração das sessões, esteve sempre associada à motivação e interesse de cada grupo. De salientar que, de uma maneira geral, a duração de uma hora e trinta minutos sugeridos, não foram suficientes, dado as características das crianças de Jardim de Infância, nomeadamente a necessidade de gerir a intensidade do trabalho, já que estas têm períodos curtos de atenção/concentração. 17

18 Relativamente à periodicidade, como já foi referido no cronograma, nem todas as sessões foram realizadas em semanas consecutivas por razões que se prenderam com as necessidades dos grupos e outras atividades em curso previamente planificadas. É de referir que as educadoras tiveram a preocupação de articular os conteúdos deste Projeto com outros que constavam das suas planificações. 3.e) ENVOLVIMENTO E PARTICIPAÇAO DO ALUNO Os alunos participaram neste projeto de forma muito interessada, manifestando grande motivação no decorrer das atividades. Esta motivação demonstrada pelos grupos esteve intimamente ligada com os conteúdos abordados em cada sessão e a transversalidade conseguida ao longo de todo o trabalho. 3.f) ENVOLVIMENTO E PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA DO ALUNO No que concerne ao envolvimento das famílias consideramos que foi ótimo, tendo-se verificado uma ampla participação, principalmente na Ilha do Passado (com ecografias, fotografias e textos) e na Ilha das Palavras (com entrevistas feitas aos pais, através das crianças). De salientar também o interesse dos pais pelos trabalhos expostos nos placards, o que proporcionou o acompanhamento do desenvolvimento do Projeto. 3.g) OUTRAS CONSIDERAÇÕES Na exploração das diferentes Ilhas, ainda foi utilizada a seguinte bibliografia: coleção Fantasia Mundicultura - 3, 4 e 5 anos, (com diferentes fichas de trabalho); Gente diferente, Emma Damon; Aventura do elefante azul, Biblioteca dos valores; O sapo encontra um amigo, Max Velthuijs; Uma história de dedos, Luisa Ducla Soares; Suzete, Quentin Gréban; Como a mãe e o pai se apaixonaram, Katarina Grossaman Harbel. 18

19 Para além de tudo o que foi anteriormente referido, cumpre-nos acrescentar que este projeto é de grande interesse e valor pedagógico, na medida em que abrange todos os aspetos que envolvem o ser humano. Podemos concluir que os objetivos propostos neste projeto foram atingidos, proporcionando o desenvolvimento de competências ao nível das emoções e da comunicação, no que diz respeito ao saber ser, fomentando vivências ao nível afetivo e conhecimentos ao nível da sexualidade. Ponta Delgada, 22 de maio de 2013 As Educadoras do Jardim de Infância da E.B.1/J.I. de Santa Clara Maria José Azevedo Natália Teixeira Maria José Silva 19

20 A navegar no Google Earth na sensibilização para o início da viagem. Material que utilizamos para a viagem Barcos, chapéus e usamos binóculos. 20

21 Ilha do Eu só Meu Escolhemos a forma de um círculo. 21

22 Ilha do Corpo A forma escolhida foi um corpo de um menino 22

23 Preparamo-nos assim para a viagem 23

24 Ilha do Passado escolhemos uma seta como forma da ilha, porque a seta aponta para o passado 24

25 Ilha da Imagem - preferimos a forma de um espelho porque o espelho reflecte a imagem. 25

26 Depois de visitarmos a Ilha do passado quisemos vivenciar muitas experiências!!! 26

27 Para a Ilha dos Sentimentos elegemos um coração porque os sentimentos estão no coração! 27

28 Para a Ilha das Palavras, uma boca porque as palavras saem da boca. 28

29 Na Ilha dos Outros quisemos fazer um menino e outro. As setas significam o deita abaixo e os elogios. 29

30 A moeda de 1 Euro foi a forma que nos pareceu mais adequada para representar a Ilha dos Valores. 30

31 Para a Ilha do Tempo fomos unânimes em escolher o relógio. 31

32 Foi assim que ficaram os nossos mapas no final da viagem à Eulândia. 32

33 2- Relatório de Avaliação do Pré- Escolar da EB1/JI S. José 33

34 EB1/JI DE SÃO JOSÉ RELATÓRIO DO PROJETO DE EDUCAÇÃO PSICOSSEXUAL NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Realizado por: Isabel Costa Maria Salomé Pavão Piedade Moura Ponta Delgada, 22 de Maio de

35 IDENTIFICAÇÃO DA TURMA A turma nº 7 do Jardim de Infância da EB1/JI de S. José da Educadora Maria Salomé Pavão integra 17 alunos de 3anos de idade. Tem apenas um aluno de 4 anos com Necessidades Educativas Especiais, integrado no Regime Educativo Especial. IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO Tendo em conta as idades das crianças, sendo que algumas apenas completaram 3 anos até dezembro do ano letivo em curso, todas as estratégias e conteúdos abordados no âmbito do projeto Uma Aventura no Arquipélago da Eulândia foram apenas trabalhados de forma a elucidar as crianças e pré dispô-las para o desenvolver nos anos letivos seguintes, uma vez que a sexualidade é um processo de aprendizagem que se constrói de forma contínua. Por esta razão também, não foram abordadas todas as ilhas pelo grau de dificuldade em termos de conteúdos, pelas capacidades das crianças e consequentemente pelos conceitos, competências e vivências que elas possuem aos 3 anos de idade. Assim, o projeto iniciou-se na reunião de pais onde se elucidou a família para os objetivos do referido projeto e os conteúdos programáticos do mesmo. Fez-se referência à Ilha do EU só Meu em todos os momentos de apresentação das crianças umas às outras, na maior parte das vezes, através de jogos onde os meninos se apresentavam, bem como falavam da sua família nuclear. Na abordagem e exploração do esquema corporal, incluiu-se a Ilha do Corpo. Neste contexto foram abordadas todas as questões relacionadas com o corpo humano, as diferenças entre os dois sexos, assim como os afetos que, por inerência, estão muito presentes nas atividades lúdicas destas crianças e na afetividade que demonstram uns pelos outros em muitos momentos do dia. 35

36 Na sequência, dos conteúdos abordados e acima descritos, e com o intuito de contextualizar os assuntos anteriormente explorados, a Ilha do Passado aparece sustentada no item sobre o Nascemos e crescemos. Incidiu-se sobre a temática em questão de uma forma muito preliminar e de acordo com as necessidades das crianças bem como as suas capacidades de aprendizagem e períodos de atenção. A Ilha da Imagem foi, digamos que, subtilmente trabalhada na exploração da Ilha do Corpo, onde e como já foi referido, se abordou o corpo humano e neste âmbito a identidade do género. Na sequência das ações desenvolvidas para os dias dos Amigos e Amigas, e que se identificam com a amizade, a alegria, a tristeza, etc, exploramos ainda outros sentimentos e, assim, se abordou a Ilha dos Sentimentos. Mais uma vez de uma forma muito simples, a Ilha das Palavras foi vivida em vários momentos pela forma como cada criança manifesta a sua vontade, na possibilidade, que todos devem ter, em saber/poder escolher entre o Gosto /Não Gosto o que é Bom para Mim e o que Não é Bom. Finalmente a Ilha dos Outros sempre presente nas relações já encetadas desde o início do ano, nas amizades, nas relações interpessoais vividas e promovidas todos os dias. Em relação às restantes Ilhas dada a complexidade dos conteúdos, serão abordadas nos próximos anos (4 e 5 anos). Importa referir que todas as atividades desenvolvidas durante este ano letivo, e que se inserem neste projeto, foram trabalhadas de uma forma lúdica, de acordo com os interesses das crianças respeitando o ritmo de cada um, bem como as características da faixa etária. Os recursos/estratégias incidiram essencialmente em histórias e na exploração das mesmas (ver bibliografia), nos diálogos em grande grupo (tapete), nas atividades desenvolvidas no dia a dia, nos momentos da rotina diária, em experiências novas que se proporcionaram e em muitos momentos de cooperação e respeito pelos outros. 36

37 ENVOLVIMENTO E PARTICIPAÇÃO DO ALUNO Os alunos participaram de forma interessada nas atividades propostas. ENVOLVIMENTO E PARICIPAÇÃO DA FAMILIA DO ALUNO Neste modelo de implementação do projeto, (para 3 anos) as famílias apenas tomaram conhecimento do mesmo na reunião realizada no início do ano. CONSIDERAÇÕES FINAIS E REFLEXÃO SOBRE O PRÓXIMO ANO LETIVO Como já foi referido, este projeto terá continuidade nos próximos anos letivos. IDENTIFICAÇÃO DA TURMA A turma 8 de jardim de infância da EB/JI S. José da Educadora Isabel Costa é constituída por vinte alunos de quatro anos. IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO Tendo em atenção as características da faixa etária dos quatro anos, o projeto foi abordado de forma cooperativa entre os alunos proporcionando momentos agradáveis. O projeto foi iniciado de forma lúdica com o jogo Vamos Navegar, neste cada criança escolheu o seu par e depois foram-se sentando lado a lado, todos atrás uns dos outros, formando um barco, sendo a educadora o comandante. Neste jogo cada criança foi descobrindo o seu par através do corpo, sentimentos, imagem. O tema do corpo humano foi complementado com imagens, puzzle e poemas. Os sentimentos foram abordados ao longo do ano, mas mais acentuados nos dias dos amigos, amigas, pai e 37

38 mãe, valorizando os afetos, as relações interpessoais e expressões de sentimentos (triste, contente, zangado ) procurando desenvolver competências sociais de integração e relacionamento positivo com os outros. Foi também abordado as palavras gosto e não gosto através de uma ficha onde continha imagens de frutos seguidas de um smile triste ou contente. Incidiu-se mais sobre o respeito entre os amigos, o que não se deve fazer e as palavras mágicas Por Favor, Obrigado, Desculpa e Sinto muito, através da história Respeitar-Ousar-Ser Justo e Partilhar, bem como o livro Meninos de todas as Cores. ENVOLVIMENTO E PARTICIPAÇÃO DO ALUNO Este projeto foi abordado de uma forma lúdica cativando o interesse das crianças. ENVOLVIMENTO E PARICIPAÇÃO DA FAMILIA DO ALUNO Apesar do projeto ser do conhecimento dos Encarregados de Educação e ter sido iniciado no princípio do ano letivo houve pouco envolvimento dos mesmos, apenas participaram quando solicitados. CONSIDERAÇÕES FINAIS E REFLEXÃO SOBRE O PRÓXIMO ANO LETIVO Este projeto será realizado na globalidade no próximo ano letivo quando este grupo de crianças atingir os cinco anos. 1.IDENTIFICAÇÃO DA TURMA 38

39 A turma 9 de Jardim de Infância da EB/JI S. José da Educadora Piedade Moura é constituída por vinte crianças, treze raparigas e sete rapazes de cinco anos de idade. 2.CRONOGRAMA DA IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO Sessão 0- (13 de setembro 2012)- No início do ano na reunião de pais, estes foram informados sobre o Projeto de Educação Psicossexual. Sessão 1- Ilha do Eu só Meu (9 novembro 2012)- Realizaram-se as atividades previstas no Projeto. Sessão 2- Ilha do Corpo (16 novembro 2012)- Além das atividades previstas no Projeto, apresentámos imagens sobre o corpo humano, puzzles e fichas diferentes das que estavam no Projeto. Vimos o livro do corpo humano com imagem em 3D. Sessão 3- Ilha do Passado (18 Janeiro 2013) - Realizaram-se as atividades previstas no Projeto. Sessão 4- Ilha da Imagem (8 fevereiro 2013)- Foram realizadas as atividades que estavam previstas. Para além destas, as crianças trouxeram de casa revistas, que depois em conjunto com os seus pares, escolheram e recortaram imagens sobre diversos objetos usados pelo pai, pela mãe e por ambos. Sessão 5- Ilha dos Sentimentos (8 março 2013)- Realizaram-se as atividades previstas no Projeto, fizeram também jogos entre os seus pares a fim de demonstrar os seus sentimentos através de imagens. Foi contada a história Os sentimentos de Felicia Law e Paula Knight e o livro Meninos de todas as cores de Luisa Ducla Soares. Sessão 6- Ilha das Palavras (13 Março 2013 ) - Realizaram-se as atividades previstas no Projeto, conversa com as crianças sobre o que gostam e não gostam de fazer nos tempos livres. Realizaram um desenho sobre os seus gostos. Sessão 7- Ilha dos Outros ( 22 março 2013) Realizaram-se as atividades previstas no Projeto. Esta sessão foi do agrado e divertimento das crianças, ao elogiarem o colega do lado e vice-versa. Sessão 8- Ilha dos Valores (12 abril 2013)- Para além das atividades previstas, construímos em conjunto o poema Ser amigo é... 39

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá distinguir e recriar

Leia mais

2-6 anos Oo CATCGAM_20141558_CP.indd 1 5/9/14 10:48 AM

2-6 anos Oo CATCGAM_20141558_CP.indd 1 5/9/14 10:48 AM 2-6 Oo É através da ação e das interações com os outros que a criança explora o mundo que a rodeia e vai construindo as suas aprendizagens. Torna-se, por isso, importante criar e estimular diferentes experiências

Leia mais

Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira

Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira SETEMBRO A Escola as Cores (cont.) Estabelecer relações com os outros e conhecer as regras e os comportamentos sociais na sala; Utilizar de forma adequada os

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR REGISTO DE OBSERVAÇÃO / AVALIAÇÃO Nome Data de Nascimento / / Jardim de Infância de Educadora de Infância AVALIAÇÃO

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Expressar curiosidade e desejo de saber; Reconhecer aspetos do mundo exterior mais próximo; Perceber a utilidade de usar os materiais do seu quotidiano;

Leia mais

Agrupamento de escolas de Vila Nova de Poiares

Agrupamento de escolas de Vila Nova de Poiares Agrupamento de escolas de Vila Nova de Poiares Departamento da Educação Pré Escolar Avaliação na educação pré-escolar -Competências -Critérios gerais de avaliação Ano letivo 2013-2014 1 INTRODUÇÃO Para

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013 Atividades Pedagógicas Outubro 2013 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. GRUPO III A GRUPO III B GRUPO III C GRUPO III D ATIVIDADES DE SALA

Leia mais

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Caro professor, Este link do site foi elaborado especialmente para você, com o objetivo de lhe dar dicas importantes para o seu

Leia mais

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Revelar curiosidade e desejo de saber; Explorar situações de descoberta e exploração do mundo físico; Compreender mundo exterior mais próximo e do

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Conhecer diferentes termos espaciais (em pé, deitado, em cima, em baixo, à frente, atrás, dentro, fora ) Descrever itinerários diários (exemplos:

Leia mais

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança Planificação Anual Professor: Gabriela Maria R. D. T. L. C. Silva Disciplina: Ano: préescolar Turma: I Ano letivo: 2014-2015 Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação Facilitar a adaptação

Leia mais

Disciplina de Oferta Complementar. Formação Pessoal e Social

Disciplina de Oferta Complementar. Formação Pessoal e Social Disciplina de Oferta Complementar Formação Pessoal e Social Promover a cidadania Aprender a viver no mundo que nos rodeia Mod. AEVPA - Conselho Pedagógico Página 1 de 11 Disciplina de Oferta Complementar

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Cascais Plano Anual de Atividades 2014/2015 ANEXO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO

Agrupamento de Escolas de Cascais Plano Anual de Atividades 2014/2015 ANEXO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO ANEO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO 0 1º Período A CAF (Componente de Apoio à Família 2 primeiras semanas de setembro e interrupção do Natal) será acionada de acordo com resposta dos Encarregados

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Atividades Previstas para o ano letivo de 2013 2014 Atividades Objetivos Estratégias Calendarização Adaptar a criança à escola e à vida Diálogos conviventes de social; apresentação

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2014 / 2015 Pré-escolar e 1º Ciclo Ação Local Objetivos Atividades Materiais Recursos Humanos Receção dos Fomentar a integração da criança

Leia mais

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM?

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? As Áreas de Conteúdo são áreas em que se manifesta o desenvolvimento humano ao longo da vida e são comuns a todos os graus de ensino. Na educação pré-escolar

Leia mais

INTRODUÇÃO ÍNDICE OBJECTIVOS DA EDUCAÇÂO PRÈ-ESCOLAR

INTRODUÇÃO ÍNDICE OBJECTIVOS DA EDUCAÇÂO PRÈ-ESCOLAR INTRODUÇÃO ÍNDICE - Objectivos de Educação Pré-Escolar - Orientações Curriculares - Áreas de Conteúdo/Competências - Procedimentos de Avaliação - Direitos e Deveres dos Encarregados de Educação - Calendário

Leia mais

Casa do Povo de Óbidos - Creche e Jardim de Infância Ano lectivo de 2011/2012 1

Casa do Povo de Óbidos - Creche e Jardim de Infância Ano lectivo de 2011/2012 1 PROJECTO DE VALÊNCIA DE CRECHE Ano lectivo de 2011/2012 1 Índice 1-INTRODUÇÃO... 1 2-PRINCÍPIOS GERAIS E OBJECTIVOS PEDAGÓGICOS DA CRECHE... 2 3-ÁREAS DE CONTEÚDO... 4 3.1 - ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E

Leia mais

Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio. Eu me remexo muito. E onde eu chego?

Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio. Eu me remexo muito. E onde eu chego? Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio Rua Tonelero, 56 Copacabana RJ site:www.redesagradorj.com.br / e-mail:cscm@redesagradorj.com.br Eu me remexo muito. E onde eu chego? Turma: Maternal II A Professora

Leia mais

Associação Para o Desenvolvimento de Lagares

Associação Para o Desenvolvimento de Lagares Associação Para o Desenvolvimento de Lagares Projecto Pedagógico 2010 / 2011 Educadora: Lígia Moreira Sala dos amiguinhos A educação pré-escolar é a primeira etapa da educação básica no processo da educação

Leia mais

AEC ALE EXPRESSÃO MUSICAL. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE EXPRESSÃO MUSICAL. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO AEC ALE EXPRESSÃO MUSICAL Orientações Pedagógicas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular, ALE (atividades lúdico-expressivas)

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO MUSSOC

PROJETO PEDAGÓGICO MUSSOC PROJETO PEDAGÓGICO dos Campos de Férias da MUSSOC Associação Mutualista dos Trabalhadores da Solidariedade e Segurança Social I CARATERIZAÇÃO GERAL DA MUSSOC 1. Introdução O presente documento tem como

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO SALA CURIOSOS

PROJETO PEDAGÓGICO SALA CURIOSOS PROJETO PEDAGÓGICO SALA CURIOSOS Ano letivo 2012/2013 PROJETO PEDAGÓGICO SALA DOS CURIOSOS INDICE 1- Caracterização do grupo 2- Tema do projeto pedagógico da sala dos Curiosos: A Brincar vamos descobrir

Leia mais

Plano Anual. Interação e socialização da criança no meio social familiar e escolar. Ampliação progressiva do conhecimento do mundo.

Plano Anual. Interação e socialização da criança no meio social familiar e escolar. Ampliação progressiva do conhecimento do mundo. Centro Educacional Mundo do Saber Maternal II Ano Letivo: 2013 Tema: A fazenda do tio Chico Professora: Heloiza Regina Gervin Plano Anual Eu sou tio Chico, um menino muito esperto e que adora brincar e

Leia mais

Planificação Anual da Sala dos 5anos

Planificação Anual da Sala dos 5anos Nome do Aluno: Janine Colaço Reis Planificação Anual da Sala dos 5anos Calendarizaçã o (mês) Áreas de conteúdo/ Conteúdos Curriculares Competências Situações de aprendizagem/ Estratégias Recursos Humanos/

Leia mais

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 (Resposta Social de Creche) DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS Setembro Integração/adaptação das Crianças Reunião de Pais 24/09/2014 Outono - Promover a integração

Leia mais

GUIÃO DO PROFESSOR BRINCAR CIÊNCIA. As profissões. Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor

GUIÃO DO PROFESSOR BRINCAR CIÊNCIA. As profissões. Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor GUIÃO DO PROFESSOR BRINCAR CIÊNCIA Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor As profissões Introdução Preparação da visita A Casa Inacabada é um dos espaços que faz parte da exposição

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO EANES LOBATO Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar Departamento Educação Pré Escolar Ano letivo 2013/2014 A avaliação do processo permite reconhecer a pertinência e sentido

Leia mais

* Acompanhamento de crianças técnicas de animação

* Acompanhamento de crianças técnicas de animação CENCAL CALDAS DA RAINHA 2014 Formadora Fátima Gomes *UFCD nº 3244 50 horas * Acompanhamento de crianças técnicas de animação *PROGRAMA *OBJETIVOS *Identificar o papel do animador no desempenho profissional

Leia mais

DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E NOVAS TECNOLOGIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISICAS E NATURAIS

DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E NOVAS TECNOLOGIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISICAS E NATURAIS Governo dos Açores Escola Básica e Secundária de Velas DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E NOVAS TECNOLOGIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISICAS E NATURAIS Ano Letivo: 2014/2015

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasdiadasmaes 6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Apresentamos uma seleção com 6 dinâmicas de grupo para o Dia das Mães, são atividades que podem

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 2014/2015 A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa. Na educação pré-escolar assume uma dimensão marcadamente formativa,

Leia mais

PROJETO EDUCATIVO Ano letivo 2012 2013

PROJETO EDUCATIVO Ano letivo 2012 2013 PROJETO EDUCATIVO Ano letivo 2012 2013 É pela vivência diária que cada um de nós aprende a conhecer-se e a respeitar-se, conhecendo e respeitando os outros, intervindo, transformando e tentando melhorar

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Objetivos Atividades Responsáveis Datas Recursos Avaliaçõe s Promover o convívio entre os elementos da comunidade educativa Proporcionar momentos de alegria e partilha Recepção

Leia mais

Projeto Pedagógico Sala da Alegria. Vamos descobrir os Alimentos

Projeto Pedagógico Sala da Alegria. Vamos descobrir os Alimentos Projeto Pedagógico Sala da Alegria Vamos descobrir os Alimentos Ano letivo 2015-2016 Índice Introdução... 3 2. Caraterização do grupo... 4 3. Organização e Gestão do Tempo... 4 4. Fundamentação do tema...

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2011/2012

Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2011/2012 Plano Anual de Actividades Jardins de Infância Organização do Ambiente Educativo e espaços comuns. (de 4 a 09-09-2011) Cada educadora prepara a sua sala Organizar o Ambiente Educativo educadoras. Observação

Leia mais

Relatório de Grupo. 1º Semestre/2015

Relatório de Grupo. 1º Semestre/2015 Relatório de Grupo 1º Semestre/2015 Turma: Maternal B Professora: Larissa Galvão de Lima Professora auxiliar: Giseli Jancoski Floriano Coordenação: Lucy Ramos Torres Professora: Eleonora Dantas Brum Professora

Leia mais

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR)

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Nota Introdutória Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Apoiar e promover os objetivos educativos definidos de acordo com as finalidades e currículo

Leia mais

Área de Formação Pessoal e Social

Área de Formação Pessoal e Social Área de Formação Pessoal e Social Identidade/ Auto-estima Independência/ Autonomia Convivência democrática/ Cidadania Brincar com o outro (s); Ouvir os outros; Saber identificar-se a si e o outro; Esperar

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2014/2015

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2014/2015 Domínio (Unidade / Tema) Subdomínio

Leia mais

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 Responsável pelo Clube de Francês Profª Ana Serra CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA - ANO LECTIVO 2010/2011 INTRODUÇÃO O Francês, como língua estrangeira

Leia mais

A Companhia dos amigos na floresta das emoções

A Companhia dos amigos na floresta das emoções A Companhia dos amigos na floresta das emoções Promoção de competências sócio-emocionais de crianças pré-escolares Caderno Divulgação 2015 Associação A Companhia dos amigos na floresta das emoções Propomos

Leia mais

> SIGAM AS PISTAS... BOM TRABALHO PARA TODOS! NA CAPA

> SIGAM AS PISTAS... BOM TRABALHO PARA TODOS! NA CAPA As pistas e propostas de trabalho que se seguem são apenas isso mesmo: propostas e pistas, pontos de partida, sugestões, pontapés de saída... Não são lições nem fichas de trabalho, não procuram respostas

Leia mais

ENQUADRAMENTO E DISPOSIÇÕES COMUNS AOS JARDINS-DE-INFANCIA DO AGRUPAMENTO JOSÉ MARIA DOS SANTOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

ENQUADRAMENTO E DISPOSIÇÕES COMUNS AOS JARDINS-DE-INFANCIA DO AGRUPAMENTO JOSÉ MARIA DOS SANTOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR ENQUADRAMENTO E DISPOSIÇÕES COMUNS AOS JARDINS-DE-INFANCIA DO AGRUPAMENTO JOSÉ MARIA DOS SANTOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR A educação pré-escolar destina-se às crianças com idades compreendidas entre os três

Leia mais

A Arte e as Crianças

A Arte e as Crianças A Arte e as Crianças A criança pequena consegue exteriorizar espontaneamente a sua personalidade e as suas experiências inter-individuais, graças aos diversos meios de expressão que estão à sua disposição.

Leia mais

Projeto: Promoção e Educação para a Saúde

Projeto: Promoção e Educação para a Saúde Projeto: Promoção e Educação para a Saúde Plano Anual de Atividades 1.º CEB Ano letivo 2013/2014 ATIVIDADES - 1º PERÍODO Aveleira Inquérito-alunos/família Ficha de trabalho: Pequeno-almoço: verdade ou

Leia mais

Mestrado em Educação Pré-escolar

Mestrado em Educação Pré-escolar Apêndice 10 Exemplo de planificação diária cooperada em jardim-de-infância Dia: 09-05-14 Mestrado em Educação Pré-escolar Prática de Ensino Supervisionada em Jardim-de- Infância 2013/2014 Planificação

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS 1. APRESENTAÇÃO PRINCÍPIOS E VALORES Acreditamos pela força dos factos que o desenvolvimento desportivo de um Concelho ou de uma Freguesia, entendido na sua vertente quantitativa e qualitativa, exige uma

Leia mais

EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR O QUE SABEMOS

EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR O QUE SABEMOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR O QUE SABEMOS O QUE SABEMOS UMA METODOLOGIA DE PROJETO PARA A EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR O QUE É O TRABALHO DE PROJETO? Os projetos da coleção «O Que Sabemos» enquadram-se numa metodologia

Leia mais

CIRCULAR. Assunto: Avaliação na Educação Pré- Escolar

CIRCULAR. Assunto: Avaliação na Educação Pré- Escolar CIRCULAR Data: 11/04/2011 Circular nº.: 4 /DGIDC/DSDC/2011 Assunto: Avaliação na Educação Pré- Escolar Para: Inspecção-Geral de Educação Direcções Regionais de Educação Secretaria Regional Ed. da Madeira

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade / Tema) Subdomínio

Leia mais

Metas de Aprendizagem em Educação de Infância: Oportunidade ou Armadilha?

Metas de Aprendizagem em Educação de Infância: Oportunidade ou Armadilha? Metas de Aprendizagem em Educação de Infância: Oportunidade ou Armadilha? VIII Jornadas da Infância do Centro de Apoio Social e Acolhimento C.A.S.A. Bernardo Manuel Silveira Estrela PRÁTICAS EDUCATIVAS:

Leia mais

Eu Sou História e Património PROPOSTAS DE TRABALHO. Município de Palmela Divisão de Património Cultural / Museu Municipal Serviço Educativo

Eu Sou História e Património PROPOSTAS DE TRABALHO. Município de Palmela Divisão de Património Cultural / Museu Municipal Serviço Educativo s o x e An Eu Sou História e Património PROPOSTAS DE TRABALHO Município de Palmela Divisão de Património Cultural / Museu Municipal Serviço Educativo ANEXO cria o teu próprio museu!!! O desafio que agora

Leia mais

Considerações Finais. Resultados do estudo

Considerações Finais. Resultados do estudo Considerações Finais Tendo em conta os objetivos definidos, as questões de pesquisa que nos orientaram, e realizada a apresentação e análise interpretativa dos dados, bem como a sua síntese final, passamos

Leia mais

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Criar ambientes de partilha; Proporcionar momentos de incentivo à leitura e ao relevo das ilustrações; Facilitar e promover a criatividade e imaginação;

Leia mais

Projeto Curricular do 1.º Ciclo

Projeto Curricular do 1.º Ciclo Projeto Curricular do 1.º Ciclo Tema Felizes os que constroem a vida na verdade e no bem. INTRODUÇÃO Este ano letivo 2014/2015 ficou definido como tema geral Felizes os que constroem a vida na verdade

Leia mais

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES 1.º PERÍODO PLANIFICAÇÃO DA ATIVIDADE DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES. Reconhecimento da importância das artes plásticas;. Desenvolvimento progressivo das possibilidades

Leia mais

GUIÃO DE ENTREVISTA ÀS EDUCADORAS DE INFÂNCIA. 2º Momento

GUIÃO DE ENTREVISTA ÀS EDUCADORAS DE INFÂNCIA. 2º Momento 4.1.8. Orientação específica de codificação: Entrevista a educadoras de infância (2º momento) (2001) GUIÃO DE ENTREVISTA ÀS EDUCADORAS DE INFÂNCIA 2º Momento I. Questões sobre a modalidade de prática pedagógica

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISCIPLNAR: EMRC PLANIFICAÇÕES 8º Ano ANO 2008/2009 1/7

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISCIPLNAR: EMRC PLANIFICAÇÕES 8º Ano ANO 2008/2009 1/7 8º Ano ANO 2008/2009 1/7 Módulo 1- O GOSTO PELA AVENTURA Tema 1 - A atracção ao desconhecido Experiência de aventuro. (Situações que exprimem experiências de aventura como a condução de veículos, iniciação

Leia mais

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE 1 Fundamentação Teórica O Plano Anual de Actividades constituiu, em conjunto com o Projecto Educativo e o Regulamento Interno, um dos principais instrumentos

Leia mais

REGIANE PEREA CARVALHO A LITERATURA INFANTIL E A MATEMÁTICA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE 5 E 6 ANOS DE IDADE DA EDUCAÇÃO INFANTIL

REGIANE PEREA CARVALHO A LITERATURA INFANTIL E A MATEMÁTICA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE 5 E 6 ANOS DE IDADE DA EDUCAÇÃO INFANTIL PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC/SP REGIANE PEREA CARVALHO A LITERATURA INFANTIL E A MATEMÁTICA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE 5 E 6 ANOS DE IDADE DA EDUCAÇÃO INFANTIL MESTRADO PROFISSIONAL

Leia mais

Sala: 3 meses aos 12 meses (Berçário 1 e 2) Educadora: Rita Gomes

Sala: 3 meses aos 12 meses (Berçário 1 e 2) Educadora: Rita Gomes Sala: 3 meses aos 12 meses (Berçário 1 e 2) Educadora: Rita Gomes SETEMBRO Adaptação A escola e o grupo Outono Observar o meio envolvente Adaptar-se ao espaço e ao grupo Explorar o meio envolvente Criar

Leia mais

5572 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 201 30 de Agosto de 2001

5572 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 201 30 de Agosto de 2001 5572 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 201 30 de Agosto de 2001 2 No âmbito do disposto no número anterior, o professor: a) Reflecte sobre as suas práticas, apoiando-se na experiência, na investigação

Leia mais

Relatório do Plano Anual de Atividades - 1º Período -

Relatório do Plano Anual de Atividades - 1º Período - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO 2014-2015 Relatório do Plano Anual de Atividades - 1º Período - Índice 1 Introdução... 3 2 Cumprimento das atividades propostas... 4 3 Proponentes e destinatários das atividades...

Leia mais

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA ESCOLA ESTADUAL ALMIRANTE TOYODA-2014 PROJETO IDENTIDADE MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA TURMA: 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL (AZALÉIA E ACÁCIA) PROFESSORAS: GENISMEYRE E LUCILEILA Projeto Identidade Público

Leia mais

Projeto Curricular de Sala (resumido)

Projeto Curricular de Sala (resumido) Projeto Curricular de Sala (resumido) Sala Azul Jardim-de-Infância 3/4anos Educadora de Infância: Ana Patrícia Fitas Ano letivo: O Projeto Curricular da Sala Azul para o ano letivo de 2013-2014 encontra-se

Leia mais

Como é a criança de 4 a 6 anos

Como é a criança de 4 a 6 anos de 4 a 6 anos Como é a criança Brinque: lendo histórias, cantando e desenhando. A criança se comunica usando frases completas para dizer o que deseja e sente, dar opiniões, escolher o que quer. A criança

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DEPARTAMENTO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

PLANO DE AÇÃO DEPARTAMENTO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR PLANO DE AÇÃO DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Ano letivo 2012 / 2013 ÍNDICE Nº Pág. 1 Introdução 3 2 Constituição 3 3 Ações e Objetivos 4 4 Identificação das necessidades de formação dos docentes

Leia mais

Projecto PES - Educação Sexual 2010-2011 /2011-2012. Agrupamento Vertical de Escolas nº2 de Elvas. Projecto PES. Educação Sexual

Projecto PES - Educação Sexual 2010-2011 /2011-2012. Agrupamento Vertical de Escolas nº2 de Elvas. Projecto PES. Educação Sexual Projecto PES Educação Sexual Ano Lectivo 2010-2011 / 2011-2012 Índice PREÂMBULO...3 Enquadramento Legal...4 OBJECTIVOS GERAIS...6 LOCAL DE REALIZAÇÃO DO PROJECTO...6 PLANIFICAÇÕES...7 PLANIFICAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

Unidos com o mundo. Equipa pedagógica da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro 2013/2014

Unidos com o mundo. Equipa pedagógica da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro 2013/2014 Unidos com o mundo Equipa pedagógica da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro 2013/2014 Introdução O Plano Anual de Atividade é um documento orientador de uma dinâmica comum a todas as salas da Pré, que

Leia mais

ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico

ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA Proposta de planos anuais 1.º Ciclo do Ensino Básico Introdução O objetivo principal deste projeto é promover e estimular

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação Critérios de Avaliação Ano letivo 2013/2014 Critérios de Avaliação 2013/2014 Introdução As principais orientações normativas relativas à avaliação na educação pré-escolar estão consagradas no Despacho

Leia mais

Grupo de 1.º e 2.º ano. Actividade de Expressão e jogos. Realizadas às 6.ª feiras: às 14h Jogo de passagem do disco

Grupo de 1.º e 2.º ano. Actividade de Expressão e jogos. Realizadas às 6.ª feiras: às 14h Jogo de passagem do disco Grupo de 1.º e 2.º ano Actividade de Expressão e jogos Realizadas às 6.ª feiras: às 14h Jogo de passagem do disco 13/10/2006 Caça ao tesouro Actividade relacionada com tema dos Piratas 12/02/2007 Jogo

Leia mais

Alteridade (O Eu/ Eu sou eu com os outros / Eu e outros somos nós).

Alteridade (O Eu/ Eu sou eu com os outros / Eu e outros somos nós). 1. TEMA: Somos crianças e temos deveres 2. CICLO: 1ª Etapa 1º Ciclo 1ª série 3. ALUNA: Daiani Fernandes de Oliveira 4. E-MAIL: daiapink@hotmail.com 5. EIXOS: Ensino religioso: Alteridade (O Eu/ Eu sou

Leia mais

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS 13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS A importância da formação pessoal e social da criança para o seu desenvolvimento integral e para a

Leia mais

Cruz Vermelha Portuguesa

Cruz Vermelha Portuguesa FÓRUM NACIONAL ÁLCOOL E SAÚDE FORMULÁRIO DE SUBMISSÃO TÍTULO DO CAMPO Data de submissão 14 de Março 2014 NOME DA ORGANIZAÇÃO AUTORA DO COMPROMISSO Cruz Vermelha Portuguesa TÍTULO DO COMPROMISSO PREVENIR

Leia mais

PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE

PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE 1. JUSTIFICATIVA A região do Baixo Tocantins apresenta-se na área cultural e artística, é um grande celeiro de talentos, que vem enraizado culturalmente em nosso povo,

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objectivos gerais:... 4 2. Objectivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 5 4. Actividades Sócio-Educativas... 6 5.

Leia mais

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO 1 Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO Setembro Acolhimento das crianças - Integração e adaptação das crianças ao Centro Infantil Setembro Reunião de Pais e Encarregados

Leia mais

OBJECTIVOS DO PROJECTO

OBJECTIVOS DO PROJECTO INTRODUÇÃO Este projecto destina-se às crianças dos três aos seis anos de idade. A Lei Quadro da Educação Pré-escolar estabelece como princípio geral que a educação pré-escolar é a primeira etapa da educação

Leia mais

Cumprimento das actividades definidas no Plano Curricular Anual

Cumprimento das actividades definidas no Plano Curricular Anual Cumprimento das actividades definidas no Plano Curricular Anual Áreas de Conteúdo Actividades planificadas e realizadas Actividades planificadas e não realizadas Actividades não planificadas e realizadas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 1º CICLO - 1º ANO DE ESCOLARIDADE PORTUGUÊS PLANIFICAÇÃO MENSAL DE JANEIRO DOMÍNIOS METAS/OBJETIVOS OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) MATERIAIS/RECURSOS MODALIDADES

Leia mais

CONHECENDO A NOSSA ROTINA

CONHECENDO A NOSSA ROTINA III A CONHECENDO A NOSSA ROTINA Ao iniciarmos o ano letivo, as crianças vivenciam um momento de muitas novidades: escola, sala nova, professoras, espaços do ambiente escolar, entre outros. Diante dessa

Leia mais

Projeto de Educação Sexual 2013/2014

Projeto de Educação Sexual 2013/2014 Projeto de Educação Sexual 2013/2014 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARCOZELO Equipa de Educação para a Saúde 1. INTRODUÇÃO O presente projecto, surge para dar cumprimento à lei nº 60/2010 de 6 de Agosto, regulamentada

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas... 7 5. Propostas

Leia mais

Jardim Infantil Popular da Pontinha. Projeto Educativo Creche

Jardim Infantil Popular da Pontinha. Projeto Educativo Creche Jardim Infantil Popular da Pontinha Projeto Educativo Creche Crianças de 1 ano Educadora : Célia Ano Letivo:2013 /14 1 Introdução Um Projeto Educativo assume-se como um documento orientador que define

Leia mais

Tripulação do Maternal A e as viagens com os piratas.

Tripulação do Maternal A e as viagens com os piratas. RELATÓRIO DE GRUPO MATERNAL A 2º SEMESTRE DE 2014 Professora: Jéssica Oliveira Professora auxiliar: Elizabeth Fontes Coordenação: Lucy Ramos Torres Tripulação do Maternal A e as viagens com os piratas.

Leia mais

Palavras Soltas. Projeto Pedagógico 2014/2015. Equipa Educativa:

Palavras Soltas. Projeto Pedagógico 2014/2015. Equipa Educativa: Palavras Soltas Equipa Educativa: Ana Maria Lopes; Ana Paula Neves; Daniela Bonito; Sandra Silva; Tathiana Germano; Teresa Ouro Índice Palavras Soltas 2 14 pág. Introdução... 5 I. Justificativa/ Tema...

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso. 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S) O Desfile a fantasia. 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio O desfile a

Leia mais

Perguntas frequentes. 20142015 Rede de Bibliotecas Escolares Plano Nacional de Leitura Direção Geral da Saúde

Perguntas frequentes. 20142015 Rede de Bibliotecas Escolares Plano Nacional de Leitura Direção Geral da Saúde Perguntas frequentes 20142015 Rede de Bibliotecas Escolares Plano Nacional de Leitura Direção Geral da Saúde lista de perguntas Projeto SOBE Trabalhar no projeto Saúde Oral, Bibliotecas Escolares (SOBE)

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Ano letivo O Plano Anual de Actividades constitui-se como um documento orientador das actividades desenvolvidas 2015/2016 ao longo do ano lectivo. Desta forma, nas páginas que

Leia mais

Não sei em que mês nasci!

Não sei em que mês nasci! Não sei em que mês nasci! Cristina Martins, Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Bragança Paula Maria Barros, Escola Superior do Instituto Politécnico de Educação de Bragança Introdução

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR REGISTO DE OBSERVAÇÃO / AVALIAÇÃO Nome Data de Nascimento / / Jardim de Infância de Educadora de Infância AVALIAÇÃO

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 III A JOGOS DIVERTIDOS Fizemos dois campeonatos com a Turma da Fazenda, o primeiro com o seguinte trajeto: as crianças precisavam pegar água em um ponto e levar até o outro,

Leia mais