REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA)"

Transcrição

1 REDE PRÓ-MENINO ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil CURSISTA: JACKELYNE RIBEIRO CINTRA MORAIS CPF: ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) Características do Público-Alvo: realizada a atividade na turma do 2º período da Educação Infantil do Ensino Fundamental composta por 25 alunos. Tempo de execução: 2 semanas. Procedimento e análise das atividades: Para iniciar a discussão da temática Combate ao Trabalho Infantil aproveitei o momento da reunião do 3º bimestre realizada em setembro/2012 na escola para divulgar e instigar os pais a refletirem um pouco sobre alguns tópicos da legislação do Estatuto da Criança e do Adolescente quanto a proibição do trabalho infantil, bem como para explicitar a atividade dirigida em sala que iria se realizada com as crianças sobre a conscientização do combate ao trabalho infantil a ser realizado no mês das crianças (outubro). Assim, os pais foram informados sobre a atividade de entrevista que as crianças iriam levar para casa, e que a mesma deveria ser realizada com a participação da própria criança do lado, onde a mesma estaria sendo, quando possível, o entrevistador e os pais os entrevistados. Para isso as crianças estariam sendo preparadas em sala de aula para o momento da entrevista. Após a reunião de pais, as crianças levaram a atividade de pesquisa para casa, onde deveriam procurar em revistas, jornais ou outros, crianças em momentos legais. O objetivo de solicitar o recorte dessa atividade para casa foi o tentar também envolver a família na reflexão sobre a imagem de infância transmitida pela mídia. Já em sala, as crianças trouxeram as fotos e imagens de crianças em momentos legais. Em sala de aula, cada aluno foi mostrando sua pesquisa de imagens e também foram sendo instigados a pensarem a partir das perguntas: As crianças estão tristes ou felizes?/ As crianças estão sorrindo?/ É divertido as crianças fazerem isso?porque a revista só mostrou crianças sorrindo? (etc.)

2 Após a exploração das imagens, as crianças foram convidadas a trocarem algumas imagens com os próprios colegas da sala e a colarem em uma folha de papel, para que coletivamente montasse um mural coletivo. As fotos abaixo relatam os momentos de colagem no papel: Após a colagem as crianças foram convidadas a montar um mural coletivo intitulado: A ALEGRIA DE BRINCAR E SER CRIANÇA

3 No dia seguinte, as crianças foram convidadas a apreciarem a leitura do poema postado pelo professor Propércio Rezende no fórum da própria Rede pró-menino: Quadrinhas AS MÃOZINHAS CALEJADAS DO MARTELO SEGURAR BATE, BATE, NOITE E DIA MUITA PEDRA VAI QUEBRAR O MENINO ESQUECEU ESQUECEU O QUE É BRINCAR PASSA SEMPRE O DIA TODO COM O MARTELO A MARTELAR PINGO DE ESPERANÇA SEMPRE VALE ESPERANÇAR DO MARTELO FEITO MÁGICA NUMA BOLA SE TORNAR UM BRINQUEDO, A ALEGRIA O DIREITO A RETOMAR CRIANÇA NÃO TRABALHA CRIANÇA TEM QUE BRINCAR! CRIANÇA TEM QUE LER! CRIANÇA TEM QUE SONHAR! CRIANÇA TEM QUE APRENDER! CRIANÇA TEM QUE ESTUDAR! Após a leitura do poema pela professora, a turma foi convidada a refletir um pouco sobre o que fala o poema, o que queria dizer com mãos calejadas, martelo, etc. Foi um momento muito interessante, onde até mesmo um aluno (5 anos) da turma relatou: (Aluno) - Eu as vezes trabalhei com o martelo com o meu pai! (professora) - Como assim trabalhei? (Aluno) É, eu as vezes ajudava meu pai na marcenaria e ainda ganhava 10 reais!. Como professora, continuei instigando para saber se aquilo ocorrida como uma forma de exploração ou se era somente uma ajuda em alguns momentos. Entretanto, posteriormente conversei com a mãe da criança, já que segurar

4 um martelo não é uma coisa adequada para uma criança de 5 anos, além de ser perigosa para sua saúde física. Após essa conversa com o aluno, outras crianças foram instigadas para saber se, por seus relatos, as mesmas exerciam alguma forma de trabalho infantil, pela conversa pode-se constatar que o que mais ocorre é o momento de ajuda nos afazeres domésticos, o que pelo relatado sobre a participação do adulto não adquiri caráter de exploração do trabalho doméstico. Após a sondagem sobre se as crianças da turma trabalham ou não, retomamos o poema e começamos a conversar se é correto a criança trabalhar, se a criança quando trabalha é feliz, se ela quando trabalha tem tempo de brincar, estudar, etc. As crianças, a partir dessa conversa, foram motivadas a nova pesquisa em jornais e revistas na própria sala de aula sobre situações ou momentos em que vemos crianças trabalhando. Inicialmente foi difícil as crianças encontrarem sozinhas as imagens que refletem o caráter do trabalho na infância, mas logo alguém achou um menininho jogando futebol vestido a camisa de um time, aí as crianças compreenderam que a criança poderia estar trabalhando num time de futebol. Depois alguém encontrou uma imagem de criança triste, meio cinzenta e a turma concluiu que trabalhar nesta idade não deixa a criança feliz. Como não estavam encontrando muitas imagens de trabalho infantil, a turma foi motivada a montar alguma situação onde a criança estivesse trabalhando, logo uma criança achou uma faca e outra achou uma imagem de uma criança com as mãos erguidas e os dois alunos juntaram as figuras dando idéia que a criança estava trabalhando com faca... Outras imagens foram encontras como trabalho na televisão, trabalho no esporte entre outros. Após encontramos as imagens, os alunos colaram as imagens em um cartaz, o qual, para também conscientizar, intitulamos de Criança não trabalha.

5

6 Em seguida passamos para o momento de discussão final onde as crianças, ao visualizarem o mural das imagens das crianças em momentos legais em maior proporção do que as imagens da criança no trabalho infantil, foram estimuladas a pensar como a mídia, de forma geral, mostra mais o lado bom e feliz, e esconde o lado negativo. Entretanto, existem muitas crianças com seus direitos negados e sendo exploradas todos dos dias no Brasil. Abaixo percebemos a disparidade entre as imagens da criança feliz e a proporção menor de exploração infantil retratada pela mídia:

7 Para concluir as atividades do dia as crianças foram estimuladas a se alegrar brincando livremente na sala. DIRECIONANDO A ATIVIDADE DE ENTREVISTA COM A FAMÍLIA Na sequência, após concluir as atividades de colagem, onde a partir daí as crianças tiveram o primeiro contato com a abordagem do trabalho infantil, as crianças foram estimuladas a como fazer a entrevista com os familiares. No dia seguinte, as crianças levaram as fichas de entrevistas para realizarem com a família e esta, como já anteriormente relatado, já estava previamente preparada em como realizar a atividade participativa da entrevista com a criança. Por meio da análise dos dados respondidos pudemos perceber que: (Obs: Total de alunos da turma:25 e total de entrevistas realizadas e entregues: 13) 1-100% das entrevistas foram realizadas com pai ou mãe das crianças 2- Idade que começou a trabalhar: 3 pessoas afirmaram começar a trabalhar com menos de dez anos 1 pessoa afirmou começar a trabalhar entre doze a treze anos 4 pessoas afirmaram começar a trabalhar entre quatorze e quinze anos 5 pessoas afirmaram começar a trabalhar com dezesseis anos ou mais. 3- Opinião sobre se gostaram a trabalhar nestas idades: 10 pessoas afirmaram que sim 3 pessoas afirmaram que não 4 Percepção sobre a idade certa para iniciar o trabalho: 1 pessoa afirmou que seria bom começar a trabalhar entre 12 e 14 anos. 4 pessoas afirmaram que seria bom começar a trabalhar entre 14 e 16 anos. 8 pessoas afirmaram que seria bom começar a trabalhar com 16 ou mais. Respostas pessoais: Muitos pais consideraram bom trabalhar mais cedo, alguns afirmaram ser bom trabalhar entre 10 e 11 anos para ser independente, outras que começaram entre 14 e 15 anos afirmaram que o fizeram para ajudar o domicílio e aprender o esforço do trabalho. Outro responsável considerou que começou a trabalhar entre 14 e 15 anos para poder aposentar mais cedo, entre outras. Mas a resposta que mais permeou esta questão de forma geral foi a de que trabalhar mais cedo nos faz aprender responsabilidades.

8 Quanto a idade ideal para iniciar a trabalhar percebemos que mesmo que muito pais considerassem ser ideal começar a trabalhar com mais de 16 anos, trazendo inclusive consciência de que é a idade certa para entrar no mercado de trabalho, ou ainda que é a idade que se começa a fazer estágios, alguns ainda consideraram que o trabalho deve ser iniciar entre 14 e 16 anos pois é através do trabalho que nós conseguimos ser bons cidadãos. Outros ainda consideraram que apesar de trabalhar mais cedo trazer mais maturidade, não devemos pular fases importantes de nossas vidas. Refletindo sobre os resultados: Fique muito feliz de saber sobre a percepção dos familiares da minha turma, onde apesar de muitos pais começarem a trabalharem mais cedo, os mesmo muitas vezes concluíram de certa forma que trabalhar mais cedo prejudica e faz pular fases importantes da vida. AVALIAÇÃO SOBRE AS ATIVIDADES DE COLAGEM E ENTREVISTA: Acredito, de forma geral, que as atividades propostas e realizadas contribuíram para um primeiro passo para se tratar de um assunto tão importante na garantia dos direitos e deveres das nossas crianças. Com a colagem as crianças puderam estimular sua criatividade artística e compreender a pouca cobertura da mídia sobre o problema da exploração do trabalho infantil. Acredito que conseguimos alcançar o objetivo proposto pela Equipe da Rede Pró-menino no Módulo II deste curso que era ajudar meninos e meninas a compreenderem a natureza invisível do trabalho infantil e demonstrar como é difícil criar uma simples de imagem do trabalho infantil do material diário normal. Os alunos puderam então de forma simples, mas consistente dar uma face aos meninos e meninas que trabalham em nosso país. Considero também que o momento da Entrevista também foi fundamental para o enriquecimento do trabalho, bem como para viabilizar propostas futuras de trabalho específicos com os familiares das crianças sobre essa temática, bem como sobre o aprofundamento da discussão do ECA. Por fim, gostaria de agradecer a oportunidade de realização deste trabalho tão bem elaborado pelos professores deste curso.

Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá.

Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá. Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá. A Unidade é muito rica em informações sobre os três países explorados e possibilita o desenvolvimento de pesquisas e ampliação

Leia mais

Duração: Aproximadamente um mês. O tempo é flexível diante do perfil de cada turma.

Duração: Aproximadamente um mês. O tempo é flexível diante do perfil de cada turma. Projeto Nome Próprio http://pixabay.com/pt/cubo-de-madeira-letras-abc-cubo-491720/ Público alvo: Educação Infantil 2 e 3 anos Disciplina: Linguagem oral e escrita Duração: Aproximadamente um mês. O tempo

Leia mais

A criança e as mídias

A criança e as mídias 34 A criança e as mídias - João, vá dormir, já está ficando tarde!!! - Pera aí, mãe, só mais um pouquinho! - Tá na hora de criança dormir! - Mas o desenho já tá acabando... só mais um pouquinho... - Tá

Leia mais

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO)

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) Explorando a obra EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) INTRODUÇÃO Antes da leitura Peça para que seus alunos observem a capa por alguns instantes e faça perguntas: Qual é o título desse livro?

Leia mais

Instituto de Educação Marista Nossa Senhora das Graças Viamão RS USBEE União Sul Brasileira de Educação e Ensino. Tecnologias para Aprender e Ensinar

Instituto de Educação Marista Nossa Senhora das Graças Viamão RS USBEE União Sul Brasileira de Educação e Ensino. Tecnologias para Aprender e Ensinar Instituto de Educação Marista Nossa Senhora das Graças Viamão RS USBEE União Sul Brasileira de Educação e Ensino Tecnologias para Aprender e Ensinar Apresenta uma experiência na construção de jogos infantis

Leia mais

Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes

Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes Introdução Como foi explicitado no Projeto de Desenvolvimento de Produto, a minha intenção

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UMA: REPORTAGEM Tipos de Textos Características

Leia mais

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Língua Portuguesa Nome: CONHEÇA A HISTÓRIA DO PAPAI NOEL

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Língua Portuguesa Nome: CONHEÇA A HISTÓRIA DO PAPAI NOEL 3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Língua Portuguesa Nome: Leia este texto para resolver as questões propostas. CONHEÇA A HISTÓRIA DO PAPAI NOEL Era uma vez um menino chamado Nicolau. Os pais

Leia mais

Anexo 1: Integração da comunidade na República da Irlanda: um estudo de caso

Anexo 1: Integração da comunidade na República da Irlanda: um estudo de caso Integração da Comunidade 263 Anexo 1: Integração da comunidade na República da Irlanda: um estudo de caso Por haver uma grande diversidade, em termos do que pode ser feito em diferentes países e lugares,

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

Projeto Quem sou eu? Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas

Projeto Quem sou eu? Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas Projeto Quem sou eu? Image URI: http://mrg.bz/q6vqo3 Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas Justificativa: Tendo em vista a

Leia mais

Projeto Brincadeiras tradicionais

Projeto Brincadeiras tradicionais Projeto Brincadeiras tradicionais E. E. Dr Luis Arrôbas Martins Sala 4-1ª Sessão Professor(es) Apresentador(es): Cristiane Moreno Nascimento Tatiane Cecília da Silva Nardi Realização: Foco Possibilitar

Leia mais

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?)

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ação nº41/2012 Formadora: Madalena Moniz Faria Lobo San-Bento Formanda: Rosemary Amaral Cabral de Frias Introdução Para se contar histórias a crianças,

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 III A JOGOS DIVERTIDOS Fizemos dois campeonatos com a Turma da Fazenda, o primeiro com o seguinte trajeto: as crianças precisavam pegar água em um ponto e levar até o outro,

Leia mais

A METODOLOGIA DE.ENSINO-APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS: INTERDISCIPLINARIDADE E O USO DA MATEMÁTICA FUNCIONAL.

A METODOLOGIA DE.ENSINO-APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS: INTERDISCIPLINARIDADE E O USO DA MATEMÁTICA FUNCIONAL. A METODOLOGIA DE.ENSINO-APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS: INTERDISCIPLINARIDADE E O USO DA MATEMÁTICA FUNCIONAL. Wagner José Bolzan 1. Resumo Em minha dissertação de mestrado

Leia mais

A DIVERSIDADE NA ESCOLA

A DIVERSIDADE NA ESCOLA Tema: A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS. A DIVERSIDADE NA ESCOLA Quando entrei numa escola, na 1ª série, aos 6 anos, tinha uma alegria verdadeira com a visão perfeita, não sabia ler nem escrever, mas

Leia mais

CURSO: A ESCOLA NO COMBATE AO TRABALHO INFANTIL PROPOSTA PEDAGÓGICA - ENTREVISTA

CURSO: A ESCOLA NO COMBATE AO TRABALHO INFANTIL PROPOSTA PEDAGÓGICA - ENTREVISTA CURSO: A ESCOLA NO COMBATE AO TRABALHO INFANTIL PROPOSTA PEDAGÓGICA - ENTREVISTA NOME: ABADIAS SARAIVA ESCOLA: EMEIF FERNANDA DE ALENCAR COLARES TURMA: 7º ANO TURNO: MANHÃ DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA

Leia mais

Apresentação de dados aos alunos (material complementar à atividade 12, Módulo 1-B do Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil)

Apresentação de dados aos alunos (material complementar à atividade 12, Módulo 1-B do Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil) Apresentação de dados aos alunos (material complementar à atividade 12, Módulo 1-B do Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil) Relatório Resumido Equipe: Instituição: Sonia Aparecida Sette

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA CLAINES KREMER GENISELE OLIVEIRA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POR UMA PERSPECTIVA DE RELAÇÕES ENTRE

Leia mais

Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves

Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves TEMA : BRINCANDO E APRENDENDO NA ESCOLA Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves Autora: Prof a Cássia de Fátima da S. Souza PÚBLICO ALVO Alunos de 04 anos TEMA: BRINCANDO E

Leia mais

Meu filho, não faça isso

Meu filho, não faça isso Meu filho, não faça isso Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 3 Planejando a Ação Voluntária

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 3 Planejando a Ação Voluntária Organizando Voluntariado na Escola Aula 3 Planejando a Ação Voluntária Objetivos 1 Entender a importância de fazer um planejamento. 2 Aprender como planejar o projeto de voluntariado. 3 Conhecer ferramentas

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina

Universidade Estadual de Londrina Universidade Estadual de Londrina Josiane de Freitas Santos Relatório de Estágio em Educação Infantil Londrina 2010 1 Josiane de Freitas Santos Relatório de Estágio em Educação Infantil Relatório final

Leia mais

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre anterior, dentro de contextos que buscavam enfatizar o

Leia mais

A Terra dos Bons Pensamentos Manual do Professor 1

A Terra dos Bons Pensamentos Manual do Professor 1 1 A Terra dos Bons Pensamentos Manual do Professor 1 A história é apropriada para crianças de 5-12 anos e se passa em duas ilhas imaginárias. O livro é útil para debater três eixos ou temas: 1. Prevenção

Leia mais

Avaliação do Programa Cidadania em Trânsito ALUNOS Novembro / 2013

Avaliação do Programa Cidadania em Trânsito ALUNOS Novembro / 2013 Avaliação do Programa Cidadania em Trânsito ALUNOS Novembro / 2013 1 INDICE: METODOLOGIA:... 3 PERFIL DOS RESPONDENTES:... 4 CIDADANIA EM TRÂNSITO... 5 A Gidion é uma empresa que:...5 Você sabe se tem

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA: A PERCEPÇÃO DE LUZ E SOMBRA NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Palavras-chave: Conhecimentos físicos. Luz e sombra. Educação Infantil.

RELATO DE EXPERIÊNCIA: A PERCEPÇÃO DE LUZ E SOMBRA NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Palavras-chave: Conhecimentos físicos. Luz e sombra. Educação Infantil. RELATO DE EXPERIÊNCIA: A PERCEPÇÃO DE LUZ E SOMBRA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Resumo Camille Cistina Witsmiszyn de Souza 1 Dulce Stela Schramme 2 Neila Tonin Agranionih 3 Lucilene Paixão 4 Percepção de luz e

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 22

Transcrição de Entrevista n º 22 Transcrição de Entrevista n º 22 E Entrevistador E22 Entrevistado 22 Sexo Masculino Idade 50 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica E - Acredita que a educação de uma criança é diferente perante

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS SAMARA DA SILVA VIEIRA (depoimento) 2014 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto:

Leia mais

O que Vês na Imagem?

O que Vês na Imagem? O que Vês na Imagem? Fonte: Farol, versão portuguesa do COMPASS: www.humanaglobal.com Duração aproximada: 30 minutos a 1 hora Palavras-chave: direitos humanos, interpretação/visão individual dos direitos

Leia mais

Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio. Atividade: Reflexão sobre Amadurecimento e Relacionamento Interpessoal

Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio. Atividade: Reflexão sobre Amadurecimento e Relacionamento Interpessoal Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio Atividade: Reflexão sobre Amadurecimento e Relacionamento Interpessoal Público: Oitavos anos Data: 25/5/2012 181 Dentro deste tema, foi escolhida para

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão!

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão! CLÁUDIO MARTINS & MAURILO ANDREAS PARA SABER MAIS Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES LÚCIA HIRATSUKA JASON GARDNER Priscilla Kellen Cabe aqui na minha mão! Frutas GUIA

Leia mais

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão!

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão! CLÁUDIO MARTINS & MAURILO ANDREAS PARA SABER MAIS Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES LÚCIA HIRATSUKA JASON GARDNER Priscilla Kellen Cabe aqui na minha mão! Frutas GUIA

Leia mais

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa JONAS RIBEIRO ilustrações de Suppa Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva Deu a louca no guarda-roupa Supl_prof_ Deu a louca no guarda roupa.indd 1 02/12/2015 12:19 Deu a louca

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Como aconteceu essa escuta?

Como aconteceu essa escuta? No mês de aniversário do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, nada melhor que ouvir o que acham as crianças sobre a atuação em Educação Integral realizada pela Fundação Gol de Letra!! Conheça um

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS 13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS A importância da formação pessoal e social da criança para o seu desenvolvimento integral e para a

Leia mais

Quando era menor de idade ficava pedindo aos meus pais para trabalhar, porém menor na época não tinha nada e precisei esperar mais alguns anos.

Quando era menor de idade ficava pedindo aos meus pais para trabalhar, porém menor na época não tinha nada e precisei esperar mais alguns anos. Como eu ganho dinheiro com o meu blog Como eu ganho dinheiro com o meu blog? Conheça agora as dicas e as formas que uso para ganhar dinheiro online. Como eu ganho dinheiro com o meu blog? Antes de começar

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5 Sexo Idade Grupo de Anos de Escola docência serviço Feminino 46 Filosofia 22 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Filosofia, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o processo de avaliação

Leia mais

CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 1

CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 1 CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 1 CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 2 1 2 3 VISITEM A ESCOLA DE SEUS FILHOS SEMPRE QUE PUDEREM. CONVERSEM COM OS PROFESSORES. PERGUNTEM

Leia mais

Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos.

Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. Caso seus filhos estejam com alguma dificuldade na escola, peçam orientação

Leia mais

Ensino Fundamental I Regra de Jogo. Gêneros Textuais. Links para os conteúdos sugeridos neste plano estão disponíveis na aba Saiba Mais.

Ensino Fundamental I Regra de Jogo. Gêneros Textuais. Links para os conteúdos sugeridos neste plano estão disponíveis na aba Saiba Mais. Ensino Fundamental I Regra de Jogo. Gêneros Textuais. Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem: Reconhecer as características do gênero textual regra de jogo. Analisar e compreender um texto prescritivo..

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com TRECHO: A VOLTA POR CIMA Após me formar aos vinte e seis anos de idade em engenharia civil, e já com uma

Leia mais

VII Mostra de Trabalhos ABC na Educação Científica - Mão na Massa OLHA A POMBA!!!

VII Mostra de Trabalhos ABC na Educação Científica - Mão na Massa OLHA A POMBA!!! OLHA A POMBA!!! Patrícia Pereira Resumo O trabalho descrito a seguir foi realizado com crianças de 2 a 3 anos de uma escola de educação infantil, tendo como objetivo identificar as características das

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

Projeto: Filhotes. Eixo: Natureza e Sociedade Duração: Setembro/Outubro de 2012 Infantil I

Projeto: Filhotes. Eixo: Natureza e Sociedade Duração: Setembro/Outubro de 2012 Infantil I Projeto: Filhotes Eixo: Natureza e Sociedade Duração: Setembro/Outubro de 2012 Infantil I Justificativa: A escolha da temática FILHOTES para o infantil I se deve ao fato de que os animais em geral provocam

Leia mais

Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Perguntem como seus filhos estão nos estudos.

Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. 2 1 2 3 Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. 4 Caso seus filhos estejam com alguma dificuldade na escola, peçam

Leia mais

Histórias em Sequência

Histórias em Sequência Histórias em Sequência Objetivo Geral Através das histórias em sequência fazer com que os alunos trabalhem com a oralidade, escrita, causalidade e vivências pessoais. Objetivos Específicos Trabalho envolvendo

Leia mais

Você, no entanto, pode nos ajudar!

Você, no entanto, pode nos ajudar! Este livro pode ser adquirido por educação, negócios, vendas ou uso promocional. Embora toda precaução tenha sido tomada na preparação deste livro, o autor não assume nenhuma responsabilidade por erros

Leia mais

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA ESCOLA ESTADUAL ALMIRANTE TOYODA-2014 PROJETO IDENTIDADE MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA TURMA: 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL (AZALÉIA E ACÁCIA) PROFESSORAS: GENISMEYRE E LUCILEILA Projeto Identidade Público

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

Trabalhando com gráfico na Educação Infantil momentos em que brincar é coisa séria

Trabalhando com gráfico na Educação Infantil momentos em que brincar é coisa séria Trabalhando com gráfico na Educação Infantil momentos em que brincar é coisa séria Autora: Ana Cristina Fonseca Instituição: PUC-Campinas Fonseca.cris@uol.com.br Co -autor 1: Maria Auxiliadora Bueno Andrade

Leia mais

Tema: Educando Para a Vida

Tema: Educando Para a Vida Tema: Educando Para a Vida 1- JUSTIFICATIVA: Uma parte dos alunos utiliza o transporte escolar e carros de familiares para locomover até a Escola, a outra parte que reside próximo fazem uso das faixas

Leia mais

ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Revista Linha Direta

ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Revista Linha Direta ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Valéria Araújo Quando crianças, adolescentes, jovens e familiares do distrito da Brasilândia

Leia mais

Coleção: Encantando a Gramática. Autora: Pâmela Pschichholz* palavras que existem no mundo. Lá, várias famílias vivem felizes.

Coleção: Encantando a Gramática. Autora: Pâmela Pschichholz* palavras que existem no mundo. Lá, várias famílias vivem felizes. Coleção: Encantando a Gramática Autora: Pâmela Pschichholz* Um lugar diferente Em um vilarejo chamado classes Gramaticais moram todas as palavras que existem no mundo. Lá, várias famílias vivem felizes.

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

ENCONTRO 2: ESTABELECENDO LIMITES AOS FILHOS 11 DE FEVEREIRO DE 2015

ENCONTRO 2: ESTABELECENDO LIMITES AOS FILHOS 11 DE FEVEREIRO DE 2015 Serviço de Atendimento Psicopedagógico Silvany Brasil Serviço Socioeducacional Divaneid Araújo ENCONTRO 2: ESTABELECENDO LIMITES AOS FILHOS 11 DE FEVEREIRO DE 2015 Datas JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO

Leia mais

Folhas de papel, Xerox com figuras e palavras de frutas e legumes, tesoura, lápis de cor, cola, fita adesiva.

Folhas de papel, Xerox com figuras e palavras de frutas e legumes, tesoura, lápis de cor, cola, fita adesiva. ALGUNS MODELOS DE PLANOS DE AULA NVOLVNDO A EDUCAÇÃO AMBIENTAL Áreas do conhecimento: Educação ambiental Agricultura familiar Educação artística Objetivos Treinar a ortografia, Exercitar a memória. Estratégias

Leia mais

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Eu queria testar a metodologia criativa com alunos que eu não conhecesse. Teria de

Leia mais

Comunicação JOGOS TEATRAIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO MATERNAL E EDUCAÇÃO INFANTIL

Comunicação JOGOS TEATRAIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO MATERNAL E EDUCAÇÃO INFANTIL Comunicação JOGOS TEATRAIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO MATERNAL E EDUCAÇÃO INFANTIL ROSA, Maria Célia Fernandes 1 Palavras-chave: Conscientização-Sensibilização-Transferência RESUMO A psicóloga Vanda

Leia mais

Programa de Pós Graduação em Educação da FCT/UNESP, Presidente Prudente, SP. depenna05@yahoo.com.br

Programa de Pós Graduação em Educação da FCT/UNESP, Presidente Prudente, SP. depenna05@yahoo.com.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 18 a 22 de outubro, 2010 799 INTERVENÇÃO EM ARTE COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE PHOTOSHOP Denise Penna Quintanilha Programa de Pós Graduação em

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO: PEDAGOGIA PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO: PEDAGOGIA PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO: PEDAGOGIA PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA I. Dados de Identificação: Escola:Escola Estadual Arthur Damé Professor (a): Professora supervisora do Pibid:

Leia mais

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS BRASÍLIA ECHARDT VIEIRA (CENTRO DE ATIVIDADES COMUNITÁRIAS DE SÃO JOÃO DE MERITI - CAC). Resumo Na Baixada Fluminense, uma professora que não está atuando no magistério,

Leia mais

Duas faces, uma só Pessoa

Duas faces, uma só Pessoa P á g i n a 3 Duas faces, uma só Pessoa ANA LUÍSA RIBEIRO DOS SANTOS Ana Santos P á g i n a 4 FICHA TÉCNICA EDIÇÃO: Ana Santos TITULO: Duas faces, uma só pessoa AUTORA: Ana Santos IMAGEM DA CAPA: Capa:

Leia mais

SESSÃO 1: Descobrindo Seus Sonhos

SESSÃO 1: Descobrindo Seus Sonhos CURRÍCULO DO PROGRAMA SESSÃO 1: Descobrindo Seus Sonhos Iniciando o currículo do Sonhe, Realize, o objetivo desta sessão é começar estabelecer um espaço seguro e acolhedor para as participantes, começar

Leia mais

11º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM TRABALHO INFANTIL E O PROJETO BRINCADEIRAS COM MENINOS E MENINAS DE E NA RUA.

11º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM TRABALHO INFANTIL E O PROJETO BRINCADEIRAS COM MENINOS E MENINAS DE E NA RUA. 11º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM TRABALHO INFANTIL E O PROJETO BRINCADEIRAS COM MENINOS E MENINAS DE E NA RUA. Luisa de Oliveira Demarchi Costa (apresentadora) 1 Cléia Renata Teixeira Souza (coordenadora)

Leia mais

Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega.

Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega. Prezado Editor, Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega. Gostaria de compartilhar com os demais leitores desta revista, minha experiência como mãe, vivenciando

Leia mais

Compreender a importância do nome. Identificar as letras do nome. Escrever o nome. Ler e identificar os nomes dos colegas.

Compreender a importância do nome. Identificar as letras do nome. Escrever o nome. Ler e identificar os nomes dos colegas. PLANEJAMENTO (Identidade) Professor (a): Marilde Manara Tres Competências: Leitura Oralidade Escrita Produção textual Objetivos: Estratégias em Língua Portuguesa (contemplando os 4 eixos: Leitura; Produção

Leia mais

Genialidade, Fernando Pessoa

Genialidade, Fernando Pessoa Um homem de génio é produzido por um conjunto complexo de circunstâncias, começando pelas hereditárias, passando pelas do ambiente e acabando em episódios mínimos de sorte. Genialidade, Fernando Pessoa

Leia mais

OS JOGOS MATEMÁTICOS: UM RECURSO QUE FAVORECE NO PROCESSO DE ENSINO - APRENDIZAGEM.

OS JOGOS MATEMÁTICOS: UM RECURSO QUE FAVORECE NO PROCESSO DE ENSINO - APRENDIZAGEM. OS JOGOS MATEMÁTICOS: UM RECURSO QUE FAVORECE NO PROCESSO DE ENSINO - APRENDIZAGEM. UCHÔA, Yasmim Figueiredo Graduanda de Pedagogia/ UEPB. Bolsista PIBID CABRAL, Isabel Cristina Gomes de Morais Graduanda

Leia mais

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Rene Baltazar Introdução Serão abordados, neste trabalho, significados e características de Professor Pesquisador e as conseqüências,

Leia mais

A Escolinha do Mar. Atividades

A Escolinha do Mar. Atividades A Escolinha do Mar Atividades Turma: 1º ano da Educação Infantil Professoras: Eloane Tavares / Ercyany dos Santos CUIDANDO DO PLANETA O trabalho foi iniciado por meio de um teatro apresentado pelas próprias

Leia mais

Informativo G3 Abril 2011 O início do brincar no teatro

Informativo G3 Abril 2011 O início do brincar no teatro Informativo G3 Abril 2011 O início do brincar no teatro Professora Elisa Brincar, explorar, conhecer o corpo e ouvir histórias de montão são as palavras que traduzem o trabalho feito com o G3. Nesse semestre,

Leia mais

Resultado da Avaliação das Disciplinas

Resultado da Avaliação das Disciplinas Avaliação Curso Direito Imobiliário Registral Aplicado aos Bens Públicos DISCIPLINAS: 1- Propriedade e demais direitos reais 2- Modos de aquisição e perda da propriedade e demais direitos reais CARGA HORÁRIA:

Leia mais

Observação na Escolinha EMEI Cebolinha no Dia 02 de setembro de 2015

Observação na Escolinha EMEI Cebolinha no Dia 02 de setembro de 2015 Observação na Escolinha EMEI Cebolinha no Dia 02 de setembro de 2015 Acadêmica: Ewelyn Sampaio Cardoso Ao chegar à Escola EMEI cebolinha ás 08h00min, a professora do pré I já estava na escola com uma aluna

Leia mais

PROJETO: APRENDENDO SOBRE ATITUDES E VALORES COM CHAPEUZINHOS COLORIDOS

PROJETO: APRENDENDO SOBRE ATITUDES E VALORES COM CHAPEUZINHOS COLORIDOS PROJETO: APRENDENDO SOBRE ATITUDES E VALORES COM CHAPEUZINHOS COLORIDOS Duração: Uma aula por mês durante o ano letivo. Público-Alvo: Alunos do 4º Ano (Ensino Fundamental I). Justificativa: Os PCN s afirmam

Leia mais

Descobrindo o que a criança sabe na atividade inicial Regina Scarpa 1

Descobrindo o que a criança sabe na atividade inicial Regina Scarpa 1 1 Revista Avisa lá, nº 2 Ed. Janeiro/2000 Coluna: Conhecendo a Criança Descobrindo o que a criança sabe na atividade inicial Regina Scarpa 1 O professor deve sempre observar as crianças para conhecê-las

Leia mais

AULA DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UMA FESTA CRIATIVA Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br

AULA DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UMA FESTA CRIATIVA Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br AULA DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UMA FESTA CRIATIVA Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Ele era um excelente e criativo professor de Educação Física. Um dia, a diretora da escola o procurou e disse: Dentro

Leia mais

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicas-para-jovens Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos As dinâmicas de grupo já fazem parte do cotidiano empresarial,

Leia mais

A importância da leitura na fase infantil.

A importância da leitura na fase infantil. EDIÇÃO II VOLUME 3 01/04/2011 A importância da leitura na fase infantil. O desenvolvimento de interesses e hábitos permanentes de leitura é um processo constante, que principia no lar, aperfeiçoa-se sistematicamente

Leia mais

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0 Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos CAIO HENRIQUE TEODORO DOS SANTOS Página 1 Versão 1.0 2013 Esforcei-me ao máximo para transmitir em poucas páginas algumas dicas

Leia mais

Planejando uma atividade com hipertexto ou Internet

Planejando uma atividade com hipertexto ou Internet 1 Planejando uma atividade com hipertexto ou Internet Luana Possebon, Simone Schneider Klein, Tatiani F. Richter Tema: A importância do xadrez Público alvo: Ensino Fundamental Anos Finais Objetivos: Utilizar

Leia mais

As 11 dúvidas mais frequentes

As 11 dúvidas mais frequentes As 11 dúvidas mais frequentes Deyse Campos Assessora de Educação Infantil dcampos@positivo.com.br Frequentemente recebemos solicitações de professores de escolas que estão utilizando o Sistema Positivo

Leia mais

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO Caro(a) aluno(a), seja bem-vindo às Disciplinas Online da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Bom Despacho e Faculdade de Educação de Bom Despacho. Em pleno século 21, na era digital, não poderíamos

Leia mais

Gêneros discursivos no ciclo da alfabetização 1º ao 3º ano do ensino fundamental

Gêneros discursivos no ciclo da alfabetização 1º ao 3º ano do ensino fundamental Gêneros discursivos no ciclo da alfabetização 1º ao 3º ano do ensino fundamental Não se aprende por exercícios, mas por práticas significativas. Essa afirmação fica quase óbvia se pensarmos em como uma

Leia mais

Memórias do papai MEMÓRIAS DO PAPAI

Memórias do papai MEMÓRIAS DO PAPAI MEMÓRIAS DO PAPAI 1 2 PREFÁCIO 1 - O PESADELO 2 - A MAMADEIRA 3 - O SHORTS 4 - O IMPROVISO 5 - SOLITÁRIO 6 - A TURMA A 7 - PRIMEIRAS IMPRESSÕES 8 - A TABUADA 9 - O MAU JOGADOR 10 - ARREMESSO DE DANONE

Leia mais

DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA: REFLEXÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO PIBID

DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA: REFLEXÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO PIBID DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA: REFLEXÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO PIBID BARROS, Raquel Pirangi. SANTOS, Ana Maria Felipe. SOUZA, Edilene Marinho de. MATA, Luana da Mata.. VALE, Elisabete Carlos do.

Leia mais

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo Era uma vez a família Rebolo, muito simpática e feliz que vivia na Amadora. Essa família era constituída por quatro pessoas, os pais Miguel e Natália e os seus dois filhos Diana e Nuno. Estávamos nas férias

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 II A Jogos As crianças da Turma dos Amigos, desde os primeiros dias de aula, têm incluídos em sua rotina as brincadeiras com jogos de encaixe. Vários jogos estão disponíveis

Leia mais

Flyer de Divulgação da Banda Beatrice

Flyer de Divulgação da Banda Beatrice UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Comunicação Social Hab. Midialogia Disciplina: CS101 Métodos e Técnicas de Pesquisa em Midialogia Prof. José A. Valente Aluna: Bruna Luiza Bellico Neves RA: 095606 Flyer

Leia mais

AULA CRIATIVA DE ORTOGRAFIA

AULA CRIATIVA DE ORTOGRAFIA AULA CRIATIVA DE ORTOGRAFIA Apenas uma experiência que pode ser recriada para outros conteúdos Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Terminada a audição, eu escrevi na lousa o título da música, o nome

Leia mais

Na sala de aula com as crianças

Na sala de aula com as crianças O CD Rubem Alves Novas Estórias, volume 3, abre novas janelas de oportunidade para quem gosta da literatura. Através do audiolivro podemos apreciar encantadoras histórias e deixar fluir a imaginação. Rubem

Leia mais

Contexto. Rosana Jorge Monteiro Magni

Contexto. Rosana Jorge Monteiro Magni Título MUDANÇAS DE CONCEPÇÕES SOBRE O PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE GEOMETRIA EM UM CURSO DE ATUALIZAÇÃO PARA PROFESSORES DE MATEMÁTICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA Doutoranda da Universidade Anhangura/ Uniban

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Área - Relações Interpessoais

Área - Relações Interpessoais Área - Relações Interpessoais Eu e os Outros ACTIVIDADE 1 Dar e Receber um Não. Dar e Receber um Sim. Tempo Previsível 60 a 90 m COMO FAZER? 1. Propor ao grupo a realização de situações de role play, em

Leia mais

"A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste"

A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste "A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste" John Ruskin "O Instituto WCF-Brasil trabalha para promover e defender os direitos das crianças e

Leia mais