7 7 E8BOOK7CURSO7DE7 ORATÓRIA7

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "7 7 E8BOOK7CURSO7DE7 ORATÓRIA7"

Transcrição

1 E8BOOKCURSODE ORATÓRIA Prof.DaniloMota Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 1

2 Introdução:Tempodeouvir,tempodefalar. Não saber ouvir bem, pode ser a razão da falta de habilidadedefalarempúblico.vocêjápensousobre isso? Geralmente, desde cedo aprendemos a falar mais do que a ouvir. Mas diz um ditado que temos doisouvidos,justamentepara ouvirmais.eestaé uma habilidade escassa, visto que o capitalismo nos trazumsentidodeurgência,impondoknosumritmo veloz, o qual as vezes não estamos totalmente preparados. Masporqueentãoumcurso(eKbook)sobreoratória?Arazãoébemsimples:nunca estivemos tão expostos Com o dinamismo da informação e a necessidade de conhecimento, as pessoas precisam disseminar esse conhecimento às outras pessoas para informar, treinar, expor ideias, etc. Com o tempo também escasso, tornoukse crucial principalmente dentro das empresas a habilidade de transmitir conhecimento. Lembremos que não é só essencial transmitir conhecimento/informação,mastransmitirdeformaeficaz.pormaisdeumavezna vida,haveráummomentodentrodacarreiraprofissional,pessoal,social,emque seráprecisoquevocêapresenteumprojeto,umaideia,umrelatório,ministreum curso etc. Daí então, é preciso se preparar para isso. Esses e outros motivos nos levamànecessidadedestetema. OfocodesteeKbooksobreoratóriaéinteiramenteaprática.Aminhapreocupaçãoé quevocêfaleevençaaprimeirabarreira,queéadeteraatitudeemdaroprimeiro passoecomeçarafalar. Direitos&autorais:& Este&e8book&não&pode&ser&modificado&sem&prévia&autorização,&mas& pode&ser&divulgado&gratuitamente&para&outras&pessoas.& Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 2

3 A importância versus o medo de se expressar Medo,pânico,ansiedade,insegurançaenervosismo.Sãosentimentosqueatingem muitas pessoas quando é preciso falar em público. A vida é uma série de apresentações. Imagine em determinado momento, fazer uma apresentação para um auditório lotado? Se você se identifica com essa situação, saiba que não está sozinho, a maioria das pessoas afirmam ter passado por isso. O medo não desaparece. O medo é natural. Grandes artistas declaram sentir medo antes de entrarnopalco.então,sentirmedonãoéoproblema.nósnãopodemosédeixar queomedonosdomine. Essedramanãoéumacaracterísticanova.Nadécadade90,oJornalinglêsSunday Times fez uma pesquisa para saber qual era o pior medo das pessoas. Dos entrevistados,41%declararamteremmedodefalarempúblico;32%disseramter medodealtura;22%medodeinsetos;omedodamorteveioemúltimolugarcom 19%. Amaioriadaspessoastemvontadedesumirquandosabemqueprecisamfazeruma apresentação, às vezes por não conhecer as técnicas de comunicação ou por não gostardaprópriavoz.alémdisso,existeomedodeperderocontrole,entretantos outros obstáculos. Se o problema for com a voz, a solução é procurar um fonoaudiólogo. Já para os outros casos, um bom curso de oratória, pode ser o começoparaoseucaminhorumoacomunicaçãocomexcelência. SegundoReinaldoPolito,aprimeiradificuldadeemcomeçarafalarempúblico,após aatitudedefalar,éafaltadehabilidadeemorganizarasideias.asegundaquestão éaprópriafaltadapráticaedepoisafaltadoautoconhecimento. Em ocasiões mais comuns, como entrevistas de emprego, os gestores concordam queacompetênciadefalarbemousecomunicarbem,podeserfundamentalparao êxitodavagadeemprego.emumprocessoondedoiscandidatosestãoempatados, seumtiverumahabilidademaisapuradaemsecomunicar,eletemmaischancesde ser escolhido. Há casos ainda mais críticos, onde se precisa falar bem em outro idioma,principalmenteoinglês.abaixo,algumasdicasparacasosdeurgência,onde seprecisafazerumaapresentaçãodeúltimahora. Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 3

4 1.Ferramentas: Conquisteaplatéia K Estude opúblico,procure falar a sua linguagem, afaste as possíveis resistências, sejaobjetivoeintroduzaotema,sustenteefaçaumaconclusãoapropriada. Conversecomvocêmesmo KReúnatudosobreotemaquevocêpuderreunir,ponhasobreumamesaecomece a discutir como se estivesse conversando com alguém sobre o tema que você vai apresentar.quantomaisvocêpuderconversar,melhor. Peçaajuda K Autoconhecimento: procure fazer uma autocrítica e se avaliar. Pense em seus pontos fortes e tente anular os fracos. Faça uma apresentação para alguém da famíliaepeçaopiniõessincerassobresuaperformance. Cuidadocomoportuguês/Víciosdelinguagem K Melhor que falar bem, é falar correto. PreocupeKse com o bom português. Também: evite pigarrear seguidamente, evite os vícios de linguagem, como por exemplo né ; tipoassim, todomundo.hãaa...,preocupekseemnãoperderos plurais,etomecuidadocomasredundâncias. Paramelhorarosvíciosdelinguagem,graveumaconversautilizandoumacâmera de celular ou mesmo filmadora. Assim, você terá a oportunidade de se ver e detectarseusvícios. Qual o primeiro passo para melhorar a performanceemapresentações? A resposta é Atitude. Infelizmente, os cursos de oratória como este, ensinarão técnicas para se apresentar melhor. Porém, a atitude de começar a falar é primordial. Sempre que houver uma chance de se expressar, seja numa reunião, umaprecenaigreja,ouatémesmonaapresentaçãodeumtrabalhodefaculdade ou na empresa, prontifiquekse. Mesmo que você não fale bem ainda procure praticar.sóapráticadiminuiaresistênciaeomedodefalar.mastenhaemmente que o medo na hora de falar, nunca desapareça. É normal antes de qualquer apresentação, sentir medo. Isso acontece até mesmo com pessoas que já têm o hábitodeseapresentaremempúblico. Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 4

5 Sejavocêmesmo Apesardatentaçãodeimitaralguémqueseapresentebemsertentadora,issonão funciona bem. Por experiência própria, quando você imita alguém ou cria um estereótipo, as pessoas percebem. Essa percepção negativa, acaba com um dos preceitosparaumaboaoratória:aoriginalidadedoapresentador. Tenhaemmentequetodoapresentadoréúnico.Nãoháproblemaemseinspirar emalguémquefalebem,mastrabalheparadesenvolversuaautenticidade.procure falarcomnaturalidade,ouseja,deacordocomovocêfalanodiakakdia.houveuma épocaemqueasapresentaçõeseramrígidasefechadas,ondeatécnicasomente prevalecia. Nessa ocasião, usavakse até a impostação excessiva para causar boa impressão.comamultiplicaçãodanecessidadedeseapresentarem diversassituações,aliadoafaltadetempodaspessoas,correriaetc., há uma demanda atual para que o apresentador seja autêntico, originaleencantepeloqueelerealmenteé. Pronunciebemaspalavras Comoditoanteriormente,aboaoratóriacomeçacomumexercício da língua nativa. É preciso se preocupar em pronunciar bem o português e suas palavras. É preciso então, ler em voz alta exatamente o que está escrito, sem omitir letras, pular ou trocar palavras. Pronunciar as palavras corretamente, obedecendo à pontuaçãoeaossinaiscríticos,queincluemosacentos. Por$que$é$importante?$Aleituracorretaebemfeitaéfundamental parasetransmitirexatamenteoassuntotratadonotexto. COMUNICAÇÃO Dolatim communicatioque vemdecommunis= comum(significaa açãodetornaralgo comumamuitos); Éatrocade informaçõesentre um transmissoreum receptorea percepçãodo significadoentreos indivíduos envolvidos. Como$conseguir?$Treine,treineetreine.Efaçaistoemvozalta.Peçaquealguém escutesualeituraeaponteoserros.disciplineksealercomatenção. Falecomboaintensidade Nem rápido demais nem devagar demais. Nem fale alto demais ou baixo demais. Aqui a ordem é ter bom senso. Há momentos em que é preciso falar mais alto, mas isso deve obedecer a uma variação. O mesmo acontece quando se percebeanecessidadedefalarmaisbaixo.issotambémdeve serfeitodeformaalternada.oquemandanaboacondução daapresentaçãoenaatençãodopúblicoéoalinhamentodo que se está se falando com uma boa dose de variação. Ao longodotempo,ooradoraprendeaalternarotomdevozea usar a velocidade adequadamente (sempre considerando o públicoeascondiçõesdoambiente).masissoécomotempo, não se aprende da noite para o dia. Daí a importância da prática. Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 5

6 Emumareunião,porexemplo,ovolumedavozpodesermédio.Aminhavozdeve ser agradável e ao mesmo tempo confortável quando se fala, não gerando, por exemplo,dor.seapessoafalabaixoemumareunião,podepassaraimagemdeque ela não está muito segura do que está falando e as pessoas tendem a ouvir com menosboavontade.poroutrolado,quandosefalaaltodemais,passaaimpressão dequeooradorestáinvadindooespaçodaspessoaseatendênciaéqueaspessoas novamenterejeitemesseorador. Outro fator importante é a articulação, que é a movimentação da boca. Essa condição remete ao orador fazer movimentos do rosto com uma amplitude necessáriaecomaprecisãodesejada.seoapresentadorprendeabocaouinibea articulaçãoporqualquermotivo,avozeaexpressãofacialficamcomprometidase automaticamente a comunicação é prejudicada. É importante frisar que mexer demaisabocaeconsequentementeosmúsculosdaface,prejudicamacomunicação da mesma forma, pois gera dissonância entre o que se está falando e como as pessoasentendem.agindoassim,podeksepassartambémumaideiadeesnobismo. Vocabulário O vocabulário deve ser adequado ao público. Se você começa a trabalhar numa empresa, deve procurar ler nas entrelinhas como as pessoas conversam. Ou seja, devekseperceberoquesedevefalareoquenãosedevefalar.numaapresentação, seja ela qual for, devekse observar para este item. Há públicos em uma apresentaçãoondeumapiadapodeserinteressante,jáemoutrosambientesisso nãoélegal.palavrasmuitotécnicasoupalavrasestrangeirastambémprejudicam. Porexemplo,deveKseevitarfalarsiglasqueamaioriadaspessoasnãoentende.No passado,apresentadoresfaziamissoparaimpressionar,masatualmenteissoévisto comofaltadedecoroparacomosouvintes. Cuidedagramática Outraquestãoéobomusodoportuguês.Falarpalavraserradaspodemprejudicar emmuitoasuaapresentação.procureconhecerbemaspalavras.umbomexercício éaleituraeotreino.porém,errosacontecem.senasuaapresentaçãovocêfalar umapalavraincorretamente,peçaperdãonamesmahoraepronunciecorreto.caso nãofaçaisso,osouvintesvãodarmaisvaloraoseuerrodepronunciadoquena apresentaçãoemsi. Voz Qualidadevocal:neutraousempresençadeesforço=passaconfortoaofalar.Sea vozforrouca,passaaideiadedesconfortoeapessoaqueouvepodeterasensação de que o apresentador está cansado e automaticamente pode perder o interesse emouvirouprestaratenção. Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 6

7 O tom de voz. Um tom de voz grave passa a ideia de mais maturidade, mais assertividade.quandootomdevozéagudo,passaaideiadedescontraçãoeaté mesmodeinfantilidade. O ideia de novo é o bom senso. Caso ache que sua voz é infantil demais ou está havendo esforço para falar, por exemplo, procure um fonoaudiólogo. O mesmo aconteceparapessoasquetêmgagueiraououtradisfunçãoligadaavoz. Pausas Pararnoslugarescertosdurantealeituraouapalestra.Àsvezes,podeKsepausar ligeiramenteouapenasdiminuirovolumedavozporuminstante.aspausassão apropriadasquandocumpremumafunção. Por$ que$ é$ importante?$ O uso correto de pausas é fundamental para se entender prontamenteoqueédito.pausartambémservepararessaltarpontosimportantes. Como$fazer?Aoleremvozalta,presteatençãoàpontuação.Escutecomatençãoos bonsprofessoreseoradoreseobserveondefazempausasequaléaduraçãodelas. Depois de dizer algo que deseja que seus ouvintes realmente se lembrem, pause para dar tempo de assimilarem a ideia. Ao conversar comalguém,perguntesuaopiniãoeouçaaresposta.nãoointerrompa atéqueconcluaopensamento. Preparaçãoparaaapresentação Conheça o tema e pesquisa sobre ele. Procure por curiosidades ou históriasquevocêpossacorrelacionarcomotemaaserapresentado.se forumaapresentaçãoderesultadosnaempresa,mudeofocoparaser maisobjetivoeapresentarsomenteoqueestásendopedido. Dêasuafala,início,meioefim Procuretreinarsuaapresentaçãoparafazerumaintroduçãodemaneira ASPECTOS FÍSICOS Expressão corporal: o corpo fala durante a comunicação; Gesto (junto comaspalavras); Postura; Cabeça (semblantee olhos); Tronco; Mãos; Pernas. correta,sustentareconcluirdeformaaresponderaoobjetivooutemadapalestra. Treine,treineetreine Treinedefrenteparaoespelho,treinefazendoumaapresentaçãoparaumaamigo, parente ou alguém próximo e peça sugestões sinceras de melhoria. Atualmente, comafacilidadedascâmerasemcelulareseemcâmerasfotográficas,podeksesem muito esforço gravar um vídeo com sua atuação e depois comparar você mesmo quaissãoospontosdemelhoria.émuitocomumaspessoasteremumasurpresaao gravaremasimesmasfalando,poismuitasdelasnuncateveessaexperiência.podek se,porexemplo,descobrirumcacoetequemnemmesmoapessoasabiaquetinha ouquefossetãoevidente.finalmente,falecomemoçãoedemonstreinteressee envolvimentopeloassunto. Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios&

8 Linguagemcorporal DeacordocomolivrodeEdwardHall,aLinguagemSilenciosa(193)acomunicação verbal,respondeporumapequenapartedecomonósentendemosascoisasnuma apresentação.deacordocomesteestudo: K%verbal(palavras) K38%vocal(volume,entonação,ritmoetc.) K55%linguagemcorporal(expressãofacial,posturaegestos) Conclusão:aformacomoalguémseapresentaémaisimportantedoqueoqueele estáfalando. A forma como nos colocamos corporalmente, passa informações muito fortes a nossorespeito.hátrêscaracterísticasprincipaisquesãoimportantesdestacar.são elas:apostura,osgestoseaexpressãofacial Postura Postura corporal: deve ser ereta e confortável e de frente para os interlocutores. Assimeupassoasensaçãodeconfiançaaomecomunicar;Aposiçãodaspernas,dos braços, do quadril, em frente ao microfone; postura elegante e disposta, erguida semserrígida. Gestos Os gestos então fazem parte da comunicação eficiente. Existemosgestosqueacompanhamaênfase,ouseja,o movimento das minhas mãos acompanham o que eu estou dizendo. Por exemplo, o apresentador diz algo e quandoodiz,éafirmadopelomovimentoespecíficodas mãos. Quando isso acontece naturalmente, isso é visto como uma condição natural e a comunicação é efetiva. Outra questão é a posição neutra: acontece quando eu falo,mantendoasmãosjuntas(umamãosobreaoutra, umamãodentrodaoutraetc.)naalturadoabdômene alternoomovimento,abrindoefechando.oproblemada posição neutra é não deixar o interlocutor perceber que você está com gestos robotizados. A expressão corporal é muito importante: andar, moverkse, usar as mãos apropriadamenteouexpressãofacialpodemfazerumagrandediferençaemtermos deapresentação,masrequertreinoesobriedade.aausênciadeexpressãocorporal irácansarsuaplatéia,poroutrolado,oexcessoiráirritáklosedistraíklos.umaboa Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 8

9 formadetreinar,paraosquenãopossuemdomíniodatécnica,édiscursarperante espelhosoufilmarsuaperformance. Expressãofacial O rosto é visto pelo interlocutor a partir de dois planos, o superior (da ponta do narizpracimacomênfasenosolhos)eoinferior(dapontodonarizprabaixocom ênfase na boca). É interessante passar uma harmonia desse conjunto. Os movimentosdevemsercoerentes.seeuestiverinseguro,possocomprimiroslábios ounãoabriklosacontentoepasseaimpressãodeinsegurançaouincômodo.élegal usar bem o movimento da boca, com sorrisos e com os olhos fazer movimentos alternados e evitar expressões bruscas ou que passem insegurança. De tudo, o fundamentaléterapreocupaçãocomaharmonia.umbomtestepraissoédenovo fazerumaapresentaçãoparaumespelhoougravaraabordagemparaquedepois possaseravaliadaporvocêouporoutraspessoas. SUMÁRIODEALGUMASDICASPARAFALAR MELHOREMPÚBLICO Vocêvaifalarempúblico?Tomealgunscuidados. 1.Sejanaturalaofalarempúblico 2.Pronunciecorretamenteaspalavras 3.Procureadequaraintensidadedapronúncia 4.Avelocidadedafaladeveseramaisadequadapossível 5.Tenhaumvocabulárioapropriadoaoseupúblico 6.Aposturadeveseramaiscorretapossível.Errosgramaticaisdevemserevitados 8.Falecomentusiasmoeemoção 9.Reviseasuaapresentação 10.Ensaie,ensaieeensaie 11.Aofalar,posicioneKseemlocalestratégico 12.Cuidado,oseudiscursodeveterinício,meioefim.Observeasetapasdo discurso:introdução,preparação,assuntocentraleconclusão 13.Procurealternaroritmodesuafala 14.Controleaansiedade,pratiqueo quebragelo 15.Procureeliminarainibição 16.Preparesempreumpequenodiscurso 1.Aofalaremreuniãodenegóciosprepareumroteirodosassuntos 18.Procurechegarumpoucomaiscedoaolocaldaapresentação 19.Procureserpolidoeobservesempreumacertaordemde status 20.Aqueçaavoz,parafalarcommaisfacilidade 21.Nãotenhamedodoseupúblico Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 9

10 22.Nofinaldapáginaprincipal,mais20dicassobreplanejeKseparafalarem público.valiosíssimas Fonte:$Dicas$de$oratória$de$Reinaldo$Passadori$(Revista$Você$S/A$no.$2)$ Melhoreseudiscurso Falarempúblicoassusta,masnãoéumbichoKdeKseteKcabeças.Bastaseguiroguia abaixo. FASE18Antesdepisarnopalco Estudebemoassuntodaapresentação.AssimvocêsesentemaisseguroKKe,é claro,evitafalarbobagem. Resumaseuobjetivoemumafrase.IssovaiajudáKloamanterofoco. Informe8sesobreopúblico:númerodepessoas,sexo,faixaetária,nívelculturale conhecimentodoassunto.nadacomoconhecerbemo"inimigo". Ensaie o que você vai falar. De preferência em frente a um espelho em que consigaseverporinteiroepossaavaliarsuaexpressãocorporal. Nada de ultrapassar o tempo programado. Se a apresentação estiver longa, reduzaoconteúdoparanãoterdeencararbocejosconstrangedores. Dividaaapresentaçãoemetapas.Paranãoseperder,leveumroteiro. Faça um check&list dos equipamentos que vai utilizar. A falta de um fio pode comprometertodootrabalho. Para relaxar, apele para a respiração abdominal. Inspire durante 5 segundos, sentindooarinflarabarriga;segurearespiraçãoporoutros5segundoseexpire, vagarosamente, pelo mesmo tempo. Na apresentação (sem a contagem de 5 segundos), essa técnica ajuda você a conseguir reserva de ar para falar sem problemas. Vocêtambémpoderelaxaresfregandoasmãos (foto1)oupressionandoaregiãoentreopolegareoindicador(foto2). FASE28Enquantovocêestiverfalando Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 10

11 Depoisdeocuparseuespaçonopalco,cumprimenteaspessoas.ApresenteKse, contequalseráoteordapalestra,quantotempovocêvaifalarequantosminutos dedicaráàsperguntas. Nãopeçadesculpas,principalmenteseforporcausadeseunervosismo.Vocêvai piorarasituação. Casoerrealgumapalavra,corrija8seimediatamenteecontinue. Evite improvisos. Inicie a apresentação da forma como foi planejada. A não ser quevocêjátenhamuitaexperiênciaparaessaousadia. Apresente8secomtodacalmaedeterminação,mesmoquevocêestejatremendo pordentro. Envolva as pessoas. Sorria, olhekas nos olhos (sem encarar ninguém), faça perguntas,peçaparalevantaremasmãos,respondersimounão,etc. Desvieoolharsenotarquealguémnãoestáreceptivoaoquevocêdiz.Hámuito maisgentenaplatéia. Fiquedeolhonorelógio.Dividaotempototalemquatroeconfiraotempogasto emcadafase.assim,ficamaisfácilcontrolaroritmoeguardaralgunsminutospara umaboaconclusão. Levanteacabeçademaneiraadeixaroqueixonalinhadohorizonte. Façagestosparaacompanharafala.Evitedeixarasmãosparadas,suspensasno aroucruzadasnafrentedocorpo. Deixefluiraemoçãoemsuavoz.Masfalecomclarezaeeviteaceleraroureduzir demaisavelocidadedafala. Se estiver de paletó, use8o fechado,deixandoapenasobotãodebaixoaberto. Casocontrário,melhortiráKlo. Colocarumadasmãosnobolsoéatétolerável.Asduas,não Nem pense em cruzar os braços. Dá a impressão de que você não quer proximidadecomopúblico. Sejacoerente.Aplatéiapodeaceitarumaideiaadversa,masnãovaitolerarum discursosemlógica. Evitegírias,palavrõesequalquerexpressãopreconceituosa. Prefiramicrofone de lapela.comasmãoslivres,aexpressãocorporalficabem melhor. Sejaclaroesimpático,respeitesuaplatéiaemantenhaoegosobcontrole.Nada depromoversuasqualidades. Guarde as perguntas para o final. Se alguém o interromper com uma dúvida, comente que a questão é interessante e diga que responderá no final da apresentação.responderperguntasduranteapalestrapodecortarcompletamente seuraciocínio.sóarrisquequandovocêjátivermuitaexperiência. Confie no seu taco e limitekse a levar um simples roteiro com os tópicos da apresentação.dequalquermodo,eviteutilizáklo.acredite,sevocêseprepararbem, vailembrardetudosemusara"cola". Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 11

12 Nãopeçaparadistribuirmaterialenquantoestiverfalando.Tiracompletamente a concentração das pessoas e a sua também. Se for necessário, pare de falar e recomeceapenasquandoatarefaestiverterminada. Fique com as mãos livres. Não segure nada, nem pincel atômico, giz, folha de papeloucaneta.laserpoint(canetalaser)tambémdeveserevitado,anãoserque sejaextremamentenecessário. Pontodeapoio ReinaldoPassadoriexplicaquevocêpoderecorreraumaestanteparacolocar,por exemplo,oroteirodaapresentação.masnadadeseesconderatrásdela,paranão prejudicaraexpressãocorporal. Seusarmicrofonetradicional(comsuporte,oudemão),mantenhaKonalinhado queixo.assim,aplatéiaenxergasuaboca. Olhaapostura Mantenhaaelegânciacomospéseaspernasligeiramenteafastados.Enãofique balançandoocorpo,comosefosseumpêndulo. Deixeosbraçosaolongodocorpo,relaxandoasmãosjuntoàspernas.Ficamais fácil fazer gestos se as mãos estiverem soltas. Mas lembre que eles sempre começameterminamnaspernas. FASE38Depoisquevocêterminouaapresentação Finalize com expressões como "por fim", "finalizando" ou "concluindo". Em cercade1minutofaçaumresumodoquefaloue,depreferência,incluaaplatéiana história.desafieopúblico.digaalgodotipo:"convidovocêsapensarsobreesse assuntoe,maisainda,afazersuaparteparaqueoproblemasejaresolvido". Aoterminar,fiquenasalaeatendaquemlheprocurar.Nãoficanadabemsair correndoassimqueacabar. Aproveiteparafazerseunetworking.Troquecartõesefaçabrevesanotaçõesno versodaquelesquereceber,paralembrarksedoassuntodiscutido. Convideopróximopalestranteparaopalco,quandoterminarsuaapresentação. EspereKosubir,cumprimenteKocomumapertodemãoevolteparaoseulugar. Agradeçaaatenção,sejasimpáticoemostre8sedisponível.Éessaimpressãoque aspessoasvãolevardevocê. Aprendaadizernão.Écomumalguémsolicitaromaterialapresentadodurantea palestra. Se não for possível atender o pedido, responda "não" educadamente e expliquearazão. Procureaprender com seus erroseacertos.useoscomentáriosecríticaspara melhorarsuaperformance. Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 12

13 Referências: Livros: ComoFazerAmigoseInfluenciarpessoasdeDaleCarnegie OcorpoFaladePierreWeileRolandTompakow ComunicaçãoglobaldeLairRibeiro OratóriadeIsabelFurini Revistas:VocêS/Ano.2,3e131. Cassovocêtenhanotadoalgumerronestee8book,porfavormeinformea Clique aqui para aprender como ganhar dinheiro na internet Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 13

DETALHES IMPORTANTES PARA ATINGIR A BOA COMUNICAÇÃO

DETALHES IMPORTANTES PARA ATINGIR A BOA COMUNICAÇÃO Página 1 de 7 INDICE Nenhuma entrada de sumário foi encontrada. Página 2 de 7 Autor: Alkíndar de Oliveira (alkindar@terra.com.br) Dentre outros atributos, o exercício da oratória exige o conhecimento e

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

Como Falar bem em Público

Como Falar bem em Público Como Falar bem em Público Com Rosélia Andrade - Especialista em Direito Público Oratória É o termo que designa a arte de falar em público. É um conjunto de técnicas que auxiliam na habilidade de quem fala

Leia mais

CAPÍTULO 3. Primeiros passos: preparando o discurso. A linguagem deve exprimir com clareza o pensamento. Isso é tudo. Confúcio

CAPÍTULO 3. Primeiros passos: preparando o discurso. A linguagem deve exprimir com clareza o pensamento. Isso é tudo. Confúcio CAPÍTULO 3 Primeiros passos: preparando o discurso A linguagem deve exprimir com clareza o pensamento. Isso é tudo. Confúcio Antes da apresentação Organize e classifique as fontes de todo o material que

Leia mais

Motivar os Professores

Motivar os Professores Motivar os Professores Ramiro Marques Conferência Realizada no Dia da Escola Escola Superior de Educação de Santarém 11 de Novembro de 2003 Uma das formas de motivar o jovem professor é: Ouvi-lo com atenção

Leia mais

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA CONVIVER COM OS HUMANOS APRIMORADOS? http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=voce-esta-preparado-conviver-humanosaprimorados&id=010850090828 Redação do

Leia mais

Seminário. Apresentar

Seminário. Apresentar Seminário Voice-mail Conferências Apresentar pessoas Negociação Videoconferência Entrevistas de emprego Workshops Conversa Argumentação Divulgação Apresentar Reuniões Em família Aconselhamento No corredor

Leia mais

Sumário. Introdução... 7

Sumário. Introdução... 7 3 Sumário Introdução... 7 1. Somos especialistas em linguagem corporal... 9 Como os homens se comunicam, 10Comunicação linguística, 10Comunicação não linguística, 10O ato de comunicação, 11Importante:

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

Como se comunicar bem. Prof. Alexandre Lozi

Como se comunicar bem. Prof. Alexandre Lozi Prof. Alexandre Lozi Comentário das apresentações Avaliação da postura: Falhas: Mãos enroladas Mãos soltas Andado desordenado Pêndulo Balanço do pé Apoio no quadro Apoio na perna Permanecer sentado Mãos

Leia mais

Como Falar Em Palco e Cativar o Seu Público

Como Falar Em Palco e Cativar o Seu Público Como Falar Em Palco e Cativar o Seu Público Trazido Até Si Por www.nunofortes.com Como Falar Em Palco e Cativar o Seu Público Termos e Condições Aviso Legal O escritor esforçou se para ser o tão exacto

Leia mais

Redação do Enem deve conter no mínimo sete linhas

Redação do Enem deve conter no mínimo sete linhas Redação do Enem deve conter no mínimo sete linhas Texto pode ser anulado pelos corretores mesmo que apresente conteúdo relacionado ao tema proposto. A redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) deve

Leia mais

Orientação à Família de um Adulto Afásico

Orientação à Família de um Adulto Afásico 1 Orientação à Família de um Adulto Afásico Fernanda Papaterra Limongi Nunca é demais enfatizar a importância do aconselhamento familiar quando se trabalha com adultos afásicos. Em geral, o início repentino

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

Técnicas de Apresentação e Negociação

Técnicas de Apresentação e Negociação Curso: Logística Profa. Ms. Edilene Garcia Técnicas de Apresentação e Negociação Roteiro da teleaula APRESENTAÇÕES ORAIS Importância; Técnicas para planejar e executar uma apresentação. NEGOCIAÇÕES EMPRESARIAIS

Leia mais

10+10 MINIGUIA... ATITUDES E PALAVRAS ASSERTIVAS. dar FEEDBACK, dizer NÃO, Veronica Z. Herrera Consultora Treinadora Coach Certificada.

10+10 MINIGUIA... ATITUDES E PALAVRAS ASSERTIVAS. dar FEEDBACK, dizer NÃO, Veronica Z. Herrera Consultora Treinadora Coach Certificada. 10+10 MINIGUIA... ATITUDES E PALAVRAS Para administrar CONFRONTAÇÃO; dar FEEDBACK, dizer NÃO, expressar DESACORDO ou SATISFAÇÃO Veronica Z. Herrera Consultora Treinadora Coach Certificada CONSTRUINDO MELHORES

Leia mais

Objetivo desta Aula. Um tópico a cada vez. Roteiro apresentar tópicos gerais

Objetivo desta Aula. Um tópico a cada vez. Roteiro apresentar tópicos gerais Objetivo desta Aula Apresentar dicas de como preparar apresentações Ronaldo Lopes Oliveira Especialização em Produção de Bovinos DPA/MEV/UFBA 2007 Apresentar dicas de como fazer a apresentação Apresentar

Leia mais

como a arte pode mudar a vida?

como a arte pode mudar a vida? como a arte pode mudar a vida? LONGE DAQUI, AQUI MESMO 1 / 2 Longe daqui, aqui mesmo 1 Em um caderno, crie um diário para você. Pode usar a escrita, desenhos, recortes de revista ou jornais e qualquer

Leia mais

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário epílogo O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário do rebuliço que batia em seu peito. Quase um ano havia se passado. O verão começava novamente hoje, ao pôr do sol, mas Line sabia que,

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR 20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR Resultados Processo de aprendizagem EXPLORAÇÃO Busco entender como as coisas funcionam e descobrir as relações entre as mesmas. Essa busca por conexões

Leia mais

2º passo: trabalho com a exploração dos Sentidos. Tato Visão Olfato Gustação Audição. 3º passo: trabalho com uma ou mais Linguagens

2º passo: trabalho com a exploração dos Sentidos. Tato Visão Olfato Gustação Audição. 3º passo: trabalho com uma ou mais Linguagens Para que aconteça então a sequência didática os demais passos podem ser encaixados nos horários diários da escola sem nenhuma outra imposição. temos apenas que lembrar que a Sequência aqui apresentada

Leia mais

Eu, Você, Todos Pela Educação

Eu, Você, Todos Pela Educação Eu, Você, Todos Pela Educação Um domingo de outono típico em casa: eu, meu marido, nosso filho e meus pais nos visitando para almoçar. Já no final da manhã estava na sala lendo um livro para tentar relaxar

Leia mais

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7 Sumário Introdução - O novo hábito... 1 Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3 Sobre o vocabulário... 4 Benefícios... 7 Perguntas Frequentes sobre o Orçamento Doméstico... 10 Capítulo 2 - Partindo

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E ÉTICA. Cipriano Carlos Luckesi 1

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E ÉTICA. Cipriano Carlos Luckesi 1 AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E ÉTICA Cipriano Carlos Luckesi 1 Artigo publicado na Revista ABC EDUCATIO, nº 54, março de 2006, páginas 20 e 21. Estamos iniciando um novo ano letivo. Vale a pena olhar um pouco

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Menos paixão: o sucesso na Negociação

Menos paixão: o sucesso na Negociação Menos paixão: o sucesso na Negociação O sucesso de uma negociação está na ausência da paixão. Quanto mais objetiva e baseada em critérios imparciais for a negociação, melhor será o acordo final para todos.

Leia mais

Estruturas das Sessões em TCC

Estruturas das Sessões em TCC Estruturas das Sessões em TCC Eliana Melcher Martins - Mestre em Ciências pelo Depto. de Psicobiologia da UNIFESP - Especialista em Medicina Comportamental pela UNIFESP - Psicóloga Clínica Cognitivo Comportamental

Leia mais

Acate as Objeções do Cliente

Acate as Objeções do Cliente Acate as Objeções do Cliente Esquema de Palestra I. Como Acatar Objeções A. Aprenda a aceitar objeções como um desafio que, quando enfrentado corretamente, beneficiará você e seu cliente potencial. B.

Leia mais

COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO ORAL

COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO ORAL COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO ORAL Introdução à Engenharia Civil Profª Mayara Moraes Custódio Passos a seguir: Elaborar um bom resumo O que for impoprtante para o resumo, será importante para a apresentação.

Leia mais

DICAS PARA VOCÊ PILOTAR MOTO COM MAIS SEGURANÇA E PERDER O MEDO

DICAS PARA VOCÊ PILOTAR MOTO COM MAIS SEGURANÇA E PERDER O MEDO DICAS PARA VOCÊ PILOTAR MOTO COM MAIS SEGURANÇA E PERDER O MEDO #1 ATENÇÃO Essa é a dica mais importante, parece clichê mas não é! Não mesmo! Atenção é tudo no trânsito quando estamos pilotando. Pelo Método

Leia mais

UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS

UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS Frutos-1 Impact0 LIÇÃO 12 VIVENDO A VIDA COM DEUS UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS 9-11 Anos HISTÓRIA BÍBLICA João 1:12; I Pedro 3:15, 18 A Bíblia nos ensina

Leia mais

Planejamento de Aula - Ferramenta Mar aberto

Planejamento de Aula - Ferramenta Mar aberto Planejamento de Aula - Ferramenta Mar aberto Planejar uma aula é uma arte não uma tarefa. O planejamento de aula através da ferramenta Mar Aberto ajuda e contribui para infinitas possibilidades para seu

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO. Curso: Segurança da Informação Disciplina:TEORIA E PRÁTICA EM PESQUISA Profa. : Kátia Lopes Silva

COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO. Curso: Segurança da Informação Disciplina:TEORIA E PRÁTICA EM PESQUISA Profa. : Kátia Lopes Silva COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO Curso: Segurança da Informação Disciplina:TEORIA E PRÁTICA EM PESQUISA Profa. : Kátia Lopes Silva Tipos de Apresentação Tipos de apresentação de trabalho acadêmico/técnico/científico:

Leia mais

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo.

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Capítulo um Meu espelho mágico deve estar quebrado Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Jonah está com as mãos paradas em frente ao espelho. Está pronta? Ah, sim! Com certeza estou pronta. Faz

Leia mais

Imagens Mentais Por Alexandre Afonso

Imagens Mentais Por Alexandre Afonso 2 Imagens Mentais Por Alexandre Afonso 1ª Edição, 08/04/2016 As novas edições serão sempre disponibilizadas no link: http://alexandreafonso.com.br/e book imagens mentais 2016 alexandreafonso.com.br. Todos

Leia mais

Planejamento Financeiro e Você. Ferramentas para a Conquista de Sonhos! Semana da Estratégia Nacional de Educação Financeira

Planejamento Financeiro e Você. Ferramentas para a Conquista de Sonhos! Semana da Estratégia Nacional de Educação Financeira Planejamento Financeiro e Você Ferramentas para a Conquista de Sonhos! Semana da Estratégia Nacional de Educação Financeira 2015 Hoje estamos aqui para falar de SONHOS e como realizá-los Você está Vivendo

Leia mais

Rubricas e guias de pontuação

Rubricas e guias de pontuação Avaliação de Projetos O ensino a partir de projetos exibe meios mais avançados de avaliação, nos quais os alunos podem ver a aprendizagem como um processo e usam estratégias de resolução de problemas para

Leia mais

Comunicar com. Madalena Leão

Comunicar com. Madalena Leão Comunicar com Impacto Madalena Leão 15 de Fevereiro de 2009 Falar em público Capacidade que possibilita a um bom orador defender e fundamentar as suas ideias; Afirmar energeticamente as suas propostas;

Leia mais

Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro

Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro O meu brinquedo é um livro é um projecto de promoção da leitura proposto pela Associação

Leia mais

Auditores Internos da Qualidade em laboratórios de calibração e ensaio. Instrutora: Ana Cristina D. M. Follador

Auditores Internos da Qualidade em laboratórios de calibração e ensaio. Instrutora: Ana Cristina D. M. Follador Auditores Internos da Qualidade em laboratórios de calibração e ensaio Instrutora: Ana Cristina D. M. Follador Programação do curso Objetivo do curso Definições fundamentais (exercício) Bases da auditoria

Leia mais

TREINAMENTO 1. Aquecimento: Alongamento: Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP)

TREINAMENTO 1. Aquecimento: Alongamento: Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP) TREINAMENTO 1 Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP) Rotina de alongamento e condicionamento (Treino 1): O alongamento e o aquecimento são importantíssimos em qualquer

Leia mais

Como escrever para o seu. Site. e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Blog do Advogado Moderno - PROMAD

Como escrever para o seu. Site. e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Blog do Advogado Moderno - PROMAD o seu Site e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Conteúdo Introdução Escrever bem é um misto entre arte e ciência Seus conhecimentos geram mais clientes Dicas práticas Faça

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

08/11/2012. Palestrante: Jéssica Pereira Costa Mais frequente na população universitária

08/11/2012. Palestrante: Jéssica Pereira Costa Mais frequente na população universitária A arte da apresentação oral de trabalhos científicos Como se comportar durante a apresentação de um pôster em um evento científico? Fobia Social ou Timidez??? (Medo excessivo contato ou exposição social)

Leia mais

1. O que existe por trás do mundo?

1. O que existe por trás do mundo? Existem vários caminhos para se chegar à verdade. Os raciocínios que acabamos de discutir são apenas alguns deles e, talvez, não sejam completos nem suficientes para muitas pessoas. No entanto, existem

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

claudia houdelier - maternidade maternidade

claudia houdelier - maternidade maternidade claudia houdelier - maternidade maternidade dedicatória para alexandre, meu único filho. de fora para dentro Tudo começa no ventre materno com certeza, a nossa história começa aqui. Uma história de uma

Leia mais

Donald Davidson e a objetividade dos valores

Donald Davidson e a objetividade dos valores Donald Davidson e a objetividade dos valores Paulo Ghiraldelli Jr. 1 Os positivistas erigiram sobre a distinção entre fato e valor o seu castelo. Os pragmatistas atacaram esse castelo advogando uma fronteira

Leia mais

Transmissão de más notícias

Transmissão de más notícias Transmissão de más notícias Capacitação PROVIMP - UFC Pedro Randal Pompeu Sidrim - 4º semestre Medicina - UFC 12/09/2012 O que é uma má notícia? É aquela que altera drástica e negativamente a perspectiva

Leia mais

Como Passar em Química Geral*

Como Passar em Química Geral* 1 Como Passar em Química Geral* por Dra. Brenna E. Lorenz Division of Natural Sciences University of Guam * traduzido livremente por: Eder João Lenardão; acesse o original em : http://www.heptune.com/passchem.html

Leia mais

AUTOCONTROLE E EXPRESSIVIDADE EMOCIONAL: DESENVOLVENDO HABILIDADE DE SENTIR E EXPRESSAR-SE

AUTOCONTROLE E EXPRESSIVIDADE EMOCIONAL: DESENVOLVENDO HABILIDADE DE SENTIR E EXPRESSAR-SE AUTOCONTROLE E EXPRESSIVIDADE EMOCIONAL: DESENVOLVENDO HABILIDADE DE SENTIR E EXPRESSAR-SE ANDRADE 1, Fernando C. B. de; SANTOS 2, Carmen S. G. dos; VASCONCELOS 3, Maria Helena Venâncio; Centro de Educação/Departamento

Leia mais

Prevenção ao uso de drogas na escola: o que você pode fazer?

Prevenção ao uso de drogas na escola: o que você pode fazer? Prevenção ao uso de drogas na escola: o que você pode fazer? O educador pode contribuir para prevenir o abuso de drogas entre adolescentes de duas formas básicas: incentivando a reflexão e a adoção de

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

ANATOMIA DE UMA APRESENTAÇÃO

ANATOMIA DE UMA APRESENTAÇÃO ANATOMIA DE UMA APRESENTAÇÃO Susan Stavros Castelhano Uma apresentação pode ser dividida em várias partes, ou pode seguir a regra geral de uma estrutura de três partes. No começo, introduz-se o tema que

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO APÊNDICES 182 APÊNDICE A UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PPGE MESTRADO EM EDUCAÇÃO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO PESQUISA:

Leia mais

Experimentação Esportiva

Experimentação Esportiva Experimentação Esportiva Aula 1 O Movimento e o Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Resgatar alguns conceitos sobre o movimento e o desenvolvimento motor e suas fases. 2 Definir habilidade motora e identificar

Leia mais

MEDIA TRANNING. Giovana Cunha. Coordenadora de Rádio e TV - TST giovana.cunha@tst.jus.br

MEDIA TRANNING. Giovana Cunha. Coordenadora de Rádio e TV - TST giovana.cunha@tst.jus.br MEDIA TRANNING Giovana Cunha COMO AGIR DIANTE DA IMPRENSA É muito comum o entrevistado se queixar que o jornalista não reproduziu corretamente as informações fornecidas na entrevista. O jornalista normalmente

Leia mais

Guia Prático ORGANIZAÇÃO FINANCEIRA PARA BANCAR A FACULDADE

Guia Prático ORGANIZAÇÃO FINANCEIRA PARA BANCAR A FACULDADE Guia Prático ORGANIZAÇÃO FINANCEIRA PARA BANCAR A FACULDADE ÍNDICE 1 Introdução 2 Qual a importância da educação financeira para estudantes? 3 Comece definindo onde é possível economizar 4 Poupar é muito

Leia mais

Motivar a sua equipe: O grande desafio da Liderança

Motivar a sua equipe: O grande desafio da Liderança Motivar a sua equipe: O grande desafio da Liderança Existem diversos textos sobre Gestão sendo publicados diariamente, e dentre eles, muitos tratam do tema liderança, que certamente é um dos assuntos mais

Leia mais

Caros amigos e alunos, este espaço destaquei para que vocês possam perceber alguns testes em relação ao autoconhecimento, inteligência, autoestima,

Caros amigos e alunos, este espaço destaquei para que vocês possam perceber alguns testes em relação ao autoconhecimento, inteligência, autoestima, Testes em Geral Caros amigos e alunos, este espaço destaquei para que vocês possam perceber alguns testes em relação ao autoconhecimento, inteligência, autoestima, raciocínio lógico, empatia entre outros.

Leia mais

Leitura e Mediação Pedagógica

Leitura e Mediação Pedagógica Protocolo Colaborador: 12 Leitura e Mediação Pedagógica G. Pesquisador: Rosineide Magalhães de Sousa Corinthians(2) x Palestra(1)#Rosineide\cor_pal.jpg.jpg# Transcrição 80) P: Então Gabriel... eu vou pedir

Leia mais

Introdução: A importância da. Oratória

Introdução: A importância da. Oratória Introdução: A importância da Oratória A Importância da Oratória Pelo discurso nós comunicamos idéias; Pelo discurso nós influenciamos pessoas; Pelo discurso nós corrigimos, animamos e consolamos os nossos

Leia mais

Enquanto isso, o sr. e a sra. Mini-Van entravam pela estrada principal de Radiator Springs. Vanderlei... dizia a sra. Mini-Van para seu marido.

Enquanto isso, o sr. e a sra. Mini-Van entravam pela estrada principal de Radiator Springs. Vanderlei... dizia a sra. Mini-Van para seu marido. OS FALSOS TURISTAS Era uma tarde tranqüila, como todas as tardes de Radiator Springs. Até Sally aparecer buzinando e gritando, para todos ouvirem: Fregueses, fregueses! São fregueses, pessoal! Fregueses!

Leia mais

10 MAUS HÁBITOS DE ORADORES. Ficha #03. 10 maus hábitos a evitar. 10 conselhos práticos para se tornar num orador de sucesso

10 MAUS HÁBITOS DE ORADORES. Ficha #03. 10 maus hábitos a evitar. 10 conselhos práticos para se tornar num orador de sucesso Ficha #03 10 MAUS HÁBITOS DE ORADORES 10 maus hábitos a evitar. 10 conselhos práticos para se tornar num orador de sucesso R. Castilho n. 63-6 1250-068 Lisboa Portugal tel. +351 21 387 0563 fax +351 21

Leia mais

Liderança de equipes. Estudo. 6 ecoenergia Julho/2013. A indústria do petróleo e seus derivados no

Liderança de equipes. Estudo. 6 ecoenergia Julho/2013. A indústria do petróleo e seus derivados no Estudo Liderança de equipes Damáris Vieira Novo Psicóloga organizacional, mestre em administração, professora da FGVe consultora em gestão de pessoas dvn.coach@hotmail.com A indústria do petróleo e seus

Leia mais

O Desenvolvimento da Criatividade e da Percepção Visual

O Desenvolvimento da Criatividade e da Percepção Visual O Desenvolvimento da Criatividade e da Percepção Visual Fernanda de Morais Machado Para nós, designers, a criatividade é a principal ferramenta. Devemos saber como usá-la, como aproveitá-la integralmente,

Leia mais

Mostra Cultural 2015

Mostra Cultural 2015 Mostra Cultural 2015 Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais. Iago Faria e Julio César V. Autores:

Leia mais

FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA:

FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA: FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA: CRESCENDO PESSOAL E PROFISSIONALMENTE. 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Onde você estiver que haja LUZ. Ana Rique A responsabilidade por um ambiente

Leia mais

A ARTE E A IMPORTÂNCIA DE RECEBERMOS FEEDBACK

A ARTE E A IMPORTÂNCIA DE RECEBERMOS FEEDBACK A ARTE E A IMPORTÂNCIA DE RECEBERMOS FEEDBACK Sandra Regina da Luz Inácio O que é feedback? Feedback é o processo de fornecer dados a uma pessoa ou grupo ajudando-o a melhorar seu desenvolvimento no sentido

Leia mais

5 Passos para vender mais com o Instagram

5 Passos para vender mais com o Instagram 5 Passos para vender mais com o Instagram Guia para iniciantes melhorarem suas estratégias ÍNDICE 1. Introdução 2. O Comportamento das pessoas na internet 3. Passo 1: Tenha um objetivo 4. Passo 2: Defina

Leia mais

O Pedido. Escrito e dirigido por João Nunes

O Pedido. Escrito e dirigido por João Nunes O Pedido Escrito e dirigido por João Nunes O Pedido FADE IN: INT. CASA DE BANHO - DIA Um homem fala para a câmara. É, 28 anos, magro e mortiço. Queres casar comigo? Não fica satisfeito com o resultado.

Leia mais

Excelência no Atendimento

Excelência no Atendimento Excelência no Atendimento Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS Instrutor: HUARLEY PRATTE LEMKE Introdução O que é atendimento? Atendimento é o ato de atender, ou seja, ao ato de cuidar, de prestar

Leia mais

Íntegra do Tópico Ecossistemas Comunicativos

Íntegra do Tópico Ecossistemas Comunicativos Módulo Intermediário - Mídia Rádio Íntegra do Tópico Ecossistemas Comunicativos Rádio e escola: a tecnologia a serviço de ecossistemas comunicativos e do protagonismo juvenil Eliany Salvatierra Doutoranda

Leia mais

O sistema de Reiki do Dr. Mikao Usui, tem por base três pilares: GASSHO, REJI-HO E CHIRYO, cuja prática é extremamente valiosa na aplicação do Reiki.

O sistema de Reiki do Dr. Mikao Usui, tem por base três pilares: GASSHO, REJI-HO E CHIRYO, cuja prática é extremamente valiosa na aplicação do Reiki. O sistema de Reiki do Dr. Mikao Usui, tem por base três pilares: GASSHO, REJI-HO E CHIRYO, cuja prática é extremamente valiosa na aplicação do Reiki. MEDITAÇÃO GASSHO A palavra japonesa Gassho significa

Leia mais

Aulas de Inglês implementando técnicas de Yoga na Educação (T.Y.E.)

Aulas de Inglês implementando técnicas de Yoga na Educação (T.Y.E.) Aulas de Inglês implementando técnicas de Yoga na Educação (T.Y.E.) Maria Fernanda Teixeira Pinto Hoje em dia as crianças e jovens tem uma vida muito cheia de tarefas e compromissos, correndo de um lugar

Leia mais

O SISTEMA DE COMUNICAÇÃO DACTYLS

O SISTEMA DE COMUNICAÇÃO DACTYLS O SISTEMA DE COMUNICAÇÃO DACTYLS Introdução: Quando uma pessoa não pode ouvir, começa a viver utilizando outros sistemas de comunicação. Os sistemas que utilizam depende do seu tipo de surdez: congênita

Leia mais

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter Distribuição digital, não-comercial. 1 Três Marias Teatro Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter O uso comercial desta obra está sujeito a direitos autorais. Verifique com os detentores dos direitos da

Leia mais

Pedro Carrano e Thiago Hoshino Brasil de Fato (Curitiba (PR)

Pedro Carrano e Thiago Hoshino Brasil de Fato (Curitiba (PR) Nosso déficit não é de casas, é de cidade Raquel Rolnik defende que atualmente não há políticas para moradia, apenas políticas focadas no setor imobiliário e financeiro 22/10/2012 Pedro Carrano e Thiago

Leia mais

6 Dicas Básicas para Conciliar Trabalho e Filho Doente

6 Dicas Básicas para Conciliar Trabalho e Filho Doente 6 Dicas Básicas para Conciliar Trabalho e Filho Doente Realmente não é fácil para quem tem filho trabalhar. Quando a mulher é casada e o marido ajuda menos-mal, mal, porém quando a mulher é sozinha fica

Leia mais

AUTO DE NATAL OUTRO NATAL

AUTO DE NATAL OUTRO NATAL AUTO DE NATAL OUTRO NATAL Escrito em conjunto com Cristina Papa para montagem pelo curso Técnico Ator 2007/2008 do SENAC Araraquara-SP, sob supervisão do professor Carlos Fonseca. PERSONAGENS: CORO / NARRADORES

Leia mais

Como Funciona e o Que Você Precisa Saber Para Entender o Fator da Perda de Peso? Capítulo 9: Mantendo Um Corpo Livre De Celulite Para o Resto Da Vida

Como Funciona e o Que Você Precisa Saber Para Entender o Fator da Perda de Peso? Capítulo 9: Mantendo Um Corpo Livre De Celulite Para o Resto Da Vida Aviso Legal Qualquer aplicação das recomendações apresentadas neste livro está a critério e único risco (do leitor). Qualquer pessoa com problemas médicos de qualquer natureza deve buscar e consultar um

Leia mais

Usando Comandos Embutidos:

Usando Comandos Embutidos: Usando Comandos Embutidos: 1. Eu não lhe diria, porque De qualquer forma já estou dizendo, porém, minha negativa inicial quebra a resistência, e a palavra mágica porque atribui autoridade ao que digo ao

Leia mais

Apresentação pessoal.

Apresentação pessoal. Apresentação pessoal. QUEM é o orador? Qualidades do Orador. O meu orador não entrega o seu controle remoto para ninguém. A autoestima do orador. Nenhum dia sem uma linha. João Guimarães Rosa; Machado

Leia mais

Comunicação Não-Violenta

Comunicação Não-Violenta Comunicação Não-Violenta Setembro 2014, São Paulo Palestrante: Sven Fröhlich Archangelo XII Congresso Latino-Americano de PNL Julgamentos Egoista, incompetente, dono da verdade, mentirosa, grosseiro,

Leia mais

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br Guia Prático para Encontrar o Seu Propósito de Vida www.vidadvisor.com.br "Onde os seus talentos e as necessidades do mundo se cruzam: aí está a sua vocação". Aristóteles Orientações Este é um documento

Leia mais

Aula 1: Demonstrações e atividades experimentais tradicionais e inovadoras

Aula 1: Demonstrações e atividades experimentais tradicionais e inovadoras Aula 1: Demonstrações e atividades experimentais tradicionais e inovadoras Nesta aula trataremos de demonstrações e atividades experimentais tradicionais e inovadoras. Vamos começar a aula retomando questões

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

14 segredos que você jamais deve contar a ele

14 segredos que você jamais deve contar a ele Link da matéria : http://www.dicasdemulher.com.br/segredos-que-voce-jamais-deve-contar-aele/ DICAS DE MULHER DICAS DE COMPORTAMENTO 14 segredos que você jamais deve contar a ele Algumas lembranças e comentários

Leia mais

Anexo 2. . Falar educação Um programa do Instituto de Tecnologia Educativa Radio Televisão Portuguesa (1975) EDUCAÇÃO PELA ARTE

Anexo 2. . Falar educação Um programa do Instituto de Tecnologia Educativa Radio Televisão Portuguesa (1975) EDUCAÇÃO PELA ARTE Anexo 2 O documento que se apresenta em seguida é um dos que consideramos mais apelativos neste estudo visto ser possível ver Cecília Menano e João dos Santos e a cumplicidade que caracterizou a sua parceria

Leia mais

30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA. Vamos nessa?

30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA. Vamos nessa? 30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA Vamos nessa? 1. Missão da Campanha A mobilização Internet na Escola tem um pedido simples: investimento

Leia mais

Como planejar a sua carreira profissional

Como planejar a sua carreira profissional 1 Como planejar a sua carreira profissional Normalmente, as crises e os momentos difíceis pelos quais todos nós vivenciamos, são excelentes momentos para repensarmos as nossas decisões e ações. Talvez

Leia mais

7 Maneiras Simples de Dizer "não" O Manual Simples e Completo

7 Maneiras Simples de Dizer não O Manual Simples e Completo 7 Maneiras Simples de Dizer "não" O Manual Simples e Completo Você tem dificuldade em dizer "não"? Você está sempre tentando ser gentil com os outros, em detrimento de si mesmo? Bem, você não está sozinho.

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

Mensagem de Prem Rawat

Mensagem de Prem Rawat Mensagem de Prem Rawat na Conferência de Paz Nórdica 2012 Conf. Nórdica, Página 1 Gostaria de falar-vos sobre paz. Eu sei que quase toda a gente tem a sua interpretação do que é a paz. Para mim, a paz

Leia mais

Atendimento. Item 6- Noções de administração de vendas

Atendimento. Item 6- Noções de administração de vendas Atendimento Item 6- Noções de administração de vendas Atendimento Item 6- Noções de administração de vendas Item 6 Noções de Administração de Vendas Item 6.1 Técnica de Vendas Item 6.2 Planejamento de

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS

COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS 0 COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS Em 5 Passos Simples Aprenda aqui a criar um site de negócios de maneira simples, com algumas dicas fundamentais para o começo do seu projeto no Mercado Digital COMO CRIAR

Leia mais