Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Perguntem como seus filhos estão nos estudos.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Perguntem como seus filhos estão nos estudos."

Transcrição

1

2 2

3 1 2 3 Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. 4 Caso seus filhos estejam com alguma dificuldade na escola, peçam orientação aos professores de como ajudá-los em casa. 5 LEIAM bilhetes e avisos que a escola mandar e respondam quando necessário. 6 Compareçam às reuniões da escola. Deem sua opinião, ela é muito importante. 3

4 O INTERESSE DOS PAIS PELA EDUCAÇÃO DOS FiLHOS É MUITO IMPORTANTE. AS CRIANÇAS E OS JOVENS GOSTAM DE SABER QUE OS PAIS SENTEM ORGULHO POR ELES ESTAREM ESTUDANDO. Matriculem seus filhos na educação infantil. Quanto mais cedo eles começarem a estudar, mais sucesso terão em sua vida escolar. INCENTIVEM SEUS FILHOS A CONTINUAR ESTUDANDO. MOSTREm QUE, QUANTO MAIS ELES ESTuDAREM, TERÃO MAIS OPORTUNIDADES PROFISSIONAIS E PESSOAIS. 4

5 CONVERSEM COM SEUS FILHOS SOBRE A ESCOLA, A PROFESSORA, OS COLEGAS, O QUE ELES ESTÃO APRENDENDO, DO QUE MAIS GOSTAM. AJUDEM SEUS FILHOS A CUIDAR DO MATERIAL ESCOLAR E DO UNIFORME. CUIDEM DA SAÚDE DE SEUS FILHOS E MANTENHAM AS VACINAS EM DIA. SE VOCÊS NOTAREM ALGUM PROBLEMA, PROCUREM O POSTO DE SAÚDE. 5

6 6

7 AVANÇAR NOS ESTUDOS DEPENDE DO QUE A CRIANÇA E OS JOVENS APRENDEM NA ESCOLA. MAS DEPENDE, TAMBÉM, DE ESTUDAR EM CASA. CUIDADOS SIMPLES DÃO GRANDES RESULTADOS. Seus filhos têm de fazer O DEVER DE CASA E AS TAREFAS QUE OS PROFESSORES MANDAREM. MAS ATENÇÃO: VOCÊs NÃO DEVEm FAZER O DEVER PARA SEUS FILHOS. SE ELES TIVEREM DIFICULDADE, CONVERSEm COM ELES E COM os PROFESSOReS. É ASSIM QUE VOCÊs AJUDAm A CRIANÇA A APRENDER MAIS E MELHOR. LEiam. PODE SER UM LIVRO, UMA REVISTA, UM JORNAL. PEÇAm QUE SEUS FILHOS LEIAM SEMPRE PARA VOCÊS. É IMPORTANTE CRIAR O HÁBITO DA LEITURA. Incentivem seus filhos a frequentar a biblioteca da escola ou da sua cidade. seus filhos precisam saber que tem hora para BRINCAR, JOGAR, VER TELEVISÃO, CONVERSAR E ESTUDAR. E LEMBREM-SE: NÃO É PRECISO VOCÊS SABEREM TUDO O QUE SEUS FILHOS ESTÃO APRENDENDO. O SEU INTERESSE EM ACOMPANHAR OS ESTUDOS DOS SEUS FILHOS CONTRIBUI PARA QUE ELES APRENDAM SEMPRE MAIS. 7

8 O ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA (IDEB) É UMA NOTA QUE MOSTRA SE OS ALUNOS ESTÃO APRENDENDO O QUE TÊM DE APRENDER NA IDADE CERTA. TODA ESCOLA TEM UMA NOTA NO IDEB, QUE VAI DE 0 A 10. CONHEÇAM A NOTA DO IDEB DA ESCOLA DE SEUS FILHOS. ASSIM VOCÊS SABERÃO SE ELA ESTÁ BEM E COMO PODE MELHORAR. CONVERSEM COM A DIRETORIA, OS PROFESSORES E O CONSELHO ESCOLAR SOBRE O RESULTADO ALCANÇADO PELA ESCOLA DE SEUS FILHOS. VEJAM COM ELES COMO VOCÊS PODEM AJUDAR A AUMENTAR O IDEB. FIQUEM DE OLHO NO IDEB. 8

9 9

10 VOCÊS SABIAM QUE EM TODO O BRASIL EXISTEM BOAS ESCOLAS PÚBLICAS? ELAS TÊM COMPROMISSO COM A APRENDIZAGEM DOS ESTUDANTES E CRIAM CONDIÇÕES PARA QUE ELES TENHAM SUCESSO. ISSO PORQUE: OS PROFESSORES NÃO SE ATRASAM E NÃO FALTAM. OS PROFESSORES SÃO VALORIZADOS. OS PROFESSORES SÃO DEDICADOS E BEM PREPARADOS, SÃO PACIENTES, ATENCIOSOS, CONHECEM SEUS ALUNOS, CONVERSAM COM A TURMA E SABEM MANTER A DISCIPLINA. OS PROFESSORES PROMOVEM A EDUCAÇÃO INTEGRAL, QUE DESENVOLVE A ÉTICA, A SOLIDARIEDADE E A CIDADANIA, RESPEITANDO A DIVERSIDADE CULTURAL E RELIGIOSA DE SEUS ALUNOS. 10

11 HÁ PARTICIPAÇÃO DAS FAMÍLIAS NAS REUNIÕES ESCOLARES E NO CONSELHO ESCOLAR. TODOS CONHECEM AS NECESSIDADES DE SAÚDE DE SEUS ALUNOS. A ESCOLA DOS SEUS FILHOS PODE SER ASSIM. A BOA ESCOLA PÚBLICA NÃO É UM SONHO. ISSO DEPENDE TAMBÉM DE VOCÊS. 11

12 OS ESTUDANTES TÊM O DIREITO A TER AULAS TODOS OS DIAS DO ANO ESCOLAR. SE O PROFESSOR FALTAR, TEM DE SER SUBSTITUÍDO. SEUS FILHOS TÊM DIREITO A UMA BOA MERENDA ESCOLAR TODOS OS DIAS. ISSO NÃO É FAVOR, É OBRIGAÇÃO DO GOVERNO. VERIFIQUEM SE A ESCOLA DE SEUS FILHOS ESTÁ OFERECENDO MERENDA DE QUALIDADE. A ESCOLA RECEBE DO GOVERNO FEDERAL LIVROS PARA AS CRIANÇAS ESTUDAREM. SEUS FILHOS ESTÃO RECEBENDO ESSES LIVROS? AS CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA TÊM O DIREITO DE SER MATRICULADAS NAS CLASSES COMUNS DE ENSINO. ELAS PODEM E DEVEM CONVIVER E ESTUDAR COM AS CRIANÇAS QUE NÃO TÊM DEFICIÊNCIA. 12

13 A EDUCAÇÃO PÚBLICA É RESPONSABILIDADE DE TODOS: DAS PREFEITURAS, DOS GOVERNOS E DA SOCIEDADE. SE VOCÊS OBSERVAREM IRREGULARIDADES, COMO FALTA DE VAGAS, FALTA DE PROFESSORES, FALTA DE MERENDA DE QUALIDADE E INSTALAÇÕES DEFICIENTES, NÃO SE CONFORMEM. PROCUREM A DIREÇÃO DA ESCOLA E RECLAMEM. É SEU DIREITO. 13

14 O CONSELHO ESCOLAR AJUDA A MELHORAR OS RESULTADOS DA ESCOLA. ELE AJUDA A RESOLVER OS PROBLEMAS DO DIA A DIA. POR ISSO, É MUITO IMPORTANTE: CONHECER AS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DO CONSELHO E O TRABALHO QUE ELE FAZ. EXIGIR A CRIAÇÃO DO CONSELHO, SE NA ESCOLA DE SEUS FILHOS AINDA NÃO EXISTIR UM. CONVERSAR COM AS PESSOAS DO CONSELHO ESCOLAR SOBRE AS CONDIÇÕES E O FUNCIONAMENTO DA ESCOLA PROFESSORES, OS RESULTADOS DAS AVALIAÇÕES, BIBLIOTECA, LABORATÓRIOS DE CIÊNCIAS E INFORMÁTICA, OS CUIDADOS COM O PRÉDIO, COM OS BANHEIROS E AS SALAS DE AULA. 14

15 FALAMOS COMO VOCÊS PODEM E DEVEM APOIAR A VIDA ESCOLAR DE SEUS FILHOS. MAS E VOCÊS? CONCLUÍRAM OS ESTUDOS? SE NÃO, PROCUREM A ESCOLA DE SEU BAIRRO E VEJAM SE ELA OFERECE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS. CONVIDEM PESSOAS DE SUA FAMÍLIA E DE SUA COMUNIDADE A FAZER O MESMO. SEMPRE É TEMPO DE APRENDER! 15

16 Ministério da Educação

Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos.

Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. Caso seus filhos estejam com alguma dificuldade na escola, peçam orientação

Leia mais

CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 1

CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 1 CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 1 CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 2 1 2 3 VISITEM A ESCOLA DE SEUS FILHOS SEMPRE QUE PUDEREM. CONVERSEM COM OS PROFESSORES. PERGUNTEM

Leia mais

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO Este documento é resultado do chamado do Ministério da Educação à sociedade para um trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TABOÃO DA SERRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ASSOCIAÇÃO TABOÃO DA SERRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ASSOCIAÇÃO TABOÃO DA SERRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EDUCAÇÃO INFANTIL - PEDAGOGIA Diretrizes e Orientações Coordenador de Estágio

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Programa Bolsa Família AGENDA DA FAMÍLIA DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Copyright 2009 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Todos os direitos

Leia mais

Regras de Convivência Documentos Básicos (Última Revisão em agosto de 2009)

Regras de Convivência Documentos Básicos (Última Revisão em agosto de 2009) Regras de Convivência Documentos Básicos (Última Revisão em agosto de 2009) Rua Capistrano de Abreu, 29 Botafogo 2538-3231 Rua Conde de Irajá, 224 Botafogo 2538-3231 Rua Marques, 19 Humaitá 2538-3232 www.sapereira.com.br

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BANANAL ESTADO DE SÃO PAULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE BANANAL ESTADO DE SÃO PAULO PRIMEIRA RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE ABERTURA PROCESSO SELETIVO CLASSIFICATÓRIO N 001/2014 A Prefeitura do Município de Bananal/SP, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o disposto no artigo

Leia mais

GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO

GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO Apresentação Esta cartilha representa um grito dos educadores, dos estudantes, dos pais, dos trabalhadores e da sociedade civil organizada em defesa da educação pública de qualidade, direito de todos e

Leia mais

PLANO DE MOBILIZAÇÃO DAS IGREJAS CRISTÃS PELA EDUCAÇÃO

PLANO DE MOBILIZAÇÃO DAS IGREJAS CRISTÃS PELA EDUCAÇÃO PLANO DE MOBILIZAÇÃO DAS IGREJAS CRISTÃS PELA EDUCAÇÃO Quero trazer à memória aquilo que me dá esperança Lamentações de Jeremias, 3:21 Ensine a criança o caminho por onde andar e, assim, não se desviará

Leia mais

A vez e a voz das crianças

A vez e a voz das crianças 119 outubro de 2010-ESPECIAL CRIANÇA PARA LER NO AR A vez e a voz das crianças Às vésperas de 12 de outubro, Dia das Crianças, eu convido você, ouvinte, a refletir sobre os direitos das meninas e meninos

Leia mais

Professor BÓRIS em O DIREITO DE SER CRIANÇA

Professor BÓRIS em O DIREITO DE SER CRIANÇA Professor BÓRIS em O DIREITO DE SER CRIANÇA AUTORA Luciana de Almeida COORDENAÇÃO EDITORIAL Sílnia N. Martins Prado REVISÃO DE TEXTO Katia Rossini PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO Linea Creativa ILUSTRAÇÕES

Leia mais

Avaliação do clima na escola

Avaliação do clima na escola Avaliação do clima na escola INSTRUÇÕES INICIAIS PARA O GESTOR: Avise que a pesquisa para avaliar o clima da escola é anônima. Não será preciso colocar nome, apenas identificar a qual segmento da comunidade

Leia mais

PLANO DE AÇÃO NA GESTÃO DA ESCOLA 2012 A 2014

PLANO DE AÇÃO NA GESTÃO DA ESCOLA 2012 A 2014 PLANO DE AÇÃO NA GESTÃO DA ESCOLA 2012 A 2014 1 IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAR COLÉGIO ESTADUAL CHATEAUBRIANDENSE ENSINO MÉDIO, NORMAL E PROFISSIONAL R. ESTADOS UNIDOS, 170 - JD. AMÉRICA ASSIS CHATEAUBRIAND

Leia mais

(NOVA) Matemática Licenciatura. Relatório

(NOVA) Matemática Licenciatura. Relatório (NOVA) Matemática Licenciatura Prática de Ensino I Prof. Ms. Suelen Assunção Santos Unidade de Aprendizagem Ambiente Escolar e a Estrutura da Escola Relatório Logo: Escola Referências Completas Nome: EMEF

Leia mais

Princípios de Convivência. #orgulhodeserdivino

Princípios de Convivência. #orgulhodeserdivino Princípios de Convivência #orgulhodeserdivino INTRODUÇÃO Princípio de respeito ao próximo: Não farei ao outro o que eu não quero que me faça. Este manual visa à apresentação clara das normas de convivência

Leia mais

12 DE MARÇO DIA ESTADUAL DA FAMÍLIA PRESENTE NA ESCOLA

12 DE MARÇO DIA ESTADUAL DA FAMÍLIA PRESENTE NA ESCOLA 12 DE MARÇO DIA ESTADUAL DA FAMÍLIA PRESENTE NA ESCOLA Mensagem de Boas-Vindas Diretor Atividade Cultural PROJETO ESTADUAL FAMÍLIA PRESENTE NA EDUCAÇÃO O Projeto FAMÍLIA PRESENTE NA EDUCAÇÃO compõe uma

Leia mais

Educação Infantil. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta HORÁRIO DAS AULAS EXTRAS 2015. Turma: INFANTIL 2 B PROFESSORA TATIANA.

Educação Infantil. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta HORÁRIO DAS AULAS EXTRAS 2015. Turma: INFANTIL 2 B PROFESSORA TATIANA. Turma: INFANTIL 2 A PROFESSORA VANESSA 7:40-8:20 9:45-10:15 9:40 10:20 9:30 10:10 9:45-10:15 Os dias e horários das aulas extras podem sofrer alterações, que serão avisadas aos aulas de : a criança já

Leia mais

SETORES ADMINISTRATIVOS DAS FACULDADES PONTA GROSSA

SETORES ADMINISTRATIVOS DAS FACULDADES PONTA GROSSA Faculdades Ponta Grossa Comissão Própria de Avaliação Avaliação Institucional 2015/1 INÍCIO SAIR SETORES ADMINISTRATIVOS DAS FACULDADES PONTA GROSSA 01.01. 01 Conheço os meus direitos e deveres como acadêmico.

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO I EDUCAÇÃO INFANTIL CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ANO LETIVO :

ESTÁGIO SUPERVISIONADO I EDUCAÇÃO INFANTIL CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ANO LETIVO : ESTÁGIO SUPERVISIONADO I EDUCAÇÃO INFANTIL Aluno: CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ANO LETIVO : RA: Semestre: Turma: Endereço Completo: _ R. Cep: Telefone: E-MAIL Avaliação do Professor Orientador de Estágio:

Leia mais

MANUAL DO COORDENADOR REGIONAL VOLUNTÁRIO E TERMO DE COMPROMISSO DO COORDENADOR REGIONAL

MANUAL DO COORDENADOR REGIONAL VOLUNTÁRIO E TERMO DE COMPROMISSO DO COORDENADOR REGIONAL MANUAL DO COORDENADOR REGIONAL VOLUNTÁRIO E TERMO DE COMPROMISSO DO COORDENADOR REGIONAL 2010 TURMA DO BEM A Turma do Bem é uma OSCIP Organização da Sociedade Civil de Interesse Público fundada em 2002

Leia mais

MANUAL DO ALUNO - EDUCAÇÃO INFANTIL

MANUAL DO ALUNO - EDUCAÇÃO INFANTIL MANUAL DO ALUNO - EDUCAÇÃO INFANTIL 1. APRESENTAÇÃO Este guia tem por finalidade orientar os alunos e seus responsáveis sobre a estrutura e o funcionamento da 2. MISSÃO DA ESCOLA Para o COC, a missão da

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO O que buscamos Proporcionar educação com qualidade social para todas as crianças. Erradicar o analfabetismo, ampliar o nível

Leia mais

ANEXO I DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS TABELA A ATRIBUIÇÕES DO CARGO PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS

ANEXO I DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS TABELA A ATRIBUIÇÕES DO CARGO PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS ANEXO I DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS TABELA A ATRIBUIÇÕES DO CARGO PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS CARGO: PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS - Ministrar aulas de

Leia mais

Guia do aluno Informações Básicas

Guia do aluno Informações Básicas Guia do aluno Informações Básicas Pensando no processo de aproximação entre você e as tecnologias digitais que assegurarão um bom desempenho, criamos este guia com dicas para que você saiba como começar

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TABOÃO DA SERRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EDUCAÇÃO ESPECIAL

ASSOCIAÇÃO TABOÃO DA SERRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EDUCAÇÃO ESPECIAL ASSOCIAÇÃO TABOÃO DA SERRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EDUCAÇÃO ESPECIAL Diretrizes e Orientações Coordenador de Estágio Profª Adil

Leia mais

ORIENTAÇÕES CENSO ESCOLAR 2010 VERSÃO 1.0

ORIENTAÇÕES CENSO ESCOLAR 2010 VERSÃO 1.0 ORIENTAÇÕES CENSO ESCOLAR 2010 VERSÃO 1.0 SUMÁRIO 1. O QUE É O CENSO?... 3 2. QUANDO OCORRE?... 3 3. COMO É COLETADO COM AS ESCOLAS QUE UTILIZAM O SIGEAM ONLINE?. 4 4. O QUE É NECESSÁRIO SER FEITO ATÉ

Leia mais

Estagio Supervisionado I Língua Inglesa

Estagio Supervisionado I Língua Inglesa Introdução O objetivo geral desse Estágio Supervisionado de Língua Inglesa I, bem como as etapas realizadas nesse período de pesquisa e busca do acadêmico do curso de Letras visando levá-lo a conhecer

Leia mais

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões.

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões. Como tratar as pessoas: de uma maneira boa, ajudar todas as pessoas. Como não fazer com os outros: não cuspir, empurrar, chutar, brigar, não xingar, não colocar apelidos, não beliscar, não mentir, não

Leia mais

Orientações Operacionais para a Educação

Orientações Operacionais para a Educação PREFEITURA MUNICIPAL DE CABEDELO Secretaria de Educação Gabinete da Secretária Orientações Operacionais para a Educação Ano Letivo de 2014 Prefeitura Municipal de Cabedelo Secretaria de Educação Rua Pastor

Leia mais

Criança Lê Para Criança E.E. Professor Luiz Cintra do Prado Sala 5-2ª Sessão

Criança Lê Para Criança E.E. Professor Luiz Cintra do Prado Sala 5-2ª Sessão Criança Lê Para Criança E.E. Professor Luiz Cintra do Prado Sala 5-2ª Sessão Professora Apresentadora: Maria Aparecida Vieira Russo Realização: Foco Projeto de Língua Portuguesa voltado à alfabetização.

Leia mais

Letramento: Um ano de histórias

Letramento: Um ano de histórias 1 Letramento: Um ano de histórias Joyce Morais Pianchão 1 RESUMO Ensinar a ler e escrever é a meta principal da escola. E para que todos exerçam seus direitos, exercendo com dignidade a sua cidadania na

Leia mais

ESCOLA OFFICINA DO SABER. DIREITOS E DEVERES DO ALUNO (Texto retirado do Regimento Escolar)

ESCOLA OFFICINA DO SABER. DIREITOS E DEVERES DO ALUNO (Texto retirado do Regimento Escolar) ESCOLA OFFICINA DO SABER DIREITOS E DEVERES DO ALUNO (Texto retirado do Regimento Escolar) O aluno, razão de ser da escola, tendo em vista o seu próprio crescimento e o dos seus colegas, procurará sempre

Leia mais

A Ética e o Idoso: Comemorando o Dia Internacional da Terceira Idade.

A Ética e o Idoso: Comemorando o Dia Internacional da Terceira Idade. Ministério da Educação Início do Conteúdo A Ética e o Idoso: Comemorando o Dia Internacional da Terceira Idade. Autor e Co-autor(es) Autor Fátima Rezende Naves Dias UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Leia mais

Pedagogia LICENCIATURA

Pedagogia LICENCIATURA CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Portaria de Reconhecimento nº. 286 de 21 de dezembro de 2012 ROTEIRO DE ORGANIZAÇÃO DO CADERNO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I EDUCAÇÃO INFANTIL Pedagogia LICENCIATURA CURSO

Leia mais

MANUAL DO ALUNO E DA FAMÍLIA EDUCAÇÃO INFANTIL

MANUAL DO ALUNO E DA FAMÍLIA EDUCAÇÃO INFANTIL MANUAL DO ALUNO E DA FAMÍLIA EDUCAÇÃO INFANTIL A Educação Infantil tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança até os seis anos de idade, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual

Leia mais

MANUAL DO ALUNO DA ED. INFANTIL

MANUAL DO ALUNO DA ED. INFANTIL MANUAL DO ALUNO DA ED. INFANTIL SENHORES PAIS, RESPONSÁVEIS, Agradecemos a todas as famílias a confiança que têm depositado no projeto de Educação do Colégio CAFA. O MANUAL DO ALUNO é uma coletânea de

Leia mais

III ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO RESULTADO QUESTIONÁRIO BOLSISTAS

III ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO RESULTADO QUESTIONÁRIO BOLSISTAS III ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO 1. Há quanto tempo você participa do Programa de bolsa-auxílio do Instituto Girassol? Até 1 ano 3 De 1 a 2 anos 8 De 2 a 3 anos 3 De 2 a 3 anos 21% Até 1 ano 22%

Leia mais

PROJETO JORNAL BOAS NOVAS

PROJETO JORNAL BOAS NOVAS PROJETO JORNAL BOAS NOVAS Colégio Estadual José Pedro Varela Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ Márcia Simão Linhares Barreto UNIVERSO Coordenadora: Maria Suzana De Stefano Menin - UNESP Relatores da escola:

Leia mais

Manual Arkos Secretaria de Educação

Manual Arkos Secretaria de Educação Manual Arkos Secretaria de Educação 1) Sobre Arkos O portal Arkos foi inspirado por uma das mais bem sucedidas iniciativas educacionais da Europa incentivando milhões de alunos a lerem mais. A ideia básica

Leia mais

Orientações Gerais de Acordo com o Regimento Escolar (parecer favorável do COMED 006/05)

Orientações Gerais de Acordo com o Regimento Escolar (parecer favorável do COMED 006/05) Orientações Gerais de Acordo com o Regimento Escolar (parecer favorável do COMED 006/05) Dos Discentes Todos os alunos matriculados na Unidade Escolar integram o corpo discente tendo o DIREITO de: Valer-se

Leia mais

UNIVERSIDADE CAMILO CASTELO BRANCO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO PEDAGOGIA. 1. Licenciatura Plena

UNIVERSIDADE CAMILO CASTELO BRANCO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO PEDAGOGIA. 1. Licenciatura Plena UNIVERSIDADE CAMILO CASTELO BRANCO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO PEDAGOGIA 1. Licenciatura Plena Prática de Gestão Escolar da Educação Básica Prática de Coordenação e Orientação Educacional da Educação

Leia mais

F A C I C FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CRUZEIRO

F A C I C FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CRUZEIRO (deve ser emitido em papel timbrado da Escola) ATESTADO DE DOCÊNCIA* Atesto, para os devidos fins, que, R.G. exerceu horas de docência na ( ) Educação Infantil ( ) Ensino Fundamental Séries Iniciais, nessa

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÃO AOS PAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 2015

GUIA DE ORIENTAÇÃO AOS PAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 GUIA DE ORIENTAÇÃO AOS PAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 Guia de orientação aos pais 2015 3 GUIA DE ORIENTAÇÃO AOS PAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 Seguem abaixo as regras gerais do Liceu Terras do Engenho,

Leia mais

0 BRASIL: altura que varia entre 70cm e 1,40m.

0 BRASIL: altura que varia entre 70cm e 1,40m. 0 CONDIÇÃO: Antigamente nanismo, atualmente baixa estatura 0 INDIVÍDUO: Antigamente anão, atualmente pessoa de baixa estatura 0 Em alguns poucos países: pessoas pequenas ( little people, em inglês), como

Leia mais

Sistema de Monitoramento da Educação

Sistema de Monitoramento da Educação IPP Sistema de Monitoramento da Educação Instituto Pereira Passos Sergio Guimarães Ferreira Hotel Marriott, Rio, 2013 Instituto Pereira Passos IPP Rio Produtos IPP Monitoramento Secretaria Municipal de

Leia mais

www.precisamosderespostas.com.br @nossaeducacao www.precisamosderespostas.com.br @nossaeducacao

www.precisamosderespostas.com.br @nossaeducacao www.precisamosderespostas.com.br @nossaeducacao www.precisamosderespostas.com.br @nossaeducacao www.precisamosderespostas.com.br @nossaeducacao Compromisso do grupo rbs O Grupo RBS lançou, em 28 de agosto de 2012, no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina,

Leia mais

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO PROJETO DE EXTENSÃO EDITAL N.º 05/2010 PROJETO RONDON- JULHO 2011 A Universidade Metodista de São Paulo concorrerá a quatro operações nacionais no mês de Julho de 2011.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE ARTES, HUMANIDADES E LETRAS CAHL CURSO DE LICENCIATURA EM HISTÓRIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE ARTES, HUMANIDADES E LETRAS CAHL CURSO DE LICENCIATURA EM HISTÓRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE ARTES, HUMANIDADES E LETRAS CAHL CURSO DE LICENCIATURA EM HISTÓRIA ESTÁGIO SUPERVISIONADO I - ATIVIDADE DE OBSERVAÇÃO ELABORAÇÃO DE DIAGNÓSTICO SOBRE

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam

Leia mais

Rua Cônego de Castro, 1780 Vila Peri Fortaleza www.colegioguri.com.br

Rua Cônego de Castro, 1780 Vila Peri Fortaleza www.colegioguri.com.br Dar o exemplo não é a melhor maneira de influenciar os outros, é a única. Albert Schweitizer Rua Cônego de Castro, 1780 Vila Peri Fortaleza www.colegioguri.com.br Equipe Pedagógica Direção Francisca de

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

CLIPPING. Jornal: Jornal do Commercio Editoria: Economia Página: A-8 Data: 31/05/2012 Elaborada: (x ) Espontânea ( ) Ass.

CLIPPING. Jornal: Jornal do Commercio Editoria: Economia Página: A-8 Data: 31/05/2012 Elaborada: (x ) Espontânea ( ) Ass. Jornal: Jornal do Commercio Editoria: Economia Página: A-8 Data: 31/05/2012 Elaborada: (x ) Espontânea ( ) Ass. Comunicação Jornal: Diário do Amazonas Editoria: Economia Página: 8 Data: 31/05/2012 Elaborada:

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Diretoria de Estatísticas Educacionais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Diretoria de Estatísticas Educacionais Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Diretoria de Estatísticas Educacionais RESULTADO DO CENSO DA EDUCAÇÃO BÁSICA 2009 O Censo Escolar, realizado anualmente pelo

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO COORDENAÇÃO DE CURSO DOCENTES E UNIDADE CURRICULAR ATENDIMENTO AO ALUNO INFRAESTRUTURA COMUNICAÇÃO E IMAGEM

AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO COORDENAÇÃO DE CURSO DOCENTES E UNIDADE CURRICULAR ATENDIMENTO AO ALUNO INFRAESTRUTURA COMUNICAÇÃO E IMAGEM FACULDADE SENAC PORTO ALEGRE FSPOA AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO COORDENAÇÃO DE CURSO DOCENTES E UNIDADE CURRICULAR ATENDIMENTO AO ALUNO INFRAESTRUTURA COMUNICAÇÃO E IMAGEM CPA 2013/2 PARTICIPAÇÃO

Leia mais

Areas Metas Ações Parcerias Período

Areas Metas Ações Parcerias Período Escola Municipal Bernardo Ferreira Guimarães - Ensino Fundamental Criada pelo Decreto nº 6564 de 02/05/1962 Municipalizada a partir de 01/01/98 Res. Nº 9166/98 MG 11/02/98 Praça José Júlio de Souza Nº

Leia mais

Catálogo. Olá, FUTURO. Brockville, Cornwall, Kingston stlawrencecollege.ca/international

Catálogo. Olá, FUTURO. Brockville, Cornwall, Kingston stlawrencecollege.ca/international Catálogo Olá, FUTURO Brockville, Cornwall, Kingston stlawrencecollege.ca/international Por que escolher a St. Lawrence College? POR QUE NOS ESCOLHER? CAMPUS NOSSOS CURSOS DIVERSAS OPORTUNIDADES DE APRENDIZADO

Leia mais

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA)

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) REDE PRÓ-MENINO ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil CURSISTA: JACKELYNE RIBEIRO CINTRA MORAIS CPF: 014275241-06 ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) Características

Leia mais

Escola Estadual Helen Keller

Escola Estadual Helen Keller Anexo 2 Pré projeto de pesquisa - Biológicas Tema 1: Perfil da Escola Estadual Helen Keller Título: Contextualizando o Universo Escolar e Institucional Justificativa O Programa Institucional de Bolsa de

Leia mais

1.3. Do Diretor responsável pelo projeto da Escola de Educação Infantil Madre Paula

1.3. Do Diretor responsável pelo projeto da Escola de Educação Infantil Madre Paula RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2014 1- IDENTIDADE DO INSTITUTO MADRE PAULA ELIZABETE CERIOLI 1.1 - Da Entidade Social Nome: INSTITUTO MADRE PAULA ELIZABETE CERIOLI Endereço: CEP: 06653-020 Tel: (011) 4141-2017

Leia mais

Página 1 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR. Diretora: Neusa Maria Marinho Soares. Fundação: 01/02/1993. Criação: Lei nº 3.905

Página 1 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR. Diretora: Neusa Maria Marinho Soares. Fundação: 01/02/1993. Criação: Lei nº 3.905 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR Diretora: Neusa Maria Marinho Soares Fundação: 01/02/1993 Criação: Lei nº 3.905 Endereço: Avenida Vitória, s/n Bairro: Romão CEP.: 29040-010 Telefone: (27) 3322-2148

Leia mais

Você tem alguma pergunta SOBRE O NOSSO COLÉGIO?

Você tem alguma pergunta SOBRE O NOSSO COLÉGIO? Você tem alguma pergunta SOBRE O NOSSO COLÉGIO? ÍNDICE Matrícula: quando fazer?...3 Mensalidade: quanto é?...4 Horários: quais são?...5 E o transporte? Como anda?...6 Uniforme ou roupa da moda?...7 Livro

Leia mais

Orientação às Famílias

Orientação às Famílias Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Cartilha Orientação às Famílias Brasília, 10 de agosto de 2012. 1 Presidência da República Ministério da

Leia mais

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAINA SETOR REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E ENSINO INTEGRAL Sugestão de Planejamento da Semana

Leia mais

Projeto: Aluno Monitor do ATE

Projeto: Aluno Monitor do ATE ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL RENATO PRADI Projeto: Aluno Monitor do ATE Jaraguá do Sul PROJETO:

Leia mais

Plano Nacional de Educação. Programa Bolsa Família e MDS

Plano Nacional de Educação. Programa Bolsa Família e MDS Plano Nacional de Educação COORDENAÇÃO GERAL DE INTEGRAÇÃO E ANÁLISE DE INFORMAÇÕES Departamento de Condicionalidades x Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Ministério do Desenvolvimento Social e

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES

RELATÓRIO DE ATIVIDADES Nome do estagiário: Professor Supervisor: Rosângela Menta Mello Instituição em que realizou o estágio: Data do relatório: COLÉGIO ESTADUAL WOLFF KLABIN RELATÓRIO DE ATIVIDADES Período do estágio na instituição:

Leia mais

SEGMENTO I (Educação Infantil ao 5º ano)

SEGMENTO I (Educação Infantil ao 5º ano) Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio Rua Caraíbas, 882 Cep. 05020-000 (Administração) Rua Cel. Melo de Oliveira, 221 Cep. 05011-040 Fone: (11) 3202.8500 Fax: (11) 3202.8541 Vila Pompeia

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

Projeto Educação Infantil 2011. Walter Armellei Júnior - diretor Alessandra Thomaz Vicente Lee - coordenadora

Projeto Educação Infantil 2011. Walter Armellei Júnior - diretor Alessandra Thomaz Vicente Lee - coordenadora Projeto Educação Infantil 2011 Walter Armellei Júnior - diretor Alessandra Thomaz Vicente Lee - coordenadora 1ª parte Fundamentação e escolhas de linha de atuação Fundamentação e escolhas de linha de atuação

Leia mais

Subsídios para O CULTO COM CRIANÇAS

Subsídios para O CULTO COM CRIANÇAS Subsídios para O CULTO COM CRIANÇAS O que é um culto infantil? O culto para crianças não tem o objetivo de tirar a criança de dentro do templo para evitar que essa atrapalhe o culto ou atrapalhe a atenção

Leia mais

abertura do portão início das aulas saída abertura do portão início das aulas saída

abertura do portão início das aulas saída abertura do portão início das aulas saída Horários Entrada e Saída Educação Infantil e 1º ano MANHÃ TARDE 7h10 7h30 12h 13h10 13h30 18h abertura do portão início das aulas saída abertura do portão início das aulas saída Atrasos e faltas Alunos

Leia mais

UMA AÇÃO INCLUSIVA FRENTE ÀS TECNOLOGIAS ASSISTIVAS UTILIZADAS POR PESSOAS CEGAS

UMA AÇÃO INCLUSIVA FRENTE ÀS TECNOLOGIAS ASSISTIVAS UTILIZADAS POR PESSOAS CEGAS UMA AÇÃO INCLUSIVA FRENTE ÀS TECNOLOGIAS ASSISTIVAS UTILIZADAS POR PESSOAS CEGAS Carlene da Penha Santos - Graduanda/ UFPB Luzia Domiciano da Silva - Graduanda/ UFPB OBJETIVO Aproximar os alunos ditos

Leia mais

PROGRAMA DE COMPROMETIMENTO E GRATUIDADE - PCG EDITAL 005/2015 EDITAL DE REMATRÍCULAS PROCEDIMENTOS DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO

PROGRAMA DE COMPROMETIMENTO E GRATUIDADE - PCG EDITAL 005/2015 EDITAL DE REMATRÍCULAS PROCEDIMENTOS DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO PROGRAMA DE COMPROMETIMENTO E GRATUIDADE - PCG EDITAL 005/2015 EDITAL DE REMATRÍCULAS PROCEDIMENTOS DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO O Diretor do Departamento Regional do Serviço Social do Comércio / Sesc Administração

Leia mais

EDUCAÇÃO INCLUSIVA: ALUNO COM DEFICIÊNCIA MÚLTIPLA NO ENSINO REGULAR

EDUCAÇÃO INCLUSIVA: ALUNO COM DEFICIÊNCIA MÚLTIPLA NO ENSINO REGULAR EDUCAÇÃO INCLUSIVA: ALUNO COM DEFICIÊNCIA MÚLTIPLA NO ENSINO REGULAR Autoras: Natália Aparecida DAL ZOT, Rafaela Alice HORN, Neusa MARTINI Identificação autores: Acadêmica do Curso de Matemática-Licenciatura

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

POLO 19 POLO 17 POLO 18 POLO 22 POLO 24 POLO 21 POLO 25. E.M. Nilcelina S. Ferreira

POLO 19 POLO 17 POLO 18 POLO 22 POLO 24 POLO 21 POLO 25. E.M. Nilcelina S. Ferreira 17 19 18 E.M. Nilcelina S. Ferreira 20 22 21 23 24 25 5 Metas para a Gestão Democrática META 1 a. garantir a autonomia políticod i d á t i c o - p e d a g ó g i c a e administrativa às instituições educacionais

Leia mais

A INTERNET COMPLETOU 20 ANOS DE BRASIL EM 2015.

A INTERNET COMPLETOU 20 ANOS DE BRASIL EM 2015. A INTERNET COMPLETOU 20 ANOS DE BRASIL EM 2015. Isso nos permite afirmar que todas as pessoas nascidas após 1995 são consideradas NATIVAS DIGITAIS, ou seja, quando chegaram ao mundo, a internet já existia.

Leia mais

Para a sociedade Promover soluções de acesso a tratamentos odontológicos.

Para a sociedade Promover soluções de acesso a tratamentos odontológicos. REGIONAL VOLUNTÁRIO 2010 / 2011 CONHECENDO A TURMA DO BEM A Turma do Bem é uma OSCIP Organização da Sociedade Civil de Interesse Público fundada em 2002 que tem como missão mudar a percepção da sociedade

Leia mais

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA Prezados Pais, Responsáveis e Alunos Recomendamos a todos que leiam com atenção cada uma destas orientações, pois os pais e responsáveis dos alunos matriculados no SER

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO FUNDÃO + ESCOLA + PESSOA PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA 2013-2017 Agrupamento de Escolas do Fundão Página 1 Perante o diagnóstico realizado, o Agrupamento assume um conjunto de prioridades

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

Relatório de ações pedagógicas desenvolvidas no ano de 2014. Educação Básica

Relatório de ações pedagógicas desenvolvidas no ano de 2014. Educação Básica Relatório de ações pedagógicas desenvolvidas no ano de 2014 Educação Básica Dezembro 2014 Educação Básica Educação Infantil Ensino Fundamental Programa de Leitura Ações Interdepartamentais Articulações

Leia mais

Avaliação do curso de Administração

Avaliação do curso de Administração Avaliação do curso de Administração Avaliações A Equipe de Avaliação elaborou um relatório consolidado das avaliações realizadas pelos estudantes, mediante questionários, no segundo semestre de 2010, com

Leia mais

dicas para usar o celular nas aulas

dicas para usar o celular nas aulas E-book 11 dicas para usar o celular nas aulas Sugestões de atividades com os aplicativos mais básicos e simples de um aparelho Por Talita Moretto É permitido compartilhar e adaptar este material, desde

Leia mais

Apresentação. SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho. COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira

Apresentação. SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho. COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira Apresentação SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira Descritivo: "A educação deve possibilitar ao corpo e à alma toda a perfeição e a beleza que podem

Leia mais

RECOMENDAÇÃO nº 001/2010-PJIJ-STN

RECOMENDAÇÃO nº 001/2010-PJIJ-STN RECOMENDAÇÃO nº 001/2010-PJIJ-STN O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO AMAPÁ, neste ato representado pelo titular da PROMOTORIA DE JUSTIÇA DA INFÂNCIA E JUVENTUDE da Comarca de Santana, no uso de suas atribuições

Leia mais

ENSINANDO A APRENDER!

ENSINANDO A APRENDER! ENSINANDO A APRENDER! A hora do estudo da criança em casa pode ser produtiva, eficaz e até prazerosa se você colocar em prática uma série de dicas valiosas dos especialistas. Confira! Estudar é fundamental.

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO RUA: PORTUGAL, 20, BAIRRO DA GLÓRIA, CONTAGEM / MG CEP: 32340-010 - Fone: (31) 3352-5416 - educacao@contagem.mg.gov.br Diretoria de Educação Continuada, Alfabetização de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ A N E X O I E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 01/2015 D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S RETIFICAÇÃO

Leia mais

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Vocês acham possam a coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - cer d o t t o a r que ga cr ia n y ç a s s? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ELEMENTOS PARA O NOVO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ELEMENTOS PARA O NOVO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ELEMENTOS PARA O NOVO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO BÁSICA: EDUCAÇÃO BÁSICA: 1. Definir os padrões mínimos de qualidade estabelecidos pela LDB, considerando as especificidades

Leia mais

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

file:///e /Voluntário%20da%20Educação%20Espírita%20-%20Entrevista%20com%20Rita%20Foelker%20(CVDEE).txt

file:///e /Voluntário%20da%20Educação%20Espírita%20-%20Entrevista%20com%20Rita%20Foelker%20(CVDEE).txt CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo http://www.cvdee.org.br Entrevista Virtual Entrevistado(a): Rita Foelker Tema: Voluntário da Educação Espírita Num. Questões: 17 Nota: O conteúdo

Leia mais

SUPERAÇÃO JÁ! ETAPA DEterminaÇÃO CADERNO DO ESTUDANTE

SUPERAÇÃO JÁ! ETAPA DEterminaÇÃO CADERNO DO ESTUDANTE Escola de Tempo Integral Experiências Matemáticas 7º ANO (6ª série) SUPERAÇÃO JÁ! ETAPA DEterminaÇÃO CADERNO DO ESTUDANTE Este é um material em construção que contém os capítulos de apoio das atividades

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

A formulação do Projeto de Pesquisa

A formulação do Projeto de Pesquisa Ciências Sociais Profa. Verónica Cortes A formulação do Projeto de Pesquisa - Conhecimento é uma leitura do real. - Mas uma leitura realizada com um certo método, o método científico. - A produção de conhecimento

Leia mais

Plano de Gestão 2013-2015

Plano de Gestão 2013-2015 Plano de Gestão 2013-2015 CANDIDATAS DIRETORA: MARIA MAGARI INDA DA ROCHA VICE-DIRETORA: LUCI MEIRE RISSO BARBOSA PLANO DE GESTÃO A escola onde trabalho está baseada nos valores humanistas, tendo como

Leia mais