ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL"

Transcrição

1 ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL

2 ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UMA: REPORTAGEM

3 Tipos de Textos Características Gêneros Textuais NARRAR DESCREVER / RELATAR ARGUMENTAR EXPOR INSTRUIR Texto (oral ou escrito) literário / ficcional Texto (oral ou escrito) documental baseado nas ações humanas discute questões sociais transmite saberes descreve ações / instruções Conto Romance Crônica literária Piada Reportagem Texto de opinião Carta de leitor Resenha crítica Editorial Seminário Palestra Entrevista Manual Receita Regras de Jogo

4 REPORTAGEM A reportagem é a cobertura de um fato real de modo mais amplo e aprofundado, constituída por citações, entrevistas, relatos, fragmentos de opinião, boxes informativos, fotografias etc. Diferentemente da notícia, que apenas relata os fatos, a reportagem apresenta várias vozes a respeito de um assunto ou um acontecimento. Vale lembrar que a notícia não esgota o fato, mas a reportagem pretende fazê-lo. (Manual de redação e estilo de O Estado de S. Paulo, 1997, p. 254)

5 Interlocutor / Leitor: pessoas em geral que se interessam pelo tema desenvolvido; Finalidade do gênero: divulgar informações detalhadas sobre um fato de interesse geral; Veículo / Suporte: jornais e revistas digitais e impressas, TV, sites etc. ESTRUTURA Título / Manchete: deve ser simples, mas que atraia o interesse do leitor; Subtítulo / Olho: é uma prévia do conteúdo da reportagem e deve ser disposto logo abaixo do título; Assinatura: nome do repórter; Lide: primeiro parágrafo; resume de maneira geral o tema da reportagem; Corpo do texto: desenvolvimento da reportagem; uso de entrevistas (discurso direto ou citado), dados estatísticos, fotografias etc. para aprofundar o tema; apresentação de diferentes pontos de vista sobre o assunto; conclusão. LINGUAGEM REPORTAGEM Frases curtas e objetivas Impessoal (Verbos na 3ª pessoa) Norma culta da língua Citação direta ou indireta de discursos (aspas nas citações diretas de fala)

6 REPORTAGEM

7 ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UMA: RESENHA CRÍTICA

8 Tipos de Textos Características Gêneros Textuais NARRAR DESCREVER / RELATAR ARGUMENTAR EXPOR INSTRUIR Texto (oral ou escrito) literário / ficcional Texto (oral ou escrito) documental baseado nas ações humanas discute questões sociais transmite saberes descreve ações / instruções Conto Romance Crônica literária Piada Reportagem Resenha crítica Seminário Palestra Entrevista Manual Receita Regras de Jogo

9 ESTRUTURA RESENHA CRÍTICA Título: deve ser simples, mas que atraia o interesse do leitor; Assinatura: nome do(s) autor(es) da resenha; Texto: 1. Apresentar a obra (filme, álbum musical ou outra obra de arte); 2. Fazer um breve resumo das características da obra (no caso de filmes e livros, não se deve revelar o desfecho); 3. Fazer uma crítica expondo sua opinião sobre a obra (comentar sua importância no contexto histórico e/ou artístico); 4. Indicar a obra (ou não) direcionando-a a um público específico; 5. Apresentar brevemente o autor (pode-se comentar sobre outras obras dele); 6. Divulgar uma imagem da obra com algumas informações objetivas na legenda: título da obra, nome do autor, compositor ou diretor. LINGUAGEM Linguagem formal (norma padrão) Formas verbais: verbos na 3ª pessoa quando se escreve sobre a obra; verbos na 1ª pessoa quando se expõe a opinião.

10 RESENHA CRÍTICA Para visualizar um modelo de resenha crítica, escrita por um menino de 10 anos e publicada na Folhinha, acessar ao link abaixo:

11 ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UM: TEXTO DE OPINIÃO

12 Tipos de Textos Características Gêneros Textuais NARRAR DESCREVER / RELATAR ARGUMENTAR EXPOR INSTRUIR Texto (oral ou escrito) literário / ficcional Texto (oral ou escrito) documental baseado nas ações humanas discute questões sociais transmite saberes descreve ações / instruções Conto Romance Crônica literária Piada Reportagem Texto de opinião Seminário Palestra Entrevista Manual Receita Regras de Jogo

13 TEXTO DE OPINIÃO ESTRUTURA Título: deve ser simples, mas que atraia o interesse do leitor; Assinatura: nome do(s) autor(es) do texto de opinião; Texto: 1. Apresentar o tema ou texto (propaganda, reportagem, etc.) descrevendo-o brevemente (imagens e texto); 2. Observar e expor aspectos positivos e negativos referentes ao tema; 3. Justificar esses aspectos por meio de argumentos (deve-se fazer uma boa reflexão do tema para que se produza bons argumentos); 4. Concluir o texto reafirmando a sua opinião ou apresentando possíveis soluções. LINGUAGEM Linguagem formal (norma padrão) Formas verbais: verbos na 3ª pessoa para apresentar o tema; verbos na 1ª pessoa quando se expõe a opinião.

14 TEXTO DE OPINIÃO EXEMPLO DE UM TEXTO DE OPINIÃO O Brasil é um país privilegiado no que diz respeito à quantidade e à qualidade de suas águas, mas, se não fizermos boas campanhas educativas para a população, logo perderemos esse privilégio. Em nossa opinião, já manifestada em artigos anteriores, as campanhas são necessárias porque muitas pessoas desperdiçam água lavando calçadas diariamente, não consertando torneiras que vazam e passando muito tempo nos chuveiros. Nem todos são favoráveis às campanhas educativas. Para alguns economistas, a solução é aumentar o preço da água. Pensamos que isso seria um verdadeiro absurdo, pois o preço da água brasileira é um dos mais altos do mundo! Por outro lado, mesmo pagando caro, os brasileiros continuam desperdiçando água. Todos sabemos que seria impossível viver sem água. Então, a solução melhor é fazer campanhas educativas que ajudem a conscientizar a população, mostrando a todos que a água é um recurso que pode se esgotar com o mau uso. (Adaptado de Antônio Ermínio de Moraes: Depois da água, por que não o ar? Folha de São Paulo: Opinião 24/03/02) Fonte:

15 ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UMA: CARTA DE LEITOR

16 CARTA DE LEITOR ESTRUTURA 1. Local e data; 2. Identificar o destinatário (se dirigir a ele por meio de um Vocativo); 3. Identificar o tema da carta (reportagem ou outro texto que será comentado); 4. Expor sua opinião sobre o tema; 5. Assinar a carta (nome dos autores). LINGUAGEM Linguagem formal (norma padrão) Verbos na 1ª pessoa.

17 CARTA DE LEITOR EXEMPLO DE UMA CARTA DE LEITOR Maringá, 24 de outubro de Caro editor da revista "Meus filhos", Ao ler o texto "Meu tênis é mais caro que o seu" de Rosely Sayão, acredito realmente que hoje estamos vivendo em um mundo completamente consumista, onde o ter é mais importante do que o ser. Após prestar bastante atenção em meu filho, tive que concordar com a autora em alguns pontos e venho dizer que realmente as crianças são julgadas pelo que usam e aquelas que não possuem o que está "na moda" são bem humilhadas. Tudo isso é culpa da mídia que lança um produto que é apresentado como o melhor e que se o adolescente não tem é julgado como ninguém. Por isso, na minha opinião, para isso parar de acontecer o primeiro passo tem que ser nosso, os pais, ao ensinar aos filhos que o caráter é mais importante do aquilo que você veste. Obrigado pela atenção. Leitor [Nome do autor da carta] Fonte:

18 ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UM: EDITORIAL

19 Tipos de Textos Características Gêneros Textuais NARRAR DESCREVER / RELATAR ARGUMENTAR EXPOR INSTRUIR Texto (oral ou escrito) literário / ficcional Texto (oral ou escrito) documental baseado nas ações humanas discute questões sociais transmite saberes descreve ações / instruções Conto Romance Crônica literária Piada Reportagem Editorial Seminário Palestra Entrevista Manual Receita Regras de Jogo

20 EDITORIAL ESTRUTURA No primeiro e segundo parágrafos apresenta-se brevemente o tema (os acontecimentos mais importantes dos Anos 60 ); Em um ou dois parágrafos apresenta-se o posicionamento a respeito do tema: apresentação de argumentos defendendo (ou não) a sua relevância e importância; No último parágrafo apresenta-se a conclusão, conduzindo o leitor a uma reflexão sobre o assunto. LINGUAGEM Norma culta da língua Impessoal (Verbos na 3ª pessoa)

21 EDITORIAL Para visualizar um modelo de editorial consultar as páginas 56 e 57 do livro de Língua Portuguesa ou acessar ao link abaixo:

22 BOM TRABALHO A TODOS!!!

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

ritmo; atividades. linguagem verbal e não verbal); filmes, etc); acordo com o interlocutor; respeitar opiniões alheias. textos;

ritmo; atividades. linguagem verbal e não verbal); filmes, etc); acordo com o interlocutor; respeitar opiniões alheias. textos; PLANO DE AULA 1º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 6 º ANO CONTEÚDO ESTRUTURANTE: O DISCURSO COMO PRÁTICA SOCIALMENTE Professora: Rosangela Manzoni Siqueira CONTEÚDOS BÁSICOS: RETOMADA DOS GÊNEROS TRABALHADOS

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO PLANO DE ENSINO. Modalidade de Ensino: Componente Curricular: Comunicação e Linguagem

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO PLANO DE ENSINO. Modalidade de Ensino: Componente Curricular: Comunicação e Linguagem 1 IDENTIFICAÇÃO Curso: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Licenciatura em Química Componente Curricular: Comunicação e Linguagem PLANO DE ENSINO Modalidade de Ensino: Superior

Leia mais

TRABALHO INTERDISCIPLINAR 9º ANO 2013

TRABALHO INTERDISCIPLINAR 9º ANO 2013 TRABALHO INTERDISCIPLINAR 9º ANO 2013 1. Tema As relações interpessoais na atualidade. 2. Delimitação do tema As relações humanas e a socialização. 3. Problema Qual a importância das relações interpessoais

Leia mais

PRODUÇÃO ORAL E ESCRITA NO EXAME CELPE-BRAS

PRODUÇÃO ORAL E ESCRITA NO EXAME CELPE-BRAS PRODUÇÃO ORAL E ESCRITA NO EXAME CELPE-BRAS Professoras: Luiza Castro Solange López Indagações: Como preparar um aluno para o exame CELPE-Bras? É importante conhecer a cultura do Brasil? Que habilidades

Leia mais

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PORTUGUESA DE LÍNGUA. Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) MARÇO

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PORTUGUESA DE LÍNGUA. Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) MARÇO EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUA PORTUGUESA MARÇO 2013 Expectativas de Aprendizagem de Língua Portuguesa dos anos iniciais do Ensino Fundamental 1º ao 5º ano Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º

Leia mais

Colégio Monteiro Lobato

Colégio Monteiro Lobato Colégio Monteiro Lobato Disciplina: Anual 2013 Redação Professor (a): Barbara Venturoso Série: 6º ano Turma: A PLANEJAMENTO ANUAL 2013 Plano de curso Conteúdos Procedimentos Objetivos Avaliações 1º Trimestre

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco REDAÇÃO AULA 5 Professora Sandra Franco DISSERTAÇÃO 1. Definição de Dissertação. 2. Roteiro para dissertação. 3. Partes da dissertação. 4. Prática. 5. Recomendações Gerais. 6. Leitura Complementar. 1.

Leia mais

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental no percurso

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE CONTEÚDO ESTRUTURANTE

PLANO DE TRABALHO DOCENTE CONTEÚDO ESTRUTURANTE COLEGIO ESTADUAL DARIO VELLOZO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL Rua Haroldo Hamilton, 271 Centro - CEP 85905-390 Fone/Fax 45 3378-5343 - Email: colegiodariovellozo@yahoo.com.br www.toodariovellozo.seed.pr.gov.br

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

Língua Portuguesa 1ºEM

Língua Portuguesa 1ºEM ASSESSORIA DE EDUCAÇÃO PROVÍNCIA DO PARANÁ Colégio Social Madre Clélia Língua Portuguesa 1ºEM Prof. Eliana Martens A prova de redação é extremamente importante em vestibulares e em concursos Avalia diferentes

Leia mais

A ESCRITA CRIATIVA: ESCREVENDO EM SALA DE AULA E PUBLICANDO NA WEB Solimar Patriota Silva (UNIGRANRIO) solimar.silva@unigranrio.edu.

A ESCRITA CRIATIVA: ESCREVENDO EM SALA DE AULA E PUBLICANDO NA WEB Solimar Patriota Silva (UNIGRANRIO) solimar.silva@unigranrio.edu. A ESCRITA CRIATIVA: ESCREVENDO EM SALA DE AULA E PUBLICANDO NA WEB Solimar Patriota Silva (UNIGRANRIO) solimar.silva@unigranrio.edu.br RESUMO O objetivo deste trabalho é apresentar algumas sugestões de

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

A LEITURA EM QUADRINHOS NA ESCOLA: POSSIBILIDADES PEDAGÓGICAS. Material elaborado por Aline Oliveira, Eliana Oiko e Ghisene Gonçalves

A LEITURA EM QUADRINHOS NA ESCOLA: POSSIBILIDADES PEDAGÓGICAS. Material elaborado por Aline Oliveira, Eliana Oiko e Ghisene Gonçalves A LEITURA EM QUADRINHOS NA ESCOLA: POSSIBILIDADES PEDAGÓGICAS Material elaborado por Aline Oliveira, Eliana Oiko e Ghisene Gonçalves DOAÇÃO DE LIVROS À: BIBLIOTECA PÚBLICA (APROX. 150 LIVROS) UNIDADES

Leia mais

2. CAIXA DE FERRAMENTAS - CHEGANDO A REDAÇÃO

2. CAIXA DE FERRAMENTAS - CHEGANDO A REDAÇÃO SUMÁRIO INTRODUÇÃO 15 Para que serve este Livro 17 Como usar este livro 1. PARA ENTENDER A PROFISSÃO 23 O que é preciso para ter sucesso na profissão 23 TALENTO - Como saber se você tem 24 CONHECIMENTO-Como

Leia mais

Workshop Comunicação e Marketing para terapeutas e administradores de espaços holísticos. Lançamento do site Portal do Bem Rio de Janeiro, 31/05/2012

Workshop Comunicação e Marketing para terapeutas e administradores de espaços holísticos. Lançamento do site Portal do Bem Rio de Janeiro, 31/05/2012 Workshop Comunicação e Marketing para terapeutas e administradores de espaços holísticos Lançamento do site Portal do Bem Rio de Janeiro, 31/05/2012 Marketing criar produtos e serviços que atendam necessidades

Leia mais

Palavras-chave: gêneros textuais, resenha crítica, ensino, leitura e produção textual

Palavras-chave: gêneros textuais, resenha crítica, ensino, leitura e produção textual RESENHA CRÍTICA NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA: PRÁTICAS DE ANÁLISE E PRODUÇÃO DE TEXTOS Valdisnei Martins de CAMPOS Letras - CAC/UFG; valdis_martins@hotmail.com Erislane Rodrigues RIBEIRO Letras - CAC/UFG;

Leia mais

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA 1 Prezado(a) aluno(a), Este roteiro foi preparado para auxiliá-lo na elaboração de sua monografia (TCC). Ele o apoiará na estruturação das etapas do seu trabalho de maneira

Leia mais

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA LEITURA NA PONTA DA LÍNGUA E ESCRITA NA PONTA DO LÁPIS

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA LEITURA NA PONTA DA LÍNGUA E ESCRITA NA PONTA DO LÁPIS PROJETO DE LEITURA E ESCRITA LEITURA NA PONTA DA LÍNGUA E ESCRITA NA PONTA DO LÁPIS A língua é um sistema que se estrutura no uso e para o uso, escrito e falado, sempre contextualizado. (Autor desconhecido)

Leia mais

Uma ferramenta de comunicação é um meio, uma forma de transmitir uma informação, pensamento, ideia, opinião.

Uma ferramenta de comunicação é um meio, uma forma de transmitir uma informação, pensamento, ideia, opinião. Uma ferramenta de comunicação é um meio, uma forma de transmitir uma informação, pensamento, ideia, opinião. Uma forma oral? Uma forma sonora? ou Uma forma visual/escrita?? Off-line: Revistas; Panfletos;

Leia mais

Unidade IV. Ciência - O homem na construção do conhecimento. APRENDER A APRENDER LÍNGUA PORTUGUESA APRENDER A APRENDER DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Unidade IV. Ciência - O homem na construção do conhecimento. APRENDER A APRENDER LÍNGUA PORTUGUESA APRENDER A APRENDER DINÂMICA LOCAL INTERATIVA A A Unidade IV Ciência - O homem na construção do conhecimento. 2 A A Aula 39.2 Conteúdos: Anúncio publicitário: A construção de um anúncio publicitário. 3 A A Habilidades: Relacionar linguagem verbal

Leia mais

ESTRUTURA DO TIID 2010

ESTRUTURA DO TIID 2010 ESTRUTURA DO TIID 2010 7. Anexos c 7. A ficha de entrevista, agora com as respostas, deve ser apresentada como anexo, após as referências bibliográficas. 6. Referências Bibliográficas 6. As referências

Leia mais

inglês MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DE EDIÇÕES SM Comparativos Curriculares SM língua estrangeira moderna ensino médio

inglês MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DE EDIÇÕES SM Comparativos Curriculares SM língua estrangeira moderna ensino médio MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DE EDIÇÕES SM língua estrangeira moderna Comparativos Curriculares SM inglês ensino médio A coleção Alive High Língua Estrangeira Moderna Inglês e o currículo do Estado de Goiás

Leia mais

COLETÂNEA CONTINUA...

COLETÂNEA CONTINUA... Natal, 05 de abril de 2011 PROVA DE REDAÇÃO A prova de redação apresenta uma proposta de construção textual: uma CARTA ABERTA. Com a finalidade de auxiliá-lo(a) na compreensão prévia da temática em foco,

Leia mais

Palavras-chave: Leitura. Oralidade. (Re)escrita. Introdução

Palavras-chave: Leitura. Oralidade. (Re)escrita. Introdução 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA (X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA OS TEXTOS

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOSÉ ROBERTO PACHECO

ESCOLA ESTADUAL JOSÉ ROBERTO PACHECO Planejamento Anual 2014 ESCOLA ESTADUAL JOSÉ ROBERTO PACHECO Identificação da turma: 9 Anos A e B 1 Semestre de 2014 Identificação do professor: Tiago Silva de Oliveira Área do conhecimento: Língua Portuguesa

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo Ênfase Identificação Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I Docente(s) Angelo Sottovia Aranha Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

RESENHA: O QUE É E COMO SE FAZ

RESENHA: O QUE É E COMO SE FAZ 1 Resenha: o que é e como se faz RESENHA: O QUE É E COMO SE FAZ Ronaldo Martins Você já deve saber que o que nós chamamos "texto" corresponde a um conjunto de coisas bastante diversas. Sua certidão de

Leia mais

EDITAL DE INTERCÂMBIO CULTURAL/ EDUCACIONAL ALEMANHA X BRASIL PREFEITURA DE GUABIRUBA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO CULTURAL

EDITAL DE INTERCÂMBIO CULTURAL/ EDUCACIONAL ALEMANHA X BRASIL PREFEITURA DE GUABIRUBA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO CULTURAL EDITAL DE INTERCÂMBIO CULTURAL/ EDUCACIONAL ALEMANHA X BRASIL PREFEITURA DE GUABIRUBA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO CULTURAL De acordo com a Lei 1456/2014 de 16 de abril de 2014. Em 2014, a cidade de

Leia mais

Crack: o drama de uma escolha 1. Isadora Nicastro Schwanke JULIÃO 2 Ana Paula MIRA 3 Universidade Positivo, PR

Crack: o drama de uma escolha 1. Isadora Nicastro Schwanke JULIÃO 2 Ana Paula MIRA 3 Universidade Positivo, PR Crack: o drama de uma escolha 1 Isadora Nicastro Schwanke JULIÃO 2 Ana Paula MIRA 3 Universidade Positivo, PR RESUMO Esse trabalho se propõe a explicar o processo de produção da reportagem Crack: o drama

Leia mais

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL 1) PARA O ENSINO MÉDIO REDAÇÃO Do 1º ano ao 3º ano do ensino médio, a prova discursiva será composta

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE

PLANO DE TRABALHO DOCENTE COLÉGIO ESTADUAL CRISTO REI ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua das Ameixeiras, 119 Núcleo Cristo Rei Fone/Fax: 0xx42 3624 3095 CEP 85060-160 Guarapuava Paraná grpcristorei@seed.pr.gov.br PLANO DE TRABALHO

Leia mais

Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1

Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1 Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1 Letícia BARROSO 2 Thaís PEIXOTO 3 Centro Universitário Fluminense Campus II- Campos/RJ RESUMO: A falta de espaço nos veículos convencionais

Leia mais

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DOS ARTIGOS. Revista Interdisciplinaridade

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DOS ARTIGOS. Revista Interdisciplinaridade NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DOS ARTIGOS Revista Interdisciplinaridade INTERDISCIPLINARIDADE é uma revista de periodicidade anual, cujo volume de cada ano será publicado em outubro e poderão ser realizadas

Leia mais

CURRÍCULO DE PORTUGUÊS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CURRÍCULO DE PORTUGUÊS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO CURRÍCULO DE PORTUGUÊS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO Eduardo Campos VICE-GOVERNADOR João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL CRISTO REI ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

COLÉGIO ESTADUAL CRISTO REI ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO COLÉGIO ESTADUAL CRISTO REI ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua das Ameixeiras, 119 Núcleo Cristo Rei Fone/Fax: 0xx42 3624 3095 CEP 85060-160 Guarapuava Paraná grpcristorei@seed.pr.gov.br PLANO DE TRABALHO

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DE INGLÊS ENSINO FUNDAMENTAL

MATRIZ CURRICULAR DE INGLÊS ENSINO FUNDAMENTAL MATRIZ CURRICULAR DE INGLÊS ENSINO FUNDAMENTAL 2014 1 3º ANO Cumprimentos e apresentação pessoal Objetos escolares Cores Aniversário Números até 10 Iniciar conversação em língua estrangeira cumprimentando

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Cultura Brasileira 1º PERÍODO O fenômeno cultural. Cultura(s) no Brasil. Cultura regional e

Leia mais

MJ Secretaria Nacional de Segurança Pública Orientações para o Conteudista. Estruturação dos Materiais Básicos para os Cursos da SENASP

MJ Secretaria Nacional de Segurança Pública Orientações para o Conteudista. Estruturação dos Materiais Básicos para os Cursos da SENASP MJ Secretaria Nacional de Segurança Pública Orientações para o Conteudista Estruturação dos Materiais Básicos para os Cursos da SENASP Contacto: erisson.pitta@mj.gov.br Telefono: 5561 2025 8991 Prezado(a)

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE:

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº /00-CEPE 1 Fixa o Currículo Pleno do Curso de Comunicação Social, Habilitações em Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda, do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes. O,

Leia mais

3 º Bimestre. Aula 142 Conteúdos: Sustentabilidade

3 º Bimestre. Aula 142 Conteúdos: Sustentabilidade 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA 3 º Bimestre Sustentabilidade Aula 142 Conteúdos: Procedimentos de leitura- gêneros textuais e suas finalidades. Leitura

Leia mais

Olimpíada de LP Escrevendo o futuro

Olimpíada de LP Escrevendo o futuro Olimpíada de LP Escrevendo o futuro QUATRO GÊNEROS EM CARTAZ: OS CAMINHOS DA ESCRITA Cristiane Cagnoto Mori 19/03/2012 Referências bibliográficas RANGEL, Egon de Oliveira. Caminhos da escrita: O que precisariam

Leia mais

O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E OS GÊNEROS TEXTUAIS

O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E OS GÊNEROS TEXTUAIS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA COM ÊNFASE EM MULTILETRAMENTOS O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E OS GÊNEROS TEXTUAIS Monissa Mattos - 2 Ten CMPA LETRAMENTO letrar é mais do que alfabetizar,

Leia mais

Tema Geral: Liberdade de Imprensa Público Alvo: 3 ao 5 ano do ensino fundamental Componentes: 01 professor orientador + 01 estudante

Tema Geral: Liberdade de Imprensa Público Alvo: 3 ao 5 ano do ensino fundamental Componentes: 01 professor orientador + 01 estudante Maratona do Conhecimento 2015 Estudante Repórter O Programa Lendo e Relendo com o Correio Lageano realiza a 9ª edição do concurso Maratona do Conhecimento Estudante Repórter. O objetivo é incentivar a

Leia mais

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR RESENHA Neste capítulo, vamos falar acerca do gênero textual denominado resenha. Talvez você já tenha lido ou elaborado resenhas de diferentes tipos de textos, nas mais diversas situações de produção.

Leia mais

SEQUÊNCIA N.º 1 TEXTOS DOS DOMÍNIOS TRANSACIONAL E EDUCATIVO O ESSENCIAL. 1. Artigos científicos e técnicos

SEQUÊNCIA N.º 1 TEXTOS DOS DOMÍNIOS TRANSACIONAL E EDUCATIVO O ESSENCIAL. 1. Artigos científicos e técnicos SEQUÊNCIA N.º 1 TEXTOS DOS DOMÍNIOS TRANSACIONAL E EDUCATIVO O ESSENCIAL 1. Artigos científicos e técnicos Textos que tratam áreas específicas do saber, sendo normalmente escritos por especialistas, o

Leia mais

Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015

Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015 Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015 A relevância e credibilidade dos resultados da pesquisa UPP: O que pensam os policiais foram, sem dúvida, pontos de partida

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Alfabetização e Letramento. Formação do Leitor. Leitura.

PALAVRAS-CHAVE Alfabetização e Letramento. Formação do Leitor. Leitura. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

Vamos começar nossos estudos e descobertas????????

Vamos começar nossos estudos e descobertas???????? Aula 07 RESUMO E RESENHA Vamos iniciar nossos estudos???? Você já deve ter observado que pedimos que leia determinados textos e escreva o que entendeu, solicitamos que escreva o que o autor do texto quis

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Manual com normas para solicitação de produção e publicação de material informativo jornalístico no site, lista de

Leia mais

REVISTAS SEMANAIS: UM SUPORTE PARA LEITURA DE VÁRIOS GÊNEROS

REVISTAS SEMANAIS: UM SUPORTE PARA LEITURA DE VÁRIOS GÊNEROS REVISTAS SEMANAIS: UM SUPORTE PARA LEITURA DE VÁRIOS GÊNEROS RAFAEL DIREITO TEIXEIRA (UENP). Resumo O trabalho com gêneros textuais é uma exigência no conteúdo programático de Língua Portuguesa do Ensino

Leia mais

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ZERO Instruções REDAÇÃO Você deve desenvolver seu texto em um dos gêneros apresentados nas propostas de redação. O tema é único para as três propostas. O texto deve ser redigido em prosa. A fuga do tema

Leia mais

4 A resenha de filme na visão dos usuários do gênero

4 A resenha de filme na visão dos usuários do gênero 4 A resenha de filme na visão dos usuários do gênero Neste capítulo, apresentamos a análise dos dados oriundos do contato estabelecido com leitores, editores e críticos, a fim de conhecermos sua visão

Leia mais

METODOLOGIA A.I.D.A.: SIMPLES E EFICIENTE

METODOLOGIA A.I.D.A.: SIMPLES E EFICIENTE 1 Sumário METODOLOGIA A.I.D.A.: SIMPLES E EFICIENTE... 3 Passo Um: OBTER A ATENÇÃO DO COMPRADOR... 4 Passo Dois: MANTER O INTERESSE NA MENSAGEM... 8 Passo Três: DESPERTAR NO CLIENTE O DESEJO DE COMPRAR

Leia mais

NOTÍCIA E REPORTAGEM: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE GÊNEROS DA ESFERA JORNALÍSTICA

NOTÍCIA E REPORTAGEM: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE GÊNEROS DA ESFERA JORNALÍSTICA NOTÍCIA E REPORTAGEM: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE GÊNEROS DA ESFERA JORNALÍSTICA COSTA-HÜBES, Terezinha da Conceição (UNIOESTE) FEDUMENTI, Tatiana Fasolo Bilhar (G - UNIOESTE) RESUMO: O ser humano se

Leia mais

O lugar da oralidade na escola

O lugar da oralidade na escola O lugar da oralidade na escola Disciplina: Língua Portuguesa Fund. I Selecionador: Denise Guilherme Viotto Categoria: Professor O lugar da oralidade na escola Atividades com a linguagem oral parecem estar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL IV SEAD - SEMINÁRIO DE ESTUDOS EM ANÁLISE DO DISCURSO 1969-2009: Memória e história na/da Análise do Discurso Porto Alegre, de 10 a 13 de novembro de 2009 DO ACONTECIMENTO

Leia mais

OFICINA DE PRODUÇÃO TEXTUAL

OFICINA DE PRODUÇÃO TEXTUAL OFICINA DE PRODUÇÃO TEXTUAL Caro Monitor, A proposta desta oficina é conduzir o aluno ao exercício da escrita por meio de temas relacionados à Biologia. O presente material sugere diferentes temas para

Leia mais

Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público. Profa. Msc. Leila Márcia Elias

Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público. Profa. Msc. Leila Márcia Elias Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público O que é Relato de Experiência? Faz parte dos gêneros pertencentes ao domínio social da memorização

Leia mais

SEGUNDA ETAPA ENSINO FUNDAMENTAL

SEGUNDA ETAPA ENSINO FUNDAMENTAL SEGUNDA ETAPA ENSINO FUNDAMENTAL ESTADO DE GOIÁS 2014 0 EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PROPOSTA CURRICULAR ENSINO FUNDAMENTAL II ETAPA 1 SUMÁRIO LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLÓGIAS LÍNGUA PORTUGUESA LÍNGUA

Leia mais

A PROPAGANDA SOCIAL NA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DO ALUNO DO ENSINO MÉDIO

A PROPAGANDA SOCIAL NA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DO ALUNO DO ENSINO MÉDIO A PROPAGANDA SOCIAL NA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DO ALUNO DO ENSINO MÉDIO O presente trabalho foi desenvolvido tendo em vista o contexto sociointeracionista presente nas Diretrizes Curriculares e a nova forma

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO Escola Profissionalizante Francisca Nobre da Cruz Educação Profissional Credenciada pelo o parecer Nº 0484/2009 do CEE/CE, DOE nº 005 08.01.2010 Recredenciamento nº 1788/2013, DOE nº 216 18.11.2013 - Censo

Leia mais

Papiro: jornal-laboratório da Faculdade 7 de Setembro 1. Sammia SANTOS 2 Alessandra MARQUES 3 Faculdade 7 de Setembro, Fortaleza, CE

Papiro: jornal-laboratório da Faculdade 7 de Setembro 1. Sammia SANTOS 2 Alessandra MARQUES 3 Faculdade 7 de Setembro, Fortaleza, CE Papiro: jornal-laboratório da Faculdade 7 de Setembro 1 Sammia SANTOS 2 Alessandra MARQUES 3 Faculdade 7 de Setembro, Fortaleza, CE RESUMO O presente trabalho apresenta a experiência de produção laboratorial

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES AUDIOVISUAIS NA PRODUÇÃO TEXTUAL DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO: UMA ANÁLISE INTERDISCIPLINAR

CONTRIBUIÇÕES AUDIOVISUAIS NA PRODUÇÃO TEXTUAL DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO: UMA ANÁLISE INTERDISCIPLINAR 1 CONTRIBUIÇÕES AUDIOVISUAIS NA PRODUÇÃO TEXTUAL DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO: UMA ANÁLISE INTERDISCIPLINAR Loraine Vidigal LISBOA Universidade Gama Filho loraine_vidigal@yahoo.com.br Resumo: O artigo apresenta

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS. FAIBI Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ibitinga

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS. FAIBI Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ibitinga DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FAIBI Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ibitinga Ibitinga/ SP 2010 SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 3 2 REGRAS GERAIS... 3 2.1 DAS FINALIDADES... 3 2.2

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO APOIO À CONTINUIDADE DE ESTUDOS Área: Linguagens e Códigos Tema: Dossiê Aquecimento Global CONSIDERAÇÕES INICIAIS Falar, escutar, ler e escrever são grandes habilidades que, para sobreviverem em nós, devem

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO. META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico.

DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO. META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico. DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO Aula 3 META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno(a) deverá: ler

Leia mais

REVISTA JURÍDICA UNIGRAN

REVISTA JURÍDICA UNIGRAN REVISTA JURÍDICA UNIGRAN Normas de Submissão A Revista Jurídica Unigran é um periódico científico, na versão impressa e na versão on line, com periodicidade semestral, aberto à colaboração e participação

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Estação Centro: planejamento gráfico e diagramação do jornal-laboratório da FAPSP 1

Estação Centro: planejamento gráfico e diagramação do jornal-laboratório da FAPSP 1 Estação Centro: planejamento gráfico e diagramação do jornal-laboratório da FAPSP 1 Washington Anibal CORREA 2 Egberto Gomes FRANCO 3 Daniel Ladeira de ARAÚJO 4 Miguel VALIONE JUNIOR 5 Faculdade do Povo,

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de massa. Os tipos

Leia mais

Os gêneros presentes nas propostas de produção escrita de livros didáticos do Ensino Médio.

Os gêneros presentes nas propostas de produção escrita de livros didáticos do Ensino Médio. Os gêneros presentes nas propostas de produção escrita de livros didáticos do Ensino Médio. Dalva Aparecida do Carmo Constantino, UFMT, Faculdades Integradas de Rondonópolis (FAIR/UNIR). Este trabalho

Leia mais

O escritor Paulo Coelho, hoje um dos imortais da Academia Brasileira de Letras, relata em

O escritor Paulo Coelho, hoje um dos imortais da Academia Brasileira de Letras, relata em O escritor Paulo Coelho, hoje um dos imortais da Academia Brasileira de Letras, relata em artigo do jornal Folha de São Paulo, como se tornou escritor de sucesso. A narrativa de Paulo Coelho fez parte

Leia mais

TIPOS DE TEXTOS E ARGUMENTAÇÃO LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS prof. ALEMAR RENA alemarrena@gmail.com

TIPOS DE TEXTOS E ARGUMENTAÇÃO LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS prof. ALEMAR RENA alemarrena@gmail.com TIPOS DE TEXTOS E ARGUMENTAÇÃO LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS prof. ALEMAR RENA alemarrena@gmail.com TIPOS RELACIONADOS À FUNÇÃO REFERENCIAL: RESUMO RESUMO DESCRITIVO > Resume estrutura temática > Inclui

Leia mais

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa JONAS RIBEIRO ilustrações de Suppa Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva Deu a louca no guarda-roupa Supl_prof_ Deu a louca no guarda roupa.indd 1 02/12/2015 12:19 Deu a louca

Leia mais

Procedimentos de leitura e escrita

Procedimentos de leitura e escrita Procedimentos de leitura e escrita Prof. Ms. Tamara S. B. Guaraldo Todos lemos... Para vislumbrar o que somos e onde estamos. Lemos para compreender, ou para começar a compreender. Não podemos deixar de

Leia mais

LENDO, ESCREVENDO E PRODUZINDO JORNAL: A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA POR ALUNOS DE EJA

LENDO, ESCREVENDO E PRODUZINDO JORNAL: A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA POR ALUNOS DE EJA LENDO, ESCREVENDO E PRODUZINDO JORNAL: A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA POR ALUNOS DE EJA CENTRO MUNICIPAL DE REFERÊNCIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PROFESSORA FABÍOLA DANIELE DA SILVA A lingüística moderna

Leia mais

Melhores Redações do ENEM Como fazer

Melhores Redações do ENEM Como fazer Melhores Redações do ENEM Como fazer Como fazer redação para o ENEM 2014 Você vai se inscrever no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)? Uma das dores de cabeça ou pesadelos dos alunos é a redação do ENEM

Leia mais

Projeto O COLUNIsta. PROJETO DE PESQUISA PIBIC/CNPq. Orientador: Vanessa Lacerda da Silva Rangel

Projeto O COLUNIsta. PROJETO DE PESQUISA PIBIC/CNPq. Orientador: Vanessa Lacerda da Silva Rangel PROJETO DE PESQUISA PIBIC/CNPq Projeto O COLUNIsta Orientador: Vanessa Lacerda da Silva Rangel Bolsista: Cleiton Paulo Venâncio Ferreira Matrícula: 002205/06 Bolsista: Camila Rodrigues dos Santos Matrícula:

Leia mais

SEE-MG - PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DISCIPLINA INGLÊS SETEMBRO DE 2010

SEE-MG - PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DISCIPLINA INGLÊS SETEMBRO DE 2010 SEE-MG - PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DISCIPLINA INGLÊS SETEMBRO DE 2010 1 Gêneros textuais: objetos de ensino no CBC de Minas Gerais. Abordagem comunicativa via gêneros textuais O que são gêneros

Leia mais

Escrita Eficiente sem Plágio

Escrita Eficiente sem Plágio Escrita Eficiente sem Plágio Produza textos originais com qualidade e em tempo recorde Ana Lopes Revisão Rosana Rogeri Segunda Edição 2013 Direitos de cópia O conteúdo deste livro eletrônico tem direitos

Leia mais

AULA 1 Os primeiros contatos da criança com a linguagem escrita. CURSO Alfabetização Linguística e Matemática na Educação Infantil

AULA 1 Os primeiros contatos da criança com a linguagem escrita. CURSO Alfabetização Linguística e Matemática na Educação Infantil AULA 1 Os primeiros contatos da criança com a linguagem escrita Meta Retomar alguns conceitos importantes relativos à alfabetização na educação. Infantil. Sugerir práticas que aproximem a criança do código

Leia mais

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana.

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. 25.2 Conteúdo: Gênero dissertativo-argumentativo. Habilidade: Reconhecer a tese defendida em um texto. (D19) REVISÃO A REDAÇÃO DO ENEM 1 Domínio da

Leia mais

UNIVERSIDADE IGUAÇU FACUDADE DAS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

UNIVERSIDADE IGUAÇU FACUDADE DAS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS UNIVERSIDADE IGUAÇU FACUDADE DAS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE MONOGRAFIA FILOMENA MARIA RATES SOARES VITOR TENÓRIO NOVA

Leia mais

REDAÇÃO EMPRESARIAL. * textos produzidos no ambiente empresarial: - memorando, circular, comunicado, ata, mensagens eletrônicas...

REDAÇÃO EMPRESARIAL. * textos produzidos no ambiente empresarial: - memorando, circular, comunicado, ata, mensagens eletrônicas... REDAÇÃO EMPRESARIAL * textos produzidos no ambiente empresarial: - memorando, circular, comunicado, ata, mensagens eletrônicas... Será que o profissional de uma empresa precisa se preocupar com ocorrência

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO Nº 65, DE 11 DE MAIO DE 2012 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO, tendo em vista a decisão tomada em sua 257ª Reunião Extraordinária, realizada em 11 de maio de 2012, e considerando

Leia mais

Prof.: Michele Nasu Tomiyama Bucci ELABORAÇÃO DE TEXTOS II

Prof.: Michele Nasu Tomiyama Bucci ELABORAÇÃO DE TEXTOS II Prof.: Michele Nasu Tomiyama Bucci ELABORAÇÃO DE TEXTOS II RESUMO, RESENHA, SINOPSE E SÍNTESE Uma dúvida muito frequente que incomoda principalmente os alunos, em qualquer estágio de aprendizagem é a diferença

Leia mais

M I N I S T É RI O D OS D ES B RA V A DO R ES JORNALISMO

M I N I S T É RI O D OS D ES B RA V A DO R ES JORNALISMO M I N I S T É RIO DOS D E S B RA V A DO R E S Esta é mais uma publicação do site, Guias de estudo para as especialidade do Clube de Desbravadores Volume 28 1ª Edição: Disponível em www.mundodasespecialidades.com.br

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS: 1 ano Levar o estudante a realizar a escrita do próprio nome e outros nomes. Promover a escrita das letras do alfabeto. Utilizar a linguagem oral para conversar,

Leia mais

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA)

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) REDE PRÓ-MENINO ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil CURSISTA: JACKELYNE RIBEIRO CINTRA MORAIS CPF: 014275241-06 ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) Características

Leia mais

Elaboração de pauta para telejornal

Elaboração de pauta para telejornal Elaboração de pauta para telejornal Pauta é a orientação transmitida aos repórteres pelo pauteiro, profissional responsável por pensar de que forma a matéria será abordada no telejornal. No telejornalismo,

Leia mais

Caderno de Redação. 8ª série Ensino Fundamental. Aluno(a):... 27/09/2011

Caderno de Redação. 8ª série Ensino Fundamental. Aluno(a):... 27/09/2011 Caderno de Redação 8ª série Ensino Fundamental Aluno(a):... 27/09/2011 Este Caderno de Redação segue as novas diretrizes estabelecidas pela portaria nº 109, emitida em 27/05/2009, no Diário Oficial da

Leia mais

CAMPANHA DE BANDEIRA TEATRO OURO VERDE

CAMPANHA DE BANDEIRA TEATRO OURO VERDE CAMPANHA DE BANDEIRA TEATRO OURO VERDE Participação ativa na história de Londrina Participação ativa na história de Londrina e do Paraná A partir da missão de promover, com a comunicação, o desenvolvimento

Leia mais

Tu e a publicidade. A publicidade está em toda a parte. Exercício. Início. Sabia que?

Tu e a publicidade. A publicidade está em toda a parte. Exercício. Início. Sabia que? 1 Tu e a publicidade Temas abordados A publicidade à nossa volta. Objectivos da aprendizagem Compreender as diferentes utilizações da publicidade, tais como vender, convencer ou expor um ponto de vista.

Leia mais

ANEXO IV RELATO DE EXPERIÊNCIA TÍTULO DO TRABALHO

ANEXO IV RELATO DE EXPERIÊNCIA TÍTULO DO TRABALHO ANEXO IV RELATO DE EXPERIÊNCIA TÍTULO DO TRABALHO Nome Sobrenome 1 Nome Sobrenome 2 RESUMO Este trabalho apresenta os elementos que constituem a estrutura do relato de experiência para o programa de apoio

Leia mais

Conteúdo Básico Comum (CBC) de LÍNGUA PORTUGUESA do Ensino Médio Exames Supletivos/2013

Conteúdo Básico Comum (CBC) de LÍNGUA PORTUGUESA do Ensino Médio Exames Supletivos/2013 SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO MÉDIO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Conteúdo

Leia mais

AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO

AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO Internationali Negotia Felipe Caian AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO MODELO INTERNACIONAL DO BRASIL Brasília - DF 2015 1 Conhecendo a Agência de Comunicação 1.1 Apresentação A Agência de Comunicação (AC) é a ponte

Leia mais

MIDIA KIT. Aqui você fica atualizado. www.noticiasdealagoinhas.com.br

MIDIA KIT. Aqui você fica atualizado. www.noticiasdealagoinhas.com.br MIDIA KIT Aqui você fica atualizado. www.noticiasdealagoinhas.com.br Sobre nosso site O Notícias de Alagoinhas hoje é o portal mais completo da cidade. Somos um Canal de comunicação online que integra

Leia mais