Dicas para você trabalhar o livro Mamãe, como eu nasci? com seus alunos.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dicas para você trabalhar o livro Mamãe, como eu nasci? com seus alunos."

Transcrição

1 Dicas para você trabalhar o livro Mamãe, como eu nasci? com seus alunos. Caro professor, Este link do site foi elaborado especialmente para você, com o objetivo de lhe dar dicas importantes para o seu trabalho com os alunos a partir do livro Mamãe, como eu nasci?. Sei que é difícil lidar com esse assunto. São dificuldades pessoais e, em alguns casos, falta de conhecimento mais profundo na área ou mesmo insegurança quanto à metodologia mais adequada para abordar este ou aquele assunto. Por isso, tivemos a ideia deste site: auxiliar você com conteúdo, metodologia e reflexões para o seu trabalho em sala de aula. Sabemos que os próprios alunos, no dia a dia, fornecem elementos substanciais para a discussão do assunto e isso deve ser considerado. Procure integrar o trabalho às disciplinas curriculares e às atividades diárias. Os pais também não podem ficar fora desse trabalho. A parceria com eles é fundamental! Começo de conversa O livro Mamãe, como eu nasci? pode lhe dar ótimas contribuições para o trabalho sobre sexualidade na sua escola, principalmente com a criançada dos 3º e 4º anos. O mais adequado é você trabalhar o livro por partes, respeitando o tempo de cada turma, procurando estimular as crianças a ler, discutir e colocar suas dúvidas. O trabalho não deve entrar em atrito com a educação dada pelos pais em casa. Temas apresentados Identidade; Corpo / Diferenças físicas e órgãos sexuais; Masturbação; Relação sexual; Reprodução; Como evitar a gravidez; Prevenção; Gravidez; Adoção. Objetivos O aluno deverá ser capaz de... Identificar o corpo do homem e o da mulher; Reconhecer as diferenças entre meninos e meninas; Compreender como se dá o desenvolvimento do bebê durante o período de gestação; Distinguir o parto normal do cesariano; Reconhecer a masturbação como parte do desenvolvimento de uma boa imagem corporal; Identificar as camisinhas feminina e masculina e sua importância na prevenção.

2 ` Sugestões de atividades Página 6: Identidade Manhêe! Como nascem os bebês? Você pode começar o tema com estas perguntas: Como vocês acham que nasceram? O que normalmente os adultos dizem, quando as crianças começam a fazer perguntas? Pode, ainda, se utilizar de algumas respostas absurdas que os adultos às vezes dão (p. 7). Aproveite e pergunte se eles já ouviram outras. Outra atividade é pedir que os alunos façam em casa, com a ajuda dos pais, a seguinte tarefa: ESCREVA A HISTÓRIA DA SUA VIDA As perguntas abaixo podem ajudá-lo a orientar a tarefa: Qual é o seu nome? Onde e quando nasceu? Quem são seus pais, irmãos e amigos? O que mais gosta de fazer? O que de mais importante aconteceu na sua vida até hoje? O que gostaria de ser quando crescer? Depois, na mesma atividade, peça aos alunos que se olhem num espelho e desenhem o seu autorretrato, colando o desenho no trabalho. Todo esse trabalho pode ser discutido em sala de aula. Depois, todos os trabalhos podem ser colados num mural, com o título: Minha história de vida. O trabalho feito com pai e mãe, ou com quem cria o aluno, será importante para aproximar os pais da atividade que está propondo. Páginas 8 a 17: Corpo / Diferenças físicas e órgãos sexuais O que acontece é o seguinte: Os bebês são feitos pelo homem e pela mulher. E esse homem e essa mulher que fizeram você foram o papai e a mamãe. Vamos primeiro conhecer como é o corpo do homem e da mulher para depois explicar o que eles fazem para que crianças assim como você venham ao mundo. (p. 8)

3 Você pode começar colocando esse trecho no quadro de giz. E, em seguida, propor uma atividade lúdica. Solicite a presença de dois alunos, um menino e uma menina. Em seguida, coloque duas folhas de papel pardo (ou similar, em tamanho grande) no chão e, com as duas crianças deitadas, cada uma em cima de uma das folhas, peça que outro casal de alunos faça o contorno dos corpos, utilizando-se de uma caneta hidrocor ou lápis de cor, nas folhas de papel. Contornos feitos, todos sentados em círculo, comece a identificar onde se localizam os órgãos (dependendo do encaminhamento que estiver dando ao trabalho, você poderá optar entre falar apenas dos órgãos sexuais ou estender a atividade aos demais órgãos do corpo). E cada um vai desenhando, localizando o órgão e dizendo qual sua função. A cada desenho, com a função do órgão, você pergunta à turma se está certo e que outras contribuições podem dar. Dando sequência ao trabalho, peça que os alunos digam quais são as diferenças físicas entre homens e mulheres. E quais as semelhanças. Essa atividade pode se dar numa discussão circular. Atividade complementar: Você pode desenhar órgãos sexuais (externos e internos) sem a indicação dos nomes, para que os alunos os descrevam Assim, poderá ver se eles aprenderam. Peça, ao final, que cada um pinte o seu desenho e depois fixe todos os desenhos num mural. Observação: Quando estiver falando dos órgãos sexuais, ressalte a importância de cada um conhecer o próprio corpo e de se cuidar, e como a higiene é importante para a saúde. Dicas sobre higiene para passar a seus alunos Diga aos meninos que, ao tomar banho, devem lavar bem em volta da glande (cabeça do pênis), para que não se crie um sebinho malcheiroso que pode provocar infecções. Oriente também as meninas para lavar bem a vulva, para evitar infecções. E para meninos e meninas vale orientar que higiene se faz com água e sabão (sabonete). Páginas 18 e 19: Masturbação Continuando com as descobertas sobre o corpo, você pode, usando essas páginas, falar sobre masturbação como algo natural, que todas as pessoas já praticaram. As dicas das páginas 20 e 21 são importantíssimas para complementar o tema. Páginas 22 a 28: Relação Sexual / Reprodução Com o grupo em círculo, pergunte: Mas, afinal, como são feitos os bebês?. Comece falando do namoro e que esse é o primeiro passo para as pessoas se conhecerem melhor. Em

4 seguida, trabalhe este tema, tão importante, da forma que considerar mais adequada ao desenvolvimento da turma. Veja algumas sugestões, a seguir. Teatro de fantoches Use caixas, palitos, papel, varetas e crie os fantoches (personagens) na quantidade que precisar. Combine com os alunos quem será responsável pelo roteiro (historinha), pela movimentação de cada boneco e quem vai fazer a voz dos personagens. Na história pode colocar todas as mensagens que considerar necessárias, como, por exemplo, respeito pela opinião da outra pessoa e que ninguém deve fazer o que não gosta ou não quer fazer. Terminado o teatro de fantoches, fale sobre a relação sexual, mas como algo que deve ser feito somente por pessoas adultas, com o consentimento de ambas, e que na maioria das vezes não é para se ter um filho, mas por prazer, como abordado na p. 23. Cartaz Para falar de fecundação, desenhe num tamanho maior a ilustração da p. 27, na qual aparecem os espermatozoides indo em direção ao óvulo. Observação: Professor, aborde o assunto não só pelo lado biológico falando dos órgãos sexuais mas também pelo lado dos sentimentos e das emoções que levam o homem e a mulher a querer fazer um bebê. O conteúdo e ilustrações destas páginas vão auxiliar você a falar sobre Reprodução. Como atualização de conteúdo, ao falar de como são feitos os bebês, complemente a informação com o texto da p Inseminação artificial. Páginas 30 a 31: Como evitar a gravidez / prevenção Como eu falei, nem toda relação sexual é para ter um bebê. Por isso, quando não querem, homens e mulheres se protegem usando camisinha. (p. 30) Você pode levar uma camisinha para a sala de aula e mostrar, explicar seu uso. Ressalte que ela é importante para evitar um bebê (reforce o trecho destacado) e, também, algumas doenças. Não é necessário detalhar as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), mas apenas explicar que são doenças que se pegam quando um dos dois está doente e não se protege. A camisinha é essa proteção. Se considerar adequado, aproveite um dos cartazes distribuídos pelo Ministério da Saúde ou Secretaria de Saúde local e faça uma campanha em sua turma. Se possível, amplie para a escola.

5 Se tiver acesso à internet, acesse o site do Departamento Nacional de DST/AIDS do Ministério da Saúde, que terá sempre informações atualizadas. Endereço: Páginas 32 a 43: Gravidez recursos: Para falar a seus alunos sobre o desenvolvimento do bebê durante os nove meses, você pode usar dois Desenhar o corpo de uma mulher (em tamanho grande) num pedaço de papel e o desenvolvimento do bebê, mês por mês, à parte, para que os alunos fixem durante a explicação. E, enquanto vai explicando, mostrar para os alunos como o bebê vai se desenvolvendo até nascer, conforme mostra o livro nessa sequência de páginas. Valendo-se da mesma estratégia, mas mudando o recurso, você pode utilizar feltro e, para fixar as gravuras, colocar lixas (podem ser as de unha, mesmo!) atrás de cada uma, para as prender. Ou utilizar flanela em vez de feltro, que é bem mais barata. Ao final, diga como o bebê pode nascer (parto normal ou cesariano) e o que é cordão umbilical. Páginas 44 e 45: Adoção Ao terminar de falar sobre reprodução, amplie a discussão e fale sobre adoção. Pergunte aos alunos o que eles acham da adoção, se entre eles há alguém que tenha sido adotado e se há diferença entre irmãos adotados e os que não o foram. Reforce a ideia da igualdade, que não há diferença e que o adotado é o filho que saiu do coração, e que essa é a única diferença. Ressalte que no nosso país há muitas crianças que vivem em orfanatos e que a adoção é um gesto de amor. Páginas 46 e 47: Finalizando Reforce a ideia de que todos nós somos importantes e que pai e mãe querem o melhor para seus filhos e para si mesmos. E que cada pessoa é diferente da outra, cada uma do seu jeito, gostando das mesmas coisas ou não. Essa discussão pode ser complementada com o livro Menino, brinca de boneca?.

6 Trabalhando o Mamãe, como eu nasci? na aula de... (Transversalizando conteúdo) Língua Portuguesa - Frase: Manhêe! Como nascem os bebês? Trabalhar pontuação; encontro consonantal; formação de frases; uso do Diálogo; acentuação. Matemática - Meses de gravidez: trabalhar números ordinais (primeiro, segundo, terceiro...) - Calendário: lembrando que uma gravidez demora geralmente nove meses, você pode fazer a seguinte pergunta: se uma mulher engravidou no mês de março, quando nascerá o bebê? Aproveite e trabalhe os meses do ano, quantos dias tem um mês, quantos meses tem um ano, etc. Complemente e marque num calendário e prenda na sala de aula a data de aniversário de todos os alunos. E também a sua, professor, claro! Resolução de problemas Em uma maternidade nasceram 34 meninos e 7 meninas. Qual foi a diferença entre os meninos e meninas que nasceram?? Você pode aproveitar para explicar sobre a fecundação e como nascem os bebês, interligando com a aula de Ciências. Ciências - Nomenclatura dos órgãos genitais; gravidez; menstruação; parto. Complementando o trabalho, peça para que os alunos:façam um desenho sobre o que sentiram ao saber como nasceram; Escrevam uma redação sobre o que sentiram ao saber como nasceram; Escrevam uma carta para uma pessoa de quem gostam muito, tendo como gancho o texto final do livro (p. 47. Depois, coloque todos os trabalhos em um mural na sala de aula.

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Caro professor, Este link do site foi elaborado especialmente para você, com o objetivo de lhe dar dicas importantes para o seu

Leia mais

Área - Relações Interpessoais

Área - Relações Interpessoais Área - Relações Interpessoais Eu e os Outros ACTIVIDADE 1 Dar e Receber um Não. Dar e Receber um Sim. Tempo Previsível 60 a 90 m COMO FAZER? 1. Propor ao grupo a realização de situações de role play, em

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): Aniversário do Dentinho 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio Aniversário do Dentinho

Leia mais

Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro

Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro O meu brinquedo é um livro é um projecto de promoção da leitura proposto pela Associação

Leia mais

Projeto Pedagógico. por Anésia Gilio

Projeto Pedagógico. por Anésia Gilio Projeto Pedagógico por Anésia Gilio INTRODUÇÃO Esta proposta pedagógica está vinculada ao Projeto Douradinho e não tem pretenção de ditar normas ou roteiros engessados. Como acreditamos que a educação

Leia mais

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 2 TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI* *Artigo 5º da Constituição Brasileira

Leia mais

Agora é só com você. Geografia - 131

Agora é só com você. Geografia - 131 Geografia - 131 3 Complete: O espaço da sala de aula é um domínio delimitado por um(a)..., que é sua fronteira. Ainda em grupo faça o seguinte: usando objetos como lápis, palitos, folhas e outros, delimite

Leia mais

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA?

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? Projeto Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro tem como tema o meio ambiente em que mostra o homem e a destruição da natureza,

Leia mais

5 Passos para vender mais com o Instagram

5 Passos para vender mais com o Instagram 5 Passos para vender mais com o Instagram Guia para iniciantes melhorarem suas estratégias ÍNDICE 1. Introdução 2. O Comportamento das pessoas na internet 3. Passo 1: Tenha um objetivo 4. Passo 2: Defina

Leia mais

Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD

Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD Para acessar sua senha: 1. Entrar no portal Metodista online Acesse o site www.bennett.br. No lado superior direito aparecerá a janela da área de login,

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso. 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S) O Circo. 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio O circo faz parte da série

Leia mais

18/11/2005. Discurso do Presidente da República

18/11/2005. Discurso do Presidente da República Discurso do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega de certificado para os primeiros participantes do programa Escolas-Irmãs Palácio do Planalto, 18 de novembro de 2005

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 III A JOGOS DIVERTIDOS Fizemos dois campeonatos com a Turma da Fazenda, o primeiro com o seguinte trajeto: as crianças precisavam pegar água em um ponto e levar até o outro,

Leia mais

Projeto Escola e família: construindo novos caminhos

Projeto Escola e família: construindo novos caminhos Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO Projeto Escola e família: construindo novos caminhos ELIZÂNGELA. S. VIEIRA COORDENADORA DE PROJETOS EDUCACIONAIS

Leia mais

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Regina Figueiredo Instituto de Saúde SES/SP reginafigueiredo@uol.com.br Equipe de Pesquisa: Regina Figueiredo,

Leia mais

AULA CRIATIVA DE ORTOGRAFIA

AULA CRIATIVA DE ORTOGRAFIA AULA CRIATIVA DE ORTOGRAFIA Apenas uma experiência que pode ser recriada para outros conteúdos Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Terminada a audição, eu escrevi na lousa o título da música, o nome

Leia mais

2.4. A (auto) avaliação. Pré-escolar

2.4. A (auto) avaliação. Pré-escolar Guião de Educação. Género e Cidadania Pré-escolar 2.4. A (auto) avaliação Na sequência das questões já analisadas a nível da organização do grupo, há que ter em conta a forma como quem educa processa a

Leia mais

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Regina Figueiredo Instituto de Saúde SES/SP reginafigueiredo@uol.com.br Equipe de Pesquisa: Regina Figueiredo,

Leia mais

Educação Sexual: Quem ama cuida. Cuide-se!*

Educação Sexual: Quem ama cuida. Cuide-se!* Educação Sexual: Quem ama cuida. Cuide-se!* SANTOS, Jessica Suriano dos 1 ; ANJOS, Antônio Carlos dos 2 ; RIBEIRO, Álvaro Sebastião Teixeira 3 Palavras-chave: Educação Sexual; Doenças Sexualmente Transmissíveis;

Leia mais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo. Título: Reencarnação

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo. Título: Reencarnação Plano de Aula 12 Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo Educadora: Andréa, Rafael e Erenilton Dia: 04/05/2015 Horário: 20 às 21hs Título: Reencarnação

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 2.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 2.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 2.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

PIBID UFPR EDUCAÇÃO FÍSICA GÊNERO E SEXUALIDADE MATERIAL DIDÁTICO DE APOIO VAMOS FALAR SOBRE... PRECONCEITO DE GÊNERO!

PIBID UFPR EDUCAÇÃO FÍSICA GÊNERO E SEXUALIDADE MATERIAL DIDÁTICO DE APOIO VAMOS FALAR SOBRE... PRECONCEITO DE GÊNERO! PIBID UFPR EDUCAÇÃO FÍSICA GÊNERO E SEXUALIDADE MATERIAL DIDÁTICO DE APOIO VAMOS FALAR SOBRE... PRECONCEITO DE GÊNERO! FERNANDA ZARA NICOLAS MOREIRA ?? VOCÊ SABIA?? Que existe um preconceito em relação

Leia mais

LIÇÃO 8 Respeitando as diferenças uns dos outros

LIÇÃO 8 Respeitando as diferenças uns dos outros LIÇÃO 8 Respeitando as diferenças uns dos outros VERSÍCULO BÍBLICO Filhos, obedeçam a seus pais em tudo, pois isso agrada ao Senhor. Pais, não irritem seus filhos, para que eles não se desanimem. Colossenses

Leia mais

Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down

Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down Resumo Esse vídeo pretende oferecer instrumentos aos professores da educação infantil e do ensino fundamental para as tarefas da educação

Leia mais

Você está lendo o trecho grátis do ebook Como Provocar Orgasmos Femininos, do Psicólogo Terapeuta Sexual Marlon Mattedi.

Você está lendo o trecho grátis do ebook Como Provocar Orgasmos Femininos, do Psicólogo Terapeuta Sexual Marlon Mattedi. Você está lendo o trecho grátis do ebook Como Provocar Orgasmos Femininos, do Psicólogo Terapeuta Sexual Marlon Mattedi Boa leitura Marlon Mattedi COMO PROVOCAR ORGASMOS FEMININOS O que nunca lhe contaram!

Leia mais

Atividade Pedagógica Teatro de fantoches. Junho 2013

Atividade Pedagógica Teatro de fantoches. Junho 2013 Atividade Pedagógica Teatro de fantoches Junho 2013 III D Teatro de fantoches A criança que ainda não sabe ler convencionalmente pode fazê-lo por meio da escuta da leitura do professor, ainda que não possa

Leia mais

LAB. 2 Segurança. 3 Mensagem. 3 Fórum. 4 Chat. 5 2- Alterar perfil. 6 3- Alterar senha. 11 4- Conhecendo seu curso. 12 5- Recuperar Senha

LAB. 2 Segurança. 3 Mensagem. 3 Fórum. 4 Chat. 5 2- Alterar perfil. 6 3- Alterar senha. 11 4- Conhecendo seu curso. 12 5- Recuperar Senha Índice Guia de boas práticas 2 Netqueta 2 Segurança 3 Mensagem 3 Fórum 4 Chat 4 5 1- Primeiro acesso 5 2- Alterar perfil 6 3- Alterar senha 11 4- Conhecendo seu curso 12 5- Recuperar Senha 14 6- Mensagem

Leia mais

Desafio para a família

Desafio para a família Desafio para a família Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja um

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. - Lêr com ritmo, fluência e entonação os gêneros estudados em sala apreendendo suas principais ideias;

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. - Lêr com ritmo, fluência e entonação os gêneros estudados em sala apreendendo suas principais ideias; PLANO DE LÍNGUA PORTUGUESA ELABORAÇÃO: JOSIANE DE LIMA GÊNERO: Receita PERÍDO APROXIMADAMENTE: 5º Ano CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - Ritmo, fluência e entonação na leitura; - Apreensão das

Leia mais

MANUAL DO ALUNO DO CURSO DE EJA ENSINO MÉDIO MANUAL DO ALUNO EJA - ENSINO MÉDIO. Praça Marechal Deodoro, 356 Santa Cecília São Paulo SP CEP: 01150-010

MANUAL DO ALUNO DO CURSO DE EJA ENSINO MÉDIO MANUAL DO ALUNO EJA - ENSINO MÉDIO. Praça Marechal Deodoro, 356 Santa Cecília São Paulo SP CEP: 01150-010 MANUAL DO ALUNO EJA - ENSINO MÉDIO Caro Aluno, Este manual tem o objetivo de tirar suas dúvidas e tornar seu curso no INED o mais completo possível. Leia tudo com muita atenção e, se ao final ainda tiver

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

ROTEIRO DIÁRIO (Plano de Aula)

ROTEIRO DIÁRIO (Plano de Aula) ROTEIRO DIÁRIO (Plano de Aula) Componente Curricular: Ensino Religioso / 7º ano Ano Letivo: 2014 Professor Ministrante: Lúcia Clemeci Carga Horária: 5 horas/ aula Data: 02/ 07/2014 Aula: 03 Título: Crescimento

Leia mais

Suplemento do professor

Suplemento do professor Suplemento do professor Apresentação A coleção Convívio Social e Ética, destinada a alunos de 2 o a 5 o ano (1 a a 4 a séries) do Ensino Fundamental, trabalha valores, resgatando a ética e a moral na escola.

Leia mais

Mão na roda. Projetos temáticos

Mão na roda. Projetos temáticos Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Educação infantil Publicado em 2011 Projetos temáticos Educação Infantil Data: / / Nível: Escola: Nome: Mão na roda Justificativa A origem da invenção da

Leia mais

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Português A2 Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Direção de Serviços de Língua e Cultura Composição Gráfica: Centro Virtual Camões

Leia mais

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a Página 1 1 Como escrever um Estudo de Caso O que é um estudo de caso? Um estudo de caso é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a lembre-se de escrever um estudo de caso é que o caso

Leia mais

Projeto - Mães empreendedoras: Minha mãe, nossas mães

Projeto - Mães empreendedoras: Minha mãe, nossas mães Projeto - Mães empreendedoras: Minha mãe, nossas mães A proposta a seguir refere-se a um Projeto Didático (PD) elaborado para trabalhar com as crianças do 1º e 2º períodos da Educação Infantil (4 e 5 anos

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO E REPRESENTAÇÕES LTDA

Leia mais

Leya Leituras Projeto de Leitura

Leya Leituras Projeto de Leitura Leya Leituras Projeto de Leitura Nome do livro: JAPĨĨ E JAKÃMĨ Uma história de amizade Autor: Yaguarê Yamã Nacionalidade do autor: Brasileira Currículo do autor: Escritor, professor e artista plástico

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa Ricardo Pereira Antes de começar por Ricardo Pereira Trabalhando na Templum Consultoria eu tive a rara oportunidade

Leia mais

Tomada de decisão. O que é necessário para ser bom? Algumas dicas práticas: Por que ser bom? Como tomamos boas decisões?

Tomada de decisão. O que é necessário para ser bom? Algumas dicas práticas: Por que ser bom? Como tomamos boas decisões? Exercitando o Caráter 4 a 6 anos Tomada de decisão O que é necessário para ser bom? Ser uma pessoa correta é mais do que somente fazer o que deve ser feito. É realmente escolher fazer o que deve ser feito.

Leia mais

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO)

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) Explorando a obra EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) INTRODUÇÃO Antes da leitura Peça para que seus alunos observem a capa por alguns instantes e faça perguntas: Qual é o título desse livro?

Leia mais

CIDADÃOS VIRTUAIS RESPONSÁVEIS

CIDADÃOS VIRTUAIS RESPONSÁVEIS Guia da LIÇÃO Idade recomendada: 11 CIDADÃOS VIRTUAIS RESPONSÁVEIS Objetivos de aprendizado Os alunos irão desenvolver uma compreensão abrangente do conceito de comunidade e sua aplicação na internet.

Leia mais

Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega.

Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega. Prezado Editor, Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega. Gostaria de compartilhar com os demais leitores desta revista, minha experiência como mãe, vivenciando

Leia mais

Oficina 18: TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO. Introdução

Oficina 18: TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO. Introdução Oficina 18: TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Introdução Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) o conteúdo Tratamento da Informação, deve ser trabalhado de modo que estimule os alunos a fazer perguntas,

Leia mais

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome:

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: Leia o texto com ajuda do professor. EU QUERO! EU QUERO! A Júlia é pequenininha, mas quando quer alguma coisa grita mais do que qualquer pessoa grandona. Esta

Leia mais

30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA. Vamos nessa?

30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA. Vamos nessa? 30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA Vamos nessa? 1. Missão da Campanha A mobilização Internet na Escola tem um pedido simples: investimento

Leia mais

EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1

EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1 EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1 Claudemir Monteiro Lima Secretária de Educação do Estado de São Paulo claudemirmonteiro@terra.com.br João

Leia mais

Histórias em Sequência

Histórias em Sequência Histórias em Sequência Objetivo Geral Através das histórias em sequência fazer com que os alunos trabalhem com a oralidade, escrita, causalidade e vivências pessoais. Objetivos Específicos Trabalho envolvendo

Leia mais

ESCOLA MONDRIAN FUNDAMENTAL SÃO GABRIEL - RS

ESCOLA MONDRIAN FUNDAMENTAL SÃO GABRIEL - RS ESCOLA MONDRIAN FUNDAMENTAL SÃO GABRIEL - RS PROJETO CINEMA MUDO CONSTRUINDO HISTÓRIAS NO DIA DOS PAIS PROFESSORA LIA HEBERLÊ DE ALMEIDA TURMA KANDINSKY PROJETO CINEMA MUDO CONSTRUINDO HISTÓRIAS NO DIA

Leia mais

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS RESUMO BÍBLICO I João 4:7-21; Jo 13:35 Tudo começou com o amor de Deus por nós. Ele nos amou primeiro e nós precisamos responder a isso. Ele provou seu amor, através

Leia mais

No ano passado. lannoy Dorin SUPLEMENTO DO PROFESSOR. Elaborado por Fernanda Baruel

No ano passado. lannoy Dorin SUPLEMENTO DO PROFESSOR. Elaborado por Fernanda Baruel SUPLEMENTO DO PROFESSOR No ano passado lannoy Dorin Elaborado por Fernanda Baruel A adolescência é um período conturbado. Além das mudanças no corpo, muitos e novos são os sentimentos e as sensações. Por

Leia mais

FANTASIAS SEXUAIS INFANTIS, AS CRIANÇAS FALAM. A intenção deste trabalho foi escutar crianças pequenas a respeito da

FANTASIAS SEXUAIS INFANTIS, AS CRIANÇAS FALAM. A intenção deste trabalho foi escutar crianças pequenas a respeito da FANTASIAS SEXUAIS INFANTIS, AS CRIANÇAS FALAM Maria Elisa França Rocha A intenção deste trabalho foi escutar crianças pequenas a respeito da sexualidade, bem como conhecer suas fantasias e as teorias que

Leia mais

Áudio. GUIA DO PROFESSOR Síndrome de Down - Parte I

Áudio. GUIA DO PROFESSOR Síndrome de Down - Parte I Síndrome de Down - Parte I Conteúdos: Tempo: Síndrome de Down 5 minutos Objetivos: Auxiliar o aluno na compreensão do que é síndrome de Down Descrição: Produções Relacionadas: Neste programa de Biologia

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

o hemofílico. Meu filho também será?

o hemofílico. Meu filho também será? A U A UL LA Sou hemofílico. Meu filho também será? Nas aulas anteriores, você estudou alguns casos de herança genética, tanto no homem quanto em outros animais. Nesta aula, analisaremos a herança da hemofilia.

Leia mais

REGINA APARECIDA DE OLIVEIRA ASSESSORIA PEDAGÓGICA DE MATEMÁTICA LONDRINA, SETEMBRO DE 2011.

REGINA APARECIDA DE OLIVEIRA ASSESSORIA PEDAGÓGICA DE MATEMÁTICA LONDRINA, SETEMBRO DE 2011. REGINA APARECIDA DE OLIVEIRA ASSESSORIA PEDAGÓGICA DE MATEMÁTICA LONDRINA, SETEMBRO DE 2011. 2 Planejamento de aula abordando alguns conteúdos de Geometria. Sugestão para: Educação Infantil e 1º ano. Tema

Leia mais

O TRABALHO COM GÊNEROS TEXTUAIS NA SALA DE AULA UNIDADE 5 ANO 2

O TRABALHO COM GÊNEROS TEXTUAIS NA SALA DE AULA UNIDADE 5 ANO 2 O TRABALHO COM GÊNEROS TEXTUAIS NA SALA DE AULA UNIDADE 5 ANO 2 O TRABALHO COM GÊNEROS TEXTUAIS NA SALA DE AULA INICIANDO A CONVERSA APROFUNDANDO O TEMA Por que ensinar gêneros textuais na escola? Registro

Leia mais

Plano de Aula. O trabalho linguístico ocorrerá por meio do reconhecimento de palavras iniciadas pelas letras p e b, t e d e f e v.

Plano de Aula. O trabalho linguístico ocorrerá por meio do reconhecimento de palavras iniciadas pelas letras p e b, t e d e f e v. Plano de Aula Joca: edição 52 Disciplina: Língua Portuguesa Capítulo: Tem cor, sabor e alimenta! Ano: 2º ano Justificativa: O gênero enfocado no capítulo é a receita. As atividades do plano de aula serão

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

As 10 Melhores Dicas de Como Fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso

As 10 Melhores Dicas de Como Fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso As 10 Melhores Dicas de Como Fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso Nesse artigo quero lhe ensinar a fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso. Elaborei 10 dicas para você fazer um excelente

Leia mais

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava O Príncipe das Histórias Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava histórias. Ele gostava de histórias de todos os tipos. Ele lia todos os livros, as revistas, os jornais, os

Leia mais

3. Encaminhamento metodológico e sugestões de atividades complementares

3. Encaminhamento metodológico e sugestões de atividades complementares 3. Encaminhamento metodológico e sugestões de atividades complementares UNIDADE 1 BICHO E GENTE, CADA UM TEM UM JEITO DIFERENTE! A proposta deste tema é estimular a criança a perceber as diferenças existentes

Leia mais

A educadora avalia a formação de nossos professores para o ensino da Matemática e os caminhos para trabalhar a disciplina na Educação Infantil.

A educadora avalia a formação de nossos professores para o ensino da Matemática e os caminhos para trabalhar a disciplina na Educação Infantil. Matemática na Educação Infantil: é possível A educadora avalia a formação de nossos professores para o ensino da Matemática e os caminhos para trabalhar a disciplina na Educação Infantil. Nas avaliações

Leia mais

Todas as atividades que seu(sua) filho(a) realiza na escola, em todas as áreas de conhecimento, estão relacionadas aos objetivos de aprendizagem.

Todas as atividades que seu(sua) filho(a) realiza na escola, em todas as áreas de conhecimento, estão relacionadas aos objetivos de aprendizagem. Brasília, 24 de fevereiro de 2014. Senhores Pais e/ou Responsáveis, Neste documento, listamos os conteúdos e objetivos referentes às aprendizagens pretendidas para os alunos do Maternal II, durante o 1º

Leia mais

Programação em papel quadriculado

Programação em papel quadriculado 4 NOME DA AULA: Programação em papel quadriculado Tempo de aula: 45 60 minutos Tempo de preparação: 10 minutos Objetivo principal: ajudar os alunos a entender como a codificação funciona. RESUMO Ao "programar"

Leia mais

Matemática e Questionário. 4ª Série Ensino Fundamental Manhã MANHÃ. Nome do aluno: Nome da escola: 4ª SÉRIE EF. Número triângulo:

Matemática e Questionário. 4ª Série Ensino Fundamental Manhã MANHÃ. Nome do aluno: Nome da escola: 4ª SÉRIE EF. Número triângulo: Matemática e Questionário MANHÃ 4ª Série Ensino Fundamental Manhã Nome do aluno: Nome da escola: 4ª SÉRIE EF Turma: Número triângulo: 2007 Prezado aluno, prezada aluna: Para que a Secretaria da Educação

Leia mais

Projeto. Pedagógico ÁGUIA SONHADORA

Projeto. Pedagógico ÁGUIA SONHADORA Projeto Pedagógico ÁGUIA SONHADORA 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro narra a história de uma águia inquieta para alçar o primeiro voo; ainda criança, sai pela floresta

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 35 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 35 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 35 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA 1. TEMA: Boa Vontade. 2. OBJETIVO: Incentivar as crianças a praticarem

Leia mais

2º passo: trabalho com a exploração dos Sentidos. Tato Visão Olfato Gustação Audição. 3º passo: trabalho com uma ou mais Linguagens

2º passo: trabalho com a exploração dos Sentidos. Tato Visão Olfato Gustação Audição. 3º passo: trabalho com uma ou mais Linguagens Para que aconteça então a sequência didática os demais passos podem ser encaixados nos horários diários da escola sem nenhuma outra imposição. temos apenas que lembrar que a Sequência aqui apresentada

Leia mais

A CRIANÇA DE SEIS ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL

A CRIANÇA DE SEIS ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL A CRIANÇA DE SEIS ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL Por que a criança de seis anos no ensino fundamental? Porque, pelo que entendi, em minha vida inteirinha, para umas coisas serei grande, para outras, pequenininha.

Leia mais

Técnicas de Apresentação e Negociação

Técnicas de Apresentação e Negociação Curso: Logística Profa. Ms. Edilene Garcia Técnicas de Apresentação e Negociação Roteiro da teleaula APRESENTAÇÕES ORAIS Importância; Técnicas para planejar e executar uma apresentação. NEGOCIAÇÕES EMPRESARIAIS

Leia mais

A última relação sexual

A última relação sexual PARTE G QUESTIONÁRIO AUTO-PREENCHIDO (V1 - M) As próximas perguntas são sobre a sua vida sexual. É muito importante que responda, pois só assim poderemos ter informação sobre os hábitos sexuais da população

Leia mais

Unidade 1: Em Treinamento

Unidade 1: Em Treinamento FRUTOS-3 DESAFIO Vivendo a Vida com Deus Unidade 1: Em Treinamento Pensar nos Outros x Só Pensar em Si LIÇÃO 1 7-8 Anos Neste Trimestre, as crianças continuarão a pesquisar os cinco frutos do Trimestre

Leia mais

Aula 05 - Compromissos

Aula 05 - Compromissos Aula 05 - Compromissos Objetivos Agendar compromissos, utilizando verbos no infinitivo ou a estrutura (ir) + ter que + verbos no infinitivo; conversar ao telefone, reconhecendo e empregando expressões

Leia mais

40 dicas para tornar seu site mais eficiente e funcional

40 dicas para tornar seu site mais eficiente e funcional 40 dicas para tornar seu site mais eficiente e funcional Essas 40 dicas são ótimas e assino embaixo. Foram passadas para mim pelo amigo Luiz Rodrigues, aluno também do Curso Online de Design Web. A fonte

Leia mais

Ficha de avaliação. Nome: Turma: Data: Classificação:

Ficha de avaliação. Nome: Turma: Data: Classificação: 1. A sexualidade diz respeito apenas a uma parte do nosso corpo 2. As mudanças físicas que surgem na puberdade acontecem sempre por volta dos 12 anos 3. A puberdade marca o final da infância 4. O orifício

Leia mais

7º Ano 8º Ano 9º Ano. Ficha de avaliação

7º Ano 8º Ano 9º Ano. Ficha de avaliação 1. As principais diferenças entre as raparigas na infância e a adolescência são: Aumento das mamas, alargamento da anca e crescimento de pelos púbicos Aparecimento da menstruação, crescimento de pelos

Leia mais

Criar perfil de personagens literários na rede

Criar perfil de personagens literários na rede Criar perfil de personagens literários na rede Que tal aliar as leituras literárias da turma ao uso das redes sociais digitais? A proposta desta atividade é que os alunos criem, em rede social, perfis

Leia mais

Exercícios para estabelecer o contato com a nossa criança interior

Exercícios para estabelecer o contato com a nossa criança interior Exercícios para estabelecer o contato com a nossa criança interior C omo este é o mês das crianças, decidi propor para aqueles que estão em busca de autoconhecimento, alguns exercícios que ajudam a entrar

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 4 º ANO

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 4 º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 4 º ANO 2010 Questão1 As figuras nos mostram os órgãos

Leia mais

1) 2) 3) CD 4 Faixas: 80 80.

1) 2) 3) CD 4 Faixas: 80 80. 1ª Aula a) Cumprimentar cada criança cantando seu nome e dando um beijinho com fantoche. Nas primeiras aulas use sempre um fantoche na hora do cumprimento para ganhar a aproximação do aluno. Depois pode

Leia mais

UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS

UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS Frutos-1 Impact0 LIÇÃO 12 VIVENDO A VIDA COM DEUS UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS 9-11 Anos HISTÓRIA BÍBLICA João 1:12; I Pedro 3:15, 18 A Bíblia nos ensina

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROVA 1º BIMESTRE 3º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA PROVA 1º BIMESTRE 3º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA PROVA 1º BIMESTRE 3º ANO 2010 QUESTÃO 1 Esta notícia apareceu

Leia mais

A grande verdade é que a maioria das empresas está perdendo muito dinheiro tentando criar um negócio online.

A grande verdade é que a maioria das empresas está perdendo muito dinheiro tentando criar um negócio online. Você gostaria de aprender o que os negócios campeões em vendas online fazem? Como eles criam empresas sólidas na internet, que dão lucros por vários e vários anos? A grande verdade é que a maioria das

Leia mais

Mostra Cultural 2015

Mostra Cultural 2015 Mostra Cultural 2015 Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais. Iago Faria e Julio César V. Autores:

Leia mais

Agora, dê sua opinião. Os seus novos amigos são legais? Acrescentar aqui: Sim! Muito legais! Não! Nem tanto assim!

Agora, dê sua opinião. Os seus novos amigos são legais? Acrescentar aqui: Sim! Muito legais! Não! Nem tanto assim! Pag. 5 Pag. 6 Pag. 6 Pag. 7 Pag. 7 Pag. 8 Pag. 9 LIÇÃO 1 Vamos conhecer Cindy e Sandy. Que legal! Agora vamos encenar! Ótimo! Vamos conhecer mais amigos! Oba! Vamos agora encenar a fala das crianças! Sensacional!

Leia mais

MATEMÁTICA EM TODA PARTE II

MATEMÁTICA EM TODA PARTE II MATEMÁTICA EM TODA PARTE II Episódio: Matemática na Cidade Resumo O Episódio Matemática na Cidade, o segundo da série Matemática em Toda Parte II, vai abordar situações envolvendo fluxo e movimento nas

Leia mais

Folhas de papel, Xerox com figuras e palavras de frutas e legumes, tesoura, lápis de cor, cola, fita adesiva.

Folhas de papel, Xerox com figuras e palavras de frutas e legumes, tesoura, lápis de cor, cola, fita adesiva. ALGUNS MODELOS DE PLANOS DE AULA NVOLVNDO A EDUCAÇÃO AMBIENTAL Áreas do conhecimento: Educação ambiental Agricultura familiar Educação artística Objetivos Treinar a ortografia, Exercitar a memória. Estratégias

Leia mais

Centro Educacional Mundo do Saber. Turma: Jardim 1 A. Professora: Lucia Helena Schmoeller. Projeto: Turma dos Smurfs.

Centro Educacional Mundo do Saber. Turma: Jardim 1 A. Professora: Lucia Helena Schmoeller. Projeto: Turma dos Smurfs. Centro Educacional Mundo do Saber Turma: Jardim 1 A Professora: Lucia Helena Schmoeller Projeto: Turma dos Smurfs Justificativa Em uma vila em encantada moram duendes azuis que se chamam smurfs que completa

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PROJETO E DA AÇÃO.

DESCRIÇÃO DO PROJETO E DA AÇÃO. TÍTULO: 4 a FEIRA CULTURAL O HOMEM E O CINEMA AUTORAS: EVANDRA CRISTINA DA SILVA E RENATA APARECIDA DOS SANTOS ESCOLA ESTADUAL JARDIM DAS ROSAS (SERRANA/SP) COMUNICAÇÃO RELATO DE EXPERIÊNCIA DESCRIÇÃO

Leia mais

PLANEJAMENTO FEVEREIRO/MARÇO 2014

PLANEJAMENTO FEVEREIRO/MARÇO 2014 CENTRO EDUCACIONAL DA LAGOA PLANEJAMENTO FEVEREIRO/MARÇO 2014 PROJETO VENCER OU PERDER: O desafio da vida FEVEREIRO Valor do mês - AMIZADE Sentimento fiel de afeição, simpatia, estima ou ternura entre

Leia mais

DICAS MENTOR WEB (icoruja)

DICAS MENTOR WEB (icoruja) DICAS MENTOR WEB (icoruja) FECHAMENTO DE ANO LETIVO -> INICIALMENTE DEVE-SE VERIFICAR NAS CONFIGURAÇÕES DO SUB-NÍVEL DE ENSINO, SE ESTÁ PARAMETRIZADO PARA UTILIZAR O FECHAMENTO. IMAGEM EM ANEXO. -> POSTERIORMENTE

Leia mais

Zelo. A Regra de Ouro. Por que ser zeloso? Parceiros atingidos. Zelo - SIM. Zelo - NÃO

Zelo. A Regra de Ouro. Por que ser zeloso? Parceiros atingidos. Zelo - SIM. Zelo - NÃO Exercitando o Caráter 6 a 9 anos Zelo O zelo, ou cuidado, é uma qualidade típica das pessoas de bom caráter. A pessoa zelosa tem cuidado para não prejudicar as outras pessoas e demais seres vivos, nem

Leia mais

MANUAL PARA GESTORES DAS

MANUAL PARA GESTORES DAS MANUAL PARA GESTORES DAS BIBLIOTECAS AZUIS Dezembro 2011 MANUAL PARA OS GESTORES DE BIBLIOTECA AZUL índice O QUE É O PROJETO BIBLIOTECA AZUL?... 2 Página QUAL O PÚBLICO-ALVO DAS BIBLIOTECAS AZUIS?... 4

Leia mais